Você está na página 1de 47

Mapas Mentais

Mapa&Questões
por Terezinha Rêgo 39 Mapas

Amostra
APRESENTAÇÃO

Os mapas mentais nesste ebooks são uma selecão de alguns dos assuntos que Caso esse material lhe inspirar a fazer seus próprios mapas, no site também
compões o pacote de mapas mentais para Concurso do MPU-2018. O pacote temos uma categoria Como fazer com algumas dicas.
completo é composto mais de 500 mapas mentais. Para saber mais, acesse no
site www.mapasaequestoes.com.br Críticas e sugestões para melhorar o material são sempre muito bem vindas.
Para entrar em contato conosco, use um dos canais abaixo:
O material apresentado tem como objetivo facilitar a memorização dos assun-
tos para concursos usando a técnica de estudos com mapas mentais, ideal para Email: contato@mapasequestoes.com.br
aqueles que se identificam com uma memória visual. Telefone: (82) 9.9688-3211
Facebook: www.facebook.com/mapasequestoes
Os mapas mentais usam cores e imagens como chaves de memorização além Twitter/Instagram: @mapasequestoes
da palavra em si. Além das imagens, os mapas mentais também usam mne-
mônicos para facilitar a memorização.
Abraços,
No blog (www.blog.mapasequestoes.com.br) temos algumas dicas de como Terezinha Rêgo
aproveitar melhor esse material. Mapas&Questões

Todos os Direitos Reservado - Copyright


Proibida a cópia e-ou a reprodução deste ebook, sem a prévia autorização do autor, por quaisquer meios ou processos existentes ou que venham a ser inventados, especialmente por programas
de computador, sistema gráfico, micro filmagens, fotográficos, videográficos; bem como a inclusão de qualquer parte desta obra em qualquer sistema de processamento de dados. Estas proibições
aplicam-se também às características da obra e à sua editoração. A violação dos direitos autorais é punível como crime, com pena de prisão e multa, além da possibilidade de busca e apreensão dos
exemplares reproduzidos e apetrechos utilizados na reprodução, e, das indenizações civis (Lei dos Direitos Autorais).

mapasequestoes.com.br 2
02
Conteúdo
1. Ortografia [2] - G/J e X/CH....................................................................................................................................................................................................... 5
2. Emprego de palavras: Porquê/Porque/Por que/Por quê.......................................................................................................................................................... 6
3. Acentuação Gráfica [01] – Regras Gerais.................................................................................................................................................................................. 7
4. Proposições [1]............................................................................................................................................................................................................................. 8
5. Proposições [2] Tautologia - Contradição - Contingência..................................................................................................................................................... 9
6. Teoria Geral do Estado - Conceitos........................................................................................................................................................................................... 10
7. Teoria Geral do Estado - Forma de Governo............................................................................................................................................................................ 11
8. Princípios - Visão Geral............................................................................................................................................................................................................... 12
9. Princípios Constitucionais – Impessoalidade [2] - Finalidade............................................................................................................................................... 13
10. Administração Pública [1]........................................................................................................................................................................................................ 14
11. Órgãos públicos [1].................................................................................................................................................................................................................... 15
12. Disposições Gerais - Critérios [1]............................................................................................................................................................................................ 16
13. Atos de Improbidade Administrativa que Atentam Contra os Princípios da Administração Pública........................................................................... 17
14. Penas............................................................................................................................................................................................................................................. 18
15. Princípios do Processo Administrativo [2]............................................................................................................................................................................. 19
16. Disposições Gerais do Processo Adminsitrativo.................................................................................................................................................................... 20
17. Lei de Introdução às Normas do Direito Brasileiro............................................................................................................................................................... 21
18. Vigência da Lei [2] Vacatio Legis............................................................................................................................................................................................. 22
19. Ato Jurídico................................................................................................................................................................................................................................. 23
20. Plano da Validade....................................................................................................................................................................................................................... 24

mapasequestoes.com.br 3
21. Direito Eleitoral [1].................................................................................................................................................................................................................... 25
22. Soberania Popular...................................................................................................................................................................................................................... 26
23. Lei Penal em Branco................................................................................................................................................................................................................... 27
24. Aplicação da Lei Penal no Tempo [3] Tempo do Crime - Teorias....................................................................................................................................... 28
25. Conceito de Crime..................................................................................................................................................................................................................... 29
26. Excludente de Ilicitude - Estado de Necessidade................................................................................................................................................................... 30
27. Excludente de Ilicitude - Legítima Defesa............................................................................................................................................................................... 31
28. Suspensão condicional da pena - SURSIS [1]......................................................................................................................................................................... 32
29. Extinção da Punibilidade.......................................................................................................................................................................................................... 33
30. Crimes contra administração praticados por funcionário - Visão Geral [1]..................................................................................................................... 34
31. Inserção de dados falsos em sistema de informações............................................................................................................................................................ 35
32. Subtração ou Inutilização de Livro ou Documento............................................................................................................................................................... 36
33. Prova Penal - Considerações..................................................................................................................................................................................................... 37
34. Provas Ilícitas [2]........................................................................................................................................................................................................................ 38
35. Considerações Iniciais [1]......................................................................................................................................................................................................... 39
36. Características do Inquérito Penal [1]..................................................................................................................................................................................... 40
37. Carência [1]................................................................................................................................................................................................................................. 41
38. Pensão por Morte [2] - Renda Mensal - Início....................................................................................................................................................................... 42
39. Sistema Orçamentário............................................................................................................................................................................................................... 43
40. Teoria do Estilo de Liderança................................................................................................................................................................................................... 44
41. Sistema de arquivos – Windows - NTFS [1]........................................................................................................................................................................... 45
42. Liderança Transacional X Transformacional.......................................................................................................................................................................... 46
43. Tipos de Memória ROM............................................................................................................................................................................................................ 47

mapasequestoes.com.br 4
Português
1. Ortografia [2] - G/J e X/CH PRINCIPAIS TÓPICOS
PARA CONCURSOS

