Você está na página 1de 4

Padrão de jazz

Da Wikipédia, a enciclopédia livre


Ir para navegaçãoIr para pesquisa
Padrões de jazz

AZ

Antes de 1920

Década de 1920

Década de 1930

Anos 40

1950 e depois

• v
• t
• e
Este artigo é sobre o tipo de música. Para o clube de jazz, veja Jazz Standard .
Padrões de jazz são composições musicais que são uma parte importante
do repertório musical de músicos de jazz , na medida em que são amplamente
conhecidos, executados e gravados por músicos de jazz e amplamente conhecidos pelos
ouvintes. Não há uma lista definitiva de padrões de jazz , e a lista de músicas
consideradas como padrões muda ao longo do tempo. Canções incluídas nas
principais publicações falsas de livros (coleções de partituras de músicas populares) e
obras de referência de jazz oferecem um guia aproximado para quais músicas são
consideradas padrões.
Nem todos os padrões de jazz foram escritos por compositores de jazz. Muitos são
originalmente músicas populares do Tin Pan Alley , músicas de shows da Broadway ou
músicas de musicais de Hollywood - o Great American Songbook . [1] Na Europa, os
padrões de jazz e " livros falsos " podem até incluir algumas canções folclóricas
tradicionais (como na Escandinávia) ou peças de música étnica (como melodias ciganas )
que foram tocadas com jazz por conhecidos músicos de jazz. . Uma música comumente
tocada só pode ser considerada um padrão de jazz se for tocada amplamente
entre músicos de jazz . O repertório padrão de jazz tem alguma sobreposição com
o blues e padrões pop .
O padrão de jazz mais gravado foi " St. Louis Blues " de WC Handy por mais de 20 anos a
partir dos anos 1930, após o qual " Stardust " de Hoagy Carmichael o substituiu. [2] Hoje, o
lugar é realizado por " Body and Soul ", de Johnny Green . [3] O padrão mais gravado
composto por um músico de jazz é Thelonious Monk ' ' Round Midnight '. [4]

Conteúdo
• 1antes de 1920
• 21920s
• 31930s
• 4 de1940
• 5 de1950 e depois
• 6veja também
• 7referências

Antes de 1920 [ editar ]

A Original Dixieland Jazz Band , do postal promocional original de 1918, enquanto a banda tocava
no Reisenweber's Cafe em Nova York . São mostrados (da esquerda para a direita) Tony
Sbarbaro (também conhecido como Tony Spargo) na bateria; Edwin "Daddy" Edwards em
trombone; D. James "Nick" LaRocca na corneta; Larry Shields no clarinete e Henry Ragas no piano.

Artigo principal: Lista de padrões de jazz anteriores a 1920


Desde a sua concepção na mudança do século XX, o jazz era música destinada a
dançar. Isso influenciou a escolha do material tocado pelos primeiros grupos de
jazz: Creole Jazz Band de King Oliver , New Orleans Rhythm Kings e outros incluíram um
grande número de músicas populares de Tin Pan Alley em seu repertório, e gravadoras
usavam seu poder para ditar quais músicas eram. para ser gravado por seus
artistas. Certas músicas foram empurradas por executivos de gravação e, portanto,
rapidamente alcançaram o status padrão; isso começou com as primeiras gravações de
jazz em 1916, com That Funny Jas Band de Dixieland (1916) de Collins e
Harlan para Thomas A. Edison, Inc. emAmberol Azul em dezembro de 1916 [5] : 80 e em
1917, quando o Original Dixieland Jass Band gravou " Darktown Strutters Ball " e
" Indiana ". [6] O primeiro disco com 'Jass' no rótulo, The Original Dixieland One-Step foi
edição 18255 de Victor Talking Machine Company em 1917. [7] : 7 Originalmente
simplesmente chamado de "jazz", a música das primeiras bandas de jazz é hoje muitas
vezes referido como " Dixieland " ou "New Orleans jazz", para distingui-lo dos subgêneros
mais recentes. [8]
As origens do jazz estão nas tradições musicais da Nova Orleans do início do século XX ,
incluindo a banda de metais , o blues , o ragtime e os espirituais , [9] e alguns dos padrões
iniciais mais populares vêm dessas influências. As músicas Ragtime " Twelfth Street Rag "
e " Tiger Rag " se tornaram números populares para artistas de jazz, assim como o blues
" St. Louis Blues " e " St. James Infirmary ". Os compositores do Tin Pan Alley contribuíram
com várias músicas para o repertório do jazz, incluindo "Indiana" e " After You
Gone ". Outras,Alguns dos These Days "e 'Darktown Strutters' Ball', foram introduzidas
por vaudeville artistas. Os padrões mais frequentemente registrada deste período são WC
Handy 's "St. Louis Blues", Turner Layton e Henry Creamer 's "Depois de ter ido" e James
Hanley e Ballard MacDonald ' s "Indiana". [10]

Anos 1920 [ editar ]


Artigo principal: Lista de standards jazz de 1920
Um período conhecido como " Era do Jazz " começou nos Estados Unidos na década de
1920. O jazz tornou-se música popular no país, embora gerações mais antigas
considerassem a música imoral e ameaçadora a antigos valores culturais. [11] Danças como
o Charleston e o Black Bottom foram muito populares durante o período, e bandas de jazz
consistiam tipicamente de sete a doze músicos. Orquestras importantes em Nova York
foram lideradas por Fletcher Henderson , Paul Whiteman e Duke Ellington . Muitos
jazzistas de Nova Orleans se mudaram para Chicago no final dos anos 1910 em busca de
emprego; entre outros, o New Orleans Rhythm Kings ,O Creole Jazz Band do King Oliver e
o Jelly Roll Morton foram gravados na cidade. No entanto, a importância de Chicago como
um centro de música jazz começou a diminuir no final da década de 1920 em favor de
Nova York. [12]
Nos primeiros anos do jazz, as gravadoras estavam sempre ansiosas para decidir quais
músicas seriam gravadas por seus artistas. Números populares na década de 1920 foram
sucessos pop como " Sweet Georgia Brown ", " Dinah " e " Bye Bye Blackbird ". O primeiro
artista de jazz a receber alguma liberdade na escolha de seu material foi Louis Armstrong ,
cuja banda ajudou a popularizar muitos dos primeiros padrões nas décadas de 1920 e
1930. [6]
Algumas composições escritas por artistas de jazz têm sofrido como padrões,
incluindo " Honeysuckle Rose " e " Ain't Misbehavin ' " de Fats Waller . O padrão mais
gravado em 1920 é Hoagy Carmichael e " Stardust ", de Mitchell Parish . [13] Várias canções
escritas por compositores da Broadway nos anos 1920 se tornaram padrões, como " The
Man I Love " de George e Ira Gershwin (1924), " Blue Skies " de Irving Berlin (1927) e Cole
Porter . ""(1929). No entanto, não foi até a década de 1930 que os músicos se sentiram
confortáveis com a sofisticação harmônica e melódica das canções da Broadway e
começaram a incluí-los regularmente em seu repertório. [12]

Anos 30 [ editar ]
Artigo principal: Lista de padrões de jazz dos anos 30
O teatro da Broadway contribuiu com alguns dos padrões mais populares da década de
1930, incluindo " Summertime " de George e Ira Gershwin (1935), " My Funny Valentine "
de Richard Rodgers e Lorenz Hart (1937) e Jerome Kern e Oscar Hammerstein II . s
" Todas as coisas que você é " (1939). Essas músicas ainda estão entre os padrões mais
registrados de todos os tempos. [13] O padrão mais popular dos anos 1930, " Body and
Soul " , de Johnny Green , foi introduzido na Broadway e se tornou um grande sucesso
após Coleman Hawkins.1939 de gravação. [3]
A década de 1930 viu a ascensão do swing jazz como uma forma dominante na música
americana. Duke Ellington e os membros de sua banda compuseram numerosos sucessos
da era do swing que mais tarde se tornaram padrões: " Não significa coisa alguma (se não
tiver esse balanço) " (1932), " Sofisticada Lady " (1933) e " Caravan "(1936), entre
outros. Outros influentes líderes de bandas desse período foram Benny Goodman e Count
Basie .

Anos 40 [ editar ]
Artigo principal: Lista de padrões de jazz dos anos 40
A era do swing durou até meados da década de 1940, e produziu músicas populares
como " Cotton Tail " de Duke Ellington (1940) e " Take the 'A' Train " de Billy
Strayhorn (1941). Com as grandes bandas lutando para continuar durante a Segunda
Guerra Mundial , uma mudança estava acontecendo no jazz em favor de grupos
menores. Alguns músicos da era do swing, como Louis Jordan , mais tarde encontraram
popularidade em um novo tipo de música, chamado " rhythm and blues ", que evoluiria
para o rock and roll na década de 1950. [14]
Bebop surgiu no início dos anos 1940, com Charlie Parker , Dizzy Gillespie e Thelonious
Monk liderando o caminho. Recorreu a um público mais especializado do que as formas
anteriores de jazz, com harmonias sofisticadas , ritmos rápidos e musicalidade muitas
vezes virtuosa . Os músicos do Bebop costumavam usar os padrões da década de 1930,
especialmente aqueles dos musicais da Broadway , como parte de seu repertório. [14] Entre
os padrões escritos pelos músicos do bebop estão " Salt Peanuts " de Gillespie (1941) e
" A Night in Tunisia " (1942), " Anthropology " de Parker (1946), ""(1946) e" Scrapple from
the Apple "(1947), e" Round Midnight "de Monk (1944), que atualmente é o padrão de jazz
mais gravado por um músico de jazz. [4]

1950 e depois [ editar ]


Artigo principal: Lista de padrões de jazz pós 1950
Jazz modal gravações, como Miles Davis 's Kind of Blue , tornou-se popular na década de
1950. Padrões modais populares incluem " All Blues " e " So What " de Davis (ambos de
1959), " Impressions " de John Coltrane (1963) e " Maiden Voyage " de Herbie
Hancock(1965). Mais tarde, o "segundo grande quinteto" de Davis, que incluiu o
saxofonista Wayne Shorter e o pianista Herbie Hancock , gravou uma série de álbuns
altamente aclamados em meados da década de 1960. Padrões dessas sessões incluem
" Pegadas " de Shorter"por Eddie Harris (1966). [ carece de fontes? ]
No Brasil , um novo estilo de música chamado bossa nova evoluiu no final da década de
1950. Com base no samba brasileiro e no jazz, a bossa nova foi defendida por João
Gilberto , Antonio Carlos Jobim e Luiz Bonfá . Gilberto e Stan Getz começaram uma mania
de bossa nova nos Estados Unidos com seu álbum de 1963, Getz / Gilberto . Entre as
músicas do gênero que agora são consideradas standards estão a Manhã de Carnaval
de Bonfá (1959), o Summer Samba de Marcos Valle (1966), e inúmeras canções de
Jobim, incluindo Desafinado (1959).A Garota de Ipanema "(1962) e" Corcovado "(1962).
Mais tarde, compositores como Edu Lobo e Egberto Gismonti contribuíram muito para o
repertório de jazz brasileiro, com músicas que incluem" Casa Forte "," Frevo Rasgado "e
"Loro". [ Carece de fontes? ]
A fusão do jazz movimento fundido jazz com outros estilos musicais, mais
notoriamente Funk e rocha . Sua idade de ouro foi do final dos anos 1960 até meados dos
anos 70. Os principais artistas de fusão, como Weather Report , Chick Corea e Return to
Forever , Herbie Hancock e The Headhunters , The Manhattan Transfer e Mahavishnu
Orchestra , obtiveram uma popularidade cruzada, embora o interesse público no gênero
tenha diminuído na virada dos anos 80. . Os maiores sucessos do Fusion, " Spain "
de Corea (1971), " Chameleon " de Hancock (1973) e Joe Zawinul "Birdland "(1977), foram
cobertos várias vezes depois e são considerados padrões modernos de jazz. [ Carece de fontes? ]