Você está na página 1de 34

1

Copyright © 2019 Leandro Ávila

Todos os direitos reservados e protegidos pela Lei 9610 de 19/02/1998.


Nenhuma parte deste livro poderá ser reproduzida ou transmitida sejam quais os meios
empregados como eletrônicos, fotográficos, mecânicos, gravação ou quaisquer outros sem a
prévia autorização do autor.

O conteúdo desta obra ampara-se no direito fundamental à manifestação do pensamento, previsto


nos arts. 5º, IV e 220 da Constituição Federal de 1988. Vale-se do “animus narrandi”, protegido
pela lei e pela jurisprudência (conferir AI nº 505.595, STF).

Importante: O conteúdo deste livro é apenas educativo e informativo. Não se trata de


recomendação, indicação ou aconselhamento de investimento. O conteúdo pode conter erros, pode
estar desatualizado ou não ser próprio para a sua realidade pessoal. Qualquer decisão tomada após
a leitura deste livro é de responsabilidade do leitor.

Site Oficial: www.clubedospoupadores.com


E-mail: contato@clubedospoupadores.com

A958l Ávila, Leandro


Primeiro Passo: Independência Financeira / Leandro Ávila. – Fortaleza, 2019.

1. Educação Financeira 2. Dinheiro 3. Finanças pessoais I. Título.

2
Sumário

É para você? ................................................................................ 4


Minha jornada ...................................................................... 6
Sua jornada ........................................................................ 12
O que você quer ser quando for livre? ...................................... 14
Descobrindo o grande motivo ............................................ 18
Como juntar muito dinheiro ...................................................... 20
O que motiva juntar dinheiro ............................................. 20
Plano para juntar dinheiro .................................................. 23
Faça suas simulações ......................................................... 27
Controle das variáveis ........................................................ 30
Próximo passo ........................................................................... 33

3
É para você?

As orientações contidas nesse livro foram escritas para pessoas


específicas, muito especiais, que já estão preparadas para a
grande mudança.

Talvez essa pessoa não seja você ou talvez seja. Para saber se
você é uma dessas pessoas, veja se essas frases representam o que
você pensa.

• Você não quer passar o resto da vida trabalhando só pelo


dinheiro.
• Você gostaria de fazer algo mais gratificante e prazeroso
com o seu precioso tempo, mas para isso precisa ser
menos dependente.
• Você sonha com o dia em que terá diversos investimentos
que geram renda passivamente, para que você possa fazer
o que gosta, com menos privações de tempo, com mais
dinheiro e mais disposição.
• Você quer ter um futuro tranquilo. Quer uma
aposentadoria financeiramente estável, sem depender de
filhos, patrões, amigos e do governo para viver bem.
• Você quer o seu tempo de volta, quer mais tranquilidade,
paz e as boas experiências que a independência financeira
pode proporcionar.

4
Se você se identificou com no mínimo três dessas frases, seja
bem-vindo. Eu escrevi esse livro pensando em você, pois, um dia,
muitos anos atrás, eu também tive esses mesmos sonhos e hoje
desfruto de toda a tranquilidade que sonhei para ajudar as pessoas
através dos artigos e livros que escrevo sobre investimentos e
educação financeira (conheça todos os meus livros aqui).

Apesar de você ter acessado esse livro gratuitamente, eu investi


tempo e dinheiro para que essa obra chegasse até suas mãos. Por
isso, é muito importante para mim que você honre esse esforço
com o seu comprometimento.

Espero que você tenha a sabedoria necessária para aproveitar essa


oportunidade única, destinando um pouco do seu tempo para ler
essa obra até o fim.

Todo meu esforço só terá utilidade se você conseguir utilizar a


inspiração e as informações contidas aqui para transformar sua
vida para melhor. Acredito que é dessa forma que podemos
construir um país repleto de pessoas prósperas e felizes.

A transformação que precisamos para ter uma sociedade melhor,


mais rica e próspera começa dentro da nossa casa, no meio da
nossa vida pessoal. A mudança será “cabeça por cabeça”, onde
cada um é responsável por seu próprio crescimento.

A minha função aqui é a de um orientador, facilitador ou


professor. Sou uma espécie de guia que já percorreu o mesmo
caminho que você pretende trilhar. Eu tenho uma grande
5
quantidade de conhecimentos, experiências e ferramentas que
serão de grande utilidade para você, mas nada disso terá valor se
você não estiver verdadeiramente comprometido com sua
jornada.

Minha jornada

Tenho certeza que você teve sonhos de infância. Em algum


momento, as pessoas começaram a perguntar: O que você quer
ser quando crescer?

Você começou a responder, mas percebeu que nem toda resposta


era bem-vinda. Muitas vezes as pessoas já perguntavam
apresentando uma lista do que elas queriam que você fosse e ali
listavam diversas profissões que poderiam render muito dinheiro
e prestígio social.

Talvez você tenha escolhido um meio de ganhar a vida pensando


no dinheiro em primeiro lugar. Depois você começou a se
acostumar com isso e foi esquecendo os sonhos de infância.

Só que os sonhos de criança, as coisas que você realmente amava


fazer, continuam dentro de você. Jamais serão esquecidas pelo
seu inconsciente.

O problema é que neste modelo de mundo que alguém criou antes


de você nascer, precisamos pagar muitas contas para viver.
6
Tirando o ar que respiramos, tudo precisa ser pago. Esse é o preço
pela colaboração do outro. Se não existissem tantos serviços e
produtos para comprar, certamente você seria obrigado a viver no
meio da selva, como nossos antepassados mais distantes viveram,
em um tempo onde não existia dinheiro e todos os produtos e
serviços que o dinheiro pode comprar.

No meu caso pessoal, logo eu percebi que seria bem difícil ter
uma vida boa fazendo aquilo que eu gostava de fazer na minha
infância que era ler, aprender, escrever e ensinar.

Gostar de uma coisa, não significa que você é bom fazendo essa
coisa. Sempre gostei de escrever, mas nunca escrevi bem.
Depender da escrita poderia ser um desastre financeiro.

Por isso, resolvi aproveitar outras habilidades que eu tinha e que


eram mais valorizadas.

Ainda muito jovem, eu percebi que se trabalhasse durante uma


parte da minha vida com foco exclusivo na conquista da minha
independência financeira, poderia trocar o trabalho por dinheiro
por um trabalho que fosse mais gratificante, sem me preocupar
tanto com a renda que ele poderia gerar, já que eu teria outras
fontes de renda geradas pelos meus investimentos.

Foi isso que fiz. Antes fazer o que gosto que é escrever, aprender
e ensinar, eu me tornei um empresário e tive empresas de
tecnologia.

7
Consegui meu primeiro emprego com 19 anos, antes mesmo de
entrar na faculdade. Trabalhei dentro de uma empresa de
tecnologia, quando a internet estava começando no Brasil. A
experiência que eu tinha com computadores era mais valiosa do
que formações acadêmicas, já que as tecnologias que eu
dominava eram tão novas que ainda não existiam profissionais
qualificados saindo das universidades.

Depois de um ano trabalhando como funcionário, percebi que


dificilmente me tornaria financeiramente independente através de
um emprego de salário fixo. Eu podia muito mais e a empresa não
oferecia espaço para o meu crescimento.

Como era muito jovem, tive que me emancipar para abrir a minha
primeira empresa de tecnologia, que funcionava dentro de um
quarto da casa dos meus pais.

Foi uma decisão acertada. Podia prestar meus serviços para


empresas do país inteiro pela internet, logo nos primeiros anos de
internet comercial no Brasil.

Comecei a buscar todo conhecimento necessário para me tornar


um investidor. O meu trabalho era o meu investimento número 1.
Todos os meses eu separava uma parte da minha renda para
construir outros investimentos capazes de gerar renda passiva, ou
seja, renda que não dependesse do meu trabalho diário.

Os investimentos financeiros que você faz através dos bancos,


corretoras, bolsa de valores e imóveis são fontes de renda passiva.
8
Comecei a me especializar no assunto. Tomei a decisão de fazer
faculdade de administração de empresas e não mais de alguma
área de tecnologia. Os conhecimentos sobre o mundo dos
negócios me ajudam todos os dias para tomar decisões sobre
meus investimentos e meus negócios.

Já li muitos livros sobre investimentos, tenho uma grande


biblioteca particular sobre o tema. Depois da faculdade, fiz vários
cursos e treinamentos que estenderam meus conhecimentos sobre
o mundo dos investimentos financeiros.

Depois de 15 anos trabalhando, poupando e investindo, o trabalho


se tornou opcional. A renda passiva dos meus investimentos me
permitia fazer escolhas e escolhi fazer o que eu realmente gosto
que é escrever e ensinar as pessoas.