Substantivos AGEM Ex: Passagem; ferrugem


Derivação Adjetivos Pajem; lambujem
Adjetivos Substantivos
terminados Final
em TO Ç EGE; IGEM; Ex: Herege
G
OGE; UGEM Linguagem
Ex: Correto Correção
Direto Direção ç (A,E,I,O,U)+GIO Ex:Agiota
Colégio
Litígio
G Depois de
inicial "A"
Agente; ágil; agir
J
Ex: Caixa; trouxe; Ajeitar (jeito)
encaixar; frouxo Depois de

Recauchutar e derivados Ditongo


Ortografia Verbos Ex: Bocejar; viajar; despejar
terminados Arranjar; sujar; esbanjar
Ex: Enxada; enxaqueca, Depois da em JAR
enxugar
Palavras primitivas com CH inicial EN X X J
CH
Encher; enchente (cheio) Primitivas Ex: Sarja > sarjeta;
Varejo > varejista
Encharcar (charco) com J
Anjo angélico
a1100 R7
Ex: Mexerica; mexilhão; Depois da Tupi-guarani Ex: Jiboia
mexicano Jenipapo
Mecha (cabelo) inicial ME Origem
Africana Ex: Caçanje
ou Árabe
Ex: Abacaxi Africana
ou Árabe
Popular Ex: Canjica

mapasequestoes.com.br
mapasequestoes.com.br 55
2. Emprego de palavras: Porquê/Porque/Por que/Por quê Português
PRINCIPAIS TÓPICOS
PARA CONCURSOS

Por qual razão


Por qual motivo Sinônimo
Pelo (a) qual
Substantivo "O motivo"
Pode ir para o plural

Por que Porquê


Início Artigo definido (o, os)
Local Depois
da frase de Ex.: Não sei o porquê da reunião.
Meio
Pronome adj. (meu, seu...)
Ex.: Afirmações Ex.: Eu tenho os meus porquês
Valeu a pena tudo por que passamos. Uso
Você não sabe por que isso aconteceu. Numerais
Ex.: Existem quatro porquês.

Ex.: Perguntas Adjetivo

Por que
Por que (razão) você faltou ontem? Ex.: Belos porquês os que você explicou
Pergunto-me por que (razão) ele faltou.
Indireta
Pois
Explicação

Uma vez que Sinônimo Local


Causa da frase Fim de frases
Antes de pontuação
Porque
Ex.: Estuda, porque (=pois) a prova será difícil.
Por quê
Ex.: Nem você sabe por quê
Não foi por quê ?
Claro que eu sei por quê !
Respostas
Ex.:Não vim trabalhar porque estava doente
b3000 R7
Por que você não atendeu? Porque estava ocupado

mapasequestoes.com.br
mapasequestoes.com.br 66
Português
3. Acentuação Gráfica [01] – Regras Gerais PRINCIPAIS TÓPICOS PARA CONCURSOS

Terminados em Ex:

A E O (s)
já, chá, pá, gás, má
Monossílabos lê, fé, pés, mês, três
TODAS dó, nó, pó, pôs, vós
Proparoxítonas
são acentuadas Proparoxítonas
Ex: Jurídico, único, Terminadas em
Memor

ex
música, álcool ei, ói eu!!
ÉI, ÓI, ÉU
(olhe)

Ex: réis, dói, céu, réu


Ditongos
Abertos anéis, papéis,
herói, caubói,
chapéu, troféu Ex:
Terminadas em cajá, vatapá
A E O (s)
Terminadas em café, jacaré
César, mártir, revólver cipó, mocotó
R
falência, água Ditongo Agudo Ex:
X Terminadas em Alguém, armazém,
Fênix, látex, tórax
táxi, júri, biquíni I(s)
Memor
RouXINoL Acentuação ˜em e ˜ens também, parabéns
ex

hífen, próton N Regras Gerais


fácil, amável, imóvel L
Ex:
Ã(s) Oxítonas Terminadas em Crê, freguês, inglês
E O (s)
ímã, órgão, órfãos
Ão(s) Circunflexo Avô, metrô, propôs
vírus, bônus, ânus U(s) Paroxítonas
médium, álbuns Um/uns
bíceps, fórceps Ps Seguido dos pronomes oblíquos
LO (s), LA
LA(s) dá-lo, vendê-lo, compô-lo
Ex:
Infinitivo
NÃO Acentua-se paroxítonas

Abertos EI, OI
Ditongos

Ex: ideia, assembleia,


estreia, boia, c1000 - R5
heroico, geleia

mapasequestoes.com.br
mapasequestoes.com.br 77
RACIOCÍNIO LÓGICO
4. Proposições [1]

Conjunção Sentença
Declarativa
Proposição Ex: Brasília é a capital federal
Composta
Disjunção Inclusiva Fechada

o
ceit
Conectivos com

Con
Disjunção Exclusiva Valor lógico
Verdadeiro ou UMA ou OUTRA
Condicional
mutuamente exclusivas
Falso únicas possibilidades

Proposição
Bicondicional

[1]
Faz UMA declaração
Simples sobre um objeto
Ex: Renato é bom em matemática
Modificadores
Po

e
d

Negação ser
Duas ou mais proposições
Composta simples conectadas
Ex: Renato é bom em matemática ou é bom em português

a1000 R2

mapasequestoes.com.br
mapasequestoes.com.br 88
RACIOCÍNIO LÓGICO
5. Proposições [2] Tautologia - Contradição - Contingência

Proposição
Conceitos [2]

Opostos

Tautologia Contradição Contingência


Proposição Proposição Proposição
Sempre Verdadeira Sempre Falsa Podem ser
Verdadeira
Ex: p ∧ (¬p) Sempre F Falsa
Ex: p ∨ (¬p) Sempre V
p ¬p p ∧ ¬p Ex: p ∨ r

p ¬p p v ¬p F V F p r pvr
F V V V F F
F F F
V F V F V V
V F V
a1100 R3
V V V
mapasequestoes.com.br
mapasequestoes.com.br 99
Direito Constitucional
ORGANIZAÇÃO DO ESTADO
6. Teoria Geral do Estado - Conceitos
Elemento Formal do Estado

