Você está na página 1de 4

http://www.monumentos.gov.pt/Site/APP_PagesUser/SIPA.aspx?

id=3197

coberta por telhado de 2 águas. Cave e 2 pisos. A fachada principal, muito extensa, é composta por
um corpo central flanqueado por 2 corpos laterais subdivididos em 3 partes. Esta divisão é marcada
por pilastras em cantaria, decoradas por motivos florais e coroadas por jarrões acima da cornija. No
1º piso a fachada é em aparelho de cantaria, no 2º em alvenaria rebocada e pintada, correndo na
parte superior um registo de azulejos. O 1º piso é rasgado por várias janelas emolduradas em
cantaria e por 2 portas, uma no lado direito, simples, de verga curva, e outra no eixo central, a porta
principal, em madeira almofadada, encimada por uma bandeira em ferro com motivos que se
entrelaçam. A porta principal é ladeada por 2 janelas fresta, também com os vãos em ferro, sendo o
conjunto encimado por um arco abatido em cantaria trabalhada com folhas entrelaçadas. Deste arco
arrancam 2 mísulas, muito decoradas, ladeadas por outras 2 que sustentam a varanda em
balaustrada do 2º piso, avançando da caixa murária. 3 janelas inscritas em arco pleno dão acesso à
varanda. Esta é inscrita em arco abatido, sobrepujado por um frontão coroado por cabeça de
mulher, tímpano revestido a azulejos e assente em colunas que partem dos vértices da varanda. O
2º piso é, também, rasgado por várias janelas sendo umas de peito com guardas de ferro e outras
de varanda corrida, sobre mísulas. Estas janelas são emolduradas em cantaria, com vários
tratamentos decorativos. Um registo de azulejos policromados com motivos alegóricos (puttis, cisnes
e flores) corre em toda a fachada, acima das vergas dos vãos. Este é sobrepujado por entablamento
e cornija que, nas partes laterais dos corpos laterais sobe, em frontão curvo, coroado por cabeça de
leão. Entre os vários jarrões que encimam os pilares, sobre a cornija, corre uma platibanda.

http://www.monumentos.gov.pt/Site/APP_PagesUser/SIPA.aspx?id=22921
Possui pequeno logradouro no lado esquerdo, protegido por pequeno muro divisório da propriedade,
rebocado e pintado de branco e cinza, rasgado por portão rectilíneo, flanqueado por dois pilares de
silharia fendida, encimados por pináculos de bola, com bases poligonais e côncavas; possui duas
folhas em ferro, pintadas de verde e decorada por elementos volutados vazados, protegidas por
rede interior. O edifício tem estrutura em alvenaria, rebocada e pintada de branco, evoluindo em dois
pisos, divididos por frisos de cantaria, com as fachadas flanqueadas por cunhais de cantaria, em
aparelho isódomo. Fachada principal virada a ??, percorrida por um soco em cantaria, que se
adapta ao ligeiro desnível do terreno, com dois pisos definidos por friso em cantaria e com os vãos
rasgados de forma simétrica, a partir de um eixo central, todos em arco abatido e moldura simples
em cantaria, com pequeno friso na zona superior, protegidos por caixilharias de madeira pintadas de
verde e branco. Ao centro, portal ladeado por quatro janelas de peitoril, protegidas por meias-
portadas de madeira pintada de verde. No piso superior, uma janela de sacada, com bacia de
cantaria e guardas metálicas vazadas e pintadas de verde, ladeada por duas janelas de varandim,
com guardas semelhantes. Fachada lateral esquerda marcada por escadaria de cantaria, de acesso
a uma porta em arco abatido e fecho saliente, com moldura simples em cantaria, protegido por
alpendre sustentado por coluna toscana e com telhado de duas águas, com vigamento de madeira.

http://www.monumentos.gov.pt/Site/APP_PagesUser/SIPA.aspx?id=21240

http://www.monumentos.gov.pt/Site/APP_PagesUser/SIPA.aspx?id=6465
A fachada principal do edifício, apresenta no embasamento, abertura de 2 vãos, um deles, a E.,
encimado por tabela com a inscrição "Ascensor da Bica" e pela qual se acede ao elevador: com
emolduramento em cantaria, exibem portas em ferro forjado, de verga recta e bandeira em arco em
asa de cesto. Nos andares superiores observa-se abertura de vãos a ritmo regular, identificando-se
nos 1º e 2º pisos, janelas de sacada servidas por varandim de ferro forjado, e com verga recta
destacada nas do 2º andar, encimadas por janelas de peito. O edifício é superiormente rematado
por cornija, que precede a mansarda, guarnecida por guarda em ferro forjado.

