Você está na página 1de 144

“O APÓSTOLO”

Volume 5

Meu site:
www.jesus-leao-juda.com

Meus e-mails:
repeme5@hotmail.com
jesusleaojuda@gmail.com
Capítulo 501
Espírito de Erro
Assim que iniciamos aquela reunião vi uma velha de saia preta sentada numa ca-
deira que flutuava a mais ou menos metro e meio, acima de nossas cabeças e voltada para a ir-
mã. Lembrei-me imediatamente de minha avó, carola católica, idólatra consumada, e me inco-
modou bastante o sapato que ela vestia: de homem!
Falei para a irmã o que vi e lhe disse como o sapato contrastava com o versículo
que diz:
“quão formosos são sobre os montes os pés dos que anunciam a boa nova”,
Romanos 10: 15.
Em seguida me lembrei do testemunho que um irmão dera domingo, na igreja,
onde falou que muitos não vêem maravilhas porque não obedecem as ordens expressas que o
Espírito lhes dá. E falou de várias curas que operou num “shopping”, deixando todos, lá, mara-
vilhados.
Naquele momento me lembrei de um programa de TV que assisti, onde uma a-
presentadora falava sobre “intuição” e no qual um escritor (que escrevera um livro a respeito)
nos mostrava vários exemplos de como “nossa intuição” nos avisa de perigos e como nós éra-
mos os únicos animais (palavra dele!) que não ouviam ao que a mesma dizia, com resultado
tristes.
Nos primeiros exemplos que aquele psicólogo e a apresentadora deram vi que a
“intuição” sobre que se referiam, não era outra coisa senão o próprio Senhor Jesus falando. A-
penas eles não atribuíam ao Senhor os avisos.
Aí, a ficha caiu! Aquela irmã, na reunião, disse que já sabia do que se tratava. O
Senhor tinha lhe dado um ministério e ela já devia tê-lo posto em prática, mas, antes, resolvera
falar com seu pastor a respeito. Informou que o mesmo nem foi contra nem a favor, porém, sen-
tiu que ele não gostou muito do que ouvira.
Lembrei-me, também, do que nosso pastor falara no domingo anterior, exatamen-
te sobre o mesmo assunto e contei tudo para a irmã.
Ele tinha pregado que não devemos consultar a Bíblia nem ninguém, a respeito
de coisas que Deus nos fala ou ordena. Porque quem faz isto irá receber a visita de um espírito
de erro, para fazer exatamente o contrário do que Deus quer. Leia 1ª Reis 22. 22. Ele falou insis-
tentemente não devermos ir atrás de profetas nem de pessoas especiais para confirmarmos tudo,
porque o Espírito de Deus que está neles está em nós (nos batizados com o Espírito Santo, é
claro!) e a Ele devemos ouvir e OBEDECER.
É terrível este costume de se considerar pastores e autoridades eclesiásticas como
maiorais! Deus chama isto de nicolaismo que é uma das bases do catolicismo e de todas as reli-
giões. Por meio desta “prerrogativa” um líder religioso pode fazer um confrade executar o que
ele quiser! Basta torcer um pouco as coisas e o beato engole e sai como louco, praticando coisas
contra o que prega, até contra sua própria religião.

Há poucos dias tinha dito a esta irmã, que deixara de me comunicar com outra
(que mora na Suíça e a quem estávamos ajudando) porque, depois de receber várias bênçãos
fazendo o que lhes ensinamos, resolveu fazer contrariar todo o caminho da fé (que parecia que-
rer seguir) preferindo obedecer a qualquer pessoa que se dissesse pastor, por lá, apesar de ter
sido deste erro, que nós a tínhamos tirado!
Deus dizia o que ela tinha de fazer, ela ia conversar com pastores locais (os
quais, antes, ela já tinha percebido não crerem em nada!) para ver se devia fazer o que Deus lhe
ordenara! Eles a roubaram à vontade até planejaram seqüestrar sua filha foi um tormento, mos-
tramos-lhe tudo isto, mas, como ela não queria mesmo mudar e fazer o que Deus lhe mandava,
adverti-a e deixei-a para lá.
Quando recebemos uma ordem de Deus não devemos ouvir nem procurar a ajuda
de nenhum ser humano para executá-la. Claro que toda ordem divina terá de vir completamente
de acordo com o Espírito da Palavra, caso contrário ela não vem de Deus! Só a isto devemos
obedecer.
Espero que a partir de agora, nossa irmã comece a colocar seu ministério em a-
ção, para ver maravilhas ocorrerem com ou sem as bênçãos das autoridades religiosas de sua
congregação. A estas alturas muitos dirigidos por espíritos de rebeldia já estarão exultando,
pensando em como poderão agir contra as ordens das autoridades de suas igrejas.
Mas não foi isso que eu quis dizer. Abram bem os olhos, as igrejas precisam de
autoridade para que tudo flua em ordem, mas tudo tem seu limite!
“... porque Deus não é Deus de confusão, mas sim de paz. Como em todas as i-
grejas dos santos” (1ª Corintos 14: 33).
MARATANA!

Capítulo 502
A CEIA DO SENHOR
Não há instituição divina menos respeitada que a Ceia do Senhor, embora, na
maioria das vezes, tal desrespeito se dê não por vontade dos participantes, mas, por ignorância
de como se conseguir uma santificação adequada, para participar dela.
Aliás, nunca fui a um culto onde o pregador nos ensinasse a fazer uma purifica-
ção completa, a única adequada não só a nos dar a santificação necessária para participarmos
de uma Santa Ceia, como para nos centralizar no estreito Caminho da Verdade e da Vida, o úni-
co lugar onde podemos receber todas as bênçãos de Deus.
Muita gente anda doente e até dorme (morre) antes do tempo, por não saber fazer
aquela purificação e se atrever a participar da Ceia! Esta declaração não é invenção minha, está
em 1ª Corintos 11: 29-31, que diz:
“Porque quem come e bebe, come e bebe para sua própria condenação, se não
discernir o corpo do Senhor. Por causa disto há entre vós muitos fracos e enfermos, e muitos
que dormem. Mas, se nós nos julgássemos, a nós mesmos, não seríamos julgados”.
Como vêem é necessário nos julgarmos a nós mesmos ANTES de participarmos
da Ceia, para não cairmos em erros que poderão nos ser FATAIS; porque o dormir, daquele
último versículo não se refere ao sono comum, mas ao: falecimento!
Porém, como nos julgarmos SE não soubermos COMO fazê-lo? Este problema
decorre, exatamente do que abordei antes, por as igrejas não ensinarem a fazer uma PURIFI-
CAÇÃO.
Pergunto: Alguns de vocês já foram ensinados a respeito desta PURIFICAÇÃO
que lhes ensinarei em seguida?
É por isso que Deus diz em certo lugar:
“O meu povo está sendo destruído, porque lhe falta o conhecimento. Porquanto
rejeitaste o conhecimento, também eu te rejeitarei, para que não sejas sacerdote diante de mim;
visto que te esqueceste da lei do teu Deus, também eu me esquecerei de teus filhos.”Oséias 4: 6.
Tenho encontrado pela internet até pastores e esposas de pastores, que não têm a
menor idéia de COMO fazerem uma purificação completa. Muitos afirmando que, como já acei-
taram o Senhor estão limpos e não precisam de mais nada; outros que não sabem diferenciar
RAIVA de ÓDIO; outros, ainda, que PENSAM serem batizados com o Espírito Santo sem o
serem, exatamente, por não saberem fazer a purificação adequada para que o Espírito venha
habitar plenamente, em seus corações! É um desastre, um caos!
A Palavra de Deus diz que ÓDIO é ASSASSINATO! Mas, em geral, os irmãos
não sabem discernir entre ÓDIO e RAIVA, trocam uma coisa pela outra e vão para a Ceia com
CRIMES DE MORTE nas costas. Outros fizeram pactos com o diabo e não sabem como que-
brá-los e vão para a Ceia com tais pactos. Imaginem os resultados!
Não vou ensinar neste livro COMO fazer uma purificação adequada. Os que de-
sejarem aprender isso reportem-se ao meu primeiro livro: “Jesus, o Leão de Judá”, que podem
baixar gratuitamente do meu site www.jesus-leao-juda.com e vejam a purificação no Capítulo
41 dele.
Lembrem-se do que o Senhor falou em 2ª Pedro 1: 9 e que tem tudo a ver com
esta purificação sobre a qual tanto insisto:
“Pois aquele em quem não há estas coisas é cego, vendo somente o que está per-
to, havendo-se esquecido da purificação dos seus antigos pecados”
Só por este versículo, já dá para qualquer um ver ser necessário fazermos purifi-
cações de antigos pecados, contrariando o que muitos advogam. Na verdade esta purificação
não é nem mais nem menos, que uma cura interior aplicada a nós mesmos, para aparecermos
perante Deus: santos e inculpáveis.
Se os irmãos acordassem e copiassem aquela PURIFICAÇÃO COMPLETA en-
sinada no Capítulo 41 do meu livro e a divulgassem entre outros irmãos nas igrejas, iriam ver as
maravilhas que ela faz.
Que a Paz do Senhor esteja com todos!
MARANATA!

Capítulo 503
6 ou 9
Outro dia, antes de um culto estava trocando experiências com uma missionária
(que fora ao Chile) e estava um tanto ou quanto decepcionada por não ter tido o êxito que espe-
rara na missão. Contei-lhe, então, o que aconteceu (enquanto ela estava no Chile) com o filho de
um amigo meu, que tinha 43 anos de idade e que apareceu subitamente enfermo (por doença
desconhecida e de rápido desenvolvimento) e por quem orei pela cura (junto com um pastor de
renome nacional!) e que, dias depois faleceu. Apesar de eu ter até recebido um versículo do
Senhor que me dera a entender que ele seria curado!
Durante o velório do jovem cheguei a ordenar (junto ao cadáver) que retornasse a
vida em Nome de Jesus, mas nada aconteceu. Passei dias intrigado com o fato e, até hoje, ainda
me intrigo.
Falando com outro pastor, ele me disse que já deixou de pensar a respeito destas
coisas. Tinha visto isso acontecer muitas vezes e não encontrava explicações. Porém, o Senhor
me fez ser escritor dele e,como posso deixar para o lado, coisas que não consigo entender se vou
ter de escrever a respeito delas?
Logo em seguida ao meu fracasso, li um livro do missionário R. R. Soares: “Exi-
ja Seus Direitos” no qual ele me lembrou como temos direito à cura e prosperidade e isto só me
deixou mais perplexo.
Lembrei-me de várias enfermidades que tenho, há alguns anos, e das quais ainda
não experimentei a cura! Lembrei-me, das muitas vezes repreendi os espíritos de enfermidades
envolvidos nelas, mas, de uma forma ou outra, lastimei depois, por não ter sido curado e, com
isto, destruí a semente que tinha plantado. Determinei todas as curas de novo, agora estou pro-
curando me manter firme na fé, para não destruir o que semeei.
Creio que o missionário Soares tem toda razão. Deus não vai mais fazer nada por
nós, neste mundo. Ele já fez TUDO! O próprio Jesus disse: “Está consumado” a respeito de
todo o sacrifício e sofrimento que precisávamos sofrer para sermos justificados.
A nós, cristãos, compete tomarmos POSSE pela FORÇA DA FÉ do que já nos
pertence. E isto só se faz imitando o que Deus fez (enquanto ainda não havia mundo) isto é:
chamando à existência as coisas que não existem! Tudo está na ponta de nossos lábios como já
esteve, antes, na ponta dos lábios divinos.
A Bíblia diz em Romanos 8: 19:
“Porque a criação aguarda com ardente expectativa a revelação dos filhos de
Deus”.
Vejam: a CRIAÇÃO não está esperando por Deus, mas por nós! O que decre-
tarmos ACONTECERÁ. O tempo, claro, pertence ao Senhor, mas, não vamos nos acomodar
demais ou podemos estar sendo roubados das bênçãos pelas astúcias do inimigo. “Vigiai e o-
rai”, é ordem divina!
Depois de trocarmos aquelas experiências eu e a missionária tocamos nosso culto
semanal, no qual o Senhor resolveu três problemas que perturbavam aquela senhora e me mos-
trou um número seis com um traço em cima.
Ora, quando temos um número seis (parecido com um nove invertido) à solta,
concluímos que se colocarmos um traço na parte de baixo dele, saberemos número correto. Mas
no caso o acima, eu sabia ser o número seis, apesar do traço estar em cima! O que o Senhor que-
ria nos dizer?
À noite, enquanto meditava a respeito da reunião, este número me veio à memó-
ria num “flash” de luz e entendi completamente a coisa. Nós vemos segundo os padrões de bai-
xo, da terra, do chão. Deus vê segundo os padrões de cima, do céu!
Aprendi algo, também, com o falecimento daquele rapaz. algo que sempre me in-
comodou e se encontra naquele versículo onde Simeão, entre outras coisas, disse a Maria:
“E uma espada transpassará o seu coração” (Lucas 2: 35).
Ficava pensando qual coração a tal espada transpassaria: se o de Jesus ou o de
Maria. O de Jesus foi transpassado por uma lança, já o de Maria nem por espada nem lança!
Porém, ao presenciar a dor do meu amigo pela morte do filho que mais amava
(filho este que muito o amava também) entendi tudo. Porque ele não cessava de repetir, no veló-
rio:
- Roberto, eu já perdi mãe, pai, esposa, parentes, mas, nada se compara a isto.
Aquelas pessoas já estavam velhas, doeu, mas era natural! Perder um filho, assim, na flor da
idade é antinatural! É como se uma espada transpassasse meu coração. Dói demais. É insupor-
tável! É impensável!
E, assim, pude imaginar o que Maria deve ter sentido, ante a morte brutal de Je-
sus.
Por favor, não entendam mal, isto não significa que devemos adorar e invocar
Maria, eu não vou adorar meu amigo nem os milhares de pais e mães que passaram por estes
sofrimentos tão antinaturais!
MARANATA!

Capítulo 504
Católicos São Salvos?
Quem pergunta: “- Católicos são salvos?” - mostra não entender do Evangelho do
Senhor Jesus Cristo por várias razões. A primeira, porque mostra desconhecer que Deus não é
Deus de denominação religiosa, mas: Deus pessoal. Quando Ele se apresentou ao povo judeu,
não disse ser Deus dos judeus, mas, de Abraão, de Isaque e de Jacó! Já, quanto a católicos se-
rem salvos, a pergunta continua confusa porque:
“se com tua boca confessares a Jesus como Senhor e em teu coração creres que
Deus o ressuscitou dos mortos, serás salvo”, garante a Palavra, em Romanos 10: 9.
E são numerosos os católicos que têm feito isto, à parte os erros de sua religião.
Daí, podemos concluir que pessoas de todas as classes, nações, povos, línguas e religiões PO-
DEM ser salvas! Dependendo, totalmente, da eleição gratuita de Deus a respeito de cada uma
delas. Porque:
“Vós não me escolhestes a mim, mas, eu vos escolhi a vós, e vos designei, para
que vades e deis frutos, e o vosso fruto permaneça, a fim de que tudo quanto pedirdes ao Pai
em meu nome, ele vo-lo conceda”, João 15: 16; “Porque, se Abraão foi justificado pelas obras,
tem de que se gloriar, mas não diante de Deus”, Romanos 4: 2; “Meu justo viverá pela fé”,
Hebreus 10: 38; e, finalmente: “Porque pela graça sois salvos, por meio da fé, e isto não vem
de vós, é dom de Deus”. Efésios 2: 8.
O povo judeu é descendência de Abraão. De fato o povo judeu foi um povo que
Deus preparou durante séculos, para ser o canal através do qual, o Messias viria a terra.
Mas nem todos os judeus serão salvos e, também, nem todos eles são povo de
Deus de fato! Muitos nascem em Israel, mas, são incrédulos, religiosos de nome ou totalmente
desligados de Deus. É como nas igrejas evangélicas onde existem muitas pessoas, mas nem to-
das são evangélicas de fato.
Claro que haverá um número muito maior de salvos nas igrejas evangélicas que
nas católicas, assim como haverá muito mais salvos nas igrejas católicas, que nas outras religi-
ões. Lembrem-se nos lugares onde se pregar e ensinar mais corretamente o Nome de Deus: o
Jesus Vivo, Homem e Deus, será onde Ele mais se manifestará e se revelará às pessoas.
Mas Deus pode, também, se manifestar a quem ele escolher sem a pessoa JA-
MAIS ter ouvido sequer falar do Evangelho! Conhecemos alguns casos de muçulmanos que
foram tocados pelo Espírito de Deus o qual os encaminhou, depois de várias manobras maravi-
lhosas, até o pleno conhecimento do Senhor Jesus como Salvador. Mas entre os muçulmanos, os
salvos são em menor número que no Brasil, por exemplo, onde as igrejas evangélicas multipli-
cam-se e o número deles aumenta.
Não devemos jamais nos esquecer disto: mesmo nas igrejas mais legitimamente
evangélicas podem existir pessoas que não são salvas. Elas andam nestas igrejas por modismos,
simpatia por pessoas de lá, interesses particulares, tradição familiar, quaisquer outros motivos,
menos por Jesus! Elas até podem ter falado para todo mundo ouvir que entregavam a vida a
Jesus; porém, em seus corações, não acreditando em Jesus estar VIVO! Existem pessoas, tam-
bém, que O aceitam apenas como um profeta morto ou, então, como um Jesus crucificado, cha-
guento, de pau, gesso, metal ou neném.
Portanto, antes de fazerem aquela pergunta com a qual iniciamos este capítulo, é
bom pensarem melhor. Em qualquer canto, iremos ver o joio misturado ao trigo. Jesus já alertou
a respeito. Não é novidade. Mas, existe uma coisa que caracterizará com CERTEZA se alguém
é um EVANGÉLICO de fato, e tal coisa são os SINAIS que os verdadeiros CRENTES darão de
sua FÉ, conforme Jesus determinou em Marcos 16: 15:
“... estes SINAIS hão de acompanhar os que crerem”, Marcos 16: 15.
Numerosos participantes das igrejas evangélicas até podem ser salvos, mas, faze-
rem parte do grupo das virgens néscias que não subirão no Arrebatamento e formam o único
grupo de salvos que pode até perder a salvação se deixarem-se marcar pela besta, depois do
Arrebatamento.
No mais, fiquem na Paz do Senhor.
MARANATA!

Capítulo 505
“EVANGÉLICOS”
Nós, que vivemos num país onde existem igrejas evangélicas quentes, por todos
os lados, nem imaginamos como pode ser a vida de um irmão na Europa, onde as igrejas são tão
frias quanto a neve e muitos irmãos: casos de polícia! Uma irmã da Europa entrou em contato
comigo pela internet e me pediu para conversar pelo MSN. Geralmente não dou meu MSN para
ninguém, mas, o Senhor me tocou para abrir uma exceção neste caso e o fiz. Foi impressionante
este contato.
Aquela senhora (filha de pais satanistas) saíra de Minas Gerais casada com um
europeu. Mas, informou-me que, desde cedo, ao contrário de sua família só confiava em Jesus.
Não pude descobrir como pode ter acontecido assim, embora isto mostrasse na prática, ela já ser
uma ESCOLHIDA e a Misericórdia de Deus a ter dirigido até o Salvador.
O fato é que como ela tem excelente tino para negócios, ficou riquíssima na Eu-
ropa. Porém, não conseguia o que mais queria na vida: um filho! Fez exames na Áustria, Ale-
manha, França, EEUU e todos constataram que ela NÃO podia ter filhos. Um médico até re-
solveu lhe aplicar uns hormônios, para tentar a gravidez. Foi a pior coisa que experimentou;
bateu na UTI; seu marido, assustado, decidiu que não mais iriam procurar a gravidez adotariam
uma filha.
Ela saiu do hospital em CRISE. Então, começou uma solitária luta de orações.
Confessou todos os pecados a Jesus e lhe disse que SE ele a tivesse perdoado o sinal seria um
filho para ela. Disse que foi um mês inteiro pedindo ao Senhor aquele filho e agindo a respeito
com o marido. Belo dia acordou passando mal, com ânsias de vômito. Levada às pressas, ao
hospital, lhe tiraram material para exames.
No outro dia, pela manhã, seu médico, sem acreditar no que via, telefonou-lhe
dizendo: Você está grávida!!!
A alegria durou exatamente um mês e meio, quando ao levantar, viu seu esposo
todo sujo de sangue, sangue no colchão e sangue pingando dela como de uma torneira. Corre-
ram para o hospital, mas, não podiam nem examiná-la por causa do sangramento. Ninguém
nunca tinha visto tanto sangue fluindo daquela forma. Chamada, a médica-chefe disse: aborto!
A irmã expulsou todo mundo da sala e clamou ao Senhor a respeito. Depois de
algum tempo de oração cessou a hemorragia e os médicos, espantados, puderam examiná-la e
ao bebê. Estavam perfeitos!
Ela passou três meses, bastante fraca, recuperando-se do sangue perdido. Mas vi-
va e feliz com sua filhinha à qual até o nome o Senhor deu. Seu marido abandonou as duas de-
pois!
Sabem por que ela perdeu tanto sangue? O Senhor estava trocando todo o sangue
familiar dela (possivelmente consagrado pelos pais aos demônios) por um sangue novo!
O maior problema dela, depois disso, foi não ter nenhum apoio cristão. Com dois
anos de crente, membros de uma igreja fria local se juntaram para seqüestrar sua filha! Seqües-
tro este que Deus desmantelou e a quadrilha inteira foi presa.
Outro problema é que, como todos sabiam que ela era rica, choviam “ordens de
Deus” (dada por falsos profetas) para ela financiar isto e aquilo. Foi, então, que encontrou meu
livro começou a entender como o Evangelho funciona e, assim que regularizou a situação de
seus dízimos, dois dias depois, dois compradores disputaram (como se num leilão) uma casa
que ela tinha em Minas, e não conseguira vender por quatro anos!
E, melhor ainda, vendeu o imóvel por um preço que NUNCA imaginou conse-
guir! Pouco tempo depois me informou que sete processos na justiça (que empregados demiti-
dos, injustamente requeriam) foram todos vencidos por ela.
Agora, alertada contra os espertalhões de plantão no meio evangélico, com maior
entendimento da Palavra e o apoio de mais algumas pessoas de confiança (que lhes apresentei e
que a instruem via internet) pode caminhar sem ser roubada.
Ela me disse ainda que, o que quase a fez deixar de ser evangélica foi ver a chefe
da quadrilha do seqüestro, durante o julgamento no Tribunal, com uma Bíblia debaixo do braço
e a cara mais inocente do mundo como se fosse uma santa. Conheço o tipo!
Maranata!

Capítulo 506
FALAR E OUVIR
Estas são as duas faculdades fundamentais, para uma pessoa se comunicar com
os outros e com Deus: falar e ouvir.
Várias vezes o Senhor declara na Palavra: OUVI O QUE FOI DITO. QUEM
TEM OUVIDOS PARA OUVIR OUÇA.
E não podia ser de outra forma, porque Romanos 10: 17, diz:
“Logo a fé é pelo ouvir, e o ouvir pela palavra de Cristo.”
Daí os surdos não poderão ser salvos porque não têm ouvidos perfeitos? Então
só a pessoa que tem ouvidos sadios pode ouvir o que Jesus fala? – perguntam os tolos.
Quando o Senhor nos fala, nos fala do ponto de vista espiritual, não carnal! Os
surdos que, seja por linguagem de: mímica, sinais ou escrita, ESCUTAREM e obedecerem ao
que o Senhor lhes falar serão salvos. Em contrapartida, muitos músicos de excelentes ouvidos,
não irão ESCUTAR o que o Senhor lhes falará e irão parar no inferno!
Este OUVIDO sobre o qual o Senhor Jesus fala, na verdade é o ouvido do cora-
ção sensível à fé. Só os que têm fé ESCUTAM o que Deus diz. Isto é, OUVEM e ACREDI-
TAM naquilo! Os que não têm fé (por não terem sido ESCOLHIDOS por Deus) podem OU-
VIR, mas, não ESCUTARÃO isto é, NÃO ACREDITARÃO nas Palavras de Deus.
Há uma frase muito repetida (até nos meios evangélicos) que diz que: até o diabo
tem fé! Esta é uma confusão feita por quem mistura fé com crendices ou, com o simples acredi-
tar em que Deus EXISTE! Tais coisas não são FÉ (segundo a concepção de Jesus).
Muitas pessoas acreditam que Deus existe, MAS, não FAZEM (não põem em
prática) o que Deus determina na Sua Palavra! Estas pessoas são religiosas, mas, não são cren-
tes! São os chamados fariseus hipócritas, que Jesus tanto recriminou.
A definição do verdadeiro CRENTE é dada por Jesus em Marcos 16: 15, ao a-
firmar:
Ou seja, os CRENTES devem mostrar sua Luz, que é o PODER DE DEUS em
suas vidas. E tal Poder só vem às chamadas virgens sábias de Mateus 24: 40 e 25: 10, quando o
salvo recebe o batismo com o Espírito Santo,.
Jesus avisou: “a letra mata o espírito é que vivifica” (2ª Corintos 3: 6); avisou
também que:“só há um evangelho, o que existe são pessoas querendo perturbar o evangelho de
cristo” (Apocalipse 14: 6); avisou, ainda, que existiriam as VIRGENS SÁBIAS E AS VIR-
GENS NÉSCIAS (Mateus 24: 40 e 25: 10) e, também, que:“meu justo viverá por fé e sem fé é
impossível agradar a deus” (Hebreus 11: 6). Notem bem sobre qual FÉ ele fala! Não vão con-
fundi-la com religiosidade, superstições ou crendices!
E o FALAR, porque é tão importante?
Porque SEM a declaração feita pelo CRENTE, NADA irá acontecer neste mun-
do, por mais FÉ que tenha. Veja o que Jesus disse:
“Se tiveres fé, como um grão de mostarda, e disseres a este monte passa da-
qui para ali, ele o fará” (Mateus 17.20).
Perceba que é preciso não só ter FÉ, mas, ser necessário se DECLARAR (isto é,
falar com a própria boca) para as coisas acontecerem. Aliás, Deus não criou NADA só no pen-
samento, sem declarar, basta ler Gênesis onde verá que Ele falou várias vezes: Faça-se isto,
faça-se aquilo, etc. Para criar cada coisa a partir do nada.
Da mesma forma Jesus FALAVA quando lhe pediam uma cura: Seja feito desta
ou daquela forma. Outro “segredo” de Jesus era só DIZER ou FAZER as coisas, quando OU-
VIA o Pai lhe mandando FAZER ou DIZER aquilo! Por isso NUNCA deixou de acontecer o
que Jesus ORDENOU. Muitas vezes decretamos algo, apenas porque queremos agradar a nós
mesmos ou uma pessoa, aí, coisa pode não acontecer!
Jesus disse: “Eu faço o que vejo meu Pai fazer”!
“Jesus é o autor e consumador da fé” (Hebreus 12: 2), só quando ELE nos fala
pessoalmente, ordenando fazermos algo, se fizermos aquilo: ACONTECERÁ.
Não acontecerá só porque lemos na Palavra ou porque alguém de grande fé ou
unção nos ordenou! Tem de ser o próprio Jesus nos falando, para a coisa acontecer imediata-
mente. Ele é a Cabeça do Seu Corpo: que é a Igreja. Ele é quem determina o que DEVE e o
que NÃO DEVE acontecer, em cada instante. Ele, também, pode usar uma pessoa para nos e-
xortar em algo, neste caso a pessoa estará falando profeticamente, isto é, com a autoridade
d‟Ele. Só tenhamos cuidado de examinar bem o profeta. Tem muita gente dando profetadas e
enganando os tolos.
Várias vezes oramos e a coisa não acontece, apesar de cremos que Jesus nos
mandou determiná-la, por ainda NÃO ser hora de acontecer. Se Jesus manda você determina
uma cura e ela não acontece na hora, não significa que não foi ouvido por Deus, é questão de
tempo, Deus irá fazer o que diz em sua Palavra, no Tempo que achar conveniente.
MARANATA!

Capítulo 507
LIVRAMENTOS
Depois da experiência que passei junto com minha família naquele assalto relata-
do no capítulo 492, do Apóstolo 4. Fiquei a meditar nas inúmeras vezes que o inimigo tentou
tirar-me a vida e foi impedido pelo Senhor, mesmo quando eu ainda sequer era cristão, mas ca-
tólico, idólatra consumado!
Tudo isto só vem reforçar cada vez mais, minha crença absoluta na predestinação
bíblica, que muitos teólogos abominam.
Puxando da memória, alguns fatos me vieram à mente. Desde aqueles momentos
de fúria descontrolada do meu pai (onde fui protegido) a outros e outros eventos nos quais, só a
mão do Senhor pode ser a explicação para eu ainda estar aqui, hoje.
O fato mais antigo e curioso que me veio a mente foi quando ia atravessar uma
rua e, de repente, um automóvel apareceu na esquina a toda velocidade. Eu só tinha dado um
passo na rua, quando (não sei como explicar) me vi na outra calçada. Era um garoto na época,
mas, percebi algo diferente ter acontecido. Por uns tempos, já mais taludo, atribui tudo à adrena-
lina, porém, sensatamente não há adrenalina capaz de fazer aquilo!
Passei outros perigos mortais quando era piloto. Certa vez, durante umas come-
morações da Semana da Asa, me empolguei demais com as acrobacias sobre a cidade. Esqueci-
me de conferir a altura e, de repente, o prédio do IPASE (o maior daqui, na época) estava bem
na minha frente! Escapei literalmente de bandinha!
Ainda na aviação, durante uma viagem me perdi nas nuvens em um lugar monta-
nhoso e, por um milagre, um buraco se abriu no meio delas e pude ver o chão e buscar seguran-
ça. Outra, noutra viagem, sobrevoava um braço de mar quando o motor do avião começou a
falhar e comecei a perder altura. De repente, o motor segurou e subi novamente, mas, só por
alguns minutos, quando ele falhou de novo. Pousar ali seria perigosíssimo. Resolvemos tentar
chegar à pista de pouso que já víamos ao longe. Conseguimos, mas, quando o avião tocou no
solo, o motor parou de vez!
O mecânico nos contou que fora um fio do magneto que tinha se soltado. Quando
ele fazia contato, tudo ia bem, quando a vibração o afastava, o motor ameaçava parar.
Essas foram apenas algumas das vezes que me lembro, do Senhor estar me li-
vrando da morte. Deve ter tido várias outras, porque, só com intervenções do Senhor! O diabo
deve ter percebido que eu era um ELEITO, logo nas primeiras intervenções divinas e, daí por
diante deve ter feito tudo para impedir de que eu atingisse o ALVO.
Algumas enfermidades, estresses enormes, tudo isto para me abater ANTES de
eu chegar ao AUTOR e CONSUMADOR da FÉ. Porém nada do que o diabo fez adiantou! De-
pois de rodar por ínvios caminhos, finalmente, encontrei-me com o ÚNICO capaz de me garan-
tir a Verdade e a Vida: JESUS.
Vocês já passaram por isso. Lembram-se de alguma bobagem que fizeram e pela
qual quase morreram? Por que pensam que estão vivos? Nunca pararam para pensar a respeito?
Seria bom que fizessem.
Fico observando as tremendas bobagens que muitos jovens fazem, hoje em dia,
se expondo abertamente à morte e tremo. São loucuras no trânsito, experimentos com drogas,
esportes radicais, artes marciais, coisas totalmente “sem futuro”. Sabe, tudo isso assusta! E ain-
da tem gente como eu que, no final, escapará milagrosamente com vida.
Quando penso que por alguma (ou sem nenhuma) razão qualquer, Ele me esco-
lheu do meio de tantos milhões de pessoas (muitas capacitadas e ilustres!) me arrepio. Imagino
o que seria de mim, uma caixa de defeitos se não fosse Ele! Olho para outras pessoas que pare-
cem não terem sido beneficiadas com a ESCOLHA divina e esfrio: “ - Meu Deus, que será de-
las? Depois de uma vida difícil e cheia de problemas aqui, o inferno eterno!”...
Neste ponto, tenho de parar. Não posso discutir a Justiça divina, nem posso por
dúvidas em que Deus é AMOR. Tenho que me firmar na fé e não olhar para os lados caiam mil
a minha direita, dez mil a minha esquerda, para não ser abalado.
“Mas o meu justo viverá por fé; e se ele recuar, a minha alma não tem prazer
nele”, (Hebreus 10: 38) é o único que tenho de manter em mente, a respeito. E, longe de mim,
querer causar o menor dos desprazeres ao Senhor.
MARANATA!

Capítulo 508
TATUAGENS - “TATOOS”
Mais um irmão me perguntou se é pecado uma pessoa se tatuar e colocar “pier-
cings”. Desta vez não consegui encontrar o versículo bíblico que mostra Deus ser contra tais
práticas, mas, o próprio irmão o achou depois e mo entregou: Levíticos 19: 28, que diz:
“Não fareis lacerações na vossa carne pelos mortos; nem no vosso corpo im-
primireis qualquer marca. Eu sou o Senhor”.
Esta ordem divina por si só, já diz tudo. Deus é CONTRA tais práticas. Mas mui-
tos se perguntam se ela não é antiquada e sem propósitos hoje. Já isto. merece explicação.
Quando Deus diz algo, Ele diz aquilo vendo o passado, o presente e o futuro, ou
seja sabe, exatamente, onde aquela transgressão pode levar um teimoso. Deus não OBRIGA
ninguém a Lhe obedecer. Ele fez o homem livre e o quer livre, obedecendo-Lhe por FÉ e A-
MOR tanto que em João 8: 32, nos mostra esta sua disposição:
“Conhecereis a Verdade e a Verdade vos Libertará.”
Jesus foi enviado como nosso SALVADOR, isto é, aquele que nos LIBERTA do
que é ruim e nos escraviza. Precisa falar mais a respeito?
As pessoas (muitos irmãos entre elas) acham que a moda escapou da visão divi-
na e começam a fazer aquilo que o Senhor ordenou não praticarmos, pensando que se sairão
bem. Não é Deus quem castiga. É o demônio! O demônio é quem gosta de desdizer o que Deus
diz e se nos obrigar a fazer o contrário do que Ele nos ordena, para ter direito legal de nos ata-
car!
Veja no caso de Adão e Eva. Só porque comeram do fruto da árvore do conheci-
mento do Bem e do Mal trouxeram desgraça não só para eles, como para todo gênero humano!
E era apenas uma frutazinha de aspecto delicioso: pessoal!
Para ver, na prática, como tatuagens e “piercings” não é saudável basta olhar a-
queles que amam tais adereços: homens violentos, assassinos, ladrões, membros de gangues,
prostitutas, amantes da morte, das sombras, do oculto. Se acha que tais pessoas irão ser felizes e
terão finais felizes, siga-as. Prefiro seguir o Senhor.
“Todas as coisas me são lícitas, mas nem todas as coisas convêm. Todas as coi-
sas me são lícitas; mas eu não me deixarei dominar por nenhuma delas.” (1ª Corintos 6: 12).
Muitos irmãos andam com camisas com inscrições em línguas estrangeiras que
nem sabem o que significam, mas, o diabo sabe! Já vi irmãos com camisas estampadas com
palavras como: ASSASSINO, MORTE, etc., e irmãs com camisas onde convidavam as pessoas
a lhes apalparem! O diabo vê tudo e tem direito de atacar tais pessoas, pois, elas lhe deram tal
direito!
Assim, mesmo SE você tatuar um versículo bíblico em seu corpo, estará indo
CONTRA o que Deus ordenou e P-E-C-A-N-D-O!
Antes de tomarmos certas decisões o melhor é examinar bem aonde elas podem
nos levar, para não terminarmos enlaçados nas redes do passarinheiro. Porque o diabo está sem-
pre dizendo que Deus é mentiroso, fora de moda, só quer nos tirar os prazeres de viver; quando,
na verdade, Deus é AMOR e VIDA e só quer que tenhamos vida longa, com ALEGRIA e SA-
ÚDE!
Sem saúde ninguém pode ter alegria. E a prova que Deus nos quer saudáveis é
que deu aos participantes de Sua Igreja (entre outros) os DONS DE CURAR (1ª Corintos 12)
para consertarem as conseqüências de eventuais erros que cometamos.
Cometemos muitos erros por falta de entendimento da Palavra de Deus e o Se-
nhor declara isso, ao dizer:
“Portanto o meu povo é levado cativo, por falta de entendimento; e os seus no-
bres estão morrendo de fome, e a sua multidão está seca de sede” (Isaías 5: 13).
A tatuagem do corpo vem no desejo dos irmãos de serem agradáveis ao mundo,
esquecendo-se de que: “o mundo jaz no maligno” e toda e qualquer concessão feita a seus cos-
tumes, levam inevitavelmente à: morte. Não de uma vez, claro, mas, o diabo vai empurrando a
pessoa de um pecadinho a outro, até que, somada a quantia certa, possa cobrar no Tribunal Es-
piritual castigo mais bravo para o desobediente. O diabo não dorme em serviço e de grão em
grão, enche o papo.
Prevenir é SEMPRE melhor que remediar, já diz o ditado.
MARANATA!
Capítulo 509
MEU POVO PERECE
“O meu povo está sendo destruído, porque lhe falta o conhecimento. Porquanto
rejeitaste o conhecimento, também eu te rejeitarei, para que não sejas sacerdote diante de mim;
visto que te esqueceste da lei do teu Deus, também eu me esquecerei de teus filhos”, Oséias 4:
6, lastima o Senhor.
Ontem tive mais uma prova desta declaração ao tentar ajudar uma irmã que re-
correu a mim, na internet. Começou a conversa me perguntando SE adultério poderia trazer
problemas para uma família. Achei a pergunta tão sem sentido que lhe respondi com outra:
- Em outras palavras, você quer saber se um pecado pode trazer problemas para
você? Ora já sabe a resposta não preciso responder isso.
Então lhe perguntei SE ela era batizada com o Espírito Santo. Informou-me que
sim e emendou com a seguinte declaração:
- Não sei mais o que fazer com meu filho, ele tem 13 anos, mas, diz que não gos-
ta de Deus, nem de Jesus, nem da igreja, nem dos irmãos. Tento tudo, mas ele não muda!
Perguntei-lhe, então, desconfiado, quais dons do Espírito já tinham fluído de sua
pessoa.
- O que é isso? – respondeu-me.
Disse-lhe:
- Ora, se é batizada com o Espírito Santo pelo menos um dos dons do Espírito
(1ª Corintos capítulos: 12, 13 e 14) já deve ter fluido de sua pessoa! Qual sua igreja?
Respondeu-me o que eu já desconfiava, era de uma denominação fria que se
considera TRADICIONAL.
Para as pessoas que se deixam levar por esta palavra: tradicional, vamos exami-
nar o que significa: TRADICIONAL: significa algo ou alguém que segue uma TRADIÇÃO.
No tocante aos cristãos deveria ser a de quem seguisse o Evangelho pregado por Jesus e os A-
póstolos; o seguirem como Ele ensinou claro!
“Se alguém vos pregar outro evangelho além do que já recebestes, seja anáte-
ma. Pois busco, agora, o favor dos homens, ou o favor de Deus? ou procuro agradar aos ho-
mens? se estivesse ainda agradando aos homens, não seria servo de Cristo”, Gálatas 1: 9-10.
Aqueles que são VERDADEIRAMENTE tradicionais no Evangelho devem se-
guir exatamente as tradições de Jesus e dos Apóstolos (que foram os iniciadores do Evangelho
na Terra) daí, tais pessoas, obrigatoriamente, deveriam para começar, dar os SINAIS de sua
fé, assim como Jesus e os Apóstolos davam, conforme diz Marcos 16: 17-18:
Quando alguém NÃO dá nenhum daqueles sinais, mostra não ser TRADICIO-
NAL com o Evangelho, mas sim, com o mundo; PORQUE o mundo também NÃO dá aqueles
sinais e, além disso, adora religiosidade!
Bem, tudo isto explicado, insisti com àquela mãe que ela precisava do PODER
DE DEUS (o qual nos vem com o batismo com o Espírito Santo) para desamarrar seu filho do
poder das trevas. Aí, retrucou um tanto ou quanto irritada:
- Como você pode dizer isso do meu filho se nem o conhece! – nisto mostrando
tremenda incapacidade de entender algo espiritual o que muito me entristeceu.
Respondi-lhe:
- Olhe, vejo que, até agora, não se tocou de forma alguma de sua necessidade de
ser cheia com o Espírito Santo! Vamos fazer o seguinte – disse-lhe, para não alongar a história -
você vai até seu pastor e pede para ele desamarrar seu filho. SE ele conseguir isto, é porque ele
é batizado com o Espírito Santo (coisa que você precisa ser também!). Se ele não conseguir é
porque não é e você terá de tomar uma das duas iniciativas: a) procurar outro pastor que possa
lhe ajudar ou b) se encher, você mesma com o Espírito, para não depender de ninguém.
A mulher continuou a me fazer perguntas como se eu nunca lhe tivesse falado a
respeito das vantagens dela ser batizado com o Espírito Santo, tentando só arranjar um meio de
conseguir o que queria, sem MUDAR um pingo sua forma de vida. Foi quando me perguntou
SE homossexualismo era doença ou pecado.
- Está escrito na Palavra que Deus só criou HOMEM e MULHER, nenhum outro
sexo!
Ela começou a fazer outras perguntas e, neste ponto, repreendi-a e suspendi nos-
so contato.
No mesmo dia recebi um e-mail de outra senhora pedindo orações por uma filha,
que mora na Alemanha e que estava, também, tendo problemas com um filho! Esta senhora, há
anos, aceitara Jesus em minha casa e recebeu o batismo com o Espírito Santo; mas, como dá
para se ver, não se preocupou em levar seu filho a Jesus, enquanto pirralho.
Eis, aí, algo bastante comum: um pai ou uma mãe aceitarem Jesus e até recebe-
rem o batismo com o Espírito Santo, mas, não se preocuparem em estender esta bênção para a
família! É como se descobrissem uma sorveteria onde tomassem um sorvete maravilhoso de
graça e, NUNCA (nunca mesmo!) contassem aos familiares da existência daquela sorveteria!
Tenho certeza que nenhum apreciador de sorvetes faria isso, mas aqueles pais fazem mais que
isso e dizem que AMAM seus familiares, imaginem!
Só quando os problemas começam estourar, começam a se mexer: pedindo ajuda!
Mas. com os filhos já velhos ou adolescentes rebeldes, fica muito mais difícil e demorado fazê-
los aceitar o Caminho da Verdade e da Vida!
Certamente, só posso repetir: “ - É uma VERGONHA!”
MARANATA!

Capítulo 510
O PAI NOSSO
Muita gente boa reza o Pai Nosso porque: “foi a oração que Jesus ensinou” e es-
pera ser ouvida por isso. Os católicos até têm o mau hábito de a repetirem, tantas e tantas vezes
(misturada com várias “ave-marias” e “salve-rainhas” em seus terços) para conseguirem algo,
no que cometem a maior das asneiras, pois, o próprio Jesus avisou, em Mateus 6: 7-8:
“E, orando, não useis de vãs repetições, como os gentios; porque pensam que
pelo seu muito falar serão ouvidos. Não vos assemelheis, pois, a eles; porque vosso Pai sabe o
que vos é necessário, antes de vós lho pedirdes”.
O Pai Nosso não é uma reza, mas, uma receita com TODOS os ingredientes ne-
cessários, para se fazer uma ORAÇÃO CORRETA; portanto, vamos estudá-lo aqui, pormenori-
zadamente.
“Pai Nosso”: significa esta ser uma oração para os Filhos de Deus! Quem ainda
não NASCEU DE NOVO, não foi BATIZADO COM O ESPÍRITO SANTO, não é Filho de
Deus, como fazê-la? Resposta: antes precisa NASCER DE NOVO.
“que estás nos céus”. Significa que não devemos procurar Deus em algo materi-
al: como figuras, imagens ou pessoas terrenas. Ele é Espírito e está no céu.
“Santificado seja o vosso Nome”: significa que não devemos misturar o Nome
de Deus Jesus) com o de mais ninguém. Em outras palavras, será só o Pai, o Filho: Jesus e o
Espírito Santo, que na verdade são UMA PESSOA, a quem devemos recorrer. Lembrando-nos
de que, depois do Sacrifício de Jesus por nós, Ele se tornou nosso ÚNICO MEDIADOR para
alcançarmos o Pai; e, ao subir aos céus, nos deixou o Espírito Santo como Seu representante!
Outra coisa, a palavra SANTO deve ser bem compreendida. Santo não é aquilo
que um papa considera santo! Aqueles “santos católicos”, na maioria, foram apenas pessoas que
trabalharam pelo catolicismo e seus pontos de vistas, na maioria errados! Também, muitos dos
santos que os católicos festejam NUNCA conheceram o catolicismo, como: Pedro, por exemplo
(a quem consideram o primeiro papa) Maria, Paulo, etc.! Na verdade, o catolicismo nasceu 273
anos depois da morte do último Apóstolo. Nenhum dos Apóstolos conheceu o catolicismo. O
primeiro papa foi Constantino, imperador romano e criador do catolicismo.
Santo(a) biblicamente, é a pessoa ou coisa que Deus separa para si. Portanto,
santo significa SEPARADO PARA ou SEPARADO POR Deus! Assim, até um pedaço de pau
pode ser santo SE Deus o separar para si. Israel é terra Santa! Os Filhos de Deus, os nascidos de
novo, são SANTOS, sacerdotes santos do Senhor. Que isto fique bem entendido.
“Venha a nós o teu Reino”: não significa recebermos TUDO que desejarmos,
mas, que as Leis de Deus venham a reinar em nossa vida com plenitude.
“Seja feita a Tua vontade assim na Terra como nos céus”: significa desejar-
mos que a vontade de Deus seja feita livremente em nós (na terra) como acontece no céu: sem
oposição alguma! Isto porque, Deus deu a terra ao homem, o homem a entregou ao diabo e a
vontade de Deus é que os Filhos d‟Ele retomem a Terra das mãos do diabo e a recoloquem nas
mãos d‟Ele. Enquanto os Filhos de Deus não tomarem posse de toda a terra, a vontade de Deus
para os homens só pode ser estabelecida, aqui e ali, em algumas ocasiões. Por isto o mundo é
esse desastre.
“O pão nosso de cada dia nos dai hoje”: significa que não devemos pedir a
Deus as coisas para o amanhã, a próxima semana, o próximo mês ou ano. Basta pedir o de que
necessitamos (casa, comida, roupas, transportes, socorros, estudo) tudo necessário para o dia
que estamos vivendo.
“Perdoai as nossas ofensas - assim como - nós perdoamos aos nossos ofenso-
res”: significa que queremos que Deus faça a respeito de nossos pecados contra Ele, assim co-
mo nós fazemos com as pessoas que nos ofenderam. Portanto, pense, SE uma pessoa nos mago-
ou profundamente, a ponto de termos pensado em NUNCA MAIS VÊ-LA em nossa frente, fi-
camos cegos de ÓDIO e Deus diz que:
“Todo aquele que ODEIA seu irmão é homicida” (1ª João 3: 15).
Neste caso se é assim que você “PERDOA” aquela pessoa, matando-a; estará
pedindo a Deus que, assim como você fez com ela, Ele faça com você! Cuidado com o que fala,
confesse seus ódios ANTES de se aproximar de Deus.
“Não nos deixeis cair em tentação, mas livrai-nos do maligno”: é um pedido
de proteção contra as forças espirituais do mal, que povoam a terra. Mas, não adianta você orar
isto, se enche sua vida com coisas que Deus considera malignas, como: ídolos, objetos de sorte,
talismãs, orações de contatos com mortos, adivinhos, espíritas, rosários, mestres religiosos ou
outros mediadores entre você e Deus ou se, você se assenta em lugares onde reinam tais coisas!
“Porque teu é o Poder e o Reino e a Glória para sempre”, é a expressão de se
crer em que Deus reinará sobre TUDO e TODOS na terra.
No mais, não adianta trocar palavras para tentar escapar dos castigos, como tro-
car venerar por adorar, por exemplo! Abram os olhos e VIVAM. Continuem com eles fechados
e sofram.
MARANATA!

Capítulo 511
CONSAGRAÇÃO
Outro dia um irmão deu testemunho de como o Senhor o tinha ajudado com os
negócios da firma que tinha montado. Foi muito bonito, mas, ao lhe perguntar se tinha CON-
SAGRADO aquele negócio ao Senhor, me olhou admirado e respondeu que não.
É comum os irmãos se esquecerem de consagrar seus bens ao Senhor e isto pode
lhes trazer sérios problemas, porque todos os bens vêm do mundo e alguns, até pertencem ao
diabo que procura infiltrar objetos imundos nos lares, com o propósito de ter um pé dentro das
casas das pessoas.
Tudo que nós temos ou somos devemos CONSAGRAR ao Senhor e isto não é
algo que só um pastor ou autoridade religiosa “superior” possa fazer, pelo contrário, deveria ser
feito costumeiramente por todo nascido de novo! Aqui vai a única exigência para isso: a pessoa
para consagrar algo, ter de ser batizada com o Espírito Santo; porque só uma pessoa nascida de
novo, consagrada por Deus, tem a Unção do Alto com a qual, poderá consagrar qualquer coisa
a Deus.
O primeiro que devemos consagrar é um tantinho de azeite (de preferência de o-
liva, mas, na falta, qualquer um serve). Para fazer isto é só o nascido de novo colocar as mãos
sobre aquele frasquinho com azeite e orar em línguas, na intenção de que o mesmo seja consa-
grado. Este azeite poderá ser usado posteriormente, para: ungir enfermos, consagrar objetos,
pessoas, etc.
Como se consagra uma casa (ou uma firma)?
Unte a ponta de seu dedo com o azeite santo e passe-o nas ombreiras das portas e
janelas de entrada de sua casa ou firma. Depois, imponha as mãos sobre aquela entrada da pro-
priedade, orando em línguas estranhas. Faça isto desde a porta de entrada e vá indo pelo jardim
e por cada cômodo casa; sempre fechando os olhos antes de orar por cada cômodo ou área da
casa; porque o Senhor pode querer lhe mostrar alguma coisa errada existente num destes locais.
Se Ele lhe mostrar um demônio é só expulsá-lo (falando em português) se forem objetos amal-
diçoados (ídolos, figuras religiosas, terços, figas, pedras, escapulários, bolas de cristal, tarô,
tábuas de ojira, livros sobre ocultismos, bruxarias, espiritualismo e religiões, etc.) junte tudo
num saco e, depois, de preferência queime, também, pode reduz a pedaços e jogar no mar ou no
lixo.
Quando fizer qualquer compra no mercado, ore em línguas com as mãos estendi-
das sobre a mesma, para consagrá-la ao Senhor, antes de entrar em casa com ela. Todas as
compras do supermercado devem ser consagradas antes de entrarem em casa. Qualquer coisa ou
objeto que adquirir DEVE consagrar ao Senhor, para que se torne uma bênção e não um pro-
blema em sua vida.
Outro dia orava por uma irmã muitíssimo usada pelo Senhor, quando Ele resol-
veu tirar algumas coisas ruins que nos atrapalhavam. O Senhor fez o trabalho em mim e me
mandou colocar o polegar na testa da irmã. Fiz isso e, mentalmente, vi meu dedo ficar podre.
Depois, Ele me mostrou um compasso daqueles que existem nas frentes das lojas maçônicas.
A irmã não conhecia nenhum maçom, disse-me! Então, vi um túmulo e ela se
lembrou de algo. Quando criança, com uns oito anos, esteve às portas da morte. A mãe dela
chamou um padre para batizá-la (para ela não morrer pagã, conforme a crença católica) e ela
ficou curada. E o seu padrinho de batismo foi um tio maçom!
Estava tudo explicado. Esta estória, bastante forte ficara na mente dela em forma
de fé em que a oração daquele padre com o maçom a tinha curado. Isto estava atrapalhando sua
vida espiritual de alguma forma; portanto, teve de renegar a tal crença para ficar consagrada só
ao Senhor. Vê como uma consagração pode ir longe?
Muitas vezes o Senhor irá lhe dizer que NÃO admite você ficar com este ou a-
quele objeto, sem lhe dar maiores explicações a respeito. É que os tais já devem ter sido consa-
grados antes ao diabo, pelos vendedores!
Não importa o valor monetário, sentimental, artístico, religioso dos mesmos. Se
ficar com eles será por sua conta e risco, e isto mostrará, claramente, que você os está ADO-
RANDO; por preferir os mesmos, a obedecer ao Senhor! Destarte, o Senhor não irá abençoar
você nem sua casa, conforme diz em Deuteronômios 7: 26:
“Não meterás, pois, uma abominação em tua casa, para que não sejas anátema,
semelhante a ela; de todo a detestarás, e de todo a abominarás, pois é anátema.”
Espero que estas instruções possam vir a serem bênçãos nas vidas dos amados
leitores, e que a Paz do Senhor esteja com todos.
MARANATA!

Capítulo 512
PROFETAS
Se há uma missão, não tão agradável ao missionário quanto as de: curas, expul-
sões, revelações, etc. é a de: profeta! Eis missão solitária que, geralmente, só atrai inimizades.
Outro dia cheguei numa sala e vi uma evangélica pregando a Palavra para uma pessoa. Pregava
com extremos cuidados para não ferir a mesma de forma que, no final, a idéia que passou foi a
de que tivesse aprovado os erros da ouvinte! Não me contive e intervim no assunto.
- Não é assim, irmã! Esta mulher está salva; isto sabemos porque ela confessou
Jesus como seu Senhor e professa claramente acreditar n‟Ele estar vivo. Mas, para se ter vitórias
na terra e se ser feliz aqui é preciso andar no Caminho da Verdade e da Vida! E tal coisa ela já
demonstrou várias vezes não estar fazendo, principalmente, ao dizer que não precisa ler a Bí-
blia!
Aquela mulher, velha conhecida, ao ouvir o que eu disse exaltou-se e replicou di-
zendo que já tinha idade para saber o que era certo e errado; portanto, bastava-lhe praticar o
certo, nada mais.
Praticar o que você ACHA certo, pode não ser andar conforme o CERTO de
Deus! Quem não lê a Bíblia jamais irá conseguir andar no Caminho da Verdade e da Vida e
estará palmilhando o caminho da mentira e da morte, mesmo que não queira, porque o diabo
providenciará isso.
Depois de mais alguns alertas deixei as duas e fui conversar com outra pessoa.
Falei para esta outra como os evangélicos têm certos costumes totalmente idiotas os quais, até
me dão raiva, por exemplo, dizerem (para se eximir de dar provas de sua crença) que crente até
o diabo é. Eis afirmação idiota! Primeiro o diabo vê, fala diretamente, com Deus. Logo não pre-
cisa CRER na existência de Deus, ele SABE que Deus existe! Segundo, ele não obedece ao que
Deus diz e o demonstra fazendo sempre o CONTRÁRIO do que Deus ordena NÃO CRER em
que Deus fará o que diz.
Então um cidadão na sala, saiu-se com mais essa:
- É, mas o diabo respeita Deus! Porque ele só faz o que Deus não gosta escondi-
do dele! – isto me incomodou demais e lhe perguntei, para esclarecermos a coisa:
- E você acha que respeita alguém se fizer o que esse alguém não gosta escondi-
do da pessoa? – o cidadão respondeu que, na concepção dele a resposta era: SIM!
Felizmente não precisei falar mais nada com o mesmo porque a própria filha de-
le, uma moçoila que tudo ouvira se voltou para ele, de olhos esbugalhados, e lhe mostrou o ab-
surdo do que dissera.
Já, na internet, uma senhora que tinha o apelido de “Carinhosa” me fez vários e-
logios, pelos versículos que eu tinha exposto na sala de bate-papos. Então, lhe perguntei SE ela
já era batizada com o Espírito Santo ao que respondeu afirmativamente. Como já sou velho nis-
so, perguntei-lhe quais dons do Espírito já tinha manifestado e ela me respondeu com a velha
mutreta: o dom do Amor!
- Mas, se a senhora não é fiel em nenhum dos dons “menores” do Espírito, como
pode ser fiel justamente no maior?
Neste ponto, lhe passei alguns versículos que chamo de ESPELHO BÍBLICO pa-
ra ela se mirar neles. Aproveito e passo, agora, o mesmo ESPELHO ao leitor.
1. Você é mesmo um irmão de Jesus ou mais um desses “crentes” que exis-
tem por aí aos montes?
2. Vou lhe mostrar um ESPELHO BÍBLICO, mire-se nele e confira sua si-
tuação VOCÊ MESMO.
3. Jesus disse: “ESTES SINAIS HÃO DE ACOMPANHAR OS CREREM:
FALARÃO NOVAS LÍNGUAS, EM MEU NOME EXPULSARÃO DEMÔNIOS, SE IMPU-
SEREM AS MÃOS SOBRE OS ENFERMOS ELES SERÃO CURADOS, ETC” (Marcos 16:
15).
4. “MEU IRMÃO, IRMÃ E MÃE SÃO OS QUE OUVEM A PALAVRA
DE DEUS E A PRATICAM” (Mateus 12: 50.)
5. “O JESUS DE HOJE É O MESMO DE ONTEM E O SERÁ PARA
SEMPRE” (Hebreus 13: ).
6. “SÓ HÁ UM EVANGELHO, O QUE EXISTE SÃO PESSOAS QUE-
RENDO PERTURBAR O EVANGELHO DE CRISTO” (Gálatas 1: 7).
Neste ponto todo o amor daquela mulher foi pro brejo e me perguntou, irada, por
que eu a estava JULGANDO daquela forma, justo ela, que tinha mais de 40 anos de Evangelho.
Respondi-lhe que nem sequer a conhecia para julgá-la e pedi-lhe para me dizer quais daqueles
versículos a tinham JULGADO. Profundo silêncio foi a resposta.
Ainda, voltando àquela mesma sala do começo deste artigo, falava para outra ir-
mã que alegava não suportar mais tanto farisaísmo e disse-lhe que me minha esposa até ria,
quando eu desligava certa rádio evangélica, quando transmitiam umas idiotices que inventaram,
as quais, não têm o menor respaldo bíblico. Desligo, assim que dizem: “O profeta velho faz isso
ou aquilo errado, o servo de Deus, só faz o certo. O discípulo faz isso ou aquilo, o seguidor só
faz o certo”
Tais alegações não são bíblicas! Ou será bíblico que: Elias, Isaías, Moisés, Jere-
mias (grandes profetas com registro bíblico) todos velhos, eram errados? Duvido que os que
pregam aquelas baboseiras, façam a metade do que eles fizeram. Dá um tempo, meu!
MARANATA!

