Você está na página 1de 24

INDICADORES ÁCIDO-BASE

Manaus – AM

2018
Andrew Bennety

John Costa

Jackson Silva

Luiz Felipe

Melquias

Paulo André

Indicadores Ácido- Base

Relatório solicitado pela Prof. Dra. Liliam


Gleicy Oliveira, para obtenção de nota
parcial do 2º período, na disciplina de
Química Geral.

Manaus – AM

2018
1. Apresentação:

Foi realizado no dia 01/10/2018, a aula prática da disciplina de Química


Geral I, com o tema de Indicadores Ácido-base, onde foram observadas as
propriedades funcionais de ácidos e bases.

2. Objetivo:

Constatar experimentalmente as propriedades funcionais dos ácidos e


das bases.

3. Fundamentação Teórica

A classificação inicial de ácidos e bases foi feita a partir do sabor. Foi


originalmente usada para descrever o comportamento de certas substancias
com relação ao sabor azedo, por apresentarem ácido acético ou ácido cítrico.
As bases ou álcalis são adstringentes, isto é, ‘amarram a boca’. Hoje em dia
existem varias definições para esses compostos (JUSTINO, 2012).

3.1. ÁCIDOS

Ácidos são substancias que se ionizam em solução aquosa para formar


íons hidrogênio, aumentando a capacidade, aumentando a concentração de
íons H+(aq). Uma vez que o átomo de hidrogênio possui apenas um elétron H+ é
simplesmente um próton. Portanto, os ácidos são comumente chamados
doadores de prótons. Os modelos moleculares de três ácidos comuns, HCl,
HNO3, e HC2H2O2,

3.2. BASES

Bases são substancias que aceitam ( reagem com) íons H+. Elas
produzem íon hidróxido (OH-) quando dissolvidos em água. Compostos de
hidróxidos, como NaOH, KOH e Ca(OH)2, estão entre as bases mais comuns.
Quando dissolvidos em água, dissociam-se em seus íons componentes,
introduzindo íons OH- na solução.

Compostos que não tem o íon OH- podem também ser bases. Por exemplo, a
amônia (NH3) é uma base comum. Quando adicionada a agua, aceita um íon
H+ da molécula de agua e, consequentemente, produz um íon.

3.3. REAÇÕES DE NEUTRALIZAÇÃO E SAIS.

As reações de ácidos e bases tem propriedades muito diferentes. Os ácidos


tem sabor azedo, enquanto as bases tem sabor amargo. Os ácidos podem
mudar a cor de certos corantes de maneira peculiar, diferentemente dos efeitos
de uma base.

Quando uma solução de ácido e a de uma base são misturadas , ocorre uma
reação de neutralização. Os produtos da reação não tem características de
soluções ácidas e nem soluções básicas

4. Material Utilizado:
• Estante para tubo de ensaio
• Tubo de ensaio
• Pipeta graduada de 5 mL
• Pêra de Borracha
• Solução de ácido clorídrico (HCL) 5%
• Solução de ácido sulfúrico (H2S04 ) 5%
• Solução de hidróxido de amônia (NH4OH) 5%
• Solução de hidróxido de sódio, (NaOH) 5%
• Solução de Fenolftaleína
• Azul-de-bromotimol
• Solução de metilorange
• Bicarbonato de Sódio, NaHCO3
• Papel de tornassol vermelho
• Papel de tornassol azul
• Papel indicador universal
5. PROCEDIMENTO 1

• Indicador - Papel Tornassol e Indicador Universal

Enumerou-se quatro tubos de ensaio (1,2,3 e 4), em seguida, encheu-se 1/3


do volume desses tubos com HCl (tubo 1), H2SO4 (tubo 2), NaOH (tubo 3) e NH4OH
(tubo 4).

5.1. Solução 1 (HCl)

Molhou-se um pedaço de papel de tornassol azul com solução aquosa do tubo 1 (HCl),
um de tornassol vermelho e um de indicador universal.

HCl + Tornassol azul = vermelho

O papel tornassol azul quando colocado na presença da solução de Ácido


Clorídrico (HCl), teve uma mudança de cor de azul para vermelho, indicando
assim que a solução é ácida. O corante conhecido como papel tornassol azul
muda de azul para vermelho na presença de um ácido, como expressa Brown
(2005).

