Você está na página 1de 11

APOSTILA DE MUSICALIZAÇÃO DO SEXTO AO OITAVO ANO

JOÃO ROBERTO 2019


SUMÁRIO SEXTO ANO
 O som
 Cultura Digital
 Sons naturais e não Naturais
 O que é música?
 Matéria prima da música
 A divisão da música
 Característica dos sons
 Instrumentos melódicos e harmônicos
 Canto coral
 A divisão das vozes de um coral
 Aquecimento vocal
SUMÁRIO SÉTIMO ANO
 Canto coral
 Cultura Digital
 Acidentes Musicais
 Notação Musical
 Harmonia e Melodia
 Escala Cromática
 Formação da Escala Maior
 Formação de Acordes Maiores
 Formação da Escala Menor
 Formação de Acordes Menores
SUMÁRIO OITAVO ANO
 Canto Coral
 Cultura Digital
 Intervalos Musicais (Classificação)
 Partitura (leitura e escrita)
 Fórmulas de Compasso (simples e composto)
 Formação de Acordes tétrades
 Inversão de Acordes
 Campo Harmônico (Maior e Menor)
 Modos Gregos
 Paródia
 Composição musical
O Som
É tudo aquilo que desperta a atenção do seu ouvido.
Eles podem ser classificados em: Sons musicais (possuem duração e altura
definida) e Sons não musicais (não possuem duração e altura definida e são
chamados de ruídos);
Para se iniciar o estudo musical é preciso conhecer todos os conceitos que
darão base e suporte para o reconhecimento e aplicação dos elementos que
formam a música.

A MÚSICA SE DIVIDE EM:


Melodia: Sons sucessivos (tocados um após o outro);
Harmonia: Sons simultâneos (tocados 3 ou mais sons diferentes ao mesmo
tempo);
Ritmo: Ordem dos valores.

O som também possui também características diferentes e são elas:


Duração: o tempo que se prolonga um som ou uma nota musical.
Altura: sons graves (grosso), médios e agudos (finos).
Intensidade: Sons fortes e sons fracos.
Timbre: Origem do som (característica que distingue um som do outro).

Então o que é música?


Música- é a maneira de demonstrar nossos sentimentos através dos Sons.
Ela pode nos passar todos os tipos de sentimentos (alegria, tristeza,
ansiedade, loucura etc.);
Para um estudo mais aprofundado em música, iremos estudar O CANTO
CORAL, onde há várias possibilidades de reconhecer e executar todos esses
conceitos falados acima.
O Canto coral nada mais é do que a união de várias vozes em uma mesma
canção, sendo cantada em Uníssono (Melodia) ou a várias vozes (Harmonia).
Cada ser humano entra numa classificação vocal que pode ser fixa ou não.
São elas:
Divisão das vozes de um coral
Classificação feminina

Sopraninos (classificação Mista para meninos e meninas): crianças que


ainda não passaram pela muda vocal (mudança hormonal que acontece e
transformam o corpo de uma criança para iniciar a vida de adolescente até se
tornar um adulto) a mudança que mais nos interessa é a da Laringe
(responsável pela projeção vocal) que aumenta de tamanho e a prega vocal
(responsável pela transformação do ar em voz, através de sua vibração) que
pode acontecer dos 12 até os 21 anos dependendo de cada pessoa.

Sopranos: será reconhecida como a voz mais aguda dentro de um coral.


Dentro desta classificação há outras várias definições de tipos de sopranos
mas que vamos ver em outro momento.
Mezzo Soprano: será reconhecida como uma voz intermediária, tendo grande
facilidade com notas do meio do Piano até uma boa parte dos agudos.
Também temos vários tipos de Mezzo Sopranos que são classificadas pelo seu
Timbre.

Contralto: será reconhecida pela sua voz grave, que muitas das vezes se
mistura às vozes masculinas e também possui classificação diferente a partir
do seu timbre.

Classificação Masculina

Contratenor: será reconhecido pela sua voz extremamente aguda, e são


considerados raros. Possuem extensão vocal de uma Mezzo Soprano e foram
muito usados nas igrejas católicas em épocas medievais.

Tenor: será reconhecido por ter voz aguda porém com timbre masculino
diferente do Contratenor que muitas das vezes é confundido com voz feminina.
Barítono: será reconhecido por ter uma voz intermediária, voz que caminha
entre as notas médias e algumas agudas. Será a voz mais versátil dentre os
repertórios utilizados hoje em dia.

