Você está na página 1de 11

®

6
MILHÕES
de casas em Portugal

O seu lar reflete-o


OS NÚMEROS NESTE CATÁLOGO PRECISAM DE DIMINUIR ATÉ 2016 por APAV
02 FAMÍLIA 03

> FAMÍLIA

1/semana
A violência doméstica
foi responsável por uma
morte/semana no ano passado

Lar, doce lar


Ter um lar é mais do que simplesmente ter um
sítio para viver. É ter um local onde se está são
e salvo todos os dias. É ter onde experimentar
sensações únicas e memoráveis. Como disse
Dorothy uma vez num filme: não existe lugar
como o nosso lar.

Existe?
83%
dos casos de violência
doméstica são cometidos
por pessoas que vivem no
mesmo lar que a vítima

!
Violência doméstica é a 3ª tipologia
criminal mais reportada entre todos
os crimes contra as pessoas

FAMÍLIA 2-5 | ELA 6-11 | ELE 12-13 | CRIANÇAS 14-16 | IDOSOS 17 | SERVIÇOS 18-19
04 FAMÍLIA FAMÍLIA 05

23 %
na sua

21 % vizinhança

na sua família
ou círculo de

7
À medida que a idade vai
Percentagem
de portugueses
% amigos
avançando a violência sobre
que conhecem
alguma mulher que no seu local
ascendentes aumenta.
Em média, por dia, 19 CRIANÇAS
sofreu violência de trabalho por semana foram
doméstica: ou estudo
2,3 IDOSOS vítimas de violência

foram vítimas de violência,


no ano passado
21 HOMENS
por semana
foram vítimas
de violência

48
PESSOAS
morreram no âmbito da violência
doméstica no ano de 2014

53%
à noite ou de
madrugada

REINO UNIDO
2 mulheres são mortas todas as
semanas.
BRASIL
1 mulher é agredida a cada 15

43 MULHERES 33,4% 33,3%


segundos.
ESPANHA
em 2014, 71 mulheres foram
morreram no âmbito da
entre as entre as assassinadas pelos seus parceiros.
violência conjugal
19h-24h 13h-18h EUA
1200 mulheres foram mortas pelos seus
maridos ou parceiros na última década.
06 ELA 07

> ELA
78%
não dependem
economicamente
do acusado

Um toque
feminino 85%
DAS VÍTIMAS
de violência doméstica são mulheres

A mulher é a maior vítima de violência doméstica. E o perfil


desta mulher encaixa-se no perfil de muitas pessoas conhecidas
e amadas por si: mãe, casada, independente financeiramente.
Por mais absurdo que a violência doméstica pareça, está mais
perto do que podemos imaginar.

49%
SÃO CASADAS
08 ELA ELA 09

!
Como regra geral, o agressor
sempre planeia o crime e tem plena
consciência dos seus atos

>Lar é um
estado de
espírito.<

As mulheres vítimas
de violência doméstica
sentem mais em
comparação às não
vítimas:

Desespero (556%)
Vazio (479%)
Desânimo (368%)
Culpa (355%)
Uma em cada três Tristeza e pesar (344%), Como as mulheres foram
mulheres sofreu algum Ansiedade (112%) mortas pelos seus parceiros:
Pensamentos suicidas (300%)
tipo de comportamento
abusivo por parte do
TENTATIVAS DE SUICÍDIO
37% 32%
parceiro atual ou de um ARMAS BRANCAS ARMAS DE FOGO

600 %
ex-parceiro. Nos casos restantes, os homicidas
escolheram o afogamento,
Isso inclui: o espancamento, o fogo e a tortura

01 HUMILHAÇÃO
em ambiente público ou privado

02 PROIBIÇÃO
de sair de casa ou ser trancada
Razões porque
as vítimas não
Existem casos em que as mulheres contactaram
são esfaqueadas 7, 8, 9 vezes. Num organizações ou
caso específico, uma vítima foi serviços após os
atingida 17 vezes incidentes mais

34%
sérios:

6% pensaram que não


era sério o suficiente
por medo de
represálias

03 OBRIGAÇÃO
de assistir a material pornográfico
contra a própria vontade

04 AMEAÇAS
de violência contra ela ou contra 9%
pessoas com quem ela se importa não queriam que outras
pessoas soubessem
10 ELA ELA 11

>É tão diferente


73% dentro de casa.<
das situações
caracterizam-se por 88% dos agressores são
crime continuado homens. Mas não são
fáceis de identificar.
Fora de suas casas, em
público, podem ser pessoas
amigáveis e amorosas.

4% Assim que a porta é


fechada, outra face é

42% DAS MULHERES


revelada. Uma face que
simplesmente não pode
das vítimas foram evitaram voltar para casa por Que tipo de violência ser esquecida por quem
alvo de mais de temer ataques físicos ou sexuais é praticada? convive com eles.
um episódio nos últimos 12 meses
de violência
80%
2%SEXUAL PSICOLÓGICA

9%ECONÓMICA Causas da violência


doméstica:

12-15% 12 %
SOCIAL
71%
01 CIÚMES DOENTIOS

02 PROBLEMAS DE DEPENDÊNCIA
das mulheres europeias, com 03 MACHISMO
mais de 16 anos, são vítimas de FÍSICA 04 DIVÓRCIO
violência por parte do parceiro
(partilha de bens, guarda dos filhos)

Depois do ato violento


é comum que o agressor
implore por perdão
12 ELE 13

> ELE

Há sempre Homens
também

algo novo
são vítimas

19,2%
Para aqueles que imaginam que apenas as mulheres são DAS DENÚNCIAS
vítimas de violência doméstica, temos uma novidade: foram apresentadas por homens
os homens também são vítimas. E eles podem sofrer
violência não só dos seus parceiros, mas também dos
seus ascendentes e descendentes. 8%
dos homens são vítimas
nas situações de namoro

10 HOMENS
foram mortos no âmbito da violência
doméstica em 2013
14 CRIANÇAS 15

> CRIANÇAS
59% DAS VÍTIMAS
de abuso sexual têm idades entre 8 e 13 anos
e geralmente possuem relações familiares
O abuso sexual tem um
com o abusador impacto muito grande na
saúde física e mental da
criança, que pode persistir
por toda a sua vida

A estimular
a imaginação
As crianças podem
pensar que violência
é um comportamento
aceitável numa relação
íntima

das crianças
As crianças são esponjas que absorvem tudo à volta.
O que elas veem, ouvem e sentem nesta idade importa
porque é o que vai moldar quem elas serão amanhã.

24 CRIANÇAS
viram a própria mãe ser morta
pelo parceiro e não puderam
pedir socorro a ninguém
16 CRIANÇAS 17

>Crianças que testemunham


violência geralmente sofrem > IDOSOS
os mesmos sintomas Entre 65 e 74 anos:

e efeitos que as crianças


que sofrem violência,
inclusive transtorno de
32% DAS MULHERES Feitos
stress pós-traumático.< Os efeitos físicos da
violência doméstica
41% DOS HOMENS
são vítimas de violência doméstica
para durar
durante a gravidez podem
resultar em crianças de
baixo peso, nascimentos Dizem que os avós são
prematuros, sangramentos pais com açúcar. Mas, em
excessivos e morte fetal
decorrentes do trauma Portugal, muitos deles têm
físico e stress emocional
da mãe
experimentado o lado mais
amargo de envelhecer.

Formas de violência contra


os idosos:

01 FÍSICA

39 %
Empurrões, socos, queimaduras ou administração
imprópria de medicação.

02 PSICOLÓGICA
Intimidação, humilhação, ameaças, insultos,
das agressões são chantagem ou isolamento.
testemunhadas Acima dos 75 anos:
por crianças 03 SEXUAL

“ Não gostava de me sentir assim. Estava 59 DAS MULHERES


% Qualquer contacto sexual sem consentimento.

