Você está na página 1de 11
BIOLOGIA 3 Prof.: Vinícius (Minguado) LISTA 16 – BIOMAS BRASILEIROS ORIENTAÇÕES Esta lista trata dos

BIOLOGIA 3 Prof.: Vinícius (Minguado)

LISTA 16 BIOMAS BRASILEIROS

ORIENTAÇÕES

Esta lista trata dos principais biomas. É um dos assuntos mais cobrados pelos vestibulares atualmente, principalmente quando consideramos o ENEM. Resolva as questões com foco e atenção e não deixe de treinar a escrita das respostas das questões discursivas.

Tarefa mínima:

RESUMO TEÓRICO

PRINCIPAIS BIOMAS BRASILEIROS

Biomas são conjuntos de diferentes ecossistemas terrestres que se repetem ao redor do planeta, com cobertura vegetal típica e predominância de um certo tipo de clima.

● Floresta amazônica: também chamada de hileia,

estende-se pelos estados do Amazonas, Acre, Pará, Amapá, Rondônia, Tocantins, Roraima, parte norte de Mato Grosso e Goiás e a parte oeste do Maranhão. É caracterizada por uma rica biodiversidade (tanto da fauna quanto da flora); as temperaturas são altas e estáveis ao longo do ano, variando de 25ºC a 28ºC, e as precipitações (chuva) superam 1800 mm/ano, o que a caracteriza como uma floresta pluvial tropical. Esse bioma é estratificado, isto é, pode ser dividido em camadas. A camada mais alta é composta por árvores de 30 a 40 metros de altura, com folhas largas (latifoliada) e perenes (perenifólia), e por plantas epífitas (bromélias, orquídeas e samambaias). Uma importante árvore da região é a seringueira, da qual pode-se extrair o látex para a fabricação da borracha natural.

extrair o látex para a fabricação da borracha natural. ● Floresta atlântica: também pode ser chamada

● Floresta atlântica: também pode ser chamada de

floresta pluvial costeira ou, simplesmente, de mata atlântica. Estende-se por regiões costeiras desde o estado do Rio Grande do Norte até o Rio grande do Sul.

Assim, como o bioma anterior, a floresta atlântica é estratificada e suas árvores podem atingir de 30 a 35 metros de altura, com folhas largas (latifoliada) e perenes (perenifólia). É considerada um dos biomas mais devastados pela exploração humana, restando cerca de 5% da mata original, segundo estimativas.

restando cerca de 5% da mata original, segundo estimativas. ● Cerrado: estende-se pelos estados de Minas

● Cerrado: estende-se pelos estados de Minas Gerais, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Tocantins, Goiás, oeste de São Paulo e Paraná. O cerrado também está presente no extremo norte do país, na região amazônica (veja a figura). A paisagem vegetal é esparsa e formada sobretudo por arbustos e árvores pequenas com troncos, em geral, retorcidos e recobertos por uma espessa casca. O clima desse bioma apresenta temperatura média por volta de 26ºC e índices de precipitações entre de 1100 mm/ano a 2000 mm/ano, com as chuvas concentradas na estação do verão.

mm/ano, com as chuvas concentradas na estação do verão. ● Pan tanal: trata-se de uma planície

● Pantanal: trata-se de uma planície inundável que

recobre parte do Mato Grosso e do Mato Grosso do Sul, no Brasil, mas se estende pelo Paraguai, Bolívia e Argentina. Em algumas áreas inundadas nas cheias de cada ano, ocorre o crescimento de gramíneas que servem como pastagens naturais para gado.

de gramíneas que servem como pastagens naturais para gado. ● Floresta de araucárias: estende-se por partes

● Floresta de araucárias: estende-se por partes dos

estados de São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. Ao pinheiros-do-paraná, também chamados de araucárias, são a árvore mais típica desse bioma. O clima é temperado com temperaturas relativamente altas no verão e inverno bastante frio; os

índices pluviométricos giram em torno de 1400 mm/ano. Grande parte da floresta de araucárias já foi destruída pela exploração humana de madeira.

já foi destruída pela exploração humana de madeira. ● Caatinga: estende-se pela região Nordeste do país

● Caatinga: estende-se pela região Nordeste do país e

norte de Minas Gerais. As temperaturas médias permanecem por volta dos 24ºC e 26ºC, variando pouco; os índices pluviométricos são baixos: de 500 a 700 mm/ano, caracterizando a aridez do bioma. A vegetação da Caatinga é formada por plantas que apresentam adaptações à seca tais quais folhas modificadas na

forma de espinhos, espessa cutícula nas folhas (diminui

a transpiração) e caules que armazenam água. O

conjunto de características adaptativas à seca compõem um aspecto dessas plantas que é chamado

xeromorfismo (do grego, aspecto seco). Plantas típicas

da caatinga são cactos, arbustos e árvores pequenas; na

época da seca elas perdem as folhas (caducifólias).

na época da seca elas perdem as folhas (caducifólias). ● Manguezais: localizam-se desde o litoral norte

● Manguezais: localizam-se desde o litoral norte até o

litoral sul do país. Ocorrem em solos lodosos e salgados,

na foz dos rios e em baías de águas calmas. Esse bioma

tem uma alta disponibilidade de nutrientes minerais e de matéria orgânica, constituindo, assim, importante fonte

de alimento para inúmeras espécies marinhas. É comum

encontrar as chamadas raízes respiratórios (pneumatóforos) em áreas de manguezal, que servem para retirar oxigênio diretamente do ar.

que servem para retirar oxigênio diretamente do ar. ● Pampa (campo): recobre a parte sul do

● Pampa (campo): recobre a parte sul do rio Grande do

Sul, sendo a paisagem vegetal dominada por gramíneas. A maior parte da cobertura original dos pampas já foi destruída para dar lugar a áreas de cultivo e de criação de gado. A falta de cuidado com o solo nessa área resulta em sérios problemas de erosão e de desertificação.

em sérios problemas de erosão e de desertificação. ● Floresta de cocais: também chamada de babaçual,

Floresta de cocais: também chamada de babaçual,

estende-se por partes dos estados do Maranhão, Piauí e Rio Grande do Norte. As média de temperatura giram em torno dos 26ºC e os índices de chuva são elevados ficando entre 1500 mm/ano e 2000 mm/ano. O babaçu é uma palmeira importante da região: das sementes, extrai-se óleo e as folhas são usadas para cobrir casas e fazer utensílios domésticos.

