Você está na página 1de 3

Ideias para usar o telemóvel em sala de aula

Pedro Damião
Twitter: @geofactualidade | Blogger: geofactualidades.blogspot.com

Argumentos contra o uso de telemóveis nas Escolas, para fins educacionais ou sociais.
 Perda, roubo e potencial bullying.
 Distração e interrupção das aulas.
 Tirar fotos de testes e repassá-los imediatamente para outros alunos.
 Enviar respostas de testes para outros alunos.
 Tirar fotos de alunos em balneários e instalações sanitárias.
 Espalhar boatos rapidamente.
 Mensagens de texto e ciberbullying sexual.
 Acesso a conteúdos da Internet não filtrados que podem ser usados para divulgar conteúdos que alguns pais
não querem a que seus filhos exponham.
 Gravação de professores e alunos na sala de aula, o qual pode ser prejudicial para a reputação do professor
e de alunos e o devido consentimento para publicar não ser solicitado ou dado.
Sobre o uso de telemóveis como ferramentas de aprendizagem
 Situação de desigualdade: alguns alunos têm telemóvel e outros alunos não têm.
 Alguns telemóveis suportam menos aplicativos do que outros; o professor precisa trabalhar no nível do
denominador comum.
 Implicações de custo para os alunos e encarregados de educação: implicam não apenas o custo do hardware,
mas também o custo de utilização, quando os alunos têm que recorrer ao pacote de dados.

Argumentos a favor de permiti-los e usá-los para a aprendizagem


 É rentável para as escolas.
 Diminui a necessidade de todos os alunos terem acesso a computadores em sala de aula.
 Deixam de ser necessários equipamentos como câmaras digitais, câmaras de vídeo, microfones, etc.
 Se os alunos transportam os seus telemóveis pessoais para as escolas, também podem ser utilizados para a
aprendizagem. Supera alguns dos problemas de 'distração,' etc.
 Usa tecnologia barata e familiar
 Podem ser usadas para avaliação formativa através de quizes.
 São um bom veículo para ensinar sobre questões de segurança na Internet, tais como identidades digitais,
protocolos, ciberbullying, etc.
 Podem ser usados para recolher dados e gravação de áudio, fotos e vídeo - para gravação de experiências, de
trabalho de campo, registos / memorandos de voz, etc.
 Podem ser usados como ferramenta criativa - podcasts, blogs de imagens, twittering. etc
 Os alunos mais tímidos podem fazer perguntas ao professor de forma não pública.
 Incentiva o envolvimento dos alunos em votações por SMS ou outros mecanismos, garantindo que a voz de
todos os alunos seja ouvida.
 Podem ser usadas para aprendizagem colaborativa e comunicação.
 Alunos podem ser encorajados a consultar dicionários, corretor ortográfico, enciclopédia, etc.
 Como ferramenta de pesquisa específica através do acesso à Internet.

1
Ideias práticas para usar telemóveis para aprender que os professores experimentaram

Fazer vídeos de demonstração de algumas competências. Os alunos trabalham em grupo para:


 criar um guião para planificar as sequências de vídeo;
 registar os procedimentos passo a passo; rever e avaliar o material gravado;
 combinar os vídeos finais num filme usando um software de edição de vídeo e adicionar música;
 publicar o resultado final no canal Youtube

Registar experiências científicas. Demonstrar procedimentos de experiências e a obtenção dos resultados.


Criar mini-documentários com a câmara de vídeo.

Fazer vídeos durante as visitas a museus. Registar vídeos de exposições ou de obras de arte específicas.

Combinar vídeo e texto para melhorar os vídeos. Por exemplo, os alunos recriam a vida numa trincheira da
Primeira Guerra Mundial, registam em vídeo e utilizam legendas.

Registar explicações curtas para determinadas perguntas. Um processo rápido que dificilmente precisa ser
editado.

Gravar aulas de Educação Física. Registar a prática de atividades


esportivas. As gravações podem ser úteis para realizar a auto-
avaliação individual e a avaliação de um grupo/equipa.

Entrevistas com "especialistas". Gravar uma entrevista com o


especialista de um tema em estudo.

Gravar as respostas de um trabalho compartilhado pela turma. Fotografar o resultado de um brainstorming.


As imagens podem ser exibidas como trabalho num blog da turma ou num portfólio.

Gravar uma visita às instalações escolares. Explicar o percurso utilizando vocabulário específico na língua
materna ou em língua estrangeira, explicando o local e a sua função.

Compartilhar atividades da turma com os pais através de pequenos vídeos. Gravar um vídeo com uma
apresentação de um trabalho, de uma dramatização, de uma exposição.

Gravar pequenas entrevistas com alunos / professores / outros. Perguntas curtas sobre tópicos em estudo.
O conteúdo dessas gravações pode ser usado para refletir sobre o tema.

Registar as partes principais da aula para fazer revisões. Gravar uma breve explicação ou demonstração
de uma tarefa prática ou escrita, ou registar os momentos iniciais e principais da explicação.

Explorar e registar o exterior da escola em diferentes épocas do ano. Gravar e fazer descrições do que os
alunos observam e projetar os vídeos para comparar os diferentes momentos do ano, utilizando vocabulário
específico.

2
Os alunos gravam e explicam suas atividades. Eles podem gravar-se a si mesmos e aos seus colegas,
comentando o que fazem durante o dia. As gravações podem ser projetadas em sessões com os pais.

Colaboração na resolução de problemas. Os alunos formam grupos e registam o processo de trabalho para
resolver um projeto comum (um problema, uma tarefa de manipulação, etc.). A reflexão e clareza nas explicações
serão muito melhores se souberem que estão a ser gravados.

Trabalhar com alunos com problemas de audição. Os alunos podem usar a câmara de vídeo para registar as
explicações de linguagem de sinais do professor, para que possam rever em casa para aprender.

Partilha de experiências com outros professores. Exemplos de boas práticas de sala de aula sobre o ensino
podem servir como um guia para outros professores. A gravação de pequenos fragmentos de “Como é que eu
ensino isto”, pode ser muito útil para o desenvolvimento profissional.

Usar a câmara lenta. Gravar uma atividade de realização complexa ou rápida (atividade física - ginástica) em
câmara lenta para decompor e compreender cada movimento.

Fazer a ilustração de um poema. Fotografar elementos diversos para ilustrar um poema.

Brainstorming grupal. usando a plataforma Wiffiti.com Os alunos criam um brainstorm visual em tempo real,
num painel, a partir dos seus telemóveis.

Visualizar apresentações para telemóveis. Podem ser criadas apresentações de slides para telemóveis. Podem
ser apresentações para "revisão" de conteúdos, que cada professor pode produzir para partilhar com os alunos
através de Códigos QR ou da nuvem.

Fazer animações simples “Play-Stop-Play”. Tirar muitas fotos, por exemplo, de um modelo de plasticina; em
seguida, importar as imagens para uma apresentação de slides e define a sequência para correr os slides na
mudança automática mais rápida (por exemplo, 1 segundo).