Você está na página 1de 7

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS – PUC-GOIÁS

ESCOLA DE FORMAÇÃO DE PROFESSORES E HUMANIDADES


NÚCLEO INTERDISCIPLINAR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO EM
HUMANIDADES

- ÁREA DE t OCIOLOGIA – 2017/2


Disciplina: SOCIOLOGIA JURÍDICA Turma: A06
Curso: DIREITO Créditos: 04
Professora: Dra. Thais Alves Marinho Código: HGS-2380

I. EMENTA

Conceitos e paradigmas sociológicos do Direito. Processo histórico de formação da sociedade na


perspectiva sociológica. O Direito e a sociedade nas normas positivadas. Clássicos e contemporâneos
das Ciências Sociais aplicados à Sociologia Jurídica. Ambiente e Direito na crise do Estado Nação e a
mudança social. Relações de poder e a dimensão social e étnico-racial na Sociologia Aplicada ao
Direito.

II. OBJETIVOS
Possibilitar ao aluno a capacidade de desenvolver uma análise sociológica das relações sociais,
de poder e ideológicas, inseridas no processo de construção do Direito.

III. OBJETIVOS ESPECÍFICOS

Compreender cientificamente e humanisticamente a sociedade moderna e situar-se como


sujeito humano, social e político;
Compreender as relações entre o ordenamento jurídico e a realidade social;
compreender e saber utilizar criticamente os instrumentos conceituais da sociologia jurídica na
vida profissional;
aprimorar a habilidade de análise, crítica e síntese para a interpretação dos cenários
sociopolíticos e econômicos; desenvolver as habilidades de questionamento, interpretação e soluções
para um ordenamento jurídico com justiça social.

IV. CONTEÚDO PROGRAMÁTICO

Unidade I
A sociologia e sua contextualização histórica:
A formação do mundo moderno e a formação da sociologia
Introdução às abordagens clássicas;

Unidade II
As principais concepções do Direito na perspectiva sociológica:
Visão positivista
Visão jusnaturalista
Visão dialética

Unidade III
Direito e Sociedade
Direito e as normas sociais
p. 1
Direito e o processo de socialização dos indivíduos
Direito e eficácia das normas
Direito e burocracia
Direito e justiça social

V – Metodologia
- Aulas expositivas e dialogadas
- Leituras dirigidas de textos
- Promoção de debates e trabalhos individuais e em grupos
- Utilização de material audiovisual
- Exibição e discussão de documentários, filmes e reportagens
- Estudo de textos, artigos e casos

VI - Orientações/rotinas cotidianas .

1 – As leituras são recomendadas pela professora como condição primeira para a participação às
aulas e discussões.
2 – A pontualidade e assiduidade é uma exigência para as aulas. Não é permitido interromper a
aula por questões pessoais. Procure o professor antes do inicio da aula ou no final. t e chegar
atrasado não interrompa a aula, sente-se silenciosamente. Se precisar sair mais cedo justifique
no inicio da aula, se tiver impossibilitado deixe um bilhete com seu nome sobre a mesa da
professora.
3 – Evite as conversas paralelas durante as aulas para não prejudicar t eu andamento, respeite o
direito do colega de assistir à aula.
4 – Exercite seu direito de pensamento e manifestação livre de ideias sem censura e sem censores,
apenas t e pertinentes à discussão do conteúdo.
5 – Exercite seu direito de estudar- aprender em co-responsabilidade com a professora e colegas.
6 – Exercite seu direito a crítica responsável e propositiva – educativa .
7- Não serão tolerados qualquer tipo de comportamento ofensivo, agressivo ou bullyings. Evite
apelidos e diminutivos, respeite as diferenças.
7- Outras regras poderão ser acordadas, se necessárias, no desenvolvimento do curso .

VII- Atividades avaliativas:

Cada aluno deve fazer e entregar o fichamento de todos os textos: Observe o dia da entrega no
cronograma abaixo. Após a data de recebimento valerá apenas 80% da nota.
Consiste em um FICHAMENTO TEMÁTICO. O Aluno deve reunir elementos relevantes (conceitos,
fatos, idéias, informações) do conteúdo do texto, com título e subtítulos destacados. O aluno deve
transcrever trechos do texto estudado ou, ainda, registrar as ideias apresentadas, segundo a visão do
leitor. As transcrições literais devem vir entre aspas e com indicação completa da fonte (autor, data,
página). As que contêm apenas uma síntese das ideias dispensam as aspas, mas exigem a indicação
completa da fonte (sem a página). As que trazem simplesmente ideias pessoais não exigem qualquer
indicação.