Capítulo 513

Capítulo 514
Milagres?
Já soube e vi com meus próprios olhos, o produto da oração de certo pastor, que
resultava em inúmeras obturações com ouro. Outro dia, outro pastor transformou centenas de
bijuterias em ouro, inclusive com um sinal específico de as presilhas das mesmas serem trans-
formadas em prata, para mostrar que o Senhor era quem tinha feito aquilo.
Este último pastor, também, falou que iria orar pela quebra de maldições nas vi-
das dor irmãos e que, inúmeros deles iriam vomitar estas maldições, o que aconteceu (isto não
vi, disseram-me) uma amiga da irmã que me contou o fato vomitou abundante sangue.
A princípio acreditei em tudo aquilo provir de Deus, porém, depois, pensando
melhor a respeito comecei a ter algumas dúvidas. Juntei isto a dois fatos que presenciei e dos
quais sou testemunha ocular.
Primeiro, uma irmã teve um dente molar obturado (pretensamente por Jesus) com
ouro (com aquele primeiro pastor) e, depois, resolveu limar o ouro porque a obturação a estava
incomodando. Ora, Jesus não sabia obturar um dente direito? – perguntei-me.
Outro fato ocorreu com a chegada aqui em J Pessoa, de um grupo de evangélicos
americanos, cujo forte era caírem para trás e ficarem tremendo adoidados. Fui até o meio deles e
pedi (para o que mais fazia os outros caírem) para orar por mim. Enquanto ele tentava isto fi-
quei orando em línguas estranhas a fim do Espírito livrar-me de qualquer armadilha. Resultado:
não caí e o americano ficou admirado porque eu orava em línguas estranhas. Admirado?
Outro fato ainda, me chegou à lembrança a respeito destas quedas que dizem ser
no Espírito. Numa igreja local a pastora fez tudo para eu cair (inclusive me dando uma ajudazi-
nha, com a ponta do dedo na minha testa) e nada. Permaneci de pé. Observei que, em toda con-
gregação, há inúmeras pessoas carentes, fragilizadas, ansiando por um toque de Deus e que ou-
vem como hipnotizadas tudo o que os pastores dizem, sem examinarem as Escrituras a respeito.
E são estas pessoas que, em todos os cultos, caem primeiro! Eu já sabia até quem iria cair na-
queles cultos!
Mas tais caidores não melhoravam as vidas em nada! Eram sempre os mesmos
caidores a cada culto, por anos. Este circo emocional vem de Deus?
Quanto àqueles milagres do ouro, tenho algo a favor e algo contra: ora, a irmã
que teve aquele dente obturado (e que eu vi!) alguns anos depois, teve a obturação substituída
por um dentista por ter sido malfeita e afrouxado no dente, isto é um algo contra.
O ponto a favor é que aquela irmã, ao sentir a obturação muito alta na boca, pas-
sou uma lixa na mesma, desbastando-a, ao invés de confiar no que Jesus tinha feito. Este é um
ponto a favor daquele milagre. A irmã se atreveu a querer consertar o que Deus lhe fizera? Nes-
te caso, Deus pode ter retirado a bênção e deu no que deu.
Assim, o ponto CONTRA continua a ser a obturação não ter sido bem feita. Pu-
xa, será que esta irmã devia ter procurado se acostumar com ela e tudo não se ajustaria depois?
Quem quiser responda, não tenho a resposta.
Já, naquele caso dos vômitos, também, tem um ponto a FAVOR e outro CON-
TRA; a favor tem o fato de uma senhora japonesa (de confiança) ter me contado que seu filho
fora curado de um câncer por Jesus, exatamente, vomitando toda imundície que tinha no sanitá-
rio. Foi cura na hora! Mas sanitário, sim, é lugar para imundícies! Outra cura aconteceu numa
senhora com câncer na carismática católica, a qual sentiu vontade de vomitar, foi ao banheiro e
expulsou do corpo toda sua enfermidade. Novamente vomitou no lugar certo!
Contra os abundantes vômitos numa congregação, tenho o fato de que, como
nosso ventre é o centro de nossas emoções, as inúmeras pessoas fragilizadas presentes podem,
muito bem, começar a vomitar, assim que um pastor lhes incentive isso, dizendo que aquilo vem
de Deus; como os pregadores do cai-cai conseguem fazer caírem. Resta saber é SE estas pessoas
ficaram curadas MESMO de alguma coisa, para aceitarmos tais vômitos como provindos de
Deus. Eu duvido!
Muitas pessoas vomitando num salão, é porcaria demais para o meu gosto, e isto
não parece vir de Deus. Quem gosta de imundície é o diabo. Por isso, o melhor nestes casos é
ficarmos orando em línguas, continuamente, enquanto todos aqueles fatos ocorrem, para que
não sejamos enlaçados por nada que possa provir do maligno.
De qualquer forma, no último culto dos milagres do ouro quarenta pessoas acei-
taram Jesus. Ficou este registro positivo.
MARANATA!

Capítulo 515
“EVANGELHO RENOVADO” E “NEO-
PENTECOSTAL”
As duas palavras do título deste artigo são as mais idiotas que os “evangéli-
cos” já inventaram. Já falei bastante em artigos anteriores sobre esse tal de “Evangelho Re-
novado” contraposto ao Evangelho Tradicional e mostrei como, justamente ao contrário, o
Evangelho ensinado por Jesus e que chamam de Renovado hoje, é o Único verdadeiro; e
este, que chamam de Tradicional, não ser mais que uma caricatura do ensinado por Jesus,
o qual de antemão já declarou:
“... o qual não é outro; senão que há alguns que vos perturbam e querem
perverter o evangelho de Cristo”, Gálatas 1: 7.
A Igreja (o corpo de Jesus) só começou agir na Terra depois do Pentecostes.
Depois de falecer Jesus apareceu e ordenou aos discípulos que não fizessem NADA antes
da vinda do Espírito Santo sobre eles, eis abaixo a ORDEM:
“Estando (Jesus) com eles, ordenou-lhes que não se ausentassem de Jerusa-
lém, mas, que esperassem a promessa do Pai, a qual, disse ele, de mim ouvistes”, Atos 1:
4.
Portanto, o verdadeiro e ÚNICO Evangelho é o tradicional praticado por
Jesus, seus apóstolos e seguidores, que não seguem as tradições do mundo que é a de se
juntarem em certos dias da semana, para praticarem um ritual religioso.
A palavra Neo-Pentecostal nem deveria existir! Porque, como só há um E-
vangelho e Neo-Pentecostalismo é anti-bíblico! Só existe na visão dos “tradicionalistas”, os
quais, com esta palavra procuram denegrir o verdadeiro e Único Evangelho ensinado por
Jesus e que eles não têm fé para seguir.
Se a Igreja (digo a verdadeira Igreja, o Corpo de Cristo na Terra!) não agir
como Jesus agia ENTÃO, este corpo mostrará apenas que está: morto!
“Mas queres saber, ó homem insensato, que a fé sem as obras (de fé) é inú-
til?” (Tiago 2: 20).
Tal tipo de Evangelho, não mostrará uma congregação de crentes, mas de re-
ligiosos. Eles até podem se chamar de crentes entre si, mas, na concepção de Jesus, a pala-
vra CRENTE tem de ser definida não apenas pelas seis letrinhas que a compõe, mas pelos
SINAIS que os crentes devem dar e Jesus deixou bem explícitos em Marcos 16: 15-18.
Outro dia, conforme testemunhei no Capítulo 545 do meu quinto livro fui le-
vado pelo Espírito de Deus a uma reunião de “tradicionalistas”. O Senhor tinha me mostra-
do um disco de couro que interpretei como o círculo de “crentes” daquela reunião. Só ao
contar isso ao pastor de nossa igreja, foi que entendi melhor porque o Senhor ressaltou o
disco ser de couro e não de carne como poderíamos esperar.
O couro é carne curtida, dura, quase impermeável; depois de seco numa
forma, fica incapaz de se amoldar a outra. Era isto o que aquele couro representava. Pessoas
frias, empedernidas, cegas, surdas, paralisadas por suas idolatrias religiosas.
Espera aí, deram um pulo? Acham que tais evangélicos são assim por outras
razões que não idolatrias?
Vejam, eles receberam um tanto de fé para encontrarem Jesus e serem SAL-
VOS. É fato indiscutível que, se estes “tradicionalistas” falecerem ANTES do Arrebata-
mento vão direto para o céu porque a lei que rege o mundo agora é esta:
“Porque, se com a tua boca confessares a Jesus como Senhor, e em teu co-
ração creres que Deus o ressuscitou dentre os mortos, será salvo”, Romanos 10: 9. Nada
mais nada menos que esta.
Porém existe um versículo que diz:
“Mas, a todos quantos o receberam, aos que crêem no seu nome, deu-lhes o
poder de se tornarem filhos de Deus”, João 1: 12. E esta transformação maravilhosa só
acontece quando um homem SALVO é cheio (batizado) com o Espírito e começa a mani-
festar o Poder de Deus em sua vida, através do fluir dos dons do Espírito (1ª Corintos Capí-
tulos: 12, 13 e 14).
Notem: TODO salvo PODE se tornar filho de Deus SE exercer certo esforço
de fé neste sentido. É justamente este esforço que os “tradicionalistas” não querem fazer,
porque é necessário para isto, quebrarem alguns ídolos deles, como: a imagem pessoal, a
forma de pensar a que estão acostumados, a idolatria às denominações, pastores, cargos,
tradições familiares, a lógica, o medo de se tornarem vexame, etc. Tudo isto são ídolos que
amarram, cegam, ensurdecem, paralisam e dos quais, só com algum esforço poderiam se
libertar.
A maldição do Salmo 115: 8 está sobre todo idólatra, seja ele pessoa do
mundo, seja um tradicionalista religioso e declara:
“Semelhantes a eles sejam os que fazem, e todos os que neles confiam”, ou
seja, fiquem tais pessoas cegas, surdas, mudas, paralíticas como os ídolos.
Agora quem quiser ser “tradicionalista” que o seja, quem acha que pode e-
xistir este tal de “neo-pentecostalismo” que continue achando; mas, o fato é que, cedo ou
tarde, tais pessoas terão de se defrontar com o Senhor Jesus e encarar a Verdade do Evan-
gelho Único.
MARANATA!

Capítulo 516
CONFESSAR
“Se CONFESSARMOS nossos pecados, Deus é fiel e justo para nos perdoar
os pecados e nos purificar de toda imundície”, declara-nos a Palavra do Senhor em 1ª João
1: 9
Confessar foi a forma simples e acessível que o Senhor nos colocou em
mãos, para nos livrar de todos os males que o pecado pode nos causar. Males como: enfer-
midades, miséria e morte.
Para conseguirmos alcançar todas as bênçãos decorrentes de uma CONFIS-
SÃO devemos saber o que significa, exatamente, o que é uma CONFISSÃO e agirmos no
estrito significado disto. Confessar significa: declarar uma verdade em prejuízo próprio.
Se confessarmos ao Senhor um pecado, porém, lá dentro do nosso coração
adicionamos uns MAS e uns PORÉNS à confissão, não seremos ouvidos! Por exemplo: se
confessarmos ao Senhor que roubamos algo, MAS, PORÉM, acrescentarmos ter sido por
causa disto ou daquela pessoa que fizemos tal roubo, NÃO estaremos confessando a verda-
de! Aliás, foi por tal atitude que Adão e Eva foram expulsos do Paraíso, portanto isto serve
como ótimo modelo de confissão errada.
Quando Deus perguntou a Adão porque ele se escondia, Adão confessou que
foi por ter comido do fruto do conhecimento do Bem e do Mal que Eva, a mulher que Deus
lhe dera, tinha-lhe dado para provar. Quando Deus perguntou a Eva se aquilo fora verdade,
ela respondeu que sim, mas, por causa da serpente que a enganou.
Adão pôs a culpa em Deus, que lhe deu Eva e Eva pôs a culpa na serpente.
Deus castigou a serpente, mas, expulsou todo mundo do Paraíso. Da mesma forma ocorre-
rá, hoje, SE você confessar algo a Deus acrescentando uma desculpa para seu pecado.
Outro dia, pela internet, um evangélico me informou que estava desviado por
ser homossexual e perguntou-me SE homossexualismo era pecado. Percebendo que ele já
sabia da resposta, mandei-o ver isto na Bíblia. Depois de breve conversa, aceitou que eu
expulsasse o demônio da confusão que o amarrava e nos despedimos.
Espero que tenha sido liberto. Na verdade, o homossexualismo é causado por
um desvio social. A sociedade começa a adorar a criatura ao invés de ao Criador e o demô-
nio de confusão a ataca, invertendo tudo nela. Leiam Romanos 1: 21-32, que explica bem
isso:
“Porquanto, tendo conhecido a Deus, contudo não o glorificaram como
Deus, nem lhe deram graças, antes nas suas especulações se desvaneceram, e o seu cora-
ção insensato se obscureceu. Dizendo-se sábios, tornaram-se estultos, e mudaram a glória
do Deus incorruptível em semelhança da imagem de homem corruptível, e de aves, e de
quadrúpedes, e de répteis. Por isso Deus os entregou nas concupiscências de seus cora-
ções, à imundícia, para serem os seus corpos desonrados entre si; pois trocaram a verdade
de Deus pela mentira, e adoraram e serviram à criatura antes que ao Criador, que é ben-
dito eternamente. Amém. Pelo que Deus os entregou a paixões infames. Porque até as suas
mulheres mudaram o uso natural no que é contrário à natureza; semelhantemente, também
os varões, deixando o uso natural da mulher, se inflamaram em sua sensualidade uns para
como os outros, varão com varão, cometendo torpeza e recebendo em si mesmos a devida
recompensa do seu erro. E assim como eles rejeitaram o conhecimento de Deus, Deus, por
sua vez, os entregou a um sentimento depravado, para fazerem coisas que não convêm;
estando cheios de toda a injustiça, malícia, cobiça, maldade; cheios de inveja, homicídio,
contenda, dolo, malignidade; sendo murmuradores, detratores, aborrecedores de Deus,
injuriadores, soberbos, presunçosos, inventores de males, desobedientes ao pais; néscios,
infiéis nos contratos, sem afeição natural, sem misericórdia; os quais, conhecendo bem o
decreto de Deus, que declara dignos de morte os que tais coisas praticam, não somente as
fazem, mas também aprovam os que as praticam”.
Naquele mesmo dia uma senhora também me pediu ajuda. Estava com de-
pressão. Perguntei-lhe se tinha entregado a vida a Jesus e ela me informou ser católica e,
portanto (segundo ela) nosso Deus ser o mesmo, além disto informou-me simpatizar muito
com os evangélicos.
Informei-lhe que nosso Deus não era o mesmo, porque o meu Jesus é um
homem adulto, VIVO, não um menino, nem uma figura de pau, gesso, pedra ou figurinha.
SE o Jesus dela fosse o mesmo Jesus meu ela mostrava NÃO estar no Caminho d‟Ele.
Mostrei-lhe que o catolicismo era a raiz do seu mal, porque o catolicismo
nada mais é que espiritismo, misturado com idolatria, mais a pessoa arranjar vários pais
(padre e papa significam: pai, em latim) para si, com o agravante do nicolaismo (que é a
separação entre clérigos e leigos, leia o Apocalipse); todas estas coisas abominadas por
Deus!
A mulher me chamou de burro e disse que já tinha arranjado outra pessoa
que iria ajudá-la. Então a informei que, SE aquela outra pessoa dissesse coisas contrárias às
que eu lhe tinha informado era uma mensageira do diabo que queria apenas afundá-la. A
mulher zangou-se e foi embora. Não queria nada com Deus só queria continuar pecando,
sem sofrimentos!
“... então a concupiscência, havendo concebido, dá à luz o pecado; e o pe-
cado, sendo consumado, gera a morte” (Tiago 1: 15).
Não há como se pecar e se continuar feliz e gordinho! Infelizmente, mesmo
os mais avançados evangélicos pecam aqui e ali. MAS, PORÉM, todos têm a seu favor a
CONFISSÃO VERDADEIRA e o fato maravilhoso de que, quando Deus nos perdoa, ES-
QUECE nossos pecados.
Nós podemos nos lembrar deles, pois temos memória! O diabo também se
lembra e procura não nos deixar esquecê-los para nos desanimar. Mas pecado confessado é
pecado ESQUECIDO POR DEUS, ou melhor: INEXISTENTE; e as enfermidades, pro-
blemas e distúrbios que os tais causaram, não têm mais raiz onde se sustentarem.
Isto é que é VERDADE bíblica. O importante é o se CONFESSAR (a Jesus)
sem MAIS NEM MENOS e se seguir em frente. Aleluia!
MARANATA!

Capítulo 517
A ALEGRIA DO SENHOR
A Palavra de Deus deve, sempre, ser garimpada como ouro. Um versículo
minúsculo, que deixarmos passar despercebido, pode conter preciosas lições e ensinamen-
tos os quais nos deixarão em novo patamar de crer. E crer é VIDA, lembrem-se!
Durante vários anos um versículo bíblico minúsculo ficou obscurecido para
mim, não sei por qual razão. Eu o lia e não o entendia. Até ontem, quando o pastor de nossa
igreja deu uma dica. Do que ele falou extrapolei para a direção correta meu entendimento
daquele versículo e, eis aqui, a solução final.
Primeiro, percebi que podemos alegrar ou entristecer Deus e, então, sabendo
isto, conseqüentemente, descobri como evitar fazê-lo ficar triste comigo!
Deus diz:
“Mas o meu justo viverá da fé; e se ele recuar, a minha alma não terá pra-
zer nele” (Hebreus 10: 38).
Não ter prazer é ficar triste! Daí, conclui que só podemos agradar a Deus a-
gindo pela FÉ!
O versículo que não compreendia ainda, não era este citado, mas, outro, pe-
quenininho, no meio de Nemias 8: 10, o qual diz:
“Disse-lhes mais: Ide, comei as gorduras, e bebei as doçuras, e enviai por-
ções aos que não têm nada preparado para si; porque este dia é consagrado ao nosso Se-
nhor. Portanto não vos entristeçais, pois, a alegria do Senhor é a vossa força”.
Era exatamente este final em negrito, que escutei várias vezes nas igrejas,
que me deixava com a pergunta: Será que eles entendem mesmo o que estão dizendo ou
andam como eu?
“A alegria do Senhor é a vossa força”. Eu ficava sem entender se aquele
versículo estava dizendo que: quando o Senhor se alegra ficamos fortes ou o que!
Primeiro, descartei logo a idéia de Deus se alegrar por sermos fortes e resis-
tentes fisicamente; porque, já está escrito, que:
“O espírito é o que vivifica a carne para nada aproveita”, João 6: 63.
Mas, se aquele versículo quer dizer nossa força mesmo, qual seria essa força
em nós, que alegra Deus? – questionei - mas, então, pensei: se nós só ficamos fortes quando
Ele se alegra, iremos depender sempre d‟Ele estar alegre para sermos fortes. Daí, nada aqui
dependerá de nós, para alegrá-Lo, mas totalmente do humor de Deus!
Estas coisas ficavam martelando na minha cabeça.
Foi quando, voltei aquele versículo (“Meu justo viverá por fé... se ele recuar
minha alma não se agradará dele”) e fiz uma engenharia inversa nele concluindo: se o
justo RECUAR na fé a alma de Deus não se alegrará nele.
É isto aí: quando caminhamos na fé, agradamos a Deus, quando não o faze-
mos não O agradamos, Entristecemo-Lo! E nos entristeceremos, também, SE Deus estiver
em nós, claro! Sentiremos a tristeza de Deus em nós e isto NÃO é nada bom.
Puxa, tudo isto estava na cara, o tempo todo! Adão e Eva entristeceram Deus
e foram expulsos do Paraíso e do comando de uma terra perfeita! Eis a nossa primeira lição
bíblica sobre vitória e comando, derrota e escravidão!
Acha toda esta minha alegria bobagem?
Tenho visto milhares de irmãos declarando que estão pagando um preço ou
aceitando de cabeça baixa alguma coisa ruim, porque preferem CRER em alguma evidência
maligna ou na sabedoria humana ao invés de naquilo que poderia AGRADAR a Deus e
lhes trazer VIDA.
Nenhum cristão tem de pagar preço algum. Aceitar pagar qualquer coisa é
IMENSA declaração de INCREDULIDADE no que Jesus declarou: “ESTÁ CONSUMA-
DO!” no momento mais terrível de sua existência terrena. Quem diz aquilo menospreza o
sacrifício de Jesus no Calvário, justo no momento no qual Ele mais PAGAVA! Ainda acha
que agradará a Deus com tal declaração?
Você agradará a Deus SE agir pela fé, em qualquer CASO com que se de-
frontar. Se for uma enfermidade, estude e VIVA Isaías 53, que diz: “pelas Suas pisaduras
FOMOS curados”. Por amor de Deus não só peçam curas a Deus! Decretem a cura e mo-
vam-se como curados: VIVAM a fé!
“Não tenhas inveja do homem violento, nem escolhas nenhum de seus ca-
minhos”, diz Provérbios 3: 31. É bom saber agora, quem são tais violentos para não esco-
lherem os seus caminhos.
Violento é todos ser humano que ainda não aceitou Jesus em sua vida. Uma
coisa pode chocar: o violento pode ser seu pai, sua mãe, marido, esposa, filho, netos, seus
mestres, tutores, médicos, cientistas. Se eles não aceitaram ainda Jesus estão na categoria
de violentos; não importa que os ame IMENSAMENTE e não queira aceitar o que digo.
O fato é que, enquanto uma pessoa não aceita Jesus como Senhor de sua vi-
da, está andando com o diabo como mestre e senhor de seus caminhos.
“Há um caminho que ao homem parece direito, mas o fim dele conduz à
morte”, Provérbios 14: 12.
O que fazem os perversos quando: adoecem, fracassam, trabalham, precisam
vencer? Deus nos diz: - Não façam como eles, andem pela FÉ!
Agora, já SABE COMO pode ou não agradar a Deus. O fazer de melhor
para Ele fica por sua conta, nem Deus irá obrigá-lo a fazer isso, tem de ser ESCOLHA sua.
MARANATA!

Capítulo 518
CAÇA À RAPOSA
“A raposa têm suas tocas e as aves do céu têm seus ninhos”, Mateus 8: 20.
Antes de acordar certa manhã, sonhei. Foi um sonho esquisito. Estava na ca-
sa onde nasci e, numa sala, encontrei dois tios falecidos. Um, católico inveterado
,mariólatra outro, um xangozeiro, cujo guia era o negro velho.
Ao tio xangozeiro nunca preguei, pois, ainda não era evangélico enquanto
conviveu conosco. Já ao católico preguei durante anos, a ponto de desistir um dia e lhe di-
zer claramente, que não iria mais falar do Senhor para ele, visto que ficava me enganando o
tempo todo, dizendo que aceitava o que eu dizia e fazendo tudo errado depois.
Ao vê-los ali, uma ira estranha subiu do meu íntimo e falei:
“Família ruim! Família ruim!... Tentei de todos os jeitos lhe mostrar a verda-
de e não ouviram!”
Enquanto falava isto uma estátua do nego velho em tamanho real, passou
deslizando pelo solo, perto de mim. Repreendi aquele demônio e vários outros que povoa-
vam a sala. Nisto vi uma cortina azul, no fundo da sala e me encaminhei para lá; para de-
sespero dos meus tios os quais insistiram para eu não ir, alegando ser perigoso.
“- Perigoso, coisa nenhuma. Vou é ver o que vocês aprontaram ali!”. Disse e
o fiz afastando a cortina e penetrando no quintal, agora, já da terceira e última casa onde
morei com meus pais. No fundo daquele quintal tinha uma fossa (que meu pai mandou
tampar com enorme disco de cimento armado, para ninguém cair nela). No sonho, sobre
aquele disco, dançavam demônios. Eram negros africanos pintados para a guerra, com a-
queles escudos enormes cheios de desenhos afro e tinha outros demônios pequeninos (até
engraçados) que ficavam nos ombros e sobre a cabeça dos grandes se segurando para não
cair, enquanto eles pulavam.
Avancei e expulsei todos dali, foi uma correria só. No começo os maiores
ainda tentaram ficar, mas, desistiram logo ao verem que não estava para brincadeiras. Neste
ponto acordei.
Contei para minha mulher o sonho e pensei que, talvez, o Senhor tivesse ou-
vido minhas orações, pedindo-lhe para me libertar de coisas antigas que ainda estivessem
me atrapalhando a vida. Orei, reneguei a tudo que as rezas daqueles tios pudessem ter me
causado e encerrei. Era uma manhã de sábado.
Domingo fui ao culto na igreja e um irmão pregou sobre
“Respondeu-lhe Jesus: As raposas têm covis, e as aves do céu têm ninhos;
mas o Filho do homem não tem onde reclinar a cabeça”, Mateus 8: 20, e falou como certos
demônios ficam em nossas vidas, quietinhos, entocados por anos até nos esquecermos por
onde entraram, para começarem a nos perturbar.
- Puxa! O Senhor atendeu minha oração! E aqueles demônios eram resultado
das rezas que aqueles dois tios tinham feito por mim! Entendi tudo e fiquei bastante feliz
com a libertação. Daí, dei meu testemunho na igreja.
No outro dia, da mesma forma, sonhei com um gato que vivia nas minhas
costas com suas garras cravadas nela, me ferindo. Expulsei-o e orei com minha esposa a
respeito, fechando mais aquela brecha. Aleluia!
Está escrito Deuteronômios 11: 24:
“Todo lugar que pisar a planta do vosso pé será vosso; o vosso termo se es-
tenderá do deserto ao Líbano, e do rio, o rio Eufrates, até o mar ocidental”.
Creio ter conquistado mais algumas áreas de todo o território que o Senhor
me deu do meu ser. Pretendo conquistar mais. Gostei e quero tudo!
MARANATA!

Capítulo 519
BELEZA E SENSUALIDADE
“Beleza é fundamental!” – já dizem tontos e tontas mundo afora. Mas as
pessoas que esbanjam dotes físicos ou de sensualidade, geralmente, não final de vida agra-
dável. Pois, se existe algo que pode causar finais de vida infelizes é o se ter vivido funda-
mentado na beleza e sensualidade, tão fugidias.
Outro dia alguém me mandou pela internet, um artigo intitulado: “Mulheres
que todos nós já amamos”. Nele, vinham várias fotos do ANTES de famosas artistas de
cinema (em plena flor da juventude, esbanjando beleza e sensualidade) acompanhadas das
fotos do AGORA onde apareciam velhas e decrépitas, muitas impossíveis de serem reco-
nhecidas.
O mais impressionante é que, as que eram consideradas símbolos sexuais,
além de horrorosas, pareciam prostitutas pelo excesso de pintura e maquiagem com que
tentavam esconder o trabalho do tempo e do pecado. A maioria daquelas mulheres, com
raras exceções, vive reclusa com vergonha de sair de casa! Outras vivem se metendo em
peripécias ridículas.
Conheci, pessoalmente, alguns cristãos cujas vidas foram pautadas (antes de
se tornarem cristãos) em beleza e sensualidade. Usavam tais características para dominarem
e manobrarem as pessoas ao redor. Mesmo já sendo cristãos, a velhice deles não é das me-
lhores, por estarem acostumados a serem centro de atenção do mundo e de extraírem todas
as suas alegrias dos prazeres da carne. Sentem tremenda falta destas coisas quando a velhi-
ce os pega. Uma dessas pessoas suicidou-se porque “já não era mais homem”, conforme
suas próprias palavras.
Se o embate da velhice pode se tornar intolerável para quem viveu a vida to-
da de beleza ou de sensualidade pior fica, quando alguém viveu destas duas coisas juntas!
Enquanto a perda da beleza física pode perturbar tremendamente uma pesso-
a, a perda dos seus dotes sensuais causa impacto psicológico muito maior e as duas coisas
juntas arrasam!
Portanto, senhores e senhoras, que vivem, HOJE, à custa da aparência física
e de dotes de sensualidade, se preparem, porque, queiram ou não o Tempo e o Pecado co-
brarão dívidas e é muito difícil, para quem aceita Jesus na “melhor idade”, alterar os frutos
do seu procedimento passado; precisará de muita fé para isto e o crescimento da fé deman-
da tempo, bastante tempo de prática do Evangelho! Daí o problema: onde arranjar tempo,
já na “melhor idade”?
Outro problema terrível do mundo atual é a questão dos filhos. A BÍBLIA
ensina que, quanto mais filhos tivermos melhor nos será, porque serão como flechas na
aljava. Está escrito:
“Eis que os filhos são herança da parte do Senhor, e o fruto do ventre o seu
galardão. Como flechas na mão dum homem valente, assim os filhos da mocidade. Bem-
aventurado o homem que enche deles a sua aljava; não serão confundidos, quando falarem
com os seus inimigos à porta”. Salmo 127: 3-5:
Isto é, no momento em que um pai de muitos filhos precisar, só tem de meter
a mão na aljava e puxar uma daquelas flechas ou seja, um filho, para resolver determinado
problema. Isto é importantíssimo na velhice! Quanto mais filhos tiverem, claro, mais pro-
vável será ter-se um disponível para ajudar.
Porém, no mundo atual, isto é difícil até de se conceber! Com os casais tra-
balhando em dois ou mais expedientes para sobreviverem, como criarão tantos filhos para
obedecerem ao Senhor? Além disso, os filhos de hoje podem sair para morar em outros
estados ou países, com a maior facilidade e de nada nos adiantar na velhice! De qualquer
forma, se queremos VIVER PELA FÉ, muitos filhos é o indicado. Deus proverá tudo mais.
Infelizmente segui as lições do mundo e só tive duas filhas, uma se casou e
já não mora comigo (me deu uma neta querida) a outra ainda está em casa. Mas nada impe-
de que, subitamente, apareça noiva! Agora, preciso de mais fé do que nunca para enfrentar
o futuro, junto com minha esposa.
MARANATA!

Capítulo 520
A LIÇÃO
Depois de uma irmã me contar as tremendas vitórias tidas numas cruzadas
de curas, disse-lhe estar até com inveja, porque fazia tempo que não experimentava daque-
las maravilhas do Senhor. E, também, como gostaria de me alegrar como ela! Pois, me con-
sidero uma pessoa triste apesar de ser ungido com o Espírito de Deus. Alegro-me quando o
Senhor me usa, mas, logo retorno a minha situação de tristeza.
Por isso procuro, de vez em quando, me lembrar dos momentos gloriosos
nos quais o Senhor me usou, para me alegrar. Lembrei, neste caso, em como fora maravi-
lhosa a sensação de Amor que tive para com uma moça (caixa num restaurante) que me
informou estar doente e que, quando orei por ela ficou imediatamente curada.
A irmã com quem conversava, então, me disse, que aquilo fora COMPAI-
XÃO, não AMOR. Deixei por aí e iniciamos nosso culto semanal, onde o Senhor me colo-
cou como APOIO daquela irmã. Estes cultos são momentos nos quais, Ele recarrega nossas
baterias para a semana.
Na semana seguinte a irmã me contou que lhe aconteceu algo estranho. Pas-
sou a semana toda inquieta, o marido viajara, estava só com a filha em casa e, para espaire-
cer, resolveu viajar com ela a Recife onde se hospedaram num hotel. Nisto se lembrou de
um antigo amigo de infância por quem orara para ser curado de câncer. Combinaram se
encontrar e almoçar juntos, com uma irmã dele.
No restaurante ele lhe contou uma história. Uma história estranha que come-
çou quando soube que tinha câncer. Estava apavorado no quarto, quando, ao fechar os o-
lhos, viu uma imagem de Buda. Ele disse que NUNCA fora religioso, jamais pensara em
Buda, mas, ao ver aquela figura uma paz imensa desceu sobre ele. Daí, toda vez que come-
çava a se perturbar por causa da enfermidade, lembrava-se daquela imagem e a paz lhe so-
brevinha.
Outra coisa interessante é que, depois daquela experiência, contou-o a algu-
mas pessoas e elas começaram a lhe dar figuras e estátuas de Buda a casa dele ficou cheia.
Mas disse para a irmã que, apesar daquilo, nem lhe passou na cabeça de se tornar budista!
Depois de certo tempo a irmã do rapaz se despediu e deixou-os a conversa-
rem. Saíram do restaurante e ele convidou a irmã para visitar o apartamento dele. Lá, conti-
nuaram a conversa que se prolongou até 12hs da noite. A filha dela cochilando no sofá ao
lado.
Quando deu 12hs, finalmente, nossa irmã (exausta) disse para o rapaz que
ela tinha ido até lá, com um propósito: o de orar por ele, e ele aceitou. Neste momento, ela
lhe apresentou o Plano Completo de Salvação e ele aceitou Jesus e foi salvo. Depois, ele
pediu para ela repetir a oração bem devagar para gravá-la bem, na memória.
Depois de me contar tudo isto, a irmã me falou que tinha pedido a Jesus para
lhe ensinar como era o AMOR de Deus, coisa que eu, imediatamente, procurei lhe explicar,
visto o Senhor já ter me dito que:
“Aquele que tem os meus mandamentos e os guarda, esse é o que me ama; e
aquele que me ama será amado de meu Pai, e eu o amarei, e me manifestarei a ele.” (João
14: 21).
Assim, AMAR a Deus não tem nada a ver com sentimentos humanos e sim
com FAZER o que Jesus manda. Relembrei-a, como eu gostaria de ter aqueles sentimentos
de alegria e felicidade que tinha por tanto tempo nela e disse-lhe ainda, como eu não teria
tanta paciência para conversar da hora do almoço até o fim da noite, para levar alguém a
Jesus!
Foi, então, que percebemos o que Deus tinha dado à irmã. Exatamente o que
ela pedira! Não com palavras, mas, fazendo-a se deixar levar por Ele todas aquelas horas,
durante as quais ela ouviu alguém cuja vida estava com data marcada para findar!
Lembrei-me, então, de certas pessoas que me argúem nas salas de bate-papos
da internet, querendo saber, por exemplo: - O que é língua estranha? É chinês, tailandês,
pois tais línguas são estranhas?
Minha resposta para elas é: - Está enganado. Estas línguas citadas não são
estranhas para você, tanto que sabe que elas existem. V. é ignorante delas! Não sabe falá-
las, mas, se for para uma escola, aprenderá.
As línguas estranhas são estranhas a terra; são estranhas porque não te-
mos de ir a nenhuma escola para aprendê-las; são estranhas porque nem sempre entende-
mos o que falamos; são estranhas porque, ao contrário das outras nos ligam diretamente a
Deus. É como termos um telefone vermelho direto para o céu!
Descobri que dar estas explicações não adianta muito, porque existem pesso-
as que só querem SABER o que é isto ou aquilo, mas, não querem VIVER as experiências
do Espírito. Outro problema é que, não podemos, nós espirituais, explicar às pessoas car-
nais, coisas do Espírito. Ou nos entregamos ao Espírito para NASCERMOS DE NOVO ou,
de nada adianta ficar perguntando e perguntando, mas nada fazendo a respeito do Evange-
lho.
Jesus já avisou: “A letra mata o Espírito é que vivifica”
MARANATA!

Capítulo 521
MINHA TERRA
“Todo lugar que pisar a planta do vosso pé será vosso; o vosso termo se es-
tenderá do deserto ao Líbano, e do rio, o rio Eufrates, até o mar ocidental.” (Deuteronô-
mios 11: 24) eis uma promessa do nosso Deus.
Lembrem-se: nosso corpo também é nossa terra e, portanto, todo lugar em
que avançarmos nele pela fé, tornará a ser nosso se satanás o tomou por alguma enfermida-
de. Jesus deu o exemplo deste nosso direito ao curar todo tipo de enfermidades, inclusive,
fazendo crescer membros curtos ou até ressuscitando mortos.
Sempre procurei manter uma reunião de oração em casa. Hoje, tenho uma
que é constituída apenas por mim e uma irmã, a qual tem feito várias cruzadas de curas em
nosso e em outros estados com tremendo sucesso. Procuro usar aquela curta hora de um dia
da semana, para fazer, totalmente, a VONTADE de Deus e não para PEDIR coisas a Ele.
Interessa-me, sobremaneira, aplainar o caminho para Seu retorno.
E estas reuniões têm corrido maravilhosamente. Fizemos várias missões pelo
mundo, o Senhor nos mandando orar por pessoas que, neste vasto mundo, estavam carentes
de algo. Ele nos dá a visão e intercedemos por aquela pessoa, igreja ou país. Geralmente,
quando completa uma hora, o próprio Senhor nos manda encerrar a reunião e não adianta
insistir.
Perto do fim de uma das reuniões o Senhor me deu uma visão. Vi um ho-
mem de tronco desnudo, a quem alguém, invisível, puxava os mamilos fortemente. Puxa,
aquilo doía, pensei!
Não entendi logo o que vi. Pedimos esclarecimentos ao Senhor e ele me
mostrou que aquilo era como um tratamento médico faria num caso daqueles. Entendi. Os
mamilos eram dois caroços pretos (enfermidades no peito daquela pessoa) que a medicina
queria tirar. Chamam estas operações médicas de: operações invasivas, porque o corpo
humano é invadido pelo instrumental médico para que a doença, caroço, câncer, seja extir-
pado. Expliquei àquilo à irmã e ela me disse:
- É, se fosse uma operação do Senhor, era só passar óleo santo, expulsar a
enfermidade e o caroço iria se esfarelar sem intervenção humana! Assim, não haveria a
menor seqüela para o enfermo.
Neste momento, me lembrei. Por trás de minha orelha esquerda, tinha apare-
cido um caroço. Eu já tinha visto alguns pequeninos em outras áreas do corpo e orado ex-
pulsando-os dali. Mas eles não saíram e ainda aparecera mais este enorme, na orelha. Já
estava do tamanho de uma azeitona pequena. Eu nem queria colocar um espelho para olhar!
Apenas apalpando-o, senti que a coisa ia mal. Não disse nada a ninguém ou iriam querer
me obrigar a ir a médicos e já sabia como eram traumáticos seus tratamentos e como podem
nos roubar anos de vida.
- Bem, irmã, como o próprio Senhor falou. Eu vou passar óleo numa coisa
que apareceu aqui por trás da orelha e por todo meu corpo e você vai expulsar esta enfer-
midade como profetizou.
Fiz isso, a irmã orou e, no outro dia, ele começou a esfarelar. Um pedaço ca-
iu enquanto eu coçava a área. No outro dia caiu outro pedacinho e, então, agora, já começo
a prestar glórias ao Senhor que me sara, porque Ele não deixa nada inacabado. Aleluia!
Semanas depois não havia mais nem indícios do caroço.
Foi, então, que me lembrei de outro problema que estava me preocupando.
Não quero falar dele agora, mas, também é referente a algo que não está certo em meu cor-
po e está me deixando mais intrigado que preocupado. Por isso, vou orar e aguardar, antes
de lhes dar mais um testemunho de como tomarei posse de mais uma parte minha, que o
diabo está querendo surrupiar.
Lembrem-se, precisamos de nosso corpo íntegro se queremos trabalhar mais
tempo na obra do Senhor. Como já tenho setenta e três anos, preciso, mais ainda tomar pos-
se do que é meu, antes que o inimigo me roube algo que poderia ser precioso ao Senhor.
MARANATA!

Capítulo 522
O ANTIGO VIZINHO
Ao passar ao lado da rua dele senti o Senhor me mandando fazer-lhe uma vi-
sita. Mas, como achei ser de minha cabeça, fui até a cidade conclui meus negócios e, es-
quecido daquilo, retornei, passando novamente em frente àquela rua quando me veio a
mesma idéia. Daí, resolvi ir á casa dele, pela fé.
Esta pessoa sobre a qual me refiro é um médico-cirurgião. Homem esforça-
do. Já era casado tinha vários filhos e um pequeno emprego federal quando resolveu fazer
medicina. Deu um duro enorme para se formar no pouco tempo que o trabalho lhe permitiu.
Preza a honestidade acima de tudo. Algumas filhas dele vieram às minhas
reuniões aceitaram Jesus e foram batizadas com o Espírito. Recomendei às mesmas que
procurassem lhe ensinar o Caminho, mas zangaram-se, quando lhes disse que o espiritismo
(que ele freqüentava) era coisa do diabo e nunca mais apareceram lá em casa.
Depois disso visitei-o poucas vezes, até perceber que ele não queria nada
com Jesus. Uma das vezes, quatro anos depois da minha última visita, nem tentei lhe falar
de Jesus ele foi logo avisando que estava satisfeito por ter passado do espiritismo para o
catolicismo: pronto!
Por isto não acreditava que pudesse fazer nada por ele daquela vez, nem en-
tendia a razão pela qual o Senhor me levava até lá, apesar de saber seu precário estado físi-
co através de conversas das filhas dele com as minhas. Quando terminou de me contar seu
longo histórico de enfermidades, percebi que estava à beira da sepultura. Eram várias doen-
ças gravíssimas, de uma só vez! Fiquei só escutando, sem saber o que dizer. Que não era
para orar pela cura dele, sabia.
Sem saber o que dizer, expliquei-lhe a respeito da salvação, citando Roma-
nos 10: 9:
“Porque, se com a tua boca confessares a Jesus como Senhor, e em teu co-
ração creres que Deus o ressuscitou dentre os mortos, será salvo”
Daí, ele disse que a Bíblia tinha sido escrita por homens, cento e tantos anos
depois de Jesus morrer e que já tinha seguido um conselho que eu lhe dera, anos atrás, e
não dera certo. Ele tinha ido a uma reunião do pastor R. R. Soares, onde só vira aquele pas-
tor pedindo dinheiro e vendendo livros. Aliás, também vira uma mulher que dizia ter sido
curada da coluna, mas, que ele não acreditara naquilo! Não acreditara porque ele, como
médico, sabia o que era aquela doença e ninguém podia ser curado dela! Foi, então, que
vi que ele não acreditava nem VENDO! Daí, resolvi encerrar o papo e voltei para casa, ma-
tutando: - Por que o Senhor me enviou até ali?
Em minha reunião na terça-feira seguinte o Senhor mostrou a uma irmã, uma
enorme aranha sobre aquele homem e nós a expulsamos da vida dele. Ela disse que a ara-
nha se fora, mas, ficaram inúmeros casulos dela, envolvendo-o firmemente. Rompemos
todos aqueles casulos e deixamos o homem livre de antigos conhecimentos que o amarra-
vam. Só resta esperar para ver no que isso vai dar!
Se acontecer algo de bom, claro que irei testemunhar para vocês. O fato é
que Jesus não perde NINGUÉM que o Pai decide tornar filho d‟Ele. E, se Jesus me enviou
para aquele estranho bate-papo, como me enviou para aquela reunião sem sentido que tive
com um grupo de evangélicos (e que já contei sob o título “O Disco de Couro”) era porque
Deus TINHA alguma coisa ali. Agora, depois destas ordens para o libertarmos do que o
amarrava, é só esperar para ver. Portanto, aguardemos.
MARANATA!

Capítulo 523
GOSTO E RELIGIÃO
É comum se dizer que: “Gosto e Religião não se discute!”. Sou plenamente a
favor deste argumento. Graças a ter seguido este princípio, tirei minha vida do buraco onde
tinha me metido e caminhava às cegas.
Religiões existem milhares! Aliás, a primeira foi inventada pelo diabo,
quando satanás se incorporou numa cobra para aparecer a Adão e Eva e enganá-los! E ele
continua a agir da mesma forma, criando religiões as mais variadas, para adequar ao gosto
de cada tonto.
Confiram-me, se estiver errado: Você diz que acredita em Deus, que Ele é
Bom, Poderoso, que nos criou e, portanto, nos AMA. Concordo com isso. Agora veja sua
vida, a de seus familiares e, sociedade. Têm vidas felizes, tranqüilas, plenas, cheias de
prosperidade, saúde e paz, derivadas de um contato real com o Deus Bom?
Se não têm, com certeza estão servindo ao Deus errado ou querendo servir
ao certo de uma forma que Ele não aceita. Não é lógico?
É bem simples de descobrir isso: visite várias congregações cristãs e exami-
ne onde Deus opera: sinais, maravilhas, milagres, prodígios, libertações e curas, para
glorificar o Nome de Jesus.
Para glorificar o Nome de Jesus é IMPRESCINDÍVEL, cuidado!
Seja sábio, observe logo a vida dos mais antigos membros daqueles lugares;
veja se têm uma vida sob visíveis bênçãos de Deus. Se os mais velhos não tiverem, os mais
novos seguirão os padrões deles e é isso que quer para você? Saia logo daí! Faça isto por-
que, onde Jesus estiver coisas boas acontecerão porque: Deus é BOM!
Nesta sua busca irá enfrentar três grandes barreiras: 1ª) a tradição; 2ª) as pes-
soas que ama e respeita; 3ª) os falsos crentes.
A tradição irá ficar querendo impedi-lo de avançar no Verdadeiro Caminho.
Os falsos crentes, com seus exemplos, irão querer fazer você desanimar de prosseguir.
As pessoas que ama irão se revoltar, assim que você começar a entrar no
Caminho Correto, porém, enquanto ficar só mudando de religiões elas até podem apoiá-lo e
ficarem curiosas pelas suas novidades, com raras exceções.
Nas congregações (digo ajuntamentos religiosos) nas quais não vir (com
seus próprios olhos!): doentes sendo curados; pessoas sendo libertas, regeneradas, assu-
mindo nova vida, dando testemunhos de que tudo de bom que lhes aconteceu foi naquele
local; como espera encontrar ajuda de Jesus ali?
Para encurtar sua busca e para você não perder tempo inutilmente (como eu
perdi) recomendo começar pelas denominações evangélicas. Mas, não fique na primeira
que lhe agradar! Não procure denominações nem igrejas, procure: Jesus nelas!
O que vale é Jesus! Naquela que encontrar SINAIS de Jesus estar agindo (e
isso será fácil de saber pelos testemunhos dados) então, é, ali, que poderá obter também:
VIDA e VIDA COM ABUNDÂNCIA; isto por que Jesus NUNCA mudou, é o MESMO
hoje como foi ontem e o será ETERNAMENTE.
O que Jesus fazia pelas pessoas quando estava na terra, Ele faz ainda hoje
SE elas O deixarem agir!
Para conseguir isto você mesmo, basta se juntar exatamente COMO Ele de-
terminou em Mateus 18: 20, com outra pessoa, para ter a Sua presença:
“Quando dois ou mais de vós se juntarem, em MEU NOME, eu estarei no
meio deles”.
Só nas congregações onde as pessoas se juntam em o NOME de Jesus, ma-
ravilhas acontecerão! Nas outras irá apenas ouvir as letras que matam. E quando digo no
Nome d‟Ele, não é só no Nome d‟Ele da boca prá fora! É tudo bem simples, como dois
mais dois são quatro. Destarte você não terá de discutir nem se zangar, nem perder tempo
com ninguém!
Você pode ir a uma congregação cristã rica, cheia de espetáculos, corais, lu-
zes e dançarinos e achar ela maravilhosa, alegre, diferente da sua igreja; mas, SE não ouvir
vários TESTEMUNHOS de pessoas mostrando Jesus estar ali: CURANDO, LIBERTAN-
DO, SALVANDO, BATIZANDO COM O ESPÍRITO SANTO, dando VIDA e VIDA com
ABUNDÂNCIA, é tudo teatro!
Teatro por teatro é melhor assistir sua TV em casa, num sofá. Porém TV não
MUDA vidas, já sabe disso e nem o ajudará com seus problemas. E você quer SOLUÇÕES
para eles, agora! Portanto, saia e procure Aquele que pode e QUER ajudá-lo:
“Buscar-me-eis e me achareis se me buscardes de todo o vosso coração”,
promete o Senhor, em Jeremias 29: 13.
A palavra BUSCAR é a chave. Pense um pouco. Quando Jesus estava em
Nazaré, morava numa rua com centenas de casas dos dois lados. Porém, em nenhum lugar
da Bíblia lemos que Jesus curou seus vizinhos da direita, ou da esquerda, aliás, vizinho al-
gum! Sabe por que? Porque os vizinhos não foram procurá-lo ONDE Ele estava. Talvez
algum deles até tenha ficado em casa numa poltrona, dizendo: “Jesus me cura, Jesus me
cura, Jesus me cura.”. Mas, NADA!
Além disso, tem aquela gente toda se fingindo de boazinha, de crente em
Deus, que pode também confundir. A maioria destas pessoas tem uma fala mansa, forçada,
algumas até usam roupas diferentes para se fingirem de boas, de santas.
Por mais de quarenta anos fui confundido por um bando destes hipócritas.
Não caia nisso! Sua vida é curta aqui e ETERNA acolá! Depois de quarenta anos ainda
perdi mais sete só procurando ONDE Jesus andava. Garante que ainda tem todo este tempo
para gastar?
Jesus dá ótima pista para a gente encontrar os VERDADEIROS crentes,
Ele diz:
“Estes sinais hão de acompanhar os que crerem: falarão novas línguas, ex-
pulsarão demônios em meu nome e, se impuserem as mãos, enfermos serão curados (...)”,
Marcos. 16: 15. Não vá na onda desta gente que se diz CRENTE, mas, não dá um sinalzi-
nho desses para provar o que diz!
Durante centenas de anos, certos religiosos têm ensinado que devemos ser
pobres, miseráveis, sofredores, tristes, por isto ser santo e do agrado de Deus, vez que Jesus
foi assim. Mas que Jesus sofreu para que não sofrêssemos, que Ele sofreu em nosso lugar,
não dizem!
É muito fácil se trocar ou escamotear palavras da Bíblia para enganar incau-
tos. Jesus disse: “Bem aventurados os pobres, porque verão a Deus”, ensinam eles. MEN-
TIRA! Jesus disse: “Bem aventurados os pobres de espírito, porque deles é o reino dos
céus”, Mateus 5: 3.
Existem milhões de pessoas materialmente pobres, que não são pobres de
espírito, são: más, enganadoras, vaidosas, cheias de dolos e mortes; enquanto existem mui-
tas pessoas ricas materialmente, que são: mansas, humildes de espírito, não espezinham os
outros, procuram usar sua riqueza para o bem da sociedade, se preocupam com a dor alheia.
Jesus já sabia o que iriam tentar fazer com a Palavra d‟Ele. Por isso, avisou:
“A letra mata o Espírito é que vivifica” (2ª Corintos 3: 6).
Não seja um tonto! Não se deixe atropelar pelo trem do engano. Pare. Olhe.
Escute! É o que mais vale aqui.
Também veja se Jesus está na denominação que você visita ou freqüenta
desde a infância; cuidado com a TRADIÇÃO familiar! Não deixe nunca de sair para com-
pará-la com outras, porque, sempr, tem um lugar onde Jesus está agindo MUITO MAIS a
vontade e é onde você poderá ter uma aproximação melhor com Ele. E aproximação com
Jesus significa: VIDA e VIDA COM ABUNDÃNCIA.
Insisto: não se fie nas pessoas, nas denominações, nas igrejas. Busque ape-
nas JESUS. Onde Ele estiver você verá a VIDA expulsando a Morte e se manifestando em
todos os seus aspectos positivos e, com certeza, é disto que precisamos.
MARANATA!

Capítulo 524
SENHOR E SALVADOR
Uma coisa que sempre me chamou a atenção foi o uso da palavra SENHOR,
em Romanos 10: 9, onde, pela lógica, deveria ter sido usada a palavra SALVADOR. Lá
diz:
“Porque, se com a tua boca confessares a Jesus como Senhor, e em teu co-
ração creres que Deus o ressuscitou dentre os mortos, será salvo”.
A lógica não seria dizer: se confessar a Jesus como salvador será SALVO?
Mas a Palavra diz Senhor e, só agora, o Espírito me revelou o amplo sentido daquilo. A
Bíblia é perfeita, nenhuma palavra dela pode ser alterada sob pena de perdermos o espírito
do ela diz.
Vejam, quando a Palavra diz que quem considerar Jesus como SENHOR
crendo, no coração n‟Ele estar VIVO será SALVO; nos remete a uma melhor compreensão
dos batismos da água e do fogo, e sobre o ARREBATAMENTO!
Explicando: Só quem aceita Jesus como SENHOR (e não apenas como
SALVADOR) está real e definitivamente SALVO! Existem os que aceitam Jesus como
Salvador, mas, não como Senhor e estes estão seguramente salvos apenas durante este
Ano da Graça. Tal Ano se iniciou quando o Espírito Santo desceu para morar em Jesus e
terminará quando o Espírito Santo retornar para o céu no Arrebatamento.
Depois do Arrebatamento e da subida do Espírito Santo da Terra, mudam as
regras do “jogo”. Satanás será expulso do céu, definitivamente, e irá procurar marcar na
mão ou na testa, os que aqui ficaram para reinar sobre eles.
Sabemos que:
“Vós, porém, não estais na carne, mas no Espírito, se é que o Espírito de
Deus habita em vós. Mas, se alguém não tem o Espírito de Cristo, esse tal não é dele”
(Romanos 8: 9).
Deus fala em Mateus 24: 39-41, sobre o dia do Arrebatamento:
“... e não o perceberam, até que veio o dilúvio, e os levou a todos; assim se-
rá também a vinda do Filho do homem. Então, estando dois homens no campo, será levado
um e deixado outro; estando duas mulheres a trabalhar no moinho, será levada uma e
deixada a outra”; significando isto que dos cristãos vivos, no dia do Arrebatamento, só
metade subirá!
Ali, Jesus não está se referindo às pessoas não-salvas, porque estas não pre-
cisam nem ser mencionadas! Está se referindo às pessoas que aceitaram Jesus como SAL-
VADOR, mas não O aceitaram como Senhor. Isto é provado pelo fato de que elas não Lhe
obedecerem (nem podiam fazer isso!) pelo simples fato de não terem buscado o batismo
com o Espírito Santo, para receberem os talentos (os dons do Espírito) ferramentas espiri-
tuais indispensáveis, para qualquer trabalho na Obra.
A ordem de Jesus para TODOS foi específica e diz:
“Ide por todo o mundo, e pregai ESTE evangelho a toda criatura. Quem
crer e for batizado será salvo; mas quem não crer será condenado. E estes SINAIS acom-
panharão aos que crerem: em meu nome expulsarão demônios; falarão novas línguas;
pegarão em serpentes; e se beberem alguma coisa mortífera, não lhes fará dano algum; e
porão as mãos sobre os enfermos, e estes serão curados”, Marcos 16: 16-18.
Claro que só os verdadeiros crentes irão dar SINAIS de sua fé e poderão
FAZER o que seu SENHOR Jesus ordena ali, isto é: operar prodígios, milagres, curas, li-
bertações, gerar VIDA COM ABUNDÂNCIA na Terra! Os apenas salvos, irão pregar a
Palavra de Deus SEM O PODER, mas, este tipo de evangelismo é igual ao que Paulo des-
preza em 1ª Corintos 4: 20, ao dizer:
“Porque o reino de Deus não consiste em palavras, mas em poder”!
Comparado ao que Jesus ORDENOU acima, este último é um evangelho
cambeta! Seus seguidores NÃO obedecem a Jesus e não seguem o Verdadeiro Caminho,
além do mais, não têm o Espírito de Cristo, portanto, a Jesus não pertencem conforme a
Palavra avisa em Romanos 8: 9
“Vós, porém, não estais na carne, mas no Espírito, SE é que o Espírito de
Deus habita em vós. Mas, se alguém não tem o Espírito de Cristo, esse tal não é dele”.
Outra coisa importantíssima, a respeito, o Senhor avisou em Mateus 24: 28:
“Pois onde estiver o cadáver, aí se ajuntarão os abutres”.
Isto significa que, onde estiverem os salvos NÃO NASCIDOS DE NOVO,
no momento do Arrebatamento, existirão apenas cadáveres os quais os demônios (ou abu-
tres) segurarão e não deixarão subir.
Vejam como ficará a situação destes “irmãos” que estiverem vivos depois do
Arrebatamento: terminado o período da Graça entra o da “Grande Tribulação” e qualquer
um que se deixe marcar pela besta a ela pertencerá; não importa que seja “irmão” ou genti-
o! Porque um Novo Evangelho será o pregado pelos Anjos, como diz Apocalipse 14: 9-10
“Seguiu-os ainda um terceiro anjo, dizendo com grande voz: Se alguém a-
dorar a besta, e a sua imagem, e receber o sinal na fronte, ou na mão, também o tal bebe-
rá do vinho da ira de Deus, que se acha preparado sem mistura, no cálice da sua ira; e
será atormentado com fogo e enxofre diante dos santos anjos e diante do Cordeiro”.
Jesus disse que se Deus acrescentasse um dia ao período da Grande Tribula-
ção, NINGUÉM se salvaria. Isto significa que, muitos não irão se salvar!
Só se salvarão, de fato, os que forem fiéis até a morte sob terríveis martírios,
com os quais o anticristo sujeitará todos que afirmarem crer em Deus! Como nem todos
irão resistir, os cristãos que se deixarem marcar também cairão sob o que diz aquele terrí-
vel e esquecido versículo de Lucas 8: 28 (ao qual eu acrescentei umas explicações) para
ajudar os teimosos a abrirem os olhos:
“Vede, pois, como ouvis; porque a qualquer que tiver (o batismo com o Es-
pírito Santo) lhe será dado (galardões pelo que fizeram por meio dos dons do Espírito, os
talentos espirituais), e a qualquer que não tiver (o batismo com o Espírito Santo), até o
que parece ter (a salvação) lhe será tirado”.
Neste ponto é bom ver, também, algo que o Senhor fala a respeito dos SER-
VOS. Ele os classifica como: BONS E MAUS. Em Mateus 25: 26, recrimina um servo
mau:
“Servo mau e preguiçoso sabia que ceifo onde não semeei, e recolho onde
não joeirei?”.
Jesus não vai chamar de servo mau aos cristãos apenas SALVOS; pois, eles
nunca foram servos d‟Ele; mas, sim, aos que receberam o Poder do Alto (no batismo com o
Espírito Santo) para Lhe obedecerem e não o fizeram; preferindo esconder os talentos
(dons do Espírito) ao invés de os usarem para a expansão do Reino de Deus! Qual será o
castigo destes, não sei.
Assim, creio que todos, gentios, salvos ou servos, agora poderão ter uma vi-
são melhor do Caminho no qual andam e o que deverão esperar do futuro.
MARANATA!

