Você está na página 1de 43

CLDF

CÂMARA LEGISLATIVA DO DISTRITO FEDERAL

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS
SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE
RESOLUÇÃO N. 453/2012
CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS – SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE
Resolução n. 453/2012
Prof.ª Natale Souza

SUMÁRIO
Resolução n. 453/2012.................................................................................3
1.1. Contexto..............................................................................................4
1.2. Considerações Iniciais............................................................................5
1.3. Da Definição de Conselho de Saúde.........................................................8
1.4. Da Instituição e Reformulação dos Conselhos de Saúde............................ 14
1.5. A Organização dos Conselhos de Saúde.................................................. 14
1.6. Estrutura e Funcionamento dos Conselhos de Saúde................................ 27
1.7. Competências dos Conselhos de Saúde.................................................. 36
Referências Bibliográficas........................................................................... 43

O conteúdo desta aula em pdf é licenciado para PAULO AMARO DE SANTANA NETO - 05945588407, vedada, por quaisquer meios e a qualquer título,
a sua reprodução, cópia, divulgação ou distribuição, sujeitando-se aos infratores à responsabilização civil e criminal.
www.grancursosonline.com.br 2 de 43
CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS – SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE
Resolução n. 453/2012
Prof.ª Natale Souza

NATALE SOUZA

Enfermeira, graduada pela UEFS – Universidade Estadual de Feira de


Santana – em 1999; pós-graduada em Saúde Coletiva pela UESC – Uni-
versidade Estadual de Santa Cruz – em 2001, em Direito Sanitário pela
FIOCRUZ em 2004; e mestre em Saúde Coletiva.
Atualmente, é servidora pública da Prefeitura Municipal de Salvador e
atua como Educadora/Pesquisadora pela Fundação Osvaldo Cruz – FIO-
CRUZ – no Projeto Caminhos do Cuidado. Além disso, é docente em
cursos de pós-graduação e preparatórios para concursos há 16 anos,
ministrando as disciplinas: Legislação do SUS, Políticas de Saúde, Pro-
gramas de Saúde Pública e específicas de Enfermagem.

RESOLUÇÃO N. 453/2012

Sou a Professora Natale Souza, enfermeira, graduada pela Universidade Es-

tadual de Feira de Santana (UEFS) em 1999, pós-graduada em Saúde Coletiva pela

Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC) em 2001, em Direito Sanitário pela

FIOCRUZ em 2004, e mestre em Saúde Coletiva.

Atualmente sou funcionária pública da Prefeitura Municipal de Salvador e atuo

como Educadora/Pesquisadora pela Fundação Osvaldo Cruz (FIOCRUZ) no Projeto

Caminhos do Cuidado e há 16 anos na docência em cursos de pós-graduação e

preparatórios de concursos, ministrando as disciplinas: Legislação do SUS, Políticas

de Saúde, Programas de Saúde Pública e Específicas de Enfermagem.

Autora dos livros: Legislação do SUS para concursos, pela editora Con-

cursos Psicologia; Legislação do SUS – comentada e esquematizada/ Po-

líticas de Saúde, Legislação do SUS e Saúde Coletiva 500 questões, pela

editora Sanar. De capítulos nos seguintes livros: 1000 Questões Comentadas

de Enfermagem (Editora Sanar); 1000 Questões Residências em Enferma-

gem (Editora Sanar) e em fase de finalização de mais três obras.

O conteúdo desta aula em pdf é licenciado para PAULO AMARO DE SANTANA NETO - 05945588407, vedada, por quaisquer meios e a qualquer título,
a sua reprodução, cópia, divulgação ou distribuição, sujeitando-se aos infratores à responsabilização civil e criminal.
www.grancursosonline.com.br 3 de 43
CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS – SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE
Resolução n. 453/2012
Prof.ª Natale Souza

Iniciei a minha trajetória em concursos públicos desde que saí da graduação,

tanto como “concurseira” quanto como docente, sendo aprovada em 12 concursos

e seleções públicas. Apaixonei-me pela docência e hoje dedico meu tempo ao estu-

do dos Conhecimentos específicos de Enfermagem, da Legislação específica do SUS

e aos milhares de profissionais que desejam ingressar em uma carreira pública.

Nesta aula, abordaremos a Resolução n. 453/2012, de forma que você saiba

o que realmente é cobrado do conteúdo nos certames. Fique atento(a) aos grifos e

caixas de textos, além dos comentários das questões.

 Obs.: utilizarei o texto da Resolução na íntegra!

1. Resolução n. 453/2012

1.1. Contexto

A resolução é fruto da discussão sobre o controle social, especificamente sobre

os CONSELHOS DE SAÚDE. Ao longo de três anos, um grupo de trabalho dedi-

cou-se a propor uma nova versão do texto da revogada Resolução n. 333/2003,

com as atualizações necessárias para adequar-se às mudanças na conjuntura do

controle social no país. Depois de apresentada ao pleno do Conselho Nacional de

Saúde, a proposta foi submetida à consulta pública no site do CNS.

O conteúdo desta aula em pdf é licenciado para PAULO AMARO DE SANTANA NETO - 05945588407, vedada, por quaisquer meios e a qualquer título,
a sua reprodução, cópia, divulgação ou distribuição, sujeitando-se aos infratores à responsabilização civil e criminal.
www.grancursosonline.com.br 4 de 43
CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS – SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE
Resolução n. 453/2012
Prof.ª Natale Souza

1.2. Considerações Iniciais

O Plenário do Conselho Nacional de Saúde, em sua Ducentésima Trigésima Ter-

ceira Reunião Ordinária, realizada nos dias 9 e 10 de maio de 2012, no uso de suas

competências regimentais e atribuições conferidas pela Lei n. 8.080, de 19 de se-

tembro de 1990, e pela Lei n. 8.142, de 28 de dezembro de 1990, e pelo Decreto n.

5.839, de 11 de julho de 2006, e considerando os debates ocorridos nos Conselhos

de Saúde, nas três esferas de Governo, na X Plenária Nacional de Conselhos de

Saúde, nas Plenárias Regionais e Estaduais de Conselhos de Saúde, nas 9ª, 10ª

e 11ª Conferências Nacionais de Saúde, e nas Conferências Estaduais, do Distrito

Federal e Municipais de Saúde.

O conteúdo desta aula em pdf é licenciado para PAULO AMARO DE SANTANA NETO - 05945588407, vedada, por quaisquer meios e a qualquer título,
a sua reprodução, cópia, divulgação ou distribuição, sujeitando-se aos infratores à responsabilização civil e criminal.
www.grancursosonline.com.br 5 de 43
CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS – SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE
Resolução n. 453/2012
Prof.ª Natale Souza

Considerando a experiência acumulada do Controle Social da Saúde à


necessidade de aprimoramento do Controle Social da Saúde no âmbito na-
cional e as reiteradas demandas dos Conselhos Estaduais e Municipais re-
ferentes às propostas de composição, organização e funcionamento, con-
forme o § 5º inciso II art. 1º da Lei n. 8.142, de 28 de dezembro de 1990.
Considerando a ampla discussão da Resolução do CNS n. 333/2003 realizada
nos espaços de Controle Social, entre os quais se destacam as Plenárias de Conse-
lhos de Saúde.
Considerando os objetivos de consolidar, fortalecer, ampliar e acelerar
o processo de Controle Social do SUS, por intermédio dos Conselhos Na-
cional, Estaduais, Municipais, das Conferências de Saúde e Plenárias de
Conselhos de Saúde.
Considerando que os Conselhos de Saúde, consagrados pela efetiva participa-
ção da sociedade civil organizada, representam polos de qualificação de cidadãos
para o Controle Social nas esferas da ação do Estado; e considerando o que disci-
plina a Lei Complementar n. 141, de 13 de janeiro de 2012, e o Decreto n. 7.508,
de 28 de junho de 2011, que regulamentam a Lei Orgânica da Saúde.
Resolve aprovar as seguintes diretrizes para instituição, reformulação,
reestruturação e funcionamento dos Conselhos de Saúde:

A Resolução vem fortalecer o controle social, dada a sua importância para a conso-
lidação do SUS. Mas atente para o fato de que sua disposição é apenas para uma
das instâncias de controle social: os conselhos de saúde! Esse marco é dividido em
cinco diretrizes, o que facilita o entendimento. Sinalizarei algumas “pegadinhas”
que foram questões de prova. Essa resolução não altera nenhum dispositivo da Lei
n. 8.142/1990.