Poder incontrastável de Sentido Sociedade politica


querer coercitivamente Politico:
Soberania
e fixar competências
E s ta d o
Poder de decidir Sentido Povo
em última instância Jurídico: Caracteristicas
essenciais Território
na Ordem
Supermacia
Interna Dupla Soberania
e face
na Ordem
Externa Independência
ORGANIZAÇÃO DO ESTADO Elemento Humano
P ov o
CONCEITOS
Elemento material
Pessoas com vínculo
Onde o Estado exerce
jurídico-político com o estado
sua supremacia

não meramente geográfico Conceito Te r r i tór i o Pessoas num território


jurídico Nacionais ou estrangeiros
Espaço entre as fronteiras População
Mar territorial Conceito numérico
Diferença
Plataforma continental Históricos
Pessoas
a1000 com laços
Espaço aéreo Nação Culturais
Abrangendo
Em alto-mar/espaço Conceito Sociológico
æreo internacional
Navios e
æronavis civis
Onde estiverem

mapasequestoes.com.br
mapasequestoes.com.br 10
10
Direito Constitucional
7. Teoria Geral do Estado - Forma de Governo ORGANIZAÇÃO DO ESTADO

TEORIA GERAL DO ESTADO


Forma de Governo
Quem dá as ordens

Monarquia República
Vitalíciedade
Hereditariedade Eletividade
Eleições Temporárias
Pode ser
Absoluta Poder ilimitado Responsabilidade
do Chefe de Estado
Constitucional
Relativa
Ex.: Espanha, Grã-Bretanha
a3000 R05
Irresponsabilidade política
do Chefe de Estado

mapasequestoes.com.br
mapasequestoes.com.br 11
11
Direito Administrativo
8. Princípios - Visão Geral PRINCÍPIOS ADMINISTRATIVOS

Legalidade
CP, Art: 325 Princípio da Legalidade
Finalidade Princípio da Impessoalidade
Padrão Princípios Princípio da Moralidade
Impessoalidade L.I.M.P.E. Princípio da Publicidade
Padrão
CF: Art. 37
Princípio da Eficiência
Moralidade
CP, Art: 325 Participação
Previstos na Lei do
Publicidade Duração Razoável do Processo
Processo
Explícitos
Padrão
Administrativo Responsabilidade Civil do ES
Razoabilidade e Proporcionalidade
CP, Art: 325 Federal na CF Controle Judicial dos Atos Adm
Motivação Devido Processo Legal
Padrão
Contraditório e Ampla Defesa
Ampla defesa
Contraditório
Direito Administrativo Celeridade Processual

Segurança jurídica PRINCÍPIOS


Legenda:
ES: Estado
Interesse público
Eficiência
Gerais Razoabilidade/Proporcionalidade
Impulso Oficial Finalidade
Crime: Formal
Indisponibilidade
Presunção de Legitimidade
Supremacia do Implícitos Especialidade
Interesse Público
na CF Tutela ou Controle
Implícitos Supraprincípios R: Doutrina/Jurisprudência Continuidade dos Serviços Públicos
Indisponibilidade do Motivação
Interesse Público
Autotutela dos Atos Administrativos
“Pedras de Toque ” a2000 R03

R: CABMello
Segurança Jurídica
Oficialidade

mapasequestoes.com.br
mapasequestoes.com.br 12
12
Direito Administrativo
9. Princípios Constitucionais – Impessoalidade [2] - Finalidade PRINCÍPIOS ADMINISTRATIVOS

Regras iguais para todos Satisfação do


Geral Senão:
Ex.: contratação de Interesse Púb Desvio de Finalidade!
serviços por meio de… Dividi-se
Vinculação ao Edital em

Específica Fim Direto e Imediato


Neutralidade em relação que a lei pretende atingir
às pessoas privadas Direito Administrativo
PRINCÍPIOS
Adm.Púb. não poderá
Impess�alidade
Elemento vinculado do ato
discriminar pessoas Finalidade
CF: art. 37, caput e § 4º Administração Pública

Desdobramento do Responsabilidade Objetiva


Princípio Geral § 5º

da IGUALDADE c2000

mapasequestoes.com.br
mapasequestoes.com.br 13
13
Direito Administrativo
ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA
10. Administração Pública [1]
Arrecadação

Prerrogativas Supremacia Típicas Fiscalização


do Interesse Público
Princípios Controle
Limites
Indisponibilidade do Básicos Atividades
Legalidade interesse público R: Celso A. B. de Melo Saúde
Atípicas Educação
Pesquisa
Ou Permanente
Pessoa Física POlítica
Ou Temporária
Agentes Função de CO-legistativas
Públicos Governo
Entidades Exerce atividade Administração DEcisão
estatais em
Órgãos
Públicos
PÚBLICA
Sistema Inglês

Apreciação
SEM Personalidade Órgãos Jurisdição Sempre
do Judiciário
Jurídica Públicos Única Habeas
Exceção Data

Justiça
j1000 R05
Desportiva

mapasequestoes.com.br
mapasequestoes.com.br 14
14
Direito Administrativo
11. Órgãos públicos [1] ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA

Mandante Centro de Instituído para desempenhar


Procuração para Do Mandato EST não se
Mandatário
competência atividade estatal
responsabiliza por
excessos do agente
Agente equiparado Sintetizam vários círculos
representante do incapaz Conceitos Unidades abstratas
de atuação do EST
Da Representação
Curador
AD
Tutor Unidade de atuação Integra estrutura
AI
Teorias
Atuação do agente
Imputação Direitos
imputada ao EST Sem
Órgão Personalidade
Público Jurídica Não tem Obrigações
Responsabilidade Do Órgão
objetiva do EST

Realiza as atividades
Pertence a da entidade
Legenda: Resultado da uma entidade
AD: Administração Direta
Desconcentração PJ
AI: Administração Indireta
PJ: Pessoa Jurídica
EST: Estado
Não possui
Cargos
patrimônio próprio

Agentes

Composição Contratos de Através dos


Gestão administradores
Funções

mapasequestoes.com.br
mapasequestoes.com.br 15
15
Direito Administrativo
12. Disposições Gerais - Critérios [1] PROCESSO ADMINISTRATIVO

A lei
Atuação Conforme
O Direito
I
Salvo autorização
Em medida superior àquelas Obrigações
em lei
estritamente necessárias ao Restrições Vedada a Adequação Total
atendimento do interesse público imposição de Entre Meios e Fins Atendimento a Fins Vedada a Ou
De poderes ou
Sanções competências
VI de Interesse Geral renúncia
Parcial
II
b2000
Processo Administrativo
Fato
De
Direito Indicação dos
Que determinarem Pressupostos
a decisão VII Critérios a serem
observados
§:ú
art.: 2º Vedada a promoção
Lei: 9.784
Objetividade no Atendimento pessoal de agentes ou
Divulgação Oficial Rol Exemplificativo do Interesse Público autoridades
Ressalvadas III
dos Atos Administrativos
Hipóteses De probidade,
V
de sigilo Atuação Segundo
Decoro e
Padrões Éticos
IV Boa-fé;

mapasequestoes.com.br
mapasequestoes.com.br 16
16
Direito Administrativo
13. Atos de Improbidade Administrativa que Atentam Contra os Princípios IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA
da Administração Pública
Exigência de requisitos Deixar de
de Acessibilidade cumprir
previstos na legislação honestidade,
IX
“Qualquer ação ou omissão imparciabilidade,
que viole os deveres de legalidade, e
de contas
de parcerias Celebração lealdade às instituições”
firmadas
Fiscalização Descumprir as
pela Administração Aprovação normas relativas à em Lei
Pública Proibido
VII
com Entidades Praticar Regulamento
Privadas ato visando fim
Improbidade Administrativa Diverso daquele previsto,
I
Revelar ou permitir na regra decompretência;
que chegue ao
conhecimento de 3º Atos que atentam contra os
VII
Antes da respectiva
Princípios da Adm. Púb. Retardar Ato de
divulgação oficial Deixar de praticar ofício
indevidamente
Teor que afetem Lei: 8.429/92
art.: 11 II
os preços
Ciencia em razão
Deixar de Revelar fato ou das atribuições
prestar contas Circunstância
b3100 quando obrigado
III
E que deva permanecer
VI
em segredo

Frustar a licitude Negar publicidade D.O.


de concurso público aos atos oficiais
V
IV

mapasequestoes.com.br
mapasequestoes.com.br 17
17
Direito Administrativo
14. Penas IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA

Independe
das sanções
Penais Improbidade Perda da função pública
Civis
Administrativas Administrativa Geral
Ressarcimento integral do dano
Aplicação
Isolada
ou
Lei 8.426, art. 12
Cumulativa
Concessão ou Aplicação
Enriquecimento Prejuízo Indevida de Violação de
Ilí cit o ao Erário Benefício Financeiro Princípios
art. 9º art.10 ou Tributário art.11
art.10-A +LC 157/2016
Específica

8 a 10 Anos 5 a 8 Anos 5 a 8 Anos 3 a 5 Anos

Até 100x
Até 3x Até 2x Até 3x
a Remuneração
o enriquecido o enriquecido o Benefício concedido

Por 10anos Por 5anos Por 3anos

E Receber benefícios
c1100 R6

mapasequestoes.com.br
mapasequestoes.com.br 18
18
Direito Administrativo
15. Princípios do Processo Administrativo [2] PROCESSO ADMINISTRATIVO

Dir Penal: Tipicidade Conduta específica

Discricionariedade

Consulta Apurar o fato concreto


Participação ATipicidade Razoabilidade &
Audiência Popular Proporcionalidade
Obrigatória
Processo Motivação
Correção Sob pena nulidade
Administrativo
erros Saneamento Aproveitamento
sanáveis dos Atos a1200

La pás de nullate san gref Processuais


Princípios [2]

Pluralidade de Autotela
Economia Processual
Instâncias
Limite 3 instâncias

mapasequestoes.com.br
mapasequestoes.com.br 19
19
Direito Administrativo
16. Disposições Gerais do Processo Adminsitrativo PROCESSO ADMINISTRATIVO

Administração AD
Federal AI
Legalidade Aplica-se LEG
Funções
Moralidade § 1º Administrativas
JUD
Eficiência Processo
Ampla defesa Administrativo
Não tem Contraditório
Publicidade e
Impessoalidade Finalidade Princípios Disposições AD
explicitamente Unidade
Gerais Órgão
Interesse público art. 2º de atuação AI
Lei 9.784 art. 1º
Motivação
Legenda Unidade de atuação
Razoabilidade AD: Administração Direta Considera Entidade
AI: Administração Indireta Personalidade jurídica
Proporcionalidade
LEG: Poder Legislativo b1000 § 2º

Segurança jurídica JUD: Poder Judiciário


Servidor/agente público
Autoridade
Poder de decisão

mapasequestoes.com.br
mapasequestoes.com.br 20
20
Lei de Introdução às
17. Lei de Introdução às Normas do Direito Brasileiro Normas do Direito Brasileiro

Exceto
antiga LICC
Lei de Introdução
se já houver Lei específica ao Código Civil

Aplicado a todos
DirPen: Analogia só in bonam partem Lei de Introdução às Conjunto de normas
os ramos do Direto
DirTrib: O CTN diz que da analogia
Normas do Direito Brasileiro sobre normas
Nome dado pela Lei nº 12.376/2010
não pode resultar exigência de tributo
não previsto em lei
art 108, §1º

Ex: O art 4º não se aplica ao


DirPen e nem ao DirTrib Lei de Introdução às
Normas do Direito Brasileiro Legislação Independente
Interpretação Introdução Autônoma do Direito Civil

Aplicação Lei 4657/42

Vigência
Regular a
Revogação aplicação Objetivo
da lei Lei sobre lei
Direito Transitório Lex Legum
Norma de Sobredirieto/
Direito Internacional Privado
Superdireito

