Você está na página 1de 11

Perfis Transversais

te
san

PARTE III – Perfis Transversais


R a
É o perfil transversal que vai

dar volume à estrada,

projectada como uma linha.

r iz
i rect
D

Instituto Superior Técnico / Licenciaturas Engª Civil & Engª Território - Vias de Comunicação 11
Perfis Transversais (PT)
O perfil transversal é constituído pelos seguintes elementos:

ˆ Faixa de rodagem, com duas ou mais vias de circulação;


ˆ Bermas;

PARTE III – Perfis Transversais


ˆ Concordâncias;
ˆ Valetas;
ˆ Taludes de Escavação e Aterro.

Escavação
Aterro
0,50 2,5 %
3 2,5 %
2 10 % 10 %
1 2 3
min 0,20 2
min 0,70
Concord. 0,60

0,60
2,00 3,75 3,75 2,00
Valeta Berma Faixa de rodagem Berma Concordância

Instituto Superior Técnico / Licenciaturas Engª Civil & Engª Território - Vias de Comunicação 22
Perfis Transversais (PT)
Em curva aparecem mais dois elementos:
ˆ Sobrelargura;

PARTE III – Perfis Transversais


ˆ Sobreelevação.

Sobrelargura (SL):

Os veículos, sobretudo os veículos pesados, ocupam uma maior largura de faixa de rodagem
ao descreverem uma curva.

O aumento de largura depende do raio da curva e do comprimento do veículo:


SL = 80/R ( sendo R o raio da curva circular em planta)

ˆ A sobrelargura é introduzida normalmente no intradorso da curva

ˆ O desenvolvimento da sobrelargura é efectuado ao longo das curvas de transição

ˆ Nas curvas com raio superior a 200m não é de considerar sobrelargura

Instituto Superior Técnico / Licenciaturas Engª Civil & Engª Território - Vias de Comunicação 33
Perfis Transversais (PT)

Introdução da sobrelargura:

PARTE III – Perfis Transversais


CURVA CIRCULAR

CLOTÓIDE SL/2
L
SL NO
VO
EIX
O DA
VIA

ALINHAMENTO RECTO

Variação linear da sobrelargura ao longo da clotóide


IA
D AV
O
EIX

Instituto Superior Técnico / Licenciaturas Engª Civil & Engª Território - Vias de Comunicação 44
Perfis Transversais (PT)
Sobreelevação (SE): A sobreelevação das curvas tem como objectivo compensar
parte da força centrífuga, favorecendo a percepção das curvas, e consequentemente
a orientação óptica.

PARTE III – Perfis Transversais


Bordo de Extradorso

Raio
SE (% )
(m)
Lcc
Bordo de < 450 7,0
Curva Circular
Intradorso
SE = 7% 525 6,5
600 6,0
700 5,5
850 5,0
Clotóide 1000 4,5
2,5% L
SE = variável 1200 4,0
1400 3,5
1600 3,0
1900 < R < 2500 2,5
2,5% 2,5% 50 m
Recta > 2500 --

Instituto Superior Técnico / Licenciaturas Engª Civil & Engª Território - Vias de Comunicação 55
Perfis Transversais (PT)

Directriz
D = 50m

Recta Clotóide Curva Circular

R = R1
,
,
R=∞

A=
A=

PARTE III – Perfis Transversais


Bordo de Extradorso
Perfil Longitudinal

(F×SE%) / 2
(F×2,5%) / 2

(F×2,5%) / 2

((F ×SE%) / 2

Bordo de Intradorso

Bordo de Extradorso
2,5% 0%
Planta

2,5% SE=7%

2,5% 2,5%
Bordo de Intradorso

Instituto Superior Técnico / Licenciaturas Engª Civil & Engª Território - Vias de Comunicação 66
Perfis Transversais Tipo (Escala 1:50)
PERFIL TRANSVERSAL EM RECTA

PARTE III – Perfis Transversais


0,50 2,5 %
3 2,5 %
2 10 %
2 10 %
0,20 min 1 3
2

0,60

0,60
?? 2,00 3,75 3,75 2,00

Valeta Berma Faixa de rodagem Berma

PERFIL TRANSVERSAL EM CURVA

0,50 10 %
3 10 % SE %
2
1 2 3
2
0,20 min
SL/2
0,60

0,60
?? 2,00 3,75 + SL 3,75 2,00

Valeta Berma Faixa de rodagem Berma

Instituto Superior Técnico / Licenciaturas Engª Civil & Engª Território - Vias de Comunicação 77
Perfis Transversais Simplificados
(Escala 1:200)

E= , A= ,
LE = , Km 0 + 000,00 LD = ,

PARTE III – Perfis Transversais


ZT = ,
(em recta) ZR = ,

,
ZT – cota do terreno ao eixo (m)
E= A= ,
Km 0 + 050,00
LE = , LD = , ZR – cota da rasante (m)

SE = , %
E – área de escavação do perfil (m2)
SL = , A – área de aterro do perfil (m2)
L – distância, medida na horizontal,
entre o eixo e a intersecção do
talude com o terreno
ZT = ,
ZR = , SE – sobreelevação no perfil
(em curva)
SL – sobrelargura no perfil

Instituto Superior Técnico / Licenciaturas Engª Civil & Engª Território - Vias de Comunicação 88
Perfis Transversais Simplificados
(Escala 1:200)

Lesq Ldir

PARTE III – Perfis Transversais


Área de Escavação

Lesq Ldir

Área de Aterro

Instituto Superior Técnico / Licenciaturas Engª Civil & Engª Território - Vias de Comunicação 99
Perfis Transversais Simplificados
Levantamento do perfil do terreno

PARTE III – Perfis Transversais


0+000
0+050
0+100
0+150
0+200

Instituto Superior Técnico / Licenciaturas Engª Civil & Engª Território - Vias de Comunicação 10
10
Quadro resumo dos perfis transversais

PARTE III – Perfis Transversais


Cota terreno
Cota Área Área Sobre- Sobre- Elementos
N.º Quilometragem
No eixo À direita À esquerda rasante escavação aterro LE LD largura elevação traçado em
perfil (km)
(ZT) (ZTD) (ZTE) (ZR) (E) (A) (SL) (SE) planta

Instituto Superior Técnico / Licenciaturas Engª Civil & Engª Território - Vias de Comunicação 11
11