Baixo: será reconhecida pela sua voz extremamente grave, e que também é
dificilmente encontrada. Seu repertório dentre músicas seculares são restritas,
e são utilizados em geral em corais onde possuem arranjos específicos.

Coral

Duetos

Trio Instrumental
Notas musicais
Para cantar e também se especializar em algum instrumento musical é preciso
uma boa base teórica e prática para tal domínio.
Conheceremos então a partir de agora todas essas ferramentas fundamentais
para vivência em música.
Descobertas por Pitágoras (Matemático e Filósofo) na Grécia antiga, as notas
musicais tiveram sua origem através do Monocórdio (instrumento de uma única
corda), que foi desenvolvido e criado por ele. Após muitos anos sem uma
nomenclatura para tais notas, eis que surge um Monge, Guido D`Arezzo que
percebeu a necessidade de se dar nome às notas musicais. E um dia fazendo
a oração de São Sebastião teve sua grande inspiração e utilizou sílabas da
oração para nomear as notas. Eis que surge:

Dó- Ré- Mí- Fá- Sol- Lá- Sí


Km
A partir desta nomenclatura houve uma facilidade enorme de comunicação e
desenvolvimento da escrita musical. E foi iniciada a CIFRA MUSICAL.
C= DÓ
D= RÉ
E= MÍ
F= FÁ
G= SOL
A= LÁ
B= SÍ

E com isso vieram outros mecanismos para se entender e escrever música,


teremos conhecimento de alguns deles.

Os Acidentes Musicais
(#) Sustenido – aumenta o valor da nota em meio tom;
(b) Bemol – diminui o valor da nota em meio tom;
(T) tom – equivale a 2 movimentos na escala cromática.
(ST) Semitom ou meio tom – equivale a 1 movimento na escala cromática.

A ESCALA CROMÁTICA
Escala de 12 sons sucessivos, notas que caminham em intervalos de semitons.
E será nossa ferramenta fundamental para o aprendizado musical.

A partir dos 12 sons da escala cromática foram criadas outras escalas que
tomaremos conhecimento e que nos darão suporte para cantar e tocar um
instrumento musical. Através de fórmulas iremos conhece-las agora.

Modos Gregos
Cada Cidade/Estado da Grécia Antiga resolveu criar um sistema tonal que seria
característico na sua forma de tocar suas músicas. A primeira que deu origem a
este sistema foi a Cidade de Jônia que construiu a primeira Escala que hoje
conhecemos com Modo Jônio ou Escala Maior natural (primitiva).

A fórmula utilizada é: T - T – ST - T - T - T - ST (essa sequência será a distância


intervalar entre cada nota da escala.
Aplicando esta fórmula às demais escalas possíveis teremos então as escalas
Maiores. As escalas nos ajudam a saber quais as possíveis notas a serem
tocadas em cada música, além de ajudar na formação dos acordes (base
harmônica).
As outras escalas do Modo Grego são:

Jônio – T - T – ST - T - T - T – ST (Escala Maior natural)

Dórico – T – ST – T – T – T – ST – T (II Menor com sétima)

Frígio – ST – T – T – T – ST – T – T (III Menor com sétima)

Lídio – T – T – T – ST – T – T – ST (IV com Sétima Maior)

Mixolídio – T – T – ST – T – T – ST – T (V Maior com Sétima)

Eólio – T – ST – T – T – ST – T – T (Escala Menor Natural)

Lócrio – ST – T – T – ST – T – T – T (VII Menor com Quinta Bemol)


Formação de Acordes
 Constrói-se a escala maior de cada acorde para extrair as notas.
Tríades Maiores: 1º 3º 5º
CEG

Tríades Menores: 1º 3ºb 5º


C Eb G

Tríade Diminuta: 1º 3ºb 5ºb


C Eb Gb

Tríade Aumentada: 1º 3º 5º#


C E G#
Família dos instrumentos musicais

Nesta classificação temos instrumentos harmônicos, melódicos e de percussão.


São divididos em:
Cordofones – instrumentos que possuem cordas para formação do som.
Ex: violão, guitarra, contrabaixo, cavaquinhos, violinos etc; (harmônicos e
melódicos).

Membranofones – instrumentos de membrana que ao serem percutidos


produzem som.
Ex: Bateria, pandeiro, surdo, tamborim etc (percussão).

Idiofones – São instrumentos que sua própria vibração produz o som desejado.
Ex: Sinos, triângulos, Cajons, corpo humano etc (Percussão).