Legenda: Legislação Regulamenta a


LC: Lei Complementar estrutura da norma
complementar a1000 R02
LC 98/95

mapasequestoes.com.br
mapasequestoes.com.br 21
21
18. Vigência da Lei [2] Vacatio Legis Lei de Introdução às
Normas do Direito Brasileiro

Reinicia
Nova o prazo
SE Publicação
§ 3o
antes de entrar em vigor

Vacatio Intervalo
Legis
entre
Correções Entrada Dia seguinte
ao Texto de Lei Vacância Publicação em vigor
§4º

LINDB Data da publicação


Reinicia a Antes da
Vacatio Legis Vigência Vigência Inclui
LC 95: 8º, §1º

da Lei Último dia do prazo


Considera-se Lei em
Dec.-Lei 4.657/1942
LEI NOVA VIGOR Entrando No dia subsequente à sua
em vigor consumação integral
LC 95: 8º, §1º

e1100 R02

mapasequestoes.com.br
mapasequestoes.com.br 22
22
DIREITO CIVIL
19. Ato Jurídico NEGÓCIO JURÍDICO

Voluntários
Atos lícitos
Eficácia prevista em lei
Adquirir
Fim imediato Resguardar
Transferir Direitos
Modificar
ATO JURÍDICO Ou Extinguir

Capacidade do agente
Declarações Elementos
de vontade constitutivos Objeto lícito

Se atendera mais à intenção do que Forma prescrita em lei


b2000 NJ
ao sentido literal da linguagem

mapasequestoes.com.br
mapasequestoes.com.br 23
23
DIREITO CIVIL
20. Plano da Validade NEGÓCIO JURÍDICO

Se for coação
LIVRE psicológica,
Manifestação ato não vale
de vontade
DE BOA-FÉ

CAPAZ
r o caso.
Elementos Agente
Constitutivos LEGITIMADO
Pertinência
para o ato
Sem a QUALIFICAÇÃO
elementos o negócio
LÍCITO NÃO É VÁLIDO

Objeto POSSÍVEL

DETERMINADO
NEGÓCIO JURÍDICO
PLANO VALIDADE Livre
Forma
Prescrita
Ou em lei

Não Se Aplica a
Negócios/Atos Anteriores
ao Novo Cód Civil
e2000

mapasequestoes.com.br
mapasequestoes.com.br 24
24
Direito Eleitoral
21. Direito Eleitoral [1]
FONTES - PRINCÍPIOS -
JUSTIÇA ELEITORAL

Garantir a lisura Finalidade


das eleições Direito Ramo do
Eleitoral Direito Público
Autônomo

Direitos políticos
Sufrágio Universal
Agentes políticos Inclui Objeto
de Estudo
Partidos políticos Processo Eleitoral
e seus atos preliminares
Eleição
a0100 R0

mapasequestoes.com.br
mapasequestoes.com.br 25
25
Direito Eleitoral
22. Soberania Popular FONTES - PRINCÍPIOS -
Direito JUSTIÇA ELEITORAL
de Escolha
Relativo
Universal há critério para estabelecer
SUFRÁGIO quem vota e
quem pode ser votado
Limitado por
INICIATIVA Censitário poder aquisitivo
Não pode
POPULAR Direito Eleitoral ser
Capacitário Limitação cultural

Desigual Voto de alguns vale

Povo apresenta um PL SOBERANIA mais que de outros

Materializado
POPULAR

pelo voto
Capacidade Direito
Ativa de Votar
jus sufraggi
PL Federal Exercício
CF art. 61, §2º Capacidade
Direito de
Apresentação na CD 4 Passiva
jus honorum ser Votado
PL subscrito por U CF art. 14
1% do eleitorado nacional Personalíssimo
de pelo menos 5 Estados Direto A eleição pode
0,3% do eleitorado em cada ser indireta !
VOTO
PL Estadual Secreto
CF art. 27, §4º
Consulta Popular
PL Municipal
CF art. 29, XIII
PLEBISCITO Préveio REFERENDO b1000 R0

Antes Depois Legenda


da decisão da decisão CD: Câmara dos Deputados
CN: Congresso Nacional
Competência do CN PL: Projeto de Lei
CF art. 49, XV

mapasequestoes.com.br
mapasequestoes.com.br 26
26
DIREITO PENAL
23. Lei Penal em Branco LEI PENAL

Constituição
Federal

Normal De Fundo Constituição

Complemento
Federal

Constitucional Constitucional
Cega
Denominada
Descrição da Conduta Aberta

Completo Preceito Avesso


Primário
Exigem
Precisa ser Preceito Inversa Lei Pena l complementação
complementado Secundário em
Branco
R: MASSON

Obrigatoriamente
Senão: Viola Lei Complemento Heterogênea
Reserva Legal LEI PENAL
Por outra de Decreto
Homogênea
Sentido Nível Diverso Ex.: Portaria
Por outra de Etc.
Estrito
Igual Nível Natureza
Sentido Complemento Jurídica
Lei Amplo tem diferente
Natureza Órgão de
Jurídica Origem
Complemento
tem igual Referência:
Órgão de b1000 Cléber MASSON
Origem

mapasequestoes.com.br
mapasequestoes.com.br 27
27
DIREITO PENAL
24. Aplicação da Lei Penal no Tempo [3] Tempo do Crime - Teorias LEI PENAL

No momento ainda que outro seja


da conduta o momento do resultado
Atividade Ação
Adotada no Brasil
CP art. 4º Omissão

Pen Teorias
Lei al
Princípio da Todos os Devem estar presentes
elementos do crime no momento da conduta
COINCIDÊNCIA
da Congruência Fato típico
ou Simultaneidade Ilicitude
Culpabilidade
no TEMPO
Momento do
Resultado Resultado
Crimes Permanente
Ocorreu
Deveria ter ocorrido ou Continuados
- Permanente: Consumação
se prolonta no tempo
d1000
Quando cessar Ex.: Extorção mediante sequestro
Ubiquidade Mista a atividade CP art. 159

