Você está na página 1de 4

Última atualização: 21/01/2019 – 17:07h

PLANO DE ENSINO

Unidade Curricular Pesquisa em Serviço Social Pré-Requisito Nenhum

Professor Turno

Carga Horária 80H Turma


EMENTA

Natureza, método e processo de construção de conhecimento: o debate teórico-metodológico. A investigação como dimensão constitutiva do trabalho do assistente social e como subsídio para a produção do conhecimento sócio humanístico,
sócio-político e ambiental sobre processos sociais e reconstrução do objeto da ação profissional. Questões teórico-metodológicas que envolvem a implementação do projeto de pesquisa.

OBJETIVO DA DISCIPLINA

Desenvolver a atitude cientifica e investigativa no planejamento e elaboração de projetos de pesquisa social, articulado às demandas postas aos profissionais de Serviço Social.

COMPETÊNCIAS

C1 Utilizar os conhecimentos históricos, políticos, sociais e ambiental para compreender e valorizar a investigação, favorecendo uma atuação do indivíduo com consciência sócio-humanística.

C2 Compreender questões teórico-metodológico acerca do desenvolvimento pesquisa em Serviço Social.

C3 Avaliar as situações-problemas, interpretando e aplicando os conhecimentos técnicos inerentes ao pesquisador em Serviço Social.

C4 Dominar métodos e processos de construção do conhecimento a partir de um debate metodológico.

HABILIDADES

H1 Compreender as demandas sócio históricas dos usuários dos serviços sociais, respeitando e comprometendo-se com os valores e princípios norteadores do Código de Ética do Assistente Social

H2 Identificar os pontos de interseção entre os diversos campos do conhecimento de modo a favorecer o estabelecimento de um trabalho interdisciplinar e multidisciplinar

H3 Elaborar atividade que implementem as Políticas Públicas nas áreas de educação, meio ambiente e sócio jurídica, políticas urbanas e políticas rurais

H4 Desenvolver mecanismos de integração entre instituições públicas ou privadas que implementem as Políticas Sociais nas áreas de seguridade social (previdência, assistência social e saúde).

H5 Identificar as políticas públicas nas áreas de educação, meio ambiente e sócio jurídica, políticas urbanas e políticas rurais.

H6 Dominar diferentes técnicas produção, interpretação e análise de dados

H7 Conhecer os métodos adequados para pesquisa em Serviço Social.

H8 Mobilizar recursos cognitivos nos variados contextos como ação para a resolução de problemas.

CONTRIBUIÇÃO PARA O PERFIL DO EGRESSO

Problematizar sobre conceitos, fundamentos e pressupostos teórico-metodológicos relacionados à pesquisa em Serviço Social; Desenvolver postura criativa, investigativa, crítica, analítica e interventiva do Serviço Social para compreensão e
enfrentamento das expressões da Questão Social; Potencializar o compromisso e a responsabilidade ético-política diante da realidade social e da produção do conhecimento.

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO

Unidade 1: O Serviço Social e a Pesquisa.


1.1 A dimensão investigativa do Serviço Social e os desafios da pesquisa na formação e no exercício profissional do (a) Assistente Social.
1.2 Metodologia de trabalhos científicos.
1.3 A produção de conhecimento/saberes no âmbito do Serviço Social.
1.4 Conceitos, fundamentos e pressupostos teórico-metodológicos da pesquisa em Serviço Social.
1.5 Os elementos que constituem a estrutura de um projeto de pesquisa.

Unidade 2: O projeto de pesquisa em Serviço Social.


2.1 Orientação e construção compartilhada do projeto de pesquisa.

METODOLOGIA ATIVA NO ÂMBITO DO CURSO

O curso de Serviço Social utiliza, predominantemente, a Metodologia Ativa Peer Instruction em suas dinâmicas de aula, ao mesmo tempo fomenta todas as demais práticas e iniciativas em sede de metodologias ativas de aprendizagem e
práticas inovadoras.
METODOLOGIA DE ENSINO E APRENDIZAGEM

As aulas serão desenvolvidas por meio de metodologias problematizadoras e participativas de aprendizagem para permitir a construção de saberes acerca da Pesquisa em Serviço Social.
Para isso, serão utilizados diferentes recursos que possibilitem o aprendizado significativo e a interação: Exposição dialogada; Roda de conversa; Leitura de texto; Aprendizagem colaborativa; Estudo Dirigido; Exibição de
vídeos; Estudos na biblioteca/biblioteca virtual.

RECURSOS INSTRUCIONAIS

Uso de kit multimídia.

ARTICULAÇÃO COM OUTRAS DISCIPLINAS

Articulação com TCC I, TCC II, Ética Profissional, Metodologia Científica, Sociologia, Antropologia.

AVALIAÇÃO DE APRENDIZAGEM

Resolução do CONSELHO SUPERIOR estabelece os critérios de avaliação de aprendizagem sumarizados na tabela a seguir:

Resumo da resolução do conselho superior que versa sobre os critérios de avaliação de aprendizagem
Item Descrição

Atividades definidas pelo professor (trabalhos, seminários, pesquisas e outras) e uma prova escrita e individual dos
1ª Avaliação (A1)
conteúdos definidos pelo professor.

2ª Avaliação (A2) Prova escrita e individual dos conteúdos cumulativos abordados durante o semestre.

Média Final

Média para aprovação MF ≥ 6,0 pontos

Frequência para aprovação Igual ou Superior a 75%

Condição para realização da Prova Final (PF) 2,0 < MF < 6,0 pontos

Média Final Definitiva (MFD)

Condição de aprovação após realização da prova final

Em caso de falta a uma das avaliações é possível requerer dentro do prazo estabelecido a realização da prova
Prova Substitutiva
substitutiva à coordenação de curso realizando pagamento da respectiva taxa.
Para realização das provas escritas e individuais será utilizado o sistema digital de gestão de provas, questões e itens
Plataforma Qstione
digital Qstione.
O detalhamento completo da Resolução do Conselho Superior resumido nesta tabela pode ser solicitado a qualquer
Outros
momento e encontra-se estabelecido em documento próprio.

Itens de avaliação

Abordagem em Tempo Projeção Peso


Item avaliativo
TP TAP TAC TFE TFG

i1 – Grupo de estudo ou pesquisa. x 15%

i2 – Produção textual com potencial para publicação. x 15%

i3 – Visita técnica.

i4 – Ação com envolvimento comunitário.

i5 – Laboratório e prática. x

i6 - Avaliação processual, formativa, somativa (A1) X 20%

i7 – Avaliação processual, formativa, somativa (A2) X X X 50%

Total 100%

TEMPO DESCRIÇÃO DO TEMPO PROJEÇÃO

TP O Tempo de Aprendizagem Projeção (TP) refere-se à carga horária da disciplina destinada para a mediação de conteúdos em sala de aula com uso de diferentes metodologias ativas e participativas de aprendizagem.

O Tempo de Aprendizagem Pesquisa (TAP) é uma etapa consecutiva ao TP, visto que são desenvolvidos métodos e técnicas para que o estudante possa observar e interver em diferentes contextos sociais, aos quais, sob sua
TAP
perspectiva os conteúdos mediados em sala de aula façam sentido.
O Tempo Aprendizagem Comunidade (TAC) é o momento em que o estudante está em campo, colocando em prática a teoria apreendida em sala de aula, em um movimento contínuo de observação, pesquisa-ação e
TAC
intervenção devidamente relatada e evidenciada.
O Tempo de Formação Geral Enade (TFG) é a parcela de carga horária do itinerário formativo destinado para reflexões, discussões e refacções de questões nos moldes Enade (de formação geral), de modo que o estudante
TFG
desenvolva habilidades, competências e atitudes frente a esta avaliação externa.
O Tempo de Formação Específica Enade (TFE) é a parcela de carga horária do itinerário formativo destinado para reflexões, discussões e refacções de questões nos moldes Enade (de formação específica e correlacionada ao
TFE
conteúdo da unidade curricular), de modo que o estudante desenvolva habilidades, competências e atitudes frente a esta avaliação externa.

Critérios Avaliativos

i1 Apresentação de artigos científicos no tema escolhido pelo/a estudante para seu projeto.

i2 Exercícios do Projeto de Pesquisa com Pergunta, Objetivo Geral, Objetivos Específicos, Revisão Bibliográfica, Problema, Cronograma etc.

i3

i4

i5 Entrega de Artigo Científico – Edital curso de Direito

i6 Prova Escrita 1
i7 Prova Escrita 2

Matriz de Referência – Habilidades e Competências

h1 h2 h3 h4 h5 h6 h7 h8 h9 h10 h11 h12 h13 h14 h15 h16 h17

C1

C2

C3

C4

C5

C6

BIBLIOGRAFIA BÁSICA

Item Título Virtual

1 MINAYO. M. Cecília de Souza. Pesquisa social: teoria, método e criatividade. São Paulo: Vozes, 2010.

2 RUDIO, F. V. Introdução ao projeto de pesquisa científica. 24. ed. Petrópolis: Vozes, 2011

3 GOMES, Romeu. Pesquisa social: teoria, método e criatividade. São Paulo: Vozes, 2013.

BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR
Item Título Virtual
1 CARDOSO, Ruth (org.). A aventura antropológica: teoria e pesquisa. Paz e Terra: SP, 2004.

