Você está na página 1de 100

English Review Classes – 2nd revision

As “Aulas de Revisão de Inglês” são abordagens dos temas


mais variados e ao mesmo tempo mais comuns na prática
do idioma inglês.

São tópicos que na maioria das vezes foram esquecidos


devido ao não uso diário ou pelo longo tempo que foram
estudados e que serão postos em prática e relembrados
novamente.

Lembrem-se que saber duas ou mais línguas, além da sua


língua natal, sempre será um diferencial na sua vida
pessoal e, principalmente, na sua vida profissional.

Let´s study together! Hope you enjoy it!


Antonio Di Loreto – Professor Especialista (Pós-graduado)
em Estudos Avançados da Língua Inglesa
pelo Centro Universitário Ibero-americano
Contato pelo NEXTEL: (11) 9 4778 2960 - ID 35*33*57924

Index
Pronomes demonstrativos
Pronomes pessoais
Verbo “to be” no Tempo Presente
Verbo “to be” no Tempo Passado
Verbo “There to be” (Existir / Haver)
Auxiliar “DO” para o Tempo Presente
Auxiliar “DID” para o Tempo Passado
Auxiliar “WILL” para o Tempo Futuro
Auxiliar “WOULD” para o Tempo Condicional
Indefinite Articles “A” / “AN”
Quantifiers
Some / Any
Some / Any e suas Formas Compostas
Prepositions IN, ON, AT (Place and Time)
Other prepositions: OF, OFF, OUT OF, BY
Particularidades de algumas preposições
Advérbios (Modo, Lugar e Tempo / Manner, Place and Time)
Verbos modais auxiliares (May, can, could, must, should, ought to)
Graus comparativos (Igualdade, Inferioridade, Superioridade)
Interrogativos

Index
Pronomes Interrogativos (“Wh”-words)
Definite Article – “THE”
Caso Genitivo (Genitive Case)
Very / Too / Enough
Like / As
Every / All
Short answers, Shortened clauses, Question-tags
Pronomes Reflexivos
Pronomes Duplo Possessivos
“No”, “None”, “No one” e suas formas compostas
Too, As well, Also, Neither
Outros usos particulares do “também” e do “nem”
Tempo Presente Simples (Simple Present Tense)
Tempo Presente Contínuo (Present Continuous Tense)
Tempo Passado Simples (Simple Past Tense)
Tempo Passado Contínuo (Past Continuous Tense)
Tempo Presente Perfeito (Present Perfect Tense)
Tempo Passado Perfeito (Past Perfect Tense)
Particularidades do verbo “Have”
Futuro “Going to” (“Going to” Future)
Another, Other, The Other(s)
Plural dos Substantivos – I
Plural dos Substantivos – II
Index
Plural das Nacionalidades
Forma “Ing”, “To”infinitive, Bare infinitive
So and Such
Orações Condicionais (If-clauses)
Verbos Frasais (Phrasal Verbs)
Tempo “Imperativo”
Voz Passiva (Passive Voice)
Coordenação Correlativa
Pronomes Relativos
Numerais: como escrevê-los e dizê-los
Caso particular do uso do verbo “HAVE”
Each other / One another
MÓDULO CONVERSAÇÃO
Index
Introduction (Apresentação)

Greetings (Saudações)

Farewells (Despedidas)

Thanks (Agradecimentos)

Apologies (Desculpas)

Congratulations (Cumprimentos)

Answers for thanks (Respostas para os


agradecimentos) IDIOMATISMOS & COLOQUIALISMOS
Index
ABREVIATURAS E TRUNCAMENTOS
Pronomes Demonstrativos
Os pronomes demonstrativos são: THIS – THESE; THAT – THOSE

Singular Plural

THIS – este, esta, esse, essa, isto THESE – estes, estas, esses, essas
This is the best day of my life! These are the best days of my life!
(Este é o melhor dia da minha vida!) (Estes são os melhores dias da ...!)
This is weird! These letters belong to me!
(Isto é estranho!) (Estas cartas pertencem a mim!)

Singular Plural

THAT – aquele, aquela THOSE – aqueles, aquelas


That yellow car is mine! Those yellow cars are mine!
(Aquele carro amarelo é meu!) (Aqueles carros amarelos são meus!)
That woman is my girlfriend. Those women are my friends.
(Aquela mulher é minha namorada.) (Aquelas mulheres são minhas
amigas.)
English Review – Pronomes Pessoais
Na Língua Inglesa os “pronomes pessoais” são divididos em dois, sendo
Pronomes do Subjective Case (Caso Subjetivo) e Objective Case
(Caso Objetivo).
Subjective Case Objective Case
I Me
You You
He Him
She Her
It It
We Us
You You
They Them

Como conceito, os pronomes do subjective case são usados quando


representam o sujeito ativo da oração. Ex: Mr Brown is our neighbor.
He is the school principal.
Os pronomes pessoais do objective case tem outras funções sintáticas,
geralmente como as de objeto direto e indireto na oração e são
colocados depois de verbos e preposições. Ex: Stacey is our colleague.
We met her at school yesterday.
English Review – Verb “to be”
Verbo “to be” no tempo presente:

I am Eu sou; eu estou I‟m not Eu não sou; eu não estou


You are Você é; você está You aren‟t Você não é; você não está

He is Ele é; ele está He isn´t Ele não é; ele não está


She is Ela é; ela está She isn´t Ela não é; ela não está
*It is Ele/Ela é; está *It isn´t Ele/Ela não é; não está
We are Nós somos; estamos We aren´t Nós não somos; não estamos
You are Vocês são; estão You aren´t Vocês não são, não estão
They are Eles/Elas são; estão They aren´t Eles/Elas não são, não estão
Obs.: A 3ª pessoa do singular “It”, significa ele/ela para animais ou coisas e nunca
para pessoas, já que existem o “he” (ele) e o “she” (ela) que já são usados para
pessoas.

English Review – Verb “to be”


Verbo “to be” no tempo passado:

I was Eu era; eu estava I was not Eu não era; não estava


You were Você era; estava You weren‟t Você não era; não estava
He was Ele era; estava He wasn´t Ele não era; não estava

She was Ela era; estava She wasn´t Ela não era; não estava
*It was Ele/Ela era; estava *It wasn´t Ele/Ela não era; não
estava
We were Nós éramos; estávamos We weren´t Nós não éramos; não
estávamos
You were Vocês eram; estavam You weren´t Vocês não eram, não
estavam
They were Eles/Elas eram; estavam They weren´t Eles/Elas não eram; não
estavam
Obs.: A 3ª pessoa do singular “It”, significa ele/ela para animais ou coisas e nunca
para pessoas, já que existem o “he” (ele) e o “she” (ela) que já são usados para
pessoas.
Também podemos traduzir como “foi”, “fui”, “fomos”, “foram”, etc.

English Review – Verb “There to be”


O verbo “there to be” significa “existir” ou “haver”:

There is = Há; existe (Singular afirm.)


There isn´t = Não há; não existe (Singular neg.)
Is there? = Há?; Existe? (Singular interrog. afirm.)
Isn´t there? = Não há?; não existe? (Singular interrog. neg.)

There are = Existem (Plural afirm.)


There aren´t = Não existem (Plural neg.)
Are there? = Existem? (Plural interrog. afirm.)
Aren´t there? = Não existem? (Plural interrog. neg.)

There was = Havia (Singular afirm.)


There wasn´t = Não havia (Singular neg.)
Was there? = Havia? (Singular interrog. afirm.)
Wasn´t there? = Não havia? (Singular interrog. neg.)
There were = Haviam (Plural afirm.)
There weren´t = Não haviam (Plural neg.)
Were there? = Haviam? (Plural interrog. afirm.)
Weren´t there? = Não haviam? (Plural interrog. neg.)

English Review – Aux. “DO” (Presente)


Os auxiliares “DO” e “DOES” são usados na Língua Inglesa com orações
interrogativas e negativas no presente. Nas orações afirmativas não usamos tais
auxiliares, visto que o verbo principal da oração já estará no tempo presente.
Vejamos os exemplos abaixo:
DO you have money? (Você tem dinheiro?) Yes, I DO. (Sim, eu tenho.)

DON‟T you have money? (Você não tem dinheiro?) No, I DON´T (Não, eu não
tenho.)
Agora veja:
I have money. (Eu tenho dinheiro.)
I DON´T have money. (Eu não tenho dinheiro.)
Para as 3as pessoas do singular (He, She, It) usamos DOES e DOESN´T.
Exemplos:
DOES he have money? (Ele tem dinheiro?) Yes, he DOES. (Sim, ele tem.)
DOESN´T he have money? (Ele não tem dinheiro?) No, he DOESN´T. (Não, ele não
tem.)
Principais advérbios do tempo presente: today, nowadays, this morning, this
afternoon, always, seldom, rarely, never, everyday, everyweek. Para ações
contínuas no presente temos: now, at the moment, at this moment.

English Review – Aux. “DID” (Passado)


Os auxiliares “DID” e “DIDN´T” são usados na Língua Inglesa com orações
interrogativas e negativas no passado. Jamais deverão ser usados com orações
no tempo presente. Lembrando também que nas frases afirmativas no passado
tais auxiliares não são usados, já que o verbo principal da oração já estará no
tempo passado. Nas orações negativas e interrogativas o verbo principal deve
ficar sempre no tempo presente.

Vejamos os exemplos abaixo:


DID you have money? (Você tinha dinheiro?) Yes, I DID. (Sim, eu tinha.)
DIDN‟T you have money? (Você não tinha dinheiro?) No, I DIDN´T (Não, eu
não tinha.)

Agora veja:
I had money. (Eu tinha dinheiro.)
I DIDN´T have money. (Eu não tinha dinheiro.)

Devemos lembrar também que os auxiliares DID e DIDN´T são usados para
todas as pessoas no tempo passado.
Principais advérbios do tempo passado: yesterday, day before yesterday, last
week, last month, last year, in 1964, in 2010, three years ago, a week ago.

English Review – Aux. “WILL” (Futuro)

Os auxiliares “WILL” e “WON´T” são usados na Língua Inglesa com orações


afirmativas, negativas e interrogativas no futuro. Mas este futuro é de previsão
(planejamento), ou seja, pode ocorrer ou não. Para ações que ocorrerão realmente
no futuro usamos o Futuro “Going to”, o qual aprenderemos mais adiante.

