Você está na página 1de 5

Introdução

O presente trabalho visa a estudar o bairro de Khalhamankulo (Chamanculo) que engloba


10 bairros do distrito urbano nº 2, o mesmo surge no âmbito da disciplina de Atelier 4.
O grupo tem como objectivo realizar o levantamento da Estrutura Física.
No presente trabalho iremos abordar o comportamento urbano, bem como o desempenho
dos tipos de drenagem de águas pluviais, tipos de solo e o seu relevo, neste trabalho iremos
ilustrar as áreas com ausência de risco de inundações e deslizamento de terras. De igual modo
iremos ilustrar o percentual da cobertura vegetal existente na zona, o estudo bioclimático, e
por fim apresentaremos S.W.O.T. (analise FOFA) forças, oportunidades, fraquezas e
ameaças.
Localização e delimitação

A área de intervenção localiza-se especificamente no distrito urbano nº 2


Khalhamankulo (Chamanculo).

A área de estudo delimitada pelas seguintes vias:


 Av. De Angola (Av. 3.077);
 Rua Gago Coutinho (R. 2.545 e R. 2.287);
 Av. De Moçambique (Av. 5.001);
 Av. O.U.A (Av. 2.014);
 Av. Da Tânzania (Av. 2.001);
 Rua João Albazine (R. 2.351)
Na praça 21 de Outubro podemos notar uma insuficiência na vegetação, e
quanto ao sistema de escoamento de águas pluviais e residuais constatamos que não há
existência de poças de água e nem rompimento de drenos.
Seguindo o percurso da visita podemos observar que há défice de arborização
pública ao nível dos passeios, podendo constatar na sua maioria no interior das
residências com o fim de proporcionar sombra, bem como, o consumo das frutas.
Indo de encontro ao défice de arborização representado acima patenteia-se o
contraste na época chuvosa na qual regista-se alagamentos por falta de sistema eficiente
para drenagem das águas pluviais

Fig.2- Vala após dias sem chuva Fig.3- Vala após dias sem chuva

Podemos observar nas imagens abaixo o que acontece na época seca (Fig.4) e na época
chuvosa (Fig.5), a falta de coerência da população de não fazer a limpeza regular impede o
bom funcionamento do sistema de dreno pois fica cheio de decjetos que impedem a fluidez da
água. A mesma população tem a cultura de enterrar o lixo nos sacos plásticos o que contribui
para a impermeabilidade dos solos, como mostra a Fig.6 e 7

Fig.4- Vala após dias sem chuva Fig.5- Vala após dias de chuva
Fig.6- Terra após dias de chuva Fig.7- Terra após dias de chuva

Análise F.O.F.A.
 Forças:
 Fácil acesso;
 Proximidade ao centro urbano.

 Fraquezas:
 Sistemas de drenagem em péssimas condições;
 Áreas densamente ocupadas;
 Falta de espaços públicos e de lazer;

 Oportunidades:
 Pontos fluentes para o comércio;

 Ameaças:
 Riscos de inundações;
 Riscos de deslizamento de terra.