http://www.monumentos.gov.pt/Site/APP_PagesUser/SIPA.aspx?id=5053
disposição horizontalista das massas com cobertura efectuada por telhados a 2 águas. Fachada
principal (a E.), composta por 3 andares, exibe 3 arcos de volta perfeita de duplo pé direito com 1
arquivolta de saimel trapezoidal cada, suportada por colunas de capitéis compósitos; adossadas às
pilastras dos mesmos, ambas assentam sobre plintos. Nos extremos, ao nível das impostas, frisos
vegetalistas esculpidos. Nos vãos dos arcos identificam-se 2 níveis do edifício separados por
entablamento em cantaria: no piso térreo vãos quadrangulares de verga recta, preenchidos por
janelas nos extremos e porta em vidro a eixo, encimada por cornija triangular. No 2º andar janelas
de sacada de verga curva com varandim em ferro forjado. O conjunto é encimado por fina moldura
de secção rectangular, a acompanhar a arcaria. O 3º piso, separado por friso destacado, apresenta
agrupamentos de 3 pequenas janelas intercaladas por friso esculpido em baixo-relevo, rematado por
cornija suportada por mísulas a preceder platibanda.

http://www.monumentos.gov.pt/Site/APP_PagesUser/SIPA.aspx?id=5019 para contexto

http://www.monumentos.gov.pt/Site/APP_PagesUser/SIPA.aspx?id=20701
O edifício evolui em três pisos, o superior constituindo um mezanino, com fachadas em cantaria de
calcário liós aparente, a inferior com silharia fendida, criando um falso rusticado, flanqueadas por
duas ordens de cunhais apilastrados, da ordem toscana no piso inferior e com fustes lisos e capitéis
coríntios na superior, rematando em entablamento e em balaustrada, entrecortada por acrotérios
simples, apresentando-se, todas elas, simétricas. Fachada principal virada a O., tripartida, com o
corpo central saliente, por seu turno dividido em três panos, inferiormente por duplas pilastras
toscanas, que se agrupam sobre um único plinto paralelepipédico, onde se rasgam três portais em
arcos de volta perfeita, assentes em pilastras toscanas e com arquivolta almofadada, com fecho
saliente formando um mísula, ornada por coroa de flores; são protegidos por portões metálicos,
ornados por motivos geométricos e encimados por seguintes almofadados. No piso superior,
assente e onze mísulas, entre elas as dos fechos dos arcos inferiores, uma sacada corrida, em
cantaria, protegida por guarda balaustrada, para onde abrem três portas-janelas em arco de volta
perfeita, com tripla arquivolta, as exteriores lisas e a interior ornada por folhas de acanto relevadas,
com fecho em folha de acanto, onde surge uma face feminina coroada; sobre os vãos, pequenos
seguintes almofadados e recortados, que centram estrela de oito pontas. Sobre os acrotérios da
guarda, apoiam-se oito colunas de fustes lisos e capitéis coríntios, que sustentam entablamento, um
friso denticulado e frontão triangular, possuindo, no tímpano, orlado por friso denticulado,