SEMINÁRIOS

p. 2
A apresentação do seminário deverá contemplar todos os itens requeridos para o fichamento.
Além disso, os apresentadores deverão fazer uma pequena pesquisa bibliográfica sobre os autores.
Abaixo seguem os critérios para avaliação do seminário.

Critérios de Avaliação da Apresentação Oral Nota


1- Capacidade de organização, articulação e elucidação dos conceitos na 0,3
apresentação
2- Domínio do Assunto (Segurança, conhecimento e envolvimento com o tema) 0,3
3- Capacidade de provocar discussão e despertar interesse 0,3
4- Uso do tempo, didática e criatividade 0,3
5- Coesão do grupo 0,3
TOTAL 1,5 pts.

ATENÇÃO!!! Fiquem atent@s ao dia da apresentação do seu grupo, desculpas não serão
toleradas. Em caso de impedimento, resolva com antecedência. As apresentações começam no dia
31/10/2017.
Cada grupo terá 60 minutos para expor seus argumentos de forma concisa, coerente e organizada.
Serão observadas a capacidade de organização, articulação e elucidação dos conceitos, observando
como o grupo estrutura a apresentação e as informações contidas no texto, capítulo ou artigo. Também
serão observadas a compreensão total do texto, ou seja, o domínio do assunto, por meio da segurança e
envolvimento do aluno e do grupo com o tema. Outro critério avaliativo é a capacidade de provocar
discussão e despertar interesse dos ouvintes, o uso do tempo a didática e a criatividade utilizada
também serão observadas, bem como a coesão do grupo.

VIII - Avaliação

N1 Atividades Avaliativas de N2 Atividades Avaliativas de N2


N1

3,5 pts. = Fichamentos 3,0 pts. = Fichamentos

2 pts. = Atividade em Sala 3,0 pts = Seminário

4,5 pts. = Prova 4,0 pts = Atividade Final


(discursiva)

N1= 10 pts. N2= 10 pts.

Cálculo da média

Nota N1= N2= Média=


Peso 4 6 10
Fórmula 0,4 x N1 + 0,6 x N2 Média > 5
Exemplo 0,4 x 10 = 4 0,6x 10 = 6 4 + 6 = 10

IX- Cronograma

Data Programação Método e Didática


Aula 1 08/08 t Apresentação Aula Expositiva
p. 3
Aula 2 11/08 s Apresentação do Programa Aula expositiva
Aula 3 15/08 t Texto 1 – Ciência e Senso comum Entrega do fichamento
Aula expositiva
Aula 4 18/08 s Continuação do Texto 1 Aula expositiva
Aula 5 22/08 t Texto 2 – Política e Cotidiano - Aula expositiva
Entrega da AED 1
Aula 6 25/08 s Texto 3 - Modernidade e Sociologia Entrega do fichamento
Aula expositiva
Aula 7 28/08 t Texto 4 – Sociologia e ciência Aula expositiva
Aula 8 01/09 s Atividade em sala
Aula 9 05/09 t Texto 5 – Sociologia de Émile Entrega do fichamento
Durkheim Aula expositiva
Aula 10 12/09 t Continuação do Texto 5 Aula expositiva
Aula 11 15/09 s Texto 6 – Sociologia de Max Weber Entrega do fichamento
Aula expositiva
Aula 12 19/09 t Continuação do Texto 6 Aula expositiva
Aula 13 22/09 s Texto 7 – Sociologia de Karl Marx Aula expositiva
Aula 14 26/09 t Continuação do Texto 7 Aula expositiva
Aula 15 29/09 s Atividade em Sala Atividade em Sala
Aula 16 03/10 t Revisão e Correção das Atividades Aula expositiva
Aula 17 06/10 s Prova Avaliação em sala
Aula 18 10/10 t Entrega das notas de N1 Entrega das notas de
N1
Aula 19 17/10 t AED 2 – La sociologia del Derecho
Aula 20 20/10 s Semana de Ciência e Tecnologia Congresso da PUC
Goiás
Aula 21 27/10 s Texto 8 – Identidade e Pós- Entrega do fichamento
Modernidade Aula expositiva
Aula 22 31/10 t Continuação do Texto 8 Seminário
Aula 23 07/11 t Texto 9 – Raça e Etnia no Brasil Entrega do fichamento
Aula expositiva
Aula 24 10/11 s Continuação do Texto 9 Seminário
Aula 25 14/11 t Texto 10 – Direito e Democracia – Entrega do fichamento
Entrega da AED 2 Aula expositiva
Aula 26 17/11 s Continuação do Texto 10 Entrega do fichamento
Seminário
Aula 27 21/11 t Texto 11 – Direito e suas múltiplas Entrega do fichamento
formas Aula expositiva
Aula 28 24/11 s Continuação do Texto 11 Seminário
Aula 29 28/11 t Texto 12 – Direito e Justiça social Entrega do
Fichamento - Aula
expositiva
Aula 30 01/12 s Continuação do Texto 12 – Entrega Seminário
da AED 3
Aula 31 05/12 t Texto 13 – Direito e Emancipação Entrega do
Fichamento -Aula
expositiva
Aula 32 08/12 s Continuação do Texto 13 –Entrega da Seminário
AED 4
p. 4
Aula 33 12/12 t Atividade final – Apresentação Atividade avaliativa
Aula 34 15/12 s Atividade final – Apresentação Atividade avaliativa
Aula 35 19/12 t Entrega de notas Entrega de notas
Aula 36 22/12 s Entrega de notas Entrega de notas
Aula 37 AED1 – 22/08 AED
Aula 38 AED2 – 14/11 AED
Aula 39 AED3 – 01/12 AED
Aula 40 AED4 – 08/12 AED