óleo e as folhas são usadas para cobrir casas e fazer utensílios domésticos. 2 Frente 3

EXERCÍCIOS PROPOSTOS

1. (UFRGS 2013) O mapa abaixo representa os principais

biomas brasileiros.

O mapa abaixo representa os principais biomas brasileiros. Assinale a alternativa correta com relação aos biomas
O mapa abaixo representa os principais biomas brasileiros. Assinale a alternativa correta com relação aos biomas

Assinale a alternativa correta com relação aos biomas representados.

a)

O 2 é pobre em recursos hídricos.

 

b)

O

3

caracteriza-se

pela

presença

de

vegetação

caducifólia. c) O 4 caracteriza-se pela presença de vegetais com pneumatóforos.

d) O 5 é o que perdeu a maior parte de sua área original.

e) O 6 caracteriza-se pela inundação de grandes áreas, nos

meses de cheia.

2. (UECE 2014) As plantas da caatinga possuem algumas

características particulares, como folhas transformadas em espinhos, cutículas altamente impermeáveis, caules suculentos, raízes profundas etc. Essa descrição se refere ao que definimos como:

a) xeromorfismo.

b) caducifolia.

c) convergência adaptativa.

d) mimetismo.

3. (UECE 2014) Assinale com V ou F, conforme seja verdadeiro ou falso o que é dito sobre o mangue.

( ) No mangue, quando a maré está baixa, a água salgada

prevalece no rio, mas quando a maré sobe, a água se torna salobra.

( ) O solo lodoso dificulta a fixação das plantas do mangue

e, por esse motivo, elas desenvolvem estruturas denominadas raízes escoras ou aéreas, que se aprofundam na lama até conseguirem se firmar para suportar a entrada

das marés altas e as enxurradas dos rios.

( ) Poucos peixes e crustáceos marinhos desovam no

mangue, pois é um ambiente bastante adverso, pobre em

oxigênio, com elevado número de predadores.

( ) A vegetação de mangue é chamada de halófila, pois

suas plantas são adaptadas à constante variação de sal na

água e no solo.

A sequência correta, de cima para baixo, é:

a) V F F V.

b) F V F V.

c) V F V F.

d) F V V F.

4. (UERN 2013) A imagem apresenta um grande escritor

que expressa, em suas obras, características brasileiras bem marcantes, como, por exemplo, em seu livro Os

Sertões.

bem marcantes, como, por exemplo, em seu livro Os Sertões. São afirmativas acerca de um importante
bem marcantes, como, por exemplo, em seu livro Os Sertões. São afirmativas acerca de um importante

São afirmativas acerca de um importante bioma brasileiro, cujas características se observam no fundo da imagem anterior, EXCETO:

a) Um dos problemas enfrentados é o desmatamento para

o uso intensivo do solo, levando-o a um rápido processo de desertificação.

b) Com a chegada da estação seca, as plantas perdem

suas folhas e a mata adquire um aspecto cinza- esbranquiçado, que originou seu nome.

c) A vegetação é composta por árvores baixas e arbustos

retorcidos e cheios de espinhos, localizados em terrenos mais elevados e representando a parte arbórea do bioma.

d) O clima característico é o tropical semiárido, que apresenta elevada temperatura ao longo de todo o ano e pluviosidade escassa e irregular, com baixa umidade relativa do ar.

5. (Enem PPL 2013) O manguezal é um dos mais ricos

ambientes do planeta, possui uma grande concentração de vida, sustentada por nutrientes trazidos dos rios e das folhas que caem das árvores. Por causa da quantidade de sedimentos restos de plantas e outros organismos misturados à água salgada, o solo dos manguezais tem

aparência de lama, mas dele resulta uma floresta exuberante capaz de sobreviver naquele solo lodoso e salgado.

NASCIMENTO, M. S. V. Disponível em: http://chc.cienciahoje.uol.com.br. Acesso em: 3 ago. 2011.

Para viverem em ambiente tão peculiar, as plantas dos manguezais apresentam adaptações, tais como

a) folhas substituídas por espinhos, a fim de reduzir a perda

de água para o ambiente.

b) folhas grossas, que caem em períodos frios, a fim de

reduzir a atividade metabólica.

c) caules modificados, que armazenam água, a fim de suprir

as plantas em períodos de seca.

d) raízes desenvolvidas, que penetram profundamente no

solo, em busca de água.

e) raízes respiratórias ou pneumatóforos, que afloram do

solo e absorvem o oxigênio diretamente do ar.

6. (UFPR 2012) Um arquiteto encomendou a um paisagista

um terrário para colocar num apartamento como divisória entre dois ambientes. Uma das exigências do proprietário do apartamento é que o terrário representasse um ambiente de floresta úmida, semelhante à Floresta Atlântica. Solicitou, também, que o ambiente incluísse exclusivamente representantes das divisões do Reino Plantae. Com base nos conhecimentos sobre esse Reino,

considere os seguintes grupos:

1. Musgos, pois são encontrados sobre troncos e solo da

floresta.