O conteúdo desta aula em pdf é licenciado para PAULO AMARO DE SANTANA NETO - 05945588407, vedada, por quaisquer meios e a qualquer título,
a sua reprodução, cópia, divulgação ou distribuição, sujeitando-se aos infratores à responsabilização civil e criminal.
www.grancursosonline.com.br 6 de 43
CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS – SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE
Resolução n. 453/2012
Prof.ª Natale Souza

Tema O que mudou


Na nova versão foram incluídas as atribuições previstas na Lei Comple-
mentar n. 141, de 13 de janeiro de 2012 e no Decreto n. 7.508, de 28
de junho de 2011, que regulamentam a Lei Orgânica da Saúde. Assim,
os conselhos poderão avaliar, explicitando os critérios utilizados, a orga-
1. Atribuições nização e o funcionamento do Sistema Único de Saúde do SUS e, além
disso, irão examinar propostas e denúncias de indícios de irregularida-
des, responder no seu âmbito a consultas sobre assuntos pertinentes às
ações e aos serviços de saúde, bem como apreciar recursos a respeito de
deliberações do Conselho, nas suas respectivas instâncias.
De acordo com a nova versão, o tempo de mandato dos conselheiros
será definido pelas respectivas representações. As entidades, movimen-
tos e instituições eleitas para o conselho de saúde terão seus represen-
2. Mandato tantes indicados, por escrito, conforme processos estabelecidos pelas
respectivas entidades, movimentos e instituições e de acordo com a sua
organização, com a recomendação de que ocorra renovação de seus
representantes.
A recomendação explicitada no novo texto é de que, a cada eleição, os
3. Renovação segmentos de representações de usuários, trabalhadores e prestadores
de entidades de serviços, ao seu critério, promovam a renovação de, no mínimo,
30% de suas entidades representativas.
A atualização do texto deixou explícito que, no exercício de sua função,
o conselheiro deve estar ciente de que responderá conforme legislação
vigente por todos os seus atos.
4. Responsabilidades 5. Participação da sociedade
As reuniões plenárias dos Conselhos de Saúde, além de serem abertas
ao público, deverão acontecer em espaços e horários que possibilitem a
participação da sociedade.
O conselho de saúde terá poder de decisão sobre o seu orçamento, não
6. Orçamento
será mais apenas o gerenciador de suas verbas.
A nova redação esclarece os conceitos de maioria simples (o número
inteiro imediatamente superior à metade dos membros presentes),
7. Quórum maioria absoluta (o número inteiro imediatamente superior à metade do
total de membros do conselho) e maioria qualificada (2/3 do total dos
membros do conselho) de votos para tomada de decisão do CNS.
A adequação das competências dos conselhos ao que está previsto no
8. Competências atual regimento do Conselho Nacional de Saúde, também foi explicitada
no novo texto.
Compete ao próprio conselho, atualizar periodicamente as informações
9. Banco de dados sobre o conselho de saúde no Sistema de Acompanhamento dos Conse-
lhos de Saúde (SIACS).

O conteúdo desta aula em pdf é licenciado para PAULO AMARO DE SANTANA NETO - 05945588407, vedada, por quaisquer meios e a qualquer título,
a sua reprodução, cópia, divulgação ou distribuição, sujeitando-se aos infratores à responsabilização civil e criminal.
www.grancursosonline.com.br 7 de 43
CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS – SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE
Resolução n. 453/2012
Prof.ª Natale Souza

A Resolução n. 453/2012 é composta por cinco diretrizes, vamos lá?

1.3. Da Definição de Conselho de Saúde

Primeira Diretriz: o Conselho de Saúde é uma instância colegiada, delibe-

rativa e permanente do Sistema Único de Saúde (SUS) em cada esfera de

Governo, integrante da estrutura organizacional do Ministério da Saúde, da Secre-

taria de Saúde dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios, com composição,

organização e competência fixadas na Lei n. 8.142/1990.

O processo bem-sucedido de descentralização da saúde promoveu o surgimento

de Conselhos Regionais, Conselhos Locais, Conselhos Distritais de Saúde, incluindo

os Conselhos dos Distritos Sanitários Especiais Indígenas, sob a coordenação dos

Conselhos de Saúde da esfera correspondente. Assim, os Conselhos de Saúde são

espaços instituídos de participação da comunidade nas políticas públicas e na ad-

ministração da saúde.

Parágrafo único: como Subsistema da Seguridade Social, o Conselho

de Saúde atua na formulação e proposição de estratégias e no controle da

execução das Políticas de Saúde, inclusive nos seus aspectos econômicos

e financeiros.

O Conselho é um subsistema da Seguridade Social, pois a Lei n. 8.142/1990 re-

gulamenta os artigos constitucionais que estão no título VIII, seção 2, da Segu-

ridade Social.

O conteúdo desta aula em pdf é licenciado para PAULO AMARO DE SANTANA NETO - 05945588407, vedada, por quaisquer meios e a qualquer título,
a sua reprodução, cópia, divulgação ou distribuição, sujeitando-se aos infratores à responsabilização civil e criminal.
www.grancursosonline.com.br 8 de 43
CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS – SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE
Resolução n. 453/2012
Prof.ª Natale Souza

1. (UFSM/2014/AOCP) Considerando o que a Resolução n. 453/2012 do Conselho

Nacional de Saúde dispõe sobre os Conselhos de Saúde, assinale a alternativa IN-

CORRETA.

a) Conselho de Saúde é uma instância colegiada, deliberativa e permanente do

Sistema Único de Saúde (SUS) em âmbito nacional.

b) Os Conselhos de Saúde, consagrados pela efetiva participação da sociedade civil

organizada, representam polos de qualificação de cidadãos para o Controle Social

nas esferas da ação do Estado.

c) O Conselho de Saúde é um subsistema da Seguridade Social.

d) Os Conselhos de Saúde são espaços instituídos de participação da comunidade

nas políticas públicas e na administração da saúde.

e) Os Conselhos de Saúde atuam na formulação e proposição de estratégias e no

controle da execução das Políticas de Saúde, inclusive nos seus aspectos econômi-

cos e financeiros.

Letra a.

A questão solicita a opção incorreta. A definição de conselho de saúde está na pri-

meira diretriz da Resolução n. 453/2012, que dispõe:

Primeira Diretriz: o Conselho de Saúde é uma instância colegiada, deliberativa e per-


manente do Sistema Único de Saúde (SUS) em cada esfera de Governo, integrante da
estrutura organizacional do Ministério da Saúde, da Secretaria de Saúde dos Estados, do
Distrito Federal e dos Municípios, com composição, organização e competência fixadas
na Lei n. 8.142/1990.

O conteúdo desta aula em pdf é licenciado para PAULO AMARO DE SANTANA NETO - 05945588407, vedada, por quaisquer meios e a qualquer título,
a sua reprodução, cópia, divulgação ou distribuição, sujeitando-se aos infratores à responsabilização civil e criminal.
www.grancursosonline.com.br 9 de 43
CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS – SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE
Resolução n. 453/2012
Prof.ª Natale Souza

Na assertiva a, deparamo-nos com uma grande “pegadinha” e uma boa questão de

prova no todo. A assertiva traz uma transcrição quase completa das duas primeiras

linhas do parágrafo que versa a respeito da definição de conselho, o equívoco está

no âmbito de atuação, que não é nacional, e sim em cada esfera de governo (União,

Estados, Distrito Federal e Municípios).

Assim, já temos nossa assertiva incorreta.

b) Certa. A letra b é uma transcrição de um dos parágrafos das considerações ini-

cias da resolução que podemos verificar abaixo:

Considerando que os conselhos de saúde, consagrados pela efetiva participação da so-


ciedade civil organizada, representam polos de qualificação de cidadãos para o controle
social nas esferas da ação do estado;

c) Certa. A letra c é um recorte da primeira diretriz da Resolução n. 453/2012. Que

em seu parágrafo único traz a seguinte redação:

Parágrafo único. Como Subsistema da Seguridade Social, o Conselho de Saúde atua na


formulação e proposição de estratégias e no controle da execução das Políticas de Saú-
de, inclusive nos seus aspectos econômicos e financeiros.

d) Certa. A letra d necessita de uma interpretação dos objetivos dos conselhos,

que, em resumo, é a aproximação e a participação da sociedade na proposição, dis-

cussão, acompanhamento, deliberação, avaliação e fiscalização da implementação

da política de saúde, inclusive nos seus aspectos econômicos e financeiros.

e) Certa. A letra e trata-se da repetição das assertivas c e d. Vamos relembrar o

que dispõe no parágrafo único da primeira diretriz:

Parágrafo único. Como Subsistema da Seguridade Social, o Conselho de Saúde atua na


formulação e proposição de estratégias e no controle da execução das Políticas de Saú-
de, inclusive nos seus aspectos econômicos e financeiros.

O conteúdo desta aula em pdf é licenciado para PAULO AMARO DE SANTANA NETO - 05945588407, vedada, por quaisquer meios e a qualquer título,
a sua reprodução, cópia, divulgação ou distribuição, sujeitando-se aos infratores à responsabilização civil e criminal.
www.grancursosonline.com.br 10 de 43
CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS – SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE
Resolução n. 453/2012
Prof.ª Natale Souza

2. (HU-UFGD/2014/AOCP) Conforme a Resolução 453/2012, os Conselhos de Saú-

de são:

a) espaços instituídos de participação da comunidade nas políticas públicas e pri-

vadas e na administração da saúde.

b) espaços instituídos de participação da comunidade nas políticas públicas e na

administração da saúde.

c) espaços instituídos de participação da comunidade nas políticas públicas e na

administração da saúde e da assistência social.

d) espaços instituídos de participação da comunidade nas políticas públicas e na

administração da saúde e da previdência social.

e) espaços instituídos de participação da comunidade nas políticas públicas e pri-

vadas e na administração da saúde e da assistência social.

Letra b.

A letra b está correta, por trazer a transcrição das duas últimas linhas do caput da

primeira diretriz da resolução:

Primeira Diretriz: o Conselho de Saúde é uma instância colegiada, deliberativa e per-


manente do Sistema Único de Saúde (SUS) em cada esfera de Governo, integrante da
estrutura organizacional do Ministério da Saúde, da Secretaria de Saúde dos Estados, do
Distrito Federal e dos Municípios, com composição, organização e competência fixadas
na Lei n. 8.142/90. O processo bem-sucedido de descentralização da saúde promoveu
o surgimento de Conselhos Regionais, Conselhos Locais, Conselhos Distritais de Saúde,
incluindo os Conselhos dos Distritos Sanitários Especiais Indígenas, sob a coordenação
dos Conselhos de Saúde da esfera correspondente. Assim, os Conselhos de Saúde são
espaços instituídos de participação da comunidade nas políticas públicas e na adminis-
tração da saúde.

