Você está na página 1de 92

PROVA UNIFICADA 2014.

SEÇÃO 1
DISCIPLINAS EM CURSO

Observações:

1 – Conforme decisão do núcleo Docente Estruturante, desde 2012.1, não há questões das disciplinas
Introdução à Metodologia Científica, Projeto de Monografia, Prática Jurídica Judicial, Psicologia,
Antropologia, Fundamentos de Economia e Arte e Direito;
2 – Lembramos a todos que as questões da seção 1 são destinadas às disciplinas cursadas com aprovação
no semestre letivo 2014.1; as questões da seção 2 são destinadas às disciplinas cursadas nos semestres
anteriores.
3 – A partir de 2014.2 não serão cobradas disciplinas eletivas nas seções 1 e 2;
2 – Em virtude da mudança da matriz curricular, as disciplinas abaixo elencadas estão localizadas nos
seguintes semestres:

DISCIPLINAS LOCALIZAÇÃO: SEMESTRE


Direito Internacional 6º e 10º (alunos devem responder às questões nos
respectivos semestres em que estão matriculados)
Direito Administrativo III 6º e 10º (alunos devem responder às questões nos
respectivos semestres em que estão matriculados)
Direito Societário 8º e 9º (alunos devem responder às questões nos
respectivos semestres em que estão matriculados)

5 – A seção 2 do caderno está organizada em ordem alfabética, portanto não há mais a indicação do
semestre letivo para as disciplinas;

6 – Não há questões de Jurisdição Constitucional e Prática Extrajudicial na seção 2.

1
1º SEMESTRE

INTRODUÇÃO AO ESTUDO DO DIREITO

1. No tocante ao ordenamento jurídico e à validade das normas jurídicas, segundo a concepção


kelseniana, afirma-se que:
a) a validade material comporta o exame da competência e do procedimento para a criação das normas
jurídicas.
b) a validade formal comporta o exame da adequação de conteúdos jurídico-normativos.
c) os contratos e as decisões judiciais afiguram-se como normas situadas no ápice do ordenamento
jurídico.
d) a Constituição estabelece parâmetros de validade normativa exclusivamente material.
e) a hierarquização da normatividade jurídica está relacionada com o grau de generalidade normativa.

2. Sobre a teoria dos círculos éticos e as relações do Direito com a Moral, pode-se sustentar que:
a) a teoria dos círculos separados foi largamente utilizada durante a idade média.
b) a teoria dos círculos concêntricos foi largamente aplicada durante a idade moderna.
c) a teoria dos círculos secantes nega a existência de uma zona convergente do Direito com a Moral.
d) a teoria dos círculos separados tornou-se preponderante após a segunda grande guerra mundial, com a
internacionalização e constitucionalização dos direitos humanos.
e) a teoria dos círculos separados valoriza a segurança e a previsibilidade das relações jurídicas.

3. Sobre os atributos essenciais da normatividade jurídica, pode-se afirmar que:


a) o conceito de vigência exprime a força vinculante da norma jurídica.
b) o conceito de efetividade pressupõe a revogação das normas jurídicas.
c) o conceito de legitimidade expressa a adequação valorativa das normas jurídicas.
d) toda norma jurídica repristinada ostenta preceitos descumpridos pela sociedade.
e) toda norma jurídica em vigor apresenta efetividade no mundo real (tempus regit actum).

4. No tocante à estrutura deôntica das normas jurídicas, pode-se afirmar que:


a) as regras jurídicas, aplicados por subsunção, são normas jurídicas que consubstanciam os valores e os fins
maiores do plano axiológico do sistema jurídico.
b) os princípios cumprem uma função essencial de potencializar a tomada de decisões mais previsíveis no
sistema jurídico.
c) as regras jurídicas são aplicadas através de uma técnica hermenêutica denominada de concretização.
d) os princípios, dotados de generalidade e abertura semântica, requer a concretização mediadora do
intérprete do direito.
e) os princípios, aplicados por subsunção, descrevem situações específicas e determinadas, estabelecendo
marcos de segurança jurídica.

5. Sobre a validade temporal das Leis no Direito Brasileiro, pode-se afirmar que:
a) a lei começa a vigorar em todo o país sempre depois de sua revogação expressa.
b) a lei pode iniciar sua vigência no mesmo momento de sua publicação.
c) a lei começa a vigorar em todo o país trinta dias depois de oficialmente publicada, salvo disposição
contrária.
d) a obrigatoriedade da lei brasileira, nos Estados estrangeiros, quando admitida, inicia-se cinco meses
depois de oficialmente publicada.
e) a obrigatoriedade da lei brasileira, nos Estados estrangeiros, quando admitida, inicia-se dois meses
depois de oficialmente publicada.

2
6. Com base na LINDB, pode-se sustentar que:
a) o Direito brasileiro reconhece a possibilidade de revogação tácita das leis.
b) o ato jurídico perfeito consiste na imutabilidade da decisão judicial que não mais admite a interposição de
um recurso.
c) a coisa julgada é o direito subjetivo que já integra o patrimônio jurídico do sujeito passivo.
d) a expectativa de direito é a faculdade que o sujeito ativo, ou alguém por ele, pode exercitar,
imediatamente, no âmbito das relações jurídicas.
e) a lei revogada restaura automaticamente os seus efeitos por ter a lei revogadora perdido a vigência.

INTRODUÇÃO À FILOSOFIA

7. Sobre o Economista, Filósofo e Socialista Karl Marx que nasceu em Trier (1818) e morreu em Londres
(1883), é correto afirmar que:
a) No lugar das ideias, estão os fatos materiais; no lugar dos heróis, está a luta de classes.
b) A sociedade estrutura-se em dois níveis: a infraestrutura e a superestrutura.
c) A infraestrutura constitui a base econômica, pois engloba as relações do homem com a natureza e as
relações dos homens entre si, no esforço de produzir a própria existência.
d) A superestrutura para Marx tem como um de seus elementos a estrutura jurídico-política representada
pelo Estado e pelo Direito.
e) Todas as alternativas estão corretas.

8. Podemos dizer que para Friedrich Hegel (1770 - 1831), nascido em Stuttgart, na Alemanha:
a) O mundo é a manifestação da ideia segundo a qual o real é racional e o racional é real.
b) A história universal não é a manifestação da razão.
c) Hegel faz uma leitura pessimista da função do trabalho na alegoria do senhor e do escravo.
d) Ao explicar o movimento gerador da realidade, Hegel desenvolve a dialética materialista.
e) As alternativas "a" e "b" estão corretas

9. De acordo com o pensamento do Filosofo alemão Immanuel Kant (1724 - 1804):


a) O imperativo categórico determina nossas ações visando a alcançar um certo fim. Assim são os
imperativos da habilidade e da prudência.
b) O imperativo hipotético apresenta uma ação como necessária em si mesma, ou seja, é uma ação moral
que impõe mandamentos ou leis.
c) Na primeira máxima do imperativo categórico encontramos a universalidade da conduta, em que agir por
dever é agir por lei moral.
d) Na segunda máxima do imperativo categórico está a dignidade humana.
e) As alternativas "c" e "d" estão corretas.

10. Nicolau Maquiavel, que nasceu em Florença na Itália em 1469 e morreu em 1527, defende que:
a) Os meios justificam os fins.
b) Para descrever a ação do príncipe, Maquiavel usa as expressões italianas virtú e fortuna.
c) O critério para definir o que é imoral é o bem da comunidade.
d) Não é legítimo o recurso ao mal, assim como não o são o emprego da força coercitiva do Estado, a guerra,
a prática da espionagem e o emprego da violência.
e) As alternativas "a" e "c" estão corretas

11. No entendimento de Thomas Hobbes, inglês (1588-1679),:


a) O poder do povo deve ser absoluto, isto é, ilimitado.
b) Cabe ao soberano julgar sobre o bem e o mal, sobre o justo e o injusto; porém, o súdito pode discordar.
c) Leviatã é um monstro bíblico cruel e invencível que simboliza o poder absoluto da Igreja.

3
d) Os interesses egoístas predominam, e o homem torna-se um lobo para o outro homem.
e) As alternativas "a" e "d" estão corretas.

12. Na perspectiva de Jean-Jacques Rousseau, nascido em Genebra, Suíça, em 1712, e morto em 1778,
entende-se que:
a) A democracia deveria ser indireta, mantida por meio de assembleias frequentes de todos os cidadãos.
Enquanto soberano, o povo é ativo e considerado cidadão.
b) O homem que surge da desigualdade é corrompido pelo poder e esmagado pela violência. Há que se
considerar a possibilidade de um contrato verdadeiro e legítimo, por meio do qual o povo esteja reunido sob
uma só vontade.
c) O contrato social, para ser legítimo, deve originar-se do consentimento necessariamente unânime. Cada
associado se aliena totalmente, ou seja, abdica sem reserva de todos os seus direitos em favor da
comunidade.
d) O contrato social faz o povo perder a soberania, pois não é criado um Estado separado dele mesmo.
e) As alternativas "b" e "c" estão corretas.

CIÊNCIA POLÍTICA

13. Marque a afirmação verdadeira, tendo em vista as assertivas abaixo:


I – Um dos elementos centrais para a definição do fenômeno político reside na compreensão das relações de
poder nas mais diversas sociedades;
II – Montesquieu acreditava que as decisões judiciais deveriam ser um simples retrato da legislação;
III – Atualmente é possível compreender o ativismo judicial como fenômeno que evidencia a ingerência do
Judiciário em competências de outros Poderes.
a) Apenas I está correta;
b) Apenas II está correta;
c) Apenas III está correta;
d) Todas estão corretas;
e) Todas estão falsas.

14. Marque a afirmação verdadeira, tendo em vista as assertivas abaixo:


I – Os partidos políticos representam um dos instrumentos do pluralismo político brasileiro;
II – Os partidos políticos precisam efetivar duplo registro para que haja o seu regular funcionamento;
III – A representação no Congresso Nacional permite aos partidos políticos a oportunidade de provocar o
Supremo Tribunal Federal por meio de uma ação direta de inconstitucionalidade.
a) Apenas I está correta;
b) Apenas II está correta;
c) Apenas III está correta;
d) Todas estão corretas;
e) Todas estão falsas.

15. Marque a afirmação verdadeira, tendo em vista as assertivas abaixo:


I – O cargo de Ministro da Justiça é privativo de brasileiro nato;
II – O estrangeiro pode propor ação popular no Brasil, o que representa traço de sua cidadania;
III – A homogeneidade étnica é suficiente para caracterizar o conceito de nação.

a) Apenas I está correta;


b) Apenas II está correta;
c) Apenas III está correta;

4
d) Todas estão corretas;
e) Todas estão falsas.

16. Marque a afirmação verdadeira, tendo em vista as assertivas abaixo:


I – Todos os cargos políticos no Brasil são acessíveis por meio do mesmo sistema eleitoral;
II – Cada Senador no Brasil é eleito para mandato de 4 anos;
III – O sistema proporcional é utilizado para composição da Câmara dos Deputados no Brasil.
a) Apenas I está correta;
b) Apenas II está correta;
c) Apenas III está correta;
d) Todas estão corretas;
e) Todas estão falsas.

17. Marque a afirmação verdadeira, tendo em vista as assertivas abaixo:


I – O constitucionalismo moderno tem por base o final do século XVIII, tendo por eventos marcantes a
Revolução Francesa e Independência dos Estados Unidos da América;
II – O reconhecimento da soberania dos Estados Nacionais na Europa ocorre com o advento da Paz de
Vestfália, considerada marco histórico relevante para as relações internacionais;
III – No Brasil o surgimento da República ocorreu com a Constituição de 1891, substituindo a Monarquia
concebida pelo Texto Imperial de 1824.
a) Apenas I está correta;
b) Apenas II está correta;
c) Apenas III está correta;
d) Todas estão corretas;
e) Todas estão falsas.

18. Marque a afirmação verdadeira, tendo em vista as assertivas abaixo:


I – A passagem inocente significa a passagem contínua e rápida de embarcações no mar territorial, sendo
tolerada pelas autoridades brasileiras;
II – A legislação que rege o espaço marítimo brasileiro diferencia “soberania” de “direitos de soberania”,
associando à primeira categoria apenas o mar territorial;
III – O espaço aéreo encontrou regulamentação na Convenção de Chicago;
a) Apenas I está correta;
b) Apenas II está correta;
c) Apenas III está correta;
d) Todas estão corretas;
e) Todas estão falsas.

HISTÓRIA DO DIREITO

19. Assinale a alternativa correta:


I – A democracia surge, como regime político, em Esparta, tendo como principal símbolo a Apela.
II – Na Ágora, todos os cidadãos tinham direito ao uso da palavra e à igualdade do voto.
III – As leis de Sólon construíram, em Atenas, as bases da democracia moderna.

a) Apenas I e II estão corretas.


b) Apenas I e III estão corretas.
c) Apenas II e III estão corretas.
d) Existe apenas uma afirmativa correta.
e) Todas as afirmativas estão corretas

5
20. Assinale a alternativa correta:
I – A Constituição Brasileira de 1824 foi outorgada pelo imperador D. Pedro II, apresentando uma
perspectiva fortemente intervencionista do ponto de vista econômico.
II – Conhecida como “Constituição da Mandioca”, a Constituição Federal de 1891 estabelecia o sufrágio
censitário..
III – A Constituição de 1934 pode ser considerada a primeira constituição social do Brasil, inspirada que foi
na Constituição Alemã de Weimar.
a) Apenas I e II estão corretas.
b) Apenas I e III estão corretas.
c) Apenas II e III estão corretas.
d) Existe apenas uma afirmativa correta.
e) Todas as afirmativas estão corretas

21. Assinale a alternativa correta:


I – O direito medieval foi marcado por um forte pluralismo jurídico na Europa Ocidental.
II – A tradição do Common Law foi abolida do Direito Inglês a partir da Revolução Gloriosa, que encerrou o
período do absolutismo monárquico na Inglaterra.
III – A Declaração Universal dos Direito do Homem e do Cidadão, de 1789, pode ser considerada um marco
histórico fundamental para a consolidação dos direitos humanos da segunda dimensão.
a) Apenas I e II estão corretas.
b) Apenas I e III estão corretas.
c) Apenas II e III estão corretas.
d) Existe apenas uma afirmativa correta.
e) Todas as afirmativas estão corretas

2º SEMESTRE

ÉTICA GERAL E PROFISSIONAL

22. O advogado João apresentou petição em determinada Vara Cível, mediante a qual fazia juntar o
contrato de honorários celebrado com seu cliente para aquela causa, bem como requeria a expedição de
mandado de pagamento em seu nome, a fim de receber seus honorários diretamente, por dedução da
quantia a ser recebida por seu constituinte. Sobre a hipótese e à luz do que dispõe o Estatuto da
Advocacia e da OAB, assinale a alternativa correta:
a) O advogado tem direito à expedição de mandado de pagamento em seu nome, para que receba
diretamente seus honorários, por dedução da quantia a ser recebida pelo constituinte, devendo, para tanto,
fazer juntar aos autos o contrato de honorários.
b) O advogado tem direito à expedição de mandado de pagamento em seu nome, para que receba
diretamente seus honorários, por dedução da quantia a ser recebida pelo constituinte, devendo, para tanto,
fazer juntar aos autos o contrato de honorários, bem como declaração expressa de anuência de seu
constituinte quanto à realização do pagamento diretamente ao advogado.
c) O advogado não tem direito à expedição de mandado de pagamento em seu nome, para que receba
diretamente seus honorários, por dedução da quantia a ser recebida pelo constituinte, mas o magistrado
pode assim determinar, caso entenda conveniente.
d) O advogado não tem direito, em hipótese alguma, à expedição de mandado de pagamento em seu nome,
para que receba diretamente seus honorários, por dedução da quantia a ser recebida pelo constituinte.
Mandados de pagamento, incluindo-se aqueles referentes aos honorários do advogado, são sempre
expedidos em nome da parte.
e) O advogado tem direito à expedição de mandato em seu nome independentemente de qualquer

6
documentação comprobatória da relação profissional, salvo a procuração.

23. José Augusto, advogado, foi ofendido verbalmente por seu cliente, que o xingou e afirmou perante
diversas pessoas que era um “lixo profissional”. Diante do ocorrido, José Augusto poderá:
a) Revogar o mandato, desde que haja consentimento do cliente.
b) Renunciar ao mandato, tendo, porém, o dever de permanecer na defesa da causa por mais dez dias.
c) Revogar o mandato, independentemente de seu cliente, tendo o dever de permanecer na defesa da causa
por mais dez dias.
d) Substabelecer com reserva de poderes, extinguindo, assim, o mandato judicial.
e) Substabelecer sem reserva de poderes.

24. Joana procurou o advogado César em razão de estar insatisfeita com seu casamento. Pretendendo
divorciar-se de seu marido, confessou ao advogado que, nos últimos quatro anos, não mantinha qualquer
relação sexual com seu consorte, estando extremamente infeliz. Na petição inicial de divórcio, o
advogado, dentre outras alegações, informou ao juiz a longa “dieta sexual” de sua cliente, a qual
implicaria a impossibilidade de ser mantido o vínculo conjugal. À luz do Código de Ética e Disciplina:
a) As confidências feitas pelo cliente somente podem ser usadas se autorizadas por ele, e nos limites da
defesa.
b) Nenhuma confidência pode ser utilizada, mesmo que com autorização do cliente e sendo fundamental ao
deslinde da ação.
c) O advogado somente pode revelar confidências que o cliente lhe tenha feito em caso de determinação
judicial.
d) O advogado pode revelar qualquer confidência que o cliente lhe tenha feito, desde que considere
relevante para o deslinde da causa.
e) O advogado não pode em qualquer hipótese revelar segredo do seu cliente.

INTRODUÇÃO À SOCIOLOGIA E SOCIOLOGIA JURÍDICA

25. A proposta de Resolução do Conselho Nacional de Justiça – CNJ acerca da regulamentação dos
concursos públicos para ingresso na carreira da Magistratura, atualmente em fase de consulta pública,
tem gerado certa polêmica, principalmente em face da inserção no conteúdo programático dos futuros
certames de noções gerais de Direito e formação humanística, com destaque para a Sociologia Jurídica. A
discussão é antiga e a obrigatoriedade dessa disciplina nos cursos de Graduação em Direito, só ocorreu no
Brasil a partir de 1994. A partir das leituras e discussões realizadas em sala de aula, pode-se destacar a
importância desta disciplina para o Direito por que:
a) Em um contexto de revisão de paradigmas, é preciso criticar a dogmática legal estrita e o caráter
usualmente conformista dos “operadores do Direito”, exigindo, ademais, uma mudança na orientação do
ensino jurídico, de modo a adequá-lo à visão plural.
b) O objetivo da Sociologia Jurídica é buscar desconstituir dogmas já ultrapassados de concepções
acerca do fenômeno jurídico, para incentivar a formação de substrato ideológico renovado pelos novos
conteúdos advindos do dinamismo social. Em verdade, se é do seio social que o Direito emana, é nas suas
vicissitudes que deve ser compreendido.
c) Sociologia Jurídica firma-se como instrumento necessário à nova conformação do ensino do Direito e
à formação profissional do novo jurista, consciente de seu papel como sujeito ativo da construção jurídica,
em sintonia com as necessidades sociais, e não como mero aplicador inconsciente da letra abstrata da lei.
d) No momento contemporâneo em que o Direito se realinha como sistema globalizado, amplia-se a
noção de regulação do Direito, abrindo-se o leque de viabilidades normativas paralelas aos direitos estatais,
como conseqüência natural do deslocamento da produção normativa do Estado para a sociedade, em claro
reflexo da redescoberta desta. Daí a Sociologia ser fundamental para dar subsídios teóricos a essa discussão.
e) Todas as alternativas estão corretas.

7
26. Formado nos quadros da estrutura familiar, o brasileiro recebeu o peso das ‘relações de simpatia’, que
dificultam a incorporação normal a outros agrupamentos. Por isso, não acha agradáveis as relações
impessoais, características do Estado, procurando reduzi-las ao padrão pessoal e afetivo. Onde pesa a
família, sobretudo em seu molde tradicional, dificilmente se forma uma sociedade urbana de tipo
moderno (CÂNDIDO, Antônio. Prefácio. In: HOLANDA, Sérgio B.Raízes do Brasil. 10. ed. Rio de Janeiro: J.
Olympio, 1976, p. XVIII).
Na crítica feita às relações de dominação que ocorrem no Brasil, pode-se perceber, que apesar da
sociedade ter sido classificada como “moderna”, o tipo de dominação, segundo a tipologia weberiana é:
a) Dominação Tradicional Estatal
b) Dominação Formal Legal
c) Dominação Tradicional Patriarcal
d) Dominação Carismática Extracotidiana
e) Dominação Carismática Cotidiana

27. O Direito é considerado uma forma específica de controle social. Assinale a alternativa que melhor
caracteriza o direito enquanto um controle social específico.
a) As normas jurídicas, em geral, não apresentam punição para quem não as cumpre.
b) As sanções da norma jurídica dependem de uma decisão da pessoa ofendida.
c) Inexistem garantias para o infrator da norma.
d) É um controle formal, determinado por normas de conduta associadas à aplicação de sanções
e) Estabelece uma sanção determinada, um órgão competente, mas deixa livre de qualquer
regulamentação os procedimentos.

28. Acerca do Pluralismo Jurídico, marque a assertiva INCORRETA


a) O pluralismo se caracteriza pela consideração do direito difusamente produzido pela sociedade e
tem no pluralismo conservador o modelo que contempla às necessidades das classes menos abastadas.
b) O pluralismo emancipatório busca, entre outras coisas, a construção de uma ética da alteridade, que
leve ao respeito ás diferenças, solidariedade e convivência pacífica.
c) O pluralismo jurídico não é fenômeno apenas da contemporaneidade, existindo episódios outros ao
longo da história, como, por exemplo, durante a Idade Média.
d) O pluralismo jurídico tem como um dos fatores da sua origem a crise do paradigma positivista, que
deixa de responder às demandas atuais, exigindo a consideração do direito que emana não só das normas,
mas da própria realidade viva da sociedade.
e) A Europa vive sob regime pluralista, como decorrência da coexistência de regimes jurídicos locais e
comunitário.

29. Sobre os movimentos sociais, marque a alternativa correta


a) os movimentos sociais são ações de indivíduos perante o Estado, resultado de demandas singulares
e que não encontram respaldo no sistema legal.
b) os movimentos sociais da chamada corrente cultural-identitária desenvolveram-se mormente na
América Latina e resultam do processo de exclusão histórica decorrente da colonização
c) os movimentos sociais organizacionais ganham essa denominação porque, embora com estruturas
organizadas, mantêm-se não institucionalizados e atuando sob regime de antagonismo ao Estado.
d) os movimentos sociais denominados populares urbanos ou rurais têm no Brasil importantes
exemplos históricos, que vem ao longo dos anos alcançando resultados significativos, como, por exemplo, o
avanço dos programas sociais de reforma agrária.
e) os movimentos sociais, na atualidade, encontram um momento de estagnação no seu modo de
atuação e desenvolvimento, não sofrendo influência das transformações tecnológicas e/ou inovações
comunicativas.

8
30. O Brasil é considerado sui generis no seu processo de formação social pela somatória de fatores que
compõem o nosso passado. Assim, do mesmo modo que resultamos de um processo colonizador
exploratório e com pouca intenção de desenvolvimento, também somos um povo que fez disso razão para
a pouca separação entre o público e o privado e para a informalidade das relações. De outro lado,
historicamente, esse comportamento nos leva a não registrarmos um histórico de luta e reconhecimento
dos nossos próprios direitos e deveres, o que gera certo déficit de cidadania.
Segundo o trecho descrito, que conceitos caracterizam o perfil do cidadão brasileiro:
a) apatia e cordialidade
b) cordialidade e apatia cidadã
c) patriarcalismo e anti-democracia
d) vivacidade e apatia cidadã
e) cordialidade e empenho democrático

DIREITO CONSTITUCIONAL I

31. Marque a afirmação verdadeira, tendo em vista as assertivas abaixo:


I – O chamado “neoconstitucionalismo” tem entre os seus traços marcantes a valorização dos princípios
constitucionais e o recurso à ponderação;
II – O surgimento do constitucionalismo tem por motivação o processo de concentração de poder e a
restrição aos direitos fundamentais, objetivos alcançados pelas primeiras Constituições;
III – O constitucionalismo não se coaduna com o Estado de Direito.
a) Apenas I está correta;
b) Apenas II está correta;
c) Apenas III está correta;
d) Todas estão corretas;
e) Todas estão falsas.

