Você está na página 1de 1

A Análise por Elementos Finitos (FEA – sigla em inglês) também conhecido por

Método dos Elementos Finitos (MEF) é um método para solução numérica de problemas
de campo. Um problema de campo requer que nós determinemos uma distribuição
espacial de uma ou mais variáveis dependentes. Assim nós podemos buscar uma
distribuição de temperatura no pistão de uma engrenagem ou nós podemos buscar a
distribuição de deslocamentos e estresses em uma laje de pavimentação.
Matematicamente um problema de campo é descrito por equações diferenciais ou por
uma equação integral. Outra descrição pode ser utilizada para formular elementos finitos.
Formulações de elementos finitos, na forma pronta para o uso, estão contidas em
programas de FEA de uso geral. É possível usar esses programas enquanto tenha um
pouco de conhecimento do método de análise ou do problema para o qual é aplicado,
evitando consequências que podem variar de embaraçosas a desastrosas.
Um elemento finito individual pode ser visualizado como uma pequena peça da
estrutura. A palavra “finito” distingue essas peças dos infinitesimais (tamanho e,
consequentemente, quantidade indefinidos) elementos usados em cálculo. Em cada
elemento uma quantidade de campo é permitida ter apenas uma simples variação espacial,
possivelmente descrita por termos polinomiais até x², xy e y². A real variação da região
abrangida de um elemento é quase certamente mais complicada, então FEA fornece uma
solução aproximada. Os elementos são conectados em pontos chamados de nós. O
conjunto dos elementos é chamada de estrutura de elementos finitos, sendo a palavra
estrutura usada no sentido geral significando um corpo ou uma região definida. O
particular arranjo dos elementos é chamado de malha. Numericamente, uma malha de
elementos finitos é representada por um sistema de equações algébricas para ser
resolvidas por desconhecidos nós. Nó desconhecidos são valores da quantidade de campo
e dependem do tipo de elemento, possivelmente é derivada primeira. A solução para
quantidade de nós, quando combinada com o campo assumido em qualquer dado
elemento, determina completamente a variação espacial do campo nesse elemento.
Portanto a quantidade do campo sobre toda a estrutura é aproximada elemento por
elemento, no estilo em partes. Embora uma solução de análise por elementos finitos não
ser exata (a não ser que o problema seja tão simples que o FEA não seja apropriado) a
solução pode ser melhorada utilizando mais elemento para representar a estrutura.
FEA tem vantagens sobre a maioria dos outros métodos de análise numérica,
incluído versatilidade e apelo físico.
 FEA é aplicável a qualquer problema de campo: transferência de calor, análise de
tensão, campos magnéticos.
 Não há restrição geométrica: o corpo ou região analisada pode ter qualquer forma.
 Condições de contorno e carregamento não são restritos: por exemplo, em analise
de tensão, qualquer porção do corpo pode ser apoiada, enquanto forças
distribuídas ou concentradas podem ser aplicadas para qualquer outra porção.
 Propriedades de material não restrita para isotrópicos e pode mudar de um
elemento para o outro ou mesmo dentro de um elemento.
 Uma estrutura de elementos finitos se assemelha “estritamente” ao corpo ou
região analisado.
 A aproximação é facilmente melhorada por graduar a malha