Você está na página 1de 20

DICAS DE POMPOARISMO

você nunca gozou antes? aprenda como fazer pompoarismo com as dicas práticas eliane santana e
saiba como essa técnica mudou a minha vida.

MENU 

Mine Curso de pompoarismo

Bem-vinda ao nosso mine curso de pompoarismo. 

Você está prestes a começar o seu mine  curso.  O que é e para que serve o
pompoarismo

  A arte de pompoar e o que eu preciso  


Exercícios para iniciantes 
Exercícios com técnicas avançadas 

 
 
A arte do pompoarismo é conhecida no mundo inteiro, cou famosa por suas
praticantes que conseguem contrair a musculatura da vagina na hora do sexo,
assim, apertando o pênis do parceiro dentro delas e proporcionando prazer
incrível para os dois. 
 
Com essa técnica, alguns pontos de turismo sexual caram famosos, atraindo
homens do mundo inteiro para “provar” dessa habilidade. Com toda essa procura, a
técnica foi se espalhando e hoje temos ela no mundo todo, com diversos produtos e
pesos diferentes. 
 

As vantagens de praticar o pompoarismo 

Você nunca atingiu o orgasmo? Pessoas que nunca haviam chegado lá relatam
que o pompoarismo foi a arte que mais as induziu ao orgasmo. 
Controle do seu corpo! Você vai controlar e treinar o seu corpo para trabalhar a
seu favor. 
Melhore suas relações sexuais. Este é, de longe, o motivo mais procurado por
quem faz o curso de pompoarismo. Com as técnicas de pompoar você vai
melhorar a sua relação sexual, dando e recebendo mais prazer. 
Melhore sua saúde. O pompoarismo auxilia a tratar e prevenir, fortalecendo os
músculos da região íntima, a incontinência urinária, bexiga baixa e muitas
outras doenças que rondam as mulheres. 

BREVE HISTÓRICO DO POMPOARISMO

O pompoarismo existe a mais de alguns milênios no Yoga Tântrico, sendo uma prática
super antiga e já conhecida por muitas mulheres.

Na Índia, é uma cultura que passa de mãe para lha, com o objetivo de ensinar a
menina a se tornar uma mulher emocionalmente mais inteligente, feliz e com maior
capacidade de fazer os seu futuro marido um homem mais feliz no casamento.
O que é o Pompoarismo

O pompoarismo é uma antiga técnica oriental, derivada do tantra, que consiste na


contração e relaxamento dos músculos circunvaginais, buscando como resultado o prazer
sexual. 

O pompoarismo chegou ao Ocidente na década de 1950 por meio de um médico


ginecologista que você talvez reconheça o nome: Arnold Kegel. Kegel desenvolveu
exercícios para suas pacientes que tinham problemas com incontinência urinária.
Exercitando o músculo pubococcígeo, músculo que se estende do osso púbico até o
cóccix e que sustenta os órgãos da cavidade pélvica, elas perceberam a melhora no
problema, além de perceberem uma novidade: a sensação do orgasmo tinha
aumentado!

*ASSOALHO PÉLVICO: Conjunto de 13


músculos que cam entre o início de suas
pernas, tem formato de arco e vão desde o osso
púbico na parte frontal até a base
da coluna nas costas. Responsável por
sustentar a bexiga, intestinos e útero.

A técnica é unissex 
Para o domínio da técnica são realizados com o auxílio dos ben-wa, que consistem em
pequenas bolas ligadas através de um cordão de nylon ou silicone, conhecidas também
como bolinhas tailandesas (no caso das mulheres), e na contração na musculatura no
esfíncter e dos músculos do períneo (no caso dos homens). A rma-se ainda que o
pompoarismo pode ser bené co contra incontinência urinária e na preparação do canal
para partos mais fáceis.

 
Isso quase ninguém sabe, como a fama cou com toda a atenção voltada para as
mulheres, pouco se fala do pompoarismo masculino.  
 