Aerofones – são instrumentos que utilizam da utilização do ar para formação do


som.
Ex: Saxofone, flauta, oboé, voz humana, etc (Melódicos).

Desta forma entendemos que:


 Instrumentos harmônicos são aqueles que produzem 3 ou mais sons
diferentes ao mesmo tempo.
 Instrumentos melódicos são aqueles que produzem uma nota de cada
vez.
 Instrumentos de percussão são instrumentos usados para base rítmica e
percutidos por baquetas, vassouras ou as mãos para se produzir som.
CULTURA DIGITAL

Neste conteúdo iremos aprender tudo sobre o mundo do áudio, nomenclaturas


e aplicações no dia-a-dia.
 Quais plataformas de busca e reprodução de áudio você conhece?
 Quais os formatos de áudio você conhece?
 O que são conversores de áudio e vídeo?
 O que são plataformas de edição e gravação de áudio?
Todas essas dúvidas nós iremos sanar estudando a Cultura Digital.

Plataformas de busca

Hoje a maior plataforma de busca utilizada é o YouTube, nela você


encontra qualquer vídeo de músicas e diversos filmes. Para baixar os arquivos
encontrados você terá que baixar o app Atube Catcher. Nele você fará a escolha
do formato (vídeos ou áudios) desejados para baixar. E em questão de segundos
o conteúdo estará no seu computador.

Conversores de áudio e vídeo

Quando temos já finalizado um áudio ou vídeo em qualquer formato,


temos a opção de transformá-los em outros formatos de acordo com nossa
necessidade. Este conversor que iremos tratar agora além dessas funções
consegue ainda transformar qualquer extensão de fotos. Estamos falando do
Format Factory o melhor e mais completo conversor Gratuito encontrado na
internet. De forma bem simples você entra no app, escolhe em qual formato
deseja converter o arquivo, seleciona estes arquivos, aperte ok e pronto.
Teremos os arquivos em segundo no formato desejado.

Reprodução de áudio e vídeo

Hoje em dia temos diversos app para essa função mas, sempre temos aqueles
mais completos e de fácil acesso. Todos os computadores tem instalado o
Windows Media Player mas, que vem tido falhas ao reproduzir alguns formatos
de áudio e vídeo. O mais completo no mercado e que tem deixado seus usuários
satisfeitos é o MPC-HC X64, ele possui todos os Codec`s para rodar qualquer
arquivo.

Formatos de Áudios e Vídeos

Cada formato tem sua qualidade específica e sua usabilidade, no mundo


do áudio os melhores formatos aceitos em todas as plataformas são os: MP3 (o
mais compacto), e o WAV (de grande extensão e melhor qualidade). Temos
vários outros mas, que hoje em dia caíram em desuso. O MP3 conquistou o
mercado fonográfico por ser muito compacto. Sendo assim você pode
transportar diversas músicas em espaços cada vez menores e com uma
qualidade que não deixa a desejar.
O mundo dos vídeos também temos vários formatos mas, o campeão do
mercado em variedade de qualidade é o MP4, com ele você poderá escolher a
qualidade do seu vídeo de acordo com o tamanho do espaço que você possui.
Temos qualidade até mesmo em Full HD trazendo a melhor resolução para os
seus vídeos e que pode ser baixado gratuitamente através do Atube Catcher,
copiando a URL (endereço digital do vídeo anexado ao YouTube).

Plataformas de edição e gravação de áudio

Hoje temos várias plataformas gratuitas na internet, e que oferecem


qualidades profissionais. Através delas será feito todos os nossos trabalhos de
edição e gravação de áudio. Alguns do melhores e mais usuais são:
1. Cool Edit Pro
2. Sony Vegas
3. Audacity
Ambos são plataformas “Mult Pista” que podem gravar várias faixas de áudio e
Mixar em um único arquivo no final do seu trabalho.
Atividade de fixação
1- Conhecendo as fórmulas utilizadas para formação de acordes em tríades
descubra nesse caça palavras as notas que formam os acordes a seguir:
a- C#m ESCALA CROMÁTICA E MODO JÔNIO
b- D
c- Em
d- F
e- G
f- A5#
g- B
EX: Am 1º 3ºb 5º
AC E

C G E G A D C E F E

D B A A D E B G C G

E D B D A E F C# Fb B

F D B F A C G F F# D

G F C D F# E E B Ab F

A A# G# C D E F A G E

B E D E F F G B C E

C# Db Gb F D# B# C# C G E#