Você está na página 1de 38

GESTÃO DE TALENTO E

LIDERANÇA

Prof. Msc. Daniela Garcia


Conceito de Gestão de
Talentos
Capacidade dos líderes da organização de selecionar,
capacitar, treinar, delegar, desenvolver estrategicament
e fidelizar clientes internos de alto potencial e alto
rendimento;e implantar estratégias para aplicar seus
talentos na função atual e remanejar quando
necessário.
Objetivo

Que os líderes e colaboradores trabalhem


sinergicamente suas fortalezas em equipe, de
modo a se desenvolverem a nível pessoal e
profissional, como também promoverem e
realizarem a Missão e Visão organizacionais de
acordo aos valores estabelecidos.
Porque Gestão de Talentos?
Ter talento não é suficiente, é preciso
desenvolvê- lo através de novas
competências técnicas e comportamentais
e experiências.
E isto requer força de vontade,
O que é liderança?
“Liderança é a habilidade de
influenciar pessoas para
trabalharem entusiasticamente visando
atingir aos objetivos identificados como
sendo
para o bem comum.”
(James Hunter)
Por que estudar a liderança?

 Para tentar identificar as características de um


bom líder, suas melhores práticas para
disseminar o sucesso de suas organizações
para outras organizações, e assim por diante.

 Os perfis de gestores são variados e a cada


época diferenciam-se, e é por isso que
devemos conhecer algumas características.
Liderança para quê?

 Com a evolução dos tempos, o surgimento


progressivo e exigente de novas especializações
no mundo do trabalho e/ ou governações, a
rapidez com que surgem coisas novas a
importância em lidar com a diferença, com a
mudança, lidar com a competitividade, a inovação
e a tecnologia, é cada vez mais importante
“produzir” líderes.
Teorias Comportamentais Habilidades
Requeridas dos Líderes
Habilidades cognitivas: transmissão eficaz de informações (falada ou escrita),
escuta ativa e reflexiva, compreensão do que se lê, aprendizagem ativa,
raciocínio lógico e crítico.
Habilidades interpessoais: percepção social, adaptação ao comportamento alheio e à
situação, negociação visando o conciliar as diferenças, persuasão.
• Habilidades de negócio: análise de necessidades, de operações e processos,
gestão de pessoas (motivação, desenvolvimento de pessoas e liderança), gestão
de recursos financeiros, gestão de recursos materiais.
• Habilidades estratégicas: visão, inovação, percepção e avaliação sistêmica,
estabelecimento de metas (de curto, médio e longo prazos), identificação de
causas, conseqüências e de problemas, e lições aprendidas.
Confiança e Liderança
• Confiança gera mais confiança, coesão e cooperação
• A desconfiança no líder:
– Corrói sua autoridade e capacidade da liderança.
– Gera mais desconfiança.
– Destrói a cooperação.
– Reduz a produtividade.
– No longo prazo, contribui para uma cultura de individualismo e
descrença na organização.
Desenvolvendo o Aprendiz
PASSOS DO TREINAMENTO:
1.EU FAÇO –
VOCÊ OBSERVA

2.EU FAÇO –
VOCÊ AJUDA

3. VOCÊ FAZ –
EU AJUDO

4.VOCÊ FAZ – EU
OBSERVO
ÊNFASE
Estilo autocrático – líder –
subordinado
– ênfase no líder

Estilo democrático – líder –


subordinado – ênfase no líder
e no subordinado

Estilo liberal – líder – subordinado



ênfase no subordinado
Liderança Situacional
 É uma teoria contingencial que se
concentra nos
seguidores.
 Comportamentos específicos do líder:
 Narrar
 Participar

 Delegar
Liderança Situacional
A L.S. baseia-se numa inter-relação entre:
1 comportamento de tarefa
2 comportamento de relacionamento
3 maturidade

Na L.S. a ênfase recai sobre o comportamento


do líder em relação aos subordinados.
Maturidade
Maturidade é a capacidade e a disposição das
pessoas de assumir a responsabilidade de
dirigir seu próprio comportamento.
O estilo de liderança que o líder deve
adotar depende do nível de maturidade
das pessoas.
A chave da L.S. consiste em avaliar o nível
de maturidade dos liderados e comportar-se
de acordo com o modelo.
Passos:
1 decidir que áreas de atividade de um individuo
deseja influenciar
2 determinar o nível de maturidade
3 decidir qual o estilo apropriado em cada área
Maturidade duas dimensões:

 Maturidade de trabalho: está relacionada com


a capacidade de fazer algo (tem o
conhecimento e o preparo técnico)
Não muda drasticamente, é gradual.
 Maturidade Psicológica: refere-se à disposição ou
motivação para fazer alguma coisa (possui a
confiança em si mesma e a dedicação
necessárias)
Pode flutuar de um momento para outro.
Tarefa primordial ao gestor no
exercício da liderança
 Dominar um processo é conhecer todo o fluxo
de determinada atividade. Conhecer o
conjunto de tarefas que compõe essa
atividade e os métodos de execução delas.
Influência

 Para ser líder é preciso


influenciar pessoas, de modo
a fazer com que a
atividade dessas pessoas
seja compatível com o
exigido pela organização.
Influência
 “Liderar é a capacidade de
influenciar, motivar, integrar e
organizar pessoas e grupos a
trabalharem para a consecução de
objetivos”. (LIBÂNEO, 2004).
Perfil de liderança
 Liderar implica em saber:
 expor ideias com clareza,

 ouvir,

 propor soluções,

 atribuir responsabilidades,

 acompanhar e avaliar o grupo

 e ainda compreenderas características sociais,


culturais e psicológicas de cada um.
Delegar X Abdicar
DELEGAR - É dar a outra pessoa uma tarefa cuja
responsabilidade, em última instância, cabe a quem delega.
Pressupõe:
Fazer com, Acompanhar, Controlar, Dar apoio

ABDICAR - É passar para outra pessoa uma tarefa e a


responsabilidade total da mesma. Pressupõe:
• Deixar na mão do outro
• Somente cobrar resultado
• Não se comprometer
Não se delega responsabilidade!!!
Competências para
o
Exercício da
Liderança
Competência Individual
 Capacidade de visualizar e mobilizar os seus
conhecimentos em cada situação.

 Significa ter capacidade para o que foi


executar
planejado, utilizar a teoria, na prática.
 Capacidade de resolver problemas. Saber
utilizar o que se sabe nas ações.
Competência Gerencial
 Saber agir para mobilizar os profissionais que
trabalham com você para executar atividades e
tarefas para alcançar os objetivos propostos.

 É preciso saber se comunicar, aprender e e saber


assumir responsabilidades.

 Ter visão estratégica: conhecimentos de sua


organização.
Competências Organizacionais
 1- Interacionais: capacidade de relacionamento e liderança;

 2- Solução de problemas: perceber problemas e identificar


soluções para eles. Saber planejar e organizar para
solucionar os problemas.

 3- Capacitação: o líder deve estar apto a mudanças.

 4- Comunicação: é preciso ouvir e falar com todos.


Competência Emocional
 1- Conheceras próprias aptidões, ter autoconsciência
para conhecer sentimentos.
 2- Saber lidar com esses sentimentos e
desenvolver capacidades de confrontar-se.
 3- Saber motivar-se.
 4- Saber reconhecer as emoções dos outros;
 5- Saber se relacionar com os outros.
Outras Competências
necessárias para a Gestão

 Saber Agir: saber tratar a complexidade e a


diversidade, explorar possibilidades, ter visão do todo,
saber utilizar recursos.

 Saber Mobilizar: buscarparcerias,conhecer as


linguagens da organização.

 Saber Comunicar: saber ouvir e falar com todos os


públicos da escola.
Outras Competências
necessárias para a Gestão
 Saber Aprender: estimular a cultura da aprendizagem na
organização, criando sistemas que favoreçam
toda a equipe.
 Saber Assumir Responsabilidades: avaliar as
conseqüências das decisões, tanto para a
organização, quanto para a comunidade.

 Ter Visão Estratégica: conhecer e entender profundamen


a organização, seus pontos fortes e fracos e suas
competências.
Poder
Produz efeitos Relação Social Controle

Poder é a capacidade de um
agente de produzir
determinados efeitos, sendo
uma decorrência da relação
social entre pessoas, grupos ou
organizações, onde uma das
partes controla a outra.
Vínculo da Gestão
Com a
Com as Com os causa
pessoas processos (projeto)

Personalismo Gerenciamento Gestão

O sucesso O sucesso O sucesso


depende de depende de depende de
“agradar” a todos organização e envolver todos na
controle causa (projeto)
Desafio

 “A verdadeira medida de um homem não é


como ele se comporta em momentos de
conforto e conveniência, mas como ele se
mantêm em tempos de controvérsia e desafio.”
Martin Luther
King
Viabilidade
 A liderança é viável quando, no espaço e no
tempo, consegue aplicar medidas influenciadoras
e eficazes, passíveis de satisfação individual ou
coletiva.
 As características de um bom líder apelam a
capacidades que embora possam ter influência
genética, são aprendidas e desenvolvidas.
GRANDES LÍDERES TORNAM-SE
GRANDES LÍDERES PARA
REALIZAREM ALGUMA COISA,
NÃO PARA “SEREM
IMPORTANTES”.
Vá ao encontro de seus
sonhos...
Se ele existe em sua cabeça ou
em seu coração é porque você
só precisa fazer acontecer aqui
fora...

E pode ter
certeza... Lute
Obrigada!
Daniela Garcia
(91) 99266-4249
dpgarcia14@gmail.com