 
 

Para que serve o pompoarismo 

Agora que você já sabe que a técnica é unissex, vamos falar dos benefícios para
cada um. 

Para a mulher 
 

O fortalecimento dos músculos vaginais tem enormes benefícios para a saúde,


como: 

Prevenção de incontinência urinária 


Prevenção de “bexiga caída” 
Melhora nas cólicas do ciclo menstrual 
Facilitação para o parto normal 
Recuperação rápida do parto normal 
Autocontrole 
Regula os hormônios, pois ativa a circulação da área pélvica 
Ajuda no tratamento de frigidez 
Previne a queda do útero 
Previne acidez vaginal 

 Para prazer sexual: 

Melhor contração vaginal 


Sensação de “mais apertada” para o parceiro 
Maior atrito entre o pênis e o canal vaginal, causando assim maior prazer para
ambos 
Controle do atingimento do orgasmo 
Orgasmo facilitado 
Maiores chances de orgasmos múltiplos 

Para o homem 

 
Para a saúde do homem, também é importante ter os músculos fortalecidos. Os
principais benefícios são: 

Prevenção de incontinência urinária 


Previne a acidez 
Ajuda no tratamento de ejaculação precoce 
Autocontrole 
Regula os hormônios, pois ativa a circulação da área pélvica 

 Para o prazer sexual 

Maior tempo de ereção 


Orgasmos mais longos 
Estimulação de ânus e períneo 
Ereções mais rígidas 
Melhora da circulação sanguínea no local 
Maior potência sexual 

Quem não pode fazer pompoarismo 


 

Existem algumas restrições para praticar a arte do pompoar, são elas: 


 

Grávidas, até os dois primeiros meses. Os exercícios não são recomendados


pois podem causar contrações uterinas e até aborto. Se estiver gestante
consulte seu médico antes de praticar. 
Caso você tenha alguma in amação ou infecção. In amações ou infecções na
região da vulva, útero, bexiga ou infecções urinárias. Se você possui alguma
dessas enfermidades consulte seu médico antes de praticar. 
Caso você tenha endometriose. Os exercícios causam aumento do uxo
sanguíneo na região pélvica, e pode causar desconforto durante a prática caso
você tenha endometriose. Consulte seu médico antes de praticar. 

TEMPO PARA OS PRIMEIROS RESULTADOS

O pompoarismo é um exercício, e assim como qualquer outro, é necessário dias de


treino e disciplina (não pode esquecer). A partir de 16 dias de treino os resultados já
começam a
aparecer. Aí então, você poderá aumentar a intensidade dos exercícios e obter
maiores resultados. Não se esqueça que cada organismo é único e pode demorar
mais ou menos para
as primeiras respostas ao pompoarismo.

 com treino e dedicação, o sucesso no pompoar é garantido


Lembre-se: Assim como qualquer outro músculo do

“ nosso corpo, se não estimulado com frequência, ele volta


a perder “força”, ou, no contexto do pompoarismo, volta
ao seu
estado de acidez inicial. Sendo assim, que ligada e após
atingir o , seu objetivo, mantenha a pratica pelo menos 2x
na semana

Orgasmo feminino e seus desaos

“ 1 –  Orgasmo clitoriano

O orgasmo clitoriano acontece com a estimulação do


clitóris, e não necessariamente acontece durante a
penetração. Por ser uma área externa e mais exposta, o
clitóris é mais facilmente estimulado, pois é mais fácil de
ser “encontrado”.

Além disso, o clitóris é o ponto mais erógeno do corpo de


uma mulher. A masturbação, quando é feita, é outra
prática que estimula com facilidade o local e,
consequentemente, facilita que as mulheres tenham
orgasmo desta forma.

Como chegar lá: a estimulação com os dedos ou um sexo


oral bem feito nunca falham na hora da mulher atingir o
orgasmo clitoriano.

“ 2- Orgasmo vaginal

Por ser um ponto interno dentro da mulher e difícil de ser


encontrado, este orgasmo também é um dos mais difíceis
de serem alcançados. Porém, algumas mulheres relatam
que ele é de nitivamente o mais intenso.