Vejamos os exemplos abaixo:

WILL you have money? (Você terá dinheiro?) Yes, I WILL. (Sim, eu terei.)
WON‟T you have money? (Você não terá dinheiro?) No, I WON´T (Não, eu
não terei.) Agora veja:
I WILL have money. (Eu terei dinheiro.)
I WON´T have money. (Eu não terei dinheiro.)
Devemos lembrar também que a forma “SHALL” para a 1ª pessoa do singular (I) e
para a 1ª pessoa do plural (We) não é mais usada. Este tipo de construção é ainda
encontrado apenas em poesias, textos literários e épicos. Para todas as pessoas do
verbo usaremos “WILL” ou “WON´T” (WILL NOT).
Principais advérbios do tempo futuro: tomorrow, next week, next month, next
year, the day after tomorrow, next Sunday, etc.

English Review – Aux. “WOULD” (Condicional)


Os auxiliares “WOULD” e “WOULDN´T” são usados na Língua Inglesa com orações
afirmativas, negativas e interrogativas no futuro do pretérito
(condicional).
Vejamos os exemplos abaixo:
WOULD you have money? (Você teria dinheiro?) Yes, I WOULD. (Sim, eu tería.)
WOULDN‟T you have money? (Você não tería dinheiro?) No, I WOULDN´T (Não,
eu não tería.) Agora veja:
I WOULD buy a car if I had money. (Eu compraría um carro se eu tivesse dinheiro.)
I WOULDN´T buy a car if I hadn´t money. (Eu não compraría um carro se eu não
tivesse dinheiro.)
Lembrando que o tempo condicional nos aponta uma incerteza (suposição),
uma intenção ou até mesmo um convite, ou seja, não sabemos se será possível
fazermos algo ou não. Daí chamado também de tempo “futuro do pretérito”.
English Review – Indefinite Articles (A; AN)
Os “artigos indefinidos” na Língua Inglesa possuem regras distintas para que não
sejam confundidos e significam “um”, “uma”.

Usamos o artigo “A” diante de:

a) Substantivos e adjetivos iniciados por consoantes. Exemplos:


b) A closed mouth catch no flies. (Em uma boca fechada não entra mosquito.)
He bought a new car. (Ele comprou um carro novo.)
b) “H” aspirado, ou seja, “h” pronunciado (som de “r”). Exemplos:
He likes to ride a horse. (Ele gosta de andar a cavalo.) His
mother is a housewife. (A mãe dele é uma dona de casa.)
c) Semi-vogais com sons “iu” e “uã” além de “w” e “y”. Exemplos:
She uses a uniform. (Ela usa um uniforme.)
(“iu”)
This is a one way street. (Esta é uma rua de mão única.)
(“uã”)
Let´s go for a walk in the park. (Vamos dar uma caminhada no parque.)
(“uá”)
It takes a year to finish the course. (Leva um ano para terminar o curso.)
(“ía”)

English Review – Indefinite Articles (A; AN)


Usamos o artigo “AN” diante de:

a) Substantivos e adjetivos iniciados por vogais. Exemplos:


An ingredient is one of the parts of a mixture. (Um ingrediente é uma das partes
de uma mistura.)
An experienced man can´t be deceived. (Um homem experiente não pode ser
enganado.)
b) “H” não aspirado, ou seja, “h” não pronunciado (sem som de “r”). Exemplos:
An honest person always does something good. (Uma pessoa honesta sempre faz
algo de bom.)
An heir is a person who receives something by inheritance. (Um herdeiro é uma
pessoa que recebe alguma coisa por herança.)
Atenção: Diante de substantivos incontáveis não se usa “A” ou “AN”, mas pode-se
usar “some” ao invés. Exemplos:
We need some information about the weather. (Precisamos de alguma informação
sobre o tempo.)
Let´s buy some furtinure for our house. (Vamos comprar alguns móveis para
a nossa casa.)

English Review – Quantifiers


São chamados de “quantifiers” as palavras que indicam quantidade.
Vejamos abaixo:
MUCH = Muito, muita
MANY = Muitos, muitas
LITTLE = Pouco, pouca
FEW = Poucos, poucas
SOME = Algum, alguma, alguns, algumas
ANY = Nenhum, nenhuma (qualquer, quaisquer)
A LITTLE = Um pouco de(a)
A FEW = Alguns, algumas
A LOT OF; LOTS OF; PLENTY OF = Bastante
HALF = Metade; meio, meia
SEVERAL = Vários, várias
A GREAT DEAL OF = Uma grande quantidade/quantia de
A LARGE NUMBER OF = Um grande número de
A SLICE OF = Uma fatia de
A PIECE OF = Um pedaço de

English Review – SOME / ANY


São advérbios de quantidade e são usados distintamente em orações afirmativas,
negativas e interrogativas. Vejamos os exemplos abaixo:
SOME significa “algum”, “alguma”, “alguns”, “algumas” e é usado apenas em
orações afirmativas. Exemplo:
They bought some fruits to the party. (Eles compraram algumas frutas para a
festa.)
ANY significa “nenhum”, “nenhuma”, “qualquer”, “quaisquer” e é usado somente
em orações negativas e interrogativas. Exemplos:
She didn´t make any cake yesterday. (Ela não fez nenhum bolo ontem.) Do
you have any idea to solve this? (Você tem alguma idéia para resolvermos
isto?) Aqui usamos “any” como “alguma” para dar sentido a frase.
Exceção:
Quando fazemos um convite e queremos que a outra pessoa nos dê uma resposta
afirmativa, usamos “some” na oração interrogativa. Exemplo:
Would you like some of coffee? (Gostaría de um pouco de café?) Se
advérbios de negação como “never”, “rarely”, “seldom”, “scarcely”,
aparecerem em frases afirmativas, devemos usar “ANY”.
English Review – SOME / ANY e suas formas compostas
SOMEONE / SOMEBODY (Alguém)
Someone told me the truth. (Alguém me contou a verdade.)

SOMETHING (Alguma coisa)


Let´s buy something to eat. (Vamos comprar alguma coisa para comermos.)

SOMEWHERE (Em algum lugar de(a))


My shoes should be somewhere in the house. (Meus sapatos deviam estar em algum lugar da
casa.)
SOMEHOW (De algum modo)
Somehow we will solve this matter. (De algum modo nós resolveremos este assunto.)

ANYONE / ANYBODY (Ninguém)


Don´t tell anyone. (Não diga a ninguém.)

ANYTHING (Coisa nenhuma, coisa alguma)


We don´t have anything to drink. (Não temos coisa nenhuma para beber.)

ANYWHERE (Em nenhum lugar de(a))


My shoes aren´t anywhere in the house. (Meus sapatos não estão em nenhum lugar da casa.)

ANYHOW (De nenhum modo)


We won´t solve this matter anyhow. (Não resolveremos este assunto de nenhum modo).
English Review – Prepositions IN, ON, AT
Vamos dividir as preposições em “lugar” e “tempo”.
Como preposições de “lugar”:

IN: é usada para indicar “em”, “dentro de” uma área delimitada ou maior como
bairros, cidades, condados, regiões, estados, países e continentes.
Exemplos:
My wallet is in my pocket. (Minha carteira está dentro do meu bolso.)
She is studying in England. (Ela está estudando na Inglaterra.)

ON: é usada para indicar “em cima de”, “sobre (em contato)”, “em”, “na”, para
ruas e avenidas (endereços incompletos).
Exemplos:
The book is on the table. (O livro está sobre a mesa.)
She lives on Paulista Avenue. (Ela mora na Avenida Paulista.)

AT: é usada para indicar “em um ponto” dentro de uma área maior, “em”, “na”,
para ruas e avenidas (endereços completos).
Exemplos:
He is having lunch at the restaurant. (Ele está almoçando no restaurante.)
She lives at 365 Paulista Avenue. (Ela mora no número 365 da Avenida Paulista.)
English Review – Prepositions IN, ON, AT
Como preposições de “tempo”:

IN: é usada para marcar um período de tempo. É usada com anos, meses, séculos
e estações do ano.
Exemplos:
I was born in April. (Eu nasci em Abril.)
World War II ended in 1945. (A Segunda Guerra acabou em 1945.)
The flowers grow in Spring. (As flores crescem na Primavera.)

ON: é usada com dias de semana ou meses seguidos de dia e/ou ano.
Exemplos:
He fishes on Sundays. (Ele pesca aos Domingos.)
I was born on April 10‟ 1964. (Eu nasci em 10 de abril de 1964.)

AT: é usada com horas, momentos, idades, épocas e datas comemorativas.


Exemplos:
The train leaves at 7 o‟clock. (O trem parte às 7 horas.)
Tons of chocolates are consumed at Easter. (Toneladas de chocolates são
consumidas na Páscoa.)
She got married at (the age of) 26. (Ela se casou com 26 anos.)

Other prepositions - OF, OFF, OUT OF, BY


Veremos outras preposições mais usadas na gramática inglesa.
OF: indica “posse” e significa “de” e quando acompanhada do artigo definido
THE significa “da”, “do”, “das”, “dos”.
Exemplos:
The United States of America. (Os Estados Unidos da América.)
A friend of hers. (Um amigo (de)la.)
OFF: indica “afastamento”, “desligamento” e significa “fora de”.
Exemplos:
Please, turn off the lamp. (Por favor, desligue a lâmpada.)
This is an off road vehicle. (Este é um veículo tipo “fora de estrada”.)

OUT OF: indica e significa “para fora de(o)”.


Exemplo:
The water spilled out of the glass. (A água espirrou para fora do copo.)

BY: indica “autoria” e “por meio de” e significa “de”, “por”, “pelo” e utilizada
também em meios de transporte.
Exemplos:
E.T. by Steven Spielberg. (E.T. de Steven Spielberg.)
Let´s go by train. (Vamos de trem.)
The cake was made by her. (O bolo foi feito por ela.)
By car, by bus, by train, by boat (De carro, de ônibus, de trem, de barco),
mas “a pé” = on foot.
Particularidades de algumas preposições
Preposição “ON”:
Não deve ser usada diante de “last” e “next”
A expressão “on time” significa “pontualmente”
A expressão “on the way” significa “a caminho de...”
A expressão “on foot” significa “a pé”

Preposição “IN”:
A expressão “in time” significa “a tempo de fazer algo”
A expressão “in the way” significa “atrapalhando”, “no meio do caminho”

Preposição “AT”:
A expressão “at night” significa “à noite” A
expressão “at the party” significa “na festa”

Preposição “OVER”:
Significa “sobre”, mas não em contato.
Exemplo: Have you ever jumped over the fence? (Você já saltou “sobre”
a cerca?).
As preposições abaixo são denominadas como “Complex”, ou seja, “Complexas”, pois são
mais utilizadas em textos comerciais, correspondências e relatórios gerenciais, além de
serem compostas por mais de uma palavra.
Particularidades de algumas preposições
According to (De acordo com..., em acordo com...)
Along with (Juntamente com...)