Figura 1 - HCl após contato com indicador tornassol e universal


HCl + Tornassol vermelho = vermelho

Constatou-se que o papel tornassol vermelho ao entrar em contato com o


Ácido Clorídrico (HCl) não apresentou mudança de cor, permanecendo
vermelho. Isto ocorreu, pois:

Conforme Ebbing (1998), o tornassol é um indicador ácido-base comum


em laboratório e, este é vermelho em solução ácida e azul nas básicas. Logo,
quando se utilizou o tornassol vermelho em um meio ácido este permaneceu
com coloração vermelha, ou seja, não apresentou mudança de cor.

HCl + Indicador Universal

O papel universal quando em contato com o ácido clorídrico (HCl) adquiriu


uma determinada escala de cor, e foi comparada com uma escala comparadora
de cor para que se fizesse a leitura do pH da solução. Constatou-se que o pH da
solução de ácido clorídrico estava entre 0 – 1, indicando assim que a solução é
ácida, pois Hage e Carr (2012) afirma que ao utilizar essa escala, uma solução
com pH inferior a 7,0 é ácida porque contem uma quantidade maior de ions
hidrogênio do que dos de íons hidróxido.

Figura 2 - Leitura do pH de HCl em uma escala comparadora de cor


5.2. Solução 2 (H2SO4)

Molhou-se um pedaço de papel de tornassol azul com solução aquosa


do tubo 2 (H2SO4), um de tornassol vermelho e um de indicador universal.

H2SO4 + Tornassol azul = vermelho

Notou-se que quando o papel tornassol azul foi colocado na presença da


de um ácido, como a solução de Ácido Sulfúrico (H2SO4), apresentou uma
mudança de cor de azul para vermelho. Isto ocorreu, pois de acordo com Brown
(2005) o corante conhecido como papel tornassol azul muda de azul para
vermelho na presença de um ácido.

Figura 3 – H2SO4 após contato com indicador tornassol e universal

H2SO4 + Tornassol vermelho = vermelho

Quando o papel tornassol vermelho entrou em contato com o Ácido


Sulfúrico (H2SO4) não apresentou mudança de cor, permaneceu com a mesma
coloração vermelha. Este fato se deu, pois:

O tornassol é um indicador ácido-base comum em laboratório e, este é


vermelho em solução ácida e azul nas básicas (EBBING, 1998).

De maneira similar ao procedimento anterior, quando o tornassol


vermelho é colocado em meio ácido, como o ácido sulfúrico (H2SO4), não
apresenta mudança de cor.
H2SO4 + Indicador Universal

O papel universal quando em contato com o ácido sulfúrico (H2SO4)


adquiriu uma determinada escala de cor, similar ao do procedimento anterior.
Usando uma escala comparadora de cor fez-se a leitura do pH da solução.
Determinando assim que o pH da solução de ácido sulfúrico estava entre 0 – 1.
Logo a solução é ácida, pois Hage e Carr (2012) afirma que ao utilizar essa
escala, uma solução com pH inferior a 7,0 é ácida porque contem uma
quantidade maior de íons hidrogênio do que dos de íons hidróxido.

Figura 4 - Leitura do pH de H2SO4 em uma escala comparadora de cor.


5.3. Solução 3 (NaOH)

Molhou-se um pedaço de papel de tornassol azul com solução aquosa


do tubo 3 (NaOH), um de tornassol vermelho e um de indicador universal.

NaOH + Tornassol azul = azul

Percebeu-se que o papel tornassol azul ao entrar em contato com o


Hidróxido de Sódio (NaOH) permaneceu com a mesma coloração azulada, ou
seja, não houve mudança de cor.

O corante conhecido como tornassol muda de azul para vermelho na


presença de um ácido, e de vermelho para azul na presença de uma base
(BROWN, 2005).

Figura 5 - indicador tornassol e universal após submersão em NaOH

Constatou-se que quando usamos o tornassol azul em uma base, como o


Hidróxido de Sódio (NaOH), este permanece com a mesma cor. Como expressa
Ebbing (1998), o tornassol é um indicador ácido-base comum em laboratório e,
este é vermelho em solução ácida e azul nas básicas.

