Você está na página 1de 3

Dados do artigo: DORMI ALUNO (A)...

ACORDEI PROFESSOR (A): INTERFACES DA


FORMAÇÃO PARA O EXERCÍCIO DO ENSINO SUPERIOR. CUNHA, Ana Maria de
Oliveira, BRITO, Taita Talamira Rodrigues e CICILLINI, Graça Aparecida.
Resenha crítica
Aluno:
Matrícula:

Síntese da obra

O texto trata sobre como muitas vezes o processo de formação de docentes para
o ensino superior é feito de forma errônea, pois alunos de pós-graduação, que nunca
cursaram disciplinas pedagógicas, ao terminar o mestrado ou doutorado, são
encarregados de assumir salas de aula sem nenhuma experiência mínima, daí vem o título
do texto “Dormi aluno e acordei professor”. A docência de ensino superior, a
aprendizagem está relacionada aos professores e que estes têm que procurar a melhor
forma de passar o conteúdo, assim como a educação necessária para que o aluno aprenda
de forma satisfatória. Os bons professores são capazes de ensinar com imensa vontade,
com prazer e assim marcar a vida de seus alunos. A formação do professor é cada vez
mais considerada como uma ação vital para a melhoria das universidades, porque a sua
experiência reflete na aprendizagem dos discentes. O profissional mais experiente aplica
mais conhecimentos no desenvolvimento de suas atividades, com isso, faz com que os
alunos pesquisem, debatam etc. O mundo vem passando por várias mudanças como o
avanço tecnológico, a globalização, etc. Com isso, as transformações das instituições de
ensino são superficiais e ás vezes, retoma aos velhos modelos, ela não pode ser assim,
pois precisa acompanhar as mudanças. Portanto, um profissional que ousa e está
preparado para a s inovações no campo pedagógico que vêm ocorrendo no mundo
globalizado é fundamental para a melhor aprendizagem dos alunos, porque ele vai
motivá-los e vai estar preparado para os desafios atuais. A atividade de articulação do
professor é caracterizada como uma atividade não só entre o aluno e a cultura, mas
também entre a sociedade. A educação depende da concepção de seu papel na sociedade,
o ensino e a pesquisa devem ser integrados envolvendo sociedade, professores e alunos,
ou seja, toda comunidade. O professor deve manter uma boa relação com seus alunos
para que haja afetividade, interesse por parte dos alunos e principalmente a busca de
praticidade, pois essa relação deixa marcas, por isso requer amor e habilidade. A relação
entre professor e alunos ultrapassa os limites profissionais. Quem não se lembra de um
bom professor que marcou a sua vida em um dado momento? Quando um professor
marca a vida das pessoas é porque ele foi um bom professor ou um professor ruim. Mas,
geralmente, as pessoas se lembram de um professor por ter sido bom. O professor não é
um técnico nem um improvisador, mas sim um profissional que pode utilizar o seu
conhecimento e a sua experiência para se desenvolver em contextos pedagógicos
UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE – UFRN
Disciplina de Docência no Ensino Superior
PRODEMA
Dados do artigo: DORMI ALUNO (A)... ACORDEI PROFESSOR (A): INTERFACES DA
FORMAÇÃO PARA O EXERCÍCIO DO ENSINO SUPERIOR. CUNHA, Ana Maria de
Oliveira, BRITO, Taita Talamira Rodrigues e CICILLINI, Graça Aparecida.
Resenha crítica
preexistentes. Para que isso aconteça, o professor necessita ser dotado de conhecimentos
educacionais e culturais amplos para atuar com desenvoltura em situações inusitadas,
desafiadoras, porque a realidade é dinâmica e imprevisível. O professor comprometido
com uma educação emancipatória é detentor de saberes acadêmicos e profissionais que
vão além de d a sala de aula, porque ele é capaz de superar o que ensina. Mas sabe-se
que ser professor não é uma tarefa fácil porque existem muitos desafios. E todo esse
processo citado acima, é dificultado se o docente “dormir aluno e acordar professor” que
é o que acontece na maioria dos casos, os alunos de pós-graduação necessitam de estágio
docente e práticas que estimulem e desenvolvam as habilidades docentes. Pois a docência
precisa ser vista como uma competência e não como dom, e sendo tratada como
competência deve ser aprendida como qualquer outro conteúdo importante para a
formação de um profissional.

Análise crítica

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE – UFRN


Disciplina de Docência no Ensino Superior
PRODEMA
Dados do artigo: DORMI ALUNO (A)... ACORDEI PROFESSOR (A): INTERFACES DA
FORMAÇÃO PARA O EXERCÍCIO DO ENSINO SUPERIOR. CUNHA, Ana Maria de
Oliveira, BRITO, Taita Talamira Rodrigues e CICILLINI, Graça Aparecida.
Resenha crítica
O artigo traz um tema muito pertinente nas universidades do Brasil, que é como
a profissão de professor do ensino superior é tratada. É dividido em três tópicos e no
último traz alguns depoimentos de professores. O texto aborda muito bem sobre como
foi a evolução histórica da educação superior no Brasil e quais são os deveres e o que se
espera de um docente. É visto na prática que mesmo com a obrigatoriedade do estágio
docente para os bolsistas de pós-graduação, muitos assumem cargos de docente sem um
conhecimento mínimo sobre ser professor. Além de que muitos dos professores quando
se formaram não era obrigatório o estágio docente, tendo em vista que a obrigatoriedade
passou a ser vigente no ano de 1999. Ao ler os depoimentos dos professores é possível
notar a dificuldade que eles tiveram que enfrentar ao assumir uma sala de aula apenas
com domínio sobre o conteúdo da disciplina, e sem nenhum conhecimento sobre práticas
e metodologias de ensino, alguns relatam que sua aprendizagem foi advinda da
experiência e inspiradas nos professores que tiveram quando foram alunos, que condiz
bem com a realidade de todas as universidades, apesar desse estudo ter sido feito apenas
na Universidade Federal de Uberlândia. O estudo trata ainda de importância da
indissociabilidade entre ensino, pesquisa e extensão e da importância desses três pilares
serem trabalhados em conjunto, que na nossa realidade isso acontece raramente, os
professores tendem a focar apenas em um, que geralmente é na pesquisa, quando os três
ao serem trabalhados em conjunto formaria profissionais melhores e traria mais ganho
para a sociedade. Esse artigo traz ótimos argumentos e fatos que comprovam a
necessidade da profissão professor de ensino superior ser vista como competência, onde
é necessário uma formação com foco também em práticas e atividades docentes tendo
em vista o máximo aprendizado dos alunos como seres humanos críticos, a formação dos
docentes não pode ser vista como dom, onde se nasce com o dom ou não. Estudos desse
tipo devem ser levados a sério para a reformulação do ensino, onde as universidades
formem cidadãos críticos com capacidade de lidar com os problemas reais do dia a dia,
trabalhando com ética e profissionalismo.

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE – UFRN


Disciplina de Docência no Ensino Superior
PRODEMA