Você está na página 1de 3

O modelo 4C-ID considera que as situações de aprendizagem baseadas em tarefas da vida real

são a força motriz da aprendizagem e, consequentemente, o principal componente de um


ambiente de aprendizagem complexa corretamente concebido. (Miranda, 2009)

A ideia central deste modelo é que as tarefas de aprendizagem devem estimular os alunos a
integrarem os conhecimentos, as competências e as atitudes que potenciam a transferência
das aprendizagens adquiridas na resolução problemas que envolvam novas situações ou
situações não familiares aos alunos (van Merriënboer & Sluijsmans, 2009).

O que movimenta a aprendizagem com base no modelo 4C/ID, são as tarefas de aprendizagem
baseadas em tarefas da vida real, portanto, as tarefas de aprendizagem são o primeiro
componente para o desenho de um ambiente de aprendizagem eficiente, visão que é
partilhada pelas principais e mais recentes teorias e modelos de ID (Merril, 2012).

O modelo traz quatro componentes interligados que devem ser levados em consideração na
concepção de um ambiente de aprendizagem para o desenvolvimento de competências
complexas. São elas:

- Tarefas de aprendizagem: que correspondem a tarefas que são caracterizadas por colocarem
em contato o aluno com todos os aspetos da competência complexa a trabalhar. Idealmente,
estas tarefas de aprendizagem devem solicitar aos alunos a integração e a coordenação de
todos ou quase todos os aspetos que permitem desempenhar com sucesso a tarefa, podendo
incluir estratégias de resolução de problemas e aspetos mais rotineiros;

- Informação de suporte: que corresponde à informação que dá apoio à aprendizagem,


fornecendo indicações para o desempenho de resolução de problemas e de raciocínio das
tarefas de aprendizagem. Este tipo de informação descreve como o domínio da tarefa está
organizado e a melhor forma de abordagem aos problemas específicos do domínio,
construindo a ponte entre os conhecimentos prévios dos alunos e os novos conhecimentos;

- Informação processual: corresponde às informações que constituem os pré-requisitos para a


aprendizagem e para os desempenhos dos aspetos mais rotineiros das tarefas de
aprendizagem. Esta informação é organizada em pequenas unidades de informação e é
apresentada aos alunos no instante em que estes necessitam dela;

- Prática de tarefas: corresponde a exercícios adicionais para o treino de aspetos rotineiros das
tarefas de aprendizagem, aos quais está associado um elevado nível de automaticidade. Este
componente só existe quando as tarefas de aprendizagem não preconizam o nível de treino
suficiente para ser alcançado o nível de automaticidade requerido.

A descrição das interações entre cada um dos componentes e a forma de organização interna
de cada um dos quatro componentes é feita de forma detalhada pela tarefa de atividade a
seguir:

 As tarefas são representadas pelos círculos vermelhos. Esta é a estrutura básica do


curso ou da disciplina é constituída por uma sequência de tarefas.
 As tarefas de aprendizagem equivalentes são integradas numa mesma classe de tarefas
representadas sob a forma de retângulos laranjas tracejados à volta de um conjunto de
tarefas de aprendizagem.

 As tarefas de mesma classe são equivalentes no sentido em que podem ser executadas
com base no mesmo conjunto de conhecimento e apesar de serem diferentes nas
dimensões que variam em mundo real, nomeadamente o contexto em que a tarefa é
executada, a forma é apresentada o grau de visibilidade das características que a
definem.

Cada nova classe de tarefas é mais difícil do que as anteriores. Os estudantes recebem muito
apoio e orientação a execução da primeira tarefa de aprendizagem de uma classe (representada
pelo preenchimento verde dos círculos), mas esse apoio vai diminuindo gradualmente à medida
que os aprendizes vão criando uma estrutura decorrente do aumento das suas aptidões.

 As informações de apoio estão associadas às classes de tarefas, uma vez que se trata de
uma informação relevante para todas as tarefas de aprendizagem de uma mesma
classe, representadas em formas de “L” sombreadas de azul.

A informação de apoio para cada classe subsequente de tarefas é um complemento ou um


esforço das informações previamente apresentadas, com o objetivo de permitir aos aprendizes
executar tarefas que não estavam aptos a executar anteriormente.

 A informação processual é representada pelos retângulos marrons com setas que


apontam para cima. Eles mostram que as diferentes unidades de informação estão
explicitamente associadas a tarefas de aprendizagem distintas.
Essa informação é apresentada, no momento exato em que os alunos necessitem dela
afastando a necessidade de uma memorização prévia.

 A prática nas tarefas está indicada por uma pequena série de círculos de cor violeta que
representam exercícios práticos. Muitas vezes, as tarefas de aprendizagem contém uma
componente prática suficiente para que os aspectos de rotina do desempenho atinjam
o nível desejado.

Em resumo, podemos ter na figura abaixo uma planificação completa do modelo de design
instrucional 4C/ID, com as respectivas tarefas e informações.