Vendi minha carteira de clientes, fechei a minha empresa de


tecnologia. Embora já praticasse minha paixão como um hobby,
que era escrever, passei a escrever artigos, livros e a manter um
blog sobre educação financeira na internet chamado Clube dos
Poupadores. Sem as obrigações de manter uma empresa para
viver de sua renda, pude começar a fazer o que gosto em tempo
integral, sem nenhuma preocupação inicial com relação ao
dinheiro.

Hoje o Clube dos Poupadores é o site independente sobre


educação financeira mais visitado do Brasil. O site é
independente por estar 100% livre de qualquer propaganda ou

9
patrocínio de instituições financeiras como bancos, corretoras,
financeiras e outras empresas do setor.

Já perdi a conta da quantidade de propostas que recebi das


instituições financeiras. Neguei e continuo negando todas as
propostas, pois, felizmente não preciso do dinheiro deles para
manter o site. Essa é a grande diferença do projeto que
desenvolvo.

A minha independência financeira me da a liberdade de fazer o


que eu gosto de fazer, de forma livre, sem a interferência de
qualquer instituição patrocinadora, pois eu não deles para me
comunicar com os meus leitores.

É esse o tipo de liberdade completa e amplia que eu gostaria de


motivar você a conquistar na sua vida financeira e profissional.

É muito poderoso poder fazer o que você quiser com o seu tempo,
falar e pensar o que você quiser sem qualquer preocupação com
chefes, patrões, patrocinadores ou qualquer um que queira ditar o
que você deve fazer em troca de dinheiro.

Para alguém que trabalha com a transmissão de ideias e


pensamentos para um público, como um escritor, nada é mais
valioso que a total liberdade.

Colocaram na sua cabeça que felicidade é ter casas cada vez


maiores, carros cada vez mais luxuosos e um salário muito alto
para que você o gaste inteiro, todos os meses, comprando muitas

10
coisas que os outros dizem que você deveria ter para ser feliz. São
coisas que quebram, perdem valor, se desatualizam e saem da
moeda em uma velocidade frenética. Se você acreditar nessa
história, passará a vida correndo atrás de tudo isso, cada vez mais
rápido e dependente de mais dinheiro para recomprar tudo
novamente.

Não é nada disso. Felicidade é liberdade. A verdadeira felicidade


é ser livre para fazer o que quiser como seu tempo, é ser livre para
pensar, falar e fazer sem dever satisfação para ninguém. Ser feliz
também é comprar, mas comprar com inteligência, comprar as
coisas que você realmente gosta, precisa e que tornam a sua vida

11
verdadeiramente melhor e não comprar as coisas que os outros
motivam você a comprar por impulso.

A independência financeira é a chave para ser você mesmo e fazer


o que você quiser com o seu dinheiro e principalmente com o seu
tempo livre.

Sua jornada

O caminho da independência financeira é uma jornada longa que


pode demorar muitos anos ou até mais de uma década. Ser
financeiramente independente não é ser rico, é ser livre.

Algumas pessoas precisam de mais para manter uma vida livre


seguindo um estilo simples de viver, outras precisam de mais por
ainda estarem dependentes de um estilo de vida sofisticado para
se sentirem bem.

Eu posso garantir que durante a jornada, muita coisa vai mudar


na sua mente. Aquele que vai começar a planejar a própria
independência financeira, no dia de hoje, vai mudar muito
durante a caminhada e isso será surpreendente para você.

Você começa a jornada, mas quem vai terminar será uma versão
melhorada de você.

12
Por isso, o mais importante de tudo é ter a devida motivação e os
conhecimentos iniciais para começar a jornada o mais rápido
possível, pois o tempo é um fator muito importante.

O meu papel aqui é motivar você a dar os primeiros passos,


guiando com as primeiras dicas, conhecimentos e ferramentas. Eu
só não posso caminhar por você, a caminhada é sua.

As respostas para as perguntas que permitem iniciar a jornada


estão dentro de você. Vamos começar a tirar essas respostas de
você agora mesmo.

Espero que esse pequeno livro tenha chegado nas mãos da pessoa
certa, no momento certo e que meu esforço seja recompensado
com mais uma vida transformada.

Esse livro será a sua porta de entrada para o início de um processo


de conhecimento, enriquecimento e liberdade através da
independência financeira.

13
O que você quer ser quando for livre?

Você só terá força de vontade suficiente para fazer todos as


escolhas e esforços necessários para percorrer a sua jornada de
independência financeira se souber exatamente onde quer chegar.