X- Controle das Frequências

Mês Qtdade de aulas Carga Horária Frequência


Agosto 7 14
Setembro 8 16
Outubro 7 14
Novembro 7 14
Dezembro 8 16
AED 3 6
Total 40 80

Frequência mínima para aprovação: 60


TEXTOS PARA A DISCIPLINA

 TEXTO 1 - CHAUÍ, Marilena. A atitude científica e A Razão. In: Convite a Filosofia, de


Marilena Chauí, Ed. Ática, São Paulo, 2000, Unidade 7, As ciências, P. 69-76 e 314-319.
 TEXTO 2 - PARANHOS, Adalberto. Política e cotidiano: as mil e uma faces do poder. In:
O roubo da fala. 16. ed. In: MARCELLINO, Nelson C. (org.). Campinas: Papirus: 2008.p.
51-60. Disponível em: https://www.passeidireto.com/arquivo/3210642/politica-e-cotidiano-
as-mil-e-uma-faces-do-poder
 TEXTO 3 - FILHO, Arnaldo Lemos. As ciências sociais e o processo histórico. In:
MARCELINO, Nelson. Introdução às Ciências Sociais.Campinas: Papirus, 2000. 8ª
edição .19-28
 TEXTO 4 - COSTA, Cristina. Capítulo 4 - A emergência do pensamento social em bases
científicas. In: Sociologia: Introdução à ciência da sociedade. 2 ed. SãoPaulo: Editora
Moderna, 1997. P. 64-81
 TEXTO 5 - COSTA, Cristina. Capítulo 5 - A sociologia de Durkheim. In: Sociologia:
Introdução à ciência da sociedade. 2 ed. SãoPaulo: Editora Moderna, 1997. P. 59-69.
Disponível em: https://www.passeidireto.com/arquivo/1762330/sociologia-costa-c-caps-5-
6-7
 TEXTO 6 - COSTA, Cristina. Capítulo 6 - A sociologia de Weber. In: Sociologia:
Introdução à ciência da sociedade. 2 ed. SãoPaulo: Editora Moderna, 1997. P. 70-80.
Disponível em: https://www.passeidireto.com/arquivo/1762330/sociologia-costa-c-caps-5-
6-7
 TEXTO 7 - COSTA, Cristina. Capítulo 7 - A sociologia de Marx. In: Sociologia:
Introdução à ciência da sociedade. 2 ed. SãoPaulo: Editora Moderna, 1997. P. 81-104.
Disponível em: https://www.passeidireto.com/arquivo/1762330/sociologia-costa-c-caps-5-
6-7
p. 5
 TEXTO 8 - HALL, Stuart. A identidade em questão.In: A identidade cultural na pós-
modernidade. RJ: DP&A Editora,11 ed. 2006, p. 07-22.
 TEXTO 9 - GUIMARÃES, Antônio Sérgio Alfredo. Como Trabalhar com “Raça” em
Sociologia. Educação e Pesquisa, ene-jun, 2003/vol.29, número 1. Universidade de São
Paulo, p. 93-107. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/ep/v29n1/a08v29n1.pdf
 TEXTO 10 - SANTOS, Boaventura de Souza. A sociologia dos Tribunais e a
democratização da justiça. In: Pela Mão de Alice – o social e o político na Pós-
Modernidade. São Paulo: Cortez, 2000
 TEXTO 11 - ROSA, A. V. P. ; Uma Tentativa de Justificar o Direito. Estudos Revista da
Universidade Católica de Goiás , Goiás - GO, p. 13-30, 1989.
 TEXTO 11 A – RIBEIRO, Emmanuel Pedro. Notas Introdutórias sobre o
Pensamento de Ehrlich. Revista Datavenia, Ano III, n. 19, set/1998.
 TEXTO 12 – AZEVEDO, Plauto Faraco de. O PODER JUDICIÁRIO E A JUSTIÇA
SOCIAL. Revista da AJURIS, n. 63, mar/1995. Disponível em:
http://livepublish.iob.com.br/ntzajuris/lpext.dll/infobase/51acd/51b15/51b16?
f=templates&fn=document-frame.htm&2.0 
 TEXTO 13 - SANTOS, BOAVENTURA DE SOUSA. Poderá o direito ser emancipatório?
Revista Crítica de Ciências Sociais, 65, Maio 2003: 3-76. Disponível em:
http://www.boaventuradesousasantos.pt/media/pdfs/podera_o_direito_ser_emancipatorio_R
CCS65.PDF

AED – Atividade Externa da Disciplina

AED 1 - GEERTZ, Clifford, O senso comum como sistema cultural. in. _______ O Saber local,
Novos estudos em antropologia interpretativa, Petrópolis, Vozes, 1997. P. 111-141
Discorrer sobre as relações entre cultura, senso comum e ciência, refletindo sobre as implicações
para o Direito: 2 laudas (mínimo) e 3 laudas (máximo). Em duplas. Entrega dia 22/08/17. Vale
frequência e 0,5 extra.
AED 2 – TREVES, Renato. La sociologia del Derecho. Ariel Derecho, 1988. Fazer a leitura do
texto e escrever uma resenha crítica. 2 laudas (mínimo) e 3 laudas (máximo). Em duplas. Entrega
dia 14/11/17. Vale frequência e 0,5 extra

AED 3 – MENESES, Maria Paula; Pluralismo social, pluralismo legal em Luanda, Angola. In:
MENESES, Maria Paula; LOPES, Júlio (Orgs.). Direito Por Fora do Direito: As Instâncias Extra-
Judiciais de Resolução de Conflitos em Luanda - Luanda e Justiça: Pluralismo jurídico numa
sociedade em transformação, Volume III, 2012.

ARAÚJO, Sara. Pluralismo jurídico em África: Ficção ou realidade? Revista Crítica de Ciências
Sociais, 83 | 2008, 121-139. DISPONÍVEL EM: https://rccs.revues.org/468

GRIFFITHS, Anne. Differing Perspectives on Justice in Molepolole Botswana. Journal of Legal


Pluralism and Unofficial Law, 1996. P. 195-214
Leia os textos acima e discorra sobre a relação entre pluralismo jurídico e justiça. 2 laudas
(mínimo) e
3 laudas (máximo). Em duplas. Entrega dia 01/12/17. Vale frequência e 0,5 extra
.

AED 4 - Estudo de caso 1: A justiça é cega... mas o juiz não é, disponível em:
http://www.nossacasa.net/recomeco/0008.htm/

p. 6
Estudo de caso 2: Juiz diz que Fernanda Young tem “reputação elástica” disponível em: https://jota.info/justic
Estudo de Caso 3: A Humanização da Justiça
Faça um estudo sobre os casos acima e escreva um texto refletindo sobre as implicações da
ideologia no sistema judiciário brasileiro. . 2 laudas (mínimo) e
3 laudas (máximo). Em duplas. Entrega dia 08/12/17. Vale frequência e 0,5 extra.

Bibliografia Básica

AZEVEDO, Plauto Faraco de. Ecocivilização: ambiente e direito no limiar da vida. São
Paulo. Revista dos Tribunais, 2008.
MARCELINO, Nelson C. (org). Introdução às ciências sociais. 17. Ed. São Paulo:
Moderna, 2014.
SANTOS, Boaventura de Souza. Pela mão de Alice: o social e o político na pós-
modernidade. 13 ed. São Paulo: cortez, 2010.

Bibliografia Complementar

LYRA FILHO, Roberto. O que é direito. São Paulo: Brasiliense, 1994. (Primeiros Passos)
QUINTANEIRO, Tânia (org.). Um toque de clássicos. 2. Ed. Belo Horizonte: Ed. Da
UFMG, 2009.
WEBER, Max. Conceitos básicos de Sociologia. São Paulo: Centauro, 2003.
RIBEIRO, Darcy. Falando dos Índios. Rio de Janeiro: Fundação Darcy Ribeiro. Brasília,
DF: UNB, 2010.
SANTOS, Gevanilda. Relações raciais e desigualdade no Brasil. São Paulo: Selo Negro,
2009.

p. 7