Você está na página 1de 50

Planejamento e controle da produção

Dalvio Ferrari TubinoCopyright © EDITORA ATLAS LTDA. Reprodução proibida


www.grupogen.com.br | http://gen-io.grupogen.com.br

Planejamento
e controle
da produção
Teoria e prática

www.grupogen.com.br
http://gen-io.grupogen.com.br
Planejamento e controle da produção
Copyright © EDITORA ATLAS LTDA. Reprodução proibida
www.grupogen.com.br | http://gen-io.grupogen.com.br

O GEN | Grupo Editorial Nacional reúne as editoras Guanabara Koogan, Santos,


Roca, AC Farmacêutica, LTC, Forense, Método, Atlas e Forense Universitária.

O GEN-IO | GEN – Informação Online é o repositório de material suplementar


dos livros dessas editoras.

www.grupogen.com.br
http://gen-io.grupogen.com.br
Planejamento e controle da produção
Copyright © EDITORA ATLAS LTDA. Reprodução proibida
www.grupogen.com.br | http://gen-io.grupogen.com.br

Aula 2
Previsão da demanda
Planejamento e controle da produção
Copyright © EDITORA ATLAS LTDA. Reprodução proibida
www.grupogen.com.br | http://gen-io.grupogen.com.br

Aula 2 – Previsão da demanda

Agenda
n Introdução
n Modelo de previsão da demanda
n Objetivo
n Coleta de dados
n Seleção da técnica de previsão
n Obtenção de previsões e monitoração

n Técnicas de previsão
n Médias
n Tendência
n Ajustamento exponencial
n Sazonalidade
n Correlações
n Monitoramento dos erros

n Softwares
Planejamento e controle da produção
Copyright © EDITORA ATLAS LTDA. Reprodução proibida
www.grupogen.com.br | http://gen-io.grupogen.com.br

Aula 2 – Previsão da demanda

Fluxo de informações e PCP


Planejamento e controle da produção
Copyright © EDITORA ATLAS LTDA. Reprodução proibida
www.grupogen.com.br | http://gen-io.grupogen.com.br

Aula 2 – Previsão da demanda

Previsão da demanda
n Importante para o planejamento dos sistemas de produção:
n Permite antever o futuro.
n Planejar ações adequadas.

n Previsões são usadas pelo PCP em dois momentos:


n Planejar o sistema produtivo.
n Planejar o uso deste sistema produtivo.
Planejamento e controle da produção
Copyright © EDITORA ATLAS LTDA. Reprodução proibida
www.grupogen.com.br | http://gen-io.grupogen.com.br

Aula 2 – Previsão da demanda

Previsão da demanda

n Não é uma ciência exata.

n Envolve experiência e feeling.

n Sempre sujeita a erros.

n Ideal obter informações direto do cliente.


n Manufatura enxuta e Gestão da Cadeia de Suprimentos.
Planejamento e controle da produção
Copyright © EDITORA ATLAS LTDA. Reprodução proibida
www.grupogen.com.br | http://gen-io.grupogen.com.br

Aula 2 – Previsão da demanda

Modelo de previsão da demanda


Planejamento e controle da produção
Copyright © EDITORA ATLAS LTDA. Reprodução proibida
www.grupogen.com.br | http://gen-io.grupogen.com.br

Aula 2 – Previsão da demanda

Objetivo do modelo
Definir a razão pela qual se necessita de previsões:

n Qual produto (ou famílias de produtos) será previsto?

n Com que grau de acuracidade e detalhe?

n Quais recursos estarão disponíveis?

n A sofisticação e o detalhamento do modelo dependem...


n ...da importância relativa do produto (ou família de produtos).
n ...do horizonte ao qual a previsão se destina.
Planejamento e controle da produção
Copyright © EDITORA ATLAS LTDA. Reprodução proibida
www.grupogen.com.br | http://gen-io.grupogen.com.br

Aula 2 – Previsão da demanda

Objetivo do modelo
Itens pouco significativos Longo prazo

RichVintage | iStockphoto
n Admitem maior margem de erro n Admitem maior margem de erro
n Técnicas mais simples n Agrupar por famílias de produtos
Planejamento e controle da produção
Copyright © EDITORA ATLAS LTDA. Reprodução proibida
www.grupogen.com.br | http://gen-io.grupogen.com.br

Aula 2 – Previsão da demanda

Coleta e análise de dados


Cuidados básicos
n Quanto mais dados históricos → mais confiável a técnica de previsão será.

n Os dados devem buscar demanda real da empresa.


n Demandas não atendidas devem ser consideradas.

n Variações extraordinárias da demanda (outliers).


n Substituídas por valores médios.
n Não influenciar nos dados.
Planejamento e controle da produção
Copyright © EDITORA ATLAS LTDA. Reprodução proibida
www.grupogen.com.br | http://gen-io.grupogen.com.br

Aula 2 – Previsão da demanda

Coleta e análise de dados


n Período de consolidação dos dados
n Semanal, mensal, trimestral, anual etc.
n Escolha da técnica de previsão mais adequada.
n Análise das variações extraordinárias.

sazonalidade média
Planejamento e controle da produção
Copyright © EDITORA ATLAS LTDA. Reprodução proibida
www.grupogen.com.br | http://gen-io.grupogen.com.br

Aula 2 – Previsão da demanda

Seleção da técnica de previsão


n Escolha da técnica de previsão:
n Técnicas qualitativas, quantitativas e combinadas.
n Não existe técnica adequada para todas as situações.

n Fatores que influenciam:


n Custo e acuracidade.
n Disponibilidade de dados históricos.
n Experiências anteriores.
n Tempo: coleta, análise e preparação.
n Período de planejamento.
n Longo, médio, ou curto prazo.
Planejamento e controle da produção
Copyright © EDITORA ATLAS LTDA. Reprodução proibida
www.grupogen.com.br | http://gen-io.grupogen.com.br

Aula 2 – Previsão da demanda

Técnicas de previsão
n Existe uma série de técnicas disponíveis.

n Características gerais:
n Supõe-se que as causas que influenciaram a demanda passada continuarão a
agir no futuro.
n As previsões não são perfeitas.
n A acuracidade diminui com o aumento do período de tempo.
n A previsão para famílias de produtos é mais precisa do que para os produtos
individualmente.
n Erros individuais são compensados.
Planejamento e controle da produção
Copyright © EDITORA ATLAS LTDA. Reprodução proibida
www.grupogen.com.br | http://gen-io.grupogen.com.br

Aula 2 – Previsão da demanda

Técnicas de previsão
n As técnicas de previsão podem ser subdivididas em dois grandes grupos:
n técnicas qualitativas: privilegiam principalmente dados subjetivos, os quais são
difíceis de representar numericamente.
n Baseadas na opinião de especialistas.
n técnicas quantitativas: envolvem a análise numérica dos dados passados,
isentando-se de opiniões pessoais ou palpites.
n Séries temporais.
n Correlações.
Planejamento e controle da produção
Copyright © EDITORA ATLAS LTDA. Reprodução proibida
www.grupogen.com.br | http://gen-io.grupogen.com.br

Aula 2 – Previsão da demanda

Previsões: séries temporais


n A demanda futura será uma projeção dos valores passados, não sofrendo
influência de outras variáveis.
Planejamento e controle da produção
Copyright © EDITORA ATLAS LTDA. Reprodução proibida
www.grupogen.com.br | http://gen-io.grupogen.com.br

Aula 2 – Previsão da demanda

Previsão da média
n Média móvel: usa dados de um número predeterminado de períodos para gerar
sua previsão.
n Média exponencial móvel: o peso de cada observação decresce no tempo em
progressão geométrica, ou de forma exponencial.
Planejamento e controle da produção
Copyright © EDITORA ATLAS LTDA. Reprodução proibida
www.grupogen.com.br | http://gen-io.grupogen.com.br

Aula 2 – Previsão da demanda

Média móvel
n

å D
i =1
i
Mmn =
n
Planejamento e controle da produção
Copyright © EDITORA ATLAS LTDA. Reprodução proibida
www.grupogen.com.br | http://gen-io.grupogen.com.br

Aula 2 – Previsão da demanda

Média móvel
n Vantagem: simplicidade operacional e facilidade de entendimento.
n Desvantagem: armazenar um grande número de dados.
n Utilização: para produtos não muito relevantes e demandas estáveis.
Planejamento e controle da produção
Copyright © EDITORA ATLAS LTDA. Reprodução proibida
www.grupogen.com.br | http://gen-io.grupogen.com.br

Aula 2 – Previsão da demanda

Média exponencial móvel


n Previsão é obtida com base na previsão anterior, acrescida do erro cometido na
previsão anterior, corrigido por um coeficiente de ponderação.
Planejamento e controle da produção
Copyright © EDITORA ATLAS LTDA. Reprodução proibida
www.grupogen.com.br | http://gen-io.grupogen.com.br

Aula 2 – Previsão da demanda

Média exponencial móvel


Planejamento e controle da produção
Copyright © EDITORA ATLAS LTDA. Reprodução proibida
www.grupogen.com.br | http://gen-io.grupogen.com.br

Aula 2 – Previsão da demanda

Previsão da tendência
n Equação linear para a tendência
n Ajustamento exponencial para a tendência
Planejamento e controle da produção
Copyright © EDITORA ATLAS LTDA. Reprodução proibida
www.grupogen.com.br | http://gen-io.grupogen.com.br

Aula 2 – Previsão da demanda

Equação linear

Y = a + bX

n(å XY ) - (å X )(å Y )


b=
( )
n å X 2 - (å X )
2

a=
å Y - b(å X )
n

Y = 3.935 – 75,2870 X
Planejamento e controle da produção
Copyright © EDITORA ATLAS LTDA. Reprodução proibida
www.grupogen.com.br | http://gen-io.grupogen.com.br

Aula 2 – Previsão da demanda

Equação linear

Y = 3.935 – 75,2870 X

Y = 3.935 – 75,2870 . 25 = 2.053 kg

R² (coeficiente de determinação)
Planejamento e controle da produção
Copyright © EDITORA ATLAS LTDA. Reprodução proibida
www.grupogen.com.br | http://gen-io.grupogen.com.br

Aula 2 – Previsão da demanda

Ajustamento exponencial
n Chamado também de duplo ajustamento ou método de Holt.
n Demanda com tendência.
n Média exponencial móvel simples demorará a reagir a esta tendência.
n O duplo ajustamento corrige mais rapidamente.

Pt +1 = M t + Tt
M t = Pt + a 1 ( Dt - Pt )

Tt = Tt -1 + a 2 ( ( Pt - Pt -1 ) - Tt -1 )


Planejamento e controle da produção
Copyright © EDITORA ATLAS LTDA. Reprodução proibida
www.grupogen.com.br | http://gen-io.grupogen.com.br

Aula 2 – Previsão da demanda

Ajustamento exponencial
Pt +1 = M t + Tt
M t = Pt + a 1 ( Dt - Pt )

Tt = Tt -1 + a 2 ( ( Pt - Pt -1 ) - Tt -1 )

Simplificação para iniciar o cálculo


(D3 – D1)/2 = (3.523 – 3.973)/2 = –225

P15 = 2.977 + (-53)

T14 = -132 + 0,30((2.944 - 2.814) - (-132) )

M14 = 2.944 + 0,7(2.991 - 2.944)


Planejamento e controle da produção
Copyright © EDITORA ATLAS LTDA. Reprodução proibida
www.grupogen.com.br | http://gen-io.grupogen.com.br

Aula 2 – Previsão da demanda

Ajustamento exponencial
Planejamento e controle da produção
Copyright © EDITORA ATLAS LTDA. Reprodução proibida
www.grupogen.com.br | http://gen-io.grupogen.com.br

Aula 2 – Previsão da demanda

Previsão da sazonalidade
n Sazonalidade Simples (D. Real 1 – ciclo 9 per.)
n Sazonalidade com Tendência (D. Real 2 – ciclo 6 per.)
Inicialmente, tem que se identificar o ciclo de sazonalidade.
Planejamento e controle da produção
Copyright © EDITORA ATLAS LTDA. Reprodução proibida
www.grupogen.com.br | http://gen-io.grupogen.com.br

Aula 2 – Previsão da demanda

Sazonalidade simples
n Calcular o índice de
sazonalidade,
dividindo-se o valor
da demanda no
período pela média
móvel centrada nesse
período.
n O período empregado
para o cálculo da
IS1 = (1,1942 + 1,2320)/2
média móvel é o ciclo
da sazonalidade.
Planejamento e controle da produção
Copyright © EDITORA ATLAS LTDA. Reprodução proibida
www.grupogen.com.br | http://gen-io.grupogen.com.br

Aula 2 – Previsão da demanda

Sazonalidade simples
n Aplicar o índice de
sazonalidade do
período na demanda
média (média das
médias móveis
centradas).
Planejamento e controle da produção
Copyright © EDITORA ATLAS LTDA. Reprodução proibida
www.grupogen.com.br | http://gen-io.grupogen.com.br

Aula 2 – Previsão da demanda

Sazonalidade simples
Planejamento e controle da produção
Copyright © EDITORA ATLAS LTDA. Reprodução proibida
www.grupogen.com.br | http://gen-io.grupogen.com.br

Aula 2 – Previsão da demanda

Sazonalidade com tendência


n Obter os índices de sazonalidade através da média móvel centrada.
Planejamento e controle da produção
Copyright © EDITORA ATLAS LTDA. Reprodução proibida
www.grupogen.com.br | http://gen-io.grupogen.com.br

Aula 2 – Previsão da demanda

Sazonalidade com tendência


n Retirar o componente
de sazonalidade da série
de dados históricos,
dividindo-os pelos
correspondentes índices
de sazonalidade.
Planejamento e controle da produção
Copyright © EDITORA ATLAS LTDA. Reprodução proibida
www.grupogen.com.br | http://gen-io.grupogen.com.br

Aula 2 – Previsão da demanda

Sazonalidade com tendência


n Com esses dados, desenvolver uma equação que represente o componente
de tendência.
Y = 286,35 X + 1.108,3
Planejamento e controle da produção
Copyright © EDITORA ATLAS LTDA. Reprodução proibida
www.grupogen.com.br | http://gen-io.grupogen.com.br

Aula 2 – Previsão da demanda

Sazonalidade com tendência


n Com a equação da
tendência, fazer a
previsão da demanda e
multiplicá-la pelo índice
de sazonalidade.
Planejamento e controle da produção
Copyright © EDITORA ATLAS LTDA. Reprodução proibida
www.grupogen.com.br | http://gen-io.grupogen.com.br

Aula 2 – Previsão da demanda

Sazonalidade com tendência


Planejamento e controle da produção
Copyright © EDITORA ATLAS LTDA. Reprodução proibida
www.grupogen.com.br | http://gen-io.grupogen.com.br

Aula 2 – Previsão da demanda

Previsão baseada em correlações


Correlação dos
mínimos quadrados
Pode-se medir a existência de
correlação entre duas variáveis
através do coeficiente de
correlação de Pearson (r)

(å XY ) - (å X )(å Y )


n
å Y - b(å X )
Y = a + bX b=
n(å X ) - (å X )
2 2 a=
n
Planejamento e controle da produção
Copyright © EDITORA ATLAS LTDA. Reprodução proibida
www.grupogen.com.br | http://gen-io.grupogen.com.br

Aula 2 – Previsão da demanda

Previsão baseada em correlações

b = [(13 × 5.224.860.000) – (143.100 × 450.710)] / [(13 × 1.663.370.000) – (143.100 × 143.100)] = 2.99

a = [450.710 – (2,99 × 143.100)] / 13 = 1.757

Y = 1.757 + 2,99 X
Planejamento e controle da produção
Copyright © EDITORA ATLAS LTDA. Reprodução proibida
www.grupogen.com.br | http://gen-io.grupogen.com.br

Aula 2 – Previsão da demanda

Previsão baseada em correlações

Correlação Linear

Y = 1.757 + 2,99 X

Para um número de alunos de 13.750, a demanda prevista de refeições é de:


Y = 1.757 + 2,99 x 13.750 = 42.869 refeições.
Planejamento e controle da produção
Copyright © EDITORA ATLAS LTDA. Reprodução proibida
www.grupogen.com.br | http://gen-io.grupogen.com.br

Aula 2 – Previsão da demanda

Obtenção das previsões e monitoração do modelo


n Projeções futuras:
n Quanto maior for o horizonte pretendido, menor a confiabilidade na demanda
prevista.

n Deve-se monitorar a extensão do erro de previsão:


n Verificar se a técnica e os parâmetros empregados ainda são válidos.
n Erros muito grandes:
n Ajustes nos parâmetros do modelo.
n Em situações críticas, um estudo desde o primeiro passo.
Planejamento e controle da produção
Copyright © EDITORA ATLAS LTDA. Reprodução proibida
www.grupogen.com.br | http://gen-io.grupogen.com.br

Aula 2 – Previsão da demanda

Manutenção e monitoração
n Objetivos:
n Verificar a acuracidade dos valores previstos.
n Identificar, isolar e corrigir variações anormais.
n Permitir a escolha de técnicas, ou parâmetros, mais eficientes.

n Como monitorar?
n Erro acumulado que deve tender a zero.
n Gráfico de controle de 4 MAD (Mean Absolute Deviattion)
n 4 MAD ~ 3 δ (99,73%).

