Você está na página 1de 42

➢ PLANEJAMENTO

➢ EMBRIOLOGIA:

➢ 18/02 à 22/02

➢ Atividades avaliativas: entrega até 27/02 → N1

➢ Estudo dirigido 1: gametogênese e clivagens → atividades/trabalhos


(4,0)

➢ Estudo dirigido 2: gastrulação, organogênese e desenvolvimento fetal →


avaliação escrita (6,0)

➢ Retorno: fechamento, whats ou email→ as atividades serão devolvidas


➢ PLANEJAMENTO

➢ EMBRIOLOGIA→ está faltando:

➢ Anatomia e fisiologia dos sistemas reprodutores→ Fisiologia Humana

➢ Ciclo hormonal e contraceptivos→ 19/02 (terça)

➢ Ciclos ovariano e uterino→ 19/02 (terça)

➢ Desenvolvimento embrionário → 20/02 (quarta)

➢ Desenvolvimento fetal → 21/02 (quinta)

➢ Teratologia, Tecnologias de Reprodução e doenças sexualmente transmissíveis → 22/02


(sexta)
➢ PLANEJAMENTO

➢ GENÉTICA: N2

➢ 25/02 à 01/03

➢ Atividade em sala de aula 28/02 →Avaliação e atividades e trabalhos (8,0)

➢ Fechamento da disciplina e entrega da atividade anterior 01/03


EMBRIOLOGIA
CONTROLE HORMONAL DO CICLO REPRODUTOR FEMININO

12-14 dias
CONTROLE HORMONAL DO CICLO REPRODUTOR FEMININO

Menstruação
➢ CICLO OVARIANO/FOLICULAR E CICLO
UTERINO

➢ CICLO OVARIANO/FOLICULAR:

➢ Fase folicular: duração 10-21 dias → 14 dias

➢ Coincide com o início da menstruação, mas


continua após seu término.

➢ Os baixos níveis de progesterona e


estradiol estimulam a secreção de LH+ e
FSH++
➢ CICLO OVARIANO/FOLICULAR E CICLO
UTERINO

➢ CICLO OVARIANO/FOLICULAR:

➢ Fase folicular: duração 10-21 dias → 14 dias

➢ Sob estímulo principalmente do FSH


ocorre o crescimento e amadurecimento
de alguns folículos→ APENAS UM se
desenvolve completamente até o final do
ciclo
➢ CICLO OVARIANO/FOLICULAR E CICLO UTERINO

➢ CICLO OVARIANO/FOLICULAR:

➢ Ao final da menstruação, na segunda metade da


fase folicular, o estrógeno aumenta e inibe GnRH
→ impede o amadurecimento de mais de um folículo
por ciclo.

➢ Entre o 6º-8º dia um dos folículos é dominante e


o crescimento dos demais é interrompido

➢ MÉTODOS CONTRACEPTIVOS hormonais são


baseados baseados em estrógeno e progesterona
p/ inibir GnRH→ IMPEDINDO RECRUTAMENTO
DE FOLÍCULOS e consequentemente a ovulação.
CONTROLE HORMONAL DO CICLO REPRODUTOR FEMININO

12-14 dias

Contraceptivos
➢ CICLO OVARIANO/FOLICULAR E CICLO UTERINO

➢ CICLO OVARIANO/FOLICULAR:

➢ O ÚNICO folículo restante secreta mais estrógeno


e também inibina que ajuda a mantê-lo como único
folículo→ inibe GnRH

➢ Quando os níveis de estrógeno atingem um limiar


específico ele passa à estimular a secreção de GnRH

➢ Então GnRH estimula a secreção de LH++ e FSH+

➢ O pico de LH leva à MATURAÇÃO completa do


folículo
➢ CICLO OVARIANO/FOLICULAR E CICLO UTERINO

➢ CICLO OVARIANO/FOLICULAR:

➢ O folículo maduro secreta COLAGENASE, gerando


uma reação inflamatória nas células foliculares que
atrai leucócitos que secretam PROSTAGLANDINAS

➢ As prostaglandinas causam a contração das células


musculares dos ovários e levam ao ROMPIMENTO
do folículos que determina a OVULAÇÃO
➢ CICLO OVARIANO/FOLICULAR:

➢ Fase folicular: duração 10-21 dias → 14 dias


CONTROLE HORMONAL DO CICLO REPRODUTOR FEMININO

12-14 dias
CICLO REPRODUTOR FEMININO

➢ CICLO OVARIANO/FOLICULAR:

➢ Ovulação: ocorre por volta do 14º dia

➢ Os oócitos são liberados junto com a zona pelúcida e o líquido antral

Menstruação
CICLO REPRODUTOR FEMININO

➢ CICLO OVARIANO/FOLICULAR:

➢ Ovulação: ocorre por volta do 14º dia

➢ As células foliculares sem o oócito tornam-se secretoras, e então são denominadas


CORPO LÚTEO, o que marca o início da próxima fase, FASE LÚTEA.
CICLO REPRODUTOR FEMININO

➢ CICLO OVARIANO/FOLICULAR:

➢ Ovulação: ocorre por volta do 14º dia


FSH LH
CICLO REPRODUTOR FEMININO

➢ CICLO OVARIANO/FOLICULAR:

➢ Fase Lútea/Pós Ovulatória: duração de 12 dias se NÃO houver fecundação (não sofre
variação)

➢ Inicia ~15º dia

➢ O principal hormônio é a PROGESTERONA secretada pelo CORPO LÚTEO

➢ O corpo lúteo mantêm característica secretória por 12 dias

➢ Sua secreção mantêm o espessamento do endométrio


CICLO REPRODUTOR FEMININO

➢ CICLO OVARIANO/FOLICULAR:

➢ Fase Lútea/Pós Ovulatória: duração de 12 dias se NÃO houver fecundação (não sofre
variação)

➢ Com a atrofia do corpo lúteo se estabelece novamente uma reação inflamatória mediada

por PROSTAGLANDINAS que levam à vasoconstrição (priva o endométrio de O2)

culminam na isquemia do endométrio, levando a MENSTRUAÇÃO→ ciclo se reinicia.


CICLO REPRODUTOR FEMININO
➢ CICLO UTERINO/MENSTRUAL:

➢ Menstruação:

➢ Coincide com o início da fase folicular ovariana

Menstruação
CICLO REPRODUTOR FEMININO
➢ CICLO UTERINO/MENSTRUAL:

➢ Fase Proliferativa: do 6º ao 14º dia do ciclo

➢ Inicia c/ o término da menstruação e termina no


dia da ovulação

➢ Recomposição do epitélio uterino

➢ Sob estímulo do estrogênio folicular as CÉLULAS


ENDOMETRIAIS UTERINAS começam a se
proliferar e refazem a camada endometrial para
preparar p/ uma possível gestação
➢ CICLO UTERINO/MENSTRUAL:

➢ Fase Proliferativa: do 6º ao 14º dia do ciclo (termina


no dia da ovulação)

➢ RELEMBRANDO A FASE FOLICULAR...

➢ O acúmulo do estrogênio secretado pelos folículos


maduros estimula a secreção de LH gerando um
pico de LH que desencadeia a OVULAÇÃO→
folículo maduro libera o oócito secundário (ao 14º
dia)

➢ O corpo lúteo secreta progesterona e estradiol


que induz a FASE SECRETÓRIA UTERINA
CICLO REPRODUTOR FEMININO
➢ CICLO UTERINO/MENSTRUAL:

➢ Fase Secretória: após a ovulação (~15º dia) até o início


da menstruação (termina junto com a fase lútea ou
início da folicular) → Duração aproximada de 13 dias

➢ Altos níveis de estrogênio e progesterona


ESPESSAM endométrio

➢ As células endometriais depositam lipídios e


glicogênio p/ fornecer energia p/ uma possível
gestação

➢ A região também se torna MUITO VASCULARIZADA


➢ Controle Hormonal: estrogênio + progesterona→
inibem GnRH

➢ Estrogênio:

➢ Crescimento e desenvolvimento do útero e


mamas

➢ Acúmulo de líquido e maior vascularização


uterina
CONTROLE HORMONAL DO CICLO REPRODUTOR FEMININO

12-14 dias
CICLO REPRODUTOR FEMININO
➢ Controle Hormonal: estrogênio + progesterona→
inibem GnRH

➢ Progesterona:

➢ Vasodilatação

➢ Inibe contração uterina (e também intestinal)


mantendo o embrião fixado ao endométrio

➢ Aumento da ventilação pulmonar

➢ Atua secundariamente no desenvolvimento das


glândulas mamárias
CICLO REPRODUTOR FEMININO
➢ Controle Hormonal:

➢ Ao final da fase secretória uterina:

➢ ~28º: se NÃO houver fecundação o corpo lúteo


DEGENERA e os níveis de progesterona e
estrogênio são muito baixos

➢ BAIXOS níveis de níveis de progesterona e


estrogênio estimulam a secreção de ↑ LH+ e ↑
FSH++ → recruta novos folículos e reinicia uma
nova fase folicular ovariana (coincide com início
da menstruação do ciclo uterino)
CICLO REPRODUTOR FEMININO
➢ Controle Hormonal:

➢ Relembrando a fase folicular:

➢ Com a atrofia do corpo lúteo se estabelece


novamente uma reação inflamatória mediada por
PROSTAGLANDINAS que levam à vasoconstrição
(priva o endométrio de O2) culminam na isquemia

do endométrio, levando a MENSTRUAÇÃO→ ciclo


se reinicia.
CICLO REPRODUTOR FEMININO
➢ Controle Hormonal:

➔Obs: predominância de estrógeno na primeira


metade do ciclo e de progesterona na segunda
metade.

➔INTERVALO!
CICLO REPRODUTOR FEMININO
➢ Estabelecimento da Gestação → Controle Hormonal:

➢ Quando ocorre fecundação e em seguida a implantação do blastocisto no endométrio


uterino, as células endometriais se diferenciam e secretam hCG

➢ O corpo lúteo passa a ser estimulado pelo hCG secretado e se desenvolve em um


corpo gravídico, que também tem atividade secretora. O corpo gravídico se mantêm até
o 1º trimestre gestacional.
CICLO REPRODUTOR FEMININO
➢ Estabelecimento da Gestação → Controle Hormonal:

➢ A partir do 3º mês gestacional a placenta assume a atividade secretória. Além do hCG, a


placenta secreta o hormônio lactogênio (hPL), que tem características semelhantes à
prolactina e ao hormônio do crescimento.

➢ O lactogênio libera os ácidos graxos do tecido adiposo da mãe, e também atua em


outros mecanismos que auxiliam na disponibilização de glicose ao feto.
CICLO REPRODUTOR FEMININO
➢ Estabelecimento da Gestação → Controle Hormonal:

➢ O cordão umbilical é envolvido pelo âmnio (também recobre a face fetal da placenta)

➢ Os vasos sanguíneos se ramificam por vilosidades coriônicas, onde ocorrem trocas


materno fetais

➢ O feto recebe oxigênio e nutrientes pela via umbilical

➢ Os resíduos deixam o feto por artérias umbilicais


CICLO REPRODUTOR FEMININO
➢ Estabelecimento da Gestação → Controle Hormonal:

➢ Aumento no débito cardíaco materno (volume de sangue ejetado pelo coração0

➢ A ocitocina (secretada pela neuro hipófise) induz o parto por meio de contrações.

➢ As contrações estimulam a liberação de prostaglandinas (secretada pelo epitélio


uterino) que também estimulam contrações e estabelece uma retroalimentação
positiva→ mais contrações induzidas pela prostaglandina

➢ Após o parto o estrógeno e progesterona caem e a adeno hipófise secreta prolactina→


produção de leite
DESENVOLVIMENTO EMBRIONÁRIO - FECUNDAÇÃO:
FECUNDAÇÃO: a fecundação demora em torno de 24h.

➢ O acrossoma do sptz libera hialuronidases (esterases,


acrosina e neuraminidases) que auxiliam no rompimento
da corona radiata (conjunto de células provenientes das
células foliculares) e então o sptz atravessa a corona
radiata, processo denominado de reação acrossomal.
DESENVOLVIMENTO EMBRIONÁRIO - FECUNDAÇÃO:
FECUNDAÇÃO: a fecundação demora em torno de 24h.

➢ Mais enzimas são liberadas, a zona pelúcida (matriz


extracelular do ovo composta de glicoproteínas) é
degradada e o sptz a atravessa desencadeando o fim
da meiose II (c/ formação do ovócito maduro e do
pronúcleo feminino seguida pela liberação do 2º corpo
polar) e uma reação zonal/cortical (mudanças físicas na
zona pelúcida que a torna impermeável a outro sptz →
impede a poliespermia).

➢ As membranas plasmáticas do oócito e do sptz se


fundem: nessa etapa a cabeça e cauda do sptz estão
dentro do citoplasma na área de fusão
DESENVOLVIMENTO EMBRIONÁRIO - FECUNDAÇÃO:
FECUNDAÇÃO: a fecundação demora em torno de 24h.

➢ Dentro do citoplasma do oócito o núcleo do sptz


aumenta e forma o pronúcleo masculino,
concomitantemente a cauda degenera.

➢ A membrana dos 2 pronúcleos (o masculino e o feminino)


se rompem e seus cromossomos se agregam formando o
zigoto 2n → a fecundação resulta em um zigoto
unicelular diploide. Com o ovo formado a clivagem se
inicia.
DESENVOLVIMENTO EMBRIONÁRIO – VISÃO GERAL:
EMBRIOGÊNESE

Clivagem: semana 1 e 2

Embriogênes
Gastrulação: semana 3
e
Período
Embrionário Organogênese: semana 4 à 8 (termina ao final do segundo
mês)

Período Fetal: 9º semana até o


nascimento
DESENVOLVIMENTO EMBRIONÁRIO - CLIVAGEM:
➢ CLIVAGEM → 1º Semana:

➢ Ocorre enquanto o zigoto passa pela tuba uterina, se


inicia cerca de 30h após a fecundação. São divisões
rápidas sem aumento de massa celular. Gera várias
células menores → os blastômeros. Todas as
divisões ocorrem no zigoto dentro da zona pelúcida.
As divisões se iniciam após a formação da estria de
clivagem.

➢ A mórula (estágio de 12-32 blastômeros) alcança a


tuba uterina aproximadamente 4 dias após a
fecundação → é ela que chaga ao útero.

➢ O fluido da cavidade uterina atravessa a zona


DESENVOLVIMENTO EMBRIONÁRIO - CLIVAGEM:
➢ CLIVAGEM→ 1º Semana:

➢ Conforme o fluido adentra a cavidade a massa de


blastômeros se divide em duas partes e esse arranjo é
denominado blastocisto (nessa fase perde a zona
pelúcida p/ poder aderir ao endométrio→ é o
blastocisto que inicia a implantação), composto por:

➢ Trofoblasto: camada mais externa que originará a


parte embrionária da placenta

➢ Embrioblasto: camada mais central que originará


o embrião
DESENVOLVIMENTO EMBRIONÁRIO - CLIVAGEM:
➢ CLIVAGEM → 1º Semana:

➢ Aproximadamente 6 DIAS APÓS A FECUNDAÇÃO o


blastocisto inicia a implantação no endométrio uterino do lado
do EMBRIOBLASTO.

➢ Para auxiliar na implantação o trofoblasto começa a se


diferenciar em outras duas camadas:

➢ Citotrofoblasto: camada mais interna de células


oriundas do trofoblasto que originará a placenta

➢ Sinciciotrofoblasto: camada mais externa de células.


Conjunto de células mais invasivas que se aderem a
partir do polo embrionário e liberam enzimas p/ auxiliar a
DESENVOLVIMENTO EMBRIONÁRIO - CLIVAGEM:
➢ CLIVAGEM → Final da 1º Semana e Início da 2º Semana :