As for (Quanto a...)


As per (Conforme...)
Because of (Por causa de(a)(o)...)
By means of (Por meio de(a)(o)a...)
By the way (A propósito...)
Due to (Devido a(o)...)
Except for (Exceto a, para...; com exceção a...)
In accordance with (Conforme...; de acordo com...)
In comparison with (Em comparação com...)
In connection with (Em conexão com...)
In relation to (Em relação a(ao)...)
Owing to (Devido a(o)...)
Up to (Até...)
As preposições abaixo são denominadas como “de posição”, ou seja, elas indicam a posição
que as pessoas ou objetos estão situados num determinado local. São elas:

Above (Acima (de,a,o))


Across (Através, de um lado a outro...)
Particularidades de algumas preposições
After (Depois)
Ahead (A frente, em frente, adiante)
Along (Ao longo (de,a,o))
Among (Entre (vários, mais de três, quatro))
Around (Ao redor, em torno (de,a,o))
Away from (Longe (de,a,o))
Before (Antes)
Below (Abaixo (de,a,o))
Beside (Ao lado (de,a,o))
Behind (Atrás (de,a,o))
Between (Entre (dois, duas))
Down (Para baixo, abaixo)
In front of (Defronte, de frente, em frente (de,a,o,ao))
Toward(s) (Em direção a, ao)
Under(neath) (De baixo, por baixo, por debaixo de,a,o)
Up (Para cima, acima)
Advérbios – Modo, Lugar e Tempo
Como na Língua Portuguesa, existem vários „advérbios‟ na Língua Inglesa, mas neste
capítulo vamos abordar os três (3) mais utilizados e comentados que são os Advérbios de
MODO, LUGAR e TEMPO. Veremos os de FREQUÊNCIA também e quanto aos outros
estudaremos suas particularidades ao longo de nosso curso. Todos eles servem para indicar
de que modo, o lugar e o tempo em que uma ação ocorre.
MODO: extremely, carefully, slowly, quickly, successfully, rarely, etc.
Exemplos:
He was extremely nervous with his kids yesterday. (Ele estava extremamente nervoso
com seus filhos ontem).
They are driving carefully at this moment due to the dense snow on the road. (Eles estão
dirigindo cuidadosamente neste momento devido a densa neve sobre a estrada).
Rarely we get to find them over here! (Raramente conseguimos encontrá-los por aqui!).
LUGAR: here, there, everywhere, outside, etc.
Exemplos:
You´d better meet us here! (Sería melhor você nos encontrar aqui!).
There go our friends towards to the mountains! (Lá vão nossos amigos em direção as
montanhas).
It´s possible to find these fruits everywhere we walk. (É possível encontrar estas frutas
em todo lugar que andamos).

Advérbios – Modo, Lugar e Tempo


TEMPO: yesterday, today, tomorrow, the day before yesterday, in April, on Sundays, etc.
Exemplos:
The train will leave at 9:30 am tomorrow. Don´t be late! (O trem partirá as 9h30 amanhã.
Não se atrasem!).
Her anniversary will be in April. (O aniversário dela será em abril).
They like to play soccer on Sundays. (Eles gostam de jogar futebol aos domingos).

Vamos agora estudar brevemente os advérbios de FREQUÊNCIA:


Tratam-se de advérbios que, como o próprio nome diz, exprimem a frequência ou quão
frequente uma ação é praticada. Alguns deles: always, often, never, sometimes, scarcely,
etc.
Exemplos:
He always go to the supermarket alone. (Ele sempre vai ao supermercado sozinho).
She never approved his manners. (Ela nunca aprovou os modos dele).
Sometimes it´s so easy to commit mistakes! (Às vezes é tão fácil cometermos erros).
Verbos Modais Auxiliares
Algumas particularidades dos chamados “verbos modais auxiliares”:
1 – Não têm “s” na 3ª pessoa do singular;
2 – Não utilizam do, does, did nas formas interrogativas ou negativa;
3 – São seguidos de outros verbos no sem “to” infinitive, exceto ought to;
4 – Podem ser seguidos de infinitivo + particípio passado;

Vejamos os exemplos abaixo:


a) She can play the piano!
b) May I come in?
c) You should visit your brother who is ill.
d) That house could have been bought by them.

Resumidamente, temos abaixo cada verbo modal e sua função na oração:


MAY = Permissão (no presente) e significa “posso”, “podemos”, “pode”, “podem”
CAN = Habilidade; Capacidade (no presente) e significa “posso”, “podemos”, “pode”
COULD = Habilidade; Capacidade (no passado) e significa “podía”, “podería”, “poderíam”
MUST = Dever; Obrigação (no presente) e significa “deve”, “devo”, “devemos”, “devem”
SHOULD / OUGHT TO = Conselho e significa “devía”, “devería”
MIGHT = Permissão menor e pode funcionar como “passado” de MAY.
Graus Comparativos
Os graus comparativos podem ser de Igualdade, Inferioridade ou Superioridade. Eles
são divididos em duas regras básicas distintas, ou seja, eles são diferentemente usados
quando o adjetivo for “monossílabo” e quando tiver “duas ou mais sílabas”. Vamos
estudálos de acordo:
1 – GRAU COMPARATIVO DE IGUALDADE (Adjetivos Monossílabos)
Estrutura gramatical:

Nos casos afirmativos usamos ...as + adjective + as... (tão... quanto/como; tanto...
quanto/como).
Exemplos:
Nancy is as tall as Stacey. (Nancy é tão alta quanto/como Stacey).
Bob is as smart as Jim. (Bob é tão esperto quanto/como Jim).
Nos casos negativos (exprimem desigualdade) usamos ... not so + adjective +as...
(não tão... quanto/como; não tanto... quanto/como).
Exemplos:
Nancy is not so tall as Stacey. (Nancy não é tão alta quanto/como Stacey).
Bob is not so smart as Jim. (Bob não é tão esperto quanto/como Jim).

2 – COMPARATIVO DE INFERIORIDADE (Adjetivos Monossílabos)


Graus Comparativos
Estrutura gramatical:
...less + adjective + than... (menos... que/do que)
Exemplos:
Nicole is less cute than Jane. (Nicole é menos bonita que/do que Jane).
Bob is less smart than Jim. (Bob é menos esperto que/do que Jim).
3 – GRAU COMPARATIVO DE SUPERIORIDADE (Adjetivos monossílabos)
Estrutura gramatical:
...adjective + ER + than... (...adjetivo + ER + than...)
Exemplos:

Peter is taller than John. (Peter é mais alto que/do que John).
Ann is thinner than Carol. (Ana é mais magra que/do que Carol).
4 – GRAU COMPARATIVO DE SUPERIORIDADE (GRAU SUPERLATIVO) (Adjetivos com
duas sílabas ou mais)
Estruturas gramaticais:
...more + adjective + than... (...mais + adjetivo + que/do que...)
Graus Comparativos
...the most + adjective (...o/a mais +
adjetivo) ...the + adjective + EST (...o/a + adjetivo
+ EST) Exemplos:
Cindy is more intelligent than Jeanette. (Cindy é mais inteligente que/do que Jeanette).
Johann is the most technical engineer at the company. (Johann é o engenheiro mais
técnico na companhia).
This place is the farthest I‟ve ever visited. (Este lugar é o mais distante que eu já visitei).
De modo a ajudar os estudantes neste tema, segue abaixo um pequeno grupo de advérbios
com graus comparativos irregulares:

Good/Well (Bom, bem) Better than (Melhor que) The best (O/A melhor)
Bad (Mal, ruim) Worse than (Pior que) The Worst (O/A pior)
Little (Pouco, pouca) Less than (Menos que) The least (O mínimo)

Much (Muito, muita) More than (Mais que) The most (O/A mais)
Far (Longe, distante) Further than (Mais longe The furthest (O/A mais
Graus Comparativos
que) longe)
Farther than (Mais longe The farthest (O/A mais
que) longe)
Interrogativos
HOW MUCH? – Quanto? Quanta?
How much money do you have in your pocket? (Quanto dinheiro você tem no seu
bolso?)
HOW MANY? – Quantos? Quantas?
How many dollars do you have? (Quantos dólares você tem?)
HOW OFTEN? – Quão frequente? Com que frequência?
How often do you go at the school? (Com que frequência você vai a escola?)
HOW LONG? – Quanto tempo?
How long will you stay in Scotland? (Quanto tempo você ficará na Escócia?)
HOW (WHAT)ABOUT? – Que tal?
How about going to California? (Que tal irmos para a Califórnia?)
HOW OLD? – Quantos anos? Qual idade?
How old are you? (Quantos anos você tem? Qual sua idade?)
HOW FAR? – Quão distante? A que distância?
How far is your house from the school? (Quão distante é sua casa da escola?)
HOW MANY TIMES – Quantas vezes?
How many times do I have to tell you? (Quantas vezes eu tenho que te falar?)
HOW? – Como?
How did you get your new job? (Como você conseguiu seu novo emprego?)

Pronomes Interrogativos (“Wh”-words)


WHO? – Quem?
Who are you? (Quem é você?)

WHAT? – O quê?
What is this? (O que é isto?)

WHAT...LIKE? – Como? (No sentido de descrever detalhes)


What is Paul like? (Como é Paulo?)

WHAT ABOUT? - Que tal?


What about going to Lebanon? (Que tal irmos para o Libano?)

WHOSE? – De quem?
Whose is that car? (De quem é aquele carro?)

WHERE? – Onde? Aonde?


Where are you? (Onde está você?)

WHEN – Quando?
When did you arrive? (Quando você chegou?)
WHY? – Porque?
Why are you worried today? (Porque você está preocupado hoje?)
Definite Article – “THE”

O artigo definido na Língua Inglesa é o “THE” e significa “o”, “a”, “os”, “as” e pode ser
usado com substantivos no singular e no plural, para particularizar.
Sua utilização obedece as seguintes regras:
1 – Para especificar (definir) um substantivo já mencionado anteriormente:
Ex: There is a man outside our office. The man is our security guard Peter.

2 – Diante de um substantivo que representa tudo o que é único:


Ex: The moon, the ocean, the earth, the sun, the sky, the wind, the weather.
3 – Com nomes de acidentes geográficos (rios, mares, oceanos, ilhas, etc):
Ex: The Caribbean, the Sena, the Volga, the Mediterran, the Pacific, the Nile, the Everest,
the Falklands, etc.
4 – Com nomes próprios no plural ou nomes compostos:
Ex: The Johnsons, The MacMillans, The Jetsons.
5 – Com instrumentos musicais:
Ex: He plays the piano; she plays the drums.
6 – Diante the superlativos:
Ex: The oldest son is named Howard Johnson.

Definite Article – “THE”


7 – Diante the adjetivos (usados como substantivos que representam uma classe de
pessoas ou coisas:
Ex: When we say the young, we mean young people in general.
8 – Com as palavras movies (cinema), theater e office:
Ex: Let´s go to the movies; My father goes to the office every morning.

MAS ATENÇÃO:
Não se deve colocar artigo diante dos seguintes substantivos, quando usados com sentido
geral:
1 – Diante de coisas abstratas: Life is usually not easy; Dream generally happens
when you sleep; Beauty is not found in everyone;
2 – Diante de nomes próprios no singular: At Harvard e não the Harvard. 3 –
Diante de nomes de refeições, materiais, esportes, disciplinas, escolares,
doenças, jogos e idiomas.
Ex:Pasta, rice and bean; wood, iron, steel; soccer, volleyball; mathematics, arts; mumps,
measles, smallpox; chess, domino; English, Spanish, Portuguese.
Caso Genitivo (Genitive Case)
O Caso Genitivo na Língua Inglesa é onde exprimimos uma “posse” combinando o possuidor
com a coisa possuída, mas sem o uso da preposição (de posse) “OF” mas sim com a
contração e uso do “s” + “apóstrofo” antes ou depois, ou seja „s ou s‟.
Vejamos abaixo tais particularidades:

1) O possuidor é um substantivo no “singular”:

The house of Helen torna-se The Helen’s house. (A casa de Helen)


Neste caso aplicamos o „s depois do possuidor (e o apóstrofo antes do s), porque
(Helen) está no singular e suprimimos, ou seja, eliminamos a preposição “OF”.

2) O possuidor é um substantivo no “plural”:

The house of sisters torna-se The sisters’ house. (A casa das irmãs).
Neste caso, o apóstrofo (pequena vírgula usada acima) vem depois do s‟ porque o
possuidor (sisters) está no plural e também suprimimos, ou seja, eliminamos a preposição
“OF”. E curiosamente na fala, esse “s” do caso genitivo não será pronunciado, pois o “s” do
possuidor sisters acaba por encobrir o s‟.

3) O possuidor e a coisa possuída estão no “plural”:


The houses of sisters torna-se The sisters’ houses.
Aqui não importa que a “coisa possuída” esteja no plural. Vale a regra No. 2 acima, ou seja,
só usamos o s’ para o substantivo possuidor (sisters).

Caso Genitivo (Genitive Case)


Mas atenção:
Quando houver mais de um possuidor será necessário observar a coisa possuída.

4) Sendo a coisa possuída um substantivo no “singular”, tal coisa possuída será


comum aos dois possuidores e o „s ou s‟ será usado apenas no último possuidor;
Exemplo:

James and Sarah‟s watch. (O relógio de James e de Sarah).


|
coisa possuída no singular (o relógio)

5) Sendo a coisa possuída um substantivo no “plural”, aplicar-se-á o „s ou s‟ a cada


um dos possuidores; Exemplo:
James‟ and Sarah‟s watches. (Os relógios de James e de Sarah).
|
coisa possuída no plural (os relógios)

6) O Caso Genitivo com “elípse” (omissão de um termo identificável numa oração).


Exemplo:
My car is faster than John‟s. (Meu carro é mais rápido que o de John “ou” Meu carro é mais
rápido que o carro de John).
|
termo omitido na 1ª oração

Very / Too / Enough


São advérbios de intensidade e obedecem as seguintes regras:

VERY: significa “muito” e é usado diante de adjetivos ou advérbios;


Exemplo: That car is very expensive but I believe I can afford it.
Existe também uma regra de que quando queremos dar “ênfase”, usamos very
com substantivos (significando “próprio”, “exato”, “mesmo”).

Pode ser usado também diante da palavra first e com superlativos.

Exemplos: My brother was born on April 10, 1964. On that very day he was
baptized; I was the very first person he met when he came to our town.

TOO: significa “demais”, “excessivamente” e também é usado diante de


adjetivos ou advérbios. Geralmente, too dá uma idéia “negativa” de excesso;
Exemplo: That car is too expensive. I know I can´t afford it.
ENOUGH: significa “suficiente”, “bastante”. É colocado depois de adjetivos e
antes de substantivos.
Exemplos: He was foolish enough to believe her; Do you have enough money
to buy it? (adjetivo) (subst.)

Like / As
Neste capítulos veremos que o “like” não tem o sentido do verbo regular (to)
like (gostar de) e sim terá outra função gramatical:

Like (no sentido de como, mas significando “similar a”; “parecer-se com”)

Exemplos:

a) I don´t like small fruits like these ones. (Não gosto de frutas pequenas
como; parecidas com; similares a; estas).
b) Henry plays soccer like his brother does. (Henry joga futebol como seu
irmão).
c) As phrasal verb = look like (parecer-se com). Ex.: Henry looks like his
brother. (Henry se parece com seu irmão).
As (no sentido de como, mas significando “na função de”; “no papél de”)

Exemplos:
a) Nancy works as bilingual secretary at Mr. Johnson´s office. (Nancy trabalha
como; na função de; no papel de secretária no escritório do Sr. Johnson).
b) Tim acts as “King Momo” when Carnival´s party in Brazil. (Tim atua como;
no papel de “Rei Momo” na festa de Carnaval no Brasil).

Every / All
Sempre faz-se comparação geral entre Every e All como um sendo usado no
singular e o outro no plural. Claro que este conceito é válido, mas vamos
estudar as suas exceções onde nem sempre um é singular do outro, de fato:

Every = todo; toda (no singular)


Exemplos:

a) Every man should think best when choosing his profession. (Todo homem
deveria pensar melhor quando escolher sua profissão).
b) Every woman like to buy clothes and shoes with her credit cards. (Toda
mulher gosta de comprar roupas e sapatos com seus cartões de crédito).
c) Exceção: Every com sentido de plural:
Exemplos:
c.1) Peter plays tennis everyday. (Peter joga tenis todos os dias.). Mas se
entendermos que Peter joga tenis todo dia (no singular), nos dá a impressão de
que Peter fica o dia todo jogando tenis e não faz mais nada na vida!
c.2) Quando temos os marcadores temporais “every week”, “every minute”,
“every month”, “everytime” temos as funções singular e plural de acordo com a
frase ou contexto.
Exemplos:
c.3) Every time I think of you, I fall in love. (Toda vez que; todas as
vezes que eu penso em você, eu me apaixono).
c.4) Every month I have to pay my debts. (Todo mês; todos os meses eu
tenho que pagar as minhas contas).

Every / All
All = todos, todas (no plural)

Exemplos:
a) He used to talk all the time in our classes. (Ele costuma falar o tempo todo;
todo o tempo em nossas aulas).
b) Please, call them all. (Por favor, chame a todos; chame todos eles).
c) Quando usado antes de pronomes pessoas do caso objetivo (objective case)
como “me”, “you”, “his”, “her”, “us”, “them” devemos inserir a preposição
“of”:
c.1) All of you must study a lot. (Todos vocês devem estudar bastante).
c.2) You are all of us. (Vocês são todos nós.). “Somos todos um”...

Short answers; Shortened clauses;


Question-tags
SHORT ANSWERS – São respostas curtas a perguntas que não contém interrogatives.
Exemplos:
Is Mr. Adam the manager? Yes, he is. / No, he isn´t.
Does he work at night? Yes, he does. / No, he doesn´t.

SHORTENED CLAUSES – São orações abreviadas relacionadas a uma antecedente,


para a qual podem ser uma resposta ou complementação.
Exemplos:
Who deserves good grades? Good students do.
What destroyed the forest? The fire did.

QUESTION-TAGS – São perguntas curtas colocadas no final das orações, para


pedir confirmação ou concordância. Quando a oração é afirmativa, a question
tag deve ser negativa e vice-versa.
It is getting dark, isn´t it?
I‟m not bothering, am I?
I‟m brazilian, aren´t I?
Let´s go, shall we?
Bring me some water, will you?
That was a good joke, wasn´t it?
She doesn´t speak aloud, does she?

Pronomes Reflexivos
Os pronomes reflexivos são usados quando o sujeito da oração e o objeto são
a mesma pessoa ou coisa.
Exemplo:
The girl cut herself with a sharp knife. (A menina se cortou com uma faca
afiada.)

Lembrando que “self” significa próprio/a, sí mesmo/a.

Resumo dos pronomes reflexivos:

I Myself
You Yourself
He Himself
She Herself
It Itself
We Ourselves
You Yourselves
They Themselves

Pronomes Possessivos
Os pronomes possessivos, como o próprio nome diz, indicam “posse” e
concordam com o “possuidor”:

(Início e meio de frases) (Final de frases)


My Mine
Your Yours

His His
Her Hers
Its Its
Our Ours
Your Yours
Their Theirs

Vejamos os exemplos a seguir:


1 – This is my car. (Aqui no meio da frase)
2 – This car is mine. (Aqui no final da frase, sem complemento)
Note também que o His (dele) e o Its (dele/dela) para coisas ou animais
São iguais tanto para o início, meio e final de frases.

Pronomes Duplo Possessivos

São chamados de “Duplo Possessivos” porque a “posse” é expressa duplamente


pela preposição OF (de, do, da) e também pelo próprio pronome possessivo.

Vejamos os exemplos abaixo:


1 – He is my friend (Ele é meu amigo) “torna-se” He is a friend of mine (Ele é
um amigo de mim).
2- This is our car (Este é nosso carro) “torna-se This is a car of ours (Este é
um carro de nós).
3 – This is her book (Este é o livro dela) “torna-se This is a book of hers (Este é
o livro de ela (dela)).

No, None, No one e suas formas compostas


São formas negativas utilizadas em orações afirmativas:
NO – NENHUM, NENHUMA (Usado no começo e meio de frases)
I have no idea. (Eu não tenho idéia.)

NO ONE; NOBODY – NINGUÉM (Usado no começo, meio e final


de frases)
I see no one / nobody here! (Não vejo ninguém aqui!)