MAD =
å D atual - D prevista
n
Planejamento e controle da produção
Copyright © EDITORA ATLAS LTDA. Reprodução proibida
www.grupogen.com.br | http://gen-io.grupogen.com.br

Aula 2 – Previsão da demanda

Manutenção e monitoração
Planejamento e controle da produção
Copyright © EDITORA ATLAS LTDA. Reprodução proibida
www.grupogen.com.br | http://gen-io.grupogen.com.br

Aula 2 – Previsão da demanda

Manutenção e monitoração

4 MAD = 113 × 4 = 452 kg


O valor do erro de previsão servirá de base para o planejamento e
dimensionamento dos estoques de segurança do sistema de PCP.
Planejamento e controle da produção
Copyright © EDITORA ATLAS LTDA. Reprodução proibida
www.grupogen.com.br | http://gen-io.grupogen.com.br

Aula 2 – Previsão da demanda

Manutenção e monitoração
n Fatores podem afetar o desempenho de um modelo de previsão:
n A técnica de previsão incorreta ou sendo mal interpretada.
n A técnica de previsão perdeu a validade devido (mudança ou nova variável).
n Variações irregulares (outliers).
n Exemplos: greves, formação de estoques temporários, catástrofes naturais etc.
n Ações estratégicas da concorrência, afetando a demanda.
n Variações aleatórias inerentes aos dados da demanda.

n Bom modelo → apenas variações aleatórias

n Outros erros → investigar para identificar causas e corrigir o problema.


Planejamento e controle da produção
Copyright © EDITORA ATLAS LTDA. Reprodução proibida
www.grupogen.com.br | http://gen-io.grupogen.com.br

Aula 2 – Previsão da demanda

Estudo de Caso 1 – Previsão de demanda

Monkeybusinessimages | iStockphoto
Objetivo: Com base no histórico da demanda das três famílias
de malhas (Colmeia, Piquet e Maxim) fornecido na guia “Dados
de Entrada” da planilha de “Excel Estudo_Caso_PCP_Vazia.xlsx”,
desenvolva um modelo de previsão da demanda para cada uma
das famílias baseado em séries temporais (média, tendência e
sazonalidade) conforme o método apresentado neste capítulo
e ilustrado na planilha “Estudo_Caso_PCP_Exemplo.xlsx”.

Passos sugeridos:
1. Analisar os dados do histórico da demanda fornecido na guia
“Dados de Entrada” para os 36 períodos de cada família e montar um gráfico ilustrativo.
2. Selecionar pelo menos duas técnicas de previsão baseadas em séries temporais disponíveis no livro-texto
mais adequadas para o histórico fornecido de cada família:
a) para a demanda com sazonalidade utilizar apenas uma, a disponível no livro;
b) para a tendência das demandas (coeficientes a e b) utilizar diretamente a fórmula fornecida pelo Excel
a partir do gráfico;
Planejamento e controle da produção
Copyright © EDITORA ATLAS LTDA. Reprodução proibida
www.grupogen.com.br | http://gen-io.grupogen.com.br

Aula 2 – Previsão da demanda

Estudo de Caso 1 – Previsão de demanda


3. Montar as tabelas correspondentes às técnicas de previsão escolhidas, conforme está no livro-texto, com
o cálculo do erro acumulado e do MAD.
4. Acrescentar ao gráfico da demanda histórica as demandas obtidas com as fórmulas de previsão para cada
família para os 36 períodos.
5. Montar um gráfico de controle do erro para monitoração de cada modelo de cada família, comparando
os 36 períodos históricos com a previsão que seria obtida com a aplicação das fórmulas de previsão
desenvolvidas.

Questões sugeridas:
1. Com base no gráfico do controle do erro, escolher e justificar a melhor técnica para cada família.
2. Fazer a previsão de cada família para os próximos 12 períodos (do 37 ao 48) e incluí-la no gráfico. Essas
previsões serão utilizadas para os trabalhos subsequentes no decorrer dos capítulos.
Planejamento e controle da produção
Copyright © EDITORA ATLAS LTDA. Reprodução proibida
www.grupogen.com.br | http://gen-io.grupogen.com.br

Aula 2 – Previsão da demanda

Exercícios

erhui1979 | iStockphoto
1. Em quais momentos o Planejamento e Controle da Produção utiliza as
informações de previsão? Explique o que acontece nesses horizontes
de planejamento.

