Você está na página 1de 213

PLANEJAMENTO DE OBJETIVO E

CARREIRA
2 | Coaching: alta performance de estudos para concursos médicos

Introdução
Imagine a seguinte cena: o paciente chega ao consultório médico indagando que
está com várias dores que o impossibilitam de fazer as tarefas do dia a dia. O doutor,
para identificar o que causa tais dores, inicia um diagnóstico por meio de perguntas,
certo?

Com o diagnóstico pronto e as causas identificadas, será proposta alguma ação, que
pode ser realizar alguns exames, tomar alguma medicação, indicar para uma cirurgia
ou realizar um tratamento. Durante essa ação, o acompanhamento do paciente é
realizado periodicamente, até ele se sentir bem e ter alta.

O processo de Coaching para concursos médicos é semelhante a esse caso. Muitos


médicos e alunos encontram dificuldades para estudar de forma eficaz, o que pode
causar um grande incômodo, além de insatisfação pessoal e desmotivação. Com essa
metodologia, você passará por um diagnóstico por meio do autoconhecimento, em
que será possível identificar onde, o quê e/ou o porquê de estar sentindo essa “dor
dos estudos“, conhecerá os comportamentos que levam os alunos a determinados
sintomas, e os exercícios aqui propostos serão como pílulas para remediar as causas
“da dor”.

Voltando ao caso, o médico preenche o prontuário do paciente e propõe, como plano


de ação, que ele tome determinado remédio a cada 12 horas, num período de 15 dias.
O que você supõe que irá acontecer se o paciente não se programar para tomar a
medicação?

Provavelmente ele se perderá no meio do caminho, não tomará a medicação de for-


ma correta, e as suas objeções com relação às dores poderão continuar ou se agra-
var.

Assim, sabemos que não adianta termos o diagnóstico e o plano de ação definidos se
não planejarmos como realizar e agir. A falta de planejamento e de metas nos tira do
foco dos nossos objetivos. Como o paciente, que tinha como objetivo a cura da sua
enfermidade, mas não se planejou e não teve foco para tomar a medicação.

Em qualquer preparação para prova, é importante termos claro “quais são minhas
principais dores agora” e nos programarmos para alcançar os nossos objetivos.
Planejamento de Objetivo e Carreira – POC | 3

Sem um bom planejamento, condicionamo-nos às circunstâncias do dia a dia, e nos-


sa mente gasta mais energia buscando recursos para fazer as coisas acontecerem,
em vez de a usarmos para obter aquilo que tanto almejamos.
A maioria das pessoas vai “seguindo a boiada” e não busca um significado forte para
se superar e, assim, deixa passar oportunidades, fraquejando diante de qualquer
desafio e sem perceber que o único momento para fazer qualquer coisa é agora, o
presente, é hoje, neste instante. Você não terá mais o tempo de hoje! Se não fez o
que precisava fazer para atingir seus objetivos, certamente eles estarão mais distan-
tes de você amanhã!
Eu só poderei planejar algo se souber onde estou e aonde quero chegar. O planeja-
mento é o caminho mais curto entre dois pontos! Se fosse aula de geometria, esse
caminho se chamaria “reta”. Por isso, a falta de planejamento muitas vezes está li-
gada à não identificação de seus valores, do que realmente é importante para você,
bem como dos desejos e objetivos de vida.
Antes de começar a planejar, é preciso ter claros os seus objetivos. Eles estão rela-
cionados aos seus sonhos, valores e missão de vida.

Para pensar
Quais são minhas esperanças e meus sonhos? Como será a minha vida daqui
a cinco anos? E daqui a dez anos? O que é mais importante para mim? Que
pessoa desejo me tornar?

Ao ter claros os nossos objetivos, é mais fácil planejar como atingi-los e, tendo isso
definido, como pretendemos utilizar o nosso tempo, quais serão as ações e quais
atividades serão as mais importantes e prioritárias no dia a dia. Nosso tempo ga-
nhará significado, aumentando a nossa motivação e nos mantendo engajados por
mais tempo.

Seus objetivos o(a) moverão para correr atrás das suas aspirações. Darão signi-
ficado à sua vida, tornando seus dias mais prazerosos e produtivos.

Você deve estar pensando: mas como vou conseguir? A ação mais importante que
se deve ter neste momento é a decisão. O ato de decidir nos aproxima ou nos dis-
tancia de nossos objetivos. Quando decidimos que quem controla as nossas ações
somos nós mesmos, e não as circunstâncias, as ondas vibracionais da nossa mente
entram em sintonia com as leis de progresso do universo, reduzindo a resistência e
colocando a mente a favor do nosso futuro e dos nossos sonhos. E, quando deixamos
4 | Coaching: alta performance de estudos para concursos médicos

de agir, também estamos decidindo algo, mas essa decisão não trará os resultados
que esperamos.
Tome a decisão de quem você quer ser e quais resultados deseja alcançar. Sua vida
muda a partir do momento em que você decide e começa a agir.
Infelizmente, muitas pessoas inventam desculpas que as afastam de seus objetivos.
Dizem não ter tempo, não se sentir capazes, faltam-lhes oportunidades, têm medo etc.

todas as desculpas são limitadoras!


Defina um objetivo, faça o planejamento e comece a tomar as decisões necessárias
ao longo do caminho.

Você está disposto(a) a tomar a decisão de assumir o controle da sua vida e dar
prioridade ao que realmente importa?

Se você tomou a decisão certa de assumir o controle da sua vida e dar prioridade aos
seus estudos, que é uma etapa para a conquista de seus objetivos, então seguiremos
nessa jornada. Nossa principal tarefa neste capítulo será trabalhar o autoconheci-
mento de forma prática, rápida e profunda.
Planejamento de Objetivo e Carreira – POC | 5

No módulo POC – Planejamento de Objetivo e Carreira, vamos trabalhar em três


fases:
 Diagnóstico: identificar o seu estado atual é o primeiro passo para saber onde
atuar. É similar ao diagnóstico que o médico faz com o paciente. Identificamos
onde você está tendo mais insatisfação e dificuldades com relação aos seus estu-
dos. Resumindo: onde está o problema da sua baixa performance ou de resulta-
dos insuficientes;
 Definição de objetivos: aqui traçamos o seu estado desejado, aonde você quer
chegar, bem como seus objetivos de vida e carreira e quem deseja ser nos próxi-
mos anos;
 Prática de novos hábitos: aqui trabalhamos a mudança de comportamento e a
aquisição de novos hábitos, com métodos de geração de energia para lhe propor-
cionar disposição e motivação e, também, o planejamento do tempo ideal para
poder estudar e cumprir os compromissos importantes.

No final deste módulo, você terá desenvolvido a consciência de seus pontos fortes e
fracos, bem como definido suas metas e planejamento de curto, médio e longo pra-
zos, e estará mais motivado para tomar a decisão certa.
6 | Coaching: alta performance de estudos para concursos médicos

POC 01
Semana de performance 01

QUAL É O SEU ESTADO ATUAL?

Sempre que o paciente chega com dores, o médico começa a analisar o seu histórico
de saúde pessoal e familiar, fazendo perguntas diversas sobre a sua vida, trabalho,
estilo de vida, comportamentos e planos para o futuro.
Neste momento, o paciente começa a fazer uma retrospectiva dos seus comporta-
mentos e hábitos até o momento da consulta. Podemos dizer que nessa fase ele está
estabelecendo uma conexão de quem ele é com o que causou a dor que está sentin-
do. É uma fase de autoconhecimento, essencial para o paciente e o médico.
A resposta da pergunta “qual é o seu estado atual?” nada mais é do que o diagnóstico
feito pelo médico.
Planejamento de Objetivo e Carreira – POC | 7

Vamos remeter essa pergunta à nossa realidade. Em que fase de preparação você
está? Qual é o seu estado atual?
Alguns médicos e alunos, neste momento, podem pensar nas situações que os dei-
xam desanimados a estudar, como não dar tempo, não saber por onde começar os
estudos, estar com medo de não passar nas provas etc.
Pronto! Pensar e refletir serão a base do autoconhecimento.
Quando você pensa em determinado momento de sua vida, naturalmente seu cére-
bro provoca uma reflexão, que lhe trará novas perguntas e também algumas conclu-
sões e percepções sobre si mesmo que lhe permitirão o autoconhecimento – o que
é importante para sabermos por que tomamos certas decisões na vida, quem são as
pessoas que nos influenciaram, quais são as nossas referências pessoais e profissio-
nais. É nesse momento que descobrimos nossas qualidades, capacidades, bem como
os defeitos e os pontos que devem ser melhorados. Além disso, com autoconheci-
mento é possível encontrar maneiras de lidar com isso e encontrar as oportunidades
para se autodesenvolver.
O autoconhecimento traz os motivadores para o centro da atenção e cria dentro de
nós o senso de realização.
Quando buscamos o autoconhecimento, estamos trabalhando para conhecer nossos
principais pontos fortes. Isso também é importante para buscar sabotadores que
nos impedem de chegar aos nossos objetivos, bem como identificar crenças limitan-
tes e pensamentos que nos desviam dos nossos sonhos e objetivos.
Quanto mais claro estiver para você quem você é, mais essa clareza o(a) fará acredi-
tar que é possível chegar aonde deseja.
Vamos começar, então, com uma retrospectiva de vida e identificar o que o(a) trouxe
até aqui, os contextos, as pessoas e os comportamentos os quais fazem de você
quem é.

Questionário de autoconhecimento
e diagnóstico

Agora é a hora de você lembrar, contar a sua história e identificar o seu estado atual.
Nos quadros a seguir, você encontrará perguntas sobre o seu histórico acadêmico, a
escolha da profissão etc.
8 | Coaching: alta performance de estudos para concursos médicos

Parte 1 - Histórico acadêmico

Primeiro passo:
Cursinho Faculdade de
ensinos funda -
pré-vestibular Medicina
mental e médio

1. Onde você es-


tudou? Qual co- PUC-GO
légio? Particular CEFET-BA PARTICULAR
ou público? Que C/ BOLSA
cidade?

MATEMATICA CIRURGIA
2. Em que ma- E FISICA PEDIATRIA
térias você teve
mais facilidade?

3. Em quais ma- PORTUGUES


C. MEDICA
térias você teve INGLES
FISIOLOGIA
mais dificuldade? BIOQUIMICA

4. Que atividades
complementares FUTEBOL
você realizava E BASQUETE FUTEBOL
(ex.: futebol, judô, MUYTAI
balé, natação
etc.)?

5. Quais foram
suas principais
conquistas (pes- INTER CLASSE
OBMEP INTERMED
soais, de premia- OLIMP. FISICA
ção, participação
de ligas esporti-
vas ou de estu-
dos)?
Planejamento de Objetivo e Carreira – POC | 9

Parte 2 - Escolha da profissão


1. Quando decidiu fazer Medicina? Em que momento da vida? Descreva o momento,
idade etc.

.DECIDIR FAZ ER MEDICINA NO ANO DE 2009 , COM 16 ANOS DE IDADE ,


.NO FINAL DO ENSINO MEDIO , DE INICIO POR INCENTIVO DE COLEG AS
APOS TIRAR BOA NOTA NO ENEM.
.
.
2. Teve influência de alguém? Familiar? Situação? Descreva essa influência.
.NO INICIO RECEBI INCENTIVO DOS COLEG AS DE SALA, E FAMILIA, ACABEI
.ACEITANDO O DESAFIO.
.
.
3. Você recebeu apoio dos seus pais? Descreva o que disseram.
.RECEBI APOIO PRINCIPALMENTE DE MINH A MAE. A MESMA DISSE QUE
.A DECISAO SERIA MINH A, MAS QUE IRIA ME APOIAR.
.
.

Parte 3 - Para quem está se preparando para a Residência Médica


1. Que especialidade você deseja prestar?
.
CIRURGIA GERAL
.
.
.

2. Você está absolutamente certo sobre essa especialidade ou tem dúvidas? Se pre-
ferir, insira os nomes e um percentual (ex.: Anestesiologia 70%, Pediatria 50%,
Cirurgia
. 100%).

.AINDA TENH O DUVIDAS. CIRUG IA G ERAL 9 0%, RADIOLOG IA 6 0%.


.
.
10 | Coaching: alta performance de estudos para concursos médicos

3. Desde quando você está se preparando em um curso para a Residência Médica?


Descreva o curso que você realizou e o ano.

.POUCO OU NENH UM PREPARO. INTENSIVO 2016


.
.
.
4. Você está com expectativas de ser aprovado e iniciar a Residência em que ano?
.NESTE ANO 2017, INICIAR EM 2018 .
.
.
.

Parte 4 - Referências pessoais


1. Quais foram as pessoas que mais influenciaram você positivamente na vida? Por
quê? Quais qualidades cada uma delas tem?

.MEU PAI, PELO ESFOCO E RESILIENCIA IMPLACAVEIS. MINH A MAE POR SER
.DEDICADA E TRABALH ADORA
.
.
2. Quem são suas maiores referências profissionais? Por quê?
.AINDA NAO TENH O NENH UMA, MAS PRETENDO SER O MELH OR DA AREA. MAS
.ADMIRAVA MUITO O DR. PROF FERNANDO AMORIM, E DR. PROF. MANOEL(
PATOLOG IA)
.
.
3. Conte um pouco de seu pai. Que profissão ele tem? Qual referência você tem dele?
Quais são os pontos fortes dele?

.MEU PAI É UM H OMEM TRABALH ADOR RURAL, RESILIENTE, QUE DAR TUDO
.DE SI, APESAR DE SER CABECA QUENTE E NAO PLANEJAR MUITO AS COISAS.
.
.
.
Planejamento de Objetivo e Carreira – POC | 11

4. Conte um pouco de sua mãe. Que profissão ela tem? Qual referência você tem
dela? Quais são os pontos fortes dela?

.MINH A MAE É LAVRADORA TAMBEM, DO LAR, AMOROSA E G UERREIRA


.
.
.

Parte 5 - Estado atual


1. Como é a sua rotina semanal? Descreva com detalhes quais compromissos você
possui cada dia da semana.

.TENH O PLANTAO NAS QUARTAS E DOMING O FIX OS. SABADO LIVRE. OUTROS
.DIAS PSF DAS 8 H AS 16 H .
.
.
2. Quais são os seus momentos de lazer na semana? Descreva quais e quando cos-
tumam acontecer.

.SABADO, G ERALMENTE FICO EM CASA ASSISTINDO, AS VEZ ES JOG ANDO.


.
.
.
3. Quais são as suas maiores insatisfações atuais?
.PLANTOES EM PRONTO ATENDIMENTO G ERAL, ATRASO DE SALARIOS,
.AINDA NAO TER ESPECIALIDADE, CIDADE PEQUENA.
.
.
4. Como você considera que está sendo a organização dos seus estudos?
.TRAG ICO, RECLAMO DO TEMPO E SEM NENH UMA ORG ANIZ ACAO
.
.
.
12 | Coaching: alta performance de estudos para concursos médicos

5. Quais os seus principais desafios com os estudos? Liste-os.


FOCO, ORG ANIZ ACAO DE CONTEUDO, DISTRACAO FACIL, CANSASO EM POUCO
TEMPO DE ESTUDO

6. Em que momentos você percebe que consegue melhor rendimento nos estudos?
Descreva-os.

NA S PRIMEIRAS DUAS H ORAS DE ESTUDO, BUSCO REFERENCIAS PARA


PRATICA DIARIA

Parte 6
Agora que você já respondeu ao questionário de diagnóstico, leia todas as perguntas
e respostas da parte 1 até a parte 5, para facilitar a sua reflexão de onde está e pre-
parar a sua projeção de aonde quer chegar.

CONHEÇA SEUS PONTOS


FORTES E FRACOS
Planejamento de Objetivo e Carreira – POC | 13

Desde que nascemos, inevitavelmente as pessoas que conviveram conosco foram


criando “rótulos” sobre nós conforme as atitudes e os comportamentos que tive-
mos em várias fases da vida, que podem ter sido expressados verbalmente quando
éramos crianças, como:

“Ah, ele(a) é muito manhoso(a)!”


“Nossa, como ele(a) aprende rápido!”
“Como ele(a) é chato(a), chorão(ona)...”
“Ele(a) é muito inteligente, um orgulho para os pais.”
etc.

Conforme os anos passam, a criança cresce, e os “rótulos” da infância podem desa-


parecer, dando lugar aos novos rótulos que inevitavelmente surgirão em cada fase
da vida.
Quer um exemplo disso? Todos os apelidos que recebemos em cada fase da vida ou
em cada grupo de amigos com quem convivemos podem ser considerados rótulos,
pois geralmente os apelidos surgem de uma atitude, algo que você fez e despertou
curiosidade e que representa para os outros quem você é.
O ponto positivo desses rótulos é que, quanto mais experiências profissionais e de
convivência tivermos, certamente mais nossas atitudes positivas se apresentarão.
E, durante essa jornada que é a vida, o tempo todo estaremos em contato com nos-
sos pontos fortes e pontos fracos, e cada desafio que surgir exigirá de nós utilizar
nossas forças e minimizar nossas fraquezas, para podermos adotar em nosso dia a
dia comportamentos mais adequados a cada situação.
Todos temos pontos fortes e pontos fracos, e precisamos ter consciência de quais
são eles. Os primeiros são caracterizados pela habilidade e pelos talentos das pesso-
as ao desempenhar alguma atividade. Já os últimos são identificados por meio das
limitações e fragilidades individuais.
Em nossa cultura, é muito comum cada um camuflar seus pontos fracos, pois olhar
para eles pode representar uma barreira ou um fator limitador para a mudança.
No entanto, identificá-los possibilita uma ação de melhoria, que chamamos aqui de
“pontos de atenção”.
Para identificar os pontos fortes e os pontos fracos, é necessária a reflexão dos seus
comportamentos no dia a dia, tanto o que tem dado certo como o que tem trazido
problemas no desempenho das atividades e no convívio social.
14 | Coaching: alta performance de estudos para concursos médicos

Reflita sobre suas principais habilidades e debilidades.


Quais pontos fortes podem ser usados para potencializar sua performance nos estu-
dos e quais pontos de atenção podem prejudicar seu desempenho?

Vamos praticar

Questionário de autopercepção

Parte 1 - Identificando os pontos fortes


1. Quais são as suas principais qualidades?

........................................................................................................................................................
........................................................................................................................................................
........................................................................................................................................................
2. Quais são os seus principais talentos?
........................................................................................................................................................
........................................................................................................................................................
........................................................................................................................................................
........................................................................................................................................................
3. Quais atividades você tem muita facilidade de realizar e por quê?
........................................................................................................................................................
........................................................................................................................................................
........................................................................................................................................................
........................................................................................................................................................
4. Quais são os seus melhores comportamentos?
........................................................................................................................................................
........................................................................................................................................................
........................................................................................................................................................
Planejamento de Objetivo e Carreira – POC | 15

Parte 2 - Identificando os pontos fracos


1. Quais são as suas principais debilidades?
.........................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................
2. Quais são os seus principais desafios pessoais?
.........................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................
3. Quais atividades você tem muita dificuldade de realizar e por quê?
.........................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................
4. Quais são os seus piores comportamentos?
.........................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................
Faça uma autoanálise dos seus quatro pontos fortes (habilidades/talentos) e qua-
tro pontos fracos (debilidades/gaps) utilizando as perguntas sugeridas a seguir e
anotando-as no quadro.

- Pontos fortes:
 Suas principais qualidades?
 Seus principais talentos?
 Que atividades você tem muita facilidade de realizar e por quê? Quais são os seus
melhores comportamentos?
16 | Coaching: alta performance de estudos para concursos médicos

- Pontos fracos:
 Suas principais debilidades?
 Seus principais desafios pessoais?
 Que atividades você tem muita dificuldade de realizar e por quê? Quais são os
seus piores comportamentos?

Minha análise
Pontos fortes Pontos fracos

Análise da percepção externa


Você precisará escolher quatro pessoas próximas para fazer uma avaliação sobre
seus pontos fortes e fracos. Com a resposta dessas pessoas, teremos um feedback
de como elas enxergam suas habilidades e talentos, bem como suas debilidades.
A seguir, você receberá orientações importantes para que cada pessoa selecionada
por você mesmo(a) o(a) ajude com esse feedback:
1. Explique que você está passando por um processo de autoconhecimento e a se-
lecionou para dar sua percepção externa e que você precisa dela para responder a
quatro de seus pontos fortes e quatro de seus pontos fracos.
Planejamento de Objetivo e Carreira – POC | 17

Será comum algumas pessoas terem dificuldade para pensar, por isso deixe claro
que a percepção dela sobre você é muito importante para o seu crescimento pessoal.
Assim, dê tempo suficiente para ela responder, e ela certamente conseguirá.
Você pode falar com seus amigos por telefone, WhatsApp, e-mail ou como for mais
rápida a comunicação. O importante é que todos respondam para você prosseguir.
2. Explique rapidamente que o feedback, ou a percepção externa, é uma “informa-
ção” objetiva, e não uma opinião, por isso você não ficará incomodado(a) com nada
que ouvir.
3. Explique que não será necessário sugerir como você deve melhorar, pois essa é
uma parte que caberá a si mesmo(a) definir as ações que auxiliarão no seu desen-
volvimento.
4. Oriente para que a pessoa não coloque a emoção ou o sentimento na informação;
quanto mais específico e objetivo, melhor. Uma boa prática para isso é que o feedback
venha com uma exemplificação de um momento ou uma situação. Veja um exemplo:

Feedback (informação precisa): Karina comunica-se muito bem.


Exemplificação: nas reuniões de trabalho ou com os amigos, as pessoas com-
preendem claramente o que ela diz. Sua forma de falar é clara e precisa, não
sendo necessário ficar explicando mais de uma vez.

Percepção externa
Pontos fortes Pontos fracos
1ª pessoa
Nome:

2ª pessoa
Nome:
18 | Coaching: alta performance de estudos para concursos médicos

Pontos fortes Pontos fracos


3ª pessoa
Nome:

4ª pessoa
Nome:

Faça uma análise comparativa e subjetiva entre os comportamentos que você colo-
cou na autopercepção e os principais comportamentos que as pessoas colocaram na
percepção externa e liste-os:

Comparação
Quais pontos fortes são se- Quais pontos fracos são se- Quais pontos fortes você
melhantes (os que você e as melhantes (os que você e as colocou e as pessoas não?
pessoas colocaram iguais)? pessoas colocaram iguais)?
Planejamento de Objetivo e Carreira – POC | 19

Comparação
Quais pontos fracos você Quais pontos fortes as pes- Quais pontos fracos as pes-
colocou e as pessoas não? soas colocaram e você não? soas colocaram e você não?

Meus reais pontos fortes e pontos de atenção


Meus pontos fortes ou Pontos de atenção ou
pontos de apoio pontos fracos

Agora, faça uma reflexão


de quais reais pontos fortes
(pontos de apoio) irão apoiá-
-lo(a) e quais reais pontos
fracos (que deverão ser
pontos de atenção) poderão
dificultar sua performance
nos estudos e nas provas
20 | Coaching: alta performance de estudos para concursos médicos

Nesta etapa, realizamos o diagnóstico do seu estado atual para que desenvolva o
autoconhecimento e identifique os seus pontos de apoio e pontos de atenção.
Busque refletir sobre qual impacto esses pontos fortes e pontos de atenção o(a)
fizeram adotar determinados comportamentos, bem como reagir de forma positiva
ou não em determinadas situações e que o(a) levaram a tomar certas decisões ao
longo da vida.
Agora que você tem uma percepção melhor sobre seus comportamentos, vamos
para a etapa de definição de objetivos e preparação para desenvolver hábitos de
performance.
Descreva a seguir o seu estado desejado, o que você espera depois de praticar o
método do Coaching – alta performance de estudos para concursos médicos e como
você deseja se sentir.

Estado desejado
O que você espera dos resultados do Coach Online?

Como você deseja se sentir durante e no final do Coach Online?


Planejamento de Objetivo e Carreira – POC | 21

A partir de agora, vamos trabalhar os seus objetivos de curto, médio e longo pra-
zos e identificar o que lhe é realmente importante na vida. Afinal, de nada adianta
sabermos o nosso estado atual se não definirmos um objetivo de aonde chegar, para
assim termos um plano de ação a fim de alcançarmos o que desejamos.
22 | Coaching: alta performance de estudos para concursos médicos

POC 02
Semana de performance 02

DEFINA SEUS OBJETIVOS DE


CURTO, MÉDIO E LONGO
PRAZOS

Ao realizar uma viagem, vários planos são traçados. Uma pessoa que vai tirar férias
daqui a seis meses e pretende viajar deve escolher o local, verificar se irá de avião,
carro ou ônibus, reservar hotel para a data desejada e tomar todas as providências
durante esses meses.
A viagem é o destino final, e para ele ser alcançado as tarefas e ações do meio do
caminho precisam ser cumpridas passo a passo.
Se voltarmos um pouco no tempo, quando você estava na fase pré-vestibular certa-
mente tinha um objetivo de longo prazo, que era o de ser médico(a); mas claro que
passar alguns anos na faculdade de Medicina era o único caminho para atingir esse
Planejamento de Objetivo e Carreira – POC | 23

objetivo de longo prazo, e você sabia que ser um(a) estudante de Medicina era uma
etapa importantíssima, então ela foi para você um objetivo de médio prazo.
E, antes da faculdade, estava lá a tão desafiadora prova do vestibular, que foi seu
objetivo de curto prazo, tendo provavelmente passado um ou mais anos estudando
no cursinho até atingi-lo.

Agora, pense comigo:

44 Quando você estudava para prestar vestibular, seu objetivo maior era passar no vesti-
bular?
44 Quando você entrou na faculdade de Medicina, seu objetivo maior era ser um(a) estudante
de Medicina?
44 Acho que não; acho que você queria mesmo era ser médico(a), porque esse foi o seu obje-
tivo maior.

Por isso, muitos médicos se sentem um pouco perdidos nessa fase da carreira, por-
que já conquistaram seu objetivo maior de ser médico, ou estão quase lá e não sa-
bem mais quais serão os próximos passos, uma vez que não têm planejado seu obje-
tivo de longo prazo – seu objetivo maior.
Definir um objetivo de longo prazo é essencial para ter motivação, disciplina e enga-
jamento e conseguir superar os desafios que envolvem os estudos para passar em
um concurso médico.
A preparação para a Residência, por exemplo, é um dos objetivos de curto prazo,
que proporcionarão a você ser um(a) residente, seu objetivo de médio prazo e que,
portanto, o(a) levarão a ser um(a) especialista e, assim, conduzi-lo(a) ao seu objetivo
maior – ser um(a) profissional bem qualificado(a), reconhecido(a) e mais preparado(a)
para realizar a sua missão de vida como médico(a).
Todo esse processo deve ser visto como uma etapa de desenvolvimento pessoal e
profissional que trará conhecimentos não só para a carreira, como também para a
vida toda.
Quando não sabemos aonde queremos chegar e não temos claros os nossos ob-
jetivos, gastamos nossas energias com atividades secundárias, menos relevantes,
deixando as mais importantes para segundo plano. Procrastinamos ações impor-
tantes que nos levariam mais rápido ao nosso sucesso, e muitas vezes o fazemos
inconscientemente.
Devemos planejar nossos objetivos maiores e, assim, quais etapas serão importan-
tes para os atingirmos.
24 | Coaching: alta performance de estudos para concursos médicos

Ao planejar uma viagem, é necessário saber o lugar para onde se está indo, definir os
recursos, dimensionar o tempo que será preciso para chegar lá. Se no meio do cami-
nho não estiver claro aonde se quer ir, qualquer obstáculo pode ser encarado como
motivo de desvio. Portanto, é essencial decidir com clareza aonde você quer chegar
e por que atingir esse objetivo maior será importante para a sua vida.
Quando tomamos uma decisão, pelo simples fato da escolha que fizemos, nossa
mente passa a ficar mais atenta a essa escolha, o que facilita o processo para au-
mentar o foco, a concentração e a motivação diante dos desafios. Tendo em mente
nossos objetivos, traçamos as metas, assumimos a responsabilidade da decisão e
agimos. Sabendo aonde queremos chegar, não importam mais os desafios; simples-
mente devemos fazer tudo para o alcance do objetivo maior.
Planejamento de Objetivo e Carreira – POC | 25

Um planejamento não precisa ser estático, mas é importante tê-lo em mão para po-
der acompanhar sua evolução e identificar o que precisa ser ajustado ao longo do
caminho.

Ao colocarmos no papel o que desejamos que aconteça em nossa vida, estamos ex-
ternalizando nossos maiores desejos, e nossa mente assume um compromisso maior
com eles, transformando-os em objetivos que devem ser alcançados.

Os objetivos devem ser definidos para curto, médio e longo prazos, e assim vamos
cumprindo os de curto prazo, que nos levarão ao de longo prazo.

Objetivos de curto prazo estão relacionados ao prazo de até um ano. No caso de ser
um especialista, esse objetivo será passar nas provas de Residência Médica que irá
prestar.

Objetivos de médio prazo são os intermediários, os quais você buscará alcançar no


prazo de um a cinco anos. Em alguns casos, você já conseguirá montar um plano de
ação para eles e, em outros, precisará primeiramente atingir algum objetivo anterior
para depois agir.

Objetivos de longo prazo são os objetivos maiores da sua vida, e você pode defi-
ni-los em um prazo a partir de cinco anos, que podem ser: como gostaria de ser
reconhecido profissionalmente; como deseja ser lembrado pelas pessoas e pelos
pacientes; como deseja que seja sua vida nos próximos cinco, 10 ou 20 anos; as-
sim você chegará à definição de sua missão de vida, diretamente ligada aos seus
valores.

Agora, o que você precisa fazer é definir os objetivos da sua vida, deixar de lado
a música do Zeca Pagodinho “Deixa a vida me levar” e assumir um compromisso
com os seus sonhos. Já pensou onde estará daqui a cinco anos? Como quer que
seja a sua rotina de trabalho? Para onde deseja viajar? Quais bens pretende con-
quistar?

Com os objetivos definidos, você conseguirá aproveitar esse método com muito mais
engajamento e foco, aplicando as ferramentas necessárias para o desenvolvimento
dos novos comportamentos e habilidades para alcançar seus objetivos. É como pe-
gar um táxi quando se chega a uma cidade desconhecida: você sabe aonde quer ir,
tem isso claro, mas não sabe como chegar lá, enquanto o taxista tem o método dele
para transportá-lo(a).

Faça a atividade e coloque no papel os seus desejos, sonhos e objetivos de vida, e


depois comece a agir para conquistá-los, assumindo o compromisso dos objetivos de
curto, médio e longo prazos.
26 | Coaching: alta performance de estudos para concursos médicos

Vamos praticar

Agora é com você. Faça uma reflexão de quais são os seus maiores sonhos,
desejos pessoais e profissionais e comece a traçar os seus objetivos de curto,
médio e longo prazos.

como serão minha vida e meus objetivos daqui a 10 anos


Data atual (hoje): (19 /12/2017)
Data daqui a 10 anos: (19 /12/2027)

Parte 1 - objetivos pessoais em longo prazo


1. Como desejo que seja minha rotina de trabalho, quantas horas por dia, semana,
plantões ou não etc.?

TRABALH AR DE SEG UNDA A SEX TA, 08 H ORAS/DIA, H ORARIO COMERCIAL,


SEM PLANTOES

2. Quanto quero estar ganhando mensalmente?


EM TORNO DE 20MIL/MES.

3. Que bens pretendo adquirir (casa, carro etc.)?


APARTAMENTO, CARRO E UMA FAZ ENDA PEQUENA

4. Para onde quero viajar?


QUERO VIAJAR PARA EUROPA, CH INA, JAPAO E CING APURA.
Planejamento de Objetivo e Carreira – POC | 27

5. Quais são as coisas mais importantes para mim em meu trabalho como médico(a)?
.FAZ ER O MELH OR PELO PACIENTE SEJA ATRAVES DA CURA OU ALIVIANDO O
.SOFRIMENTO DO MESMO, COM BOA RELACAO MEDICO PACIENTE.
.
.
6. Quem quero ser profissionalmente e como quero ser reconhecido(a)?
.O MELH OR CIRURG IAO NA MINH A AREA, APESAR DE AINDA NAO DEFINIR A
.SUBESPECIALIDADE QUE PRETENDO SEG UIR.
.
.

Parte 2 - Objetivos profissionais em médio prazo


1. Que especialista quero ser daqui a cinco anos? Quais títulos desejo ter conquistado?
.CIRURG IAO DO APERELH O DIG ESTIVO.
.
.
.
2. Que especialidades vou prestar para Residência (lembre-se de que devem ser
aquelas que lhe possibilitarão ser o(a) especialista que deseja ser daqui a cinco
anos. Se você tem dúvida, faça uma lista em prioridades – 1, 2, 3 –, iniciando pela
que tem maior importância para você e que lhe possibilitará conquistar sua vida
ideal definida anteriormente)?

.1- CIRUG IA G ERAL.


.2- RADIOLOG IA
.
.
3. Como quero que seja o hospital/serviço onde farei minha Residência Médica (des-
creva o que você valoriza nesse local)?

.QUE TENH A MUITA CIRURG IA E PROCEDIMENTOS COM EQUIPE QUE PRESE PELO
.CRESCIMENTO DE TODOS.
.
.
28 | Coaching: alta performance de estudos para concursos médicos

4. Em quais cidades tenho interesse em fazer Residência? Por quê?


.1. RECIFE, G OSTEI DA CIDADE, PARECE TER UM BOM SERVICO NA AREA QUE ESCOLH I
.2. BRASILIA, CIDADE TRANQUILA, ALG UNS COLEG AS FAZ EM LÁ .
.3. SAO PAULO, SERIA MAIS PARA SUB. POR TER OS MELH ORES H OSPITAIS.
.
5. Quando quero terminar a Residência Médica?
.EM 2022
.
.
.
6. Quando quero iniciar na Residência Médica?
.2018 -2019
.
.
.

Parte 3 - Objetivos profissionais em curto prazo – estudos e provas


1. Que provas quero prestar este ano e qual é a minha meta de pontuação geral em
cada prova?

.UNICAMP: 9 5
.USP: 9 5
.SES-PE: 9 0
.
2. Qual é a minha meta de pontuação (percentual de acertos) nas provas objetivas
deste ano para cada área – Pediatria, Ginecologia e Obstetrícia, Clínica, Cirúrgica
e Preventiva?

.PEDIATRIA: 9 5
.G INECOLG IA: 9 5
.CLINICA MEDICA: 9 0%
.CIRURG IA E PREVENTIVA: 100%
Planejamento de Objetivo e Carreira – POC | 29

3. Para atingir uma alta performance de estudos, que comportamentos e novos


hábitos preciso adquirir?

.1. ORG ANIZ ACAO ESTUDOS


.2. LER MAIS
.3. PRIORIZ AR ESTUDOS
.4. APRENDER A ESTUDAR
4. O que indicará que consegui aumentar meus rendimentos nos estudos (ex.: o
quanto me sinto mais motivado(a), pontuação nos acertos das questões etc.)?

.1. AUMENTO NUMERO DE H ORAS/DIA ESTUDANDO


.2. MENOR QUANTIDADE DE DUVIDAS AO RESPONDER QUESTOES
.
.
5. Por que é importante, para mim, aumentar minha performance nos estudos e
nas provas?

.PASSAR NA RESIDENCIA E VER ATE ONDE CONSIG O CH EG AR COM ESFOCO E


.FOCO TOTAL
.
.

Ganhos - O que ganharei ao melhorar a minha performance nos estudos

Ritmo, organização, autoconfiança

Perdas - O que perderei ao melhorar a minha performance nos estudos

Menos tempo disponível em redes sociais, menos tempo com os amigos


30 | Coaching: alta performance de estudos para concursos médicos

Projeção de vida ideal


Em muitos filmes, somos abordados por aventureiros, caçadores de tesouros, pi-
ratas em busca de ouro, arcas perdidas e tesouros lendários. Para chegar ao tão
desejado tesouro, mapas eram traçados e se tornavam motivo de contendas nas
histórias, pois os aventureiros almejavam a rota do tão desejado destino.
Como nos filmes de busca ao tesouro, vamos criar um mapa para os seus objetivos,
chamado road map, ou rota de ação, podendo ser comparado ao mapa do tesouro,
pois é uma ferramenta visual, a qual nos leva ao nosso destino.
O road map é uma linha do tempo, em que podemos visualizar graficamente todos
os passos que serão necessários, desde o ponto em que estamos até o alcance do
objetivo.
Quando os objetivos ficam armazenados na mente, a capacidade de vulnerabilidade
é muito alta. Mas, com o road map traçado, alinhamos os pensamentos e passamos
a ter mais foco. Ele é muito útil para nos mantermos focados e com os pensamentos
ordenados, tirando-nos da inércia e nos colocando em movimento a cada leitura.
Com a clareza do tempo que temos para concluir cada fase, cria-se um senso de
urgência, em que cada dia que deixamos de fazer o planejado é um dia perdido de
preparação para o alcance dos objetivos. Como um atleta que está se preparando
para uma corrida: cada dia que ele deixa de treinar é um dia a menos de preparação,
o que certamente fará falta na competição.
O road map nos facilita a desenvolver a consciência de que o tempo que vamos pas-
sar nos preparando para um concurso médico é muito pequeno, comparado com
todo o tempo que terá depois da dele e por quanto tempo poderá desfrutar dos
benefícios consequentes. Fica muito mais fácil aceitar que as perdas desse momento
justificarão os ganhos do futuro.
A cada leitura do seu road map, sua mente ficará mais focada, criando um novo mindset,
ou estado mental, permitindo que nossas energias sejam gastas no momento que
estamos vivendo agora: a fase de preparação ou a fase de estudos.
Você perceberá que um road map sempre se inicia pelo objetivo maior, sendo inseri-
das posteriormente as etapas do meio do caminho.
Pare de se preocupar com o que não é o mais importante agora. Se você está na
fase de estudar, não pode gastar tempo pensando em como se sairá nas provas,
na viagem até a cidade da prova, se vai conseguir passar ou não, se vai dar branco;
esses pensamentos estão sendo antecipados e só o(a) farão gastar tempo e energia
com atividades que não fazem parte da fase que está vivendo. Ou seja, você está se
Planejamento de Objetivo e Carreira – POC | 31

preocupando com o futuro, mas lá você não tem poder de ação; só hoje, só agora, só
neste instante você pode agir.
Deixe os pensamentos sobre as provas para o momento específi co de preparação
para elas; agora é o momento de estudar, de se preparar para a performance nos es-
tudos. Desenhe o seu road map, que o(a) ajudará a viver no presente, a se preocupar
com o que é mais relevante agora.