O conteúdo desta aula em pdf é licenciado para PAULO AMARO DE SANTANA NETO - 05945588407, vedada, por quaisquer meios e a qualquer título,
a sua reprodução, cópia, divulgação ou distribuição, sujeitando-se aos infratores à responsabilização civil e criminal.
www.grancursosonline.com.br 11 de 43
CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS – SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE
Resolução n. 453/2012
Prof.ª Natale Souza

a) Errada. Questão que requer atenção, pois contém assertivas muito parecidas.

Primeiro ponto a ser observado:

Comunidade + políticas públicas.

Comunidade + administração da saúde.

Porque a assertiva a está incorreta?

Tão somente pela inclusão da palavra privadas.

c) Errada.

d) Errada. As assertivas c e d estão incorretas, por apresentarem complementos

que não fazem parte dos objetos dos conselhos de saúde, assistência social e pre-

vidência social respectivamente.

e) Errada. A assertiva e está incorreta, por incluir a palavra privada e ainda outro

complemento: assistência social.

3. (AOCP/2016/EBSERH) acordo com o que dispõe a Resolução 453/2012 do Con-

selho Nacional da Saúde, o “Conselho de Saúde” é

a) um órgão consultivo do Sistema Único de Saúde (SUS), que se reúne a cada

dois anos em cada esfera de Governo.

b) um órgão consultivo e deliberativo do Sistema Único de Saúde (SUS), que se

reúne uma única vez a cada dois anos em âmbito Nacional.

c) uma instância colegiada, deliberativa e permanente do Sistema Único de Saúde

(SUS) em cada esfera de Governo.

d) uma instância colegiada, deliberativa e permanente da Previdência Social em

cada esfera de Governo.

e) uma instância colegiada, deliberativa da Seguridade Social, que se reúne a cada

quatro anos unicamente em âmbito Nacional.

O conteúdo desta aula em pdf é licenciado para PAULO AMARO DE SANTANA NETO - 05945588407, vedada, por quaisquer meios e a qualquer título,
a sua reprodução, cópia, divulgação ou distribuição, sujeitando-se aos infratores à responsabilização civil e criminal.
www.grancursosonline.com.br 12 de 43
CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS – SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE
Resolução n. 453/2012
Prof.ª Natale Souza

Letra c.

De acordo com a primeira diretriz da Resolução n. 453/2012: “o Conselho de Saúde

é uma instância colegiada, deliberativa e permanente do Sistema Único de Saúde

(SUS) em cada esfera de Governo...”

4. (IADES/2015/EBSERH) De acordo com a Resolução no 453/2012, do Conselho

Nacional de Saúde, o Conselho de Saúde é uma instância

a) executiva do SUS na esfera federal de governo.

b) atrelada às câmaras legislativas nos estados e municípios, com função de su-

porte aos tribunais de contas.

c) que tem composição, organização e competência fixadas por leis municipais,

conforme estabelecido na Constituição Federal de 1988.

d) integrante da estrutura organizacional das secretarias de saúde dos municípios.

e) colegiada, deliberativa e permanente do SUS em cada esfera de governo.

Letra e.

De acordo com a primeira diretriz da Resolução n. 453/2012: “o Conselho de Saúde

é uma instância colegiada, deliberativa e permanente do Sistema Único de Saúde

(SUS) em cada esfera de Governo...”

O conteúdo desta aula em pdf é licenciado para PAULO AMARO DE SANTANA NETO - 05945588407, vedada, por quaisquer meios e a qualquer título,
a sua reprodução, cópia, divulgação ou distribuição, sujeitando-se aos infratores à responsabilização civil e criminal.
www.grancursosonline.com.br 13 de 43
CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS – SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE
Resolução n. 453/2012
Prof.ª Natale Souza

1.4. Da Instituição e Reformulação dos Conselhos de Saúde

Segunda Diretriz: a instituição dos Conselhos de Saúde é estabelecida por lei

federal, estadual, do Distrito Federal e municipal, obedecida a Lei n. 8.142/1990.

Parágrafo único. Na instituição e reformulação dos Conselhos de Saúde o Poder

Executivo, respeitando os princípios da democracia, deverá acolher as deman-

das da população aprovadas nas Conferências de Saúde, e em consonância

com a legislação.

1.5. A Organização dos Conselhos de Saúde

Terceira Diretriz: a participação da sociedade organizada, garantida na legis-

lação, torna os Conselhos de Saúde uma instância privilegiada na proposi-

ção, discussão, acompanhamento, deliberação, avaliação e fiscalização da

implementação da Política de Saúde, inclusive nos seus aspectos econômi-

cos e financeiros.

A legislação estabelece, ainda, a composição paritária de usuários em rela-

ção ao conjunto dos demais segmentos representados.

O Conselho de Saúde será composto por representantes de entidades,

instituições e movimentos representativos de usuários, de entidades re-

presentativas de trabalhadores da área da saúde, do governo e de enti-

dades representativas de prestadores de serviços de saúde, sendo o seu

presidente eleito entre os membros do Conselho, em reunião plenária.

Nos Municípios onde não existem entidades, instituições e movimentos organi-

zados em número suficiente para compor o Conselho, a eleição da representação

será realizada em plenária no Município, promovida pelo Conselho Municipal de

maneira ampla e democrática.

O conteúdo desta aula em pdf é licenciado para PAULO AMARO DE SANTANA NETO - 05945588407, vedada, por quaisquer meios e a qualquer título,
a sua reprodução, cópia, divulgação ou distribuição, sujeitando-se aos infratores à responsabilização civil e criminal.
www.grancursosonline.com.br 14 de 43
CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS – SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE
Resolução n. 453/2012
Prof.ª Natale Souza

I – O número de conselheiros será definido pelos Conselhos de Saúde e consti-

tuído em lei.

Observe que o número de conselheiros será definido pelos conselhos (regimento

próprio), mas a representatividade (percentual) é definida na Lei n. 8.142/1990.

II – Mantendo o que propôs as Resoluções n. 33/92 e 333/03 do CNS e consoante

com as Recomendações da 10ª e 11ª Conferências Nacionais de Saúde, as

vagas deverão ser distribuídas da seguinte forma:

a) 50% de entidades e movimentos representativos de usuários;

b) 25% de entidades representativas dos trabalhadores da área de saúde;

c) 25% de representação de governo e prestadores de serviços privados conve-

niados, ou sem fins lucrativos.

O conteúdo desta aula em pdf é licenciado para PAULO AMARO DE SANTANA NETO - 05945588407, vedada, por quaisquer meios e a qualquer título,
a sua reprodução, cópia, divulgação ou distribuição, sujeitando-se aos infratores à responsabilização civil e criminal.
www.grancursosonline.com.br 15 de 43
CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS – SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE
Resolução n. 453/2012
Prof.ª Natale Souza

III – A participação de órgãos, entidades e movimentos sociais terá como

critério a representatividade, a abrangência e a complementaridade do

conjunto da sociedade, no âmbito de atuação do Conselho de Saúde. De

acordo com as especificidades locais, aplicando o princípio da paridade,

serão contempladas, dentre outras, as seguintes representações:

a) associações de pessoas com patologias;

b) associações de pessoas com deficiências;

c) entidades indígenas;

d) movimentos sociais e populares, organizados (movimento negro, LGBT...);

e) movimentos organizados de mulheres, em saúde;

f) entidades de aposentados e pensionistas;

g) entidades congregadas de sindicatos, centrais sindicais, confederações e fe-

derações de trabalhadores urbanos e rurais;

h) entidades de defesa do consumidor;

i) organizações de moradores;

j) entidades ambientalistas;

k) organizações religiosas;

l) trabalhadores da área de saúde: associações, confederações, conselhos de

profissões regulamentadas, federações e sindicatos, obedecendo as instân-

cias federativas;

m) comunidade científica;

n) entidades públicas, de hospitais universitários e hospitais campo de estágio,

de pesquisa e desenvolvimento;

o) entidades patronais;

p) entidades dos prestadores de serviço de saúde; e

q) governo.

O conteúdo desta aula em pdf é licenciado para PAULO AMARO DE SANTANA NETO - 05945588407, vedada, por quaisquer meios e a qualquer título,
a sua reprodução, cópia, divulgação ou distribuição, sujeitando-se aos infratores à responsabilização civil e criminal.
www.grancursosonline.com.br 16 de 43
CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS – SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE
Resolução n. 453/2012
Prof.ª Natale Souza

IV – As entidades, movimentos e instituições eleitas no Conselho de Saúde

terão os conselheiros indicados, por escrito, conforme processos es-

tabelecidos pelas respectivas entidades, movimentos e instituições e

de acordo com a sua organização, com a recomendação de que ocorra

renovação de seus representantes.

V – Recomenda-se que, a cada eleição, os segmentos de representações

de usuários, trabalhadores e prestadores de serviços, ao seu crité-

rio, promovam a renovação de, no mínimo, 30% de suas entidades

representativas.

VI – A representação nos segmentos deve ser distinta e autônoma em relação

aos demais segmentos que compõem o Conselho, por isso, um profissional

com cargo de direção ou de confiança na gestão do SUS, ou como prestador

de serviços de saúde não pode ser representante dos(as) Usuários(as) ou de

Trabalhadores(as).

VII – A ocupação de funções na área da saúde que interfiram na autonomia repre-

sentativa do Conselheiro(a) deve ser avaliada como possível impedimento da

representação de Usuário(a) e Trabalhador(a), e, a juízo da entidade, indica-

tivo de substituição do Conselheiro(a).

