Você está na página 1de 4

16/08/2010

Universidade Federal de Ouro Preto


Instituto de Ciências Exatas e Biológicas
Departamento de Matemática

Aulas 05 e 06

GEOMETRIA ANALÍTICA E CÁLCULO VETORIAL


Daila S. S. M. Fonseca
dailasm@yahoo.com.br

1
16/08/2010

INTERSEÇÃO DE DUAS RETAS


Todo ponto de interseção de duas retas tem que
satisfazer às equações de ambas as retas, assim ao
resolvermos o sistema

(r ) a1 x + b1 y + c1 = 0
( S )
( s ) a2 x + b2 y + c2 = 0
obtemos um ponto P(x0,y0) comum as duas retas.

2
16/08/2010

POSIÇÕES RELATIVAS DE DUAS RETAS


Dadas duas retas r e s cujas equações são:
(r ) a1 x + b1 y + c1 = 0
( S )
( s ) a2 x + b2 y + c2 = 0
elas podem ocupar apenas três posições relativas no
plano cartesiano. Essas posições são definidas com
base no número de pontos comuns às retas, isto é:
r e s concorrentes (r ×s) ⇒ um único ponto em comum
r e s paralelas e distintas (r//s) ⇒ nenhum ponto em
comum
r e s coincidentes (r =s) ⇒ infinitos pontos em comum

3
16/08/2010

DISTÂNCIA DE PONTO A RETA


Sejam uma reta r e um ponto P (xP, yP).
A distância de P a r será indicada por dPr.
Sendo que: dPr = 0 ⇔ P ∈ r
dPr > 0 ⇔ P ∉ r
Sendo a equação da reta r : ax + by + c = 0, temos que a
distância de P a r é dada por:
| axP + by P + c |
d Pr =
a2 + b2