A independência financeira é apenas o caminho. Ela não é o ponto


de chegada. O seu destino é aquilo que você pretende ser e o que
pretende fazer quando tiver de volta o seu tempo, quando possuir
fontes de renda passiva que independem do seu trabalho e
liberdade para tomar decisões.

É esse sonho que existe dentro de você que vai te motivar a


percorrer a jornada pelos caminhos da poupança, dos
investimentos e da independência financeira.

Eu não sei quais são os seus sonhos. Cada pessoa tem os seus,
mas talvez nem você se lembre mais quais são os seus sonhos
primordiais, aqueles que existem em você desde o princípio de
tudo.

Recebemos tantas influências dos nossos pais, amigos, parceiros,


mídia e da sociedade que passamos a sonhar com uma vida
idealizada por eles, cheia de padrões e limitações impostas pelos
outros.

14
Ainda na juventude começamos a esquecer de tudo que realmente
gostamos. Com o tempo, passamos a acreditar que precisamos
buscar um sonho, quando na verdade esse sonho já está dentro de
nós e precisa ser reencontrado.

Aquele que resolve procurar sonhos do lado de fora, acaba


encontrando os sonhos padronizados, pois o mercado vive de
vender “sonhos enlatados” que normalmente exigem muito
dinheiro.

O que você realmente quer ser ou fazer quando for livre estava
acordado em você até os 10 anos de idade. É isso que muitos
especialistas da mente humana dizem em suas pesquisas recentes.
Com o tempo, nossos sonhos adormecem. Talvez isso que você
sonhou na infância possa se relacionar em uma nova profissão ou
com um estilo de vida que você poderá exercer livremente no
futuro, quando for independente.

Você lembra aquela brincadeira onde você ligava os pontos no


papel até formar um desenho? Talvez seja uma questão de olhar
para o seu passado e começar a “ligar os pontos” para ver qual
desenho se forma.

No meu caso, quando ligo os pontos de minha vida, todos eles


ajudaram a desenhar esse momento, em que estou aqui
escrevendo meus livros para ajudar pessoas como você.

15
Cada decisão, cada dia da sua vida, foi como um ponto em uma
folha de papel. Ligar esse ponto significa traçar a sua obra
prima, que nada mais é do que a sua própria vida.

Reflita sobre o que você sonhava fazer quando era criança.


Certamente esse sonho é sobre algo que você faria até de graça.
É algo que você poderia fazer hoje com grande facilidade, prazer

16
e gosto. É algo tão comum, que você faz com tanta facilidade, que
você nem poderia chamar de trabalho.

É esse tipo de coisa natural, que você adora ou adoraria fazer, que
deveria ser o seu objetivo quando você for realmente livre para
fazer o que quiser sem pensar no dinheiro.

Conserve com seus familiares, pai, mãe, irmãos, amigos antigos.


Eles podem te ajudar a lembrar seus sonhos de infância ou sonhos
que você deixou pelo caminho.

Observe também que tipo de coisa as pessoas te pedem ajuda.


Deve ser uma coisa que você faz com gosto, as pessoas gostam
quando você faz e te agradecem. Talvez isso seja seu talento, o
seu verdadeiro dom.

17
Descobrindo o grande motivo

Se você ainda não tem clareza sobre qual é o seu grande motivo,
aquilo que tornará válido todo o esforço e tempo necessário para
atingir a sua independência financeira, irei propor um exercício
que ajudará nessa tarefa. São duas reflexões que você deve fazer.

1) Primeira reflexão: se o dinheiro deixasse de ser um


problema na sua vida, o que você faria? Imagine que você
ganhou um grande prêmio na loteria. Você pode ficar o
resto da vida sem trabalhar por dinheiro e mesmo assim
terá recursos suficientes para viver bem. Nos primeiros
anos, você comprou coisas que sonhava, ajudou pessoas
que gostava e viajou para onde queria. Agora você precisa
definir qual atividade você fará todos os dias para
continuar se sentindo útil. O que você faria pelo resto da
vida, se sentindo útil para todos, sem pensar em dinheiro?
2) Segunda reflexão: imagine que você acaba de ser
diagnosticado com uma doença terminal, sem cura e você
só terá mais 5 anos de vida. Você tem uma boa poupança
e não vai precisar se preocupar com dinheiro durante esse
tempo que resta. O que você vai fazer para ocupar o seu
tempo durante esses 5 anos finais?

Se as respostas são as mesmas ou parecida, isso significa que esse


provavelmente é o seu grande sonho. É um ótimo motivo para

18
você atingir a sua independência financeira. Embora ninguém
queira se lembrar disso, o fato é que todos nós temos uma vida
que caminha para o fim, pois tudo que vive um dia terá seu fim.

Outras reflexões que podem ajudar:

O que você faz que te dá empolgação, que te deixa feliz e que


você faria todos os dias se não dependesse do dinheiro?

Você tem dons que os seus amigos e familiares valorizam? Algo


que você faz com prazer e facilidade, que ajuda as pessoas de
alguma forma e que você se orgulha de fazer bem?

A vida financeira e profissional que você tem hoje te ajuda a fazer


mais ou menos dessas coisas que você tanto gosta? Como você se
sente fazendo o que você não gosta apenas pelo dinheiro que isso
rende? Como você vai se sentir quando tiver a liberdade de fazer
só o que você gosta de fazer?

Não se incomode caso não consiga uma resposta imediata para as


coisas que vão te motivar a atingir a sua independência financeira,
pois você tem dias, meses, anos para pensar sobre isso.

O importante é manter essas reflexões vivas dentro de você, pois


dessa forma as respostas virão naturalmente com o passar do
tempo.

19
Como juntar muito dinheiro

Para juntar dinheiro, sem desistir no meio do caminho, você


precisa de quatro coisas:

1. um bom motivo,
2. um objetivo claro,
3. um plano e
4. um meio de controle para saber se está no caminho certo.

Juntar dinheiro é como iniciar uma jornada. Se você não tem um


motivo, o sacrifício não valerá a pena e você acabará desistindo
logo no início. Mesmo tendo um bom motivo, o objetivo precisa
ser bem claro e realista, pois é a partir dele que você adotará um
plano.

O que motiva juntar dinheiro


Fiz uma pesquisa para descobrir o que motiva os brasileiros a
juntar dinheiro. Usei como base as palavras que as pessoas mais
pesquisam nas buscas da internet. O gráfico abaixo mostra um
índice de buscas (0-100), semanal, sobre "juntar dinheiro"
realizadas pelos brasileiros nos últimos 5 anos.

Os picos no gráfico abaixo ocorrem no início de cada ano, que é


justamente quando as pessoas fazem planos sobre futuro. A
preocupação com o ato de juntar dinheiro parece crescente.

20
Quando as pessoas buscam sobre "como juntar dinheiro" elas
agregam palavras relacionadas com aquilo que as motivam a
juntar dinheiro. Na pesquisa que fiz, as pessoas mostraram que
querem juntar dinheiro para:

• Viajar;
• Casar;
• Construir;
• Comprar terreno;
• Comprar um IPhone; 😲
• Pagar a formatura;
• Morar junto;
• Morar sozinho;
• Comprar celular;

Esses são os motivos mais comuns que levam o brasileiro a


buscar informações sobre como juntar dinheiro. Podemos dividir
o interesse das pessoas em grupos:

21
• O grupo dos que querem juntar dinheiro para comprar
algum imóvel, casa, terreno ou construir devido a
mudanças que estão realizando na vida como: primeiro
emprego, casamento, separação, aposentadoria, etc.
• O grupo dos que querem juntar dinheiro para comprar
telefones caros ou objetos que normalmente são
adquiridos para ostentar uma riqueza fantasiosa.
• O grupo dos que querem juntar dinheiro para pagar
alguma festa ou experiência como festa de casamento,
festa de formatura ou uma viagem internacional.

Encontrei poucos registros de buscas sobre juntar dinheiro para


abrir um negócio, fazer uma faculdade, investir, atingir a
independência financeira, conquistar uma aposentadoria
antecipada ou outros termos relacionados com alguma forma de
prosperidade financeira. Quase tudo que encontrei estava
relacionado com o consumismo. Parece existir pouco interesse
pela busca de conhecimentos que permitam enriquecer, de tal
forma que não seja necessário mais juntar dinheiro ou se
endividar para comprar um simples celular ou fazer uma viagem.

Não importa se você quer juntar dinheiro para comprar um objeto


caro ou se quer juntar para investir e atingir a independência
financeira (como mostrei neste livro). É uma escolha pessoal, mas
nos dois casos você terá que abrir mão do consumo de 100% da
sua renda, para poder poupar uma parte disso. Nos dois casos
você terá que buscar conhecimentos para obter uma rentabilidade
maior nos seus investimentos ou para aumentar a sua renda
mensal. Nos dois casos você terá que ter paciência e disciplina.