O orgasmo vaginal ocorre com a intensidade da fricção


do pênis na vagina, por isso algumas
mulheres preferem quando seus parceiros têm o pênis
mais comprido ou mais grosso, depende de
cada uma, pois algumas terão mais sensibilidade no canal
vaginal e outras no colo .

Como chegar lá: a mulher por cima do homem é uma boa


posição para se alcançar o orgasmo
vaginal, pois a mulher consegue controlar a intensidade e
a velocidade da penetração.

“ 3 – Ponto G
Ponto G
O ponto G já foi alvo de muitas polêmicas, mas sua
existência já foi comprovada. Ele é do tamanho de uma
moeda de 10 centavos e ca localizado abaixo do osso
púbico. Para se estimular o ponto G, o movimento deve
ser rme, caso contrário, pode ser incômodo.

Como chegar lá: estímulo com os dedos ou em com seu


parceiro em pé e você deitada funcionam bem.
Sobre o orgasmo, uma coisa é certa: a mulher precisa
relaxar. Não adianta a gente car pensando no que vai
preparar para o almoço de amanhã, se alguém vai
aparecer de repente, nas coisas que têm que arrumar em
casa .

Toda a ideia do pompoarismo e os exercícios partem da


mulher localizar e trabalhar os três anéis vaginais.

1º Anel

sente sobre a palma da sua mão e feche a


entrada da vagina. Você
sentirá o períneo (músculo que ca entre a
vagina e o ânus) se
movendo. Na entrada da vagina está localizado
o primeiro anel.

2º Anel
neste exercício para localizar o segundo anel o
períneo não deve
se mover. Fique em pé e faça um movimento
como se fosse segurar a urina. Aí é o segundo
anel.

3º Anel

deite com a barriga para cima e esvazie o ar


do baixo ventre. Você sentirá o terceiro
anel na região inferior da barriga.

Tendo noção do seu próprio corpo e destes


anéis, a mulher pode começar a praticar a
ginástica e depois iniciar os exercícios com os acessórios.

Dicas essenciais antes de começar

Respiração
Diafragmática

Para conseguir fortalecer e mover


a vagina com perfeição a
repiração 
diafragmática, ela é fundamental
para conseguir
executar os movimentos do
Pompoar.

Como respirar pelo Diafragma?


Respire pelo diafragma, inale o ar pelo nariz e
solte pelo nariz ou pela boca lentamente, faça da forma mais fácil para você. 
Tome cuidado para não levantar os ombros
durante a inalação do ar, os ombros devem se
manter imóveis.
Sempre use essa respiração em todos exercícios
em si.

DICAS  PARA COMEÇAR 

1º RESERVE NO MÍNIMO 30 MINUTOS DIÁRIOS PARA OS


EXERCÍCIOS.
2º EVITE QUALQUER INTERRUPÇÃO DURANTE OS EXERCÍCIOS.
3º FAÇA OS EXERCÍCIOS COM O SEU ESTÔMAGO VAZIO, AO
ACORDAR OU DEITAR (evita enjoo, mal estar, embrulho no
estômago …).
4º RELAXE! O ESTRESS NÃO PERMITE QUE OS MOVIMENTOS
SEJAM PERFEITOS POIS SEU CORPO FICA TENSO.
5º SEMPRE RESPIRE PELO DIAFRAGMA! INSPIRE PELO NARIZ E
SOLTE LENTAMENTE O AR PELA BOCA. NÃO LEVANTE OS OMBROS
DURANTE A RESPIRAÇÃO.PELA BOCA.

INICIANDO OS EXERCÍCIOS
DE POMPOARISMO

EXERCÍCIO 1: Movimento da Uretra

Abra e feche o canal da uretra várias vezes por


dia, cronometrando o tempo das contrações para
ver sua evolução no dia a dia.
Faça essas contrações no mínimo, 20 vezes antes
das relações sexuais, no decorrer
desse

Contração vaginal

As contrações vaginais são o início da arte de pompoar. Quando você contrair sua
vagina, a sensação deve ser como se você tivesse tomado um susto, você deve sentir
os músculos vaginais trabalhando. Pode parecer difícil no começo, mas não
desanime, com treino você dominar essa arte rapidinho.