2. Algas cianofíceas, pois são produtores primários.

3. Samambaias, pois são os principais elementos do sub-

bosque.

4. Pinus sp., pois formam o dossel das florestas.

5. Epífitas, pois são frequentes sobre os ramos das árvores.

Atendem às exigências do proprietário os itens:

a)

1, 2 e 4 apenas.

b)

1, 3 e 5 apenas.

c)

2, 3 e 4 apenas.

d)

3, 4 e 5 apenas.

e)

1, 2 e 5 apenas.

7.

(Enem 2012) Muitas espécies de plantas lenhosas são

encontradas no cerrado brasileiro. Para a sobrevivência nas condições de longos períodos de seca e queimadas

periódicas, próprias desse ecossistema, essas plantas desenvolveram estruturas muito peculiares. As estruturas adaptativas mais apropriadas para a sobrevivência desse grupo de plantas nas condições ambientais de referido ecossistema são:

a)

Cascas finas e sem sulcos ou fendas.

b)

Caules estreitos e retilíneos.

c)

Folhas estreitas e membranosas.

d)

Gemas apicais com densa pilosidade.

e)

Raízes superficiais, em geral, aéreas.

8.

(UDESC 2012) As florestas cobrem 31% de toda a área

terrestre do planeta e têm responsabilidade direta na garantia da sobrevivência de 1,6 bilhões de pessoas e de 80% da biodiversidade terrestre. Pela importância que têm

para o planeta, elas merecem ser mais preservadas e valorizadas, por isso a ONU declarou 2011 o Ano Internacional das Florestas.

Analise as proposições abaixo, em relação às florestas:

I. A Floresta Atlântica é uma floresta tropical de clima

quente e úmido, distribuída ao longo do litoral brasileiro.

II. A Floresta Amazônica é a maior floresta tropical do

mundo e está situada no norte da América do Sul.

III. A Mata de Araucárias é um tipo de floresta subtropical

onde predomina o pinheiro-do-paraná. IV. Na Floresta Atlântica há o predomínio de cactáceas e gramíneas de pequeno porte, e poucas árvores e arbustos.

Assinale a alternativa correta.

a)

Somente as afirmativas I, III e IV são verdadeiras.

b)

Somente as afirmativas II e IV são verdadeiras.

c)

Somente as afirmativas I, II e III são verdadeiras.

d)

Somente as afirmativas I, II e IV são verdadeiras.

e)

Todas as afirmativas são verdadeiras.

9.

(UFSJ 2012) “Os grandes ecossistemas terrestres com

fisionomias vegetais características, determinadas principalmente pela influência de fatores macroclimáticos, são chamados BIOMAS” (LOPES; ROSSO, 2010).

O Brasil, por sua extensão territorial, compreende vários biomas. Analise as informações sobre os biomas

brasileiros.

I. A Caatinga e o Pantanal são biomas exclusivamente

brasileiros.

II. No estado de Minas Gerais, podem ser encontradas

áreas de Mata Atlântica, Cerrado e Caatinga.

III. No Cerrado, a vegetação é caracterizada, principalmente, por árvores e arbustos de pequeno porte adaptadas às condições secas, como caules tortuosos com casca grossa, folhas pequenas e espessas e raízes mais superficiais para captar de imediato a água da chuva.

IV. Plantas com folhas largas são comuns abaixo do dossel

das florestas úmidas como a Mata Atlântica e a Floresta

Amazônica.

V. Dentre os biomas brasileiros, a Caatinga, por ser o mais

seco, está mais vulnerável ao processo de desertificação.

VI. Os campos sulinos ocorrem na região sul do Brasil,

estendendo-se do sul do Paraná até o sul do Rio Grande do

Sul.

Com base nessa análise, estão CORRETAS apenas as afirmativas

a) l, III e lV

b) II, lV e V

c) l, lI e VI

d) III, V e VI

10. (UFPB 2011) O mapa, a seguir, apresenta a localização dos principais biomas brasileiros.

apresenta a localização dos principais biomas brasileiros. Uma competição de rali foi realizada e teve um
apresenta a localização dos principais biomas brasileiros. Uma competição de rali foi realizada e teve um

Uma competição de rali foi realizada e teve um percurso que passou, sequencialmente, pelos biomas indicados por

3, 8, 2, 6 e 5.

De acordo com essas informações, a sequência correta dos biomas percorridos durante o rali foi:

a) Pampa, mata de araucárias, cerrado, mata atlântica e

caatinga.

b) Pampa, pantanal, cerrado, mata atlântica e zona dos

cocais.

c) Mata de araucárias, pantanal, cerrado, mata atlântica e

caatinga.

d) Mata de araucárias, cerrado, caatinga, mata atlântica e

manguezal.

e) Manguezal, pampa, cerrado, mata atlântica e caatinga.

11. (UDESC 2011) O Brasil divide-se em seis grandes biomas, que, em conjunto, abrigam uma das maiores biodiversidades do mundo. Analise as descrições abaixo a respeito de cinco biomas brasileiros.

I. Bioma caracterizado pela presença de uma grande

diversidade de gramíneas. Estende-se por áreas de planície, apresentando um clima subtropical, com verões

quentes e invernos frios. Devido à intensa exploração para

a agricultura e a pecuária, apresenta apenas 36% de sua cobertura original.

II. Segundo bioma em extensão do Brasil. Caracteriza-se

pelo clima tropical-sazonal, com chuvas concentradas em um período do ano. O solo é ácido e pouco fértil, com plantas adaptadas a estas condições, como árvores de cascas grossas e troncos retorcidos. Dados atuais mostram que o bioma já perdeu quase 50% de sua cobertura original.

III. Maior Floresta Pluvial Tropical do mundo. Caracteriza- se pela presença de um dossel fechado formado por árvores altas e um subdossel onde pode ser identificada uma grande quantidade de lianas e epífitas. Encontra-se ameaçada, tendo perdido aproximadamente 20% de sua cobertura original. IV. Bioma único no Planeta, tombado como patrimônio natural da humanidade pela Unesco. Considerado a maior planície inundável do mundo, apresenta uma elevada biodiversidade, onde se destaca a fauna aquática. Dados atuais revelam que o bioma já perdeu aproximadamente 15% de sua cobertura original. V. Bioma que se estendia, originalmente, do Rio Grande do Norte ao Rio Grande do Sul, pela linha costeira do país. Apresenta clima que vai do tropical ao subtropical e uma grande diversidade de ecossistemas, como as Florestas Ombrófilas Densas, as Florestas Ombrófilas Mistas e as formações pioneiras. Apresenta apenas 7% de sua cobertura original.

Assinale a alternativa que relaciona corretamente a descrição do bioma com o seu nome.

a) I. Pampa / II. Caatinga / III. Floresta Amazônica / IV.

Pantanal / V. Floresta Atlântica

b) I. Pampa / II. Floresta Atlântica / III. Pantanal / IV. Floresta

Amazônica / V. Cerrado

c) I. Cerrado / II. Pampa / III. Pantanal / IV. Floresta

Amazônica / V. Floresta Atlântica

d) I. Pantanal / II. Caatinga / III. Floresta Amazônica / IV.

Pampa / V. Floresta Atlântica

e) I. Pampa / II. Cerrado / III. Floresta Amazônica / IV.

Pantanal / V. Floresta Atlântica

12. (UFRGS 2010) Plantas de deserto nem sempre apresentam adaptações estruturais para a retenção de água.

Considere as afirmações a seguir, sobre as estratégias adaptativas dessas plantas.

I - Suas sementes apresentam longos períodos de

dormência.

II - Elas germinam e crescem lentamente, após breve período de umidade no solo.

III - Elas cumprem seu ciclo de vida completo - de semente

a semente - em um período de vários anos.

Quais estão corretas?

a) Apenas I.

b) Apenas II.

c) Apenas III.

d) Apenas I e II.

e) I, II e III.

13. (PUC-SP 2010) Nas áreas próximas a Brasília, encontramos parte do cerrado, um bioma que apresenta árvores de troncos tortuosos com folhas geralmente endurecidas. Algumas delas apresentam flores, como o ipê- amarelo e o ipê-roxo, e frutos como o pequi e a mangaba.

Em um trecho da canção de Caetano Veloso denominada Flor do Cerrado, diz-se

“Mas da próxima vez Que for a Brasília Eu trago uma flor do cerrado pra você.”

Com relação as informações descritas acima a respeito desse bioma, foram feitas três afirmações:

I. O aspecto da vegetação do cerrado deve-se a escassez

de nutrientes no solo.

II. O fato de as plantas apresentarem folhas endurecidas e

uma adaptação para evitar a perda de água. III. As flores e os frutos referidos no texto indicam a presença de plantas do grupo das angiospermas nesse bioma.

Assinale:

a) se apenas uma das afirmações for verdadeira.

b) se apenas as afirmações I e II forem verdadeiras.

c) se apenas as afirmações I e III forem verdadeiras.

d) se apenas as afirmações II e III forem verdadeiras.

e) se as três afirmações forem verdadeiras.

14. (UFRGS 2008) Considere as seguintes afirmações, a

respeito de biocombustíveis.

I - O biodiesel é um tipo de biocombustível que pode

substituir, com vantagens ambientais, vários derivados do petróleo.

II - O babaçu, palmeira com raízes respiratórias, típica do cerrado, é uma das plantas indicadas para a produção de biodiesel.

III - A implantação de uma monocultura, como a cana-de-

açúcar, em áreas de Mata Atlântica, implica queimadas, que

contribuem para o aumento da temperatura e da erosão do solo.

Quais estão corretas?

a) Apenas I.

b) Apenas I e II.

c) Apenas I e III.

d) Apenas II e III.

e) I, II e III.

15. (UFSM 2008) “A exuberância da Mata Atlântica certamente deslumbrou portugueses e, depois deles, muitos outros europeus, viajantes acostumados às florestas temperadas abertas e à vegetação de baixo porte do Mediterrâneo." "National Geographic", maio de 2007.

Talvez você não conheça florestas temperadas ou a

vegetação mediterrânea, mas a Mata Atlântica diz respeito

a todos nós! As formações vegetais sublinhadas estão

associadas a diferentes tipos de clima, a uma fauna característica e interagem com os demais elementos do

ecossistema.

Essa associação própria e única de fatores (flora, fauna, clima, solo, entre outros) caracteriza um(a)

, que tem como exemplo bem brasileiro

a Mata Atlântica.

Assinale a alternativa que preenche a lacuna corretamente.

a) nicho ecológico

b) biosfera

c) biótopo

d) biocenose

e) bioma

16. (ENEM) A análise de esporos de samambaias e de

pólen fossilizados contidos em sedimentos pode fornecer pistas sobre as formações vegetais de outras épocas. No esquema a seguir, que ilustra a análise de uma amostra de camadas contínuas de sedimentos, as camadas mais antigas encontram-se mais distantes da superfície.

Essa análise permite supor-se que o local em que foi colhida a amostra deve ter

Essa análise permite supor-se que o local em que foi colhida a amostra deve ter sido ocupado, sucessivamente, por

a) floresta úmida, campos cerrados e caatinga.

b) floresta úmida, floresta temperada e campos cerrados.

c) campos cerrados, caatinga e floresta úmida.

d) caatinga, floresta úmida e campos cerrados.

e) campos cerrados, caatinga e floresta temperada.