22
Plano para juntar dinheiro
Para juntar dinheiro você precisa estabelecer limites para as suas
despesas ou precisa aumentar sua renda sem aumentar suas
despesas na mesma proporção.

Você já deve ter observado que a sua renda mensal é limitada,


mas seus desejos materiais e sonhos de consumo são ilimitados.

Controlar e reduzir despesas é algo que pode ser feito


imediatamente. Aumentar a sua renda é um plano de prazo mais
longo.

Uma boa forma de disciplinar as suas despesas é estabelecer


limites através de uma regra. Para exemplificar vamos adotar a
"Regra 50-30-20". Ela vai estabelecer quanto você poderá gastar
da sua renda em cada segmento:

1. Despesas básicas = 50% da sua renda


2. Estilo de vida = 30% da sua renda
3. Investimento para atingir um objetivo futuro = 20% da
sua renda

Usando a regra 50-30-20 você destinará 50% da sua renda para


o pagamento de despesas básicas como com alimentação, saúde,
água, luz, transporte, etc.

Para manter o seu estilo de vida você terá 30% da sua renda. A
despesa com a manutenção do seu estilo de vida é toda despesa
que não é essencial para a sua sobrevivência, mas que torna a sua
vida mais agradável, confortável ou divertida. São despesas que
você reduziria ou cortaria diante de um problema financeiro como

23
uma demissão do seu emprego. Exemplo: despesas com moda,
bares, tv por assinatura, festas, restaurantes, salão de beleza,
academia, pequenas viagens, presentes, luxos, etc.

Os 20% que restam serão capitalizados, ou seja, você irá poupar


para poder investir, ganhar juros e atingir o objetivo que você
traçou para ser atingido no futuro.

Você deve estar pensando sobre qual critério existe para essa
divisão de 50% para despesas, 30% para estilo de vida e 20% para
investir.

Os bancos e outras instituições financeiras utilizam como regra


só comprometer 20% ou 30% da renda familiar de seus clientes
com o pagamento de prestações de uma dívida.

Exemplo: quando você compra um imóvel financiado o banco só


empresta a quantia que, dentro de um determinado prazo e taxa
de juros, resulte em prestações mensais que não sejam maiores do
que 30% da sua renda familiar. Eles sabem, através de pesquisas,
que a maioria das pessoas consegue ajustar o seu custo de vida
para que 30% da renda mensal possa ser usada para o pagamento
de prestações, taxas e juros de uma dívida.

Ao comprometer mais do que 40% da renda, as pessoas começam


a passar dificuldades para manter suas despesas básicas e estilo
de vida e isso pode resultar em inadimplência.

No nosso caso, como a proposta é juntar dinheiro, comprometer


uma parcela grande da renda no ato de juntar dinheiro pode
resultar em desistência.

24
Usando esse princípio, teoricamente, você poderia poupar e
investir o seu próprio dinheiro comprometendo entre 20% e 30%
da sua renda.

A vantagem de investir seu próprio dinheiro é que no lugar de


pagar juros para o banco, você vai receber juros do banco
enquanto investe para atingir um objetivo

Desenvolvi um simulador online para que você possa estabelecer


o percentual de quanto irá gastar com despesas básicas e estilo de
vida para poder sobrar algo para investir.

O simulador vai informar quanto tempo você deverá esperar para


atingir o seu objetivo utilizando como base o quanto você poderá
investir mensalmente e a taxa de juros que os seus conhecimentos
permitem ter.

Visite o simulador e criar seu plano para juntar dinheiro.

25
26
Faça suas simulações
Viste a página do simulador clicando aqui. No campo "Renda
Atual" você deve informar qual é a sua renda familiar ou o total
de quanto você ou sua família ganha todos os meses com todos
os impostos descontados.

Agora informe qual percentual você quer ou pode gastar com


"Despesas básicas". Neste exemplo acima determinamos o
limite de 50% da renda. Você pode estabelecer qualquer valor.
Quanto menor a renda familiar das pessoas e maior for a família,
uma maior parte da renda ficará comprometida com despesas
básicas. Esse é o maior problema das famílias de baixa renda. É
necessário investir em qualificação para aumentar a renda
proveniente do trabalho.