- como criar o seu road map


 Defina um grande sonho, meta ou objetivo;
 A linha do tempo define o presente e o futuro;
 Inicie o seu planejamento na data futura de realização da grande meta;

Venha do final para o início, fazendo as seguintes perguntas:


 O que aconteceu antes de a minha meta virar realidade? O que eu fiz? Quais foram
as minhas ações?
 Anote todos os passos importantes, construindo um mapa.
 Valide cada etapa em relação a tempo e relevância.
Veja o exemplo a seguir:
32 | Coaching: alta performance de estudos para concursos médicos

O que realmente importa


Nós, seres humanos, temos uma característica comum, que é a de viver em grupos. Po-
demos concluir que, desde o nascimento, já somos parte de um grupo familiar e que, ao
longo da vida, vamos participando de outros grupos, com quem tivermos afinidades.
Também nessa linha, podemos perceber que sempre há pessoas com quem gostamos
mais de conviver e outras com quem preferimos não conviver tanto, não é verdade? As
distinções que fazem que gostemos mais de um grupo do que de outro, mais de uma
pessoa do que de outra, estão diretamente ligadas aos valores de cada um.
Os valores são o conjunto de nossas características e crenças, herdadas ao longo da
nossa vida, nos ambientes e nos grupos que vivemos e frequentamos. São eles que
norteiam as nossas decisões e, quando os conhecemos, conseguimos tomar decisões
muito mais efetivas.
Os valores também são os principais geradores de incômodo, já que, quando uma
situação que você está vivendo vai contra seus valores de vida, normalmente irá
querer se livrar dela, e, quando a situação está totalmente alinhada com seus valo-
res, você se sentirá tranquilo e confortável.
Você provavelmente já escutou discursos antagônicos aos seus valores, e isso deve
tê-lo deixado incomodado. Busque se lembrar de algum momento em que se inco-
modou com alguém e se faça esta pergunta: o que ele disse vai contra qual dos meus
valores e princípios?
Identifique seus valores para saber quais são as suas principais crenças. O brainstorming
(tempestade de ideias) é a ferramenta que propomos para isso.
Planejamento de Objetivo e Carreira – POC | 33

Leia as perguntas a seguir em voz alta para si mesmo(a) e anote imediatamente cada
palavra ou cada resposta que surgir em sua cabeça. Esforce-se para conseguir pelo
menos oito respostas para cada pergunta.
Para a ferramenta ter efetividade, sugerimos que você faça a pergunta uma vez,
anote a resposta, faça a mesma pergunta novamente, anote a resposta, até que con-
siga no mínimo oito respostas; só depois vá para a próxima pergunta.

Questionário de valores pessoais

1. O que é mais importante para mim no trabalho (você também pode pensar o que
o(a) motiva, o(a) realiza, o(a) direciona, o que valoriza no trabalho – valores são
palavras que descrevem o que é importante para você. Cite quantos lembrar)?

.........................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................
2. O que é mais importante para mim nos relacionamentos (casal, amigos – cite
quantos lembrar)?

.........................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................
3. O que é mais importante para mim na família (pais, irmãos, tios, avós – cite quan-
tos lembrar)?

.........................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................
4. O que é mais importante para mim na vida (cite quantos lembrar)?
.........................................................................................................................................................
34 | Coaching: alta performance de estudos para concursos médicos

.........................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................
5. Com quais pessoas e em quais situações e lugares eu ajo de acordo com os meus
valores?

.........................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................
6. Com quais pessoas e em quais situações e lugares eu não ajo de acordo com os
meus valores?

.........................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................
7. Dentre todos os valores citados anteriormente, avalie os que mais se repetiram
ou que são semelhantes e marque os cinco ou seis que considera muito impor-
tantes e essenciais na sua vida.

.........................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................
8. Faça uma lista dos seus cinco ou seis valores essenciais, colocando-os em ordem
de prioridade, começando pelo mais importante.

.........................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................
Durante esse processo de desenvolvimento pessoal e profissional, o reforço positivo
será muito utilizado como ferramenta para manter frescos em sua memória pontos
e características importantes a seu respeito.
Planejamento de Objetivo e Carreira – POC | 35

Para criarmos um reforço positivo, desenhe o seu painel de autoconhecimento, pre-


parando um resumo do autoconhecimento gerado até o momento. Faça-o manual-
mente para que possa aproveitar de sua criatividade e coloque-o em um mural (ou
parede) no seu local de estudos.

painel de autoconhecimento

Eu__________________________________________________________

Vou fazer____________________________________em______________

E vou fazer ___________________________________________nas provas

pontos fortes pontos fracos

ganhos perdas

Valores
36 | Coaching: alta performance de estudos para concursos médicos

POC 03
Semana de performance 03

HÁBITOS QUE GERAM


RENDIMENTOS NOS ESTUDOS

Imagine uma pessoa que acordou pela manhã e vai fazer uma viagem de 12 horas
ou mais de carro. Ela entra no veículo, que está com o tanque na reserva, e sai pela
estrada; é certo que em pouco tempo o combustível irá acabar e ela terá de parar em
um posto para abastecer, caso contrário não vai conseguir chegar ao final da viagem.
Certo?
Você sabia que acontece o mesmo com o nosso corpo? Quando acordamos pela ma-
nhã, ele está com a energia na “reserva”, com o tanque vazio. Quando acordamos e
saímos de casa para um turno de 12 horas de trabalho sem energia, já sabemos o que
pode acontecer. Não é mesmo?
O corpo ao longo do dia vai dando diversos sinais de que está com falta de energia, e
como não podemos parar, porque temos um milhão de compromissos, continuamos
sem escolha e com os sintomas de irritação, falta de concentração, mau humor, falta
de paciência etc.
Planejamento de Objetivo e Carreira – POC | 37

Muitas pessoas, quando começam os estudos, reclamam que estão desmotivadas,


sem paciência, sem entusiasmo, mal-humoradas, desfocadas, demonstram as mais
diversas formas de que estão sem energia. Se fizermos uma analogia, poderemos
dizer que essas pessoas vivem tentando dirigir o “seu carro” sem combustível.
O grande segredo de quem tem mais disposição, concentração, foco, alegria, disci-
plina, confiança e bons relacionamentos está na energia da pessoa; assim, se você
quer ter alta performance em qualquer área da vida, precisa revisar e melhorar seus
“combustíveis da vitória”.
Nesta sessão, você encontrará uma fórmula para ter mais disposição e encontrar
motivação para estudar. Ao criarmos essa fórmula prática, utilizamos como referên-
cia o livro A semente da vitória, de Nuno Cobra, que é coach e foi treinador de Ayrton
Senna, Abilio Diniz e muitos profissionais de alta performance, no fortalecimento da
capacidade cognitiva e de autocontrole.
Definimos como combustíveis da vitória as práticas diárias que, quando executadas,
trazem retornos extraordinários na vida das pessoas e são capazes de gerar energia,
disposição e motivação. O ser humano é formado por corpo, mente, espírito e emo-
ção, e o equilíbrio dessas quatro dimensões do ser é que levará você a conquistar
uma alta capacidade pessoal, o que pode ser aplicado para você ter uma alta perfor-
mance nos estudos.
Para ficar mais didático, os combustíveis da
vitória estão organizados nos ciclos de ge-
rar, mover e recompor energia, que juntos
deixarão o “seu tanque cheio”.

Pilar 1 - Gerar energia


A seguir, veja como gerar energia na sua rotina:

1. Água
A água é o fluido vital mais importante. Nosso corpo
tem inúmeras câmaras que a levam para mantê-lo
na temperatura ideal e com tudo fluindo bem.
Tome de dois a três litros de água todos os dias,
dando preferência para começar o dia com um copo
como a sua primeira ingestão diária.
38 | Coaching: alta performance de estudos para concursos médicos

2. Alimentação
A alimentação balanceada é indispensável ao cére-
bro e ao corpo para se ter um bom funcionamento
deste. O corpo precisa de glicose para gerar a ener-
gia da motivação, raciocinar e ser feliz.
Tome café da manhã todos os dias e faça todas as
refeições em horários regulares, e tudo funcionará
melhor.

3. Sol
O sol é fonte de energia gratuita. Além de precisar-
mos dele para ativar algumas vitaminas em nosso
corpo, ele traz alegria e vitalidade.
Tome um banho de sol de 15 minutos todos os dias,
ou pelo menos o contemple da janela do escritório.

4. Práticas espirituais, de conexão e


fortalecimento
Retire-se por alguns instantes durante o dia para re-
alizar práticas espirituais de acordo com sua crença,
religião ou convicção.

5. Treinamento físico
Os exercícios ativam a circulação sanguínea e prepa-
ram o corpo e os músculos para as atividades do dia.
Prepare diariamente seu corpo para iniciar o dia
com exercícios físicos de 15 a 20 minutos.
Você pode começar com exercícios de alongamento
ou respiração consciente, até conseguir espaço no
seu dia para realizar exercícios de maior ativação
cardiovascular.
Planejamento de Objetivo e Carreira – POC | 39

6. Respiração
O oxigênio é o elemento que nos garante estarmos
vivos ou não. No primeiro suspiro nascemos e, no
último, morremos. Assim, a respiração nos nutre a
cada instante de nossa vida, sendo importante rea-
prendermos a respirar com o abdome, já que muitas
pessoas atualmente têm ansiedade por respirar in-
corretamente. Práticas diárias de respiração cons-
ciente, pilates e ioga são ótimas para melhorar a sua
respiração. Quanto mais oxigênio respiramos pelas
narinas, maior é a nossa capacidade de raciocínio e
autocontrole.
A respiração abdominal consciente é a respiração
correta para a completa oxigenação de todo o
corpo. Muitas pessoas que passam pelas sessões
de coaching respiram a maior parte do dia pela
boca e com a “respiração curta”. A respiração ab-
dominal também relaxa, reduzindo o estresse e a
ansiedade.

Pilar 2 - Mover ou aplicar energia


7. Foco no objetivo
Entender os seus objetivos de curto, médio e longo
prazos e aonde você quer chegar lhe trará uma vi-
são clara sobre as decisões que precisa tomar dia-
riamente, direcionando toda a sua energia gerada
em função dos seus resultados.
Com foco no objetivo, você realiza as ações ne-
cessárias para atingir cada meta diária, semanal e
mensal.
A ação constante no presente, com foco no objeti-
vo, transforma a energia aplicada em mais energia,
trazendo-lhe, ao final de um período de esforço, a
sensação de “missão cumprida”. Quando nos sen-
timos assim, podemos ter certeza de que estamos
aplicando nossa energia com foco no objetivo.
40 | Coaching: alta performance de estudos para concursos médicos

8. Desenvolvimento cognitivo
As conquistas profissionais devem passar por um
processo de aprendizado constante. É necessário
entender o que você precisa aprender para atin-
gir seus objetivos e metas mais rapidamente, com
mais eficácia e eficiência. É preciso desenvolver
uma mente disposta a aprender e que busque no-
vos patamares sem ter medo da mudança.
Manter o diário de desenvolvimento cognitivo pro-
porcionará maior saúde mental e maior capacidade
de raciocínio e aprendizado.

Pilar 3 - Recomposição de energia


9. Sono
Dormir é uma necessidade fisiológica, é a chave da
vida, da disposição, da energia, do bom humor. Ao
dormir, você se recupera física e mentalmente, e
a memorização é sedimentada. Uma boa noite de
sono de no mínimo sete e no máximo oito horas
diárias ajuda no rendimento dos estudos e do tra-
balho. Alguns estudos mostram que as mulheres
necessitam, em geral, de 30 a 60 minutos a mais
de sono quando comparadas com os homens.
10. Lazer e relaxamento
O lazer melhora o humor e a autoestima, além de
promover a saúde e o bem-estar geral. O lazer tam-
bém funciona como um relaxamento mental, o que
proporciona mais qualidade de aprendizagem e ra-
ciocínio. Uma das vantagens é que você pode esco-
lher o que fazer no seu momento livre, de acordo
com as suas preferências de diversão. É essencial
que no mínimo uma vez por semana você faça algo
de que goste muito, que possa fazê-lo relaxar, de
preferência que o faça dar muitas gargalhadas. Se
você estiver com pouco tempo disponível na sema-
na para o lazer, para começar reserve dois períodos
de quatro horas (ex.: sexta à noite e sábado à tarde)
ou reserve um dia inteiro para essa prática.
Planejamento de Objetivo e Carreira – POC | 41

Vamos praticar

Faça uma autoavaliação e seu plano de ação para cada combustível e comece a
desenvolver novos hábitos hoje
Como você avalia esse Você precisa Qual é o plano de ação
Combustíveis da
combustível de 0 a 10, melhorar para chegar até 10 em
vitória (sim ou não)? cada combustível?
na rotina de sua vida?
Água
Alimentação
Sol
Práticas espirituais
de conexão e forta-
lecimento
Treinamento físico
Respiração
Foco no objetivo
Desenvolvimento
cognitivo
Sono
Lazer e relaxa-
mento

Preparação matinal
Deus ajuda quem cedo madruga. Esse é um provérbio antigo que diz que Deus ajuda
quem levanta cedo. Mas por que será?
Já ouviu falar que sorte = preparo + oportunidade? Até podemos ter a oportunidade
de estar com o dia livre para estudar, mas se não estivermos bem preparados para
isso vamos sucumbir ao primeiro convite da mente preguiçosa.
Algumas filosofias orientais de vida saudável recomendam que o momento ideal
para acordar diariamente está entre as 6 e as 6h30 da manhã, para estarmos total-
mente alertas e dispostos durante o dia, e afirmam que, ao acordarmos após as 7 da
manhã, passamos o dia todo com uma sensação de corpo mais pesado e preguiçoso.
Claro que, em muitos casos, os horários de plantão impediriam tal prática, mas fica a
dica de praticar sempre que possível para perceber os efeitos benéficos em seu dia,
os quais serão ainda maiores após uma boa noite de sono.
42 | Coaching: alta performance de estudos para concursos médicos

No livro What the most successful people do before breakfast (o que as pessoas de
maior sucesso fazem antes do café da manhã), são ensinadas estratégias e práticas
que estão sendo seguidas por vários profissionais para aumentar a sua performance
diária. Em nossa metodologia, chamamos essas práticas de preparação matinal e
atitudes de sucesso – a rotina matinal que você deverá praticar diariamente para
começar bem o dia e aproveitá-lo 100%.

Pessoas de sucesso têm o excelente hábito de preparar o corpo e gerar e movimen-


tar sua energia vital logo que acordam, para aproveitar o tempo desde as primeiras
horas do dia. Se você fizer uma pesquisa com as pessoas bem-sucedidas, verá que
todas elas têm ou tiveram hábitos semelhantes para conquistarem grandes objeti-
vos.

Pode ser que você queira muito, por exemplo, passar nas provas de Residência, sei
que quer estar nela nos próximos anos, sei que você também quer muito ser um
especialista reconhecido e um excelente profissional.

Uma coisa que também sei é que, sem uma preparação matinal diária, você não
conseguirá aproveitar ao máximo seu potencial. Se quer realmente se destacar nos
estudos e nas provas, vá em frente, inicie imediatamente as práticas da preparação
matinal e siga ininterruptamente todos os dias, até atingir seu objetivo mais próximo
de passar em qualquer prova que prestar.

Leia as instruções a seguir e fixe o seu pôster na sua área de estudos. Não deixe de
fazer diariamente esta atividade; após 21 dias seguidos de prática, você sentirá os
efeitos positivos de um dia vivido a 100% de sua capacidade.

A preparação matinal consiste em vários passos que devem ser realizados nos pri-
meiros 30 minutos após acordar, de preferência nesta sequência:

 Tomar um copo de água natural ou fresca (nunca gelada);


 Tomar uma ducha fresca;
 Fazer alongamento ou aquecimento;
 Realizar a respiração de nove ciclos;
 Praticar visualização;
 Tomar atitudes de sucesso.

É importante passar pelos seis procedimentos e não deixar de cumpri-los todas as


manhãs; o mais importante é a sua realização nos primeiros minutos do dia.
Planejamento de Objetivo e Carreira – POC | 43

Leia a seguir a importância desses itens e como realizá-los:

1. Acordar cedo e tomar um copo de água (400mL)

Beber água em jejum nos ajuda a eliminar toxinas, coloca o nosso sistema digestivo
em funcionamento, estimula o movimento intestinal e previne a prisão de ventre.
Nosso organismo é formado, em sua maioria, por água: 75% dos músculos, 90% do
cérebro, 22% dos ossos e 83% de nosso sangue são água. Ao termos isso claro, deve-
mos estar cientes da importância do consumo de água diário para termos uma boa
saúde e prevenir todo o corpo de enfermidades que podem afetá-lo e debilitá-lo.
Aproveitar os benefícios da água para o nosso organismo é um trabalho que pode-
mos fazer todos os dias apenas consumindo de um a quatro copos de água em jejum.

2. Tomar uma ducha fresca

Sem choro nem vela. Eu sei que é ruim e que a maioria não vai fazer, mas o banho
fresco logo que você acorda o(a) deixa em estado de alerta e atenção, com muito
mais autocontrole. Ele faz com que seu sangue circule muito mais, oxigenando me-
lhor o organismo.
44 | Coaching: alta performance de estudos para concursos médicos

3. Fazer alongamento ou atividade física

O alongamento serve para acordar o corpo pela manhã, pois, quando dormimos, ele
entra em estado de repouso e tudo fica um pouco mais lento. Se não acordar o seu
corpo, tudo o que for fazer no seu dia será com letargia.
Eu vi um vídeo uma vez e o usei várias vezes com os médicos que já treinei: https://
www.youtube.com/watch?v=D7sbWdKe_HQ. Nesse vídeo há um alongamento mui-
to legal e super-rápido, que dá para fazer tranquilamente pela manhã.

4. Fazer a respiração de 9 ciclos


Essa é uma técnica milenar indiana, que visa purificar a mente e o corpo. Ela trabalha
o meridiano do intestino grosso – meridiano de energia que começa na ponta do
Planejamento de Objetivo e Carreira – POC | 45

dedo e termina do outro lado do corpo na narina. Ele é responsável pela eliminação
de toxinas do corpo e pela produção de neurotransmissores responsáveis pela tran-
quilidade, serenidade e felicidade (ex.: serotonina).

- Ciclo 1:
1. Tampe a narina direita com o indicador esquerdo e inspire pela esquerda. Inspira-
ção: com o ar que respiramos, imagine que entra uma luz branca que preenche todos
os espaços do corpo.
2. Agora, invertemos: tampe a narina esquerda com o indicador direito e expire pela
direita. Expiração: com o ar que sai, estão saindo uma fumaça escura e, levando jun-
to, todo o sentimento de vício, posses e comportamentos indesejáveis que queremos
mudar.

- Ciclo 2:
1. Tampe a narina esquerda com o indicador direito e inspire pela direita. Inspiração:
com o ar que respiramos, imagine que entra uma luz branca que preenche todos os
espaços do corpo.
2. Agora, invertemos: tampe a narina direita com o indicador esquerdo e inspire pela
esquerda. Expiração: com o ar que sai, estão saindo uma fumaça escura e, levando
junto, todos os sentimentos negativos: ódio, ciúmes, insegurança, medo.

- Ciclo 3:
1. Deixe livre as duas narinas e inspire profundamente. Inspiração: com o ar que res-
piramos, imagine que entra uma luz branca que preenche todos os espaços do corpo.
2. Visualize que a expiração está saindo bem pela frente da testa. Expiração: com o ar
que sai, estão saindo uma fumaça escura e, levando junto, toda a nossa ignorância e
confusão mental. Essa técnica possibilita entrar em sintonia com o corpo e a mente,
possibilitando um melhor desempenho na próxima técnica a ser apresentada.

5. Promover a visualização

Todos de olhos fechados e com atenção na respiração

 Agradeça 3 coisas na vida (ex.: do simples abraço de alguém à sua dedicação ou


algo muito importante que tenha acontecido).
 Agradeça seus pais e imagine que eles estão lhe dando força de pé, atrás de você.
Assim você agradece a confiança deles.
46 | Coaching: alta performance de estudos para concursos médicos

 Imaginee crie mentalmente o dia perfeito, do momento em que acordou até


quando vai dormir (imaginando tudo o que acontecerá no dia tranquilamente).
 Imagine o dia completo da próxima prova (ida, chegada, entrada, realização, en-
trega do caderno, saída, chegada em casa) confiante de que fez o seu melhor.

6. Tomar atitudes de sucesso


Há uma história antiga dos índios cheroquis, sobre o chefe de uma grande aldeia. Um
dia, o chefe decide que chegou a altura de ensinar ao seu neto favorito os fatos da
vida. Leva-o para a floresta, coloca-o para sentar sob uma velha árvore e explica-lhe:

“Filho, há uma luta em curso dentro da mente e do coração de todo ser huma-
no. Apesar de eu ser um velho chefe sábio, o líder do nosso povo, essa mesma
luta acontece dentro de mim. Se não souberes que a batalha está em curso, ela
te enlouquecerá. Nunca saberás em que direção ir. Na vida, umas vezes ganha-
rás, e depois, sem perceberes por quê, de repente se sentirá perdido, confuso e
receoso e podes perder tudo o que tanto te esforçaste por adquirir. Pensarás,
muitas vezes, que estás a fazer o que está certo para depois descobrires que
estavas a fazer as escolhas erradas. Se não compreenderes as forças do bem e
do mal, a vida individual e a vida coletiva, o Verdadeiro Eu e o Falso Eu, viverás
sempre uma vida de grande agitação.”
“É como se houvesse dois grandes lobos dentro de mim: um é bom e outro é
mau. O bom é generoso e não faz mal. Vive em harmonia com tudo o que o
rodeia e não se ofende quando não há a intenção de ofender. O lobo bom, esta-
bilizado e forte na compreensão de quem é e do que é capaz, só luta quando é
acertado fazê-lo e quando tem de fazê-lo para se proteger a si ou à sua família
e, mesmo assim, da maneira correta. Cuida de todos os outros lobos da sua
alcateia e nunca se desvia da sua natureza.”
“Mas também há um lobo mau que vive dentro de mim, e este lobo é muito
diferente. É ruidoso, colérico, descontente, invejoso e tem medo. A mínima coisa
provoca-lhe um acesso de raiva. Luta com toda a gente, o tempo todo, por razão
nenhuma. Não consegue pensar claramente porque a sua ganância por mais e a
sua raiva e ódio são imensos. Mas é uma raiva impotente, filho, pois a sua raiva
não muda nada. Arranja sarilhos onde quer que vá, por isso encontra-os facil-
mente. Não confia em ninguém, portanto, não tem amigos verdadeiros.”
(Debbie Ford conta em seu livro Quando as pessoas boas fazem coisas ruins –
Editora Estrela Polar)
Planejamento de Objetivo e Carreira – POC | 47

Nossa mente pode nos levar ao sucesso ou ao fracasso, de acordo com o que pensamos.
O mais curioso é que imaginamos que estamos pensando independentemente, mas na
maioria das vezes não estamos nos esforçando para pensar dessa maneira, e sim sendo
influenciados pela voz do lobo bom ou do lobo mau que estão falando dentro da nossa
cabeça; e, não percebendo essa influência, achamos que são nossos pensamentos.
Quer fazer um teste? Quantas vezes já pensou em fazer algo, ou seja, decidiu algo
como “Hoje vou estudar o dia todo”, mas no instante seguinte sua mente lhe disse
“Nossa, mas que saco”, “Não vou conseguir ficar estudando o dia todo”, “Nossa, pre-
ciso ir ao supermercado, não tem nada pra comer em casa”, “Não adianta, acho que
não vou passar hoje”.
Com esse simples teste de observação, você perceberá que faz algumas escolhas, e
mesmo assim sua mente discorda de você e diz uma dezena de outras frases em sua
cabeça para desanimá-lo(a).
Podemos chamar isso de “minha mente manhosa”, que não quer desafios, só ficar na
zona de conforto, estagnada. É como se houvesse um vírus no seu computador, e o
seu mindset está contaminado com pensamentos negativos, representando o lobo
mau por todo o tempo.
Você precisa melhorar continuamente o seu mindset, eliminando as crenças limitan-
tes que o fazem desacreditar que é capaz de agir na direção das suas metas e com-
batendo-as com o desenvolvimento de novas atitudes de sucesso. Esse é o caminho:
você só transforma um pensamento negativo ocupando sua mente e sua memória
com pensamentos positivos e de sucesso.
A parte mais interessante desse processo de melhoria do mindset é que inicialmente é
possível que você se sinta incongruente, mas isso tem explicação: sua mente está tão
contaminada com pensamentos negativos do tipo “não vou conseguir passar na prova”
que, quando começa a repetir e memorizar frases como “eu vou conseguir estudar todos
os dias para passar na prova”, parece que soam falsas. Na prática, elas são falsas se você
considera que a sua mente contaminada é a correta, mas são verdadeiras se você reco-
nhece que sua mente está bastante contaminada e que precisará, então, de uma boa
dose de tratamento, adquirindo frequentes pensamentos positivos e fortalecedores.
Se você não se sente bem repetindo as atitudes de sucesso, fica a dica:
48 | Coaching: alta performance de estudos para concursos médicos

Vamos praticar

Leia em voz alta a atividade “Superando os desafios da mente” e “Superando os de-


safios da prova”, coloque o seu painel na sua área de estudos e leia-o diariamente
durante a sua preparação matinal.
Planejamento de Objetivo e Carreira – POC | 49
50 | Coaching: alta performance de estudos para concursos médicos

- Extra
 Prática de relaxamento, alívio de ansiedade e estresse:
Trata-se da respiração de quatro tempos, também chamada de respiração 4x7 (qua-
tro por sete) tempos.
Esse tipo de respiração serve para restabelecermos nossa respiração natural abdo-
minal a uma frequência que nos mantenha mais harmonizados e energizados.
Na prática, você começa inspirando, depois retém o ar, em seguida expira e, ao final,
fica sem ar, tudo isso contando mentalmente até 7, em cada uma das etapas. Assim,
um ciclo completo dura 28 segundos.
A cada ciclo você percebe um maior efeito da tranquilidade, relaxamento, redução
momentânea do estresse, alívio da ansiedade e muitos outros. Tudo isso funciona
por um motivo simples. Quando praticamos essa respiração, estamos fazendo o que
deveríamos fazer o tempo todo, mas, por motivos diversos dos dias atuais, ela perde
o ritmo natural e nos provoca todas as sensações da falta de oxigenação completa,
como irritação, estresse, tensão, ansiedade e muitas outras dessas famílias de com-
portamentos.
Quanto mais vezes você praticar, com mais bem-estar ficará. Se preferir, repita con-
tinuamente até se sentir tranquilo(a).

NA PRÁTICA, SERÁ ASSIM:

 Inspire lentamente, contando até 7 segundos;


 Retenha o ar, por 7 segundos;
 Expire o ar lentamente, por 7 segundos;
 Mantenha-se vazio, sem ar, por 7 segundos, e reinicie o ciclo.
Planejamento de Objetivo e Carreira – POC | 51

POC 04
Semana de performance 04

QUAL É O SEU PLANO DE AÇÃO?

Em entrevista para a Globo, em 2014, Mark Zuckerberg, criador do Facebook, decla-


rou que sempre usa a mesma cor de camisa e calça jeans – você já deve ter notado
isso. Ele disse que não quer gastar energia com coisas que consomem o seu tempo,
usando a frase: “Eu realmente quero limpar minha vida para que eu tenha que tomar
o menor número possível de decisões sobre qualquer coisa”.
O mesmo procede com Barack Obama, ex-presidente dos Estudos Unidos. Ele já
deu uma declaração de que, para gastar menos energia e não perder tempo, só usa
ternos azuis e camisas brancas que facilitam a combinação.
52 | Coaching: alta performance de estudos para concursos médicos

Esses exemplos mostram que pessoas bem-sucedidas e com objetivos claros tentam
eliminar do seu dia a dia as atividades que não trazem tanto valor ou resultados.
Muitas vezes, ouvimos de médicos e futuros médicos, que estão se preparando para
as provas, reclamarem que não dá tempo de estudar todo o conteúdo, que a agenda
está lotada com os afazeres de estudo, estágio e TCC, que são vários plantões duran-
te a semana etc., e esses pensamentos criam bloqueios mentais e não abrem espaço
para a mudança. Toda vez que pensamos “não dá”, deixamos de acreditar que somos
capazes, pois já teremos registrado na mente que isso será impossível.
Como estamos falando aqui de tempo, é importante lembrar que todos temos o
mesmo tempo diário, 24 horas por dia, então não podemos falar que não temos
tempo; até porque todos os concorrentes que prestam qualquer concurso médico
têm as mesmas 24 horas por dia, ou seja, o mesmo tempo de resolução de provas,
então a decisão mais importante para resolver esse problema está na priorização!
Você quem vai decidir onde e como gastará seu tempo diário.
Albert Einstein disse que “falta de tempo é desculpa de quem não tem métodos”.
Segundos especialistas que estudam os comportamentos em relação ao tempo, os
principais causadores da falta dele são:
 Nãoter prioridade: sem objetivos claros, afazeres secundários são colocados
como prioridade, e não focamos no que é mais importante;
 Falta de organização: não ter disciplina e organização nos horários possibilita o
desperdício de tempo;
 Multiplicidade
de responsabilidades: assumimos vários compromissos que não
cabem na agenda.
Quando encontramos dificuldades para priorizar o que é mais importante, temos de
trabalhar o poder da decisão. Você precisa decidir focar nos seus objetivos ou desis-
tir deles. É necessário aprender a fazer escolhas, sacrificar o que nos distancia dos
nossos objetivos, mesmo que temporariamente.
Somos seres de hábitos, e toda atividade que é transformada em hábito se torna
mais fácil e consome menos energia, além de fazermos com mais facilidade e uti-
lizarmos a capacidade do cérebro de automatizar as tarefas. Tome consciência dos
novos hábitos que precisa desenvolver para alcançar os seus objetivos e estabeleça
um processo definido de a que hora irá levantar, comer, estudar etc.; esse planeja-
mento tornará sua vida mais fácil.
Na fase de estudos para um concurso médico, você também precisa ter em mente
o que é mais importante, quais atividades devem ser eliminadas e quais atividades
bem feitas o(a) ajudarão a alcançar o sucesso.
Planejamento de Objetivo e Carreira – POC | 53

Algumas coisas são importantes, que se não forem feitas poderão trazer a você
consequências negativas, e outras são urgentes, por conta das pressões externas.
O urgente é o maior inimigo do tempo. Às vezes o importante acaba se tornando ur-
gente por deixarmos o tempo passar, e quando isso acontece começam as pressões
internas e externas, e aí já não será mais possível fazer bem feito.
É primordial entender quais tarefas são importantes e que estão relacionadas ao
alcance do seu objetivo de curto, médio e longo prazos, para colocá-las como priori-
dade na sua rotina.
Ter o tempo definido para cada coisa ajuda na concentração e no foco, mantendo
toda a sua atenção e energia no que está sendo feito agora.
Como estávamos falando de criar hábitos para permitir que a mente automatize as
tarefas e assim sobrem mais tempo e energia para fazer o que é importante, ou seja,
estudar, é preciso criar seu planejamento de como seria uma semana ideal, com as
tarefas mais importantes a serem realizadas na semana e o tempo que dedicará a
cada uma delas. Assim, você ficará mais tranquilo(a) e focado(a).
Por isso, propomos o planejamento da sua semana ideal, distribuindo cada atividade
em seu tempo.
Esse planejamento o(a) ajudará a se organizar e criar hábitos mais saudáveis. Você
terá uma visão clara das suas atividades e horários que precisam ser cumpridos, e
assim sua mente estará treinada a ter mais foco para eliminar os sabotadores de
tempo de estudos.
A primeira coisa é fazer uma lista de todas as tarefas que precisa realizar ao longo da
semana, desde as atividades mais simples até as mais complexas. Complete a lista a
seguir com essas atividades.

Lista de atividades que preciso realizar semanalmente Sim Não


Dormir x
Práticas matinais x
Tomar banho x
Almoçar
Jantar
Estudar
Lazer
54 | Coaching: alta performance de estudos para concursos médicos

Reflexão

Analisando a sua lista de tarefas, pense:


 O que você começou e não conseguiu terminar esta semana? O que era priorida-
de e você procrastinou? Que atividades secundárias consumiram o seu tempo?
 Que nota você se dá em relação ao uso do seu tempo?

Agora, distribua essas atividades no dia da semana, no horário em que serão feitas e
em qual tempo. Algumas atividades você irá repetir vários dias da semana.
Veja no exemplo a seguir:

Tarefas
Hora Domingo Segunda Terça Quarta Quinta Sexta Sábado
0h
1h
2h
Dormir Dormir Dormir Dormir Dormir Dormir
3h
4h
5h
Prepara- Prepara- Prepara- Prepara- Prepara- Prepara-
6h ção mati- ção mati- ção mati- ção mati- ção mati- ção mati-
nal nal nal nal nal nal
7h
Lazer
8h
9h Estudo Trabalho Trabalho Trabalho Trabalho Trabalho
10h
11h
12h Almoço Almoço Almoço Almoço Almoço Almoço
13h
14h
15h Estudo Trabalho Trabalho Trabalho Trabalho Trabalho
16h
17h
Planejamento de Objetivo e Carreira – POC | 55

Hora Domingo Segunda Terça Quarta Quinta Sexta Sábado


Banho/ Exercício Banho/ Exercício Banho/ Exercício
18h
jantar físico jantar físico jantar físico
Banho/ Banho/ Banho/
19h
jantar jantar jantar
Lazer
20h Estudo Estudo Estudo
21h Estudo Estudo Estudo
22h
23h Dormir Dormir Dormir Dormir Dormir Dormir

Agora pegue o seu cartaz de semana ideal, faça a distribuição das atividades na
semana, fixe-o na sua área de estudos e comece a colocar em prática o seu planeja-
mento.

Com algumas práticas promovidas ao longo da semana, você notará uma grande
diferença no seu tempo de estudos e, consequentemente, no seu nível de apren-
dizado. Estudar para a Residência Médica, por exemplo, pode ser algo muito com-
plexo e que exige uma enorme disciplina, por isso será imprescindível mudar a sua
rotina e determinar quando fará cada uma das coisas importantes da semana, com
o mínimo de estresse.

Com disciplina e organização, será possível aumentar a sua performance nos estudos


e, assim, aumentar a sua capacidade de obter um ótimo desempenho nas provas.
Se tem o desejo de sair com os amigos, assistir a um filme ou realizar outras ativida-
des não planejadas na semana ideal, tenha em mente que primeiro deve cumprir seu
planejamento e depois se distrair.
Foque nos estudos durante seis dias seguidos e, no sétimo, procure manter a mente
longe dos livros, resumos e provas, o que será importante para relaxar sua mente.
56 | Coaching: alta performance de estudos para concursos médicos

Nesse dia livre de estudos, sua meta será descansar o suficiente para voltar à rotina
de estudos com energia e força total na semana seguinte.
Sempre que se sentir cansado(a), irritado(a) com a rotina tão intensa de estudos,
lembre-se do objetivo maior, que o(a) fará compreender por que será importante
superar essa fase da vida.
Quanto mais alimentar sua mente e seus pensamentos com o planejamento deste
módulo, mais chances terá de se sair bem nos estudos, nas provas e na vida.
Leia e pratique diariamente antes de iniciar os estudos:
 Combustíveis da vitória;
 Preparação matinal;
 Leitura do road map;
 Cumprimento dos seus horários da semana ideal.

O que você precisa agora é começar a colocar em prática e agir, para também
colocar em prática todas as técnicas e ferramentas do módulo de Alta Perfor-
mance de Estudos.
ALTA PERFORMANCE DE
ESTUDOS
INTRODUÇÃO

A partir de agora, vamos começar a trabalhar para aumentar a sua perfor-


mance de estudos, e para isso abordaremos métodos de organização do
tempo de estudos, planejamento do conteúdo a ser estudado com distribuição
equilibrada, análise e prática para eliminar os sabotadores dos estudos, técnicas
de concentração, resumos, bem como revisão e repetição para aumentar a per-
formance, a autoconfiança, a automotivação e manter seus estudos em alta
performance durante os meses de estudos que temos pela frente.
Se você estiver praticando os novos hábitos do módulo POC há pelo menos 15
dias consecutivos, já deve ter percebido um aumento na sua motivação e ener-
gia, o que faz crescer naturalmente a sua capacidade cognitiva e a capacidade
de aprendizado. Agora, nosso próximo desafio será direcionar a sua energia e
motivação para o que mais importa neste momento: estudar!
Sei que no início talvez você não compreenda como os combustíveis da vitória e
a preparação matinal completa o(a) ajudarão nos estudos, mas acredite: quanto
melhor estiver a sua disposição física, maior estará também a sua disposição
mental para estudar e absorver o conteúdo estudado, por um motivo bem sim-
ples: nosso corpo vive buscando o equilíbrio, então o físico em alta performance
também significa mente em alta performance.
A partir de agora, vamos a fundo com a organização dos seus estudos. Prepare-
-se para uma experiência de planejamento que aumentará o seu senso de ur-
gência e a sua consciência sobre como utilizar melhor o tempo que terá para
estudar.
Vamos em frente?
Alta Performance de Estudos – APE | 59

APE 01
Semana de performance 05

DESENVOLVIMENTO DE
COMPROMISSO E DISCIPLINA

Desenvolver disciplina pessoal é um dos temas mais discutidos quando falamos em


comportamento humano, tanto que, sempre em momentos de reinício, como no Ré-
veillon, no fim do mês ou no fim de semana, escutamos pessoas dizerem que come-
çarão os exercícios físicos, dieta, estudar um idioma etc. Chegam a fazer promessas
e planos de terem um corpo escultural, se matriculam na academia, começam com
o pique total, e depois de alguns dias ou semanas o tão almejado objetivo começa
a entrar no esquecimento; com isso, vêm a queda do engajamento, a falta da dis-
ciplina, e a decadência da criação do hábito começa com a satisfação imediata dos
desejos de sua mente indisciplinada, imediatista e pouco treinada.
60 | Coaching: alta performance de estudos para concursos médicos

Essa situação se repetirá em nossa vida até desenvolvermos compromisso e dis-


ciplina com os objetivos. Todos nós, quando pensamos em fazer uma dieta ou ir à
academia, sabemos que, além de conquistar o corpo desejado, teremos mais saúde
e disposição, que pode ser chamada de energia, mas claro que fatores internos e
externos vão surgir o tempo todo para sabotar os planos. Para não cair nessa arma-
dilha, a palavra-chave é a persistência!
A persistência é um recurso mental racional, ou seja, quando sua mente indiscipli-
nada ou seu corpo preguiçoso disserem para você “Nossa, isso dá muito trabalho”,
“Nossa, que preguiça”, “Estou cansado”, ou o(a) encha de mil e uma desculpas, a parte
racional de sua mente terá de acionar o recurso da persistência, que nada mais é do
que um comando mental que você dá, diz para si mesmo(a), fazendo-o(a) parar de
reclamar e simplesmente seguir em direção de seu objetivo.

PENSE COMIGO

 Compromisso é fazer aquilo que se propôs a fazer.


 Persistência é o seu comando mental, que o(a) fará manter seu compromisso, quando sua
mente quiser desviá-lo(a).
 Disciplina será o somatório do seu compromisso nos momentos em que estiver motivado(a)
com a persistência para manter esse compromisso quando estiver desmotivado(a).
Alta Performance de Estudos – APE | 61

O ritmo será o resultado de sua disciplina. Como em uma corrente de energia elé-
trica, no batimento cardíaco ou na melodia de uma música, você terá seus altos e
baixos, o importante é que os altos não sejam tão altos e os baixos não sejam tão
baixos.

A preparação para uma prova pode levar meses ou até anos – tudo depende do seu
ritmo de estudos.

Mas, assim como na música, para ter ritmo é preciso certa organização das notas mu-
sicais, senão virá um barulho, e não uma música. Você precisará de uma estratégia e
um planejamento bem feitos para seus estudos serem harmônicos e não bagunça-
dos, confusos e ruidosos em sua mente.

Principalmente para conseguirmos estudar por longos períodos e absorver o conte-


údo necessário, o planejamento será fundamental.

No começo, podemos ter a sensação de que não estamos tendo performance ao es-
tudar, mas com a persistência você aumentará seu ritmo, semana a semana.

Uma vez que conseguimos isso, em uma, duas, três semanas, nosso corpo e nossa
mente entram no piloto automático e não sentimos mais dificuldades. Há estudos
que comprovam que, se fizermos a mesma atividade por três semanas, ela se torna
um hábito. Esse é o nosso desafio!

Então, seu primeiro desafio será manter seu compromisso com a sua semana ideal,
cumprindo os horários definidos para estudar. Não importa se terá performance ou
não; o primeiro passo é treinar sua mente para que aqueles horários sejam de estu-
dos, e então você estará estudando conforme planejou. Senão, não seria necessário
planejamento, verdade?

Regra básica para o compromisso: sente e estude nos horários planejados.

Segredo: no curso preparatório, são liberados conteúdos e livros toda semana para
você estudar. Cumpra o conteúdo da semana na própria semana, antes da liberação
do próximo conteúdo. Isso aumentará a sua motivação e autoconfiança.

Se você tiver conteúdo atrasado para estudar, não se preocupe muito agora; siga
essa metodologia e seu compromisso de manter o conteúdo da semana em dia, por-
que mais à frente vou explicar como organizar o conteúdo atrasado, combinado?

Foco total no momento presente! Pare de tentar colocar o conteúdo atrasado em dia
e deixar o da semana mais atrasado, senão você vai passar o ano inteiro correndo
atrás do próprio rabo.
62 | Coaching: alta performance de estudos para concursos médicos

PENSE COMIGO

 a) Você prefere ter uma lista de conteúdos da semana que estão em dia e uma lista de con-
teúdos atrasados para serem estudados?
ou
 b) Prefere ter uma lista de conteúdos atrasados que está colocando em dia e, ainda, saber
que a cada semana você aumenta essa lista de conteúdos e que não faz ideia de quando
conseguirá atualizá-los?

Tomara que você tenha escolhido a opção “a”, porque ela tem muito mais chance de
dar certo do que a “b”, mas é fato que algumas pessoas ainda são um pouco teimosas
e passam o ano inteiro correndo atrás do prejuízo.

Se eu fosse você, mudaria essa crença agora!

É bem melhor um copo meio cheio do que um copo sempre meio vazio.

Colocar o foco no presente e cumprir o conteúdo atual da semana vão levá-lo(a) a


perceber que está conseguindo fazer o conteúdo da semana e, com o passar das
semanas, terá muito mais conteúdos já estudados do que atrasados.

Não se preocupe, neste momento, com o conteúdo atrasado, não coloque o foco nele;
vamos trabalhar nos próximos capítulos o planejamento de estudos dos conteúdos
atrasados e, depois, como distribuí-los no tempo para você não se sentir culpado(a),
com a sensação de derrotado(a) e ainda com o conteúdo atrasado.

Outra situação muito comum com pessoas que têm uma pressão pela conquista de
objetivos é querer desistir antes de estarem preparadas o suficiente. Já vi médico ser
aprovado na última prova, só para ficar nesse exemplo. Fique firme no seu processo
de desenvolvimento de alta performance de estudos, e tenho certeza de que irá
multiplicar os seus resultados em qualquer concurso que prestar.

Na última atividade do módulo POC, você realizou o planejamento da sua semana


ideal, em que foram definidos os horários de trabalho, lazer e estudos.

Agora, o próximo passo é adquirir disciplina e compromisso com o planejamento


realizado. Se você não estiver se organizando e colocando em prática o planejamen-
to da semana ideal, sugiro que fique bem atento(a) ao capítulo que tratamos dos
sabotadores dos estudos.
Alta Performance de Estudos – APE | 63

Sem desculpas!
Agora é hora de ação!
Se você ainda não começou a realizar seus compromissos com os combustíveis da
vitória, com a preparação matinal diária e seu planejamento da semana ideal, come-
ce imediatamente! Largue este livro e faça agora todas as suas práticas planejadas.

Vamos praticar

Parte 1 - Preparação matinal e atitudes de sucesso


Mantenha a rotina da preparação matinal e as afirmações das atitudes de sucesso.
E não deixe de colocar em prática as atividades dos combustíveis da vitória, pois elas
oferecerão a você energia para alcançar seus objetivos.

Parte 2 - Preencha seu avanço de produtividade semanal


Classifique de 0 a 10 os itens a seguir, conforme a sua realização na semana atual.

Avanço de produtividade semanal


Semana ______a ______
Combustíveis da vitória
Disciplina de cumprir os horários da semana ideal
Preparação matinal com atitudes de sucesso
Compromisso de cumprir o conteúdo disponibilizado na semana
Leitura diária do seu road map
Em que se superou nessa semana?

Parte 3 - Desafios da semana


 1: cumprir horários planejados de estudos na semana, de acordo com a semana
ideal.
 2: cumprir o conteúdo disponível da semana, sem atrasar.
Se neste capítulo o foco foi a ação, no próximo o foco será a organização.
64 | Coaching: alta performance de estudos para concursos médicos

APE 02
Semana de performance 06

PLANEJAMENTO DE ESTUDOS

Alguns alunos me procuram dizendo que se sentem perdidos em relação ao que


estudar e que, às vezes, passam dias estudando a mesma apostila. Não possuem
um planejamento nem organização de quais conteúdos estudar e quando, e a conse-
quência disso é que os dias vão passando e o desânimo começa a aparecer.
A organização dos estudos é sempre a melhor opção para quem irá prestar qualquer
prova, pois isso melhora a rotina de estudos e faz toda a diferença na hora de se
preparar.
Com o planejamento, temos em mente os horários em que iremos estudar e, com a
organização, teremos o conhecimento sobre o que se dedicar em cada horário, as
matérias que precisam ser estudadas e até saber se realmente estamos prontos.

Organização do conteúdo
Antes do planejamento dos conteúdos, precisamos entender o tempo que temos dis-
ponível para estudar até as provas. Depois que dimensionamos o tempo, iniciamos a
organização do conteúdo nesse tempo disponível.
Alta Performance de Estudos – APE | 65

Para fazer essa atividade, você precisa ter pronto o seu planejamento da semana
ideal no POC 04.

Parte 1 - Dimensionamento do tempo de estudos


Quando passamos pelo planejamento da semana ideal, você definiu quanto de seu
tempo iria disponibilizar para cada atividade, como estudar, trabalhar, passear, dor-
mir, fazer atividades físicas etc.
Mas agora é que vamos ver se o tempo que você planejou será suficiente para estu-
dar todo o conteúdo antes do início das provas.
Para termos a dimensão do tempo de preparação para as provas, precisamos ter
em mente o tempo total disponível, e depois vamos organizar os conteúdos dentro
desse tempo. O primeiro passo será identificar a quantidade de semanas disponíveis
para estudar e qual tempo temos realmente para preparação até o início das provas.
Como os conteúdos são liberados em seu curso semanalmente, consideramos que a
contagem de semanas disponíveis facilita a sua análise.
Porém, antes de fazer essa contagem, você deve bloquear em sua agenda ou calen-
dário as datas em que já tem compromissos inadiáveis, considerando o dia de hoje
até o início das provas. Compromissos inadiáveis são aqueles que você já sabe que
o(a) impedirão de estudar, como casamento, viagem, aniversário etc.

Vamos praticar

Para fazer essa atividade, utilizaremos o cartaz “Organização do tempo de estudos”.


 Marque no calendário a data de hoje e a data do último dia de estudos (antes das
provas);
 Bloqueie, entre essas datas, todas aquelas em que já tenha compromissos inadiá-
veis, pelas quais perderá dias de estudo;
 Assim, você já terá uma visão da quantidade de semanas de estudos e de quantos
compromissos inadiáveis terá no período. Neste momento, é válido reconsiderar
alguns compromissos para aumentar o tempo de estudos, caso acredite ser ne-
cessário;
 Finalmente, faça uma contagem de quantas semanas completas de estudos você
terá neste período e anote-as.
66 | Coaching: alta performance de estudos para concursos médicos

Atenção:
Caso chegue à percepção de que a quantidade de semanas disponíveis não será
suficiente, você tem algumas ações que pode tomar:
 Redefinir seu planejamento da semana ideal, adicionando novos horários de
estudos semanais.
 Reconsiderar compromissos de longa ausência, como viagem, casamento etc.
 Reconsiderar viagens muito próximo das provas.

Parte 2 - Definição dos dias de estudos


Com a semana ideal planejada e a agenda de compromissos já bloqueada, o próximo
passo é definir como você utilizará o seu tempo de estudos semanal. Você deverá se
programar nas suas horas disponíveis, para estudar os conteúdos da semana, fazer
uma revisão semanal e estudar conteúdos atrasados, se for o caso.
Como já comentei, nossos alunos com maior sucesso nas provas tiveram, em média,
uma carga horária de 32 horas semanais de estudos, sendo que a menor delas foi de
24 horas semanais e a maior, em torno de 44 horas. Independente do volume total
de horas, você pode aplicar uma regra para se dedicar na semana:
 75% do seu tempo para estudar os conteúdos da semana;
 25% do seu tempo para fazer uma revisão ou colocar os conteúdos atrasados em dia.
Veja alguns exemplos para cada caso:

1. Médico trabalhando e estudando para um concurso:


Caso esteja trabalhando uma média de oito horas por dia das 7 às 16 horas, seria
razoável estudar pelo menos 32 horas semanais. Considerando essa carga horária,
veja um exemplo:
Alta Performance de Estudos – APE | 67

Planejamento de horários de estudos na semana:

Segunda 5 horas
Terça 5 horas
Quarta 4 horas
Quinta 5 horas
Sexta 5 horas
Sábado 8 horas
Domingo Livre

Sugiro que reserve 24 horas para estudar os conteúdos novos da semana, o que
significa que, na semana com dois novos conteúdos, você terá 12 horas para estudar
cada um deles; já na semana em que tiver três novos conteúdos, você terá oito horas
para estudar cada um, e assim por diante.
Bom, ainda vão sobrar oito horas de estudos para você fazer a revisão semanal e
colocar o conteúdo atrasado em dia.

2. Estudante de Medicina e estudando para um concurso:


Caso ainda esteja fazendo faculdade, você provavelmente conseguirá estudar de 24
a 32 horas semanais. Faça o possível para estudar 32 horas semanais. Considerando
essa carga horária, veja um exemplo:
Planejamento de horários de estudos na semana:

Segunda 5 horas
Terça 5 horas
Quarta 4 horas
Quinta 5 horas
Sexta 5 horas
Sábado 8 horas
Domingo Livre

Sugiro que reserve 24 horas para estudar os conteúdos novos da semana, o que
significa que, na semana com dois novos conteúdos, você terá 12 horas para estudar
cada um deles; já na semana em que tiver três novos conteúdos, você terá oito horas
para estudar cada um, e assim por diante.
Bom, ainda vão sobrar oito horas de estudos para você fazer a revisão semanal e
colocar o conteúdo atrasado em dia.
68 | Coaching: alta performance de estudos para concursos médicos

3. Médico somente estudando para um concurso ou fazendo 1


plantão por semana:
Caso esteja nesta situação, certamente conseguirá estudar bem mais de 32 horas
semanais, podendo chegar a 44 horas semanais. Considerando essa carga horária
máxima, veja um exemplo:
Planejamento de horários de estudos na semana:

Segunda 9 horas
Terça 9 horas
Quarta 9 horas
Quinta 9 horas
Sexta 8 horas
Sábado Plantão (exemplo)
Domingo Livre

Neste caso, você pode dedicar 32 horas para estudar os conteúdos novos da semana,
o que significa que, na semana com dois novos conteúdos, você terá 16 horas para
estudar cada um; já na semana em que tiver três novos conteúdos, você terá 10,5
horas para estudar cada um, e assim por diante.
Bom, ainda vão sobrar 12 horas de estudos para você fazer a revisão semanal e colo-
car o conteúdo atrasado em dia.
De acordo com sua carga horária semanal, defina de forma fixa no calendário todos
os dias em que estudará os conteúdos da semana e também os dias da revisão. Faça
esse mapeamento em todos os meses que antecedem as provas, conforme já defini-
do por você mesmo neste capítulo.
No exemplo a seguir, apresentamos uma semana-exemplo, em que o estudante de-
finiu que assistiria às aulas na sexta, no sábado ou no domingo e que iniciaria seus
estudos sempre nas segundas-feiras. Neste caso, todos os meses do ano ficaram
preenchidos desta forma:

Organizador de estudos no mês


1 2 3 4 5 6

Conteúdo
Conteúdo Conteúdo Conteúdo Conteúdo
da semana Viagem
da semana da semana da semana da semana
+ revisão
Alta Performance de Estudos – APE | 69

Organizador de estudos no mês

7 8 9 10 11 12 13

Conteúdo Conteúdo
Conteúdo Conteúdo Conteúdo Conteúdo
Descanso da semana da semana
da semana da semana da semana da semana
+ revisão + revisão

14 15 16 17 18 19 20

Conteúdo Conteúdo
Conteúdo Conteúdo Conteúdo Conteúdo
Descanso da semana da semana
da semana da semana da semana da semana
+ revisão + revisão

21 22 23 24 25 26 27

Conteúdo Conteúdo
Conteúdo Conteúdo Conteúdo Conteúdo
Descanso da semana da semana
da semana da semana da semana da semana
+ revisão + revisão

28 29 30 31 Notas:

Conteúdo Conteúdo Conteúdo


Descanso
da semana da semana da semana

Atenção:
Caso prefira assistir às suas aulas da semana, por exemplo, na quarta-feira você de-
verá considerar que sua semana de estudos sempre será de quinta a quarta, e não de
segunda a domingo, o que facilitará para você seguir o ritmo das aulas.

Com esse planejamento, você terá em mente os dias em que irá se dedicar para es-
tudar, e isso facilitará a criação de seu compromisso.
Agora, se tiver conteúdos atrasados para estudar, deverá diminuir o tempo de re-
visão ou quase eliminar essa tarefa do seu planejamento, até conseguir colocá-los
em dia. Mas lembre-se: de acordo com a regra, você deverá dedicar somente 25%
do seu tempo semanal para isso; os outros 75% deverão ser focados no conteúdo da
semana.
Você deverá separar o tempo para os conteúdos da semana, um tempo para os con-
teúdos atrasados e um tempo para fazer a revisão dos conteúdos estudados.
70 | Coaching: alta performance de estudos para concursos médicos

Veja outro exemplo, considerando conteúdos atrasados:

Organizador de estudos no mês


1 2 3 4 5 6

Conteúdo
Conteúdo Conteúdo Conteúdo Conteúdo Conteúdo
da semana
da semana da semana da semana da semana atrasado
+ revisão

7 8 9 10 11 12 13

Conteúdo
Conteúdo Conteúdo Conteúdo Conteúdo Conteúdo
Descanso da semana
da semana da semana da semana da semana atrasado
+ revisão

14 15 16 17 18 19 20

Conteúdo
Conteúdo Conteúdo Conteúdo Conteúdo Conteúdo
Descanso da semana
da semana da semana da semana da semana atrasado
+ revisão

21 22 23 24 25 26 27

Conteúdo
Conteúdo Conteúdo Conteúdo Conteúdo Conteúdo
Descanso da semana
da semana da semana da semana da semana atrasado
+ revisão

28 29 30 31 Notas:

Conteúdo Conteúdo Conteúdo


Descanso
da semana da semana da semana

Por enquanto, só fizemos o planejamento do tempo. No próximo tópico, você conhe-


cerá uma estratégia de como organizar os conteúdos atrasados.

Como organizar seus conteúdos atrasados


Um assunto que preocupa a maioria dos estudantes envolve os conteúdos que fica-
ram para trás sem serem estudados ou que foram estudados sem qualidade, sendo
que dentre eles existem alguns muito importantes, que sempre caem nas provas, e,
por isso, sendo fundamental não abandoná-los.
Alta Performance de Estudos – APE | 71

Vamos praticar

Faça uma lista de todos os conteúdos/temas atrasados que você precisará colocar em
dia. De preferência, já organize os temas por suas áreas, para facilitar sua classificação.

Parte 1 - Classificação dos conteúdos


Com a lista de conteúdos/temas, faremos a classificação usando alguns critérios:
 Densidade: esse critério tem relação direta com o seu grau de dificuldade no en-
tendimento/aprendizado desse conteúdo e com o volume dele. Este último pode
ser analisado pela quantidade de páginas dos livros. Assim, cada tema que precisa
ser estudado você irá classificar em:
 Densos;
 Médios;
 Leves.
 Importância: para uma boa análise desse critério, você deverá buscar informa-
ções nas ferramentas do curso preparatório que possam indicar o grau de impor-
tância do conteúdo atrasado para a maioria das provas. Assim que identificar a
sua fonte de referência para essa informação, você poderá classificar cada tema
atrasado como:
 Muito importante;
 De média importância;
 Pouco importante.
Para cada tema que classificar por densidade e importância, monte uma tabela e
preencha-a, como segue:

Densos Médios Leves

Muito importante Prioridade 1 de estudo

Importante Prioridade 2 de estudo

Pouco importante Prioridade 3 de estudo

Como resultado dessa tabela, você saberá exatamente que volume de conteúdos
atrasados deve ter maior ou menor prioridade e quanto tempo será necessário para
colocar tudo em dia.
Agora que você já tem os seus conteúdos atrasados organizados, coloque em prática
o seu plano de ação e não perca o foco para não deixar atrasar mais conteúdo.
72 | Coaching: alta performance de estudos para concursos médicos

APE 03
Semana de performance 07

DISTRIBUIÇÃO EQUILIBRADA
DO CONTEÚDO NO TEMPO

Neste capítulo, trazemos algumas explicações que farão uma grande diferença na
sua performance, a fim de obter mais velocidade e mais qualidade nos estudos.
É fato que, ao final deste capítulo, você poderá pensar que está montando um que-
bra-cabeça – e realmente estará, porque terá em mão a missão de distribuir de for-
ma equilibrada, no tempo semanal, os conteúdos que serão estudados, como:
 Quais temas estudará em cada semana?
 Quanto tempo dedicará a cada um deles na semana?
Lembre-se que é preciso uma meta de melhorar nosso ritmo de estudos e cumprir
o planejamento da semana; ou seja, se você planejou os temas X, Y e Z para serem
estudados do dia 1º a 7 de fevereiro, você deverá concluí-los nesse período, esfor-
çando-se para melhorar a sua forma de estudar a cada semana. Pode ser que, nas
primeiras semanas, você ainda não tenha sucesso com essa meta, mas vamos buscá-
-la otimizando a sua forma de estudar por meio dos próximos capítulos.
Alta Performance de Estudos – APE | 73

Quando todas as peças do seu quebra-cabeça estiverem encaixadas, você saberá


onde direcionar seu tempo e seu foco, ficando mais fácil a execução do seu plano.
Existe uma lei que tem tudo a ver com performance e produtividade – a lei de Parkinson.
Ela explica que, quanto mais tempo você tiver para fazer determinada atividade,
mais tempo irá demorar para executá-la. Quanto menos tempo você tem para fazer
a atividade, menos tempo você utiliza. Tanto que existe um ditado popular que diz:
“Se você quer que algo seja feito rápido, recorra a uma pessoa ocupada, pois ela en-
contrará uma forma mais rápida de concluir o que você precisa”.
Isso acontece porque nosso cérebro está constantemente buscando nos proteger,
e isso pode nos colocar na zona de conforto quando estamos estudando, por um
motivo simples: se sua mente compreende que tem mais tempo do que o suficiente
para estudar determinado conteúdo (ex.: um conteúdo que conseguiria estudar em
oito horas, mas para o qual, em seu planejamento, está reservado um tempo de 12
horas, porque pensou que quer estudar direito), ela irá entrar na zona de conforto
e provavelmente reduzirá sua capacidade, para adequar o esforço ao tempo dis-
ponível (considerando o exemplo anterior, você irá gastar as 12 horas para estudar
praticamente com a mesma qualidade o conteúdo). Claro que também não podemos
exagerar, reduzindo muito o tempo para estudar inicialmente, mas com o tempo
devemos exigir mais de nossa capacidade cognitiva, reduzindo aos poucos o tempo
disponível para cada volume de conteúdo.
O tempo é importante para o aprendizado, no entanto mais importante do que tê-lo
é como vai utilizá-lo, e para isso, quanto mais você aumentar sua capacidade cogni-
tiva, mais aproveitará o seu tempo.
Um erro muito grave, por exemplo, é passar horas e horas estudando determinado
conteúdo e chegar ao final da semana de estudos sem ter saído do primeiro tema.
Esse é o principal vilão do planejamento semanal e geralmente ocorre pelo motivo
de não se ter definido um tempo-limite para tal conteúdo, ou seja, uma meta.
Se você está estudando assim, corre um sério risco de ter uma pilha de conteúdos
atrasados, que vai aumentando quanto mais o tempo passa, até chegar próximo das
provas. Se isso acontecer, será bem provável que não consiga um bom desempenho
nelas e nos simulados.

Distribuindo os novos temas da semana


no tempo de estudos semanal
de forma equilibrada
Com a distribuição dos conteúdos, você vai perceber que, em algumas semanas, con-
seguirá estudar mais temas do que em outras, dependendo da densidade deles.
74 | Coaching: alta performance de estudos para concursos médicos

Por isso, será muito importante a cada semana, antes de começar a estudar, clas-
sificar os novos temas das aulas (da semana) conforme a densidade do conteúdo
(denso, médio ou leve). No caso dos novos temas, partimos do princípio de que é
importante que sejam estudados, por isso não vamos analisar o grau de importância.
Se partimos do princípio de que você estudará, na média, 32 horas semanais, sem
considerar as aulas, temos uma sugestão de distribuição de tempo para cada den-
sidade:

 Temas densos: 16 a 20 horas


 Temas médios: 10 a 12 horas
 Temas leves: 6 a 8 horas

Agora, vamos fazer algumas simulações para exemplificar:

- Exemplo 1: 2 densos
Imagine que você assistiu à aula do seu curso hoje, sobre dois temas a serem estu-
dados. Analisando, você considerou que o tema A tem conteúdo denso e o tema B,
conteúdo também denso – isso significa que você precisará de, no mínimo, 32 horas
de estudos para terminá-los na semana ou, no máximo, 40 horas. Nesse caso, se
você tinha planejado 32 horas de estudos semanais e se deparou com dois temas
densos, terá de decidir se sacrifica outros compromissos para conseguir cumprir os
conteúdos da semana, ou se deixará o tema atrasado, o que não recomendamos.

- Exemplo 2: 1 denso + 1 médio


Seguindo a mesma linha do exemplo anterior, mas agora o tema A com conteúdo
denso e o B, com conteúdo médio, você gastará, no mínimo, 26 horas de estudos e,
no máximo, 32 horas de estudos para cumprir o conteúdo da semana.

- Exemplo 3: 2 médios + 1 leve


Pode acontecer, também, que no curso sejam liberados três temas na semana, e aqui
vamos simular as densidades como tema A médio, tema B médio e tema C Leve. Para
concluí-los todos na semana, você precisará se dedicar a, no mínimo, 26 horas e, no
máximo, 32 horas.
Essa análise prévia será muito importante para definir quanto tempo você poderá se
dedicar a cada tema, e aí começará a usar a lei de Parkinson a seu favor; com o tempo
Alta Performance de Estudos – APE | 75

definido de estudos, sua mente precisará encontrar uma forma mais inteligente de
cumprir essa tarefa.
Será possível que, nas primeiras semanas, você não consiga cumprir todo o conteúdo
novo da semana no tempo destinado para ele e precise aumentar sua carga horária
de estudos semanais. Não se preocupe; dê o seu melhor, que nas próximas semanas
você aprenderá técnicas para aumentar sua produtividade e, assim, reduzir seu tem-
po necessário para estudar cada tema, até chegar ao seu tempo planejado. O segre-
do é a persistência, o compromisso com os horários e a disciplina para conseguir
criar seu ritmo ideal de estudos.
Se seguir esse método, aplicando as técnicas até o final, posso garantir que você se
surpreenderá com o quanto crescerá sua capacidade de estudos, motivação e auto-
confiança.

Se eu não conseguir cumprir o tema no horário planejado, o que fazer?


Se não conseguir terminar o tema no tempo planejado, tenho algumas sugestões:
 Encontre um tempo livre que possa destinar para terminar o tema, desde que não
ocupe o horário planejado para outro tema da semana;
 Deixe para terminá-lo no seu tempo de revisão semanal;
 Coloque-o na lista de temas atrasados e encaixe-o em seu calendário anual de
temas atrasados.
Nos próximos capítulos, vamos trabalhar técnicas para aumentar a produtividade.
Daqui a algumas semanas, você conseguirá cumprir o que foi planejado semanal-
mente – acredite!

Distribuindo os temas atrasados no calendário anual


Antes de entendermos como distribuí-los, é importante compreender alguns aspec-
tos do tempo:
 De hoje até as primeiras provas, temos um tempo limitado de estudos;
 A cada dia que passa temos um tempo menor para estudar;
 O tempo que passou não volta, e o que mais importa agora é como utilizar o tem-
po que restou até as provas.
Convém saber, também, que pessoas muito inseguras, detalhistas em excesso, ten-
dem a não confiar na qualidade de seus estudos, e assim passam mais horas do que
estão disponíveis para cada tema, consumindo boa parte do tempo limitado que têm
e, com isso, vão aumentando a lista de conteúdos atrasados.
76 | Coaching: alta performance de estudos para concursos médicos

E qual efeito isso trará?


 Provavelmente você ficará bem especializado(a) em alguns temas;
 Cada semana ficará mais pressionado(a) com a lista de temas atrasados, que só
crescerá;
 Na prova, seu sistema límbico (que controla suas emoções) se lembrará da pilha
de conteúdos que você não estudou, o(a) deixará inseguro(a) e raptará sua capaci-
dade de pensar, dando o famoso “branco”, com grande chance de que daquilo que
você estudou também não conseguirá se lembrar.
A regra de ouro para o tempo limitado é:

Agora que você já compreendeu esses aspectos, vamos ver como distribuirá, de for-
ma equilibrada no tempo, seus conteúdos atrasados. Para tanto, você precisará da
lista que preparou com os temas atrasados e classificados por densidade e impor-
tância.
Veja como ficará sua prioridade no momento da distribuição no seu calendário anual.

Densos Médios Leves


(16 a 20 horas) (10 a 12 horas) (6 a 8 horas)
Muito Prioridade 1 de
importante estudo
Prioridade 2 de
Importante
estudo
Pouco Prioridade 3 de
importante estudo
Alta Performance de Estudos – APE | 77

Para fazer essa distribuição, você utilizará seu calendário anual, onde estão já plane-
jados os dias destinados a estudar os conteúdos atrasados.
Seguindo a mesma lógica que já expliquei neste capítulo, você primeiro deve analisar:
 Quantas horas semanais estão reservadas para os temas/conteúdos atrasados?
 Quantas semanas tenho disponíveis de hoje até o início das provas?
Com essas informações em mão, você pode começar a montar seu quebra-cabeça e
escrever, em cada dia de seu calendário reservado para revisões, o nome do tema
que irá estudar naquele dia, seguindo esta sequência:
 Primeiro: distribua todo o conteúdo da prioridade 1, dos muito importantes;
 Segundo: distribua o conteúdo da prioridade 2, dos importantes;
 Finalmente: se sobrar tempo – e espero que sobre –, distribua os pouco impor-
tantes.
Conforme a quantidade de horas semanais reservadas para estudar temas atrasa-
dos, você destinará 1 ou 2 temas considerando sua densidade e o volume de horas
necessários para cada um.
Veja os exemplos:
 Se você reservou 12 horas em cada semana para estudar temas atrasados, conse-
guirá planejar 1 tema médio ou 2 leves para esse tempo;
 Se você reservou 12 horas em cada semana para estudar temas atrasados e quer
colocar 1 tema denso nesse tempo, talvez precisará de duas semanas para con-
cluí-lo. Nesse caso, reserve em duas semanas o horário para esse único tema;
 Se você reservou 16 horas em cada semana para estudar temas atrasados, conse-
guirá planejar 1 tema denso, ou também poderá planejar 2 temas leves ou, ainda,
1 médio e 1 leve, e assim por diante.
Equilibrar os temas densos, médios e leves durante os meses proporcionará a você
maiores produtividade e motivação.

Mês 1
Semana 1 = 1 denso
Semana 2 = 1 médio + 1 leve
Semana 3 = 2 leves
Semana 4 = 1 denso
78 | Coaching: alta performance de estudos para concursos médicos

Mês 2
Semana 1 = 1 médio + 1 leve
Semana 2 = 2 leves
Semana 3 = 1 denso
Semana 4 = 1 médio + 1 leve, e assim por diante

Isso mesmo: você já terá seu planejamento de estudos dos temas atrasados de hoje até
o mês de outubro (usando como exemplo as datas das provas de Residência Médica).
Sei que você pode estar pensando quando irá estudar os temas da prioridade 3,
então, ao colocar em prática as técnicas desse método, você começará a ganhar
performance nos estudos; consequentemente, o tempo que leva para estudar os
conteúdos deverá reduzir, e, assim, você poderá inserir esses temas no tempo livre
semanal que sobrar.
Em último caso, se não conseguir estudar os temas da prioridade 3 até outubro, de-
verá aumentar seu calendário e planejar estudá-los durante a fase de provas.

Vamos praticar

Depois de assistir às aulas da semana:


Defina, conforme apresentado neste capítulo, quanto tempo dedicará a cada um dos
temas da semana. Para ajudá-lo(a), segue um exercício hipotético.

Imagine que hoje é quarta-feira e você assistiu às aulas de Neonatologia 1, que você
considerou um tema denso (16 horas), e Neonatologia 2, que considerou um tema
leve (8 horas).
Para estudar esses dois temas da semana, será preciso entre 26 e 32 horas. Veja
como ficaria sua semana de estudos bem planejada para esses dois temas + revisão
ou atrasados.
Planejamento da semana com temas + revisão:

Quinta-feira 5 horas disponíveis = dedicar 5 horas para Neonatologia 1


Sexta-feira 5 horas disponíveis = dedicar 5 horas para Neonatologia 1
Alta Performance de Estudos – APE | 79

8 horas disponíveis = dedicar 6 horas para Neonatologia 1 + 2 horas para


Sábado
Neonatologia 2
Domingo Livre
Segunda-feira 5 horas disponíveis = dedicar 5 horas para Neonatologia 2
5 horas disponíveis = dedicar 1 hora para Neonatologia 1 + 4 horas para
Terça-feira
revisão
Quarta-feira 4 horas disponíveis = dedicar 4 horas para revisão

Planejamento da semana com temas novos + temas atrasados:

Quinta-feira 5 horas disponíveis = dedicar 5 horas para Neonatologia 1


Sexta-feira 5 horas disponíveis = dedicar 5 horas para Neonatologia 1
8 horas disponíveis = dedicar 6 horas para Neonatologia 1 + 2 horas para
Sábado
Neonatologia 2
Domingo Livre/descanso
Segunda-feira 5 horas disponíveis = dedicar 5 horas para Neonatologia 2
5 horas disponíveis = dedicar 1 hora para Neonatologia 1 + 4 horas para
Terça-feira
temas atrasados
Quarta-feira 4 horas disponíveis = dedicar 4 horas para temas atrasados

Agora, faça a distribuição equilibrada do seu tempo de estudo, considerando se o


conteúdo é denso, médio ou leve.
Sem planejamento, não existem metas, e sem metas não podemos medir a produ-
tividade.
80 | Coaching: alta performance de estudos para concursos médicos

APE 04
Semana de performance 08

DEFINA SEU MÉTODO DE


APRENDIZAGEM

Você já percebeu que os métodos de estudos e aprendizagem de seus amigos nem


sempre funcionam para você?
Já percebeu que aprende mais facilmente alguns conteúdos do que outros?
Muito bem, isso tem uma explicação lógica! Cada um de nós percebe, recebe e pro-
cessa a comunicação e a informação de uma forma diferente, conforme nossos ca-
nais de comunicação.
Nossos canais principais são a visão, a audição e as sensações (sinestésicas), e como
somos pessoas diferentes cada um de nós tem um ou dois canais com maior poten-
cial de comunicação e aprendizado. De acordo com o seu perfil de comunicação, você
é mais ou menos impactado(a) pela forma apresentada de conteúdo de estudos.
Por esse motivo, os melhores programas de estudos utilizam um maior número de
recursos multimídia no ensino, como aulas, vídeos explicativos, animações, livros,
textos complementares, audiolivros, apresentações de slides, tudo organizado para
Alta Performance de Estudos – APE | 81

que os professores transmitam o conteúdo de forma a atender um maior número de


alunos.
Talvez você descubra, nas próximas páginas deste capítulo, o motivo pelo qual tem
tanta dificuldade com os estudos, com a aprendizagem, com determinados conteú-
dos e com a falta de motivação ao estudar.
Talvez, também, você esteja usando, na maior parte do tempo, seu canal de comuni-
cação com menor potencial!
Será que está estudando da forma correta? Será que está aproveitando seus canais
de comunicação de maior potencial?
Neste capítulo, você identificará o seu canal de comunicação com maior potencial
e técnicas práticas de como melhorar a sua aprendizagem e, consequentemente, o
seu desempenho semanal nos estudos, o que já o(a) ajudará a cumprir suas metas
semanais de estudos.
Não se deixe enganar: se você já fez um planejamento semanal de estudos, não
adianta alterá-lo a cada semana, que não vai cumprir a meta; você deve quebrar
esse paradigma e identificar o que falta aprender para conseguir cumprir essa meta.
Ajustar seu método de estudo de acordo com o seu perfil aumentará sua performan-
ce e o seu ritmo nos estudos.
Para definir o seu método de aprendizagem, o primeiro passo é entender cada um
dos perfis e realizar um teste de autoavaliação a seguir. Com as técnicas sugeridas
para cada perfil, você fará os ajustes em seu método de aprendizagem para aumen-
tar sua compreensão, memorização e concentração.
82 | Coaching: alta performance de estudos para concursos médicos

Vamos praticar

Parte 1 - Teste: qual é o seu melhor método de aprendizagem?

Leia antes de realizar o teste:


 Nenhum teste de perfil consegue ter 100% de assertividade, no entanto geral-
mente tem um resultado com mais de 90% de compatibilidade com o seu perfil;
 Se você responder ao teste marcando como “quer ser”, provavelmente trará um
resultado distorcido; assim, sempre marque como “você é” ou “o que você prefere”;
 Seja ágil nas respostas! Leia cada pergunta e responda rapidamente “sim” ou
“não”; se a resposta demorar a vir, provavelmente é porque você não tem ou não
reconhece essa característica, então responda “não”;
 Escolha a opção que mais se aplica a você. Não existem respostas certas ou erra-
das;
 Este teste vai ajudá-lo(a) a descobrir sua melhor forma de compreender a comu-
nicação e a informação. É um indicador útil no processo de autoconhecimento;
 Depois de feito, você perceberá que canal é o seu preferencial. O ideal é trabalhar
para desenvolver os demais igualmente, no entanto, sempre que utilizar seu canal
preferencial, será mais fácil estudar e aprender.

IMPORTANTE
Não leia a última página de resultados do teste antes de responder a todas as pergun-
tas e verificar quantas respostas “sim” você marcou em cada grupo de perguntas.

Qual é o seu melhor método de aprendizagem?

Grupo 1 Sim Não


1. Gosto de descobrir como as coisas funcionam, desmontando-as e de-
( ) ( )
pois as montando de novo.
2. Raramente me perco. ( ) ( )
3. Geralmente prefiro ficar em pé enquanto trabalho ou estudo, em vez
( ) ( )
de ficar sentado(a).
4. Gosto de colecionar coisas diferentes. ( ) ( )
Alta Performance de Estudos – APE | 83

Grupo 1 Sim Não


5. As pessoas às vezes se referem a mim como alguém muito ativo. ( ) ( )
6. Aprendo e trabalho melhor usando os movimentos. ( ) ( )
7. Tenho o hábito de comer durante as aulas ou o trabalho. ( ) ( )
8. Gosto de tocar e segurar coisas. ( ) ( )
9. Gosto de ouvir música enquanto trabalho ou estudo. ( ) ( )
10. Prefiro fazer as coisas em vez de antes ler como fazê-las ou assistir a
( ) ( )
uma demonstração.
11. Gosto muito de praticar esportes. ( ) ( )
12. Caminho de um lado para o outro com muita frequência. Para mim, é
( ) ( )
difícil permanecer sentado(a).
13. Utilizo linguagem corporal (especialmente as mãos) quando falo. ( ) ( )
14. Aprecio contato físico com meus(minhas) amigos(as) (dar tapinhas nas
( ) ( )
costas, abraçar, beijar na bochecha).
15. Sou muito criativo(a) com as mãos e gosto de fazer coisas com elas
( ) ( )
(dobraduras, esculturas etc.).

Grupo 2 Sim Não


1. Quando assisto a TV ou ouço rádio, deixo o volume bem alto. ( ) ( )
2. Quando preciso me lembrar de alguma coisa, tento fazer uma imagem
( ) ( )
mental dela.
3. Sempre tomo nota de coisas que preciso lembrar para poder revisá-las
( ) ( )
mais tarde.
4. Tenho dificuldades para memorizar letras de músicas. ( ) ( )
5. Preciso de um mapa para ir a algum lugar, e não de que alguém sim-
( ) ( )
plesmente me diga como ir.
6. Sou muito bom em ortografia. ( ) ( )
7. Em geral, não compreendo instruções orais imediatamente: preciso que
( ) ( )
elas sejam repetidas.
8. Acho muito mais fácil seguir instruções escritas do que orais. ( ) ( )
9. Sou muito bom em pintura, escultura, desenho etc. ( ) ( )
10. Quando alguém está falando comigo, observo a sua linguagem corporal. ( ) ( )
11. Sempre que preciso me lembrar de alguma coisa, escrevo ou faço um
( ) ( )
desenho dela.
12. Sou muito bom em fazer gráficos, mapas, tabelas etc. ( ) ( )
13. Tenho grande habilidade para resolver quebra-cabeças. ( ) ( )
14. Retenho e compreendo melhor formações visuais (quadros brancos,
( ) ( )
quadros-negros, flip charts etc.).
15. Tenho facilidade para lidar com mapas. ( ) ( )
84 | Coaching: alta performance de estudos para concursos médicos

Grupo 3 Sim Não


1. Prefiro ouvir rádio a ler jornais. ( ) ( )
2. Falo sozinho(a) com frequência. ( ) ( )
3. Uso o dedo para apontar o que estou lendo. ( ) ( )
4. Não gosto de ler textos em tela de computador. ( ) ( )
5. Prefiro ouvir informações a ler sobre elas. ( ) ( )
6. Tenho dificuldades para interpretar gráficos, mapas, diagramas etc. ( ) ( )
7. Utilizo pequenas canções quando preciso aprender algo. ( ) ( )
8. Gosto de contar piadas e histórias. ( ) ( )
9. Tenho muito prazer em conversar com outras pessoas. ( ) ( )
10. Quando preciso entender alguma coisa, tenho tendência de ler em voz alta. ( ) ( )
11. Prefiro ouvir música a apreciar outras formas de arte. ( ) ( )
12. Para mim, é mais fácil seguir instruções orais do que escritas. ( ) ( )
13. Minhas anotações e cadernos são muito bagunçados. ( ) ( )
14. Tenho o hábito de assobiar e cantarolar sozinho(a). ( ) ( )
15. Sempre que ouço dois sons semelhantes, posso dizer se são iguais ou não. ( ) ( )

Some a quantidade de “sim” de cada grupo:

Para o resultado final, vá até o grupo em que teve mais “sins” e analise o seu estilo
de aprendizagem!

Resultado do teste
Grupo 1 - Tátil sinestésico (“mãos à obra”)
Percebe melhor os estímulos do ambiente pelo canal sinestésico, ou seja, das sensa-
ções. Usa bem a intuição e se identifica com atividades que requeiram movimenta-
ção corporal. A palavra-chave é conforto.
Alta Performance de Estudos – APE | 85

- Práticas específicas para a aprendizagem do indivíduo predominantemente “si-


nestésico”:
 Aulas de teatro ou encenação são ideais para o sinestésico, até porque ninguém é
somente sinestésico ou visual; todos têm um segundo canal de percepção que aju-
da e apoia o primeiro. Em casa, o sinestésico pode fazer autoapresentações diante
do espelho, realizar movimentos ou posturas corporais que o farão se lembrar de
um determinado conteúdo ou tema e, ainda, participar periodicamente de grupos
de estudos para discussão dos temas;
 Os exercícios visuais e auditivos também são importantes para o sinestésico, des-
de que aliados ao uso do corpo, de sensações e palavras. Por exemplo: estudar um
conteúdo em voz alta e caminhar pela casa ou pelo espaço;
 O sinestésico aprende “fazendo” o que ele está se propondo a aprender. Nesse
caso, quanto mais simulações, cursos práticos, provas e exercícios realizar, maior
será o aprendizado. Se ele fizer os exercícios em papel impresso, isso poderá faci-
litar mais a aprendizagem do que meios digitais;
 Professores que ministrem aulas dinamicamente, com alternações de voz, que
façam movimentos com os braços, andam para um lado e para o outro, escrevem
no quadro, enfim, tudo o que tenha relação com movimento e alternância – pro-
vavelmente você irá preferir;
 Procure estudar mudando de posição de vez em quando, mudando de ambiente,
cadeira, posição etc.

- Características do sinestésico

O que lhe Como interage


Processamento Estilos de
Como aprende distrai a com o
de informação organização
atenção ambiente

É mais Gradual, criativa


Tende a olhar
focalizado em e divergente.
Estímulos con- para baixo
Fazendo ou exe- si e bastante Não há modelos
flitantes visuais quando está
cutando, sendo consciente definidos e es-
e/ou auditivos. pensando.
capaz de guiar- do clima que tatísticos para
É impedido de Seus pensa- aprendizagem.
-se pela experi- o circunda;
mover-se ou de mentos ocorrem não parece
ência motora. Chega a conclu-
fazer algo. em um ritmo consciente da sões diferentes
mais lento. atividade visual. da maioria.
86 | Coaching: alta performance de estudos para concursos médicos

Grupo 2 - Visual

Percebe melhor os estímulos do ambiente pelo canal visual, ou seja, aprende captan-
do imagens e estímulos visuais, formas e cores. Possui a aptidão de uma percepção
estética mais apurada e tem visão crítica dos conceitos de belo e feio. A palavra-
-chave é ordem.

- Práticas mais eficazes para a aprendizagem do indivíduo predominantemente


“visual”:
 Procure mais recursos visuais para estudar, como videoaulas e vídeos de sites de
referência;

 Faça resumos para fixar o aprendizado de palavras criando estímulos visuais por
meio de fotos, desenhos de situações, cases, mapas mentais, fluxogramas, gráfi-
cos, esquemas, conectados com balões de diálogos referentes ao conteúdo;

 Crie seu próprio dicionário de fotos, vinculando imagens para cada tema ou con-
teúdo que precisa ser fixado;

 Fazer resumos e copiar trechos importantes do conteúdo também podem ajudar


a fixar a estrutura do conteúdo e a sequência lógica, bem como a fixação de sen-
tenças importantes, como os “rodapés de livros”, “pegadinhas das provas” etc.;

 Escrever e fazer os exercícios de forma organizada e limpa é essencial para que


o visual se sinta bem para estudar e aprender. Cadernos bem diagramados são
características de um indivíduo visual;

 Insira estímulos visuais nos mais diversos lugares, como parede e a porta do quar-
to, do armário, a tela do computador, para que sempre que passar por ali possa
dar mais uma olhada;

 Fique atento às videoaulas, aos gestos do professor, ao modo como ele ensina,
para que, ao se lembrar de determinado assunto, você possa visualizar o modo
como foi transmitida a informação;

 Construa imagens mentais sobre o que estiver estudando;


 Dê importância às leituras, principalmente às que contêm esquemas e resumos
gráficos.
Alta Performance de Estudos – APE | 87

- Características do visual

O que lhe Como interage


Processamento Estilos de
Como aprende distrai a com o
de informação organização
atenção ambiente

A percepção
Vendo, sendo
Estímulos visu- Tende a deva- é global; per-
capaz de fazer Verifica sempre
ais em demasia near quando cebe o todo e,
uma imagem o que está acon-
ou conflitantes. está pensando e se necessário,
imediata do que tecendo ao seu
Grande número pensa em ritmo decompõe em
lhe está sendo redor.
de informações. rápido. partes a percep-
informado.
ção inicial.

Grupo 3 - Auditivo
Percebe os estímulos do ambiente com maior ênfase pelo canal auditivo, ou seja,
possui maior facilidade de aprendizado a partir de estímulos sonoros. A palavra-
-chave é lógica.

- Práticas mais eficazes para a aprendizagem do indivíduo predominantemente


“auditivo”:
 Ler textos e frases em voz alta para ouvir a própria voz é muito importante. A
repetição dessas leituras em voz alta é extremamente produtiva e ajuda a fixar
conteúdos;
 Gravar a própria voz e ouvir em seguida ajuda a memorizar conteúdos em forma
de resumos. Procure escutar as gravações, assim que acordar ou antes de dormir (a
mente estará desobstruída de problemas ou já estará se preparando para o sono);
 Ouvir (mais até que assistir) as aulas em vídeo ou áudio é geralmente a melhor
forma de estudo. Não perca tempo no trânsito e ouça sistematicamente, por todo
o tempo livre, o conteúdo já estudado;
 Exercite diálogos em voz alta com colegas e amigos de estudos, em grupos de
discussão ou perguntas e respostas;
 O auditivo se restringe à lógica das coisas. Entender a razão de algum processo é
fundamental para o auditivo aprender e consolidar, assim ele deve buscar definir
os tópicos mais importantes, o passo a passo das situações na sequência lógica e
registrar essas sequências;
88 | Coaching: alta performance de estudos para concursos médicos

 Procure gravar seus resumos de aulas e palestras em áudio;


 Nas aulas, escute mais e escreva menos e fique atento a tudo o que é falado.

- Características do auditivo

O que lhe Como interage


Processamento Estilos de
Como aprende distrai a com o
de informação organização
atenção ambiente

Organizado,
depende de
Ruídos de fun- Os olhos ten-
informações
Ouvindo, sendo do. Estímulos dem a ficar fixos Ouve o que está
detalhadas e
capaz de mon- auditivos dados quando ele está sendo dito à sua
de instruções
tar uma história rapidamente pensando. Seus volta e não pa-
passo a passo, é
com a informa- para serem pensamentos rece consciente
orientado pela
ção que está convertidos em ocorrem em de modificações
linguagem e
recebendo. informações uma velocidade no plano visual.
repete para si
auditivas. moderada.
o que deve me-
morizar.

As dicas anteriores são válidas independentemente do estilo predominante, já que o


ideal é saber utilizar as três de maneira equilibrada. Basta treinar muito, até que as
três formas de percepção estejam bem apuradas e lapidadas.
Normalmente não as utilizamos equilibradamente, por força de variáveis ambientais.

Como montar seu método de estudos


Agora que você já sabe quais canais de comunicação lhe proporcionarão maior apren-
dizado, poderá intensificar o uso de seus canais mais fortes, modificando sua forma
de estudos. A seguir, alguns exemplos práticos de como efetuar essa mudança.
Alta Performance de Estudos – APE | 89

Vamos supor que, na segunda-feira, você irá estudar por 12 horas e que o conteúdo
definido para esse dia é complexo, exigindo-lhe mais tempo do que isso para concluí-
-lo. Se você não tiver mais tempo disponível, precisará usar um método mais ágil,
mas que ainda lhe possibilite um grau elevado de aprendizagem.
Como fazer isso? Utilizando seu canal de comunicação com maior potencial, a maior
parte do tempo.
Veja um exemplo para casos de tempo escasso:
a) Se você tem um perfil sinestésico, o método de estudo pode ser: fazer uma leitura
rápida dos cadernos, responder a questões do capítulo, revisar as questões estudan-
do os comentários e as dicas. Com isso, finalmente você irá para o livro somente para
sanar suas dúvidas identificadas durante a resolução das questões.
b) Se você tem um perfil visual, prefira assistir a videoaulas, de resumo, estudar seus
mapas mentais, seus esquemas, e visualmente responder a questões no livro.
c) Se você tem um perfil mais auditivo: ouça seus próprios audiorresumos, envie um
áudio para um amigo, explicando-lhe o conteúdo, e peça que ele responda com o que
entendeu, além de ler em voz alta seus mapas mentais e a resolução das questões
com os comentários.
Na prática, o melhor método para você será aquele que:
1 - Utiliza a maior parte do tempo seus dois canais de comunicação mais fortes.
2 - Permita-lhe estudar todo o conteúdo necessário de forma dinâmica e com ritmo
para que consiga cumprir suas metas diárias e semanais.
3 - Faça você sentir que está estudando bem o conteúdo;
4 - Cria um ritmo e uma forma de estudar que lhe traga satisfação e performance.
Quando você cria um método e o pratica, fica tudo mais fácil.
O método nada mais é do que definir dentro do tempo de estudo qual será seu passo
a passo para estudar cada conteúdo.

Vamos praticar

Parte 1 - Monte seu método de estudos


Analise os materiais e recursos multimídia que você tem disponíveis para estudar e,
com base no seu perfil do canal de comunicação mais forte, crie o seu passo a passo
de estudo e pratique-o por três semanas, para só então decidir se ele está funcio-
90 | Coaching: alta performance de estudos para concursos médicos

nando para você ou não. Acredite: sua mente tentará convencê-lo(a) de que o méto-
do anterior utilizado era melhor, mas acredite, isso é só uma forma de sua mente te
manter em sua zona de conforto, arrisque, teste e mude seu mindset.
a) Descreva quais são os materiais e recursos multimídia que você tem disponíveis
para estudar.

( ) Livro
( ) Videoaula completa
( ) Videoaula compacta
( ) Caderno de resumo
( ) Esquema
( ) Cartão de resumo
( ) _____________________________
( ) _____________________________
( ) _____________________________

b) Na lista anterior, faça uma marcação de prioridades, considerando com 1 os ma-


teriais que mais têm relação com seu canal de comunicação mais forte e com 2 os
recursos que têm menor relação com seu canal de comunicação.

c) Defina seu passo a passo, dedicando mais tempo com os recursos que você mar-
cou com 1 e menos tempo no uso dos recursos que você marcou com 2, criando
uma sequência de estudos para cada conteúdo/tema que irá estudar. Para facili-
tar, pense em um tema que você precisa estudar e crie seu passo a passo.

- Veja um exemplo:
1º passo: estudar todo o capítulo pela leitura do livro.
2º passo: durante a leitura do livro, preparar fichas de resumo e mapas mentais.
3º passo: assistir a uma aula completa do tema.
4º passo: fazer todas as questões do tema no livro de questões.
5º passo: corrigir todas as questões e estudar os comentários.
6º passo: assistir à aula compacta do tema.
7º passo: ler novamente o livro para sanar dúvidas identificadas nas etapas anteriores.
8º passo: fazer revisão com as fichas e os mapas mentais de resumo.
Etc.
Alta Performance de Estudos – APE | 91

Descreva a seguir o primeiro recurso que você usará para começar a estudar o tema,
depois o segundo e assim por diante, até chegar ao final. Você poderá ter um método
de 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10 passos; tudo depende do seu tempo disponível. Seja bastante
específico, definindo cada recurso e como utilizará cada um deles.
1º passo: __________________________________________________________
2º passo: __________________________________________________________
3º passo: __________________________________________________________
4º passo: __________________________________________________________
5º passo: __________________________________________________________
6º passo: __________________________________________________________
7º passo: __________________________________________________________
8º passo: __________________________________________________________

Parte 2 - Preparação matinal e atitudes de sucesso


Mantenha a rotina da preparação matinal e das atitudes de sucesso.
E deixe de colocar em prática as atividades dos combustíveis da vitória, pois lhe for-
necerão energia para alcançar seus objetivos.

Parte 3 - Preencher avanço de produtividade semanal


Classifique de 0 a 10 os itens a seguir, conforme a sua realização na semana atual.

Avanço de produtividade semanal


Semana ______a ______
Combustíveis da vitória
Disciplina em cumprir os horários da semana ideal
Preparação matinal com atitudes de sucesso
Compromisso em cumprir o conteúdo disponibilizado na semana
Leitura do seu road map essa semana
Em que você se superou nessa semana?
92 | Coaching: alta performance de estudos para concursos médicos

APE 05
Semana de performance 09

SENSO DE REALIZAÇÃO X
SENSO DE URGÊNCIA

Imagino que você já deve ter se aventurado em algum momento da vida a jogar video-
game, mesmo que tenha sido só para agradar seu irmão, seu filho ou alguém querido
que insistiu muito para que o fizesse. Nosso objetivo não é falar de videogame, mas sim
da energia, ou power, que sempre há nesses jogos, para dizer se você está vivo(a) ou
morto(a). Esse indicador geralmente tem a forma de uma barra lateral, ou sistema de
pontuação; se fosse no jogo de pôquer, ele seria de quantas fichas, preferencialmente
azuis, você tem na mão – vamos chamá-lo aqui, em nossa metodologia, simplesmente
de power. Essa nossa “barrinha de energia” indicará se você está indo bem ou mal no
jogo dos seus estudos. A cada semana de performance, você fará uma autoavaliação
para identificar se aumentou ou reduziu o seu power, ou o seu nível de energia.
Alta Performance de Estudos – APE | 93

Imagine que o power seja a nossa autoconfiança. Existe um processo na nossa men-
te que informa se confiamos ou não em nós mesmos; quanto mais procrastinamos
e enrolamos o que temos para fazer, mais nossa autoconfiança diminui, e quanto
mais cumprimos o que combinamos com nós mesmos, mais nossa autoconfiança
aumenta.
Se o tempo vai passando e não conseguimos colocar em prática a semana ideal,
cumprir o conteúdo planejado da semana e estudar os conteúdos atrasados, o nosso
power vai mudando de estado. Até que chega uma hora em que a nossa barra de
energia de autoconfiança está quase zero, e aí atingimos nosso sentimento de culpa.
Neste momento, começamos a alimentar o ciclo da culpa, reclamando que não esta-
mos conseguindo e lastimando as atividades atrasadas. Esse comportamento gera
certo senso de urgência e incômodo, nosso tempo começa a passar, não consegui-
mos mais retomar o ritmo de estudos, e pouco a pouco nossa motivação para estu-
dar e cumprir o planejamento da semana vai indo embora.
Se você estiver se sentindo assim, seu objetivo agora é superar essa etapa!
Você precisa transformar esse estado de culpa em um senso de realização e encher
a sua barra de energia. O indicador de que atingiu o seu senso de realização será
identificado pelo seu sentimento de que está satisfeito(a) com o cumprimento de
suas metas diárias e semanais.
Quando o tempo vai passando e você não faz o que se comprometeu a fazer, sua
confiança em si mesmo(a) vai sendo minada. A chave está em combinar o senso de
urgência (que o(a) provoca a sair da zona de conforto) e o senso de realização (que
o(a) faz se sentir feliz por ter feito sua parte). Se você olhar o seu road map e resgatar
o tempo em que se dedicará para a fase de preparação (estudos e provas), verá que
ele muito é pequeno diante do tempo que terá para desfrutar as conquistas.
Quando sentir que está procrastinando suas atividades, resgate esse pensamento
para voltar com seu engajamento e não deixe de ler as atitudes de sucesso. Sua men-
te precisa estar comprometida com os resultados que deseja alcançar.
Agora você não tem mais desculpas!
Sua próxima meta será aumentar o seu sendo de urgência e ativar o seu senso de
realização semanal. Para isso, dê a prioridade correta para seus estudos e realmente
se dedique a cumprir seu planejamento diário e semanal.
Para ativar seu senso de realização, veja quais metas semanais deverá praticar:
 Cumprir os horários de estudo da semana;
 Estudar os conteúdos disponibilizados na semana dentro da semana;
 Cumprir o planejado e conseguir colocar o conteúdo atrasado em dia;
94 | Coaching: alta performance de estudos para concursos médicos

 Atingir o estado de satisfação pessoal.

A cada semana que ativar seu senso de realização, seu power ganhará mais energia,
aumentando sua autoconfiança e sua motivação, o que será um grande diferencial
durante a fase de estudos, na resolução de questões e, principalmente, na resolução
de provas.
Não pense nelas agora; pense no presente, aumente o seu senso de urgência para
ativar seu senso de realização.

Vamos praticar

Agora você deverá fazer uma autoavaliação da sua produtividade diária. Preencha
diariamente o checklist “Produtividade diária”, para ter clareza sobre suas horas pla-
nejadas e realizadas de estudos.
A cada dia marque um “x” nas colunas “Satisfeito(a)” ou “Culpado(a)”, como estiver se
sentindo em relação ao seu dia de estudos. Utilize um checklist para cada semana
de estudos.

Produtividade diária
Horas Horas
Dia da semana Satisfeito(a) Culpado(a)
planejadas realizadas

Total

Uma dica é utilizar os horários diários que você preencheu na tabela de organização de estu-
dos.
Alta Performance de Estudos – APE | 95

Ao final de cada semana:


a) Faça o somatório de todas as colunas da produtividade diária, conforme modelo
anterior.
b) Com base no total das colunas da produtividade diária, assinale no gráfico do
power semanal qual é o seu atual senso de urgência e qual é o seu atual senso de
realização. Dessa forma, teremos um indicador da sua autoconfiança e satisfação
com os estudos.
c) Para finalizar, complete, na coluna do meio do power semanal, o quer fez esta se-
mana que gerou tal indicador de resultado. Importante: tomar consciência de nos-
sas ações e resultados pode ser a maior chave para desvendar o melhor de nós.
d) Defina imediatamente:
 O que você fará na próxima semana para aumentar seu power semanal? Qual será
a estratégia?
 Você precisa aumentar seu senso de urgência?
 Você precisa aumentar seu compromisso e cumprimento do planejamento para
aumentar seu senso de realização?
 Precisa elevar os dois?

Power semanal
Em relação aos dias em que você estudou: a sua percepção, quanto se sentiu realizado(a) e
qual é o nível do seu senso de urgência
O que fez que gerou
Senso de realização este resultado (positivo Senso de urgência
ou negativo)?
100% Super-realizado(a) x 100% Super-realizado(a) x
75% Realizado(a) 75% Realizado(a)

50% Meio realizado(a) 50% Meio realizado(a)

25% Pouco realizado(a) 25% Pouco realizado(a)

0% Não realizado(a) 0% Não realizado(a)

Mantenha a rotina da preparação matinal e das atitudes de sucesso. E nunca deixe


de colocar em prática as atividades dos combustíveis da vitória, pois elas lhe forne-
cerão energia para alcançar seus objetivos.
96 | Coaching: alta performance de estudos para concursos médicos

APE 06
Semana de performance 10

SABOTADORES DOS ESTUDOS

Todos sabemos que chegar a um nível de performance é desafiante e requer muita


dedicação, no entanto, mesmo depois de fazermos um planejamento da semana de
estudos, organizá-los e entender a melhor forma de aprender, é normal começarmos
a patinar na hora de estudar. Um dia nos sentimos realizados, no outro perdemos o
foco – uma oscilação constante de comportamentos.
Nos últimos anos, analisando nossos casos de aplicação dessa metodologia, iden-
tificamos que a maioria das pessoas perde o foco por causa de um grupo de sa-
botadores dos estudos. Alguns deles são causas internas, que acontecem somente
dentro de nossa mente, e outras são causas externas, que surgem de terceiros. Os
sabotadores internos ocorrem principalmente por falta de treino, concentração e
autocontrole, e os sabotadores externos muitas vezes somos nós que permitimos
que aconteçam, com comportamentos de falta de objetividade, falta de honestidade
e falta de habilidade em lidar com situações que podem parecer complexas.
Alta Performance de Estudos – APE | 97

Um bom exemplo de causas internas pode ser: quem nunca começou a estudar e de
repente se viu no celular, perdendo o tempo no Instagram ou no Facebook? Quando
se dá conta, entra no ciclo de culpa novamente. Isso acontece porque a mente não
está treinada para priorizar as ações que levarão a conquista dos objetivos; falta
foco.
Então, para que você supere a falta de foco e crie um verdadeiro compromisso com
seus objetivos, listarei os principais sabotadores dos estudos. Assim você vai apren-
der a lidar com cada um deles em seu dia a dia.

Vamos praticar

Nesta próxima atividade, você terá os 16 sabotadores dos estudos com uma breve
explicação, seguida de uma reflexão e um plano de ação para cada um. Para maior
aproveitamento, faça diretamente neste livro suas anotações, para cada sabotador:
 Leia o título e sua breve explicação;
 Responda mentalmente a cada uma das perguntas de reflexão;
 Preencha o quadro do plano de ação;
 Siga para o próximo sabotador.

1. Falta de motivação para estudar, falta de motivo para ação


Muitos estudantes, ao se sentarem para estudar, se sentem desmotivados e não
conseguem focar nos estudos. A falta de motivação é um dos fatores que levam à
falta de foco. Quando não se têm claros os objetivos de vida em longo prazo e não
encontramos significados para as nossas ações, ficamos paralisados(as), e não entra-
remos em ação em direção aos nossos objetivos.

Para refletir
Como você quer que seja sua vida, por exemplo, depois de terminar a Residên-
cia e já for um(a) médico(a) especialista? Considere todas as áreas de sua vida,
como saúde, tempo livre, rotina do trabalho, viagens, aquisição de bens, família
etc. Recomendamos a leitura do módulo POC.
98 | Coaching: alta performance de estudos para concursos médicos

Descreva quais são as suas atitudes Descreva quais serão as suas ações de
sabotadoras com relação à falta de melhoria com relação à falta de moti-
motivação vação

2. Falta de planejamento de conteúdo


Os estudantes, quando começam a estudar, se sentem perdidos por não saberem
por onde começar, a quais conteúdos darão prioridade. Sentam-se para estudar, ini-
ciam um conteúdo, e aí lembram que não estudaram um conteúdo importante e
perdem o foco.
Se você ainda não fez o planejamento dos seus estudos, pare aqui e faça todas as
atividades anteriores dos módulos POC e APE.

Para refletir
Quantas semanas você tem disponíveis para estudar de hoje até a data da pro-
va? Como resolver: em seguida, analise qual volume de conteúdo tem para ser
estudado e distribua-o de forma equilibrada para cada semana restante até a
prova. Depois, é só seguir com disciplina.

Descreva quais são as suas atitudes Descreva quais serão as suas ações de
sabotadoras com relação à falta de melhoria com relação à falta de planeja-
planejamento de conteúdo mento de conteúdo
Alta Performance de Estudos – APE | 99

3. Falta de tempo para estudos


Essa desculpa é a campeã no ranking dos sabotadores. A primeira coisa que os alunos
me dizem quando procuram nossa metodologia é que estão atarefados com o internato,
com vários plantões, e não conseguem estudar. Quando faço a análise da semana ideal
junto com o aluno, logo percebo que não faltam horas para se dedicar aos estudos; o que
falta é dar prioridade no que é preciso ser feito e fazer, entender que agora é o momento
de preparação e que qualquer atividade que tire o foco deve ser eliminada da agenda.

Para refletir
Médicos com melhores resultados nas provas estudaram, nos últimos anos, em
torno de 32 semanais em casa, sem contar as horas do curso preparatório. Como
resolver: faça uma análise em sua semana, já defina em sua agenda os horários que
serão exclusivamente destinados aos estudos e siga com disciplina.

Descreva quais são as suas atitudes sa- Descreva quais serão as suas ações de
botadoras com relação à falta de tempo melhoria com relação à falta de tempo
para os estudos para os estudos

4. Falta de ritmo de estudos


A falta de ritmo de estudos está diretamente ligada ao hábito de estudar. Pense
numa pessoa que está iniciando uma aula de dança: no início ela precisará entender
os passos para depois começar a colocá-los em um ritmo. Quanto mais ela dançar,
mais habituada ela estará, até conseguir dançar praticamente no “piloto automático”.

Para refletir
Trabalhar em escala de plantões sem horário fixo dificulta a criação de um hábito
de estudos, o que o(a) fará gastar mais energia para manter sua concentração; dê
preferência a trabalhos fixos sempre que puder. Como resolver: defina exatamente
quais serão os dias de estudos, dias de trabalho e dias de lazer e siga o planejado.
100 | Coaching: alta performance de estudos para concursos médicos

Descreva quais são as suas atitudes Descreva quais serão as suas ações de
sabotadoras com relação à falta de melhoria com relação à falta de ritmo
ritmo de estudos de estudos

5. Falta de energia
Quando se inicia a preparação para qualquer concurso médico, os estudantes estão
motivados, engajados e certos de que tomaram a decisão certa. Passam-se os dias,
e quando as provas se aproximam começa-se a perceber o cansaço e o desânimo.
Já falei sobre como desperdiçamos nossas energias com comportamentos e pensa-
mentos negativos, portanto não precisamos entrar nesse detalhe aqui.

Para refletir
“Aquilo que você pensa com mais frequência determina o que você é e no que se
tornará.” (Joe Dispenza)
Como resolver: realize suas práticas matinais, os combustíveis da vitória e as ati-
tudes de sucesso para aumentar a sua energia. Diariamente, durma de 7 a 8 horas
por noite, tome café da manhã, pratique atividades físicas, receba a luz do sol,
tome muita água, trabalhe e estude com foco em seu objetivo final, alimente-se
bem e destine horários a descanso e lazer.

Descreva quais são as suas atitudes


Descreva quais serão as suas ações de
sabotadoras com relação à falta de
melhoria com relação à falta de energia
energia
Alta Performance de Estudos – APE | 101

6. Falta de autoconfiança
Já falei aqui sobre a importância do senso de realização para gerar a autoconfiança.
Além disso, você precisa trabalhar a sua mente para ela não sabotá-lo(a).

Para refletir
Quando uma pessoa não acredita no seu potencial, pode causar a si própria
alterações psicológicas e provocar o sintoma de incapacidade.
Como resolver: cada vez que sua mente tentar dizer-lhe algo negativo, repita
mentalmente: “Obrigado(a) por compartilhar”. Finja que sua mente não é você,
que assim, aos poucos, você se dissociará desses pensamentos. A prática da
meditação, com frases positivas e afirmativas, além de visualizações do seu
objetivo e técnicas de respiração, também ajudam a aumentar a autoconfiança.

Descreva quais são as suas atitudes Descreva quais são as suas ações de
sabotadoras com relação à falta de melhoria com relação à falta de auto-
autoconfiança confiança

7. Falta de compromisso
Acho que não precisa de explicação, mas vamos lá! Compromisso significa “com pro-
messa”, e no ditado popular promessa é dívida. Então, para não ficar mais endividado(a)
mentalmente, só se comprometa com o que for importante para você atingir seu ob-
jetivo maior. Com a promessa feita, cumpra!
102 | Coaching: alta performance de estudos para concursos médicos

Como resolver: tenha seus horários bem programados e faça consigo mesmo(a)
o jogo da dor e do prazer. Caso na semana você conclua toda a programação,
dê-se um presente ou um lazer extra; em caso negativo, deixe de fazer algo de
que gostaria muito, como sair com os amigos, comer chocolate, assistir a uma
novela etc. Você vai treinar novos hábitos com base nas recompensas que sua
mente registrar.

Descreva quais são as suas atitudes Descreva quais serão as suas ações de
sabotadoras com relação à falta de melhoria com relação à falta de
compromisso compromisso

8. Celular, WhatsApp e outros milhões de aplicativos


Essas ferramentas são muito úteis quando é você quem as utiliza, e não o contrário.
O maior problema delas é que você está sendo conduzido(a).

Para refletir
Imagine que você está estudando em casa. Alguém toca a campainha, você tem
de se levantar para ver quem é, e pouco depois que você se sentou para estudar
toca novamente a campainha – e fica assim o dia todo. Será que você se incomo-
daria? Será que você perceberia que assim não vai conseguir estudar?
Posso até apostar que, depois de um tempo, que estiver bem incomodado, vai
fingir que não tem ninguém em casa, fechar a porta do quarto de estudos e dei-
xar a campainha tocar sem atrapalhar, certo? Então, por que será que ainda não
fez isso com a campainha do celular?
Como resolver: deixe seu telefone no modo “não perturbe”. Quando iniciar os es-
tudos, você receberá todas as ligações e mensagens, mas o celular não o(a) avisa-
rá; assim, quando der uma pausa, poderá conferir todas as mensagens e ligações
recebidas e então retornar. Se você planejar fazer uma pausa nos estudos a cada
duas horas, seus contatos ficarão, no máximo, duas horas sem falar com você.
Alta Performance de Estudos – APE | 103

Descreva quais são as suas atitudes sabo- Descreva quais serão as suas ações de
tadoras com relação a celular, WhatsApp melhoria com relação a celular, WhatsApp
e outros milhões de aplicativos e outros milhões de aplicativos

9. Amigos inoportunos

Para refletir
Objetividade, honestidade e uma dose de compreensão dos seus amigos não
fazem mal a ninguém, verdade? E, se eles gostam mesmo de você, vão entendê-
lo(a) e respeitá-lo(a).
Como resolver: faça acordos! Ligue para cada um deles, avise em qual horário
estará estudando e diga que gosta muito deles e que poderão se falar nos ho-
rários X, Y e Z, já que no restante do tempo estará estudando.

Descreva quais serão as suas ações de melhoria com relação aos


amigos inoportunos

10. Ambiente de estudos inadequado


O ambiente como um todo pode ser um grande sabotador para seus estudos, já que
existem muitas variáveis que podem comprometer sua concentração.
104 | Coaching: alta performance de estudos para concursos médicos

Para refletir
Você tem um espaço silencioso? Seu local de estudos está organizado? A tem-
peratura local é ideal para mantê-lo(a) tranquilo(a) e sem incômodo? Sua mesa
e sua cadeira de estudos são confortáveis o suficiente para ficar pelo menos 1
hora e meia sentado(a) sem sentir dores no corpo? A iluminação é suficiente?
Você tem em mão todos os recursos, como livros, vídeos, mapas mentais, fichas-
-resumo etc., para conseguir estudar da forma que precisa? Seu ambiente lhe
permite estudar sem interrupções? Seu espaço de estudos é reservado e lhe
permite ficar sozinho(a) o tempo que for necessário?
Como resolver: organize um espaço confortável para você; caso isso seja impos-
sível em sua casa, identifique bibliotecas de livre acesso em sua cidade, pois a
organização do ambiente proporciona uma organização mental incrível.

Descreva quais são as suas atitudes Descreva quais serão as suas ações de
sabotadoras com relação ao ambiente melhoria com relação ao ambiente de
de estudo inadequado estudo inadequado

11. Família carente


Sei que muitos médicos moram fora de casa e que é comum manter um contato
frequente com a família para matar as saudades. O problema, aqui, é que a família
muitas vezes não tem noção do tempo que é preciso para estudar para conseguir
atingir seu objetivo. Então, acreditando que estão fazendo o bem, ligam todos os
dias, várias vezes, e contam tudo o que acontece na cidade, com o cachorrinho da
vizinha etc.

Como resolver: converse com as pessoas de sua casa e da família, explicando amo-
rosamente o quanto é importante para você estudar muito, por isso você gostaria
de contar com o apoio delas para deixá-lo(a) estudar nos horários X, Y e Z, além de
se comprometer a dedicar alguns minutos a elas.
Alta Performance de Estudos – APE | 105

Descreva quais são as suas atitudes


Descreva quais serão as suas ações de
sabotadoras com relação à família
melhoria com relação à família carente
carente

12. Convite que você aceita sem pensar


Putz! Mas eu gosto tanto dos meus amigos. Você precisa lembrar que sua mente
quer colocá-lo(a) sempre na zona de conforto, e não na zona de performance. Você,
agora, está em um processo de performance, cuja base é aumentar seu autocontrole,
controlando sua mente, e não o oposto.

Para refletir
Quando você responde ao convite de alguém sem pensar, quem será que está
no controle? Você ou sua mente?
Como resolver: cada vez que receber um convite, não responda imediatamen-
te; peça 10 minutos para pensar, pense e responda como for melhor para você
e para seu objetivo.

Descreva quais são as suas atitudes Descreva quais serão as suas ações de
sabotadoras com relação aos convites melhoria com relação aos convites que
que aceita sem pensar aceita sem pensar
106 | Coaching: alta performance de estudos para concursos médicos

13. Cotidiano insano

Para refletir
Você consegue se lembrar das coisas mais importantes que fez no dia? E ontem?
E anteontem? Você precisa tomar consciência das atividades que realiza, analisar
quais geram resultado positivo e ajudam-no(a) a conquistar seu objetivo maior.
Como resolver: simplifique a vida! Faça uma análise das coisas que faz diaria-
mente em seu cotidiano e do grau de importância que cada uma tem fazendo
uma lista de prioridades. Faça somente as coisas mais urgentes, concentre as
importantes para serem feitas todas em um único dia ou período e elimine as
que não têm relevância.

Descreva quais são as suas atitudes Descreva quais serão as suas ações de
sabotadoras com relação ao seu coti- melhoria com relação ao seu cotidiano
diano insano insano

14. Ciúmes do(a) namorado(a)/marido ou esposa


Se você namora ou é casado(a) com alguém que não é médico(a), vai ter certa difi-
culdade até que ele(a) entenda seu ritmo de trabalho e de estudos, mas é preciso
ter paciência e ser muito amoroso(a) para convencê-lo(a) do quanto será importante
para a sua carreira.

Como resolver: converse com seu(sua) companheiro(a) e explique amorosamente


o quanto é importante para você atingir seu objetivo, que para isso você precisará
estudar muito, por isso gostaria de contar com o apoio dele(a) para estudar ao
máximo este ano. Já defina os dias e os horários para se encontrarem e ficarem
juntos. Uma boa dica é planejar um dia na semana e definir como “o dia do casal”,
em que você dedicará todo o tempo para estarem juntos e aproveitar.
Alta Performance de Estudos – APE | 107

Descreva quais são as suas atitudes sa- Descreva quais serão as suas ações de
botadoras com relação a namorado(a)/ melhoria com relação a namorado(a)/
marido ou esposa ciumento(a) marido ou esposa ciumento(a)

15. Compromissos detonadores de tempo


Estes são grandes vilões, que podem surgir se você não se planejar e que tomam
tanto tempo real no compromisso como tempo de preparação para eles. São alguns
exemplos organizar sua festa de casamento, agendar seu noivado bem na fase final
das provas, viajar com a família para a Europa por 20 dias, comemorar o aniversário
de 72 anos da sua avó que mora a 3.000km etc.

Como resolver: reagende todos os compromissos possíveis para depois que


atingir seu objetivo. No caso dos impossíveis de serem adiados, você deve des-
considerar esses dias no seu planejamento de estudos. Cuidado: organizar fes-
tas de qualquer natureza leva muito tempo e requer muito esforço.

Descreva quais são as suas atitudes Descreva quais serão as suas ações de
sabotadoras com relação aos compro- melhoria com relação aos compromis-
missos detonadores de tempo sos detonadores de tempo
108 | Coaching: alta performance de estudos para concursos médicos

16. Trabalho excessivamente estressante

Para refletir
Você precisa se lembrar de que, na maioria dos casos, seu chefe no trabalho
não tem interesse em que você passe no concurso prestado, principalmente
se for um excelente profissional. Você deverá cuidar para que seu trabalho não
seja estressante e que lhe possibilite estudar conforme planejou.
Como resolver: defina como deveria ser o seu trabalho ideal para conciliá-lo
com os estudos e, se necessário, busque novas opções com essas característi-
cas ou apresente seus limites para o trabalho atual. Só você é o(a) responsável
por defender seus objetivos.

Descreva quais são as suas atitudes Descreva quais serão as suas ações de
sabotadoras com relação ao trabalho melhoria com relação ao trabalho ex-
excessivamente estressante cessivamente estressante
Alta Performance de Estudos – APE | 109

Agora, registre três sabotadores para poder colocar o seu plano em ação:

Comece a colocar em prática o plano de ação


definido para cada sabotador.
110 | Coaching: alta performance de estudos para concursos médicos

APE 07
Semana de performance 11

TÉCNICAS DE ESTUDO

Percebi, nos últimos anos, que muitos alunos seguem um único método de aprendi-
zado e não criam experiências de aprendizagem – o que representa um dos grandes
problemas de aprendizagem e fixação.
Alta Performance de Estudos – APE | 111

Isso porque nossa mente tem a necessidade de ver a mesma informação de várias
formas, para registrá-la a ponto de poder ser combinada com outra informação para a
resolução das questões. Por isso, na sala de aula, o professor passa o conteúdo no flip
chart, na lousa, usa recursos de vídeo, imagens, além de falar o tempo todo; depois,
você ainda precisa fazer centenas de questões sobre o assunto, até sua mente estar
treinada a criar uma série de respostas combinando as informações aprendidas.
Durante o seu processo de estudos, você ganhará muito, mas muito se utilizar o
potencial dos dois lados do cérebro, já que é quando combinamos o lado esquerdo
e linear dele, que prefere longas leituras de texto corrido, vídeos bem explicados e
questões desafiantes, com o potencial do lado direto, guiado pelas emoções, o lado
mais criativo, que conecta a informação linear à memória por meio de tudo o que for
criativo, como desenhos, esquemas, tópicos, imagens e experiências práticas. Não
adianta passar horas lendo um livro se você não parar para organizar as ideias e
esquematizar o seu aprendizado.

Como fazer resumos


Resumo é o ato de ler e sintetizar as ideias principais do texto em tópicos. Sintetizar
um texto é ótimo para ficar atento às ideias principais e se lembrar dos pontos-
-chave do conteúdo. Percebo que alguns alunos têm muita dificuldade em sintetizar
as ideias e acabam fazendo do resumo um novo texto do conteúdo.
Veja, a seguir, algumas dicas para elaborar o resumo dos conteúdos:
 Faça uma leitura do texto para saber o assunto geral dele;
 Leia os parágrafos atenciosamente e sublinhe as palavras-chave;
 Prepare o resumo dos parágrafos com base nas frases sublinhadas em cada pa-
rágrafo;
 Releia o seu texto à medida que for escrevendo, para verificar se as ideias estão
claras e sequenciais, ou seja, coerentes e coesas;
 Ao final, faça um breve resumo geral desse primeiro resumo dos parágrafos e
verifique se não está faltando ou sobrando informação;
 Por fim, analise se os conceitos apresentados estão de acordo com a opinião do
autor, porque não cabem no resumo comentários pessoais.

Ficha-resumo
As fichas-resumo são ótimas para agilizar o encontro das informações. As tradicio-
nais fichas pautadas servem para criar um arquivo pessoal por assuntos.
Para montar as fichas-resumo, crie uma para cada tema ou assunto, faça o levantamen-
to dos pontos mais importantes, anote-os e depois arquive-as por assunto e ordem.
112 | Coaching: alta performance de estudos para concursos médicos

Uma ficha-resumo deve ser muito objetiva, mas para ser funcional é preciso que
daqui a alguns meses você a leia e consiga recordar os pontos mais importantes. O
ideal é ser objetivo e, ao mesmo tempo, claro e com informação completa.
Você precisa identificar no conteúdo que tipo de informação deseja guardar. As fi-
chas-resumo podem ser feitas por meio de citações.
 Citações: transcreve na ficha os trechos que mais lhe chamaram a atenção e que
resumem o pensamento do autor;
 Mapa mental: faz o mapa mental na ficha (veja a seguir como fazê-los);
 Tópicos: lista os principais pontos tratados no artigo ou livro;
 Melhor ficha: aquela que tem todos os itens anteriores sobre um tema ou assunto.
É importante, ainda, criar um cabeçalho com os dados de identificação do texto, para
que você possa encontrá-lo futuramente.

Assunto (tema): Ficha (nº):

Referência bibliográfica completa:

Texto da ficha:

Tipo de fichamento:

Biblioteca onde se encontra a obra:

Audiorresumo
Estudar com áudio é uma forma de inserir os estudos no seu dia a dia. Não é preciso
fazer uma análise profunda ou ler o texto todo do livro. O ideal é gravar pequenos áu-
dios explicativos dos pontos mais importantes. Uma dica é que você pode combinar com
amigos de compartilharem os seus audiorresumos, assim todos contribuem com todos.
Você pode estudar a partir do seu telefone celular ou de qualquer player de música
em momentos quando ler é impossível ou desconfortável:
Alta Performance de Estudos – APE | 113

 Em filas, no ônibus ou no metrô;


 Em viagens de avião, carro ou ônibus;
 Realizando atividades físicas;
 Arrumando a casa ou lavando pratos etc.
Com o audiorresumo você pode aumentar o tempo diário de estudos, já que normal-
mente gastamos no dia em torno de duas horas com atividades mecânicas e repetitivas.
Se você estuda quatro horas por dia, pode aumentar sua carga horária em 50%, de-
dicando mais duas horas todos os dias ouvindo o seu audiorresumo.
Os smartphones têm aplicativos do tipo “gravador de voz”, que você pode utilizar
para gravar os seus audiorresumos.

A dica é
Leia em voz alta os trechos dos textos que você considera importantes. Você
ainda pode salvá-los com o nome do tema que estudou. Depois, é só ouvir en-
quanto estiver no trânsito, entre um atendimento e outro, enquanto executa
tarefas manuais, praticando a repetição do conteúdo.

Mapa mental
Os mapas mentais são uma forma visual de apresentar as ideias, construídos na
forma de conexões mentais e que auxiliam no processo de aprendizagem, já que
estimulam a criatividade e permitem estruturar livremente uma imagem com a in-
formação. Seu lado direito do cérebro “adora” isso.
Quando deparamos com a representação do mapa mental, visualizamos a informa-
ção como um todo, permitindo fixar essa imagem na memória, melhorando o resgate
da informação na resolução das questões.
Ao criarmos o mapa mental, estamos organizando as informações que estavam sol-
tas em nossa memória, conferindo estrutura, acesso rápido e coerente ao conteúdo.
Eles devem ser usados para reforçar os pontos mais importantes de um assunto, de
forma que você resgate a informação rapidamente.
A construção de um mapa mental pode ser associada a uma árvore:
 Raiz: tema central;
 Tronco: subtemas daquele tema ou assunto;
 Galhos: informações importantes sobre cada subtema;
 Ramos: detalhamento das informações.
114 | Coaching: alta performance de estudos para concursos médicos

Veja na imagem no modelo a seguir um mapa mental estruturado sobre o método


Coaching – alta performance de estudos para concursos médicos.
Alta Performance de Estudos – APE | 115

Vamos praticar

Faça mapas mentais para os assuntos que você está estudando essa semana. Faça-os
rapidamente e, em seguida, trabalhe no assunto organizando suas ideias e palavras.

Existem ferramentas na internet para a criação desses mapas, como o GoConqr, que
você pode acessar pelo link https://www.goconqr.com/pt/mapas-mentais/.

Uma dica é montar os mapas mentais nas fichas-resumo.

Flash cards
Com a quantidade de informações que você precisa reter para o dia da prova, é impor-
tante desenvolver técnicas de memorização. Não adianta querer decorar um monte de
conteúdo nas vésperas da prova; a nossa mente guarda as informações por repetição,
ou seja, quanto mais repetir um conteúdo mais facilidade terá para se lembrar.
Não é uma questão de decorar; é guardar na memória de longo prazo todas as infor-
mações necessárias para a prova. E a técnica dos flash cards será uma grande aliada.
Trata-se de cartões em que se podem anotar os pontos mais importantes de um as-
sunto. Um exemplo são os cartões que os apresentadores de televisão utilizam para
conduzir o programa.
Eles são usados na revisão do conteúdo todos os dias, durante uma viagem, uma
pausa, entre um conteúdo e outro etc.
Os cartões podem conter de um lado uma pergunta e de outro a resposta, ou então
de um lado uma pista de um termo importante que é preciso memorizar e a explica-
ção na parte de trás.
Você pode carregar os seus flash cards aonde for e até mesmo fazê-los em apli-
cativos de celulares. Já tive clientes que chegaram a quase 15.000 flash cards, or-
ganizados por área e cores. Exemplos: Pediatria – cartões azuis; cirurgia – cartões
amarelos, e assim por diante.
Com a organização por cores, fica bem fácil escolher que tema revisar, simplesmente
determinando um grupo de cores e realizando uma revisão do tipo “perguntas e res-
postas” ou “complete a frase”. É possível, inclusive, fazer isso com amigos e familiares
para testar seus conhecimentos e já revisar.

Com eles, logo você estará craque nos assuntos das provas.
116 | Coaching: alta performance de estudos para concursos médicos

Grupos de estudos
Os grupos de estudos são importantes para fixar o conteúdo, e não para estudá-lo
pela primeira vez! Raramente encontro pessoas que atingiram a performance estu-
dando juntamente com outras pessoas no mesmo momento, principalmente porque
em grupo é possível se distrair mais facilmente.

Uma boa prática, sim, é estudar sozinho ou em dupla com alguém que esteja tão
focado quanto você ou que o(a) fará ficar ainda mais focado(a). Além dos grupos
para revisão, perguntas e respostas, atividades práticas e apresentações orais dos
conteúdos estudados.

Os grupos podem ocorrer por WhatsApp, encontros presenciais, reuniões a distância


por plataformas que permitam isso, como Skype, Hangouts etc.

Quando compartilhamos as informações com outras pessoas, estamos reforçando o


que assimilamos.

Algumas dicas são essenciais quando falamos em grupo de estudo:


 Forme um grupo misto, não somente com amigos; um grupo só de amigos pode
gerar mais momentos de fofocas e bate-papo do que estudo;
 Tenha cuidado com o tamanho do grupo: quando maior, mais difícil é manter o foco;
 Marque um local apropriado para encontrar o grupo;
 Planeje a pauta de estudos de cada reunião do grupo;
Alta Performance de Estudos – APE | 117

 Conecte-se com o grupo através de redes sociais;


 Para que o grupo seja produtivo, cada um deve realizar o seu plano de ação sema-
nal, para uma contribuição ativa, senão só alguns falam;
 Regra básica: todos devem contribuir, em todas as reuniões.
Reúna-se a cada 7 ou 15 dias com o seu grupo, sempre informando o tema do próxi-
mo encontro.

Microplanejamento
A técnica do microplanejamento consiste em determinar o que será feito no seu
tempo de estudo. Com ela você terá mais clareza e qualidade na utilização do seu
tempo.
Vamos supor que você vai estudar hoje das 17h às 22h30 e começará um novo tema
ou livro. Você utilizará o microplanejamento para definir um método de estudo para
hoje, por meio do tempo a que irá se dedicar em cada etapa: 1 hora para leitura, 1
hora e meia assistindo a vídeos e 2 horas e meia para resolver questões, ler comen-
tários e revisão.
Ao final, você terá um planejamento claro – por exemplo:
 17h às 18h: leitura;
 18h às 19h30: assistir a vídeos;
 19h30 às 20h: jantar e descansar;
 20h às 22h30: resolver questões.

Assim sua concentração certamente irá aumentar, pois terá um prazo bem definido
para cumprir cada etapa. Concentração é o mesmo que unir e focar energia: quanto
mais específico é o tempo que você tem para uma atividade, maior capacidade de
unir e focar energia terá.
Se você estiver tendo dificuldade para cumprir o que planejou, use essa técnica dia-
riamente. Isso vai ajudá-lo(a) a organizar a sua mente e ter mais foco e organização.

Como organizar suas anotações


Não adianta utilizar as técnicas deste capítulo se você não tem um método de orga-
nização eficaz para resgatar a informação.
Sugiro utilizar um fichário e catalogar por disciplina os seus mapas mentais, resumos
e flash cards, recorrendo a separadores coloridos com nomes.
118 | Coaching: alta performance de estudos para concursos médicos

Vamos praticar

Utilize o maior número de técnicas possíveis para registrar os conteúdos estudados.


Quanto mais repetição e contato você tiver com os conteúdos, mais facilmente irá
lembrá-los.
Alta Performance de Estudos – APE | 119

APE 08
Semana de performance 12

VENCENDO AS DIFICULDADES

Nesta fase, reuni algumas questões que os alunos trazem como maiores dificuldades
durante a preparação para qualquer concurso médico.

Casos reais de desafios superados


- Desespero no meio do ano
Se estiver se sentindo desesperado(a) e está fazendo as atividades propostas des-
sa metodologia, preenchendo semanalmente o checklist de produtividade e avan-
ço pessoal, você deve estar deparando com indicadores não muito bons e está
insatisfeito(a). Por conta disso, muitas pessoas querem desistir no meio do ano, pela
sensação de que não dará tempo ou que não darão conta.
120 | Coaching: alta performance de estudos para concursos médicos

Além disso, cada vez que lê seu road map, você percebe que o tempo está passando
e chegando perto das provas.
O segredo para superar essa fase é, realmente, focar no presente e estudar o que
tem planejado para hoje. Se fizer isso, chegará mais preparado(a) para as provas do
que aquelas pessoas que ficam paradas e pensando que não irão conseguir.
Se estiver com essas sensações, está na hora de focar no presente, no seu planeja-
mento, no que tem de estudar essa semana.
Adotando esse comportamento, você estará à frente de quem fica perdendo tempo
pensando no passado e no futuro. Foco no presente já!

A escolha de persistir é sua. Você acha que os atletas conseguem bater os recordes
das Olimpíadas antes de chegar à data da prova? Engano seu. A maioria só sabe que
está se preparando para ter alta performance. Se você fizer uma pesquisa, perce-
berá que os atletas não chegam à sua máxima performance durante os períodos
de preparação, mas sabem que a cada dia precisam elevar um pouco mais sua per-
formance, para que estejam bem preparados para o momento mais importante da
competição. E, mesmo ainda não tendo atingido sua máxima performance, treinam a
cada semana acreditando que já são campeões.
Então, foque no agora, no presente, e acredite que já conseguiu passar na prova.

- Pontuação nos simulados


Alguns alunos me procuram preocupados com relação à pontuação nos simulados,
achando que não irão passar porque não estão atingindo a nota de que precisam etc.
A pontuação dos simulados vai depender das matérias estudadas. Pode ser que em
um simulado caiam mais temas que foram mais estudados e, consequentemente,
que se atinja uma pontuação maior, como também é possível fazer simulados em
que não caiam muitos temas estudados, comprometendo a pontuação. Os simulados
são referências, e, sim, seria importante evoluir ao longo do ano a cada simulado,
no entanto não se pode considerar que somente ele será unidade de medida para
garantir o sucesso na prova.
Alta Performance de Estudos – APE | 121

O ideal é que você perceba, mês a mês, a evolução da sua pontuação e não fique
preocupado(a) se estiver atingindo 60, 70% de uma prova, sendo obrigado(a) a fazer
80; sua meta será chegar a essa pontuação o mais próximo do exame.
O mais importante é obter uma crescente gradativa nos simulados. Se você pontuava
60 e no próximo mês aumenta para 65, você já evoluiu, precisando aumentar grada-
tivamente. É nesse momento que perceberá se está aprendendo e estudando bem.
Um grande erro é tentar avaliar se passará ou não na prova por meio dos simulados
específicos de áreas. Supondo que você fez um simulado de Pediatria e foi muito mal,
isso não quer dizer que foi um desastre total, já que uma área representa normal-
mente somente 20% da prova; então, faça sua autoavaliação de evolução principal-
mente pelos simulados gerais.

- Aumentar a absorção e a retenção do que estudou


A solução está na repetição!
Imagine que você está com um paciente, precisa fazer um atendimento e tem de ficar
lembrando onde está o conteúdo que estudou para passar o diagnóstico. A mes-
ma situação também não pode acontecer com um jogador de futebol, pois não terá
tempo de pensar para chutar ao gol. O segredo é estar tão bem treinado(a) que seu
cérebro responderá por você rapidamente, sem pensar.
Nosso cérebro é como um músculo que precisa ser treinado. Você precisa aprender –
não precisa gravar tudo o que lê. A repetição gera um aprendizado, a decoreba não.
É claro que tem assuntos que são decorebas, como os rodapés de livros que caem em
provas, mas os outros assuntos é preciso aprender.
Se estiver estudando somente pelo livro, estará explorando muito pouco a sua capa-
cidade de repetição. Você precisa estudar o livro, fazer questões, assistir aos vídeos,
usar as técnicas de resumo e revisão para atingir o máximo de repetição do conteú-
do, pois a repetição é a chave da assimilação.

- Estudar no tempo planejado


Quando o aluno chega para mim e diz que não está conseguindo estudar no tempo
que planejou, logo penso que podem estar acontecendo duas coisas:
 Ele fez um planejamento muito além de sua real capacidade de estudar;
 Não há um erro de planejamento, mas o aluno está dizendo “sim” para compro-
missos não planejados.
Se o problema está no planejamento, você precisa reconsiderar o seu tempo de es-
tudos numa capacidade que lhe permita executar melhor.
122 | Coaching: alta performance de estudos para concursos médicos

Se estiver assumindo compromissos não planejados, lembre-se de que, cada vez que
você diz um “sim” para esses compromissos, está dizendo um “não” para os seus es-
tudos. Se eu fosse contar tudo o que já ouvi.... ficaria o restante do livro:

...e por aí vai.


Se está passando por esses desafios de compromissos não planejados, sugiro que
estude novamente o capítulo dos sabotadores dos estudos.

- Como se concentrar por mais tempo, eliminar o sono e vencer a preguiça


Quero propor algumas reflexões:

 Você está cumprindo as práticas matinais e os combustíveis da vitória?


 Quantos por cento dos combustíveis da vitória você tem praticado?
 Em quantos por cento dos dias da semana você tem realizado as preparações
matinais + afirmações das atitudes de sucesso?
 Em quantos por cento do tempo planejado semanalmente você está estudando?
 Quantos por cento da metodologia de APE você está colocando em prática?
 Se você colocou uma nota abaixo de 70% para alguma das reflexões anteriores,
certamente lhe está faltando energia para conseguir se concentrar.
Alta Performance de Estudos – APE | 123

Durante os estudos, o neocórtex é a área do cérebro que mais consome energia para
manter nossa concentração. Quando falta energia, nosso grau de concentração re-
duz e, em alguns casos, praticamente desaparece.

A falta de foco é o resultado de uma baixa energia física, e nesse estado quem estará
no domínio da sua mente será o centro do controle límbico, que é a área das emoções
e sensações. Nela não existe planejamento, não existe tempo, não existem provas,
só existe amor, medo, raiva, tristeza e alegria. Isso explica por que ficar com baixa
energia não contribui em nada para seus objetivos?

Agora, se você teve o resultado acima de 70%, parabéns! Sugiro que repita o capítulo
dos sabotadores dos estudos e use ao máximo as técnicas de repetição de estudos,
para aumentar seu aprendizado e sua motivação.

- O que é melhor estudar: o que eu tenho mais facilidade ou dificuldade?


O principal indicador são as questões que você faz. Você precisa estudar o que mais
cai nas provas. Pode ser que tenha de estudar conteúdos em que não tem tanta faci-
lidade, mas que serão essenciais nas provas. Você pode considerar os resultados dos
simulados programados ou até fazer uma bateria de provas em casa para identificar
seus pontos de mais dificuldade e facilidade, além de direcionar o tempo necessário
para cada um deles. A decisão será feita com base no que é mais importante para
você, e não do que é fácil ou mais difícil.

Fortaleça seu autocontrole


Durante os últimos anos, em minhas sessões de coaching com médicos, escutei vá-
rios dizerem que, mesmo quando estão sozinhos, mesmo tendo superado seus sabo-
tadores, mesmo contando com um ambiente tranquilo, ainda assim não conseguem
se concentrar o suficiente para ficar estudando horas e horas e, assim, cumprir seus
planejamentos diário e semanal.

Analisando esses casos, percebi que faltava uma informação importante, a qual pode
explicar muito sobre o funcionamento do cérebro e a sua capacidade de concentração.

E, para explicar, vamos falar agora de Neurociência!

Explicando de uma forma bem simples, nosso cérebro é formado por três áreas de
controle: neocórtex, límbico e reptiliano. Esses três centros de controle atuam con-
juntamente na maior parte do tempo, no entanto sempre temos um deles com maior
comando sobre nosso corpo, nossas ações e nossos comportamentos.

Dá até para dizer que cada pessoa é “mais” controlada por um desses centros de
controle, de acordo com as características de seu comportamento.
124 | Coaching: alta performance de estudos para concursos médicos

Cada área é responsável por provocar um comportamento diferente. Veja como isso
funciona:
 O neocórtex é a maior área do nosso cérebro responsável pela nossa razão, por
toda a capacidade de pensar, raciocinar, projetar o futuro e tomar decisões cons-
cientes;
 O límbico (incluindo as amígdalas) tem tamanho intermediário e é a área
responsável pelo nosso comportamento emocional, como alegria, medo, raiva,
irritação, frustração, distanciamento. Além disso, reage mais prontamente ao mo-
mento presente e ao passado;
 O reptiliano ou instintivo é a menor área do nosso cérebro (fica mais próxima da
nuca) e é responsável por nos proteger por meio de nossos instintos; praticamen-
te nosso comportamento “animal” vem daí, assim como todos os nossos reflexos.
Ex.: você está atravessando a rua, de repente vem um carro em alta velocidade,
que iria atropelá-lo(a), e rapidamente sem pensar você reage e se protege.
Por isso, você já deve ter ouvido alguém falar: “Nossa, o fulano é muito racional”,
“Nossa, a fulana é muito emocional ou emotiva” – e assim por diante. Pode ser que,
sem perceber, essas pessoas descobriram o centro de controle com maior “controle”
sobre elas.

Então, qual influência existe entre essas áreas do cérebro e


a minha concentração?

Muito simples!
Cada área do cérebro necessita de certa quantidade de energia para se manter ativa
e altamente operacional, e o neocórtex, que é responsável pelo aprendizado, é a área
que mais consome energia. Assim, se você estiver com seus combustíveis da vitória
em baixa, com o “tanque vazio”, por uma enorme inteligência de nosso corpo ele
reduzirá a atividade do neocórtex e o deixará mais suscetível a ser controlado pelo
límbico ou pelo instintivo.
Quando isso acontece, acaba com sua concentração!

Porque concentração é a capacidade de manter o neocórtex altamente energiza-


do para que se consiga raciocinar em seu maior potencial.

Para ficar bem claro: o límbico e o instintivo só atrapalham na hora de estudar. Seu
grande parceiro dos estudos é sempre o racional neocórtex.
Quando diminui sua energia, o cérebro encaminha o centro de controle para o límbi-
co e o instintivo, mais econômicos.
Alta Performance de Estudos – APE | 125

Reflita sobre estes exemplos:


 Você está estudando, faz meia hora que acabou de comer, e lhe vem na mente:
“Hum, que vontade de comer um chocolate”. Se você estiver com baixa energia, o
seu centro de controle límbico e instintivo o(a) desviará dos estudos e o(a) levará à
geladeira para comer chocolate ou qualquer doce que estiver por lá;
 Se você está sentado(a), de repente bate um cansaço e você está com pouca ener-
gia, vai querer ir dormir ou achar muito chato continuar estudando.
Como saber se estou com baixa energia? Se tiver estes sintomas:
 Irritação;
 Pensamentos negativos;
 Sono excessivo ou sonolência;
 Falta de humor;
 Impaciência;
 Excesso de agitação e movimentação;
 Preguiça;
 E qualquer outro que o(a) deixe de cara feia.
As técnicas que vou ensinar agora irão ajudá-lo(a) a passar horas estudando, mas
não há milagre; você precisará praticá-las.

- Técnica para reduzir a ansiedade: respiração 4x7 (versão completa


no capítulo POC 03)
Controlar a ansiedade e os instintos, acordar, diminuir o estresse, reduzir a euforia e
sair da preguiça.
Na prática, você começará inspirando, depois reterá o ar, em seguida vai expirar e, ao
final, ficará sem ar, tudo isso contando mentalmente até 7 em cada uma das etapas;
assim, um ciclo completo durará 28 segundos.
A cada ciclo você perceberá um maior efeito da tranquilidade, relaxamento, redução
momentânea do estresse, alívio da ansiedade e muitos outros. Tudo isso funciona
por um motivo simples: quando praticamos essa respiração, estamos fazendo o que
deveríamos fazer o tempo todo, mas, por motivos diversos, nossa respiração perde
o ritmo natural e nos provoca a sensação da falta de oxigenação completa, como
irritação, estresse, tensão, ansiedade e muitos outros comportamentos.
Quanto mais vezes você praticar, com mais bem-estar você ficará. Se preferir, pode
repetir continuamente até se sentir tranquilo(a).
126 | Coaching: alta performance de estudos para concursos médicos

Na prática, é assim:
 Inspire lentamente contando até 7 segundos;
 Retenha o ar por 7 segundos;
 Expire o ar lentamente por 7 segundos;
 Mantenha-se vazio e sem ar por 7 segundos e reinicie o ciclo.

Você pode fazer isso sempre que precisar, principalmente nos longos períodos de
estudos e nas provas.

- Técnica de penalização
Sempre que se desconcentrar, utilize um elástico de dinheiro preso no braço e puxe.
A dor fará que seu inconsciente aprenda que se desconcentrar causa dor e, a cada
comando do elástico, treinará a sua mente.
Pode parecer uma técnica agressiva, mas ajuda a controlar os impulsos. Muitas ve-
zes nem estamos com fome, mas nossa mente mal treinada diz “comer” porque ela
sabe que comer gera satisfação imediata, e, em comparação com estudar, será mais
prazeroso comer do que ficar ali sentado, estudando e gastando energia.
Então, se você sabe que não está com fome, é só dar o comando do elástico e sua
mente vai comparar – “Comer provoca dor e estudar não” – e bingo! Sua mente está
sendo treinada para focar nos estudos, sem se distrair com qualquer coisa.
Funciona praticamente como em um sistema de adestramento.

- Técnica da recompensa
Esta aqui será muito fácil e muito prazerosa. Para se preparar, faça agora uma lista
de coisas que você gosta muito de fazer ou de comer. Vou dar alguns exemplos para
facilitar:
 Chocolate;
 Sair com amigos;
 Ir ao cinema;
 Assistir à novela;
 Doces em geral;
 Feijoada;
 Churrasco;
 Jogar videogame ou jogos de cartas;
 Receber massagens.
Alta Performance de Estudos – APE | 127

Desta lista, selecione qual você mais gosta de fazer.


Então, se atingiu seu objetivo semanal com louvor em uma semana, na seguinte você
poderá desfrutar do que gosta muito de fazer e lhe dá prazer. Agora, se você não
atingiu o objetivo semanal com louvor, na semana seguinte fará um jejum daquilo
que mais gosta de fazer.
Uma dica muito valiosa para isso funcionar é compartilhar com alguém, que more
na mesma casa que você, o que não pode fazer na semana, para ser ajudado(a) a
cumprir seu acordo.
Veja um exemplo:
Se você conseguiu estudar tudo o que tinha planejado, vai se recompensar com algo
de que gosta muito.

- Pensamentos negativos
Para o comandante mental dos pensamentos negativos, vamos usar uma técnica
de marcação dos pensamentos; cada vez que tiver um pensamento negativo, com
uma caneta esferográfica marque no seu braço um traço “_______”. Isso mesmo, um
traço no braço a cada pensamento negativo que tiver no dia.
Cada vez que pensar:
 Não vou conseguir estudar;
 Não vou passar na prova;
 Como está chato estudar;
 Não vou conseguir etc.
Cada vez que vierem esses pensamentos, faça a marca no seu braço. Quando for
tomar banho, você lembrará quantas vezes teve pensamentos negativos no dia, e
tomando consciência disso começará a treinar sua mente, até que os traços começa-
rão a diminuir no dia a dia.
128 | Coaching: alta performance de estudos para concursos médicos

Todas as técnicas apresentadas neste capítulo precisam ser aplicadas por 21 dias
consecutivos para ser possível transformar comportamentos. Todo processo de mu-
dança de hábitos pode levar de 21 dias a dois anos, e quanto maior for a repetição
mais rápido será.

Aumente sua concentração nos estudos


A preocupação com a aparência física é observada na sociedade, em que as pessoas
investem em tratamentos estéticos, produtos voltados para o ganho de massa e
perda de peso, várias horas de exercícios para adquirir o corpo tão desejado etc. Do
mesmo modo que temos essa preocupação com o corpo, precisamos ter com a men-
te, devendo fornecer ao nosso cérebro recursos para que ele se mantenha saudável.
Vou mencionar alguns cuidados que você precisa ter para aumentar a sua disposição
mental e sua concentração.

- Alimentação saudável
Nosso cérebro precisa de uma alimentação saudável e equilibrada. Existem alguns
alimentos que são favoráveis para ele, como as vitaminas B6 e B12, atum, sardinha,
salmão etc. Também precisamos ter cuidado com os excessos do álcool e o consumo
de drogas e tabaco.
Fique atento a sintomas de sono excessivo ou preguiça, que também podem ser in-
dicativos de falta de alimentação saudável. Alimente-se, pois a fome distrai a mente.

- Respiração consciente e completa


O cérebro precisa de alta oxigenação para se manter saudável, por isso é muito im-
portante desenvolver uma respiração consciente para ativá-lo. Para isso, recomendo
a técnica da respiração 4x7, práticas de atividades físicas aeróbicas, ioga e todas as
técnicas de respiração consciente que você conheça.

- Sono revigorante
O equilíbrio no sono é muito importante para a concentração e a recomposição da
energia: nem dormir demais nem dormir pouco. Se você está tendo sono, é porque
está com pouca energia.
Se já está com seus combustíveis da vitória e as práticas matinais em dia, você pode-
rá praticar uma técnica muito usada por praticantes de Ironman, modalidade espor-
tiva que envolve vários esportes sequencialmente. Esses campeonatos podem durar
10, 20 ou mais de 30 horas. Para conseguir suportar toda essa carga horária, além de
muito treino e suplementação alimentar, é como usar uma técnica de dormir por 12
minutos para repor suas energias e conseguir ficar muitas horas em atividade física.
Alta Performance de Estudos – APE | 129

Na prática, é assim:

 O atleta está correndo; quando acabam as duas horas de corrida, geralmente há


um ponto de apoio da equipe, e ele chega, deita, praticamente se joga num colcho-
nete e dorme em torno de 12 minutos;

 Ele dorme o suficiente para recompor energia, mas não entra em sono profundo.
Quando se passam os 12 minutos, ele acorda e volta ao exercício com pique total.

Se você estiver estudando e começar a sentir sono, programe no relógio 12 minu-


tos, abaixe a cabeça na mesa mesmo e durma. Não exagere: se você dormir pro-
fundamente, seu corpo sentirá mais cansaço ao acordar e você perderá o ritmo dos
estudos. Se estiver cansado e começar a sentir sono, não adianta lutar contra: use
essa técnica dos atletas de Ironman para a recomposição de energia, mas sem es-
quecer que o sono regular diariamente é o que o(a) manterá mais preparado(a) e
desperto(a).

- Descanso dos 120


Já está comprovado que nosso cérebro mantém maior atenção nos primeiros 90 mi-
nutos realizando qualquer tarefa, e nos estudos não é diferente. Quando passamos
desses 90 minutos, nosso cérebro pode entrar no “piloto automático”, reduzindo a
atenção aos detalhes e seu aprendizado. Nesse ponto, a qualidade dos estudos co-
meça a cair. Por isso, entre 90 e 120 minutos de estudos, planeje uma pausa.

Para que sua mente possa relaxar e depois retomar em alto rendimento, é necessá-
rio descansar de 15 a 20 minutos; menos tempo de pausa não será suficiente para
interromper o processo automático do cérebro. Nesse tempo de descanso, ele en-
tenderá que o cenário mudou e sairá do “piloto automático”. Quando você voltar a
estudar, se concentrará novamente nos estudos.

Vamos praticar

Aplique cada uma das técnicas deste capítulo, treinando sua mente por 21 dias, e vá
preenchendo a cada semana sua experiência aqui.
Qual está sendo a sua experiência com as técnicas que tem utilizado? Como tem
percebido seu treino mental?
130 | Coaching: alta performance de estudos para concursos médicos

7 dias

14 dias

21 dias
Alta Performance de Estudos – APE | 131

APE 09
Semana de performance 13

O VILÃO DOS SIMULADOS

Se a sua expectativa estiver do tamanho errado nesta fase, ela irá destruir você
daqui para frente.
Chegamos à fase em que você já precisa ter performance nos estudos, disciplina,
cumprindo seus horários e o cronograma de estudos.
É necessário praticar esse método semanalmente. Não dá para selecionar o que você
gosta ou não gosta, é preciso praticar tudo daqui para frente para atingir alta per-
formance.
Você já deve estar fazendo os simulados para se preparar para as provas, e se esti-
ver com a expectativa errada nos resultados dos simulados e for uma pessoa muito
sensível e emotiva certamente cairá em desespero, com pensamentos negativos e
se deixando dominar pelas emoções, ao passo que, se for mais enérgica, ficará com
raiva de si mesma.
132 | Coaching: alta performance de estudos para concursos médicos

O que é preciso fazer é treinar como fazer as provas para entender o que as bancas
exigem; ainda é hora de aprender. Não é o momento de testar os conhecimentos
fazendo simulados, agora é o momento de aprender a fazer as provas. Cada uma
delas tem um formato, um estilo, por isso é importante colocar em mente que os
simulados estão aí para treinarem você e serem um indicador do que precisará ser
mais estudado, e não um indicador de que você vai passar ou não.
Nessa fase, muitos alunos me procuram dizendo que não passarão nas provas por-
que não estão atingindo a pontuação de que precisarão quando fazem simulados.
Não coloque tanta expectativa de ir bem nos simulados e nas provas que você faz em
casa, pois irá se sabotar e destruir os seus sonhos.
Você está na fase de APE, e vamos acelerar o processo de resolução de questões. Algu-
mas pessoas não vão bem nas provas porque não fizeram um bom treino para tanto.
Por isso, é importante que você realinhe a sua expectativa. Quando preparou seu
road map, havia fases e objetivos, e agora você precisa lê-lo todos os dias porque ele
irá alinhar suas expectativas e lembrá-lo(a) de que o foco da fase em que você está
é estudar e se preparar. E, como você está na fase de estudar, não pode estar com a
expectativa equivocada, esperando uma nota de simulado compatível com a nota de
aprovação antes da hora.
Algumas pessoas ficam desesperadas porque fazem os simulados e pontuam sem-
pre o mesmo número de questões, o que tem uma explicação simples: elas não
aprenderam a fazer provas, não treinaram como fazê-las.
Você precisa treinar sua mente, passar a confiar mais em si, confiar no que sabe e
não se deixar levar pela pressão do momento. Não deixe o límbico e o instintivo to-
marem conta de você; quem precisa atuar agora é o neocórtex, sua razão. É hora de
realinhar sua expectativa.
Para treinar sua autoconfiança, aproveitar sua dedicação e aumentar sua pontua-
ção nos simulados e, consequentemente, nas provas, vou ensinar uma técnica que
desenvolvi durante meus estudos de caso com médicos, com duração de cinco anos,
para a resolução de questões.
Se aplicar essa técnica, você irá:
 Conseguir identificar realmente quais temas precisará estudar porque não tem
conhecimento suficiente;
 Aplicar todo o seu conhecimento adquirido nos simulados e nas provas, aumen-
tando de 10 a 20% sua pontuação;
 Descobrir como está a sua autoconfiança ao realizar provas;
 Treinar e aprender a controlar sua mente.
 Superar o desafio da dúvida na hora de resolver questões.
Alta Performance de Estudos – APE | 133

Ela é conhecida pelos meus alunos como “a técnica do 1 segundo”.

- Técnica do 1 segundo
Para aplicá-la, você precisará ficar atento(a) às respostas rápidas que sua mente lhe
oferece no momento de resolver questões.
Como sua mente tem uma velocidade extraordinária de acesso à sua memória, ao
tentar resolver questões ela buscará rapidamente uma resposta e poderá lhe retor-
nar três situações:
a) Sim, está correto.
b) Não, está incorreto.

c) . sua mente ficará buscando, buscando, buscando, e nada... um vazio!


Para aplicar essa técnica, você precisa ficar atento(a) a com que velocidade sua men-
te responde, bem como à resposta.
O que acontece com sua mente na prática é que, se você tem o conteúdo correspon-
dente ao enunciado e a alternativa em sua memória, ela será capaz de oferecer uma
resposta em menos de 1 segundo. Caso não encontre na memória tais informações,
ela ficará por lá, tentando encontrar, e pode acreditar: a chance de chegar a uma
resposta cairá segundo a segundo.
Na prática, você deve mudar seu modo de ler e analisar as questões, então você pode
começar a treinar já em suas questões dos livros e simulados e depois nas provas.
Veja como fazer:
 Passo 1: leia primeiro somente o enunciado e marque as palavras-chave que estão
nele, como termos entre vírgulas, ideias principais ou possíveis pegadinhas. Faça
isso antes de ler as alternativas de resposta;
 Passo 2: para ler as alternativas de resposta, faça assim: leia primeiro a alternati-
va “a)” e fique atento à primeira resposta que vier em sua mente; se, ao ler essa al-
ternativa em menos de 1 segundo, vier em sua mente “certa”, “errada”, “sim”, “não”,
anote essa informação na frente da questão, podendo ser com “C”, de “certa”, “E”,
de “errada”, ou “S” para “sim” e “N” para “não”. Caso passe de 1 segundo, considere
essa alternativa como uma interrogação “?”, porque provavelmente você não tem
em sua memória informações suficientes para comparação;
134 | Coaching: alta performance de estudos para concursos médicos

 Passo 3: faça isso consecutivamente com cada alternativa, até ter uma marcação
em cada alternativa. Veja um exemplo:
E a)
C b)
E c)
? d)
Se você leu a alternativa “a)” e imediatamente a resposta veio como errada em sua
cabeça, marque-a como errada.
Se você leu alguma questão e não veio nenhuma resposta em sua mente, há a pro-
babilidade de essa alternativa estar incorreta.
É bem simples de entender. Pense comigo:
Se eu perguntar agora qual é o padre cantor mais famoso do Brasil, alguma resposta
virá rapidamente em sua mente, certo?
Agora, se eu perguntar qual é a freira cantora mais famosa do Brasil, provavelmente
você pensará mais do que 1 segundo para chegar a uma resposta plausível, ou nem
chegará a uma resposta.
Isso se dá pelo fato de sua mente não ter registros sobre uma freira cantora no Bra-
sil, ao passo que padre cantor você deve ter ouvido de algum lugar e, em um dado
momento, sua mente registrou essa informação.
 Passo 4: com o resultado das marcações realizadas no passo 3, você tomará sua
decisão. Siga estes critérios:
œœ Se houver ao menos uma alternativa com a marcação “C”, esta terá grandes
chances de ser a resposta. Aposte nela sem titubear e rápido, porque sua men-
te tentará colocá-lo(a) em dúvida se demorar. Em nosso exemplo, você marca-
ria como “X”, resposta da questão, a alternativa “b”;
œœ Se não houver nenhuma alternativa com marcação “C”, somente uma alternati-
va com marcação “?” e as demais com marcação “E”, haverá grandes chances de
a alternativa marcada com “?” ser a resposta para a questão. Aqui sua mente
conseguiu afirmar as que estão erradas e, assim, você ficará com a interroga-
ção;
œœ Se não houver nenhuma alternativa com marcação “C” e houver duas ou mais
alternativas com marcação “?”, repita os passos 1, 2 e 3, para buscar maior en-
tendimento da questão. Caso permaneça com as marcações da mesma forma,
esse é um sinal de que você não tem domínio desse tema, e corra o risco de
escolher uma delas;
Alta Performance de Estudos – APE | 135

œ Se você deparar com duas ou mais marcações de possíveis respostas corretas para
a questão, faça um questionamento à sua mente e analise que resposta é mais con-
vincente. A pergunta a fazer mentalmente é: “Por que essa alternativa estaria cor-
reta?”. Pense em uma resposta que possa justificá-la como correta e, na sequência,
refaça essa pergunta para a próxima alternativa, até passar por todas as possibili-
dades e, assim, definir que explicação mental foi mais convincente.

Aplicando essa técnica, você gastará menos energia para responder a cada questão
e aumentar a sua pontuação.

Vamos praticar

Aplique a técnica de resolução de questões anterior e teste sua capacidade de resol-


ver os exercícios em 1 segundo, com o objetivo de ter mais acertos e não dar brecha
para a sua mente questionar e gerar dúvida sobre a sua escolha.
Utilize essa técnica a partir de agora nos simulados que realizar e, depois, confira
como está o seu fator de risco por falta de confiança ou por falta de conhecimento.
Utilize, também, o bloco de anotações para o treino dessa técnica.

Treino da técnica do 1 segundo


Alternativas
Erro por falta de

Erro por falta de


autoconfiança
conhecimento

imediatas
Alternativa

Alternativa
marcada
Questão

Acertos
correta

A B C D

1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
136 | Coaching: alta performance de estudos para concursos médicos

Alternativas

Erro por falta

Erro por falta


de autocon-
imediatas

Alternativa

Alternativa

de conheci-
marcada
Questão

Acertos
correta

mento

fiança
A B C D

12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
32
33
34
35
36
37
38
39
40
41
42
43
44
Alta Performance de Estudos – APE | 137

Alternativas

Erro por falta

Erro por falta


de autocon-
Alternativa

Alternativa

de conheci-
imediatas

marcada
Questão

Acertos
correta

mento

fiança
A B C D

45
46
47
48
49
50
51
52
53
54
55
56
57
58
59
60
61
62
63
64
65
66
67
68
69
70
71
72
73
74
75
76
77
138 | Coaching: alta performance de estudos para concursos médicos

Alternativas

nhecimento

toconfiança
Alternativa

Alternativa

falta de au-
falta de co-
imediatas

marcada
Questão

Erro por

Erro por
Acertos
correta
A B C D

78
79
80
81
82
83
84
85
86
87
88
89
90
91
92
93
94
95
96
97
98
99
100
Total de Total de Total de
acertos erros por erros por
falta de falta de
conheci- autocon-
mento fiança
Alta Performance de Estudos – APE | 139

APE 10
Semana de performance 14

AGIR EM MEIO ÀS ANSIEDADES

Lembra que dedicamos um tempo de planejamento de sua semana e seus estudos?


Sabe por quê? Você precisará deles agora, pois planejar é o ato de descrever nossos
passos no futuro. Uma vez que já tem tudo escrito, o planejamento será como um
mapa da mina do tesouro, para se orientar e se manter focado(a) em seus estudos.
Você já tem o planejamento de estudos e da semana, já tem a preparação matinal
e os combustíveis da vitória, possui uma série de atividades que precisam ser fei-
tas para desenvolver a performance de estudos e provas. Agora é hora somente de
ação! Não precisa planejar nem mudar nada agora, só precisa executar o planejado.
Sua mente é como um músculo: se você vai à academia diariamente, seus músculos
criam uma memória celular, e você desenvolve o hábito de fazer os exercícios com
mais facilidade.
140 | Coaching: alta performance de estudos para concursos médicos

Se você deixa de fazê-los, seus músculos vão perdendo a memória celular, bem como
a capacidade de levantar peso e fazer aquela série de exercícios.

Neste momento, você precisa treinar, doutrinar a sua mente e determinar as ações
que irá praticar. Tem gente que diz que não consegue fazer a preparação matinal, e
quando escuto isso logo pergunto: você não consegue ou não quer fazer?
Se você se perguntar agora, “Tudo o que eu quero eu consigo?”, aqui tem a resposta:
claro que consegue! O que você não consegue é porque ainda não quer. “Vou tentar
fazer...” mas não é hora de tentar!
Você acha que os atletas que são o nº 1 no ranking mundial ficam tentando ser o nº 1?
Claro que não! Eles vão pra cima, determinam que irão atingir tal resultado e agem
constantemente até conseguir.
Determinar é escolher e dizer “Eu quero fazer isso”.

Essa é a forma de determinar!

Se quer fazer a preparação matinal, orientada pelo nosso método, que aumenta de
30 a 40% a concentração no dia, no domingo à noite você já tem de determinar na
sua mente que no dia seguinte fará a preparação matinal, que depois tomará o café
da manhã e a que horas estará estudado ou sairá para o trabalho.

Isso é determinar a ação.

Se você não tem o hábito de determinar o que irá fazer no dia e na semana, simples-
mente vai viver na onda do “Deixa a vida me levar”, e o tempo vai passando. Você que
tem a responsabilidade de determinar como será a sua vida.
Pode acontecer de você determinar “Quero finalizar Neonatologia 1 hoje”, muito
decidido naquele dia, e alguém o(a) convida para jantar à noite. Se esse jantar for
atrapalhar o estudo dentro daquele horário planejado, você deverá persistir em seu
compromisso e sugerir para o evento começar após você cumprir sua determinação,
ou até sugerir outro dia. Quanto mais cumprir sua palavra, maior será a sua auto-
confiança.
Alta Performance de Estudos – APE | 141

Todas as coisas que não está conseguindo fazer é porque lhe está faltando determi-
nar a ação.
Determinar é dizer para si mesmo(a), principalmente em voz alta, para os seus ou-
vidos escutarem: “Hoje eu irei estudar seis horas, seja o que for, não importa o que
aconteça”.
No POC, trabalhamos o planejamento da semana ideal, em que determinamos os
horários de acordar, de dormir, de estudar, entre outros. Naquele momento, você
precisava criar disciplina e compromisso com os seus horários.
Mas, agora, você precisa criar determinação, porque, se for necessário mais tempo
para finalizar o conteúdo, você extrapola o horário, sem problema, mas cumpre sua
palavra.
Você não pode ficar conformado(a) com as desculpas de “Não deu tempo de fazer
essa semana”, “Apareceram alguns imprevistos”, “Minha cachorra ficou doente e não
deu tempo de terminar”. Aconteça o que acontecer, resolva o problema e depois faça
o que tem de ser feito. Se necessário, durma mais tarde para concluir seus estudos
do dia e compense o sono no dia seguinte.
Não fique parado(a) no tempo; supere suas próprias objeções. Não deixe que as cir-
cunstâncias definam suas ações. Se você não determinar o que você irá fazer, outras
pessoas ou o seu ambiente irão fazê-lo. A escolha é sua, sempre.

Não deixe suas próprias desculpas o(a) conduzirem. Enquanto você perde tempo
criando um discurso incrível para se convencer de que “não deu” para estudar,
milhares de pessoas estão estudando muito mais do que você.

Se você precisa de ajuda de alguém, peça ajuda. Se quer acordar às 7 da manhã e


não consegue, peça para alguém acordá-lo(a) ou ligar para você insistentemente,
até acordar. Parece piegas, mas se realmente quer determinar a sua ação, você irá
conseguir; assim é a mente dos campeões.
Não tem escapatória: a determinação vai fazer você sair do estado comum para o de
alta performance.
Na teoria cognitivo-comportamental, algumas palavras geram sentimento de culpa
e criam certo bloqueio na mente. Toda vez que você falar que tem de fazer alguma
coisa, cria um fardo nas costas. Veja o exemplo:
 Eu tenho de passar;
 Eu tenho de estudar muito para conseguir;
 Eu tenho de saber tudo para passar nas provas.
142 | Coaching: alta performance de estudos para concursos médicos

Agora, use o poder da determinação, trocando o “eu tenho” por “eu quero”.
 Eu quero passar;
 Eu quero estudar muito para passar nas provas;
 Eu quero saber tudo para passar nas provas.
O que é mais leve: “eu tenho” ou “eu quero”?
Falar “eu quero” é o que funciona. Quando você diz “Eu tenho de passar”, não está
agindo com determinação; você está agindo com culpa, com peso, como se alguém
o(a) estivesse obrigando a estudar.
Foi uma definição sua; você colocou no seu road map que quer ter sucesso, então
faça sua parte!
Você não é obrigado(a) a fazer absolutamente nada nessa vida, você tem livre-arbí-
trio. Tudo o que precisa é fazer suas escolhas e executá-las.

Coloque a sua mente no foco do “querer”:


 Eu quero terminar o conteúdo hoje;
 Eu quero passar na prova;
 Eu quero estudar;
 Eu quero passar este ano.

Vamos praticar

Releia o seu road map e diga em voz alta todos os seus objetivos de curto, médio e
longo prazos, inserindo a frase “Eu quero” na frente de cada objetivo.
Alta Performance de Estudos – APE | 143

APE 11
Semana de performance 15

O QUE VOCÊ PENSA E FALA


DETERMINA OS SEUS
RESULTADOS

Desde pequenos, somos treinados para desenvolver o intelecto, mas não nos
preocupamos em desenvolver a área comportamental. Nessa fase, quero provar que
o que você fala determina o seu resultado.
As nossas atitudes estão relacionadas ao que pensamos e falamos. Existe uma con-
gruência em nossos resultados, que é o conjunto de pensamentos, sentimentos e
ações.
Tudo o que pensamos gera um sentimento, e esse sentimento pode acarretar ações
positivas ou negativas. Vou dar alguns exemplos.
Se você começa a pensar negativamente, que não será capaz de passar em qualquer
prova, você começa desenvolver sentimentos de medo e insegurança e sua auto-
144 | Coaching: alta performance de estudos para concursos médicos

confiança diminui. Com isso, ao estudar e fazer simulados, você não terá bons resul-
tados, pois sua mente irá sabotá-lo(a). Sempre que estudar, terá a sensação de que
não estudou o suficiente e, ao fazer os simulados, tenderá a não acreditar em suas
respostas e questioná-las, mesmo as que tem certeza de que estão corretas.
Tenho percebido que algumas pessoas têm medo de se comprometer com o que
falam, por ficarem com receio do que as pessoas dirão sobre elas.
Nas práticas matinais, temos as frases de atitudes de sucesso – Superando os desa-
fios da prova. Essa técnica é um reforço positivo para treinar a sua mente no que é
mais importante.
Você precisa ler essas frases todos os dias se deseja desenvolver pensamentos de
pessoas de sucesso. Se não o fizer todos os dias, não irá funcionar.
Quando você se alimenta, ganha energia física, mas se não come todos os dias vai
ficando fraco. O mesmo acontece com a nossa mente; se falamos e pensamos coisas
positivas, ela fica forte e positiva. Se travarmos diálogos internos negativos, como
“Não vai dar tempo”, “Não vou conseguir”, vamos deixando a nossa mente fraca.
A atividade de atitudes de sucesso serve para fortalecer a sua mente. Se você está
tendo dificuldades de determinação, de foco, de acreditar em si, de acreditar que vai
dar certo, isso significa que a sua mente está fraca.
Faça o teste agora. Leia as frases a seguir em voz alta:
 Eu crio a minha vida! Eu crio o meu sucesso profissional!;
 Eu acordo todos os dias confiante de que passarei;
 Eu sempre priorizo os meus estudos;
 Eu alimento a minha energia vital todos os dias;
 Eu sou muito inteligente e consigo aprender com facilidade tudo o que vejo;
 Vou me dar muito bem nas provas deste ano, pois vou me dedicar ao máximo hoje
nos estudos.

Quando você leu as frases, surgiu algum pensamento negativo,


de que algo não daria certo?

Não é possível haver dois pensamentos ao mesmo tempo. Se você está nutrindo a
sua mente com coisas positivas, não tem como pensar coisas negativas. Ao ler essas
frases todos os dias, você vai treinar a sua mente para não cair em pensamentos
negativos.
Alta Performance de Estudos – APE | 145

Você é aquilo em que acredita, você constrói a própria vida. Quando diz “Vou me dar
muito bem nas provas deste ano, pois vou me dedicar ao máximo hoje nos estudos”,
é porque você vai se dar muito bem nas provas!
Se não estiver se dedicando para fazer as afirmações, você pode estar se sabotando,
então o que você precisa é de determinação, pois seu maior concorrente será você
mesmo(a)!
Os resultados das provas serão exatamente um resumo do seu esforço e da dedica-
ção de hoje. Então, cumpra seu planejamento de estudos.
Vou lhe propor um desafio.
Leia as atitudes de sucesso diariamente por 15 dias. Depois, faça uma reflexão de
como seus pensamentos mudaram em relação aos estudos, aos concursos médicos
e às provas.

Nossa mente tem o poder de nos destruir ou nos elevar.


Pratique pensamentos de sucesso!
146 | Coaching: alta performance de estudos para concursos médicos

APE 12
Semana de performance 16

AGORA SÓ DEPENDE DE VOCÊ

Se você não tiver claro aonde quer chegar e o que o(a) motiva a chegar lá, não fará as
ações no meio do caminho para atingir seus objetivos.
No seu road map, você colocou seu estado atual e seu estado desejado em um prazo
de 5 a 10 anos. Para atingir essa meta, você precisa cumprir as suas atividades sema-
nais, passar na prova de Residência (se for o caso), cursá-la e construir uma carreira
brilhante.
Agora, você precisa ter claros, todos os dias, os motivos que o(a) estão levando a se
esforçar tanto para conquistar seus objetivos.
Alta Performance de Estudos – APE | 147

PENSE COMIGO

 O que você acredita que ganhará pessoalmente atingindo seus objetivos?


 Quanto melhor será a sua vida como especialista?
 Como você irá se sentir quando terminar a sua Residência?

Agora chegou o momento em que você precisa manter a sua motivação.


Sugiro que releia o seu boneco do autoconhecimento e o seu road map, onde estão
os seus pontos fortes e fracos, a quantidade de pontos que deseja fazer nas provas,
a especialidade que irá prestar (se for o caso) e, principalmente, os motivadores para
agir em busca de seus objetivos.
Se tiver clareza dos motivos de estar se dedicando tanto agora, ficará mais fácil
aprender a falar “não” para certas coisas menos importantes.
Se você sente que tem energia, mas não está estudando o suficiente para as provas,
certamente é porque está faltando lembrar o motivo da ação; falta de motivação não
é falta de energia, é falta de objetivos e motivos claros.
Quero propor a você um treino mental para ajudá-lo(a) a fortalecer seus pensamen-
tos positivos e aumentar a sua autoconfiança.
Nessa prática, vamos usar a imaginação para criar uma história mental. Essa técnica
também é chamada de “tela mental”, como se você tivesse uma tela de TV dentro da
cabeça, por onde poderá ver tudo o que ler aqui.
Vamos resgatar e fortalecer todo o caminho que passou até chegar aqui, refletindo
sobre toda a sua superação e evolução até agora.
Antes de começar, esteja sentado(a) confortavelmente, com os dois pés bem apoia-
dos no chão e em um lugar onde você consiga se encostar bem. Respire calmamente
e, se precisar, realize a técnica de respiração 4x7 para se tranquilizar. Acalme-se e
leia o texto agora, sem distração.

“Pense e imagine que já passou muitos desafios em relação aos estudos; lem-
bre a primeira vez em que foi à escola e seus pais o(a) deixaram com os seus
amigos. Foi uma situação difícil, em que você teve que se desapegar dos seus
pais, ficar com pessoas estranhas, mas você superou isso e aprendeu a lidar
com a escola. Logo depois do jardim, você entrou no ensino fundamental, e
nos primeiros anos se deparou com difíceis matérias, como geografia, mate-
mática, português, que você não sabia exatamente para que iria utilizar, mas
ouvia seus pais, que o(a) orientavam sobre a importância de estudar para tais
148 | Coaching: alta performance de estudos para concursos médicos

matérias e aprender para tirar boas notas. E você seguiu em frente por vários
anos, para conseguir cumprir o ensino fundamental e entrar na próxima etapa,
o colegial ou ensino médio. Nessa nova fase, você fez o primeiro, o segundo, o
terceiro, talvez tenha feito mais anos, mas cumpriu a fase da escola; imagine
quantas provas você fez e conseguiu se superar... Logo depois de terminar o
colégio, você, que é ou será médico(a), certamente teve de se lançar a um novo
e grande objetivo: passar no vestibular. Lá atrás, nessa época provavelmen-
te você encarou um cursinho ou estudou de forma autônoma e intensiva em
casa, com determinação, disciplina e foco. Depois de várias tentativas e erros,
tentativas e acertos, você conseguiu passar na prova que lhe permitiu entrar
na Medicina – ah, quanta alegria! Imagine e lembre-se de como foi o dia em
que viu seu nome da lista de aprovados... você tinha um objetivo; se foi o(a)
mais competitivo(a) ou não, o que importa agora é que você teve um motivo,
um objetivo, se desafiou e chegou até aqui. Lembra o quanto foi difícil estu-
dar horas e horas do dia para conseguir passar no vestibular? Agora lembre
o quanto foi difícil essa fase, como era o seu dia a dia de estudo, como eram
os seus pensamentos, quem ajudava você, quais recursos tinha para estudar
que lhe permitiram entrar na Medicina, e aí, depois que entrou, quando pare-
cia que o pior havia terminado, veio a faculdade. E, ao longo dos anos, você
foi se desafiando, vencendo as dificuldades, pode ter tido desafios com alguns
professores ou matérias em que não tinha tanta afinidade e facilidade. Mas
você persistiu, foi em frente, passou pelo internato, estudou, estudou e estu-
dou muito, até conseguir chegar até aqui. E, se ainda está na faculdade, está
vivendo tudo isso para se graduar e ter o grande louro de ser um(a) médico(a),
uma profissão em uma área tão especial, que ajuda as pessoas a se cuidarem,
a resolverem seus problemas de saúde, e sabemos que pessoas com proble-
mas de saúde não conseguem fazer muita coisa, não conseguiriam realizar
os seus sonhos sem um(a) médico(a), por isso a importância da sua profissão.
Você já é um(a) médico(a), ou está na reta final para ser. Você se colocou um
novo desafio, um novo objetivo, que é ser um médico mais bem preparado(a),
que pode contribuir de forma mais especializada e específica para as pessoas
mais necessitadas, e você traçou esse objetivo de vida porque você sabe que é
ali que irá se realizar pessoal e profissionalmente, com os ganhos financeiros
que pode alcançar, de tempo, qualidade de vida, ou com a satisfação de ouvir
uma pessoa lhe agradecendo, feliz por ter feito parte de um tratamento que
proporcionou a recuperação e o resgate dos sonhos e da vida de alguém, por
ouvir dos familiares e amigos que você foi essencial na vida deles, no cuidado
e na atenção de que um paciente necessitou naquele momento, de possibili-
tar mais qualidade de vida, o retorno ao trabalho, a retomada da convivência
com a sua família. E você tem todos os benefícios de ser um(a) profissional tão
valioso(a) e importante para a sociedade. Eu tenho certeza de que você vai
conseguir, vai chegar lá. Acredite. Imagine-se já na Residência, por exemplo!
Esse é o segredo.

Só depende de você! E eu sei que está fazendo o seu melhor, porque tem uma
Alta Performance de Estudos – APE | 149

história tremenda de superação, desde a pré-escola, o colégio, o cursinho, a


faculdade, e logo mais você poderá se tornar um(a) especialista, em uma nova
fase da vida e da carreira. Geralmente, quando chegamos aos nossos 30 anos,
nossa vida começa a ser direcionada mais ao trabalho do que ao aprendizado,
e você vai ter de aprender sempre, mas mudará de fase.

Só falta mais uma etapa.

Utilize esse método em todo o seu potencial, comprovado por muitos médicos
na última década. Se você deixou de lado alguma parte do método, resgate
– você tem os combustíveis da vitória, a preparação matinal, você tem o seu
road map com os objetivos, as técnicas-resumo, técnicas de revisão, de resolu-
ção de questões e muito mais.

Você tem se desafiado, chegou até aqui, reconheço o seu esforço, e agora falta
muito pouco para as provas, é hora de se acalmar, de estudar ao máximo,
manter o seu foco e a sua visão em direção aos seus objetivos de longo prazo
e cumprir suas metas diárias e semanais. E você vai conseguir tudo isso, estu-
dando e praticando o método coaching para concursos médicos, confie nele!
Dedique-se ao máximo para adquirir a Alta Performance de Provas no próxi-
mo capítulo e confie que chegará lá!”
ALTA PERFORMANCE
DE PROVAS
INTRODUÇÃO

O tempo agora é curto, você está na reta final, perto de alcançar seus obje-
tivos, e se chegou até aqui saiba que considero muito sua dedicação, per-
sistência e atitude de pessoa vencedora. Muitos, pelas pressões da cami-
nhada, perdem o foco do seu objetivo e desistem durante o caminho.

Até agora, todo o nosso esforço estava em aproveitar ao máximo o tempo,


estudando para adquirir performance nos estudos. Tenho certeza de que,
se colocou em prática essa metodologia de performance, você conseguiu
aumentar consideravelmente seu rendimento nos estudos. Mas não para-
mos por aí: a preparação para as provas é tão importante quanto a perfor-
mance nos estudos.

E, para suportar a pressão das provas, você precisa também se preparar psi-
cologicamente, aprender a administrar o seu tempo de prova, trabalhar suas
ansiedades e seus medos e superar o famoso “branco” no dia da prova.

Neste módulo, você conquistará a alta performance por meio do planeja-


mento estratégico de provas, indicadores de performance e revisão foca-
da. Também irei ensinar a você técnicas para aumentar seu entendimento
dos enunciados, bem como resolver questões, e alguns segredos que pre-
cisa saber para se dar bem.

E, se for prestar provas que necessitem de entrevistas, provas práticas e


outros tipos de testes, vou pontuar os principais comportamentos que é
preciso desenvolver para obter sucesso na segunda fase.
152 | Coaching: alta performance de estudos para concursos médicos

APP 01
Semana de performance 17

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO
DE PROVAS

Antes de mais nada, ressaltamos que em todo este capítulo e nos próximos usare-
mos como referência provas de Residência Médica. Mas, obviamente, as dicas e as
sugestões, com alguma variação (especialmente em se tratando de datas), no geral
se aplicam a qualquer concurso médico.
Nesta fase, vamos falar sobre o planejamento de provas, o que para a maioria é um
momento de grande pressão. Daqui a pouco já começam a sair as datas das provas,
e você precisa tomar decisões difíceis e importantes, como selecionar que prova irá
prestar, se haverá duas na mesma data e qual será priorizada etc. Sei que é um
momento bastante desafiante, já, já começam as inscrições, e além de estudar será
necessário fazer as programações de viagem.
Alta Performance de Provas – APP | 153

Dedicar um tempo preparando um bom planejamento de provas possibilita uma


grande economia de tempo e dinheiro, e para fazer esse planejamento faremos um
ranking de hospitais e um road map de provas. Essas duas ferramentas lhe trarão
uma visão e organização gerais das provas que irá prestar.

Ranking de hospitais e provas


Neste momento, duas decisões são muito importantes na carreira médica. A primei-
ra é que especialidade irá prestar, pois esta irá definir o rumo de sua carreira, e a
segunda é onde deseja fazer sua Residência, a qual define principalmente a quanto
esforço está disposto(a) para chegar lá.
E é sobre a segunda decisão, ou seja, de onde irá prestar provas, que falaremos nes-
sa fase. Definir a lista de hospitais onde deseja fazer sua Residência, por exemplo, lhe
trará maior clareza da mudança que precisará fazer em sua vida no próximo ano. Du-
rante a preparação do seu ranking de hospitais e provas, você poderá analisar com
calma se aquele hospital é referência no universo médico, como são as condições de
trabalho, quais tipos de reconhecimentos ele possui, entre muitas outras variáveis.
Não podemos correr o risco da dúvida na fase pré-prova. A dúvida o(a) leva a ser
controlado(a) pelo centro de controle mental límbico, que não o(a) ajuda em nada
nos estudos, lembra?
Com seu ranking de provas pronto, você conseguirá ter mais foco e motivação para
chegar ao seu objetivo. Além disso, irá direcionar os seus esforços de estudos, revi-
sões, resolução de questões, simulados e provas para aquelas instituições.
Nos últimos anos, acompanhando os médicos na preparação para a Residência, pas-
saram por mim alunos que decidiram prestar 12, 16 e até 20 provas em um período
de 45 dias, de 1º de novembro a 15 de dezembro, e o que mais me chamou a atenção
foi que os que selecionavam entre seis e oito provas, para fazer no mesmo período,
tinham um resultado superior aos que prestavam mais provas. Com esse dado em
mãos, analisei caso a caso e, fazendo um cálculo matemático, obtive a resposta.

PENSE COMIGO

Para fazer mais de oito provas, você teria de fazer mais de duas provas por semana e, assim,
considerando para cada uma delas 1 dia de translado + 1 dia de prova + 1 dia de translado/des-
canso no retorno, teremos três dias consumidos para cada prova. Fazendo oito provas, seriam
24 dias somente consumidos com translado e provas, restando 21 dias para estudar e revisar,
ou seja, dois dias e meio de revisão antes de cada prova. Isso é pouquíssimo tempo!
154 | Coaching: alta performance de estudos para concursos médicos

Agora, imagina se você escolhe prestar 16 provas em 45 dias; matematicamente, não


terá tempo para revisões entre uma e outra, além de ficar esgotado(a)!

Exemplo
16 provas x 3 dias por prova = 48 dias ocupados - 45 dias do período de provas
= -3 dias.

Claro que nessa análise só considerei as provas que fariam parte do que chamamos
de 1ª temporada, que vai de novembro a dezembro. Posteriormente, chamaremos
de provas de 2ª temporada aquelas de janeiro e fevereiro, para facilitar o seu enten-
dimento.
Assim, desde já comece a refletir sobre quantas provas você fará na 1ª e na 2ª tem-
poradas, o que facilitará a montagem de sua estratégia e a organização do tempo de
revisão entre as provas. Além de ficar mais focado(a) e menos tenso(a) e de gastar
menos tempo.
Na prática, será assim:
 Você irá listar as provas e hospitais que deseja prestar;
 Analisará todos os critérios importantes para a escolha;
 Priorizará suas provas, colocando em forma de ranking, da mais importante para
a menos importante, organizadas em provas de 1ª e 2ª temporadas.

Vamos praticar

1. Comece fazendo um brainstorming, ou seja, uma lista de hospitais e provas que


deseja prestar. Nessa etapa, não pense muito – simplesmente liste. Utilize sites
de referência, informações de seus professores e amigos para identificar o máxi-
mo de provas que possam interessá-lo(a). Caso vá prestar provas de duas ou mais
especialidades, já as coloque em sua lista “Prova → Especialidade”, para facilitar
a sua análise.

........................................................................................................................................................
........................................................................................................................................................
........................................................................................................................................................
........................................................................................................................................................
Alta Performance de Provas – APP | 155

.........................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................
2. Na tabela a seguir, você terá uma série de critérios importantes a serem avaliados
para facilitar o seu processo de decisão sobre provas. Em cada coluna, preencha
o nome do hospital e, logo abaixo, responda a cada uma das perguntas. Quanto
mais informação considerar, mais fácil será escolher e priorizar. Conforme res-
ponder a cada pergunta, já faça naturalmente suas reflexões e, ao final, você pode
anotar a probabilidade de fazer essa prova, marcando “sim”, “não” ou “talvez”.

.........................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................
156 | Coaching: alta performance de estudos para concursos médicos

Benchmarking de provas e hospitais

Hospital/serviço SUS-SP

Local da prova

Data da prova

Localização (0 a 10)

Referência no uni-
verso médico (0 a
10)
Número de vagas
(quantas?)
Informação sobre
qualidade ou refe-
rência do serviço
Possibilidade de
carreira (seguir na
instituição após
terminar a Residên-
cia)
Avalie sua vontade
ou desejo de ser re-
sidente neste local
(0 a 10)
Tipo de reconheci-
mento que possui?
Registro no MEC/
reconhecimento
pelo conselho/cre-
denciado
Tipo de prova: ob-
jetiva/ objetiva +
currículo/objetiva +
prática + currículo/
subjetiva + prática +
currículo/ objetiva
+ subjetiva + prática
+ currículo
Alta Performance de Provas – APP | 157

Com relação à avaliação que você fez e considerando que precisamos trabalhar com
metas “SMART” (que sejam eSpecíficas, Mensuráveis, Atingíveis, Realistas e com
Tempo suficiente), quais das provas/serviços analisados você acredita que são uma
meta “SMART”, considerando sua realidade? Faça uma marcação em cada uma delas,
as quais considerou viáveis para você.
Na lista a seguir, você fará uma relação de quais provas são mais importantes e de-
sejadas de cada uma das temporadas. Escreva o nome das provas priorizando-as de
acordo com suas análises da tabela anterior.
Você pode colocar em sua lista de prioridades quantas provas desejar para a 1ª e a
2ª temporadas, mas será importante compreender que é preciso foco – e esse é o
nosso objetivo aqui. Assim, para colocar em grau de importância, considere que:
 A revisão focada da 1ª temporada será totalmente direcionada para as três provas
mais importantes, chamadas aqui de prioridade 1;
 Para as provas de prioridade 2, você fará um preparo direcionado rápido somente
na semana da prova;
 As provas de prioridade 3 serão seu foco de revisão a partir do dia 15 de dezembro
ou após terminar suas provas da 1ª temporada.

Provas de 1ª temporada (novembro e dezembro)


Prioridade 1:
1. .........................................................................................................................................
2. .........................................................................................................................................
3. .........................................................................................................................................
Prioridade 2:

4. .....................................................................................................................................................
5. .....................................................................................................................................................
6. .....................................................................................................................................................
7. .....................................................................................................................................................
8. .....................................................................................................................................................

Provas de 2ª temporada (janeiro)


Estas você terá mais tempo para estudar e revisar, por esse motivo consideramos
como prioridade 3 com relação à urgência de estudos e revisão. Faça a lista, a seguir,
conforme a sua prioridade.
158 | Coaching: alta performance de estudos para concursos médicos

Prioridade 3:

1. .....................................................................................................................................................
2. .....................................................................................................................................................
3. .....................................................................................................................................................

Para finalizar, preencha seu painel de ranking de hospitais e provas e fixe-o na sua
área de estudos.

Seu ranking de provas e hospitais será seu grande trunfo na fase de inscrições, já
que será inevitável que, quando você começar a fazê-las, seus amigos que também
vão prestar as provas, além de familiares, tentarão convencê-lo(a) a mudar o foco
e prestar aquelas que eles acham mais interessantes para você. Acredite, isso vai
acontecer!
Pense comigo: será que existe alguém melhor do que eu mesmo(a) para saber quais
provas prestar?
Alta Performance de Provas – APP | 159

Um grande segredo é manter seu ranking de provas em sigilo – você precisa guar-
dá-lo a sete chaves. Pode até comentar com alguém algumas provas que irá pres-
tar, mas nunca mostre toda a sua estratégia, muito menos aos seus concorrentes.

Muito bem! Agora, com a sua lista de provas prontas e priorizadas, vamos organi-
zar seu cronograma previsto. Daqui para frente, você terá mais clareza dos prin-
cipais serviços e hospitais que deseja prestar e qual decisão tomar se duas provas
caírem na mesma data.

Road map de provas


O road map de provas é muito parecido com o road map da carreira que você fez no
início deste livro, mas aqui vamos dar um zoom no período dos meses de provas.

Vamos utilizar o ranking de provas e hospitais que você fez para colocá-las em uma
linha do tempo.

Essa ferramenta o(a) ajudará a registrar em sua mente qual será a próxima prova
e quando serão as mais importantes para que você se prepare de forma focada.

Para a prova que você colocar no road map, descreva:

 A data prevista;

 O nome da prova;

 Qual é a prioridade (1/2/3).

Vamos praticar

Como exemplo, veja um ranking de provas a seguir e como ele ficaria no road map.
Em seguida, faça seu próprio road map.

Provas de 1ª temporada (novembro e dezembro)


Prioridade 1:
1. SUS-SP
2. PSU-MG
3. UERJ
160 | Coaching: alta performance de estudos para concursos médicos

Prioridade 2:

4. SANTA CASA-BH

5. UNIFESP

6. SMS-SP

7. AMRIGS

8. UNICAMP

Provas de 2ª temporada (janeiro)


Prioridade 3:

1. SUS-BA

2. SES-DF

3. UFRJ

Desenhe seu road map considerando as provas que irá prestar nas duas tempora-
das. Ele terá sempre duas datas previstas, no início da primeira prova e no final da
última prova. Se tiver as datas das provas, informe-as no road map.
Alta Performance de Provas – APP | 161

Como estamos trabalhando com datas previstas, conforme os editais forem lança-
dos, você deverá atualizar seu road map.
Caso duas provas tenham a mesma data prevista ou confirmada, sua inscrição deve
ser realizada naquela à que você der maior prioridade em seu ranking de provas e
hospitais.
Agora você tem clareza sobre as provas que irá prestar, além da dimensão do tempo
para fazer as revisões. Com essas atividades prontas, você pode iniciar o seu plano
de revisão focado. Espero você no próximo capítulo.
162 | Coaching: alta performance de estudos para concursos médicos

APP 02
Semana de performance 18

BATERIA DE PROVAS

Precisamos criar um plano de revisão, e para isso vamos precisar de alguns indicado-
res. Estes podem ser definidos como “indicam a dor”, ou seja, mostram o diagnóstico
para definirmos o plano de ação mais adequado para cada caso.
Com o indicador, você terá ideia dos temas dos quais será preciso fazer uma revisão
mais rápida e aqueles que requerem uma revisão mais focada, criando um plano de
revisão personalizado.
Para chegarmos aos indicadores, será necessário fazer uma bateria de simulados no
período de uma semana, o que já será um primeiro treino psicológico para realizar
várias provas na mesma semana. Nessa bateria, sugiro que você selecione provas
das três principais (prioridade 1) para gerar os indicadores.
Alta Performance de Provas – APP | 163

Vou ensinar o passo a passo.

Etapa 1 - Selecionando as provas para a bateria de simulados


Consideramos que você utilizará as três provas da prioridade 1 para gerar os indica-
dores. O próximo passo será definir que provas de anos anteriores você escolherá.
O ideal será resolver de duas a três de cada instituição. Quanto mais provas você
conseguir fazer em uma semana, melhor será o indicador.
Exemplo:
 SUS-SP – provas de 2012, 2013 e 2014;
 PSU-MG – provas de 2014, 2015 e 2016;
 AMRIGS – provas de 2012, 2013 e 2016.

Monte sua lista de provas principais, conforme o exemplo anterior:


Prova 1
Prova 2
Prova 3

Etapa 2 - Planeje as datas das provas de cada instituição


Para quem está se dedicando 100% aos estudos, o ideal é aproveitar e fazer nove
provas (sendo três anos de cada instituição), e para isso você pode planejar em torno
de duas provas por dia.
Caso você esteja trabalhando e estudando, sugiro fazer seis provas em uma semana,
(sendo dois anos de cada instituição), e para isso precisará planejar uma prova por
dia, durante seis dias.

Vamos praticar

Faça agora seu planejamento semanal incluindo nos horários de seus estudos o tem-
po necessário para realizar a bateria de provas.

Etapa 3 - Realizar a bateria de provas (de 6 a 9 por semana)


Regra importante: fazer as provas e não corrigi-las imediatamente.
Na fase de preparação, você precisa aumentar a sua autoconfiança e aprender que
ainda terá uma etapa de revisão focada. Se, a cada prova que fizer, tentar corrigir e
164 | Coaching: alta performance de estudos para concursos médicos

não obtiver uma boa pontuação, na próxima prova sua autoconfiança já estará me-
nor, aumentando o risco de queda na pontuação.
A regra é fazer todos os simulados e depois separar um ou dois dias para corrigir e
analisar os erros e acertos de cada prova.
Realizando essa bateria, você perceberá melhor o estilo de cada banca, quais temas
são mais frequentes, qual é a “pegada” de cada prova, onde estão as “pegadinhas” e
charadas. Um ótimo treino para a sua mente.

Etapa 4 - Corrigir as provas e preparar a planilha de estatísticas


Depois de realizar todas as provas, dedique-se de um a dois dias a corrigi-las e ali-
mentar a planilha de estatísticas.
Durante a correção, você deverá:
 Marcar quais questões estão corretas e quais estão incorretas;
 Calcular o total de acertos e erros para cada área;
 Anotar em cada questão qual tema ou subárea foi exigida. Faça uma breve ano-
tação. Ex.: nas questões de Clínica Médica e Cirurgia Geral, anote a subárea (Car-
diologia, Hepatologia, Hematologia, Trauma etc.) de cada questão; já nas demais
questões, anote o tema (Amenorreia, Sofrimento Fetal, Atestado de Óbito etc.).
Você precisará dessas informações;
 Com elas, você conseguirá preencher sua planilha de estatísticas.

Vamos praticar

Agora, preencha o painel conforme as instruções a seguir:


Na área A, faça uma análise da quantidade de questões que caíram por área e qual
foi o seu acerto por quantidade e porcentagem.

Estatística de resultado da resolução de simulados (A)


Prova 1 Prova 2 Prova 3 Média de
acertos
Questões* Acertos** Questões Acertos Questões Acertos (%)***
Clínica
Médica
Alta Performance de Provas – APP | 165

Estatística de resultado da resolução de simulados (A)


Prova 1 Prova 2 Prova 3 Média de
acertos
Questões Acertos Questões Acertos Questões Acertos
(%)
Clínica
Cirúrgica

Prova 1 Prova 2 Prova 3 Média de


acertos
Questões Acertos Questões Acertos Questões Acertos
Ginecolo- (%)
gia e Obs-
tetrícia

Prova 1 Prova 2 Prova 3 Média de


acertos
Questões Acertos Questões Acertos Questões Acertos
(%)
Preven-
tiva

Prova 1 Prova 2 Prova 3 Média de


acertos
Questões Acertos Questões Acertos Questões Acertos
(%)
Pediatria

* Preencha com a quantidade de questões da área que caíram na prova. Faça isso para os
simulados 1, 2 e 3 que você fez.
** Preencha com a quantidade de acertos que você teve nas provas. Faça isso para os
simulados 1, 2 e 3 que você fez.
*** Informe a média de acertos em porcentagem. Divida o número de acertos pelo número
de questões e você terá a porcentagem. Ex.: 15 acertos/20 questões = 0,75, ou seja, 75%.

Na área B, faremos uma análise mais detalhada, levantando a quantidade de


questões que caíram por subárea. No caso das áreas de Ginecologia e Obstetrí-
cia, Preventiva e Pediatria, preencha no painel o nome e o tema das subáreas
que caíram.
166 | Coaching: alta performance de estudos para concursos médicos

Análise estatística por subáreas (B)


Clínica Médica
Prova 1 Prova 2 Prova 3 Análise***

de Questões*

de Questões

de Questões
Quantidade

Quantidade

Quantidade
Clínica Mé-

Questões
Acertos**

(total %)
Subárea

Acertos

Acertos

Acertos
(total)
dica

Cardiologia
Neurologia
Endocrinologia
Nefrologia
Infectologia
Hematologia
Pneumologia
Gastroclínica
Hepatologia
Reumatologia
Psiquiatria
Dermatologia
Clínica Médica
(sem subárea ou
não classificada
nos anteriores)

Subárea Clínica Cirúrgica****


Urologia
Gastroenterologia
Cirurgia Geral
Cirurgia do Trauma
Clínica Cirúrgica
(sem subárea ou
não classificada
nos anteriores)
Alta Performance de Provas – APP | 167

Subárea Ginecologia e Obstetrícia

Subárea Preventiva

Subárea Pediatria

* Preencha com a quantidade de questões que caíram em cada tema. Faça isso para os
simulados 1, 2 e 3 que você fez.
** Preencha com a quantidade de acertos que você teve nas provas por tema da subárea.
Faça isso para os simulados 1, 2 e 3 que você fez.
*** Faça uma análise da quantidade de questões e de acertos por tema da subárea.
**** Preencha com os temas que apareceram em cada questão da área.

Agora que você já tem todas as informações preenchidas, vamos desenvolver o seu
plano de revisão. Se você não teve os resultados esperados, não se desespere: você
vai aumentar o seu desempenho com o plano de revisão focado.
168 | Coaching: alta performance de estudos para concursos médicos

APP 03
Semana de performance 19

REVISÃO FOCADA
PARA PROVAS

Com os indicadores em mão, o que você precisa fazer agora é traçar o seu plano de
revisão focado nas provas de prioridade 1. As provas de prioridade 2 serão revisadas
de forma mais dinâmica, conforme explicarei à frente, e nas de prioridade 3 você re-
petirá este módulo para montar um plano de revisão depois de suas últimas provas
de 1ª temporada.
Toda vez que fazemos um planejamento, nossa mente fica focada na execução do pla-
no e conseguimos ficar mais tranquilos, mais entusiasmados, mais confiantes, com or-
ganização suficiente para que ele seja realizado com sucesso. O planejamento também
lhe permitirá executar, dentro do seu tempo disponível, tudo o que tiver de realizar.
Você já pensou que, se começar um processo de revisão em outubro, por exemplo, e
mantê-lo durante todo o período de provas de 1ª a 2ª temporadas, terá em torno de
três a quatro meses até o fim das provas?
Alta Performance de Provas – APP | 169

É claro que para algumas provas você não conseguirá revisar todo o seu conteúdo
como gostaria, mas se fizer um bom planejamento será possível fazer uma boa revi-
são nesses três ou quatro meses.
A produção dessa análise pode levar algumas horas, e você pode pensar: “Por que
estou fazendo tudo isso? Não seria melhor se eu estivesse estudando?”. Posso ga-
rantir que é melhor gastar umas horas fazendo a análise e ter um plano de revisão
focado. Esse planejamento ajudou a maioria dos nossos médicos que passou na Re-
sidência nos últimos anos, por exemplo. E você não irá estudar como um louco daqui
para frente, e sim de forma focada nos meses que tiver disponíveis.
O que vamos precisar para fazer o plano de revisão:
 Road map de provas;
 Bateria de provas;
 Planilha de análise de estatísticas.
Tenha em mão o seu quadro de estatísticas de provas e vamos preparar de forma
estratégica um plano de estudos com os conteúdos a serem revisados. Utilize a área
C (planejamento de revisão) no seu painel de estudos:

Planejamento de revisão (C)


Prioridade 1 Prioridade 2 Prioridade 3

Clínica Médica

Clínica Cirúrgica
170 | Coaching: alta performance de estudos para concursos médicos

Prioridade 1 Prioridade 2 Prioridade 3

Ginecologia e
Obstetrícia

Preventiva

Pediatria

Com base nos indicadores, defina quais temas necessitam ser revisados e com que priori-
dade – 1, 2 ou 3.

Com as prioridades de revisão definidas, utilize o calendário de estudos e distribua,


nos meses de outubro, novembro, dezembro e janeiro, os dias em que serão feitas as
revisões de cada conteúdo.
Não se esqueça de bloquear os dias que serão utilizados para fazer o translado das
provas, além dos dias de prova e descanso.
Com o seu planejamento, determine os recursos a serem utilizados para cada revi-
são na área D do seu painel.
Alta Performance de Provas – APP | 171

Recursos da revisão (D)


Prioridade 1
x “Monta prova”

Prioridade 2
x “Monta prova”

Prioridade 3
x “Monta prova”

Utilize o material que você desenvolveu ao longo do ano (flash cards, resumos, audiorre-
sumos e mapas mentais)

Você não tem mais desculpas agora; comece sua revisão focada para as provas e
aumente a sua performance utilizando as técnicas que já conhece.
Para melhorar ainda mais a sua organização, assim que os editais começarem a sair,
preencha para cada prova que for prestar um checklist de prova, conforme o exem-
plo a seguir. Isso o(a) auxiliará na organização de seus compromissos.
172 | Coaching: alta performance de estudos para concursos médicos

Checklist de prova
Para cada prova que irá prestar, preencha o checklist de acordo com o edital.

Nome da prova
Coloque o nome da prova
Nº de prioridade da prova
Coloque o número da prioridade da prova
Preencha o checklist
OK Descrição
Leitura de edital
Data prevista (preencha a data):
Data confirmada (preencha a data):
Documentos necessários (pessoais, currículo, comprovante de inscrição
etc.):
Material exigido (caneta, lápis etc.):
Transporte (passagem, viagem, ônibus, avião etc.):
Data da ida (preencha a data):
Data da volta (preencha a data):
Hospedagem (hotel, casa de amigos, familiar etc.):
Transporte até o local da prova (taxi, ônibus, carona, veículo próprio):
Horário de fechamento do portão (preencha o tempo):
Horário de saída para a prova (preencha o tempo):
Horário de início da prova (preencha o tempo):
Tempo total de prova (preencha o tempo):
Tipo de prova (objetiva, subjetiva ou ambas):
Alta Performance de Provas – APP | 173

APP 04
Semana de performance 20

TREINO PSICOEMOCIONAL
DE 60 DIAS

Estamos próximos às provas, você já tem o seu planejamento focado de revisão para
elas, e agora você precisa fortalecer o mindset para suportar a pressão psicológica
e emocional. Como já expliquei, um processo de mudança pode levar de 21 dias a
2 anos, mas, se você se engajar nas práticas deste capítulo, em 60 dias conseguirá
resultados surpreendentes e estará muito bem preparado(a). Se você ainda está dei-
xando para trás alguma prática dessa metodologia, a hora é agora!
Muitos alunos estudam o ano todo e reclamam que na hora da prova dá um branco,
sabem a resposta certa e marcam a errada de bobeira. Quero ajudar você a vencer
essas dificuldades da mente e a falta de autoconfiança.
174 | Coaching: alta performance de estudos para concursos médicos

O primeiro passo de um processo de crescimento pessoal e fortalecimento psico-


lógico e emocional é ter humildade para reconhecer que não se sabe tudo sobre si
mesmo e que há pontos a melhorar. Quando se tem humildade para reconhecer isso,
tudo fica mais fácil, e você estará aberto(a) a novas experiências, por isso sugiro que
esqueça o que pensa sobre esse método, se acha que funciona ou que não funciona.
Sabe por quê? Você ainda não tem essa experiência para saber o que funciona com
sua mente.
Aproveite, relaxe e simplesmente pratique!

1 - Preparação matinal – o segredo da preparação mental


Alguns hábitos estão relacionados ao desenvolvimento da nossa capacidade cogniti-
va, que é a capacidade de pensar. Na fase pré-provas, algumas pessoas começam a
ter medo, dúvida, irritação e branco por falta de preparação.
Talvez seja melhor lembrar que as práticas da preparação matinal estão diretamente
conectadas com o preparo do seu corpo, das suas emoções, da sua mente e da sua fé,
que o(a) manterão confiante de que o futuro será melhor do que o presente.

Atenção
Se você é uma pessoa totalmente confiante, segura, e em sua mente não lhe
surge nenhum pensamento de dúvida ou medo de não conseguir, então está
liberado(a) da preparação matinal. No entanto, se você tem esse perfil e quer
aumentar a sua capacidade psicológica e emocional, recomendo a preparação.

Informação importante
100% dos nossos alunos que praticam a preparação matinal diariamente con-
seguem se manter confiantes e focados durante as provas e não desistem da
batalha até o final da guerra. Já os mais rebeldes, que acham que sabem tudo
sobre a própria mente, infelizmente acabam passando por altos e baixos e mui-
tas vezes desistem de si mesmos nas primeiras batalhas.

Vá em frente! Faça sua parte e, nos próximos 60 dias, dedique-se a fazer a sua pre-
paração matinal. Se ainda não acreditou no poder da preparação matinal, desafio
você a esquecer todas as suas crenças e fazer um compromisso de 60 dias. Ela vai
aumentar o seu autocontrole, a sua segurança e a sua confiança e você ficará mais
entusiasmado(a).
Alta Performance de Provas – APP | 175

Além disso, as práticas irão ajudá-lo(a) a lembrar aonde quer chegar. Você precisa se
transformar em um “atleta do cérebro” para se diferenciar dos concorrentes e explo-
rar ao máximo a sua capacidade cognitiva.

2 - Cumprir o plano de revisão focada – o segredo da autoconfiança


Muitas pessoas se decepcionam quando chegam a essa fase porque acham que já
deveriam estar atingindo uma boa pontuação nos simulados, mas posso garantir a
você que sua superação está começando agora.
Os grandes atletas olímpicos se superam verdadeiramente no momento das provas
nas competições, enquanto você tem de 60 a 90 dias para estudar e revisar os conte-
údos. É preciso, agora, manter o seu foco para colocar o seu plano de revisão focado
em ação. Agora você não deve se preocupar com as provas, mas com a revisão. En-
tenda o seu objetivo hoje e cumpra-o com compromisso e performance. Assim você
chegará ao momento da prova muito mais preparado(a).

3 - O único concorrente que existe é você – o segredo dos campeões


Apesar do fato de que os mais pontuados conseguem as melhores vagas, a única
pessoa que pode dizer que você fracassou é você mesmo(a). Pare de dar ouvidos
à sua mente e acredite na sua preparação, acredite em tudo o que fez até agora e
compreenda que você ainda terá de 60 a 90 dias para revisar e estudar.

4 - Combustíveis da vitória a 100% – o segredo da disposição física


Não entre na onda da maioria das pessoas que não passam nas provas. Diminua o
consumo de álcool e drogas e evite o excesso de doces, baladas e poucas horas de
sono.
Os atletas de alta performance, antes de qualquer competição, ficam sempre em
concentração, com alimentação balanceada, sono equilibrado, sem festas, porque
precisam conter o máximo de energia física. Faça o mesmo: guarde a sua energia
para o momento das provas, sem esquecer que o neocórtex, a área da razão, precisa
de muita energia para funcionar em alta performance.
Manter a sua energia em alta será o diferencial na hora da prova. Esse processo de
purificação da sua mente, seu corpo e suas emoções precisa de, no mínimo, 21 dias
de hábitos diários.
Se você, em algum momento, “deslizou” em relação a algum desses itens, volte a
praticá-los imediatamente. Você precisa dormir bem, se alimentar bem, eliminar ou
reduzir drasticamente o consumo de álcool, não ficar preso(a) no uso de remédios
que não sejam recomendados, focando nos seus objetivos e no plano de revisão.
176 | Coaching: alta performance de estudos para concursos médicos

Garanto que você vai evoluir nesse processo, pois irá acertar mais questões nas pro-
vas e fixará melhor o conteúdo utilizando essas práticas.
O treino psicoemocional está focado em combustíveis da vitória, preparação matinal
e cumprimento do conteúdo da semana para manter a sua alta energia.
Qualquer sintoma de desmotivação, cansaço, irritação e desistência terá relação di-
reta com essas três práticas.
Não se deixe envolver pelos amigos com propostas que estão fora do seu objetivo,
como fazer provas em lugares que não estão no seu planejado. Não gaste tempo
nem energia com pessoas que o(a) estressam, pois o estresse vai levá-lo(a) ao centro
de controle da emoção. Nessa fase, é necessário evitar brigas, conflitos, raiva, irrita-
ção e qualquer situação estressante.
Na prática, é como se você ficasse 60 dias em concentração, com tempo e dedica-
ção centrados só em si mesmo. Busque trabalhar, estudar, descansar e seguir o seu
plano sem estresse. Caso se estresse durante o dia, a respiração 4x7, massagens e a
prática de esportes poderão ser ótimos relaxantes.

Vamos praticar

Faça um treino psicoemocional por 60 dias, em que deverá registrar os dias em que
realizou a preparação matinal e a aplicação semanal dos combustíveis da vitória.
Se tiver alguma dúvida sobre como realizar algum procedimento, releia o POC 02.
Registre tudo isso no seu painel de treino psicoemocional de 60 dias e acompanhe a
sua evolução.

Outubro
Preencher
Dia 15*

o dia do
Dia
Dia
Dia
Dia
Dia
Dia
Dia
Dia
Dia
Dia
Dia
Dia
Dia
Dia

Dia
Dia
Dia
Dia
Dia
Dia
Dia
Dia
Dia
Dia
Dia
Dia
Dia
Dia

mês
Preparação matinal
Atividade física
Copo de
água +
ducha fria
Ativação mental
Respira-
ção de 9
ciclos
Visualiza-
ção
Fortalecimento psicoemocional
Atitudes
de su-
cesso
Plano de revisão
Cumprir
plano de
revisão
(%)
Alta Performance de Provas – APP | 177

Combustíveis da vitória
Sema-
Semana 1 Semana 2 Semana 3 Semana 4
na 5
Água
Alimen-
tação
Sol
Práticas
espiri-
tuais, de
conexão
e forta-
lecimen-
to
Treina-
mento
físico
Respira-
ção
Desen-
volvi-
mento
cogni-
tivo
Sono
Lazer e
relaxa-
mento
* Data-limite para iniciar o treino de 60 dias.

Novembro

Preencher
dia do mês
Dia
Dia
Dia
Dia
Dia
Dia
Dia
Dia
Dia
Dia
Dia
Dia
Dia
Dia
Dia
Dia
Dia
Dia
Dia
Dia
Dia
Dia
Dia
Dia
Dia
Dia
Dia
Dia
Dia
Preparação matinal
Atividade física
Copo de
água +
ducha fria
Ativação mental
Respira-
ção de 9
ciclos
Visualiza-
ção
Fortalecimento psicoemocional
Atitudes
de sucesso
Plano de revisão
Cumprir o
plano de
revisão
(%)
178 | Coaching: alta performance de estudos para concursos médicos

Combustíveis da vitória

Sema-
Semana 1 Semana 2 Semana 3 Semana 4
na 5

Água

Alimen-
tação

Sol

Prá-
ticas
espiri-
tuais,
de
cone-
xão e
fortale-
cimen-
to

Treina-
mento
físico

Respi-
ração

Desen-
volvi-
mento
cogni-
tivo

Sono

Lazer e
relaxa-
mento
Alta Performance de Provas – APP | 179

APP 05
Semana de performance 21

COMO GANHAR TEMPO COM


ENUNCIADOS COMPLEXOS

É natural algumas pessoas errarem questões por não interpretarem bem os


enunciados. Para entender o que as questões estão exigindo, costumo dizer que
é necessário conversar, bater um papo com o enunciado. É importante detalhá-lo
melhor para saber o que ele está exigindo de você e como interpretar as possíveis
respostas.
O que vou mostrar para você é como fazer uma interpretação infalível. Você vai
aprender a identificar os três tipos de enunciados mais frequentes que caem nas
provas e interpretar cada um deles.
180 | Coaching: alta performance de estudos para concursos médicos

Veja os três tipos de questões e enunciados mais comuns:

Tipo 1 - Técnica de trás pra frente para estudo de caso

Questão
Um paciente com miocardiopatia dilatada há 2 anos, com quadro de ar aos esforços
e edema de membros inferiores, além de piora progressiva do quadro, atualmente
apresenta anasarca e dispneia em repouso. Faz uso de enalapril 10mg a cada 12 ho-
ras, espironolactona 25mg/d e furosemida 80mg a cada 12 horas. Qual é a melhor
conduta para aliviar os sintomas desse paciente?
a) aumentar furosemida e introduzir carvedilol
b) aumentar enalapril e introduzir losartana
c) aumentar furosemida e introduzir digital
d) introduzir digital e carvedilol
e) introduzir losartana e carvedilol
Quando você lê um enunciado desse tamanho ou maior, há uma grande possibilida-
de de se perder no entendimento do que foi solicitado por um motivo: o enunciado
explica todo o caso e, lá no final, faz a pergunta.
Sua mente funcionará mais rápido a seu favor quando souber qual é o problema,
pois assim, quando ler cada parte do estudo de caso, ela vai criar as conexões neces-
sárias entre a pergunta solicitada pela questão e os fatos apresentados.
Se você chama um eletricista em sua casa, primeiro diz para ele qual é o “problema”
ou “sai contando tudo que aconteceu”, para depois falar qual o problema?
Só de pensar um pouco você percebe que pensar no problema direto é mais rápido
do que contar ou ler uma história, e se estiver bem preparado(a) talvez resolva a
questão sem necessidade de ler todo o estudo de caso.
Para resolver questões desse tipo, a melhor maneira é a técnica de trás pra frente!

Vamos praticar

Quando perceber que é um estudo de caso, vá direto para o final, leia primeiro o que
a questão está solicitando e depois volte para o estudo de caso.
Veja um exemplo:
Qual é a melhor conduta para melhorar os sintomas desse paciente?
Um paciente com miocardiopatia dilatada há 2 anos, com quadro de ar aos esforços
e edema de membros inferiores, além de piora progressiva do quadro, atualmente
Alta Performance de Provas – APP | 181

apresenta anasarca e dispneia em repouso. Faz uso de enalapril 10mg a cada 12 ho-
ras, espironolactona 25mg/d e furosemida 80mg a cada 12 horas.
Ficou mais fácil compreender? Pratique e perceba a sua evolução.
Nosso objetivo não é dizer qual maneira de resolver questões está certa ou er-
rada, mas sim oferecer técnicas de interpretação de enunciados para facilitar a
compreensão e reduzir o tempo de resolução.

Tipo 2 - Monta perguntas


Refere-se às questões que começam como “Assinale a alternativa correta:”, “Pode-
mos afirmar que:” etc. Essas questões vão exigir de você que monte uma pergunta
para cada alternativa para responder. Na verdade, esse tipo é composto de várias
questões de certo/errado, sim/não em um só enunciado.

Questão
Com relação ao tamponamento cardíaco, podemos afirmar que:
a) a toracocentese deve ser a medida terapêutica nos pacientes com tamponamento
cardíaco associado a dissecção aórtica
b) para a estabilização clínica no tamponamento cardíaco, deve ser realizada reposi-
ção volêmica vigorosa
c) caracteriza-se por estase jugular com redução da pressão arterial durante a inspi-
ração, na ausência de congestão pulmonar
d) o diagnóstico definitivo é estabelecido pelo ecocardiograma
e) o tratamento inicial deve ser conservador, com diuréticos e drogas vasoativas

Vamos praticar

A primeira coisa a fazer é identificar a temática ou o termo mais importante do enun-


ciado, que no caso é tamponamento cardíaco.
Para fazer o “monta perguntas”, você deve ignorar inicialmente o restante do enun-
ciado e transformar cada alternativa em uma nova questão interrogativa, daí o
nome. Veja como ficará a compreensão:
a) a toracocentese deve ser a medida terapêutica nos pacientes com tamponamen-
to cardíaco associado a dissecção aórtica
A toracocentese deve ser a medida terapêutica nos pacientes com tamponamen-
to cardíaco associado a dissecção aórtica?
Neste caso, somente adicionamos a interrogação no final e ignoramos o enunciado,
já que a alternativa já continha toda a informação necessária.
182 | Coaching: alta performance de estudos para concursos médicos

Após transformar cada alternativa em pergunta, logo você usará a técnica do 1


segundo para respondê-la. Nosso objetivo é, ao ler a questão interrogativa, que lhe
venham em mente duas opções: certo ou errado?
E você já anotará na frente da alternativa a primeira resposta que lhe vier que à
mente.
b) para a estabilização clínica no tamponamento cardíaco, deve ser realizada repo-
sição volêmica vigorosa
Para a estabilização clínica, deve ser realizada reposição volêmica vigorosa?
Note que, para este caso, foi necessário inserir na alternativa a temática do enuncia-
do. Logo, use a técnica do 1 segundo para identificar se está certo ou errado.
c) caracteriza-se por estase jugular com redução da pressão arterial durante a ins-
piração, na ausência de congestão pulmonar
O tamponamento cardíaco caracteriza-se por estase jugular com redução da
pressão arterial durante a inspiração, na ausência de congestão pulmonar?
Neste caso, inserimos o tema do enunciado no início para montar a questão.
Naturalmente, para o seu cérebro é mais fácil responder a questões de “sim” ou “não”
do que ficar tentando achar o que está certo ou errado entre as alternativas. Usando
em conjunto a técnica do 1 segundo com o “monta perguntas”, você economizará
tempo e reduzirá a complexidade das questões.
Agora, pratique no livro com as alternativas “d” e “e”.
d) o diagnóstico definitivo é estabelecido pelo ecocardiograma
.........................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................
e) o tratamento inicial deve ser conservador, com diuréticos e drogas vasoativas
.........................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................

Tipo 3 - Complete a pergunta


Este tipo é bem parecido com o anterior, no entanto é mais simples de ser aplicado,
já que aqui você sempre montará a questão interrogativa de cada alternativa, adicio-
nando partes do enunciado no fim e/ou no início da alternativa.
Alta Performance de Provas – APP | 183

Questão
O fenômeno de Raynaud é um fenômeno vascular funcional que ocorre nas extremi-
dades e caracteriza-se por:
a) três fases sequenciais – eritema, cianose e palidez
b) maior prevalência nas artrites enteropáticas
c) três fases sequenciais – vasoconstrição, hipóxia e vasodilatação reflexa
d) ser frequente nas regiões equatoriais e subtropicais
e) maior prevalência nos indivíduos pós-acidente vascular cerebral ou infarto agudo
do miocárdio

Vamos praticar

Cada alternativa deve ser analisada individualmente, buscando transformá-la em


uma questão interrogativa.
Para cada uma delas, adicione no começo ou no final a temática da questão.
Veja como ficará:
O fenômeno de Raynaud caracteriza-se por:
a) três fases sequenciais – eritema, cianose e palidez
O fenômeno de Raynaud caracteriza-se por três fases sequenciais – eritema, cia-
nose e palidez?

Neste caso, também dá certo inverter a pergunta, que fica assim:


As 3 fases sequenciais – eritema, cianose e palidez – são características do fenôme-
no de Raynaud?
Ao preparar cada interrogativa, leia e espere o sim/não ou certo/errado na mente
e anote.
b) maior prevalência nas artrites enteropáticas
O fenômeno de Raynaud caracteriza-se por maior prevalência nas artrites entero-
páticas?
c) três fases sequenciais – vasoconstrição, hipóxia e vasodilatação reflexa
As 3 fases sequenciais – vasoconstrição, hipóxia e vasodilatação reflexa – são carac-
terizadas pelo fenômeno de Raynaud?
184 | Coaching: alta performance de estudos para concursos médicos

Agora, pratique no livro com as alternativas “d” e “e”.


d) ser frequente nas regiões equatoriais e subtropicais
.........................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................
e) maior prevalência nos indivíduos pós-acidente vascular cerebral ou infarto agudo
do miocárdio

.........................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................

Agora você tem a missão de praticar, praticar e praticar essas três técnicas durante
os estudos, a revisão e os simulados, para estar superpreparado para as provas.
Alta Performance de Provas – APP | 185

APP 06
Semana de performance 22

COMO ESTUDAR NA SEMANA


DE PROVAS

Lembra que, ao criarmos hábitos, nossa mente funciona no “piloto automático” e re-
duzimos nosso consumo de energia? É por isso que neste capítulo vamos conversar
sobre como condicionar corpo e mente para o momento da prova.
Ensinaremos técnicas de concentração e planejamento para não acontecer o famoso
“branco” na hora da prova. Essa técnica deve ser usada para as provas prioritárias, ou
seja, as que colocou no seu ranking de provas e que são mais importantes para você.
Vamos partir do princípio de que você só deve focar em uma prova prioritária na
mesma semana, então vamos para a preparação de sete dias para provas!
Antes de começar com a prática, você precisa saber que é da natureza humana ter
medo do desconhecido, e você já sabe que ele não o(a) ajudará na prova. Então, va-
mos usar um truque da mente, convencê-la de que já conhecemos a prova, o local,
onde será a hospedagem, como será a viagem etc., assim reduzirá significativamente
o risco de perder o autocontrole e deixar sua ansiedade tomar conta no dia da prova.
186 | Coaching: alta performance de estudos para concursos médicos

Para tanto, vamos usar uma técnica chamada role play. Você vai gravar um filminho
na sua mente, de tudo que irá acontecer, e assim você ficará tranquilo(a) por já co-
nhecer tudo que acontecerá. Sua mente irá atuar no piloto automático simplesmente
executando o que já foi programado durante a semana.

Vamos praticar

O primeiro passo, e mais importante, é adotar uma visão clara do que vai acontecer
no dia da prova do momento em que acordar até dormir.

Se a sua prova for no domingo, sete dias antes você já deve começar a se preparar.
Na segunda, você irá planejar a semana, sempre de trás pra frente.
Dia D - 1 = Dia do relax/concentração = 1 dia para a prova
Se a prova é no domingo, no sábado você não irá fazer absolutamente nada. Não
pense que precisa estudar. No dia anterior é necessário preparar a sua mente e
mudar o cenário mental, reduzir a tensão e relaxar a mente, por isso nada de estudar
desesperadamente; sua mente precisa de um descanso.
Em uma ocasião, perguntei para o meu personal trainer se eu aumentaria o meu
desempenho se praticasse musculação todos os dias, e ele me respondeu que, se eu
o fizesse todos os dias, meu desempenho poderia até cair, pois meus músculos pre-
cisam descansar depois de muito esforço para voltar a se desenvolver. Você precisa
dar tempo de recuperação para corpo e mente; como vem estudando intensamente
há meses, agora precisa de um momento de relaxamento para entrar na prova em
alta performance.
Um dia antes você pode sair para passear, ir ao cinema, fazer alguma coisa que saia
da rotina de estudos e relaxar.
Se for fazer a prova em outra cidade, você pode usar o dia de viagem como dia relax.
Não precisa ficar irritado no aeroporto, ficar bravo com o taxista; assuma que nesse
dia você vai viajar e o que tiver de acontecer vai acontecer. Relaxe a sua mente!
Alta Performance de Provas – APP | 187

Semana da prova = dias de revisão focada. Então, na hipótese de prova no domingo,


seriam segunda, terça, quarta, quinta e sexta. Você irá fazer revisão focada exclusi-
vamente para a prova prioritária, lendo resumos, tabelas mais importantes e provas
dos anos anteriores.
O estudo das provas deve ser feito no modelo “monta provas”: seu objetivo não pode
ser fazer as provas dos anos anteriores para medir o resultado. Você deve estudar
as provas, lendo primeiro a resposta certa e depois a questão. Inverta o modo de
resolução e associe a sentença com a resposta imediatamente.
Veja como ficará seu cronograma semanal de prova prioritária:

Segunda Terça Quarta Quinta Sexta Sábado Domingo


Descanso/
Viagem/ Revisão Revisão Revisão
revisão Descanso Prova
descanso focada focada focada
focada

É importante fazer o planejamento do que irá acontecer no dia da prova e, um dia


antes, como serão os seus horários.
Caso curioso: certa vez uma cliente minha morava numa cidade próxima a São Pau-
lo (1 hora de distância). Montamos o passo a passo de como seriam o sábado e o
domingo dela antes, durante e depois da prova. No planejamento, ela iria viajar no
sábado à tardezinha para São Paulo e acordar no dia da prova já na capital, seguindo
o cronograma dela no domingo de manhã.
Quando estava tudo pronto para ela ir para São Paulo no sábado de manhã, o namo-
rado dela, com boas intenções, se propôs a levá-la no dia da prova cedo, e claro que
ela aceitou! Mas foi aí que começou o problema...
No domingo de manhã, o aplicativo que eles usaram os levou para um endereço erra-
do, que ficava a mais de uma hora do local da prova. Você já deve imaginar o final da
história: quando ela chegou, os portões já estavam fechados, e mesmo implorando
para entrar não conseguiu fazer a prova.
Imagine estudar o ano inteiro, gastar com inscrições e viagens e não conseguir
fazer a prova por uma impulsividade de alterar o planejamento sem o mínimo de
análise dos riscos.
Se você planejou, em sua mente já está tudo certo: cumpra o seu plano e sinta-se
com muito mais segurança.
O planejamento deve ser feito passo a passo do que irá acontecer na semana da
prova, um dia antes da prova e no dia da prova.
Se for viajar e o voo for às 10 da manhã, provavelmente chegará ao aeroporto às 9
e sairá de casa às 8, tendo se levantado às 7 para fazer a sua preparação matinal,
neste nível de detalhe.
188 | Coaching: alta performance de estudos para concursos médicos

Ao chegar à cidade, vai pegar um táxi? Tem o endereço do hotel anotado? Onde irá
almoçar ou jantar? Será necessário planejar passo a passo.
Para o dia da prova, você já tem de saber a distância do hotel até o local da prova e
se programar para chegar com antecedência mínima de 1 hora do fechamento dos
portões, para conseguir estacionar tranquilo, comer algo, caminhar tranquilamente
e chegar à sala de prova com tempo de sobra.
Leia novamente o edital e pense em tudo que irá utilizar.
No dia seguinte da prova, você deve esquecer que a fez e começar a fazer a revisão
focada das próximas provas prioritárias. Não perca tempo com correções!
Não é uma boa corrigir a prova que acabou de fazer, para não correr o risco de se
sentir desestimulado caso não atinja a pontuação esperada. Caso corrija e não tenha
ido bem, você perderá um dia de estudos pensando na prova que já passou. Reco-
mendo voltar a estudar e fazer sua revisão imediatamente.

Vamos praticar

Utilize o seu cronograma de estudos para fazer o planejamento dos dias que terá
disponíveis para fazer as revisões e já comece a praticar o planejamento de sete dias
para provas.
 Bloqueie os dias de prova;
 Bloqueie os dias de translado até as provas (caso tenha);
 Marque os dias em que irá se dedicar para fazer a revisão de cada prova. Utilize o
seu road map de provas como apoio.
Alta Performance de Provas – APP | 189

APP 07
Semana de performance 23

COMO LIDAR COM A FRUSTRA-


ÇÃO DOS RESULTADOS DAS
PROVAS

Um campeonato não termina num jogo: lembre-se de que o atleta não perde o cam-
peonato se perder um jogo, então a cada prova você precisa ter consciência de que
estará muito mais bem preparado do que antes.
Encare seu road map de provas como um campeonato e siga com persistência até
terminar todas as provas dele.
Quem por sorte ou estratégia percebeu pelo road map que as provas mais importan-
tes e prioritárias ficaram lá para o final, pode ser dar muito bem, caso aproveite as
experiências das provas anteriores para estudar ainda mais.
190 | Coaching: alta performance de estudos para concursos médicos

O mais importante a cada prova, mesmo que você tenha ficado um pouco frustrado,
é ter consciência de que a cada prova terá a oportunidade e mais experiência para
lapidar seu autocontrole e aprender ainda mais com as revisões.
Você deve perceber que, ao longo do ano, vai chegando uma hora em que você fica
cansado(a) e a performance pode cair. Nas provas é a mesma coisa: se você deixar o
cansaço dominá-lo(a), vai derrubar sua performance e seu autocontrole.
  Primeira dica infalível: preparação matinal – você deve estar pensando: “Nossa,
de novo essa dica”. ! A preparação matinal começa desde manhã, treinando
sua mente, seu corpo, seus pensamentos e suas emoções. Os combustíveis da
vitória dão suporte para esse momento. Colocando em prática, você terá um dia
mais tranquilo e irá para a prova mais confiante. Então, faça a preparação matinal
todos os dias da semana, inclusive nos dias antes, durante e após a prova.
  Segunda dica infalível: não corrija o gabarito da prova que você já fez,
principalmente no domingo à noite. Depois que terminar a prova, o seu foco será
em se preparar para as próximas. Não vale a pena gastar energia com o passado;
já foi, e essa prova não voltará este ano. Você precisa focar nas próximas.
  Terceira dica infalível: ao chegar das provas, fixe em sua mente: “Já terminei a
prova, vou tomar uma ducha, comer, descansar, e amanhã já começo a prepara-
ção para a próxima”.
  Quarta dica infalível: autoconhecimento pós-prova – comece a prestar atenção
em como se sentiu em relação à prova. Você deve construir na sua mente a cons-
ciência de como estava emocionalmente no momento da prova, se conseguiu
terminá-la dentro do tempo, se conseguiu ficar tranquilo ou tenso ou se estava
seguro e confiante, se teve fome, se fez pausas estratégicas, se usou as técnicas
de resolução de questões como a do 1 segundo e a de interpretação de enuncia-
dos. É mais importante refletir sobre o seu comportamento na prova do que fazer
a análise do gabarito, pois este não vai mudar nada em você. Se refletir quais
técnicas usou, como se sentiu, bem como seus pontos fortes, você terá recursos
para conseguir melhorar seu resultado para as próximas provas.
  Quinta dica infalível: se sente que não foi muito bem em alguma prova, faça a sua
preparação matinal no dia seguinte, pois ela irá elevar o seu nível de energia, sua
serotonina, dopamina, que irão eliminar o seu sentimento de derrota e fracasso.
A maioria dos nossos alunos faz, em média, oito provas. Se já fez duas provas e sente
que não foi tão bem, pare e pense: você fez 25% das provas planejadas, faltam 75%,
por isso não deixe sua mente ser tomada pelas emoções. Você tem várias técnicas
para usar a respiração 4x7 para acalmá-lo(a) e diminuir a ansiedade, além dos com-
bustíveis da vitória.
Alta Performance de Provas – APP | 191

Depois de refletir sobre as provas que já fez, trace um plano de ação de como deve
se comportar nas próximas e quais técnicas precisa revisar e praticar.

Vamos pensar:
Quais meus comportamentos antes, durante e depois das últimas provas preciso
eliminar ou superar?

.........................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................
Quais novos comportamentos e técnicas preciso ler para praticar antes, durante
e depois das provas?

.........................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................
192 | Coaching: alta performance de estudos para concursos médicos

APP 08
Semana de performance 24

VAMOS ELEVAR A ENERGIA


AGORA

Eu sei que, para você, as últimas semanas e os últimos meses devem ter sido muito
desafiantes, e você deve ter passado por situações de altos e baixos, e não pense
que foi só com você; a maioria das pessoas que estão estudando também teve altos
e baixos, momentos em que quis desistir, em que não conseguiu estudar nada a se-
mana inteira, que foram muito desafiantes, ou geraram muita ansiedade e sensação
de culpa, até chegar à conclusão de que não valia a pena continuar estudando, com
a sensação de que havia chegado ao final.
É nesse momento que o tempo separa os ganhadores dos perdedores; como dizem
por aí, que “separa os meninos dos homens”.
Alta Performance de Provas – APP | 193

Os ganhadores sempre confiam em sua decisão e determinação, acreditando sempre


que podem ser melhores e conseguem se reerguer, seguindo em frente e cumprindo
seu amado ou odiado cronograma de estudos e revisão.
Eu sei que você já deve ter começado a fazer provas, e a pressão está aumentando.
Sua ansiedade tende a aumentar e você, se esquecer de muitas práticas dessa me-
todologia. Se necessário, retorne neste livro para rever as técnicas que esqueceu ou,
ainda, abra-o ao acaso e leia uma página aleatória: provavelmente deparará com
algo útil para o momento.
Você deve ter percebido que, nos grupos de WhatsApp, muitos colegas, amigos e
concorrentes estão aumentando a pressão e questionando se vai dar para passar
este ano ou não. Esse é um momento de muita turbulência, um momento com muita
informação a processar, e a única coisa que você precisa conseguir é aumentar a sua
capacidade de autocontrole.
Você já passou o ano todo estudando, fez bateria de provas, seu plano de revisão e
revisão dos conteúdos, fez o curso preparatório, já tem muito conteúdo dentro de si;
o que falta é aumentar sua segurança, sua capacidade de inteligência emocional, o
que fará toda a diferença daqui em diante.
Seu desafio é como o de um corredor de maratona, um tenista em um grande campe-
onato frente a frente com o número 1 do mundo, por isso precisa se manter calmo(a)
e tranquilo(a).
O que eu posso garantir é que, se você viver no presente, e se dedicar a cada dia, e
estudar hoje um pouco mais tranquilo(a) e melhor do que tem feito, vai se sair muito
bem nas próximas semanas.
Não dá para esperar o tempo passar e deixar a sua mente consumi-lo(a). Não importa
o que você já passou, as dificuldades que encontrou para fazer as provas este ano;
o que importa é que você irá se preparar mais hoje e irá bem melhor nas próximas
semanas. Esse é seu foco!
Se estiver animado(a), pegue seu programa de revisão e estude, revise, revise incan-
savelmente.
Se estiver cansado(a), recomendo descansar alguns dias, quantos forem necessários,
restabelecendo o corpo no ápice da energia; se estiver com muita confusão mental,
procure escutar uma música divertida ou relaxante.
Não adianta reclamar, pois o tempo que passou não voltará, e você deve se preparar
emocionalmente, psicologicamente, fisicamente e agradecer tudo o que tem conse-
guido fazer até agora com a dedicação que tem tido. O autoagradecimento é a chave
da tranquilidade.
194 | Coaching: alta performance de estudos para concursos médicos

Agradeça a si mesmo(a) mental e diariamente por tudo o que fez, independente se


sua mente acha que fez certo ou errado. Agradeça-se dizendo:
“Eu me agradeço esse ano de estudos, todo o esforço que tive, as decisões tomadas,
independente de quais tenham sido, eu agradeço a vida, minha família, meus profes-
sores e minha capacidade de me superar a cada dia.”
Só o agradecimento vai ajudá-lo(a) a ser uma pessoa melhor, a se livrar da culpa e
tirar aquela sensação de peso. Então se agradeça, reconheça tudo o que fez até hoje.
Esta é uma das grandes falhas do ser humano: não agradecer e reconhecer todo o
tempo que já avançou.
Você, com certeza, já é um(a) grande vencedor(a), porque chegou até aqui. Uma ver-
dade é única: o tempo já passou, e você está perdendo tempo de fazer o seu melhor
no presente.
O futuro é que você faz agora no presente; foque na revisão da próxima prova, es-
queça as que já fez.
Siga o cronograma de revisão e mire na próxima prova, e quando chegar à próxima
simplesmente mire na seguinte e mantenha-se focado(a) até o fim do campeonato.
Você vai se sair muito melhor, porque um grande atleta sempre está olhando para
frente. Você, neste momento, é um atleta do cérebro, por isso não olhe para trás,
não olhe para o lado, não olhe para os concorrentes, porque o único concorrente
é você mesmo(a). Não olhe para as pessoas questionando se dará certo ou não, se
vai ser difícil ou se vai ser fácil, isso não importa; olhe sempre para onde você quer
chegar, e acredite que, se der o seu máximo hoje, irá chegar ao seu objetivo muito
mais confiante.
Coloque em prática tudo o que aprendeu nesta metodologia:
 Preparação matinal;
 Respiração 4x7;
 Planejamento de prova;
 Técnica do 1 segundo;
 Técnica de análise de questão.
A única coisa que você precisa fazer é acreditar que o presente irá constituir o seu
futuro. Só vale a pena fazer hoje o que precisa ser feito.
Sempre que se sentir desmotivado(a), cansado(a), irritado(a) ou nervoso(a) com os
estudos e as provas, leia as frases a seguir em voz alta para ajudá-lo(a) em seu con-
trole emocional:
Alta Performance de Provas – APP | 195

“Eu tenho consciência de que a minha mente mente!”


“Tudo está bem no meu mundo interno! Independente do que acontece fora de
mim, dentro de mim tudo está bem!”
“Eu <seu nome> tenho convicção, iniciativa e determinação para superar meus
desafios internos e externos diariamente.”
“Eu <seu nome> sou capaz e concentrarei todo o meu tempo e a minha energia
no meu propósito principal, que é ser um(a) médico(a) residente.”

Repita essas frases insistentemente, em voz alta, até seu corpo decidir sair da zona
de conforto e você se sentir arrepiado(a) de entusiasmo e vontade de agir.
196 | Coaching: alta performance de estudos para concursos médicos

APP 09
Semana de performance 25

COMO POTENCIALIZAR OS
RESULTADOS NA RETA FINAL

A esta altura, certamente você já se adaptou às revisões focadas para provas prio-
ritárias, mas talvez ainda precise aumentar a sua capacidade de gerar resultados
nas provas. Para isso, chegou a hora de realmente provar sua performance. Vamos
incluir, no plano de revisão, um novo método de fixação, com base na “repetição para
a reta final”.
Com o tempo, sua curva de aproveitamento foi aumentando consideravelmente, mas
chega um momento em que você já tem o conteúdo, já absorveu aquele conhecimen-
to, mas pelo volume de informações uma parte do que você sabe fica escondido em
algum lugar muito distante da memória. Um conteúdo para ser lembrado necessita
de prática, e esta última o(a) obriga a repetir o conteúdo; assim, a fixação nasce a
Alta Performance de Provas – APP | 197

partir da repetição. Por isso, em nossa metodologia de APE, sempre recomendamos


reservar um tempo semanal para revisões de conteúdos já estudados, estimulando
a repetição e, consequentemente, a fixação e o aprendizado.
Por outro lado, se tentar revisar e repetir todo o conteúdo do curso preparatório e do
que estudou ao longo do ano, você precisaria de mais um ano. No método de repeti-
ção para a reta final, aproveitamos a estatística que já fizemos na bateria de provas
para focar no seu método de reta final, o que não significa que vai pegar todos os
livros e recomeçar a estudar, do zero. Você irá usar a técnica de repetição para a reta
final. A seguir, o passo a passo:

Técnica de repetição para a reta final


Consiste em aumentar a repetição da resolução de provas e da revisão dos conte-
údos, dos quais já identificou qual precisa de revisão para elevar a sua pontuação.
Essa técnica, além de permitir aprender mais sobre o estilo das próximas provas, vai
servir de “refresco” para a sua memória. Além disso, você registrará de forma visual e
dinâmica as questões e respostas corretas de provas de anos anteriores. Já tive alu-
nos que, com essa técnica, acertaram de quatro a cinco questões em uma só prova,
que praticamente se repetiram de anos anteriores.

Vamos praticar

Nas semanas das provas de reta final, organize seu tempo dividindo-o para seguir
seu plano de revisão focada e em outro momento para fazer a repetição para a reta
final. Se estiver com o tempo escasso, pode escolher se continuará com um ou com
outro método. Meus alunos geralmente preferem fazer este último.
Selecione pelo menos os últimos cinco anos de provas da instituição que você irá
prestar na próxima semana. Se for prestar duas ou três na mesma semana, então
selecione cinco anos de cada prova.
Aplique os seguintes passos:
 Passo 1: pegue uma prova e faça o “monta prova” completo das 100 questões.
Lembre que você não irá resolver a prova buscando acertar; você lerá primeiro
a resposta correta no gabarito, depois o enunciado e completar a leitura já da
resposta correta. Em seguida, lerá o comentário quantas vezes for necessário, até
compreender a resposta correta;
198 | Coaching: alta performance de estudos para concursos médicos

 Passo 2: faça uma revisão de todo o conteúdo de anotações rápidas que você tem.
Você pode usar seus flash cards selecionando 20 a 30 deles por vez, ler seus ma-
pas mentais, tabelas e os tópicos mais importantes apontados durante as aulas
do curso preparatório. Pode ser que passe horas ou o dia todo fazendo essa ativi-
dade; é assim mesmo que deve ser, e o importante é ativar a repetição;
 Passo 3: depois, faça o mesmo “monta prova” do início de forma bem rápida, mas
agora você não lerá o comentário; leia somente o enunciado e a resposta e vá para
a próxima questão;
 Passo 4: comece novamente esse método com um outro ano de prova e repita os
passos 1, 2 e 3, até ter repetido quatro ou cinco vezes essa técnica.

Com esse processo, você vai relembrar e reforçar os conteúdos já estudados; esse é
o princípio da repetição: quanto mais vezes você repetir esse passo a passo, mais vai
fixar o conteúdo e relembrar os pontos mais importantes.
E essa é a forma mais eficiente de trazer os conteúdos que ficaram guardados na sua
memória de longo prazo.
Se ainda estiver fazendo o seu plano de revisão ao longo da semana, recomendo que
planeje um, dois ou três dias para fazer esse método de repetição.
Agora, se está sem tempo mesmo, como estamos na reta final, vale até utilizar uma
parte do seu tempo de descanso para praticar essa técnica.
Fique atento para não perder tempo; você não pode mais fazer resumos nem ler
livros inteiros, agora o foco está na revisão e na repetição. Acredite: estudar muito
de um tema aumenta muito seu risco de não conseguir revisar bem tudo que precisa.
Se revisar muitas vezes os principais pontos e anotações, seu risco será diluído pela
possibilidade de aumentar sua pontuação em todas as áreas.
Repita essa técnica a cada semana, assim irá se preparar muito bem para as últimas
provas.
Alta Performance de Provas – APP | 199

APP 10
Semana de performance 26

VIDA OU MORTE

Será que você está preparado(a) para suportar os desafios do campeonato ou deixa-
rá todo o esforço que fez ao longo do ano ir por água abaixo?
Será que está preparado(a) para persistir ou desistir?
Reflita comigo:
Imagine uma situação em que você está atendendo em um plantão, em um dia nor-
mal, e de repente chega um paciente quase morrendo. Imediatamente você começa
a fazer vários procedimentos que acredita que irão salvá-lo; o paciente ainda está
vivo, mas entre a vida e a morte. Imagine, também, que chegou o fim de seu plantão
de hoje, e você está bastante cansado. Abandonaria o paciente à beira da morte?
200 | Coaching: alta performance de estudos para concursos médicos

Será que um médico consegue deixar um paciente nessas condições, sabendo que
ele ainda está vivo e não partiu? Eu tenho certeza que não, por isso também quero
acreditar que você não deixará seu paciente, o seu sonho, à beira da morte e fará
o que estiver ao seu alcance para mantê-lo vivo. Já conheci muitos casos de ami-
gos que precisaram sacrificar a própria vida para salvar alguém que estava à beira
da morte. Essa mesma consciência e compromisso é que você precisa ter consigo
mesmo(a)!
Você não pode deixar de fazer nenhum procedimento que esteja ao seu alcance para
melhorar sua performance e persistir até o fim das provas, nem abandonar o próxi-
mo passo de sua carreira médica agora. Não permita que ela fique entre a vida e a
morte.
Se até a sua penúltima prova ainda não conseguiu o resultado necessário, lembre-se:
seu paciente ainda está vivo e precisa de você – o sonho ainda não morreu.
Um médico nunca abandona um paciente, então não se abandone; siga todas as téc-
nicas e ferramentas que tem em mão, peça ajuda, se necessário, até ter certeza de
que aquele ano já morreu ou que já fez tudo o que precisa ser feito e não tem mais
jeito.
Pode ser que, no seu último procedimento, o paciente se recupere; o mesmo pode
acontecer com você! Ainda há esperança, e na última prova você pode conseguir
resultados surpreendentes se continuar lutando.
Pode ser que vá bem na primeira, mas não vá bem na segunda. E muitas coisas po-
dem acontecer, mas você não pode desistir, tem de ir até o fim, lembrar-se de todos
os anos em que se dedicou e colocar seu foco em manter o paciente vivo.

Se você deixar sua mente controlá-lo(a), certamente o(a) vencerá pelo cansaço e o(a)
fará desistir. É a mesma coisa de abandonar o paciente à beira da morte; se desistir
agora, saberá que não fez tudo o que poderia ter feito, e o seu road map de provas é
a sua linha da vida. Conheço médicos que se superaram nas últimas provas porque
persistiram e seguiram em frente sem olhar para trás.
Eu tenho certeza de que, se continuar, poderá manter seu planejamento de carreira
que fizemos no início desta metodologia, no módulo POC. Com seu road map, relem-
bre como será a sua vida após terminar os estudos. O que são horas e dias de dedi-
cação intensos agora, em comparação com o tempo que você terá para desfrutar das
conquistas daqui a alguns anos?
Resgate em sua memória quem deseja se tornar daqui a cinco ou dez anos. Dedique
todo o tempo livre que tem hoje para melhorar sua performance para as provas.
Faça um compromisso consigo mesmo(a)!
Alta Performance de Provas – APP | 201

APP 11
Semana de performance 27

PREPARAÇÃO PARA AS PROVAS


PRÁTICAS

Ao se preparar para provas práticas, a primeira coisa que precisa fazer é organizar
o seu tempo e o seu pensamento para inserir alguns dias de treino focados para
provas práticas.
Claro que o melhor dos mundos é ter passado pelo treinamento de provas práticas,
mas se o tempo passou e você não participou é bom que saiba um pouco do que irá
acontecer na maioria das provas práticas de que participar.
Para começar, em muitos casos você ficará no local de prova pelo menos três ou qua-
tro horas. Mesmo que sua avaliação dure 20 ou 40 minutos, você precisa se preparar
para passar por três fases no dia da prova:
 Espera: este momento parecerá infinito, pois você poderá estar ao lado de seus
principais concorrentes, podendo rolar um clima de tensão no ar, o que pode
desconcentrá-lo(a). O ideal será se proteger das influências de terceiros. Procure
ficar tranquilo(a) e sem se distrair. Ouvir música pode ser muito interessante para
mantê-lo(a) calmo(a);
202 | Coaching: alta performance de estudos para concursos médicos

 Prova prática:pode levar de 20 a 40 minutos. Em alguns casos você entrará


sozinho(a), mas a prova também pode ser aplicada em pequenos grupos;
 Pós-prova: você ainda precisa ficar à disposição dos examinadores até ser
liberado(a) para ir embora.
Além de estudar os procedimentos para as provas práticas, um possível grande vilão
delas é o nervosismo.
Para minimizar esse problema, você deve preparar sua mente repetindo muitas ve-
zes a técnica de role play, que já aplicamos em outra ocasião para a preparação de
provas teóricas.
Você sabia que os pilotos de Fórmula 1, antes de entrarem na pista, fazem um treino
intensivo em simuladores? Sim, isso mesmo, e por um motivo: é muito mais econô-
mico e indolor bater o carro no simulador do que na vida real.
Assim, passam horas e horas em frente a uma tela de videogame em que treinam
centenas de vezes o circuito. Isso porque podem treinar sem ter gastos com combus-
tível, pela ausência de risco, e o mais importante de todos os motivos: a cada treino,
já estão condicionando a mente em tudo o que irá acontecer na pista. Assim, quando
chegar o dia da prova, sua mente já saberá o que e quando realizar cada manobra.
O role play é uma técnica que você irá utilizar para os treinos de provas práticas. A
base de uma prova dessas é que você tem questões reais a serem resolvidas e que
ainda não estão bem detalhadas, e você precisará interagir com o ambiente e o pa-
ciente para decifrar a questão. É diferente da prova objetiva, em que você já tem a
questão com o enunciado pronto. Aqui o enunciado é criado durante a prova, e na
prática.
Quando você entra em contato com a prova objetiva, o enunciado e as questões já
montam todas as informações de que precisa. Na prova prática, não existe a questão
pronta; são várias as informações que serão necessárias para conseguir construir e
decifrar a questão durante a sua atuação.
Um exemplo é quando você está atendendo um paciente no plantão; você cria toda
a situação na mente, construindo a questão durante o atendimento, buscando infor-
mações do paciente, fazendo perguntas abertas, perguntas fechadas, direcionadas
para determinados problemas. Com base na questão formulada, você terá as alter-
nativas a selecionar, as quais podem representar tratamentos mais complexos ou
simples medicações.
Então, pense que na prova prática você estará atuando como no atendimento de um
paciente para depois ter as respostas, por isso a fase de questionamentos é muito
importante. Sem você perguntar tudo o que for necessário, seu caso clínico poderá
ficar superficial e direcioná-lo(a) para uma conduta equivocada.
Alta Performance de Provas – APP | 203

Caso tenha feito o treinamento de provas práticas, você poderá, na sua casa, treinar
um processo de repetição para relembrar alguns casos aplicados no curso e, assim,
repetir mentalmente o caso e sua conduta.
Você também pode recorrer a estudos de caso de provas objetivas e, por meio do
enunciado, imaginar um paciente dentro de uma sala, e você, médico, do lado de fora
da sala, pronto para entrar e iniciar um atendimento.
Antes disso, o enunciado da questão lhe fornecerá algumas informações desse pa-
ciente. Você deverá treinar mentalmente, podendo ser de olhos fechados, o passo a
passo para iniciar o atendimento, ou o protocolo-padrão de atendimento.
Você deve criar uma simulação de um atendimento ambulatorial, emergencial ou do-
miciliar. Crie cenas mentais para cada um desses casos. Um ponto muito importante
das provas práticas é executar os protocolos corretos sem pular etapas.
Na prova prática, provavelmente você terá um enunciado. Você terá uma parte da
questão para ler, e depois, ao entrar na estação, será como se estivesse entrando
na sala de atendimento. Lá haverá um paciente, que pode ser um ator ou boneco, e
independente disso o seu papel como médico será seguir os protocolos.
A preparação mental será o seu grande trunfo. Na prova prática você precisa atuar
como um médico exemplar, solicitando o máximo de informações necessárias para
atender o paciente e resolver o problema dele. Não deve levar em consideração se
no hospital de simulação existem todos os recursos necessários; você precisa seguir
o protocolo de atendimento, assim solicite todo o material, exames e recursos ne-
cessários.
Se souber que, para determinada situação, é necessário solicitar algum exame espe-
cífico, e no enunciado não houver essa informação, você deverá dizer ao examinador
que solicitará um exame complementar para ajudar no diagnóstico e continuar o aten-
dimento. Como médico(a), siga todas as etapas: por exemplo, se o protocolo de atendi-
mento diz que é preciso lavar as mãos e não há pia no local, faça a simulação de que o
está fazendo. Se ele exige o uso de luvas, simule que está vestindo-as e siga em frente.
Se for necessário fazer uma requisição de raio x e não há formulários ou computadores
para a solicitação, simule que está solicitando e avise o examinador disso.
Você precisará ter claro o passo a passo, para não pular etapas. Então, busque uma
questão, leia-a e comece a imaginar o que faria.
Quando chegar ao local da prova prática, naturalmente haverá outros candidatos,
alguns eufóricos, outros com medo e comentando sobre como serão os exames.
Você precisa se manter tranquilo(a) e sem ansiedade, em silêncio. Não se envolva
em grupos, leve fones de ouvido e ouça uma música relaxante, mantendo o foco na
respiração.
204 | Coaching: alta performance de estudos para concursos médicos

Se ficar um pouco ansioso(a) e incomodado(a), utilize a técnica de respiração 4x7 e


não se preocupe com as pessoas que estão entrando e saindo da prova; isso pode
deixar você tenso(a), porque alguns vão sair felizes com a sensação de que foram
bem e outros vão sair tristes – todo esse movimento externo pode afetar a sua ca-
pacidade cognitiva. Blinde-se ao máximo dessas emoções.
Ao entrar no ambiente de prova, utilize a técnica da flecha. Quando um arqueiro vai
lançar uma flecha, ele inspira e mira o seu alvo e, no momento correto, solta o ar e
a flecha ao mesmo tempo. Essa mesma técnica é usada também pelos equilibris-
tas, que inspiram quando estão parados e expiram durante o movimento, ao andar
na corda bamba. Quando inspiram, estão levando muito oxigênio para o cérebro,
ativando sua capacidade cognitiva e a velocidade de raciocínio.
Muitas pessoas, no momento de tensão, se esquecem da respiração e acabam respi-
rando de forma mais ofegante, e essa atitude diminui o oxigênio e, consequentemen-
te, a sua capacidade cognitiva. Quando se vê, já está no límbico e já rolou o branco.
Utilize essa técnica ao entrar na sala de atendimento para começar sua prova e, a
cada momento que trocar de estação, lembre-se de inspirar profundamente e soltar
o ar ao entrar na sala.
Terminando a prova, volte para a sala de espera e mantenha-se em silêncio e calmo(a).
O que passou, passou; o foco agora é aguardar as orientações dos examinadores e se
preparar para a próxima fase, se houver.

Vamos praticar

Busque uma questão, leia-a e comece a imaginar o que faria com a interpretação de
cada enunciado. Faça isso até que se sinta bem preparado.
Uma excelente prática é desenhar um esquema de cada passo, mas não deixe de
usar a técnica do role play e da flecha durante seus treinos.
Alta Performance de Provas – APP | 205

APP 12
Semana de performance 28

COMO SE PREPARAR PARA AS


ENTREVISTAS

Importante
Talvez este seja o capítulo mais direcionado, por tratar das entrevistas para quem vai
se preparar para a Residência Médica. No entanto, temos certeza de que ele é válido
para qualquer concurso médico, ou seja, mesmo para quem não está se dedicando à
Residência este ano, por trazer dicas e sugestões de foco, concentração, comporta-
mento, postura etc.
206 | Coaching: alta performance de estudos para concursos médicos

3 pontos fundamentais
 Preparação matinal: para ter autocontrole, o que garante 50% de uma entrevista;
 Planejamento de horários: no calendário de provas, insira as datas em que serão
realizadas as entrevistas, para chegar com tempo suficiente e sem estresse. Se
duas entrevistas caírem na mesma data, você deverá tomar uma decisão de a
qual irá;
 Currículo completo: coloque os seus dados pessoais, a formação profissional e
acadêmica, a experiência profissional como médico(a) e, principalmente, experi-
ências extras, trabalhos publicados, estágios (hospital e período), cursos de verão,
congressos etc. Não coloque mentiras, pois poderá ser pego(a) de surpresa duran-
te a entrevista.

4 passos para arrasar nas entrevistas


Para não ser surpreendido na hora da entrevista, é preciso treinar. Tudo o que treina-
mos vira hábito e se torna mais fácil de realizar. Os passos para arrasar na entrevista
permitem que você faça a simulação como o role play e treine sua mente para ter
as respostas prontas. Quanto mais rápido responder a cada questionamento, mais
segurança transmitirá e mais confiança o entrevistador sentirá.
 Passo 1: responda ao roteiro de perguntas para entrevista a seguir, com o máximo
de informações;
 Passo 2: leia suas respostas, no mínimo, 20 vezes, como se estivesse contando
uma história;

Atenção: pode ser que o entrevistador quase não faça perguntas e simples-
mente diga: “Me conte sobre você e por que devo aprová-lo(a) nessa entre-
vista?”. Se isso acontecer, você precisa contar sua história do começo ao fim,
por isso precisa fazer esse passo repetidas vezes, até gravar sua história na
memória.

 Passo 3: leia cada pergunta e sua resposta no mínimo cinco vezes, mudando o tom
de voz quando fizer a pergunta (para simular o entrevistador). Você também pode
pedir ajuda para um amigo ou familiar treinar com você;
 Passo 4: prepare sua postura corporal de forma ereta em 90° na cadeira com os
ombros abertos e o olhar fixo no entrevistador. Repita esse passo quantas vezes
forem necessárias na frente do espelho até que esteja se sentindo confiante.
Alta Performance de Provas – APP | 207

Roteiro de perguntas para a entrevista


1. Como foi a sua trajetória acadêmica? Por que escolheu a Medicina (descreva algo
que seja convincente)?

.........................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................
2. Como foi a escolha e quais motivos o(a) levaram a escolher tal especialidade?
.........................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................
3. O que você conhece sobre a instituição? Por que motivo você a escolheu (descreva
algo que seja real e que o avaliador goste de ouvir)?

.........................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................
4. Que competências e características acredita ter que sejam significativos no exer-
cício da Medicina e, em específico, na especialidade escolhida? Cite três de cada,
pelo menos.

.........................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................
5. Quais são os principais desafios que você acredita que possa ter no exercício da
especialidade? 

.........................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................
208 | Coaching: alta performance de estudos para concursos médicos

6. Que outras instituições prestou e por quê? 


.........................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................
7. O que você pensa sobre o papel do médico atualmente na especialidade escolhida?
.........................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................
8. Qual é a visão de futuro profissional que você tem, considerando a instituição, e
em que aspectos ela irá contribuir para o seu crescimento profissional?

.........................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................
9. Quais são os seus pontos fortes e pontos a desenvolver no âmbito profissional e
pessoal?

.........................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................
10. O que a instituição ganha ao selecioná-lo(a) para a vaga? Como você irá agregar
valor à instituição sendo um(a) residente?

.........................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................
Alta Performance de Provas – APP | 209

11. Como irá se sustentar durante a Residência?


(Cuidado com esta pergunta: é comum que alguns entrevistadores prefiram
que você esteja totalmente dedicado à Residência. Assim, na maioria dos ca-
sos, eles preferem saber que você já tem recursos – dinheiro – para superar
esse período e que você sabe que é um investimento que está realizando na
carreira. Você pode pensar em algo como:

“Trabalhei nos últimos anos e já tenho uma reserva em dinheiro para passar
este período.”

“Quando decidi fazer Medicina eu já sabia que faria Residência em seguida,


assim minha família já está preparada para investir em mais esse período
da minha formação.”

Lembre-se de que você precisa passar pela entrevista. Se você precisar fazer
alguns plantões depois para complementar a renda, você se organiza e os
realiza sem prejudicar a Residência. O que importa, no momento, é o entre-
vistador sentir que você está totalmente dedicado(a).)

.........................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................
12. Você já teve algum relacionamento com esse serviço (cursos rápidos, estágios
etc.)? Qual e quando foi?

.........................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................
13. Você conhece alguém que faz ou fez Residência aqui? Quem? O que essa pessoa
faz?

.........................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................
210 | Coaching: alta performance de estudos para concursos médicos

14. Se você passar em outras instituições, o que me garante que irá fazer Residên-
cia aqui?

(Cuidado com esta pergunta: os entrevistadores em geral querem acertar na


seleção, assim vão preferir pessoas que estejam mais decididas e mostrem
maior comprometimento com a instituição, mas é preciso uma resposta con-
vincente. Não adianta responder:
“Pode ficar tranquilo que vou fazer aqui.”
É preciso algo que mostre que você criará vínculos com a instituição. Veja
alguns exemplos, embora você possa criar o seu próprio argumento:
“Tenho amigos que fizeram aqui e que hoje estão muito bem na carreira, en-
tão acredito que uma parte desse sucesso foi fazer uma ótima Residência.”
“Minha família tem apartamento/casa aqui na cidade, então será muito mais
viável para mim fazer aqui.”
“Gostei muito da instituição/hospital e me senti em casa aqui, além disso tive
ótimas referências de amigos.”
“Sei que a estrutura daqui é muito moderna e que isso fará total diferença na
minha formação.”
“Sei que o serviço é referência na área que escolhi e isso me atrai muito, por-
que quero me subespecializar nessa área.”)
.........................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................
15. Alguns entrevistadores são bem práticos e vão querer saber sobre seu passado,
presente e futuro em poucas palavras, então se prepare e resuma sua história
em poucas linhas, descrevendo:

a) Quem é você e de onde veio (nome, cidade onde mora, onde fez Medicina,
quando se formou, o que fez da formação até hoje)?
.........................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................
b) Por que você quer estar aqui?
.........................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................
Alta Performance de Provas – APP | 211

.........................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................
c) Aonde quer chegar (como você deseja que seja sua carreira profissional daqui a
cinco ou dez anos? Que subespecialidade deseja fazer? Quer fazer mestrado, dou-
torado, participar de congressos internacionais? Quer ser referência em algo?)?
.........................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................
Agora, treine, treine e treine muito suas respostas!

O que levar no dia


 2 cópias de seu currículo impressas: uma para você e outra para o entrevistador,
para que durante o processo você possa acompanhar, sem precisar solicitar a có-
pia entregue, causando a impressão de que é pró-ativo(a);
 Caneta: é válido para anotar as informações, caso o entrevistador as solicite ou
você julgue necessário. Mesmo que seja no seu próprio currículo, essa atitude
mostra interesse;
 Jaleco e estetoscópio: é necessário estar de prontidão! Coloque-os dentro da sua
bolsa ou mochila. Se perguntarem se você está pronto para um atendimento, você
pode dizer “sim” e sacar seu jaleco, o que também mostrará pró-atividade.

Como se vestir
Aqui é necessário o bom senso; você não deve ir de médico. O ideal é ir de roupas
mais sociais:
 Homens: calça social, camisa, sapatos sociais e paletó. Opte por tons neutros, evi-
tando cores fortes ou chamativas;
 Mulheres: cuidado com as roupas, afinal você não está indo para a balada. Esteja
elegante e com uma vestimenta mais social, sem decote e saias muito curtas. Co-
loque uma calça mais social, um tailleur, uma roupa que demonstre mais sobrie-
dade, sem exagero nos acessórios.
Utilize cores mais amenas, claras, como branco ou bege. Evite estampas chocantes,
tentando vestir-se de modo adequado para falar com um médico, o entrevistador.
Seja e esteja elegante!
212 | Coaching: alta performance de estudos para concursos médicos

Foco no entrevistador
 A coerência entre o que você diz e o seu currículo: seu conhecimento já foi testado
nas provas anteriores; na entrevista, o que se busca é a coerência das suas res-
postas com o seu currículo. As suas respostas precisam ser verdadeiras e devem
estar nos currículos;
 Seu comportamento e expressão corporal: o entrevistador está interessado no
seu comportamento, em como irá se manifestar durante a entrevista. Pense que
você passará alguns anos trabalhando no hospital, terá um momento de convi-
vência intenso, e o entrevistador precisa verificar se seu comportamento será
adequado. Um médico-problema não irá passar da entrevista – que é aquele que
tem comportamento agressivo, se veste mal, não tem asseio, é reativo ou passivo
demais. Serão analisados e testados os seus valores de vida, o que você gosta,
seus pontos fortes, se fala a verdade, se tem coerência, sua confiança e segurança.

Cuidado com a sua expressão corporal, como irá sentar, seu tom de voz etc. Sua con-
fiança nos gestos irá fazer a diferença, pois é a base da confiança, desde o momento
em que você cumprimenta o entrevistador.
Fique atento(a) à quantidade de coisas que irá levar na entrevista. Algumas pessoas
podem se embaraçar no meio do caminho ao carregar várias bolsas e mochilas e já
entram meio “desengonçadas”. Leve apenas o necessário, de forma que consiga entrar
com passos firmes, consiga cumprimentar o entrevistador e demonstre confiança.
Faça o role play de como será sua entrada na entrevista, do momento de entrar na
sala, abrir a porta, cumprimentar e sentar, para que esse passo a passo esteja fixo e
claro na sua mente.

Como se comportar durante a entrevista


 Disposição e cordialidade: imagine um display no supermercado que mostra a dis-
posição de um produto. Essa disposição é a maneira como você deve se mostrar,
e a primeira coisa a fazer é ter um bom sorriso, caminhar firmemente, sentar com
postura, cumprimentar o entrevistador, agradecer a oportunidade. Esses atos mos-
tram que você está disposto(a) a fazer a entrevista. Cordialidade tem a ver com as
palavras e os gestos que usará: bom-dia, boa-tarde, encostando-se na cadeira, de-
monstrando que você está interessado no entrevistador e sempre olhando para ele;
 Como se sair de perguntas polêmicas: caso o entrevistador pergunte sobre a polí-
tica econômica, sobre o atual presidente etc., seja o mais sutil possível e não entre
em assuntos polêmicos. Diga que não gosta de entrar neles e que você prefere
fazer a sua parte para construir um mundo melhor;
 Sua confiança e convicção: demonstre que você sabe do que está falando e tudo
está no currículo. Para isso, faça o treino de entrevista – você irá arrasar!
ENCERRAMENTO

Desejo, do fundo do meu coração, que você tenha chegado até aqui com
um sentimento de grande evolução em seu ser, por todo o processo de
superação e experiências que passou até atingir a alta performance de es-
tudos.

Sei que você é um(a) grande vencedor(a)! Conseguiu superar os seus me-
dos, suas dificuldades e os desafios ao longo do caminho. E também sei
que agora você conhece muito mais a si mesmo(a) e, se for necessário, en-
frentará novos desafios, sabendo que está muito mais preparado(a) do que
antes.

Se posso lhe dar uma última dica é: nunca desista dos seus sonhos! Se ne-
cessário, ajuste seu planejamento, altere as datas de suas metas, mas per-
sista até conseguir! Tenho certeza de que se orgulhará muito disso daqui a
10, 20, 30 anos, tornando-se um grande exemplo para médicos que estão
passando pelo mesmo desafio que você.

Guarde este livro e utilize-o novamente sempre que precisar melhorar sua
capacidade cognitiva e lhe surgirem desafios nos estudos.

Um abraço, sucesso e até a próxima!

Marcio Sumay