Você está na página 1de 2

1

INSTITUTO DE LETRAS ANO SEM


SUPERINTENDÊNCIA ACADÊMICA PROGRAMA DE DISCIPLINA 2016 I
SECRETARIA GERAL DOS CURSOS

CÓDIGO LET E43


Língua Portuguesa, Poder e
Diversidade Cultural

CARGA HORÁRIA CRÉDITOS UNIDADE


TEÓRICA INSTITUTO DE LETRAS
68h
PRÁTICA DEPARTAMENTO LETRAS VERNÁCULAS

EMENTA
Introdução ao estudo da língua portuguesa, com base em uma concepção de língua como sistema estruturado, heterogêneo, em
constante processo de mudança e responsável pela interação entre o sujeito e o mundo.
OBJETIVOS
 Discutir diversas concepções de linguagem, língua, norma(s) lingüística(s) e gramática(s) da língua;
 Estabelecer a relação entre língua, cultura e identidade, identificando como se constrói a relação sujeito mundo através da
língua..
 Equacionar a diversidade lingüística e cultural, através de alguns temas relevantes como: a tensão unidade versus diversidade;
o português no tempo e no espaço e as variedades do português do Brasil; a norma-padrão e seu processo de legitimação; o
continuum entre normas populares e cultas e sua relação com a norma-padrão
 Analisar o preconceito lingüístico em face das noções de erro e variação lingüística;
 Discutir o papel da língua na construção da nacionalidade.
 Discutir como se engendram as identidades linguísticas no Brasil
METODOLOGIA
a) Discussão de textos;
b) Aulas expositivas/participativas;
c) Debates;
d) Exposição de vídeos;
e) Exercício práticos de compreensão e análise dos textos.

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO

1. LÍNGUA E RELAÇÕES DE PODER

1.1 Concepções de língua


1.2 Gramática, norma e processos de (des)legitimação

2. LÍNGUA E NAÇÃO

2.1 Língua e a construção da nacionalidade


2.2 Identidades linguísticas no Brasil

3. POLÍTICAS LINGUÍSTICAS E GRAMÁTICAS DA RE(E)XISTÊNCIA

3.1 Do conceito de diversidade cultural nos nossos dias


3.2 A língua em paralaxe: gramáticas da resistência no Brasil
2

AVALIAÇÃO: Provas e seminários

ATIVIDADES EXTRACLASSE
Em cumprimento a Resolução 01/2016, do CAE, que regulamenta as atividades extraclasses após mudança na
distribuição das semanas letivas, são propostas as seguintes atividades, que integralizarão, no mínimo, 5: 40
min:
1. Os alunos deverão assistir a entrevistas e palestras - disponíveis no ambiente virtual - de estudiosos da área,
tais quais: Faraco, Ataliba de Castilho, Bagno, Rajagopalan, etc
2. Os alunos assistirão a documentários disponíveis no ambiente virtual referentes aos temas estudados.
3. Os alunos procederão a leituras de textos e pesquisas sobre os temas estudados.

BIBLIOGRAFIA BÁSICA:

BAGNO, Marcos. Nada na língua é por acaso: por uma pedagogia da variação lingüística. São Paulo:
Parábola, 2007. p. 35-57; 59-77; 87-117.
BORTONI-RICARDO, Stella Maris. A variação lingüística como processo identitário. In: _______. Nós
cheguemu na escola, e agora?: sociolingüística e educação. 2. ed. São Paulo: Parábola, 2005. p. 175-180.
GNERRE, Maurizzio. Linguagem, escrita e poder. 3. ed. São Paulo: Martins Fontes, 1994.
HALL, Stuart. A identidade cultural na pós-modernidade. Trad. Tomáz Tadeu da Silva e Guacira Lopes Louro. 7. ed.
Rio de Janeiro: DP &A. 2003.
POSSENTI, Sírio. Por que (não) ensinar gramática na escola. Campinas/São Paulo: ALB, Mercado de Letras, 1996.

BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR:
BASTOS, Neusa Barbosa (org.). Língua portuguesa: lusofonia – memória e diversidade cultural. São Paulo: EDUC,
2008.
CARBONI, F, MAESTRI, M. A linguagem escravizada: Língua, história, poder e luta de classes. São Paulo: Expressão
Popular, 2005.
FARACO, Carlos Alberto. Norma culta brasileira: desatando alguns nós. São Paulo: Parábola, 2008. p. 33-87.
ILARI, Rodolfo; BASSO, Renato. O português da gente: a língua que estudamos, a língua que falamos. São
Paulo: Contexto, 2007. p.151-196
RAJAGOPALAN, Kanavillil . Por uma Linguística Crítica: linguagem, identidade, e a questão ética. 1. ed. São Paulo,
SP: Parábola Editorial, 2003

APROVAÇÃO PELO DEPARTAMENTO

DATA: CHEFE DO DEPARTAMENTO: ____________________________________________________

ESTE DOCUMENTO SÓ TERÁ EFEITO LEGAL SE ASSINADO E CARIMBADO PELO CHEFE DO DEPARTAMENTO