04 FINANCEIRA
sempre triste e assustado. Não entendia Uso abusivo de fundos, propriedades ou bens,
nada. Tinha medo de falar e de dizer.
Um dia a minha professora percebeu 67%DOS HOMENS
são vítimas de violência doméstica
transferência de dinheiro, assinatura forjada em
documentos.
e ajudou-me. Falamos com a polícia 05 NEGLIGÊNCIA
e depois foi mais fácil. ” Omissão ou ineficácia em: satisfazer as
necessidades básicas, procurar ajuda médica,
alimentar ou cuidar da higiene de maneira
adequada.
18 SERVIÇOS SERVIÇOS 19

AJA
Precisa de inspiração Em Portugal, desde 2000, > SERVIÇOS
para mudar? o crime de violência doméstica
passou a ter natureza pública.
Ou seja, basta que as
autoridades policiais e/ou
o Ministério Público tenham
PROCURE AJUDA
conhecimento da sua
ocorrência para instaurar
o procedimento criminal,
116 006 - APAV
Planeie: Linha de Apoio à Vítima
não sendo necessária uma
(Chamada gratuita - Dias úteis das 9h às 19h)
01 RECONHEÇA queixa da vítima ou dos seus
o problema representantes legais para dar
início ao processo.
02 PARTILHE 112
a situação com família Número Nacional de Emergência
Qualquer cidadão pode assim
e amigos
reportar uma situação de
03 PROCURE violência doméstica a uma das
aconselhamento várias autoridades competentes
jurídico para o efeito.
04 ENVOLVA-SE
com grupos de apoio Partilhe
Este catálogo está disponível online:
www.apav.pt/catalogohome2015

Faça o download e partilhe com a sua família


e os seus amigos.

Acabar com a violência doméstica requer


planeamento da vítima e apoio de todos
nós. Não há uma resposta única para
o problema. Cada caso é específico
“Aos 15 anos conheci o Paulo. Engravidei quando tinha 18 e precisa ser encarado como tal. Mas
anos e fomos viver juntos. Cheirava a outras mulheres existe uma saída. Quanto mais soubermos
e quando lhe disse isso, empurrou-me e disse que me e falarmos sobre o assunto, mais perto
matava. Quando o Rui nasceu, trouxe para casa uma estaremos de pôr um fim a esta
mulher e pôs-nos na rua. Passei a noite toda ao relento, vergonha nacional.
cheia de frio. O Rui nem chorava. De manhã saiu a outra
e entrámos nós. Levei uma sova. E noutro dia levei outra.
Fontes:
E mais outra. E depois eram já tantas que lhes perdi http://apav.pt/apav_v2/images/pdf/Estatisticas_APAV_
a conta. O Rui nunca chorava. Falei com a assistente Relatorio_Anual_2014.pdf | http://www.portugal.gov.pt/pt/
social e ela disse-me para ir para um acolhimento. E eu documentos-oficiais/20140401-rasi-2013.aspx | http://www.
fui. Se foi fácil? Não. É estranho. Tantas mulheres como portugal.gov.pt/pt/documentos-oficiais/20150331-rasi-2014.
aspx | http://www.cnpcjr.pt/Relatorio_2012_28maio.pdf |
eu. Se valeu apena? Sim. E agora o Rui já pode chorar. ” http://apav.pt/apav_v2/images/pdf/Relatorio_OCH_2014.pdf
| http://www.umarfeminismos.org/images/stories/oma/2014/
OMA_2014_Relat%C3%B3rio_Anual.pdf
Apoio:

Qualquer semelhança com a realidade


nas páginas e gráficos deste catálogo
são mera coincidência. A sua atenção
é o maior apoio para esta causa.

Qual é a sensação
de estar em casa?