Você está na página 1de 5

Conjuntos numéricos

Naturais: ℕ = {𝟎, 𝟏, 𝟐, 𝟑, 𝟒, 𝟓, … }

ℕ∗ = {𝟏, 𝟐, 𝟑, 𝟒, 𝟓, … } O asterisco junto à simbologia representa que o zero não


está incluído no conjunto.

Soma: 2 + 3 = 5 235
+115
450
A soma entre dois naturais positivos resulta num natural positivo.
O zero é chamado de elemento neutro da soma, ou seja:
Seja a um natural qualquer, 0 + a = a + 0 = a
Ou seja, zero somado a qualquer número natural, resulta no número a ele
somado.
A soma é dita como sendo uma operação comutativa, ou seja, pode-se trocar a
ordem: a+b = b+a.

Subtração: 2 - 3 = -1 235
-115
120
A subtração entre dois naturais positivos não necessariamente resulta num
natural positivo, como o caso citado anteriormente.

Multiplicação: 2 x 3 = 6 235
x 5
1175
A multiplicação entre dois naturais positivos resulta num natural positivo.

Divisão: 5 ÷ 2 = 2,5 235 I__5___


-20 47
35
- 35
00
A divisão entre dois naturais positivos não necessariamente resulta num natural
positivo, como o caso citado anteriormente.
Inteiros: ℤ = {… , −𝟓, −𝟒, −𝟑, −𝟐, −𝟏, 𝟎, 𝟏, 𝟐, 𝟑, 𝟒, 𝟓, … }

Para todo número positivo existe um oposto, de tal modo que um número
somado ao seu oposto sempre resulta em zero.
Seja a um inteiro positivo, temos que – a é seu oposto, assim:

a +( - a) = a

Soma de dois inteiros positivos: O mesmo caso da soma dos naturais.


Soma de dois inteiros negativos: O resultado sempre será negativo.
- 5 + (- 2) = -7 Para cálculo mental, é recomendável associar os valores
negativos com dívida e valores positivos com saldo.
Observação: Quando houver parênteses, eliminar utilizando a regra de sinais
que será descrita para a multiplicação e divisão de inteiros.
Soma de um inteiro positivo com um negativo ou vice versa:
−3 + 2 = −1
−2 + 3 = 1
3 + (−2) = 1
2 + (−3) = −1
Regra utilizada: A princípio ignorar os sinais e subtrair o maior número pelo
menor. Em seguida conserva-se o sinal do maior número. De qualquer modo é
possível eliminar os parênteses anteriormente com a regra de sinais.

Subtração: 2 - 3 = -1 ou 2 – (– 3) = – 5 (Eliminando os parênteses com as


regras de sinais).

Multiplicação e divisão: Igual aos naturais, porém utilizando a seguinte regra


de sinais:
+ (×÷)+ = +
− (×÷)− = +
+ (×÷)− = −
− (×÷)+ = −
Existe o elemento neutro multiplicativo, também chamado de identidade (I), que
é 1, ou seja, qualquer número inteiro multiplicado por 1 é ele mesmo.
1
Seja 𝑎, um número inteiro, temos o inverso multiplicativo 𝑎 de modo que
qualquer número inteiro multiplicado pelo seu inverso multiplicativo resulta em
1 também chamado de elemento neutro da multiplicação, ou identidade.

𝟕
Racionais: ℚ = {𝟎, 𝟐, 𝟑, −𝟒, −𝟓, (𝟐, 𝟓), …}
𝟓
São quaisquer números que podem ser escritos na forma de fração, com
numerador e denominador inteiro, e denominador diferente de zero.

Além da representação em fração temos também a representação decimal


desse números, por exemplo:

2,234234... Forma dízima periódica (Trabalharemos com elas em equações)

Operações com a forma fracionária:

Soma e subtração de frações com denominadores iguais: Manter o


denominador e realizar a soma ou subtração com o numerador.

3 5 8 3 5 −2
+ = =4 ou − = = −1
2 2 2 2 2 2

Verificar com a forma decimal a validade da operação realizada acima.

Soma e subtração de frações com denominadores diferentes: Multiplica-se


os denominadores, este resultado assumirá o novo denominador, em seguida
realizamos a multiplicação cruzada dos numeradores com denominadores, e
adicionamos ao novo numerador.

3 5 10+9 19 3 5 −10+9 −1
+ = = ou − = =
2 3 6 6 2 3 6 6

Ou pelo método da fatoração para mais de duas frações (Feito no quadro)

3 5 15
Multiplicação: É feita diretamente: × =
2 3 6

Divisão: É feita mantendo a primeira fração e a multiplicando pelo inverso da


segunda:

𝟑
𝟐 =𝟑×𝟐=𝟔=𝟏
𝟑 𝟐 𝟑 𝟔
𝟐

Irracionais: 𝐈 𝒐𝒖 ℝ\ℚ = {𝝅, √𝟐, 𝒆, … }

Surgem de problemas geométricos em grande parte. Exemplo, dividir o


perímetro de uma circunferência pelo diâmetro ou calcular a raiz quadrada de
2. Tais operações geram números decimais infinitos não periódicos.
√2 = 1,414213562373. .. Infinito e não forma período

C C = Perímetro da circunferência
D D = Diâmetro da circunferência

𝑐
= 𝜋 = 3,141592653589793238462...
𝑑

Reais: ℝ = {ℕ, ℤ, ℚ, (ℝ\ℚ)} Ou seja, no conjunto dos números reais, estão


contidos todos os conjuntos vistos anteriormente. Podemos notar que todos os
números naturais são inteiros, todos os inteiros são racionais, e todos os
racionais são reais. Já os irracionais são reais, porém não são racionais, não
são inteiros, e não são naturais.

Complexos: ℂ: Conjunto numérico dos números que podem ser escritos na


forma z = x+yi onde i é chamada unidade imaginária, tal que i² = -1.

Exercícios:

1) 2 é um número racional? Se sim ou não, Por quê?

2) Escreva no mínimo 2 representações fracionárias para cada um dos


seguintes números: 2, 1, 4, 3.

3) Realize as operações abaixo:


2 5
a) 3 + 3 =

2 5
b) 7 + 3 =

2 5 10
c) 3 + 2 + =
3

2 5 10 9
d) 3 + 2 − + =
5 4

6
2 5 9 5
e) 3 + 2 − 47 + ∙ =
4 3
3
Gabarito dos exercícios passados na sala:
1)
a) 25
b) - 25
c) 25
d) - 25
f) 25
g) 0
h) - 27
1
i) − 27
j) - 27

2)
a) 2
b) 0

3)
a) 4
b) 8

4) Dica: Verificar qual resultado para n par e n ímpar.

5)

a) 12
3
b) 2
c) 27