32. Marque a afirmação verdadeira, tendo em vista as assertivas abaixo:


I – Tanto regras quanto princípios representam normas, embora existam distinções referentes ao processo
de aplicação de cada categoria jurídica;
II – O chamado método “normativo estruturante” de interpretação constitucional considera o texto como a
“ponta do iceberg” de um processo mais amplo de análise normativa;
III – O princípio da unidade da Constituição tem por norte evitar a existência de contradições no Texto
Maior.
a) Apenas I está correta;
b) Apenas II está correta;
c) Apenas III está correta;
d) Todas estão corretas;
e) Todas estão falsas.

33. Marque a afirmação verdadeira, tendo em vista as assertivas abaixo:


I – Pode-se classificar a Constituição brasileira de 1988 como sendo exemplo de Constituição escrita, já que
possui sistematização do seu conteúdo;
II – A classificação ontológica das Constituições de Karl Loewenstein considera semânticos os Textos que
funcionam como simples disfarce para os detentores do poder;
III – É possível traçar um paralelo entre a maior dificuldade de alteração do Texto Constitucional com a usual
aceitação da supremacia normativa da Lei Maior.
a) Apenas I está correta;
b) Apenas II está correta;

9
c) Apenas III está correta;
d) Todas estão corretas;
e) Todas estão falsas.

34. Marque a afirmação verdadeira, tendo em vista as assertivas abaixo:


I – As normas de eficácia plena demandam posterior previsão legislativa para sua total aplicabilidade;
II – A chamada “liberdade profissional”, corporificada na liberdade de exercício de qualquer ofício, trabalho
ou profissão, atendidas as qualificações exigidas pela lei, pode ser mencionada como exemplo célebre de
norma de eficácia limitada;
III – As normas programáticas não possuem eficácia jurídica, sendo exemplos de conselhos feitos pela
Constituição para o Legislador.
a) Apenas I está correta;
b) Apenas II está correta;
c) Apenas III está correta;
d) Todas estão corretas;
e) Todas estão falsas.

35. Marque a afirmação verdadeira, tendo em vista as assertivas abaixo:


I – O chamado “Poder Constituinte Originário” costuma ser apresentado pela doutrina brasileira como
secundário e limitado;
II – Mesmo em casos de outorga constitucional há exercício do Poder Constituinte;
III – Na história constitucional brasileira a Revisão Constitucional exigida pelo Texto Maior efetuou
consideráveis modificações conceituais, marcando a absorção de um novo perfil na Constituição na década
de 90 do século passado.
a) Apenas I está correta;
b) Apenas II está correta;
c) Apenas III está correta;
d) Todas estão corretas;
e) Todas estão falsas.

36. Marque a afirmação verdadeira, tendo em vista as assertivas abaixo:


I – São exemplos de limites formais ao Poder Reformador no Brasil as restrições quanto à apresentação de
Propostas de Emendas Constitucionais;
II – A República aparece na Constituição brasileira como cláusula pétrea expressa;
III – As cláusulas pétreas são limites circunstanciais ao exercício do Poder Reformador.
a) Apenas I está correta;
b) Apenas II está correta;
c) Apenas III está correta;
d) Todas estão corretas;
e) Todas estão falsas.

INTRODUÇÃO AO ESTUDO DO DIREITO PRIVADO I

37. Indique a alternativa correta:


a) o transexual masculino não tem direito à cirurgia de mudança de sexo, pois esta implicaria em diminuição
permanente do seu corpo atentatória aos bons costumes.
b) não é possível realizar a mudança de nome, salvo nos casos em que esse for vexatório.
c) caso se divorcie antes de atingir a maioridade, voltará a ser incapaz o menor que se emancipou por conta
de casamento.

10
d) já que a atribuição da condição de incapaz ao sujeito visa protegê-lo, ela se dá independentemente da
análise do grau de discernimento do indivíduo em cada caso concreto.
e) é possível a relativização do direito à privacidade para atender a outros objetivos, como a administração
da justiça.

38. Sobre nascimento, morte e ausência, pode-se afirmar que:


a) tendo um sujeito desaparecido durante um combate numa guerra, será possível de imediato decretar a
sua morte presumida.
b) a idade do ausente não exerce qualquer influência para que se decrete a sucessão definitiva.
c) de acordo com a teoria concepcionista o surgimento da pessoa se dá a partir do nascimento com vida.
d) é inequívoco que toda pessoa possui a capacidade de direito ou de gozo desde o nascimento, mas não
possui já desde então a capacidade de agir ou de exercício.
e) na ausência se determina que alguém seja curador do ausente, por conta de ser este considerado
relativamente incapaz.

39. Cláudio, locatário, locou de Mário, locador, uma fazenda durante o período de um ano. Levando em
conta essa situação, indique a alternativa correta:
a) por conta da fazenda se encontrar disponível para locação antes da realização do contrato, se pode
afirmar que era ela um bem consumível.
b) se Cláudio mandar construir um jardim na entrada da sede da fazenda, é correto afirmar que tal poderá
ser classificado como uma benfeitoria útil.
c) tijolos que existam na fazenda para a construção de uma casa para o caseiro são considerados bens
móveis.
d) a realização de reparos numa cerca da fazenda que esteja derrubada pode ser classificada como uma
benfeitoria útil.
e) pode-se afirmar que a fazenda é um bem imóvel, indivisível e acessório.

40. Assinale a alternativa correta:


a) a doutrina que sustenta a constitucionalização do Direito Civil propõe que devam ser consideradas de
ordem pública todas as normas do Código Civil;
b) a expressão “constitucionalização do Direito Civil” remete exclusivamente às normas presentes na
Constituição Federal que disciplinam institutos civilísticos, como a família e a propriedade;
c) há na doutrina que sustenta a constitucionalização do Direito Civil defesa da eficácia dos direitos
fundamentais nas relações entre particulares;
d) a doutrina que sustenta a constitucionalização do Direito Civil propõe que as normas infraconstitucionais
são inaplicáveis à disciplina das relações entre particulares;
e) a técnica da ponderação, superando a técnica da subsunção, utiliza como critério definidor da solução
para as colisões normativas o princípio da liberdade.

41. Quanto ao bem de família legal, em se tratando de propriedade rural, assinale a alternativa correta:
a) restringe-se às terras produtivas;
b) restringe-se às terras improdutivas;
c) abrange toda a propriedade, desde que não excedente a 50 hectares;
d) abrange toda a propriedade, desde que não excedente a 100 hectares;
e) restringe-se à sede de moradia, com os respectivos bens móveis.

42. Sobre as pessoas jurídicas, é correto dizer:


a) os partidos políticos possuem personalidade jurídica de direito público;
b) dentre os requisitos para se alterar os estatutos de uma fundação é necessário, desde que esta alteração
contrarie os fins originários, a aprovação pelo Poder Judiciário;

11
c) por falta de previsão legal, o direito brasileiro não admite a desconsideração inversa da personalidade
jurídica.
d) havendo dissolução da pessoa jurídica, esta subsistirá até o término do procedimento de liquidação e a
averbação da dissolução no registro em que estiver inscrita;
e) Somente por escritura pública admite-se a instituição de fundações.

DIREITO PENAL I

43. Assinale a alternativa correta, partindo da premissa de que o Presidente da República do Brasil possa
ser vítima de crime de homicídio quando de viagem ao exterior.
a) Aplica-se o princípio da extraterritorialidade incondicionada, ficando sujeito à lei brasileira, embora
cometido no estrangeiro, pouco importa seja o sujeito condenado ou absolvido no estrangeiro.
b) Aplica-se a extraterritorialidade condicionada, ficando a lei brasileira subordinada a certos requisitos
legais.
c) Aplica-se o princípio do lugar do crime em que ocorreu a ação ou omissão, no todo ou em parte, bem
como onde se produziu ou deveria produzir-se o resultado.
d) Aplica-se o princípio da territorialidade, pelo qual a lei do território estrangeiro é soberana, eis que foi lá o
crime praticado.
e) Nesta hipótese, por ser Presidente da República que goza de prerrogativa de foro em virtude da função,
aplicam-se as regras pertinentes ao Direito Penal Internacional, com julgamento pelo Tribunal Penal
Internacional.

44. A ultraatividade da lei penal consiste na:


a)retroação da lei penal mais severa;
b)aplicação de lei já revogada;
c)aplicação da lei a fatos anteriores a sua vigência;
d)ocorrência da abolitio criminis;
e) aplicação da lei posterior mais benéfica ao fato definitivamente julgado.

45. A, que já fora adepto do movimento hippie nos anos 60, encontra-se, atualmente, em fase de
recuperação do vicio de droga, dedicando-se exclusivamente à venda de bijuterias. No mês de julho do
ano passado, A foi denunciado pela prática do crime previsto no artigo 12, § 2°, III, da Lei n° 6.368/76 (§ 2°
- Nas mesmas penas incorre, ainda, quem: (...) Ill - contribui de qualquer forma para incentivar ou difundir
o uso indevido ou o tráfico ilícito de substância entorpecente ...) em virtude de estar comercializando
brincos cujo formato lembrava uma folha de maconha. Em sua defesa, o réu alegou que a Lei 11.343/2006
representara abolitio criminis em relação a tal delito. Esta alegação defensiva se fundamenta, em suma,
no fato de que
a) o comportamento tem adequação social.
b) a lei penal benéfica retroage.
c) a lei penal prejudicial ao réu não possui ultratividade.
d) o réu é presumidamente inocente.
e) o réu não é culpável.

46. Assinale a alternativa incorreta:


a) A imunidade diplomática é irrenunciável pelo agente diplomático estrangeiro, podendo, entretanto, a
critério do governo representado, ser afastada, para permitir a punição do diplomata estrangeiro no
território brasileiro, sendo certo, outrossim, que os cônsules, de regra, não são imunes à lei penal brasileira;
b) A imunidade penal do vereador, nos crimes de opinião, não pode ser reconhecida se o delito foi praticado
fora do território do município em que o agente exerça o mandato parlamentar;

12
c) Lugar do crime, para a definição da competência internacional, é tanto o lugar da ação ou omissão,
quanto o do resultado;
d) Ao delito praticado no interior de embarcação privada, que estava a serviço do governo brasileiro e no
momento do crime se encontrava aportada em território estrangeiro, aplica-se a lei penal brasileira;
e) Ao delito praticado no interior de embarcação privada brasileira, que no momento do crime se
encontrava em alto-mar, aplica-se a lei penal do país de origem do sujeito ativo.

47. No que se refere à aplicação da lei penal, correto afirmar que


a) a lei excepcional ou temporária, quando já decorrido o período de sua duração ou cessadas as
circunstâncias que a determinaram, não se aplica ao fato praticado durante sua vigência.
b) o Código Penal adota a teoria do resultado quanto ao tempo do crime.
c) o dia do fim inclui-se no cômputo do prazo penal.
d) para a determinação do lugar do crime vigora o princípio da ubiquidade.
e) as regras gerais do Código Penal não se aplicam aos fatos incriminados por lei especial, ainda que esta não
disponha de modo diverso.

48. Jorjão, parlamentar, lança livro sobre o trabalho que realizou em determinada C.P.I. Malaquias,
servidor público, sentindo-se ofendido e difamado, processa Jorjão, após o término do seu mandato:
a)Há imunidade substancial;
b)Há imunidade formal, a respectiva Casa do Parlamento poderá suspender o processo-crime contra Jorjão
c)Não há imunidade substancial porque o evento não tem relação direta com o desempenho parlamentar;
d)Não há imunidade formal nem substancial, tendo em vista ter-se encerrado o mandato;
e)Há imunidade formal, porque se necessita de licença da respectiva Casa do Parlamento ao processo-crime
contra Jorjão;

3º SEMESTRE

DIREITO CONSTITUCIONAL II

49. (FGV – OAB – VII EXAME) Esculápio da Silva, advogado, candidata-se à vaga destinada ao Quinto
Constitucional no Tribunal de Justiça do Estado W, logrando obter aprovação, é nomeado pelo
Governador do Estado. Um ano após, candidata-se à vaga surgida pela aposentadoria de Desembargador
estadual no Superior Tribunal de Justiça, vindo a ser escolhido. Diante de tal enunciado, revela-se correto
afirmar:
a) No Superior Tribunal de Justiça existem vagas destinadas a Desembargador oriundo dos Tribunais de
Justiça, desde que magistrados de carreira.
b) A divisão de vagas no Superior Tribunal de Justiça permite o ingresso através de três origens:
Desembargadores Estaduais, Juízes dos Tribunais Regionais Federais e Advogados.
c) O Advogado oriundo do Quinto Constitucional nos Tribunais de Justiça concorre como magistrado para
ocupar vagas no Superior Tribunal de Justiça.
d) O ocupante do Quinto Constitucional poderá concorrer à vaga existente no Superior Tribunal de Justiça na
vaga destinada aos advogados.
e) Nenhuma das anteriores

50. (FGV – OAB – IV EXAME) A respeito da distribuição de competências adotada pela Constituição
brasileira, assinale a alternativa correta.
a) A competência material da União pode ser delegada aos Estados, por lei complementar.
b) À União compete legislar sobre direito processual e normas gerais de procedimentos.

13
c) A competência para legislar sobre direito urbanístico é privativa dos Municípios, pois é matéria de
interesse local.
d) A competência para legislar sobre defesa dos recursos naturais é privativa da União, pois é matéria de
interesse nacional.
e) Nenhuma das anteriores

51. (FGV – OAB – V EXAME) Os Estados são autônomos e compõem a Federação com a União, os
Municípios e o Distrito Federal. À luz das normas constitucionais, quanto aos Estados, é correto afirmar
que:
a) podem incorporar-se entre si mediante aprovação em referendo.
b) a subdivisão não pode gerar a formação de novos territórios.
c) o desmembramento deve ser precedido de autorização por lei ordinária.
d) se requer lei complementar federal aprovando a criação de novos entes estaduais.
e) Nenhuma das anteriores

52. (FGV – OAB – 2010.3) Projeto de lei estadual de iniciativa parlamentar concede aumento de
remuneração a servidores públicos estaduais da área da saúde e vem a ser convertido em lei após a
sanção do Governador do Estado. A referida lei é:
a) compatível com a Constituição da República, desde que a Constituição do Estado-membro não reserve à
Chefia do Poder Executivo a iniciativa de leis que disponham sobre aumento de remuneração de servidores
públicos estaduais.
b) constitucional, em que pese o vício de iniciativa, pois a sanção do Governador do Estado ao projeto de lei
teve o condão de sanar o defeito de iniciativa.
c) inconstitucional, uma vez que os projetos de lei de iniciativa dos Deputados Estaduais não se submetem à
sanção do Governador do Estado, sob pena de ofensa à separação de poderes.
d) inconstitucional, uma vez que são de iniciativa privativa do Governador do Estado as leis que disponham
sobre aumento de remuneração de servidores públicos da administração direta e autárquica estadual.
e) Nenhuma das anteriores

53. (FGV – OAB – 2010.2) Em relação à inovação da ordem constitucional que instituiu a nominada Súmula
Vinculante, é correto afirmar que:
a) somente os Tribunais Superiores podem editá-la.
b) podem ser canceladas, mas vedada a mera revisão.
c) a proposta para edição da Súmula pode ser provocada pelos legitimados para a propositura da ação direta
de inconstitucionalidade.
d) desde que haja reiteradas decisões sobre matéria constitucional, o Supremo Tribunal Federal poderá, de
ofício ou por provocação, aprovar a Súmula mediante decisão da maioria absoluta de seus membros.
e) Nenhuma das anteriores

54. (FGV – OAB – IV EXAME) A respeito do regime de responsabilidade do Presidente da República,


assinale a alternativa correta.
a) O ato do Presidente da República que atenta contra o livre exercício do Poder Legislativo, do Poder
Judiciário, do Ministério Público e dos Poderes constitucionais das unidades da Federação é considerado
crime de responsabilidade.
b) O Presidente ficará suspenso de suas funções nos crimes de responsabilidade somente após a condenação
pelo órgão competente.
c) Compete ao Congresso Nacional processar e julgar o Presidente da República nos crimes de
responsabilidade.
d) Só se admite acusação contra o Presidente da República por três quintos da Câmara dos Deputados.
e) Nenhuma das anteriores

14
INTRODUÇÃO AO ESTUDO DO DIREITO PRIVADO II

55. Indique a assertiva correta:


a) a existência de suporte fático hipotético depende de sua expressa previsão em texto de lei.
b) a falta do elemento cerne em determinado fato jurídico leva à sua invalidade.
c) a análise da validade somente se dá em relação aos fatos jurídicos em que a vontade compõe o núcleo do
suporte fático.
d) para que haja o adequado funcionamento do ordenamento jurídico, suporte fático e preceito devem estar
no mesmo artigo de lei.
e) a incidência da norma tem como única consequência a juridicização do fato.

56. No que toca ao ato ilícito, pode-se afirmar que:


a) a culpa é pressuposto essencial de todo ato ilícito.
b) se um sujeito realiza conduta que cria legítima expectativa no outro, e depois age de forma contrária,
frustrando tal expectativa, se está diante de um caso de venire contra factum proprium.
c) nos casos em que se aplique uma excludente de ilicitude a um ato praticado, não será possível o
surgimento do dever de indenizar, vez que ele é consequência exclusiva dos atos ilícitos.
d) a prescrição é um exemplo de aplicação de supressio e surrectio.
e) a autorização que surge para a revogação da doação em função da ingratidão do donatário é um exemplo
de ato ilícito caducificante.

57. Quanto ao plano da eficácia, indique a alternativa verdadeira:


a) pode-se afirmar que toda relação jurídica envolve prestação e contraprestação.
b) o encargo sempre pode ser exigido somente por aquele que o fixou.
c) há fatos jurídicos que, embora existentes, não geram sequer eficácia mínima no mundo jurídico.
d) a condição impossível sempre implicará na invalidade do negócio jurídico.
e) nos contratos o termo, em regra, se presume em favor do devedor, implicando que poderá ele realizar o
pagamento em qualquer momento até a ocorrência daquele.

58. Quanto à prescrição e à decadência é correto afirmar:


a) os relativamente incapazes não estão sujeitos aos efeitos da prescrição;
b) a prescrição iniciada contra uma pessoa não corre contra o seu herdeiro;
c) a decadência atinge direitos a uma prestação e a prescrição atinge direitos potestativos;
d) a prescrição pode ser pronunciada de ofício pelo juiz;
e) os prazos decadenciais previstos no Código Civil podem ser suspensos ou interrompidos.

59. O ato suscetível de reduzir ou onerar o patrimônio do devedor insolvente ou na iminência de assim
caracterizar-se, suprimindo ou diminuindo a garantia que este representa para o pagamento das suas
dívidas, denomina-se:
a) dolo;
b) fraude contra credores;
c) lesão;
d) simulação objetiva;
e) simulação subjetiva.

60. Assinale a assertiva incorreta.


a) a impossibilidade absoluta do objeto ocasiona a nulidade do negócio jurídico;
b) diante da falta de consenso, a reserva mental não invalida o negócio jurídico, diferente do que ocorre com
a simulação, que causa a sua nulidade;
c) ocorre anulabilidade quando o negócio jurídico objetiva fraudar lei imperativa;

15
d) a conversão substancial reflete o princípio da conservação dos atos negociais e resulta em nova
qualificação do negócio jurídico;
e) a nulidade pode ser suscitada a qualquer tempo, sendo imprescritível.

DIREITOS FUNDAMENTAIS

61. (FGV – OAB – 2010.3) A Constituição garante a plena liberdade de associação para fins lícitos, vedada a
de caráter paramilitar (art. 5°, XVII). A respeito desse direito fundamental, é correto afirmar que a criação
de uma associação:
a) depende de autorização do poder público e pode ter suas atividades suspensas por decisão
administrativa.
b) não depende de autorização do poder público, mas pode ter suas atividades suspensas por decisão
administrativa.
c) depende de autorização do poder público, mas só pode ter suas atividades suspensas por decisão judicial
transitada em julgado.
d) não depende de autorização do poder público, mas só pode ter suas atividades suspensas por decisão
judicial.
e) Nenhuma das anteriores

62. (FGV – OAB – VI EXAME) A Constituição assegura, entre os direitos e garantias individuais, a
inviolabilidade do domicílio, afirmando que “a casa é asilo inviolável do indivíduo, ninguém nela podendo
penetrar sem o consentimento do morador” (art. 5º, XI, CRFB). A esse respeito, assinale a alternativa
correta.
a) O conceito de “casa” é abrangente e inclui quarto de hotel.
b) O conceito de casa é abrangente, mas não inclui escritório de advocacia.
c) A prisão em flagrante durante o dia é um limite a essa garantia, mas apenas quando houver mandado
judicial.
d) A prisão em quarto de hotel obedecendo a mandado judicial pode se dar no período noturno.
e) Nenhuma das anteriores

63. (FVG – OAB – X Exame) Em relação aos remédios constitucionais, assinale a afirmativa correta.
a) O habeas data pode ser impetrado ainda que não haja negativa administrativa em relação ao acesso a
informações pessoais.
b) A ação popular pode ser impetrada por pessoa jurídica.
c) O particular pode figurar no polo passivo da ação de habeas corpus.
d) O mandado de segurança somente pode ser impetrado quando as questões jurídicas forem
incontroversas.
e) Nenhuma das anteriores

64. (FGV – OAB – VII EXAME) O mandado de segurança coletivo NÃO pode ser impetrado por :
a) organização sindical.
b) partido político com representação no Congresso Nacional.
c) entidade de classe de âmbito nacional.
d) associações paramilitares.
e) Nenhuma das anteriores

65. (FGV – OAB – V EXAME) No que tange ao direito de nacionalidade, assinale a alternativa correta.
a) O brasileiro nato não pode perder a nacionalidade.
b) O filho de pais alemães que estão no Brasil a serviço de empresa privada alemã será brasileiro nato caso
venha a nascer no Brasil.

16
c) O brasileiro naturalizado pode ser extraditado pela prática de crime comum após a naturalização.
d) O brasileiro nato somente poderá ser extraditado no caso de envolvimento com o tráfico de
entorpecentes.
e) Nenhuma das anteriores

66. (FGV – OAB – IV EXAME) Os direitos políticos não podem ser cassados. Podem, no entanto, sofrer
perda ou suspensão à luz das normas constitucionais pelo seguinte fundamento:
a) condenação cível sem trânsito em julgado.
b) incapacidade civil relativa, declarada judicialmente.
c) cancelamento de naturalização por decisão administrativa.
d) improbidade administrativa.
e) Nenhuma das anteriores

DIREITO PENAL II

67. O dolo direto de segundo grau decorre de ter o agente:


a) Previsto o resultado, supondo levianamente que este não iria ocorrer ou que poderia evitá-lo.
b) Previsto o resultado e tendo-o como certo em razão dos meios utilizados.
c) Previsto o resultado, aceitando-o, caso viesse realmente a acontecer.
d) Apenas antevisto a possibilidade de ocorrência do resultado.
e) Se arriscado a produzir o evento, sabendo que contrariava normas de cautela.

68. O agente que, para salvar a si e a seu filho, de naufrágio acidental, corta a corda que segurava a única
boia salva-vidas ao barco que afundava, enquanto sua esposa, que nela se agarrava, afoga-se, comete
ilícito?
a) Não. Encontrava-se em estado de necessidade.
b) Sim. Responde por homicídio preterdoloso.
c) Não. Encontrava-se em legítima defesa própria e de terceiro.
d) Sim. Responde por homicídio culposo.
e) Não. Encontrava-se em exercício regular de seu direito à vida

69. O consentimento do ofendido:


a) é irrelevante para o nosso direito penal;
b) extingue a culpabilidade nos delitos em que o tipo requer expressamente o não-consentimento (p. ex.:
violação de domicílio - CP, art. 150);
c) pode funcionar como causa supralegal de exclusão da antijuridicidade quando decorrer de vontade
juridicamente válida do titular de um bem disponível (p. ex.: crime de dano - CP, art. 163);
d) é corolário do princípio da adequação social;
e) exerce uma única função no Direito Penal: a de se apresentar como elemento essencial do tipo (p. ex.:
rapto consensual - CP, art. 220)

70. Assinale a alternativa correta. O erro de tipo ocorre quando:


a) o agente, diante de erro, supõe inexistir a regra de proibição e supõe lícito o fato por ele cometido;
b) o agente supõe, por erro, que está praticando uma conduta típica quando o fato não constitui crime;
c) o agente é induzido, por terceiros, à prática de um crime;
d) o agente, por erro incidente sobre as elementares ou circunstâncias da figura típica, atua sem o
elemento subjetivo do crime;
e) o agente pratica crime com dolo no antecedente e culpa no conseqüente

17
71. Rui embriagou-se voluntariamente, com o fim preconcebido de cometer o crime. E de fato veio a
cometê-lo, em estado de completa embriaguez. Jackson embriagou-se voluntariamente, sem o propósito
de cometer crime, mas pouco se importando com a possibilidade de ocorrê-lo, vindo de fato a cometer
delito. Na hipótese:
a)Em ambos os casos há crime doloso, em face da actio libera in causa;
b)Rui responde por crime doloso e Jackson por crime culposo;
c)Rui responde por crime doloso e Jackson fica isento de pena, se a embriaguez for completa, ou poderá ter
a pena reduzida, se a embriaguez for incompleta
d)Ambos não responderão por nada, desde que, ao tempo da ação ou da omissão, eles sejam inteiramente
incapazes de entender e querer
e)Rui responde por crime doloso, em face da actio libera in causa, e Jackson não responderá por nada, desde
que, ao tempo da ação ou da omissão, ele seja inteiramente incapaz de entender e querer.

72. (MP/BA 2001) Os réus acertaram a prática de um crime de roubo em determinado Banco 24 Horas,
portando armas de fogo e usando fantasias que impedissem seu reconhecimento. Ao chegarem ao local e
ainda dentro do veículo, suspeitaram da presença da polícia. Sem pensar duas vezes e de forma
precipitada, acabaram por fugir, embora tenham sido capturados. Neste caso, os réus, exclusivamente em
relação ao crime de roubo,
a)não devem ser responsabilizados, já que presente o arrependimento eficaz ou a desistência voluntária
indiferentemente.
b)não devem ser por ele responsabilizados, mas sim por furto tentado, uma vez que as armas não foram
utilizadas na prática do crime.
c)não devem ser responsabilizados, uma vez que ainda estavam na fase da prática de atos preparatórios.
d)devem responder pelo crime de roubo tentado.
e) não devem ser responsabilizados, porque presente o arrependimento eficaz

FILOSOFIA DO DIREITO

73. Thomas Hobbes é conhecido por sua descrição do estado de natureza como um estado de guerra de
todos os homens contra todos os homens. Para superar essa condição inicial de insegurança Hobbes
propõe a instituição de um Estado:
a) Pautado por um ideal de isonomia e igualdade social.
b) Civil mediante um pacto que transfere todo direito natural dos indivíduos a um soberano.
c) Liberal que assegure o direito à propriedade privada e às liberdades dos indivíduos.
d) Fundado no despotismo esclarecido e nos ideais iluministas.
e) De guerra permanente.

74. Ao comentar a doutrina aristotélica de justiça, Tércio Sampaio Ferraz Júnior indica aquele que seria o
preceito básico do direito justo, mediante o qual “a justiça se revelaria em sua atualidade plena”. Este
preceito, que também pode ser denominado o “justo na sua concretude”, é a:
a) Dignidade
b) Vontade
c) Piedade
d) Equidade
e) Liberdade

75. Assinale a afirmativa correta:


a) Rousseau e Platão são filósofos que denunciam os perigos da “ditadura da maioria”, defendendo, por tal
razão, um regime político aristocrático.
b) Em São Tomás de Aquino, a lei eterna e a lei divina são questões de fé, mas as leis naturais podem ser

18
conhecidas racionalmente.
c) Kant pode ser considerado um jusnaturalista cosmológico.
d) Em Locke, a propriedade não é considerada um direito natural.
e) Sócrates defende a aristocracia filosófica como o regime político ideal.

76. “Manter os próprios compromissos não constitui dever de virtude, mas dever de direito, a cujo
cumprimento pode-se ser forçado. Mas prossegue sendo uma ação virtuosa (uma demonstração de
virtude) fazê-lo mesmo quando nenhuma coerção possa ser aplicada. A doutrina do direito e a doutrina
da virtude não são, consequentemente, distinguidas tanto por seus diferentes deveres, como pela
diferença em sua legislação, a qual relaciona um motivo ou outro com a lei”.
Pelo trecho acima podemos inferir que Kant estabelece uma relação entre o direito e a moral. A esse
respeito, assinale a afirmativa correta.
a) O direito e a moral são idênticos, tanto na forma como no conteúdo prescritivo. Assim, toda ação
contrária à moralidade das normas jurídicas é também uma violação da ordem jurídica.
b) A conduta moral refere-se à vontade interna do sujeito, enquanto o direito é imposto por uma ação
exterior e se concretiza no seu cumprimento, ainda que as razões da obediência do sujeito não sejam
morais.
c) A coerção, tanto no direito quanto na moral, é um elemento determinante. É na possibilidade de impor-se
pela força, independentemente da vontade, que o direito e a moral regulam a liberdade.
d) Direito e moral são absolutamente distintos. Consequentemente, cumprir a lei, ainda que
espontaneamente, não é demonstração de virtude moral.
e) O direito é interior e depende da consciência do sujeito perante a lei. Já a moral é exterior e sempre
resulta das relações sociais do sujeito.

77. É possível qualificar como elemento primordial da concepção utilitarista do direito:


a) a valorização dos propósitos como forma de alcance da liberdade.
b) a questão do juízo a priori como elementar à definição do sujeito moral.
c) a valorização dos interesses sociais em detrimento da maximização da felicidade.
d) a ideia de felicidade como algo exclusivamente egoístico.
e) a maximização da felicidade, entendida como bem-estar.

78. Assinale a afirmativa falsa sobre a concepção de justiça de John Rawls:


a) O primeiro princípio de justiça formulado pelo autor tem a seguinte formulação: cada pessoa tem o
mesmo direito irrevogável a um esquema plenamente adequado de liberdades básicas iguais que seja
compatível com o mesmo esquema de liberdades para todos.
b) O segundo princípio de justiça formulado pelo autor tem a seguinte formulação: as desigualdades sociais
e econômicas devem satisfazer duas condições: primeiro, devem estar vinculadas a cargos e posições
acessíveis a todos em condições de igualdade eqüitativa de oportunidades; e, em segundo lugar, têm de
beneficiar ao máximo os membros menos favorecidos da sociedade.
c) A noção de contrato social é revitalizada pelo autor por meio das ideias de posição original e véu da
ignorância.
d) O autor defende o liberalismo, uma compreensão de justiça como equidade e o Estado Democrático de
Direito.
e) O autor defende uma perspectiva utilitarista, comunitarista e libertária.

19
4º SEMESTRE

DIREITO DAS OBRIGAÇÕES

79. Indique, respectivamente, quais são os tipos de situações relacionadas com adimplemento e extinção
das obrigações abaixo descritas:
I – Um sujeito realizou acordo com seu credor para, ao invés de pagar em pecúnia o valor que devia, adimplir
a obrigação mediante a entrega de um celular.
II – Um sujeito realizou acordo com seu credor, tendo criado nova obrigação que substituiu aquela
anteriormente devida.
III – O fiador de determinada obrigação realizou o pagamento desta ao credor.
a) dação em pagamento, novação e pagamento em consignação.
b) compensação, novação e pagamento com sub-rogação.
c) novação, dação em pagamento e pagamento em consignação.
d) dação em pagamento, novação e pagamento com sub-rogação.
e) novação, compensação e pagamento com sub-rogação.

80. Sobre a teoria geral do adimplemento das obrigações é correto afirmar que:
a) a quitação, por ser ato jurídico stricto sensu, será necessariamente nula em faltando qualquer dos seus
requisitos formais.
b) se um devedor pretende pagar ao credor sua dívida pecuniária no valor de mil reais com uma televisão
avaliada em cinco mil reais, não pode este recusar a prestação ofertada.
c) o único pagamento que tem o poder de liberar o devedor da dívida é aquele realizado ao verdadeiro
credor.
d) quando há pagamento em quotas periódicas, a quitação da última estabelece a presunção absoluta de
estarem solvidas as anteriores.
e) numa obrigação quesível se, quando do momento do pagamento, não vai o credor até o devedor para que
tal ato se realize, é o primeiro que se encontrará em mora.

81. Sobre o Direito das Obrigações, indique a assertiva verdadeira:


a) houve, no Código Civil de 2002, a substituição do princípio da autonomia privada pelos da boa-fé objetiva
e função social.
b) diante da visão da obrigação como processo, passa ela a ser analisada como um evento que se realiza em
dois momentos pontuais e isolados, quais sejam a formação e o adimplemento.
c) a boa-fé objetiva, na função de limitação ao exercício de direitos subjetivos, atua coibindo o abuso de
direito.
d) a positivação do princípio da função social no campo obrigacional implica que toda obrigação firmada
deve possuir cunho filantrópico.
e) não é correto afirmar que toda obrigação nasce de um fato jurídico.

82. Assinale a alternativa CORRETA:


a) Em havendo obrigação alternativa, onde as partes não estabeleceram contratualmente de quem seria a
escolha, a perda de um dos bens, por culpa do devedor, gera a possibilidade de o credor exigir do devedor o
que sobrou ou cobrar o equivalente daquele bem que se perdeu, mais perdas e danos.
b) Nas obrigações alternativas periódicas a escolha realizada no primeiro momento de adimplemento
vincula as seguintes, posto que gera segurança jurídica para o credor.
c) Na solidariedade passiva, o fato do credor ingressar com ação judicial contra apenas um dos devedores
gera a renúncia à solidariedade.
d) Nas obrigações genéricas, o gênero não perece antes da concentração do débito, salvo se houver caso
fortuito ou força maior.

20
e) Na obrigação de restituir, caso a coisa se perca antes do adimplemento, sem culpa, o ônus desta perda
será suportado pelo credor.

83. A transmissibilidade das obrigações pode se dar por vontade das partes. “A cessão de crédito enfoca a
substituição, por ato entre vivos, da figura do credor” (Silvio de Salvo Venosa). Sobre essa cessão, é
incorreto afirmar que:
a) Pode ocorrer a título oneroso ou gratuito.
b) o crédito é transferido intacto, tal como contraído.
c) os créditos inalienáveis por natureza, por força da lei ou por convenção entre credor e devedor não
podem ser objeto de cessão;
d) o cedente garante ao cessionário a existência do crédito, nas cessões onerosas.
e) o cessionário não pode tomar medidas protetivas de seu crédito, antes de notificar o devedor.

84. Assinale a alternativa correta


a) A constituição em mora é automática nas obrigações provenientes de ato ilícito extracontratual.
b) O devedor já em mora responde pela impossibilidade da prestação, exceto nas hipóteses de caso fortuito
e força maior, como regra geral;
c) Ainda que agindo dolosamente, o devedor não tem responsabilidade pela conservação da coisa, na
hipótese de mora do credor, porque este descumpriu a obrigação de receber o bem;
d) A culpa do devedor não é requisito essencial à configuração da mora;
e) Nas obrigações provenientes de ato ilícito, a mora se estabelece a partir da data em que o ofensor for
citado da ação proposta pelo prejudicado.

DIREITO PENAL III

85. Com relação ao concurso de delitos, é correto afirmar que:


a) no concurso de crimes as penas de multa são aplicadas distintamente, mas de forma reduzida.
b) o concurso material ocorre quando o agente, mediante mais de uma ação ou omissão, pratica dois ou
mais crimes com dependência fática e jurídica entre estes.
c) o concurso formal perfeito, também conhecido como próprio, ocorre quando o agente, por meio de uma
só ação ou omissão, pratica dois ou mais crimes idênticos, caso em as penas serão somadas.
d) o Código Penal Brasileiro adotou o sistema de aplicação de pena do cúmulo material para os concursos
material e formal imperfeito, e da exasperação para o concurso formal perfeito e crime continuado.
e) n.d.a.

86. No que se refere às penas restritivas de direitos e à de multa, assinale a opção correta.
a) A pena de multa consiste no pagamento, ao fundo penitenciário, da quantia determinada na sentença e
calculada em dias-multa, sendo, no mínimo, de dez e, no máximo, de trezentos e sessenta e cinco dias-
multa, a ser fixada pelo juiz, não podendo ser inferior a um trigésimo do maior salário mínimo mensal
vigente ao tempo do fato, nem superior a cinco vezes esse salário.
b) Se o condenado for reincidente, o juiz não poderá aplicar a substituição da pena privativa de liberdade,
apesar de, em face de condenação anterior, a medida ser socialmente recomendável e a reincidência não se
ter operado em virtude da prática do mesmo crime.
c) A prestação de serviços à comunidade ou a entidades públicas consiste na atribuição de tarefas gratuitas
ao condenado, sendo aplicável às condenações superiores a seis meses de privação da liberdade, atendidos
os demais requisitos legais.
d) A limitação de fim de semana consiste na obrigação de permanência, aos sábados, domingos e feriados,
por oito horas diárias, em casa de albergado ou em outro estabelecimento adequado.
e) n.d.a.

21
87. Com relação à pena de multa, assinale a opção correta.
a) Transitada em julgado a sentença condenatória, a multa deverá ser paga no prazo de dez dias e será
convertida em pena privativa de liberdade caso o condenado não realize o pagamento.
b) É vedado o pagamento da pena de multa em parcelas mensais, dada a natureza jurídica de tal espécie de
sanção.
c) Transitada em julgado a sentença condenatória, a multa será considerada dívida de valor, aplicando-se-lhe
as normas da legislação relativa à dívida ativa da fazenda pública, exceto no que concerne às causas
interruptivas e suspensivas da prescrição, incidindo, nesse caso, as normas do CP.
d) Sobrevindo ao condenado doença mental, é suspensa a execução da pena de multa.
e) n.d.a.

88. Assinale a alternativa correta:


a) A pena de detenção não pode ser cumprida em regime inicialmente fechado.
b) O condenado, não reincidente, a pena superior a oito anos de reclusão pode começar a cumpri-la em
regime semi-aberto.
c) Na hipótese de concurso formal imperfeito, aplica-se ao agente a pena mais grave das cabíveis ou, se
iguais, só uma delas, aumentada de 1/6 até 1/2.
d) O concurso formal perfeito ocorre quando o agente possui desígnios autônomos para praticar cada um
dos delitos em questão.
e) É facultado ao juiz substituir a pena privativa de liberdade não superior a quatro anos, imposta ao réu
reincidente pela prática do mesmo crime ou de diversa espécie, se constituir medida socialmente
recomendável.

89. No que concerne à prevenção do delito, de acordo com o Código Penal Brasileiro, assinale a alternativa
correta.
a) A função da pena é unicamente repressiva, sendo irrelevante sua adequação em face do delinquente
individualmente considerado.
b) A função da prevenção especial da pena consiste principalmente na intimidação dos propensos a
delinquir.
c) O legislador penal brasileiro adotou a teoria mista, também denominada eclética ou unitária da pena.
d) A função da prevenção geral da pena consiste principalmente em reeducação do condenado bem como
em sua ressocialização.
e) A função da pena é unicamente preventiva, sendo irrelevante sua adequação em face do delinquente
individualmente considerado.

90. Relativamente ao concurso de crimes, assinale a afirmativa incorreta:


a) O concurso material ocorre quando o agente, mediante mais de uma ação ou omissão, pratica dois ou
mais crimes, idênticos ou não.
b) Na presença de um concurso formal, aplica-se ao agente a mais grave das penas cabíveis ou, se iguais,
somente uma delas, mas aumentada, em qualquer caso, de um sexto até metade, salvo se a ação ou
omissão é dolosa e os crimes concorrentes resultam de desígnios autônomos (hipótese em que as penas
aplicam-se cumulativamente).
c) Quando se tratar de crime continuado, aplica-se ao agente a pena de um só dos crimes, se idênticas, ou a
mais grave, se diversas, aumentadas, em qualquer caso, de um sexto a dois terços.
d) Quando se tratar de crime continuado em que os crimes sejam dolosos, contra vítimas diferentes,
cometidos com violência ou grave ameaça à pessoa, o juiz poderá, observados os artigos 70, 71 e 74 do
Código Penal aumentar a pena mais grave até o triplo.
e) No concurso de crimes, as penas de multa são aplicadas de acordo com as regras aplicáveis às penas
privativas de liberdade.

22
DIREITO ADMINISTRATIVO I

91. Qual das características abaixo pode ser considerada para o Direito Administrativo
a) codificado
b) hermético
c) mutável
d) arcaico
e) consuetudinário

92. O Governo Federal, recentemente, determinou que a Caixa Econômica Federal e o Banco do Brasil
reduzissem significativamente os juros bancários dos créditos imobiliários, do cheque especial, do cartão
de crédito, etc. Qual atividade se caracteriza essa atuação?
a) poder de polícia
b) fomento
c) serviço público
d) intervenção no domínio econômico
e) bancária

93. Qual das assertivas abaixo é incorreta?


a) O princípio da legalidade deve ser substituído interpretado atualmente no seu sentido amplo, podendo-se
utilizar a nomenclatura jurisdicidade
b) Ato normativo emanado do Conselho Nacional de Justiça prevendo regras que vedam a prática do
nepotismo no Judiciário atende a um só tempo o princípio da moralidade, da impessoalidade e da eficiência
c) O princípio da moralidade somente se aplica aos servidores públicos, não se estendendo aos
administrados
d) O princípio da publicidade comporta exceções
e) A máxima que diz de que nem tudo que é legal é honesto originou o princípio da moralidade

94. Quando um aluno de escola pública é punido pela Administração Pública em virtude de alguma
infração cometida, há incidência de que poder administrativo:
a) Normativo ou Regulamentar
b) Poder Vinculado
c) Poder Hierárquico
d) Poder Disciplinar
e) Poder de Polícia

95. Qual dos atributos está presente em todos os atos administrativos?


a) Presunção de legitimidade
b) Imperatividade
c) Auto-executoriedade
d) Exigibilidade
e) Motivo

96. Aquele cidadão que exerce a função de mesário do TRE nas eleições são considerados:
a) Empregados Públicos
b) Servidores Públicos stricto sensu
c) Militares
d) Agentes Políticos
e) Agentes Honoríficos

23
HERMENÊUTICA

97. Assinale a afirmativa correta:


a) Em Alexy, os juízos de adequação e necessidade dizem respeito à otimização de possibilidades jurídicas,
enquanto o juízo de proporcionalidade em sentido estrito é relativo à otimização de possibilidades fáticas.
b) Alexy nega veementemente a aplicabilidade da Fórmula Radbruch.
c) A heterointegração consiste no uso de técnicas de integração que partem exclusivamente dos textos
legislativos.
d) Na subsunção, a norma cumpre o papel de premissa menor do silogismo, enquanto o fato figura como
premissa maior.
e) A teoria objetivista da interpretação, defendida por Binding, Kohler e Wach, assume como critério
jurídico-hermenêutico o sentido racional do conjunto de leis compreendido como um sistema.

98. Assinale a afirmativa correta:


a) Hart combate aquilo que Dworkin chamou de discricionariedade em sentido forte.
b) Kelsen atribui ao cientista do direito a função de prescrever logicamente as normas jurídicas.
c) Segundo Alexy, a aplicação dos princípios é realizada de acordo com o modelo “tudo-ou-nada”.
d) Segundo Kelsen, a interpretação realizada pelo cientista do direito seria autêntica.
e) Jhering atribui a cada norma jurídica uma relação com um fim social determinado.

99. Assinale a alternativa falsa.


a) A Jurisprudência dos Valores orienta-se por um padrão de racionalidade material.
b) O segundo Savigny atribui ao espírito do povo, e não à lei, o papel de fonte originária do direito.
c) A pirâmide conceitual de Puchta é uma manifestação teórica surgida no âmbito de pensamento da
Jurisprudência dos Interesses.
d) No primeiro Savigny, o intérprete deve, a partir da lei, colocar-se na posição do legislador.
e) Segundo Hart, a regra de reconhecimento pode ser classificada como uma regra secundária.

IED PROCESSUAL
100. (OAB/Exame Unificado – 2008.1) Assinale a alternativa correta acerca da jurisdição, da ação e do
processo.
a) Uma das características da jurisdição é a aptidão para a coisa julgada; por conseguinte, somente haverá
jurisdição se houver coisa julgada material.
b) O principio do juiz natural tem por finalidade garantir a prestação da tutela jurisdicional por juiz
independente e imparcial.
c) A capacidade de estar em juízo, o interesse de agir e a possibilidade jurídica do pedido são considerados
elementos da ação.
d) A convenção de arbitragem não é pressuposto processual negativo.
e) São elementos identificadores da ação: as partes, o fundamento jurídico ou fato lesivo e o valor da causa.

101. (OAB/ Exame Unificado – 2007.3) A respeito dos princípios que regem o processo civil e os relativos a
jurisdição civil, assinale a opção correta.
a) Para os princípios da oralidade e da concentração sejam efetivos, as decisões interlocutórias são
irrecorríveis, admitindo-se, no entanto, no caso de grave ou difícil reparação, recursos que devem ser
recebidos no efeito devolutivo.
b) De acordo com o principio da eventualidade, cada faculdade processual deve ser exercitada dentro
da fase adequada, sob pena de se perder a oportunidade de praticá-la.
c) Segundo o principio do contraditório, o juiz deve julgar a causa com imparcialidade e com base nos
fatos alegados e provados pelas partes, assegurando aos litigantes ampla defesa.

24
d) O principio dispositivo assegura ao juiz o poder de iniciativa probatória quando as partes deixarem
de alegar ou provar fatos postos com fundamento da demanda.
e) Somente são princípios processuais aqueles previstos no art. 5º da CF/88.

102. (OAB/ Exame Unificado – 2006.3) Acerca das condições da ação e dos pressupostos processuais,
assinale a opção correta.
a) Se restar comprovada a existência de outra causa igual, ainda que já decidida, mas sem trânsito em
julgado, o processo será extinto, em virtude da ocorrência da litispendência. Sendo essa uma das condições
da ação, a pretensão do autor não será resolvida
b) Se o réu não alegar a falta de uma das condições da ação na primeira oportunidade que tiver para falar
nos autos, muito embora ela possa ser conhecida de oficio, ele responderá pelas custas do retardamento.
c) Os pressupostos processuais são os requisitos necessários à regularidade e à existência da relação
processual, e a falta de qualquer destes requisitos acarreta a extinção do processo sem resolução do mérito,
por carência de ação.
d) O reconhecimento da ausência de pressupostos processuais conduz à declaração incidental de
improcedência da ação e à condenação do autor ao pagamento dos ônus sucumbenciais.
e) O Juiz imparcial e competente é um pressuposto processual de existência.

103. (OAB/ Exame Unificado – 2010.2) Um advogado é procurado em seu escritório por um cliente que lhe
narra que a empresa da qual ele é diretor foi citada pelo poder judiciário, em decorrência de um conflito
surgido em razão de contrato de compra e venda no qual inseriram cláusula compromissória cheia,
estabelecendo que em caso de eventual conflito entre as partes, ele será apreciado por um tribunal
arbitral. O advogado, ao peticionar no referido processo, representando os interesses de seu referido
cliente, no sentido de exigir cumprimento da clausula compromissória cheia deverá:
a) Requerer a designação de audiência de conciliação, pois o juiz pode conhecer de oficio da
preexistência da convenção de arbitragem.
b) Apresentar desde logo contestação, restringindo sua argumentação ao exame de mérito da causa.
c) Apresentar contestação e alegar expressamente, em preliminar, a existência de convenção de
arbitragem, solicitando a extinção do feito.
d) Solicitar ao juiz o julgamento antecipado da lide.
e) Requerer, em defesa, a extinção do processo com resolução de mérito.

104. Considere as assertivas que seguem:


I. Há coisa julgada quando a ação já foi decidida em definitivo, não cabendo mais recurso.
II. São elementos da ação o interesse de agir, a legitimidade da parte e a possibilidade jurídica do
pedido.
III. Ocorre a litispendência quando se repete ação que está em curso.
IV. O pedido e a causa de pedir constituem condições da ação.
Conclui-se que APENAS são corretas

a) I e II.
b) I, II e III.
c) I e III.
d) I, III e IV.
e) II e IV.

105. Quanto as nulidades processuais, assinale a opção correta.


a) A nulidade relativa deve ser argüida pela parte interessada em sua decretação, na primeira oportunidade
em que lhe couber falar nos autos, depois do ato defeituoso, sob pena de preclusão, isto é, de perda de
faculdade processual de promover a anulação.

25
b) Anulado um ato processual, mesmo que se trate de um ato complexo, todos os atos subseqüentes a ele
serão também anulados, ainda que sejam independentes entre si e que a nulidade se refira a apenas uma
parte do ato.
c) O ato processual praticado em desconformidade com a norma que disciplina a sua produção é inválido,
devendo o juiz, de oficio, decretar sua nulidade e determinar sua repetição, ainda que não cause prejuízo a
regularidade processual ou as partes.
d) Deve ser decretado a nulidade do processo em que se tenha constatado, ao final, a falta de outorga
uxória, ainda que se possa decidir o mérito a favor do cônjuge ausente, visto que todas nulidades
processuais são insanáveis.
e) É nulo o processo, quando o Ministério Público não for intimado a acompanha o feito que deva intervir,
ainda que não tenha gerado prejuízo às partes e ao processo.

5º SEMESTRE

DIREITO PROCESSUAL CIVIL I

106. Acerca da temática da COMPETÊNCIA, responda:


a) o magistrado encontra-se legalmente autorizado a promover o controle da incompetência relativa,
observadas as exceções.
b) o foro de eleição constitui-se negócio jurídico processual acessório em que as partes dispõem sobre a
competência material do foro para apreciar eventual causa relacionada a um negócio principal.
c) o foro geral para as causas em que se discuta direito real mobiliário é o foro da situação da coisa.
d) a foro do domicílio do réu é o foro competente para as causas de natureza pessoal, salvo previsão de
regra específica.
e) a jurisprudência reconhece a inadmissibilidade da utilização da exceção de incompetência para suscitar a
incompetência absoluta do juízo, haja vista que se apresenta prejudicial à defesa já que se mostra
instrumento adequado para a aludida finalidade.

107. Com relação ao LITISCONSÓRCIO, marque a alternativa correta:


a) o litisconsórcio ativo necessário ocorre exclusivamente nos casos imposto pela legislação, em especial em
assuntos relacionados ao direito de família.
b) as condutas ou comportamentos determinantes, em razão de sua natureza prejudicial, vinculam todos os
litisconsortes unitários.
c) as condutas determinantes vinculam exclusivamente o litisconsorte que praticou o ato, nos casos de
litisconsórcio simples ou comum.
d) no litisconsórcio unitário, os litisconsortes são tratados como litigantes autônomos de modo que a
decisão judicial será diferente para cada um dos referidos sujeitos.
e) por se tratar de exceção, o litisconsórcio necessário decorre exclusivamente de lei.

108. Sobre a INTERVENÇÃO DE TERCEIROS, indique a assertiva correta:


a) a assistência é espécie de intervenção provocada ou coacta, na qual o assistente assume o papel de
auxiliar da parte original no processo.
b) o interesse meramente econômico justifica a intervenção do assistente litisconsorcial quando o terceiro
interveniente apresentar elementos que demonstrem iminente e grave prejuízo de ordem patrimonial.
c) a denunciação à lide, no atual código de processo civil, confunde-se com o chamamento à autoria previsto
no antigo sistema processual, por se caracterizar como mera notificação formal do denunciado acerca da
intenção do denunciante em promover eventual ação de regresso.
d) a oposição autônoma não enseja a formação de novo processo, uma vez que corre no bojo da relação

26
jurídica processual existente.
e) é admissível o chamamento ao processo de todos os devedores solidários, quando o credor exigir de um
ou de alguns deles, parcial ou totalmente, a dívida comum.

109. No que concerne a PETIÇÃO INICIAL, responda:


a) a indicação de endereço do advogado do autor é requisito de regularidade da petição inicial, sendo que
sua não observância poderá ensejar o indeferimento liminar do referido ato de postulação.
b) o Brasil adota a teoria da individuação (individualização) da causa de pedir, a qual exige do autor a
indicação dos fatos e fundamentos jurídicos de seu pleito.
c) a indicação equivocada do endereço da parte ré enseja em responsabilidade exclusiva do advogado do
autor, derradeiro produto do erro na postulação.
d) compatibilidade entre os pedidos é requisito imprescindível para a realização da cumulação imprópria de
pedidos.
e) o indeferimento liminar da petição inicial implica exclusivamente na extinção do processo sem exame de
mérito, tendo em vista que decorre apenas da não observância de requisito de admissibilidade do processo
ou do ato da demanda.

110. Aponte qual das assertivas apresenta algum meio de citação não admitido no direito processual
brasileiro:
a) citação por edital e citação por mandado.
b) citação eletrônica e por edital.
c) citação postal e citação por mandado.
d) citação por e-mail e citação por mandado.
e) citação eletrônica e citação por mandado.

111. Indique a opção incorreta no tocante à temática da RESPOSTA DO RÉU:


a) cumpre ao réu alegar, na contestação, toda a matéria de defesa, expondo as razões de fato e de direito,
com que impugna o pedido do autor e especificando as provas que pretende produzir.
b) É lícito a parte ré argüir, com exclusividade e por meio de exceção, a incompetência, o impedimento ou a
suspeição.
c) Verificando que a exceção de impedimento ou suspeição não tem fundamento legal, o tribunal
determinará o seu arquivamento; no caso contrário condenará o juiz nas custas, mandando remeter os
autos ao seu substituto legal.
d) É vedado ao réu, em seu próprio nome, reconvir ao autor, quando este demandar em nome de outrem.
e) A revelia não induz a presunção de veracidade dos fatos alegados pelo autor se, havendo litisconsórcio
unitário passivo, algum dos réus contestar a ação.

TEORIA DOS CONTRATOS E RESPONSABILIDADE CIVIL

112. A responsabilidade civil:


a) admite os mesmos pressupostos da responsabilidade penal.
b) por danos morais, dependerá de uma liquidação prévia para poder ser requerida.
c) quando decorrente de atos de prestador de serviços públicos é objetiva.
d) depende da prova de culpa do causador do dano em quaisquer casos.
e) independe de dano patrimonial ou extrapatrimonial para gerar obrigação de indenizar.

113. Pode-se afirmar que há responsabilidade civil objetiva:


a) do patrão em caso de acidente do trabalho.
b) no contrato de transporte de coisas, por via terrestre, estando a cláusula de segurança implícita na
obrigação de custódia.

27
c) pessoal dos profissionais liberais na prestação de serviço considerado defeituoso, quando o contrato for
regido pelo Código de Defesa do Consumidor.
d) do curador pelos atos de seus curatelados dementes, em qualquer circunstância.
e) sempre que se verificar o dano moral, independentemente do dano material.

114. A responsabilidade civil decorrente do fato do serviço, nas relações de consumo, é:


a) de regra objetiva;
b) sempre subjetiva;
c) de regra subjetiva, podendo ser objetiva quando a lei expressamente dispõe neste sentido;
d) subjetiva, porém com culpa presumida;
e) subjetiva ou objetiva, conforme entendimento do juiz.

115. Praticando o incapaz ato ilícito:


a) somente responderá nas hipóteses de responsabilidade civil objetiva, ou seja, independentemente de
culpa, nos casos especificados em lei, ou quando a atividade por ele desenvolvida implicar, por sua natureza,
risco para os direitos de outrem.
b) sempre responderá o tutor ou curador, ainda que o pupilo ou curatelado não esteja em sua companhia,
porque se trata de responsabilidade civil objetiva.
c) ficará sempre isento de reparar o dano, porque a lei presume sua falta de discernimento.
d) poderá ser condenado a ressarcir o dano, se a pessoa por ele responsável não tiver obrigação de fazê-lo
ou não dispuser de meios suficientes, mas a indenização deverá ser eqüitativa e não terá lugar se o incapaz
ou as pessoas dele dependentes ficarem privadas do necessário.
e) o tutor, curador ou ascendente que ressarcir o dano pode reaver o que houver pago acompanhado de
juros e correção monetária.

116. Marginais foragidos de uma penitenciária estadual assaltaram uma residência, causando danos
materiais e morais. Demandado judicialmente, o Estado deixou de ser condenado, em primeiro grau, a
indenizar a família vítima da violência, pois o dano não haveria decorrido direta e imediatamente da
ação/omissão estatal. Assinale a opção correta.
a) A teoria sobre o nexo causal que inspirou o julgador a isentar o Estado de responsabilidade civil foi a da
equivalência das causas.
b) A teoria sobre o nexo causal que inspirou o julgador a isentar o Estado de responsabilidade civil foi a da
interrupção do nexo causal.
c) Na hipótese de responsabilidade civil objetiva, como a descrita no enunciado da questão, pouco importa
se a vítima do ato danoso agiu culposamente, concorrendo para a sua ocorrência, vez que não se exige, no
caso, a comprovação de qualquer culpa para a imposição do dever de indenizar.
d) A responsabilidade civil objetiva do Estado, na presente hipótese, decorre da incidência do Código de
Defesa do Consumidor sobre as relações entre o Poder Público e o Administrado.
e) Caso os marginais sejam condenados criminalmente pelos crimes cometidos contra a família do
enunciado da questão, essa condenação fará coisa julgada no juízo cível, obrigando o Estado a ressarci-la
pelos danos amargados, devendo ser reformado, pelo Colendo Tribunal de Justiça, o entendimento inicial,
esposado pelo MM. juízo singular de que não haveria o dever de indenizar por parte do Estado.

117. A respeito da responsabilidade civil, segundo o Código Civil Brasileiro é correto afirmar que:
a) havendo usurpação ou esbulho do alheio, a indenização será restrita a restituição da coisa e ao valor das
suas deteriorações, não sendo devidos lucros cessantes por expressa determinação legal.
b) ressalvados outros casos previstos em lei especial, as empresas não respondem independentemente de
culpa pelos danos causados pelos produtos postos em circulação.
c) aquele que ressarcir o dano causado por outrem pode reaver o que houver pago daquele por quem
pagou, inclusive se o causador do dano for descendente seu, absoluta ou relativamente incapaz.
d) a responsabilidade civil é independente da criminal, podendo-se questionar sobre a existência do fato, ou

28
sobre quem seja o seu autor, mesmo quando estas questões se acharem decididas no juízo criminal.
e) são responsáveis pela reparação cível, o empregador ou comitente, por seus empregados, serviçais e
prepostos, no exercício do trabalho que lhes competir, ou em razão dele, ainda que não haja culpa de sua
parte (empregador ou comitente).

DIREITO PENAL IV

118. (CESPE 2012 PM AL) Nilo recusou-se a pagar a Henrique uma dívida no valor de mil reais decorrente
da aquisição de drogas, razão por que Henrique deu-lhe três tiros, provocando-lhe lesões que causaram a
amputação de seu braço direito e a perda da visão de seu olho esquerdo. Depois de vinte e cinco dias de
internação, Nilo pediu a seu irmão Saulo que o colocasse próximo ao aparelho fornecedor de oxigênio que
o mantinha vivo, ocasião em que lhe disse que não queria continuar a viver, pois sabia que, se saísse vivo
do hospital, Henrique o mataria. Saulo moveu a cama hospitalar do irmão para perto do aparelho de
oxigênio e saiu do hospital. Nilo, então, desligou o aparelho de oxigênio da fonte de energia elétrica, na
tentativa de se matar. Minutos depois, entretanto, Carlos, médico de plantão, reativou o aparelho, a
tempo de salvar a vida de Nilo, que, em razão da falta de oxigênio, sofreu sequelas neurológicas que
ocasionaram a perda da fala e do controle de movimentos
Com base na situação hipotética acima, assinale a opção correta à luz do Código Penal (CP).
a) Ao cobrar a dívida de Nilo usando de violência, Henrique cometeu tanto crime de homicídio tentado
como de exercício arbitrário das próprias razões.
b) Saulo cometeu crime de induzimento, instigação ou auxílio ao suicídio na forma consumada, ainda que
sua ação não tenha causado a morte de Nilo.
c) Tendo deixado de tomar os cuidados necessários à manutenção da vida de Nilo, o que caracteriza
negligência, o médico responsável por seu tratamento cometeu crime de homicídio culposo na
modalidade tentada.
d) Henrique cometeu crime de lesão corporal gravíssima, uma vez que sua ação provocou a perda de
membro e função de Nilo
e) Saulo cometeu crime de homicídio tentado.

119. (TJDFT, Cespe - Analista Judiciário - 2003) Considerando os delitos contra a pessoa, julgue os itens
abaixo.
I - Havendo morte ou lesão corporal de natureza grave durante uma rixa, todos os seus participantes
deverão sofrer maior punição, independentemente de serem ou não responsáveis pelo resultado, incidindo
no crime de rixa qualificada.
II - Considere a seguinte situação hipotética. Mário e Bruno, pretendendo matar Nilo, mediante o uso de
arma de fogo, postaram-se de emboscada, ignorando cada um o comportamento do outro. Ambos atiraram
na vítima, que veio a falecer em virtude dos ferimentos ocasionados pelos projéteis disparados pela arma de
Bruno.
Nessa situação, é correto afirmar que Mário e Bruno são co-autores do homicídio perpetrado.
III - No homicídio preterintencional ou preterdoloso, o agente deverá responder por culpa em relação ao
resultado morte.
IV - Considere a seguinte situação hipotética. Jorge e Lucas, sob juramento, decidiram morrer na mesma
ocasião. Para isso ambos trancaram-se em um quarto hermeticamente fechado e Jorge abriu a torneira de
um botijão de gás; todavia, apenas Lucas morreu. Nessa situação, Jorge deverá responder por participação
em suicídio.
V - Nos crimes de difamação e injúria, havendo a retratação do ofensor antes da sentença, extingue-se a
punibilidade.
Estão certos apenas os itens
a) I e III
b) I e V

29
c) II e III
d) II e IV
e) IV e V

120. (MPU - Promotor de Justiça - 2002) Com relação aos crimes contra a honra, assinale a opção correta
a) No crime de difamação, exige-se que o agente tenha consciência da falsidade da imputação
b) A consumação do crime de calúnia ocorre quando a vítima, por qualquer forma, toma conhecimento
da falsa imputação de crime que lhe foi feita.
c) Como a injúria não está relacionada a fato preciso, mas às qualidades da vítima, não admite a
exceção da verdade, pois referidas qualidades não podem ser questionadas pelo agente
d) A falsa imputação de crime a alguém, com o objetivo de ser instaurada investigação policial,
caracteriza o crime de calúnia.
e) N. R. A.

121. (MP-MG 2005) JOÃO e JOSÉ combinam agredir Tião a tiros, para produzir-lhe lesões corporais de
natureza gravíssima, pela incapacitação permanente para o trabalho. Ambos se postam de cada lado de
uma rua e, quando o desafeto se aproxima, efetuam disparos de arma de fogo contra o mesmo. Apenas
um disparo acerta a vítima, que vem a morrer. Ouvidos em juízo, João confessa ter, na hora pretendido
matar Tião. José confessa ter previsto a ocorrência da morte de Tião, mas acreditou em sua habilidade e
na de João para apenas lesionar a vítima. A perícia não identificou a arma da qual partiu o projétil que
acertou a vítima:
a) Ambos os concorrentes devem responder por um homicídio consumado.
b) Ambos os concorrentes respondem por lesão corporal seguida de morte.
c) João responde por homicídio consumado e José por lesão consumada.
d) Ocorrem tentativas de homicídio para João e de lesão gravíssima para José.
e) Ambos respondem por lesão corporal gravíssima consumada.

122. (CESPE 2013 TRT 5ª Região) Assinale a opção correta acerca dos crimes contra o patrimônio.
a) O crime de extorsão consuma-se com o recebimento de, ao menos, parte da vantagem indevida.
b) A tipificação do crime de receptação depende da prova da materialidade e da autoria do furto do
produto receptado
c) Em se tratando do crime de roubo, comprovada a existência de causas de aumento de pena, é
suficiente que o juiz, ao concluir, aponte o número de majorantes que embasaram a aplicação da pena
acima do patamar mínimo
d) É punível a subtração de coisa comum fungível cujo valor não exceda a quota a que tiver direito o
agente
e) Se a vantagem ilícita decorrente da prática do furto privilegiado ou do estelionato for de pequeno valor,
a pena a que for condenado o autor do crime, sendo ele réu primário, poderá ser reduzida.

123. (Prova: CESPE - 2012 - MPE-RR - Promotor de Justiça / Direito Penal / Dos Crimes Contra a Dignidade
Sexual.) Durante operação conjunta das polícias civil e militar, do conselho tutelar e do juizado da
infância e juventude de determinada cidade do interior, foram encontrados, em uma boate, dez
adolescentes, com idades entre dezesseis e dezessete anos, de ambos os sexos, trabalhando em trajes
minúsculos, como garçons e garçonetes no estabelecimento. Havia, ainda, adolescentes se exibindo em
espetáculo de striptease.
Considerando a situação hipotética acima apresentada e o que dispõe o CP acerca dos crimes contra a
dignidade sexual, assinale a opção correta.
a) Suponha que algum adulto tenha praticado, com outro adulto, conjunção carnal ou qualquer outro
ato libidinoso na presença dos adolescentes, ou que os tenha induzido a presenciar os referidos
atos, a fim de satisfazer lascívia própria ou de outrem. Nessa situação, esse adulto deve ser
responsabilizado pelo delito de satisfação de lascívia na presença de criança ou adolescente.

30
b) O proprietário ou o gerente do estabelecimento deve ser responsabilizado tão somente pelo delito
de manutenção de estabelecimento para exploração sexual, haja ou não mediação direta na
exploração sexual.
c) Devem responder penalmente pela prática do delito de favorecimento à exploração sexual de
vulnerável o proprietário, o gerente ou o responsável pela boate e, de igual modo, os clientes
encontrados no local.
d) Se algum dos clientes da boate for encontrado mantendo conjunção carnal ou qualquer outro ato
libidinoso com algum adolescente, será responsabilizado por estupro de vulnerável, se restar
demonstrado o pleno conhecimento da menoridade da vítima, ainda que esta tenha assentido em
realizar a conduta.
e) Caso os adolescentes tenham ingressado voluntariamente no estabelecimento para o exercício das
atividades descritas e, ao tentarem deixar o local e cessar as práticas, tenham sido impedidos pelo
proprietário e gerente, restará consumado o delito de exploração sexual de vulnerável na forma de
impedimento ou dificultação do abandono da atividade, cuja pena será agravada da quarta parte
pelo concurso de pessoas, com aplicação de pena de multa, tendo como efeito obrigatório da
condenação a cassação da licença de localização e funcionamento da boate.

DIREITO ADMINISTRATIVO II

124. Analise as afirmativas a seguir:


I. Licitação é procedimento administrativo seletivo regido pelos princípios básicos da Administração Pública
e pelos princípios da vinculação ao instrumento licitatório e do julgamento objetivo das propostas.
II. O princípio da obrigatoriedade da licitação deve ser sempre observado pela Administração Pública
direta e indireta, incluindo as fundações públicas e as sociedades de economia mista, de todos os entes
federativos.
III. Há dispensa do procedimento licitatório quando, apesar da possibilidade de sua realização, for
inconveniente para a Administração Pública realizá-lo, nas hipóteses previstas em Lei. Há inexigibilidade
de licitação quando houver inviabilidade de competição.
Assinale:
a) se nenhuma afirmativa estiver correta.
b) se somente as afirmativas I e II estiverem corretas.
c) se somente as afirmativas I e III estiverem corretas.
d) se somente as afirmativas II e III estiverem corretas.
e) se todas as afirmativas estiverem corretas.

125. A Administração Pública pretende contratar os seguintes serviços: publicidade e advocacia.


Considerando que os trabalhos a serem contratados serão executados por serviços técnicos profissionais
especializados, com profissionais ou empresas de notória especialização, é correto afirmar que:
a) para a primeira contratação deverá ser realizada a licitação e para a segunda será dispensável.
b) a primeira contratação poderá ser feita diretamente, por inexigibilidade de licitação e para a segunda
deverá ser realizada a licitação.
c) ambas as contratações podem ser feitas diretamente por inexigibilidade de licitação.
d) ambas as contratações devem ser feitas, obrigatoriamente, por meio de licitação.
e) No caso concreto, os serviços de advocacia, se considerados de natureza singular, poderão ser
contratados diretamente, dada a inexigibilidade da licitação, não sendo possível a mesma atitude em relação
aos serviços de publicidade.

126. Com base nas modalidades de licitação previstas na Lei n.º 8.666/1993, julgue os itens abaixo:
I. Leilão é a modalidade de licitação realizada entre quaisquer interessados para a venda de bens móveis
inservíveis para a administração ou de produtos legalmente apreendidos ou penhorados.

31
II. Concorrência é a modalidade de licitação, com limitação de valores, que permite a participação de
interessados que, na fase inicial de habilitação preliminar, comprovem possuir os requisitos mínimos de
qualificação exigidos no edital para a execução de seu objeto.
III. Convite é a modalidade de licitação entre, no mínimo, três interessados do ramo, escolhidos e
convidados pela unidade administrativa, e da qual podem participar também aqueles que, mesmo não
estando cadastrados, manifestem seu interesse com antecedência de até 48 horas da apresentação das
propostas.
IV. Tomada de preços é a modalidade de licitação realizada entre interessados devidamente cadastrados ou
que preencham os requisitos para cadastramento até o terceiro dia anterior à data do recebimento das
propostas, observada a necessária qualificação.
Estão certos apenas os itens:
a) I e II.
b) II e III.
c) II e IV.
d) III e IV.
e) I e IV

127. Conforme o disposto na Lei 8.666/93, as cláusulas econômico-financeiras e monetárias dos contratos
administrativos:
a) podem ser alteradas em qualquer valor, desde que haja prévia concordância do contratante.
b) são alteráveis unilateralmente por conta do princípio da supremacia do interesse público.
c) não podem ser alteradas.
d) devem sofrer revisão se afetadas por fato da administração que gere prejuízo a alguma das partes.
e) exigem que sejam revistas semestralmente.

128. De acordo com o instituto da desapropriação, assinale a alternativa incorreta:


a) As desapropriações dos imóveis necessários à implantação do metrô de determinado município devem
ser realizadas em prol do interesse social existente na obra.
b) As desapropriações por necessidade pública são uma espécie do gênero “utilidade pública”, qualificada
pela urgência existente no caso concreto.
c) Havendo urgência na posse do bem a ser desapropriado, possível é a imissão provisoria na posse pelo
ente publico expropriante, alegada a urgência e depositado o valor ofertado na inicial.
d) Nas desapropriações os juros compensatórios incidem após a imissão na posse pelo ente publico.
e) É cabível a desapropriação por desatenção ao princípio da função social da propriedade, sendo esta
espécie de desapropriação sancionatória, indenizável mediante títulos da dívida pública, resgatáveis em até
dez anos, em parcelas anuais, iguais e sucessivas, assegurado o valor real da indenização e os juros legais.

