Você está na página 1de 33

CURSO DE ENGENHARIA MECÂNICA

PROCESSOS DE FABRICAÇÃO II

PROCESSO DE SOLDAGEM
BRASAGEM

PROF.: PAULO VICARI


O QUE É

 A brasagem é um processos de união


de metais obtida com o uso de um
metal de adição com temperatura de
fusão média de 450º C, ou seja
menor que a temperatura de fusão
do metal de base;
COMO OCORRE

 Não existe fusão do metal de base;


 União formada pelo metal de adição
que preenche a junta por
capilaridade;
 Metal em estado líquido preenche os
espaços vazios que existem entre as
superfícies a serem soldadas;
BRASAGEM
BRASAGEM

 Ponto de fusão do metal de adição


superior a 450° C ,“brasagem forte”

 Ponto de fusão do metal de adição é


inferior a 450° C ,“brasagem fraca”;
REQUISITOS

 Para uma junta com boa qualidade é


necessário que haja um perfeito
molhamento das faces a serem
unidas;
 As superfícies do metal de base
devem esta isentas de óxidos, graxas;
 Limpeza feita por meios químicos ou
mecânicos;
PROTEÇÃO DOS METAIS

 Os metais precisam ser protegidos


por um fluxo ou uma atmosfera
adequada durante o aquecimento;
PROTEÇÃO DOS METAIS

 Fluxo:
 Dissolve as camadas de óxido
formadas após a limpeza;
 Permite que o metal de adição flua
livremente sobre as superfícies a
serem unidas e adere ao metal base;
PROTEÇÃO DOS METAIS

 Atmosfera:
 Elimina a necessidade de limpeza
após a soldagem;
 A brasagem pode ser feita em
atmosfera ativa, inerte ou sob o
vácuo;
ESPAÇAMENTO ENTRE PEÇAS

 Juntas brasadas necessitam de um


controle rígido do espaçamento de
separação entre as peças;

 Espaçamentos pequenos geram


preenchimento muito lento, podendo
ser apenas parcial;
ESPAÇAMENTO ENTRE PEÇAS

 Espaçamentos exagerados geram


tempos de preenchimento muito
longos;
 Geram formação de bolhas de gás ou
de inclusões de fluxo e óxidos;
CLASSIFICAÇÃO DOS
PROCESSOS

 Classificados de acordo com o


métodos de aquecimentos:
 Brasagem por chama;
 Forno;
 Indução;
 Imersão;
 Infravermelho;
BRASAGEM POR CHAMA

 Aquecimento realizado por uma ou


mais tochas;
 Gás combustível pode ser o
acetileno, propano, etc;
 Metal de adição pode ser colocado
previamente na junta ou alimentado
manualmente;
 É essencial o uso de fluxo;
BRASAGEM POR CHAMA

 Brasagem por chama.mp4


BRASAGEM EM FORNO

 Usada quando o metal de adição


pode ser colocado entes da soldagem
na junta;
 Utilizado em produção de grande
escala;
 A proteção realizada por fluxo,
atmosfera controlada ou vácuo.
BRASAGEM POR INDUÇÃO

 Calor é obtido por uma corrente


induzida entre as peças a unir;
 Peças a serem soldadas são
colocadas entre uma bobina, que
circula uma corrente;
 Metal de adição colocado
anteriormente na junta;
 Proteção realizada geralmente por
fluxo;
BRASAGEM POR INDUÇÃO

 Brasagem por indução.mp4


BRASAGEM POR IMERSÃO

 Realizada em banho químico ou


metal fundido;

 Imersão em banho químico:


 Metal de adição é colocado na junta
e imerso em um banho de fluxo
fundido, aquecido por resistência
elétrica;
BRASAGEM POR IMERSÃO

 Imersão em metal fundido:

 Peças a serem unidas imersas em um


banho fundido do metal de adição;

 Proteção realizada pelo próprio


banho;
BRASAGEM POR
INFRAVERMELHO

 Utiliza o calor emitido por fontes de


radiação infravermelha;

 Geralmente lâmpadas de quartzo


(até 5000w);

 Proteção realizada por fluxo;


EQUIPAMENTO

 Varia de acordo com o método de


aquecimento usado;

 Brasagem por chama:


 Maçaricos de oxi-gás com acetileno,
propano, etc;
EQUIPAMENTO

 Brasagem em forno:

 Fornos a gás, a óleo ou elétricos;

 Possuírem atmosfera controlada ou


operam em com vácuo;
EQUIPAMENTO

 Brasagem por indução:


 Fonte de energia elétrica;
 Bobina de indução;
 Bobina refrigerada a água;
 Bobina deve possuir formato que que
permita envolver as peças a serem
brasadas.
EQUIPAMENTO

 Brasagem por imersão:


 Imersão em metal fundido:
 Forno para pré-aquecimento das
peças e cadinho;

 Imersão em banho químico:


 Aquecimento realizado por
resistência elétrica ou por uma
tocha;
EQUIPAMENTO

 Brasagem por infravermelho:


 Lâmpadas de quartzo de alta
intensidade;
 Liberam até 5000W de energia;
 Utilizados refletores para a
concentração da radiação sobre a
região a ser brasada;
CONSUMÍVEIS

 Metais de adição;

 Fluxos protetores ou;

 Atmosferas protetoras;
CONSUMÍVEIS

 Metais de adição:
 Escolhida função do metal de base;
 Método de aquecimento;
 Tipo da junta e da proteção;
 Deve possuir temperatura de fusão
adequada;
 Boa molhabilidade;
 Boa fluidez;
 Propriedades mecânicas compatíveis com
a aplicação;
CONSUMÍVEIS

 Fluxos protetores:

 Constituídos de cloretos, fluoretos,


fluoboratos, boratos, bórax, acido
bórico, agentes umectantes e água;

 O fluxo deve apresentar uma


viscosidade na temperatura de
operação;
CONSUMÍVEIS

 Atmosferas protetoras:

 Utilizadas para prevenir a formação


de óxidos;
 Utilizada principalmente na brasagem
em forno;
 Diversas combinações de gases e
vácuo podem ser utilizados;
APLICAÇÕES

 Junção de metais diferentes;


 União de peças de pequena
espessura;
 União de materiais tratados
termicamente;
 União metal-cerâmica;
VANTAGENS

 Necessita menos calor;


 Metal de adição com baixa tensão
residual, permitindo usinagem
posterior;
 Equipamentos simples e de fácil
operação;
 União de materiais frágeis, sem
necessidade de pré-aquecimento;
DESVANTAGENS

 Resistência da junta limitada à


resistência do metal de adição;
 Temperatura de operação limitada ao
ponto de fusão do metal de adição;
 Possibilidade de ocorrência de
corrosão na junta;
 Necessidade de aquecimento em
grande parte do conjunto;
EXERCÍCIOS

1 - No que consiste o processo de brasagem?

2 - Quais são os processos de brasagem?

3 - Cite duas aplicações industriais da brasagem:

4 - Cite três vantagens da brasagem em relação à


soldagem por arco elétrico :

5 - Cite três desvantagens da brasagem em relação


à soldagem por arco elétrico: