Você está na página 1de 23

PASTORAL FAMILIAR

Pastoral Familiar como


serviço á Evangelização

Resposta da Igreja às causas de problemas


que agridem a família.
Resposta da Igreja às causas de
problemas que agridem a família.

Faz anos recordava aos Bispos do Brasil essa


prioridade e centralidade da Pastoral
Familiar, com umas palavras que hoje têm
uma maior atualidade e uma mais pungente
necessidade de se pôr em prática: Em cada
Diocese – vasta ou pequena, rica ou pobre,
dotada ou não de clero – o Bispo estará
agindo com sabedoria pastoral, estará
fazendo “investimento” altamente
compensador, estará construindo, a médio
prazo, a sua Igreja particular, à
João Paulo II, AOS BISPOS DO BRASIL

• à medida que der o máximo apoio a uma


Pastoral Familiar efetiva” (Diretrizes aos Bispos
do Brasil, n.5) A Pastoral Familiar – a nível
paroquial, diocesano e nacional – deve
considerar-se, não apenas uma opção entre
outras, mas uma premente necessidade que
virá a ser como foco irradiador dos valores
cristãos da nova evangelização, no próprio
âmago da sociedade onde a família está
radicada; é ela que dará estabilidade ao longo
do tempo do esforço evangelizador.
• João Paulo II aos Bispos do RS2 em visita “Ad Limina”
Exortações
• “Num momento histórico em que a família é alvo
de numerosas forças que a procuram destruir ou
de qualquer modo deformar, a Igreja, sabedora de
que o bem da sociedade e de si mesma está
profundamente ligado ao bem da família, sente de
modo mais vivo e veemente a sua missão de
proclamar a todos o desígnio de Deus sobre o
matrimônio e sobre a família, para lhes assegurar a
plena vitalidade e promoção humana e cristã,
contribuindo assim para a renovação da sociedade
e do próprio Povo de Deus” FC 3.
• Que forças são essas?

5
Exortações

• “É preciso empregar todas as forças para que a


Pastoral Familiar se afirme e se desenvolva,
dedicando-se a um setor verdadeiramente
prioritário, com a certeza de que a
evangelização, no futuro, depende, em grande
parte, da Igreja doméstica” (FC 65; Puebla 438;
CNBB, Diretrizes gerais da ação pastoral da
Igreja no Brasil, 1991-94, nº 217).
Exortações

• “É necessário fazer da Pastoral Familiar


uma prioridade básica, sentida, real e
atuante. Básica, como fronteira da nova
evangelização. Sentida, isto é, acolhida e
assumida por toda a comunidade
diocesana. Real, porque será respaldada,
concreta e decididamente, pelo bispo
diocesano e por seus párocos. Atuante,
ou seja, deve estar inserida numa pastoral
orgânica”. (SD 64)
Visão prática da resposta da Igreja
PASTORAL FAMILIAR

1. O que é?
2. Qual a finalidade?
3. Como é organizada na
paróquia?
4. Quem deve pertencer à PF?
5. Métodos de trabalho na PF.
6. Quais os principais conteúdos?
As estruturas pressionam a
família
Refletimos sobre as formas de pressão
sobre a família e as causas das
mesmas.
SISTEMA
ECONÔMICO

MCS FAMÍLIA CULTURA

ESTADO
Pastoral Familiar

• É a resposta da Igreja às dificuldades da


família hoje.
• Para ser eficaz deve atuar nas causas dos
problemas.
• Discernir o que é especificidade da PF e o
que são áreas de atuação articuladas com
outras forças da Igreja e de fora.
• O entendimento do conceito de PF melhora
com o aprofundamento da visão da realidade
da família e de seu papel para o bem da
pessoa e da sociedade.
1. O que é Pastoral Familiar?

 A PF é um serviço da Igreja, de apoio à


família, para que esta, a partir de sua
realidade, possa existir e viver
dignamente, crescer em seus
relacionamentos e formar as novas
gerações conforme o plano de Deus.
 PF enfoca questões político-sociais mais
amplas. A área mais específica da PF é a
que trata dos relacionamentos
evangélicos:
O que é a Pastoral Familiar?

 Relacionamentos próximos: da pessoa


com Deus, consigo e com o cônjuge;
destes com os filhos; entre todos os
familiares; da família com a comunidade.
 Relacionamentos mais amplos: com a
sociedade e das estruturas sociais com a
família.
 A PF necessita de organicidade e de
articulações. Esta necessidade cresce
quando enfoca questões político sociais
mais amplas.
2. Qual a finalidade da PF?

• Desenvolver a consciência de que o


existir e viver dignamente, é direito e
dever natural e inviolável da família.
• Despertar a consciência de que a
família baseada no matrimônio cristão
é a primeira e mais importante escola
de humanismo, de vivência comunitária
e social. É o primeiro núcleo
evangelizador.
2. Qual a finalidade da PF?

• Formar clara consciência de que o


Matrimônio é para o bem dos cônjuges
e para a geração e formação da prole.

• Inserir na vida familiar, como valores


pessoais, para o bem de seus
membros, os valores evangélicos de
relacionamentos.
2. Qual a finalidade da PF?

• Refletir com as famílias sobre os


problemas por elas vividos e identificar
suas causas e conseqüências.
• Despertar e/ou aprimorar a consciência
comunitária e a ação missionária na
família.
• Motivar a família para evangelizar
famílias.
2. Qual a finalidade da PF?

• Promover oportunas articulações


dentro e fora da Igreja para atingir os
objetivos da PF.
• Testemunhar o valor do sinal
sacramental.
• Apoiar as famílias na educação da
sexualidade.
• Difundir o valor da família cidadã.
2. Qual a finalidade da PF?

• Ajudar as famílias em situações


especiais.
• Preparar a população para o
Matrimônio e vida matrimonial.
• Constituir equipes, formar,
planejar e executar atividades de
PF.
ABRANGÊNCIA DA PF e
alianças NECESSÁRIAS

sociedade
comunidade
família
Casal
Alianças pf eu
SETORES

• PRÉ- MATRIMONIAL

• PÓS-MATRIMONIAL

• CASOS ESPECIAIS
SETORES

• PRÉ-MATRIMONIAL
M
• TRÊS MOMENTOS – A
T

• PREPARAÇÃO REMOTA R
I
• PREPARAÇÃO PRÓXIMA
M
• PREPARAÇÃO IMEDIATA Ô
N
I
O
SETORES

PÓS-MATRIMONIAL
• CASAIS RECÉM CASADOS
• PAIS DE CRIANÇAS PEQUENAS
• FAMÍLIAS E PROBLEMÁTICA DA
ADOLESCÊNCIA
• CASAIS EM CRISE
• FAMÍLIAS CARENTES
• CASAIS IDOSOS, DOENTES ETC.
SETORES

CASOS ESPECIAIS
• CIRCUNSTÂNCIAS PARTICULARES
(FAMÍLIA DE EMIGRANTES, FAMÍLIAS SÓ COM PAI
OU MÃE, FAMÍLIAS EM QUE UM DOS CONJUGES SE
AUSENTA POR PERÍODO LONGO, MÃES
SOLTEIRAS...)
• MATRIMÔNIOS MISTOS

• SITUAÇÕES IRREGULARES CIVIS E


RELIGIOSAS (MATRIMÔNIO À EXPERIÊNCIA,
UNIÕES LIVRE DE FATO, CASADO SÓ NO CIVIL...)
FIM