2. Marque “V” se a sentença for VERDADEIRA e “F” se a sentença for FALSA.


( ) A responsabilidade pela preparação das previsões de
demanda é normalmente atribuída ao setor de Marketing ou de Vendas.
( ) As técnicas de previsão evoluíram muito e permitem a geração de
previsões exatas tanto para o médio quanto para o longo prazos.
( ) Em sistemas de produção contínuo, a demanda é mais difícil de ser
prevista devido à grande instabilidade destes tipos de sistemas.
( ) Técnicas de previsão qualitativas privilegiam dados subjetivos; e as quantitativas, a análise numérica
dos dados históricos.
( ) As técnicas de previsão baseadas em séries temporais correlacionam a demanda com variáveis que
podem influenciá-la, como, por exemplo, o Produto Interno Bruto (PIB).
( ) Em um bom modelo de previsão, é possível notar apenas as variações aleatórias de demanda.
Planejamento e controle da produção
Copyright © EDITORA ATLAS LTDA. Reprodução proibida
www.grupogen.com.br | http://gen-io.grupogen.com.br

Aula 2 – Previsão da demanda

Exercícios
3. Relacione as atividades realizadas em um modelo de previsão de demanda com sua respectiva etapa
conforme a Figura 2.1, considerando: (1) Objetivo do modelo; (2) Coleta e análise de dados; (3) Seleção
da técnica de previsão; (4) Obtenção das previsões; (5) Monitoração do modelo.
( ) Avaliar questões de custo e acuracidade das possíveis técnicas de previsão.
( ) Atualizar parâmetros do modelo.
( ) Substituir variações extraordinárias no histórico de demanda por valores compatíveis com o
comportamento esperado da demanda.
( ) Definir os produtos, ou famílias, e grau de acuracidade desejado nas previsões.
( ) Gerar dados futuros de demanda.
Planejamento e controle da produção
Copyright © EDITORA ATLAS LTDA. Reprodução proibida
www.grupogen.com.br | http://gen-io.grupogen.com.br

Aula 2 – Previsão da demanda

Exercícios
4. No gráfico da Figura 2.17 constam as curvas com os dados históricos de demanda de três produtos
distintos de uma empresa. Faça uma análise visual dos dados, aponte as características das curvas
temporais de cada produto e sugira quais técnicas baseadas em séries temporais poderiam ser aplicadas.

9.000
Demanda (unidades)

8.000 Possíveis técnicas


Produto Características
7.000 aplicáveis
6.000
ABC
5.000

4.000
DEF
3.000 GHI
2.000

1.000

0
1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36

Períodos (meses)

Produto ABC Produto DEF Produto GHI

Figura 2.17. Gráfico de três demandas distintas.


Planejamento e controle da produção
Copyright © EDITORA ATLAS LTDA. Reprodução proibida
www.grupogen.com.br | http://gen-io.grupogen.com.br

Aula 2 – Previsão da demanda

Atividades para sala de aula


Previsão da demanda e o planejamento do aeroporto de Hong Kong
Esta atividade tem por objetivo discutir o conteúdo teórico deste capítulo através de um caso prático da
aplicação da previsão da demanda de tráfego aéreo para o planejamento do aeroporto de Hong Kong. Este
caso é apresentado no vídeo “Air traffic demand forecast” disponibilizado no YouTube através do link:
<https://youtu.be/N0HBUjzLCAw>.
Assista ao vídeo e discuta em sala de aula as questões a seguir, relacionando a teoria exposta neste capítulo
com este caso de sucesso.
1. Para qual horizonte de planejamento são utilizadas as previsões de tráfego aéreo no aeroporto de Hong
Kong? Qual o período de previsões utilizado, e a cada quanto tempo o planejamento é revisado?
2. Qual técnica quantitativa foi utilizada para a obtenção das previsões? Como foi escolhida esta técnica?
Qual foi o período histórico analisado?
3. Quais fatores além do Produto Interno Bruto podem influenciar na demanda por tráfego de passageiros e
carga no aeroporto de Hong Kong? Em sua opinião, o que deve ser alterado no modelo caso estes fatores
realmente influenciem a demanda?