Você está na página 1de 2

Rabino adverte que próxima Lua de

Sangue é presságio de 'tragédias e


sofrimento humano'
"...e grandes sinais do céu." Lucas 21:11
18 de janeiro de 2019.

A "Superlua de sangue", um eclipse lunar total, acontecerá na madrugada do dia 21 de


janeiro. Espera-se que o fenômeno dure 62 minutos, e que venha a ser visível ao redor o
mundo.

Segundo o rabino israelense Yekutiel Fish, citado pela edição Daily Star, as pessoas
"devem tomar cuidado" com o próximo eclipse lunar total, afirmando que isso é um
sinal do fim dos tempos e que o Messias está voltando para a Terra.

O rabino descreveu o eclipse como uma mensagem aos EUA e judeus, em que diz
"claramente aos judeus para irem a Israel".

"De acordo com os profetas, o fim dos dias sinalizará o fim do reino de Edom. Este é o
período em que estamos entrando agora", afirmou.

O sacerdote ainda prevê "grandes tragédias que derrubarão os governos e um grande


sofrimento humano", que, segundo ele, pode ser evitado ou combatido pelo desejo das
pessoas de seguir a vontade de Deus.
"Qualquer um que não seja judeu pode fazer a vontade de Deus onde quer que esteja.
Para os judeus que ainda estão no exílio, a única maneira de evitar a tragédia é indo a
Israel. Se algum judeu estava esperando até ao último momento antes de partir, [o
momento] é este", concluiu o rabino.

Durante o eclipse, a lua viajará através da sombra da Terra, o que resultará no


alinhamento perfeito do Sol, da Lua e da Terra, fazendo a Lua parecer vermelha como
sangue. Também será uma Superlua, já que o satélite da Terra estará em um lugar no
horizonte, onde parece maior do que o normal. Especificamente a Superlua de sangue
de lobo é considerada rara, já que aparece apenas 28 vezes em um século.

Fonte: Sputnik