Você está na página 1de 30

Introdução

Definir energia é muito difícil, costumamos, em física, defini-la como a


capacidade de realizar um trabalho.

A energia se manifesta de diversas formas, como por exemplo a energia


elétrica, energia nuclear(imagem), energia solar e outras formas. A partir
de agora iremos discutir este tema de suma importância para a
compreensão melhor de nosso dia-a-dia.

Imagem: Felix Konig/ Creative Commons Atribuição-Partilha


nos Termos da Mesma Licença 3.0 Unported
Introdução

O estudo da energia está dividida em três tipos:

 cinética;
 potencial;
 mecânica.
Energia cinética (Ec)

O conceito de energia cinética está ligado o movimento de um ou mais


corpos. Portanto, só temos energia cinética se existir velocidade.

Imagem: GOVBA/Creative Commons Attribution 2.0 Generic.


Energia cinética (Ec)

Se um corpo estiver em repouso sua energia cinética será nula.

Matematicamente:
2
m.v
EC 
2
UNIDADE NO SI:

EC  Energia Cinética => joule (J)


m  Massa => quilograma (kg)
v  Velocidade => metro por segundo (m/s) Imagem: Nacho/Creative Commons Attribution 2.0 Generic.
Exemplo 1.
Um automóvel de massa 800 kg move-se com velocidade de 10
m/s. Calcule a energia cinética desse automóvel.

Primeiro, retiramos todos os dados


que a questão nos fornece:

Massa: 800 Kg
Velocidade: 10 m/s
Ec: ? Imagem: Paullo78/Creative CommonsAtribuição-CompartilhaIgual 4.0
Internacional

Regra:
2
m.v
EC 
2
Exemplo 1.
Um automóvel de massa 800 kg move-se com velocidade de 10
m/s. Calcule a energia cinética desse automóvel.
Substituindo os valores na regra:

Ec= m.v2 = (800).(102) = (800).(100) = 40000


2 2 2

Ec= 40000 joules = 4.104J

Imagem: Paullo78/Creative CommonsAtribuição-CompartilhaIgual 4.0


Internacional
Teorema da energia cinética
A idéia física do Teorema da Energia Cinética, também
conhecida como teorema do trabalho – energia, é extremamente
importante para a compreensão do conceito de Trabalho em física.

Supondo uma força F constante, aplicada sobre uma caixa de


massa m com velocidade vi, no início do deslocamento d e velocidade vf
no final desse mesmo deslocamento.

Vi Vf
F F

d
Teorema da energia cinética
Vi Vf
F F

Aplicando a segunda lei de Newton:

F = m.a
Questões
1. (UNICAMP) Sob a ação de uma força constante, um corpo de massa m = 4,0 kg
adquire, a partir do repouso, a velocidade de 10 m/s.

a) Qual é o trabalho realizado por essa força?


b) Se o corpo se deslocou 25 m, qual o valor da força aplicada?
2. (PUC – PR) Um corpo de massa 2 kg está inicialmente em repouso sobre uma
superfície horizontal sem atrito. A partir do instante t = 0, uma força variável de
acordo com o gráfico a seguir atua sobre o corpo, mantendo-o em movimento
retilíneo.
Com base nos dados e no gráfico são feitas as seguintes proposições:

I - Entre 4 e 8 segundos, a aceleração do corpo é constante.


II - A energia cinética do corpo no instante 4s é 144 joules.
III - Entre 4 e 8s, a velocidade do corpo se mantém constante.
IV - No instante 10 segundos, é nula a velocidade do corpo.

É correta a proposição ou são corretas as proposições:

a) somente I e II b) somente I c) todas


d) somente II e) somente III e IV
3. (UEM) Um corpo de massa m = 2 kg é abandonado de uma altura h = 10 m.
Observa-se que, durante a queda, é gerada uma quantidade de calor igual a 100
J, em virtude do atrito com o ar. Considerando g = 10 m/s², calcule a velocidade
(em m/s) do corpo no instante em que ele toca o solo.
Gabarito das questões
1.
a) 200 J.
b) 8,0 N.

2. A

3. V = 10 m/s
ENERGIA POTENCIAL
É definida como a
energia associada ao
estado de posição de Epg  mgh
um objeto.
Quanto mais alto estiver,
maior será sua energia 1 2
potencial. Epe  kx
Calcula-se:
2
PEDRA “ENERGIZADA”
Energia potencial

O alpinista possui energia armazenada pelo fato de


estar a ser atraído pela Terra. Essa energia que não
se está a manifestar mas que pode vir a manifestar-se
se cair, designa-se por energia potencial gravítica.
Energia potencial

O boneco dentro da caixa tem energia armazenada.


Esta energia manifesta-se quando o boneco salta e
designa-se por energia potencial elástica.
A ENERGIA CINÉTICA
DEPENDE DE QUÊ?
Se duas pedras, com a mesma massa, forem
atiradas contra uma parede com velocidades
diferentes, qual provocará mais danos?

A pedra que provoca maior estrago é a que possui maior


velocidade porque tem uma energia cinética maior.
A ENERGIA CINÉTICA
DEPENDE DE QUÊ?
Se duas pedras, de massas diferentes, forem
atiradas contra uma parede com a mesma
velocidade, qual provocará maior estrago?

A pedra que provoca maior estrago é a que possui


maior massa porque tem uma energia cinética maior.
A ENERGIA POTENCIAL
GRAVÍTICA DEPENDE DE QUÊ?
Se deixarmos cair uma pedra, em qual dos três
níveis vai causar maior estrago?

A pedra produz mais estragos quando cai do nível 3


porque como cai de uma altura maior tem uma energia
potencial gravítica maior.
A ENERGIA POTENCIAL
GRAVÍTICA DEPENDE DE QUÊ?
Se deixarmos cair duas pedras de massas
diferentes mas da mesma altura, qual vai causar
maior estrago?

A pedra de maior massa produz mais estragos porque


tem uma energia potencial gravítica maior.
Energia cinética e energia potencial
 A energia cinética depende da massa e da velocidade.

Maior massa
Maior energia cinética
Maior velocidade

 A energia potencial gravítica depende da massa e da altura.

Maior massa
Maior energia potencial gravitacional
Maior altura

 A energia potencial elástica depende da deformação.

Maior deformação Maior energia potencial elástica


TRABALHO REALIZADO POR UMA FORÇA DE MOLA