STF
Súmula 711
- Continuado: dois ou + crimes
A lei penal mais grave semelhantes praticados ao
aplica-se ao crime continuado mesmo tempo no mesmo lugar:
tratados com um.
ou ao crime permanente, Majoração da pena
se sua vigência é anterior
à cessação da continuiade ou Ex.: Furto qualificado pela Fraude
da permanência CP art. 71

mapasequestoes.com.br
mapasequestoes.com.br 28
28
DIREITO PENAL
25. Conceito de Crime TEORIA GERAL DO CRIME

Conduta que ofende


Relação de valores sociais
Causalidade Material
Norma proibitiva
Exigindo
intervenção Cunho penal
estatal
Penas
Crime

{ Detenção
RECLUSÃO
É PIOR que CONCEITO
detenção
Reclusão
Conduta que ofende a
norma penal proibitiva
Fato típico Formal
Analítico
Antijurídico Teoria
Finalística Estrutural Ofende bem juridicamente
Culpável tutelado pela norma penal
a2000 R06
mapasequestoes.com.br
mapasequestoes.com.br 29
29
DIREITO PENAL
26. Excludente de Ilicitude - Estado de Necessidade TEORIA GERAL DO CRIME

Real
Perigo Diante de PERIGO
Erro de Tipo Putativo CPB, art. : 20, § 1º e art 21

Qualquer um

e nte de Ili Bem Jurídico Bem jurídico


Bem salvo valor menor ud
ci
Pena Reduzida alheio sacrificado
que o sacrificado

cl

tu
Ex

de
Em serviço Teoria
Não Pode Ser Alegado Por Diferenciadora
Ex.: Bombeiros Quem DEVE Enfrentar o Perigo Estado de Bem salvo for mais
Exclui-se
a ilicitude

Necessidade Analisa Importante


Que o sacrificado -
CPB, art. : 23, I e 24
Ação No momento Bens em conflito
Perigo atual Afasta-se a culpabilidade
Omissão da conduta equivalentes
i2000
Próprio Perigo que
Alheio ameaça direito Requisitos
Em qualquer das hipóteses
Conhecimento da
Ciente do perigo
situação justificante Unitária acima analisadas há
Adotada pela CPB exclusão de ilicitude
Não provocação voluntária
Voluntário = Dolo da situação de perigo

mapasequestoes.com.br
mapasequestoes.com.br 30
30
DIREITO PENAL
27. Excludente de Ilicitude - Legítima Defesa TEORIA GERAL DO CRIME

Existente
Agressão Atual Ou iminente
Prestes a Não é
Puni-se Intencional/ acontecer futura
Dolo Injusta
excesso Voluntário Próprio
Excesso Requisitos Contra direito
Alheio
Puni-se Não intencional/ te de Il
Culpa
Involuntário n Conhecimento da
excesso de ic
i Ciente da agressão
u situação justificante

cl

tu
Ex

de
Uso dos meios necessários
Vida
Humano para repeli-la
Bem Jurídico
Integridade
Uso moderados do meios
física
Legitima
Defesa
Regra Geral: NÃO Legítima Defesa da
Diante de
Se houver Excesso: SIM Legítima Defesa
AGRESSÃO i1000

mapasequestoes.com.br
mapasequestoes.com.br 31
31
DIREITO PENAL
28. Suspensão condicional da pena - SURSIS [1] Suspensão condicional - Extinção da
Puniblidade - Livramento Condicional
- Efeitos da Condenação - Medidas de
Segurança

Evitar pena de
Objetivo curta duração
Objetivos
Medida de Penitenciárias são
Requisitos "escolas do crime"
Política Criminal
for o caso. Subjetivos CP: art. 77
Aplicada a crimes
menos graves

Legenda:
<=: menor igual
Preencher os
Referências: requisitos legais
CAPEZ, Fernando Direito
SUSPENSÃO Subjetivo
CONDICIONAL do Réu Suspende
Pena: <=2 anos
DA PENA Execução da pena
Crimes dolosos

Se Sursis Etário/
com violência ou
grave ameaça
SURSIS
Humanitário

Pena: <=4 anos


Legal
Reincidente em Se: Pena Condicionada
Então: execução Judicial
Pena anterior: Multa crime doloso Possibilidades
<= 2 Anos suspensa
Por: 2 a 4 anos
Ex: Homicídio culposo Reincidente específico Período de Prova
+ homicídio culposo em crime culposo b011010

mapasequestoes.com.br
mapasequestoes.com.br 32
32
DIREITO PENAL
29. Extinção da Punibilidade Suspensão condicional - Extinção da
Puniblidade - Livramento Condicional
- Efeitos da Condenação - Medidas de
Segurança

Pela prescrição
Pela Morte do Agente

Decadência ou I
or o caso. IV
Perda do direito de seguir

Pela Anistia,
Ação penal privada
Graça ou Indulto
Perempção
II

Sanção jurídica

Aplicada ao querelante EXTINGUE DA Pela Retroatividade de


em decorrência de sua inércia PUNIBILIDADE Lei Que Não Mais Considera
o Fato Como Criminoso
Neste caso, o querelante que já iniciou Legenda: CP, art: 107
a ação penal privada, deixa de relizar III
PS: Previdência Social
atos necessários ao prosseguimento

Ex.: art. 60, I, CPP

Renúncia
da queixa
Ação privada
Pela Retratação do Agente,
Nos Casos em Que a Lei a Admite
Perdão aceito c01010
VI

mapasequestoes.com.br
mapasequestoes.com.br 33
33
DIREITO PENAL
30. Crimes contra administração praticados por funcionário - Visão Geral [1] Crimes Praticados Contra a
Administração

Todos os poderes Só podem ser praticados condição de


Administração Funcionário Público
Todas as esferas de forma direta por
é ELEMENTAR
FUNCIONÁRIO PÚBLICO
SP
Ex: Corrupção passiva Qualquer
Pessoa