17. (Fuvest 2005) Qual das alternativas indica corretamente

o tipo de bioma que prevalece nas regiões assinaladas?

o tipo de bioma que prevalece nas regiões assinaladas? a) Floresta tropical em I, III e

a) Floresta tropical em I, III e IV.

b) Floresta tropical em I, III e V.

c) Savana em I, III e IV.

d) Savana em II, III e IV.

e) Savana em II, IV e V.

18. (UFSCar 2005) A maior parte da Amazônia central e

oriental situa-se em solos antigos pré-cambrianos, altamente lixiviados, ou sobre depósitos arenosos pobres em nutrientes. Contudo, esses locais sustentam uma floresta luxuriante e produtiva. Dentre os mecanismos que permitem a manutenção desse

ecossistema, pode-se citar:

a) emaranhado de raízes finas e superficiais, que recuperam os nutrientes das folhas caídas e das chuvas; predominância de árvores caducifólias, cujas folhas caem

em determinada época do ano, repondo nutrientes no solo.

b) raízes profundas, que atingem as camadas do solo ricas

em água e minerais; predominância de árvores com folhas perenes e com cutícula grossa, reduzindo a perda de nutrientes. c) micorrizas associadas com sistemas radiculares que agem aprisionando nutrientes; predominância de árvores com folhas perenes e com cutícula grossa, reduzindo a perda de nutrientes. d) emaranhado de raízes finas e superficiais, que

recuperam os nutrientes das folhas caídas e das chuvas; predominância de árvores com folhas de superfície

reduzida, que retardam a perda de água por transpiração.

e) raízes profundas, que atingem as camadas do solo ricas

em água e minerais; predominância de árvores caducifólias, cujas folhas caem em determinada época do ano, repondo

nutrientes no solo.

19. (Unesp 2005) O quadro apresenta, na linha principal,

diferentes ecossistemas e, nas linhas numeradas de 1 a 5, estruturas adaptativas presentes em diferentes espécies

vegetais.

adaptativas presentes em diferentes espécies vegetais. estruturas adaptativas ao ecossistema onde as mesmas são

estruturas

adaptativas ao ecossistema onde as mesmas são mais

frequentemente encontradas nas plantas é

a) 1.

b) 2.

A linha

que

relaciona

corretamente

as

c) 3.

d) 4.

e) 5.

20.

(Unesp 2004) Observe o mapa, onde estão delimitadas

as

áreas de distribuição de três importantes ecossistemas

brasileiros, I, II e III.

de três importantes ecossistemas brasileiros, I, II e III. Leia os três textos seguintes, 1, 2

Leia os três textos seguintes, 1, 2 e 3, que descrevem características de ecossistemas diferentes.

1. Vegetação composta por árvores de pequeno porte e

arbustos esparsos, tortuosos, de casca grossa, e por plantas herbáceas, com predominância de gramíneas. Fauna representada por alguns animais como o lobo guará,

a

ema, o tatu-canastra e o tamanduá-bandeira.

2.

Vegetação densa, predominantemente composta por

árvores de grande porte, medindo até 20 m de altura, com presença marcante de pteridófitas no sub-bosque. Fauna

representada por alguns animais como o mono-carvoeiro, a jaguatirica, os micos-leões-dourados e da-cara-preta, e a jacutinga.

3. Vegetação composta por árvores baixas e esparsamente

distribuídas, arbustos tortuosos com muitos espinhos e presença marcante de cactáceas. Fauna representada por pequenos roedores como o preá e o mocó e aves como as avoantes.

A alternativa que relaciona corretamente o nome dos

ecossistemas representados no mapa pelos algarismos I, II

e III, respectivamente, com as características apresentadas

em 1, 2 e 3, é:

a) Cerrados, 2; Manguezais, 3; Caatinga, 1.

b) Cerrados, 1; Mata Atlântica, 2; Caatinga, 3.

c) Caatinga, 1; Mata Atlântica, 2; Cerrados, 3.

d) Caatinga, 1; Manguezais, 2; Cerrados, 3.

e) Pantanal, 1; Mata Atlântica, 2; Caatinga, 3.

21.

(UNIFESP 2014) Aparecera como um bicho, entocara-

se

como um bicho, mas criara raízes, estava plantado.

Olhou as quipás, os mandacarus e os xiquexiques. Era mais

forte que tudo isso, era como as catingueiras e as baraúnas.

Ele, sinhá Vitória, os dois filhos e a cachorra Baleia estavam

agarrados à terra.

(Graciliano Ramos. Vidas Secas, 1996.)

O trecho menciona algumas árvores da Caatinga

(catingueiras e baraúnas), local em que muitas plantas, durante longos períodos de seca, permanecem sem as folhas, que são os principais órgãos fotossintetizantes dos vegetais. No entanto, imediatamente após a primeira chuva, essas árvores rapidamente se cobrem de ramos e folhas verdes.

a) Considerando que tais plantas permaneceram longos

períodos sem folhas, de onde provém a energia necessária

para a produção rápida de biomassa das folhas novas?

b) É válida a afirmação de que, com relação à pluviosidade,

a Caatinga e o Cerrado apresentam os mesmos regimes de seca e de chuva ao longo do ano? Justifique.

22. (UFTM 2012) As florestas tropicais úmidas encontram-

se sobre solo pobre em nutrientes, ao contrário do que ocorre com as florestas temperadas, que ocorrem em solos mais ricos. Em contrapartida, essas florestas tropicais são muito mais exuberantes que as temperadas e já foram denominadas de “pulmões do mundo”, ou seja, as principais responsáveis pela renovação de oxigênio na atmosfera terrestre. Esse conceito, no entanto, está equivocado.

terrestre. Esse conceito, no entanto, está equivocado. a) Como se pode explicar que, apesar de solos
terrestre. Esse conceito, no entanto, está equivocado. a) Como se pode explicar que, apesar de solos

a) Como se pode explicar que, apesar de solos mais

pobres, as florestas tropicais sejam mais densas e

exuberantes do que as florestas temperadas?

b) Por que é incorreto afirmar que as florestas tropicais são

o “pulmão do mundo”?

