Você está na página 1de 1

Portanto não lhes estranhe os senhores o criarem seus reis, cantar e bailar por algumas horas

honestamente em alguns dias do anno, e o alegrarem-se honestamente à tarde depois de terem feito
pela manha suas festas de N. S. do Rosário, de S. Benedicto, e do orago da capella do engenho, sem
gasto dos escravos, acodindo o senhor com sua liberalidade aos juizes, e dando-lhes algum premio
do seu continuado trabalho. Porque se os juizes, e juizas das festas houverem de gastar do seu, será
causa de muitos inconveninentes, e offensas de Deos por serem poucos os que podem licitamente
ajuntar. “ p. 36