Você está na página 1de 3

TRABALHO

DE
PORTUGUÊS
Professora: Elisa

Turma: 8.º 02

Equipe:

Sarah Hannah
Victória Reis
Yan Bragança
Igor Gabriel
Edvânio Marcos

Timóteo – MG

Março/2019
CONTINUAÇAO DO TEXTO TEATRAL
´´UM FANTASMA CAMARADA´´
Roberto - (meio assustado, leva o fantasma para o sótão ) Venha por aqui e também esqueci de
te dizer que estou esperando minha garota para irmos juntos para o baile de mascaras , e eu não
quero que você assuste ela.

Fantasma-prometo não assusta-la ,mas quero conhece-la .

Roberto – mais ela vai te ver . (assustado)

Fantasma-prometo ficar invisível .

Jorge (pai) – (ele e emilia conversam)O que vamos fazer com aquele fantasma?

Emília- (mãe) – não sei ,vamos pensar mais um pouco. (a campainha toca, Margô entra e o casal
vai fazer o jantar.

Roberto - (ele e o fantasma voltam para a sala e o fantasma senta na poltrona) Oi Margô tudo
bem? sua fantasia esta ótima !

Margô – estou bem.

Roberto – você trouxe a minha fantasia?

Margô – não ,pois sua fantasia de esqueleto já estava alugada, mas trouxe um lençol branco
para você se fantasiar de fantasma.

Fantasma – (cai do sofá exclamando.)Que coincidência ! (fica surpreso)

Roberto – (ele discute com Margo sobre a fantasia)Esse lençol não é adequado para fantasia de
fantasma.

Margô – desde quando você virou autoridade no assunto?

Roberto – desde quando eu vi um fantasma!

Margô- não seja bobo (e se direciona para a poltrona onde esta o fantasma)

Roberto – (agoniado)não sente na poltrona!

Margô – porque não posso sentar na poltrona?

Roberto – você gostaria de ver um fantasma?

Margô – sim, quando eu estou com você eu não sinto medo!

Fantasma – (fica visível )

Margô -(se lança nos braços de Roberto com um grito)

Fantasma - ( se apresenta para Margô) Olá tudo bem Margô? Meu nome é Espectro.

Margô - tudo, confesso que fiquei assustada mas você parece ser bem amigável .
Fantasma – obrigado

Jorge – (Emília e ele voltam a sala) Margô onde esta o seu pai?

Margô – travamos uma batalha definitiva pela casa, meu pai também vira logo e eu sinto muito
pelo fato de ele estar sendo tão teimoso em relação a casa .

Jorge – ok, sem problemas.

Fantasma – oh, Margô agora a casa também e o meu lar, gosto deste lugar e não tenho a menor
intenção de mudar. E Roberto você pode ir comigo no sótão para verificar se a sonoplastia esta
funcionando (depois de algum tempo eles voltam para a sala ) .

Fantasma – Jorge prometo que eu e a Margo seremos bons amigos (a campainha toca e entra
em cena o Sr..Souza )

Sr..Souza – oi meu camarada ,como vai tudo bem?

Jorge – mais ou menos esse problema da casa esta me deixando louco.

Sr.Souza – calma vamos conversar direito, então eu pensei em esquecer a ideia de você vender
a casa para mim ,o que você acha?

Jorge- bom acho uma boa ideia pois não tenho dinheiro e nem outra casa para morar.

Sr.Souza - já que estamos de acordo, não tem porque continuar louco. E aonde esta a Margô?

Jorge- Margô acabou de sair com Roberto para o baile de máscaras.

Sr.Souza – ok, então eu vou indo, tchau!

Jorge- tchau! (aliviado diz algo para Emília) ufa! Ainda bem que ele desistiu da ideia de
vendermos a casa para ele.

Emília- verdade, mas sobre o fantasma o que vamos fazer com ele, você tem alguma ideia?

Jorge – acho que o melhor e deixa-lo morar conosco, pode ser?

Emília – claro que sim! (ficando satisfeita).

Você também pode gostar