23. (Unesp 2012) Basta lembrar que todas as grandes nascentes do Brasil, como as dos rios São Francisco e Amazonas e da Bacia do Paraná, estão em áreas de Cerrado. Elas existem porque o Cerrado, pelas características da própria vegetação (…) e solo (…), retém grande quantidade de água. Por isso, por exemplo, a substituição artificial do Cerrado do Brasil Central por algum tipo de agricultura, principalmente uma monocultura, pode comprometer e muito a reposição da água subterrânea que mantém essas nascentes.

(Osmar Cavassan. Jornal UNESP, novembro de 2010. Adaptado.)

Cite uma característica das árvores e arbustos do cerrado que permita a essa vegetação acesso à água, e explique por que algumas monoculturas poderiam comprometer a reposição da água subterrânea nesse bioma.

24. (UNIFESP 2012) Leia o texto.

É uma floresta em pedaços. Segundo estimativas recentes,

restam de 11% a 16% de sua cobertura original, a maior parte na forma de fragmentos com menos de 50 hectares

de

vegetação contínua, cercados de plantações, pastagens

e

cidades. Há tempos se sabe que essa arquitetura

desarticulada dificulta a recuperação da floresta, uma das

10 mais ameaçadas do mundo. Pesquisadores coletaram informações sobre a abundância

e a diversidade de anfíbios, aves e pequenos mamíferos em

dezenas de trechos no Planalto Ocidental Paulista, as terras em declive que se estendem da Serra do Mar rumo a oeste

e ocupam quase a metade do estado. Ao comparar os

dados, os pesquisadores observaram quedas dramáticas

na biodiversidade dos fragmentos.

(Pesquisa Fapesp, maio de 2011. Adaptado.)

Responda:

a) Qual o nome do bioma brasileiro a que se refere o texto?

Cite uma característica deste bioma quanto ao regime hídrico e uma característica relativa aos aspectos da flora.

b) O texto faz referência às terras em declive que se estendem da Serra do Mar rumo a oeste. Rumo a leste,

quais são os outros dois ecossistemas terrestres que estão

presentes?

TEXTO PARA A PRÓXIMA QUESTÃO:

O fogo é um drástico agente de perturbação na vegetação

do bioma cerrado, com grande impacto na dinâmica das populações de plantas do cerradão, como Emmotum nitens, Ocotea pomaderroides e Alibertia edulis. No cerradão, o fogo causa até dez vezes mais mortalidades de plantas lenhosas que as observadas em áreas protegidas. Pela ação do fogo, o cerradão pode dar lugar às fisionomias abertas do bioma cerrado (campo limpo, campo sujo). Inicialmente, essas fisionomias abertas eram atribuídas à limitação de água no período seco e à precipitação menor que a das áreas de florestas, como a da Mata Atlântica. Essa hipótese foi refutada a partir de estudos que demonstraram que a maioria das plantas lenhosas possuía sistemas radiculares profundos e, portanto, tinha acesso às camadas de solo com água.

25. (UnB 2012) Considerando o texto acima e os aspectos

a ele relacionados, julgue os itens a seguir.

a) A vegetação que se adapta à escassez de água é

denominada xerofílica.

b) Considerando-se a hipótese de que o fogo pode alterar

as fisionomias do cerrado, é correto afirmar que a figura a

seguir representa essa alteração.

afirmar que a figura a seguir representa essa alteração. c) A alteração na composição de espécies
afirmar que a figura a seguir representa essa alteração. c) A alteração na composição de espécies

c) A alteração na composição de espécies sensíveis, tais como Emmotum nitens, Ocotea pomaderroides e Alibertia edulis, é uma evidência do impacto negativo do fogo na população do cerrado.

d) O fogo causa a diminuição da altura da vegetação do

cerrado.

26. (UFMG 2011) Estima-se que, no Brasil, haja 1,8 milhão

de espécies de plantas e animais, o que corresponde a

cerca de 10% do total de espécies na Terra. Desse total, até

o presente, somente cerca de 200 mil espécies foram

descritas. Analise este quadro, em que se apresenta a distribuição das espécies de plantas em algumas regiões do chamado Domínio Atlântico, no País:

algumas regiões do chamado Domínio Atlântico, no País: 1. Com base nas informações contidas nesse quadro

1. Com base nas informações contidas nesse quadro e

considerando outros conhecimentos sobre o assunto, faça

o que se pede.

a) EXPLIQUE as diferenças observadas em relação à

distribuição das Briófitas.

b) O grupo de plantas com maior diversidade é o das Angiospermas. CITE duas características, exclusivas desse grupo, que contribuíram para essa diversificação. JUSTIFIQUE sua resposta.

2. No último atlas sobre a diversidade biológica em Minas Gerais, publicado em 2005, foram mapeadas regiões prioritárias para a conservação de espécies biológicas. CITE dois critérios que justificam a inclusão de determinada área entre as de prioridade para conservação ambiental.

27. (UFBA 2011) No Ano Internacional da Biodiversidade,

realizou-se em Fortaleza, Brasil, a II Conferência Internacional sobre o Clima, Sustentabilidade e Desenvolvimento em Regiões Áridas e Semiáridas (ICID

2010), cuja programação incluiu o debate sobre a conservação da caatinga. Bioma exclusivamente brasileiro, a caatinga já teve quase metade de sua cobertura vegetal desmatada e corresponde a 95% de áreas suscetíveis à

desertificação no país. (CONSERVAÇÃO

, 2010).