NaOH + Tornassol vermelho = azul

Notou-se que o tornassol vermelho apresentou uma mudança de cor de


vermelho para azul, quando foi colocado na presença de uma base, como a
solução de Hidróxido de Sódio (NaOH). Isto ocorreu, pois de acordo com Brown
(2005) o corante conhecido como papel tornassol vermelho muda de vermelho
para azul na presença de uma base.
NaOH + Indicador Universal

O papel universal quando em contato com o hidróxido de sódio (NaOH)


adquiriu uma determinada escala de cor, e foi comparada com uma escala
comparadora de cor para que se fizesse a leitura do pH da solução. Constatou-
se que o pH da solução de hidróxido de sódio estava entre 13-14, ou seja, a
solução é básica, pois de acordo com Hage e Carr (2012), uma solução aquosa
com pH superior a 7,0 é chamada básica (ou alcalina) porque contem uma
quantidade maior de íons hidróxido.

Figura 2 - Leitura do pH de NaOH em uma escala comparadora de cor.


5.4. Solução 4 (NH4OH)

Molhou-se um pedaço de papel de tornassol azul com solução aquosa


do tubo 3 (NaOH), um de tornassol vermelho e um de indicador universal.

NH4OH + Tornassol azul = azul

O papel tornassol azul ao entrar em contato com o Hidróxido de Amônia


(NH4OH) não apresentou mudança de cor, permaneceu com a mesma coloração
azulada.

Figura 7 - indicador tornassol e universal após submersão em NH4OH

Segundo Ebbing (1998), o tornassol é um indicador ácido-base comum em


laboratório e, este é vermelho em solução ácida e azul nas básicas. De modo
que, quando o tornassol azul é colocado em meio básico não apresenta
mudança de cor.

NH4OH + Tornassol vermelho = azul

Constatou-se que o papel tornassol vermelho quando colocado na


presença da solução de Hidróxido de amônia (NH4OH), teve uma mudança de
cor de vermelho para azul, indicando assim que a solução é básica. Pois,
conforme Brown (2005), o corante conhecido como papel tornassol vermelho
muda de vermelho para azul na presença de uma base.

O tornassol muda de cor na vizinhança do pH 7. Entretanto a mudança de


cor não é muito exata. O tornassol vermelho indica um pH de aproximadamente
5 ou mais baixo, e o azul indica um pH de aproximadamente 8 ou maior
(BROWN, 2005).
NH4OH + Indicador Universal

O papel universal quando em contato com o hidróxido de amônia (NH4OH)


adquiriu uma determinada escala de cor. Usando uma escala comparadora de
cor fez-se a leitura do pH da solução. Determinando assim que o pH da solução
hidróxido de amônia estava entre 9-10, de modo que a solução é básica, pois
segundo Hage e Carr (2012), uma solução aquosa com pH superior a 7,0 é
chamada básica (ou alcalina) porque contém uma quantidade maior de íons
hidróxido.

Figura 8 - Leitura do pH de NH4OH em uma escala comparadora de cor.


6. PROCEDIMENTO 2

Indicador – Fenolftaleína

HCl + Fenolftaleína = incolor

Adicionou-se algumas gotas de indicador fenolftaleína na solução de


Ácido Clorídrico (HCl) e o meio permaneceu incolor, pois de acordo com Ebbing
(1998) o indicador ácido-base fenolftaleína é incolor em solução ácida.

H2SO4 + Fenolftaleína = incolor

Na solução de Ácido Sulfúrico (H2SO4) foram adicionadas algumas gotas


de indicador fenolftaleína, e de maneira similar ao procedimento anterior, o meio
permaneceu incolor. Isto ocorreu, pois, Ebbing (1998) afirma que o indicador
ácido-base fenolftaleína é incolor em solução ácida.

NaOH + Fenolftaleína = rosa

Adicionaram-se algumas gotas de indicador fenolftaleína na solução de


Hidróxido de Sódio e ocorreu uma mudança de cor de incolor para rosa, pois de
acordo com Ebbing (1998) o indicador ácido-base fenolftaleína é rosa em
solução básica.

NH4OH + Fenolftaleína = rosa

Na solução de Hidróxido de Amônia (NH4OH) foram adicionadas algumas


gotas de indicador fenolftaleína, e de modo similar ao procedimento anterior
ocorreu uma mudança de cor de incolor para rosa, pois de acordo com Ebbing
(1998) o indicador ácido-base fenolftaleína é rosa em solução básica.
Figura 9 - Leitura do efeito do indicador Fenolftaleína nos ácidos e bases .
7. PROCEDIMENTO 3

Indicador – Metilorange

HCl + Metilorange = vermelho

Adicionou-se algumas gotas de indicador Metilorange, que também é


denominado Alaranjado de Metila, na solução de Ácido Clorídrico (HCl) e o meio
adquiriu uma coloração avermelhada, isto se deve ao fato de que:

O alaranjado de metila muda de cor em um intervalo de pH de 3,1 a 4,4.


