Você está na página 1de 4

Mudras, os gestos sagrados que beneficiam

a saúde

Mudras são gestos feitos com as mãos para direcionar a energia no corpo durante a
meditação. De origem sânscrita, significam “gestos”, “selos” ou “chave”.
Nas filosofias Ayurveda e no Yoga, os dedos representam os cinco elementos:

 Polegar: fogo;
 Indicador: ar;
 Médio: éter (Akasha);
 Anular: terra;
 Mínimo: água.
Assim, cada um destes elementos, ao entrar em contato com a energia do fogo (polegar)
e juntamente com exercícios respiratórios (pranayamas), iniciam uma corrente
magnética que estabiliza o corpo, criando equilíbrio e promovendo a cura.
Conheça alguns mudras:
No Oriente, estes gestos são considerados sagrados por diversas religiões, e
utilizados durante a meditação, fixando a mente em um estado particular.
 Vayu Mudra (mudra do Ar): ideal para relaxar e manter a mente livre de
ansiedade e estresse. Elimina também o ar do estômago, auxiliando na digestão. A
base do dedo polegar fica posicionada sobre o indicador e os outros dedos
esticados, voltados para cima.
 Apana Vayu Mudra: indicado para evitar problemas cardíacos e de pressão alta.
O dedo indicador se dobra e toca a base do polegar: o dedo indicador toca as pontas
dos dedos médio e anular. O dedo mínimo fica esticado.
 Anjali Mudra: mãos unidas diante do peito, em forma de prece, dedos apontando
para cima. Também pode ser feito diante da testa (altura do chacra do terceiro olho)
ou acima da cabeça (chacra coronário). É o gesto de oração, reverência ou
oferenda. No Reiki, a meditação Gassho é praticada com esse gesto, focando a
atenção nas sensações vindas das pontas dos dedos médios.
Como ativar os chacras
Para ativar os chacras principais do corpo, existem mudras específicos; procure manter
uma postura relaxada, sentado de maneira confortável. Volte a atenção para as
sensações vindas de cada gesto, mantendo a respiração tranquila. Cada mudra deve ser
mantido por pelo menos 15 minutos, para melhor usufruir dos resultados:
 Chacra básico: braços apoiados nas pernas, mãos na altura dos joelhos, polegar e
dedo indicador unidos.
 Chacra Umbilical (sacro): mãos apoiadas no colo, palmas voltadas para cima,
deixe a mão direita apoiar na mão esquerda, polegares se tocam.
 Chacra do Plexo Solar: unir as mãos como um forma de prece, na altura entre o
coração e o estômago, dedos apontados para a frente, dedos polegares cruzados
 Chacra Cardíaco: unir dedo polegar e indicador da mão direita, deixando que eles
toquem o centro do peito, na altura do coração. A mão esquerda deve ficar apoiada
no joelho.
 Chacra: Laríngeo: mãos colocadas na altura do estômago, dedos entrelaçados; os
polegares se tocam nas pontas.
 Chacra Frontal (Terceiro Olho): mãos colocadas na parte inferior do peito, dedos
médios esticados e se tocando nas pontas; os outros dedos devem estar dobrados,
tocando-se na altura da primeira articulação.
 Chacra Coronário: mãos diante do estômago, dedos entrelaçados. Os dedos
mínimos devem estar esticados, apontados para cima.
Como balancear sua energia com os mudras
Para balancear rapidamente a energia em qualquer hora ou situação, pratique a
sequência de mudras com as duas mãos ao mesmo tempo, enquanto caminha ou
enquanto estiver sentado: una a ponta de cada dedo ao polegar, começando pelo dedo
indicador, depois o médio, anular e mínimo. Mantenha cada posição por alguns
segundos, até 3 minutos cada.
Os mudras podem ser praticados por qualquer pessoa, sem
restrição de idade. A melhor posição para praticá-los é sentado,
mas nada impede que possam ser feitos caminhando, ou
deitado. Procure se manter relaxado e confortável, sem forçar os
dedos, percebendo as sensações que vêm de cada toque.

O tempo ideal é de 5 a 20 minutos, diariamente. Evite praticar os mudras logo após as


refeições (a única exceção é o Vayu Mudra); as melhores opções de horário são pela
manhã ou antes de ir dormir.

Referências:

 Mudras: Gestos que curam


 Mudra
 Apana Vayu Mudra