Você está na página 1de 8

Os seres autotróficos produzem matéria orgânica a partir de compostos minerais.

A autotrofia pode envolver dois processos:

Fotossíntese - realizada por organismos fotossintéticos, que utilizam a energia


luminosa;

Quimiossíntese - realizada pelos organismos quimiossintéticos, que utilizam


energia química resultante de reacções de oxidação de substâncias inorgânicas.

ATP - principal transportador de energia na célula

O ATP (adenosina trifosfato) é a molécula responsável pelo armazenamento de energia


química directamente utilizável pela célula.

Uma molécula de ATP é formada por:

: base azotada;

: açúcar com cinco átomos de carbono;

três grupos fosfato: compostos inorgânicos.

As moléculas de ATP estão constantemente a ser sintetizadas e hidrolisadas. Por hidrólise


de uma molécula de ATP liberta-se um grupo fosfato, formando ADP (adenosina difosfato).
Quando o ADP se hidrolisa, liberta-se um grupo fosfato e forma-se AMP (adenosina
monofosfato).
Molécula de ATP

Fotossíntese:

Processo a partir do qual os organismos fotossintéticos convertem a matéria mineral em


matéria orgânica, utilizando energia luminosa.

Realizada por plantas, algas, bactérias e cianobactérias.

A equação geral da fotossíntese traduz-se por:


A água, o dióxido de carbono e a luz são fornecidos pelo ambiente, enquanto as clorofilas
e outras moléculas implicadas no processo são sintetizadas pelas plantas.

As clorofilas - pigmentos fotossintéticos que captam a energia luminosa do Sol,


encontram-se nas membranas dos tilacoides dos cloroplastos.

Estrutura de um cloroplasto.

Os principais pigmentos fotossintéticos são as clorofilas (a, b, c e d), mas existem,


também, os carotenoides e as ficobilinas. Os diferentes pigmentos fotossintéticos, como
têm estruturas diferentes, completam-se na captação de radiações com diferente
comprimento de onda. As radiações mais eficientes para a fotossíntese são as absorvidas
pelos pigmentos nas faixas vermelho-alaranjada e azul-violeta.

Espectro de absorção pelos pigmentos fotossintéticos.

A fotossíntese compreende duas fases sucessivas:

fase fotoquímica - dependente da luz;

fase química - não dependente da luz;

Fase fotoquímica:
ocorre nos tilacoides;

produtos utilizados nas reacções: luz, água, ADP + Pi e NADP+;

principais reacções fotoquímicas:

Fotólise da água - em presença da luz, a molécula de água dissocia-se em


oxigénio e hidrogénio. A água é o dador primário de electrões.

Oxidação da clorofila a - a clorofila a é excitada pela energia luminosa, emite


electrões, ficando reduzida.

Fluxo de electrões - os electrões percorrem cadeias de transportadores onde


ocorrem transferências energéticas que permitem a fotofosforilação do ADP em ATP.

Redução do NADP+ - os electrões vão reduzir o NADP+ a NAPH. O NADP+ é o


aceitador final de electrões.

os produtos finais da fase fotoquímica são: oxigénio, ATP, NADPH e H+.


Reacções fotoquímicas.

Fase química:

ocorre no estroma;

conjunto de reacções não dependentes da luz; designa-se também por ciclo de Calvin;

produtos utilizados nas reacções: ATP, NADPH, CO2;

ciclo de Calvin: o dióxido de carbono é fixado combinando-se com a ribulose difosfato


(RuDP). Os electrões do NADPH e o ATP, produzidos na fase fotoquímica, são utilizados
para produzir o aldeído fosfoglicérico (PGAL). Este composto segue duas vias: intervém
na regeneração de ribulose difosfato e é utilizado na síntese de glicose.
os produtos finais deste ciclo são: glicose, ADP + Pi, NADP+ e ribulose difosfato.

Ciclo de Calvin

Quimiossíntese:

Processo através do qual os organismos quimiossintéticos produzem compostos orgânicos


através de matéria mineral utilizando energia química, diferindo portanto da fotossíntese
quanto à origem primária da energia necessária à formação de substâncias orgânicas.

Organismos quimiossintéticos: bactérias nitrificantes, bactérias ferrosas, bactérias


sulfurosas.
É possível distinguir duas fases no processo quimiossintético:

– primeira fase: ocorre a oxidação de substratos minerais com formação de ATP e


NADPH.

– segunda fase: ocorre a redução do dióxido de carbono, o que conduz à síntese


de substâncias orgânicas.

– Na quimiossíntese os dadores primários de electrões são os compostos minerais,


como, por exemplo, o amoníaco e o sulfureto de hidrogénio.

Quimiossíntese