Então, sem nenhum equipamento por enquanto, você vai seguir a seguinte rotina:

Dia 1
 

Você vai fazer a contração e segurar por 30 segundos.

Faça uma série de 5 contrações de 30 segundos cada, com uma pausa de 1 minuto


entre cada série.

Dia 2

Faça uma série de 6 contrações de 30 segundos cada, com uma pausa de 55
segundos entre cada série.

Dia 3
Faça uma série de 7 contrações de 30 segundos cada, com uma pausa de 50
segundos entre cada série.

Dia 4

Faça uma série de 8 contrações de 30 segundos cada, com uma pausa de 45
segundos entre cada série.

Dia 5

Faça 9 séries de 30 contrações do canal vaginal com intervalo de 40 segundos

Dia 6

Faça 10 séries de 30 contrações do canal vaginal com intervalo de 35 segundos

Dia 7

Faça 10 séries de 30 contrações do canal vaginal com intervalo de 30 segundo

Contração Anal

Deitada, exione as pernas e eleve o quadril. Fique apoiada apenas sobre


os ombros e os pés. Contraia o bumbum, conte até três e solte. Faça dez vezes. Deite
na cama e relaxe o corpo por alguns instantes. Depois, volte à posição anterior e
contraia o ânus em três tempos, sem relaxar entre um e outro: de leve, mais forte e
com toda a intensidade. Faça dez vezes. Relaxe e repita o exercício, só que dessa vez
você irá contrair não só o ânus, mas também
a vagina como se quisesse sugar alguma coisa com ela. Mais dez vezes. Total: 30
repetições.
Faça 10 séries de 30 contrações do canal vaginal com intervalo de 30 segundos

Sucção vaginal

Recostada na cama, separe as pernas e deixe-as semi exionadas. Insira


um dos dedos na vagina e aperte-o o máximo que puder. Caso não consiga apertar o
dedo, insira dois. Faça dez vezes. Depois, tente sugar o dedo com a vagina. Ajude com
a respiração: na hora
do movimento de sucção do dedo, inspire e prenda o ar. Conte até três. Repita dez
vezes. Total:20 repetições.

Contração de glúteo

De pé, com os pés paralelos e distantes 20 centímetros um do


outro, contraia o bumbum. Tente unir as nádegas o máximo que puder. Conte até três
e relaxe. Faça dez vezes. Repita o exercício contraindo e soltando rapidamente, como
se acompanhasse
uma respiração ofegante. Conte dez vezes. Total: 20 repetições

Movimentação do períneo

De pé, com as pernas semi exionadas e as mãos na cintura,


mova a pélvis para cima e para frente, contraindo o canal da vagina. Conte até três e
solte. Faça dez vezes. Depois, faça um movimento circular, como se usasse um
bambolê. São quatro movimentos: primeiro, a pélvis vai para cima e para frente;
depois o quadril vai para a esquerda;
em seguida o bumbum deve ser impinado para trás; por último, o quadril vai para a
esquerda. Fala dez giros completos. Total: 20 repetições.
A dica é: não que com preguiça! Seu saúde – e seu

“ prazer – agradecem!

Subindo e descendo escadas

Contraia sua musculatura vaginal, anel por anel, da mesma

forma que fazemos na identifcação 1, 2 e 3 e tente soltar a musculatura


no sentido contrário, em 3, 2 e 1 como se sua musculatura estivesse subindo e
descendo uma escada Repita por 1 minuto e relaxe 30 segundos e torne a repetir.

 Pulsação vaginal

Contraia e relaxe a musculatura da vagina como se estivesse pulsando, faça 30


pulsações, relaxe por 30 segundos e repita. Não se preocupe no princípio se está
contraindo todos os anéis ou apenas um deles, se seu ritmo está rápido ou devagar,
apenas faça as repetições e com o tempo vá aprendendo a controlar sua intensidade
e velocidade

Manutenção da contração

Contraia os três anéis musculares de uma só vez e mantenha a contração o máximo


de tempo que puder, quando sentir que a musculatura está se soltando contraia
novamente até chegar o tempo de 30 segundos, relaxe 30 segundos e repita o
exercício. Conforme seu tempo de contração for se aproximando de 30 segundos vá,
gradativamente, aumentando o tempo nal de contração, por exemplo, para 45
segundos. O objetivo é sempre ter uma meta maior do que o tempo de contração,
conseguindo até um tempo máximo de 2 minutos. Lembre-se sempre de respirar
corretamente como explicado em aula. A respiração é uma das principais
responsáveis pelo nosso sucesso.
Manutenção e pulsação

Contraia toda a musculatura e mantenha a contração o máximo possível, seguida por


4 ou 5 contrações curtas (pulsação) e relaxe, descanse por 30 segundos e repita. Este
é um excelente exercício para ganho de resistência.

Bambolê

De pé com as penar semifexionadas, coloque as mãos na cintura e deixe os pés


paralelos e distante 20 ou 30 centímetros um do outro. Você irá fazer um movimento
circular em cinco tempos:

1. Mova o quadril para cima e para frente, ao fazer isso contraia a musculatura
vaginal.
2. Leve o quadril para a esquerda.
3. Jogue o bumbum para trás, mas não solte a musculatura vaginal. 4. Leve o quadril
para direita.
4. Volte a posição inicial.

O movimento é exatamente como se estivesse usando um bambolê, porém lembre-


se que o movimento é só do quadril, o tronco
e as pernas não se movem. Repita algumas vezes para o lado e volte a repetir igual
número de vezes para o outro lado, relaxe a musculatura
vaginal apenas ao fnal das repetições. Esse exercício ajuda a dominar os movimentos
dos quadris.

Mulabanda

Deite-se num colchonete e deixe os braços ao longo do corpo Flexione as pernas e


apoie os pés no chão. Essa é a posição inicial.
Eleve seu quadril e o dorso e fque apoiada sobre os ombros e os pés. Ao elevar o
quadril, contraia os glúteos, permaneça contraída por 10 segundos, volte à posição
inicial e relaxe os glúteos. Repita algumas vezes aumentando e a medida que 10
segundos forem fcando fáceis vá aumentando esse tempo até o máximo de 1 minuto.

Resumindo

 você aprendeu a técnica fundamental do pompoarismo, a contração.


Recebeu uma sugestão de treino para começar a praticar sem equipamentos e uma
técnica que você pode usar todos os dias e que vai ajudar você a perceber como
funciona a musculatura da sua região íntima.

Agora você vai aprender técnicas avançadas e com equipamentos.

Ben-Wa

Utilizar as Ben-Wa não é tarefa das mais fáceis. Claro que ninguém 

consegue na primeira tentativa. Requer semanas de treino e alguma


paciência, lembre-se que nosso treino funciona igual à academia, quando estamos
treinando os resultados são inevitáveis e enlouquecedores.Para seu treino passe um
pouco de gel na primeira bolinha e a introduza na vagina com o auxílio do dedo.
Contraia os anéis vaginais forçando a entrada da segunda bolinha. No início você não
conseguirá suga-la, isso acontecerá com o tempo, por isso depois de três tentativas
introduza a segunda bolinha com o dedo. Com as bolinhas dentro da vagina faça 30
pulsações e depois força para expulsá-las. A primeira bolinha será expulsa com mais
facilidade, a segunda você não conseguirá no início, então puxe a cordinha para que
ela saia. Repita essa série de exercícios de cinco a dez vezes todos os dias.

Bolinhas tailandesas

Exercício
Você precisa de um cordão de ben wa ou bolinhas tailandesas, para fazer esse
exercício. O ideal é que todas as bolinhas tenham o mesmo tamanho e peso.