Abaixo do pH 3,1 está em forma ácida, que é vermelha (BROWN, 2005).

H2SO4 + Metilorange = vermelho

Na solução de Ácido Sulfúrico (H2SO4) foram adicionadas algumas gotas


de indicador Metilorange, e de modo similar ao procedimento anterior, o meio
adquiriu uma coloração avermelhada, isto ocorreu, pois:

O alaranjado de metila muda de cor em um intervalo de pH de 3,1 a 4,4.


Abaixo do pH 3,1 está em forma ácida, que é vermelha (BROWN, 2005).

NaOH + Metilorange = amarelo

Adicionaram-se algumas gotas de indicador Metilorange na solução de


Hidróxido de Sódio e o meio tornou-se de coloração amarela. Isto se deu, pois
segundo Brown (2005), quando o pH do meio está no intervalo entre 3,1 e 4,4 é
gradualmente convertido para sua forma básica, que tem cor amarela. No pH 4,4
a conversão está completa e a solução é amarela.

NH4OH + Metilorange = amarelo

Na solução de Hidróxido de Amônia (NH4OH) foram adicionadas algumas


gotas de indicador Metilorange, e de modo similar ao procedimento anterior o
meio adquiriu a coloração amarela. Isto ocorreu pois:

O alaranjado de metila no intervalo entre 3,1 e 4,4 é gradualmente


convertido para sua forma básica, que tem cor amarela. No pH 4,4 a conversão
está completa e a solução é amarela (BROWN, 2005).
Figura 10 - Leitura do efeito do indicador Metilorange nos ácidos e bases .
8. PROCEDIMENTO 4

Indicador – Azul-de-Bromotimol

HCl + Azul-de-Bromotimol = amarelo

Ao adicionar o indicador Azul-de-Bromotimol na solução de Ácido


Clorídrico (HCl) o meio adquiriu coloração amarela, indicando que o meio é
ácido. Pois conforme Brown (2005), o indicador ácido-base Azul-de-
Bromotimol é amarelo em soluções ácidas.

H2SO4 + Azul-de-Bromotimol = amarelo

Na solução de Ácido Sulfúrico (H2SO4) foram adicionadas algumas gotas


de indicador Azul-de-Bromotimol, e de modo similar ao procedimento anterior,
por se tratar de um meio ácido adquiriu coloração amarela, isto ocorreu, pois
segundo Brown (2005), o indicador ácido-base Azul-de-Bromotimol é amarelo
em soluções ácidas.

NaOH + Azul-de-Bromotimol = azul

Adicionaram-se algumas gotas de indicador Azul-de-Bromotimol na


solução de Hidróxido de Sódio e o meio tornou-se azul, demostrando assim que
o meio é básico. Pois como expressa Brown (2005), o indicador ácido-base Azul-
de-Bromotimol é azul em soluções básicas.

NH4OH + Azul-de-Bromotimol = azul

Na solução de Hidróxido de Amônia (NH4OH) foram adicionadas algumas


gotas de indicador Azul-de-Bromotimol, e de maneira similar ao procedimento
anterior, por se tratar de um meio básico adquiriu a coloração azul. Pois
conforme Brown (2005), o indicador ácido-base Azul-de-Bromotimol é azul em
soluções básicas.
Figura 11 - Leitura do efeito do indicador Bromotimol nos ácidos e bases .
9. PROCEDIMENTO 5

Reação de Neutralização – NaOH + HCl

Adicionou-se 3 gotas de fenolftaleína no tubo de ensaio que continha


Hidróxido de sódio, que logo adquiriu coloração rosa, pois trata-se de uma base.
Isto ocorreu, pois, de acordo com Ebbing (1998) o indicador ácido-base
fenolftaleína é rosa em solução básica.