à desertificação no país. (CONSERVAÇÃO , 2010). A conhecimentos sobre o meio ambiente, partir da leitura

A

conhecimentos sobre o meio ambiente,

partir

da

leitura

do

texto,

da

ilustração

e

dos

• explique, considerando as condições ambientais características da caatinga, uma estratégia morfofisiológica em plantas, desenvolvida no curso da evolução, frente a essas condições.

28. (Unicamp 2008) Um botânico estudou intensivamente a

vegetação nativa do nordeste brasileiro e descobriu duas espécies novas (W e Z). A espécie W é uma árvore perenifólia, com pouco mais de 25 m de altura, tronco com casca lisa e folhas com ápice longo e agudo. A espécie Z tem caule achatado e verde (clorofilado), folhas reduzidas a espinhos e altura máxima de 3 m.

a) Com base nessas informações, indique em que tipo de

formação vegetal o botânico encontrou cada uma das espécies novas.

b) Indique uma característica ambiental específica de cada

uma das formações vegetais onde ocorrem as espécies W

e Z.

29.

(UFSCar) Considere o conceito de comunidade clímax.

a)

Cite três fatores abióticos que podem determinar as

características dessa comunidade em uma região.

b) Que tipo de comunidade clímax predomina: no interior de

Pernambuco, no Pará, em Goiás e no Rio Grande do Sul?

30. (UNIFESP) Considere os grandes biomas do Brasil:

cerrados, florestas, pampas e caatingas.

a) Em qual deles espera-se encontrar maior abundância de

anfíbios?

b) Justifique sua resposta, relacionando as características

do ambiente com as deste grupo de vertebrados.

31. (Unicamp) Escreve James W. Wells em "Três mil milhas

através do Brasil":

"A aparência desta vegetação lembra um pomar de frutas mirrado na Inglaterra; as árvores ficam bem distantes uma das outras, ananicadas no tamanho, extremamente retorcidas tanto de troncos quanto de galhos, e a casca de muitas variedades lembra muito a cortiça; a folhagem é geralmente seca, dura, áspera e quebradiça; as árvores resistem igualmente ao calor, frio, seca ou chuva [

a) A que tipo de formação vegetal brasileira o texto se

refere?

b) Qual é a principal causa do aspecto "ananicado" das

árvores?

c) Qual é a principal causa do aspecto da casca?

d) Cite outra característica importante das plantas dessa formação vegetal que não esteja descrita no texto. A que se deve essa característica?

RESOLUÇÕES E GABARITOS

1. [E] O bioma de número 1 corresponde aos pampas

compostos de campos com vegetação herbácea

homogênea.

O bioma de número 2 é o da mata atlântica, composta por

florestas pluviais tropicais típicas com grande diversidade

de

espécies e que perdeu a maior parte de sua área original.

O

bioma de número 3 é o do cerrado, que se caracteriza

pela existência de uma estação seca bem pronunciada, e

sua vegetação pode apresentar características

xeromórficas devido ao excesso de alumínio do solo e à escassez de determinados nutrientes.

A vegetação caducifólia é característica do bioma de

número 4, que é a caatinga. Os pneumatóforos são

adaptações a solos lamacentos.

O bioma de número 5 é o da Amazônia, que mantém ainda

boa parte de sua composição original.

O bioma de número 6 é o do pantanal, que se caracteriza

por uma grande biodiversidade. O seu ciclo de vida compreende dois períodos característicos: em um deles, o período de cheias, ocorre inundação de extensas áreas que servem de abrigo para muitas espécies. Por outro lado, esse período permite que muitas espécies de peixes

povoem regiões inundadas em busca de novas fontes de alimentos.

2. [A] As plantas da caatinga apresentam características

xeromórficas que lhes permitem a sobrevivência e a reprodução em condições de aridez e temperaturas

elevadas.

3. [B] No mangue, quando a maré está baixa, a água doce

prevalece no rio. Nesse bioma, diversas espécies de peixes e crustáceos desovam porque esse ambiente é relativamente protegido contra predadores de ovos e filhotes.

4. [C] A vegetação predominante na caatinga brasileira é

arbustiva.

5. [E] As plantas dos manguezais apresentam adaptações

para sobreviver em solo encharcado de água salobra e pobre em oxigênio, tais como raízes respiratórias (pneumotóforos), as quais afloram do solo e absorvem o

oxigênio diretamente do ar.

6. [B]

2. Falso - As cianofíceas ou cianobactérias não são algas

de acordo com a classificação moderna. Elas são produtoras de ecossistemas aquáticos.

4. Falso - Pinus SP são gimnospermas, árvores raras na Mata Atlântica. Os pinheiros são comuns na Mata da Araucária, presente no sul do território brasileiro.

22.

a) A exuberância das florestas tropicais, como a floresta

Amazônica, pode ser explicada pela rápida reciclagem de nutrientes no solo. Essa reciclagem é determinada pelas

 

temperaturas elevadas que aceleram os processos de

[D] As plantas do cerrado brasileiro muitas vezes

apresentam as gemas apicais pilosas como fator adaptativo para a proteção contra o fogo que, com frequência, atinge

7.

decomposição de folhas, frutos e animais que morrem no solo florestal.

b)

As florestas tropicais não podem ser consideradas o

esse bioma.

 

“pulmão do mundo” por serem ecossistemas equilibrados que já atingiram o estágio climático em que a produção de matéria orgânica pela fotossíntese é compensada pelo consumo pela respiração dos organismos autótrofos e heterótrofos que compões a mata.

23. As árvores e arbustos do cerrado possuem raízes profundas que conseguem alcançar as proximidades dos depósitos subterrâneos de água. As monoculturas podem alterar a estrutura do solo, dificultando a percolação da água e, consequentemente, a formação dos lençóis freáticos.