2 DIONNE, Jean; LAVILLE, Christian. A construção do saber: manual de metodologia da pesquisa em ciências humanas. Porto Alegre: UFMG, 1999.

3 GIL, A. Carlos. Métodos e técnicas de pesquisa social. São Paulo: Atlas, 2010.

4 KERLINGER, Fred Nicols. Metodologia da pesquisa em ciências sociais. São Paulo: EPU, 1999.

MARCONI, Marina de Andrade; LAKATOS, Eva Maria. Técnicas de pesquisa: planejamento e execução de pesquisas, amostragens e técnicas de pesquisa, elaboração, análise e
5
interpretação de dados. São Paulo: Atlas, 2010.

PERIÓDICOS ESPECIALIZADOS
Item Título

1 REVISTA KATÁLYSIS. Florianópolis, SC: Centro Sócio-Econômico/UFSC,1997-. Semestral. ISSN 19820259. Disponível em: <http://www.katalysis.ufsc.br/conteudo.php>. Acesso em: 21 ago. 2014.

REVISTA POLÍTICA SOCIAL E DESENVOLVIMENTO. Campinas, SP: Universidade Estadual de Campinas. Mensal. 1 ISSN 2358-0690. Disponível em: <
2
https://revistapoliticasocialedesenvolvimento.com/apresentacao/>. Acesso em: Acesso em: 21 ago. 2014.

BIBLIOGRAFIA EXTRA – SOCIEDADE, DEMANDAS DO MUNDO DO TRABALHO E PESQUISA DE PONTA

Item Abordagem Link ou Artigo


SILVA, Érica; PEREIRA, Everton. Ética em Pesquisa: os desafios das pesquisas em ciências humanas e sociais para o atual sistema de revisão ética. Revista ANTHROPOLÓGICAS. Ano 20,
1 Sociedade 27(2):120-147, 2016.

2 Mercado de Trabalho GUERRA, Yolanda. A dimensão investigativa no exercício profissional. In: Serviço Social: Direitos Sociais e Competências Profissionais. CFESS/ABPESS, Distrito Federal, 2009.

3 Pesquisa de Ponta

CRONOGRAMA
Encontro Conteúdo Habilidades Competências Item Avaliativo

Conhecimento dos materiais utilizados para


11/02/2019: Apresentação da disciplina e dos materiais a serem utilizados nos O que a disciplina “Pesquisa em Serviço
1 exercícios práticos. Social” oferece.
avaliação: roteiros dos exercícios, planos de aulas
etc.

Conjunto de conhecimentos sobre: o que


18/02/2019: O que é ciência? Método científico. Importância do conhecimento é pesquisa, o que é ciência, o que é Como distinguir conhecimento e opinião. Tomada de
2 científico. A tomada de decisões baseadas em evidências. pesquisar. Consciência e reflexividade decisão fundamentada. Planejamento e avaliação.
crítica.

25/02/2019: A pesquisa em Serviço Social: conceitos, fundamentos e pressupostos


O que significa a dimensão teórico- Como diferenciar as dimensões teórico-metodológica,
teórico-metodológicos. GUERRA, Yolanda. A dimensão investigativa no exercício
3 profissional. In: Serviço Social: Direitos Sociais e Competências Profissionais.
metodológica do tripé do Serviço Social. ético-política e técnico-operativa do Serviço Social.
Consciência e reflexividade crítica. Planejamento e avaliação.
CFESS/ABPESS, Distrito Federal, 2009.

04/03/2019 (Carnaval): A pesquisa em Serviço Social: conceitos, fundamentos e


O que significa a dimensão teórico- Como diferenciar as dimensões teórico-metodológica,
pressupostos teórico-metodológicos .FRAGA, Cristina. A atitude investigativa no Complementação de carga horária. Leitura e
4 trabalho do assistente social. Serv. Soc. Soc., São Paulo, n. 101, p. 40-64, jan./mar.
metodológica do tripé do Serviço Social. ético-política e técnico-operativa do Serviço Social.
postagem de resenha no blog.
Consciência e reflexividade crítica. Planejamento e avaliação.
2010.

11/03/2019: O projeto de pesquisa. Planejamento, características, conceitos e


O que significa a dimensão teórico-
finalidades da Pesquisa (o que fazer? Por quê? Para quê? Para quem? Onde fazer?
5 Como? Com quem? Quanto? Quando? Quem vai fazer?). Pesquisa Quantitativa e
metodológica do tripé do Serviço Social. Como pesquisar? Planejamento.
Consciência e reflexividade crítica.
Qualitativa. Os elementos constitutivos e a estrutura do Projeto de Pesquisa.

18/03/2019: Exercício 1: Construindo o Projeto de Pesquisa em Serviço Social


6 (individual). Roda de conversa para socialização com a turma.
O que é pesquisa social? Como pesquisar? Planejamento. Orientações para construção do Artigo.

25/03/2019: A pesquisa Social: conceitos, fundamentos e pressupostos teórico-


metodológicos. * Definição do tema e escolha do problema ou definição do objeto. *
O percurso: problema, pergunta e pressupostos. Justificativa. MINAYO. M. Cecília Definição de equipes. Escolha de temas/artigos
7 O que é pesquisa social? Como pesquisar? Planejamento.
para apresentação.
de Souza. Pesquisa social: teoria, método e criatividade. São Paulo:
Vozes, 2010.

01/04/2019: A pesquisa Social: conceitos, fundamentos e pressupostos teórico-


metodológicos. * Definição do tema e escolha do problema ou definição do objeto. *
O percurso: problema, pergunta e pressupostos. Justificativa. MINAYO. M. Cecília Apresentação de artigos científicos, conforme
8 O que é pesquisa social? Como pesquisar? Planejamento.
modelo orientador.
de Souza. Pesquisa social: teoria, método e criatividade. São Paulo:
Vozes, 2010.
08/04/2019: Avaliação 1 – prova individual e escrita sobre Pesquisa social,
9 conceitos e fundamentos.
Habilidades e competências ENADE Habilidades e competências ENADE Habilidades e competências ENADE

15/04/2019:A pesquisa Social: conceitos, fundamentos e pressupostos teórico-


metodológicos. Definição de objetivos e da base teórica e conceitual. Pesquisa
10 bibliográfica e Pesquisa documental. MINAYO. M. Cecília de Souza. Pesquisa Distinguir objeto se objetivos. Planejamento e pesquisa
social: teoria, método e criatividade. São Paulo: Vozes, 2010.

22/04/2019: Estudo dirigido acerca da Pesquisa Bibliográfica, de Campo e


11 documental: O que é e como fazer?. Postagem no blog.
Consciência e reflexividade crítica. Planejamento e pesquisa

29/04/2019: A pesquisa Social: conceitos, fundamentos e pressupostos teórico-


metodológicos. O trabalho de campo como descoberta e criação. População e
12 Amostra. Técnicas de pesquisa: entrevista, questionário, história de vida e oral, Consciência e reflexividade crítica. Planejamento e pesquisa
observação participante, dentre outras. Coleta, organização, análise e interpretação
de dados.

06/05/2019: Questões Éticas da pesquisa. SILVA, Érica; PEREIRA, Everton. Ética


em Pesquisa: os desafios das pesquisas em ciências humanas e sociais para o
13 atual sistema de revisão ética. Revista ANTHROPOLÓGICAS. Ano 20, 27(2):120-
Consciência e reflexividade crítica. Planejamento e pesquisa
147, 2016.

13/05/2019: Construção/Entrega da primeira versão do Projeto de Pesquisa em


14 Serviço Social. Postagem no blog.
Consciência e reflexividade crítica. Planejamento e pesquisa

15 20/05/2019: Orientações para construção do Projeto de Pesquisa (em equipe). Consciência e reflexividade crítica. Planejamento e pesquisa

16 27/05/2019: Orientações finais para apresentação do Projeto de Pesquisa. Consciência e reflexividade crítica. Planejamento e pesquisa

17 03/06/2019: Orientações finais para transformar projeto em Artigo Científico. Consciência e reflexividade crítica. Planejamento e pesquisa

10/06/2019: Avaliação 2: Prova individual e escrita sobre Pesquisa Social:


18 método e ética em pesquisa.
Consciência e reflexividade crítica. Planejamento e pesquisa

17/06/2019: Avaliação formativa, celebração e ajustes de notas. Roda de conversa


19 acerca dos desafios da Pesquisa para a formação e o exercício profissional de Consciência e reflexividade crítica. Planejamento e pesquisa
Assistentes Sociais.

24/06/2019: Entrega e diálogo sobre artigo a apresentar para Edital do curso de


20 Direito. Entrega de notas.
Consciência e reflexividade crítica. Planejamento e pesquisa

OBSERVAÇÕES

DATAS DE APLICAÇÃO DAS PROVAS:


Avaliação A1: 08/04/2019
Avaliação A2: 10/06/2019
Prova Substitutiva (A1 ou A2): 17/06/2019
Prova Final: 18/06/2019