Em seguida acrescentou-se ao tubo de ensaio Ácido Clorídrico (HCl) até


que a mistura se descorou. Isto ocorreu, pois conforme Justino (2007) ácidos e
bases muitas vezes são vistos como opostos, pois, dependendo da proporção
em que são misturados, um anula o efeito do outro. Logo quando o ácido
clorídrico foi misturado à solução de hidróxido de sódio, a seguinte reação
ocorreu:

HCl(aq) + NaOH(aq) → H2O(l) + NaCl(aq)

Ácido + Base → Água + Sal

Justino (2007) ainda afirma que nessa reação, o cátion H+ do ácido


combina-se com o ânion OH- da base, formando água. O ânion resultante da
ionização do ácido e o cátion da base formam um composto iônico denominado
sal. Esse tipo de reação é conhecido como reação de neutralização.
Figura 12 - Leitura do efeito de Reação de Neutralização nos ácidos e bases .
10. PROCEDIMENTO 6

Reação entre Ácidos e Carbonatos

Adicionou-se uma pequena porção de bicarbonato de sódio a um tubo de


ensaio contendo Ácido Clorídrico (HCl) e logo notou-se que ocorreu uma
efervescência. Isto ocorreu pois, segundo Ebbing (1998), alguns sais,
especialmente carbonatos, sulfitos e sulfatos reagem com ácidos dando
produtos gasosos.

A reação entre carbonato de sódio e o ácido clorídrico, ocorre da seguinte


forma:

Na2CO3(aq) + 2HCl(aq) -> 2NaCl(aq) + H2O(l) + CO2(g)

Carbonato + ácido -> sal + água + gás

Nesta reação o carbonato de sódio reage com o ácido clorídrico para dar
um sal (o cloreto de sódio), água e dióxido de carbono gasoso, como expressa
Brown (2005).

Figura 13 - Leitura do efeito de Reação entre Ácidos e Carbonatos .


CONCLUSÃO

É possível observar através dos resultados obtidos dos experimentos


realizados em laboratório, mostrados na tabela 1, que os ácidos e as bases
possuem características intrínsecas que os permitem diferenciar quando
colocados em contato com determinados indicadores como o papel de tornassol
azul, o papel de tornassol vermelho e também o papel indicador universal este
sendo o único dos três pelo qual se obtêm o valor de pH verificado através de
uma tabela de cores e além destes também o uso de indicadores ácido/base
possibilita a leitura de pH de uma solução.

Resultados obtidos

Indicador Coloração
Ácido Base
Tornassol Azul Rosa Azul
Tornassol Vermelho Azul Rosa
Indicador Universal pH= 0-1 pH= 9-14
Metilorange Vermelho Amarelo/Laranja
Azul-de-Bromotimol Amarelo Azul
Tabela 1 – Resultados dos experimentos com indicadores ácido-base.
BIBLIOGRAFIA

BROWN, Theodore; LEMAY, Eugene; BURSTEN, Bruce. A Ciência Central. 9º


ed. São Paulo: Pearson Prentice Hall, 2005.

HAGE, David; CARR, James. Química Analítica e Análise Quantitativa. São


Paulo: Pearson Prentice Hall, 2012.
QUESTIONÁRIO:

1) Suponha que você tenha um líquido incolor e inodoro. Cite seis


processos para provar, experimentalmente, que esse líquido é ácido.
(Um desses processos não deve utilizar nenhum indicador).
• Os ácidos possuem um sabor azedo;
• mantém incolor uma solução de fenolftaleína;
• não alteram a cor do papel de tornassol vermelho;
• tornam amarelo o azul-de-bromotimol;
• colorem de vermelho uma solução de metilorange;
• tornam vermelho o papel de tornassol azul.
2) Descreva cinco processos pelos quais se pode demonstrar,
experimentalmente, a natureza alcalina (básica) de uma substância.
• 1-As bases possuem um sabor adstringente;
• 2-colorem de rosa uma solução de fenolftaleína;
• 3-tornam azul o papel de tornassol vermelho e também o papel do
indicador universal;
• 4-mantém alaranjada uma solução de metilorange;
• 5-mantém azul o papel de tornassol azul.
3) Qual a definição de indicador ácido-base?
• Os indicadores ácido-base são substâncias naturais ou sintéticas que tem
propriedades de mudarem de cor em função do pH do meio.
4) Quais os indicadores ácido-base que você conhece?
• Fenolftaleína, metilorange, azul-de-bromotimol, papel de tornassol azul,
papel de tornassol vermelho e papel indicador universal.
5) Como se pode conhecer um ácido pela fórmula?
• Pelo motivo dos ácidos serem doadores prótons, podemos identificá-lo
como um ácido através do seu potencial hidrogenado.
6) Por que a sacarose, C12H22O11, tendo 22 átomos de hidrogênios
por molécula, não apresenta caráter ácido?
• A sacarose é um composto orgânico. O qual é molecular. Logo, não se
dissocia na água e assim não libera íon H+ em solução aquosa.