Fundação Municipal de Educação e Cultura Funec

Antônio Vieira-Neto

Saúde coletiva: características do Itael de Matos

Estância Turística de Santa Fé do Sul 2008
1

da Fundação Municipal de Educação e Cultura (Funec). Orientador: Prof. Dr. Antônio Vieira Júnior Estância Turística de Santa Fé do Sul 2008 2 . em cumprimento parcial às exigências do Curso Enfermagem. para obtenção do diploma de graduação.Antônio Vieira-Neto Saúde coletiva: característica do Itael de Matos Projeto de Pesquisa apresentado para elaboração do Trabalho de Conclusão de Curso.

. . . . . ... . . . 15. . . . 4. . . . . . . . . . . . . . . . . . . 13. . . . . . . . Anexo ou apêndices (se houver) . . . . . . . . . . . . Objetivos. 6. . . . . . . . 16. . . . . . . . . 10. . . . . . . . . . . . . . . 5. . . . . . . .Sumário página 1. . . . . . . . . . . . . . . . . . Bibliografia básica. . . . . . . . . . . . . . . . . . . .. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . Introdução. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .. 2. . . . . . . . . . . 7. . . . . . . . . . . . . . . . 3. . . . 12. Objetivos específicos. . . . .. . . . . . . . Referências. . . . . . . . . . . . . . . . . Material e equipamento (se houver). Custo operacional (se houver). . . Metodologia de pesquisa. . . . . . . . . . . . 14. . . . . Cronograma de atividades. . 8. . . 11. . . . . . . . . . . . . . . . . Delimitação do tema. . . . . . 9. . . . . . . . Definição e formulação do problema. . . . . . . . . . . . Justificativa (relevância). . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 3 . . . . . . . . . . . . . . Hipóteses(opcional). . . . Fundamentação teórica (literatura). . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . Objetivo geral. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .. . . . .. .

com guerras. Gomes (2007. A vala que existe entre o Governo e a população é oriunda de 200 anos atrás quando a Corte Portuguesa aportou em terras tupiniquins. período que a saúde pública foi trocada para atender os gastos da Coroa Portuguesa em terras tropicais. E por se tratar de prevenção e de cuidado. com aumento da desigualdade social e a busca dos países emergentes no contexto econômico acabam contribuindo para o ressurgimento de doenças esquecidas pelos governos. 2. valorizando o curativo. por motivos ora expostos. os tigres continuaram trabalhando até 1860. Esse desleixo público se acumulou nos últimos 200 anos e colocou a saúde coletiva no banco dos réus. 158) narra assim a rede colonial de saneamento da cidade do Rio de Janeiro do século 19: Durante o percurso. esses escravos eram conhecidos como tigres. porque é o caminho mais fácil de controlar as doenças endêmicas (transmissíveis). Com base nessa especificidade. não erradicada ou controlada. movimentos sociais pelo direito de ir e vir. sede da coroa Portuguesa. Por isso. Delimitação do tema (tempo e espaço) O universo brasileiro é amplo e é humanamente impossível analisar a dengue em sua plenitude. Objetivos => Objetivo geral Descrever as características (perfil) da saúde pública na Escola Itael de Matos. A escola é a base da saúde coletiva. como passar do tempo. É nesse viés antropológico e sociológico que aparecem as doenças endêmicas e infecciosas. O conturbado século 21. Introdução A história política brasileira é sinônima de descaso a saúde pública. 3.1. o objeto de estudo é a Promoção da saúde na Escola Itael de Matos de Santa Fé do Sul (SP). vira epidemia. p. Era comum no início do século 19. caía dobre a pele e. parte do conteúdo desses tonéis. Justificativa A relevância do objeto de estudo está em colocar em pauta a importância de monitorar a saúde pública. a Dengue. entre elas. 4. direito a terra. 4 . E é nesse vai e vem da história política brasileira que a saúde coletiva se transforma no bicho-papão tupiniquim. É retrospecto e o prognóstico da saúde coletiva brasileira não são saudáveis. Doença que. Sem um sistema de coleta de esgoto. Definição e formulação do problema (Interrogação da realidade) Como funciona a saúde coletiva na Escola Itael de Matos de Santa Fé do Sul? 5. principalmente pelas características geográficas e climáticas do território nacional. deixava listras brancas sobre suas costas negras. o Brasil ainda carece da prática preventiva. a proposta é concentrar o estudo na saúde coletiva. em particular na cidade do Rio de Janeiro. repleto de amônia e uréia. Apesar do avanço tecnológico. escravos carregar pelas ruas tonéis de esgoto para jogarem ao mar.