No campo "Estilo de vida" determine quanto você quer ou pode


gastar para manter o seu atual estilo de vida. Suas despesas
básicas e estilo de vida juntas não devem passar de 100%. No
exemplo utilizamos o percentual de 30%. Esse é o maior
problema da classe média. Famílias com renda elevada costumam
gastar grande parte do que ganham mantendo um estilo de vida
caro e sofisticado, muitas vezes com uma preocupação muito
voltada para a manutenção das aparências. É comum as famílias
mergulharem em dívidas relacionadas com a compra de carros de
padrão elevado, imóveis de padrão elevado, móveis, eletrônicos,
roupas e acessórios de marcas luxuosas. Isso ocorre quando o
custo do estilo de vida se torna maior que a renda familiar. Uma
reavaliação sobre quanto você gasta para impressionar as pessoas,
ostentando um estilo de vida sofisticado incompatível com sua
renda familiar, pode ser o início de uma reflexão sobre a maneira
como você gasta tudo que ganha.

27
O campo "Investir" será calculado automaticamente. Somente
quando suas despesas básicas e custos com estilo de vida são
menores que a sua renda é possível juntar algum dinheiro para
investir. No nosso exemplo estabelecemos 50% para despesas
básicas, 30% para a manutenção do estilo de vida e isso resultou
em 20% da renda para poupar e investir para atingir o seu objetivo
no futuro. Você pode aumentar o percentual para investir quando
você consegue aumentar sua renda ou diminuir suas despesas.

No campo "Rentabilidade" você deve informar quanto é a


rentabilidade dos seus investimentos acima da inflação. Se você
só sabe fazer investimentos básicos como poupança ou
investimentos indicados por gerentes de banco: títulos de
capitalização e fundos de renda fixa com taxas administrativas
elevadas, você dificilmente terá uma rentabilidade acima da
inflação. Quanto mais conhecimento você tiver sobre
investimentos, menos você dependerá das opiniões dos outros
sobre onde investir e maior será a rentabilidade dos seus
investimentos. No exemplo utilizamos 0,5% por mês acima da
inflação. Teste rentabilidades maiores e observe o impacto
positivo. Invista em conhecimentos sobre como investir.

No campo "Objetivo" você deve informar o valor que pretende


ter no futuro. No exemplo adotamos o valor de R$ 50 mil. É o
equivalente a 10 vezes a renda familiar. Se você não tem uma
reserva de dinheiro para emergências e sempre que ocorre uma
eventualidade você enfrenta problemas financeiros e dívidas,
considere a possibilidade de adotar como seu primeiro objetivo,
construir uma reserva de emergência. Isso vai salvar você de
dívidas e pagamento de juros elevados durante a vida. Vai
permitir uma tranquilidade financeira maior na sua vida. Sua
reserva de emergência pode ser entre 6 e 12 vezes a sua renda

28
mensal. Você pode estabelecer o objetivo que quiser. Sonhar e
simular não custa nada.

Resultado do exemplo:

No exemplo, você pode observar que será necessário esperar 44


meses e meio ou 45 meses arredondados para atingir o objetivo
de juntar R$ 50 mil investindo 20% de uma renda de R$ 5 mil
com juros de 0,5% ao mês. O objetivo de R$ 50 mil será atingido
em menos de 4 anos. Você terá poupado R$ 44.540,49 da sua
renda e receberá R$ 5.459,41 de juros. Isso significa que 89,08%
do objetivo será atingido com o esforço das economias mensais e
10,92% será atingido graças aos juros sobre juros que serão
recebidos nesses quase 45 meses de economia.

Outros exemplos:

Experimente reduzir o custo com seu estilo de vida de 30% para


10% na simulação do exemplo. Você verá que o objetivo será
atingido em 2 anos e não em quase 4 anos como no exemplo
anterior. Agora mantenha o estilo de vida consumindo 10% e
troque o objetivo de R$ 50 mil para R$ 500 mil. Esse objetivo de
meio milhão será atingido em pouco mais de 13 anos. Para
conquistar R$ 1 milhão serão necessários pouco mais de 20 anos.
Experimente trocar a rentabilidade de 0,5% por valores maiores
como 0,8% ou 1% ao ano e verifique o impacto dessa mudança
na redução do tempo necessário para atingir o seu objetivo.

Você pode fazer incontáveis simulações com rendas maiores ou


menores. Leve em consideração que você pode aumentar sua
renda com o passar do tempo. Você pode investir em qualificação
ou empreender para aumentar o valor da sua hora trabalhada.

29
Você também pode adotar outras regras como 50-30-20, 50-10-
40, 50-0-50 ou pode criar a sua própria regra livremente com base
na sua realidade, seu custo e estilo de vida.