Capítulo 525
MINISTÉRIO E AGRURAS
Uma irmã recebeu um Ministério que está de vento em popa, pois, o Espírito
de Deus está confirmando suas ações com curas, milagres e prodígios abundantes. Ela está
felicíssima por poder ser usada na obra. Mas um pastor a chamou de lado e disse-lhe:
- Irmã, agora que recebeu seu Ministério, lembre-se de uma coisa: enquanto
Jesus não tinha ministério não sofreu perseguições nenhuma, mas, logo que recebeu o Mi-
nistério, começaram as perseguições e tentações d‟Ele!
A irmã me contou isso e, imediatamente, percebi o diabo em ação. Através
de um pastor, o inimigo estava tentando frear e, quem sabe, até apagar o abençoado Minis-
tério da irmã com o medo! É certo que Jesus começou a sofrer depois de iniciar seu Minis-
tério! Porém ninguém deve se esquecer de Jesus ser nosso SUBSTITUTO! Tudo o que
padeceu foi para que nós não precisássemos passar por aquilo!
Esta ligeira distorção da Palavra poderia levar a irmã a desistir do seu Minis-
tério, pensou o diabo; mas, ó GRAÇA INFINITA, não se esqueçam nunca da GRAÇA:
“Porque pela graça sois salvos, por meio da fé, e isto não vem de vós, é dom
de Deus” Efésios 2: 8!
Toda vez que nos esquecemos da GRAÇA o diabo sabe que tem uma brecha
pela qual pode nos infligir derrotas. Parece muito sábio se dar um aviso daqueles a alguém
que está bastante entusiasmada com um recém-Ministério. Mas este aviso é de uma sabedo-
ria satânica, que devemos rechaçar, para não darmos chances ao diabo.
Jesus foi nosso SUBSTITUTO, fim de papo! Em todas as áreas e recantos de
nossa vida, Ele foi nosso substituto. Não aceitar isto, é não se crer em: “Está consumado”
o período da Lei e em termos entrado, triunfalmente, no período da GRAÇA.
GRAÇA, coloque esta palavra numa faixa e a amarre na cabeça, como os ju-
deus faziam e ainda fazem com a Lei, para nunca se esquecerem dela. É fato que iremos ter
dissabores aqui na terra! Jesus mesmo nos preveniu, mas, NUNCA, por estarmos fazendo o
que Ele determinou pelo contrário, tais coisas acontecem porque nós não somos perfeitos, a
carne atrapalha e erramos vez ou outra. Mas para isso temos a GRAÇA.
“Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os
pecados e nos purificar de toda injustiça.” (1ª João 1: 9).
E mais, quando Deus nos perdoa, automaticamente se ESQUECE dos peca-
dos confessados; portanto, para todos os efeitos, eles não existirão mais! Podemos nos
lembrar deles, porque nossa mente não é como a de Deus, mas Ele não se lembra e isto é o
que importa. Aleluia é GRAÇA sobre graça! Nunca se esqueçam!
O diabo é muito matreiro. Ele usa a letra da Palavra para iludir os irmãos.
Muitas vezes quando tentei mostrar a um irmão (que me pediu ajuda!) um erro, ele se vol-
tou contra mim, todo triunfante, dizendo:
-“Não julgueis para não serdes julgados!” - como se, com isso, resolvesse
os problemas dele e ficasse livre dos ataques do diabo, coitado!
A própria letra diz: “A letra mata, o Espírito é que vivifica”.
Porém, muitos não se preocupam mesmo com nada e se esquecem de que ter
um erro apontado é uma bênção, porque basta o confessarmos para estarmos de novo em
Plena Graça. Enfim!
MARANATA!

Capítulo 526
GRATIDÃO
Sentimento raro o, de gratidão! Mas como é bom, vez por outra, recebermos
um toque de tal sentimento, que nos anima e nos dá uma idéia do como estamos andando.
O telefone tocou. Uma voz grossa perguntou se fora eu quem escrevera o li-
vro “Jesus, o Leão de Judá”. Respondi com certo receio, hoje em dia PRECAUÇÃO é a
palavra mestra, neste tipo de coisas. Preparo-me para não deixar vazar nenhuma informação
por telefone, com a qual o inimigo venha a poder me lesar depois. O cidadão informa ser de
Vitória (ES) pertencer a “Assembléia de Deus” e membro da ADHONEP. Ele me disse que
estava orando pela madrugada uns seis meses atrás, quando o Senhor lhe falou: Leão de
Judá, insistentemente.
Ele já tinha ouvido mencionarem este epíteto de Jesus, porém, resolveu e-
xaminá-lo melhor, visto a insistência do Senhor a respeito. Foi para a internet e achou meu
site: www.jesus-leao-juda.com e, nele, o livro: “Jesus, o Leão de Judá”.
O que aquele irmão queria no telefone era apenas ter um contato pessoal
comigo, saber como andava o “Grupo Leão de Judá”, etc.
Dei-lhe as informações que me pediu e me disse:
- Irmão, você nem imagina o bem que me fez ao escrever aquele livro! Não
vai imaginar nunca. Faz seis meses que descobri o livro na internet e o li várias vezes! Co-
mo me serviu! Que o Senhor o abençoe ricamente, pelo que está fazendo pela Obra.
Falei-lhe que já tinha mais cinco livros no site, com outro engatilhado e tam-
bém do ESPELHO ESPIRITUAL (filmezinho que coloquei no “Youtube”) sobre o qual
ainda aguardo notícias. Despedimo-nos trocando e-mails.
Depois fiquei meditando: - Puxa! Imaginaram tal coisa? Jesus recomendando
meu livro a um irmão! Eu só conseguia pensar: Jesus, lá no Céu, Rei e Senhor, pensando,
“Aquele irmão precisa ler o livro do Roberto. Vou avisá-lo”.
Ora, só imaginar que Jesus pensou um segundo a respeito de mim já é DE-
MAIS, não acham? E mais esta, o irmão vir me agradecer! É para a gente rir de felicidade.
São estas coisas que dão ânimo para continuar. Testemunhos assim são rarís-
simos. Uns tantos já narrei para os irmãos nos livros anteriores. Outros, nem deu para gra-
var, porque os irmãos que os deram, deram-nos em salas bate-papo de forma reservada,
para que os presentes não lessem. Na maioria das vezes que fizeram isso, pedi para falarem
abertamente, para todos nas salas ouvirem as maravilhas que o Senhor fez, mas, por estra-
nha razão, não fizeram. Uns saíram imediatamente, outros se calaram para sempre. Não sei
se têm vergonha ou o que.
Estes irmãos camuflados, só não sabem que existe uma regra fundamental,
na Palavra de Deus, em Apocalipse 12 :11, que diz:
“E eles o venceram pelo sangue do Cordeiro e pela palavra do seu teste-
munho; e não amaram as suas vidas até a morte.”
Veja aí, a palavra do SEU TESTEMUNHO leva à vitória!
Você recebe uma bênção do Senhor e a escamoteia por alguma razão? Pelo
que vemos do versículo acima, você pode PERDER a bênção! Porque a vitória depende não
só do SANGUE DO CORDEIRO (pelo qual Jesus nos ajuda e por meio do qual solicitou
sua bênção) como pela PALAVRA DE SEU TESTEMUNHO.
E não podia ser de outra forma porque, quando TESTEMUNHAMOS o que
o Senhor fez por nós, estamos LOUVANDO-O, AGRADECENDO-LHE E, AO MESMO
TEMPO, INCENTIVANDO a igreja inteira a seguir os passos corretos de FÉ, que opera-
ram maravilhas.
Como: “Meu justo viverá pela fé”, ao testemunharmos estamos plantando
sementes de vida. E isto AGRADA a Deus, com certeza. Mas: “se ele recuar, minha alma
não se agradará dele” (Hebreus 10: 38).
É verdade que está escrito: “Os dons e chamamentos de Deus são sem arre-
pendimentos” Romanos 11: 29. Deus não toma o que dá. Mas nós podemos dar ao diabo o
que Deus nos deu. Este é o problema!
Entre nós e o mundo espiritual tudo se move pela FÉ e a FÉ age por meio de
nossa boca. Quando você recebe uma bênção o diabo irá fazer tudo para você DIZER coi-
sas que neguem aquela bênção. Se conseguir isto, de bandeja você ter-lhe-á entregue o que
Deus lhe deu!
Por isto, testemunhando as bênçãos recebidas, cimentamo-las com palavras
de fé e o diabo desiste de tomar o que o Senhor nos deu. É isto que quer dizer:
“Sujeitai-vos, pois, a Deus; mas resisti ao Diabo, e ele fugirá de vós” (Tia-
go 4: 7).
Já contei este testemunho antes. Apareceu-me um sangramento por onde de-
via sair apenas urina. Foi um susto enorme! Nem consegui orar direito para me acalmar!
Então, abri a Bíblia a esmo, apontei e veio: “Não temas o sangue”. Ante isto, aquietei-me.
A vitória já era minha e comecei a testemunhar o quanto pude.
Mas o diabo não desistiu fácil. Passados alguns dias, lá voltou o sangramen-
to. Nem liguei, ri ante aquela visão. Sabia ser falsa. Semanas se passaram sem nada, de
repente, sangue de novo; continuei na fé, testemunhando minha cura. Daí, depois de mais
um sangramento, meses depois, tudo terminou.
Não me apoquentei nem um pouco, durante todo este período. O diabo re-
conheceu a derrota e desistiu. Minha esposa só soube do que me tinha acontecido meses
depois. Não quis deixá-la preocupada. (Também não lhe disse antes, para não querer me
obrigar a ir a médicos!).
A pergunta que faço ao leitor é:
Quando você, por envergonha ou, seja lá por qual motivo for, deixa de dar
TESTEMUNHO de algo que Deus lhe fez, sinceramente, não acha que está DESAGRA-
DANDO a Deus e dando asas ao diabo?
MARANATA!

Capítulo 527
RESSUSCITAI OS MORTOS
A ordem do Senhor Jesus para seus seguidores ressuscitarem mortos está ex-
plicitada em Mateus 10: 8 onde diz:
“Curai os enfermos, ressuscitai os mortos, limpai os leprosos, expulsai os
demônios; de graça recebestes, de graça dai.”
Eu acredito nisto ser possível hoje, porém, já tentei ressuscitar mortos em
duas ocasiões e falhei. Daí, resolvi me calar a respeito. Não devo falar a respeito do que não
entendo.
Uma coisa, no entanto, aconteceu nestes últimos dias. Estava na internet me
oferecendo para orar pela cura dos presentes de uma sala de bate-papos, quando um incré-
dulo, lendo minha proposta me inquiriu:
- E você já ressuscitou algum morto?
A pergunta era capciosa, ele não estava interessado na resposta, já tinha de-
monstrado ser incrédulo e blasfemo. Em resumo era um endemoninhado que queria apenas
desmoralizar evangélicos. Por isso, me calei. Outra vez me fizeram esta mesma pergunta e
respondi que SIM, baseado nas pessoas que já levei ao Senhor para NASCEREM DE NO-
VO. Ora, se elas NASCERAM DE NOVO, foi porque tiveram de morrer antes disso, não
foi? Logo: ressuscitaram!
Mas fiquei pensando por que não se vê nenhum irmão ressuscitando fisica-
mente alguém, hoje? Vemos muitos curando, libertando, mas, ante a morte, estancam.
Nem me lembrava mais deste assunto quando o Senhor, na reunião de terça
feira seguinte, me deu uma visão: vi um vaso transparente (do formato daquelas urnas fune-
rárias indígenas) com algo vivo dentro dele, o quê, não consegui distinguir. A boca do vaso
estava fechada com um trapo ou papel enrolado, amarrado com uma corda.
Isto me lembrou nossa tendência a estacar ante tudo relacionado a cadáveres.
Então percebi que o Senhor estar me lembrando desta tendência nossa de ficarmos estáticos
ante a morte. Daí, eu e minha parceira de oração oramos, para ver por que este congelar
também acontecia conosco e o Senhor foi bem claro:
- Idolatria!
Por milhares e milhares de anos APRENDEMOS que quando a morte inter-
fere, está tudo terminado, vão-se as últimas esperanças, é só enterrar e pronto!
Mas, pensar-se assim, não é se aceitar a morte como MAIOR do que Deus?
E aceitar-se algo mais PODEROSO do que Deus seja este algo pessoa ou coisa, não é pura:
IDOLATRIA?
Se você vai a um culto em busca de um pastor, de uma obreira, de uma pes-
soa maravilhosa que pode lhe ajudar, pode estar indo movido pela idolatria! Porque tudo
de bom que pode acontecer num culto será obra do Senhor Jesus e de mais ninguém. Se
você recorre a estátuas, figurinhas, amuletos, baralhos, bolas de cristal, astros, espíritos,
adivinhos, cores, perfumes, rosários e rezas, em busca de ajuda espiritual ou material, ao
invés de buscar o Senhor Jesus em pessoa, estará praticando: IDOLATRIA.
E o pior é que, no Salmo 115: 8, há uma maldição para os idólatras, que diz:
“Tornem-se semelhantes a eles tanto os que os fazem quanto os que nele
confiam”.
É exatamente o que nos acontece quando temos essa idolatria interior pela
morte, ficamos: cegos, surdos, mudos, paralisados, incapacitados de ver, ouvir ou fazer
outra coisa, que Deus queira a respeito daquele óbito.
(Isto não significa que devemos sair, mundo afora, ressuscitando todos que
morreram, tentar isso é puro desconhecimento do Caminho da Verdade e da Vida).
Quando somos batizados com o Espírito Santo, TODOS os dons do Espírito
vêm para nós, digo TODOS porque o Espírito Santo é uma pessoa, não pode vir aleijado,
mudo, cego ou surdo! MAS, temos de nos lembrar, SEMPRE que a Igreja de Jesus (dos
seguidores d‟Ele) é o CORPO d‟Ele, na terra. A cabeça do Corpo é Jesus.
Logo os dons só serão frutíferos quando o próprio Senhor Jesus, a Cabeça
Pensante ordenar aos membros (os irmãos batizados com o Espírito Santo) a decretarem
isto ou aquilo!
Portanto, além da FÉ OPERATIVA (que nos vem com o batismo com o
Espírito Santo) será preciso, também, recebermos ordens diretas do Senhor para agir. Se
assim não procedermos, estaremos agindo pela LETRA, que mata todo e qualquer bom
propósito.
Insisto, é bem verdade que a letra de Mateus 10: 8 diz: RESSUSCITAI. Po-
rém temos de saber a hora e a pessoa certa para se executar tal ORDEM. Não adianta agir
só por pena de familiares, nem de falecidos!
Sem a ordem do Cabeça Pensante: Jesus, que decide se quer ou não, ressus-
citar aquele morto; só nos resta confortar os amigos e parentes do mesmo.
Porém, que eu CREIO em RESSURREIÇÃO, creio. Se não acreditasse, não
acreditaria nem que Jesus RESSUSCITOU e estaria perdido! Eu e a missionária pedimos
perdão ao Senhor por nossa idolatria pela morte e só o tempo revelará o propósito d‟Ele a
respeito disso tudo.
MARANATA!

Capítulo 528
MATE O ISAQUE
Com esta simples ordem: “Mate o Isaque!” Deus procurou iniciar uma nova
era de comunhão com os homens, depois do longo período em que se ocultou dos mesmos.
Ele já tinha feito a Abraão a promessa dele ser pai de numerosíssimos filhos.
Quando Abrão, todo feliz, olhava para seu garoto Isaque via-o como o tron-
co de onde proviriam milhares de prometidos. Isaque para Abraão era TUDO, a coisa mais
preciosa que tinha. E agora Deus, simplesmente, ordenava: “Mate o Isaque”!
Como podemos ver na Bíblia, Abraão não se lamentou, não ficou angustia-
do, não se revoltou contra Deus, simplesmente, pegou o material necessário para o sacrifí-
cio e foi com seu filho ao monte.
Não sabemos o que Abraão pensou durante a viagem, mas, se aquilo fosse
conosco possivelmente estaríamos totalmente confusos, arrasados, querendo uma explica-
ção para a decisão divina. A Bíblia não diz isto de Abraão, portanto, ele foi resoluto cum-
prir o que Deus lhe ordenara; o mais certo a se concluir é que ele foi crendo em que volta-
ria com o Isaque vivo; porque seu filho tinha a importante missão de ser um multiplicador
no plano divino.
Que Abraão caminhou pela FÉ, ficou confirmado pela suprema maravilha
acontecida depois, quando Deus entregou Seu próprio Filho Jesus, como Cordeiro do Sacri-
fícial em nosso lugar.
Porém notem como Deus testou Abraão ao extremo, até quando ele já ia
descendo a faca para sacrificar o Isaque! Só naquele momento em que não podia haver
mais retornos, um anjo segurou a mão de Abraão, e o filho dele foi substituído por um
cordeiro, o qual Deus deixara preso entre uns arbustos.
É que, quando a decisão de Abraão se mostrou sem retorno, ela se realizou
para Deus! Nem precisava mais ser feita na terra, já estava consumada no mundo espiritual!
Isto se coaduna, por exemplo, com o caso do homem que deseja a mulher alheia. No mo-
mento em que aceita tal idéia sugerida pelo diabo, praticou o adultério! Assim também, é
o caso do que odeia alguém e se torna um assassino. Pois, basta uma pessoa desejar nunca
mais ver ou falar com alguém que lhe magoou, para ter assassinado aquela pessoa!
Milhares de anos se passaram. Foi-se o tempo da Lei e estamos no final do
tempo da Graça, mas, Deus pega de surpresa muitos irmãos hoje, exigindo deles que matem
o seu Isaque.
A missionária, com quem oro regularmente, recebeu uma revelação para
deixar a congregação onde se filiava. Confesso que senti receio de lhe passar tal revelação;
porque, se fosse de minha cabeça poderia estar colocando-a em uma posição bastante difí-
cil. Portanto, não esclareci a visão que tive e deixei que ela mesma a interpretasse. Só de-
pois ela me falou que o Senhor vinha insistindo naquilo com ela, há algum tempo.
Semana depois, ela disse que iria fazer uma coisa menos drástica. Iria pedir
dispensa de todos os cargos na congregação e ficar apenas como membro. Seria algo bem
perto do que o Senhor ordenara. Se o Senhor quisesse mais, diria. Achei meio fraca esta
decisão; mas, era a fé dela, não podemos impor a alguém que aja como cremos. As pessoas
só devem agir COMO crêem porque:
“O que não provem da FÉ é pecado” Romanos 14: 23.
Na semana seguinte ela veio toda feliz. Tinha feito o que Deus ordenara na
íntegra!
Numa das nossas reuniões, meses antes, o Senhor tinha mencionado a Áfri-
ca. Achamos que podia ser de nossa cabeça, porque a maioria dos missionários pensa logo
na África, quando discutem missões.
Naquela semana, porém, a missionária me informou que recebeu um convite
oficial para ir à África. Convite este que foi confirmado no mesmo dia, por um pastor que a
encontrou num refeitório e lhe disse que ela preparasse as malas, porque iria viajar para
longe. E, depois, com um sorriso de um lado ao outro do rosto, contou outros inúmeros
testemunhos de COMO o Senhor a tinha honrado sobremaneira, depois que fez seu sacrifí-
cio.
Irmãos, o Isaque desta irmã era sua denominação! Para ela largar definitiva-
mente a congregação, foi-lhe exigido muito mais de duas semanas de lutas espirituais inten-
sas. Lutava ela lá, e eu me espremia cá, preocupado em se minhas revelações tinham vindo
mesmo de Deus! Porque estávamos na contramão de tudo!
Mas a abundância de maravilhas que choveram, veio confirmar que tínha-
mos acertado o alvo. Então, concluímos que, AGORA, ela já podia tanto voltar para a con-
gregação que deixara quanto escolher outra!
Numa dessas últimas noites ela, também, teve um sonho; sonhou com os
partos de seus filhos. Só um foi normal, os dois outros foram cesáreos. E o parto normal foi
dificílimo a criança não queria nascer, só o fez quando a médica perfurou a placenta. E
Deus disse que Ele tinha feito exatamente aquilo com ela, rompera uma placenta espiritual
que a impedia de andar pela fé.
A pergunta que faço ao irmão é se já mataram o seu Isaque. Cada um tem
um Isaque diferente. Pode até ser mais de um! Geralmente é aquilo que mais se gosta ou se
preza. Só Deus sabe o que é. Se ainda não foi chamado por Deus para isto, está longe de
poder ver coisas maravilhosas acontecendo. Pois, se Deus ainda não lhe testou neste ponto,
é porque alguma idolatria ainda os amarra e impede de NASCER, CRESCER E VIVER
como Deus quer, pela FÉ:
“Meu justo VIVERÁ por fé” (Hebreus 10: 38)
(Meu temor agora é que, neste mundo louco, atual, alguém vá pegar este tes-
temunho e usá-lo como desculpa para assassinar alguém ou para deixar suas denominações
por puro desvario! Que o Senhor não o permita.).
Lembrem-se:
“A letra mata o Espírito é que vivifica”! (2ª Corintos 3: 6).
MARANATA!

Capítulo 529
FÉ OPERATIVA
Deus dá aos seus escolhidos um tanto de fé (leia Romanos 12: 3) sufici-
ente para que Jesus o veja e o salve. Jesus não perde nenhum! Mas esta fé não é aquela que
precisamos no dia-a-dia para andar com Deus em vitórias. Esta outra fé, a operativa que
atrai a presença de Deus para nós, só nos vem como dom depois do batismo com o Espírito
Santo, e tem de ser exercitada com certo esforço, pondo-se em prática o que Deus nos or-
denar, passo a passo.
No começo temos de ir pondo em prática o que a Bíblia diz, aos poucos
Deus irá querendo que ponhamos em prática o que Ele nos disser pessoalmente. É neste
ponto que COISAS GRANDES e MARAVILHOSAS poderão acontecer se Lhe obedecer-
mos!
Vejam: Adão não obedeceu e PERDEU tudo. NÓE obedeceu e gerou nova
humanidade. Abraão obedeceu e gerou o Salvador. Moisés obedeceu e libertou o povo
judeu. Mas lembrem-se de que, cada um dos que obedeceram tiveram de SACRIFICAR
algo, ANTES de verem as maravilhas ocorrerem.
Noé sacrificou sua posição diante dos que zombaram dele por cem anos, ao
construir a Arca. Abraão sacrificou seu filho amado: Isaque. Moisés sacrificou o conforto,
autoridade e poder que desfrutava na casa de Faraó. Um sacrifício verdadeiro a Deus mos-
tra um ato de fé capaz de TOCAR-LHE o coração e fazê-Lo descer do trono, para andar
com quem sacrificou.
Vejam o caso da mulher do fluxo de sangue (Mateus 9: 20). Jesus estava es-
premido numa multidão, mas, só quando aquela mulher tocou na orla de sua veste (não foi
nem no seu corpo!) disse: “- Alguém me tocou!” -. Neste caso, a mulher sacrificou a pró-
pria vida porque estava impura e não podia sequer se aproximar das pessoas sadias que
tinham o direito legal de apedrejá-la, por tal transgressão.
Já o centurião que pediu ajuda ao Senhor (Mateus 8: 5-13) foi atendido por-
que demonstrou ter fé não só para sacrificar toda sua situação social de oficial romano (se
humilhando ante um judeu e confessando que reconhecia Jesus como o Messias) como por
ter construído até uma sinagoga para o Deus dos judeus; quando os romanos tinham vários
deuses e adoravam a César!
O primeiro caso que mostra a diferença entre um sacrifício bom e um sacri-
fício ruim aconteceu com Caim e Abel. Abel deu o melhor que tinha como sacrifício, Caim
deu o que lhe era barato e lhe sobrava.
Você sempre tem de entregar a Deus algo que lhe seja MUITO precioso
(como sacrifício) para Deus ser TOCADO e querer andar com você.
“Buscar-me-eis, e me achareis, quando me buscardes de todo o vosso cora-
ção.” (Jeremias 29: 13). Esse TODO, aí, significa que você terá de dar aquilo que mais
enche seu coração.
Aproveitando-se da necessidade dos sacrifícios muitos sabichões saem mun-
do afora, em busca dos sacrifícios de fé das pessoas, que lhes confiam seus melhores (cren-
do estarem pondo suas ofertas nas mãos de verdadeiros interessados na expansão do Rei-
no de Deus) quando só os estão entregando a aproveitadores! Aquelas pessoas serão ouvi-
das por Deus, mas, os que delas se aproveitam terão um final bastante infeliz, porque rou-
bam a Deus.
É comum ouvirmos MUITOS testemunhos em igrejas onde se prega sobre os
sacrifícios necessários para MOVER Deus. (Porque Deus ouve mesmo os que, acordados
pelas pregações, sacrificam de verdade!).
Mas não significa que todas estas denominações estejam CORRETAS diante
de Deus! Recomendo que, assim que estes irmãos bem intencionados perceberem que suas
ofertas estão sendo desviadas para locupletação de sabidos, deixem tais congregações
(mesmo que já tenham sido abençoados nelas) sob pena de serem considerados coniventes
nos roubos.
Temos de fiscalizar para ONDE vai o dinheiro que pertence ao Senhor. Exis-
tem milhares de denominações e cada uma, tem centenas de congregações, às vezes bem
diferentes entre si, cada qual dando ênfase a uma parte do Evangelho.
Temos de nos filiar apenas naquela, onde Jesus ordenar.
“Eis que vos envio como ovelhas ao meio de lobos; portanto, sede prudentes
como as serpentes e simples como as pombas.” (Mateus 10: 16) é recomendação do Se-
nhor.
MARANATA!

Capítulo 530
Missão China
China, 15 Dezembro, 2008.

Prezado irmão Roberto:

Meu nome é M.R.W., em 2001 me batizei numa igreja batista de Novo


Hamburgo, RS. Depois de divorciado quis me suicidar (que loucura!). Depois, decidi vir à
China, onde estou. Isto aconteceu em 2001; quando vim, comecei a falar coisas numa lín-
gua que não entendia, não sabia qual era (falo: inglês, chinês, espanhol, além do português)
e aquela era uma linguagem com choro e amor, daí, voltei e contei ao pastor o que estava
me acontecendo. Isto porque, lá na igreja, também orei em línguas. E ele me disse:
- M. você tem o dom divino de orar em línguas !- (“I can pray in tongues !”)
eu oro por meu espírito direto a Deus, coisas que Satanás não entende; ele copia, mas não
sabe e que diz.
Em 2002, estava em casa, aqui na CHINA. Tinha vindo do trabalho, onde
sou “designer” de sapatos e bolsas. Minha esposa é chinesa e não entende estas coisas. Um
pastor de Macau, para entrar na China, teve fazer uma declaração de que não pregaria Cris-
to aqui. Ridículo! Era a copa do mundo de 2002.
Minha esposa fora ao mercado “Wal-Mart” e fiquei só, em casa, assistindo
ao jogo do Brasil (que estava no horário). Fiz uma caipirinha e comecei a cortar um filé
para um estrogonofe, pois cozinho muito bem. Bebi a caipirinha e, no intervalo do jogo,
minha mulher ligou-me dizendo: “Vou me atrasar, ok?”
Temos dois gatinhos nenéns, um é o Brasino e o outro apelidei de Bin-
Laden, porque enquanto o Brasino é bem calmo, o vermelho é um terror, pula por todos os
cantos, quebra abajures, etc.
Bom, o que aconteceu? No segundo tempo do jogo os gatos sumiram da sala.
Eles dormem numa caixinha de vime no banheiro auxiliar. Porém sumiram rápido demais:
“-What‟s going on?”. Não entendi, não via os felinos que são mais sensíveis que os cães e
muito mais que os humanos. Onde estariam?
- Bahhhh!... - fui atrás deles e, quando retornei à cozinha, tomei mais uma
caipirinha e coloquei um CD da Madona. Mas saiu outra música, uma que ouvi, quan-
do me batizei na igreja.
Escutava aquela música e a cantava. INCRIVEL! Imagine, estava tocan-
do Madona e saindo aquela música evangélica!
Foi quando as portas começaram a bater e as janelas da casa a se abrirem e
fecharem. Foram os anjos do céu, pastor; rodando Madona e o “player” tocando aquela
música. Incrível! Imagine, tocando Madona e saindo aquela música!
Que loucura! Desliguei o DVD, mas a música continuou. Estaria louco? Os
gatos nem piscavam lá! Foi quando observei melhor o que se passava, pois, os gatos esta-
vam com os olhos esbugalhados e eu escutava era uma música de anjos.
Pirei. Não podia ser!
- O que é isso?... - Voltei para a cozinha, para tirar o estrogonofe do fogo,
pois já estava no ponto. Olhei para trás e vi luzes brilhantes, entrando pelas portas e janelas.
Corri para uma janela (morava num quarto andar) para ver de onde vinha aquela maravilha;
pois, já tinha visto um disco voador (quando tinha dez anos de idade) e um cometa. Abri a
janela, mas não tinha nada!
- Puxa vida, o que é isso? - cara, pelo amor de Deus, duas caipirinhas não me
embebedam! Corri para os fundos da casa, abri outra janela e não vi nada!
- Bahh, que coisa!...
A música não parava. Isto era: im-pos-sí-vel! Eu já tinha desligado o “pla-
yer”! Não acreditava naquilo, que coisa! Que loucura! Estaria maluco? Ainda hoje me lem-
bro desta música. Só, então, percebi que as luzes brilhavam eram ao meu redor! Fiquei em
pânico, minha mulher nada de chegar e eu sem saber o que fazer. A música tocando, sem
nada a ver, e aquelas luzes coloridas ao meu redor. Estaria louco?
Foi quando escutei uns gemidos. Pirei, pô?... Não uso drogas, não estava bê-
bado. Estaria louco? O que é isto? São os anjos do céu que vieram me visitar?
- „Tá louco, meu? - daí, alguém me empurrou. Olhei para trás e só vi as luzes
e ouvi a música, não tinha ninguém! Levaram-me até minha suíte. Os gatos miavam en-
quanto fui empurrado.
Então a ficha caiu. Tirei o tapete de seda do chão da cama, comecei a chorar
e a falar em línguas. Chorei um “contêiner” de lágrimas e entendi que anjos vieram me visi-
tar. Orei por mais um bom tempo, com as luzes sempre ao meu redor. Não era disco-
voador, mas, anjos que ficavam sussurrando nos meus ouvidos. As luzes coloridas perma-
neceram por mais três dias.
Contei a minha esposa, mas ela não entendeu o que era aquilo, porém, fui
abençoado por intermédio de meu espírito, que falou direto com DEUS. Daí, entendi. Em
2001(parece), certo dia sonhei que estava aí, no Brasil, com Ronaldo, o goleador,
e fomos campeões juntos, foi só alegria! Depois engravidei minha chinesa e nasceu u-
ma criança linda. Vou mandar umas fotos dela por e-mail. Dela e minha, para ilustrar a
verdade.
Que coisa! Somos Filhos de Deus como Ele disse! Criados a sua imagem?
Amémmmmm!... Oro em línguas e não sabia. Falo isso para as pessoas daqui e elas não
entendem.
Porém é a verdade! E as pessoas não acreditam. Não são dignas, não apren-
deram ou não sabem nada?!
Os DEZ mandamentos dizem:
“Eu sou teu DEUS, não terás outro Deus além de mim”
“Não matarás”.
“Honrarás teu pai e tua mãe”.
“Não furtarás”.
“Só Eu sou teu DEUS, só eu posso tirar a tua vida”. E eu estava quase co-
metendo este pecado, me suicidando!
“Is imperative can‟t do it the live is no like: NIKE SLOGAN JUST DO IT.
Passaram-se alguns meses. Eu estava olhando para o mesmo lugar quando os
gatos, já maiores, fugiram para o banheiro. Minha esposa estava fora novamente. Eu estava
de pé olhando para a tevê, a qual fica ao lado de um sofá, quando uma força invisível chu-
tou-me ambas as pernas e alguém pisou em cima de minha cabeça. Não entendi, mas logo
me libertaram. Incrível, só estávamos eu e os gatos em casa!
Impossível, mas caí no chão!
Quando fui dormir tive um sonho: as cortinas se mexiam e de dentro delas
saiu um demônio. No sonho eu estava num lugar, como um templo e um animal (sei lá!) de
uns três metros de altura, com uma espada, me atirou no chão e pisou no meu pescoço. Pu-
xou a espada e falou: “-Vou te matar!”. Abri os olhos e olhei para trás, E lá estava Jesus,
vestido de branco, sorrindo.
Chorei e olhei de novo para frente. Daí disse para o demônio: “- Você pode
me matar, mas sou um Filho de DEUS e JESUS CRISTO está atrás de mim -”. Daí o de-
mônio disse, olhando para Jesus: “- Ok! Não tenho tempo! Tenho outras criancinhas em
sete continentes a quem posso fazer isso”.
Depois, já noutra noite, apareceu o diabo de novo pela mesma cortina. Uma
figura enorme. Levantei-me de súbito. Minha mulher acordou assustada e gritou. E eu dis-
se: “- Em nome de Jesus Cristo, fora. Eu te ordeno! Em nome de Deus fora, para outro con-
tinente; pois sou Filho de Deus e minha alma é d‟Ele, não sua. Vá para o inferno! Tenho a
força que Deus me deu. Fora! Não sou nenhuma criancinha sua!”. E ele fugiu.
Pastor, depois disto retornei ao Brasil de férias. Não tive coragem de depor
na igreja. Achei que não iriam acreditar, porém, Deus sabe de tudo, meus erros e acertos e a
minha alma é dele. AMEM! Não dei o testemunho com medo dos fiéis (ou infiéis?) não
entenderem; mas, como (você) me pediu, o fiz agora e estou com a consciência melhor.
Veja, só hoje, hoje: 2008 dou meu testemunho! Veja quantos anos! Porém
fiz para você.
Que Deus o abençoe! Ele me concedeu esta oportunidade, daqui da China!
Aleluuuiiiaaa! Louvado seja o Nome do Senhor!
Um forte abraço e passe o meu testemunho. A minha mulher não entende,
pois não é cristã. Fazer o que? É complicado.
Atenciosamente,
Irmão M.R.W.
Para os irmãos que quiserem contatar com o M, ele me deixou o e-mail, mas,
como a China é um país que persegue cristãos não julgo correto expô-lo e deixo aqui ape-
nas seu testemunho, para honra e glória do Nosso Senhor.
MARANATA!

Capítulo 531

Diferenças de Fé
Podemos ter duas irmãs gêmeas e, no entanto, as fés delas não serem gê-
meas. Uma pode ter uma fé imensa, a outra nem tanto. Orar junto com uma pessoa de pou-
ca fé não é bom, porque ela pode, pelo menos durante certo tempo, arrastar nossa fé para
baixo. E isto nos deixa confusos e ansiosos.
Infelizmente, pessoas de muita fé não são encontradas a todo tempo e lugar,
e os que têm mais fé são colocados pelo Senhor para ajudar os outros a caminharem me-
lhor, abrindo-lhes os olhos e mostrando-lhes o Caminho da Verdade e da Vida.
Não significa que aqueles irmãos irão ouvir logo, sequer que ouvirão algum
dia. Como têm pouca fé, sempre exigem provas para cada coisa que lhe dissermos e mos-
trarmos ou, afirmarão que entenderam tudo e, no fim, entenderam mui pouco ou farão tudo
à própria maneira, depois.
Outro dia recebi um telefonema de um país da Europa, de uma irmã aflita.
Há dias tinha uma dor de cabeça que não parava. Fomos orar. No mesmo instante o Senhor
me mostrou um machado cortando uma raiz e me lembrei daquele versículo que diz:
“E já está posto o machado á raiz das árvores; toda árvore, pois que não
produz bom fruto, é cortada e lançada no fogo” (Mateus 3: 10).
Isso significa que Jesus está observando cuidadosamente os que nasceram de
novo (foram batizados com o Espírito Santo) para ver se eles obedecem ao Espírito Santo
ou não. Caso negativo permite o diabo atacar tais dorminhocos para que acordem.
Perguntei à irmã se ela não se lembrava de algo que o Senhor tinha-lhe man-
dando fazer e ela postergara ou esquecera. Informou-me que não, nada disso havia aconte-
cido.
Aquilo me deu uma pontada de desgosto. “- A revelação que eu pensava vir
do Senhor NÃO tinha vindo d‟Ele?”- pensei.
Orei um pouco em línguas e informei à irmã que aquele deslize não tinha de
ter acontecido, obrigatoriamente, a partir do dia do começo da dor de cabeça dela, mas,
uma semana ou mais para trás. Então, se lembrou de algo, pediu perdão ao Senhor, expulsei
o espírito de enfermidade e ficou curada na hora.
Mas as pessoas de fé têm também seus problemas. O Senhor mostrou que
uma irmã com a qual orava, tinha algo pendente para resolver. Mas, sendo esta irmã uma
pessoa de fé, informou-me imediatamente a respeito de um jovem canceroso por quem ti-
nha orado, o qual lhe tinha dito que sabia, com certeza, que estava curado, mas, que lhe
comunicara há alguns dias, o seguinte:
- Depois daquela oração, quando pensava já estar curado, TUDO desabou!
Apareceram caroços enormes por todo o corpo, o furo de um dreno infeccionou e tive de
me submeter a várias cirurgias. O diabo queria me matar. O anestesista errou, o médico
cometeu erros, foi um desastre. Não sei como ainda estou vivo!
Fiquei pensando, comigo mesmo que: Talvez, este fosse um caso destes que
nós preferimos não contar (por nossa oração não ter tido êxito!) para não baixar a fé dos
ouvintes ou leitores. Afinal, temos de procurar AUMENTAR a fé das pessoas não BAIXÁ-
LA, porque a fé dá VIDA. E algumas orações nossas não obtêm êxito, porque podemos orar
de forma errada ou a pessoa pela qual oramos pode interferir de alguma maneira.
A Palavra de Deus é clara:
“Mas o meu justo viverá da fé; e se ele recuar, a minha alma não tem prazer
nele.” (Hebreus 10: 38), decretou o Senhor.
Quem sabe se várias pessoas pelas quais os Apóstolos oraram não consegui-
ram as curas e eles, também, evitaram mencionar o fato porque o que interessa mesmo é a:
FÉ?
Pensamentos a parte, orei com a irmã e o Senhor me mostrou uma enorme
bola de pus descendo como um raio. Como esta irmã é de fé (fé comprovada por SINAIS,
PRODÍGIOS E MILAGRES) imediatamente se tocou.
- Olha. Depois de orar por ele, o Espírito Santo me mostrou que os demônios
tinham saído do corpo dele e ficado pairando por sobre a casa. Na hora, envolvida pela si-
tuação, não ouvi o que o Espírito Santo falou para eu fazer em seguida, na verdade saí de lá
sentindo ter deixado de fazer algo.
Pronto! De imediato tudo estava esclarecido. Ela limpou a casa e deixou-a
ornada, mas não deixou ninguém ocupando a mesma (a casa é o corpo do rapaz). Resulta-
do, os demônios retornaram com outros sete piores que ele e o desastre ocorreu!
Mas o Senhor, imediatamente, avisou a irmã para ela não ficar se culpando.
Ele permitiu aquilo ocorrer para ela aprender mais sobre curas. E, como o rapaz não mor-
reu, certamente, tudo irá ser acertado em seguida.
De fé em fé, de grau em grau, vamos aprendendo. Que a Paz do Senhor este-
ja sobre todos. AMEM.
MARANATA!

Capítulo 532
DESOBEDIÊNCIA
A desobediência do cristão leva, inevitavelmente, a algum sofrimento. Tanto
isto pode ocorrer na vida dele próprio, como na de outras pessoas.
“Porque a criação aguarda com ardente expectativa a revelação dos filhos
de Deus”, declara Romanos 8: 19.
Quando deixamos de nos manifestar a respeito de qualquer coisa que o Se-
nhor nos ordene, a Criação inteira é prejudicada. Por mais que ensinemos aos outros, nós
mesmos caímos em erros.
Há uns quinze dias atrás, lembrei-me de um amigo (ex-colega do Banco do
Brasil) que nunca mais vira nem de quem não tinha tido mais a menor notícia. Até mencio-
nei esta lembrança a minha esposa, e o Senhor a usou como testemunha do meu erro.
O fato é que procedi como um néscio. Não fiz o que ensino continuamente,
aos irmãos; isto é, quando uma lembrança deste tipo nos vier devermos, imediatamente,
orar em línguas a respeito da pessoa ou assunto, até o Senhor achar suficiente e nos aquie-
tar. Em assim fazendo, iremos ajudar aquela pessoa ou causa, mesmo sem que saibamos
qual o problema delas!
Esta é uma das vantagens da oração em línguas estranhas. O Espírito de
Deus interceder por nosso intermédio ao Pai a respeito de algo. Ora, aquele amigo pertencia
à minha casa e Jesus disse:
“Crê no Senhor e serás salvo tu e tua casa” (Atos 16: 31). Não diz tua fa-
mília diz tua casa! E isso inclui todas as pessoas com quem fizemos amizade, namoramos,
negociamos, tivemos contato social algum dia, em nossa existência terrena.
Eu tive este tipo de contato com aquele amigo. Estudamos juntos para o con-
curso do B. do Brasil. Agora, depois de quinze dias daquele aviso do Senhor, leio no jornal
o convite já, para a missa de sétimo dia dele!
Errei, confesso ao Senhor! Meu colega deve ter sofrido, porque não dei ou-
vidos a Jesus. Tenho de ficar mais alerta, não posso deixar passar outra situação destas.
Não, o colega não vai perder a salvação (SE ele era um escolhido) por causa
do meu erro! O Senhor deve ter arranjado outro meio de lhe abrir os olhos. Mas eu ERREI
e ERREI feio, confesso.
Agora, irmãos, prestem bem atenção ao que passei hoje, para não passarem
pelo mesmo problema. Não é agradável!
Lembre-se: a pessoa a sofrer por seu erro pode ser alguém que você ama
muito e que, de maneira alguma, deseja ver sofrendo!
No entanto, devo alertar que, SE você é apenas um SALVO e não NASCEU
DE NOVO pelo poder do Senhor Jesus, não vai poder ajudar ninguém (nem a você mes-
mo!) nos momentos de crises. Isto, porque lhe falta o PODER DO ALTO (os DONS DO
ESPÍRITO que lhe capacitariam a agir.
Os dons do Espírito são as armas espirituais que o Espírito Santo dá, gra-
tuitamente, aos que O pedem.
Vejam o versículo abaixo e meditem:
“A todos quanto O receberam (isto é, receberam a Jesus como Salvador,
mas não, como Senhor) deu-lhes o poder de serem feitos Filhos de Deus”, João 1: 12.
Note bem, todos os SALVOS podem ser feitos Filhos de Deus e têm o po-
der desta decisão em mãos. Mas o fato é que a maioria não se importa a respeito e prefere
ficar fazendo parte do grupo das virgens néscias de que fala Mateus 24: 40 e 25: 10!
Aquela transformação não é AUTOMÁTICA, não acontece assim que entre-
gamos a vida a Jesus! Você tem de QUERER e BUSCAR. Torna-se um ATO de FÉ no que
Jesus diz e no desejo de servi-Lo como ELE QUER, não como sua denominação ou pastor
gosta.
Isto está na segunda parte do IDE, mas, em geral, os “irmãos” lêem apenas a
primeira e se “esquecem” da segunda a qual lhes exige demonstrações de Fé. Este é o um
erro grave do qual já é hora de acordarem.
MARANATA!
Capítulo 533

O HOMEM JESUS
Muitos tentam pintar uma imagem de Jesus e o fazem cada um a sua manei-
ra. Tem jesuses para todos os gostos tem até Jesus negro! Mas a única imagem que deve-
mos reter de Jesus é a dada por Isaías 53 e, assim mesmo, não devemos nem tentar usá-la
para fazer por meio dela retratos, desenhos, ou estátuas do Senhor, porque falharíamos nu-
ma coisa: não teriam vida, seriam apenas ídolos mortos, que levariam à maldição contida
no Salmo 115: 8! Deus, sabiamente, evitou que fossem feitas pinturas ou retratos de Jesus
pelos artistas da época, para evitar isso.
As pessoas, em geral, imaginam Jesus como um ser sobre-humano com po-
deres totais e absolutos, iguais aos de Deus e, nisto, se enganam. Jesus veio para ser um
modelo para seguirmos. Se Ele, aqui, já fosse Deus completo jamais poderíamos segui-Lo!
É fato que Jesus era Deus, mas, despido de sua Glória, Majestade e Poder, Deus feito ho-
mem.
Aí, me perguntarão os inquiridores: - Mas, e aqueles milagres e prodígios
que Ele fez?
Exatamente.! Aqueles milagres e prodígios que fez foi resultado d‟Ele ter si-
do batizado com o Espírito Santo e recebido os dons do Espírito para operar maravilhas; a
mesma coisa que Ele quer que todos os cristãos façam hoje!
Novamente os inquiridores perguntarão: - É, mas não estamos vendo os cris-
tãos fazendo tais coisas. Nunca vi nenhum cristão ressuscitar mortos e nem a Bíblia fala de
Jesus orar em línguas estranhas!
Que Jesus foi batizado com o Espírito Santo está na Bíblia. O Espírito Santo
é uma pessoa vem completo, não aos pedaços. Se a Bíblia não mencionou Jesus orar em
línguas estranhas é porque não achou necessário e, se a maioria dos que se dizem cristãos
não fazem aqueles prodígios sinais e maravilhas que Jesus fazia, só não é por culpa de Je-
sus nem, da Bíblia!
Jesus disse que só fazia o que VIA o Pai fazer. Isto, em linguagem de hoje,
significa que Jesus recebia REVELAÇÕES do Pai para fazer as coisas e, obedecendo, elas
aconteciam como acontecerá, HOJE, com todo o cristão (batizado com o Espírito Santo)
que obedecer a Deus. Mas, se você não anda onde tais cristãos congregam e não é batizado
com o Espírito, com certeza não verá nada do que eles podem fazer!
Um grande problema é que existem muitíssimas pessoas que aceitam Jesus
em igrejas evangélicas, mas, não querem avançar no Caminho por razões que não nos inte-
ressam investigar. Elas vegetarão apenas como SALVAS neste período da GRAÇA, mas
não irão poder mostrar SINAIS, PRODÍGIOS e MILAGRES, por não terem NASCIDO DE
NOVO e, portanto, a Pessoa criadora de Deus, o Espírito Santo, não viver nelas. Se vivesse,
fariam o mesmo, aliás, “coisas maiores” de que as que Jesus fez, conforme Jesus mesmo
profetizou em João 14: 12:
“Em verdade, em verdade vos digo: Aquele que crê em mim, esse também
fará as obras que eu faço, e as fará maiores do que estas; porque eu vou para o Pai”
Quem não crê nisto chama Jesus de MENTIROSO; e não pode se considerar
cristão!
Jesus enfrentou tudo o descrito na Bíblia, como qualquer homem mortal. Pa-
ra consolá-Lo tinha apenas a fé nas PROMESSAS de Deus contidas no “Antigo Testamen-
to”, nada mais! E era necessário Ele enfrentar TODAS as dificuldades e aflições sem usu-
fruir da plenitude divina, para que pudesse mostrar aos cristãos ser possível vencer COMO
Ele venceu: firmado na Fé! Jesus é um modelo de CRENTE.
VENCER significa sair vitorioso de uma guerra. Vencer não significa rece-
ber bênçãos de bandeja. A fase anterior a qualquer guerra é uma fase de conflitos psicológi-
cos devastadores, onde uma pessoa pode até cair derrotada antes mesmo de entrar na bata-
lha!
Não se iludam Jesus na Terra, era apenas um homem batizado com o Espíri-
to Santo! Isto é, um NASCIDO DE NOVO, como qualquer cristão PODE ser, SE QUISER,
porque: “a todos quantos O receberam, aos que crêem no seu nome, deu-lhes o poder de
se tornarem filhos de Deus”, diz a Bíblia em João 1: 12. Note, ninguém se torna automati-
camente filho de Deus por ter aceito Jesus como Salvador e ter sido batizado nas águas!
Se a maioria que aceita Jesus cristaliza-se na posição de SALVO e se nega,
peremptoriamente, a dar os passos de fé necessários para usar o direito que tem de receber
o batismo com o Espírito Santo; isto não é por falha bíblica, nem pelas palavras de Jesus
terem caducado!
Podem-se arranjar “maravilhosas” doutrinas a favor (provindas de Mestres
renomados!) e até versículos da Letra, como desculpas para não se dar os SINAIS dos que
crêem, porém, quem não manifestar aqueles SINAIS para Jesus: simplesmente não é cren-
te! Embora possa até ser um salvo!
“Vede, pois, como ouvis; porque a qualquer que tiver lhe será dado, e a
qualquer que não tiver (o batismo com o Espírito Santo), até o que parece ter lhe será ti-
rado”. Lucas 8: 18.
MARANATA!

Capítulo 534
VELHICE
Estou com setenta e três anos e, por isso, sou motivo até de piadas (algumas
engraçadíssimas!) nas salas de bate-papos da internet onde presto assistência espiritual.
Elas vêm dos jovens que pensam que NUNCA irão envelhecer e morrer, daí compreendo,
também já fui jovem.
Mas Biologia não é uma Ciência Exata. Na minha família, dos sete irmãos,
morreu justamente o mais moço! Da mesma forma na família de uns primos o caçula se foi
e os outros estão vivos, o velhão está lá, firme! No ano passado fui ao enterro dos filhos
caçulas (dois rapazinhos) de dois amigos meus e um deles morreu na semana na qual se
casaria! Nada GARANTE que muitos desses zombadores não irão antes de mim, mas, co-
mo são jovens: eles se acham!
Somos preparados para a vida. Não só preparados: projetados! Deus nos pro-
jetou para vivermos eternamente, infelizmente Adão estragou tudo. Agora, a humanidade
procura nos ensinar a VIVER como pode. Ninguém ensina a se morrer bem, principalmen-
te, porque será que há isto: morrer bem? Quando falam nisto é só para enganar e nos man-
dar às guerras por alguma razão social, militar ou por algum fanatismo religioso.
Aliás, o Senhor Jesus já me mandou cortar a palavra MORTE do meu voca-
bulário. Isto porque eu já nasci de novo (batismo com o Espírito Santo), portanto, não mor-
rerei mais, DORMIREI, REPOUSAREI no Senhor, até o Grande Dia da Ressurreição dos
Justos, quando irei para a Jerusalém Celestial pela Eternidade.
Quanto ao céu, toda notícia que temos dele é de que é BOM, ao contrário do
inferno. Estas notícias nos vêm por intermédio dos profetas bíblicos e as mais corretas, por
Jesus, o único que morreu e RESSUSCITOU até hoje e, portanto, sabe bem como é lá.
Quanto ao mundo espiritual, além das informações bíblicas a respeito pro-
vindas do Pai e de Jesus e anotadas na Bíblia; outras notícias nos são entregues por pessoas
que nunca morreram! Tais notícias lhes são fornecidas pelos demônios que povoam o
mundo e as sessões espíritas onde enganam trouxas.
O certo é que, apesar de BOM, ninguém quer ir para o céu, tão cedo! Isto
porque fomos programados para viver eternamente. Mas, neste ponto, nosso simples que-
rer não vale, pois, a vida pertence a Deus por isso Biologia não é uma Ciência Exata.
Quando Ele resolve tomar uma vida, não tem jeito, criança, moço ou velho vai mesmo!
Muitos evangélicos se iram, quando lhes falo que não nasceram de novo, só
porque aceitaram Jesus como: Salvador; e que, só quando O aceitarem como Senhor e fo-
rem por Ele batizados com o Espírito Santo é que serão transformados em filhos de Deus.
“Mas, a todos quantos O receberam, aos que crêem no seu nome, deu-lhes
o poder de se tornarem filhos de Deus”, declara a Palavra, em João 1: 12.
Milhões recebem Jesus em suas vidas, não como Senhor, mas, como Salva-
dor e ficam dormindo. Neste tempo da Graça, de fato, estão salvos e SE falecerem ANTES
do Arrebatamento irão para o céu. Fácil assim!
O problema é que aqueles salvos só lêem o que lhes interessa ou seja, os dois
versículos anteriores a estes, de Marcos 16: 15-16! Assim, concluem que são CRENTES
sem o serem, sendo apenas salvos. E não completam tudo o que está dito em Romanos 10:
9, sobre a salvação irrevogável e que diz:
“Porque, se com a tua boca confessares a Jesus como Senhor e em teu
coração creres que Deus O ressuscitou dentre os mortos, será salvo”.
Só somos servos de um Senhor se Lhe obedecermos! Jesus nos ORDENA:
Ide... e: expulsai demônios, curai enfermos, orai em línguas estranhas, etc.
Ora, como poderá obedecer-Lhe SE não tiver o batismo com o Espírito San-
to para fazer tais maravilhas, milagres e prodígios?
Quem está neste delicado estado intermediário, deve orar para falecer AN-
TES do ARREBATAMENTO, porque, depois, mudam as regras espirituais e TODO a-
quele que se deixar marcar pela Besta pertencerá ao demônio. TODOS, sem exceções. Este
será o Novo Evangelho pregado por anjos!
Há um versículo de Lucas, o de 8: 18, que sela tudo o disse:
“Vede, pois, como ouvis; porque a qualquer que tiver (fé), lhe será dado, e a
qualquer que não tiver (sinais da fé) até o que parece ter (a salvação) lhe será tirado.”
Só tem FÉ quem mostrar os SINAIS dela em ação. Aqueles que os dão, nem
precisam fingir serem crentes todos vêem.
MARANATA!

Capítulo 535
DARWIN E A EVOLUÇÃO
A Teoria da Evolução (proposta por Darwin e que procura explicar o modo
pelo qual a vida foi criada na terra) contraria frontalmente o relato da Criação contado por
Deus, na Bíblia.
Os cientistas apresentam fósseis de dezenas de milhões de anos como pro-
vas de que o homem não pode ter apenas 5.770 anos como a Criação o declara; isto, por
desconhecerem um ponto bíblico fundamental: o da Bíblia não ser um livro centrado na
história da criação do mundo dos homens carnais e sim, na criação dos filhos de Deus.
A Bíblia é a história de como Deus chegou a criar o Homem Espiritual (no
qual tem todo interesse) e não na história dos seus precursores (se é que podemos chamar
assim, àqueles seres) cujos restos datados de milênios, os cientistas guardam em museus.
Deus nunca pretendeu fazer da Bíblia nenhum relatório para satisfação do in-
telecto científico. Ele narra como fez as coisas e acredite QUEM quiser! Mas, não mente ao
dizer o que disse, porque, quando fala aos humanos se dirige apenas às pessoas que, para
Ele, estão VIVAS, para os seus Filhos e não, para narrar histórias de animais pré-históricos,
nem mesmo a de seres humanos adâmicos perdidos, mortos para Ele.
O tempo é relativo disse Einstein. A Bíblia diz, no Salmo 90: 4:
“Porque mil anos aos teus olhos são como o dia de ontem que passou, e co-
mo uma vigília da noite.”
E a Bíblia disse isso milênios antes de Einstein ter vislumbrado um pouqui-
nho das artimanhas do espaço-tempo. Justamente por causa desta relatividade, algo como a
aguardada Ressurreição dos Justos pode acontecer, quase simultaneamente, com o faleci-
mento físico dos mesmos! Ou seja, um salvo pode falecer e, imediatamente, já ir ressusci-
tando no Arrebatamento, face o tempo espiritual ser diferente do tempo material.
Trocando em miúdos: a história dos dinossauros não interessa a Deus! Estes
animais foram criados, talvez, para nos dias de hoje nos servirem de depósitos de energia,
na forma do velho e útil petróleo.
Enquanto os dinossauros viveram, tiveram a vida de qualquer animal. Já os
hominídeos daquelas eras, também, podem ter servido para algum propósito divino, não
espiritual. Quem sabe, apenas para manter o equilíbrio ecológico que Deus queria para cada
Era! É só uma sugestão minha!
Estas Eras e Eras de fósseis e camadas geológicas nos remetem apenas ao i-
nício de tudo quando Deus disse: “Faça-se isto” e: “FIAT” (ou “BIG-BANG”, tanto faz)
tudo apareceu do nada!
Deus não se importa se você acredita ou não. Ele não fala para quem não
crê! Se não é um crente você está morto para Ele, não faz parte da visão d‟Ele! Ele só fala
para aqueles que, escolheu antes da fundação do mundo!
“... como também nos elegeu nele, antes da fundação do mundo, para ser-
mos santos e irrepreensíveis diante dele em amor”, Efésio 1: 4.
Deus só é ouvido por aqueles a quem Ele deu fé para crer no que Ele diz!
Aos sábios do mundo Ele declara:
“Destruirei a sabedoria dos sábios, e aniquilarei a sabedoria o entendimen-
to dos entendidos”, 1ª Corintos 1: 19.
Também diz:
“Porque a palavra da cruz é deveras loucura para os que perecem; mas,
para nós, que somos salvos, é o poder de Deus”, 1ª Corintos 1: 18!
Não estou falando aqui para os cientistas incrédulos, estou me dirigindo à-
queles a quem Deus já deu fé e que, por terem a cabeça invadida desde o nascimento pelos
conhecimentos científicos do mundo, ficam sem conseguir captar bem o que Deus lhes diz.
Muitos cientistas são crentes embora não o saibam! Se Deus os escolheu,
chegará o dia no qual Jesus e o Espírito de Deus irão conseguir fazer a Palavra penetrar em
seus corações e mentes e eles ACORDARÃO do sono mortal que dormem.
Nem Deus, nem Jesus, nem o Espírito Santo falham: NUNCA! É só questão
de mais ou menos dias. Quem sabe este capítulo não vai abrir os corações de muitos desses
adormecidos mundo afora! Espero que sim. Aleluia!
O diabo SEMPRE faz força para “COMPROVAR” que a Palavra de Deus
está errada neste ou naquele ponto. Também insiste em divulgar a possibilidade do homem
poder reencarnar ou seja, ter uma vida eterna sem precisar do Salvador. Os que não são de
Deus irão aceitar esses ensinamentos demoníacos como verdadeiros e os de Deus como
falsos. E olhem que eles são maioria neste mundo que jaz no maligno! Daí, a enorme di-
vulgação e aceitação de tudo que é CONTRA o que Deus diz.
Portanto, irmãos, saibam disso: existiram animais pré-históricos, humanói-
des pré-históricos, , nada disso vale na história que Deus nos conta a respeito das origens da
Vida. Só a partir de Adão e Eva, é que a história VERDADEIRA da Vida do HOMEM es-
piritual começa. E como nossa vida foi criada e como será seu meio e fim, está tudo lá, na
Bíblia.
Deus providenciou nos deixando tudo anotado e muito bem anotado, para
suplantar todas as astúcias e tentativas históricas do diabo de eliminar Sua Palavra da Terra.
No mais, que a Paz do Senhor esteja sobre todos os irmãos, tanto os que já
acordaram na fé, quanto os que ainda irão acordar do sono da morte adâmica.
Quanto aos incrédulos estes não fazem parte da História Divina e, para Deus,
estão e continuarão sempre MORTOS; infeliz ou felizmente, não sei, só sei que esta é a
mais pura Verdade.
“Porque todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus” Romanos 3:
23. Portanto...
MARANATA!

Capítulo 536
SALVAÇÃO
Olho e vejo uma multidão efervescendo, produzindo coisas fantásticas e
tremo, ao pensar no futuro das suas almas.
Toda a humanidade descende de Adão e Eva. Bilhões e bilhões de vidas fo-
ram geradas, gerações se sucederam e a morte ceifando implacavelmente, mostrando como
o demônio domina. E eu sou: SALVO!
Não havia a menor diferença entre mim (antes de salvo) e esta multidão de
almas que caminham para a morte e o inferno. O que eles pecaram também pequei. Pela Lei
do olho por olho, meu destino seria exatamente o deles e isto me arrepia.
Enfrentar, por anos, uma vida difícil, cheia de problemas, ameaças contínuas
e a certeza da morte final para, depois, ainda ir para o inferno não é mole! Mas este é o des-
tino da maioria das pessoas com quem cruzo nas ruas; são mortos caminhando para o abis-
mo final, embora pensem estarem vivas e até pareçam estarem, coitadas!
Querem um versículo que comprova o que eu digo? Leia o que Jesus diz a
um apóstolo, quando o convocou e ele pediu para primeiro ir enterrar o pai, que falecera.
Está em Lucas 9: 60 e diz:
“Mas Jesus lhe observou: Deixa aos mortos o enterrar os seus mortos; po-
rém tu vai e anuncia o reino de Deus.”
Quando Adão caiu e foi expulso do Paraíso levou a morte consigo. E este
demônio não só controlou a vida de Adão e Eva como a de todos os filhos deles, procuran-
do fazê-los pecarem mais e mais e se autodestruírem para engordarem o inferno.
Quando Deus viu esta triste situação do homem que criara para outra finali-
dade, entristeceu-se e decidiu dar um troco fenomenal ao diabo. Resolveu Ele mesmo vir
morrer em nosso lugar, para poder SALVAR pela FÉ (porque foi pela INCREDULIDADE
que Adão caiu) os que aceitassem seu inominável gesto de Amor.
“Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito,
para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna” (João 3: 16).
Mas, sabendo Deus que nenhum homem nestas alturas, teria mais condições
de CRER no que Ele dissesse ou fizesse (pois, o diabo dominava todos os corações e men-
tes) deu, gratuitamente, um tanto de fé aos que escolheu e, assim, pode SALVAR os que
quiser. Dar fé, não é espiritualmente ilegal, porque o diabo roubou a fé de Adão!
E é no meio desses ESCOLHIDOS que me encontro agora, graças à infinita
misericórdia divina. Não ha razão, lógica, explicação para esta escolha! Apenas CREIO no
que o Senhor disse. E está escrito:
“Vós não me escolhestes a mim, mas, eu vos escolhi a vós e vos designei,
para que vades e deis frutos, e o vosso fruto permaneça, a fim de que tudo quanto pedirdes
ao Pai em meu nome, ele vo-lo conceda.” (João 15: 16).
Passei anos vagando nas trevas, sentindo necessidade de algo que desse sen-
tido à minha vida, praticando atos religiosos, beijando pés de ídolos e nada. Até que um dia,
sùbitamente, re-encontrei a Palavra de Deus e ela me levou diretamente ao Evangelho, à
Boa Nova de que eu não precisava viver pagando pecados, mas, que o próprio Deus já tinha
proporcionado um meio definitivo para eu me chegar a Ele: Jesus.
“Eu sou o caminho, e a verdade, e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por
mim.”, João 14: 6.
Para mim foi como um relâmpago! De repente um clarão, CRI e entreguei
minha vida ao Senhor. Nada de religião, de sacrifícios, de penitências, de rezas, de tentati-
vas de ser bom. Jesus tomou o meu lugar e fez tudo por mim. Eu só precisava mesmo
CRER e declarar que O aceitava como Senhor. Fiz isto e pronto.
“Porque, se com a tua boca confessares a Jesus como Senhor, e em teu co-
ração creres que Deus o ressuscitou dentre os mortos, será salvo” (Romanos 10: 9).
Eu fui mais fundo que alguns. Não O aceitei só como Salvador, mas, como
Senhor, o que significa que passei a OBEDECER ao que Ele ordena na Palavra abaixo:
“Ide por todo o mundo, e pregai este evangelho a toda criatura. Quem crer
e for batizado será salvo; mas quem não crer será condenado. E estes sinais acompanha-
rão aos que crerem: em meu nome expulsarão demônios; falarão novas línguas;pegarão
em serpentes; e se beberem alguma coisa mortífera, não lhes fará dano algum; e porão as
mãos sobre os enfermos, e estes serão curados”, Marcos 16: 15-18.
Ler isso me levou a uma bênção maior do que simplesmente ser SALVO, me
transformou pelo Novo-Nascimento (o batismo com o Espírito Santo) num: Filho de Deus!
Sou uma Nova Criatura, não mais um homem adâmico, caído, nem apenas
um salvo. O diabo pensou que tinha acabado definitivamente a obra-prima da criação, des-
truindo os adâmicos, mas, Deus tornou aquele desastre na maior demonstração de Seu Po-
der, criando uma nova geração de humanos a dos: Filhos de Deus! Uma multidão de pe-
quenos deuses que gerirão o mundo porvir.
Por enquanto, vou participando da Obra divina na medida na qual sou reque-
rido. Como agora, que Ele me inspirou a escrever este capítulo a fim de mostrar aos salvos
e não salvos que Ele escolhe, para que ninguém se glorie a não ser no Senhor.
E que a Paz que está acima de todo o entendimento, envolva os eleitos.
MARANATA!

Capítulo 537
NOVA CRIATURA
Minha filha reclamou do PC da mãe, que não estava conseguindo acessar a
internet. Fui examiná-lo e terminei ficando com problemas no meu. Daí, tive de examinar
os dois e gastei algum tempo. Depois que consegui fazê-los funcionar, resolvi entrar numa
sala de bate-papos evangélica para ver se algum irmão queria ajuda.
Logo, uma irmã me contatou. Não sei seu nome, nem onde mora, informou-
me ser casada e amar o marido. Mas estar com um grande problema na congregação. Per-
cebi ela ser uma NASCIDA DE NOVO, imediatamente, pela forma de falar.
Contou-me o seguinte:
O pastor da sua igreja estava com problemas com a esposa, pretendia se se-
parar. Ela estava orando e jejuando por ele e, também, sendo sua confidente.
- Logo ele, que foi meu pai espiritual! O problema mais grave é que ele me
disse que estava começando a gostar de mim. Que devo fazer? – lamentou-se.
Seu problema era sério. Minha primeira instrução foi lhe recomendar que
mudasse de congregação imediatamente, ao que relutou. Achou drástico demais.
Mostrei-lhe o versículo de Mateus 23: 9 que apontava o primeiro erro dela e
que diz:
“E a ninguém sobre a terra chameis de vosso pai; porque um só é o vosso
Pai, aquele que está nos céus.”
E lhe perguntei se ela não estava com idolatria para com aquele pastor ao
que me respondeu.
- Como poderia estar! Só adoro Jesus!
Aquela senhora estava desesperada e queria uma solução urgente do proble-
ma com o pastor; por isso, resolvi orar para o Espírito consolá-la. Fiz isto, ela disse AMEM
e, depois de alguns minutos, me informou que, de fato, tinha sentido uma grande melhora.
Já aliviada informou-me que ficara pensando a respeito da idolatria. Seria
aquilo um fato?
- Você confessa! Se for verdade irá sentir uma melhora imediata e se não for,
continuará como está se sentindo, não é? – perguntei-lhe.
Ela me pediu alguns momentos para fazer sua confissão e lembrei-a, tam-
bém, a pedir perdão pelas vezes nas quais, participou da Ceia com aquele ídolo no coração.
Depois de alguns minutos me informou que tinha sentido uma tremenda mu-
dança e que Deus estava com ela novamente.
- Mas como resolver o problema do pastor? - perguntou-me.
Avisei-a que o problema era dele e não dela, e que achava melhor ela deixar
aquilo totalmente de lado para não ser enleada de novo. Outros orariam por ele.
Depois disso lhe dei a seguinte instrução: Ela e o marido (que também é um
nascido de novo) se juntassem para fazerem uma reunião dirigida totalmente por Jesus,
conforme ensino no Cap. 41, do meu livro: “Jesus, o Leão de Judá”.
E daí obedecessem ao que o Espírito Santo lhes ordenasse. Se fosse para tro-
car de congregação, o fizessem de imediato. Mostrei-lhe como isto seria o mesmo que ela
matar o Isaque dela e entendeu. Apenas me perguntou se devia contar ao marido o que es-
tava acontecendo o que lhe aconselhei a não fazer, porque nem todo mundo é capaz de re-
ceber uma notícia destas e se manter calmo. Além do mais, ela não tinha feito nada!
Depois de mais ou menos uma hora desta conversa, que procurei abreviar
aqui, para não fatigar o leitor, foi que me lembrei de algo. Minha parceira de oração viajou.
Foi em missão a P. Alegre onde ficaria por 15 dias. E eu tinha pedido ao Senhor, para não
me deixar ficar sem minha reunião de oração das terças-feiras. Então, notei que era exata-
mente uma terça-feira e estava na mesma hora daqueles nossos cultos semanais. Aleluia!
Deus deixou o diabo perturbar os nossos computadores só para que eu viesse
operá-los na hora exata na qual, colocou aquela mulher naquela sala! E, olhem, ela me disse
que NUNCA tinha entrado numa sala de bate-papos antes, e não sabia por qual razão entra-
ra naquele dia! Mas que foi uma bênção mútua, foi. Aleluia!
MARANATA!

Capítulo 538
ALMA VIVENTE
Toda vida soube do homem ser um espírito, que tinha uma alma e um corpo.
Outro dia um pastor, pelo canal pago da SKY, afirmou o homem ser apenas uma ALMA
VIVENTE e não ter espírito! Fiquei intrigado e resolvi examinar a coisa.
De fato, está escrito que Deus soprou no homem o hálito da vida e ele (o
homem) se tornou uma ALMA VIVENTE. O problema é que, como uma ALMA VIVEN-
TE podia se comunicar com Deus? A alma é nosso centro de emoções e sensações e Deus é
espírito puro, como se comunicariam SE o homem não tivesse em si, um espírito?
Porém 1ª Corintos 15: 45 reforça:
“Assim também está escrito: O primeiro homem, Adão, tornou-se alma vi-
vente; o último Adão, espírito vivificante.”
E isto vinha corroborar o que aquele pastor disse. Puxa, que coisa nova para
mim! Onde levava isso?
Ora, que Adão se comunicava com Deus mesmo sendo apenas uma ALMA
VIVENTE mostra-nos a Bíblia. Esta comunicação só foi quebrada quando ele caiu e a
MORTE penetrou na vida dele. E como a morte é um espírito demoníaco, foi a partir daí
que Adão ficou sujeito às enfermidades, acidentes e MORTE.
É isto! Adão passou a ter um espírito, mas, um espírito demoníaco o, da
morte. Assim, toda a geração do primeiro Adão passou a ter uma alma, um corpo e mais um
espírito demoníaco? – conclui.
Jesus diz que todo homem natural (o que não NASCEU DE NOVO pelo ba-
tismo com o Espírito Santo) está MORTO, conforme lemos em Mateus 8: 22:
“Jesus, porém, respondeu-lhe: Segue-me, e deixa os mortos sepultarem os
seus próprios mortos”.
Assim, um homem adâmico, morto, só se torna nova criatura, depois do
batismo de fogo, quando recebe o ESPÍRITO SANTO e se torna capaz não só ouvir e se
comunicar com Deus, como de FAZER as coisas maravilhosas que só Deus pode fazer.
Ora, só não é possível entender COMO o primeiro Adão, ALMA VIVENTE,
se comunicava com Deus! – concluí. Deus não se comunicou através de um asno, quando
quis exortar o profeta Balaão? E o asno, além de ter entendido Deus, ainda não falou para o
profeta? Está em Números 22: 22-40!
Bem, o fato de que o último Adão, isto é, a nova geração de humanos (a dos
Filhos de Deus) ser vivificante, é óbvio, porque estes seres humano podem fazer as obras
(curas, libertações, prodígios e milagres) que Jesus fazia e outras maiores como Jesus mes-
mo o declarou em João 14: 12:
“Em verdade, em verdade vos digo: Aquele que crê em mim, esse também
fará as obras que eu faço, e as fará maiores do que estas; porque eu vou para o Pai”.
Mas é bom, sempre lembrar aos leitores que este Adão.2 consiste apenas no
grupo dos cristãos batizados com o Espírito Santo, dos que NASCERAM DE NOVO e
que PODEM dar os sinais maravilhosos de FÉ, a maioria dos outros cristãos vão ficar, com
certeza, dando pulos de raiva. Mas, fazer o que?
“Sem fé é IMPOSSÍVEL se agradar a Deus”, Hebreus 11: 6.
Só restava um probleminha, agora, é que, em 1ª Pedro 3: 19, está escrito:
“no qual também foi, e pregou aos espíritos em prisão”
Bom, era justo que todos os escolhidos falecidos antes de Jesus, também ti-
vessem sua chance de salvação. Por isso Jesus pregou por três dias, no hades para que eles
O aceitassem como Salvador.
Porém se eles eram almas viventes, porque Paulo diz espíritos em prisão
não almas em prisão como seria o lógico? Quais espíritos seriam estes aí, em prisão, a
quem o Senhor Jesus pregou foi a pergunta que me fiz?!
A resposta me deu o nosso próprio pastor, quando lhe contei minha dúvida:
- Nós não fomos criados à imagem e semelhança de Deus? Deus é o que?
Só havia uma única resposta possível: Espírito!
Então, está aí a solução do problema. O homem foi um espírito, criado por
Deus, para viver na terra. Por isso, a este espírito homem, Deus deu um corpo de barro, ao
qual deu uma alma, para dar vida a tal corpo. Os anjos são espíritos, também, mas, não têm
corpo e, por isso, não precisam de alma para dar vida a corpo nenhum. Quando Deus lhes
ordena, eles podem assumir qualquer forma por certo tempo.
Todo este problema decorreu por eu ter dado ouvidos a uma bem elaborada
pregação de um pastor das Testemunhas de Jeová, seita a quem aquele canal de TV parece
pertencer, segundo investiguei depois. Eles têm ojeriza ao que é do espírito, escrevem até
Espírito Santo com letras minúsculas em suas bíblias! Mas, glória a Deus, pois o Espírito
do Senhor me deixou inquieto desde o início, a respeito daquela declaração e, no final, deu-
me a vitória. Aleluia!
Lembrem-se sempre de que está escrito:
“A letra mata o espírito é que vivifica” em 2ª Corintos 3: 16.
MARANATA!

Capítulo 539
CRIAÇÃO DO HOMEM
“O espírito é o que vivifica, a carne para nada aproveita.” (João 6: 63), de-
clara o Senhor. Esta declaração é fundamental para o estudo da Palavra de Deus. Em qual-
quer caso de dúvida, busque o espírito por trás da letra. É nele que encontrará a verdade.
Quando Jesus estava na terra podia ter aberto todos os segredos do Universo
para o homem SE isso fosse do agrado do Pai. Porém ele falou em parábolas para que só os
escolhidos entendessem. Este foi o espírito que O moveu e, ainda hoje O move. Ele vai
revelando a Verdade na medida em que julga adequado.
“Mas o meu justo viverá da fé; e se ele recuar, a minha alma não tem prazer
nele.” (Hebreus 10: 38) é determinação ABSOLUTA para vida dos filhos de Deus; é a FÉ
que marca, faz a diferença entre os filhos de Deus e os religiosos carnais. Os religiosos car-
nais não conhecem Deus e Deus a eles não se manifesta. Discutem eternamente a respeito
do que não sabem e, a cada nova descoberta que julgam ter feito, se ufanam.
Mas, tentarei explicar melhor como Deus criou o homem. Para dar aos ir-
mãos uma , visão a respeito, conforme o Espírito de Deus me mostrou.
Deus criou o homem espiritual ANTES da fundação do mundo. Isto está re-
velado em Efésios 1: 4:
“como também nos elegeu nele antes da fundação do mundo, para sermos
santos e irrepreensíveis diante dele em amor”
Deus nos diz no Gênesis 1: 26-27:
“E disse Deus: Façamos o homem à nossa imagem, conforme a nossa se-
melhança; domine ele sobre os peixes do mar, sobre as aves do céu, sobre os animais do-
mésticos, e sobre toda a terra, e sobre todo réptil que se arrasta sobre a terra. Criou, pois,
Deus o homem à sua imagem; à imagem de Deus o criou; homem e mulher os criou”.
Notem que, aí, Deus criou o homem e a mulher a sua imagem e semelhança
ao dizer: Façamos o homem! Ora, homem e mulher têm sexos diferentes, Deus não tem
sexo, logo, Deus se referia aí, ao espírito do homem e da mulher os quais são sua imagem e
semelhança.
Já, em Gênesis 2: 7 está escrito:
“E formou o Senhor Deus o homem do pó da terra, e soprou-lhe nas narinas
o fôlego da vida; e o homem tornou-se alma vivente”.
Aqui temos uma palavra chave que é: tornou-se. Ora, algo que NÃO existe,
não pode se tornar nada! Porém, o versículo acima diz que o homem TORNOU-SE, isto é,
ele já existia como espírito, porém, recebeu corpo e alma para viver na terra tornando-se
alma vivente! Esta é a explicação correta da criação do homem.
O corpo do homem foi feito com materiais terrenos o que indica claramente
o ambiente para o qual foi destinado. Este projeto divino não cessou com a queda de Adão.
Deus NUNCA desiste, ao invés de ter se apoquentado com a queda adâmica Deus começou
a criar algo que o diabo NUNCA imaginou que Deus criaria: filhos d‟Ele, seres homens-
Deus.
Deus revela isso, em 1ª Corintos 15: 45, quando disse:
“Assim também está escrito: O primeiro homem, Adão, tornou-se alma vi-
vente; o último Adão, espírito vivificante”.
Notem que, em ambos os casos, a Palavra diz tornou-se. Não diz foi feito!
Isto porque, tanto no caso do primeiro Adão, como já expliquei, quanto no segundo, o novo
homem também não nasce já filho de Deus feito, mas, é numa “manjedoura” de terra (o
corpo do homem caído) que o Espírito de Deus cria o Novo Homem, irmão de Jesus.
E observem também que, no final de tudo, depois do Arrebatamento dos fi-
lhos de Deus da terra, eles irão morar num satélite cúbico o qual orbitará este planeta. Lei-
am Apocalipse 21: 9-27 para ver como será a Nova Jerusalém, morada dos filhos de Deus.
Um lugar entre a Terra e o Céu, mas, juntos com Deus!
Satanás NUNCA esperava por essa e, é por este motivo que ele faz de tudo,
tudo mesmo, para que os que aceitam Jesus como Salvador não descubram o poder que
Deus lhes dá, deles se tornarem filhos de Deus,, aqui na terra, dependendo apenas de darem
alguns passos de fé,, para que tal aconteça. Este novo nascimento dependerá totalmente de
boa vontade e ,um esforço de fé dos salvos.
“Mas, a todos quantos o receberam, aos que crêem no seu nome, deu-lhes o
poder de se tornarem filhos de Deus”, João 1: 12.
Infelizmente, pelo que diz Mateus 24: 10 e 25: 10, só metade dos que acei-
tam Jesus buscam-no até o novo nascimento. A outra metade não busca o Senhor como Ele
quer e, por isso, vegeta em congregações frias, adequadamente vigiadas pelo diabo.
“Buscar-me-eis, e me achareis, quando me buscardes de todo o vosso cora-
ção”, Jeremias 29: 13.
É tempo de acordar, povo!
No final dos tempos depois do Reino do Milênio e do Armagedom haverá
alguns seres humanos naturais, escapados dos flagelos da Grande Tribulação, além dos fi-
lhos de Deus!
Os homens naturais de então irão repovoar e dominar todo o Universo mate-
rial que Deus lhe deu: estrelas e galáxias. Os filhos de Deus, creio eu, deverão administrar a
coisa toda sob as ordens do Senhor Jesus; do diabo e seus anjos ninguém mais ouvirá falar!
Existirão nações e cada uma delas terá de enviar uma embaixada ao Rei Jesus, em Jerusa-
lém, uma vez por ano, sob pena de severas sanções.
Os árabes e judeus finalmente encontrarão a paz e, na Arábia, também have-
rá um Templo Sagrado onde os homens poderão adorar ao Deus verdadeiro.
Mas os filhos de Deus habitarão é lá, no satélite cúbico providenciado por
Deus, para Seus filhos onde Ele mesmo fará morada. É por isso que Jesus disse João 14: 2:
“Na casa de meu Pai há muitas moradas; se não fosse assim, eu vo-lo teria
dito; vou preparar-vos lugar.”
Ele não teria de nos preparar nada se fôssemos exatamente para o céu espiri-
tual, onde vivem os seres espirituais: Deus e os anjos. Nós temos corpo físico e mesmo glo-
rificados somos feitos para viver no universo material, lembrem-se da oração de Jesus, em
João 17: 15:
“Não rogo que os tires do mundo, mas que os guardes do Maligno.”
Portanto, vamos tratar de preparar o Reino de Deus, já de agora, para glória
do Nome que está acima de todos os nomes: Jesus. Aleluia!
MARANATA!
Capítulo 540
IDOLATRIA
A idolatria é um dos maiores pecados que existe no mundo. Talvez seja
mesmo a raiz de todos os outros! Há uma maldição avisada por Deus, sobre quem pratica a
idolatria, e contida no Salmo 115: 8, onde diz:
“Semelhantes a eles sejam os que fazem, e todos os que neles confiam”.
Isto é, o idólatra pode ficar: cego, surdo, mudo, paralítico, como seu ídolo!
Ora, tal coisa pode acontecer tanto na dimensão física (quando a pessoa pode ficar deficien-
te física) quanto na, espiritual, quando o idólatra pode ficar cego para Deus, não conseguir
ouvi-Lo, falar com Ele, andar no Caminho da Verdade e da Vida, nem fazer nada do que
Deus quer, embora seja fisicamente saudável!
Quando falamos de idolatria não estamos nos referindo só aos GROTESCOS
ídolos católicos, visíveis e apontados por qualquer evangélico, mas, também aos ídolos
escondidos no coração dos próprios evangélicos!
Tem muitos evangélicos adorando: time de futebol, cantores, pastores, de-
nominações, doutrinas, dinheiro, poder temporal, cargos, ofícios, títulos, ministérios, famí-
lia, bens materiais, ciências, artes, música, literatura, etc.!
Quando você mostra a um católico o ídolo dele, ele não consegue enxergá-
lo. Para contornar sua cegueira diz que não adora aquilo, apenas venera; trocando seis por
meia dúzia. Ou, então, diz aquilo ser apenas para ele se LEMBRAR de Jesus, Maria, etc.
Ora bolas! Deus não nos quer com ídolos, exatamente, para a gente não se
LEMBRAR d‟Ele como os ídolos são! Notem este contra-senso idólatra. Deus é vivo, fala,
ouve, anda, cria; o ídolo não faz nada disso, portanto, nenhum ídolo pode nos lembrar Deus
ou Jesus nem de longe. E, se você começa a se voltar para ele, irá pensar no fim que Deus é
como ele: morto, inerte, surdo, mudo, etc.
Eu já fui chamado à atenção pelo Senhor porque estava com uma idolatria
bem forte. Felizmente Ele conseguiu me mostrar qual. Era por minha netinha! Eu, realmen-
te, a adorava e achava ser a única coisa que me dava alegria na vida. Isto é pura idolatria!
Confessei ao Senhor, pedi perdão, reneguei a este ídolo e fui liberto.
Uma irmã estava com sérios problemas porque adorava o pastor de sua con-
gregação. Consegui lhe mostrar isso e libertou-se, espantada, porque jamais podia imaginar
que tal coisa fosse possível!
Outra maldição contra o idólatra é mais abrangente, pois, envolve toda sua
família. Está em Deuteronômios 7: 25-26, onde Deus diz duas coisas importantíssimas a
respeito:
“As imagens esculpidas de seus deuses queimarás a fogo; não cobiçarás a
prata nem o ouro que estão sobre elas, nem deles te apropriarás, para que não te enlaces
neles; pois são abominação ao Senhor teu Deus.
Não meterás uma abominação em tua casa, para que não sejas anátema
semelhante a ela; de todo a detestarás, e de todo a abominarás, pois é: anátema.”
Se você não destrói um ídolo porque ele tem grande valor histórico, ou mo-
netário, está amarrado a ele! Se você tem um ídolo todo de ouro e, depois de destruí-lo,
resolve aproveitar o ouro em outras coisas, continua amarrado a ele. E pior, se transferir
este material para outros, irá contaminar a vida deles, vidas pelas quais você responderá ao
Senhor!
Quando coloca um ídolo em sua casa, em seu carro, em seus objetos pesso-
ais, tudo fica contaminado! As pessoas da casa serão atacadas pelos demônios (que moram
neles, como vespas habitam em vespeiros) e: não poderá haver paz naquela casa nem a fa-
mília poderá ser saudável, ou próspera. Os demônios contidos nos ídolos não deixarão nin-
guém em paz e Deus não vai poder intervir, porque você mesmo os está preferindo a Deus.
Quando vejo automóveis desfilando com figuras de “marias” e “jesuses” te-
nho pena. Esses católicos pensam que estão protegidos, quando estão, justamente ao contrá-
rio, com enormes brechas nos muros espirituais! Se já não lhes aconteceu algo de mal até
agora, foi graças à misericórdia divina; nada mais!
Porém, como com Deus não se brinca, trocadilhos de palavras não valem, e
desculpas muito menos e além disso Sua misericórdia não é para sempre; porque Ele tam-
bém tem de ser JUSTO e cumprir o que decretou.
Outra desculpa esfarrapada de muitos idólatras é dizerem que apesar de se-
rem católicos, não invocam mortos nem praticam idolatria. Quando você diz que É católico
está assinando em baixo de tudo de errado do catolicismo e servindo de péssimo exemplo
para outras pessoas; pelo que não fica isento do erro, é CONIVENTE com eles!
Se, só agora, descobriu ser idólatra cuide-se, porque o tempo de misericórdia
divina pela sua ignorância acabou de terminar.
MARANATA!

Capítulo 541
FORÇA GAY
Um pastor pregava sobre os grandes embates que a Igreja do Senhor sofrera
desde seu nascimento. O primeiro teria sido contra o império romano, o segundo contra o
papado, o terceiro contra o comunismo e arrematou dizendo que o último seria contra a
força gay.
Sabe-se, sobejamente, como os romanos tentaram acabar com os cristãos;
muitos filmes devem ter assistido a respeito e devem saber como o Coliseu está empapado
do sangue de mártires. A história, também, mostra como o imperador Constantino, por obra
e “graça” dele mesmo, resolveu ser senhor de todos os cristãos do mundo, assumindo o
título de papa e infiltrando uma série de aberrações pagãs no mundo cristão.
Durante vários papados, a tortura e a morte foi o castigo para quem desobe-
decesse às ordens dos papas. O comunismo (declaradamente ateu) matou milhões de cris-
tãos e, na China, ainda segue por este caminho, mas, o importante é que a Igreja do Senhor
continua incólume enquanto todos os regimes de perseguições foram e vão caindo, um a
um.
“Pois também eu te digo que tu és Pedro, e sobre esta pedra (sobre o pó,
homem de carne) edificarei a minha igreja, e as portas do inferno não prevalecerão contra
ela” Mateus 16: 18 é verdadeiro.
O diabo, então, inventou uma nova força a: força gay. Quiçá na sua última e
desesperada tentativa de vencer!
Deus criou dois sexos: o masculino e o feminino. Qualquer outro fora destes,
não provem d‟Ele. Para estes outros sexos serem aceitos modernamente, o diabo começou
infiltrando há alguns anos, a idéia de que os homens tinham uma metade feminina e instruiu
as mulheres a se liberarem e terem direitos iguais aos dos homens. Foi injetando isso aos
poucos nas mentes, até a idéia se tornar moda e, enfim, causar a avassaladora onda de con-
fusão de sexos atual.
No meu tempo de moço (60 anos atrás) existiam apenas uns dois ou três ho-
mossexuais declarados, na cidade. Eram conhecidos por todos. Hoje, duvido que me digam
quantos existem!
O homossexualismo é um castigo decorrente de PECADOS SOCIAIS, co-
mo explica a Palavra, em Romanos de 1: 26 em diante. A sociedade começa adorar a criatu-
ra ao invés de ao Criador e, então, Deus permite que o espírito de confusão ataque, vindo
provem a confusão de sexos; homens e mulheres se desonrando mutuamente.
Aquele pastor disse que, recentemente, teve um Projeto de Lei para aprova-
ção no qual pelo jeito como fora escrito, o Estado iria passar a considerar as igrejas como
associações e não mais como são consideradas hoje: fora da jurisdição do Estado. O pastor
(um político) disse que foi ele mesmo quem notou a artimanha maligna, a expôs a público
e, então, o Presidente retornou o projeto para consertos; pois, do jeito estava, seria elimina-
da a liberdade religiosa do país.
O diabo perdeu mais aquela oportunidade de atacar por dento, porém, ainda
tem a força gay a seu favor atacando por fora.
Os gays, pelas leis atuais, têm plena liberdade de ação, já podem se beijar em
lugares públicos e o Estado os reconhece, oficialmente, como “casais”. Já podem casar,
adotar filhos e educá-los.
Toda a mídia está trabalhando poderosamente em prol dos gays, você não
assiste mais a nenhum filme (feito de uns anos para cá) que não tenha um gay sendo enalte-
cido pelas suas excelentes qualidades (bem acima das qualidades dos “héteros”, considera-
dos quase como aberrações no mundo) as televisões podem transmitir, agora, seus “amo-
res” a qualquer hora do dia ou da noite para atrair as crianças, claro.
Imaginem uma criança criada assistindo a tais programas ou criada por um
casal gay! Assim, os cristãos vão sendo inoculados em suas próprias casas, com toda sorte
de idéias pervertidas sem poderem se defender legalmente.
Da mesma forma como Jesus veio de um povo escolhido: o povo judeu; o
diabo também prepara seu povo, onde sua maior esperança (o Anti-Cristo) será gerado.
Sabemos que o Anti-Cristo será gay. Está escrito em Daniel 11: 36-39:
“... e o rei fará conforme lhe aprouver; exaltar-se-á, e se engrandecerá so-
bre todo deus, e contra o Deus dos deuses falará coisas espantosas; e será próspero, até
que se cumpra a indignação: pois aquilo que está determinado será feito. E não terá res-
peito aos deuses de seus pais, nem ao desejo de mulheres, nem a qualquer outro deus;
pois sobre tudo se engrandecerá. Mas em seu lugar honrará ao deus das fortalezas; e a um
deus a quem seus pais não conheceram, ele o honrará com ouro e com prata, com pedras
preciosas e com coisas agradáveis. E haver-se-á com os castelos fortes com o auxílio dum
deus estranho; aos que o reconhecerem, multiplicará a glória; e os fará reinar sobre mui-
tos, e lhes repartirá a terra por preço”.
Porém, como Sodoma e Gomorra (clássicos exemplos bíblicos deixados por
Deus) a sociedade atual caminha para sua luta final. Antes deste fim os gays ainda poderão
causar muitíssimas baixas nas igrejas, porque será esta a última investida que diabo tem
para destruí-la e sabe disso.
Imagine você se aquele projeto de lei tivesse sido aprovado e um gay quises-
se fazer parte de sua igreja. Pela Lei, teria de aceitá-lo ou seria processado por descrimina-
ção sexual e, de processo em processo nenhuma igreja ficaria de pé. Este tipo de ataque foi
bloqueado é verdade, mas o diabo não parou.
“Vigiai e orai” principalmente por suas crianças é o conselho que dou.
MARANATA!

Capítulo 542
MORRER PARA VIVER
Do ponto de vista da “Nova Aliança” o espiritual precede ao material em to-
das as instâncias. Em Apocalipse 12: 11, Jesus diz:
“E eles o venceram pelo sangue do Cordeiro e pela palavra do seu testemu-
nho; e não amaram as suas vidas até a morte.”
Jesus em Lucas 14: 26, diz:
“Se alguém vier a mim, e não aborrecer a pai e mãe, a mulher e filhos, a
irmãos e irmãs, e ainda também à própria vida, não pode ser meu discípulo.”
Para uma pessoa NASCER DE NOVO, claro, ela terá de MORRER antes,
senão como nasceria de novo? O novo nascimento (batismo com o Espírito Santo ou ba-
tismo de fogo) exige esta morte. Porém, não se trata aqui, necessariamente, de se morrer
fisicamente nem de simplesmente se largar a família e tudo mais e ir para um mosteiro;
porém, de se morrer, interiormente, para o mundo!
Muitos neófitos aceitam Jesus como seu Salvador, vão ao batismo das águas
para mostrar que estão morrendo para o mundo e nascendo para Deus; porém, a maioria
deles está fazendo isto apenas da boca para fora, sem conhecerem a total plenitude do que
pretendem demonstrar. Por isso são batizados nas águas e, ali ficam, como sementes sem
vida aguardando alguma chuva serôdia, para nascerem de novo.
Este aguardar pode durar anos ou a vida toda dos neófitos, tanto por culpa
deles mesmos, quanto dos ministros e das congregações onde vegetam. Deus diz em Jere-
mias 29: 13:
“Buscar-me-eis, e me achareis, quando me buscardes de todo o vosso cora-
ção.”
Outro dia um irmão me perguntou por que ele queria tanto o batismo com o
Espírito Santo e não o recebia. Eu lhe falei que só quem decide a respeito do batismo com o
Espírito é Jesus, conforme diz Mateus 3: 11:
“Eu, na verdade, vos batizo em água, na base do arrependimento; mas a-
quele que vem após mim é mais poderoso do que eu, que nem sou digno de levar-lhe as
alparcas; Ele vos batizará no Espírito Santo, e em fogo.”
Em seguida instrui o irmão a pegar meu livro “Jesus, o Leão de Judá” e fazer
a purificação completa ensinada no Cap.41 dele, antes de, novamente, pedir seu batismo
com o Espírito, a Jesus. Mas, enquanto isto, notei o apelido (cada participante das salas de
bate-papos têm de usar um apelido) que ele usava na sala: Overdose!
- Puxa, irmão, este seu apelido não se coaduna de forma alguma com alguém
que quer receber o batismo com o Espírito Santo! Será por isto que não o recebeu? – per-
guntei-lhe - ao que me respondeu (rindo!) que aquele apelido era do tempo no qual, ainda
não era cristão.
Uma pessoa que usa um apelido destes e ri depois de admoestado, está cons-
ciente de pecados? Ele foi batizado nas águas porque seu pastor e igreja não podem ver o
seu interior, mas Jesus vê. Informei-lhe que o livro já estava no computador dele e me a-
gradeceu.
Atendi inúmeras pessoas e, mais de uma hora depois, notei que elas continu-
aram na sala: conversando miolo de pote, rindo, falando bobagens. Elas estão mesmo
QUERENDO o batismo com o Espírito, conforme declararam? - pergunto-lhes.
Quando eu procurava desesperadamente a Verdade e a Vida e soube que ela
era Jesus, não perdi tempo, a cada porta aberta entrava imediatamente. Toda minha família
foi contra, fez pressão a respeito. Mas não dei ouvidos a ela nem aos padres, nem sequer ao
bispo da paróquia que vociferou contra mim. Joguei minha religiosidade no lixo, como
Paulo fez e fui direto, em busca da Luz! Fazer isso não é fácil, a gente tem de arriscar tudo,
é sacrificar tudo o que sempre nos pareceu ser bom em busca de algo que não temos ne-
nhuma garantia de ser certo, apenas por fé na Palavra!
Isso exige um grande esforço e sacrifício de vida; temos de morrer para nós,
temos de desprezar todos os valores que tínhamos em busca de “um sonho louco”; com o
qual a carne, o diabo e o mundo insistem em nos fazer crer: estarmos sonhando.
Mas se você não se atirar assim, irmão, irá ficar como mais uma semente se-
ca plantada num banco de igreja. A maioria das igrejas de hoje é apenas um necrotério,
onde mortos se enganam dizendo estarem vivos, fazendo muita festa, envolvendo-se com
muitas músicas e palavras emocionantes da Letra. Do ponto de vista divino tais templos
estão lotados mesmo só de sementes secas. É uma lástima!
“Vede, pois, como ouvis; porque a qualquer que tiver lhe será dado, e a
qualquer que não tiver, até o que parece ter lhe será tirado.” Lucas 8: 18
MARANATA!

Capítulo 543
DEUS VÊ NOSSO FUTURO?
Creio que posso responder à pergunta acima com um SIM e um NÃO. Deus
é ONISCIENTE, isto é, sabe tudo: presente, passado e futuro. Esta é uma característica
d‟Ele. Mas tem um problema: SE Deus previsse o futuro de uma pessoa, no mesmo instante
aquela pessoa perderia qualquer imagem e semelhança com Ele; porque esta é nossa dife-
rença para com os animais e coisas e nossa maior semelhança com Ele: nossa opção de
escolhas! Por isto, quanto ao homem, creio que Deus resolve não prever o futuro. Não por-
que não possa, mas, porque se determina.
Podemos dar uma prova disso citando várias histórias bíblicas, por exemplo,
a de: Abraão! Quando Deus mandou-o sacrificar Isaque para ver se Abraão Lhe obedeceria,
esperou Abraão aprontar tudo para o sacrifício, seguir para o monte indicado, construir um
altar, amarrar Isaque nele, empunhar um cutelo e, só quando a mão de Abraão ia descendo,
interferiu; por ter concluído que, de fato, Abraão ia fazer o que Ele ordenara!
Deus tem outra característica que lhe permite fazer coisas que são impossí-
veis para nós, a: OMNIPOTÊNCIA.
Nenhum ser humano consegue obliterar algo na cabeça, total e consciente-
mente, Deus pode! Deus faz isto, quando nos perdoa um pecado confessado e o: ESQUE-
CE!
“Porque serei misericordioso para com suas iniqüidades, e de seus pecados
não me lembrarei mais.” (Hebreus 8: 12).
Enquanto nós que confessamos, continuamos a nos lembrar deles, Deus não
se lembra!
Ao criar Adão, Ele determinou-se a não saber se Adão iria Lhe obedecer ou
não. Se soubesse, estaria fazendo algo muito ruim: criando um ser para jogar no inferno
pela eternidade!
“Deus é bom”, portanto, Ele não sabia que Adão iria cair! Como Deus é o-
nipotente, também é invencível, não se agasta com nada e tem sempre uma solução perfei-
ta, para todas as coisas. Daí, quando Adão caiu, ao invés de se agastar Ele revelou foi seu
um projeto maior: o de criar Filhos, totalmente obedientes, na Terra; para total desgosto do
diabo, que pensava ter conseguido a maior vitória da vida.
Deus pode calcular, sim, algumas coisas a nosso respeito por ser o maior
psicólogo que existe. Se nós falarmos algo, isto é, expressarmos algo de alguma forma,
Ele entenderá muito do que pretendemos (o diabo faz isso em menor escala, claro). Não é
preciso nem declaramos com a boca, basta nossa expressão corporal e, talvez, nossas alte-
rações hormonais para Ele ter uma idéia do que estamos pretendendo fazer.
Por isso, pode se antecipar a muitas decisões erradas nossas e, sempre, nos
orientar para o melhor Caminho. E se Lhe obedecermos, andando na FÉ, garantirá nossa
vitória. Porque:
“Meu justo viverá por fé”, Hebreus 10: 38, é o que Deus mais deseja ver,
vez Adão morreu por incredulidade.
MARANATA!

Capítulo 544
MORTE
“Eu sou a ressurreição e a vida; quem crê em mim, ainda que morra, vi-
verá; e todo aquele que vive, e crê em mim, jamais morrerá. Crês isto?”, João 11: 25-26.
Não há declaração mais incisiva, direta e impressionante do Senhor Jesus,
que esta, feita aos cristãos. No entanto, é geralmente desconsiderada ao extremo, pela maio-
ria, em prejuízo de todos!
Façam um exame pormenorizado do que o Senhor diz ali e vejam como mui-
tos dos problemas que nos afligem, hoje, se tornarão de somenos!
Jesus garante em sua primeira afirmativa que, se um cristão falecer viverá!
Conclui-se: que um cristão não morre, quando falece! A palavra morrer, usada pelo Se-
nhor, está ali empregada da mesma forma que a empregou para os apóstolos, em João 11: 1,
ao notar que eles não Lhe entenderam ao dizer-lhes que Lázaro tinha dormido.
Jesus compreendia que, dado ao estrago que a morte vinha fazendo por mi-
lhares de séculos entre os humanos, pensar nela vencida seria demais para qualquer pessoa.
Em seguida Jesus afirma que o cristão vivo que acreditasse n‟Ele jamais
morreria! Esta afirmativa, agora, está intimamente relacionada àquela condição colocada
por Ele ali a, deste cristão CRER!
Portanto, uma pessoa que se considera cristã, mas, lá no fundo, não crê
mesmo no que Jesus diz, não estará incluída nesta promessa de imortalidade. Todo o pro-
blema, aqui, se resume, portanto, em se descobrir se somos mesmo um CRENTE como Ele
considera. E isto é facílimo de saber! O Senhor não iria nos deixar sem uma chave-mestra
para descobrirmos algo, de suma importância, e tal chave Ele está em Marcos 16: 15-18,
onde diz:
“Quem crer e for batizado será salvo; mas quem não crer será condenado.
E estes sinais acompanharão aos que crerem: em meu nome expulsarão demônios; fala-
rão novas línguas; pegarão em serpentes; e se beberem alguma coisa mortífera, não lhes
fará dano algum; e porão as mãos sobre os enfermos e eles serão curados”.
Pronto! Está, bem explicado, como qualquer um pode saber SE é ou não
CRENTE (segundo Jesus considera!); porque, segundo o que as pessoas ou você mesmo se
considera não vale, claro!
Se você já deu alguns daqueles sinais, está na relação de CRENTE em Jesus.
Neste caso, você é imortal! É claro que terá passar pelo vale da SOMBRA da morte (Salmo
23: 4) no momento em que deixar o corpo físico; momento que se parecerá muito (é uma
sombra, uma cópia, causada por falta de luz) com a morte dos filhos do mundo. Porém, é
apenas uma sombra dela, não é ela mesma!
No versículo Jesus diz que tal bênção acontecerá com todos aqueles que crê-
em e são batizados. No entanto, Ele está se referindo aos que são batizados com o Espírito
Santo, os quais são os cristãos que podem mostrar CRER; não aos apenas batizados nas
águas.
Uma prova do que falamos podemos tirar do ladrão crucificado ao lado de
Jesus, o qual, apesar de não ter sido nem batizado nas águas, foi salvo só por ter se arrepen-
dido e crido em Jesus.
Os sabichões podem alegar agora, que aquele ladrão não foi batizado com o
Espírito Santo, o que confundiria os tolos. Mas aquele ladrão acreditou em Jesus ANTES
da fundação da Igreja (quando se iniciou o Período da Graça) e da ordem expressa do
Senhor contida no IDE (Marcos 16: 15-18) recomendando os cristãos procurarem tal ba-
tismo, ANTES de saírem para a Obra.
Ele viu aquele ladrão como viu, logo depois de falecer, as almas de todos os
que tinham morrido sem o batismo nas águas e esperavam por Ele no Hades. Considerou
aquele ladrão exatamente como iria considerar aquelas almas que O aguardavam; pois, to-
das que O aceitaram como Salvador, acolá; também foram salvas sem batismo algum a não
pela fé na sua Palavra!
Assim, se acontecer o ARREBATAMENTO hoje, tais cristãos (as virgens
néscias, de Mateus 23: 40 e 25: 19) podem perder até a salvação que julgam ter, SE dei-
xarem-se marcar pela Besta depois do Arrebatamento! Mais explicado que isto é difícil.
“Quem tem ouvidos que ouça o que o Espírito diz à Igreja”
MARANATA!

Capítulo 545
O ÚLTIMO DOS FILHOS DE DEUS
Está escrito, em Efésio 1: 4, que Deus nos escolheu antes da fundação do
mundo:
“... como também nos elegeu nele antes da fundação do mundo, para ser-
mos santos e irrepreensíveis diante dele em amor”
Desta declaração podemos concluir que TODOS os Filhos de Deus já estão
prontos, na mente divina. Portanto, nada e ninguém poderá impedir do Espírito de Deus
gerá-los na Terra. Mas, enquanto não for gerado o último Filho d‟Ele (por obra e graça do
Espírito Santo) Jesus não poderá voltar para fazer o resgate de toda a família divina, para o
céu.
Quantos bilhões de filhos Deus decidiu ter, ninguém pode determinar, só E-
le. O tempo no qual gerará o último deles, também fica um mistério e este tempo, creio,
pode ser ou não delongado pela Igreja, conforme seus membros façam o que Deus lhes or-
dena e não demorem em obedecer-Lhe.
Deus não obriga ninguém a Lhe obedecer. Ele deseja que seus Filhos (todos
eles) sejam como Jesus que O obedecia sem o menor retardo e em toda plenitude. Porém,
sabemos, pela prática, como a carne (no íntimo dao qual os Filhos de Deus são gerados) é
fraca, Jesus mesmo declarou:
“Vigiai e orai, para que não entreis em tentação; o espírito, na verdade, es-
tá pronto, mas a carne é fraca.”, Mateus 26: 41.
É esta fraqueza da carne que atrapalha o nascimento do último Filho de Deus
e força o Senhor a estar sempre alterando Seus planos.
Você acha que não atrapalhamos Deus?
Li sobre uma senhora que recebeu uma ordem para dar um capote antigo a
uma amiga e que deixou passar um ano até obedecer ao Senhor. Quando fez isso, a amiga
lhe disse:
- Ah, Fulana! Se você tivesse me dado este capote um ano atrás, eu não teria
sofrido tanto no inverno! Quase morri de pneumonia!
Este caso li, mas, pessoalmente, conheci vários outros semelhantes nos quais
vi um irmão atrapalhar, por meses e meses, uma bênção que Deus tinha para alguém, en-
quanto decidia se a ordem era de Deus ou não! Você deve conhecer alguns destes casos!
Deus não vai deixar de fazer nada do que decidiu, porém, na Terra, no mun-
do material, sujeito ao espaço-tempo, Ele espera, dá tempo para o homem Lhe obedecer,
porque a Terra Ele a deu para o homem e o que Ele dá não toma!
“Os céus são os céus do Senhor, mas a terra deu-a ele aos filhos dos ho-
mens”, Salmo 115: 16.
“... disse Deus: Façamos o homem à nossa imagem, conforme a nossa seme-
lhança; domine ele (o homem) sobre os peixes do mar, sobre as aves do céu, sobre os a-
nimais domésticos, e sobre toda a terra, e sobre todo réptil que se arrasta sobre a terra.”.
Gênesis 1: 26.
Portanto, a soma de todas as rebeldias que a Igreja comete será o pecado que
irá atrapalhar a grande bênção do Arrebatamento e do Retorno do Senhor para Reinar na
Terra!
“Mas a hora vem, e agora é, em que os verdadeiros adoradores adorarão
o Pai em espírito e em verdade; porque o Pai procura a tais que assim o adorem”, João 4:
23.
Quando digo que a rebeldia é o pecado que atrasa o Retorno do Senhor é
porque, simplesmente, ele é a Mãe de todos os pecados. O Senhor diz em 1ª Samuel 15: 23:
“Porque a rebelião é como o pecado de adivinhação, e a obstinação é como
a iniqüidade de idolatria. Porquanto rejeitaste a palavra do Senhor, ele também te rejei-
tou, a ti, para que não sejas rei”.
Notem: Deus rejeita os rebeldes e, assim, eles não conseguem reinar e caem
vítimas de enfermidades ou outros problemas que o inimigo lhes apronta.
E para os que duvidam de que Deus fala ainda hoje, e se metem na Sua obra
sem a Unção do Alto, está escrito em Romanos 14: 23:
“Mas aquele que tem dúvidas, se come está condenado, porque o que faz
não provém da fé; e T-U-D-O o que não provém da fé é pecado.”
Como só são CRENTES (isto é, só crêem) os que são batizados com o Espí-
rito Santo por demonstrarem os SINAIS da Fé, os apenas salvos nada fazem pelo Espírito;
ainda assim, muitos dos verdadeiros Filhos de Deus (isto é, cristãos batizados com o Espíri-
to Santo, NASCIDOS DE NOVO) aqui e ali, agirão pela carne e atrasarão o mais Glorioso
Momento da História humana.
Triste, porém verdade! Se não acredita, então você é apenas mais um dos
que irão, com certeza, dar mais tempo ao diabo para: matar, roubar e destruir nesta, já tão
sofrida Terra.
MARANATA!

Capítulo 546
O MULTÍMETRO
Há uns dois anos comprei um multímetro novo, mais sofisticado do que o
que tinha em casa, para minhas experiências eletrônicas. Mas, como estas experiências fo-
ram ficando raras e sem razão de ser; visto encontrarmos prontos quaisquer aparelhos ele-
trônicos que imaginássemos a preço de banana, provindos da China; este instrumento ficou
guardado sem uso.
Só de quatro meses atrás, me lembrei dele e resolvi usá-lo. O problema foi
que não achei o bendito. em canto nenhum da casa. Vasculhei a casa inúmeras vezes e na-
da.
Durante estes quatro meses, vez ou outra, dava uma procurada geral. O bicho
estava perdido mesmo! Mas, lembrei-me que o Senhor já tinha me mostrado, através de
várias oportunidades que tinha uma Aliança singular comigo pela qual, eu não perderia
nada que fosse meu. Daí, aquietei-me e esperei o multímetro me ser mostrado.
Durante todo o tempo de espera fiquei curioso em saber como um instru-
mento daqueles podia, simplesmente, desaparecer da minha estante ou das minhas várias
caixas guarda-objetos.
Então, domingo, 19.04.09, resolvi comprar outro instrumento daqueles. Meu
coração dizia: - Isso não será demonstração de fé! Lembra-se de Abraão, a quem Deus tinha
prometido um filho e, por não ter tido paciência de esperar tentou abreviar as coisas e ter-
minou gerando Ismael, o povo árabe que, até hoje, fustiga Israel?
Porém, meu desejo de ter aquele instrumento em mãos era fortíssimo; por-
tanto, resolvi agir com a desculpa de que daria o outro (se o achasse algum dia) a um ami-
go. Fiz a compra pela internet, em torno das 10:00 hs daquele dia.
Almoçamos e, depois de uns momentos na TV, comecei a arrumar as caixas
plásticas onde guardo coisas importantes. Na primeira que abri notei algo diferente. Não
acreditei logo, porque estava de costas para mim. Era o multímetro! Só, que ele não era
amarelo como um amigo (que já o tinha visto) me lembrou ser, era: azul!
Assim que o vi, imediatamente percebi que o Senhor estava me dando mais
uma lição pessoal a, de como: PERSEVERAR na fé e crer SEMPRE em nossa Aliança
como algo extremamente importante!
Foi uma pancada, sô! Ainda estou aturdido. Fico lembrando no que eu pen-
sava quando resolvi fazer aquela compra. Como algo dizia para eu andar pela fé e algo me
perguntava de que me adiantaria uma vitória daquela daqui a anos! Ou, de como eu cheguei
até a ponderar entre o que era mais vantajoso: arriscar-me a nunca mais ver aquele aparelho
ou manter a fé apesar de tudo.
Eu vacilei, não cri. E espero que esta lição sirva para ajudar a outros irmãos
que queiram andar pela fé e os ajude a não fazerem como fiz, escolhendo errado entre a fé e
qualquer outra coisa. Acho que por mais que façamos, não iremos nunca chegar à imagem e
semelhança de Cristo na Terra. Bem, alguns raríssimos heróis da fé vão conseguir!
Quanto àquela estranha Aliança que o Senhor fez comigo, não foi por inicia-
tiva minha, mas, d‟Ele mesmo o qual, por várias vezes, me fez encontrar coisas de forma
completamente milagrosas. Depois, terminou me confirmando tudo, num dia no qual perdi
uma chapinha de ouro, que uso para soldar nos contatos negativos dos controles de meu
portão automático.
Quando estava a soldar a mesma no lugar, escapou de meus dedos e desapa-
receu, no chão. Vasculhei, várias vezes, o chão todo daquela sala, inutilmente. Olhei cuida-
dosamente meus sapatos. Desisti e me lembrei daquela Aliança de eu nunca perder coisas.
Então falei para o Senhor: - Fiz o possível, não tenho mais o que fazer. Caiu aqui no chão,
mas, já explorei lajota por lajota e nada! Agora, vamos ver se existe mesmo esta Aliança.
- No mesmo instante, um facho de luz dourada tocou-me os olhos. Espanta-
do, vi que provinha de uma fresta entre duas lajotas. O mais impressionante era que ela, a
chapinha, estava contrária à luz do Sol, que entrava por uma janela na minha frente, mas,
emitia aquele raio assim mesmo pelas costas! Aleluia!
Agora tenho certeza desta Aliança e, vez ou outra, o Senhor torna a me lem-
brar da mesma. Não entendo onde isso me leva. Mas Ele sabe a razão e, é ótimo saber que
Ele fez um tipo de Aliança bem diferente, comigo.
MARANATA!

Capítulo 547
RELIGIÃO E DEUS
Outro dia Mara Maravilha perdeu R$80,00, porque respondeu erradamente a
seguinte pergunta que Silvio Santos lhe fez: “Você daria sua vida por sua religião?”. O inte-
ressante é que ela já tinha respondido a mesma pergunta antes, corretamente, quando se
submeteu a um detector de mentiras! Mas, quando Sílvio Santos mencionou no palco, Deus
ser um só, em todas as religiões, e ela aprovou. Deus é um só, mas, as religiões são do dia-
bo não de Deus, eis a verdade.
A primeira religião inventada pelo diabo foi o espiritismo, quando lúcifer se
incorporou numa serpente para enganar Eva. Daí conseguiu enganar Adão e todo o gênero
humano caiu sob o domínio satânico e foi expulso do Paraíso.
O primeiro crime acontecido na humanidade, também, foi por motivo religi-
oso: Caim matou Abel porque Deus se agradou mais da oferta de Abel do que da, de Caim.
Daí em diante, o diabo não cansou de inventar religiões para desviar os ho-
mens do Caminho da Verdade e da Vida e levá-los à morte. Não existe ninguém sem religi-
ão. Até o ateu e o agnóstico (que pensam não terem religiões, são religiosos) eles crêem e
seguem o que o diabo lhes diz.
O ateu crê em que Deus não existe e o agnóstico crê que não precisa se preo-
cupar com Deus para nada.
Jesus não veio ensinar uma nova religião, mas, Ele é a Porta para o Caminho
da Verdade e da Vida. A teimosia humana insuflada pelo diabo é que considera o cristia-
nismo como mais uma religião e Deus o mesmo em todas.
A Bíblia diz:
“Há um só Deus e um só Mediador entre Deus e os homens, Jesus Cristo,
HOMEM” em 1ª Timóteo 2: 5, e: “Jesus Cristo é o mesmo, ontem, e hoje, e eternamente.”
em Hebreus 13: 8.
Jesus é Rei, Senhor e Messias Salvador. E este Jesus afirmou:
“Pois qualquer que fizer a vontade de meu Pai que está nos céus, esse é meu
irmão, irmã e mãe.” (Mateus 12: 50).
Quando era criança tinha um colega de escola chamado Jesus. Como ouvia
em casa que Jesus era um ser diferente, olhava para aquele colega desconfiado e pensava
em como tinha coragem de ter aquele nome.
Como aquele colega, existe milhões de jesuses mundo afora: jesuses de pe-
dra, de gesso, de metal, de figurinha, tem até jesus menino e jesus morto ou de Praga! Cla-
ro, nenhum desses pode ajudar, curar ou salvar, muito menos livrar alguém do inferno, mas,
as religiões os impõem como verdadeiros e muita gente boa segue atrás deles ou os carrega
em procissões.
O único Jesus, O verdadeiro, tem de ser aceito como um Deus-Homem, vi-
vo, Rei, Senhor e Salvador pessoal. Quem não aceita o Jesus com todas estas característi-
cas, não tem o mesmo Deus que tenho.
Porque o Deus que tenho só deu a este Jesus específico toda Autoridade e
Poder e ninguém pode alcançar nada de Deus sem ser por intermédio deste Jesus. Não há
nenhum outro intermediário entre nós e Deus e Deus não tem mãe!
Se você acredita em reencarnação, então, não precisa do Jesus Salvador! Isto
significa que não segue o mesmo Deus que sigo. Se você acha que pode tirar alguns versí-
culos que gosta da Bíblia para seu uso pessoal e descartar os outros, então, não serve ao
mesmo Deus a quem sirvo. Porque Jesus é Rei, Sua Palavra não pode ser contestada nem
está sujeita a votos.
Carl Marx disse certa vez que: “A religião é o ópio do povo” e disse MUITO
bem! Mas é o diabo quem usa e abusa da religião, foi quem lhe soprou a frase. Carl Marx
era ateu convicto e usou esta verdade para, com ela, tentar eliminar do meio do povo que
seguisse suas idéias, qualquer chance de crença na existência do Deus verdadeiro! Isso fi-
cou provado quando o comunismo, posteriormente, tentou eliminar na marra, a idéia de
Deus nos povos que conquistou e onde quis impor sua filosofia de vida materialista, como a
salvadora da humanidade.
O comunismo se foi e o Jesus de ontem, continua o mesmo de hoje e o será
eternamente. As religiões sempre tentam mudar algo do caráter Onipotente e Onisciente de
Jesus para denegrir Sua capacidade, Glória e Poder, mas, todas terminarão fracassando e
Jesus sairá vencedor, porque:
“as portas do inferno não prevalecerão contra ela (a Igreja, o Corpo de Je-
sus, na Terra)”, Mateus 16: 18.
Muitas religiões ou pessoas aceitam Jesus como Salvador, mas destituído de
PODER; ou seja, não O aceitam como Senhor; outras, talvez o aceitem só como um Presi-
dente, um sócio, mas não como Rei e Senhor e, por aí, vai o diabo fazendo estragos.
Algumas pessoas criam uma religião particular que seguem sozinhas; outras,
preferem formarem bandos a quem chamam de congregações. Mas SE Jesus não é REI,
SENHOR e SALVADOR delas e elas não mostram SINAIS de Jesus estar atuando nelas,
não são cristãs. Cuidado!
Se você prefere seguir uma religião ao invés do Jesus VIVO, HOMEM, pode
fazer isto, a vida é sua; mas, aviso que será responsabilizado por dar às costas ao ÚNICO
Jesus Verdadeiro, ao Único que é: Rei, Senhor e Salvador.
Se só descobriu agora, que andava errado e quer mudar de vida, largar sua
religiosidade e entrar no Caminho da Verdade e da Vida é bem fácil, basta declarar com sua
boca, para que todos os demônios em torno escutem:
Eu (diga seu nome) declaro que a partir de agora entrego minha vida ao
Jesus verdadeiro, VIV, Deus e Homem e O aceito como meu ÚNICO Senhor e Salva-
dor. E peço-Lhe que, a partir de agora, me lave de todos os meus pecados e me ensine
a andar no Caminho da Verdade e da Vida. AMÉM”.
Diga isto de coração e verá a diferença. Eu continuo com Ele e não abro; a
sua vida é você quem decide e, talvez, esta seja a última oportunidade que terá, de fazer
uma escolha.
MARANATA!

Capítulo 548
CASTIGO!
Tínhamos uma doméstica que, toda vez que acontecia algo de ruim, fosse
com ela ou conosco, gritava automaticamente: Castigo! – era engraçado.
Estava assistindo a TV, mas desisti; não suportei ver tantas calamidades jun-
tas caindo sobre o Brasil e o mundo. Eram secam gritantes no Sul, enxurradas torrenciais
no Norte e Nordeste; pestes gravíssimas espoucando em vários países, somando-se aos ter-
rores de outras já bem conhecidas; terremotos, terrorismos, crimes os mais variados, ho-
mossexualismos, perversões, desabamentos de todos os tipos. Uma loucura!
Fiquei pensando no mundo em que minha querida neta irá viver e me arrepi-
ei. Ver a cara daquelas pobres pessoas jogadas ao léu me condoeu de verdade. Não conse-
gui nem ser pego pela espontaneidade como nossa empregada e gritar: Castigo!
Mas, pensando melhor, este é exatamente o grande problema nacional e
mundial, ninguém perceber que tudo o de ruim que está acontecendo serem: castigos. Cas-
tigos divinos!
Hoje em dia ninguém pensa em um Deus de Justiça. A maioria só acredita
num Deus bonzinho. Assim, uns acham que essas hecatombes acontecem por culpa dos
governos, outros culpam El Niño, La Niña, desequilíbrios ecológicos ou, qualquer outra
coisa ou pessoa; só não culpam os pecados pessoais que se juntam num somatório social e
acende a ira divina!
Outro dia li a respeito de uma experiência que fizeram aqui, no Brasil, em
umas cidades do Sul, onde estabeleceram o toque de recolher para menores de 18 anos.
Nenhum jovem destas cidades podia andar pelas ruas, depois de determinado horário no-
turno; a não ser, acompanhado de um maior responsável!
Os crimes (entre jovens) caiu, vertiginosamente, logo nos primeiros meses
da medida. E um repórter começou a perguntar aos moradores locais o que achavam dela.
Alguns a aprovaram, mas, admirou-me uma mãe que considerou aquilo uma
violação dos direitos de ir e vir dos cidadãos! Ela afirmou que educação devia ser dada em
casa e não pela polícia na rua. Só no que aquela dona não pensou, foi que, exatamente, por
ela e suas amigas não terem educado bem seus filhos em casa, chegaram a este extremo! É
sempre assim, todos querem direitos, mas, quando se fala nas obrigações, isso fica para os
bobos cumprirem.
O mundo está ficando de ponta-cabeça, mas, nem os cristãos param para
perguntar: - Senhor, o que nós fizemos para Te irares a este ponto?
Oramos a respeito do assunto e o Senhor deu a uma irmã a revelação de uma
tora escura de madeira, parecida com a de um dormente de trem. Em seguida veio outra
tora e juntou-se àquela e outra e mais outra, fazendo um enorme cubo maciço.
Entendi! Cada tora era um cristão ou congregação eles iam se unindo e unin-
do e juntos formaram um feixe indestrutível. Também entendi que não tinha mais jeito. Não
havia como se resolver o problema, porque se já é difícil cristãos se unirem em uma igreja,
unir-se congregações é quase impossível! Não falo da união do “Dia da Bíblia”, no qual
muitos saem juntos, batendo zabumbas e festejando. Falo de uma união espiritual de verda-
de, ante a qual, Deus não pode abrir mão de acudir, por ter declarado:
“Ainda vos digo mais: Se dois de vós na terra concordarem acerca de qual-
quer coisa que pedirem, isso lhes será feito por meu Pai, que está nos céus. Pois onde se
acham dois ou três reunidos em meu nome, aí estou eu no meio deles” (Mateus 18: 19-20).
Agora fiquei pensando: as toras tinham formato de dormentes escurecidos.
Dormentes dormem. Escurecidas: sem o Poder de Deus (mas, mesmo assim Deus ouviria
SE houvesse união entre elas) outra coisa me ocorreu: basta um ou dois cristãos unidos em
Nome de Jesus, para se conseguir aquilo! Já isto, podemos tentar.
MARANATA!

Capítulo 549
SANGUE
O cristão está proibido de comer sangue. Isto está no versículo de Levíticos
17: 10, que diz:
“Também, qualquer homem da casa de Israel, ou dos estrangeiros que pe-
regrinam entre eles, que comer algum sangue, contra aquela alma porei o meu rosto, e a
extirparei do seu povo.”.
Esta determinação foi uma, dentre quatro outras do “Antigo Testamento”,
que continuaram em vigor na “Nova Aliança”, conforme o Espírito de Deus revelou á Igre-
ja, em Atos 15: 20 ao decidir:
“Mas escrever-lhes que se abstenham das contaminações: 1ª) dos ídolos, 2ª
) da prostituição, 3a ) da carne do animal que é sufocado e 4ª ) do sangue.”
Devemos nos lembrar, também, de Mateus 12: 36:
“Digo-vos, pois, que de toda palavra fútil que os homens disserem, hão de
dar conta no dia do juiz”.
Há vinte e sete anos atrás o Senhor já me tinha ensinado que não devíamos
comer sangue; porém, isto me veio à cabeça, durante minha convalescença de uma cirurgia
de vesícula, ao me lembrar dos “testemunhas de Jeová”, que repelem a transfusão de san-
gue.
Deus também nos proíbe matar, mas, Jesus não proibiu soldados de fazerem
isto nas guerras; conforme podemos concluir pela resposta dada por Ele a dois militares que
O aceitaram e queriam saber o que fazer a respeito de sua condição; está em Lucas 2: 14:
“Disse-lhes: A ninguém queirais extorquir coisa alguma; nem deis denún-
cia falsa; e contentai-vos com o vosso soldo”.
Deus criou a medicina em seu infinito Amor pelos seres humanos (mesmo
para com os incrédulos) permitindo eles descobrirem formas de diminuírem as dores e en-
fermidades que o diabo lhes causa. Quando os homens descobriram a transfusão de sangue
como meio de cura, tais homens eram autoridades reconhecidas por Deus, e Deus já os ti-
nha apoiado milênios antes desse invento, ao impedir os cristãos de apenas não comerem
sangue; deixando livre a possibilidade da transfusão, para quando os homens a descobris-
sem e a pudessem usar.
Jesus disse:
“A LETRA mata o Espírito é que vivifica”, em 2ª Corintos 3: 6. Nunca se
esqueçam disso!
O diabo usa exatamente o conhecimento dos letrados e dos intelectuais enfa-
tuados que rejeitam a ajuda do Espírito Santo de Deus, para: matar! É assim que muitas
“testemunhas” de Jeová morrem inutilmente. Aliás, o que elas menos são é TESTEMU-
NHAS do Deus Vivo!
Como fica tudo claro não é? - pensará você, mas não será assim para todos,
pois, não fica tão claro para o que idolatra doutrinas ao invés de adorar ao Deus! E isto,
porque sobre eles recai a maldição da Lei que diz:
“Semelhantes a eles sejam os que fazem, e todos os que neles confiam”,
(Salmo 115: 8).
Quando uma pessoa adora uma doutrina não bíblica fica com um ídolo no
coração.
Se não devemos trocar uma só letra da Palavra de Deus, quanto mais uma
palavra inteira dela (como, no caso, a palavra: COMER por TRANSFUNDIR) sob pena de
severos castigos!
Além de não devermos trocar uma letra ou palavra da Bíblia, não devemos
dar uma interpretação humana à mesma; pois, neste caso, estaremos trocando é todo o sen-
tido do que Deus diz. Aí, já será uma aberração assombrosa!
Por exemplo, Deus manda, no “Antigo Testamento” (o mesmo onde manda
não comermos sangue) os judeus se circuncidarem. Não consta que os testemunhas e ne-
nhuma seita atual, obrigue ninguém a isso! Deus também mandava os israelitas matarem
todos os habitantes das cidades que ocupassem fossem: crianças, adultos ou velhos; até
mesmo animais. Isto causa dor e repulsa a muitos cristãos de hoje e muitos incrédulos se
aproveitam desse fato para “provar” como Deus é ruim.
Sabemos que os “testemunhas” não se circuncidam nem saem matando nin-
guém, contrário às suas doutrinas, por que?
Quanto a não se circuncidarem não sei a razão, não é por sua doutrina não os
encaminhar logicamente a isso, neste caso sua obediência à Letra fica esquecida e todos se
acomodam; já, quanto a não matarem é por saberem que, sendo poucos, imediatamente,
seriam eliminados se o tentassem!
Já para os que desejam saber a razão de Deus ordenar os judeus a cometerem
aquelas “barbaridades”, vou dar a resposta. Romanos 3: 23, diz:
“Porque todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus”. Este versí-
culo dá começo do entendimento do assunto.
Com a queda de Adão, toda a humanidade ficou separada de Deus, logo,
unida ao diabo, perdida; daí, quando Deus separou o povo judeu (fruto da fé de Abraão,
n‟Ele) precisou de um lugar santo (livre de demônios) e escolheu Canaã, onde aquele povo
deveria multiplicar-se, viver e ser preparado para ser o berço para o Messias.
Mas, para haver tal santidade naquela terra era necessário que todos anti-
gos viventes de Canaã fossem mortos; ou, os demônios neles existentes passariam para o
povo judeu contaminando-os. Em alguns casos os judeus preferiram não matar todos os
habitantes e até salvaram alguns animais; porém, isto só lhes trouxe problemas terríveis,
que Deus já previra.
Hoje em dia, no Período da Graça, Jesus proíbe os cristãos de matarem por
quaisquer motivos menos o de: guerras.
Mesmo assim militares cristãos são obrigados: 1º) a não se insurgirem por
motivos de salários, 2º) a não serem injustos e 3º) a não serem malvados (não torturarem ou
gozarem com a dor do inimigo)!
Creio que estas explicações esclarecem os assuntos tratados; menos para os
que não querem ver, pois, para estes nenhuma explicação será suficiente.
MARANATA!

Capítulo 550
GUERRA
Naquela terça-feira minha parceira de oração veio com duas notícias terrí-
veis: a primeira, a de que tinham detectado um mioma no seu seio; a segunda, a de que um
exame de sangue que fez, acusou uma anemia profunda, considerada: gravíssima!
Do exame de sangue nós rimos, porque, como uma pessoa esbanjando ener-
gia como ela, podia estar anêmica? Só podia ser erro de laboratório!
Mas, ficou o caso do mioma. Por isto a primeira coisa que fiz, foi lembrar à
irmã que o Senhor me tinha dado o dom de cura de miomas no seio e contei-lhe como tudo
tinha sido e que já contava com duas vitórias a respeito.
Daí, mandei-a ir ao nosso banheiro social, ungir o seio com óleo santo e, de-
pois, impus a ponta de meu dedo sobre o mesmo, expulsando o espírito de enfermidade.
Para mim foi assunto encerrado. Porém, não seria a minha fé que iria curá-la, como vim a
descobrir depois.
No meio da semana lhe telefonei e me informou que já tinha iniciado um tra-
tamento para a anemia e, quando ficasse curada, iria retornar à médica para confirmar a
cura do mioma. Aquilo não me deixou satisfeito porque se o mioma estivera roubando toda
energia do seu sangue, lhe dar mais sangue não equivalia a alimentar o mioma? Porém, não
disse nada, porque não queria confundir sua fé.
Na terça-feira seguinte, em nossa reunião de oração, ela me informou que os
remédios para a anemia a tinham deixando zonza e que desconfiava não iria suportar o tra-
tamento completo. Daí, vi que o Senhor me abriu outra oportunidade para agirmos pela fé,
e lhe falei para orarmos a respeito.
Apresentei ao Senhor o caso, lembrei-O que só Ele era o Autor e Consuma-
dor da fé e de como a irmã precisava, agora, de uma injeção de fé e que eu não sabia como
fazer aquilo. Depois, lembrei ao Senhor de que não adiantava nada a irmã tentar esperar a
cura só por emoção ou crença no que eu dizia. Lembrei-O que a Bíblia diz que: “tudo que
não provém da fé é pecado”.
Portanto, colocamo-nos totalmente nas mãos d‟Ele e O senhor me deu a vi-
são de um mamão. E, na minha mente veio-me a idéia de três deles. Demorei um pouco
para entender.
Perguntei à irmã se gostava de mamão.
- Não gosto! Não tolero o cheiro deles! - foi sua resposta.
Nessas alturas, entendi tudo! O Senhor certa vez me curou de hemorróidas
me fazendo sentar algum tempo por três dias consecutivos, num banho de água bem quente,
onde tinha colocado o suco de um limão inteiro!
Ora, todos crêem que calor, bem como coisas ácidas, irritam a hemorróida.
Eu obedeci e até hoje estou curado. Agora, era a vez da irmã, dependia dela acreditar no
tratamento que o Senhor lhe ordenava. Para começar, lhe garanti que o cheiro dos mamões
iria lhe ser extremamente agradável. Não sei de onde tirei esta idéia, mas, se veio do Espíri-
to a irmã já deve ter experimentado esta maravilha hoje, quarta-feira, primeiro dia do seu
tratamento.
Agora, é esperar para VER. Tenho absoluta certeza de que terminarei este
capítulo, registrando mais uma vitória do Senhor. Estou no aguardo da resposta.
Enquanto espero o inimigo me ataca a vesícula e sou operado às pressas. Já
tínhamos repreendido o inimigo, procurado arrancar seus dardos inflamados; mas, em ne-
nhum momento senti a unção da cura e tive que baixar ao hospital.
Por que a cura divina não veio? Não me perguntem. Os pensamentos de
Deus não são como os nossos é tudo que sei. Já estou em convalescência, hoje retirei os
pontos e, por hora, aguardo o resultado da biópsia da irmã e da minha.
A anemia de minha parceira de oração diminuiu drasticamente, a biópsia
chegou. Resultado: o mioma aumentou 0,5cm, está com 9.6 cm, do tamanho de uma laran-
ja. E agora, irmãos?
Ainda falta o resultado da minha biópsia. Vou encerrando esse capítulo por
aqui, que o Senhor tenha piedade de nós. Louvado seja o Nome do Senhor!
Só a essas alturas vim a descobrir que o problema da parceira não era no seio
e sim no útero! Minha biópsia deu ótimo.
Nota: 24.07.09 – Na semana passada minha parceira de oração extraiu o úte-
ro. Nossa oração não adiantou! Ela entendeu que isto acontecera porque o Senhor lhe tinha
dado uma ordem para fazer algo, há mais de um ano atrás e ela postergou a execução. Não
sei!
Quanto a mim, uns irmãos procuraram me consolar alegando os médicos se-
rem bênçãos de Deus (do que não discordo) mas, bênçãos para os incrédulos e para os cris-
tãos de pouca fé! Ou seja, minha fé não era tão poderosa quando pensava.
Culpa de Deus? De forma alguma, minha. Dormi no ponto. Vacilei. Não
prestei atenção a tudo o que o Senhor quis me ensinar.
Li a história de um cristão que ficou cego. Procurou a cura divina e o Senhor
foi claro para ele: - Não vou lhe devolver a vista. Você me será muito mais útil sendo cego.
E aquele homem tornou-se um poderoso pregador do Evangelho. Note bem: PODEROSO,
não falador!
Quem quiser se consolar dizendo que os médicos são bênçãos de Deus que
se console. Para mim serão bênçãos nos casos em que o próprio Senhor avisar: não vou
curá-lo, deve ir ao médico. Aí sim, a coisa muda de figura.
MARANATA!

Capítulo 551
O RAIO
Em Lucas 10: 18 Jesus disse aos seus discípulos, os quais tinham saído sob
Suas ordens para operar maravilhas e retornado alegres e Lhe contando as vitórias, o se-
guinte:
“Eu via Satanás caindo do céu como um relâmpago.” (Lucas 10: 18).
Sabem? O que Jesus viu foi multidões de demônios voando do céu para a
terra, furiosos com a investida dos irmãos contra o reino do diabo.
Vocês pensam que satanás e seus anjos não andam no céu? Estão muito en-
ganados. O diabo e seus anjos estão, diariamente, diante de Deus mostrando todos os erros
que os humanos ou os filhos de Deus cometem, para receberem autorização para atacar os
errados. O diabo não brinca em serviço é o que costumo dizer; embora os irmãos às vezes
cochilem.
O diabo só será expulso definitivamente do céu, quando a Igreja do Senhor
subir. Isto é, quando os irmãos batizados com o Espírito Santo (e mesmo os não batizados
com o Espírito; mas, que tinham aceitado Jesus e falecido antes do Arrebatamento) subi-
rem.
Irmãos, eu também vi aquilo que diz Lucas 10: 18, hoje, 05.06.2009, quando
uma irmã me telefonou de Portugal; informando-me estar com uma dor de cabeça insupor-
tável, que a acometera subitamente e me pediu oração.
No mesmo instante que comecei orar vi, exatamente, um raio negro descen-
do do céu sobre a irmã e me lembrei daquele versículo. O diabo a estava atacando prá valer,
disse-lhe e oramos perguntando ao Senhor o que estava dando ao inimigo aquele direito
espiritual para ataque tão violento. O Senhor imediatamente mostrou.
Concluí que fora um pecado de ordem religiosa, quando vi uma espécie de
medalha, dessas vagabundas de alumínio, que os católicos usam, onde a figura de um papa
e a de uma deusa se misturavam. Então, perguntei à irmã se ela participara de algum culto,
casamento ou outra cerimônia em igreja católica e ela negou.
- Não precisa ter sido agora, irmã! Pode ter sido há algum tempo atrás!
Foi na mosca, informou-me que, semanas atrás, entrara numa igreja católica
para orar ao Senhor. Não tinha sido nem para assistir missas, estava sozinha – disse-me!
- É isso aí! Deus não está numa igreja católica, lá só tem ídolos mortos e
demônios! A morte abunda por lá. O diabo viu você no território dele e atacou. Ele sabia
que se lhe atacasse no ato, você logo perceberia o erro e revidaria. Ele queria lhe pegar di-
reito. Deu-lhe tempo para você se esquecer do erro e atacou.
Ela pediu perdão pela bobagem, decretamos o desligamento dela com todo e
qualquer laço com a morte e, em seguida, estava me dizendo que a cabeça estava começan-
do a sarar. Aleluia!
É isso aí, irmãos, Jesus nos diz para não nos assentarmos nas assembléias
dos ímpios, mas (como podemos concluir) não devemos nos assentar nem nos lugares onde
eles fazem suas assembléias religiosas, embora não tenha nenhum deles acolá.
Isso mostra o perigo de se entrar em lugares contaminados como: boates,
motéis, bares, danceterias e casas de shows, até mesmos certos lugares, como estádios de
futebol (onde a violência campeia), ringues de lutas e artes marciais, aonde as pessoas só
vão para se agredir e fazerem o que não presta.
Isto, SE o irmão não tiver recebido uma ordem expressa do Senhor Jesus
para ir!
Note bem: coloquei um SE, pois, se a pessoa receber uma ordem específica,
indubitável, para ir a um lugar desses, ela não ir é que será pecado. Nestes casos ela deve ir
preparada, para ver o que o Senhor quer que ela faça naquele lugar.
No mais, que todos fiquem na Paz do Senhor, Amem.
MARANATA!

Capítulo 552
O Milagreiro
Fui a um culto no qual propagaram que um pastor milagreiro pregaria. Se-
gundo os irmãos ele era uma bênção. A igreja estava lotada. Fiquei nas últimas fileiras do
salão orando em línguas, para ver se seria abençoado com alguma cura.
Achei tudo bonito e maravilhoso. Creio em milagres e já os vi abundante-
mente, até experimentei o Senhor fazendo-os por meu intermédio! No dia seguinte àquele
culto, no entanto, uma irmã me telefonou e me chamou a atenção para vários fatores que
indicavam aquele homem não ser de Deus.
O primeiro e mais grave foi o de que o homem, em nenhum momento em
que orou pelas curas, disse operar “em Nome de Jesus”. Aliás, ele sempre se referia ao
Mestre. Eu não podia ouvir suas orações porque estava na última fila e o som não ajudava.
O segundo fator foi o fato ele descrever certas coisas e objetos, para identi-
ficar pessoas dentro e até do lado de fora da igreja; o que não era tão maravilhoso, pois, já
vi mágicos de circo (mentalistas) fazerem isto e eles não eram de Deus.
O terceiro fator foi que, em dois cultos que dirigiu, colocou medo nos cora-
ções. Jesus JAMAIS fez nem faz isso! No culto ao qual fui, ouvi claro e bom som, quando
disse que se o senhor, pelo qual estava orando, não tivesse ido àquele culto só teria tido
mais 48 horas de vida! Já no culto seguinte (contaram-me) disse a um cidadão que ele e
toda sua família teriam sido assassinados por um bando de drogados, que queria roubar-lhe
o carro se não tivessem sido ido.
O quarto fator foi por que um irmão, sobre quem ele impôs as mãos e ficou
tonto, sentiu-se mal, a ponto de ser necessário sentarem-no. Aquele pastor explicou que
aquilo fora causado por uma anestesia espiritual. Anestesia espiritual? - isto é coisa para
Chico Xavier! Jesus não deixa ninguém mal quando cura, pelo contrário!
Acho que ele tirou mesmo algo de dentro da barriga de um senhor por quem
orou; só não vi o que, por estar muito longe; disse ser uma obra de feitiçaria e mostrou aos
que estavam ao seu redor. Informaram-me depois, que fora uma coisa parecida com um
pequeno nervo. Disseram que o furo por onde aquilo saiu fechou, assim que passaram o
óleo santo. No entanto, vi que o óleo foi passado. antes dele retirar o objeto! Bem, mais
alguma coisa à lá Chico Xavier.
Eu tinha um conhecido cuja esposa fazia objetos se materializarem nas mãos
dela, vindas do “além”. Chamava isso de tele-cinese. O interessante é que sempre eram
coisas nojentas: baratas mortas, algodões imundos, pernas de sapo, batons velhos e por aí
vai. O amigo guardava estas porcarias como provas do espiritismo ser verdadeiro. (Para
mim provavam outra coisa!) No final este amigo aceitou Jesus e foi para a Glória, graças a
Deus.
Só fiquei preocupado é em como não percebi nada daqueles erros! Como eu
me deixei envolver assim?
Confiei na multidão, fui aberto demais em busca daquelas curas. Puxa, que o
Senhor me mostre onde errei. O mais chato é que a minha parceira de oração está em mis-
são noutro Estado e só terei uma reunião adequada daqui a uns 25 dias! Como seria bom
que o Senhor me ajudasse antes disso!
Ajudou. Uma coisa o Espírito Santo me lembrou hoje, foi de outros casos
nos quais pastores colocaram obturações de ouro e onde, também, no final, várias pessoas
aceitaram Jesus como Salvador e conclui que, se tudo aquilo fosse do diabo, não teria aque-
le final feliz.
O pior é que tal pode acontecer sim! Para que os cristãos engulam isca e an-
zol, o diabo tem de dar algo de verdadeiro em troca e “dá” uma coisa que não lhe pertence:
vidas de escolhidos!
Quando Deus escolhe alguém antes da fundação do mundo para Si, nada,
nem o diabo, nem o próprio indivíduo, nem o mundo, pode tirar aquela pessoa de Sua mão.
Ele é Deus, lembrem-se! O diabo sabe muito bem disso, daí, depois daqueles cultos, encer-
ra facilitando pessoas aceitarem Jesus como se fosse por causa das operações ali dentro.
Todos ficam felizes com a colheita e saem com a idéia de que tudo correu as
mil maravilhas. É isso que o diabo quer. Mas ele só “deu” a Jesus o que já era d‟Ele. Não
fez nadinha a não ser enganar muita gente e a contaminar uma igreja em peso.
Felizmente, quando vou a tais cultos oro em línguas continuamente, para não
ser contaminado. Mas, pelo que aprendi, não adianta mais sair em busca dessas novidades.
Acho que não vale a pena. Já, quanto às pessoas que receberam imposição de mãos daquele
pastor, recomendo orarem e quebrarem em Nome de Jesus, quaisquer laços e maldições por
ventura recebidas dele, enquanto é tempo.
Escrevi uma carta ao pastor daquela igreja, mostrando tudo isso.
MARANATA!

Capítulo 553
SERVO DE DEUS
Outro dia alguém com o apelido de “Servo de Deus” entrou na internet e
começou a falar com um irmão o qual, depois de um tempo de papo, chamou esta pessoa
de: totalmente desinformada. Chateado com aquele irmão este “Servo de Deus” veio falar
comigo e abriu o papo me perguntando se eu gostava de evangelizar pela internet.
Respondi-lhe que tinha de evangelizar quer gostasse quer não. E ele me disse
que só achava certo se eu fizesse aquilo com amor e acrescentou mais algumas baboseiras a
respeito. Daí, perguntei-lhe se ele sabia mesmo o que significava a palavra: servo, que ele
usava e ele calou-se. Será que sabia?
Tem muito evangélico que pensa que Jesus é um chefe ou, um candidato a
Presidente, em quem podemos votar a favor ou contra! É que a vida sob a autoridade dos
Reis está bem longe de nossa história, assim como os costumes que diferenciam servos de
senhores. Veio a libertação da escravatura e todo mundo ficou livre e senhor da própria
vida.
Pense bem, será que Abraão ficou feliz quando Deus o mandou matar Isa-
que? Que Noé achou bom passar cem anos construindo uma arca, com uma cidade inteira
rindo da bobagem dele? Que Ezequiel achou confortável deitar-se 290 dias sobre um lado
do corpo e mais 40 dias sobre o outro, em praça pública?
O problema é que a atual liberdade democrática já trás, em si, o germe da li-
bertinagem o qual, aos poucos, vai adulterando as sociedades a ponto de todo mundo saber
prontamente evocar direitos, sem querer obedecer a nenhum dever.
Servo é sinônimo de ESCRAVO. Jesus é Rei e Senhor Absoluto, sobre to-
das as vidas. O que Ele fizer ou desfizer, estará bem feito, sem possibilidade de contestação
nenhuma, nem por seus melhores servos. Nossa vontade nada deve significar quando Ele
nos dá uma ordem. É bem verdade que ele é um Rei Bom; coisa que nunca existiu antes no
nosso mundo. Mas, é Rei! E tem sanções para os transgressores, quer os mesmos gostem ou
não de Suas ordens.
Jesus deu uma ordem específica à Sua Igreja, em Marcos 16: 15-18 que diz:
“Ide por todo o mundo, e pregai o evangelho a toda criatura. Quem crer e
for batizado será salvo; mas quem não crer será condenado. E estes sinais acompanharão
aos que crerem: em meu nome expulsarão demônios; falarão novas línguas;pegarão em
serpentes; e se beberem alguma coisa mortífera, não lhes fará dano algum; e porão as
mãos sobre os enfermos, e estes serão curados.”
Esta é uma ORDEM do Rei para todo que se diz crente. A maioria dos que si
dizem crentes, no entanto, corta deste “Edito Real” toda a parte que deixei fora do subli-
nhado e continua se considerando CRENTE e até SERVO ou SERVA DE DEUS!
É um engano atroz e que lhes irá custar caro, quando vier o ARREBATA-
MENTO e tais “irmãos”, ficarem de cara para cima, olhando os verdadeiros crentes subi-
rem e eles, desamparados na terra, com a certeza de que, a partir daquele momento, irão ser
caçados pelo Anti-Cristo como bichos.
Fico de queixo caído, quando digo isto para irmãos e eles se voltam contra
mim, como se eu fosse inimigo deles! Ficam com verdadeiro ódio, quando só estou que-
rendo avisá-los do erro e de como é fácil de se consertarem, mas, parece que estou queren-
do é empurrá-los para o inferno, só que:
“a ira do homem não opera a justiça de Deus.” declara a Palavra em Tiago
1: 20.
E o pior é que estes “evangélicos” ainda acham que estão fazendo tudo “em
espírito e em verdade” como o Pai deseja! Como alguém pode se enganar até este ponto,
não sei. Só sei uma coisa, o próprio Rei, Jesus, declarou que somente a metade dos cristãos
vivos, durante o Arrebatamento, subirá.
Portanto, por mais que eu ou você queiramos evitar o que a metade destes
“irmãos” terá de passar, não conseguiremos fazer nada a respeito.
MARANATA!

Capítulo 554
SONHOS
Uma coisa curiosa aconteceu nesta semana, foi dois cristãos me terem procu-
rado para lhes interpretar os sonhos e, ambos os sonhos serem sobre a mesmíssima coisa: o
batismo com o Espírito Santo e o Arrebatamento!
O primeiro sonhou que via uma mulher com uma tocha acessa que o chama-
va e quando ele se aproximou, ela lhe deu um diamante. O segundo sonhou que ia numa
estrada e viu um abutre. O abutre o atacou, mas ele revidou e o matou. Mas, cinco outros
abutres o esperavam mais na frente e lhe disseram que iriam matá-lo e ninguém iria poder
ajudá-lo, porque ele estaria sozinho.
O primeiro sonhador nem era evangélico! Quando lhe expliquei que a mu-
lher com a tocha era a Igreja batizada com o Espírito Santo e o diamante ser um dom que o
Espírito queria lhe dar; ele desconversou puxando outros assuntos. Eu o alertei para o que
estava fazendo, mas, saiu da sala, sem me dar notícias.
Já o segundo sonhador era um católico, que me informara estar começando a
ler a Palavra de Deus. Para ilustrar biblicamente seu sonho, comecei lhe falando do que
Jesus disse em Mateus 24: 28 e Lucas 17: 37:
“Pois onde estiver o cadáver, aí se ajuntarão os abutres.”
Disse-lhe que o Senhor o estava alertando sobre o que iria acontecer no Ar-
rebatamento, quando os cristãos não nascidos de novo (isto é, as virgens néscias, os não
batizados com o Espírito Santo) não seriam Arrebatados.
Os demônios (abutres) segurariam seus corpos carnais e, depois do Arreba-
tamento, eles ficariam sozinhos (sem a ajuda do Espírito Santo) na terra. Se optassem por
persistir na defesa da fé seriam mortos e os que se deixassem marcar pela Besta perderiam
até a salvação que julgam ter hoje. Conforme diz a Palavra, em Lucas 8: 18.
Este último sonhador parece que foi tocado, baixou meu livro para ler e me
agradeceu enormemente o conselho, para buscar logo seu batismo com o Espírito Santo.
Lembrei-me que, certa vez, me facultaram numa igreja a oportunidade de di-
zer para os irmãos que: aqueles que quisessem o batismo com o Espírito Santo poderiam se
reunir comigo, num local e data escolhidos pela igreja, onde lhes esclareceria sobre aquele
batismo e os encaminharia a recebê-lo.
Na medida na qual falava da importância de tudo aquilo o Espírito Santo foi
se afastando e fiquei totalmente confuso, terminando por pedir ajuda ao pastor que orou
para restabelecer a normalidade no culto.
Por anos pensei ter feito algo errado. Só depois de muita prática com o Espí-
rito, foi que percebi que não tinha cometido nenhum erro. Naquela ocasião o Espírito Santo
se magoou com a receptividade negativa dos presentes. Pois, de uns duzentos acolá só uns
quatro (de uma família de partida para a Alemanha) levantaram as mãos e se prontificaram
a nos reunirmos para buscarem o batismo. Nós nos reunimos e eles receberam o batismo
antes de viajarem.
É impressionante a repelência que existe no meio cristão a respeito do ba-
tismo com o Espírito Santo. Eles topam tudo, subir montanhas, mergulhar em rios, guardar
sábados, fazerem jejuns, mas, quando se trata do Espírito Santo, a coisa muda totalmente de
figura, é debandada geral!
Acontece que o diabo sabe que o batismo com o Espírito Santo causa uma
mudança radical no cristão, transformando-o de uma frágil criatura de Deus em um Filho
de Deus com toda autoridade, força e poder na Terra. E os abutres, então, procuram a-
marrar os não batizados com fogo, com mil e uma idéias e preconceitos para que eles não
conseguirem aquele batismo.
Que o Senhor tenha misericórdia deles e de nós, que nos exaurimos tentando
lhes fazer enxergar a verdade de que:
“Mas a hora vem, e agora é, em que os verdadeiros adoradores adorarão o
Pai em espírito e em verdade; porque o Pai procura a tais que assim o adorem. Deus é
Espírito, e é necessário que os que o adoram o adorem em espírito e em verdade”, João 4:
23 -24.
E de que, sem o batismo com o Espírito Santo, cristão nenhum tem poder
contra a carne, contra o diabo, nem contra o mundo. Digo e está dito.
MARANATA!

Capítulo 555
O diabo Tem Fé?
Alguns irmãos tentam bloquear meus ensinamentos sobre a verdadeira fé,
quando lhes informo na internet que um CRENTE de verdade tem de dar SINAIS dela
Eles contrapõem tudo isso, com o versículo de Tiago 2: 19, que declara:
“Crês tu que Deus é um só? Fazes bem; os demônios também o crêem, e es-
tremecem”.
Descobri que esta escusa para mostrar sinais de uma FÉ verdadeira é usada
largamente, como assertiva bíblica, mesmo contrariando ao que Jesus preconiza. Eles nem
se lembram de que:
“A letra mata, o espírito é que vivifica”.
Talvez este engano de alguns decorre do lerem apressadamente o que Tiago
2: 19 diz. Leiam com calma o que aquele versículo diz: é que os demônios crêem que Deus
é UM só! Eles crêem que não há dois, três, nem quatro deuses. É nisto, que o versículo a-
firma que o diabo crê! E só podem crer, visto verem e falarem com Deus!
Aliás, no caso, acho o verbo CRER até deslocado, talvez a tradução não te-
nha sido bem feita. Porque, como os demônios viveram milênios no mundo espiritual e
conhecem Deus pessoalmente e nunca viram outro Deus em lugar algum, o mais certo não
seria dizer que os mesmos SABEM que Deus é um só e tremem de medo?
E porque: “o Jesus de ontem, que é o mesmo de hoje e o será eternamente”
continua a exigir de todo cristão, para Jesus considerá-lo CRENTE: SINAIS de fé!
O diabo não dá nenhum sinal daqueles (porque não pode ser batizado com o
Espírito Santo) procura é negar de todas as formas possíveis e imagináveis tal batismo,
propagando nas igrejas tal fato não ser mais para hoje, que quando se é batizado nas águas
se é com o Espírito Santo, etc.; tudo, a fim de evitar que os cristãos mais afoitos se aventu-
rem a buscar a Fonte da Vida.
O Espírito Santo, hoje, representa aquela Árvore da Vida que havia no cen-
tro do Paraíso e que Adão e Eva nem se preocuparam em visitar, preferindo comer do fruto
proibido, indicado como o melhor, pela serpente. Hoje o diabo faz a mesma coisa com os
cristãos, a respeito do batismo com o Espírito e a maioria deles cai no conto.
Este é o motivo pelo qual os cristãos, em geral, são capazes de fazerem os
maiores sacrifícios, jejuns, prolongadas orações, mas empacam quando lhes é apresentada a
possibilidade deles serem feitos FILHOS DE DEUS com Autoridade e Poder.
João 1: 12 diz:
“Mas, a todos quantos o receberam, aos que crêem no seu nome, deu-lhes o
poder de se tornarem filhos de Deus”.
Conclui-se desse versículo que, só não se torna filho de Deus o cristão que
não quiser! E, embora as razões para não aceitarem o NOVO NASCIMENTO não valham
coisa alguma, os resultados destas recusas serão, sempre, estrondosas vitórias do diabo. Ao
se negarem o Novo Nascimento, os cristãos alegram o coração do maligno.
MARANATA!

Capítulo 556
4 de Julho 2009
Pois é, hoje é aniversário de minha esposa! Mas não foi por isso que resolvi
anotar esta data. Hoje é terça-feira, dia no qual minha parceira de oração vem para orarmos.
Neste caso, como está convalescente da extração do útero oramos (pela segunda terça-feira,
consecutiva) por telefone. E o Senhor nos ordenou gravar bem, este dia, como o começo de
algo novo e grande.
Não sei o que pode ser! Mas Ele nos disse que seria um MARCO para mim e
ela anotarmos. Assim, chego a este ponto do capítulo sem ter bem o que dizer, simplesmen-
te, porque não sei no que vai dar esta promessa divina.
Só temos que aguardar. Aguardemos.
Durante as semanas seguintes até o dia atual 22 de Agosto, hoje, acontece-
ram coisas maravilhosas. Minha parceira de oração (que fora humilhada em sua igreja a
ponto de ter de sair da mesma) foi exaltada lá mesmo, por um pastor de fora que teceu lon-
gos elogios ao trabalho que ela fez na congregação dele, no Sul.
Eu, por outro lado, tenho recebido uma leva de irmãos de fé que querem e
até insistem, em serem ajudados com instruções para receberem o batismo com o Espírito
Santo e, depois, me dão testemunhos do que lhes aconteceu. É uma maravilha atrás da ou-
tra!
Distribui milhares de meus livros pela internet, mas, o que importa não é a
quantidade deles distribuída e sim, a quantidade de pessoas de fé que os receberam. Elas é
que fazem a diferença.
Sei, imediatamente, quando trato com uma pessoa de fé pelo resultado da
leitura do livro na vida deles: maravilhas acontecem! Os outros lêem e ficam praticamente
na mesma. Uma pessoa de fé ao lhes serem apontado os erros, arrepende-se. Pode até ser
que se sinta irada na hora, mas, controla-se e, depois, arrependida pede ajuda. Os que não
têm fé iram-se e se voltam contra nós, armados de mil e umas partes da Palavra de Deus ou
de estudos teológicos para provarem estar certos. Para eles: a Letra NÃO mata e o Espírito
NÃO é o que vivifica.
Eu, cada vez mais acredito que o Arrebatamento está tão próximo que talvez
eu seja um dos que serei arrebatado (e lembrem-se, farei 74 anos em setembro próximo!).
Mas é essa seqüência enorme de coisas que estão acontecendo no mundo, ao mesmo tempo,
que me deixa tal impressão. A cada dia vemos pelos meios de comunicação o Poder Gay se
fortalecendo os castigos divinos caindo. Para os que não sabem o Anti-Cristo, segundo a
Bíblia, deve ser gay. Daniel 11: 35-39 faz-nos pensar isso!
“Alguns dos entendidos cairão para serem acrisolados, purificados e em-
branquecidos, até o fim do tempo; pois isso ainda será para o tempo determinado.
E o rei (o Anti-Cristo) fará conforme lhe aprouver; exaltar-se-á, e se en-
grandecerá sobre todo deus, e contra o Deus dos deuses falará coisas espantosas; e será
próspero, até que se cumpra a indignação: pois aquilo que está determinado será feito.
E não terá respeito aos deuses de seus pais, nem ao desejo das mulheres,
nem a qualquer outro deus; pois sobre tudo se engrandecerá.
Mas em seu lugar honrará ao deus das fortalezas; e a um deus a quem seus
pais não conheceram, ele o honrará com ouro e com prata, com pedras preciosas e com
coisas agradáveis.
E haver-se-á com os castelos fortes, com o auxílio de um deus estranho. Aos
que o reconhecerem multiplicará a glória, os fará reinar sobre muitos e lhes repartirá a
terra por preço.”
Como não nos compete marcar o dia do Retorno do Senhor Jesus, data que
está selada até o cumprimento, só nos resta esperar. Fazer o que?
“Quem é injusto, faça injustiça ainda: e quem está sujo, suje-se ainda; e
quem é justo, faça justiça ainda; e quem é santo, santifique-se ainda”. Apocalipse 22: 11.
É o que recomenda o Senhor.
MARANATA!

Capítulo 557
O CAMINHO
No tempo que o Senhor Jesus esteve ensinando na Terra, seus seguidores se
consideravam e eram considerados apenas como: participantes do Caminho. Isto é, aque-
les que seguiam: o Caminho da Verdade e da Vida, apontado pelo Mestre; mas, eles consi-
deravam Jesus não só como um Mestre ou profeta, também como o Salvador, o Messias, o
Deus VIVO, encarnado.
A palavra, cristão, só apareceu anos depois da morte de Jesus, em Antioquia
e, certamente, por ser mais fácil se dizer uma palavra do que duas ou três, ela eliminou a-
quela primeira denominação dos seguidores de Cristo da boca do povo.
Com o tempo “lobos vorazes” (instilados pelo diabo) foram se introduzindo
no meio dos participantes do Caminho, para eliminar o cristianismo da face da terra; religi-
osos começaram a criar suas próprias doutrinas no intuito de dominar os cristãos e tirar
lucro disto e muito desatento foi desviado.
Entre os lobos vorazes o mais ativo foi o catolicismo. Constantino, impera-
dor de Roma (estado que há anos martirizava os cristãos) notou que o cristianismo se forta-
lecia apesar de todas as perseguições e torturas. Daí, concluiu que o seria melhor se aliar a
ele, conquistar sua confiança e começar a desviá-lo aos poucos, por dentro, para aproveitar
também sua força de trabalho e manter Roma em paz. Criou o catolicismo, impôs este re-
gime em Roma depois em Constantinopla e se usurpou papa; isto é, pai de todos os cris-
tãos. Eis aí o primeiro laço do diabo!
Jesus disse em Mateus 23: 9:
“E a ninguém sobre a terra chameis vosso pai; porque um só é o vosso Pai,
aquele que está nos céus.”. Papa e padres significam pai, em latim. Note como Constantino
começou a roubar de Jesus algo que só a Ele pertencia a autoridade máxima!
É claro que nem todos os cristãos seguiram este descaminho. Certa vez,
quando Elias reclamou do Senhor que tinham matado todos os profetas e só ficara ele (a
quem Jezabel estava a ponto de matar) Deus respondeu que Elias estava enganado, que Ele
(Deus) tinha 7.000 profetas vivos, espalhados na terra.
Assim, certamente, muitos milhares de participantes do Caminho continua-
ram a existir longe do meio religioso do catolicismo até a revolta de Lutero; embora o papa
não o percebesse e nem a história tenha registro disso. Mas Jesus disse que as forças do
inferno não prevaleceriam contra a Sua Igreja, portanto, isto tem de ser verdade.
Séculos depois, quando Lutero (padre católico) notou que andava no desca-
minho e protestou contra o que o catolicismo ensinava, apareceu o que se chama, hoje, de
protestantismo. Protestantismo significa: grupo de pessoas que protesta contra os ensinos
do papado romano.
Mas nem estar no catolicismo, no luteranismo ou, no protestantismo indica a
pessoa estar no Caminho. Nenhuma religião ou apelido religioso que se dê a alguma con-
gregação, indica Jesus estar com ela e que ela O segue.
Aliás, não há nenhuma forma segura de se mostrar qual congregação religio-
sa segue o Caminho, porque, em muitas podem até acontecerem coisas maravilhosas, pro-
vindas do céu, mas, tais coisas acontecerem por causa das pessoas de fé, que ali se reuniram
em dado momento, e não por causa da santidade e doutrina daquela congregação ou do Se-
nhor apoiá-la.
A única coisa que pode nos indicar um ombro seguro para nos apoiarmos se-
rá examinando-se os irmãos, individualmente. Só um item importante alguém que se diz
cristão deve mostrar, para o considerarmos um crente participante do Caminho ou um cris-
tão autêntico, além do seu procedimento ilibado e está baseado no que Jesus declara:
1ª) “Estes sinais seguirão aqueles que crêem: falarão novas línguas, expul-
sarão demônios em meu nome, se impuserem as mãos enfermos serão curados, etc.” (Mar-
cos 16: 15).
Isto porque o Senhor Jesus afirmou:
2ª) “qualquer que fizer a vontade de meu Pai que está nos céus, esse é meu
irmão, irmã e mãe.” ( Mateus 12: 50).
E a Bíblia diz:
3ª) “O Jesus Cristo é o mesmo, ontem, e hoje, e eternamente.” (Hebreus 13:
8).
4ª) “Estou admirado de que tão depressa estejais desertando daquele que
vos chamou na graça de Cristo, para outro evangelho, o qual não é outro; senão que há
alguns que vos perturbam e querem perverter o evangelho de Cristo.” (Gálatas 1: 6-7).
Pronto. Com estes quatro versículos usados como lentes ou espelhos de au-
mento, podemos examinar quem é quem hoje no meio dito evangélico. Não vamos nos en-
ganar com pequenas nem grandes congregações! Lembrem-se, nem tudo que ocorre nelas é
por mérito de suas doutrinas ou dirigentes, pode ser apenas fruto da FÉ autêntica de quem
freqüentou alguns dos seus cultos.
Devemos procurar é esta ou a pessoa de fé, ali presente, no momento no qual
as maravilhas ocorreram. Porque é, por elas, que Jesus está se movendo, vivendo e atuando,
no meio das multidões de agrupamentos religiosos.
No mais, fiquem na Paz do Senhor.
MARANATA!

Capítulo 558
COINCIDÊNCIAS?
Não existem coincidências! Existem PROVIDÊNCIAS divinas. Nada acon-
tece por acaso, contrariamente o que pensam muitos sábios do mundo, que seguem o “dar-
winianismo”.
Falarei, agora, de certas “coincidências” que me aconteceram e podem acon-
tecer com os irmãos; seja para lhes servir de exemplo, consolo ou, simplesmente, para
constatarem que o que lhes acontece, não acontece só com eles, outros podem passar pelas
mesmas circunstâncias alhures.
Outro dia atendi um presbítero que me disse estar com sério problema, moti-
vo pelo qual estava pensando em deixar até seu cargo na igreja. Quando me contou o pro-
blema, não vão acreditar, foi o mesmo pecado que constatara em mim, apenas um dia atrás,
e que muito me deixou desgostoso, mesmo depois de tê-lo confessado ao Senhor! A ques-
tão era: como podia orar por aquele irmão se tinha cometido o mesmo pecado várias vezes?
Comecei por 1ª João 1: 9, que diz:
“Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os
pecados e nos purificar de toda injustiça”.
Pedi para o irmão confessar a Jesus seu pecado e depois lhe perguntei se, por
acaso, ele era mais justo por Deus que disse ele estar perdoado. O irmão falou que não, cla-
ro, mas me perguntou se não devia pedir dispensa do cargo.
Perguntei-lhe por qual motivo. Ele me repetiu o que tinha falado antes e eu
lhe perguntei se Deus o tinha ou não perdoado; porque, quando Deus perdoa ESQUECE.
(Nós não conseguimos tal proeza mental, de esquecer o que quisermos, e o diabo aproveita-
se disso e fica nos lembrando e inventando castigos, mas Deus ESQUECENDO, algo não
existe mais!).
Portanto, se queremos andar na fé, devemos continuar fazendo a obra do Se-
nhor sem olhar para trás, conforme a Palavra diz não conforme sentimos ou pensamos.
“Meu justo viverá por fé” é decisão do Senhor! Quer viver como cristão? Então CREIA e
ande.
Paulo também tinha um problema que o perturbava. Paulo o maior missioná-
rio de todos os tempos pediu para o Senhor livrá-lo daquilo, mas, o Senhor disse que não o
libertaria porque, se o livrasse, Paulo ficaria orgulhoso e não lhe seria vaso útil.
Nesta mesma semana três dias antes daquela minha conversa com aquele
presbítero, já tinha tido experiência semelhante com outro irmão, o qual me pegou de sur-
presa, perguntando-me como fazer para se libertar de um pecado que eu, também, tinha
acabado de cometer!
Engoli em seco, mas, firmado na Palavra de Deus, lembrei-lhe tudo o que já
falei acima e ele também saiu livre a regozijar.
Eis coisinha difícil de engolir, principalmente para os legalistas! Mas como
não sou legalista, vivo da GRAÇA, do perdão imerecido; não vejo outra forma de tratar
com o pecado. Bem queria NUNCA mais pecar de forma alguma, claro! Mas isso é um
sonho de minha parte. Porque, mesmo que nem existisse o demônio para tentar e aprontar
contra mim, minha própria carne trabalha lépida neste sentido.
“Porque a carne luta contra o Espírito, e o Espírito contra a carne; e estes
se opõem um ao outro, para que não façais o que quereis”, Gálatas 5: 17.
O nosso próprio desejo de não pecar, às vezes, é ele mesmo que nos leva ao
pecado por ficar nos lembrando não só do pecado, mas, das delícias que certos pecados nos
causam. O melhor seria esquecer totalmente os mesmos, mas, aí, já não estaríamos bem da
bola!
“Miserável homem que eu sou! quem me livrará do corpo desta morte?”
Romanos 7: 24. Quem disse isso foi Paulo.
Enquanto isso, dar topadas e ir para a frente é a única forma de andar que
consigo divisar para mim.
MARANATA!

Capítulo 559
O TEMPO
Todos nós nos movemos e vivemos no tempo. Nossas alegrias e tristezas
acontecem no tempo, o amor e o ódio nele se desenrolam. Mas Deus é eterno, não tem
princípio nem fim, portanto, não está sujeito ao tempo. Para nos dar uma idéia de como Ele
vê o tempo, Ele mesmo declara que:
“Porque mil anos aos Teus (d’Ele) olhos são como o dia de ontem que pas-
sou, e como uma vigília da noite”, Salmo 90: 4.
Ou seja, mil anos não é nada para Deus! E o tempo que passou não existe
mais, a não ser nas emoções gravadas em nossa memória.
É impossível ao incrédulo compreender as coisas que pertencem ao espírito.
Quanto mais ilustres em seus pensamentos, mais difícil fica captarem o que o Senhor fala.
Einstein foi o primeiro humano que percebeu o tempo ser relativo e exprimiu isso em sua
Teoria da Relatividade. Porém a visão desse grande intelectual é comparável a visão de um
homem jogado num calabouço, olhando para o mundo exterior por uma janelinha gradeada;
nada mais nada menos.
Muitos incrédulos nos perguntam onde está nosso Deus e se Ele é bom (co-
mo dizemos) porque não resolve logo os problemas da humanidade; onde a miséria sobre-
puja quaisquer visões do toque de uma bondosa mão divina (alegam).
Como um incrédulo acreditaria se lhe disséssemos que Deus já resolveu tudo
isto? Mas esta é a mais pura verdade para os que crêem. Porque Deus já fez todo o trabalho,
disse que tudo ERA MUITO BOM e descansou de sua Obra ao falar: ESTÁ CONSUMA-
DO!
Os incrédulos esperneiam. Onde está este muito bom? E as misérias!
Presos no tempo por suas mentes restritas, não conseguem enxergar além e
se enfurecem. Os crentes olham além do que seus olhos carnais lhes mostram e vêem não o
futuro (o máximo que os incrédulos podem imaginar), mas, a eternidade alhures. E por tal
se alegram!
Não costumo me preocupar com incrédulos porque sei que, SE Deus não der
fé a uma pessoa, NINGUÉM poderá fazer isto por Ele. O que significa tal pessoa NÃO ser
uma ELEITA e, jamais, irá poder crer no que Deus escreveu ou fala; portanto, é alguém
que jamais poderá se arrepender dos seus pecados e ser: SALVA!
Mas há incrédulos e “incrédulos”, assim como há crentes e “crentes”. É para
esses “incrédulos” que estou falando agora. Esses tais são apenas pessoas que foram educa-
das de forma errada. Receberam de sua família ou sociedade (atéia ou idólatra) ensinamen-
tos contrários aos que Deus quis lhes dar. Eles são ELEITOS, porém, nascidos em berços
ateus ou idólatras. E, cedo ou tarde, abrirão os ouvidos ao toque de uma Palavra de fé, a-
cordarão da letargia em que foram colocados e, rápidos, correrão em busca de mais e mais
Luz, para preencher aquele vácuo inexplicável no peito!
Mas existe uma explicação porque Deus descansa, enquanto o mundo vai
neste caos?
Existe. Deus já resolveu tudo! O Paraíso eterno já está criado. O único pro-
blema é o homem e o tempo. Porque Deus deu a terra ao homem e Ele não toma aquilo que
dá.
“Os céus são os céus do Senhor, mas a terra deu-a, ele, aos filhos dos ho-
mens”, diz o Salmo 115: 16
O problemão é que o homem deu a terra ao diabo e, agora, Deus precisa pre-
parar outros homens (seus ESCOLHIDOS) dentro do tempo humano, a fim destes, por sua
vez (como são legítimos proprietários) poderem retomar a terra das mãos do diabo e a
colocar no patamar que Deus projetou para ela.
Lembrem-se: Deus fez o homem livre! O homem se tornou escravo do dia-
bo. Agora, Deus também tem de lutar contra o diabo, para se fazer ouvir por seus eleitos e
isto consome tempo. Porque Deus não invade furiosamente a liberdade humana, como Ele
mesmo o diz:
“Eis que estou à porta e bato; SE alguém ouvir a minha voz, e abrir a porta,
entrarei em sua casa, e com ele cearei, e ele comigo.” (Apocalipse 3: 20).
É com esta delicadeza que Deus toca em cada eleito e pode levar anos ba-
tendo gentilmente, pedindo passagem no coração de apenas um deles! Cada homem con-
some certo tempo para perceber quem O está chamando. Por isso, os humanos (principal-
mente os educados na incredulidade) raciocinam como se Deus não agisse ou levasse tem-
po demais para resolver problemas urgentíssimos.
É tudo questão da relatividade do tempo, do império da incredulidade ou de
fé no coração do ELEITO.
Quem sabe estas elucubrações possam ajudar um coração educado de forma
errada e que quer honrar os princípios de sua família ou sociedade carnal, a entender, fi-
nalmente, que Jesus está batendo em sua porta agora mesmo, para resolver problemas gra-
víssimos de sua família, sociedade e mundo?
Uma coisa pode comprovar estas minhas conclusões. Está no Livro do Gê-
nesis. Lendo sobre a Criação podemos constatar que há duas narrativas sobre ela. Uma, vai
do Cap.1: 1 até o Cap. 2; 3 e a outra do Cap.2: 4 penetra em toda a Bíblia e descreve a his-
tória da humanidade com todas as suas reviravoltas.
A primeira narrativa, na verdade, é uma narrativa feita do ponto de vista de
Deus, a qual nos mostra Ele criando e terminando tudo à perfeição; a ponto de concluir
dizendo tudo ser: MUITO BOM!
Já a segunda narrativa é contada do ponto de vista humano. Nela Deus mos-
tra o que aconteceu, acontece e acontecerá no mundo dos homens, até Ele estabelecer o seu
Reino perfeito. Mostra como o diabo interfere, como Deus reage no tempo humano, como
levou tempo para levantar um povo, uma família com as pessoas certas, para enviar o Mes-
sias; como o Messias precisa de tempo, para iniciar uma nova casta de seres humanos, que
têm a missão de ajudá-Lo a tomar do diabo o que ele roubou de Adão; mostra os esforços
de satanás desde o começo da Criação até hoje querendo vencer a Igreja (o corpo do Messi-
as na Terra) e termina, mostrando a derrota satânica, quando da vitória de Cristo no Apoca-
lipse.
Enquanto, para os humanos, todas estas convulsões levam gerações e gera-
ções e trazem muitos sofrimentos; para Deus são coisas já resolvidas e, como tais, devem
ser encaradas por todos os crentes.
MARANATA!