O conteúdo desta aula em pdf é licenciado para PAULO AMARO DE SANTANA NETO - 05945588407, vedada, por quaisquer meios e a qualquer título,
a sua reprodução, cópia, divulgação ou distribuição, sujeitando-se aos infratores à responsabilização civil e criminal.
www.grancursosonline.com.br 17 de 43
CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS – SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE
Resolução n. 453/2012
Prof.ª Natale Souza

VIII – A participação dos membros eleitos do Poder Legislativo, represen-

tação do Poder Judiciário e do Ministério Público, como conselheiros,

não é permitida nos Conselhos de Saúde.

IX – Quando não houver Conselho de Saúde constituído ou em atividade no Mu-

nicípio, caberá ao Conselho Estadual de Saúde assumir, junto ao executivo

municipal, a convocação e realização da Conferência Municipal de Saúde, que

terá como um de seus objetivos a estruturação e composição do Conselho

Municipal. O mesmo será atribuído ao Conselho Nacional de Saúde, quando

não houver Conselho Estadual de Saúde constituído ou em funcionamento.

X – As funções, como membro do Conselho de Saúde, não serão remune-

radas, considerando-se o seu exercício de relevância pública e, por-

tanto, garante a dispensa do trabalho sem prejuízo para o conselheiro. Para

fins de justificativa junto aos órgãos, entidades competentes e instituições,

o Conselho de Saúde emitirá declaração de participação de seus membros

durante o período das reuniões, representações, capacitações e outras ativi-

dades específicas.

XI – O conselheiro, no exercício de sua função, responde pelos seus atos confor-

me legislação vigente.

5. (HUB/2013/IBFC) Sobre a Resolução n. 453/2012 do Conselho Nacional da Saúde,

que define funcionamento dos conselhos de saúde, assinale a alternativa incorreta:

a) A cada eleição, os segmentos de representações de usuários, trabalhadores e

prestadores de serviços, ao seu critério, promovem a renovação de, no mínimo,

50% de suas entidades representativas.

O conteúdo desta aula em pdf é licenciado para PAULO AMARO DE SANTANA NETO - 05945588407, vedada, por quaisquer meios e a qualquer título,
a sua reprodução, cópia, divulgação ou distribuição, sujeitando-se aos infratores à responsabilização civil e criminal.
www.grancursosonline.com.br 18 de 43
CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS – SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE
Resolução n. 453/2012
Prof.ª Natale Souza

b) Compete aos conselheiros examinar propostas e denúncias de indícios de irre-

gularidades, nas ações e aos serviços de saúde.

c) O tempo de mandato dos conselheiros será definido pelas respectivas represen-

tações.

d) O conselho de saúde terá poder de decisão sobre o seu orçamento e não será

mais apenas o gerenciador de suas verbas.

Letra a.

De acordo com o inciso V da terceira diretriz da Resolução n. 453/2012: “recomen-

da-se que, a cada eleição, os segmentos de representações de usuários, trabalha-

dores e prestadores de serviços, ao seu critério, promovam a renovação de, no

mínimo, 30% de suas entidades representativas.”

6. (CONTEMAX/2014/COREN-PB) Analise as afirmativas abaixo, e com base na Re-

solução n. 453/2012 do Conselho Nacional da Saúde, que define funcionamento

dos conselhos de saúde, marque a alternativa incorreta:

a) a cada eleição, os segmentos de representações de usuários, trabalhadores e

prestadores de serviços, ao seu critério, promovam a renovação de, no mínimo,

40% de suas entidades representativas.

b) Compete aos conselheiros examinar propostas e denúncias de indícios de irre-

gularidades, nas ações e aos serviços de saúde.

c) O tempo de mandato dos conselheiros será definido pelas respectivas represen-

tações.

d) O conselho de saúde terá poder de decisão sobre o seu orçamento e não será

mais apenas o gerenciador de suas verbas.

O conteúdo desta aula em pdf é licenciado para PAULO AMARO DE SANTANA NETO - 05945588407, vedada, por quaisquer meios e a qualquer título,
a sua reprodução, cópia, divulgação ou distribuição, sujeitando-se aos infratores à responsabilização civil e criminal.
www.grancursosonline.com.br 19 de 43
CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS – SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE
Resolução n. 453/2012
Prof.ª Natale Souza

e) A participação de órgãos, entidades e movimentos sociais terá como critério a

representatividade, a abrangência e a complementaridade do conjunto da socieda-

de, no âmbito de atuação do Conselho de Saúde.

Letra a.

De acordo com o inciso V da terceira diretriz da Resolução n. 453/2012: “recomen-

da-se que, a cada eleição, os segmentos de representações de usuários, trabalha-

dores e prestadores de serviços, ao seu critério, promovam a renovação de, no

mínimo, 30% de suas entidades representativas.”

7. (IBFC/2016/PREFEITURA DE SÃO PAULO-SP) Considerando as diretrizes para

instituição, reformulação, reestruturação e funcionamento dos Conselhos de Saú-

de, aprovadas pela resolução 453 do Conselho Nacional de Saúde, assinale a alter-

nativa incorreta:

a) Como Subsistema da Seguridade Social, o Conselho de Saúde atua na formula-

ção e proposição de estratégias e no controle da execução das Políticas de Saúde,

inclusive nos seus aspectos econômicos e financeiros.

b) O número de conselheiros será definido pelos Conselhos de Saúde e constituído

em lei.

c) Considerando as vagas dos Conselhos, estas deverão ser distribuídas de

modo que 1/3 delas sejam ocupadas por entidades e movimentos representati-

vos de usuários.

d) A representação nos segmentos deve ser distinta e autônoma em relação aos

demais segmentos que compõem o Conselho, por isso, um profissional com cargo

O conteúdo desta aula em pdf é licenciado para PAULO AMARO DE SANTANA NETO - 05945588407, vedada, por quaisquer meios e a qualquer título,
a sua reprodução, cópia, divulgação ou distribuição, sujeitando-se aos infratores à responsabilização civil e criminal.
www.grancursosonline.com.br 20 de 43
CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS – SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE
Resolução n. 453/2012
Prof.ª Natale Souza

de direção ou de confiança na gestão do SUS, ou como prestador de serviços de

saúde não pode ser representante dos usuários ou de trabalhadores.

e) A participação dos membros eleitos do Poder Legislativo, representação do Po-

der Judiciário e do Ministério Público, como conselheiros, não é permitida nos Con-

selhos de Saúde.

Letra c.

Em consonância com as recomendações da 10ª e 11ª Conferências Nacionais de

Saúde, as vagas deverão ser distribuídas de forma que 50% delas sejam preenchi-

das por entidades e movimentos representativos de usuários.

8. (INSTITUTO AOCP/2014/UFES) De acordo com a Resolução n. 453/2012, analise

as assertivas e assinale a alternativa que aponta as corretas. O Conselho de Saúde

será composto

I – por representantes de entidades, instituições e movimentos representativos de

usuários.

II – por entidades representativas de trabalhadores da área da saúde.

III – pelo governo.

IV – pelas entidades representativas de prestadores de serviços de saúde.

a) Apenas I, II e III.

b) Apenas I, III e IV.

c) Apenas II e III.

d) Apenas I e IV.

e) I, II, III e IV.

O conteúdo desta aula em pdf é licenciado para PAULO AMARO DE SANTANA NETO - 05945588407, vedada, por quaisquer meios e a qualquer título,
a sua reprodução, cópia, divulgação ou distribuição, sujeitando-se aos infratores à responsabilização civil e criminal.
www.grancursosonline.com.br 21 de 43
CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS – SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE
Resolução n. 453/2012
Prof.ª Natale Souza

Letra e.

A composição do Conselho de Saúde está definida na terceira diretriz da Resolução

n. 453/2012:

(...)
a) 50% de entidades e movimentos representativos de usuários;
b) 25% de entidades representativas dos trabalhadores da área de saúde;
c) 25% de representação de governo e prestadores de serviços privados conveniados,
ou sem fins lucrativos.

9. (INSTITUTO AOCP/2014/EBSERH) Nos termos da Resolução n. 453/2012 do

Conselho Nacional da Saúde, assinale a alternativa INCORRETA.

a) O número de conselheiros será definido pelos Conselhos de Saúde e constituído

em lei.

b) As funções, como membro do Conselho de Saúde, serão remuneradas

c) A participação dos membros eleitos do Poder Legislativo, representação do Po-

der Judiciário e do Ministério Público, como conselheiros, não é permitida nos Con-

selhos de Saúde.

d) O conselheiro, no exercício de sua função, responde pelos seus atos conforme

legislação vigente.

e) Recomenda-se que, a cada eleição, os segmentos de representações de usuá-

rios, trabalhadores e prestadores de serviços, ao seu critério, promovam a renova-

ção de, no mínimo, 30% de suas entidades representativas.

Letra b.

De acordo com o inciso X da terceira diretriz da Resolução n. 453/2012:

X – As funções, como membro do Conselho de Saúde, não serão remuneradas.

O conteúdo desta aula em pdf é licenciado para PAULO AMARO DE SANTANA NETO - 05945588407, vedada, por quaisquer meios e a qualquer título,
a sua reprodução, cópia, divulgação ou distribuição, sujeitando-se aos infratores à responsabilização civil e criminal.
www.grancursosonline.com.br 22 de 43
CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS – SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE
Resolução n. 453/2012
Prof.ª Natale Souza

10. (IADES/2014/EBSERH) Com base na Resolução n. 453/2012, do Conselho Nacio-

nal de Saúde, é correto afirmar que as funções, como membro do Conselho de Saúde,

a) não serão remuneradas.

b) serão remuneradas por meio de jetons.

c) devem ser exclusivas, não podendo o conselheiro acumular outra atividade pro-

fissional.

d) devem ser exercidas por outro membro da família, em caso de ausência do titular.

e) não garantem a dispensa do trabalho sem prejuízo para o conselheiro.