http://www.monumentos.gov.pt/Site/APP_PagesUser/SIPA.aspx?id=2484
Edifício de planta rectangular simples, com o ângulo SO. curvo, adaptando-se ao gaveto, de volume
composto pelo edifício e um corpo adossado ao lado direito, mais baixo e com coberturas
diferenciadas em quatro águas no edifício, a duas no corpo anexo e em terraço na zona posterior. O
edifício evolui em dois pisos, com a fachada principal marcada por duas ordens de pilastras
toscanas, que a dividem em seis panos, rebocados e pintados de branco, excepto o do extremo
esquerdo, pintado de amarelo, rematados a platibanda balaustrada, a do lado esquerdo plena. No
eixo que foi central, todo em cantaria, remata em tabela flanqueada por pilastras, que sustentam um
frontão triangular com o tímpano ostentando uma cartela rodeada por concheados e folhagens,
contendo a figuração da cabeça de Mercúrio, com os acrotérios marcados por folhagem de acanto.
No piso inferior possui portal em arco abatido de moldura dupla, a exterior assente em duas colunas
toscanas, sendo envolvida, superiormente, por folhagem e por cornija, com falso fecho decorado por
acanto; está protegido por porta de duas folhas de madeira almofadada e ornado por figuras
femininas e concheados, com bandeira envidraçada. Sobre este corre um friso de rosetões e
implanta-se uma janela de sacada, com bacia de cantaria, assente em modilhões de onde se
dependura folhagem, e misula central, com guarda balaustrada e vão em arco abatido, flanqueado
por pilastras e rematado por cornija curva, assente em consolas. Os panos laterais possuem portas
em arco abatido e molduras simples com fecho saliente, no primeiro piso, e janelas de sacada no
segundo, com bacia de cantaria e guarda vazada em ferro, ornado por elementos fitomórficos,
sendo os vãos rectilíneos, flanqueados por pilastras e rematados por frisos e cornijas. No lado
direito, um corpo acrescentado, tendo, no primeiro piso, dois vãos em arco de volta perfeita e, sobre
uma cornija, estrutura em ferro e vidro colorido. Fachada lateral esquerda virada a N., com dois
pisos divididos por friso de cantaria, o inferior com três janelas jacentes e molduras simples,
surgindo, no superior, quatro janelas de peitoril, rectilíneas e com molduras simples de cantaria.
http://www.monumentos.gov.pt/Site/APP_PagesUser/SIPA.aspx?id=26898

http://www.monumentos.gov.pt/Site/APP_PagesUser/SIPA.aspx?id=3200
Fachadas rebocadas e pintadas de branco, de dois pisos separados por friso de cantaria, com
pilastras nos cunhais, percorridas por embasamento de cantaria saliente, fenestração regular com
molduras de cantaria e rematadas em friso liso e cornija sobrepujada por beiral. Fachada principal a
SO., de pano único, rasgada no piso inferior por duas portas centrais e duas janelas de peitoril e
brincos rectangulares laterais, sobrepujadas no piso superior por quatro janelas de sacada, de verga
recta moldurada, com guardas em ferro forjado, rematadas nos ângulos por pinhas. O pátio frontal a
esta fachada possui embasamento de cantaria e os paramentos, rebocados e pintados, mostram
vestígios de um antigo silhar de azulejos *2. Fachadas laterais semelhantes, de três panos
separados por pilastras, rasgadas por oito vãos sobrepostos, sendo os do primeiro piso janelas de
peitoril, de molduras simples e caixilharia de guilhotina

http://www.monumentos.gov.pt/Site/APP_PagesUser/SIPA.aspx?id=4040
Fachadas rebocadas e pintadas de branco, evoluindo em dois pisos separados por friso, percorridas
por embasamento de cantaria e flanqueadas por cunhais de cantaria, estes últimos sobrepujados
por urnas e bustos clássicos, rematando em friso e corija, alteada na zona central, dando origem a
um escudo e coroa fechada, encimado por busto clássico. Fachada principal virada a E., formado
por cinco panos, os extremos sensivelmente recuados, divididos por duas ordens de pilastras
toscanas, rasgados de forma regular e simétrica por vãos em arco abatido e molduras recortadas,
com pingentes laterais e encimados por botões; possuem caixilharias de madeira pintadas de
branco e verde, com vidros simples e protegidas por portadas interiores de madeira pintadas de
branco. No piso inferior, surge, ao centro, portal em arco de volta perfeita, sustentado por duas
pilastras, que se prolongam em duas arquivoltas com fecho em forma de consola; é protegido por
duas folhas de madeira almofadadas, encimadas por bandeira de ferro forjado e vidro; está ladeado
por duas pilastras dispostas de forma diagonal, encimadas por enrolamentos, servindo de mísulas à
janela de sacada corrida do segundo piso, com bacia recortada e de cantaria, assente em mais
quatro mísulas laterais, com guarda em ferro forjado, pintado de verde, formando enrolamentos e
linhas sinuosas; para esta abrem duas portas-janelas, intercaladas por dois bustos, um masculino e
um feminino, assentes em estípides; no centro da sacada, um mastro da bandeira. O portal inferior é
ladeado por duas janelas de peitoril, protegidas por grades. Os panos intermédios possuem três
janelas de peitoril no piso inferior, com grades em peito de rola, encimadas por três janelas de
sacada, assentes em duas mísulas e com guardas semelhantes à da sacada central, para as quais
abre uma porta-janela.

