Você está na página 1de 8

complicações e incidência de

infecções

Avaliação Nutricional no
Adulto custos
Estado
mortalidade
nutricional
hospitalares
debilitado

tempo de internação

Waitzberg DL et al. Nutrition 2001; Waitzberg DL & Correia MITD. Curr Opin Nutr Metab Care 2003; Sungurtekin H
et al Nutrition 2004; Kyle UG et al. Curr Opin Clin Nutr Metab Care 2005.

Avaliação Nutricional Introdução


 Primeira etapa na abordagem ao
Exame físico paciente.
Antropometria A depleção de nutrientes e, em
Inquérito alimentar conseqüência, a perda das funções
Exames bioquímicos celulares são achados comuns em
doenças agudas e crônicas.
 Padrão ouro.

ANSG
ANSG
 HISTÓRIA
 1987 – Detsky et al – pacientes cirúrgicos.  Peso
( 1 ) Mudou nos últimos 6 meses ( ) sim ( ) não
 Classificar o risco nutricional. ( 2 ) Continua perdendo atualmente ( ) sim ( ) não
( 2 ) Quantidade de perda ________ kg ( ) % perda ______ (>10%)
 História de perda de peso Peso atual___________kg Peso habitual _________ kg
 Hábitos alimentares
 DIETA
 Sintomas gastrintestinais (1) Mudança da dieta ( ) sim ( ) não
Mudança foi para:
 Capacidade funcional (1) – ( ) Dieta hipocalórica
(1) - ( ) Dieta pastosa hipocalórica
 Diagnóstico (2) – ( ) Dieta líquida > 15 dias ou solução de infusão intravenosa > 5 dias
(3) – ( ) Jejum  5 dias
 Exame físico

Garavel M. et al. 1988 Garavel M. et al. 1988

1
ANSG ANSG
 Sintomas gastrointestinais (Persistem por mais que 2  Diagnóstico
semanas) (1) – ( ) Baixo estresse
(1) – ( ) Disfagia e/ou odinofagia (2) – ( ) Moderado estresse
(1) – ( ) Náuseas (3) – ( ) Alto estresse
(1) – ( ) Vômitos
(1) – ( ) Diarréia  EXAME FÍSICO
(2) – ( ) Anorexia/ Distensão Abdominal/ Dor abdominal ( ) Perda de gordura subcutânea (tríceps/ tórax
 Capacidade funcional física (por mais que duas ( ) Edema Sacral (0) Normal
semanas) ( ) Ascite (1) Leve
(1) – ( ) Abaixo do normal ( ) Músculo estriado (2) Grave depleção
(2) – ( ) Acamado ( ) Edema tornozelo

Garavel M. et al. 1988 Garavel M. et al. 1988

AVALIAÇÃO NUTRICIONAL
ANSG - procedimentos SUBJETIVA GLOBAL

 Questionário próprio.
 Primeiro contato com o paciente
 Classificação:
 Normal < 17 pontos
 Desnutrido moderado 17 < 22 pontos
 Desnutrido grave > 22 pontos

Exame Físico
Atrofia da
Musculatura
Temporal

INICIAL

Perda da
Bola
Gordurosa
de Bichart

TARDIO
SINAL DA ASA QUEBRADA

2
Perda de gordura e músculo
Perda da
Musculatura
ao redor do Costela
Joelho Perda da Aparentes
Musculatura
Quadríceps

EXAME FÍSICO - PERDA DE GORDURA


E MASSA MUSCULAR

Escápula e
Costelas
Proeminentes

3
Distensão Abdominal

Avaliação Objetiva

Avaliação Nutricional Objetiva PCT & CB


 CB: ponto médio entre o  PCT:
 Antropometria  Perímetros
acrômio e o olécrano.  O paciente deve ficar
 Peso atual (kg)  PCT (mm)
 CMB com o braço estendido
 Peso usual (kg)  CB (cm) ao lado do corpo.
 AMB
 Altura (cm)  CMB (cm)  ponto médio entre o
 IMC acrômio e o olécrano.
 %PP  3 medidas
consecutivas.

4
Avaliação dos Dados Antropométricos Avaliação dos Dados Antropométricos

• Peso Atual (Kg) IMC = Peso • Peso Atual (Kg) IMC = Peso
IMC (Kg/ m²) IMC (Kg/ m²)
(Altura)² (Altura)²
• Altura (m) • Altura (m)

IMC (Kg/m²) Classificação – Adultos IMC (Kg/m²) Classificação – Idosos


< 16,0 Desnutrido grau III < 22,0 Desnutrido
16,0 – 16,9 Desnutrido grau II 22,0 – 27,0 Eutrófico
17,0 – 18,4 Desnutrido grau I > 27,0 Excesso de peso
18,5 – 24,9 Eutrófico
25,0 – 29,9 Sobrepeso
30,0 – 34,9 Obesidade grau I
35,0 – 39,9 Obesidade grau II
≥ 40,0 Obesidadee grau III

WHO, 1997 Lipschitz, 1994

Avaliação dos Dados Antropométricos

• Peso Atual (Kg)


% PPR SIGNIFICADO CLÍNICO
• Peso Habitual (Kg)
• % de perda de peso
< 10% em 6 Não significativa
meses
% P.P = Peso Habitual – Peso atual x 100
Peso Habitual ≥ 15% em 6 Queda de sobrevida (câncer..)
meses
PERDA MODERADA PERDA INTENSA
≥ 10% e < 35% Diminuição da defesa do hospedeiro,
1 semana 1 - 2% > 2% em 6 meses capacidade de cicatrização e sobrevida

1 mês 5% > 5%
Fonte: ASPEN, 1993
3 meses 7,5% > 7,5%

 6 meses 10% > 10%


BLACKBURN, G.L. et al, 1977

Cálculo do peso Ideal Avaliação das Pregas - Adultos


Classificação CB, PCT, CMB (Adulto)
Adequação de Medida (%) = Medida obtida (mm
Tabela Percentil 50 por sexo e idade - Masculino
x 100/ Medida no percentil 50 (Frisancho,1990)
> 120% - Obeso
Prega Circunferênci Circunferênci
110 – 120% - Sobrepesos Cutânea a do Braço a Muscular do
90 – 110% - Eutrófico Tricipital (cm) Braço (mm)
80-90 % - Desnutrição leve (mm)

70 – 80% - Desnutrição moderada


< 70% - Desnutrido Grave Faixa Etária Percentil 50 Percentil 50 Faixa Etária Percentil 50
Fonte: Blackburn GL, Harvey KB, 1982

16 -16,9 8 28,3 16 -16,9 249

17 – 17,9 7 28,6 17 – 17,9 258


18 – 24,9 10 30,7 18 – 18,9 264
Ex: 50 anos, PCT = 7mm
25 – 29,9 11 31,8 19 – 24,9 273
30 -34,9 12 32,5 24 – 39,9 279
11,5 ------- 100%
35 – 39,9 12 32,9 35 – 44,9 286
7 ---------- x 40 – 44,9 12 32,8 45 – 54,9 281
45 – 49,9 12 32,6 55 – 64,9 278
X = 7 . 100 = 60,9% 50 – 54,9 11,5 32,3 65 – 74,9 268
11,5 55 – 59,9 11,5 32,3
60 – 64,9 11,5 32
65 – 69,9 11 31,1

70 – 74,9 11 30,7

Frisancho, 1990

5
Avaliação das Pregas - Idosos Avaliação das Pregas - Idosos

Classificação Circunferência e Prega - Mulheres Idosas


Índice de Desnutrição do Idoso
Medida Faixa 5 10 25 50 75 90 95 CLASSIFICAÇÃO -

 Acima de 65 anos, pode-se usar gráficos


60-64 46,6 50,4 57 65 75,5 82,72 90,72 Percentil Idosos
65-69 45,15 48 55 62 71,48 80 88,75 Desnutrição
< P5
Peso 70-74
75-79
44
44
46,5
48
54,13
54
60,5
61,6
72,38
70
83,8
77
88,48
83,4 Risco de
apresentados por Chumlea,1984, que
P5- P10
≥80
60-64
37,4
26
42
28
49
30
56
33
61,25
35
74
37
79,25
39 P10- P90
Desnutrição
classifica estas medidas em percentis.
Eutrofia
65-69 25 27 28 31 34 36 38,45
Obesidade ou
CB 70-74 24 25 28 31 34 37 40 > P 90 Musculatura
75-79 24 26 28 31 33 36 38 desenvolvida
≥80 22 23 26 29 31 34 35,15
60-64 18,77 19,89 21,46 23,21 24,94 26,32 28,14
65-69 19 20,09 21,14 22,55 24,66 26,19 27,85
Ex: 70 anos, PCT
CMB 70-74 18,49 19,22 21,02 22,52 24,43 26,32 28,11
75-79 18,52 19,7 21,03 22,82 24,46 25,89 27,06
= 32 mm
≥80 18,17 18,86 20,31 22,01 23,62 24,78 25,96
60-64 17 20 23 29 35 39 42
65-69 15 17 20,75 26 30 35 38
PCT 70-74 11,05 14 21,25 27 32 39 42
75-79 11,95 15 20 25 30 37 30
≥80 8 10 15 20 25,5 30 33,5

SABE/ OPAS, 2001

Avaliação Nutricional
Objetiva

 Estimativa da altura
 Amputados

 Estimativa peso
 Edema

 Ascite

Estimativa de peso e altura


Correção de peso PESO ♂ Branco: 6-18 anos: (AJ x 0,68) + (CB x 2,64) – 50,08
Estimativa de Peso (Fonte: OMS,
19-59 95):(AJ x 1,09) + (CB x 3,14) – 83,72
anos:
 Masculino: (0,98 x Circ.panturrilha)
60-80 anos: (AJ + (1,16 x+
x 1,10) alt(CB
joelho) + (1,73
x 3,07) x CB) +
– 75,81
Edema Excesso de peso
Hídrico (Kg)
(0,37 x Subescapular) – 81,69
Negro: 6-18 anos: (AJ x 0,59) + (CB x 2,73) – 48,32
 Feminino: (1,27 x Circ.panturrilha) + (0,87 x alt joelho) + (0,98 x CB) +
19-59 anos: (AJ x 1,19) + (CB x 3,21) – 86,82
+ tornozelo Aprox. 1 (0,4 x Subescapular) – 62,35
60-80 anos: (AJ x 0,44) + (CB x 2,86) – 39,21
Edema Líquido Excesso de ♀ Branco: 6-18 anos: (AJ x 0,77) + (CB x 2,48) – 50,16
++ joelho 3–4 ascítico peso (Kg) 19-59 anos: (AJ x 1,24) + (CB x 2,97) – 82,48
60-80 anos: (AJ x 1,09) + (CB x 2,68) – 65,51
Leve 2,2
Negro: 6-18 anos: (AJ x 0,71) + (CB x 2,59) – 50,43
+++ raiz 5–6
coxa 19-59 anos: (AJ x 1,01) + (CB x 2,81) – 66,04
Moderado 6,0 60-80 anos: (AJ x 1,50) + (CB x 2,58) –84,22
++++ 10 – 12
anasarca ALTURA
Grave 14,0 Estimativa da estatura (CHUMLEA; ROCHE; STEINBAUGH (1985):
Fonte: MARTINS, 2000 citado por DUARTE e CASTELLANI, 2002.
 Homens: Altura (cm) = [2,02 x altura do joelho (cm)] – [0,04 x idade
(anos)] + 64,19
Fonte: JAMES, 1989
 Mulheres: Altura (cm) = [1,83 x altura do joelho (cm)] – [0,24 x idade
(anos)] + 84,88

6
Altura do joelho
 Utilizaro Knee height caliper.
 Colocar o paciente deitado e dobrar a perna
esquerda, fazendo um ângulo de 90 graus
com o joelho.
 O pé também deve ser dobrado, formando
um ângulo de 90 graus com a perna.
 Repetir a operação 03 vezes.

Chumlea, 1985

Necessidades Nutricionais

 Necessidades energéticas:
Harris-Bendict: (peso em Kg, altura em cm, idade em anos)

 GEB homens = 66, 5 + (13,75 x peso) + (5,0 x altura) - (6,75 x idade)


 GEB mulheres = 655 + (9,56 x peso) + (1,85 x altura) - (4, 68 x
idade)

• Fator atividade: acamado = 1,2; deambulando = 1,3


• Fator injúria:
- 1,1 a 1,2 => nas lesões ósseas
- 1,2 a 1,6 => nos traumas com infecção
- 1,5 a 1,6 => em falência de múltiplos órgãos
- 1,4 a 2,0 => após queimaduras extensas
• Fator térmico: 38° = 1,1; 39° = 1,2; 40° = 1,3; 41° = 1,1
• > 40Kcal/Kg de peso ↑ a freqüência de complicações

Necessidades Nutricionais Qual peso Usar??

Peso atual

Peso estimado

Peso Habitual

Peso ideal

7
8