Letra a.

De acordo com o inciso X da terceira diretriz da Resolução n. 453/2012:

X – as funções, como membro do Conselho de Saúde, não serão remuneradas (...).

11. (INSTITUTO AOCP/2015/EBSERH) De acordo com o que dispõe a Resolução

453/2012 do Conselho Nacional da Saúde, as funções como membro dos Conselhos

de Saúde

a) não serão remuneradas, considerando-se o seu exercício de relevância pública

e, portanto, garante a dispensa do trabalho sem prejuízo para o conselheiro.

b) serão remuneradas, considerando que o seu exercício é de relevância pública,

com valor correspondente a 1 salário mínimo por ato praticado pelo conselheiro,

limitado este valor ao teto do Regime Geral da Previdência Social.

c) serão remuneradas, considerando que o seu exercício é de relevância pública,

quando o conselheiro tiver que ausentar-se do trabalho, oportunidade em que o

Estado indenizará o empregador.

O conteúdo desta aula em pdf é licenciado para PAULO AMARO DE SANTANA NETO - 05945588407, vedada, por quaisquer meios e a qualquer título,
a sua reprodução, cópia, divulgação ou distribuição, sujeitando-se aos infratores à responsabilização civil e criminal.
www.grancursosonline.com.br 23 de 43
CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS – SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE
Resolução n. 453/2012
Prof.ª Natale Souza

d) serão remuneradas com valores suficientes para compensar os dias de trabalho

perdidos pelo conselheiro.

e) não serão remuneradas, porque, devido ao seu caráter facultativo e eventual,

são exercidas somente aos sábados, domingos e feriados, de modo que não há ne-

cessidade de afastamentos ou dispensa do trabalho do conselheiro.

Letra a.

De acordo com o inciso X da terceira diretriz da Resolução n. 453/2012:

X  – (...) as funções, como membro do Conselho de Saúde, não serão remuneradas,


considerando-se o seu exercício de relevância pública e, portanto, garante a dispensa
do trabalho sem prejuízo para o conselheiro (...).

12. (CESPE/2016/TCE-PA) Julgue o item a seguir, relativo ao controle social no SUS.

Na composição do conselho de saúde, um prestador de serviços de saúde ou pro-

fissional com cargo de direção ou de confiança na gestão do SUS não pode ser re-

presentante dos segmentos de usuários ou de trabalhadores.

Certo.

De acordo com o inciso VI da terceira diretriz da Resolução n. 453/2012:

VI  – A representação nos segmentos deve ser distinta e autônoma em relação aos
demais segmentos que compõem o Conselho, por isso, um profissional com cargo
de direção ou de confiança na gestão do SUS, ou como prestador de serviços
de saúde não pode ser representante dos(as) Usuários(as) ou de Trabalhado-
res(as).

O conteúdo desta aula em pdf é licenciado para PAULO AMARO DE SANTANA NETO - 05945588407, vedada, por quaisquer meios e a qualquer título,
a sua reprodução, cópia, divulgação ou distribuição, sujeitando-se aos infratores à responsabilização civil e criminal.
www.grancursosonline.com.br 24 de 43
CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS – SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE
Resolução n. 453/2012
Prof.ª Natale Souza

13. (2016/CESPE/TCE-PA) Julgue o item a seguir, relativo ao controle social no SUS.

O bom funcionamento dos conselhos de saúde depende da capacitação dos conse-

lheiros quanto às suas atribuições e às normas de funcionamento do SUS; dessa

forma, membros eleitos do Poder Legislativo, representantes do Poder Judiciário ou

do Ministério Público cumprem os requisitos necessários ao cargo de conselheiro

de saúde.

Errado.

De acordo com o inciso VIII da terceira diretriz:

VIII – a participação dos membros eleitos do Poder Legislativo, representação


do Poder Judiciário e do Ministério Público, como conselheiros, não é permitida
nos Conselhos de Saúde.

14. (CESPE/2016/TCE-PA) Julgue o item a seguir, relativo ao controle social no SUS.

Os membros dos conselhos de saúde são remunerados em razão da dedicação e da

relevância pública das atividades relacionadas ao órgão.

Errado.

De acordo com o inciso X da terceira diretriz:

X – as funções, como membro do Conselho de Saúde, não serão remuneradas,


considerando-se o seu exercício de relevância pública e, portanto, garante a dis-
pensa do trabalho sem prejuízo para o conselheiro. Para fins de justificativa junto aos
órgãos, entidades competentes e instituições, o Conselho de Saúde emitirá declaração
de participação de seus membros durante o período das reuniões, representações, ca-
pacitações e outras atividades específicas.

O conteúdo desta aula em pdf é licenciado para PAULO AMARO DE SANTANA NETO - 05945588407, vedada, por quaisquer meios e a qualquer título,
a sua reprodução, cópia, divulgação ou distribuição, sujeitando-se aos infratores à responsabilização civil e criminal.
www.grancursosonline.com.br 25 de 43
CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS – SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE
Resolução n. 453/2012
Prof.ª Natale Souza

15. (CESPE/2016/TCE-PA) Julgue o item a seguir, relativo ao controle social no SUS.

No caso de haver um município que não tenha conselho de saúde constituído, cabe

ao conselho estadual de saúde assumir, junto ao Poder Executivo municipal, a con-

vocação e realização da conferência municipal de saúde, que terá como parte de

seus objetivos a estruturação e composição do conselho municipal.

Certo.

De acordo com o inciso IX da terceira diretriz:

IX  – quando não houver Conselho de Saúde constituído ou em atividade no


Município, caberá ao Conselho Estadual de Saúde assumir, junto ao executivo
municipal, a convocação e realização da Conferência Municipal de Saúde, que
terá como um de seus objetivos a estruturação e composição do Conselho Mu-
nicipal. O mesmo será atribuído ao Conselho Nacional de Saúde, quando não houver
Conselho Estadual de Saúde constituído ou em funcionamento.

16. (CESPE/2016/TCE-PA) Julgue o item a seguir, relativo ao controle social no SUS.

Na ausência de número suficiente de entidades, instituições e movimentos organi-

zados para compor o conselho de saúde de um município, a representação desse

órgão será definida pelo conselho estadual de saúde.

Errado.

De acordo com a terceira diretriz: “(...) Nos Municípios onde não existem entida-

des, instituições e movimentos organizados em número suficiente para compor o

Conselho, a eleição da representação será realizada em plenária no Municí-

pio, promovida pelo Conselho Municipal de maneira ampla e democrática.”

O conteúdo desta aula em pdf é licenciado para PAULO AMARO DE SANTANA NETO - 05945588407, vedada, por quaisquer meios e a qualquer título,
a sua reprodução, cópia, divulgação ou distribuição, sujeitando-se aos infratores à responsabilização civil e criminal.
www.grancursosonline.com.br 26 de 43
CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS – SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE
Resolução n. 453/2012
Prof.ª Natale Souza

1.6. Estrutura e Funcionamento dos Conselhos de Saúde

Quarta Diretriz: as três esferas de Governo garantirão autonomia adminis-

trativa para o pleno funcionamento do Conselho de Saúde, dotação orça-

mentária, autonomia financeira e organização da secretaria-executiva com

a necessária infraestrutura e apoio técnico:

Os conselhos estão vinculados, em âmbito nacional, estadual e municipal, respec-

tivamente, ao Ministério da Saúde, secretaria estadual de saúde e secretaria muni-

cipal de saúde. Mas, a partir desta resolução, eles passam a ter:

• autonomia administrativa;

• dotação orçamentária;

• autonomia financeira;

• organização da secretaria-executiva.

XII – Cabe ao Conselho de Saúde deliberar em relação à sua estrutura administra-

tiva e o quadro de pessoal;

XIII – O Conselho de Saúde contará com uma secretaria-executiva coordenada por

pessoa preparada para a função, para o suporte técnico e administrativo,

subordinada ao Plenário do Conselho de Saúde, que definirá sua estrutura

e dimensão;

XIV – O Conselho de Saúde decide sobre o seu orçamento;

XV – O Plenário do Conselho de Saúde se reunirá, no mínimo, a cada mês e, ex-

traordinariamente, quando necessário, e terá como base o seu Regimento

Interno. A pauta e o material de apoio às reuniões devem ser encaminhados

aos conselheiros com antecedência mínima de 10 (dez) dias;

O conteúdo desta aula em pdf é licenciado para PAULO AMARO DE SANTANA NETO - 05945588407, vedada, por quaisquer meios e a qualquer título,
a sua reprodução, cópia, divulgação ou distribuição, sujeitando-se aos infratores à responsabilização civil e criminal.
www.grancursosonline.com.br 27 de 43
CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS – SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE
Resolução n. 453/2012
Prof.ª Natale Souza

XVI – As reuniões plenárias dos Conselhos de Saúde são abertas ao público

e deverão acontecer em espaços e horários que possibilitem a parti-

cipação da sociedade;

XVII – O Conselho de Saúde exerce suas atribuições mediante o funcionamento

do Plenário, que, além das comissões intersetoriais, estabelecidas na Lei n.