8.

[C] O item [IV] está incorreto, pois na Floresta Atlântica

encontramos uma vegetação exuberante (árvores altas). A vegetação é do tipo higrófita, ou seja, são capazes de viver em ambiente com muita água.

9.

[B]

[I]. Falso: O bioma pantanal inclui também parte dos territórios do Paraguai, da Bolívia e da Argentina. [III]. Falso: A vegetação do cerrado inclui plantas portadoras de raízes profundas cuja função é alcançar os lençóis freáticos.

24.

a) O bioma brasileiro caracterizado pelo texto é a Mata

[IV]. Falso: Os campos sulinos ocupam a região Sul do estado do Rio Grande do Sul.

10. [A] Os competidores que participaram do rali percorreram, sequencialmente, pelos seguintes biomas brasileiros: 3 pampas; 8 mata de araucárias; 2 cerrado; 6 mata atlântica e 5 caatinga.

Atlântica. Essa formação florestal apresenta alta pluviosidade (aproximadamente 4000 mm/ano) e possui vegetação arbórea e estratificada com muitas variedades de plantas epífitas (bromélias, samambaias, orquídeas), além de lianas e cipós. Por ser uma vegetação de encosta, a Mata Atlântica recebe luz próxima ao solo, fato que

11.

[E] As denominações dos biomas relacionados estão

permite o desenvolvimento de vegetação arbustiva e herbácea.

corretamente indicadas na alternativa E.

b)

Manguezais e vegetação de restinga.

12.

[A] Plantas de deserto que não apresentam adaptações

25.

a) Correto.

estruturais para a retenção de água devem possuir sementes que apresentem longos períodos de dormência e que germinam e cresçam rapidamente após um breve período de umidade do solo, cumprindo seu ciclo de vida completo de semente a semente em um período de tempo bastante curto.

b) Correto.

c) Incorreto. O fogo não limita o tamanho de todas as

espécies vegetais do cerrado brasileiro.

d)

Correto.

26.

 

1.

a) As briófitas são plantas avasculares e dependentes da

[E] As três afirmações são corretas. A vegetação do

cerrado possui adaptações à escassez de nutrientes do solo e à falta de água devido ao longo período de estiagem na região. Flores e frutos são exclusivos de plantas do grupo das angiospermas.

13.

água para a reprodução sexuada, fato que justifica sua predominância em ambientes úmidos como as florestas

densas. b) As angiospermas formam flores e frutos. As flores atraem diversos polinizadores que garantem a variabilidade genética dessas plantas. Os frutos protegem as sementes e contribuem para sua dispersão para novos ambientes.

14.

[C] O babaçu é uma palmeira que não apresenta raízes

respiratórias e é típico da região amazônica.

2.

As áreas de preservação ambiental são caracterizadas

15. [E]

 

pela presença de grande diversidade biológica e matas que mantém o equilíbrio climático, edáfico (solo) e mímnico (águas continentais)

16. [A] A floresta úmida é povoada por muitas espécies de

pteridófitas (samambaias), além de angiospermas trepadeiras, como cipós e epífitas; Nos campos cerrados predominam as formações de gramíneas; A caatinga é um ambiente seco (xérico), onde são abundantes os cactos e

27. A caatinga define-se como um bioma caracteristicamente brasileiro, cuja sobrevivência é um desafio a condições ambientais adversas, entre as quais temperaturas mais elevadas, baixa pluviosidade, períodos

outros vegetais adaptados a ambientes secos.

de

estiagem de duração variável, umidade relativa do ar

baixa e solo seco. Nessas condições, as plantas

17.

[B]

18. [C]

19. [E]

20. [B]

sobrevivem dependentes de adaptações que devem reduzir

 

a

perda de água e aproveitar, ao máximo, a sua

21.

a) A energia necessária para a produção rápida da

disponibilidade no meio. Assim, a formação de cutículas mais espessas e de baixa permeabilidade, a redução de estômatos e controle de sua abertura, a perda de folhas em

biomassa das folhas novas provém das reservas de matéria orgânica armazenadas no caule e nas raízes das plantas da

Caatinga. b) Não. A pluviosidade na Caatinga é menor do que no cerrado e irregular ao longo dos anos. A pluviosidade no Cerrado é mais intensa e regular, principalmente na primavera e no verão.

períodos de seca, a conversão de folhas em espinhos, o desenvolvimento de caules clorofilados e suculentos, a presença de um sistema extenso de raízes profundas, a possibilidade de armazenamento de água nas raízes figura entre as estratégias desenvolvidas no curso da evolução, que definiram a paisagem da caatinga.

28. a) Espécie W: Mata Atlântica; espécie Z: Caatinga.

b)

Mata

Atlântica:

pluviosidade

e

temperatura

média

elevadas.

Caatinga:

baixa

pluviosidade

e

temperatura

média elevada.

29. a) Luminosidade, temperatura e pluviosidade, entre outros.

b) Pernambuco - caatinga;

Pará - floresta pluvial tropical; Goiás - cerrado;

Rio Grande do Sul - pampas.

30. a) Florestas.

b) Anfíbios são adaptados a ambientes úmidos, típicos de

biomas florestais.

31.

a) Cerrado.

b)

Deficiência de nutrientes minerais, associada à riqueza

em alumínio.

c) Pouca disponibilidade de nitrogênio no solo, resulta em

síntese protéica deficiente. Deste modo síntese orgânica é dirigida para a produção de carboidratos e lipídios, respectivamente celulose e suberina, resultando em casca de espessura maior.

d) Presença de raízes profundas, que representam uma

adaptação à captação de água em lençóis freáticos localizados a grandes distâncias da superfície.