http://www.monumentos.gov.pt/Site/APP_PagesUser/SIPA.aspx?id=16799

http://www.monumentos.gov.pt/Site/APP_PagesUser/SIPA.aspx?id=16801
Possui as fachadas rebocadas e pintadas, com soco inferior creme e paredes em tom de verde,
flanqueada por cunhais de cantaria, em silharia fendida, rematadas por friso de azulejo, composto
por barra policroma (rosa, verde, amarelo, castanho e branco) composta por motivos florais e
vegetalistas sinuosos e entrelaçados, formando flores abertas que alternam com caules e folhas que
se unem entre si, tendo, ainda, cornija e beirada simples. Fachada SE., com remate alteado na zona
central, criando um falso tímpano forrado a azulejo policromo (rosa, verde, amarelo, roxo e branco),
cuja composição de desenho sinuoso e entrelaçado é composta ao centro por flores abertas e
fechadas unidas, de onde brotam caules e folhas ondulantes que unem a novas flores; tem, em
cada piso, três janelas de peitoril, rectilíneas e com molduras simples em cantaria, sublinhadas por
cornija em telha, de perfil curvo e protegidas por estores exteriores verdes; as do piso superior
possuem floreiras com guarda reticulada de ferraria ornamental assente em consolas. No lado
esquerdo, surge portão de acesso à propriedade, em cantaria almofadada, de perfil boleado, que
ligam a dois pilares, encimados por pináculos piramidais, estando protegido por portão de ferro
pintado de verde, lavrado por motivos entrelaçados na zona superior. O acesso à habitação faz-se
através da fachada SO., tendo, no piso inferior, porta de verga recta, protegia por alpendre
sustentado por duas colunas toscanas, que assentam em balaustrada, com cobertura em telhado de
três águas e o tecto interior plano, ornado por estuque trabalhado, ladeado à esquerda por registo
de azulejos em monocromia, azul sobre fundo branco, representando Santo António e o Menino, de
composição verticalizante de 3x4+1/2 azulejos, inserido em moldura que se desenvolve em largos
enrolamentos sobre os quais se adossam elementos concheados e arquitectónicos, rematando por
uma concha; o Santo segura na mão direita uma açucena ou lírio (símbolo da pureza e castidade) e,
na mão esquerda o Menino (numa alusão à lenda da aparição do Menino a Santo António em casa
do conde Tiso, em Camposampiero) vestido, com a cabeça ligeiramente inclinada para a direita,
com o braço direito sobre o corpo e o esquerdo erguido em gesto de benção e, em segundo plano,
montes. No lado direito, surge painel de azulejos rectilíneo, com a inscrição de "QUINTA SANTO
ANTONIO"; é flanqueado por duas janelas de peitoril semelhantes às da fachada anterior, surgindo,
no segundo piso, mais três semelhantes. Este núcleo é prolongado por corpo antecedido por um
átrio vedado por balaustrada, interrompida por dois pilares, onde assentam colunas cilíndricas de
pedra, encimadas por vaso gomado, com duas portas em ferro que dão acesso a espaço com
pavimento de losangos brancos e vermelhos, dividindo-se em dois panos. No piso inferior, surgem,
no pano do lado direito, porta de verga recta ladeada por duas janelas de peitoril encimados por
falso frontão, revestido a azulejo, semelhante ao da fachada SE., que se repete sobre as três
janelas de peitoril do segundo piso. No topo, uma porta de verga recta. O pano do lado esquerdo
tem os dois pisos são divididos por painel de azulejo policromo (azul, rosa, verde, amarelo, castanho
e branco), esponjado a azul onde assenta reserva quadrangular com fundo branco que termina em
enrolamentos de acanto, no interior da qual se desenvolvem flores abertas unidas por ramos; no
piso térreo, tem duas portas de verga recta e três janelas de peitoril, surgindo, no segundo, cinco
janelas de peitoril de dimensões diferentes, rectilíneas e com caixilharias de alumínio. Adossado a
este, surge um corpo rematado por terraço com guarda de ferraria simples, pintado de bege, tendo,
no piso inferior, três janelas em arco abatido, sob as quais surgem respiradouros em terceria, com
porta central em arco de volta perfeita; no segundo piso, sete janelas, divididas por molduras
boleadas. Na fachada SE., regista-se um candeeiro dos primeiros tempos da iluminação pública. No
jardim, pavimentado a calçada à portuguesa, surgem algumas árvores e um lago circular.