NONE – NENHUM, NENHUMA (Usado no final de frases)


They drank five beers but I drank none. (Eles beberam 5
cervejas, mas eu não bebí nenhuma.)

NOTHING – NADA (Usado no começo e meio de frases)


Nothing compares to you! (Nada se compara a você!)

Too, As well, Also, Either


Na Língua Inglesa, “too”, “as well”, “also” e “either” significam “também”, mas a
utilização deles depende de algumas regras básicas a seguir:
1 – Too / As well
São usados somente no final de orações afirmativas. Exemplos:
a) I like ice cream. (Eu gosto de sorvete).
Portanto: I like ice cream too “ou” I like ice cream as well. (Eu gosto de sorvete
também).
2 – Also
É usado no inicio de orações afirmativas ou entre o sujeito da oração e o verbo
principal. Exemplos:
a) Also, we got tickets free of charge. (Também, nós conseguimos passagens
degraça.)
b) They also like to play soccer. (Eles também gostam de jogar futebol.)
3 – Either
É usado no final de orações negativas. Exemplo:
She doesn´t like spaghetti and her sister doesn´t either. (Ela não gosta de
espaguete e a irmã dela não gosta também.)

Outros usos particulares do “também” e do


“nem”
São outras formas de usar o “também” e o “nem” no final de frases e tais estruturas são um
pouco mais complexas em suas construções e no emprego em frases. Vejamos os exemplos
gramaticais abaixo:
1 – A estrutura so do, so did, so will, so would + pronome pessoal é usada somente
em final de orações afirmativas com sentido de “também”. Devem sempre acompanhar
o tempo verbal da oração principal:
She does the homerwork and so do I. (Ela faz a lição de casa e eu faço também).
She did the homerwork and so did I. (Ela fez a lição de casa e eu fiz também).
She will do the homework and so will I. (Ela fará a lição de casa e eu farei também).
2 – A estrutura neither do, neither did, neither will, neither would + pronome
pessoal é usada em final de frases negativas com sentido de “também” e devem sempre
seguir O tempo verbal da oração principal:
She doesn´t do the homework and neither do I. (Ela não faz a lição de casa e nem eu
(faço)).
She didn´t do the homework and neither did I. (Ela não fez a lição de casa e nem eu
(fiz)).
She won´t do the homework and neither will I. (Ela não fará a lição de casa e nem eu
(farei)).
Outro exemplo:
We won´t go to play soccer and neither will they. (Nós não iremos jogar futebol e nem
eles (irão)).

Tempo Presente Simples


Como o próprio título já diz, trata-se do Tempo “Presente Simples”. Ele é usado
para expressar ações habituais (rotineiras) e geralmente vem representado
pelos seguintes “advérbios”: always, never, often, seldom, rarely, nowadays, on
Sundays, on weekends, in the morning, in the afternoon, every day, every week,
etc.
Vejamos os exemplos a seguir:
He always plays tennis with his friends.
She takes the bus to school every day.
We go to the mall on Sundays.

Mas, atenção para as “particularidades” deste tempo verbal:


Somente para as 3as pessoas do singular devemos usar “s” , “es” ou “ies”
diante do verbo principal: She plays the piano every Saturday.
Quando usamos “s”, “es” ou “ies” diante de um verbo na 3ª pessoa do
singular?
1 – Diante de verbos terminados em sons “sibilantes”: ss, ch, sh, x, o, z
She kisses her boyfriend every morning; He goes to Campinas every week.
2 – Diante de verbos terminados em “y”, temos:
Precedidos de “vogal” acrescentamos apenas o “s”: play = plays
Precedidos de “consoante” tiramos o “y” e acrescentamos “ies”: fly = flies

Tempo Presente Contínuo


Como o próprio título mostra, trata-se do Tempo “Presente Contínuo”. Ele é usado para
expressar ações que estão ocorrendo no presente momento e geralmente vem
representado pelos seguintes “advérbios”: now, at this moment, at the moment, at present,
etc.
Ele é formado pelo verbo “to be” mais a forma “ing” do verbo principal.

Vejamos os exemplos a seguir:


At this moment, he is talking to his friends. (Neste momento, ele está falando com seus
amigos).
They are singing their best song now. (Eles estão cantando a melhor música deles agora).
I am doing my homework at the moment. (Estou fazendo minha lição de casa neste
momento).

Portanto, resumidamente temos:


I am + ...ing
You are + ...ing
He, She, It + ...ing
We are + ...ing
You are + ...ing
They are + ...ing
Tempo Passado Simples
Como o próprio título mostra, trata-se do Tempo “Passado Simples”, pois expressa
ações que ocorreram num tempo passado definido e geralmente vem
representado pelos seguintes “advérbios”: yesterday, the day before yesterday,
last week, last month, last year, last summer, two years ago, six months ago, in
1964, in 2010, in the 20th century, etc.
Vejamos os exemplos a seguir:
I went to the beach yesterday. (Note que “went” é passado do verbo irregular

(to) go.)
My father bought a new car last month. (Note que “bought” é passado de (to)
buy.)
O “passado” dos verbos regulares e a regrinha CVC (consoante + vogal +
consoante):
Verbos “regulares” são aqueles cujo tempo passado e também particípio passado
terminam em “ed” ou “ied”.
Vejamos os exemplos a seguir:
(to)admit = admitted; (to)occur = ocurred; (to)play = played; (to)try = tried
Note que no final do verbo (to)admit você tem CVC, ou seja, mit; portanto se a
CVC for tônica (a sílaba forte - última), dobramos o “t” (última consoante) antes
de acrescentarmos o “ed”. O mesmo ocorre com o verbo (to)occur, ou seja, CVC
= cur e assim, dobramos o último “r”. Já no verbo (to)travel não dobramos o
último “l”, pois a CVC aqui (vel) não é tônica (sílaba forte). Assim, o verbo no
passado fica “traveled”.

Tempo Passado Simples


Conforme vimos anteriormente no Tempo Presente Simples, os verbos
terminados em “y”, possuem um tratamento diferenciado e o mesmo
ocorre quando vamos colocá-los no “tempo passado”.

Vejamos os exemplos a seguir:


1 – Verbos terminados em “y” precedidos de “vogal”, somente
acrescentamos “ed”: (to) play = played; (to) pray = prayed 2 –
Verbos terminados em “y” precedidos de “consoante”,
acrescentamos “ied”: (to) fly = flied; (to) try = tried

Portanto, resumindo o tempo passado dos verbos “regulares”, temos: (to)


admit = admitted
(to) occur = occurred
(to) travel = traveled
(to) play = played
(to) pray = prayed
(to) fly = flied
(to) try = tried
Tempo Passado Contínuo
O tempo “Passado Contínuo” resume-se a uma ação que estava em
progresso no passado e que de repente foi interrompida por outra,
também no passado.

Resumidamente, teremos duas ações passadas em uma mesma oração.


Lembramos também que sua formação é composta do verbo “to be”
no passado (was/were) mais a forma “ing” do verbo principal.

Vejamos os exemplos a seguir:


I was fixing my car when my father called me. (Eu estava
consertando meu carro quando meu pai me chamou).
Portanto, pergunte a sí mesmo: “...primeiro eu estava consertando o meu
carro e depois meu pai me chamou...” ou “...primeiro o meu pai me
chamou e depois eu estava consertando o carro...?”
Pois é, e agora? O que fiz primeiro? Qual a primeira ação feita? A resposta
é a seguinte: “Primeiro você já estava consertando o seu carro e muito
depois o seu pai chegou e lhe chamou”. Esta sua primeira ação de
consertar o carro é que fica no “past continuous” e a segunda ação,
que foi o seu pai lhe chamar fica no “passado simples”. Simples... não
é?
Tempo Presente Perfeito
Apesar de ser chamado de “Presente Perfeito”, ele é utilizado quando temos um tempo
passado não definido, ou seja, sem uma data definida em que a ação ocorreu.

Sua formação é composta do Auxiliar “HAVE” (“HAS” para as 3as pessoas do singular
( He, She, It) + o Participio Passado do verbo principal.

Vejamos os exemplos a seguir:


Passado definido: Mr. Bloom bought a new car yesterday. (Note que aqui você tem o
passado simples direto porque temos o “marcador temporal” yesterday (ontem).
Mas agora;
Passado não definido: Mr. Bloom has bought a new car. (Quando que o Sr. Bloom comprou
o carro novo?). Não sabemos quando e assim sendo, devemos usar o Present Perfect.
(Tempo passado não definido.)

Resumo:
I have + participio passado
You have...
He; She; It has...
We have...
You have...
They have...

Tempo Passado Perfeito


O tempo “Passado Perfeito” resume-se a uma ação foi feita antes de outra,
também no passado.
Resumidamente, teremos duas ações passadas em uma mesma oração.
Lembramos também que sua formação é composta do auxiliar “HAD”
mais o tempo “particípio passado” do verbo principal.

Vejamos os exemplos a seguir:


The teacher corrected the exercises I had made. (O professor corrigiu
os exercícios que eu fiz).
Portanto, pergunte a sí mesmo: “...primeiro eu fiz os exercícios e depois
o professor os corrigiu...” ou “...primeiro o meu professor corrigiu e
depois eu os fiz...?”
Pois é, e agora? O que fiz primeiro? Qual a primeira ação feita? A
resposta é a seguinte: “Primeiro você fez os exercícios e depois o seu
professor os corrigiu”. Esta sua primeira ação de fazer os exercícios é
que fica no “past perfect” e a segunda ação, que foi do professor
corrigí-los fica no “passado simples”.

Simples mesmo... não é?


Particularidades do verbo “Have”
Na Língua Inglesa o verbo (to) have faz parte da lista dos “verbos irregulares”, pois sua
conjugação se dá da seguinte forma:
Infinitive Past Past Participle Translation
(to) have had had ter
Portanto, ele é também chamado de verbo “biforme”, pois tem duas formas de conjugação
iguais (no passado e no participio passado) e uma diferente (no infinitivo).

Exceção feita às 3as pessoas do singular (He, She, It), onde no infinitivo ele se
torna “has” ao invés de “have”. No passado, “had” para todas as pessoas.
Vejamos alguns exemplos de sua conjugação em diferentes tempos:
No “presente”:
I have many pencils and pens in my pencilcase.
He has many pencils and pens in his pencilcase.
No “passado”:
I had a yellow car last year.
He had a yellow car last year.
Nos tempos “futuro” e “condicional” mantemos o “have”: She will have a good job next
year. She would have a Mustang if she were rich.