A ideia não é impor uma regra, o importante aqui é motivar você


a pensar sobre essas questões.

No livro Independência Financeira eu compartilho toda a minha


bagagem de conhecimentos e diversas ferramentas para definir
objetivos, planejar, simular e controlar a sua jornada até sua
independência financeira. Recomendo que você leia esse livro.
Ele é a porta de entrada para todos os meus outros livros.

Controle das variáveis


Temos controle sobre todas as variáveis que determinam o nosso
sucesso financeiro.

Ganhar mais exige investimento em educação e qualificação


profissional para que a sua hora trabalha se torne valorizada pela
sociedade.

Poupar mais exige mais educação financeira, pois quando usamos


nosso dinheiro com inteligência temos mais por menos.

Conseguir boa rentabilidade nos seus investimentos também


depende dos conhecimentos sobre como investir melhor. Todas
as variáveis para atingir os seus objetivos financeiros, no menor
tempo possível, dependem de investimentos na sua educação.

30
Os seus resultados financeiros são uma consequência das coisas
que você já sabe e das que ainda precisa aprender.

Para parecer rico você só precisa trabalhar como louco, antecipar


a compra dos símbolos de riqueza do imaginário popular,
através das dívidas, e depois pagar suas prestações rigorosamente
em dia para não sujar o próprio nome.

Já para ser rico de verdade, sem fantasia, sem atalhos e por meios
justos e honestos, você precisa aprender a ganhar mais, poupar
uma parte e investir melhor.

Você também vai precisar desenvolver virtudes como a paciência


e disciplina. Será obrigado a aprender sobre investimentos para
que o seu dinheiro renda acima da média. Vai dedicar tempo aos
estudos, especialmente no começo quando as barreiras de entrada
são evidentes.

31
A estrada dos caminhos tortuosos tem entrada livre e esconde suas dificuldades futuras. Já o
caminho reto exige um grande esforço inicial.

Para atingir a riqueza material de verdade você terá que aceitar


uma realidade que para muitos é dura. Você não será rico
mudando a embalagem. Carro é embalagem. Roupas de grife é
embalagem. Apartamento grande, entulhado de móveis e coisas
caras é embalagem. Riqueza você constrói enriquecendo o
conteúdo, não enriquecendo a embalagem.

Temos um grande problema quando você começa a acreditar que


você é a embalagem e não o conteúdo. Neste momento, a
embalagem passa a controlar a sua vida e você permite que a
loucura da encenação social comece a interferir em decisões
financeiras que não aceitam fantasias.

32
O objetivo da independência financeira não é criar condições para
que você simule riqueza. O objetivo da independência financeira
é fazer você ser livre.

Uma vida luxuosa é uma vida onde você faz aquilo que você gosta
livremente, sem qualquer preocupação com o julgamento dos
outros ou a definição deles sobre o que é luxo para eles.

Quando, ao longo da vida, você criar diversas fontes de renda


passiva como: investimentos financeiros, investimentos em
empresas, ações, imóveis, etc; você terá o fluxo de renda que
precisa para ser mais livre.

Além de ter o seu tempo de volta, você ainda terá os recursos


financeiros que precisa para realizar tudo que deseja realizar, ser
ou ter durante a vida.

Próximo passo

Parabéns por chegar aqui. Esse livro é a base para o primeiro


passo. Se você conseguiu refletir sobre tudo que deseja ser, fazer
e ter quando atingir a sua independência financeira, isso significa
que agora você tem motivos fortes para se comprometer e
continuar dando os próximos passos.

Se você tem bons motivos para ser mais livre, você já entende o
grande valor que isso representa.

33
O próximo passo exige um nível de aprofundamento maior,
simulações, alguns cálculos e um plano bem definido para que
você possa começar a construir a sua independência financeira
ainda hoje.

Escrevi um livro com tudo que você precisa para dar os próximos
passos.

Tenho um presente para você:


Baixe o sumário e o primeiro
capítulo do meu livro,
gratuitamente (clique aqui)!

Não perca tempo. Não pare os


seus estudos agora. O tempo
perdido vai contra a sua
independência financeira.

Quanto mais rápido você


começar a executar o seu
projeto pessoal de
independência financeira,
menor será o esforço necessário para atingir a sua liberdade nos
próximos anos.

Desejo muito sucesso para você,

um abraço,
Leandro Ávila
Clube dos Poupadores

34