Capítulo 560

A BÍBLIA
Pela leitura de meus livros devem ter visto que procuro sempre lhes mostrar
livros, capítulos e versículos de um livro que tiveram a ver com os fatos que lhes narro. São
livros, capítulos e versículos da Bíblia que, para princípio de conversa, não é um livro é: O
Livro.
Você deve ler a Bíblia todos os dias, vários capítulos dela, até o último dia
de sua vida, porque será através dela, que irá aprender COMO se relacionar corretamente
com Deus e, portanto, como poderá ter saúde, sabedoria e êxitos em suas empreitadas na
terra.
Existe a Bíblia católica e a Evangélica. Deve optar pela Evangélica porque
ela não contém livros não santos misturados aos livros santos, como a católica.
Esta mistura permite que o demônio de confusão penetre nas bíblias católi-
cas e é a razão pela qual os católicos não têm vontade ler ou não entendem suas Bíblias,
mesmo quando as lêem. É que os espíritos de confusão, nelas contidos, ficam ao redor dos
mesmos, procurando lhes mostrar “erros”, “contradições”, “mentiras” na Bíblia ou sopran-
do-lhes aos ouvidos em como aquela leitura é cansativa, chata ou inútil ou, ainda, empur-
rando-os a dependerem dos padres, que se acham os únicos capazes de interpretarem a
mesma e, claro, por eles irão sendo amarrados mais e mais nas idolatrias, espiritismo e ni-
colaismo da seita.
Jesus já avisou “A Letra mata o espírito é que vivifica”. (2ª Corintos 3: 6)
Cuidado, também, nestas bíblias moderninhas em linguagem de hoje, onde pessoas procu-
ram interpretar e dar para você uma leitura mastigada da Palavra de Deus. “A ninguém
chameis de Pai ... Guia.... ou Rabi, um só seja o vosso mestre”, (Mateus 23: 8-10) disse
Jesus. Devemos considerar Mestre apenas o Espírito Santo que, hoje, representa Jesus na
terra.
Leia a Bíblia traduzida por João Ferreira de Almeida, de preferência sua edi-
ção Revista e Atualizada, onde o Capítulo, 13 de 1ª Corintos, traduz o dom do AMOR co-
mo: AMOR e não como: CARIDADE. Caridade significa dar esmolas sem discernir no que
se está fazendo, enquanto o verdadeiro AMOR procura ajudar de fato as pessoas a encon-
trarem o Caminho da Verdade e da Vida.
Se eu lhes recomendasse ler qualquer Bíblia estaria praticando caridade;
mas, recomendando que leiam apenas uma boa versão da Palavra de Deus, estou tendo a-
mor para com você, que sei que quer ser feliz no caminhar.
Adquirida sua Bíblia, ser-lhe-ão oferecidos muitos planos para sua leitura em
um ano, dois anos, sei lá. Não sigam estes planos. Para começar a Bíblia deve ser uma lei-
tura para toda a vida; pois, por ela, Deus irá lhe mostrar o melhor caminho a seguir diaria-
mente.
Portanto sugiro um processo prático de estudo. Pegue dois cordões de cores
diferentes, um pouco maior que a altura de sua Bíblia e cole-os num pedacinho de papel
grosso de uns 1,5cm x 1,5cm. Deixe secar. Depois, sobre uma mesa, abra sua Bíblia mais
ou menos pelo meio e no espaço vazio que fica entre o lombo dela e a capa (na parte supe-
rior dela, claro!) cole aquele papelzinho com os cordões. Deixe secar e coloque um cordão
marcando a segunda página do Gênesis e o outro, a segunda página do Novo Testamento.
Agora você faz o seguinte, escolhe lugar e hora adequada para sua leitura,
senta-se e começa a ler o Novo Testamento a partir da primeira página até a página onde
está o cordão. Leia até o penúltimo capítulo do lugar marcado pelo cordão. O último capítu-
lo será o primeiro, que irá ler no dia seguinte.
Desta forma, toda vez que abrir sua Bíblia onde o cordão está, saberá onde
terminou sua leitura anterior e onde começará a do dia. Faça isso, sucessivamente, até o
final da leitura do Novo Testamento.
Se quiser avançar mais rápido é só avançar o cordão mais outra página além
da que deveria marcar e continuar sua leitura até próximo penúltimo capítulo do lugar mar-
cado.
Desta forma leia todo o Novo Testamento sem se preocupar em gravar tudo
de uma vez, só para ter uma vista panorâmica do mesmo. Depois, faça isto com o Antigo
Testamento.
Com o panorama bíblico completo, na cabeça, passe a ler todos os dias al-
guns capítulos do Antigo Testamento e alguns do Novo Testamento. Marcando como ensi-
nei, para não perder a seqüência das suas leituras.
Mas só ler a Bíblia e não FAZER o que ela ensina pouco irá adiantar. Você
poderá se tornar um excelente religioso, um teólogo de renome; mas, para Deus, estará an-
dando pela letra e: morto!
Peça ao Espírito de Deus que lhe oriente e lembre-se, se alguém vier queren-
do torcer o que a Palavra de Deus diz, considere tal pessoa uma maldita, uma anátema e,
educadamente, evite contato com ela a respeito do Caminho da Verdade e da Vida; porque
este emissário do diabo só foi mandado para desviá-lo da Vida Plena, que anda buscando.
Cuide-se!
MARANATA!

Capítulo 561
É MUITA MISERICÓRDIA
Se Jesus não fosse misericordioso, santo Deus! Haveria pouquíssimos cris-
tãos na terra e as pessoas fugiriam do Evangelho ao perceberem como, os que adentram no
Caminho da Verdade e da Vida viviam mui pouco tempo e como a Ceia do Senhor era um
verdadeiro horror.
Se acham que estou falando bobeira, vou lhes mostrar, com apenas três ver-
sículos, como estou certo.
Existem dois versículos bíblicos que a maioria dos irmãos (talvez até tenham
lido), mas, não com a devida atenção. São os versículos abaixo, examine-os, eles falam dos
irmãos que participam da Ceia sem se preocuparem com o que estão fazendo, achando-se
suficientemente preparados para a mesma:
“Porque quem come e bebe, come e bebe para sua própria condenação, se
não discernir o corpo do Senhor.” (1ª Corintos 11: 29).
“Pois aquele em quem não há estas coisas é cego, vendo somente o que está
perto, havendo-se esquecido da purificação dos seus antigos pecados.” (2ª Pedro 1: 9).
A chave para a melhor compreensão do que falo está naquela parte em negri-
to, do versículo de 2ª Pedro 1: 9.
“Esquecidos da purificação dos seus antigos pecados”! A maioria dos e-
vangélicos pensa que, assim que aceitam Jesus, ficaram livres de todas as correntes que os
prendiam ao mundo; mas, nisto se enganam e estão cegos para a verdade; como fala o ver-
sículo. Existem coisas das quais, só nos desligamos, quando as confessarmos claramente a
Deus; e, laços espirituais demoníacos que só rompemos quando decretarmos suas quebras,
diante dos principados e potestades!
Vejam o caso de Simão, o mago, em Atos 8: 13. Ele queria, mas, não conse-
guia receber o batismo com o Espírito Santo, porque, apesar de ter se tornado cristão e já
ter sido batizado nas águas, queria comprar o batismo!
Caso ainda insistam em que estou de bobeira, vou dar o último versículo a
respeito do assunto o qual, espero possa lhes abrir o entendimento, vez tocar numa coisa
que lhes afetará fisicamente. É o versículo de 1ª Corintos 11: 30, que declara:
“Por causa disto há entre vós muitos fracos e enfermos, e muitos que dor-
mem.”
Abram bem os olhos, atentem em como ouvem dormir, no versículo acima,
não significa o bom sono noturno, significa o falecimento físico: a morte natural, na Terra!
Agora vou lhes dar umas idéias a respeito da purificação a que se refere a
Palavra. De fato, ela está minuciosamente ensinada no Capítulo 41, do meu livro “Jesus, o
Leão de Judá”, que vocês podem baixar gratuitamente do meu site: www.jesus-leao-
juda.com
Assim, se, a partir de agora, participarem da Ceia do Senhor indignamente e
se derem mal; já não será por falta de terem sido avisados e de até terem recebido orienta-
ção sobre qual remédio tomar antes de participaram de tão solene evento!
Imagine, agora, cada um tirando pelos erros que irão descobrir depois de fa-
zerem aquela purificação como, a Misericórdia de Deus lhe tem ajudado, quantos ainda
estariam vivos para ouvirem esta história. E peçam perdão pelas vezes que participaram da
Ceia com os pecados dos quais, só se libertaram, depois de lerem deste livro.
MARANATA!

Capítulo 562
H2N101
Não se assustem, não é nenhuma fórmula química. São apenas as iniciais e o
número de amigos que tive, com as mesmas iniciais no nome. Todos muito inteligentes,
porque sempre escolhi fazer amizade com os mais inteligentes das turmas, longe dos ba-
gunceiros. É que eu me achava também inteligente, mito adquirido em família!
Hoje, sei que eles, sim, eram inteligentes de verdade e eu um medíocre, prin-
cipalmente por minha memória precária a qual, também, descobri ter sido destruída por
noites e noites mal dormidas e muito estresse na infância.
No entanto, enquanto eles eram inteligentes descobri-me criativo ao extre-
mo, uma verdadeira criança curiosa, coisa que me considero até hoje do alto dos meus 76
aninhos.
Mas vamos à história do primeiro H. Era um gênio dorminhoco. Muitas ve-
zes fui a casa dele para estudar e voltei de mãos abanando, porque ele estava dormindo.
Também, só tirava dez em todas as matérias apenas por ouvir as aulas, para que estudar
junto comigo? Tornou-se um excelente profissional, fez um bom casamento, com uma anti-
ga colega nossa e vive bem.
O outro H. é um primo. Entomologista, especialista em besouros e borbole-
tas. Fizemos muitas experiências químicas juntos, formou-se em Minas e lá se tornou pro-
fessor. A última notícia que tive dele foi por intermédio de outro colega comum, o qual o
encontrou numa livraria em Minas e me disse que ele o viu e fez que não o viu. Lembrei-
me, então, como senti que ele me desprezou no momento em que lhe disse que não preten-
dia sair de J. Pessoa para ir para o Sul.
O N. foi excelente na área política, assumiu cargos da política internacional!
Presidiu várias instituições e ganhou rios de dinheiro ao contrário de mim, que penei por
trinta anos no B. Brasil para ser cidadão da classe média. A vida do N., no entanto, foi um
desastre. Um filho dele destruiu uns dezessete automóveis novos, por bebedeira. Infelicida-
des sobre infelicidades familiares, no meio de toda riqueza. Só, ultimamente, vim a desco-
brir que a esposa dele (de quem tanto gostávamos) ser kardecista convicta; apesar de toda
pregação que eu e umas irmãs lhe fizemos durante anos e anos! Está escrito que “a mulher
sábia edifica a sua casa” e, confirmado, que a louca a destrói. Rompi contato com eles.
O. foi um gênio! O mais inteligente de todos e o menos bem sucedido. Ter-
minou com uma aposentadoria chifrim por ter assediado colegas de trabalho. Ultimamente
morreu seu filho caçula, o mais amado, para muita tristeza nossa. Sua genialidade pelo que
vi, foi-lhe apenas um tremendo tropeço na vida. Não teve sabedoria para usar as ferramen-
tas intelectuais que o Senhor lhe deu.
Orei por todos eles, inúmeras vezes. O gênio já foi salvo e batizado com o
Espírito Santo, embora não caminhe na fé por causa de sua sabedoria carnal sempre interfe-
rindo. O H (meu colega) depois de vários anos resistindo à pregação de um pastor amigo
dele, finalmente, ao ter diagnosticado um câncer de próstata me procurou aceitou Jesus e
está perfeitamente curado, só não sei se no Caminho!
Assim, fazendo um balanço geral, dá para se ver que inteligência nem sem-
pre é garantia de felicidade como dinheiro, também, não. Pensando bem, é melhor se ter um
pouco de sabedoria, que muita inteligência sem ela!
Porque sabedoria é a forma de se fazer melhor as escolhas da vida e inteli-
gência é apenas uma ferramenta que pode ser usada para nosso bem ou mal. Geralmente é
usada para o mal porque (assim como muita beleza atrapalha a mulher), pois, enche a pes-
soa de auto-suficiência e vaidade,
Continuo orando por H., meu primo. Por N. já fiz o que pude seus filhos a-
ceitaram Jesus e o pai dele também. Pelo outro H. (que vejo não ser muito sábio) só posso
esperar que leve a família para o Senhor algum dia. E por O., também já encerrei minhas
admoestações.
Não devemos levar ninguém nas costas. Não fomos feitos para isso, se o ti-
véssemos sido teríamos uma cadeira no lugar de ombros. Nosso peso e um pouco mais já é
o suficiente para carregar.
Tenho visto alguns irmãos caírem por quererem levar, nas costas, parentes e
amigos. Não pesco para ninguém ensino as pessoas a pescarem e, desta forma, posso ensi-
nar a muito mais gente e expandir o Caminho da Verdade e da Vida, para os que por ele
realmente anseiam.
Há muitos que só nos querem como muletas. A estes admoesto umas três ve-
zes e largo. Quanto aos demais sinto muito: “C‟est la vie!”
Fora esses amigos pelos quais clamo por salvação tenho alguns antigos cole-
gas de vôo (muitos já levei ao Senhor) e umas poucas ex-namoradas. Que o Senhor os to-
que a todos com Seu Espírito. AMEM!
Assim, creio que, por minha casa, fiz algo. Talvez não tanto quanto queria,
mas ainda há tempo.
MARANATA!

Capítulo 563
5.770
Pelo calendário judaico, a humanidade hoje (ano de 2009) está no ano 5.970.
O ano zero do calendário judeu é o da criação do homem, isto é, de Adão e Eva; embora os
cientistas do mundo achem que o homem seja muito mais velho que isso, para o que apre-
sentam provas e razões científicas que não devem interessar aos que vivem pela fé, na Pa-
lavra de Deus.
Deus diz no Salmo 90: 4:
“Porque mil anos aos teus olhos são como o dia de ontem que passou, e co-
mo uma vigília da noite.”
Prestar atenção a tudo o que se refere ao povo judeu nos é de extrema impor-
tância, visto que a eles e por meio deles Deus deu a humanidade a Antiga e a Nova Aliança,
a primeira por meio de Abrão e a segunda feita, também, por meio de um judeu, o Sr. Jesus
Cristo, carpinteiro em Nazaré.
Vou colocar abaixo os milênios de anos judeus arrumados, para que vocês
perceberem certas coisas importantíssimas, para todos.
Do ano zero até o ano 1.000 - é o primeiro dia milenar da Criação, o do-
mingo, portanto.
Do ano 1001 até o ano 2000 – é o segundo dia milenar da Criação, a segun-
da-feira.
...................................................................................................................
......................................................................................................................
Do ano 5001 até o ano 6000 – é o sexto dia da Criação, a sexta-feira.
Do ano 6001 até o ano 7000 – será o SÉTIMO DIA da Criação, portanto, o
SÁBADO DE DESCANSO do Senhor!
Qual a importância disto tudo? É que, o SÉTIMO DIA MILENAR da Cria-
ção será, exatamente, o MILÊNIO do Reinado de Jesus Cristo na Terra! Ou seja, os mil
anos nos quais a Terra descansará de todos os malefícios que o diabo e seus seguidores,
vêm lhe causando.
Como este milênio se iniciará uns sete anos antes do Arrebatamento (como
nos ensina a Palavra) dá para termos uma idéia de quando ele acontecerá: dentro de uns 230
anos!
Jamais será possível se determinar com exatidão a data do Arrebatamen-
to! Gravem bem isso! Esta data nos está vedada pelo próprio Deus, principalmente, para
evitar que os demônios procurem atrapalhar a subida dos Santos do Senhor para o céu, em
tão maravilhoso evento.
Qualquer um que lhe diga que este evento ocorrerá exatamente num dia e
ano precisos pode considerar como falso profeta e fuja de seus ensinamentos por mais lógi-
cos ou “esclarecedores” pareçam ser.
Vemos que uma coisa é certa, acontecerá ao redor de 240 anos e pode até ser
mais cedo, visto Deus poder ter ocultado dos sábios judeus certos períodos do tempo bíbli-
co, que poderiam revelar com precisão esta data.
Sinto se desanimei alguns irmãos que esperam o Arrebatamento para ama-
nhã de manhã ou hoje à noite. Teria de ter havido um erro enorme nos cálculos judaicos,
para tal acontecer.
Mas eu, também, bem que gostaria que fosse agora!
MARANATA!

Capítulo 564
OBRAS X FÉ
Há apenas duas maneiras que os homens acreditam se consegue chegar a
Deus: pelas obras ou pela fé no sacrifício de Jesus. Estas tentativas pelas obras são as
tentativas de todas as religiões do mundo criadas pelo diabo. É! Toda religião é criada pelo
diabo para desviar as pessoas de encontrarem o Caminho da Verdade e da Vida.
A primeira religião apareceu quando o diabo se incorporou numa serpente e
desviou Adão e Eva do que Deus lhes dissera. E ele continua a criar religiões para todos os
gostos, há religiões orientais: induismo, budismo, confucionismo, islamismo e existem mi-
lhões de outros ismos pela terra; mas, mesmo entre os cristãos, existem inúmeras seitas,
criadas pelo diabo para desviarem aqueles que têm acesso fácil à Palavra de Deus.
Cada denominação cristã pode, de repente ou aos poucos, se transformar
numa seita dependendo de como seus membros fiscalizem seus dirigentes. Quanto mais
uma congregação aceite o nicolaismo (condenado por Deus, em todo o Apocalipse) mais
cedo se tornará uma seita. Os leigos aceitando, cegamente, tudo o que os dirigentes de suas
congregações lhes ensinam ou mandam fazer, sem conferirem aquilo com a Palavra de
Deus, estão em perigo.
Assim, as seitas cristãs são formadas por pessoas que descobrem o cristia-
nismo, mas, são levadas pelo diabo a caminharem fora da Palavra de Deus. Para isso ele
usa, habilmente, a própria Letra da Palavra. No final, estas seitas deixam de ser uma con-
gregação de crentes, para ser uma congregação de pessoas que têm de FAZER isso ou aqui-
lo para serem salvas. Ou seja, saem da GRAÇA (que é o caminho de fé) para andarem nos
caminhos onde obras de carne são essenciais para a salvação.
Quando falamos do Caminho da Fé para tais pessoas elas, imediatamente,
nos lembram daquele versículo de Paulo, em Tiago 2: 18, que diz: “Mostra-me a tua fé sem
as obras”! E repetem esta frase com arrogância como se estivessem nos esfregando na ca-
ra, verdade provinda diretamente de Deus!
Esquecem-se de que a Letra mata e o Espírito é que vivifica. E, por decepa-
rem a Palavra de Deus, não vêem no que andam se metendo, porque o que Paulo diz naque-
le verso é justamente o contrário do que elas entendem! Isto, se lermos o versículo com-
pleto, sem nenhuma amputação, como ousam fazer:
“Tu tens fé, e eu tenho obras; mostra-me a tua fé sem as obras, e eu te mos-
trarei a minha fé pelas minhas obras (de fé).” (Tiago 2: 18).
O que o Apóstolo Paulo, homem de Fé (comprovada por SINAIS, PRODÍ-
GIOS e MILAGRES) mostra ali, é que os falsos cristãos, os falsos crentes, defendiam fés
estéreis; enquanto Paulo mostrava uma fé verdadeira pelas maravilhas operadas por meio
dela! Muitos falsos irmãos até falam bonito, falam muito, dizem ter fé; mas, só mostram
obras de carne quando mostram.
A seita dos católicos diz que não adoram ídolos, apenas os veneram (trocam
seis por meia dúzia) ou se desculpam dizendo que Deus, também, mandou fazer a Serpente
de Ouro e os Anjos da Arca da Aliança, coisas que, para eles, são ídolos.
O incrédulo sempre gosta de aplicar a letra para fugir do pecado. Ele não
quer confessar os pecados, mas encobri-los.
Mas Paulo declarou em 1ª Corintos 4: 20:
“Porque o reino de Deus não consiste em palavras, mas em poder”
E o Poder de Deus em nossa vida tem de ser manifestado por Obras de Fé; o
que significa, por meio de: prodígios, sinais e milagres. Tal não acontecendo, é tratar de
sair do buraco onde se caiu, porque, de alguma forma, esta sendo enganado. Só não posso
dizer, aqui, se seu caso é problema de sua congregação ou seu!.
Outra desculpa bem comum dos incrédulos é nos perguntarem se nós prati-
camos o que falamos. Ora, mesmo que não praticássemos isto não iria servir para desculpar
ninguém da incredulidade!
De qualquer forma, senhores incrédulos, avisados já estão, e se continuarem
como vão, certamente, a partir de agora será por suas inteiras culpas.
“Porque no evangelho é revelada, de fé em fé, a justiça de Deus, como está
escrito: MAS O JUSTO VIVERÁ DA FÉ.” (Romanos 1: 17) eis um DECRETO irrevogá-
vel de Deus, o de que o justo só viverá pela fé!
Estes sinais que Jesus exige dos que se dizem CRER são manifestações do
fluir dos dons do Espírito, nomeados em 1ª Corintos Cap.12, Cap.13 e Cap.14.
Neste ponto, alguns falsos irmãos já me perguntaram se eu já ressuscitei al-
gum morto. Calei-me antes, porque sabia que eles não tinham fé, mas, aqui, respondo: SIM;
pois, cada pessoa que levamos ao Senhor Jesus e a orientamos a NASCER DE NOVO atra-
vés do batismo com o Espírito Santo, é a ressurreição de alguém que estava morto! Já fiz
isto, milhares de vezes, sim. Mas, adiantaria dizer a um incrédulo que isto é: ressurreição!
MARANATA!

Capítulo 565
MEDITAÇÕES
A Palavra de Deus ordena meditarmos bem no que ela nos diz para não ca-
irmos em armadilhas. O termo MEDITAÇÃO, porém, por si só, é uma verdadeira armadi-
lha para os incautos; principalmente, porque abrange vários tipos de meditações importadas
do Oriente, onde a idolatria campeia. Por isso, cuidado!
Meditar no que a Palavra de Deus ensina é salutar, aliás: vital para nós! Fa-
zer meditações ao estilo oriental dos: iogas, budistas, zens ou, mais modernamente, do tipo
controle-mental, rosa-cruz ou outros estilos é o mais puro veneno.
A explicação do que lhes falo é muito simples. Em todas as meditações ve-
nenosas, a finalidade é se esvaziar a mente de todo e qualquer pensamento, com a promes-
sa de, ao se conseguir fazer isto, chegar-se a um ESTADO ESPIRITUAL SUPERIOR: o
nirvana. O que acontece de fato é que, quando esvaziamos nossa mente de qualquer inge-
rência, ela fica à deriva e o demônio nela penetra. Nossa mente é território nosso que de-
vemos guardar.
Uma mente vazia é uma casa vazia esperando dono. Até a sabedoria popular
já descobriu isso, ao afirmar uma mente desocupada ser fonte de problemas! O diabo não
perde tempo;
Fico impressionado como pessoas de educação superior (que nem querem
ouvir falar de Jesus ou de Deus!) são capazes de seguir o que religiosos indus (que adoram
até ratos!) lhes ensinam como sabedoria! É o cúmulo da incongruência. Pessoas não cristãs
importam gurus orientais para lhes ensinarem o caminho e entram pelas veredas da “paz” e
“amor” com a maior naturalidade; como se estivessem entrando mesmo, em algum nível de
estado espiritual superior: se drogando!
Milhões se dão às práticas iogas, “meditando” como eles ensinam e abrindo
entradas de demônios em vários pontos do corpo, que chamam de chacras. Com uma letri-
nha a mais, eles até acertariam; porque estão oferecendo aos demônios verdadeiras chácaras
para eles, seus corpos.
Não se enganem: nenhuma religião irá lhes dar o que procuram se é que re-
almente procuram: o Caminho da Verdade e da Vida. Oferecer-lhes-ão ilusões, exatamente
o que dizem que este mundo é ao invés de realidade. Porque a realidade é que vivemos
num mundo que jaz no maligno e, quer você acredite ou não nisto, vai ter de agüentar.
“Respondeu-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade, e a vida; ninguém v-
e-m ao Pai, senão por mim.” (João 14: 6) esta é a ÚNICA verdade e realidade existentes.
Sem Jesus, você estará apenas teimando em continuar numa das inúmeras veredas da morte
e seu fim, além de inglório, será trágico.
Muitos seguirão por ínvias trilhas e encontrarão o que não desejam no fim,
só poucos (aqueles a quem o Pai Celeste de antemão escolheu e dotou de FÉ) irão ouvir as
palavras de vida, se arrependerem e buscarem o Caminho da Verdade: JESUS. É uma tris-
teza!
Mas a nós, que já temos os olhos abertos, compete-nos insistir e insistir no
ensinar a todos; porque não sabemos quem foi escolhido pelo Pai, para escapar da morte
algum dia.
Uns irmãos acordarão mais cedo, outros mais tarde, outros ainda, só abrirão
os olhos antes de fechá-los definitivamente, na terra. Assim, uns sofrerão mais e outros
menos, aqui, conforme achem mais tarde ou mais cedo o Caminho de Casa.
Mas fica o aviso para todos: olhem bem onde pisam, para não retardarem su-
as libertações das mãos daquele que só quer lhes: matar, roubar e destruir.
MARANATA!

Capítulo 566
A Virose
Tudo começou na semana passada, minha mulher pegou uma virose, nome
que se dá hoje às gripes, as quais não são mais como antigamente. E ela estava vacinada
como eu!
Ela orou e expulsou o espírito de enfermidade, foi ao culto do domingo e até
recebeu oração de cura pelo pastor, mas, a virose só aumentando. Chegamos ao ponto dela
não poder mais dormir no nosso quarto, porque com as crises de tosses, não me deixara
dormir por duas noites seguidas. Entre uma crise e outra ela dormia, eu não.
Instalou-se o drama psicológico. Eu estava arrasado, não sabia mais o que
fazer, já queria chamar uma amiga, médica, mas, minha mulher foi contra. Obedeci por
dois dias, até que resolvi ir em frente. Fiz certo.
Ao examiná-la, nossa amiga constatou que já estava se armando tudo para
uma pneumonia! Receita: antibiótico pesado, que começamos a administrar. Estamos ape-
nas no segundo dia do antibiótico, mas creio já estar vendo progressos.
Mas meu drama continua. Por que com a nossa diarista o Senhor mesmo in-
tervém e dá-me fé para curá-la, conforme narrei no Capítulo 592, deste livro e não fez isso
até agora, com minha esposa; embora saiba quanto ela é importante para mim? E, também,
não tem feito com várias enfermidades que me perturbam e das quais não consegui me li-
vrar ainda?
Uma coisa eu sei com certeza: falta de fé sempre é o fulcro de tudo!
Enquanto o Senhor Jesus (“Jesus, autor e consumador da nossa fé”, He-
breus 12: 2) não nos dá fé, estaremos andando apenas pelo conhecimento da Letra. Mas,
por que razão Ele não nos dá fé quando tanto precisamos dela? – insisto.
Sei que só quando me desliguei completamente do caso da nossa diarista, foi
que Ele agiu me orientando sobre o que fazer. É fácil a gente descansar no Senhor quando
quem está vivendo problemas são pessoas que não nos são tão chegadas. O difícil é manter
este descanso quando a coisa acontece com pessoas a quem amamos: pais, esposa, filhos,
parentes, namoradas, etc.
A Palavra de Deus diz em 1ª João 4: 18 que:
“No amor não há medo antes o perfeito amor lança fora o medo; porque o
medo envolve castigo; e quem tem medo não está aperfeiçoado no amor.”
Quando a mim, creio ser este meu maior defeito, até que Ele me diga o con-
trário: falta de Amor verdadeiro para com Ele.
Porém como diz 2ª Crônicas 25: 4:
“Não morrerão os pais pelos filhos nem os filhos pelos pais; mas cada um
morrerá pelo seu pecado”. Já leva a outro pensamento: o de que, embora possamos estar
prontos para efetuar uma cura, dependerá, também, da pessoa pela qual oramos o recebê-la.
Não sei se estou certo, nossa diarista estava pronta e minha esposa não está?
Fica-me esta incomodante interrogação. E a batalha com antibióticos à frente. Que o Se-
nhor tenha misericórdia de nós.
Vamos dar a quarta dose (das sete prescritas) hoje. Tudo parece ir bem e vai,
terminar a caixa do remédio, minha mulher está mais viva e risonha que nunca. Aleluia!
Só, que tem coisas que não consegui entender ainda!
MARANATA!

Capítulo 567

PLENITUDE DOS TEMPOS


O Senhor me acordou com a palavra “plenitude dos tempos” na cabeça e se-
rá sobre isso que vou escrever. A Bíblia fala duas vezes nesta palavra, no Novo Testamento
Gálatas 4: 4 diz: “mas, vindo a plenitude dos tempos, Deus enviou seu Fi-
lho, nascido de mulher, nascido debaixo de lei”
Efésios 1: 10 diz: “para a dispensação da plenitude dos tempos, de fazer
convergir em Cristo todas as coisas, tanto as que estão nos céus como as que estão na ter-
ra”.
Pelo que podemos concluir o tempo estar pleno para Deus, quando Ele pode
trazer à luz algo importante para nós. Não que Deus seja sujeito ao tempo, mas, porque
tudo que ele faz na terra só faz por meio de nós e, só no caso disto não ser possível, age por
meio de um Anjo ou de Jesus. Veja o caso de Sodoma e Gomorra quando Anjos foram en-
viados para castigar e o caso da nossa salvação, quando o próprio Deus em forma humana
veio nos resgatar.
Há uma plenitude de tempo para cada coisa importante. Depois da queda de
Adão e a contaminação da terra inteira (inclusive dos animais) pelos demônios, Deus espe-
rou até conseguir gerar um campeão na pessoa Noé para fazer uma limpeza geral. Esperou,
também, até conseguir gerar Abraão para dele gerar um povo. Esperou para salvar aquele
povo do Egito, por meio de Moisés e esperou, por sua vez, o povo judeu estar pronto para
gerar o SALVADOR definitivo: Jesus.
Foram várias esperas e vários “salvadores”, até Ele poder ensinar ao seu po-
vo o que é viver sob o domínio de um sistema colonizador, o romano, bastante semelhante
ao domínio que o diabo deseja estabelecer na Terra. Para conseguir isto Deus teve de juntar
primeiro o povo judeu e o Reino Romano com suas idéias diferentes.
É que os romanos procuravam colonizar as outras nações sem destruí-las,
como os outros reinos vinham fazendo há milênios. Roma enviava para cada nação con-
quistada um Governador e um séquito de 300 famílias romanas que seriam um núcleo, o
qual iria espalhar entre os conquistados: a lei, a cultura e os costumes romanos. No final,
aqueles povos se tornavam praticamente romanos, com os mesmos direitos e deveres.
Lembrem-se: Jesus era um homem como nós e nasceu quando Israel vivia
sob regime romano, sem nenhuma característica divina; mas, seu corpo não tinha o pecado
adâmico, pois fora gerado diretamente por Deus!
Só ao ser batizado com o Espírito Santo Ele recebeu o PODER DO ALTO
(tornando-se uma NOVA CRIATURA) e, daí para frente, aos 33 anos de idade, por meio
dos dons que o Espírito Santo confere, começou a manifestar o REINO DE DEUS na terra.
O importante a notar é o enorme espaço de tempo desde Adão até Deus con-
seguir chegar a Jesus. Foram 5 930 anos, mais ou menos, conforme o tempo hebraico.
Ontem, o Senhor me deu uma visão. Vi um L com um V no colo. Tinha mais
duas irmãs na igreja. Eu dei uma interpretação para a visão e cada uma das irmãs deu outra.
Três interpretações, para uma só mensagem divina!
Em seguida, uma irmã viu uma estrada que se perdia no horizonte ao lado da
qual havia uma cerca de arame farpado. Ela disse que não sabia o que tinha do outro lado;
eu disse que via naquele lado: campos verdejantes; e a outra irmã informou que a cerca era
a Lei e que não podíamos ultrapassá-la para não entrarmos em terreno alheio.
Novamente uma mensagem, com três interpretações diferentes. Será que ti-
nha erros naquilo? A resposta é NÃO. Todos tínhamos acertado, cada um na sua própria
plenitude de fé.
Aquilo me lembrou um caso, aconteceu quando ensinei a um pastor a respei-
to do batismo com o Espírito Santo e do dom de línguas. No outro dia ele me disse que ti-
nha aceitado tudo o que eu lhe dissera, menos a forma como eu estimulara as pessoas a ora-
rem em línguas estranhas.
Ele me disse que orara e perguntara ao Senhor se era certo ele fazer aquilo e
o Senhor lhe dissera não ser. Ora, como foi o próprio Senhor quem me tinha revelado aque-
la prática fiquei chocado. Fui para casa: zonzo. Como podia?
O fato era que o Senhor estava falando conforme a plenitude do tempo de
cada um de nós. Eu já ACREDITAVA naquela forma de agir ser correta; pois, Jesus já me
revelara na própria Bíblia, a respeito. Mas não tinha feito isto naquele pastor. Portanto, ele
não podia agir como eu, pois, se o fizesse não estaria fazendo pela FÉ e, a Escritura diz em
Romanos 14: 23:
“Mas aquele que tem dúvidas, se come está condenado, porque o que faz
não provém da fé; e tudo o que não provém da fé é pecado.”
Como podem ver infelizmente o homem (não só os gentios ou homens car-
nais como os filhos de Deus ou homens espirituais) podem “atrasar” Deus em seus propósi-
tos. Embora todas as bênçãos espirituais já estejam preparadas no alto, na Plenitude do
Tempo de Deus em Cristo Jesus!
É que existe o que podemos chamar de Relatividade do Tempo, pois, para
Deus, conforme o Salmo 90: 4:
“... mil anos aos teus olhos são como o dia de ontem que passou e como uma
vigília da noite”.
Assim, toda essa luta, violência, sangueira e mortes que vemos se arrastando
por milênios na terra, passam-se apenas num átimo do mundo espiritual, ao qual pertence-
mos nós, os filhos de Deus.
MARANATA!

Capítulo 568
UM GOVERNO
Todas as nações do mundo, desde o nascimento de Adão, buscam um gover-
no. Um tipo de governo que lhes traga: segurança, alegria, gozo, paz, saúde e vida longa.
Esta busca incessante por várias formas de governos tem uma razão única: Deus deu a Ter-
ra para o homem governá-la e este governo foi a primeira coisa que Adão perdeu com a
queda, passando o diabo a governá-la, ficando o homem como seu servo a procurar uma
forma de escapar deste jugo, inventando governos.
Reinados, Impérios, Repúblicas, regimes democráticos, socialistas, ou quais
sejam já foram inventados e testados, mas o desgoverno é flagrante; pois, a Criação inteira
jaz a beira da sepultura.
Modernamente tivemos o exemplo do Império “Milenar” de Hitler, alicerça-
do sobre fundamento de que os judeus eram os grandes vilões da história e que terminou,
em poucos anos, com a Alemanha rasgada em duas. De uma revolução de pobres para um
poder enorme, à uma derrota esmagadora!
Outro caso bem claro é o do comunismo. Regime onde todos deveriam ga-
nhar igualmente e que, em todo canto que foi praticado, levou a um empobrecimento de
todos; isto, depois de milhões de mortes para calarem os mais sábios que ousaram apontar
erros do regime.
Jesus disse, em Mateus 26: 11 que:
“Porquanto os pobres sempre os tendes convosco; a mim, porém, nem sem-
pre me tendes.”.
Creio que não é possível se eliminar os pobres, simplesmente, porque exis-
tem pessoas que NÃO querem ser ricas! Conheço algumas pessoas que se contentam com
uma casinha, um tanto de comida, um vestido e um sapato! E não adianta você querer dar
um trabalho melhor, nem mais autoridade para elas, pois, não irão querer isso.
Agora vejam o regime comunista! A Rússia tentou e tentou provar ele ser o
MELHOR e o resultado está aí. O fato é que não adianta querer premiar as pessoas só por-
que apóiam as idéias da moda. Isto só irá colocar em postos críticos de mando, pessoas
vendidas, sem caráter e capacidade de gerir o que receberem! O resultado cedo ou tarde
virá à tona. A China que, também, enveredou pelo comunismo e já bateu pino, ao ver que
dar a mesma remuneração para todos não é sábio. É como se premiar o preguiçoso e casti-
gar o laborioso. Injusto!
Infelizmente, apesar de tantos exemplos de desgovernos, ainda existem líde-
res, hoje, que insistem em andar na contramão da história, querendo levar certos países a
experimentarem o que vários outros já experimentaram e não aprovaram.
Isto, porque a IDOLATRIA por aqueles regimes cega de tal forma tais líde-
res, que eles agem movidos por impulsos contrários até à dialética que propalam defender.
A América Latina tem vários exemplos destes é só escolher!
Seria o capitalismo o melhor regime?
Claro que não, nem a democracia, nem o imperialismo, nem a república, mas
um Reinado é o melhor regime! Deu um pulo agora? Tentarei acalmá-lo. A Palavra de
Deus diz, em Isaías 9: 6:
“Porque um menino nos nasceu, um filho se nos deu; e o GOVERNO estará
sobre os seus ombros; e o seu nome será: Maravilhoso Conselheiro, Deus Forte, Pai Eter-
no, Príncipe da Paz.”.
É isso aí, prezado! Enquanto o Governo de toda a Criação não for devolvido
a este Príncipe não adianta esperar por governos humanos. Por mais que tentem, o proble-
ma todo estará na ponta de estoque: o homem caído, a quem satanás não dá sopa!
Em breve haverá o arrebatamento da Igreja a quem foi dado todo PODER E
GOVERNO espiritual, durante esta época da Graça. As orações e decretos dos membros do
Reino de Deus vão segurando as pontas, enquanto o Senhor Jesus não vem. Se não fosse
por isso, de há muito a vida na terra teria findado. Pensem: se com todo o esforço do Corpo
de Cristo na Terra, o mundo está como está, imaginem sem tal esforço!
Enfim, só depois do Arrebatamento (sete anos depois dele) Jesus voltará pa-
ra governar a Terra a fim de deixá-la como no princípio, quando Adão ainda era seu coloni-
zador.
Esse novo Reino de Deus sobre a Terra (livremente implantado nela, como
no céu) afastará toda miséria, toda dor, toda morte. E isso consta na principal oração dos
cristãos, o Pai Nosso, ao dizer:
“Pai Nosso que estais no céu, santificado seja o Teu Nome, venha a nós o
Vosso Reino, seja feita a Vossa vontade assim na Terra como no Céu” (Mateus 6: 9).
O próprio Jesus materializará esta prece e, pelos MIL ANOS SABÁTICOS,
a Criação inteira descansará do que é mal. No céu não existe morte, dor, medo, tristeza,
pobreza, aqui, também não haverá!
Lembrem-se, durante este período os homens bons que restaram depois da
ação mortífera da Besta e seu Profeta na Terra, se multiplicarão, mas, nada impedirá de
nascerem pessoas de índole má. Porém nem as piores delas terão como se insurgir contra o
Governo de Jesus e é isto que conta.
A Terra será um Paraíso, apesar destes malignos indivíduos nela ainda habi-
tarem aqui. Eles terão de engolir sua malignidade. Jesus irá provar como Adão podia ter
estendido o Paraíso, por todo este tão sofrido planeta.
Só depois deste MILÊNIO Jesus soltará novamente a Serpente e ela irá arre-
banhar os ímpios enrustidos, para a grande batalha do “Armagedon” em Israel, onde, final-
mente, Ele terá a Vitória ETERNA e a Terra será um paraíso para felicidade geral de todos.
Este é o futuro que nos aguarda: o REINO DE DEUS; apesar da loucura e
insensatez de todos os governos do mundo com seus sequazes e apaniguados quererem obs-
tar.
“... sobre esta pedra edificarei a minha igreja, e as portas do cemitério (não
é do inferno!) não prevalecerão contra ela”, Mateus 16: 18.
MARANATA!

Capítulo 569
Itambé e Coimbra
Que relação poderia existir entre Itambé (pequena cidade de fronteira entre
Paraíba e Pernambuco) com a cidade de Portugal: Coimbra? Para nós, são coisas bastante
distantes e sem nenhuma ligação lógica. Mas a lógica de Deus é bem diferente da nossa,
como verão.
Uma missionária orou certo dia, por um canceroso do “Hospital Napoleão
Laureano”. Uma semana depois foi visitar o doente e ele não estava mais lá. Tinham-lhe
dado alta, como: curado! Mas, ele deixou um convite e instruções, para a missionária lhe
fazer uma visita na fazenda dele.
A missionária atendeu àquele convite e, ao chegar à propriedade do homem,
encontrou dezenas de pessoas devidamente sentadas, esperando por ela. O fazendeiro, a-
gradecido pela cura, queria que ela falasse daquele Jesus para todos os vizinhos! Na primei-
ra vez, trinta e duas pessoas foram batizadas com o Espírito Santo. E teve outras e outras
visitas e, hoje, acolá é uma igreja!
Terça feira esta missionária deu novo testemunho do que aconteceu na igreja
de Itambé. Uma moça estava desempregada há tempos. Orava e orava por emprego e não
conseguia. Certo dia resolveu mudar sua oração e perguntar ao Senhor por que não estava
conseguindo o emprego. Quando foi dormir, viu uma pintura de “São” Severino dos Ra-
mos, que tinha dependurada na sala de visitas de casa e entendeu tudo. Assim que acordou,
tirou a pintura dali e a jogou num baú. Naquela mesma tarde recebeu o emprego que tanto
queria.
Depois que a moça deu o testemunho a missionária lhe orientou a destruir
completamente aquele ídolo, para o inimigo não ter nenhuma porta pela qual penetrar na
vida e na casa da moça e ela fez isso.
Agora vem Coimbra. A irmã desta missionária morou, por alguns anos, em
Coimbra. Lá conheceu uma senhora de nome Maria J. que estava em depressão, totalmente
desorientada, sem rumo na vida. Ela apresentou aquela senhora a Jesus e orientou-a a rece-
ber o batismo com o Espírito Santo o que ela fez. Pouco tempo depois, a irmã da missioná-
ria retornou ao Brasil e ficamos eu e ela nos falando via internet com a Maria, dando-lhe
mais apoio.
Na quarta-feira, seguinte àquele dia em que a missionária deu o testemunho
a respeito da pintura do “São” Severino dos Ramos, entrei em contato com a Maria. Há
mais de mês não tínhamos nos contatado. Entusiasmado, contei-lhe a respeito do testemu-
nho da moça e a portuguesa me confessou:
- Roberto, eu ainda não destruí aquele ídolo de Fátima! Ele está guardado,
mas não sei como o destruir.
Lembrei-me que tínhamos falado a respeito daquele ídolo logo em nosso
primeiro encontro, aquela era uma desculpa esfarrapada!
A avisei-a que não tinha sido mera coincidência o Senhor nos ter juntado na-
quele momento. Havia URGÊNCIA de fazer o que tinha de ser feito! Que não demorasse
mais nem uma hora, o inimigo já devia estar preparando algo contra ela. Disse-lhe que pe-
gasse um facão e um martelo e quebrasse logo a cabeça do ídolo. Depois retalhasse o corpo
em pedaços e jogasse tudo no lixo. E ela saiu para fazer.
De tarde nos encontramos novamente na internet. Disse-me que, enquanto
dirigia com os pedaços do ídolo em busca de uma lixeira sua cabeça doeu prá valer, e teve
ânsias de vômito. Além disso, os pedaços do ídolo começaram a cheirar terrivelmente mal.
Deus pode lhe mostrar, na prática, o poder que os ídolos têm para o mal!
Ela percebeu como foi difícil destruir o ídolo e como inventou desculpas pa-
ra não fazer isso e até comentou: - Já pensou? Eu, aqui em Portugal, destruindo um ídolo de
Fátima!
Enfim aprendeu a lição; agora, ficou-lhe extremamente mais fácil quebrar
outros e outros ídolos, que possa ter e não lembre.
Como vêem, para Deus não há limitações de espaço e do que ocorre entre
alguém no Brasil com alguém em Portugal. Jesus tem um Reino que se estende por toda a
Terra e o sabe gerir muito bem. Compete-nos obedecer-Lhe e procurar seguir Suas instru-
ções para estender este reino.
Fico feliz por ter ajudado o Senhor a ocupar mais um território na Terra: a
casa e o coração completo da portuguesa Maria. Aleluia!
MARANATA!

Capítulo 570
A ESTRADA
Já narrei este fato antes, orava com duas irmãs quando uma delas teve uma
visão. Viu uma estrada que se perdia no horizonte ao lado da mesma havia uma cerca de
arame farpado, por trás do qual não conseguia saber o que havia.
Imediatamente, também tive aquela visão; só que vi, perfeitamente, no outro
lado da cerca: campos verdejantes.
A outra irmã nos informou que a cerca indicava não devermos transpô-la,
porque o que tinha por trás dela, era propriedade particular.
Tenho pensado nesta visão. Não entendi porque a irmã que a teve não con-
seguiu ver os prados verdejantes que vi; porém, entendi imediatamente porque a outra viu o
que viu. É que ela é rápida em regulamentos e no martelo da Lei. Mostra-se bem agarrada a
isto.
Sei que aqueles prados verdejantes são propriedades particulares sim; mas,
do Rei dos Reis e, portanto, minhas. Porque esta é a Vontade do Pai, que Jesus veio cum-
prir, devolver-nos o Reino que nos foi roubado.
Não entendi porque a irmã que teve aquela visão não conseguiu enxergar o
que enxerguei. Oramos há vários anos e temos características e históricos espirituais simila-
res, conforme o próprio Senhor nos tem confirmado. É impressionante como, quando algo
aconteceu algo com ela, aconteceu algo semelhante comigo! Mas, naquele caso, ela não
conseguiu ver os campos verdejantes. Por que?
Poderia ser por causa da idade é bem mais moça que eu, está com os olhos
fitos no que tem de fazer à frente, enquanto eu já ando dando umas olhadas para o lado.
Mas, ultimamente, depois de ter entendido melhor a grande idéia de Deus
para nós, percebi que não venho aceitando as tentações do diabo, prefiro ir logo para o ou-
tro lado, ao invés de ficar para reconquistar territórios dele! Tenho optado por esta última
escolha e, talvez, o que me esteja incomodando mesmo, seja o fato de não estar conseguin-
do obter certos territórios, que já devia ter obtido.
Ontem me falaram de outra irmã uma batalhadora na obra do Senhor, que até
tem uma igreja em sua própria casa. Informaram-me ela andar desanimada por não vencer
economicamente, sentir-se sobrecarregada e, por cima, estar lutando contra um mioma.
Estas coisas me incomodam. O inimigo conseguiu me acertar vários dardos
e, há vários anos, venho lutando para me desvencilhar deles, sem êxito! Entendo que já
estou velho. Mas velhice e enfermidades só andam juntas na mente do homem caído. Não
aceito que estas duas coisas tenham de vir, obrigatoriamente, juntas.
Podemos ser um velho saudável até o dia final. Nenhuma lei bíblica diz que
tem de ser o contrário, a não ser os pesos das Maldições da Lei que Jesus já levou sobre Si,
ao nos entregar o Reino.
Fico triste pela irmã desanimada. Compreendo-a como ninguém! Sei o que é
lutar anos em busca pela dignidade no Reino e não obter a resposta. Muitas vezes tenho me
perguntado até se é lícito ensinar, sobre o que não vivi ainda.
A resposta: é ser lícito porque CREIO! Se ainda não gozei plenamente de tu-
do o que o Reino me promete, não é porque o Senhor esteja errado nem nos enganando.
Conheço meu coração e sei como ele é enganoso.
Mas, só peço ao Senhor que Ele aja em tempo, porque, nem os de minha
família vão terminar acreditando muito no que digo a respeito de curas e de minhas visões e
revelações sobre o Reino de Deus se, o que falar, não for acompanhado de testemunhos
reais.
Minha dignidade de embaixador do Reino na Terra está em jogo e o pior que
nos pode acontecer, penso, é vermos nossa fé espezinhada pelo inimigo. Isto me é insupor-
tável!
MARANATA!

Capítulo 571
MISSÕES
Vinte e sete anos atrás o Senhor disse-me que não iria me enviar para os de
longe, mas, para os de perto. O que muito me alegou, porque não gosto de viajar. Porém,
missões são missões e sabemos como o Senhor ama os missionários a ponto de declarar:
“Quão formosos sobre os montes são os pés do que anuncia as boas-novas,
que proclama a paz, que anuncia coisas boas, que proclama a salvação, que diz a Sião: O
teu Deus reina!” (Isaías 52: 7).
O fato é que, apesar de não sair de casa e sem despesa alguma já fiz missões
na: China, Romênia, Israel, França, Portugal, Suíça, Japão (estes são só os países de que me
lembro agora) sem contar nas missões feitas no Brasil e noutros países, por intermédio dos
meus livros na internet, os quais alcançaram dezenas dos países do mundo.
O Senhor é Maravilhoso: missionário sem sair de casa, onde já se viu tal coi-
sa? Pois existe: eu!
É fato que número maior de trabalhos tenho feito aqui, com brasileiros de
vários rincões do país. Porém, vez ou outra, Ele me dá uma missão em terra estrangeira que
eu nunca vi e creio jamais irei ver algum dia. Portanto, aproveito este capítulo para clamar
ao Senhor por outra dessas missões alienígenas. Principalmente, com pessoas que possam
se tornar sementes de vida, além fronteira. Multiplicadores segundo a visão do Senhor, não
a minha.
Quanto aos de minha casa restam algumas pessoas, ainda, para serem alcan-
çadas. Sei que nem todas serão alcançadas, mas, lembro ao Senhor estas que ainda restam e
que, se não puder ser por meu intermédio tudo bem, que envie alguém (ou um anjo) para
chamá-las para a Vida, que tem para elas.
Lembro aos leitores que nossa casa não significa apenas nossa família, mas,
todos aqueles com quem mantivemos contatos sociais, negócios ou trabalhos em nossa jor-
nada terrena. Isto abrange muito mais do que os simplesmente os de nossa família!
Outro dia, minha televisão paga, saiu do ar. Como provinha da mesma em-
presa da TV da minha sogra, fui até ao quarto dela verificar se era defeito da fornecedora.
Não era. Voltei para a sala de tv preocupado.
Fiz todos os testes que nos recomendam fazer antes de ligar para a fornece-
dora. Nada deu certo. Liguei. Uma mocinha de S. Paulo atendeu solícita. Fez novos exames
e constatou que, como eu não estava pagando o pacote “Premium”, não tinha direito a con-
sertos. Ficava por minha conta chamar um técnico ou, pagar R$ 132,00 para a empresa me
enviar um deles.
Já tinha acordado com a moça para me mandarem o técnico; quando ela
mesma resolveu me mandar fazer um último teste. Fiz. O satélite que estava pegando não
era o de minha área. Foi só colocar no satélite correto e: pronto! Tudo voltou ao normal e
eu economizei uma grana.
Agradeci a moça. Ela disse que eu é que tinha conseguido tudo por minha
paciência. Então, percebi algo no ar e lhe perguntei se ela era evangélica. Disse-me que
não, mas acreditava em Deus. Disse-lhe que toda vez que quisesse algo com Deus, chamas-
se JESUS, para ser ouvida. E nunca pensasse naqueles jesuses de pau, gesso, metal ou figu-
rinha; tinha de ser o Jesus Homem, Deus, Vivo, Ressurreto!
Ela me informou que não gostava de ídolos. Então lhe falei do meu livro e
ela se interessou bastante, pediu o meu site e email que anotou. Dei-lhe mais algumas re-
comendações a respeito de tudo e desligamos. Pronto. Missão em S. Paulo!
O Senhor permitiu o diabo trocar a sintonização do meu receptor de TV por
satélite. Não sei como o diabo fez isso para me perturbar. Porém, o Senhor providenciou
para que uma pessoa, lá longe, tivesse contato comigo e, certamente, fosse salva. Porque,
pelo interesse denotado aquela moça hoje; já deve estar registrada no céu. Aleluia!
MARANATA!

Capítulo 572
A Desviada
Ela me informou que estava desviada há mais de quatro anos e sua situação
estar brava. Por isso, queria o aconselhamento via internet. Como me disse que já era bati-
zada com o Espírito Santo, convidei-a para orarmos juntos e pedi para fechar seus olhos e
procurar se lembrar das pessoas que a magoaram.
Fez isso, depois pedi-lhe que me informasse se teve algumas dessas pessoas
que ela desejou NUNCA MAIS VER na sua frente, no momento da zanga. Informou-me
que sim. Mostrei-lhe que ela tinha ficado CEGA DE ÓDIO em cada caso daqueles e, por-
tanto, tinha de confessar a Jesus seus CRIMES DE MORTE (conforme diz o Senhor em 1ª
João 3.15:
“Todo o que odeia a seu irmão é homicida; e vós sabeis que nenhum homi-
cida tem a vida eterna permanecendo nele.”, para poder receber o perdão d‟Ele, conforme
diz 1ª João 1.9:
“Se confessarmos os nossos pecados, Ele é fiel e justo para nos perdoar os
pecados e nos purificar de toda injustiça”.
Depois de alguns instantes, disse-me ter feito tudo o que eu ensinara. Daí,
recomendei que decretasse o perdão para cada pessoa que tinha odiado e, também, para
todas as outras das quais só tivesse tido raivas, sem o impulso do ódio. Disse-me ter feito
isso.
Perguntei-lhe como estava se sentindo e me perguntou se eu queria uma res-
posta sincera. Informei-lhe que sim, claro! Então me disse que não tinha sentido melhora
alguma, estava na mesma.
Ora, o Senhor diz que se confessarmos os nossos pecados nos perdoa os pe-
cados e nos purifica. Teria de acreditar nela ao invés de em Deus? Como ela não podia estar
se sentindo bem mais leve, depois de ter confessado todos aqueles crimes de morte?
Como havia mais duas outras pessoas esperando a vez por aconselhamentos,
resolvi que o melhor seria a moça fazer em casa a purificação completa (que ensino no meu
livro grátis “Jesus, o Leão de Judá”); portanto, falei-lhe a respeito, pedindo-lhe que me des-
se seu e-mail para eu lhe enviar o livro, imediatamente.
A resposta dela esclareceu tudo. Informou-me que não dava seu email para
quem não confiava e que não precisava ler outro livro além da Bíblia, a qual lhe era sufici-
ente. Estava explicado porque não recebera nem o perdão nem as bênçãos!
Ela não confiava em mim, fingia confiar, e fazia as coisas da boca para fora!
Tinha notado como sequer se perturbou quando lhe informei ter cometido CRIMES DE
MORTE? Ela não CONFESSARA pecado algum, falara tudo da boca para fora; queria
mesmo era reza; isto é, que eu rezasse para ela ser feliz e vitoriosa, não importando o que
estivesse fazendo de torto na vida.
Por um lado, fiquei feliz, porque vi a razão pela qual meu aconselhamento de
nada lhe servira; por outro, fiquei pensando em quantas pessoas agem assim, hipocritamen-
te, para conseguir bênçãos, sem a menor intenção de agradar ao Senhor, como se Ele não
estivesse vendo!
Informei-lhe que da forma como agia, não iria poder ser abençoada nunca;
porque Jesus enviava os seus servos para ajudá-la e ela, orgulhosa na sua religiosidade,
nem estava aí; confiando mais, talvez, em que colocando a Bíblia embaixo do sovaco ou do
travesseiro à noite, pudesse conseguir bênçãos.
Ela não foi a primeira a ter este tipo de reação. Já peguei vários outros “ir-
mãos” exatamente iguais. Orgulhosíssimos de sua religião e de seus “conhecimentos” bíbli-
cos. Eles nos pedem ajudas; mas, só as aceitam SE lhes servirmos o prato do jeito que eles
querem, sem eles terem de mudar nem uma vírgula na vida que levam.
Fiz este capítulo a respeito do caso para animar os verdadeiros irmãos que se
defrontarem com situações como estas. Não desanimem o erro não é de vocês! Se fizeram o
que deviam fazer está ótimo!
Se não ouviram o que vocês disseram, a culpa não é de vocês, Jesus não vai
lhes recriminar porque certas pessoas não querem ouvir a verdade! Continuem firme na fé,
não saiam da Palavra, porque são mais numerosos os que não estão interessados na Ver-
dade do que os que nelas verdadeiramente estão de olhos. Infelizmente esta é a dura Reali-
dade.
“Muitos são chamados, poucos os escolhidos” (Mateus 22.14) cai aqui, co-
mo uma luva!
MARANATA!
Capítulo 573
O MORTO QUE FALA
Costumeiramente me enviam e-mails sobre vários assuntos, muitos dos quais
com fotos esdrúxulas, mostrando situações aberrantes, engraçadas, etc. Naquele dia recebi
de uma amiga um, no qual vinha a foto de uma igrejinha deste vasto Brasil, com uma faixa
de um lado ao outro dela, avisando:
“O PASTOR LÚCIO HERMANDO, QUE MORREU DEPOIS DE
UMA FACADA NO CORAÇÃO, ESTARÁ CONTANDO SEU TESTEMUNHO E
AGRADECENDO A DEUS PELO MILAGRE”.
Eu mesmo dei uma risada ao ler o anúncio. Porém, logo me toquei do porque
da risada, fora uma reação carnal! Eu tinha interpretado o aviso da mesma forma que o
mundo interpreta e ri: como um morto pode testemunhar?
Sabem, fiquei triste com tal reação! Minha reação natural deveria ter sido a
que só veio depois de instantes. Não tinha nenhum erro nem piada naquela placa! Quem a
escreveu só não teve o cuidado de escrevê-la para atrair a atenção de todos, crentes e ím-
pios! Faltou, nela, a palavra: RESSURREIÇÃO. Sem tal palavra para o mundo ela era ridí-
cula.
Resolvi enviar um e-mail para aquela amiga explicando-lhe estas coisas. É
que, quando estamos acostumados a ir a locais onde só existe religiosidade (locais nos
quais, Jesus não vai) nenhum milagre acontece ali e os raros que dizem ocorrer, são sempre
envoltos em mistérios, daí, terminam crendo em um Deus morto.
O problema é esse, pessoal. Não vai acontecer milagre algum, muito menos
ressurreição de mortos, onde Jesus não andar! Jesus é o mesmo de ontem e o será eterna-
mente. Onde Ele estiver acontecerão maravilhas na frente de todo mundo, para glorifica-
ção do Seu Poder e Nome, que está acima de todos os nomes.
Já ouvi um caso de ressurreição. Uma enfermeira morreu seu corpo foi colo-
cado no necrotério à disposição da família e Jesus foi até lá e disse à mulher que ela teria de
ressuscitar, para testemunhar do Seu poder. E aquela mulher contou tudo na nossa frente,
jubilosa. A fé irrompeu na igreja e pessoas foram curadas. Jesus estava ali!
Apesar do meu riso inicial, se tivesse visto aquela placa numa igreja local,
teria corrido para lá, como faço sempre que posso.
Onde Jesus não andar embora possa ter uma placa bem grande, bonita e lu-
minosa, dizendo ser uma igreja cristã, nada acontecerá; a não ser enganos sobre enganos
religiosos com os quais, o diabo vai amarrando, cegando, lesando e destruindo vidas intei-
ras e dilacerando a fé das pessoas.
Querem ver lugares onde Deus não entrará de forma alguma, conforme Ele
mesmo declara em Deuteronômios 7: 26:
“Não meterás, pois, uma abominação (ídolos, patuás, rosários, objetos de
superstição, livros sobre astrologia, espiritismo, religiões) em tua casa, para que não sejas
anátema, semelhante a ela; de todo a detestarás, e de todo a abominarás, pois é anáte-
ma.”
Notem, inclusive, que ficam amaldiçoados, também, os que tais lugares
freqüentam!
Qualquer lugar: casa, templo ou igreja onde houver um ídolo, uma estatuazi-
nha (por menor que seja) uma pintura de qualquer santo ou santa, um patuá, um objeto de
sorte, é: amaldiçoado! Nestes lugares SE algo maravilhoso acontecer, com certeza será um
prodígio de mentira. Explicando melhor, se alguém for curado ou liberto ali, pode esperar
que tal pessoa irá enfermar de coisa pior em pouco tempo e, de “cura” em “cura” de menti-
ra, tornar-se-á um saco de sofrimentos e morrerá.
Mesmo não tendo uma estátua ou figura de um santo ou santa, SE nele se
pronunciar o nome de qualquer santo ou santa com o intuito de pedir a tais “entidades” al-
guma bênção, se estará com ídolos no coração e, também, Jesus não irá entrar ali e o lugar,
a pessoa e seu coração serão amaldiçoados.
Porque:
“Porque há um só Deus, e um só Mediador entre Deus e os homens, Cristo
Jesus, homem” (1ª Timóteo 2: 5). Notem bem: Jesus HOMEM, não estátua, nem figurinha,
nem menino!
No Salmo 115: 8 encontrarão uma MALDIÇÃO, específica sobre os idóla-
tras: “Semelhantes a eles sejam os que fazem, e todos os que neles confiam.”; ou seja, a
pessoa pode ficar cega, surda, muda ou paralítica como os ídolos, isto tanto física, quanto
espiritualmente.
A pessoa pode ter excelente visão, audição, voz, saúde física, mas, não con-
seguir: ver, ouvir, falar com o Senhor, andar no Caminho da Verdade e da Vida e nem FA-
ZER nada do que o Senhor deseja (isto significa se ficar amaldiçoado espiritualmente).
O problema da IDOLATRIA não se resume apenas a estes itens citados, tem
muitos EVANGÉLICOS que adoram: pastores, irmãos, doutrinas, sábados, astros, times de
futebol, ofícios, partidos políticos, religiosos, dinheiro, música, artes, ofícios, parentes, a-
migos, etc. Os ateus adoram o diabo a quem obedecem (mesmo que digam que nele não
acreditam) já os espíritas seguem o caminho da morte, por invocarem mortos e lhes pedi-
rem ajuda e assim por diante.
IDOLATRIA é tudo que nós colocamos acima de Deus. Isto é, tudo sobre o
que Deus diz: não se curve ante isso, OBEDEÇA-ME neste assunto, e a pessoa faz o con-
trário!
Esta é a razão por que muitos riem de uma placa daquelas. Não conseguem
entender como um morto pode testemunhar, porque para eles a morte é maior do seu deus!
Eis a cultura do mundo se mostrando, a cultura da morte VITORIOSA, do
Jesus morto, do Jesus chaguento, crucificado, estátua paralítica idolatrada, ao invés do Je-
sus VIVO.
O diabo não quer que ninguém saiba que Jesus não mudou, não mudará nun-
ca e PODE todas as coisas. Que Jesus é Rei e Senhor dos Senhores, inclusive da morte e
que quem n‟Ele crê não morrerá conforme garante a Palavra de Deus.
Por isso o mundo ri e morre hoje, enquanto nós que choramos: VIVERE-
MOS.
MARANATA!
Capítulo 574
CRIANÇA X ADULTO
“Em verdade vos digo que se não vos converterdes e não vos fizerdes como
crianças, de modo algum entrareis no reino dos céus.” (Mateus 18: 3). Este versículo deve
ser bem examinado, para extrairmos dele tudo o que Deus tem para nós. Vamos ver o que
conseguimos.
Quando Jesus fala, ali, Reino dos Céus, não está falando do se ir para o Céu
ao falecermos está falando em se ver o Reino dos Céus agindo a nosso favor aqui, na Terra,
conforme age livremente no céu!
Primeiro, será preciso sermos convertidos e, depois, vem o problema de nos
tornarmos criancinhas. Sabemos, hoje, muitas coisas sobre crianças. Sabemos, também, que
um adulto para ser sadio, tem de ter sido uma criança feliz!
Sabemos que SE uma criança não se alimentar adequadamente ou não dor-
mir bem até os nove ou dez anos, seu cérebro não se desenvolverá e ela ficará burra ou com
problemas de memória. Sabemos que, se uma criança não for criada com amor, não puder:
brincar, correr, pular e sujar-se de terra, irá ser um adulto de saúde física ou emocional pre-
cárias. A sociedade, também, influencia e muito na formação das pessoas, visto as crianças
irem às escolas aprender o que eles julgam melhor.
Cada coisa contrária ao que Deus considera boa, ensinada a uma criança, irá,
irremediavelmente, prejudicar o adulto que ela será! E, conforme seja o grau deste prejuízo
irá dificultá-la para mais ou para menos de ver o Reino dos Céus na vida dela se, ela NAS-
CER DE NOVO!
Pois será uma nascida de novo com sérios problemas a enfrentar nas áreas:
física e emocional. E estes problemas impedirão Deus de poder fazer tudo o que deseja de
bom para aquele adulto e para a vida dos seus próximos.
Por exemplo: um adulto pode ter maior ou menor dificuldade de aceitar a
prosperidade, outro a cura, outro os milagres, outros tudo isto ou misturas disto em diversos
graus. Portanto, caberá a cada um lutar com fé pela sua vida, para poder RECONQUISTAR
todo o território que o diabo lhe roubou. É isto, enfim, o que diz aquele versículo.
Note que ele especifica ser, primeiro, necessária a nossa conversão (o nas-
cermos de novo, nos tornarmos filhos de Deus, através do batismo com o Espírito Santo)
depois, o batalharmos pela fé para fazermos nossa criança celestial CRESCER na fé, aqui
mesmo na Terra!
Os que levarem tais coisas a sério irão poder ver o Reino dos Céus agindo
em seu favor com MARAVILHAS e PODER e terão chances de MOSTRAR ao mundo
que Jesus está VIVO e falou a Verdade, quando disse em Lucas 10: 9:
“Curai os enfermos que nela houver, e dizer-lhes: É chegado a vós o reino
de Deus”. Aleluia!
MARANATA!
Capítulo 575
RELIGIÃO E FÉ
Duas coisas que as pessoas misturam e nada têm entre si, são: religião e fé!
Embora a maioria pense que estejam intimamente ligadas!
Religiões são práticas e decisões que as pessoas tomam a respeito da vida,
como se tais práticas e decisões fossem do agrado de Deus! Fé são práticas e decisões que
tomamos instruídos por Deus.
Todo o problema, aqui, reside em descobrirmos COMO poderemos saber o
que é do agrado de Deus para nós. Onde isto pode estar escrito e ensinado.
Para começar só devemos tomar Jesus, como perfeito modelo de FÉ! Ne-
nhuma outra pessoa servirá para isto porque só Ele cumpriu tudo o que Deus ordenou, ven-
cendo a morte, o pior inimigo do homem.
Ele foi morto e RESSUSCITOU sem a interveniência de ninguém e ninguém
mais, no mundo, conseguiu tal feito.
Todos os livros e escritos religiosos ensinam formas e procedimentos para se
chegar ao céu ou a Deus; porém, nenhum deles mostra na prática, pessoas sendo curadas,
libertas, ressuscitadas por Deus! O que significa que eles não ensinam o Caminho da Ver-
dade e da Vida e que para nada aproveitam.
A única forma que temos de saber se um grupo (ou pessoa) é de fé, é obser-
vando os SINAIS que tais pessoas ou grupos derem. Vejam os SINAIS que o Senhor de-
terminou que seus seguidores dessem, em Marcos 16: 7-18:
“E estes sinais acompanharão aos que crerem: em meu nome expulsarão
demônios; falarão novas línguas; pegarão em serpentes; e se beberem alguma coisa mortí-
fera, não lhes fará dano algum; e porão as mãos sobre os enfermos e estes, serão cura-
dos.”
Vejam a diferença que existe entre a proposta de Jesus para seus seguidores
e a proposta das religiões para os delas! Será por meio da presença ou da ausência destes
SINAIS que devemos concluir: - Deus está aprovando o que aquela pessoa faz! - Este é o
maior diferencial entre um seguidor do Evangelho e um religioso.
Infelizmente, muitos e muitos por aí se dizem cristãos, mas, nunca, jamais,
em tempo algum, manifestarem um só dos sinais exigidos por Deus como crachá de
CRENTE. Isto deixa as pessoas confusas, concluindo que as religiões delas são tão boas
quanto a dos “cristãos”; afinal, eles só falam e falam e não mostram nada de concreto como
elas!
Jesus ensina o EVANGELHO que significa AS BOAS NOVAS de que Deus
está novamente andando entre nós e quer nos: libertar, curar e salvar, trazer de volta o Para-
íso para a Terra. Já as religiões cristãs ensinam que devemos fazer isto e aquilo, um sacrifí-
cio aqui ou ali, seguir uma doutrina aqui outra acolá, para termos uma nova Aliança com
Deus.
Jesus disse: “Arrependei-vos, porque é chegado o reino dos céus.” (Mateus
3: 2). Mas o religioso diz que só gozaremos deste reino quando morrermos! Negam o que
Jesus disse dele já estar entre nós! Esta é a grande falácia religiosa que há dois milênios
impera: o falso cristianismo. Um verdadeiro tiro no coração da fé.
“Bem-aventurados os humildes de espírito, porque deles é o reino dos
céus.” Mateus 5: 3. Sabem o que significa isto? Significa que os que acham que suas reli-
giões servem para alguma coisa e que os que pensam que sabem mais do que Jesus a res-
peito do que Deus quer, NÃO poderão gozar do Reino de Deus em suas vidas!
Esses religiosos vão lutar e morrer por suas religiões, dar a própria vida por
seus mestres (os quais, até podem ter se arrependido um dia, entregado a vida deles a Jesus
e estarem gozando no céu!) enquanto seus seguidores continuam seguindo o caminho do
erro, que eles ensinaram antes!
A chegada do Reino de Deus para uma pessoa será indicada por prodígios,
sinais, milagres, curas e libertações na vida dela, não por Certificados Teológicos de im-
portantes congregações.
A vida deve explodir do verdadeiro cristão para todos os lados, porque só is-
to significa o Reino de Deus entre nós: vida e vida com abundância; como Jesus demons-
trou. Enquanto o cristianismo for apenas miolo de pote, continuará estagnado, dando o pior
exemplo que se pode dar.
Os que se iraram ao ler este capítulo, não me perguntem o que eu faço para
mostrar o verdadeiro cristianismo, meus erros não serão desculpas para os seus. Se eu não
estiver fazendo o certo, isto não os limpará dos seus erros nem será motivo para se orgulha-
rem, pensem bem nisto antes de mandarem as pedradas.
“Fere ao escarnecedor, e o simples aprenderá a prudência; repreende ao
que tem entendimento, e ele crescerá na ciência.” Provérbios 19: 25.
MARANATA!

Capítulo 576
19 X 40
Se tivesse dois times jogando e um vencesse com o placar de 19 x 40, a qual
clube você desejaria pertencer? Responder bem a esta pergunta pode ter mais importância
para sua vida do que pensa.
Minha filha tem uma aliança com o Senhor de comprar tudo super abaixo do
preço. Inúmeras vezes a vi dizendo: “- Deus é fiel!” – quando tem uma vitória, e aquilo me
irritava porque sabemos que Deus é fiel; o problema é saber SE nós somos fiéis a Ele!
Cogitava tal coisa em meu coração, mas, sem dizer nada a minha filha a fim
de não perturbar a fé dela. Cheguei a dizer o que pensava para minha esposa a qual me ou-
viu calada.
Outro dia, senti vontade de dar a um amigo, que muito me ajuda com o com-
putador, o presente de uma cafeteira; visto ter sabido que ele gostava muito de tomar um
cafezinho em determinadas horas do dia. Pesquisei e a melhor que encontrei bem elegante,
custou-me R$ 39, 90 reais. Dei-lhe de presente.
No outro dia, senti vontade de adquirir uma daquelas para mim, também.
Poderia fazer chá mate nela. Não tinha mais da mesma marca, mas, encontrei semelhante,
embora não tão chique, em outra loja por R$ 35,00. Achei uma pechincha e alegrei-me por
o Senhor me arranjar mais barato. Comprei, experimentei-a e fiquei feliz com a mesma.
À noite, uma amiga de minha filha veio nos ver. Ela segue a mesma pisada
de fé da minha filha e faz compras no mesmo padrão. Ao saber que eu tinha comprado a
cafeteira admirou-se com o preço, porque tinha comprado duas, uma para ela e outra para o
pai dela, por R$ 19,00 cada!
Já estava começando a ficar triste com minhas compras, o dobro do preço
das dela, mas, pensei: O Senhor deve estar me dando uma lição! Isto vale mais que dinhei-
ro. Era só abrir os olhos. Tem um versículo bíblico que gosto de dar para os outros e diz:
“Não repreendas ao escarnecedor, para que não te odeie; repreende o sá-
bio, e amar-te-á.”, Provérbios 9: 8
Pensando nisso fui dormir. Ao acordar no outro dia, minha cabeça se encheu
de idéias a respeito do assunto. A primeira dela foi a de que, SE Deus estava abençoando
minha filha daquela forma, por que eu deveria repudiar aquilo que ela estava fazendo? O
certo não seria aprender a fazer como ela?
Lembrei-me dos inimigos do Evangelho da Prosperidade. Eles ficam furio-
sos quando demonstramos qualquer coisa que pareça prosperidade ao pregarmos ou teste-
munharmos. O Deus deles tem de ser pobre, concluí de há muito! E, novamente, minha
filha e sua amiga entraram em cena.
Viajaram com uma amiga e minha esposa para Campina Grande para fazer
compras. Minha filha e a amiga compraram duas enormes fronhas a preço de banana, aque-
la nossa amiga, não conseguiu isso. A intenção das moças era fazer um grande travesseiro
de apoio, pois, ouviram dizer isso ser ótimo para regular a posição do corpo na cama.
A nossa amiga resolveu fazer ela mesma as fronhas e comprar, também, todo
o material para fazer o travesseiro. Gastou R$ 50,00 no trabalho todo. Minha filha e a ami-
ga ao chegarem em J Pessoa acharam um travesseiro completo de fábrica. Cada uma com-
prou um, colocaram nas fronhas e ficaram felizes, por terem gasto ao todo: R$ 70,00 cada.
A nossa amiga, ao reencontrá-las, disse-lhes que achou que elas tinham feito
um mau negócio, porque só gastou R$ 50,00 em tudo. Só que, depois, minha filha viu que o
travesseiro que aquela senhora tinha feito tinha a metade do comprimento do dela além do
fato de ter roubado precioso tempo da vida daquela mulher!
Outro dia, o esposo daquela senhora orou por um carro. Mas, ao invés de pe-
dir um carro novo, pediu um carro usado, mas bom. Ele acredita que carro novo dá prejuízo
logo no pagamento dos impostos, não leva em conta os prejuízos decorrentes de quebras,
peças e consertos dos carros que compra, de segunda e terceira mão!
Resultado: recebeu um carro usado de presente, dado por uma irmã, ela só
não entendeu porque Jesus tinha-lhe ordenado consertar seu carro velho para dá-lo ao ir-
mão, visto que, com o conserto todo, ele ficou mais caro do que um novo! Se me acompa-
nharam bem, irão ver que o Senhor tinha dado ao irmão o que ele tinha pedido. Como ele
não tinha fé para receber um carro novo, recebeu um recauchutado.
“Meu justo viverá por fé”.
É a LEI soberana para a Nova Aliança com Deus. Nós somos salvos por fé e
toda nossa vida dependerá SEMPRE da fé. “Sem fé é impossível agradar a Deus”.
Outro dia tinha dito para minha mulher, revoltado com aqueles de mentes
miseráveis que não aceitam nada que possa significar prosperidade, que: se eles querem ser
miseráveis e pobres, que o sejam! Ninguém vai atrapalhá-los, agora, só não venham querer,
que nós aceitemos viver na miséria, como eles querem!
Jesus fez uma aliança comigo de eu nunca perder nada. Ele tomou a inicia-
tiva em fazer tal aliança, conforme já escrevi em capítulo anterior e tem confirmado e sus-
tentado a mesma com maravilhas. Minha fé me proporcionou Ele tomar tal atitude. Ele nos
dará exatamente aquilo que nossa fé permitir e avançará em fazer alianças conosco, mesmo
que nós ainda não saibamos que temos tal fé. Foi isso que fez comigo e fez com minha filha
e sua amiga.
Bobo é quem se irrita por Deus ser bom com alguém. Eu, a partir de agora,
vou querer andar, também, na mesma fé da minha filha e sua amiga. Aliás, até queria que o
Senhor confirmasse tudo o que escrevi agora, por algo maravilhoso, para convencer vocês
de que estou entendendo mesmo o que Ele está me ensinando.
Vamos aguardar, para ver.
MARANATA!

Capítulo 577

A Ceia.com
Uma irmã me convidou a nos juntarmos com outra de Portugal, através do
“Skype”, para fazermos uma reunião de oração. Eu já fiz muitas reuniões destas com tre-
mendo êxito, mas, só com uma pessoa. Portanto, deixei àquela irmã a cargo de toda a ope-
ração logística de nos reunir na internet para ver no que daria.
A reunião começou ótima. A portuguesa, que jamais tinha participado numa
reunião assim, mas, já batizada com o Espírito, começou dando revelações na Palavra. Foi
quando nos mandou ler o versículo Lucas 22: 21 em que Jesus avisava que havia um espião
entre os Apóstolos.
Expliquei como aquele espião na época fora necessário, assim como foi ne-
cessário Deus preparar o povo judeu extremamente religioso para sacrificar o Messias e,
informei que, hoje, tais tipos de traidores não conseguem mais penetrar nos cultos de poder,
por causa dos dons do Espírito, que nos avisam a respeito.
Enquanto dava estas explicações a portuguesa viu vários pássaros sobrevo-
ando ao seu redor. Lembrei-me do ídolo que ela recebera da sogra e que tinha a missão de
destruir; por isso perguntei-lhe a respeito. Não tinha destruído ainda por ser de uma madei-
ra duríssima e não ter conseguido quebrar. Estava procurando uma forma de fazer isso.
Portanto, amarramos todos os demônios que estivessem querendo perturbar a
vida e a casa dela e procuramos prosseguir com a reunião. Mas aconteceu algo e perdi a
comunicação com elas!
Meu PC estava ligado, mas, nem as ouvia falando, nem conseguia ser ouvi-
do. O que acontecera? Depois de uns cinco minutos examinando aqui e ali, descobri que o
meu modem e a suíte estavam apagados. Passei uns quinze minutos verificando a fiação
dos mesmos, para ver se havia algum problema e nada encontrei. Estava tudo no lugar, mas
não tinha internet!
Enquanto ainda estava de cócoras examinando a fiação, nossa faxineira pas-
sou pela porta do escritório, viu-me e avisou:
- Seu Beto, está faltando luz! Não viu o estouro do transformador? Até o ca-
chorro latiu!
Só, então, dei-me conta que o PC estava funcionando por causa do “no brac-
king”, mas meu modem e a “suite” (essenciais para a internet) e ligados na força, tinham
apagado.
Telefonei para a irmã do Brasil, avisando-a do percalço e ela comunicou o
fato à portuguesa. Agora, estou só vendo no que isto vai dar. Será que elas terão persistên-
cia para fazerem novas reuniões?
Noutro contato que fiz com a portuguesa o Senhor nos ordenou fazermos
uma Ceia. Seria a primeira da qual a portuguesa participaria e Ele queria isto. Antes, Ele
exigiu que ela desse fim ao seu ídolo e a uma pedra (para afastar maus-olhados) que ela
comprara num catimbozeiro.
Ela destruiu o ídolo, mas, informou-me que não conseguia achar a pedra
mágica. Orei, retirei a venda que o diabo colocara nos olhos dela e ordenei que a pedra apa-
recesse para ela dar sumiço à mesma. No outro dia me informou ter achado a pedra, aliás,
eram seis e já as ter jogado no lixo. Ensinei-a a fazer o pão para a Ceia e, na reunião seguin-
te participou toda feliz da sua primeira Ceia!
Sei que alguns irmãos não irão apoiar o que fiz. Ceia pela internet? Heresia!
Mas não me importo com o que pensam. O Senhor ordenou, fiz e o Senhor
apoiou com tal fato, Ele deu um passo importante, penetrando mais fundo no mundo virtu-
al, que hoje é uma realidade inconteste.
MARANATA!

Capítulo 578
SONHO DE MENINA
Vou lhes narrar outro fato real acontecido com uma irmã, sua filha e sua
mãe, em nossa igreja.
A filha dessa irmã ao acordar certo dia disse à mãe que tinha tido um sonho
com Jesus.
- Foi?! Como foi o sonho? – perguntou-lhe a mãe despreocupada.
- Ele me levou para ver a casa dele. Mostrou-me a piscina dele, a geladeira, a
casa toda. A piscina era automática.
- Automática?! Como é isso? – indagou a mãe.
- Quando uma criança entra na piscina ela baixa a água, quando é para adul-
tos ela sobe.
- E a geladeira? – perguntou a mãe.
- Tinha tudo. Refrigerantes, doces, bolos, chocolates, o que a gente quisesse,
era só pegar à vontade. Sim, e Jesus disse que estava me dando a unção de cura! – declarou
a menina.
Neste ponto a mãe ficou curiosa, como sua filha de quatro anos apenas, co-
nhecia a palavra unção? Intrigada, deixou o que estava fazendo e voltando-se para a garota,
perguntou: - Como era Jesus?
A menina pensou, pensou, e respondeu:
- Ele era de luz, de vidro transparente; não sei, só sei que era Jesus!
Alguns dias depois a garota soube que a avó dela, que mora em outro estado,
estava sofrendo dores terríveis na coluna, cujas vértebras estavam todas fora de lugar. En-
tão, telefonou para a avó chamou a mãe para perto de si ao telefone e mandou-a orar com
ela pela avó colocando as mãos nas costas da mesma (mentalmente).
A garota disse: - Vovó, Jesus está lhe curando. Agora fique curada! – e as-
sim que sua mãe terminou a oração a menina agradeceu, despediu-se da avó e desligou o
telefone. Resultado: a avó dela ficou curada no mesmo instante, lá, no outro Estado, e con-
tinua curada até hoje.
Eu não coloquei este testemunho aqui para envergonhar nenhum adulto. Se
alguém ficar envergonhado, me desculpe. Coloquei o testemunho para os irmãos verem que
um pirralho do Reino de Deus, tem todo o poder e Autoridade dada por Jesus e, se quiser,
pode exercê-lo para glória do Senhor.
Imaginem, agora, se os irmãos levassem a sério o batismo com o Espírito
Santo e deixando de lado o orgulho pelas doutrinas estéreis, mergulhassem fundo no Rio do
Espírito, quantos e quantos testemunhos como estes não teríamos!
Infelizmente a maioria não quer se tornar criancinha e reaprender a viver
como Deus quer: com uma mente renovada; isto é, cheia de pensamentos fundamentados na
Palavra de Deus e na Fé, ao invés de em teologias e conhecimentos humanos.
Por isso, o Arrebatamento tarda. A Criação inteira sofre, aguardando a mani-
festação dos Filhos de Deus. Por quanto tempo ainda isto irá ocorrer, não sei.
MARANATA!

Capítulo 579
MITOS CRISTÃOS
O meio cristão tem vários mitos que a maioria sequer questiona e aceita co-
mo verdade bíblica. E, quando falo meio cristão, refiro-me, aqui, aos dos evangélicos con-
gregados em igrejas e não a seitas cristãs! Abaixo dou algum desses mitos.
Quem quiser saber sobre seitas há livros a respeito, procure-os.
CRENTE – todos que aceitam Jesus como Salvador são crentes. MENTI-
RA. Jesus declarou Marcos 16: 17 que: “E estes sinais acompanharão aos que crerem: em
meu nome expulsarão demônios; falarão novas línguas;...”. Os sinais são as manifestações
visíveis dos dons do espírito Santo de 1ª Corintos Cap. 12, Cap. 13 e Cap. 14.
PAI ESPIRITUAL – Os que iniciam alguém do mundo na fé cristã são seus
pais espirituais. MENTIRA, Jesus ordenou, em Mateus 23: 9:
“E a ninguém sobre a terra chameis vosso pai; porque um só é o vosso Pai,
aquele que está nos céus.”
FILHOS DE DEUS – Todos os que aceitam Jesus são Filho de Deus.
MENTIRA, Jesus disse que é preciso nascer de novo. E em Mateus 12: 50 mostra que só
pertencerem à sua família os que operam como Ele:
“Pois qualquer que fizer a vontade de meu Pai que está nos céus, esse é meu
irmão, irmã e mãe.”
E Romanos 8: 9 diz:
“Vós, porém, não estais na carne, mas no Espírito, se é que o Espírito de
Deus habita em vós. Mas, se alguém não tem o Espírito de Cristo, esse tal não é dele.”.
VOTOS – Muitos evangélicos crêem que fazer votos a Deus é bíblico.
MENTIRA. Já foi bíblico, mas Jesus proíbe isto em Tiago 5: 12, ao dizer:
“Não jureis”. Todo voto é um juramento e toda e qualquer promessa se ba-
seia na mentira de que o que promete estará vivo amanhã e será capaz de cumprir o que
prometeu. Ora, ninguém pode garantir nem um segundo a própria vida! Por isto devemos
sempre dizer: Se Deus quiser faremos isso ou aquilo! É assim que a Palavra ordena falar-
mos.
BATISMO COM O ESPÍRITO SANTO – Muitos evangélicos acreditam
que ao serem batizados nas águas, também o são com o Espírito Santo. MENTIRA. Em
Mateus 3: 11, João avisou:
“Eu, na verdade, vos batizo em água, na base do arrependimento; mas a-
quele que vem após mim é mais poderoso do que eu, que nem sou digno de levar-lhe as
sandálias; ele vos batizará no Espírito Santo, e em fogo”.
As igrejas dão o batismo de João, com água. Só Jesus pode batizar com o
Espírito Santo e com fogo.
BATISMO DE FOGO – Há variação de pensamentos a respeito deste ba-
tismo, creio ser o mesmo batismo com o Espírito Santo, também, chamado de Novo Nas-
cimento, porque é quando Deus nos dá a chama divina e nos torna novas criaturas.
CONFISSÃO DE PECADOS - Muitas igrejas exigem que seus membros
confessem aos pastores os pecados cometidos, como se isto fosse bíblico. MENTIRA. De-
vemos confessar nossos pecados a quem pode nos perdoar por eles: Jesus. Aos homens
devemos pedir perdão se os tivermos ofendido. Isso de se confessar os pecados aos pastores
vem do catolicismo e, muitas vezes, traz enormes problemas tanto para quem os confessa
como para toda a igreja, pois, muitos delas não conseguirão perdoar tão fácil quando as
confissões vazam.
PAGAR O PREÇO – É comum, no meio evangélico ouvir-se cristãos di-
zendo que estão pagando um preço. MENTIRA. Falar isto é não entender a GRAÇA nem o
SACRIFÍCIO de Jesus em nosso lugar. Quando um cristão está com muitos problemas ele
está é fora do Caminho e não terá como pagar nenhum preço pelo seu desvio. É voltar
para o Caminho por meio do Arrependimento e Confissão a Jesus ou, sofrer nas mãos do
diabo.
ALMAS PERDIDAS – Muitos evangélicos acreditam que, se eles não leva-
rem o Evangelho para determinadas pessoas elas poderão se perder. MENTIRA. O que
pode haver é estes evangélicos não ganharem os galardões que ganhariam se tivessem feito
o seu trabalho. Jesus não vai deixar nenhum ELEITO do Pai se perder, por culpa de um
acomodado, arranjará outro mais obediente para fazer o trabalho ou Ele mesmo fará.
OBRA DO SENHOR – Qualquer obra religiosa que fizermos para Deus é
OBRA DO SENHOR. MENTIRA. Só é considerada, por Jesus: OBRA DO SENHOR, a
que é feita por meio da fé. Não pela força da carne, nem do intelecto, nem de decisões pes-
soais. A escolha das obras e de como as fazermos tem de ser decisão do Espírito de Deus.
Quem não é batizado com o Espírito não tem capacidade para fazer obra alguma para Deus,
porque sequer foi ungido para isso!
DONS DO ESPÍRITO – é verdade que só podemos ter um dom do espírito?
Cada pessoa ter um? MENTIRA o Espírito Santo é uma pessoa e vem completo, não aleija-
do. Agora, a manifestação dos dons, sim. Tem de ser com ordem. Quando for uma manifes-
tação profética, todos se calem, escutem e deve ter alguém capaz de interpretar na sala, caso
contrário o Espírito não daria tal mensagem. Mas, se for necessário, todos podem e devem
expulsar demônios, operar curas, etc. Pensar o contrário é querer atarraxar o espírito a uma
doutrina.
PASTORES – Qualquer pessoa que faça um curso de Teologia ou Pastorado
está pronto para a Obra do Senhor. Mentira. Se tal pessoa não for batizada com o Espírito
Santo não tem a menor Autoridade Espiritual para se meter na Obra. Só Jesus pode UNGIR
uma pessoa com a Autoridade e Poder de Sacerdócio Real.
CURAS – As curas efetuadas por meio dos dons do Espírito são idênticas às
feitas pelos médicos ou curandeiros. MENTIRA. As primeiras são CURAS REAIS, perfei-
tas, as dos médicos são as que os homens conseguem fazer, já as últimas são prodígios de
mentira. Quem se submete a estas últimas irá padecer de males e males sucessivos, até o
falecimento cediço.
FILHOS DE DEUS – Todo mundo é filho de Deus. MENTIRA. Todo
mundo é CRIATURA (foi criado) por Deus. Para Deus só é filho d‟Ele a pessoa que O o-
bedece. E Ele ordena Seus filhos curarem, libertarem, orarem em línguas estranhas, faze-
rem como Jesus: prodígios, sinais e milagres na Terra, para expansão do Seu Reino. Portan-
to, como só os NASCIDOS DE NOVO (batizados com o Espírito Santo) podem obedecer a
Deus fazendo tais coisas, só eles devem ser considerados: FILHOS DE DEUS.
DONS DO ESPÍRITO – Devemos ser humildes e procurar não mostrar aos
outros nossos dons espirituais. MENTIRA. Isto é desculpa que dão os que não têm os dons
do Espírito (de 1ª Corintos Cap.12, Cap.13 e Cap.14) para não se ver que eles não têm a fé
que dizem que têm. Jesus diz que a LUZ deve ser posta sobre um velador (lugar alto) para
que todos que entrem vejam. E não que ela seja escondida debaixo de uma cama, muito
menos de mentiras.
AMOR – Podemos ter apenas o dom do Amor e prescindir dos outros dons,
para servir ao Senhor. MENTIRA. Para começar, ninguém pode ser fiel no MUITO, no
MAIOR dos dons, sem ser fiel nos “menores”. Isto é desculpa dos hipócritas que gostam de
se fingirem de bonzinhos para enganar. Nenhum ser humano que não seja batizado com o
Espírito Santo tem o dom do AMOR sobre o qual Deus se refere. O verdadeiro AMOR
(ágape) é dom do Espírito e só o podem manifestar, os batizados com o Espírito Santo.
DEUS – Nosso Deus é o mesmo que o de todas as religiões. MENTIRA. E-
xistem milhões de “deuses”, todos falsos. O único Deus verdadeiro é Aquele a que Jesus
nos leva. Por isso Ele diz: “Eu sou o Caminho (para Deus), a Verdade e a Vida. Ninguém
VEM ao Pai senão por mim”.
DEUS – Deus está em todos nós. MENTIRA. Se isto fosse verdade o mundo
não seria o que é, visto Deus ser Bom! Deus saiu da vida do homem quando Adão pecou,
mas quer retornar a ela e restaurar o Paraíso Perdido. Para isto Ele preparou o Caminho de
volta: Jesus. Só por este Caminho, atingiremos o desiderato divino. Deus está ao redor de
toda a Criação, mas, não dentro do homem caído, nem nas suas religiões.
BÍBLIA – A Palavra de Deus foi adulterada através do tempo. MENTIRA.
Diz isso aqueles cujos deuses não são OMNIPOTENTES nem OMNICIENTES. Para estes
é impossível crerem em que o tempo e ação maligna tenham alterado a Palavra de Deus.
Mas Deus diz: “Velo por minha Palavra para a cumprir” e não tem força do inferno que
possa contaminar a mesma. É claro, muitas Bíblias falsas são escritas, como: o Evangelho
segundo o Espiritismo e Bíblias católica e dos testemunhas de Jeová. Mas só as usam os
que não se preocupam em seguir o Caminho da Verdade e da Vida e optam por seguirem
cegamente uma religião ou doutrina qualquer. A verdadeira Bíblia continua incólume, à
disposição dos que têm os corações retos.
TEOLOGIA – Todo cristão sério deve estudar teologia. MENTIRA. A teo-
logia é o cemitério da fé. Na teologia que significa: o estudo de Deus; só não Deus se estu-
da, mas, o que homens escreveram sobre Ele. Aliás, pretender se estudar Deus é um com-
pleto absurdo! Ninguém vai poder fazer uma necropsia nem tirar um Raios X d‟Ele, para
saber como é por dentro! O único que temos de fazer é OBEDECER ao que Deus manda e
isto a teologia não ensina; porque tal coisa pertence à área da fé, que Deus dá de graça a
Quem lhe pede e que compete aos que a recebem desenvolverem; como um atleta precisa
exercitar-se. O máximo que a teologia faz é deixar confuso quem a estuda e roubar precioso
tempo da vida daquela pessoa.
RELIGIÕES – Toda religião é boa e deve ser respeitada. MENTIRA. Ne-
nhuma religião presta, todas são invenções do diabo para desviarem as pessoas de seguir o
Caminho da Verdade e da Vida: Jesus. Se todas as religiões fossem boas, o mundo não se-
ria o que é, visto todos seguirem uma religião. Jesus não veio ensinar nenhuma religião.
Veio ensinar COMO podemos restaurar o Reino de Deus sobre a Terra. Veio nos ensinar a
GOVERNAR novamente, a Terra, assim como Adão a governava com sabedoria e ajuda
divina, antes de ter dado ouvidos à religião que a serpente lhe ensinou. Devemos respei-
tar os religiosos, mas, não suas religiões; e respeitar as pessoas, significa procurarmos tirá-
las dos seus erros, ensinando-lhes O Caminho, da Verdade e da Vida e não nos acomodar-
mos aos erros delas para não as magoarmos.
MARANATA!

Capítulo 580
O VERDADEIRO AMOR
Escuto pessoas declararem cheias de euforia: Deus é fiel; quando conseguem
algo do Senhor, tentando expressar com isso seu amor a Ele. Outras desmaiam quando se
fala no Nome do Senhor ou se prostram com os joelhos e o rosto no chão, fazendo preces
clamorosas e longas, mas, todas estas podem estar bem longe do que Deus quer delas!
Muitas destas pessoas são apenas religiosas. Algumas gostam de se exibir
para os outros, outras de se exibirem para si próprias ou para Deus, como se com isto, O
pudessem agradar. Deus não quer salamaleques, quer AÇÃO!
Jesus não veio pregar nenhuma religião pelo contrário, Ele vociferou justa-
mente contra os hipócritas e fariseus (os maiores religiosos da época!) e arrebanhou pesca-
dores incultos e humildes para serem seus Apóstolos, por serem mais facilmente ensinados
que os acomodados às religiões e ao poder mundano.
E, por todo canto que andou, MOSTROU com atos o que era o Reino de
Deus. O Reino de Deus é: CURA, LIBERTAÇÃO, PROSPERIDADE, PRESERVAÇÃO E
PERFEIÇÃO. A cura total do homem em todas as esferas da vida. Que o Reino de Deus se
faça na Terra, como é no céu é o desejo do Pai. No céu não tem enfermidades, mortes, do-
res, imperfeições, pobreza, cativeiro.
Hoje em dia, quando se fala em PROSPERIDADE, muitos irmãos se levan-
tam irados. Eles não admitem que prosperidade tenha algo a ver com o Evangelho. Eles não
se lembram das vezes que Jesus alimentou milhares de pessoas com poucos peixes e pães,
num exemplo flagrante de como deve ser o Reino de Deus entre nós.
Mas voltando ao verdadeiro AMOR a Deus, veio-me um versículo bastante
interessante: o de 1ª João 4: 18, que diz:
“No amor não há medo antes o perfeito amor lança fora o medo; porque o
medo envolve castigo; e quem tem medo não está aperfeiçoado no amor.”
O medo é uma das armas mais usadas pelo diabo para nos fazer recuar. Pes-
soalmente, já tinha notado como, quando o inimigo consegue nos dar uma flechada e nós
nos deixamos levar pelo medo do que nos possa advir por aquilo, a coisa se complica! Por
exemplo, se por alguma razão é flechado com uma enfermidade e, ao invés de decretar a
falência do inimigo e determinar sua cura, se deixa levar pelo medo de que tal enfermidade
possa levá-lo para esta ou aquela complicação que a medicina propala; o diabo vê e sabe
que você não está CRENDO em Jesus e no Seu Reino entre nós. Em outras palavras, des-
cobre que você crê mais no reino do mundo sobre sua vida! E isso é ruim.
Mesmo que aquelas complicações sejam perfeitamente aceitas pela medici-
na, você está caindo da fé. E Deus diz: “Meus justo VIVERÁ por fé” (fé no que Ele ensina!)
, se ele recuar, minha alma não se alegrará nele”.
Simplesmente Deus fica triste quando você não crê n‟Ele, mas, crê na sabe-
doria humana, venha ela de qual área provir. Lembre-se, foi por isto que Adão perdeu o
Paraíso: por querer saber mais do que Deus!
Se você AMA realmente Deus, deve CONFIAR mais n‟Ele do que em qual-
quer diagnóstico, aparência ou estado físico à sua frente! No nosso mundo moderno está
cada vez mais difícil crer-se em Deus, porque o diabo bombardeia sem trégua as nossas
mentes desde crianças, com suas idéias contrárias às divinas, muitas vezes apoiado pela
ciência ou filosofia humanas!
Mas, é neste mundo mesmo, que Jesus nos quer ver fazendo a diferença, pa-
ra ajudar os outros irmãos que tiverem menos fé do que nós ou forem novatos no conheci-
mento de que o Reino de Deus já entre nós. Tanto que Ele orou assim:
“Não rogo que os tires do mundo, mas que os guardes do Maligno” (João
17: 15).
Cada vez que você for flechado pelo inimigo, lembre-se de não se perturbar,
de permanecer calmo e resoluto, buscando, em primeiro lugar resolver o problema por meio
dos dons do Espírito; esta é a s formas mais corretas de mostrar seu amor a Deus.
MARANATA!

Capítulo 581
OLHA NÓS AÍ
Durante 74 anos acreditei que, quando morresse iria para o céu, onde passa-
ria a eternidade cantando, tocando harpa e comendo uvas diante Deus. Sempre achei esta
cena um pouco enfadonha e idiota, mas, não tinha outra melhor para me socorrer.
Hoje sei que nós, os Filhos de Deus (isto é, os batizados com o Espírito San-
to, os que nasceram de novo) não vamos para aquele céu. Nós temos carne, somos homens
da Terra e, quando digo Terra, não me refiro apenas a este nosso planetazinho azul, mas, a
todo o Universo Material que nos cerca.
Deus nos criou para dominar o Universo Material, lembram-se do que Jesus
disse ao ladrão, arrependido ao seu lado, na Cruz? Está em Lucas 23: 43:
“Respondeu-lhe Jesus: Em verdade te digo que hoje mesmo estarás comigo
no paraíso.”
Não esperem por seres extraterrestres ou civilizações mais avançadas virem
de outros planetas para nos ajudar, eles nunca virão porque, simplesmente não existem!
Nós é que teremos de ir, no devido tempo, colonizar todos os outros planetas habitáveis,
para serem povoados pela humanidade terrena.
Nós (os nascidos de novo) somos: humanidade espiritual. A humanidade
carnal que sobrar do Armagedom terá vida eterna, multiplicar-se-á e precisará de novos
espaços habitáveis e nós, os filhos de Deus, é quem iremos gerenciar suas conquistas.
Já os anjos são criaturas do céu, espíritos puros, podem vir a Terra por al-
guns momentos, quando o fazem, vêem com corpos físicos provisórios, pelos quais são
reconhecidos. Só os demônios ignoram esta determinação de Deus e, habitam aqui de for-
ma invisível, mas, sempre a procura de um corpo no qual habitar, mesmo que seja o de um
porco ou de outro animal! É que, através de um corpo humano o diabo pode conseguir certo
domínio sobre a Terra, do poder que Deus deu ao homem de gerenciá-la.
Nosso corpo é tão importante que Deus nos dará outro, glorificado, quando
nos ressuscitar. Glorificado significa: sem máculas, defeitos, doenças, eternos, em plena
comunhão com Deus, com a idade e mente de Cristo.
Porém, se não vamos viver no céu espiritual, a não ser por momentos quando
chamados por alguma razão específica; o certo é que iremos morar num satélite da terra,
portanto, no céu da Terra! Este satélite terá a forma cúbica, com 2.219 km de lado (12.000
estádios) conforme diz Apocalipse 21: 9-16, referindo-se à Nova Jerusalém:
“E veio um dos sete anjos que tinham as sete taças cheias das sete últimas
pragas, e falou comigo, dizendo: Vem, mostrar-te-ei a noiva, a esposa do Cordeiro. E le-
vou-me em espírito a um grande e alto monte, e mostrou-me a santa cidade de Jerusalém,
que descia do céu da parte de Deus, tendo a glória de Deus; e o seu brilho era semelhante
a uma pedra preciosíssima, como se fosse jaspe cristalino; e tinha um grande e alto muro
com doze portas, e nas portas doze anjos, e nomes escritos sobre elas, que são os nomes
das doze tribos dos filhos de Israel. Ao oriente havia três portas, ao norte três portas, ao
sul três portas, e ao ocidente três portas. O muro da cidade tinha doze fundamentos, e ne-
les estavam os nomes dos doze apóstolos do Cordeiro. E aquele que falava comigo tinha
por medida uma cana de ouro, para medir a cidade, as suas portas e o seu muro. A cidade
era quadrangular; e o seu comprimento era igual à sua largura. E mediu a cidade com a
cana e tinha ela doze mil estádios; e o seu comprimento, largura e altura eram iguais.”
O diâmetro da Lua é de 3.476 km, concluímos que o nosso lar será visto da
Terra com uns 2/3 do tamanho da Lua. SE ficar orbitando a Terra da mesma altura que a
Lua o veremos menor que ela, se ficar mais próximo da Terra o veremos maior.
A Bíblia fala que o próprio Deus estará conosco naquele satélite. Ora, Jesus
tem corpo físico e é: Deus. Daí, concluímos que o que a Bíblia diz é que Jesus estará mo-
rando naquele satélite junto conosco, seus irmãos, a Família de Deus. Esta é a razão d‟Ele
dizer em João 14: 2:
“Na casa de meu Pai há muitas moradas; se não fosse assim, eu vo-lo teria
dito; vou preparar-vos lugar.”
Ele disse que tinha de nos preparar lugar! Se fôssemos morar no céu Ele não
teria de preparar nada, o céu já está pronto e povoado desde o começo dos tempos! Jesus se
referia àquele satélite.
Por que Jesus não explicou melhor aos Apóstolos?
Simples: porque, naquela época, eles não sabiam o que eram satélites, fogue-
tes, viagens espaciais, etc. Como entenderiam? Só iriam ficar confusos! Aquela explicação
resumida dava para eles captarem o que Jesus queria lhes informar e bastava.
Por exemplo: eu não entendo, ainda hoje, como vai dar para tantos bilhões
de santos viverem ali confortavelmente. Do meu ponto de vista, acho o espaço exíguo de-
mais. Porém, também não sei nada sobre como é se ter corpo glorificado, portanto, tenho de
me basear no que o Construtor do Universo declarou.
Da mesma forma que os Apóstolos aceitaram a Palavra de Deus a respeito,
tenho de aceitá-la hoje, devido às minhas próprias limitações intelectuais sobre o Universo
Infinito, com suas miríades e miríades de galáxias, buracos negros e sistemas solares.
O que importa agora é os irmãos deixarem de focar o Céu como sua morada
final e passarem a assumir que são cidadãos do mundo material e ser este mundo que terão
de dominar, totalmente, para nosso Senhor, transformando-o no Paraíso Terrestre; confor-
me o modelo traçado por Deus para a vida humana no Paraíso.
Toda construtora faz uma maquete do prédio que deseja vender para os cli-
entes terem uma idéia do que estarão adquirindo. O Paraíso Terrestre, onde Adão e Eva
viveram, foi a maquete que Deus fez para orientar Seu Filhos a porem avante o Grande
Projeto de Deus.
MARANATA!

Capítulo 582
REI, PRINCIPES, PLEBE E SERVOS
Um Reino, em princípio, é constituído de: um Rei, Príncipes, plebeus e ser-
vos, vivendo em determinado território.
Há um mundão de evangélicos que se irrita contra o que chamam de doutrina
da prosperidade porque (segundo eles) ela dá ênfase ao enriquecimento material ao invés
do espiritual. Eis aí um pensamento torto, que apenas troca um erro extremo por outro.
“Porque o amor ao dinheiro é raiz de todos os males; e nessa cobiça alguns
se desviaram da fé, e se traspassaram a si mesmos com muitas dores”, diz a Palavra em 1ª
Timóteo 6: 10.
O dinheiro, em si, é (como uma faca, um garfo, um serrote) apenas um obje-
to de uso. Você também pode usar uma faca, um garfo ou um serrote para fazer o mal, de-
pende só de você.
Uma mente pobre impede de Deus agir como Ele quer. Já vi vários testemu-
nhos do tipo, onde as pessoas não recebem o melhor por NÃO aceitarem no coração a idéia
de que Deus dê aquilo!
É difícil para tais pessoas mudarem, porque foram educadas para serem po-
bres. Assim, quando lhes acenamos com a possibilidade delas se expandirem, se contraem;
obstáculos psicológicos fortíssimos as amarram à pobreza, como se tal coisa proviesse de
Deus e qualquer idéia de riqueza, ser do diabo; quando, na verdade, é exatamente o contrá-
rio!
Exemplos: Abraão era riquíssimo; no meio de um ataque de pobreza à Terra
Santa, Deus multiplicou o azeite de uma viúva; noutro, tornou Ruth rica; no deserto deu
fartura aos judeus, etc. Jesus imitou esta característica divina quando distribuiu pães e peixe
a sobejo! Podia ter dado exatamente a quantidade certa de pães e peixes, mas, para clarear
as mentes pobres fez sobejar e ainda insistiu em darmos importância aos sobejos. É interes-
sante que muitos evangélicos, contrários ao evangelho da prosperidade, lêem cheios de ufa-
nismo Lucas 6: 38, que diz:
“Dai, e ser-vos-á dado; boa medida, recalcada, sacudida e transbordando
vos deitarão no regaço; porque com a mesma medida com que medis, vos medirão a vós.”.
Lêem mas não aceitam no coração! Deus quer que você dê e, em troca, Ele
lhe promete PROSPERIDADE. E Ele quer que você dê com fé, mas, às vezes você está
entendendo que Ele quer lhe tirar coisas e se amarra a elas com um maior amor do que a
Deus. Este é o erro!
Outro dia orava com uma irmã quando o Senhor tocou neste ponto. Pergun-
tei-lhe o que achava do evangelho da prosperidade e me informou que, a respeito dele, era
equilibrada. Mas o Espírito de Deus me mostrou que ela estava se medindo com uma régua
que ela mesma construíra e, portanto, não podia conferir de fato, com ela, se tinha uma
mente rica ou pobre.
Mostrei-lhe uma pessoa que tudo o que faz é como Rainha. A irmã partici-
pou, inclusive, nas reformas de um prédio que aquela pessoa alugou para montar seu pri-
meiro negócio. Uma verdadeira mansão! Não começou numa garagem, nem nos fundos de
um quintal, começou por cima e vai indo muito bem, obrigado!
Logo em seguida, o Espírito me mostrou que ela devia dizer algo novamen-
te, sobre o assunto e a ouvi dizer:
- Tenho vontade de fazer cruzadas de curas, mas, sempre, pensei em come-
çar por baixo, aos pouquinhos!
Pronto, fora revelado o que o Senhor estava querendo mostrar! A moça que-
ria começar como serva ou plebéia não, como princesa e, muito menos, como Rainha! Era
por isso que Deus não tinha lhe dado autorização para agir até aquele dia. Ele a queria co-
mo Rainha, reinando na Terra para expandir Seu Reino com Autoridade e Poder e, certa-
mente, o diabo já tinha notado a mente dela ser pobre e iria tornar seu trabalho um inferno.
Uma pessoa se agarrar na vida apenas em busca da prosperidade material é
tão errado quanto ela afastar qualquer pessoa que queira lhe tirar da situação de uma menta-
lidade de servo, plebeu, para uma de Rei ou Rainha!
Devemos ser o que Deus quer que sejamos, e Ele nos quer:
“e nos fez reino, sacerdotes para Deus, seu Pai, a ele seja glória e domínio
pelos séculos dos séculos. Amém.” (Apocalipse 1: 6).
Se você quer ser apenas um servo ou no máximo um plebeu no Reino de
Deus, não pense que, com tal humildade estará agradando mais a Deus. Ele não vai forçá-lo
a mudar de pensamento. Mas, COM CERTEZA, o Senhor se alegra é com quem demonstra
MAIS FÉ:
“Disse-lhes mais: Ide, comei as gorduras, e bebei as doçuras, e enviai por-
ções aos que não têm nada preparado para si; porque este dia é consagrado ao nosso Se-
nhor. Portanto não vos entristeçais, pois A ALEGRIA DO SENHOR É A VOSSA FOR-
ÇA.” (Neemias 8: 10). Nossa FORÇA de fé, claro!
Qual o grau de sua de Fé? Pergunto-lhe agora, pois deve preparar-se para
responder diretamente a Deus um dia, quando não vai lhe adiantar tentar enrolá-Lo com
teorias, teologias, parolas ou conhecimentos intelectuais a respeito. Quando terá de MOS-
TRAR-LHE os frutos de sua fé como Ele deseja, ou: CALAR-SE para sempre!
Ele busca quem queira andar como Rei ou Rainha na Terra; é destas pessoas
que precisa para implantar aqui, novamente, Seu Reino, conforme o modelo do condomínio
de luxo, do “Paraíso Terrestre”, que Adão perdeu para o diabo.
MARANATA!
Capítulo 583
REINO E SACERDOTES SANTOS
Outro dia assistia ao filme “RAINHA”, sobre a rainha da Inglaterra (durante
o período da curta existência da Princesa Diana) quando uma coisa me despertou a atenção
e me maravilhou. Foi o rígido protocolo que as pessoas devem seguir para poderem se a-
proximar de um rei ou de uma rainha.
Ao ser introduzido no salão onde a majestade está, logo ao transpor a porta
de entrada naquele lugar, o convidado deve parar, fazer uma reverência com a cabeça, e
ficar parado ali. Só depois de ser convidado a se aproximar da figura real poderá até ela,
então, perto dela pára, faz nova reverência com a cabeça e aguarda para ver o que ela deci-
de, se deve haver ou não maior proximidade, apertos de mãos, etc.
Logo no meu primeiro livro “Jesus, o Leão de Judá”, relatei um caso que a-
conteceu com uma irmã, a qual expulsou de uma reunião de senhoras de determinada igreja
fria, uma pessoa endemoninhada que lá entrara e ameaçava todo mundo, prometendo fazer
isso e aquilo.
O endemoninhado saiu, mas, minha irmã ficou impressionada porque ele sa-
iu andando de costas, desde onde elas estavam na frente do púlpito, até a porta de saída!
Isto sempre me ficou na cabeça. Por que o diabo teria feito aquilo? Será que tinha medo que
alguém fizesse algo pelas costas dele? Não, ele podia ver o que estavam fazendo atrás dele
facilmente. Tinha alguma coisa mais, ali.
Pois foi, assistindo aquele filme, que descobri tudo e vocês vão se alegrar
comigo. Aconteceu quando o ministro Tony Blair, recém-empossado, depois de ter seguido
todo o protocolo de entrada para uma audiência com a Rainha da Inglaterra, passou a seguir
o protocolo de saída.
Isto mesmo, não vão acreditar! Vocês NÃO podem dar as costas a um Rei ou
Rainha! Vocês têm de sair da presença deles depois de liberados, andando de costas até a
porta de saída, onde alguém os espera para abri-la!
O que o diabo fez ali, foi reconhecer a autoridade de realeza espiritual da-
quela irmã e, só hoje, descobri isto; portanto, vou agora mesmo telefonar para ela, a respei-
to. Sei que vai se alegrar muito.
Notem algo muito importante: a irmã estava numa grande igreja, diante de
enorme grupo de senhoras e nenhuma delas, ousou se levantar contra o diabo que as desafi-
ava. Se havia alguém ali com o Poder do Alto, batizado com o Espírito Santo, tal pessoa
tinha a mentalidade escrava ainda e não ousou aparecer. Uma vergonha, não é?
Mas, na maioria das vezes, as congregações são exatamente assim, uma mul-
tidão de religiosos fanáticos e poucos filhos de Deus com Autoridade e Poder, para mostrar
ao diabo com quantos paus se faz uma jangada.
Satanás se esbalda de rir e aqueles tolos continuam inflexíveis, agarrados aos
seus deuses, doutrinas, teologias, placas e cores denominacionais sem ouvirem os profetas
que Deus lhes envia, para crescerem e Reinarem. Pensam que Evangelho é como time de
futebol, cada um com sua cor e bandeira, padrões bem definidos que não devem ser altera-
dos. Se esquecendo que o Senhor avisou em Gálatas 1: 6-7:
“Estou admirado de que tão depressa estejais desertando daquele que vos
chamou na graça de Cristo, para outro evangelho, o qual não é outro; senão que há alguns
que vos perturbam e querem perverter o evangelho de Cristo”
E em Marcos 16: 15-18:
Quem quer se atrever a pregar Evangelho diferente do de Poder que o faça,
continue o justo a fazer justiça e o injusto a fazer injustiça até o momento decisivo.
MARANATA!

Capítulo 584
ADÃO E EVA
Adão e Eva no Paraíso eram deuses. Eles podiam fazer o que quisessem aco-
lá, sem o menor risco de serem recriminados por Deus ou sofrerem algum dano. E tinham
muitas coisas a experimentar visto tudo ser novidade para eles.
O paraíso ficava longe do mar, mas nele, passavam quatro rios e creio que só
para colocar nomes nos peixes, Adão e Eva devem ter ficado horas, mergulhando naqueles
rios, observando e catalogando tudo o que viam. Como respiravam? Não sei, por certo da
mesma forma que Misaque, Sadraque e Abdênego o fizeram, quando estavam louvando a
Deus dentro da fornalha ardente!
O fato era que, como Adão e Eva não tinham comido ainda o fruto do co-
nhecimento do Bem e do Mal eram, como criancinhas, ACREDITAVAM totalmente no
que o Pai lhes dissera: “nada, absolutamente, lhes causará dano”; enquanto estivessem na
área do Paraíso.
O demônio os enganou com uma proposta indecente ao dizer que se eles
comessem da Árvore do Conhecimento do Bem e do Mal seriam: deuses! Ora, eles já eram
DEUSES! O problema era que o demônio sabia que, se Adão e Eva começassem a ver de-
feitos no que Deus tinha dito e dado, começariam a andar pela incredulidade, e tal coisa ser
exatamente o que afasta o homem de Deus: “Porque tudo o que não provém da fé é peca-
do”. O diabo sabia o preço da atitude de se querer ser mais do que Deus, porque tinha expe-
rimentado a coisa na “pele”!
Creio que se Adão, por acaso, caísse do lugar mais alto lá, no Paraíso, podia
cair de cabeça que nada lhe aconteceria. Talvez um Anjo sustentasse sua queda! Já vimos
muitos exemplos desses hoje em dia, quando crianças caem de prédios altíssimos e são sal-
vas milagrosamente, às vezes por uma fralda que se enrosca numa ponta de ferro.
Uma vez que pequena dúvida (pecado) penetre, como água mina uma barra-
gem ela vai trazendo mais água (“um abismo chama outro abismo ao ruído das tuas cata-
dupas; todas as tuas ondas e vagas têm passado sobre mim") e de dúvida em dúvida, com
certeza a morte se apresentará no final; porque a pessoa chegará a ponto de crer em não ser
mais possível: nenhuma possibilidade de retorno.
Adão e Eva viviam literalmente nus. Com isso expressavam a inteira confi-
ança em que nada, absolutamente nada, lhes causava danos. Nem frio, nem calor, nem fogo,
nem água, nem altura nem profundidade, nenhuma animal, bactéria, veneno, espinho podia
magoá-los, para que roupas? Proteger-se de que?
A primeira coisa que buscaram depois da queda foi uma roupa. Precisavam,
então, de uma proteção feita por conta própria. Era o começo do grande desastre despon-
tando!
Assim mesmo: “Todos os dias que Adão viveu foram novecentos e trinta
anos; e morreu” o que mostra como a morte demorou a reinar na vida deles. Infelizmente,
nas gerações seguintes, passou a reinar bem mais cedo, até que Deus interveio e decretou a
idade média do homem entre 70-80 anos.
“A duração da nossa vida é de setenta anos; e se alguns, pela sua robustez,
chegam a oitenta anos, a medida deles é canseira e enfado; pois passa rapidamente, e nós
voamos.”
Deixando-nos, no entanto, a possibilidade de aumentá-la por nossos próprios
conhecimentos e fé:
“De certo os homens que subiram do Egito, de vinte anos para cima, não
verão a terra que prometi com juramento a Abraão, a Isaque, e a Jacó! porquanto não
perseveraram em seguir-me; exceto Calebe, filho de Jefoné o quenezeu, e Josué, filho de
Num, porquanto perseveraram em seguir ao Senhor.”
Adão e o Paraíso Terrestre foram os modelos do que Deus projetara para nós
em toda a Terra. Não só a Terra, este nosso planeta, todo o mundo material o Universo in-
teiro! A queda de Adão é modelo do que acontece quando o homem duvida de Deus. E
quando o homem duvida da própria REALEZA torna-se plebeu e, finalmente, servo quando
será abatido pelo inimigo.
É por isso que devemos procurar extirpar de nós todo pecado, toda dúvida,
que possa ter sido inculcada em nossa vida por nossos familiares e sociedade, quando ainda
éramos inocentes crianças e aceitávamos tudo o que diziam. Porque elas, embora esqueci-
das no fundo do coração, estão atraindo outros e outros pecados, que irão nos enfermar e
abreviar-nos a existência.
“Pois aquele em quem não há estas coisas é cego, vendo somente o que está
perto, havendo-se esquecido da purificação dos seus antigos pecados.”
Cada um que confira sua vida de criança e decida o que tem ou não de mu-
dar, enquanto seu lobo não vem. Se quiserem fazer uma purificação bíblica completa, leiam
o capítulo 41 do meu livro: “Jesus, o Leão de Judá”; para download no meu site :
www.jesus-leao-juda.com assim, aumentarão suas vidas em muitos anos.
MARANATA!

Capítulo 584
JESUS NÃO BRINCA
Jesus não brinca, como gostamos de fazer entre nós! O carioca ri do paulista,
o pessoense do campinense, o brasileiro do português e vice-versa, e todos entre si e uns
com os outros. Outro dia estava em uma reunião de oração com uma irmã, quando ela me
contou um enorme livramento que teve num grupo de orações e fiquei pensando em como
queria ter tido um livramento daqueles! Imediatamente tive a visão de uma Bíblia semi-
aberta (parecia uma boca) da qual saiam duas línguas cujas pontas eram como de flechas,
uma apontando para a irmã e a outra para mim.
Então me lembrei de que o Senhor (desde que comecei a orar com aquela
irmã, anos atrás) tinha-nos avisado, do termos uma enorme semelhança nas características e
históricos espirituais e materiais e me lembrei, também, como Ele já tinha provado isso
inúmeras vezes!
Enquanto cogitava a respeito, Ele me apontou uma lanterninha elétrica (que
também dá choques) e que eu tinha colocado sobre a mesinha de vidro, que fica no centro
da nossa sala de visitas (onde oramos) com o propósito de brincadeiras.
Daí, entendi que Ele estava me dizendo que não brincava como nós costu-
mamos fazer e, logo, imaginei como SE Ele brincasse o mundo viraria um completo caos!
Só, então, me lembrei, também, de ter sido liberto naquela semana de algo que muito me
incomodava e do que vinha tentando me livrar há anos!
Testemunhei para a irmã o fato e comecei a perceber que, quando ela recebia
uma bênção lá, eu recebia outra cá e vice-versa. Aleluia! Puxa, Jesus estava fazendo outra
Aliança diferente comigo e com aquela irmã, que chamei de Aliança de Similitude.
Pensando a respeito, vejo que tal Aliança é de enorme vantagem para nós,
porque, quando ela for curada ou liberta de algo lá, eu serei, também, de alguma coisa aqui.
Assim, teremos o dobro de vantagens, num mesmo período de tempo. Aleluia! Vou comu-
nicar-lhe minha descoberta e ver o que pensa a respeito.
O Senhor já fez comigo a estranha Aliança de eu nunca perder nada, agora
mais esta, a de bênção em dose dupla! Nunca vi ninguém falar sobre estas coisas e creio
que, se contar para alguns irmãos eles censurar-me-ão. Eles que censurem! Eu luto para
aumentar minha fé e sei este ser um caminho solitário que poucos querem trilhar. Aleluia!
Deus só se alegra com a nossa força:
“Disse-lhes mais: Ide, comei as gorduras, e bebei as doçuras, e enviai por-
ções aos que não têm nada preparado para si; porque este dia é consagrado ao nosso Se-
nhor. Portanto não vos entristeçais, pois a alegria do Senhor é a vossa força.” diz (Nee-
mias 8: 10).
Certamente esta nossa força à qual Ele se refere aí, é nossa força de fé. O
grau, o tamanho da nossa fé, não da nossa força física, claro! Portanto, tentarei ir mais a-
vante, desbravar novos horizontes. (É deliciosa cada vitória!). Embora nem sempre a luta
seja agradável confesso-o.
Portanto, vou comer destas gorduras e beber destas doçuras e registrarei para
meus leitores todas as minhas vitórias a fim de que possam gozar, também, do Reino de
Deus na Terra.
MARANATA!

Capítulo 586
A Cadeira Velha
Há mais de três dias que eu lutava para consertar uma cadeira de escritório
que acho ótima, toda de madeira, com várias regulagens e que, ultimamente, não ficava
mais na altura em que eu colocava, despencava dali até sua altura mais baixa, dando-me um
susto.
No último dia já estava cantando vitórias, só me faltava colocar umas peci-
nhas nela.
Segurava um pino e uma presilha de aço na mão e fui me sentar na mureta
de palmo e meio de altura, que separa nossa garagem do nosso quintal, a fim de finalizar o
trabalho quando, de repente, deixei escapar aquela presilha de aço. Ouvi sua pancada no
chão e pensei que ela tinha caído no piso da garagem, mas, por mais que procurasse ali, não
a achei.
Ao olhar o chão do quintal, onde ela tinha caído desanimei. Pronto! No final
do serviço, uma pecinha de nada e, todo trabalho perdido ou teria de improvisar. A pecinha
tinha o formato de uma arruela fina, aberta num lado para encaixe num pino. O desespero
logo quis tomar conta, mas, resolvi fazer outra busca minuciosa no lado do quintal que era
cheio de pedregulhos e areia. Sabendo que, para se achar uma peça daquelas, ali, só por
milagre!
Com cuidado revirei cada pedra maior do lugar onde ela podia ter caído. Mi-
nha cabeça estava querendo que eu deixasse de ser bobo e fosse arranjar outra solução, peça
similar ou improvisar com arame. Foi só quando me lembrei da Aliança de Não Perder Na-
da que o Senhor Jesus fez comigo, que parei!
Já tinha feito de tudo, inclusive pegado um imã e arrastado em toda a área
arenosa do quintal, onde a bendita peça devia ter caído e nada. Orei e expliquei ao Senhor
que precisava da peça para agora. Não podia ficar esperando! Depois pensei melhor e disse
que iria dar-Lhe tempo para me mostrar a bendita. Não iria quebrar aquela Aliança por cau-
sa de uma cadeira velha.
Quando já estava recolhendo as ferramentas do chão da garagem, peguei o
imã e vi uma coisa agarrada nele: a pecinha! Não sei como pode ter ido parar ali, visto que
cada vez depois de tê-lo arrastado na areia, o tinha examinado detidamente, e a peça não
estava nele! Só tinha achado pregos velhos e pedaços tortos de arames; mas, agora, ela es-
tava ali, sorrindo para mim! Aleluia!
O que aprendi nesta lição foi como nós temos de lutar duro contra nossa ra-
zão e sentimentos carnais, para não contaminar nossa fé. Ainda quando me lembrei da Ali-
ança, a vontade foi de correr e procurar resolver tudo na marra, até pensar em como o Se-
nhor iria gostar SE eu confiasse n‟Ele e parasse. Como eu podia preferir uma cadeira velha
ao Senhor foi o que me fez parar.
Contra toda minha vontade interior de agir, parei e me propus a dar o tempo
que fosse necessário ao Senhor, para Ele agir em meu favor. Tão determinado fiquei, que
comecei a juntar as ferramentas e peças da cadeira, procurando me desligar até da área on-
de, provavelmente, a pecinha devia ter caído!
Tudo isso pode parecer tolice para muitos. Porém, para mim, que pretendo
aumentar minha fé e andar por ela, foi um exercício tremendo que venci. Aleluia! Os ir-
mãos devem estar preparados porque o Senhor nos coloca certos exercícios de fé inespera-
dos, para vencermos e: “se o crente recuar, minha alma não se alegrará n’Ele”. Note, Ele
dá estes exercícios aos crentes, não aos incrédulos.
A maioria pensa que o Senhor lhes mandará enfermidades e tormentos mil,
como provações para vencerem pela fé, mas, tais coisas não provêm do Senhor, nisto creio.
MARANATA!

Capítulo 587
Vigorexia e Anorexia
Vigorexia e anorexia, hoje, são os ídolos mais adorados pela maioria das
pessoas, principalmente pelos jovens, e são opostos entre si. De vigorexia sofrem as pesso-
as que desejam ser musculosas e super-fortes; de anorexia, ao contrário, as que desejam ser
cadavéricas como “top-models”.
O interessante é como a maldição do Salmo 115: 8 cai sobre estes idólatras
como uma luva. Aquele salmo diz:
“Semelhantes a eles sejam os que fazem, e todos os que neles confiam.”
E, de fato, muitas dessas pessoas morrem em suas buscas por usarem de
meios e práticas extremas, proibidos (pela medicina e até pela lógica) para ficarem pareci-
das com as imagens dos ídolos que carregam nos corações, usando: anabolizantes, por e-
xemplo, ou se excedendo nos exercícios ou em privações alimentares.
Desta forma, tais pessoas terminam adoecendo e ficando mesmo como os
ídolos que queriam ser: mortos!
É impressionante como a coisa se complica mais ainda, quando pensamos
que, quando um casal toma hormônios, suas crianças recebendo doses às vezes cavalares de
testosterona ou progesterona terminarão por gerar: meninas masculinizadas ou homens e-
feminados, gerando uma sociedade deformada, como a de hoje!
Além disso, a testosterona também trás alterações na conduta, levando quem
usa dela a tornar-se pessoa irritadiça, belicosa e violenta, retrato perfeito dos jovens mo-
dernos, exatamente como o descrito nos versículos abaixo de Romanos 1: 18-25:
“Pois do céu é revelada a ira de Deus contra toda a impiedade e injustiça
dos homens que detêm a verdade em injustiça. Porquanto, o que de Deus se pode conhecer,
neles se manifesta, porque Deus lho manifestou.
Pois os seus atributos invisíveis, o seu eterno poder e divindade, são clara-
mente vistos desde a criação do mundo, sendo percebidos mediante as coisas criadas, de
modo que eles são inescusáveis; porquanto, tendo conhecido a Deus, contudo não o glori-
ficaram como Deus, nem lhe deram graças, antes nas suas especulações se desvaneceram,
e o seu coração insensato se obscureceu. Dizendo-se sábios, tornaram-se estultos, e mu-
daram a glória do Deus incorruptível em semelhança da imagem de homem corruptível,
e de aves, e de quadrúpedes, e de répteis.
Por isso Deus os entregou nas concupiscências de seus corações, à imundí-
cia, para serem os seus corpos desonrados entre si; pois trocaram a verdade de Deus pela
mentira, e adoraram e serviram à criatura antes que ao Criador, que é bendito eterna-
mente. Amém.
Pelo que Deus os entregou a paixões infames. Porque até as suas mulheres
mudaram o uso natural no que é contrário à natureza; semelhantemente, também os va-
rões, deixando o uso natural da mulher, se inflamaram em sua sensualidade uns para
como os outros, varão com varão, cometendo torpeza e recebendo em si mesmos a devida
recompensa do seu erro.
E assim como eles rejeitaram o conhecimento de Deus, Deus, por sua vez, os
entregou a um sentimento depravado, para fazerem coisas que não convêm; estando cheios
de toda a injustiça, malícia, cobiça, maldade; cheios de inveja, homicídio, contenda, dolo,
malignidade; sendo murmuradores, detratores, aborrecedores de Deus, injuriadores, so-
berbos, presunçosos, inventores de males, desobedientes aos pais; néscios, infiéis nos con-
tratos, sem afeição natural, sem misericórdia; os quais, conhecendo bem o decreto de
Deus, que declara dignos de morte os que tais coisas praticam, não somente as fazem, mas
também aprovam os que as praticam.”
Junte-se a tudo isso uma educação sem orientações dos pais e sem conheci-
mento do Caminho da Verdade e da Vida e estará montado um desastre social terrível do
qual, só Jesus pode nos fazer escapar. Aleluia!
MARANATA!

Capítulo 588
O MUNDO
Diz a Palavra: “Sabemos que somos de Deus, e que o mundo inteiro jaz no
Maligno.” (1ª João 5: 19) e não poderia estar mais correta, pois, este mundo, a sociedade na
qual vivemos, é totalmente demoníaca. Vive da mentira e é escrava do pai da mentira.
Logo quando o ser humano adquire a idade da razão (perde sua inocência
espiritual, entre os 8-12 anos) ele se veste e assume uma personalidade, uma máscara para
ajudá-lo a viver entre os outros seres humanos todos, também mascarados, e que formam a
sociedade.
“Não rogo que os tires do mundo, mas que os guardes do Maligno.” (João
17: 15.
Pelo versículo acima vemos que não está no plano de Deus nos tirar do
mundo nem quando nascemos de novo e nos tornamos cidadãos do céu!
Quando nascemos de novo (batismo com o Espírito Santo) nem sempre será
diabo que irá nos tentar, o mundo também fará isso. Vou lhes contar um testemunho. Uma
irmã, nascida de novo, e que mostrava sinais de estar querendo andar na FÉ autêntica, me
contou o seguinte:
“Eu estava com uma consulta marcada com um endocrinologista, mas, tinha
certeza daquilo não ser para mim. Durante todo o percurso de minha casa ao consultório
médico, fui conversando com o Senhor a respeito e aconteceu algo que me deixou perplexa.
(Nestas alturas eu já estava extasiado na expectativa de ouvir as maravilhas
que a irmã teria experimentado).
- Quando entrei na sala de espera - continuou ela - todas as pessoas olharam
para mim e era com se me conhecessem de muito tempo. Pessoas que nunca vi! Então, co-
meçaram a se abrir e a me contar seus problemas.
- E aí, e aí, o que fez! – perguntei ansioso, para ver uma explosão de fé em
ação.
- A primeira foi a secretária – continuou a irmã - que me disse estar com a
cabeça a ponto de estourar de dor. Depois, uma paciente e outra... Fiquei abismada!
- E então, e então! – insisti, aguardando o momento apoteótico da fé.
- Elas nunca me tinham visto! Senti pena delas e comecei a orar por elas –
disse-me a irmã.
Neste ponto eu já estava imaginando a cena: pessoas sendo curadas, o Nome
de Jesus sendo glorificado e a irmã sendo honrada.
Mas a irmã se calou e me veio à cabeça lhe perguntar se ela orou por aquelas
pessoas: FALANDO, ordenando com autoridade que os demônios saíssem delas em Nome
de Jesus ou, se foi só mentalmente.
- Foi mentalmente! – respondeu-me e murchei como um balão furado – mas
eu não sabia como fazer, sou novata, fiquei confusa! – desculpou-se a irmã.
E a cena que vi foi de uma pessoa sentada num canto da sala, cabeça abaixa-
da, orando em secreto, para não descobrirem quem ela era. A velha personalidade imperan-
do e o demônio assumindo o controle!
- Isso não é verdade, irmã, você sabia o que tinha de fazer desde que saiu de
casa. Só que, se deixou vencer pelo mundo, eis a verdade. Não quis arrancar sua máscara de
pessoa educada e culta, usou a de religiosa e boazinha, que o mundo conhece e usa.
Então, confessou. Tinha sido exatamente aquilo! Não quis se arriscar. Não
quis se expor a passar por doida, suas orações não funcionarem e passar por fanática ou do
que o mundo a quisesse taxar. Enfim, não deu o passo de FÉ que o Senhor esperara dela e
para o qual tinha preparado todo o cenário vivo.
Cada dia sei mais sobre estas coisas. Escreveu não leu, preferimos agir como
estamos acostumados: fazendo como o mundo faz. Mas, infelizmente, isso não é desculpa,
é: pecado e não agrada a Deus e não é bom para nossa saúde.
“Mas o meu justo viverá da fé; e se ele recuar, a minha alma não tem prazer
nele.” (Hebreus 10: 38) diz o Senhor.
Orei por ela e disse-lhe que, talvez, o Espírito de Deus lhe desse outra opor-
tunidade. Mas que ela não deixasse a mesma passar, pois, fazendo assim o Espírito de Deus
iria entender que ela não queria agradar a Deus, mas, queria viver como o mundo vive, pre-
sa pelas cadeias que o diabo trançou. E isso não é nada bom, para quem já provou do que
de fato é: ÓTIMO!
Tenho de cuidar para não cair nesta mesma armadilha.
MARANATA!

Capítulo 589
VEM
Sempre que percebo que alguém está começando a caminhar na fé, procuro
imediatamente ajudar tal pessoa. Infelizmente, não tenho sido muito êxito em tal empreita-
da, pois, a maioria delas termina fugindo de minhas vistas.
Como vem acontecendo com aquela irmã, com a qual bato uns papos sobre o
Reino de Deus, via internet e nos quais, estimulo-a a continuar como estava indo.
Mas, certo dia, o Senhor deu-lhe uma oportunidade maravilhosa para agir
como filha d‟Ele e ela se encolheu agir como simples criatura Sua. Fiquei bem triste, mas,
procurei animá-la, para uma próxima oportunidade.
Na conversa seguinte, ela me informou que estava novamente desmotivada e
sem forças para nada. Esquecido da que nossa conversa anterior, perguntei-lhe se queria
fazer uma experiência para ver se o Senhor lhe mostrava a fonte daquele seu problema, o
qual, antes dela conhecer o Senhor, levara-a ao fundo do poço.
Disse-me que queria. Perguntei-lhe se tinha uma Bíblia perto, informou-me
que não. Então deixamos aquilo para outro encontro cibernético. Exatamente quando desli-
gava, disse-me estar com medo do que o Senhor poderia dizer. Não pude mais responder,
acabava de desligar o PC.
Noutro encontro, dias depois, conversamos sobre vários assuntos, eu resol-
vido a não tocar naquele que a deixara com medo. Afinal, por que perturbá-la, pensei! Em
dado momento, me disse que estava com a Bíblia, ali. Então, pedi-lhe para fazermos uma
oração curta em línguas estranhas, solicitando a ajuda do Senhor; depois, ela abrisse a Bí-
blia a esmo e apontasse em qualquer lugar dela.
Fez isso. E me disse estar com o dedo bem em cima da palavra vem! - Não,
vamos ler o versículo todo e leu:
“Eis o dia! Eis que vem! Veio a tua ruína; já floresceu a vara, já brotou a
soberba.”
Irmão, você tem coragem de dizer na cara de uma pessoa o que este versícu-
lo significa para ela? Foi minha vez de abrir, caladinho, minha Bíblia a esmo e apontar a-
leatoriamente. A ordem do Senhor era para eu dizer! Então disse.
Já floresceu significa que você já nasceu de novo, pelo milagre do Novo
Nascimento, como a vara de Arão que era seca e floresceu dentro da Arca da Aliança. Mas
o problema agora é a soberba. Ela já brotou em seu coração e com ela, você terá de lutar.
Não depende de Deus, mas, de você.
Esta interpretação bateu exatamente com a que ela mesma tinha-me dito an-
tes. Encerrada nossa conversa, fomos para as nossas tarefas e me esqueci do problema.
No outro dia de manhã, o que me veio à cabeça, fortemente, foi a palavrinha
VEM! Então, percebi que era o próprio Deus, Pai, chamando sua filha, para voltar para Ele!
Era um apelo de dor de um Pai ao ver os sofrimentos que aquela sua filha iria sofrer se par-
tisse como mostrava estar determinada. Confesso, aquela pequenina palavra me compungiu
o coração.
Não. Ela não irá para o inferno jamais! Uma vez selada pelo Espírito é, para
sempre, propriedade de Deus. Mas Deus não obriga ninguém a fazer o que Ele deseja, em-
bora possa dar vários sinais fortes, para alertar incautos. Porém, se o teimoso insistir ir para
a direção errada o Senhor terminará permitindo. E dar-se-á o desastre!
Angústias, dor, enfermidade, desesperos, miséria, falecimento prematuro.
Enfim, tudo o que Deus não deseja para um filho d‟Ele pode acontecer sem que Ele possa
interferir, porque é JUSTO.
Temos um Advogado, Jesus, que irá lutar até as últimas, por nós. Mas estas
últimas chegarão se não mudarmos um dia.
Depois iremos ver o filhos pródigos voltando, cabisbaixos, pedindo arrego a
Deus, pedindo para Ele os aceitar até como escravos em Sua casa.
Bem, mas a triste história do filho pródigo está da Bíblia, quem quiser saber
como é que a leia. O doloroso foi aquele: VEM.
MARANATA!

Capítulo 591
LEITURAS
Tenho, deveras, pena das pessoas que encontro e me alegam que para elas
basta ler a Bíblia! São cegas que não querem enxergar, impossível ajudá-las, só a mão do
Senhor pode fazê-las mudar algum dia. Enquanto isto elas caminharão, de tropeço em tro-
peço, ao invés de fé em fé e de vitórias e vitórias, como o Senhor gosta de ver seus Filhos
andarem. Porque Ele diz, em Hebreus 10: 38:
“Mas o meu justo viverá da fé; e se ele recuar, a minha alma não tem prazer
nele.”
Elas não estão erradas ao afirmarem que a Bíblia tem TUDO o que nós pre-
cisamos. Porém, infelizmente, a maioria de nós é que não tem tudo o que precisa para EN-
TENDER o que a Bíblia diz; este o tremendo problema.
Dei avanços na minha fé buscando mais conhecimentos nos livros devocio-
nais; aqueles, nos quais seus autores narram os testemunhos de vidas e de como chegaram
à conhecer melhor a Verdade. Deixei de lado os livros teológicos, cheios de doutrinas, en-
fatuados de sabedoria humana, escritos pelos “doutores” e “letrados” das várias denomina-
ções. Estes nada acrescentam! E garanto que tive bom êxito. Infelizmente, já li quase todos
os livros do tipo e, agora, estou escrevendo alguns, para ajudar os que, de fato, querem aju-
da.
A Bíblia recomenda tal tipo estudo em 1ª Tessanolissences 5: 21, ao dizer:
“Mas ponde tudo à prova. Retende o que é bom”.
Nestes meus mais de vinte anos de prática do Evangelho tive várias experi-
ências com o Senhor as quais narro uma após outra, para que meus leitores não tenham de
passar tanto tempo quanto eu, lutando para aprender cada coisa. Destarte, poderão dar sal-
tos enormes e usufruir daquilo que levei anos e tremendos esforços para aprender, em ape-
nas algumas horas de leitura.
Mas, assim mesmo, quando uma pessoa me diz que está com problemas, me
pede ajuda e, depois de escutá-la, entendo que o que tal pessoa precisa não de orações, po-
rém, de mais CONHECIMENTO da Palavra Viva de Deus e a instruo a ler meus livros,
muitas vêm de lá, com o nariz empinado e o famoso jargão:
- Já tenho a Bíblia. Ela me é suficiente! Não preciso de outros livros!
Elas mesmas se contradisseram quando me pediram ajuda; mas, não enxer-
gam sequer a bobagem que fazem. Tinham pedido ajuda porque a Bíblia era incompleta?
Não, a Bíblia é perfeita, elas é que estão com os olhos cegos para a Verdade. Ainda assim,
rejeitam a ajuda que poderia lhes abrir os olhos e se iram. Acontece exatamente o que diz
Provérbios 9: 7 e 8:
“Não repreendas ao escarnecedor, para que não te odeie; repreende ao sá-
bio, e amar-te-á.”.
Tais pessoas não conhecem o que diz o Salmo 94: 12:
“Bem-aventurado é o homem a quem tu repreendes, ó Senhor, e a quem en-
sinas a tua lei”.
É como se um doente fosse para um médico, ele o examinasse e concluísse a
enfermidade dele ser por causa de certas coisas erradas que vinha fazendo, e o doente ficas-
se com raiva do médico! Tem sentido? Mas esta reação é mais comum do que pensam, eu
que o diga!
Não sei se é questão de rebeldia nata, idolatria, vaidade religiosa, orgulho,
preconceito religioso ou o que. Só sei que fazem MUITO isso.
Lendo livros devocionais com testemunhos de vidas dos verdadeiros cris-
tãos, absorvemos suas práticas do Evangelho, sem precisarmos sofrer e esperar anos para
usufruir delas por esforço próprio. E de extrema vantagem. Quem não vê isso é um néscio,
apenas mais um cego que NÃO quer ver!
MARANATA!

Capítulo 592
FINALMENTE
A diarista de minha sogra (que mora conosco) teve um problema tremendo.
Ela era uma mulher alegre, vivia assoviando pela nossa casa e, súbito, sofreu um choque
emocional inesperado, ao encontrar o marido dependurado pelo pescoço num quarto de
casa!
Felizmente ele estava apenas desmaiado e ela e o filho o tiraram dali. Tudo
começou quando ele, depois de anos de fidelidade conjugal, deu uma escapada e ela flagrou
um telefonema dele com a outra.
O homem confessou seu erro de apenas uma vez, mas, ficou com um remor-
so tão grande, que resolveu dar cabo da vida. Oramos pelo casal, se perdoaram, foram per-
doados pelo Senhor, batizados com o Espírito Santo e instruídos a buscarem uma igreja
onde se congregar.
Porém, embora o homem (o qual antes mostrara tendências para abatimen-
tos) tivesse melhorado a olhos vistos, a mulher caiu em depressão profunda. Não comia
mais e teve de ser internada com desidratação grave, apesar de nossas orações.
Já tínhamos (eu e minha esposa) feito tudo que podíamos, agora, era só dar
palavras de ânimo e esperar as melhoras. Depois de sua saída do hospital semanas depois,
um pouco mais forte, ela me disse que apesar do seu estado, tinha acompanhado o marido a
uma igreja da qual não gostaram. (Porém, ela não estava muito bem, notava-se!).
Várias semanas mais se passaram e, um dia, despreocupado, ia a um bairro
fazer umas compras quando o Espírito me trouxe à cabeça o inusitado daquele caso, dei-
xando-me a pergunta: “ - Como uma pessoa que não era depressiva, pode se tornar tão de-
pressiva do dia para a noite?”
Aquilo me chamou a atenção! Claro, era de se esperar qualquer pessoa nor-
mal e com um casamento feliz, ficar triste, arrasada, com uma traição! Mas, depois dos
perdões, do batismo com o Espírito Santo ainda continuar naquela situação?
Então, me lembrei de um fato narrado no meu primeiro livro. Aconteceu
quando expulsamos aqui em casa, uma legião de demônios que uma antiga praticante de
bruxarias possuía. A mulher foi completamente liberta, porém, nosso cão, um pequeno pe-
quinês, enlouqueceu quando a reunião terminou.
Era isto, o demônio da depressão e da morte que estivera no marido dela fu-
gira para ela! Era ele que eu teria de expulsar! Mas, não queria fazer isso, sem que vísse-
mos o efeito, para que a mulher não pensasse que eu brincava de crente. Peguei uma Bíblia
e disse ao Senhor: - Se não me der uma resposta exata, não farei tal expulsão! - então, abri a
Bíblia e apontei.
Saiu um versículo (do qual não me recordo agora), mas, que falava exata-
mente de uma mulher que estava despreocupada e, por isso, os inimigos tinham penetrado
por suas muralhas. Pronto, era uma resposta exata de Deus! Agora, podia agir com certeza
do resultado.
Expliquei tudo para aquela senhora ela se alegrou, e expulsei o demônio da
morte da vida dela. Disse-me que sentiu uma descarga elétrica e, no mesmo instante, ficou
curada. Aleluia!
Tantas coisas para pensar! Por que levou alguns meses até chegarmos à vitó-
ria final? No começo, tinha-lhe dito que, muitas vezes o Senhor não nos sarava logo, por-
que se Ele fizer isso, imediatamente, O esqueceremos e voltaremos para a velha vida de
antes. Foi profecia?
Ela e o marido não procuraram logo uma igreja. Demoraram várias semanas
para tomarem esta decisão e à primeira que foram não gostaram. Era uma igreja fria, perce-
beram na hora que daquele coco não sairia água. Mais alguns meses se passaram e eles a-
prendendo.
Foi quando o marido, aconselhado por minha mulher, convidou a esposa a ir
a outra igreja, uma que vemos na teve e cujo pastor (um homem bem manso) não parece
interessado em dinheiro.
O marido convidou a mulher e ela nada respondeu. Então, ele se esqueceu do
assunto, mas, pouco antes da hora do culto, ela mesma lhe perguntou se ele tinha se esque-
cido do mesmo.
Ela me disse que levantou a cabeça e, em Nome de Jesus - conforme me in-
formou - foram ao culto do qual gostaram tanto que voltaram de lá, com uma Bíblia.
Foi nestas alturas do caminhar do casal que o Espírito Santo me falou para
encerrar o assunto com fecho de ouro. Ela está perfeita, o marido também, agora sim, estou
satisfeito. Mais dois terrenos conquistados para o Reino de Jesus. Aleluia!
MARANATA!

Capitulo 593
PAI, POR QUE ME ABANDONASTES?
Esta foi a penúltima frase que Jesus pronunciou na Cruz, antes de concluir
sua Obra: “ - Paizinho, por que me abandonastes?”
O que me chamou a atenção nela foi Ele ter considerado como se Deus O ti-
vesse abandonado, não que Ele tivesse abandonado Deus. Não sei se perceberam isto!
Do ponto de vista de Jesus, Ele não abandonaria o Pai nem mesmo naquele
momento crucial; mas, sentia o Pai O estar abandonando: por que?
A resposta é bem simples é que, naquele momento todos os nossos pecados
caíram sobre Jesus e, era a idolatria que gera os pecados , que o estava impedindo d‟Ele
ver, ouvir e falar com Deus; pois, a maldição da idolatria humana caíra sobre Ele, com toda
sua força.
Todo pecado é fruto de IDOLATRIA. Idolatria é o fato do ser humano dei-
xar de confiar em Deus e passar a confiar no contrário do que Ele diz; quando a pessoa faz
tal isso está confiando no diabo, tomando-o como deus! Isto pode acontecer de várias for-
mas e em infinitos graus. Existem as idolatrias dos pagãos e a católica, grotescas; mas, exis-
te, também, a idolatria dos evangélicos; porque, nem o melhor deles está a salvo de cometer
uma idolatria aqui ou ali.
É comum o amor a si próprio, à família, às pessoas, ao dinheiro, ao poder, ao
sexo, ao casamento, ao trabalho mundano, a times de futebol, a partidos políticos, a uma
filosofia, a artistas de cinema ou da música, às artes, amor até a objetos como: automóveis,
computadores e a drogas como: o álcool, cocaína e por aí vai...
Quando damos prioridade a alguma coisa antes de, a Deus, estamos obede-
cendo a algum ídolo, não importando quão mascarado seja ele vem a maldição do Salmo
115: 8:
“Tornem-se semelhantes a eles os que o fazem e tantos quantos neles confi-
am”.
Nosso relacionamento com Deus fica obturado pelo ídolo como se por um
muro, que impede o fluxo das informações entre nosso espírito e o Espírito de Deus, o que
nos deixa em vários graus de: per-di-dos!
Além disso, Bíblia diz em João 8: 34, que quem peca torna-se escravo do
pecado! E é fácil se comprovar tal escravidão observando-se um alcoólatra, um drogado,
um criminoso. Os tais não conseguem enxergar seus pecados nem se libertarem deles,
mesmo que consigam até raciocinar, às vezes, que o que estão fazendo não é nem será nada
bom para eles!
Mais difícil do se constatar uma escravidão é nas pessoas religiosas, que es-
condem com tremenda habilidade seus pecados sob os falsos mantos de bondade, pureza e
santidade.
“Se dissermos que não temos cometido pecado, chamamo-Lo mentiroso, e a
Sua palavra não está em nós.” (1ª João 1: 10).
Verdadeiramente, todos pecam por causa dos ídolos que existem em seus ín-
timos. Eles podem ter penetrado nos seus corações através da família, sociedade, etc., mas,
nenhum conduz à vida, todos, à morte.
“Há um só Deus e um só mediador entre Deus e os homens, Jesus Cristo,
HOMEM” (1ª Timóteo 2: 5).
A qual Jesus você recorre? Existem muitos jesuses: de pau, de gesso, de me-
tal, menino, de figurinha, de Praga, eu tinha até um colega chamado: Jesus!
Jesus fez aquela pergunta ao Pai, exatamente, porque nossos pecados com os
ídolos (que os geraram) caíram sobre Ele, amaldiçoando-O, cegando-o e ensurdecendo-o
espiritualmente, fazendo aquela separação. Coisa com a qual Ele não tinha sofrido nunca!
Notem: Jesus não reclamou das dores (que eram cruciantes), mas, lastimou
daquela separação, porque Ele não adorava Sua própria vida nem os sentimentos que ela
Lhes trazia; adorava apenas ao Pai e a Ele obedecia e o provou com a morte.
E você, quais os seus ídolos? O que separa você do Pai que tem lhe trazido
tanta dor, miséria, dissabores, confusões; levando-o cada vez mais para perto do Fundo do
Poço?
Confesse seus pecados a Jesus e Ele o libertará de qualquer ídolo e pecado
que o esteja amarrando. Olhe, 1ª de João 1: 9 diz e garante:
“Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os
pecados e nos purificar de toda injustiça.”
Por isso Ele, Jesus, VIVO, Homem, Deus, Rei e Senhor é nosso único
SALVADOR. Nenhuma religião, filosofia, santo(a), prática ascética ou religiosa, irá lhe
libertar da maldição de um ídolo e do pecado. Acorde enquanto tem tempo, porque depois,
pode ser tarde demais.
MARANATA!
Capítulo 594
CATÁSTROFES CASTIGOS
Ezequiel 14: 12- 23 fala:
“Filho do homem, quando uma terra (nação, sociedade) pecar contra mim,
agindo traiçoeiramente, então estenderei a minha mão contra ela, e lhe quebrarei o báculo
do pão, e enviarei contra ela a fome, e dela exterminarei homens e animais; ainda que esti-
vessem no meio dela estes três homens, Noé, Daniel e Jó, eles pela sua justiça, livrariam
apenas a sua própria vida, diz o Senhor Deus. Se eu fizer passar pela terra bestas feras, e
estas a assolarem, de modo que ela fique desolada, sem que ninguém possa passar por ela
por causa das feras; ainda que esses três homens estivessem no meio dela, vivo eu, diz o
Senhor Deus, que nem a filhos nem a filhas livrariam; eles só ficariam livres; a terra, po-
rém, seria assolada. Ou, se eu trouxer a espada sobre aquela terra, e disser: - Espada,
passa pela terra - de modo que eu extermine dela homens e animais; ainda que aqueles
três homens estivessem nela, vivo eu, diz o Senhor Deus, eles não livrariam nem filhos nem
filhas, mas eles só ficariam livres. Ou, se eu enviar a peste sobre aquela terra, e derramar
o meu furor sobre ela com sangue, para exterminar dela homens e animais; ainda que Noé,
Daniel e Jó estivessem no meio dela, vivo eu, diz o Senhor Deus, eles não livrariam nem
filho nem filha, tão somente livrariam as suas próprias vidas pela sua justiça. Pois assim
diz o Senhor Deus: Quanto mais quando eu enviar contra Jerusalém os meus quatro juízos
violentos, a espada, a fome, as bestas-feras e a peste, pura exterminar dela homens e ani-
mais? Mas, se ainda restarem nela alguns sobreviventes que levem para fora filhos e fi-
lhas, quando eles saírem a ter convosco, vereis o seu caminho e os seus feitos, e ficareis
consolados do mal que eu trouxe sobre Jerusalém, até de tudo o que trouxe sobre ela. E
sereis consolados, quando virdes o seu caminho e os seus feitos; e sabereis que não fiz sem
razão tudo quanto nela tenho feito, diz o Senhor.”
Nestes versículos podemos ver como Deus pode enviar hecatombes genera-
lizadas, sobre determinadas terras, como castigo. Vejam a fúria do vulcão Vesúvio em tem-
pos antigos e, modernamente: o furacão Katrina, o terremoto do Haiti, a tsunami que devas-
tou a Ásia, as guerras mundiais as do Oriente Médio, etc. São flagelos enviados por Deus
para punir nações, assim como Ele permite o demônio atacar uma pessoa em particular,
com acidentes e enfermidades de todos os tipos, conforme exijam os pecados cometidos por
aquela pessoa. Mas os versículos mostram, também, como Ele pode ser seletivo evitando
que aqueles que O amam venham a sofrer com tais castigos.
Na cabeça da maioria das pessoas modernas, nem passa mais que tais heca-
tombes tenham relações com a ira divina! Para a maioria delas Deus é Bom e, portanto,
qualquer coisa ruim só pode advir do diabo.
Por exemplo: uma pessoa está num templo e um terremoto o derruba, ma-
tando aquela pessoa e todas que estavam com ela; só pode ser coisa do diabo, concluem.
Estavam num templo! É um engano terrível porque NADA que o diabo faz, pode fazer sem
a AUTORIZAÇÃO EXPRESSA de Deus! E até o que faz é na medida exata, permitida
por Deus!
A dificuldade de se entender isto é porque, ao considerarmos Deus Bom,
somente BOM, não vemos o mal que tal pensamento pode causar. Por exemplo, se Deus é
bom, não pode ferir ninguém, LOGO um pedófilo pode ficar vivo e saudável a vida toda,
graças à bondade de Deus?
Aí é que entra outra característica divina: JUSTO! Deus é extremamente jus-
to. Não pode compactuar com a maldade em nenhuma de suas formas. Ele dá tempo ao
malvado para ele se arrepender e envia mensageiros para alertá-lo dos erros.
Envia um, dois, três recados, esgotado o limite de Sua bondade, entra a Jus-
tiça e Ele, simplesmente, permite que o diabo ataque o malvado dentro dos limites adequa-
dos ao grau de pecados cometidos. Daí, advirão dores, doenças, prisões, hecatombes e mor-
te!
Mesmo quando um “cristão” está orando num templo e Deus faz ruir sobre
ele aquele templo, está dando uma lição bem clara! Não gosto deste templo, nem do que
este “cristão” anda fazendo. Não importa quantos milhões de pessoas se insurjam contra tal
decisão!
O fato incontestável está ali: destruição e morte, permitidos por Deus e que
lhe acontecerão também, se persistir no mesmo erro daquele “cristão”.
Não existem coincidências leitores! Deus é Deus de providências não, de a-
casos. Não sei quais pecados levaram ao Katrina em Nova Orleans, nem à tsunami da Ásia;
porém, sei o Haiti ser o centro mundial do vodu e da santeria; como sei que o México é
outro lugar onde se cultua até o demônio da morte, a quem chamam de: A Boa Morte, a
quem adoram e dedicam festejos anuais.
Sei também que todas as sociedades modernas estão sendo castigadas com o
homossexualismo, conforme Deus promete, em Romanos 1: 18 a 1: 32, por amarem mais à
criatura que ao Criador e o castigo deste comportamento social ser o: homossexualismo,
que grassa avassaladoramente pelo mundo e é indicativo das últimas gotas da idolatria
pelo corpo físico já estar enchendo a Taça da Paciência de Deus, antes da Ira Santa e acon-
tecer o que já aconteceu com Sodoma e Gomorra.
E se não acreditam em que cada pessoa que se salva nestas hecatombes e ca-
da uma que falece ou sofre algum trauma é por causa da vontade permissiva de Deus, e
atribui tudo apenas a uma loucura de: uma tal “mãe natureza” (mãe, que inventaram!), ao
acaso, ou a ação do diabo; então o deus em que crêem não é o meu Jesus Vivo que é: ONI-
PRESENTE, ONISCIENTE e ONIPOTENTE.
É bom mudar logo de deus!
MARANATA!

Capítulo 595
EVANGELHO DO REINO
Em Marcos 1: 15, Jesus anuncia:
“O tempo está cumprido, e é chegado o reino de Deus. Arrependei-vos, e
crede no evangelho.”
E foi este Evangelho que Jesus nos ordenou espalhar na face da Terra, ao di-
zer em Marcos 16: 15-18:
“Ide por todo o mundo, e pregai o evangelho (do Reino de Deus) a toda cri-
atura. Quem crer e for batizado será salvo; mas quem não crer será condenado. E estes
sinais acompanharão aos que crerem: em meu nome expulsarão demônios; falarão novas
línguas; pegarão em serpentes; e se beberem alguma coisa mortífera, não lhes fará dano
algum; e porão as mãos sobre os enfermos, e estes serão curados.”
Nós, cristãos, podemos transformar a Terra novamente num Paraíso; só de-
pende de crermos no que dizem estes dois versículos acima! O problema é que a maioria
dos cristãos não crê neles e, por isso, atrasam o retorno do Rei para um Milênio Áureo.
A maioria deixa para os pastores, presbíteros e demais autoridades organiza-
cionais das igrejas FAZEREM a obra. Esta maioria acha que não precisa fazer nada mais
que se sentar todo domingo nos bancos de sua congregação, para cantar, dançar, se divertir,
se fingir de crente e, às vezes, dar uma ajudazinha monetária.
Elas se esquecem que existe uma ameaça terrível, pairando por sobre suas
vidas, como naquela parábola que Jesus conta a respeito dos Servo Mau, de Mateus 25:
26ss, onde relata que o servo que recebeu apenas um talento (um dom espiritual), ao invés
de usá-lo para aumentar a riqueza do Seu Senhor, o escondeu debaixo da terra. E que este
servo foi considerado MAU por Jesus e lançado fora do Reino de Deus!
É o mesmo que acontecerá com todos estes que entregam a vida a Jesus só
em parte, na parte que não lhes custa nada, que só lhes trás vantagens como a: salvação!
Porém, não pensem os tais que sua freqüência domingueiras, suas mesuras, o se ajoelharem
seguidamente e até beijarem o chão de suas congregações, irão lhes trazer vantagens dura-
douras!
Aquele servo que recebeu um talento, também, tinha recebido a possibilida-
de de agir como Representante de Seu Senhor, com Autoridade e Poder sobre a Terra; mas,
por alguma razão preferiu esconder esta possibilidade e se manter apenas com a aparência
de humilde, religioso e bonzinho.
Cada criatura de Deus, ou seja, cada homem carnal, mesmo que tenha entre-
gue sua vida a Jesus como Salvador continua a ser, espiritualmente, parte do mundo malig-
no, porque não tem o Espírito de Deus, em si. A Palavra é incisiva, em Romanos 8: 9:
“Vós, porém, não estais na carne, mas no Espírito, se é que o Espírito de
Deus habita em vós. Mas, se alguém não tem o Espírito de Cristo, esse tal não é dele.”
Não adianta parar aqui e começar a fazer longos diálogos, discussões teoló-
gicas sobre o que quer dizer exatamente este versículo, procurando arranjá-lo para as pró-
prias conveniências. Claro, podemos até conseguir belíssimos efeitos com isso! O proble-
ma, é que a Verdade gritante de Marcos 16: 15-18 brilha ao dizer que CRENTES são ape-
nas os que dão: SINAIS DE FÉ!
E, sem o PODER DO ALTO que confere tais SINAIS, nenhum cristão vai
poder aumentar um pingo o Reino de Deus entre nós e, então, cairá nas MALHAS FINAS
em que caiu o Servo Mau.
Eu é que não quero estar entre este grupo! Se acha que vale a pena acompa-
nhá-los é só continuar na sua congregação fria, onde ninguém vê Deus se movendo e fa-
zendo maravilhas, curas ou prodígios. O diabo vai adorar isto: fingimento, porque ele,
também, finge ser bom, é mentiroso e pai da mentira.
Deus não se agrada nem um pouco dos religiosos hipócritas com seus cultos
frios como, de antemão, declara Hebreus 11: 6:
“... sem fé é impossível agradar a Deus; porque é necessário que aquele que
se aproxima de Deus creia que ele existe e que é galardoador dos que o buscam.”
Aqueles que não crêem que Deus irá lhes galardoar com dons, Poder e Auto-
ridade contra todas as forças do inimigo, não poderão agradar a Deus com fingimentos e
sacrifícios vãos, por mais que insistam!
Mas, se querem continuar assim, repito, nem Deus vai obrigá-los a mudar;
pois, capacidade para a mudança Ele já lhes deu, só depende de vocês: CREREM e MU-
DAREM.
E então, o que vão decidir?
MARANATA!

Capítulo 596
BANDIDOS E LADRÕES
Outro dia, na internet, um cidadão me agrediu, indignado contra Deus por ter
visto aqueles políticos safados e ladrões, que estavam dividindo propinas e foram filmados
de mãos dadas, agradecendo a Deus pelos roubos!
No Nordeste temos uma excelente palavra para uma pessoa assim: abestado!
Alguém que é capaz de achar que Deus ouve e protege um ladrão, um assassino ou um
transgressor das Leis que Deus mesmo institui, só porque reza, é um: abestado! Ou seja, um
mané, babaca, tonto ou otário, como dizem no Sul, alguém capaz de acreditar em qualquer
coisa!
Tentei lhe explicar a verdade, primeiro lhe perguntando se, acaso, achava
que aqueles bandidos, que vemos nos noticiários, presos, com tatuagens do nome de Jesus
ou desenhos d‟Ele no corpo, eram protegidos por Jesus. Depois. lhe falei de Mateus 7: 21,
que diz:
“Nem todo o que me diz: Senhor, Senhor! entrará no reino dos céus, mas
aquele que faz a vontade de meu Pai, que está nos céus.”, mas, o indignado cidadão ainda
insistiu na sua bobeira. Daí, informei-lhe que todos os que não entregam a vida ao senhorio
de Jesus são de certa forma partícipes, cúmplices, não só daqueles roubos, como de todos
os crimes e roubos que acontecem mundo afora.
E lhe informei que SE ele queria, de fato, ajudar a mudar não só o Brasil
(que ele considerava sua pátria) mas, o mundo, tinha de começar primeiro por ele.
Realmente, se está injuriado com a miséria, as hecatombes, os sofrimentos
mil daqui ou d‟além, não adianta ficar reclamando nem dando coices contra os outros. Pri-
meiro: tem de entregar sua vida a Jesus, aceitar o senhorio d‟Ele, o Único que poderá orien-
tá-lo para agir corretamente e fazer sua parte.
Depois, dar mais um passo de fé buscando o Novo Nascimento, para nascer
não mais como cidadão do Brasil, porém, como cidadão do Reino de Deus e embaixador
(Ministro) deste Reino, na Terra. Aí, sim, você começará a fazer DIFERENÇA!
Mas o homem não queria escutar nada do que eu falava. Só queria que a jus-
tiça dele fosse feita, não importando o quão certo ou errada fosse. Enfim, era só um sujo
querendo falar de uns mal lavados!
A maioria das pessoas é assim, quer que as leis sejam imediatamente aplica-
das para todos que a magoem. Agora, quando ela mesma magoa os outros vem rápido: “sa-
be com quem está falando?”, “sou filho de fulano ou sicrano!”
E as famílias e amigos acodem de imediato! O parente ou amigo diz que o
errado está certo, não adiantando provas ou testemunhos em contrário, e é desta “justiça”
que gostam. É desta, que participam todos! Mas, quando Deus castiga feio, choram e que-
rem saber por que Deus é: injusto! Paspalhos.
O cidadão ao ouvir o que eu lhe falei, procurou levar a coisa para longe dele,
para o Haiti! Por que meu Deus não olhou para o Haiti, e deixou tanta coisa ruim acontecer
acolá?
- O problema é EXATAMENTE esse: Deus olhou para o Haiti! E ao olhar,
não gostou do que viu por ali ser a capital mundial do vodu e da santeria; práticas diabóli-
cas, abominadas por Deus!
Neste ponto, quem não quis mais escutar bobagens daquele néscio eu o co-
loquei em IGNORAR; falasse ele lá, para seus pares ouvirem. Eu não iria mais perder tem-
po com alguém que além de ser CEGO não queria VER.
Destes, o mundo está cheio e é por isso mesmo que continua “jazendo no
maligno” a quem tais cidadãos servem.
MARANATA!

Capítulo 597
O MUNDO
Você vive numa crosta de lava esfriada, da finurinha de uma casca de ovo,
comparada ao diâmetro da Terra. E, abaixo desta casquinha onde vive, há um inferno de
lava mais quente que o inferno. Ao seu redor, há três quartos de água e só um quarto de
terra; também, ao seu redor (e até sobre você) bilhões de bactérias e vírus passam diaria-
mente, sem você se dar conta!
Você se alimenta de mil e uma coisas diferentes, que nem sabe se estão
mesmo adequada a alimentação. Não sabe dos agro-tóxicos sobre elas, nem se alguma bac-
téria letal não as está impregnando. Come, arrota e fica feliz!
No espaço exterior, nem é bom se falar! Além da beleza do Sol e da Lua há
meteoros e cometas, vagando soltos; infinitas galáxias com famílias inteiras de planetas,
estrelas, buracos negros, novas e semi-novas, tudo girando numa velocidade louca. E você
nem se dá conta disto. Quando olha para cima é só para achar bonito!
É como faz com o dedão do seu pé; só se lembra dele, quando dá uma topa-
da! Quando ele dói você é todo dedo do pé; nada mais lhe importa!
E, aí, é que a coisa pega! Um solo que racha, subitamente, pode ser mui pior
que as maiores topadas; pois, dali pode sair um tremendal de lava. E, em qualquer lugar, a
qualquer hora, de repente, isto pode acontecer como já aconteceu milhares de vezes. Um
tsuname ou um terremoto pode acontecer, súbito, alterando todo o equilíbrio do lugar onde
vive e, aí, o seu conforto já era!
Não estou contando aqui os raios, os acidentes de automóvel, com armas,
drogas, etc. causados pelo próprio homem. Nem sequer falando de eventuais topadas com
indivíduos do mal sempre prontos a tirarem o que puderem dos outros, nas caladas das noi-
tes.
Amigo, este é o mundo no qual vive hoje e sobre o qual Jesus bem declarou:
“... o mundo inteiro jaz no Maligno.” (1ª João 5: 19).
Por que, até agora, não aconteceu nada de grave com você? – pense nisso.
Para começar você já podia ter nascido aleijado ou anormal! Não nasceu? Ótimo! Podia ter
um pai que o estuprava ou uma mãe que lhe batia. Não aconteceu? Ótimo! - tais coisas a-
contecem com muitos, sabe disso!
Mas nenhum desastre, acidente, hecatombe, enfermidade, maldição familiar
hereditária, bactérias, vírus, seja o que for, pode agir alguém SE o Todo Poderoso Deus não
o permitir. E Ele é capaz de permitir um terremoto de escala 10 (não existe, ainda!) e com
ele castigar todas as pessoas que desejar, sem ferir ou arranhar aqueles que Lhe obedecem!
Quando este Deus ONIPOTENTE, ONISCIENTE E ONIPRESENTE vê que
um homem já pecou demais, permite uma topada e lá vem a dor. Uma bactéria ou um vírus
que vivia calmamente, passeando sobre o corpo daquela pessoa é enlouquecida pelo demô-
nio e passa a devorar o que encontra pela frente: você adoece!
Ou, simplesmente, os pecados ficam como energias negativas, negras, em
seu íntimo, atraindo tudo o que não presta e, lá vêm problemas psicológicos ou psico-
somáticos!
Qualquer topada, seja no dedo mindinho, seja com um furacão, terremoto,
tsuname ou acidente de automóvel, só acontece com PERMISSÃO de Deus. Dia e noite
satanás está diante do Trono de Deus acusando cada ser e sociedade por seus pecados.
Deus dá tempo a cada pessoa, sociedade ou nação, para se arrepender dos er-
ros. Só quando a medida do Senhor se enche. permite satanás atacar. Tudo meticulosamente
designado: uma dorzinha no pé para fulano, o falecimento de um parente para outro, uma
onda gigantesca para um país, um terremoto para outro, políticos ladrões para um, esperta-
lhões aos montes para outro. E, assim, o Senhor vai chamando a atenção dos humanos.
Nada escapa do Poder e dos Olhos de Deus. Como está sua vida, sua saúde,
a saúde de sua família, de sua sociedade, de sua nação? Há os pecados individuais e os so-
ciais. Tudo é pesado na balança da Justiça de Deus que, por sinal é de precisão infinita.
Não se engane, prezado. Bilhões de demônios, também, povoam o espaço ao
seu redor e não dormem e não se cansam. Trabalham, infatigavelmente para desviar você
das mãos cuidadosas de Deus e matá-lo.
Todas as enfermidades e hecatombes que acontecem, derivam dos demônios
com autorização de Deus para agir. Mas, em suma, quem dá esta autorização para eles, de
fato, é você; toda vez que não faz o que Deus diz ser BOM e escolhe fazer justamente o que
sua cabecinha acha que é.
MARANATA!
ÍNDICE
501) Espírito de Erro 550) Guerra
502) A Ceia do Senhor 551) O Raio
503) 6 ou 9 552) O Milagreiro
504) Católicos São Salvos? 553) Servo de Deus
505) “Evangélicos” 554) Sonhos
506) Falar e Ouvir 555) O diabo Tem FÉ?
507) Livramentos 556) 4 de Julho 2009
508) Tatuagens – “Tatoos” 557) O Caminho
509) Meu Povo Perece 558) Coincidências?
510) Pai Nosso 559) O Tempo
511) Consagração 560) A Bíblia
512) Profetas 561) É Muita Misericórdia
513) Óbito 562) H2N1O1
514) Milagres 563) 5.770
515) Evangelho Renovado, Pentecostal? 564) Obras X Fé
516) Confessar 565) Meditações
517) A Alegria do Senhor 566) A Virose
518) Caça a Raposa 567) Plenitude do Tempo
519) Beleza e Sensualidade 568) Um Governo
520) A Lição 569) Itambé e Coimbra
521) Minha Terra 570) A Estrada
522) O Antigo Vizinho 571) Missões
523) Gosto e Religião 572) A Desviada
524) Senhor e Salvador 573) O Morto Que Fala
525) Ministério e Agruras 574) Adulto x Criança
526) Gratidão 575) Religião x Fé
527) Ressuscitai 576) 19 x 40
528) Mate o Isaque 577) A Ceia.com
529) Fé Operativa 578) Sonho de Menina
530) Missão China 579) Mitos Cristãos
531) Diferenças de Fé 580) O Verdadeiro Amor
532) Desobediência 581) Olha Nós Aí
533) O Homem Jesus 582) Rei, Príncipes, Plebe e Servos
534) Velhice 583) Reino e Sacerdotes Santos
535) Darwin e a Evolução 584) Adão e Eva
536) Salvação 585) Jesus Não Brinca
537) Nova Criatura 586) A Cadeira Velha
538) Alma Vivente 587) Vigorexia E Anorexia
539) Criação do Homem 588) O Mundo
540) Idolatria 589) Vem
541) A Força Gay 590) Inveja e Olho Grande
542) Morrer Para Viver 591) Leituras
543) Deus Prevê O Futuro? 592) Finalmente
544) Morte 593) Pai, Por Que Me Abandonastes?
545) O Último dos Filhos de Deus 594) Catástrofes Castigos
546) O Multímetro 595) O Evangelho do Reino
547) Religião e Deus 596) Bandidos e Ladrões
548) Castigos 597) O Mundo
549) Sangue