Futuro “Going to”


O Futuro “Going to” é usado para expressar ações futuras que irão realmente
acontecer, diferentemente do Futuro com “Will”, onde você tem um
planejamento para o futuro e que pode ocorrer ou não!

Formação: Verbo “to be” + going to + verbo principal da oração.

Exemplos:
Mary is going to see Paul tomorrow. (Mary vai ver Paulo amanhã.)
They are going to buy a new house next month. (Eles vão comprar um casa
nova no mês que vem.)

Principais advérbios: tomorrow, next week, next month, next year, the day
after tomorrow, next January, next Sunday, etc.
Atenção: Sempre usar o “to” depois de going, pois caso contrário o tempo verbal
estará errado e você poderá ter o seu exercício ou questão anulada numa prova
ou vestibular.

Another, Other, The Other(s)


Fáceis de serem confundidos tanto na fala como na escrita, Another, Other e The Other(s) são facilmente
encontrados em textos para vestibulares fazendo com que estudantes e executivos em seus reports
financeiros façam confusão na hora de empregá-los. Vamos estudar cada um deles separadamente neste
capítulo.
Another (Outro, outra; usado no singular)
Exemplos:
Let´s choose another jacket which really combines to you! (Vamos escolher outra jaqueta que realmente
combine com você!).

Please, tell another guy to come here, urgently. (Por favor, diga ao outro cara para vir aqui,
urgentemente).
Other (Outros, outras; usado no plural)
Exemplos:
Let´s take other arrangements to improve this report. (Vamos tomar outras medidas para melhorar este
relatório).
Talk to other colleagues in order to know if they got the right result. (Fale com outros colegas de modo a
saber se eles chegaram no resultado correto).
The Other(s) (Os outros, as outras; usado no plural e também com “s” em final de frases). Exemplos:
I don´t like this but I don´t know what think the others. (Eu não gosto disso mas não sei o que pensam os
outros).
They will play chess tomorrow but the other guys will play soccer instead. (Eles jogarão xadrez amanhã
mas os outros garotos jogarão futebol ao invés).
Obs.: Veja que aqui foi usado no plural sem o “s” porque foi colocado no meio da frase e não no final).

Plural dos Substantivos - I


Normalmente o plural em Inglês é feito como em Português, ou seja, na maioria dos casos
acrescentamos o “s”, como exemplo temos: toad (sapo) = toads (sapos), sock (meia) =
socks (meias), pound (libra) = pounds (libras): peso ou unidade monetária inglesa)

1 – Modos Irregulares
Singular Plural
Man Men (Homem / Homens)
Woman Women (Mulher / Mulheres)
Foot Feet (Pé / Pés)
Tooth Teeth (Dente / Dentes)
Goose Geese (Ganso / Gansos), mas Cisne = Swan
Mouse Mice (Rato / Ratos), mas Roedor = Rodent
Louse Lice (Piolho / Piolhos)
Die Dice (Dado / Dados)
Ox Oxen (Boi / Bois)
Fox Vixen (Raposa / Raposas)
Child Children (Criança / Crianças)
Brother Brethren (ou Brothers) (Irmão / Irmãos)
Plural dos Substantivos - I
2 – Substantivos terminados em sons sibilantes “s, ss, sh, ch, x,
z”, acrescenta-se “ES”:
Singular Plural
bus buses
wish wishes
watch watches
box boxes
buzz buzzes
3 – Substantivos terminados em “ch” mas que têm som de “k”,
acrescenta-se “S”. Os mais comuns deste tipo são: monarch,
patriarch, matriarch, epoch, stomach.
Singular Plural
epoch epochs
monarch monarchs
4 – Para substantivos terminados em “o” ou “y” precedidos
de consoante, acrescenta-se “ES”. O “y” neste caso
transforma-se em “i”. Para substantivos terminados em “o”
ou “y” precedidos de vogal acrescenta-se apenas “S”:
Singular Plural
tomato tomatoes
lady ladies

Plural dos Substantivos - I


5 – Substantivos de origem estrangeira terminados em “o”, mesmo
que precedidos de consoante acrescenta-se apenas “S”. Os mais
comuns são solo, ghetto, ego, photo e os demais abaixo:
Singular Plural
photo photos
piano pianos
kilo kilos
dynamo dynamos

6 – Doze substantivos terminados em “f” e “fe” formam o plural mudan-


do-se as terminações f e fe para “VES”. São eles: knife, life, wife, half,
calf, self, shelf, leaf, sheaf, thief, loaf e wolf.
Singular Plural
knife knives
wife wives
Mas, atenção com estas “exceções”: roof = roofs; chief = chiefs;
handkerchief = handkerchiefs
7 – Substantivos terminados em “f” e “fe” que aceitam ambas as
formas no plural:
Singular Plural
dwarf dwarfs/dwarves
hoof hoofs/hooves
elf elfs/elves
scarf scarfs/scarves
wharf wharfs/wharves

Plural dos Substantivos - I


Substantivos designados MASS NOUNS (Substantivos incontáveis)
Nem todos os substantivos em inglês podem ser usados no plural. Aqueles que
têm plural são chamados count (countable) nouns, isto é, substantivos
“contáveis”. Aqueles que não têm plural são chamados mass (uncountable)
nouns, isto é, substantivos “incontáveis”.
De modo geral, pode-se dizer que os mass nouns referem-se a coisas que não
são “contadas por unidade”, mas por “medidas”, como as relacionadas a
seguir:
NEWS, INFORMATION, ADVICE, LUGGAGE, EQUIPMENT, FURNITURE,
TIME, CHEESE, HAM, MEAT, RICE, WHEAT, FLOUR, CORN, MONEY, WORK,
TROUBLE, PAPER, INK, BEER, WATER, SUGAR, SALT, AIR, GRASS,
RAIN, SNOW, SOAP, WINE, COFFEE, MILK, ICE, BREAD, BUTTER, JELLY,
(PEOPLE, CATTLE , and POLICE).
Como exemplo, preste atenção de como ficariam as palavras acima no plural
dentro de orações, o que jamais sería permitido:
a) Poxa, choveram duas chuvas hoje! (Choveu por duas vezes hoje!)
b) Tomei três leites no café da manhã. (Tomei três copos de leite...)
c) Ontem dois policias prenderam o ladrão. (Ontem dois policiais prenderam...)
d) Sempre gosto de passar quatro manteigas no pão!
e) Por favor, balconista, preciso de seis presuntos... (Situação inusitada temos
aqui, pois compra-se presunto por “gramas” e não por quantidade de fatias).

Plural dos Substantivos - II


Os substantivos de origem estrangeira (latim, grego) terminados em:
-on; -um = formam o plural em “a”
-us = formam o plural em “i”
-is = formam o plural em “es”

Singular Plural datum data


agendum agenda
criterion criteria
thesis theses
alumnus alumni
curriculum curricula
hypothesis hypotheses
phenomenon phenomena
Atenção: expressões numéricas no plural devem ser colocadas no singular
quando usadas como adjetivo: “I need ten dollars, Dad”. No entanto, “Here is a
ten dollar bill. Take it, son!”

Plural dos Substantivos - II


1 - Algumas disciplinas escolares (na área de ciências) têm aparência de plural, mas,
gramaticalmente, são consideradas “singular”. Vejamos os exemplos a seguir:
Mathematics (Matemática)
Physics (Física)

2 – Nomes de doenças terminados em “s”:


Mumps (Caxumba)
Measles (Sarampo)

3 – Substantivos com a mesma forma no singular e no plural. Como por exemplo, temos
os nomes de nacionalidades terminados em sons sibilan- tes, tais como s, ss, sh, ch,
ese:
One Swiss = Two Swiss
One Chinese = Four Chinese
One Dutch = Five Dutch
One Danish = Three Danish
Mas, também:
Sheep (Carneiro) = Sheep (Carneiros)
Cattle (Gado) = Cattle (Gados)
Plural das Nacionalidades
1 – Substantivos com a mesma forma no singular e no plural. Como por exemplo,
temos os nomes de nacionalidades terminados em sons sibilan- tes, tais como s, ss,
sh, ch, ese: One Swiss = Two Swiss
One Portuguese = Nine Portuguese
One Chinese = Four Chinese
One Dutch = Five Dutch
One Danish = Three Danish

2 – Acrescenta-se “s” para fazer o plural das nacionalidades terminadas em “AN”, “I”:
One Italian = Three Italians
One Belgian = Six Belgians
One American = Two Americans
One Australian = Four Australians
One Israeli = Two Israelis
One Iraqi = Three Iraqis
One Pakistani = Four Pakistanis

Forma “Ing”, “To” Infinitive, Bare Infinitive


Embora como já explicado no capítulo do tempo verbal Presente Continuo, a forma “Ing” dá
idéia de gerúndio, ou seja, uma ação que se iniciou e ainda está ocorrendo no presente
momento.
Neste capítulo em sí, a Forma “Ing” tem uma abordagem totalmente diferente, ou seja, ela
é usada após verbos para formar substantivos. Vejamos os exemplos abaixo:

(to) drink = beber (verbo), daí drinkING = bebida (substantivo)


(to) shout = gritar (verbo), daí shoutING = grito (substantivo)
(to) drive = dirigir (verbo), daí drivING = direção (substantivo)
Numa frase completa, teríamos o seguinte:
Drinking and driving must be avoided at any cost. (Bebida e direção devem ser evitadas à
qualquer custo.)
Outras aplicações da Forma “Ing” na Língua Inglesa:
1 – Ela deve ser usada com o verbo posterior ao verbos Mind (importar-se)
Enjoy (apreciar, divertir), Stop (parar) e Avoid (evitar), mas não deve ser interpretada na
forma de “gerúndio”. Exemplos:
a) Do you mind opening the door? (Você importa-se em abrir a porta?)
b) Do you enjoy dancing? (Você aprecia dançar?)
c) Stop talking and work! (Pare de falar e trabalhe!)
d) Avoid drinking alcohol! (Evite beber alcool!)
Forma “Ing”, “To” Infinitive, Bare Infinitive
2 – Depois das expressões idiomáticas:
IT`S WORTH (Valer a pena)
Exemplo: It‟s worth reading this book. (Vale a pena ler este livro).
IT´S NO USE... (Não adianta...)
Exemplo: It´s no use eating without feeding yourself. (Não adianta comer sem se
alimentar).
3 – Depois de preposições, o verbo seguinte deve levar a forma ing:
Exemplos:
It´s difficult to have good grades without studying. (É difícil ter boas notas sem estudar).
They got without money due to paying their many debts. (Eles ficaram sem dinheiro devido
a pagar seus muitos débitos).
“To” Infinitive Usa-
se o “To” Infinitive:
1 - Para se separar dois verbos irregulares, menos os verbos modais auxiliares (assunto a
ser visto mais adiante). Exemplos:
We want to buy new clothes. (Queremos comprar roupas novas).
He goes to work on foot everyday. (Ele vai trabalhar a pé todos os dias).
2 – Em algumas preposições:
Looking forward to (Esperando ansiosamente por...)
According to (De acordo com...)
Due to (Devido a...)
Forma “Ing”, “To” Infinitive, Bare Infinitive
In addition to (Em complemento a/ao; em adição a/ao...)
3 – Depois do pronome interrogativo “how” (como):
Exemplos:
He doesn´t know how to drive this car. (Ele não sabe como dirigir este carro).
It´s important to know how to fix this device. (É importante saber como
consertar este dispositivo).

4 – Depois dos pronomes pessoais do “caso objetivo” (me, its, him, her, us...).
Exemplos:
She asked me to call her on time. (Ela me pediu para chamá-la a tempo).
He told us to do the tasks on his absence. (Ele nos disse para fazermos as
tarefas em sua ausência).
5 – Depois de advérbios (enough, sucessfully, hardly, etc.) Exemplos:
She didn´t study enough to pass on her examinations. (Ela não estudou o
suficiente para passar em seus exames).
He didn´t act successfully to convince the judges to approve him. (Ele não atuou
com sucesso para os juízes aprová-lo).
Forma “Ing”, “To” Infinitive, Bare Infinitive
They worked hardly to conquest the majority of votes. (Eles trabalharam
arduamente para conquistar a maioria dos votos).
“Bare Infinitive”
É o infinitivo sem o “to”, ou seja, são os casos da gramática inglêsa onde o “to” infinitive
não pode ser usado.
Exemplos:
1 – Diante de expressões idiomáticas como:
YOU´D BETTER / HAD BETTER... (Sería melhor...)
You had better see a doctor. You´re not feeling well today! (Sería melhor você ir ao
médico. Você não está se sentindo bem hoje!).
YOU´D RATHER / WOULD RATHER... (Sería preferível; preferiría...)
It would rather be Manchester City than Liverpool. (Sería preferível; preferiría ser
ManChester City do que Liverpool).
2 – Após os verbos modais auxiliares (May, Can, Could, Must, Should, Ought to) They
can go everywhere they want. (Eles podem ir em todos os lugares que quiserem).
You must do your homework. (Você deve fazer sua lição de casa).
She *ought to drink her medicines to avoid another disease. (Ela deveria tomar seus
remédios para evitar novas doenças).
*Neste caso o ‘to’ faz parte do verbo modal auxiliar OUGHT TO (devería, deveríamos, deveríam).
So / Such
“So” é um advérbio de intensidade e significa “tão”. Vejamos os exemplos abaixo
com suas formas variadas:
“So” é usado antes de adjetivos “sozinhos” na frase. Exemplos:
1 – She is so beatiful. (Ela é tão bonita.)
adj.

2 – This ice cream is so tasteful. (Este sorvete é tão saboroso.)


adj.

Mas, vejamos agora a suas variações de acordo com as seguintes regras: 1 -


Quando um adjetivo vem seguido de substantivo e este inicia-se por “vogal”,
usamos “such an” ao invés de “so”. Exemplo:
Ele é um homem tão divertido = He is such an awesome man. (Note que o
adjetivo na frase “awesome” começa por vogal “a”.)
2 – Quando um adjetivo vem seguido de substantivo e este inicia-se por
“consoante”, usamos “such a” ao invés de “so”. Exemplo:
Hoje está um dia tão perfeito = Today it is such a perfect day. (Note que o
adjetivo na frase “perfect” começa por consoante “p”.)
3 – O advérbio de intensidade “so” quando seguido dos quantificadores
much e many possuem os seguintes significados:
So much = tanto, tanta. Exemplo: He ate so much meat that he became fat.
(Ele comeu tanta carne que engordou.)
So many = tantos, tantas. Exemplo: After so many attempts, she got to fix the
fawcet. (Depois de tantas tentativas, ela conseguiu consertar a torneira.)

So / Such
O “such” também pode ser usado individualmente ou acompanhado da preposição “as”, de
acordo com os exemplos e significados abaixo:
Such = tal, tais
Exemplo: Such daddy such son. (Tal pai tal filho.)
Quando acompanhado da preposição “as”, significa “tal como”, “tais como”.
Exemplo: Please, cook all of the vegetables, such as: tomato, lettuce, onion, etc. (Por
favor, cozinhe todos os vegetais, tais como: tomate, alface, cebola, etc.)
Orações Condicionais (If-clauses)
Como o próprio nome diz são orações que exprimem condição através da conjunção
condicional “se” (If). São compostas de duas orações sendo uma chamada de oração
principal e a outra de oração condicional. Elas obedecem os seguintes tempos verbais: 1)
Simple Present (Presente Simples) Simple Future (Futuro Simples)
2) Simple Past (Passado Simples) Simple Conditional (Condicional Simples)
3) Past Perfect (Passado Perfeito) Conditional Perfect (Condicional Perfeito)
Vejamos os exemplos:
Oração Condicional Oração Principal

1) If I have money, I will buy a car. (Se eu tiver dinheiro, eu comprarei um carro).
| |
S.Present S.Future
Oração Condicional Oração Principal

2) If I had money, I would buy a car. (Se eu tivesse dinheiro, eu compraría um carro).
| |
S.Past S.Conditional
Oração Condicional Oração Principal

3) If I had had money, I would have bought a car. (Se eu tivesse tido dinheiro, eu
tería
| | comprado um carro).
Past Perfect Conditional Perfect
Atenção: quando eu não tenho certeza de que vou fazer algo ou não, não posso usar a
comjunção “If” e sim “whether” (se).
Exemplo: I don´t know whether I go or not! (Não sei se vou ou não!).

Verbos Frasais (Phrasal Verbs)


São verbos seguidos de preposição ou de advérbio e podem substituir tanto os verbos
regulares como o irregulares em frases, embora o uso desses verbos ocasione certa confusão
para os muitos aprendizes da Língua Inglesa.
Vejamos os exemplos abaixo mostrando também os verbos regulares/irregulares a que eles
correspondam:
Verbo Frasal Tradução Verbo Regular/Irregular
(to) be over acabar (to) finish
(to) break up romper, cessar (to) burst, cease
(to) come up with alcançar (to) reach
(to) fade away desaparecer (to) disappear
(to) find out descobrir (to) discover
(to) get rid of livrar-se de (to) to be free of
(to) look for procurar (to) seek
(to) look like parecer-se com (to) seem
(to) look up consultar (to) consult
(to) set foot chegar (to) arrive
(to) set up preparar (to) prepare
(to) take over carregar (to) carry
(to) tear off remover (to) remove
(to) turn off desligar, desconectar (to) disconnect
(to) turn on ligar, conectar (to) connect

Tempo “Imperativo”
Como na Língua Portuguesa, o tempo “Imperativo” é usado para exprimir ordens e
comandos, só que na Língua Inglesa ele é usado sem o infinitivo “to” antes do verbo.
Exemplos:
a) Para exprimir, dar ordens diretas; Give me the details. (Me dê os detalhes) Stand up
quickly. (Levante-se rápidamente)

b) Para fazer um convite;


Have a piece of this cake. It´s delicious! (Pegue um pedaço deste bolo. Está delicioso!)
Come in and sit down. (Entre e sente-se)
c) Para dar instruções; Open your book. (Abra o seu livro)
Take the left and then the right. (Pegue a esquerda e então a direita)
d) Nos sinais de indicação ou em notas, avisos;
Push (Empurre)
Do not use (Não use)
Insert one dollar (Insira, coloque 1 Dólar)
Keep out (Afaste-se)
e) Tornando o “imperativo” mais educado adicionando “do”;
Do come. (Venha)
Do be quite. (Fique quieto)
Do sit down. (Sente-se)

Voz Passiva (Passive Voice)


A voz passiva é utilizada para contar o que acontece com os objetos da ação. Ao contrário
da voz ativa, que contamos o que o sujeito realiza. Em Inglês ela é comumente usada com
o verbo “to be” no presente, presente continuo, passado simples ou passado continuo +
participio passado do verbo principal + a preposição de autoria “by” (por, pelo, pela).

Exemplos:
1) Active Voice: John washed the car. (John lavou o carro)

1a) Passive Voice: O carro foi lavado. (The car was washed by John)
Simple Past Past Participle

2) Com o Presente Simples:


A.V: They make Fords in Cologne. (Eles produzem Fords em Cologne)
P.V: Fords are made in Cologne. (Fords são produzidos em Cologne)
3) Com o Presente Contínuo:
A.V: Susan is cooking dinner. (Susan está cozinhando o jantar)
P.V: Dinner is being cooked by Susan. (O jantar está sendo cozinhado por Susan)
4) Com o Passado Simples:
A.V: James Joyce wrote “Dubliners”. (James Joyce escreveu “Dubliners”)
P.V: “Dubliners” was written by James Joyce. (Dubliners foi escrito por James Joyce)
5) Com o Passado Contínuo:
A.V: They were painting the house when I arrived. (Eles estavam pintando a casa quando
eu cheguei)
P.V: The house was being painted when I arrived. (A casa estava sendo pintada
quando eu cheguei)

Coordenação Correlativa
Às vezes a coordenação de duas estruturas é feita com maior ênfase pela adição
de uma palavra no começo da primeira estrutura;
Exemplos:
Both... and... (Tanto... como...)
Both America and Russia are discussing a solution for Síria´s conflicts.
Tanto a America quanto a Russia estão discutindo uma solução para os
conflitos na Síria.

Either... or... (Ou... ou...)


Either she plays the piano or she plays chess.
Ou ela toca piano ou ela joga xadrez.

Neither... nor... (Nem... nem...)


His doctor allows him neither to drink not to smoke.
O doutor dele permite que ele nem beba e nem fume.

Not only... but also... (Não somente... mas também...)


They are not only employees but also partners at the company.
Eles são não somente empregados como também sócios na empresa.

Pronomes Relativos
Dizemos sempre que o QUE é pronome relativo quando ele pode ser substituído
por: o qual, a qual, os quais, as quais, cujo, cuja, cujos e cujas dentro da frase.
Caso contrário, ele é uma conjunção integrante e pode ser substituído pelo
pronome “isso”. De qualquer maneira, estudaremos suas diferentes formas e
usos na Língua Inglesa;

WHO (que; usado para pessoas somente)


Exemplo: Tony who is a good teacher traveled to Canada. (Tony que é um bom
professor viajou para o Canada).
WHICH (que; usado para coisas e animais)
Exemplo: The lion which is ferocious animal escaped from the zoo yesterday.
(O leão que é um animal feroz escapou do zoológico ontem).
(TO) WHOM (com quem; usado para pessoas como função de obj.direto)
Exemplo: Look at this man to whom Lucy married herself! He´s weird! (Olhe
para este homem com quem Lucy se casou! Ele é estranho!)
THAT (que; somente quando a oração não está entre vírgulas)
Exemplo: Tony that is a good teacher... (Tony que é um bom professor...)
WHOSE (de quem, cujo, cuja, cujos, cujas)
Exemplo: The boy whose bycicle had been stolen, called the police officer. (O
menino cuja bicicleta foi roubada, chamou o policial).
Numerais: como escrevê-los e dizê-los
Como na Língua Portuguesa, os numerais são divididos em “cardinais” e
“ordinais”:
Exemplos:
Cardinais Ordinais 100
0 (Nought) (One
1 (One) 1st (First)
2 (Two) 2nd (Second)
3 (Three) 3rd (Third)
4 (Four) 4th (Fourth)
10 (Ten) 10th (Tenth)
11 (Eleven) 11th (Eleventh)
21 (Twenty-one) 21st (Twenty-first)
50 (Fifty) 50th (Fifth)
hundred)
1000 (One thousand)
10000 (Ten thousand)
100000 (One hundred thousand)
Numerais: como escrevê-los e dizê-los
1000000 (One million)
0 (Zero): é usado o “zero” especialmente em matemática e para leitura de
temperaturas.
Exemplo: It´s five degrees below zero. (Está 5 graus abaixo de 0).

Nil/Nothing (Nada): é usado geralmente nos resultados de jogos de


futebol.
Exemplo: Brazil won 4-0 (four nil/nothing). (O Brasil ganhou de 4 a 0).

Love (lav): é usado jogo de tenis, squash, etc.


Exemplo: Nadal leads by 30 – 0 (thirty-love). (Nadal lidera por 30 a 0).

O (Ou): é usado para se dizer números de telefones, celulares, etc.


Exemplo: Dial 7O5O – Extension 8OO. (Disque 7Ou5Ou) – Ramal 8OuOu.

Once (not One Time): Uma vez


Twice (not Two Times): Duas vezes
Three times, four times, five times... Três vezes, quatro vezes, cinco
vezes...
Numerais: como escrevê-los e dizê-los
Fractions or decimals (Frações e decimais)

1/2 = (a) half

1/4 = one quarter

1/10 = a/one tenth

¾ = three quarters

3-1/5 = three and one fifth

2.5 = two “point” five

3.14 = three “point” one four/fourteen


Caso particular do uso do verbo “Have”
Trata-se de um caso particular do uso do verbo “Have” devido ao mesmo ter o
sentido de “mandar alguém fazer algo”, “ordenar”, no sentido “Imperativo”
e, claro, sem o uso do “To” Infinitive.

Exemplos:
No tempo presente;
a) Have the maid to prepare our breakfast, urgently! (Mande a empregada
preparar nosso café da manhã, urgentemente!)
b) Have our neighbors to stop the noise! (Mande nossos vizinhos pararem com
o barulho!)

No tempo passado;
c) He had his son to study most. (He mandou o filho dele estudar mais).
d) She had her house painted. (Ela mandou pintar a casa dela).

No tempo futuro;
e) I will have my TV fixed. (Eu mandarei consertar minha TV).

Each Other / One Another

Each other deve ser usado em situações que involvem duas pessoas.

One another deve ser usado em situações que involvem mais de duas pessoas.

Mas como em toda regra existem exceções, os dois termos são usados sem
distinção em conversas casuais nos Estados Unidos. Em conversas formais ou
na escrita, é melhor usar a regra.

Exemplos:
a) David and Mary love each other. (David e Mary amam um ao outro, ou
melhor, David e Mary se amam.)
b) All ten of customers live close to one another. (Todos os dez clientes
moram perto um do outro.)
c) The rugby players hurt one another. (Os jogadores de rugby machucaram
uns aos outros.)

Index
MÓDULO CONVERSAÇÃO

Introduction (Apresentação)

Greetings (Saudações)

Farewells (Despedidas)

Thanks (Agradecimentos)

Apologies (Desculpas)
Congratulations (Cumprimentos)

Answers for thanks (Respostas para os agradecimentos)

Index
MÓDULO CONVERSAÇÃO

Introduction (Apresentação)

Greetings (Saudações)

Farewells (Despedidas)

Thanks (Agradecimentos)

Apologies (Desculpas)

Congratulations (Cumprimentos)
Answers for thanks (Respostas para os agradecimentos)

MÓDULO CONVERSAÇÃO
Introduction, Greetings, Farewells,
Thanks, Apologies, Congratulations
INTRODUCTION APRESENTAÇÃO
Please, let me introduce you to...! Por favor, deixe-me apresentar você para!
This is... Mr. Mrs. Este/Esta é... Sr. Sra.
Nice to meet you! (too!) Prazer em conhecê-lo/a! (Também!)
Glad to meet you! Prazer em conhecê-lo/a!
How do you do! Prazer em conhecê-lo/a!
GREETINGS SAUDAÇÕES Good
morning! Bom dia!
Good day! Bom dia!
Good afternoon! Boa tarde!
Good evening! Boa noite! (Quando chegando...)
Good night! Boa noite! (Quando indo embora...)
How are you? (I‟m fine!) Como vai você? (Estou bem!) Hi!
Hi there! Hello! Oi! Olá! Alô!
Cheers! Saúde!
Happy Easter! Feliz Páscoa!
Merry Christmas! Feliz Natal!
Season Greetings! Boas Festas!
Happy New Year! Feliz Ano Novo!
Happy Birthday! Feliz Aniversário!

Introduction, Greetings, Farewells, Thanks,


Apologies, Congratulations
FAREWELLS DESPEDIDAS
Goodbye! Tchau! Até logo!
Bye Bye! Tchau tchau!
See you! (See ya!) Te vejo!
See you soon! Te vejo em breve! Te vejo logo!
See you later! Te vejo mais tarde!
See you tomorrow! Te vejo amanhã!
So long! Adeus!
THANKS AGRADECIMENTOS
Thank you! Obrigado!
Thanks! Obrigado!
Thanks a lot! Obrigado! (Bastante) Thanks very much!
Muitíssimo obrigado!
Many thanks! Muito obrigado!
ANSWERS FOR THANKS RESPOSTAS PARA OS
AGRADECIMENTOS
You‟re welcome! De nada!
Not at all! De nada!
That´s all right! De nada!
Sure! (Coloquial) Certo!
My pleasure! (Coloquial) O prazer é meu!

Introduction, Greetings, Farewells, Thanks,


Apologies, Congratulations
APOLOGIES DESCULPAS
I‟m sorry! Sinto muito!
I‟m so sorry! Sinto muitíssimo!
I‟m very sorry! Sinto muitíssimo!
Excuse-me, please! Desculpe-me, por favor!
Apologies for the inconvinience caused! Desculpas pela inconveniência causada!

CONGRATULATIONS CUMPRIMENTOS/SAUDAÇÕES
Congratulations! Saudações!
Good job! Bom trabalho!
Good work! Bom trabalho!
Well done! Bem feito!
Very nice! Muito bom!
Very good! Muito bom!
Very well! Muito bem!
Cheers! Saúde!
Best wishes! Muitas felicidades!

IDIOMATISMOS
&
COLOQUIALISMOS
Act your age! Não seja infantil!
All or nothing Oito ou oitenta
Anything goes! Vale tudo!
As if! Até parece!
Ass-kisser Puxa-saco
Awesome! Adorei! É dez!
Be clever! Fica esperto!
Be my guest! Fique à vontade
Bossy Mandão; mandona
Bullshit Besteira
Check it out! Dá uma olhada!
Come on! Qual é!
Crap! Que bosta! Saco!
Damn it! Que se dane!
Ditto! Idem!
Get real! Se manca!
Give and take! Toma lá, dá cá!
God forbid! Deus me livre!
Guess what? Adivinha?
Hang loose! Fica frio!
How come? Como pode?
I‟m in! Tô nessa!
Is that so? Ah, é?
It´s toast! Já era!

Idiomatismos & Coloquialismos


It´s boom or bust Ou vai ou racha
It´s not done! Não fica bem!
It´s not fair! Não é justo!
My ass! Uma ova!
Never mind! Deixa pra lá! Desencana!
Nice try! Valeu a tentativa!
No can do! Nem a pau!
Now what? E agora?
Piece of cake! Moleza!
Rock on! Manda brasa!
Shame on you! Que vergonha!
Shit happens! Que azar!
So what? E daí?
Stay tuned! Fique ligado!
Such is life! A vida é assim mesmo!
Take it easy! Relaxa!
Watch out! Cuidado!
What´s the catch? Qual é o lance? Qual é a pegadinha?
What´s up? E aí? O que pega?
Your jerk! Sua anta!
Your dope! Sua besta!

Idiomatismos & Coloquialismos


Abreviações e truncamentos
ASAP – As soon as possible (O mais rápido possível)
BTW – By the way (À propósito)
BYOB – Bring your own bottle (Traga sua própria garrafa/bebida)
BYP – Beg your pardon (Te peço perdão)
CEO – Chief Executive Officer (Presidente; Diretor Executivo)
CUL - See you later (Te vejo mais tarde)
CYA – See ya (Te vejo)
4GET – Forget (Esquece)
FYI – For your information (Para a sua informação)
IDK – I don´t know (Eu não sei)
JAM – Just a minute (Só um minuto...)
JAS – Just a second (Só um segundo...)
LOL – Laugh out loud (Sorriso em voz alta)
OMG – Oh my God (Oh, meu Deus)
OT – Overtime (Hora extra)
OTOH – On the other hand (Por outro lado)
PIN – Personal Identification Number (Código ou senha pessoal)
R&D – Research & Development (Pesquisa e Desenvolvimento)
THX – Thanks (Obrigado)
2L8 – Too late (Tarde demais)
XOXO – Hugs and kisses (Abraços e beijos)
W8N – Waiting (Esperando...)

Você também pode gostar