8.080/1990, instalará outras comissões intersetoriais e grupos de tra-

balho de conselheiros para ações transitórias. As comissões poderão

contar com integrantes não conselheiros;

XVIII – O Conselho de Saúde constituirá uma Mesa Diretora eleita em Plenário, res-

peitando a paridade expressa nesta Resolução;

XIX – As decisões do Conselho de Saúde serão adotadas mediante quórum mínimo

(metade mais um) dos seus integrantes, ressalvados os casos regimentais

nos quais se exija quórum especial, ou maioria qualificada de votos;

a) entende-se por maioria simples o número inteiro imediatamente superior à

metade dos membros presentes;

b) entende-se por maioria absoluta o número inteiro imediatamente superior à

metade de membros do Conselho;

c) entende-se por maioria qualificada 2/3 (dois terços) do total de membros do

Conselho;

XX – Qualquer alteração na organização dos Conselhos de Saúde preser-

vará o que está garantido em lei e deve ser proposta pelo próprio Con-

selho e votada em reunião plenária, com quórum qualificado, para depois

ser alterada em seu Regimento Interno e homologada pelo gestor da esfera

correspondente;

O conteúdo desta aula em pdf é licenciado para PAULO AMARO DE SANTANA NETO - 05945588407, vedada, por quaisquer meios e a qualquer título,
a sua reprodução, cópia, divulgação ou distribuição, sujeitando-se aos infratores à responsabilização civil e criminal.
www.grancursosonline.com.br 28 de 43
CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS – SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE
Resolução n. 453/2012
Prof.ª Natale Souza

XXI – a cada quadrimestre deverá constar dos itens da pauta o pronunciamento

do gestor, das respectivas esferas de governo, para que faça a prestação de

contas, em relatório detalhado, sobre andamento do plano de saúde, agenda

da saúde pactuada, relatório de gestão, dados sobre o montante e a forma

de aplicação dos recursos, as auditorias iniciadas e concluídas no período,

bem como a produção e a oferta de serviços na rede assistencial própria,

contratada ou conveniada, de acordo com o art. 12 da Lei n. 8.689/93 e com

a Lei Complementar n. 141/2012;

Observe que a cada quadrimestre deverá constar na pauta da reunião do conse-

lho o pronunciamento do gestor! Com que finalidade? Para que o conselho preste

contas em relatório detalhado sobre o andamento do plano de saúde, agenda, re-

latório de gestão.

Não confunda. Este relatório é para apresentar as parciais de uma das atribuições

do conselho definidas pela Lei Complementar n. 141/2012; o relatório de gestão

é anual.

XXII – os Conselhos de Saúde, com a devida justificativa, buscarão auditorias

externas e independentes sobre as contas e atividades do Gestor do SUS; e

XXIII – o Pleno do Conselho de Saúde deverá manifestar-se por meio de reso-

luções, recomendações, moções e outros atos deliberativos. As resoluções

serão obrigatoriamente homologadas pelo chefe do poder constituído em

cada esfera de governo, em um prazo de 30 (trinta) dias, dando-se lhes

publicidade oficial. Decorrido o prazo mencionado e não sendo homologada a

O conteúdo desta aula em pdf é licenciado para PAULO AMARO DE SANTANA NETO - 05945588407, vedada, por quaisquer meios e a qualquer título,
a sua reprodução, cópia, divulgação ou distribuição, sujeitando-se aos infratores à responsabilização civil e criminal.
www.grancursosonline.com.br 29 de 43
CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS – SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE
Resolução n. 453/2012
Prof.ª Natale Souza

resolução e nem enviada justificativa pelo gestor ao Conselho de Saúde com

proposta de alteração ou rejeição a ser apreciada na reunião seguinte, as

entidades que integram o Conselho de Saúde podem buscar a validação das

resoluções, recorrendo à justiça e ao Ministério Público, quando necessário.

17. (HUCAM-UFES/2014/AOCP) De acordo com a Resolução 453/2012, assinale a

alternativa INCORRETA.

a) cabe ao Conselho de Saúde deliberar em relação à sua estrutura administrativa

e ao quadro de pessoal.

b) o Conselho de Saúde contará com uma secretaria-executiva coordenada por

pessoa preparada para a função, para o suporte técnico e administrativo, subor-

dinada ao Plenário do Conselho de Saúde, que definirá sua estrutura e dimensão.

c) o Conselho de Saúde decide sobre o seu orçamento.

d) o Plenário do Conselho de Saúde se reunirá, no mínimo, a cada mês e, extra-

ordinariamente, quando necessário, e terá como base o seu Regimento Interno. A

pauta e o material de apoio às reuniões devem ser encaminhados aos conselheiros

com antecedência mínima de 10 (dez) dias.

e) as reuniões plenárias dos Conselhos de Saúde são fechadas ao público e deve-

rão acontecer em recintos exclusivos do ministério da saúde.

Letra e.

De acordo com o inciso V da quarta diretriz: “as reuniões plenárias dos Conselhos

de Saúde são abertas ao público e deverão acontecer em espaços e horários que

possibilitem a participação da sociedade;”

O conteúdo desta aula em pdf é licenciado para PAULO AMARO DE SANTANA NETO - 05945588407, vedada, por quaisquer meios e a qualquer título,
a sua reprodução, cópia, divulgação ou distribuição, sujeitando-se aos infratores à responsabilização civil e criminal.
www.grancursosonline.com.br 30 de 43
CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS – SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE
Resolução n. 453/2012
Prof.ª Natale Souza

18. (HU-UFTM/2013/IADES) De acordo com a Resolução 453/2012, as resoluções

aprovadas pelo Pleno do Conselho de Saúde serão obrigatoriamente homologadas

pelo chefe do poder constituído em cada esfera de governo, em um prazo de:

a) 05 dias.

b) 10 dias.

c) 15 dias.

d) 30 dias.

e) 45 dias.

Letra d.

De acordo com o inciso X, da quarta diretriz:

X – o Pleno do Conselho de Saúde deverá manifestar-se por meio de resoluções, reco-
mendações, moções e outros atos deliberativos. As resoluções serão obrigatoriamente
homologadas pelo chefe do poder constituído em cada esfera de governo, em um prazo
de 30 (trinta) dias, dando-se-lhes publicidade oficial. Decorrido o prazo mencionado e
não sendo homologada a resolução e nem enviada justificativa pelo gestor ao Conselho
de Saúde com proposta de alteração ou rejeição a ser apreciada na reunião seguinte, as
entidades que integram o Conselho de Saúde podem buscar a validação das resoluções,
recorrendo à justiça e ao Ministério Público, quando necessário.

19. (INSTITUTO AOCP/2015) Conforme a Resolução n. 453, de 10 de Maio de

2012, que trata da “Estrutura e Funcionamento dos Conselhos de Saúde”, assinale

a alternativa INCORRETA.

a) Cabe ao conselho de Saúde deliberar em relação à sua estrutura administrativa

e ao quadro de pessoal.

b) O Conselho de Saúde contará com uma secretaria-executiva coordenada por

pessoa preparada para a função, para o suporte técnico administrativo, subordina-

da ao Plenário do Conselho de Saúde, que definirá sua estrutura e dimensão.

O conteúdo desta aula em pdf é licenciado para PAULO AMARO DE SANTANA NETO - 05945588407, vedada, por quaisquer meios e a qualquer título,
a sua reprodução, cópia, divulgação ou distribuição, sujeitando-se aos infratores à responsabilização civil e criminal.
www.grancursosonline.com.br 31 de 43
CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS – SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE
Resolução n. 453/2012
Prof.ª Natale Souza

c) O conselho de Saúde nunca decide sobre o seu orçamento.

d) O Plenário de Conselho de Saúde se reunirá, no mínimo, a cada mês e, extra-

ordinariamente, quando necessário, e terá como base o seu Regimento Interno.

A pauta do material de apoio às reuniões deve ser encaminhada aos conselheiros

com antecedência mínima de 10 (dez) dias.

e) As reuniões plenárias dos Conselhos de Saúde são abertas ao público e deverão

acontecer em espaços e horários que possibilitem a participação da sociedade.

Letra c.

De acordo com o inciso III da quarta diretriz da Resolução n. 453/2012, o Conselho

possui autonomia para definir seu orçamento.

III – o Conselho de Saúde decide sobre o seu orçamento;

20. (INSTITUTO AOCP/2015/EBSERH) De acordo com a Resolução n. 453/2012 do

Conselho Nacional da Saúde, as decisões do Conselho de Saúde serão adotadas

a) mediante quórum mínimo (metade mais um) dos seus integrantes, ressalvados

os casos regimentais nos quais se exija quórum especial, ou maioria qualificada de

votos.

b) mediante quórum de maioria qualificada (dois terços) dos seus integrantes, res-

salvados os casos regimentais nos quais se exija quórum especial de votos.

c) mediante a unanimidade dos seus integrantes, ressalvados os casos regimentais

nos quais se exija apenas quórum de maioria simples (metade mais um) de votos.

d) somente mediante quórum de maioria qualificada (três quintos) dos seus inte-

grantes.

e) somente mediante a unanimidade dos seus integrantes.

O conteúdo desta aula em pdf é licenciado para PAULO AMARO DE SANTANA NETO - 05945588407, vedada, por quaisquer meios e a qualquer título,
a sua reprodução, cópia, divulgação ou distribuição, sujeitando-se aos infratores à responsabilização civil e criminal.
www.grancursosonline.com.br 32 de 43
CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS – SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE
Resolução n. 453/2012
Prof.ª Natale Souza

Letra a.

De acordo com o inciso VIII da quarta diretriz: “as decisões do Conselho de Saúde

serão adotadas mediante quórum mínimo (metade mais um) dos seus integrantes,

ressalvados os casos regimentais nos quais se exija quórum especial, ou maioria

qualificada de votos...”

21. (IBFC/2015/EBSERH) Assinale a alternativa correta nos termos expressos da

Resolução n. 453/2012 do Conselho Nacional da Saúde.

a) As reuniões plenárias dos Conselhos de Saúde são fechadas ao público.

b) O Plenário do Conselho de Saúde se reunirá, no mínimo, a cada mês e, extra-

ordinariamente, quando necessário, e terá como base o seu Regimento Interno. A

pauta e o material de apoio às reuniões devem ser encaminhados aos conselheiros

com antecedência mínima de 10 (dez) dias;

c) Os Conselhos de Saúde são impedidos de buscar auditorias externas, sobre as

contas e atividades do Gestor do Sistema Único de Saúde.

d) O orçamento do Conselho de saúde é imposto pelo Ministério Público.


e) As reuniões plenárias dos Conselhos de Saúde são fechadas ao público e devem

ser presididas pelo Diretor Jurídico.

Letra b.

De acordo com o inciso IV da quarta diretriz: “o Plenário do Conselho de Saúde se

reunirá, no mínimo, a cada mês e, extraordinariamente, quando necessário, e terá

como base o seu Regimento Interno. A pauta e o material de apoio às reuniões devem

ser encaminhados aos conselheiros com antecedência mínima de 10 (dez) dias.”

O conteúdo desta aula em pdf é licenciado para PAULO AMARO DE SANTANA NETO - 05945588407, vedada, por quaisquer meios e a qualquer título,
a sua reprodução, cópia, divulgação ou distribuição, sujeitando-se aos infratores à responsabilização civil e criminal.
www.grancursosonline.com.br 33 de 43
CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS – SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE
Resolução n. 453/2012
Prof.ª Natale Souza

22. (INSTITUTO AOCP/2015/EBSERH) De acordo com as diretrizes da Resolução


453/2012 do Conselho Nacional da Saúde, o Plenário dos Conselhos de Saúde:
a) se reunirá, no mínimo, a cada mês e, extraordinariamente, quando necessário,
e terá como base o seu Regimento Interno. A pauta e o material de apoio às reu-
niões devem ser encaminhados aos conselheiros com antecedência mínima de 10
(dez) dias.
b) se reunirá, no mínimo, a cada quatro meses e, extraordinariamente, quando ne-
cessário, e terá como base o seu Regimento Interno. A pauta e o material de apoio
às reuniões devem ser encaminhados aos conselheiros com antecedência mínima
de 15 (quinze) dias.
c) se reunirá, no mínimo, uma vez por semana e, extraordinariamente, quando
necessário, e terá como base o seu Regimento Interno. A pauta e o material de
apoio às reuniões devem ser encaminhados aos conselheiros com antecedência
mínima de 24 (vinte e quatro) horas.
d) se reunirá em todos os finais de semana e terá como base o seu Regimento
Interno. A pauta e o material de apoio às reuniões devem ser encaminhados aos
conselheiros com antecedência mínima de 24 (vinte e quatro) horas.
e) se reunirá, no mínimo, a cada ano e, extraordinariamente, quando necessário, e
terá como base o seu Regimento Interno. A pauta e o material de apoio às reuniões
devem ser encaminhados aos conselheiros com antecedência mínima de 5 (cinco) dias.

Letra b.
De acordo com o inciso IV da quarta diretriz: “o Plenário do Conselho de Saúde se
reunirá, no mínimo, a cada mês e, extraordinariamente, quando necessário, e terá
como base o seu Regimento Interno. A pauta e o material de apoio às reuniões de-
vem ser encaminhados aos conselheiros com antecedência mínima de 10 (dez) dias.”

O conteúdo desta aula em pdf é licenciado para PAULO AMARO DE SANTANA NETO - 05945588407, vedada, por quaisquer meios e a qualquer título,
a sua reprodução, cópia, divulgação ou distribuição, sujeitando-se aos infratores à responsabilização civil e criminal.
www.grancursosonline.com.br 34 de 43
CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS – SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE
Resolução n. 453/2012
Prof.ª Natale Souza

23. (INSTITUTO AOCP/2016/EBSERH) De acordo com o que dispõe a Resolução n.

453/2012 do Conselho Nacional da Saúde, acerca da estrutura e funcionamento

dos Conselhos de Saúde, assinale a alternativa INCORRETA.

a) O Conselho de Saúde contará com uma secretaria-executiva coordenada por

pessoa preparada para a função, para o suporte técnico e administrativo, subor-

dinada ao Plenário do Conselho de Saúde, que definirá sua estrutura e dimensão.

b) O Plenário do Conselho de Saúde se reunirá, no mínimo, a cada 90 (noventa)

dias e, extraordinariamente, quando necessário, terá como base o seu Regimento

Interno. A pauta e o material de apoio às reuniões devem ser encaminhados aos

conselheiros com antecedência mínima de 20 (vinte) dias.

c) As reuniões plenárias dos Conselhos de Saúde são abertas ao público e deverão

acontecer em espaços e horários que possibilitem a participação da sociedade.

d) Os Conselhos de Saúde, com a devida justificativa, buscarão auditorias externas

e independentes sobre as contas e atividades do Gestor do SUS.

e) Cabe ao Conselho de Saúde deliberar em relação à sua estrutura administrativa

e ao quadro de pessoal.

Letra b.

De acordo com o inciso IV da quarta diretriz: “o Plenário do Conselho de Saúde se

reunirá, no mínimo, a cada mês e, extraordinariamente, quando necessário, e terá

como base o seu Regimento Interno. A pauta e o material de apoio às reuniões

devem ser encaminhados aos conselheiros com antecedência mínima de

10 (dez) dias.”

O conteúdo desta aula em pdf é licenciado para PAULO AMARO DE SANTANA NETO - 05945588407, vedada, por quaisquer meios e a qualquer título,
a sua reprodução, cópia, divulgação ou distribuição, sujeitando-se aos infratores à responsabilização civil e criminal.
www.grancursosonline.com.br 35 de 43
CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS – SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE
Resolução n. 453/2012
Prof.ª Natale Souza

1.7. Competências dos Conselhos de Saúde

Quinta Diretriz: aos Conselhos de Saúde Nacional, Estaduais, Municipais e do

Distrito Federal, que têm competências definidas nas leis federais, bem como em

indicações advindas das Conferências de Saúde, compete:

Essa diretriz traz as atribuições do conselho. Observe que não há necessidade de

decorar, basta associar se a ação cobrada em prova está ligada, direta ou indireta-

mente, ao controle social, como: educação popular, discussão, fiscalização, audi-

toria, entre outros. Mas lembre-se: os conselhos não executam ações, esse é um

papel dos gestores de cada esfera de governo! Os conselhos fiscalizam, acompa-

nham, observam e deliberam sobre essas ações!

I – fortalecer a participação e o Controle Social no SUS, mobilizar e articu-

lar a sociedade de forma permanente na defesa dos princípios constitucionais

que fundamentam o SUS;

II – elaborar o Regimento Interno do Conselho e outras normas de funcio-

namento;

III – discutir, elaborar e aprovar propostas de operacionalização das diretrizes

aprovadas pelas Conferências de Saúde;

IV – atuar na formulação e no controle da execução da política de saúde, incluindo

os seus aspectos econômicos e financeiros, e propor estratégias para a sua

aplicação aos setores público e privado;

O conteúdo desta aula em pdf é licenciado para PAULO AMARO DE SANTANA NETO - 05945588407, vedada, por quaisquer meios e a qualquer título,
a sua reprodução, cópia, divulgação ou distribuição, sujeitando-se aos infratores à responsabilização civil e criminal.
www.grancursosonline.com.br 36 de 43
CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS – SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE
Resolução n. 453/2012
Prof.ª Natale Souza

V – definir diretrizes para elaboração dos planos de saúde e deliberar

sobre o seu conteúdo, conforme as diversas situações epidemiológicas e a

capacidade organizacional dos serviços;

VI – anualmente deliberar sobre a aprovação ou não do relatório de gestão;

VII – estabelecer estratégias e procedimentos de acompanhamento da gestão do

SUS, articulando-se com os demais colegiados, a exemplo dos de seguridade

social, meio ambiente, justiça, educação, trabalho, agricultura, idosos, crian-

ça e adolescente e outros;

VIII – proceder à revisão periódica dos planos de saúde;

IX – deliberar sobre os programas de saúde e aprovar projetos a serem enca-

minhados ao Poder Legislativo, propor a adoção de critérios definidores de

qualidade e resolutividade, atualizando-os face ao processo de incorporação

dos avanços científicos e tecnológicos na área da Saúde;

X – avaliar, explicitando os critérios utilizados, a organização e o funcionamento

do Sistema Único de Saúde do SUS;

XI – avaliar e deliberar sobre contratos, consórcios e convênios, conforme

as diretrizes dos Planos de Saúde Nacional, Estaduais, do Distrito Federal e

Municipais;

XII – acompanhar e controlar a atuação do setor privado credenciado me-

diante contrato ou convênio na área de saúde;

XIII – aprovar a proposta orçamentária anual da saúde, tendo em vista as metas

e prioridades estabelecidas na Lei de Diretrizes Orçamentárias, observado o

princípio do processo de planejamento e orçamento ascendentes, conforme

legislação vigente;

O conteúdo desta aula em pdf é licenciado para PAULO AMARO DE SANTANA NETO - 05945588407, vedada, por quaisquer meios e a qualquer título,
a sua reprodução, cópia, divulgação ou distribuição, sujeitando-se aos infratores à responsabilização civil e criminal.
www.grancursosonline.com.br 37 de 43
CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS – SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE
Resolução n. 453/2012
Prof.ª Natale Souza

XIV – propor critérios para programação e execução financeira e orçamentária dos

Fundos de Saúde e acompanhar a movimentação e destino dos recursos;

XV – fiscalizar e controlar gastos e deliberar sobre critérios de movimen-

tação de recursos da Saúde, incluindo o Fundo de Saúde e os recursos

transferidos e próprios do Município, Estado, Distrito Federal e da União, com

base no que a lei disciplina;

XVI – analisar, discutir e aprovar o relatório de gestão, com a prestação de

contas e informações financeiras, repassadas em tempo hábil aos conselhei-

ros, e garantia do devido assessoramento;

XVII – fiscalizar e acompanhar o desenvolvimento das ações e dos serviços

de saúde e encaminhar denúncias aos respectivos órgãos de controle

interno e externo, conforme legislação vigente;

XVIII – examinar propostas e denúncias de indícios de irregularidades,

responder no seu âmbito a consultas sobre assuntos pertinentes às ações e

aos serviços de saúde, bem como apreciar recursos a respeito de delibera-

ções do Conselho nas suas respectivas instâncias;

XIX – estabelecer a periodicidade de convocação e organizar as Conferên-

cias de Saúde, propor sua convocação ordinária ou extraordinária e estru-

turar a comissão organizadora, submeter o respectivo regimento e programa

ao Pleno do Conselho de Saúde correspondente, convocar a sociedade para

a participação nas pré-conferências e conferências de saúde;

XX – estimular articulação e intercâmbio entre os Conselhos de Saúde, en-

tidades, movimentos populares, instituições públicas e privadas para

a promoção da Saúde;

O conteúdo desta aula em pdf é licenciado para PAULO AMARO DE SANTANA NETO - 05945588407, vedada, por quaisquer meios e a qualquer título,
a sua reprodução, cópia, divulgação ou distribuição, sujeitando-se aos infratores à responsabilização civil e criminal.
www.grancursosonline.com.br 38 de 43
CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS – SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE
Resolução n. 453/2012
Prof.ª Natale Souza

XXI – estimular, apoiar e promover estudos e pesquisas sobre assuntos e temas

na área de saúde pertinente ao desenvolvimento do Sistema Único de Saú-

de (SUS);

XXII – acompanhar o processo de desenvolvimento e incorporação científica e tec-

nológica, observados os padrões éticos compatíveis com o desenvolvimento

sociocultural do País;

XXIII – estabelecer ações de informação, educação e comunicação em saúde, di-

vulgar as funções e competências do Conselho de Saúde, seus trabalhos e

decisões nos meios de comunicação, incluindo informações sobre as agen-

das, datas e local das reuniões e dos eventos;

XXIV – deliberar, elaborar, apoiar e promover a educação permanente para o con-

trole social, de acordo com as Diretrizes e a Política Nacional de Educação

Permanente para o Controle Social do SUS;

XXV – incrementar e aperfeiçoar o relacionamento sistemático com os po-

deres constituídos, Ministério Público, Judiciário e Legislativo, meios

de comunicação, bem como setores relevantes não representados

nos conselhos;

XXVI – acompanhar a aplicação das normas sobre ética em pesquisas aprovadas

pelo CNS;

XXVII – deliberar, encaminhar e avaliar a Política de Gestão do Trabalho e Educação

para a Saúde no SUS;

XXVIII – acompanhar a implementação das propostas constantes do relatório das

plenárias dos Conselhos de Saúde; e

XXIX – atualizar periodicamente as informações sobre o Conselho de Saúde

no Sistema de Acompanhamento dos Conselhos de Saúde (SIACS).

O conteúdo desta aula em pdf é licenciado para PAULO AMARO DE SANTANA NETO - 05945588407, vedada, por quaisquer meios e a qualquer título,
a sua reprodução, cópia, divulgação ou distribuição, sujeitando-se aos infratores à responsabilização civil e criminal.
www.grancursosonline.com.br 39 de 43
CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS – SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE
Resolução n. 453/2012
Prof.ª Natale Souza

24. (HUCAM-UFES/2014/AOCP) De acordo com a Resolução 453/2012, os Conse-

lhos de Saúde Nacional, Estaduais, Municipais e do Distrito Federal para aprovação

ou não do relatório de gestão, deliberarão:

a) bienalmente.

b) anualmente.

c) semestralmente.

d) trimestralmente.

e) bimestralmente.

Letra b.

Quinta Diretriz: aos Conselhos de Saúde Nacional, Estaduais, Municipais e do Distrito


Federal, que têm competências definidas nas leis federais, bem como em indicações
advindas das Conferências de Saúde, compete:
VI – anualmente deliberar sobre a aprovação ou não do relatório de gestão;

25. (INSTITUTO AOCP/2014/EBSERH) Analise as assertivas e assinale a alternativa

que aponta as corretas. Conforme a Resolução n. 453/2012, compete aos Conse-

lhos de Saúde Nacional, Estaduais, Municipais e do Distrito Federal:

I – definir diretrizes para elaboração dos planos de saúde e deliberar sobre o seu

conteúdo, conforme as diversas situações epidemiológicas e a capacidade organi-

zacional dos serviços.

II – semestralmente deliberar sobre a aprovação ou não do relatório de gestão.

III – proceder à revisão periódica dos planos de saúde.

IV – estimular articulação e intercâmbio entre os Conselhos de Saúde, entidades,

movimentos populares, instituições públicas e privadas para a promoção da Saúde.

O conteúdo desta aula em pdf é licenciado para PAULO AMARO DE SANTANA NETO - 05945588407, vedada, por quaisquer meios e a qualquer título,
a sua reprodução, cópia, divulgação ou distribuição, sujeitando-se aos infratores à responsabilização civil e criminal.
www.grancursosonline.com.br 40 de 43
CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS – SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE
Resolução n. 453/2012
Prof.ª Natale Souza

a) Apenas I, III e IV.

b) Apenas I, II e IV.

c) Apenas III e IV.

d) Apenas II e IV.

e) I, II, III e IV.

Letra c.

Quinta Diretriz: aos Conselhos de Saúde Nacional, Estaduais, Municipais e do Distrito


Federal, que têm competências definidas nas leis federais, bem como em indicações
advindas das Conferências de Saúde, compete:
(...)
VIII – proceder à revisão periódica dos planos de saúde;
XX – estimular articulação e intercâmbio entre os Conselhos de Saúde, entidades,
movimentos populares, instituições públicas e privadas para a promoção da Saúde (...)

O que é o SIACS?

O Sistema de Acompanhamento dos Conselhos de Saúde é mais uma ferramenta

de comunicação e informação para contribuir com a efetividade do Controle Social.

Todos os conselhos devem realizar seu cadastro. Criando uma única rede de dados

dos 5.569 conselhos municipais, dos 26 estaduais, do Distrito Federal e dos 36

conselhos distritais de saúde indígena junto ao Conselho Nacional de Saúde e ao

Ministério da Saúde.

O SIACS resultará em um retrato detalhado dos conselhos de saúde de todo o País,

mostrando a composição dos colegiados e o cumprimento de normas legais relacio-

nadas ao Sistema Único de Saúde.

O conteúdo desta aula em pdf é licenciado para PAULO AMARO DE SANTANA NETO - 05945588407, vedada, por quaisquer meios e a qualquer título,
a sua reprodução, cópia, divulgação ou distribuição, sujeitando-se aos infratores à responsabilização civil e criminal.
www.grancursosonline.com.br 41 de 43
CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS – SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE
Resolução n. 453/2012
Prof.ª Natale Souza

Fica revogada a Resolução do CNS no 333, de 4 de novembro de 2003.

ALEXANDRE ROCHA SANTOS PADILHA

Presidente do Conselho Nacional de Saúde

Homologo a Resolução CNS n. 453, de 10 de maio de 2012, nos termos do De-

creto n. 5.839, de 11 de julho de 2006.

ALEXANDRE ROCHA SANTOS PADILHA

Ministro de Estado da Saúde

Republicada por ter saído com incorreção no original, publicado no Diário Oficial

da União n. 109, Seção 1, página 138.

O conteúdo desta aula em pdf é licenciado para PAULO AMARO DE SANTANA NETO - 05945588407, vedada, por quaisquer meios e a qualquer título,
a sua reprodução, cópia, divulgação ou distribuição, sujeitando-se aos infratores à responsabilização civil e criminal.
www.grancursosonline.com.br 42 de 43
CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS – SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE
Resolução n. 453/2012
Prof.ª Natale Souza

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil. São Paulo: Imprensa

Oficial do Estado de São Paulo S.A., MESP, 1988.

________. Lei n. 8142/1990. Dispõe sobre a participação da comunidade na

gestão do Sistema Único de Saúde (SUS) e sobre as transferências intergoverna-

mentais de recursos financeiros na área da saúde e dá outras providências. Dispo-

nível em: www.saude.gov.br/legislação. Acesso em: 25/09/16

___________. Resolução N. 453/2012. Resolve: Aprovar as seguintes diretrizes

para instituição, reformulação, reestruturação e funcionamento dos Conselhos de

Saúde. Disponível em: http://conselho.saude.gov.br/ultimas_noticias/2012/12_

jun_resolucao453.html. Acesso em: 25/09/16

____________. Cartilha de Orientação aos Conselheiros de Saúde. Disponível

em: http://fopspr.files.wordpress.com/2009/04/orientacaoconselheirosdesaude-

ces-sp.p

www.grancursosonline.com.br 43 de 43