Crimes Contra a Exclusão da Torna o


qualidade
Administração Pública fato ATÍPICO
Legenda:
FPúb: Funcionário Público
SA: Sujeito Ativo de FPúb
SP: Sujeito Passivo Praticado por Crimes
funcionário Público Próprios
Intradeus Dentro da
Administração
Visão Geral [1]
Aplicável a todos os crimes do capítulo SA Funcionário
Age em concurso Pode auxiliar
Público
no crime
"Crimes
Responde por
Sim Particular funcionais"
CRIME FUNCIONAL
SABE
Extradeus Exclusão da DESCLASSIFICAÇÃO
que outro é Crimes
qualidade
Responde por funcionário? IMPróprios para crime de
CRIME COMUM Não a0050 R03
de FPúb outra natureza

mapasequestoes.com.br
mapasequestoes.com.br 34
34
DIREITO PENAL
31. Inserção de dados falsos em sistema de informações Crimes Praticados Contra a
Administração

Impacto
Funcionário
nos dados Inserção de autorizado
dados falsos
Informação CP: Art. 313-A
Inserção de
armazenada dados falsos
Inserir ou
Distinção TO
A programação facilitar Alterar ou
Dados
do sistema Indevidamente corretos
Modificação/alteração Excluir
Como o sistema de informação sistema
CP: Art. 313-B
funcionava Nos sistemas Ou bancos de dados da
informatizados Administração Pública

Para si ou
Funcionário Com o fim de obter
público SA: vantagem indevida Para outrem ou
Crime: Próprio
para causar dano
INSERÇÃO DE DADOS
O Estado FALSOS EM SISTEMA
SP: DE INFORMAÇÃO Não Há Previsão Para
Particular Crime contra Previdência
CP: Art. 313-A Extinção de Punibilidade
prejudicado
Legenda:
OJT: Objeto Jurídico Titulado
Reclusão SA: Sujeito Ativo
Moralidade
2 a 12 SP: Sujeito Passivo
anos Pena OJT TO: Tipo Objetivo
Patrimônio Público
Multa E
b1100

mapasequestoes.com.br
mapasequestoes.com.br 35
35
DIREITO PENAL
32. Subtração ou Inutilização de Livro ou Documento Crimes Praticados Contra a
Administração

Livro
oficial Em razão
de ofício
Confiado à
custódia de
Subtrair Total ou Processo funcionário Ou de particular
ou Inutilizar parcialmente em serviço público
Ou documento

SUBTRAÇÃO OU
INUTILIZAÇÃO DE
LIVRO OU
DOCUMENTO
CP, art. 337

De 2 à
Reclusão
5 anos

Pena
Se o fato não Crime mais
constitui grave b0100

mapasequestoes.com.br
mapasequestoes.com.br 36
36
Direito Processual Penal
33. Prova Penal - Considerações PROVAS E PRISÃO

= Persuasão Livre
Razoável convecimento
Produzidos
motivado pelas partes
Sistema de Conjuntos de Formar o
Prova livre Apreciação Conceito elementos convencimento
Determinados
pelo juiz Atos
Íntima
Certeza moral Convicção Fatos
do juiz Circunstâncias

Certeza Moral
do Legislador
PROVA PENAL Fases do Sistema
Prova
Probatório
Tarifada
Verdade Legal CONSIDERAÇÕES

Direta
Tudo que pode
Meios de ser usado para
Princípios Prova provar o alegado Indiretamente

a1000

mapasequestoes.com.br
mapasequestoes.com.br 37
37
Direito Processual Penal
34. Provas Ilícitas [2] PROVAS E PRISÃO

ÚNICA forma Esta será inutilizada


Excepcionalmente
de absorvê-lo Preclusa a Decisão por decisão judicial,
Ilicitude Afastada de Desentranhamento
Proporcionalidade em Favor do Réu da Prova Inadmissível Facultado às partes
R: AVENA: p. 468 CPP: Art: 157 acompanhar o incidente.
Princípio §: 3º

Sopesamento

PROVAS
Violação Direito Adjetivo
ILÍCITAS [2]

Obtidas/ Ofensa a norma


produzidas processual
Decisão que
Recurso em
Recorrível Reconhece Ilegítimas
sentido estrito Ex.: Perícia realizada
Ilicitude
R: AVENA: p. 464
R: AVENA: p. 464 por perito não oficial
a2100

mapasequestoes.com.br
mapasequestoes.com.br 38
38
Direito Processual ‘Penal
35. Considerações Iniciais [1] INQUÉRITO POLICIAL

Direito Processual ‘Penal


INQUÉRITO POLICIAL

mapasequestoes.com.br
mapasequestoes.com.br 39
39
Direito Processual ‘Penal
36. Características do Inquérito Penal [1] INQUÉRITO POLICIAL

Determinação discricionária
das diligências Pelo Delegado Serão reduzidos
Atos produzidos
a termo
oralmente
Ofendido e indiciado Escrito
podem requerer diligências CPP art. 9º
Fazer Delegado decide Com rubrica da autoridade
Não
Fazer Discricionariedade
Cabe recurso ao Autoridade
Chefe de polícia Policial
Instaurado
Juiz ex officio Conhecimento do
Ordem = Requisição fato criminoso
MP CPP art.13, II CPP art.5º,I

Não é absoluta
Oficiosidade Ação penal pública
Condicionada
Ex: Obrigado a fazer exame de corpo de delito
quando a infração deixar vestígios
Exceções
INQUÉRITO POLICIAL Ação penal privada
Características [1]
Não é imprescindível para Ação Penal
Quando o titular da ação já tem
elementos suficientes para
formar a opinio delicti
Órgãos estatais
Dispensabilidade Pode dispensar a instauração de IP
Ex.: crimes em que a prova é documental
Autoridade pública Oficialidade Legenda:
Se for base para AP
AP: Ação Penal Acompanha a
Vedado ao particular IP: Inquérito Policial inicial acusatória
Medida cautelares
b1200 R2 Não precisam de IP

mapasequestoes.com.br
mapasequestoes.com.br 40
40
DIREITO PREVIDENCIáRIO
37. Carência [1] BENEFÍCIOS (LEI 8.213)

Segurado
Adquirente Especial
= Desconto feito
oportuna e regula N° Contribuições
Pagas mês a mês
MENSAIS Mínimas
Empresa Empregado
Carência
Carência
Empresa/cooperativa
Presumida
Presumida
Avulso