. processos que o constituem ou nele se realizam [. Fundamentação teórica (literatura) O educar é o caminho mais preciso para promover a saúde coletiva. grupos. as ações de valorização do bem-estar social não devem ser iguais para todas as comunidades porque.]”. 7. Hipóteses O trabalho educativo feito pela escola promove a saúde coletiva. 54) Já Rudio diz que a pesquisa descritiva tem como princípio narrar o fenômeno e não explicar. Na avaliação de Boehs. 115) é imprescindível vivenciar a comunidade para não se limitar “a atos de cuidados mecânicos”. O período de coleta de dados será entre setembro e outubro de 2008. Os instrumentos de coleta de dados serão questionários Para estabelecer o conteúdo dos questionários será feito o pré-teste com um grupo de alunos. ou seja. Verificar a limpeza das salas de aula da escola. A análise desse perfil brasileiro é fundamental na promoção da saúde. em particular os alunos. a pesquisa descritiva deseja conhecer a sua natureza. exploratório-descritiva e o método é quantitativo porque visa apenas descrever o fenômeno.=> Objetivos específicos Verificar a limpeza dos banheiros da escola. Verificar as condições higiênicas da cozinha da escola. DE DOMÊNICO. PATRICIO.. 6. Os mesmos não participam da próxima fase da pesquisa. escolhidos aleatoriamente. 2006. “Os estudos exploratórios ou descritivos têm como objetivo a busca de informações apuradas a respeito de sujeitos. “Estudando o.71) O centro da pesquisa será a Escola Itael de Matos. 5 . (1985a apud BOEHS. A água tratada e o saneamento básico são fatores que promovem a saúde na escola. diretas. O Brasil têm características peculiares que o fazem um país diferente e ao mesmo tempo apresenta ineficiência no cuidar da saúde coletiva. professores e funcionários. objetivas. Patrício (1990. (1999. A primeira delas é a pesquisa bibliográfica. (BREVIDELLI. p. p. 113) na cultura dos indivíduos existem diferenças culturais. O questionário é constituído perguntas fechadas. (BREVIDELLI. 2006. p. Método de pesquisa “Nesta fase do trabalho de pesquisa. que dará fundamentação teórica no desenvolvimento e conclusão da pesquisa.47) Para conduzir a pesquisa etapas precisam ser traçadas e cumpridas. o pesquisador precisa definir como pretende operacionalizar a pesquisa para testar as hipóteses formuladas e para que os objetivos sejam atendidos”. 8. 1990. A pesquisa é não-experimental. instituições ou situações a fim de caracterizá-los e evidenciar um perfil”. sua composição. DE DEMÊNICO. p. A saúde coletiva não pode se restringir à prática massiva. p. A operação limpeza evita doenças endêmicas na escola. segundo Leininger.

PATRICIO. USP.]” (RUDIO. Trabalho de conclusão de curso: guia prático para docentes e alunos da área da saúde. M. Ver. BREVIDELLI. 1990. 1808: como uma rainha louca. M. São Paulo: Iária. Esc. Enf.. A. p. ainda marcando uma das alternativas [. E. O que é este cuidar/cuidado?: uma abordagem inicial.. p. 2007. São Paulo: Planeta. p. p.. 115) O processo de amostragem será aleatório porque permite obter uma amostragem representativa da população a ser estudada. uma parte da população. 29) 9. E. 1. São Paulo. O objetivo é garantir a qualidade científica. A. 111-116. Madeleine. “Amostra é.]” (RICHARDSON. L. GOMES. USP... quanto no tratamento dessas através de técnicas estatísticas [. 1985ª apud BOEHS. selecionada de acordo com uma regra ou plano”. p. Rev. 1990. ed.. 1989. (RUDIO. Para selecionar uma parte representativa da amostragem. será definida pelo cálculo estatístico. 62) O método quantitativo deve ser realizado quando o pesquisador deseja descrever o fenômeno. Enf. portanto. abr. 111-116. Esc. PATRICIO. São Paulo. conhecida como amostra. Referências BOEHS. O que é este cuidar/cuidado?: uma abordagem inicial. de acordo com o número de alunos. 1978. M. B. 1978. 6 .. Z. M. “[. Cronograma de atividades Atividades programadas Levantamento bibliográfico Fichamento Observação no local da pesquisa Reunião com o orientador Aplicação de questionários Entrevista Reunião com o orientador Processamento dos dados coletados Redação da monografia Redação da monografia Reunião com o orientador Entrega da monografia Agosto Setembro Outubro Novembro 2008 2008 2008 2008 Dezembro Janeiro 2008 2009 Fevereiro 2009 10. Laurentino.] caracteriza-se pelo emprego da quantificação tanto nas modalidades de coleta de informações. 2006. E. Z.“Perguntas fechadas são as que alguém responde assinalando apenas um sim ou não ou. um príncipe medroso e uma corte corrupta enganam Napoleão e mudaram a história de Portugal e do Brasil. LEININGER. DE DOMÊNICO.

Material e equipamento (se houver) Relatar. 7 . 13. apontamentos de observação. Pesquisa social: métodos e técnicas. 12. roteiro de entrevistas. pastas. 2. Questionário. Anexos ou apêndices Documentos que auxiliam na pesquisa. materiais que serão usados na pesquisa. Exemplo: impressos. R. São Paulo: Atlas. 25. Franz Victor. 1989. ed. as obras que podem ser usadas no desenvolvimento da pesquisa. suprimentos. 11. Custo operacional Se houver. se necessário. equipamentos. respeitar a Norma 6023. 1999. J. Introdução ao projeto de pesquisa científica. câmara fotográfica etc. Petrópolis: Vozes. 11. RUDIO.RICHARDSON. ed. Bibliografia básica Listar.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful