Você está na página 1de 2

Caso 4

A Empresa Industrial A com um ciclo de exploração longo, dispõe dos seguintes


elementos:
- Volume de vendas anual de 300.000 m€.
- Todas as vendas são efectuadas a crédito e os clientes pagam, em média, a 3 meses.
- O CMVMC representa, em média, 40% do volume de vendas.
- O Stock de Matérias-Primas corresponde a 2 meses de fabricação.
- O período de tempo compreendido entre a introdução das matérias-primas no
processo produtivo e a obtenção da produção acabada é, em média, de 3 meses.
- O custo médio dos produtos em curso corresponde à média entre o custo das
matérias-primas e o custo dos produtos acabados.
- O Stock de Produtos Acabados deverá dar para cobrir um mês de vendas. O Custo
da produção acabada representa 80% das vendas mensais.
- A empresa paga aos seus Fornecedores a 3 meses.
- O valor anual dos Fornecimentos e Serviços Externos é, em média, de 45.000 m€,
tendo a empresa, em média, 1 mês de crédito.
- O valor em dívida ao EOEP corresponde, em média, a 20% das vendas mensais.
- A Reserva de Segurança de Tesouraria é, em média, de 3.000 m€.
- Todas as transacções da empresa estão sujeitas a 21% de IVA.

A Empresa Comercial B com um ciclo de exploração curto, dispõe dos seguintes


elementos:
- Volume de vendas anual de 300.000 m€.
- Todas as vendas são efectuadas a crédito e os Clientes pagam, em média, a 3 meses.
- O CMVMC representa, em média, 80% do volume de vendas.
- O Stock de Mercadorias deverá dar para cobrir um mês de vendas.
- A empresa paga aos seus Fornecedores a 3 meses.
- O valor anual dos Fornecimentos e Serviços Externos é, em média, de 22.000 m€,
tendo a empresa, em média, 1 mês de crédito.
- O valor em dívida ao EOEP corresponde, em média, a 12% das vendas mensais.
- A Reserva de Segurança de Tesouraria é, em média, de 750 m€.
- Todas as transacções da empresa estão sujeitas a 21% de IVA.

Pretende-se:
Analise comparativamente o FMNE das duas empresas.
Caso 5 – Análise do Equilíbrio Estrutural de Tesouraria

1. Elementos patrimoniais (rubricas do Balanço) – ano N:


Activos Fixos Tangíveis (Activo Bruto) - 163.625€
Activos Intangíveis (Activo Bruto) – 1.625€
Inv. Financeiros – 2.500€
Depreciações e Amortizações Acumuladas - (54.875€)
Mercadorias – 12.415€
Perdas de Imparidade Acum. em Inventários – (1.000€)
Clientes c/c – 248.750€
Financiamentos Concedidos – 9.375€
Outras contas a receber – 1.065€
Perdas de Imparidade Acum. em contas a receber – (2.750€)
Depósitos à Ordem – 13.625€
Caixa – 1.060€

Capital realizado – 51.000€


Reservas – 5.000€
Resultados Transitados – 5.000€
Resultado Líquido do Período – 4.625€.

Financiamentos Obtidos MLP – 60.000€

Fornecedores c/c – 152.950€


Financiamentos Obtidos CP – 109.840€
Outras contas a pagar – 2.625€
EOEP – 4.375€

2. Informações adicionais
a) O saldo de Meios Financeiros Líquidos considerado normal é de 8.190€.
b) Os saldos das contas de Financiamentos Concedidos, Outras contas a receber e a pagar
não estão associados ao ciclo de exploração e não são cíclicos. O primeiro saldo está
associado ao ciclo de investimentos.
c) A conta de Financiamentos Obtidos (curto Prazo) integra financiamentos à produção e
à tesouraria. A parte afecta à tesouraria representa 70% do valor dos empréstimos e
não é renovável contrariamente ao dos financiamentos à produção.
d) O saldo da conta EOEP é normal e está associado ao ciclo de exploração da empresa.
e) O saldo da conta Financiamentos Obtidos (Médio Longo Prazo) começa a vencer-se
em n+2, ou seja, o ano n corresponde ao último ano do período de carência.
f) As compras e vendas do ano n foram as seguintes:
Compras 872.700€
Vendas 990.000€
g) As vendas esperadas para o 1º trimestre de n+1 são de 216.000€.
h) A empresa recebe e paga, em média, a 90 e 60 dias, respectivamente.
i) O stock de mercadorias deverá ser suficiente para fazer face a 5 dias de vendas.
j) A margem comercial é de 12% sobre o preço de venda.
k) A taxa de IVA sobre compras e vendas é de 21%.