Você está na página 1de 1

Dizer que o Olavo de Carvalho só criou uma geração de alunos arrogantes é dizer que

homens e mulheres como: Carlos Nadalim, Felipe G MArtins, Felipe Moura Brasil, Caio
Coppolla, Ernesto Araújo, Bernardo Kuster, Paulo Briguet, Rodrigo Gurgel, Rafael
Nogueira, Ronald Robson, Flavio Morgenstern, Elpídio Fonseca, Taiguara Fernandes,
Mário Chainho, iana Rodrigues, Bruna Luíza, Lorena Miranda Cutlak são meros garotos e
garotas arrogantes com os quais o debate geral, sob qualquer título que seja, é inviável
por serem ignorantes radicalizados. Mencionar o Olavo como uma fonte transitória antes
de se atingir uma tal maturidade intelectual, é dizer que homens e mulheres que até hoje
admiram(ou admiraram em vida) o trabalho do Olavo, como: Inves Gandra, Wolfgang
Smiith, Miguel Reale, Antoine Danchin, Roberto de Oliveira Campos, Paulo Francis,
Antônio Olinto,Jorge Amado(sim, mesmo de esquerda), Carlos Heitor Cony, João Carlos
Martins, João Seabra Botelho, filósofo português, Maria José de Queiroz, Jeffrey Nyquist,
Andrei Pleshu, Emil Constantinescu, Gilberto de Mello Kujawski,Itamar Franco, Jody
Cockerill-Bruhn, Tom Parker, Judith Reisman, são todos intelectuais mediocres que ainda
não atingiram o SEU nível intelectual, para entender o quão insignificante é a obra do
Olavo. Quem é o verdadeiro arrogante dessa história?

Interesses relacionados