Você está na página 1de 3

PORTAL DA USP WEBMAIL USP SERVIÇOS SISTEMAS USP TRANSPARÊNCIA APP JORNAL DA USP ENVIE UMA PAUTA FALE

APP JORNAL DA USP ENVIE UMA PAUTA FALE CONOS

» Home > Ciências > Ciências da Saúde > Profissionais de saúde precisam de treinamento para abordar sexualidade

Ciências da Saúde - 21/12/2016

Profissionais de saúde precisam de


treinamento para abordar sexualidade
Segundo estudo feito por psicóloga da USP em Ribeirão Preto, falta capacitação para os profissionais da área da
saúde lidarem com questões de sexualidade dos pacientes

Por Redação - Editorias: Ciências da Saúde

0 0 0 Like 0 Acontece na USP

Hoje Próximos eventos

14/03/2018
São Carlos sedia IV Workshop on
Applied Finance

14/03/2018
Década de Ação em Nutrição é tema de
seminário na Faculdade de Saúde
Pública

14/03/2018
Ciência às 19 Horas discute
Relatividade Geral: entortando nossa
visão do Universo

14/03/2018
Exposição Território, Edifício, Museu
aborda a presença do Museu Paulista
na cidade
Pacientes precisam se sentir à vontade de conversar com médicos e outros profissionais de saúde – Foto: Divulgação/Brunos Bildverkstad
AB
14/03/2018
São Carlos sedia Workshop Web of
Falta treinamento para os profissionais da área da saúde lidarem com questões de sexualidade dos Science, JCR e End Note Web
pacientes. Esta é a conclusão do estudo feito pela psicóloga Vanessa Monteiro Cesnik van der Geest, da
» Todos os eventos
Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto (FFCLRP) da USP, ao analisar informações de
profissionais de enfermagem em Ribeirão Preto.

A dificuldade em abordar o tema sexualidade pode prejudicar a saúde dos pacientes. “Danos que poderiam
ser evitados com treinamento adequado e atitude proativa dos profissionais”, segundo a pesquisadora.
Artigos

Vanessa exemplifica dizendo que “um homem pode boicotar o tratamento de pressão alta, porque o remédio Entre velhos e jovens:
pode causar impotência sexual e ele não se sentir à vontade de conversar com o médico; ou então, uma conflitos geracionais e
mulher em tratamento contra o câncer de mama pode sentir dores na relação sexual, devido à diminuição da
ressentimento
12/03/2018
lubrificação vaginal. Se esta mulher fosse avisada sobre esse efeito colateral, poderia evitar maiores danos Kimi Tomizaki é professora de Sociologi
em sua saúde sexual”. da Faculdade de Educação …

Para a pesquisa, Vanessa listou 34 atividades da rotina de profissionais de enfermagem hospitalares (nível Novos rumos de “revisão
superior e técnico), relacionadas à sexualidade. Desde conversas com o paciente sobre mudanças na vida nas falas”: ele é dos
sexual, após alguma doença ou tratamento, até o toque ou exposição íntima da região genital, durante algum nossos!
09/03/2018
procedimento. Mario Fanucchi é jornalista e professor
aposentado da Escola de …
A pesquisadora elaborou também questionário para identificar as prioridades de treinamento desses
profissionais e buscar crenças e outras variáveis individuais e relativas ao trabalho que influenciam a “À nous deux maintenant” –
necessidade de treinamento na área. Neymar e os destinos de
sua carreira
Após análise de 217 questionários, Vanessa concluiu que, de um modo geral, os profissionais de enfermagem 07/03/2018
apresentam maior dificuldade na “discussão geral sobre sexualidade com pacientes, familiares e equipe”. Essa José Carlos Marques é integrante do
Ludens (Núcleo Interdisciplinar de …
característica é mais evidente naqueles que acreditam “ser menos importante a abordagem de questões
sexuais com pacientes” e que não atendem adolescentes, crianças e bebês. Como auscultar os
sussurros de nosso
O estudo identificou que os profissionais que universo: o projeto
precisam de treinamento sobre “prevenções e BINGO
complicações clínicas na sexualidade” também são 05/03/2018
aqueles com menor crença na importância em Elcio Abdalla é professor titular do
Departamento de Física Matemática …
abordar questões sexuais. E ainda, que os enfermeiros
com maior necessidade de treinamento em exposição Chove chuva, chove com
íntima do paciente são os que possuem mais tempo parar – reflexões do agro
de trabalho no hospital, independentemente da de fevereiro
idade ou do tempo de profissão. 02/03/2018
Foto: Divulgação Marcos. F. Neves é professor titular da
Faculdade de Administração …
“Esses resultados são muito importantes, pois treinar
um profissional sem saber o ponto fraco dele pode gerar desperdício de recursos; além disso, quando temos
CIÊNCIAS CULTURA ATUALIDADES UNIVERSIDADE INSTITUCIONAL Procurar conteúdo...
uma amostra muito diversificada, o resultado geral pode mascarar dificuldades específicas de uma
população”, afirma a professora Thais Zerbini, orientadora do estudo.

Para solucionar a carência de treinamento dos profissionais de enfermagem com relação às questões de
sexualidade, Vanessa afirma que “deveria haver obrigatoriedade no ensino dessas questões nas universidades
aos profissionais da saúde em geral. Não apenas para ensinar sobre doenças e transtornos, mas também para
abordar assuntos com a resposta sexual humana e debates para capacitar o profissional a falar sobre o
assunto sem constrangimento ou desconforto”.

De acordo com Vanessa, quando são ensinadas atividades relacionadas à sexualidade do paciente, isso gera
diversos sentimentos nos profissionais e esbarra em crenças pessoais, “por isso é importante ter debates e
diálogos, assim abrirá espaços para que novas crenças sejam criadas em conjunto, de modo que facilitem o
atendimento às questões de sexualidade do paciente”, conta.

A fim de mudar essa realidade, Vanessa está organizando uma semana de palestras gratuitas sobre
sexualidade para profissionais da saúde, que acontecerá no período de 24 a 29 de janeiro. As inscrições são
gratuitas e podem ser realizadas no site www.sexualidadeonline.com.br.

Gabriela Vilas Boas, de Ribeirão Preto

Mais informações: vmcesnik@gmail.com

0 0 0 Like 0

Textos relacionados

Projeto de pesquisadores da USP Projeto envolve moradores para Evento na Saúde Pública discute
facilitará gestão da rede de saúde diminuir riscos de deslizamento desafios da Década da Nutrição

Violeiro Júlio Santin e sua luta pela Inteligência artificial ajuda em Software de aluno da USP ajuda na
preservação da cultura caipira diagnósticos de doenças gestão de clínicas e consultórios
© 2018 - Universidade de São Paulo