1. Posicione a primeira bolinha na entrada da vagina


2. Deslize ela para dentro com a ajuda dos dedos
3. Deitada, deixe as outras bolinhas para fora
4. Faça uma forte contração com a musculatura da vagina
5. Você deve sentir a primeira bolinha subindo dentro do canal vaginal e a próxima
bolinha se aproximando da entrada
6. Expire sem deixar a bolinha descer
7. Volte a fazer a contração vaginal. Se necessário, nas primeiras vezes, ajude com
os dedos a próxima bolinha a entrar no canal vaginal

O objetivo desse exercício é conseguir sugar a próxima bolinha sem a ajuda das
mãos.

Faça ele 1 vez por dia até conseguir sugar todas as bolinhas sem ajuda das mãos.

Esse exercício ajuda na sensibilidade da mulher, além do fortalecimento pélvico.

Pesos ou cones

Exercício

Você vai precisar de um kit com pelo menos 3 pesos diferentes.

aumento da capacidade de lubrifcação vaginal. • Aumento da consciência


vaginal,diferentes. 
Diminuição do tempo de treinamento, pois amplia a capacidade de manter a
contração contínua fazendo com que a musculatura vaginal se fortaleça com maior
rapidez.São 5 cones, todos do mesmo tamanho porém com pesos diferentes. Os
pesos são 20, 32, 45, 57 e 70 gramas.Para exercitar sua musculatura introduza o
cone vaginal sem uso de lubricante e realize os mesmo exercícios que se fez sem os
acessórios. Uma maneira e ciente de saber se já está na hora de mudar o peso do seu
cone é introduzi-lo e caminhar por 15 minutos sem deixa- lo cair ou escorregar,
quando isso acontecer está na hora de passar para o próximo, mas lembre-se que
para realizar esse exercício você deve estar usando uma saia ou vestido e estar sem
calcinha.

 2 Exercício

1. Coloque o peso menor no canal vaginal


2. Fique em pé
3. Caminhe sem calcinha ou “suporte” por 3 minutos
4. Descanse por 1 minuto
5. Repita 4 vezes por dia por 4 dias seguidos
6. Após o 4º dia, você descansa pelo menos um dia, e troca o peso por um mais
pesado

O objetivo desse exercício é o fortalecimento gradual da musculatura,


fortalecendo de acordo com o treino e frequência.

Exercício

sim!quero ser uma pompoarista 

Vibrador ou prótese

Para esse exercício, você vai precisar de um vibrador personal(liso e no) de no


máximo 17cm por 3,5cm de espessura.

1. Deitada, posicione o vibrador na entrada do canal vaginal


2. Use algum lubri cante leve ou apenas a lubri cação natural
3. Introduza cerca de 3cm do vibrador no canal vaginal
4. Faça contrações fortes com o intuito de sugar o vibrador
5. Faça a sucção por cerca de 30 segundos
6. Descanse 10 segundos
7. Repita até que todo o corpo do vibrador esteja dentro do canal vaginal

Recomenda-se fazer o processo com o vibrador desligado nas primeiras tentativas e,


após conseguir realizar a técnica, repetir o processo com ele ligado.

Bullet Vibratório

Exercício

Para esse exercício, você precisará de 1 bullet vibratório de até 3cm de espessura e
no máximo 5cm de comprimento.

1. Introduza o bullet, ainda desligado, no canal vaginal


2. Faça contrações fortes para que o bullet que preso no canal vaginal
3. Ligue a vibração do bullet
4. Faça uma caminhada com o bullet ligado dentro do canal vaginal por 5 minutos
5. Suas contrações devem ser contínuas com o intuito de não deixar o bullet cair de
dentro do canal vaginal

O Objetivo desse exercício é conseguir caminhar 5 minutos com o bullet ligado


dentro do canal sem deixar ele cair. Isso é um sinal de que a musculatura está forte o
su ciente para segurar um “corpo” em movimento dentro do canal vaginal. 

Bônus