Empregador Empregado Pago pelo INSS


PRESTAÇÕES
doméstico Doméstico PREVIDENCIÁRIAS
Carência

L8213: art. 24 a 27

Ex.: trabalha por


TC: 10 anos
10 anos sem contribuir,
Ainda que Tempo de efetiva
Tempo de paga tudo de uma vez Carência: 0
descontínuo atividade rural Segurado Contribuição
Especial Era EMPREGADO,
Exceto
virou INDIVIDUAL
É o adquirente Motivo: não é ele Legenda:
Não vale para quem
da produção quem recolhe C: Contribuições
sempre foi individual
F: Filiação
TC: Tempo de Contriução

d1100

mapasequestoes.com.br
mapasequestoes.com.br 41
41
DIREITO PREVIDENCIáRIO
38. Pensão por Morte [2] - Renda Mensal - Início BENEFÍCIOS (LEI 8.213)

Prestações Beneficiárias
Pensão
por Morte Valor do Benefîcio
[2]
Início do Renda
Benefício Mensal
Lei 8.213 art. 74 Lei 8.213 art. 75

100%
A partir da Aposentadoria Que teria direito na
por Invalidez data do falecimento
do Óbito
I

Se requerido A partir do Rateada em


após 90dias Requerimento partes iguais

+1
do óbito
II Cessa com perda
Pensionista da qualidade de
Se morte A partir do art. 77 dependente
art. 77, §1º
Presumida Decisão Judicial
Cota revertida em
III
favor dos demais

Dependente
Não perde
Legenda: Deficiente
MEI: Microempreendedor Individual art. 77, §6º Mesmo exercendo
atividade remunerada

Inclusive MEI

mapasequestoes.com.br
mapasequestoes.com.br 42
42
ADMNISTRAÇÃO GERAL
39. Sistema Orçamentário ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA E
ORÇAMENTÁRIA - AFO

AD
Lei Orçamentária Anual
AI
LOA Iniciativa: PR As 3
... Legenda:
AI: Administração Indireta
AD: Administração Direta
LOA a partir do PPA c1000
LC: Lei Complementar
PR: Presidente da República

Exercício
Lei Diretrizes
Orçamentárias
LDO Leis do financeiro

Sistema Vigência PPA


Lei Ordinária
Orçamentário Dispor Prazos De LDO
sobre LOA
Elaboração

Organização
Plano Plurianual PPA LC
Financeira
AD
Gestão AI
Patrimonial
Normas
Instituição/Funcionamento Fundos
mapasequestoes.com.br
mapasequestoes.com.br 43
43
ADMNISTRAÇÃO GERAL
40. Teoria do Estilo de Liderança MOTIVAÇÃO - COMUNICAÇÃO - LIDERANÇA

Estilo de Liderança
Liberal Kurt Lewin
ou Laissez-faire
Subordinados tem liberdade Pioneiro em mapear
nas tomadas de decisão estilos de liderança
perguntas
ou
dúvidas
responder
Função TEORIA DO
do líder
Fornecer recursos
necessários
Estilo de Estilo do Líder
Autocrático
Estilo menos eficaz Liderança
Não há participação
Centraliza dos subordinados
as decisões
Estilo do Líder Participação do
Democrático funcionário limitada

Delegação de Autoridade
Será feito
aos subordinados
Determina
participação dos como o trabalho Quem o fará
subordinados Tomada
b3000
de decisão Quando o fará
Participativo

líder pede a opinião


dos subordinados Consultivo

Estilo mais eficaz

mapasequestoes.com.br
mapasequestoes.com.br 44
44
TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO
41. Sistema de arquivos – Windows - NTFS [1] SISTEMAS OPERACIONAIS

Com sistema
de ACLs
NTFS: New Technology
Permissões
Possibilitam um grande
File System
controle de acesso
dos usuário ao arquivos.
Endereçamento de
Clusters: 64 bits
SO recupera-se rapidamente
de problemas sem precisar Introdução de SISTEMA DE
de verificar a integridade "journaling" ARQUIVOS
do sistema de arquivos Limitação: Setores
NTFS de 512 bytes

Inicialmente Win Usa Mais Tolerante Comparado


para servidores Atualmente a Falhas ao FAT
g2100

mapasequestoes.com.br
mapasequestoes.com.br 45
45
ADMNISTRAÇÃO GERAL
MOTIVAÇÃO - COMUNICAÇÃO - LIDERANÇA
42. Liderança Transacional X Transformacional

LIDERANÇA

TRA N SAC I ON A L T R A N S FO R MAC IONAL

Líder Inspira seus subordinados


Relação de Recompensas
troca entre Subordinado materiais
Motiva Visão
Tarefas através
Esclarece Valores compartilhados
Objetivos Líder
Ideias para que os
Líder funcionários se superem
Buscando suprir
Motiva seus suas necessidades Liderados
funcionários Com prêmios para quem transcendam
seus objetivos
atingir os objetivos Na
Busca
Mudanças organização
Organizações estáveis
Funciona Inovação
bem Satisfeitos
Líder e Liderados
com o negócio Sejam questionadores

Equilíbrio Recompensas Empregados Empreendedores


entre
E os esforços
Criativos

mapasequestoes.com.br
mapasequestoes.com.br 46
46
Informática Básica
43. Tipos de Memória ROM HARDWARE

Baixas tensões
Cartões de Flash
Flash-ROM
memória Ex.:
Mask-ROM 1º
Memória de
celulares

EEP
EEPROM Informática Básica
Apagar: impulso
elétrico Eletrically Erasable
Programable ROM
HARDWARE

ROM
Read Only Memory
Memória Somente de Leitura
Programável 1x
Equipamento especial
'Virgem'

EP
EPROM P
PROM 'Virgem'
Programável Programable ROM
várias vezes Erasable
Programable ROM Gravada pelo
Apagar: ultravioleta
usurário
d4100 R3

mapasequestoes.com.br
mapasequestoes.com.br 47
47

Você também pode gostar