129. A respeito do tombamento e considerando a jurisprudência do Superior Tribunal de Justiça acerca do


tema, assinale a opção incorreta.
a) Cabe ao proprietário a responsabilidade pela conservação e manutenção do bem tombado.
b) É atribuição do Instituto de Patrimônio Histórico Nacional fiscalizar e proteger o patrimônio histórico e
cultural no uso regular de seu poder de polícia.
c) O Estado, em situação de emergência, tem obrigação somente de providenciar o início dos trabalhos
necessários à conservação do bem tombado após a comunicação do proprietário.
d) A ação civil pública pode ser intentada para proteger os bens de valor histórico.
e) Na comprovação de incapacidade econômico-financeira do proprietário, compete ao Poder Público o
encargo de conservar e reparar o bem tombado.

32
DIREITO AMBIENTAL

130. A intervenção ou a supressão de vegetação nativa em área de preservação permanente


a) poderá ser autorizada, excepcionalmente, nas restingas estabilizadoras de mangues e nos manguezais, em
locais onde a função ecológica do manguezal esteja comprometida, para execução de obras habitacionais e
de urbanização, inseridas em projetos de regularização fundiária de interesse social, em áreas urbanas
consolidadas ocupadas por população de baixa renda.
b) não será autorizada.
c) somente ocorrerá nas hipóteses de utilidade pública e de interesse social.
d) protetora de nascentes, dunas e restingas somente poderá ser autorizada em caso de interesse social.
e) poderá ser autorizada desde que haja solicitação tecnicamente fundamentada do proprietário ou
possuidor do imóvel.

131. Considerando-se que o artigo 225 da Constituição Federal dispõe que “todos têm direito ao meio
ambiente ecologicamente equilibrado, bem de uso comum do povo e essencial à sadia qualidade de vida,
impondo-se ao Poder Público e à coletividade o dever de defendê-lo e preservá-lo para as presentes e
futuras gerações”, é correto afirmar que o bem ambiental, quanto à sua natureza, é um
a) bem privado.
b) bem público.
c) bem difuso.
d) bem comum.
e) bem próprio.

132. Assinale a alternativa correta:


I. O princípio do desenvolvimento sustentável vem sempre impregnado de caráter constitucional,
representando fator de obtenção do justo equilíbrio entre os interesses do poder econômico e as exigências
concretas da ecologia.
II. O princípio de direito constitucional da subsidiariedade não é aplicável em matéria de meio
ambiente.
III. No caso de potencial colisão entre princípios constitucionais estampados entre o direito ao meio
ambiente equilibrado e o da livre iniciativa da atividade econômica, para produzir um justo equilíbrio cabe
invocar o papel de harmonização ou otimização das normas, sem negar-se a eficácia de qualquer das regras.
IV. O Estatuto da Cidade visa, também, o equilíbrio ambiental na dimensão territorial das cidades.
a) Somente as proposições I, II e IV estão corretas.
b) Somente as proposições II, III e IV estão corretas.
c) Somente as proposições I e II estão corretas.
d) Somente as proposições III e IV estão corretas.
e) Somente as proposições I, III e IV estão corretas.

133. O Ministério Público do Mato Grosso do Sul propôs Ação Civil Pública contra sociedade comercial que
explora posto de gasolina e que, segundo laudo do órgão ambiental estadual, vem causando poluição nas
águas subterrâneas decorrente do vazamento de seu tanque de armazenamento. A ré defendeu-se,
dizendo que comprou o posto havia 4 (quatro) meses e que a responsabilidade é da empresa que a
antecedeu, que explorou o local por 15 anos. Em termos de responsabilidade civil pelo dano ambiental, é
CORRETO afirmar que a ré: 

a) Não responde civilmente, porque inexiste nexo causal, face ao reduzido tempo da aquisição, entre sua
conduta e o dano ambiental causado.
b) Responde civilmente, mas pode apresentar reconvenção contra a empresa que a antecedeu no local para
ver-se ressarcida da indenização a que vier a ser condenada pelo tempo anterior à aquisição e por danos
morais.
c) Responde civilmente, todavia proporcionalmente pelo tempo em que explora o comércio de gasolina.

33
d) Não responde civilmente, porque, no contrato firmado com o vendedor, existe cláusula excluindo-o de
responsabilidade por danos ambientais
e) Responde civilmente, em caráter solidário, porque, além de sucessora, omitiu-se no dever de preservação
ambiental da propriedade.

134. O licenciamento ambiental, a avaliação de impactos ambientais, as unidades de conservação da


natureza e os crimes ambientais são tratados pelo Direito Ambiental. Dentre as disposições legais que se
ocupam das questões relacionadas a esses itens encontra-se a que estabelece que a(o)
a) realização de Estudo Prévio de Impacto Ambiental para empreendimentos energéticos, que são
considerados de relevante interesse nacional, é dispensada pela legislação ambiental.
b) instalação de empreendimentos de geração de energia hidrelétrica no interior de unidades de
conservação de uso sustentável não é admitida.
c) elaboração ou a apresentação, durante o licenciamento, de estudo, laudo ou relatório ambiental total ou
parcialmente falso ou enganoso não é crime tipificado na Lei de Crimes Ambientais.
d) licenciamento ambiental de usinas hidrelétricas é de competência do Ibama.
e) Estudo Prévio de Impacto Ambiental, a Avaliação Ambiental Estratégica e a Avaliação Ambiental Integrada
são instrumentos de análise de impactos ao meio ambiente.

135. Assinale a opção correta acerca das diretrizes, competências e instrumentos relacionados ao uso da
propriedade urbana, conforme previsto na CF e no Estatuto da Cidade (Lei n.º 10.257/2001).
a) Compete à União, entre outras atribuições de interesse da política urbana, promover, por iniciativa
própria e em conjunto com os estados, o DF e os municípios, programas de construção de moradias e a
melhoria das condições habitacionais e de saneamento básico.
b) São diretrizes da política urbana, entre outras, a oferta de condições para que os agentes públicos
promovam, de modo prioritário e com prerrogativas que não se aplicam aos agentes privados,
empreendimentos e atividades relativas ao processo de urbanização.
c) Quem possuir, por cinco anos, ininterruptamente e sem oposição, área urbana de até duzentos e
cinquenta metros quadrados, como sua, utilizando-a para moradia de sua família, adquirir-lhe-á o domínio,
mesmo sendo proprietário de outro imóvel rural, direito não assegurado ao possuidor de imóvel urbano.
d) O Estatuto da Cidade não admite que a concessão de direito real de uso de imóveis públicos, nos casos de
programas habitacionais de interesse social desenvolvidos por órgãos da administração pública, seja
contratada de forma coletiva, permitindo apenas a contratação em caráter individual ou por casal com união
judicialmente reconhecida.
e) De acordo com a CF, a propriedade urbana cumpre sua função social quando atende às exigências de
ordenação da cidade previstas no Código de Posturas e nas normas municipais sobre edificação e ocupação
do solo.

6º SEMESTRE

DIREITO PROCESSUAL CIVIL II

136. No contexto da TEORIA GERAL DAS PROVAS, responda:


a) os indícios são fatos não que carecem de prova, uma vez que são de conhecimento do local onde a
decisão será proferida.
b) na contemporânea teoria das provas, as alegações são consideradas os verdadeiros objetos da prova, uma
vez que os fatos existem ou não existem, jamais podendo ser valorados como verdadeiros ou falsos.
c) os fatos notórios devem ser conhecidos em qualquer lugar no mundo.
d) as presunções são raciocínios obtidos através da observação dos fatos notórios.
e) as máximas da experiência são fatos que constituem conhecimento geral da comunidade em que a

34
decisão será proferida.

137. Ainda com relação à TEORIA GERAL DAS PROVAS e às PROVAS EM ESPÉCIE, marque a alternativa
errada:
a) O incidente de falsidade tem lugar em qualquer tempo e grau de jurisdição, incumbindo à parte, contra
quem foi produzido o documento, suscitá-lo na contestação ou no prazo de 10 (dez) dias, contados da
intimação da sua juntada aos autos.
b) É lícito às partes, em qualquer tempo, juntar aos autos documentos novos, quando destinados a fazer
prova de fatos ocorridos depois do ajuizamento da ação ou da contestação, ou para contrapô-los aos que
foram produzidos nos autos.
c) A prova exclusivamente testemunhal só se admite nos contratos cujo valor não exceda a 30 vezes o salário
mínimo vigente no país, ao tempo em que foram celebrados.
d) O juiz poderá dispensar prova pericial quando as partes, na inicial e na contestação, apresentarem sobre
as questões de fato pareceres técnicos ou documentos elucidativos que considerar suficientes.
e) O juiz, de ofício ou a requerimento da parte, pode, em qualquer fase do processo, inspecionar pessoas ou
coisas, a fim de se esclarecer sobre fato, que interesse à decisão da causa.

138. Sobre a DECISÃO JUDICIAL, indique a assertiva correta:


a) compondo requisito essencial da sentença, na fundamentação o juiz analisará as questões de fato e de
direito objeto do processo.
b) considera-se infrapetita a sentença que tiver decidido, em favor do autor, algo de natureza diversa da
pedida, bem como condenar o réu em objeto diverso do que Ihe foi demandado.
c) A sentença pode ser condicionada, quando decida relação jurídica condicional.
d) não é obrigatória a liquidez da decisão judicial, ainda que decida pedido líquido, uma vez que o
magistrado não está obrigado a fixar, antes da fase de liquidação, os parâmetros de quantificação de
eventual condenação devida.
e) em razão da congruência em seu aspecto objetivo a decisão judicial deve guardar correlação com os
sujeitos parciais da relação jurídica processual, não podendo atingir, em regra, as pessoas que não tenham
participado do processo ou que desta relação não mais participa.

139. No que concerne à DECISÃO JUDICIAL e à ANTECIPAÇÃO DOS EFEITOS DA TUTELA, responda:
a) constitui-se decisão extrapetita, a sentença que concede meio satisfativo da tutela pretendida diversa da
medida requerida na petição inicial.
b) considerando a primazia da tutela específica e a indisponibilidade das normas processuais, a obrigação
jamais se converterá em perdas e danos se o autor o requerer, quando possível a tutela específica ou a
obtenção do resultado prático correspondente.
c) quando ficar caracterizado o abuso de direito de defesa ou o manifesto propósito protelatório do réu, o
juiz poderá conceder a medida antecipatória de tutela pleitada, independentemente da existência de perigo
de dano irreparável ou de difícil reparação.
d) quando ficar caracterizado o abuso de direito de defesa ou o manifesto propósito protelatório do réu, o
juiz poderá conceder de ofício medida antecipatória de tutela, considerando a litigância de má-fé do réu.
e) dispensa-se a prova inequívoca que convença o julgador da verossimilhança da alegação sempre que a
gravidade do suposto perigo de dano implicar em irreversibilidade da situação caso seja denegada a medida
antecipatória da tutela.

140. Sobre a DECISÃO JUDICIAL e a COISA JULGADA, marque a alternativa correta:


a) a coisa julgada implica na imutabilidade dos efeitos materiais da decisão judicial de mérito, transitada em
julgado, advinda de cognição exauriente.
b) a decisão jamais produzirá efeito a terceiro que não participou da relação jurídica processual, ainda que
co-titular de direito discutido no processo, em razão dos limites subjetivos da coisa julgada.
c) o efeito positivo da coisa julgada impede a rediscussão de situação jurídica anteriormente decidida, como

35
objeto/questão principal, em processo futuro.
d) o efeito negativo da coisa julgada impede a rediscussão de situação jurídica anteriormente decidida, como
questão incidental, em processo futuro.
e) Passada em julgado a sentença de mérito, reputar-se-ão deduzidas e repelidas todas as alegações e
defesas, que a parte poderia opor assim ao acolhimento como à rejeição do pedido.

141. Indique a opção correta no tocante à temática da TUTELA COLETIVA:


a) no inquérito civil público, a necessidade do cumprimento das garantias processuais fundamentais do
investigado implica na obrigatória observância do contraditório em sua realização.
b) a decisão de improcedência nos processos coletivos jamais fará coisa julgada material em razão do
princípio do transporte in utilibus da decisão no processo coletivo.
c) para a tutela dos direitos e interesses metaindividuais, os legitimados deverão utilizar as ações e meios
previstos taxativamente no microssistema de processo coletivo, uma vez que são os únicos adequados às
características especiais dos direitos coletivos em sentido amplo.
d) ocorrendo o abandono da ação civil pública promovida por associação legitimada à tutela coletiva, o
magistrado deve promover, na forma do CPC, a extinção do processo sem exame de mérito.
e) as sociedades de economia mista têm legitimidade em abstrato para a tutela dos interesses coletivos em
sentido amplo, devendo o juiz promover, no caso concreto, o controle da pertinência de sua atuação com o
objeto da tutela pretendida.

CONTRATOS

142. Escolha a alternativa correta:


a) O contrato de compra e venda detém efeitos reais, uma vez que seu objetivo, em última instância, é
justamente a transferência da propriedade;
b) Considera-se, em regra, constituído o contrato de compra e venda desde que as partes acordem quanto
ao objeto e preço, sendo possível a partir deste momento exigir-se o cumprimento das obrigações de
transferir a coisa e pagar o preço.
c) A definição do elemento preço é fundamental para a constituição da compra e venda, tanto assim que o
mesmo não pode ser indeterminado no momento do acordo de vontades;
d) Pelas despesas, responde o comprador quanto aos custos de tradição e o vendedor quanto aos custos de
registro;
e) A regra res perit domino admite exceção quanto às coisas cuja entrega é feita através do ato de contar,
marcar e assinalar, caso em que, independente de outros elementos de fato e havendo perecimento da
coisa, os prejuízos deverão ser suportados pelo vendedor.

143. Escolha a alternativa correta:


a) A retrovenda concede ao vendedor a opção de recompra da coisa, caso o comprador tenha interesse em
vendê-la;
b) A retrovenda, para a doutrina, cria direito potestativo do vendedor em face do comprador, que poderá
desfazer o negócio desde que efetue o pagamento do valor recebido originariamente, devidamente
corrigido, responsabilizando-se pelo pagamento do ITIV incidente sobre o desfazimento, nos termos da
legislação tributária;
c) A preferência concede ao vendedor originário o direito de compra da coisa, caso haja interesse do
comprador originário em vendê-la. Tal direito sujeita-se a prazo decadencial de 5 anos para bens imóveis e 1
ano para bens móveis;
d) A venda com reserva de domínio permite ao vendedor transferir definitivamente a propriedade apenas
após o pagamento do preço integral. Até lá, em caso de inadimplemento do comprador, poderá sempre o
vendedor rescindir o contrato, retomando o bem, ainda que a mora ocorra quando já adimplida parte

36
considerável do preço;
e) Na venda com reserva de domínio, há exceção à regra do res perit domino na medida em que pelos riscos
da coisa responde o comprador desde a entrega da coisa, embora não seja formalmente proprietário.

144. Escolha a alternativa correta:


a) O contrato de depósito é aquele por meio pelo qual uma coisa móvel é entregue por uma parte
(depositante) para que seja guardada e conservada pela outra (depositário) e, posteriormente, devolvida. O
seu objeto será sempre bem infungível.
b) Considera-se existente o contrato de comodato desde que as partes acordem sobre os seus elementos
essenciais, podendo o comodatário, desde então, exigir o cumprimento da obrigação do comodante de
entregar a coisa.
c) No contrato de mútuo, considerando o caráter de temporariedade, o mutuante responde pelos riscos da
coisa emprestada, ressalvada a hipótese de mora do mutuário na devolução da coisa.
d) O contrato de empreitada não é personalíssimo, salvo se o empreiteiro foi contratado em razão de suas
características pessoais ou se as partes pactuaram em sentido contrário.
e) Não se presume a onerosidade no contrato de prestação de serviços, considerando as razões históricas do
referido tipo contratual, que era baseado na fidúcia e era um contrato entre amigos.

145. Escolha a alternativa correta:


a) A existência eventual de encargo imposto ao donatário não desnatura o contrato de doação, cujo animus
donandi explica a ausência de obrigações principais atribuídas a quem recebe a coisa, na medida em que o
objeto desta figura contratual é acrescer algo ao patrimônio de alguém sem receber qualquer
contraprestação econômica por isto;
b) O donatário deve aceitar a doação, sem o que não existirá contrato. Daí por que trata-se de contrato
bilateral;
c) A doação, como contrato solene, não admite forma verbal em qualquer hipótese;
d) Exemplo eloquente de restrição à autonomia privada, a legislação proíbe a chamada doação inoficiosa,
isto é a doação de todos os bens sem reserva de parte que permita a subsistência do doador;
e) A doação do cônjuge adúltero ao seu cúmplice pode ser anulada pelo outro cônjuge ou pelos herdeiros
necessário em até dois anos após o registro ou tradição da coisa doada.

146. Escolha a alternativa correta:


a) Por contrariar o fundamento ético do animus donandi, admite-se a revogação da doação exclusivamente
em caso de ingratidão do donatário;
b) Salvo disposição em contrário, admite-se a renúncia antecipada ao direito de revogar a doação;
c) Os casos de ingratidão, para fins de revogação da doação, foram tipificados pelo Código Civil, de modo a
permitir a revogação, por exemplo, nos casos de qualquer ofensa física, por menor que seja;
d) A revogação da doação por ingratidão deverá ser proposta pelo doador no prazo de 1 ano, contado do
conhecimento do fato;
e) Revoga-se por ingratidão mesmo as doações com encargo, ainda que este tenha sido cumprido, haja vista
que os fundamentos para a revogação não se confundem.

147. Escolha a alternativa correta:


a) É obrigação do locador entregar ao locatário o objeto do contrato, devendo este último responsabilizar-se
pelas despesas de manutenção;
b) Se a coisa se deteriorar ao longo da locação sem culpa do locatário, caberá a ele notificar o locador para
que providencie os reparos necessários, e somente na hipótese de omissão quanto a este dever, poderá ele
pedir redução do valor do aluguel, por menor que seja deterioração;
c) Tanto nas locações regidas pelo Código Civil, quanto nas locações regidas pela Lei federal n. 8.245/91,
admite-se o direito de retenção: a possibilidade de não entregar o imóvel até que sejam pagos os valores
devidos referentes às benfeitorias, respeitadas as distinções entre necessárias, úteis e voluptuárias.

37
d) De modo distinto do que regulou o Código Civil, na locação de bens imóveis urbanos, a constituição de
contrato superior a 05 anos dependerá de venia conjugal das partes envolvidas.
e) O direito de informação, corolário da boa-fé objetiva, não impõe ao locador que apresente informações
financeiras específicas a respeito de proposta de compra que tenha recebido, uma vez que o direito de
preferência do locatário depende de cláusula específica prevista no instrumento firmado entre as partes.

DIREITO FINANCEIRO

148. (FGV - OAB - XII Exame Unificado - adaptada) A remuneração que os Municípios pagam a seus
servidores está sujeita à incidência do Imposto sobre a Renda retido na fonte. Assinale a alternativa que
indica o ente público ao qual pertence o produto da arrecadação do IR-Fonte nesse caso específico:
a) ao Município que efetua o pagamento da remuneração;
b) à União;
c) ao Estado onde está situado o Município que efetuou o pagamento da remuneração;
d) metade à União e metade ao Município que efetuou o pagamento da remuneração;
e) aos três entes, repartido igualmente.

149. (CESPE - PGE/BA 2014 - adaptada) Suponha que, em decorrência da apresentação de emendas ao
projeto de lei orçamentária anual, alguns recursos tenham ficado sem as respectivas despesas. Em face
dessa situação hipotética, julgue os itens subsequentes:
I - Os recursos sem despesas correspondentes podem ser utilizados desde que haja prévia e específica
autorização legislativa.
II - Admite-se a aprovação de emendas ao projeto de lei orçamentária anual relacionadas à correção desse
erro.
III - Os recursos sem as correspondentes despesas podem ser utilizados mediante créditos extraordinários.
a) Apenas o item I está correto.
b) Apenas o item II está correto.
c) Apenas o item III está correto.
d) Os itens I e II estão corretos.
e) Os itens I, II e III estão corretos.

150. (TRE-PA - 2007) Nos termos da Lei de Responsabilidade Fiscal, excluem-se dos limites da despesa
com pessoal:
a) os gastos com inativos quando custeados com recursos de fundo específico vinculado a essa finalidade.
b) os gastos decorrentes de decisões administrativas.
c) os gastos decorrentes de decisões judiciais e da competência do próprio período de apuração do limite.
d) as terceirizações de mão-de-obra, com prazo determinado.
e) a remuneração dos titulares de cargos em comissão, sem vínculo com a administração.

DIREITOS REAIS

151. Quanto aos direitos reais de garantia, é correto afirmar:


a) é nula a cláusula que autoriza o credor pignoratício, anticrético ou hipotecário a ficar com o objeto da
garantia, se a dívida não for paga no vencimento, sendo, contudo, tolerado que, após o vencimento, possa o
devedor dar a coisa em pagamento da dívida.
b) os bens hipotecados são impenhoráveis.
c) o penhor de veículos, para se aperfeiçoar, exige a tradição da coisa empenhada.
d) a garantia real é, em regra, divisível, isto é, o pagamento de uma ou mais prestações da dívida importa
exoneração correspondente da garantia, mormente se essa compreender vários bens, independentemente

38
de disposição expressa no título ou na quitação.
e) quando, executado o penhor, ou executada a hipoteca, ainda que o produto não baste para pagamento
da dívida e despesas judiciais, estará o devedor exonerado do restante do débito.

152. Sobre os direitos reais, é errado afirmar:


a) mesmo que convencionada a indivisibilidade de um bem em condomínio por prazo certo, o juiz poderá
dividir a coisa comum dentro desse prazo.
b) confusão e adjunção são modos de aquisição da propriedade móvel.
c) o menor prazo de usucapião previsto pelo Código é de 5 anos.
d) penhor é um direito real sobre coisa alheia de garantia.
e) n.d.a

153. Quanto à propriedade e aos direitos reais sobre coisas alheias, assinale a opção correta:
a) O direito de usufruto, por disposição legal, é inalienável, exceto ao nu-proprietário, mas o uso direto da
coisa pode ser feito por pessoa diversa do usufrutuário, a título oneroso ou gratuito.
b) Adquire-se a propriedade de bem imóvel pela usucapião especial urbana, quando a pessoa física detém a
posse de boa-fé, justo título e utiliza-se do imóvel para moradia sua ou da família, por cinco anos
ininterruptos e sem oposição, independentemente de possuir outro bem imóvel.
c) A descoberta é um modo de aquisição originária da propriedade móvel. Aquele que encontra coisa alheia,
sem dono ou abandonada torna-se seu depositário e, transcorridos três anos sem que o proprietário a
reclame, a propriedade consolida-se na pessoa do possuidor.
d) O direito real de servidão de passagem exige, para o seu reconhecimento, o encravamento do imóvel
dominante, consistente na ausência de saída pela via pública, fonte ou porto. É passível de proteção
possessória, pode ser adquirido pela usucapião, mesmo sendo descontínua e não aparente.
e) n.d.a

154. O direito ao uso de coisa alheia constitui


a) direito real que, a título gratuito ou oneroso, instituído por ato inter vivos ou causa mortis, permite ao
usuário, temporariamente, fruir todas as utilidades de coisa móvel ou imóvel, para atender às suas
necessidades e às de sua família.
b) direito real temporário de ocupar gratuitamente bem imóvel alheio para a moradia do titular e de sua
família, não podendo estes alugá-lo nem emprestá-lo.
c) direito real de gozo sobre bens imóveis que, em virtude de lei ou vontade das partes, se impõe sobre
prédio serviente em benefício do dominante.
d) direito real pelo qual o proprietário, temporariamente, de modo gratuito ou oneroso, concede a outrem o
direito de construir ou plantar em seu terreno.
e) n.d.a

155. Quanto aos direitos reais, assinale a opção correta.


a) Se for constituído o usufruto em favor de duas pessoas, o direito de usufruto da que vier a falecer
acrescerá automaticamente à parte do sobrevivente.
b) O titular de um direito real de habitação pode alugar o imóvel gravado e, com isso, obter renda para a sua
subsistência ou de sua família.
c) É nula a cláusula que proíbe ao proprietário alienar imóvel hipotecado; contudo, podem os contratantes
validamente firmar convenção acessória que autorize o vencimento antecipado do crédito hipotecário, se o
imóvel for alienado.
d) O penhor é um contato real que, para se aperfeiçoar, depende da tradição do bem, ou seja, não dispensa
a transferência efetiva da posse da coisa empenhada para o credor, ainda que se trate de penhor mercantil
ou de veículos.
e) n.d.a

39
156. Quanto à posse e à usucapião é correto afirmar:
a) existem 4 modalidades no código civil brasileiro, todas pressupondo a existência de posse justa, sem
oposição e de boa fé.
b) a posse contínua é elemento presente apenas na usucapião familiar.
c) a posse justa, contínua e sem oposição são requisitos comuns a todas as formas de usucapião.
d) usucapião é modo de aquisição apenas de direito real de propriedade.
e) Um dos requisitos para a usucapião especial rural o limite quanto à extensão da propriedade, que não
poderá ultrapassar 250 hectares.

DIREITO INTERNACIONAL

157. Sobre os tratados internacionais, conforme a Convenção de Viena sobre Direito dos Tratados, de
1969, é correto afirmar:
a) É dispensada a apresentação de plenos poderes para negociação e autenticação dos tratados dos Chefes
de Estado e de Governo e do Ministro das Relações Exteriores.
b) Nenhuma obrigação existe para os Estados signatários de um tratado internacional antes da sua entrada
em vigor.
c) A assinatura de um tratado internacional não poderá significar o consentimento do Estado em obrigar-se
no tratado internacional.
d) O rompimento de relações diplomáticas implica a suspensão imediata de todos os tratados em vigor entre
os Estados em conflito.
e) Em um tratado multilateral, duas partes não podem concluir um acordo para modificá-lo somente entre si
sem o consentimento posterior expresso dos demais Estados.

158. Sobre as organizações internacionais, é correto afirmar:


a) A personalidade das organizações internacionais é oponível apenas aos Estados membros.
b) O direito interno de uma organização internacional não tem aspecto convencional, sendo uma
manifestação de vontade da própria organização.
c) Uma organização internacional pode criar por ato próprio outras organizações internacionais para a
execução de suas atividades.
d) As decisões de organizações internacionais são sempre vinculantes para os Estados membros,
constituindo um ilícito internacional o seu descumprimento.
e) Uma organização internacional não possui responsabilidade internacional, respondendo os Estados
membros pelos ilícitos praticados pelos agentes da organização.

159. Sobre relação entre o Direito Internacional e o Direito interno brasileiro, é correto afirmar:
a) O Congresso Nacional pode, ao deliberar sobre um tratado internacional, propor emendas ou reservas ao
texto que será ratificado pelo Presidente da República.
b) No Brasil, somente o Presidente da República está autorizado a celebrar tratados, sendo atribuição não
passível de delegação.
c) Caso o Congresso Nacional aprove o texto de um tratado internacional na íntegra, o Presidente da
República não poderá formular uma reserva no momento de promover a ratificação.
d) De acordo com a Constituição, o Brasil se submete a jurisdição de tribunal internacional a que tenha
manifestado adesão.
e) Todos os tratados que versam sobre direitos humanos tem força de emenda constitucional por
contemplarem direitos fundamentais.

160. Sobre o Sistema Interamericano de Proteção aos Direitos Humanos, é correto afirmar:
a) Qualquer pessoa pode iniciar um processo perante a Corte Interamericana de Direitos Humanos
decorrente de fato ocorrido no território de qualquer dos Estados partes da Convenção Americana de

40
Direitos Humanos.
b) A Comissão Interamericana de Direitos Humanos poderá adotar medidas cautelares obrigatórias para os
Estados membros da Organização dos Estados Americanos em razão da violação de normas sobre direitos
humanos.
c) A Corte Interamericana de Direitos Humanos tem uma competência consultiva, de maneira que qualquer
Estado parte pode pedir um parecer sobre a compatibilidade de suas leis internas com o Pacto de San José
da Costa Rica.
d) Sem o esgotamento dos recursos internos da jurisdição interna, as comunicações e petições endereçadas
à Comissão Interamericana de Direitos Humanos serão inadmitidas.
e) Todos os membros da Organização dos Estados Americanos estão sujeitos á jurisdição da Corte
Interamericana de Direitos Humanos, por se tratar de um jus cogens.

161. Sobre a jurisdição do Tribunal Penal Internacional, é correto afirmar:


a) O homicídio de membros de um grupo identificado por traços culturais não constitui genocídio, mas, a
depender das circunstâncias, pode ser levado ao Tribunal Penal Internacional como crime contra a
humanidade.
b) O fato de a polícia ter feito uso da tortura contra um membro de organização criminosa para obter a
confissão e delação dos outros membros do grupo em uma investigação não pode ser levado ao Tribunal
Penal Internacional.
c) Os atos cometidos em conflitos armados não internacionais não estão contemplados entre os Crimes de
Guerra previstos no Estatuto de Roma.
d) Somente os crimes ocorridos nos territórios dos Estados partes do Estatuto de Roma é que podem ser
julgados pelo Tribunal Penal Internacional.
e) O esgotamento dos recursos internos é condição sine qua non para atuação do Tribunal Penal
Internacional em um caso, em razão do princípio da complementariedade da jurisdição.

162. Sobre a imunidade à Jurisdição Estatal, é correto afirmar:


a) Os privilégios e imunidades previstos nas Convenções de Viena sobre Relações Diplomáticas e Relações
Consulares tem por objetivo beneficiar indivíduos que realizam funções de grande relevância para as
relações internacionais.
b) Um Estado não pode declarar um membro do pessoal diplomático de outro como persona non grata
antes de o indivíduo chegar ao território do Estado acreditado.
c) Os arquivos e documentos da missão diplomática são invioláveis, em qualquer momento e onde quer que
se encontrem.
d) Os funcionários consulares não poderão ser presos preventivamente, senão com anuência expressa do
chefe da missão diplomática do Estado que representa.
e) Todo o prédio onde funcionam os locais consulares é inviolável pelos agentes públicos do Estado local.

DIREITO DO TRABALHO I

163. Em relação à duração do trabalho, aos períodos de descanso e ao trabalho noturno, conforme
legislação trabalhista aplicável, assinale a alternativa correta:
a) A respeito do trabalho em condições de grau mínimo de periculosidade incide o adicional de 25% sobre o
salário do empregado.
b) O vigia noturno que cumpra jornada de trabalho entre dezenove horas de um dia e sete horas do dia
seguinte, faz jus ao adicional noturno somente até às cinco horas da manhã.
c) A hora do trabalho noturno para o trabalho realizado nas cidades será computada como de 50 minutos.
d) As variações de horário no registro de ponto não excedentes de cinco minutos, observado o limite
máximo de dez minutos diários, não serão descontadas nem computadas como jornada extraordinária.
e) O trabalho noturno urbano será considerado como aquele que é executado entre as vinte e três horas de

41
um dia e as seis horas do dia seguinte.

164. O estágio é definido por lei como o ato educativo escolar supervisionado, desenvolvido no ambiente
de trabalho, que visa à preparação para o trabalho produtivo de educandos que estejam frequentando o
ensino regular em instituições de educação superior, de educação profissional, de ensino médio, da
educação especial e dos anos finais do ensino fundamental, na modalidade profissional da educação de
jovens e adultos. Nesse contexto, analise as seguintes proposições:
I. Das vagas de estágio oferecidas pela parte concedente, 10% são asseguradas às pessoas portadoras de
deficiência.
II. As atividades de extensão, de monitorias e de iniciação científica na educação superior, desenvolvidas
pelo estudante, não poderão ser equiparadas ao estágio.
III. O estágio do portador de deficiência não poderá, em relação à mesma parte concedente, ter duração
superior a 2 anos.
IV. O estágio com duração igual ou superior a 1 ano dá direito a um recesso não remunerado de 30 dias.
V. O limite da duração da jornada de estagiário dos anos finais do ensino fundamental, na modalidade de
educação de jovens e adultos, é de quatro horas diárias e vinte horas semanais.
Está correto o que se afirma APENAS em
a) I, II e IV.
b) II, III e IV.
c) I, IV e V.
d) I e V.
e) IV e V.

165. Em relação aos poderes do empregador, considere:


I. O regulamento de empresa caracteriza-se como forma de exteriorização do poder de fiscalização ou de
controle do empregador.
II. As cláusulas regulamentares que revoguem ou alterem vantagens deferidas anteriormente só atingirão os
trabalhadores admitidos após a revogação ou alteração do regulamento.
III. Nula é a punição de empregado se não precedida de inquérito ou sindicância internos a que se obrigou a
empresa por norma regulamentar.
IV. Havendo a coexistência de dois regulamentos da empresa, o empregado terá direito às regras mais
benéficas de cada um deles.
Está correto o que se afirma APENAS em
a) II e III.
b) I, II e III.
c) I, III e IV.
d) I e III.
e) II, III e IV.

166. São fontes materiais do direito do trabalho:


a) as sentenças normativas proferidas pelos tribunais do trabalho, após o insucesso das negociações
coletivas.
b) os acordos e convenções coletivas de trabalho.
c) as pressões sociais realizadas pelos trabalhadores, com vistas à melhoria de sua condição social.
d) as leis formuladas pelo Congresso Nacional e as medidas provisórias em matéria trabalhista editadas pelo
Presidente da República.
e) as convenções internacionais do trabalho negociadas no âmbito da Organização Internacional do Trabalho
(OIT), quando ratificadas pelo Brasil.

42
167. Acerca do contrato de trabalho por prazo determinado, assinale a opção incorreta:
a) Quando celebrado para a execução de serviços certos e especificados, o contrato a prazo não poderá ter
duração superior a dois anos, salvo configurado motivo de força maior, devidamente reconhecido pelos
órgãos do Ministério do Trabalho.
b) Será válido o contrato por prazo determinado quando as atividades empresariais desenvolvidas forem de
caráter transitório ou quando envolver a execução de serviço cuja natureza ou transitoriedade justifique a
limitação do prazo.
c) Quando celebrado o contrato a título de experiência, sem cláusula que assegure o direito recíproco de
rescisão antecipada, a indenização cabível, em caso de rescisão pelo empregador, corresponderá à metade
dos salários devidos até o término do termo inicialmente ajustado.
d) Como condição especial, a predeterminação do prazo de vigência do contrato deve ser assinalada na CTPS
do empregado.
e) O contrato de experiência não pode ser celebrado com duração superior a noventa dias, admitida dentro
desse período uma única prorrogação.

168. Sobre os sujeitos da relação de emprego, aponte a opção incorreta.


a) Embora submetido à jurisdição trabalhista, os pequenos empreiteiros não se beneficiam dos mesmos
direitos assegurados aos trabalhadores com vínculo de emprego.
b) É permitida a contratação de trabalhador por empresa interposta é admitida em qualquer modalidade de
terceirização.
c) Diz-se empregado a pessoa física que presta serviços pessoais, onerosos, subordinados e não-eventuais a
pessoa física ou jurídica contratante.
d) Empregador é a pessoa física ou jurídica que admite, dirige e assalaria a prestação pessoal de serviços,
assumindo os riscos da atividade econômica.
e) São equiparados a empregador, para efeitos exclusivos da relação de emprego, os profissionais liberais, as
instituições de beneficência a outras instituições sem fins lucrativos que admitirem trabalhadores
subordinados.

DIREITO ADMINISTRATIVO III

169. Sobre o controle da Administração Pública, é INCORRETO afirmar:


a) Ao Poder Judiciário, regra geral, é vedado apreciar o mérito administrativo e, ao exercer o controle
judicial, está restrito ao controle de legalidade do ato impugnado.
b) Controle interno é o poder de fiscalização e correção que a Administração Pública exerce sobre sua
própria atuação, sob os aspectos de legalidade e mérito, por iniciativa própria ou mediante provocação.
c) O controle que o Poder Legislativo exerce sobre a Administração Pública tem que se limitar às hipóteses
previstas na Constituição Federal, sob pena de afronta ao princípio da separação de poderes.
d) No controle judicial, o Poder Judiciário exerce fiscalização sobre a atividade administrativa do Estado,
sendo vedada a intervenção no Legislativo e no próprio Judiciário, mesmo quando realiza atividade
administrativa.
e) O CNJ – Conselho Nacional de Justiça, exerce controle externo sobre o Poder Judiciário, mormente no que
diz respeito à regularidade do Poder Judiciário em seu aspecto disciplinar e do funcionamento adequado dos
seus órgãos, não lhe competindo a revisão de decisões como instância final de jurisdição.

170. A respeito da interface entre o controle externo e interno a que submete a Administração Pública, é
correto afirmar:
a) Atuam de forma autônoma e independente, devendo apenas assegurar a ciência recíproca de eventuais
ilegalidades identificadas.
b) O Controle interno subordina-se ao controle externo, caracterizando-se hierarquicamente como auxiliar
dos Tribunais de Contas.
c) O controle externo, exercido pelo Poder Legislativo com o auxílio dos Tribunais de Contas e o controle

43
interno, existente no âmbito de cada Poder, atuam de forma coordenada, sendo possível a fiscalização
concomitante das ditas espécies de controle.
d) Os responsáveis pelo controle interno que tomem ciência de irregularidade ou ilegalidade estão obrigados
a dela dar ciência ao Tribunal de Contas, sob pena de se tornarem responsáveis subsidiariamente.
e) Alcançam matérias diversas, porém devem ser executados de forma coordenada, podendo, para maior
eficácia, procederem à delegação recíproca de poderes e atribuições.

171. No contexto da Lei no 9.784/99, é correto afirmar:


a) A competência é irrenunciável e se exerce pelos órgãos administrativos a que foi atribuída como própria,
salvos os casos de delegação e avocação legalmente admitidos, dentre os quais a decisão de recurso
administrativo;
b) É direito do administrado, perante a Administração, sem prejuízo de outros, fazer-se assistir por
advogado, obrigatoriamente, conforme já sumulado pelo STF;
c) Quanto aos direitos e interesses difusos, têm legitimidade para interpor recursos administrativos as
organizações e associações representativas.
d) A Lei 9784/99 é aplicável aos entes da administração pública federal, inclusive aos órgãos do Poder
Legislativo e Judiciário, no tange `a sua função atípica administrativa.
e) Possuem legitimidade para intervir em processos administrativos pessoas físicas ou jurídicas que o
iniciem como titulares de direitos ou interesses individuais, sendo vedado o exercício do direito de
representação.

7º SEMESTRE

DIREITO PROCESSUAL CIVIL III

172. (FCC - 2009 - TJ - AP - Juiz de Direito Substituto). De acordo com disposição legislativa expressa, na
execução de obrigação de fazer ou não fazer, fundada em título extrajudicial, se o valor da multa, por dia
de atraso no cumprimento da obrigação, estiver previsto no título, o juiz, ao despachar a petição inicial,
poderá modificar o valor da multa
a) se for insuficiente ou excessivo.
b) somente se for insuficiente.
c) somente se for excessivo.
d) somente com a concordância do exequente.
e) somente com a concordância do executado

173. (TJ - SC - 2010 - TJ - SC - Oficial de Justiça e Avaliador) Considera-se fraude à execução civil:
a) Quando o devedor citado não oferece ou indica bens passíveis de penhora.
b) Quando o devedor se recusa a receber a citação do processo executivo
c) Quando o devedor não comparece perante o juiz apesar de intimado a fazê-lo.
d) Quando o devedor onera bens sobre os quais pende ação fundada em direito real.
e) Quando o devedor resiste injustificadamente às ordens do juízo.

174. (TRT 1ª - 2008 - TRT 1ª Região - Juiz do Trabalho Substituto 2ª Etapa - adaptada). Cumpre ao credor:
I - ao requerer a execução, pedir a citação do devedor e instruir a petição inicial com o título executivo, salvo
se ela se fundar em sentença;
II - ao requerer a execução fundada em título extrajudicial, pedir a citação do devedor e instruir a petição
inicial com o demonstrativo do débito atualizado até a data da propositura da ação, quando se tratar de
execução por quantia certa.
III - indicar a espécie de execução que prefere, quando por mais de um modo pode ser efetuada.

44
IV - provar que adimpliu a contraprestação, que Ihe corresponde, ou que Ihe assegura o cumprimento, se o
executado não for obrigado a satisfazer a sua prestação senão mediante a contraprestação do credor.
V - indicar, de forma especificada, os bens gravados por penhor, hipoteca, anticrese ou usufruto, para fins de
penhora, independentemente de intimação do credor pignoratício, hipotecário, anticrético ou usufrutuário.
Assinale a resposta correta:
a) os itens I e III estão totalmente errados.
b) os itens IV e V estão totalmente corretos.
c) os itens II e III estão totalmente corretos
d) os itens II e IV estão totalmente errados.
e) os itens I e V estão totalmente corretos.

175. (FGV - 2011 - SEAD - AP - Fiscal da Receita Estadual 1). Creso, residente e domiciliado em Oiapoque-
AP, emitiu nota promissória, no valor de R$ 300.000,00, em favor do Banco BAX S/A, não tendo pago o
valor devido. Em decorrência disso, foi proposta execução na Comarca de Macapá, local onde está
localizada a agência do BAX. Regularmente citado, o executado não pagou a dívida e nem apresentou bens
à penhora. O exequente não localizou, por meio de diligências próprias, quaisquer bens em nome do
executado. Creso é funcionário do Município de Oiapoque, percebendo vencimentos mensais de R$
10.000,00 e possuindo poupança correspondente a oitenta salários mínimos. O valor das custas judiciais e
dos honorários advocatícios corresponde a cerca de quarenta salários mínimos. Observadas as
circunstâncias acima, analise as afirmativas a seguir:
I. O Juiz deverá julgar extinta a execução, pela ausência de bens que podem satisfazer o crédito em
execução;
II. Tendo em vista que é possível a penhora de valores da poupança do executado, deveria o magistrado
determinar a penhora on line;
III. Os valores descritos no enunciado são todos impenhoráveis;
IV. Os vencimentos de Creso são impenhoráveis, independentemente do seu valor;
V. A execução em tela é por título extrajudicial.
Assinale:
a) se somente a afirmativa I for verdadeira.
b) se somente as afirmativas II e III forem verdadeiras.
c) se somente as afirmativas IV e V forem verdadeiras.
d) se somente as afirmativas III, IV e V forem verdadeiras.
e) se somente as afirmativas I, II, III e V forem verdadeiras.

176. (FCC - 2011 - TJ - PE - Juiz Substituto ).


Os embargos do devedor
a) referem-se à defesa a ser oferecida no cumprimento de sentença.
b) serão oferecidos no prazo de quinze dias, contados da data da citação do devedor.
c) se opostos quando garantido o Juízo, como regra serão recebidos no duplo efeito.
d) serão rejeitados liminarmente quando intempestivos, quando inepta a petição inicial ou quando
manifestamente protelatórios.
e) recebidos com efeito suspensivo, não impedirão a efetivação dos atos de penhora, avaliação e alienação
dos bens.

45
177. (CESPE - 2011 - TJ - PB - Juiz Substituto - adaptada). Lucas, advogado de Leila, requereu em juízo o
cumprimento de sentença que condenara Paulo a lhe pagar honorários advocatícios de 20% do valor da
condenação em ação de reparação de danos movida por Leila. No requerimento, Lucas fez referência ao
valor pretendido e apontou a desnecessidade de cálculos em planilha, por ser o valor apurável mediante
simples operação matemática. Considerando a situação hipotética acima, assinale a opção correta.
a) O pedido de Lucas deve ser deferido mesmo sem cálculos em planilha, porque o valor pretendido foi
explicitado na sentença favorável a Leila.
b) O juiz deve determinar que Lucas apresente a planilha de cálculos, sendo dele o ônus de praticar tal ato.
c) O juiz deve indeferir o pedido de Lucas devido à ausência da planilha de cálculos, já que não é possível
emendar o pedido nessa etapa do processo.
d) O juiz deve conferir a Lucas prazo para requerimento de prévia liquidação da sentença proferida em favor
de Leila.
e) O requerimento de cumprimento de sentença é inapropriado, pois esse tipo de ação não se presta à
cobrança de honorários advocatícios.

DIREITO TRIBUTÁRIO I

178. De acordo com a Constituição Federal, não cabe à lei complementar:


a) regular as limitações constitucionais ao poder de tributar;
b) estabelecer normas sobre prescrição e decadência em matéria tributária;
c) instituir contribuições especiais;
d) definir os fatos geradores, bases de cálculo e contribuintes dos impostos;
e) dispor sobre os conflitos de competência entre os entes federativos.

179. (FGV - OAB - XII Exame Unificado - adaptada) Em procedimento de fiscalização, a Secretaria da
Receita Federal do Brasil identificou lucro não declarado por três sociedades empresárias, que o
obtiveram em conluio, fruto do tráfico de entorpecentes. Sobre a hipótese sugerida, assinale a afirmativa
correta.
a) O imposto sobre a renda é devido face ao princípio da interpretação objetiva do fato gerador, também
conhecido como o princípio do pecunia non olet.
b) Não caberá tributação e, sim, confisco da respectiva renda.
c) Não caberá tributo, uma vez que tributo não é sanção de ato ilícito.
d) Caberá aplicação de multa fiscal pela não declaração de lucro, ficando afastada a incidência do tributo,
sem prejuízo da punição na esfera penal.
e) Não se trata de hipótese de incidência do imposto sobre a renda.

180. (FGV - OAB - X Exame Unificado - adaptada) Suponha que determinada Medida provisória editada
pela Presidenta da República, em 29/09/2012, estabeleça, entre outras providências, o aumento para as
diversas faixas de alíquotas previstas na legislação aplicável ao imposto de renda das pessoas físicas.
Nesse caso, com base no sistema tributário nacional, tal Medida Provisória :
a) não violaria o princípio da legalidade e produzirá efeitos a partir da data de sua publicação.
b) violaria o princípio da legalidade, por ser incompatível com o processo legislativo previsto na Constituição
Federal/88.
c) não violaria o princípio da legalidade e produzirá efeitos a partir de 90 (noventa) dias contados a partir da
data de sua publicação.
d) não violaria o princípio da legalidade e só produzirá efeitos a partir do primeiro dia do exercício financeiro
subsequente à data de sua conversão em lei.
e) não violaria o princípio da legalidade e só produzirá efeitos a partir do primeiro dia do exercício financeiro
subsequente à data de sua conversão em lei, desde que transcorridos 90 (noventa dias) deste mesmo fato.

46
181. Quanto aos princípios constitucionais tributários é correto afirmar que:
a) Segundo o princípio de vedação ao confisco, cada tributo não poderá ter alíquota superior a 27,5% e a
carga tributária total sobre o sujeito passivo não pode ultrapassar 20% do seu patrimônio, somado à renda
anual.
b) De acordo com o princípio da seletividade, na medida em que a essencialidade do produto aumenta,
também deve aumentar a carga tributária incidente sobre a sua venda.
c) O princípio da igualdade não autoriza, em nenhuma hipótese, tratamento tributário diferenciado para os
contribuintes.
d) As alíquotas do Imposto sobre a Propriedade Territorial Rural (ITR) podem ser alteradas por ato do Poder
Executivo, não devendo aguardar o próximo exercício financeiro, em virtude de seu caráter extrafiscal.
e) De acordo com o princípio da capacidade contributiva o legislador ordinário, ao instituir impostos, deve
dar preferência, sempre que possível, à instituição de impostos graduados segundo a capacidade econômica
do contribuinte.

182. Considerando-se as normas gerais de Direito Tributário, é correto afirmar que:


a) Se o contribuinte impugnar o auto de infração administrativamente, o Fisco poderá exigir o crédito
tributário, por meio do ajuizamento da execução fiscal, ainda que o recurso administrativo não tenha sido
julgado.
b) A decisão administrativa em sede de recurso suspende a exigibilidade do crédito tributário.
c) O depósito judicial para suspensão da exigibilidade do crédito tributário constitui faculdade do
contribuinte e independe de autorização judicial.
d) O Código Tributário Nacional permite ao sujeito passivo efetuar o pagamento do tributo em bens imóveis,
se ele assim desejar, a qualquer tempo.
e) A repetição do indébito somente pode ser pleiteada judicialmente após Esgotadas as instâncias
administrativas.

183. (Agente Governamental – Minas Gerais – 2008) Assinale a alternativa que NÃO contém característica
de imposto:
a) É instituído mediante previsão legal de fato típico, que, uma vez ocorrido, dá nascimento à obrigação
tributária.
b) Seu produto destina-se ao custeio de atividade determinada, exercitável por entidade estatal ou
paraestatal dedicada à realização de uma função de interesse público.
c) Não se relaciona a nenhuma atuação estatal divisível e referível ao sujeito passivo.
d) Não se afetam a determinado aparelhamento estatal ou paraestatal, nem a entidades privadas que
persigam fins reputados de interesse público.
e) Nenhuma das anteriores

DIREITO DE FAMÍLIA

184. Quanto ao pacto antenupcial, observe as afirmativas abaixo:


I. Deve ser feito por escritura pública ou escrito particular e anteceder à celebração do casamento.
II. Optando os nubentes pelo regime legal – comunhão parcial de bens – não se mostra necessária a
confecção de pacto antenupcial.
III. O regime de bens poderá ser alterado a qualquer tempo na vigência do casamento, mediante a
confecção de nova escritura pública.
IV. O regime de bens determinado na escritura pública de pacto antenupcial somente se torna oponível a
terceiros após registro, em livro especial, pelo oficial do Registro de Imóveis do domicílio dos cônjuges.
a) Estão corretas apenas as alternativas II, III e IV.
b) Estão corretas apenas as alternativas I, II e IV.
c) Estão corretas apenas as alternativas II e IV.

47
d) Estão corretas apenas as alternativas I e III.
e) Nenhuma alternativa está correta.

185. (IESES - 2014 - TJ-PB - Titular de Serviços de Notas e de Registros - Provimento) Sobre os regimes de
bens no Brasil pode-se afirmar:
I. No regime da separação de bens não se comunicam os adquiridos onerosamente na constância do
casamento, salvo quando registrados na forma de condomínio.
II. Na comunhão universal integram a massa de bens comuns os recebidos em doação ou sucessão ainda
que por apenas um dos cônjuges.
III. No regime da participação final nos aquestos presumem-se da propriedade do cônjuge devedor os
bens móveis.
IV. Na comunhão parcial de bens excluem-se da comunhão os frutos e rendimentos dos bens particulares.
a) Estão corretas apenas as assertivas I, II e III.
b) Estão corretas apenas as assertivas II, III e IV.
c) Estão corretas apenas as assertivas I e IV.
d) Todas as assertivas estão corretas.
e) Nenhuma alternativa está correta.

186. (CESPE - 2014 - MPE-AC - Promotor de Justiça)


No que se refere aos impedimentos ao casamento e às circunstâncias que o tornam nulo ou anulável,
assinale a opção correta.
a) Não podem casar-se os já casados, devendo-se observar que o casamento religioso, ainda que não
inscrito em livro no registro civil de pessoas naturais, também caracteriza o referido impedimento
b) O MP tem legitimidade para promover ação direta requerendo a decretação de nulidade do
casamento.
c) É nulo o casamento contraído por pessoa com reduzida ou parcial capacidade de discernimento
d) O casamento anulável, diferentemente do nulo, se celebrado de boa-fé pelos contraentes, produzirá os
efeitos do casamento válido até a data da sentença que decretar a sua invalidação, de forma a resguardar
a família e, em especial, os filhos havidos desse negócio jurídico.
e) Os impedimentos ao casamento previstos no art. 1.521 do Código Civil, por se basearem no interesse
público e estarem relacionados à instituição da família e à estabilidade social, têm caráter absoluto, o que
torna anulável o casamento realizado por desrespeito a qualquer um deles.

187. (MPE-MA - 2014 - MPE-MA - Promotor Substituto). Assinale a alternativa correta, tendo em vista as
disposições do Código Civil:
a) O regime da separação de bens é obrigatório no casamento das pessoas que o contraírem com
inobservância das causas suspensivas da celebração do casamento, da pessoa maior de sessenta anos e
de todos os que dependerem, para casar, de suprimento judicial;
b) Compreende-se por guarda compartilhada a responsabilização conjunta e o exercício de direitos e
deveres do pai e da mãe que não vivam sob o mesmo teto, concernentes ao poder familiar dos filhos
comuns. É a modalidade que deve ser aplicada pelo juiz, sempre que possível, quando não houver acordo
entre a mãe e o pai quanto à guarda do filho;
c) A direção da sociedade conjugal será exercida, em colaboração, pelo marido e pela mulher, sempre no
interesse do casal e dos filhos. Havendo divergência, qualquer dos cônjuges poderá recorrer ao Promotor
de Justiça com atribuições perante a Vara da Infância e da Juventude, que decidirá tendo em
consideração àqueles interesses;
d) É nulo o casamento contraído pelo enfermo mental sem o necessário discernimento para os atos da
vida civil, bem como, de quem não completou a idade mínima para casar;
e) São impedidos de casar, dentre outros: o adotante com quem foi cônjuge do adotado e o adotado com
quem o foi do adotante; os afins em linha reta; o adotado com o filho do adotante; e o cônjuge
sobrevivente com o condenado por homicídio ou tentativa de homicídio contra o seu consorte, enquanto

48
perdurar o cumprimento da pena.

188. (IADES - 2014 - TRE-PA - Analista Judiciário - Área Judiciária) Considerando as relações de parentesco,
assinale a alternativa correta.
a) São parentes em linha colateral as pessoas que estão umas para com as outras na relação de
ascendentes.
b) São parentes em linha reta, até o quarto grau, as pessoas provenientes de um só tronco, sem
descenderem uma da outra.
c) O cônjuge ou companheiro não se alia aos parentes do outros.
d) O parentesco se dá, exclusivamente, por vias naturais.
e) Na linha reta, a afinidade não extingue com a dissolução do casamento ou da união estável.

189. (FCC - 2014 - Câmara Municipal de São Paulo - SP - Procurador Legislativo) Em relação aos alimentos,
é correto afirmar que:
a) com casamento, união estável ou concubinato do credor, em regra permanece o dever de prestar
alimentos, cabendo-lhe provar sua insuficiência posterior de recursos.
b) a pessoa obrigada a prestar alimentos poderá pensionar o alimentando, ou dar-lhe hospedagem e
sustento, sem prejuízo do dever de prestar o necessário a sua educação, quando menor.
c) o novo casamento do cônjuge devedor extingue a obrigação constante da sentença de divórcio.
d) a obrigação de prestar alimentos não se transmite aos herdeiros.
e) a obrigação de prestar alimentos obedece à ordem de vocação hereditária, estendendo-se até os primos
do alimentando.

DIREITO DO CONSUMIDOR

190. Assinale a opção correspondente a caso em que se identifica objeto de relação de consumo.
a) A direção de um hospital doa móveis usados para um asilo.
b) Determinado médico presta serviço como empregado a um hospital.
c) A administração de um hospital aluga parte de seu prédio com vistas à instalação de uma clínica.
d) Um hospital presta serviço a cliente credenciado por plano de saúde.
e) n.d.a

191. Considerando as características do CDC, os princípios aplicáveis ao direito do consumidor bem como
os integrantes da relação de consumo, assinale a opção correta.
a) Segundo a corrente maximalista ou objetiva, consumidor é o não profissional, ou seja, aquele que adquire
ou utiliza um produto para uso próprio ou de sua família.
b) Consoante o que postula a corrente finalista ou subjetiva, o destinatário final é o destinatário fático,
pouco importando a destinação econômica do bem ou a finalidade lucrativa daquele que adquire o produto
ou o serviço.
c) O STJ adota, em regra, a teoria finalista, mas, em casos em que reste evidente a extrema vulnerabilidade
do adquirente do produto ou serviço em relação ao seu parceiro contratual, adota a teoria finalista
mitigada, atenuada ou aprofundada.
d) Embora não previsto expressamente no CDC, o princípio da vulnerabilidade é considerado pela doutrina
consumerista como um pilar do direito do consumidor.
e) O direito do consumidor é sub-ramo do direito privado e, em razão da sua especificidade, todos os
direitos e garantias dos consumidores estão exclusivamente previstos no CDC.

192. O CDC, embora não trate objetivamente do comércio realizado por meio da Internet, contém
dispositivos que se aplicam aos negócios feitos por meio da Internet, como o direito de arrependimento.
O prazo para contagem desse direito pode começar a partir

49
a) da chegada do aviso de expedição do produto e será de trinta dias.
b) da chegada do aviso de expedição do produto e será de 7 dias.
c) da assinatura do contrato e será de trinta dias.
d) da assinatura do contrato ou recebimento do bem e será de sete dias.
e) do ato de recebimento do produto e será de trinta dias.

DIREITO EMPRESARIAL

193. Prova: TJ-SC - 2009 - TJ-SC - Juiz


No que respeita ao empresário e ao estabelecimento comercial, é correto afirmar:
I. Não se considera empresário comercial quem exerce profissão intelectual, de natureza científica, literária
ou artística, ainda que com o concurso de auxiliares ou colaboradores, mesmo quando o exercício da
profissão constituir elemento da empresa.
II. O aspecto econômico da atividade comercial tem três acepções distintas: o intuito lucrativo, a assunção
de riscos econômicos e a consecução de um fim.
III. Um artista que exerce uma profissão intelectual e que tenha sob suas ordens três funcionários é
qualificado como empresário comercial, segundo a dicção do Código Civil.
IV. As perspectivas de lucro não constituem elemento a ser considerado na avaliação do estabelecimento
comercial.
V. O trespasse ou transpasse do estabelecimento comercial é admitido no Direito brasileiro.
a) Somente as proposições I e II estão corretas.
b) Somente as proposições I e IV estão corretas.
c) Somente as proposições I e V estão corretas.
d) Somente as proposições II e V estão corretas.
e) Somente as proposições II, III e IV estão corretas.

194. Prova: VUNESP - 2014 - TJ-RJ - Juiz Substituto


Considera-se complexo de bens organizado para o exercício da empresa, por empresário ou sociedade
empresária:
a) atividade econômica desenvolvida profissionalmente.
b) estabelecimento.
c) patente.
d) ponto.
e) n.d.a

195. Prova: VUNESP - 2014 - TJ-RJ - Juiz Substituto


Nos títulos de crédito, segundo a disciplina que lhe confere o Código Civil, o aval posterior ao vencimento
a) produz os mesmos efeitos do anteriormente dado.
b) produz efeito de cessão civil de crédito.
c) é ineficaz.
d) é nulo de pleno direito.
e) n.d.a.

196. Prova: VUNESP - 2014 - TJ-SP - Titular de Serviços de Notas e de Registros - Provimento
Em matéria de títulos de crédito, segundo o Código Civil, é (são) considerado(s) efeito(s) do endosso:
a) o pagamento e extinção do título.
b) transferência do título e exoneração da responsabilidade do endossatário.
c) transferência do título e vinculação do endossante ao pagamento.
d) o único efeito é a transferência do título.

50
e) n.d.a

197. Prova: VUNESP - 2014 - TJ-SP - Titular de Serviços de Notas e de Registros - Provimento
Assinale a alternativa correta.
a) O empresário individual não é considerado pessoa jurídica mesmo após o registro de comércio
competente.
b) Os sócios de sociedades empresariais são sempre considerados empresários para os efeitos legais.
c) O empresário individual tem sua responsabilidade limitada ao total do capital social.
d) O empresário individual necessita mencionar no seu contrato social os administradores da empresa, que
devem ser ao menos dois, e o prazo de seu mandato.
e) n.d.a

198. Em relação aos títulos de crédito, assinale a assertiva correta:


a) O único requisito de exigibilidade do crédito cambiário contra os coobrigados é o vencimento.
b) Cheque é uma ordem de pagamento à vista sacado contra banco e com base em suficiente provisão de
fundos.
c) O prazo para apresentação do cheque de mesma praça é de 60 dias.
d) O cheque com cruzamento especial pode ser depositado em qualquer banco.
e) n.d.a

DIREITO DO TRABALHO II

199. Em relação ao instituto da equiparação salarial, assinale a alternativa correta:


a) A cessão de empregados não exclui a equiparação salarial, embora exercida a função em órgão
gorvenamental estranho à cedente, se essa responde pelos salários do paradigma e do reclamante.
b) É do empregado o ônus da prova do fato impeditivo, modificativo ou extintivo da equiparação salarial.
c) Conforme jurisprudência pacificada do TST, para efeitos de equiparação salarial, é indispensável que, ao
tempo da reclamação a respeito de equiparação salarial, reclamante e paradigma estejam a serviço do
mesmo estabelecimento.
d) Não cabe equiparação salarial quando o desnível salarial tenha origem em decisão judicial que beneficiou
o paradigma.
e) Para efeito de equiparação de salários, em caso de trabalho de igual valor, conta-se o tempo no emprego
e não na função.

200. Os empregados contratados sob o regime de trabalho a tempo parcial têm regras específicas sobre
férias. Esses empregados
a) têm direito ao abono de férias, sendo-lhe facultado converter 1/3 do período de férias a que tiverem
direito em valor correspondente à remuneração que lhes seria devida nos dias correspondentes.
b) terão seu período de férias reduzido à metade, salvo se tiverem até 8 faltas injustificadas ao longo do
período aquisitivo.
c) perderão o direito às férias se tiverem mais de 7 (sete) faltas injustificadas durante o período aquisitivo.
d) sofrerão desconto de 1 (um) dia de férias para cada falta injustificada durante o período aquisitivo.
e) terão seu período de férias reduzido à metade se faltarem mais de 7 dias, injustificadamente, durante o
período aquisitivo.

201. Sobre a extinção do contrato de trabalho, assinale a alternativa correta:


a) O pedido de demissão ou recibo de quitação de rescisão do contrato de trabalho, para os empregados
com mais de 6 meses de serviço para o mesmo empregador, só é válido se tiver assistência do sindicato.
b) Não é devido pagamento de aviso prévio nos contratos por tempo determinado com previsão de cláusula

51
assecuratório do direito recíproco de resilir.
c) É requisito para configuração de justa causa a observância da gradação pedagógica.
d) Havendo culpa recíproca, somente deve ser reduzida pela metade a multa de 40% do FGTS
e) O pedido de dispensa de cumprimento do aviso prévio pelo empregado não exime o empregador de
pagar o respectivo valor, salvo comprovação de haver o prestador de serviços obtido novo emprego.

202. Considerando as alternativas abaixo, assinale a correta:


a) O dano moral e material trabalhista estão previstos na CLT;
b) O assédio moral só se verifica quando um superior hierárquico dispensa tratamento rigoroso e
humilhante para com o seu subordinado.
c) A prescrição trabalhista é de dois anos, contados da ocorrência da lesão ao direito buscado.
d) O prazo prescricional trabalhista é de dois anos em relação a ação trabalhista e de 05 anos em relação
às parcelas que se quer buscar.
e) A indenização por danos morais é imprescritível

203. São princípios do Direito Coletivo do Trabalho:


a) Inalterabilidade das normas coletivas e proteção ao sindicato de empregados.
b) Autonomia coletiva e liberdade sindical.
c) Liberdade sindical e associação obrigatória a sindicatos.
d) Livre atuação sindical e liberdade plena criação de sindicatos
e) Liberdade sindical e proteção ao sindicato de empregados

204. Sobre o Direito Coletivo do trabalho, marque a opção verdadeira:


a) Acordo coletivo de trabalho é o instrumento coletivo celebrado entre sindicatos.
b) O direito brasileiro veda a prática de lockout.
c) Sentença normativa é a decisão proferida por Juiz singular sempre que um sindicato propõe uma ação
na Justiça do Trabalho.
d) A greve de trabalhadores é sempre ilegal, mormente quando paralisa as atividades empresariais.
e) É possível ocorrer dispensa de empregados no curso da greve.

8º SEMESTRE

DIREITO PROCESSUAL CIVIL IV

205. (MS CONCURSOS - 2009 - TRT - 9ª REGIÃO (PR) - Juiz do Trabalho - 1ª Prova - 2ª Etapa). Considere
as seguintes proposições:
I. O recurso adesivo fica subordinado ao recurso principal e será interposto perante a autoridade
competente para admitir o recurso principal, no prazo de que a parte dispõe para responder, sendo
admissível no Processo Civil na apelação, nos embargos de declaração, nos embargos infringentes, no
recurso extraordinário e no recurso especial, com as mesmas regras do recurso independente, quanto às
condições de admissibilidade, preparo e julgamento no tribunal superior, mas não será conhecido se
houver desistência do recurso principal, ou se for este declarado inadmissível ou deserto.
II. Os embargos de declaração são o único recurso no Processo Civil que permite ao juiz alterar a sentença
de mérito depois de publicá-la e interrompem o prazo para interposição de outros recursos por qualquer
das partes, inclusive aquela desinteressada na pretensão recursal.
III. A multa por interposição de embargos de declaração protelatórios é elevada de 1% para até 10% do
valor da causa em caso de reiteração dessa conduta processual e, neste caso, a interposição de outros
recursos fica condicionada ao depósito do valor da multa elevada.
IV. O recurso especial, assim como o recurso extraordinário, é um recurso de fundamentação vinculada,

52
com pretensão recursal baseada em violação de direito federal de natureza constitucional, enquanto a
pretensão recursal baseada em violação de direito federal de natureza infra constitucional é reservada ao
recurso extraordinário, mas se existirem as duas pretensões recursais a parte interessada deverá interpor
simultaneamente os dois recursos.
V. Quando houver multiplicidade de recursos extraordinários com fundamento em idêntica controvérsia,
caberá ao tribunal de origem selecionar um ou mais recursos representativos da controvérsia e
encaminhá-los ao Supremo Tribunal Federal, sobrestando os demais até o pronunciamento definitivo
dessa Corte. Negada a existência de repercussão geral, os recursos sobrestados considerar-se-ão
automaticamente não admitidos. Julgado o mérito do recurso extraordinário, os recursos sobrestados
serão apreciados pelos Tribunais, Turmas de Uniformização ou Turmas Recursais, que poderão declará-los
prejudicados ou retratar-se. Mantida a decisão e admitido o recurso, poderá o Supremo Tribunal Federal,
nos termos do Regimento Interno, cassar ou reformar, liminarmente, o acórdão contrário à orientação
firmada.
a) somente uma proposição está correta
b) somente duas proposições estão corretas
c) somente três proposições estão corretas
d) somente quatro proposições estão corretas
e) todas as proposições estão corretas

206. (TRT 3R - 2009 - TRT - 3ª Região (MG) - Juiz do Trabalho - Prova 1 - Domingo). Assinale a assertiva
(“a” a “e”) correta em relação aos enunciados de I a V, que tratam do procedimento para o julgamento
de recursos repetitivos no âmbito do Superior Tribunal de Justiça, conforme a Lei nº 11672, de 8 de
maio de 2008:
I – Constitui faculdade do Relator a solicitação de informações a tribunais federais ou estaduais a respeito
da controvérsia veiculada no recurso especial repetitivo, no prazo de quinze dias.
II – O julgamento do recurso repetitivo prefere os demais feitos, ressalvados os que envolvam réu preso,
pedidos de habeas corpus e de mandado de segurança.
III – A critério do Relator do Recurso Especial Repetitivo, observado o regimento interno do STJ,
considerada a relevância da matéria, admitir-se-á manifestação de pessoas, órgãos ou entidades com
interesse na controvérsia.
IV – Publicado o acórdão no Superior Tribunal de Justiça, os recursos especiais sobrestados na origem
serão avocados à instância superior para imediato julgamento em massa.
V – Quando houver multiplicidade de recursos com fundamento em idêntica questão de direito, caberá ao
presidente do tribunal de origem admitir um ou mais recursos representativos da controvérsia, os quais
serão encaminhados ao STJ, ficando suspensos os demais recursos especais até o pronunciamento
definitivo do STJ.
a) somente um enunciado é verdadeiro
b) somente dois enunciados são verdadeiros
c) somente três enunciados são verdadeiros
d) somente quatro enunciados são verdadeiros
e) todos os enunciados são verdadeiros

207. (FCC - 2013 - TJ-PE - Titular de Serviços de Notas e de Registros - Remoção). Ricardo ajuizou ação de
cobrança contra uma instituição financeira, julgada procedente em primeiro grau, cuja sentença acabou
sendo reformada pelo E. Tribunal de Justiça do Estado de Pernambuco que julgou improcedente a ação.
Ricardo interpôs, então, recurso especial para o Superior Tribunal de Justiça. Durante o processamento
do recurso especial, ainda no E. Tribunal de Justiça do Estado de Pernambuco, o Ministro Relator do
Superior Tribunal de Justiça, diante da multiplicidade de recursos questionando a mesma questão de
direito, que é exatamente a matéria debatida por Ricardo em seu recurso interposto, quando do
julgamento de um dos múltiplos recursos, determina a suspensão nos tribunais de segunda instância,
dos recursos nos quais a controvérsia esteja estabelecida. Consequentemente, o recurso especial

53
interposto por Ricardo é suspenso por ordem do Superior Tribunal de Justiça. Neste caso, julgado o
recurso que ensejou a instauração do procedimento previsto para o caso dos recursos repetitivos pelo
STJ e publicado o acórdão, o recurso especial sobrestado interposto por Ricardo será
a) encaminhado, após o juízo de admissibilidade no tribunal de origem, ao Superior Tribunal de Justiça
onde terá o seguimento denegado por decisão monocrática na hipótese de o acórdão recorrido
coincidir com a orientação do Superior Tribunal de Justiça.
b) novamente examinado pelo tribunal de origem na hipótese de o acórdão recorrido divergir da
orientação do Superior Tribunal de Justiça e, mantida a decisão divergente pelo tribunal de origem,
far-se-á o exame de admissibilidade do recurso.
c) encaminhado obrigatoriamente e imediatamente, independentemente do juízo de admissibilidade,
para o Superior Tribunal de Justiça para julgamento na hipótese de o acórdão recorrido divergir da
orientação do Superior Tribunal de Justiça.
d) encaminhado obrigatoriamente e imediatamente, independentemente do juízo de admissibilidade,
para o Superior Tribunal de Justiça para julgamento na hipótese de o acórdão recorrido coincidir com
a orientação do Superior Tribunal de Justiça.
e) novamente examinado pelo tribunal de origem, na hipótese de o acórdão recorrido divergir da
orientação do Superior Tribunal de Justiça, que deverá obrigatoriamente reformar o acórdão
divergente, compatibilizando-o com o Acórdão do Superior Tribunal de Justiça.

208. (VUNESP - 2012 - SPTrans - Advogado Pleno - Administrativo). Em uma ação que pretendia o
provimento jurisdicional que condenasse o réu a obrigação de fazer, por ocasião da audiência de
conciliação, instrução e julgamento, as partes, após a oitiva das testemunhas do autor, firmaram um
acordo em que o réu se comprometeu a cumprir parte da obrigação. Após o trânsito em julgado da
sentença, descobriu-se que uma das testemunhas mentiu sobre os fatos, o que levou a um erro no
entendimento da causa. Diante desse fato, assinale a alternativa correta.
a) O réu poderá propor ação rescisória até o prazo de dois anos a contar do trânsito em julgado.
b) O réu poderá propor ação rescisória até o prazo de quatro anos a contar do trânsito em julgado.
c) O réu poderá rever a decisão por meio de ação anulatória, assim como são rescindidos os atos
jurídicos em geral.
d) Será possível deixar de cumprir a obrigação de fazer acordada, por faltar validade ao título judicial
exequível.
e) Em razão da coisa julgada, não é possível reverter a decisão, em virtude da preclusão consumativa.

209. (CESPE - 2012 - DPE-RO - Defensor Público). Assinale a opção correta a respeito da ação rescisória.
a) Cabe ação rescisória contra acórdão proferido em ação direta de inconstitucionalidade.
b) O sistema processual brasileiro não admite o ajuizamento de nova ação rescisória promovida com o
objetivo de desconstituir decisão proferida no julgamento de outra ação rescisória.
c) Não se admite ação rescisória contra sentença transitada em julgado quando não se tenha esgotado
todos os recursos contra ela.
d) O prazo decadencial da ação rescisória só se inicia quando não for cabível qualquer recurso do último
pronunciamento judicial.
e) É necessário o depósito prévio nas ações rescisórias propostas pelo INSS.

210. (FCC - 2014 - Prefeitura de Cuiabá - MT - Procurador Municipal). Márcio ajuizou ação de obrigação
de fazer contra Telefonia do Centro Oeste pugnando pela retirada de seu nome dos cadastros de
proteção ao crédito. Postulou pela concessão de tutela antecipada, a qual foi deferida de plano, sem
oitiva da parte contrária. Ao final, porém, o pedido foi julgado improcedente, com revogação expressa
da tutela antecipada. Apelação interposta por Márcio
a) deverá ser recebida apenas no efeito devolutivo, mas com o restabelecimento dos efeitos da tutela
revogada de forma expressa pela sentença, por se estar diante de direito da personalidade.
b) deverá ser recebida nos efeitos devolutivo e suspensivo, que não restabelecerá os efeitos da tutela

54
revogada de forma expressa pela sentença.
c) deverá ser recebida apenas no efeito devolutivo, que não restabelecerá os efeitos da tutela revogada
de forma expressa pela sentença.
d) deverá ser recebida nos efeitos devolutivo e suspensivo, que restabelecerá os efeitos da tutela
revogada de forma expressa pela sentença.
e) restabelece os efeitos da tutela revogada de forma expressa pela sentença, independentemente do
efeito em que tenha sido recebida.

DIREITO DAS SUCESSÕES

211. (VUNESP - 2013 - MPE-ES - Promotor de Justiça) Entende-se por testamento conjuntivo aquele:
a) realizado por duas ou mais pessoas, em instrumentos distintos, cada qual beneficiando o outro.
b) realizado por pessoa sem capacidade de testar.
c) que dispõe da totalidade dos bens do testador.
d) que contenha disposições testamentárias eivadas de erro, dolo ou coação.
e) feito por duas ou mais pessoas, no mesmo instrumento, em benefício recíproco ou de terceiro.

212. (FGV - 2013 - TJ-AM - Juiz, adaptada). No direito brasileiro em vigor, incluem-se entre os herdeiros
necessários:
a) somente os descendentes e o cônjuge.
b) somente os descendentes e os colaterais.
c) somente os descendentes e os ascendentes.
d) os descendentes, os ascendentes e o cônjuge.
e) os descendentes, o cônjuge e o companheiro.

213. (TJ-SC - 2013 - TJ-SC - Juiz) Examine as proposições seguintes e assinale a alternativa correta:
I. De acordo com o Código Civil, a companheira ou o companheiro participará da sucessão do outro, quanto
aos bens adquiridos onerosamente na vigência da união estável, e, se concorrer com descendentes só do
autor da herança, tocar-lhe-á a metade do que couber a cada um daqueles.
II. É proibido o testamento conjuntivo, seja simultâneo, recíproco ou correspectivo, ainda que
nuncupativo.
III. Valerá a disposição testamentária em remuneração de serviços prestados ao testador, por ocasião da
moléstia de que faleceu, ainda que fique ao arbítrio do herdeiro ou de outrem determinar o valor do
legado.
IV. Estabelece o Código Civil que, se concorrerem à herança somente filhos de irmãos falecidos, herdarão
por estirpe.
V. Somente com expressa declaração de causa pode a deserdação ser ordenada em testamento.
a) Todas as proposições estão corretas.
b) Somente as proposições I, II, III e V estão corretas.
c) Somente as proposições I, III e V estão corretas.
d) Somente as proposições I e IV estão corretas.
e) Somente as proposições II, III e V estão corretas.

DIREITO PROCESSUAL PENAL I

214. (CESPE - 2009 - PGE-PE – Procurador) A respeito dos princípios do direito processual penal, assinale a
opção correta.
a) Não fere o direito ao contraditório o fato de uma só das partes ser informada acerca de novo documento

55
juntado aos autos.
b) A legislação brasileira alberga o princípio da verdade real de forma relativa, tanto que não é permitida a
rescisão de uma absolvição já transitada em julgado quando surjam provas concludentes contra o agente.
c) Mesmo em face do princípio da obrigatoriedade, vigente no ordenamento processual penal, a autoridade
policial não tem o dever de instaurar inquérito policial quando é informada da ocorrência de crime que se
apure mediante ação penal pública.
d) Não obstante o princípio da indisponibilidade do processo, que vigora até mesmo na fase do inquérito
policial, uma vez ajuizada a ação penal pública incondicionada, o MP tem livre arbítrio para dela desistir.
e) A CF assegura o sistema inquisitivo misto no processo penal.

215. (CESPE - 2013 - TJ-PB - Juiz Leigo) Acerca da aplicação da lei processual penal no tempo e no espaço,
assinale a opção correta.
a) De acordo com o princípio da imediatidade, serão exercidos sob a disciplina de legislação superveniente
os atos processuais de processo em andamento ainda não iniciados.
b) Em relação à aplicação de lei processual penal no espaço, o princípio da territorialidade é a regra geral,
exceto em caso de crime contra a vida ou a liberdade do presidente da República, crime contra a
administração pública e de delito de genocídio cometidos no estrangeiro.
c) A lei processual penal posterior que, de qualquer modo, favoreça o agente, deverá ser aplicada aos fatos
anteriores, ainda que decididos por sentença condenatória transitada em julgado.
d) De acordo com o entendimento majoritário, a lei processual penal posterior e mais gravosa ao réu não
deve ser aplicada a fatos cometidos na vigência de norma anterior, em decorrência do princípio tempus regit
actum.
e) Os prazos iniciados na vigência de determinada norma processual penal, em nenhuma hipótese, poderão
ser afetados por norma processual posterior.

216. (FUJB - 2012 - MPE-RJ - Promotor de Justiça) No sistema processual penal brasileiro, a investigação
penal é presidida, em regra, por um delegado de polícia. Em se tratando de inquérito policial, nessa forma
de investigação, teremos:
a) impossibilidade de se iniciar uma investigação com denúncia anônima, mesmo sendo colhidos elementos
posteriores pela autoridade antes da instauração;
b) coleta de provas que podem levar à condenação, caso sejam contundentes, e demonstrem a verdade real;
c) sigilo e incomunicabilidade do investigado, caso tal se faça necessário para os fins da investigação;
d) poder do Delegado de colher subsídios referentes a inquérito arquivado, caso tenha novas informações,
desde que com autorização do Procurador-Geral de Justiça;
e) direito de informação e ciência à defesa do indiciado através de acesso às diligências, após colhidas e
juntadas aos autos.

217. (FMP-RS - 2014 - TJ-MT – Juiz) É correto dizer que o Código de Processo Penal
a) considera lícita a prova obtida por fonte(s) independente(s) da ilícita, porque entre uma e outra não há
nexo de causalidade.
b) admite, ao livre critério do juiz, utilização do sistema de videoconferência para a coleta apenas do
interrogatório
c) prevê que o juiz que receber a denúncia ou queixa ficará vinculado ao processo e será o componente para
a sentença, por causa do comando normativo do princípio da identidade física.
d) proíbe que o juiz requisite provas, porque essa iniciativa contraria o modelo acusatório e dá causa à
nulidade absoluta do processo.
e) confere valor absoluto à delação premiada, se o juiz participar das negociações realizadas entre as partes
para a formalização do acordo de colaboração.

218. (CESPE - 2013 - BACEN – Procurador) Considerando os atos processuais e as provas no processo penal,
assinale a opção correta.

56
a) As provas produzidas no inquérito policial pelo delegado de polícia devem atender aos princípios da
publicidade e liberdade das provas, sem violar o princípio da judicialidade.
b) A possibilidade de o juiz produzir provas ex officio não viola o princípio da inércia ou da
autorresponsabilidade das partes, desde que tais provas sejam submetidas ao contraditório.
c) As evidências decorrentes da quebra dos sigilos bancário e fiscal, pelo MP, de um investigado podem ser
levadas a juízo para serem constituídas como prova, após a análise judicial e submissão ao contraditório.
d) De acordo com as teorias das nulidades e dos atos processuais no processo penal, o princípio da
instrumentalidade das formas protege o ato praticado em desacordo com o modelo legal, caso sua
finalidade tenha sido atingida, condicionando-o ainda ao prejuízo demonstrado, o que vincula o juiz a retirar
a eficácia do ato processual questionado.
e) Por ter natureza personalíssima, a citação no processo penal não admite a modalidade por hora certa,
considerada ficta ou presumida.

219. (MPDFT - 2013 - MPDFT - Promotor de Justiça) Na colheita da prova oral é INCORRETO afirmar que:
a) O juiz exerce papel complementar à atividade das partes, haja vista o sistema do exame direto e cruzado
adotado pelo Código de Processo Penal.
b) Algumas autoridades podem prestar depoimento por escrito.
c) O juiz que presidiu a instrução será inexoravelmente o mesmo a julgar, salvo na hipótese de declarar-se
suspeito ou impedido.
d) Em julgamento de Repercussão Geral, o STF entendeu, por maioria, que não é nula a audiência de oitiva
de testemunha, por carta precatória, de réu preso que não manifestou expressamente intenção de
participar da audiência.
e) Não se estabelece restrição quanto à idade para poder testemunhar em processo penal.

DIREITO TRIBUTÁRIO II

220. (FGV - OAB - XI Exame Unificado - adaptada) Com relação ao Imposto sobre a Propriedade de Veículos
Automotores (IPVA), assinale a afirmativa correta:
a) É instituído pela União e repartido com o Estado em que tenha sido licenciado o veículo.
b) É instituído pelo Estado e repartido com o Município em que tenha sido licenciado o veículo.
c) É instituído pelo Estado em que tenha sido licenciado o veículo, que ficará com a integralidade do produto
da arrecadação.
d) É instituído pelo Município em que tenha sido licenciado o veículo, que ficará com a integralidade do
produto da arrecadação.
e) Nenhuma das alternativas anteriores.

221. (FGV - OAB - X Exame Unificado - adaptada) Três irmãos são donos de um imóvel, em proporções
iguais. Em relação ao IPTU, cada irmão:
a) só pode ser cobrado pelo fisco na razão de 33,33% do imposto.
b) é devedor solidário em relação ao todo do imposto.
c) é devedor na razão de 33,3% do imposto e responsável subsidiário pelo restante.
d) não pode ser cobrado judicialmente pela parte de outro irmão que tenha recursos para pagá-la.
e) nenhuma das alternativas anteriores.

222. Em relação ao ICMS (imposto sobre operações relativas à circulação de mercadorias e sobre
prestações de serviços de transporte interestadual e intermunicipal e de comunicação, ainda que as
operações e as prestações se iniciem no exterior), assinale a alternativa incorreta:
a) será não-cumulativo, compensando-se o que for devido em cada operação relativa à circulação de
mercadorias ou prestação de serviços com o montante cobrado nas anteriores pelo mesmo ou outro Estado
ou pelo Distrito Federal.

57
b) poderá ser seletivo, em função da essencialidade das mercadorias e dos serviços.
c) em relação às operações e prestações que destinem bens e serviços a consumidor final localizado em
outro Estado, adotar-se-á a alíquota interestadual, qualquer que seja o destinatário da mercadoria.
d) incidirá também sobre a entrada de bem ou mercadoria importados do exterior por pessoa física ou
jurídica, ainda que não seja contribuinte habitual do imposto.
e) cabe à lei complementar dispor sobre substituição tributária.

223. (CESPE – Procurador do Estado da Paraíba/2008) Em relação ao imposto sobre a propriedade de


veículos automotores (IPVA), julgue os itens subseqüentes.
I As alíquotas mínimas desse imposto são fixadas pelo Senado Federal.
II A modalidade de lançamento praticada em relação ao IPVA é o lançamento de ofício.
III A incidência do IPVA só alcança os veículos terrestres, de acordo com a jurisprudência do STF.
IV Quanto à autorização para alíquotas diferenciadas conforme o tipo de veículo, é possível diferenciação
entre carros nacionais e importados.
V Não se aplica o princípio da anterioridade nonagesimal em relação ao aumento da base de cálculo desse
imposto.
A quantidade de itens certos é igual a:
a) 1.
b) 2.
c) 3.
d) 4.
e) 5.

224. (FCC – TRF 4ª Região / 2007) O imposto previsto sobre produtos industrializados:
a) não poderá ser cobrado no mesmo exercício financeiro em que haja sido publicada a lei que os instituiu
ou aumentou.
b) será cumulativo, não havendo compensação nas operações efetuadas pelo contribuinte
c) incidirá, dentre outras hipóteses, sobre os produtos industrializados que forem destinados ao exterior.
d) será seletivo, em função da essencialidade do produto, havendo dispositivo constitucional neste sentido.
e) não terá reduzido seu impacto sobre a aquisição de bens de capital pelo contribuinte do imposto.

225. (CESPE – Procurador do Estado da Paraíba/2008) Acerca do imposto sobre transmissão causa mortis e
doação, julgue os seguintes itens.
I Esse imposto incide sobre as transmissões onerosas.
II De acordo com o ordenamento jurídico, esse imposto é progressivo.
III Se o doador tiver domicílio ou residência no exterior, a competência para a cobrança desse imposto é
regulada por lei complementar.
IV Esse imposto possui natureza fiscal, incidindo, inclusive, nas aquisições originárias, como é o caso do
usucapião.
V Na transmissão causa mortis, o fato gerador é único em razão da universalidade dos bens da herança.
A quantidade de itens certos é igual a:
a) 1.
b) 2.
c) 3.
d) 4.
e) 5.

DIREITO SOCIETÁRIO

58
226. Prova: VUNESP - 2014 - TJ-RJ - Juiz Substituto
Tratando-se de sociedade em comum, enquanto não inscritos os atos constitutivos, exceto por ações em
organização, a sociedade será regida pelas disposições constantes do Código Civil, observadas,
subsidiariamente e no que com ele forem compatíveis, as normas da sociedade
a) anônima.
b) em comandita simples.
c) em nome coletivo.
d) simples.
e) n.d.a

227. Prova: VUNESP - 2014 - TJ-RJ - Juiz Substituto


Na sociedade limitada,
a) as deliberações serão tomadas por maioria de votos, contados segundo o número de sócios,
independentemente de seu comparecimento em assembleia.
b) o sócio, admitido em sociedade já constituída, não se exime das dívidas anteriores à admissão.
c) no silêncio do contrato, os administradores podem praticar todos os atos pertinentes à gestão, inclusive
quanto à oneração ou à venda de bens imóveis.
d) são revogáveis os poderes do sócio investido na administração por cláusula expressa do contrato social,
inclusive por justa causa, independentemente de reconhecimento judicial, desde que assim decida a maioria
absoluta dos sócios
e) n.d.a

228. Prova: VUNESP - 2014 - TJ-SP - Titular de Serviços de Notas e de Registros - Provimento
Assinale a alternativa correta.
a) Na sociedade em nome coletivo, sociedade em comandita simples e comandita por ações, e na sociedade
por ações a responsabilidade dos sócios é limitada ao montante do capital social.
b) A chamada sociedade de propósito específico não é um tipo societário definido no Código Civil, assim ela
pode tomar qualquer das formas das sociedades regulares ali previstas.
c) Nas sociedades limitadas, a administração obrigatoriamente tem de ser feita por administradores sócios e
a responsabilidade dos sócios é limitada ao montante do capital social.
d) Na sociedade simples, a administração é feita conjuntamente pelos sócios e a responsabilidade deles é
limitada ao montante do capital social.
e) n.d.a

229. Prova: VUNESP - 2014 - TJ-SP - Titular de Serviços de Notas e de Registros - Provimento
Sobre a sociedade de responsabilidade limitada, é correto afirmar que
a) se aplicam às sociedades limitadas subsidiariamente as regras da sociedade em comandita por ações.
b) tem o capital subscrito por pelo menos um dos sócios e a responsabilidade dos sócios vai até o limite do
capital social.
c) os sócios responderão solidariamente pelo que faltar para integralizar o capital social.
d) ela pode não usar razão social, somente a denominação social, seguida da designação LTDA.
e) n.d.a

230. Prova: VUNESP - 2014 - TJ-SP - Titular de Serviços de Notas e de Registros - Provimento
No tocante às sociedades empresárias, é correto afirmar que:
a) a sociedade em conta de participação não existe mais no Direito brasileiro.
b) a desconsideração da pessoa jurídica não pode ser aplicada às sociedades anônimas em face do grande
número de acionistas.
c) o contrato social deve designar quem é o acionista controlador em cada sociedade.
d) os administradores da sociedade limitada podem ser pessoas que não sejam sócios.
e) n.d.a

59
231. Prova: VUNESP - 2014 - TJ-SP - Titular de Serviços de Notas e de Registros - Remoção
Segundo a legislação civil em vigor, no que diz respeito à empresa individual de responsabilidade limitada
(EIRELI), é incorreto afirmar:
a) ela pode usar tanto de firma quanto de denominação social, seguida da designação EIRELI
b) tem o capital subscrito inteiramente por uma única pessoa e a responsabilidade dela vai até o limite do
capital social.
c) a pessoa natural que constituir EIRELI somente poderá ter duas empresas dessa modalidade.
d) aplicam-se à EIRELI, subsidiariamente, as regras da sociedade limitada
e) n.d.a

9º SEMESTRE

DIREITO PROCESSUAL PENAL II

232. (MPE-PR - 2013 - MPE-PR - Promotor Substituto) Sobre denúncia e ação penal, assinale a alternativa
incorreta:
a) É inepta a inicial acusatória que não traz de maneira clara se a conduta do acusado foi a título de
coautoria ou de participação, bem como se traz narrativa da ação, em tese delituosa, de forma genérica ou
de maneira alternativa;
b) Conforme a regra geral, estando o indiciado preso, o prazo para oferecimento da denúncia é de 5 (cinco)
dias a contar do recebimento dos autos pelo Ministério Público, excluindo-se o dia do início e incluindo-se o
dia do seu término;
c) O aditamento à denúncia se presta a incluir novos fatos e novos autores até a sentença, se não incidente a
prescrição, bem como para suprir a errônea capitulação jurídica do crime definida pelo Ministério Público,
que neste último caso se faz por meio de mutatio libelli;
d) O trânsito em julgado da decisão que rejeitou a denúncia por falta de representação, em ação penal
pública condicionada, não obsta oferecimento de nova peça acusatória acompanhada da manifestação
formal do ofendido em processar o autor do fato;
e) É concorrente a legitimidade do ofendido, mediante queixa, e do Ministério Público, condicionada à
representação do ofendido, para ação penal por crime contra a honra de servidor público em razão do
exercício de suas funções.

233. (FCC - 2014 - TJ-AP – Juiz) Em relação à competência no processo penal, é INCORRETO afirmar:
a) Na determinação da competência por conexão ou continência, no concurso de jurisdições da mesma
categoria, preponderará a do lugar da infração à qual for cominada a pena mais grave.
b) Compete à Justiça Federal processar e julgar os crimes praticados contra funcionário público federal,
quando relacionados com o exercício da função.
c) Tratando-se de infração continuada ou permanente, praticada em território de duas ou mais jurisdições, a
competência firmar-se-á pelo lugar em que for praticado o último ato de execução.
d) Será facultativa a separação dos processos quando as infrações tiverem sido praticadas em circunstâncias
de tempo ou de lugar diferentes, ou quando, pelo excessivo número de acusados e para não lhes prolongar a
prisão provisória, o Juiz reputar conveniente a separação.
e) Nos casos de exclusiva ação privada, o querelante poderá preferir o foro de domicílio ou de residência do
réu, ainda quando conhecido o lugar da infração.

234. (CESPE - 2013 - BACEN – Procurador) No que se refere à jurisdição e à competência, assinale a opção
correta.

60
a) Nos crimes contra o sistema financeiro, a competência será da justiça estadual, desde que não haja ofensa
a bem, interesse ou serviço de uma das entidades federais.
b) Pelo elemento coercitivo da jurisdição, o juiz pode utilizar providências cautelares civis ou medidas
assecuratórias, bem como tornar obrigatória a decisão proferida, impondo o seu cumprimento para garantir
a função jurisdicional.
c) Pelo critério territorial, não há previsão legal para que um juiz julgue crime que tenha ocorrido fora de sua
circunscrição, em observância ao princípio da improrrogabilidade ou da aderência ao território.
d) Por ser matéria de ordem pública e insanável, a nulidade decorrente da inobservância da competência
penal por prevenção é absoluta, diferentemente da nulidade ocorrida na competência ratione loci.
e) Compete à justiça federal processar e julgar os crimes de lavagem de dinheiro praticados contra o sistema
financeiro e a ordem econômica

235. (FCC - 2014 - TJ-AP – Juiz) Em relação aos recursos no processo penal, é correto afirmar:
a) É vedada à parte a interposição simultânea ou cumulativa de recursos contra a mesma decisão, salvo nos
casos de decisões objetivamente complexas.
b) Segundo o princípio da proibição da reformatio in pejus, a parte, salvo hipótese de má-fé, não será
prejudicada pela interposição de um recurso por outro.
c) Em razão do princípio da obrigatoriedade, o Ministério Público deve recorrer de decisão absolutória e não
pode desistir do recurso interposto.
d) Cabe recurso em sentido estrito contra a decisão de impronúncia e de incompetência do juízo.
e) Cabe apelação da decisão que não receber a denúncia ou a queixa.

236. (FCC - 2014 - TJ-AP – Juiz) No que toca aos procedimentos, o Código de Processo Penal estabelece que
a) o procedimento será comum ou sumário.
b) não apresentada a resposta no prazo legal, ou se o acusado, citado, não constituir defensor, o Juiz
determinará a suspensão do processo e do prazo prescricional.
c) o procedimento sumário tem por objeto crime cuja sanção máxima cominada seja igual ou inferior a 4
anos de pena privativa de liberdade.
d) as disposições atinentes à rejeição da denúncia ou queixa, apresentação de resposta à acusação e
absolvição sumária aplicam-se a todos os procedimentos penais de primeiro grau, ainda que não regulados
pelo Código de Processo Penal.
e) no caso de citação por edital, o prazo para a defesa apresentar resposta à acusação começará a fluir a
partir da nomeação do defensor nomeado.

237. (CESPE - 2013 - TJ-PB - Juiz Leigo) A respeito de prisões cautelares e liberdade provisória, assinale a
opção correta.
a) A liberdade provisória obtida mediante comparecimento a todos os atos de instrução do processo e
pagamento de fiança obrigatória é sempre admitida, independentemente do crime cometido.
b) A prisão em flagrante, assim como a prisão preventiva, é permitida apenas se o crime cometido for
punível com pena privativa de liberdade superior a quatro anos de reclusão. A prisão preventiva é
condicionada à imposição de medida
c) A prisão preventiva é condicionada à imposição de medida cautelar anterior e funciona em substituição a
esta.
d) A exigência de que o crime cometido seja punível com pena privativa de liberdade máxima superior a
quatro anos não se aplica no caso de a prisão preventiva ser decretada para se garantir a execução de
medidas cautelares anteriormente cominadas.
e) O pagamento de fiança é obrigatório para a colocação de preso em liberdade provisória, podendo a
exigência da fiança ser cumulada com outra medida cautelar.

61
DIREITO SOCIETÁRIO

238. Prova: VUNESP - 2014 - TJ-RJ - Juiz Substituto


Tratando-se de sociedade em comum, enquanto não inscritos os atos constitutivos, exceto por ações em
organização, a sociedade será regida pelas disposições constantes do Código Civil, observadas,
subsidiariamente e no que com ele forem compatíveis, as normas da sociedade
a) anônima.
b) em comandita simples.
c) em nome coletivo.
d) simples.
e) n.d.a

239. Prova: VUNESP - 2014 - TJ-RJ - Juiz Substituto


Na sociedade limitada,
a) as deliberações serão tomadas por maioria de votos, contados segundo o número de sócios,
independentemente de seu comparecimento em assembleia.
b) o sócio, admitido em sociedade já constituída, não se exime das dívidas anteriores à admissão.
c) no silêncio do contrato, os administradores podem praticar todos os atos pertinentes à gestão, inclusive
quanto à oneração ou à venda de bens imóveis.
d) são revogáveis os poderes do sócio investido na administração por cláusula expressa do contrato social,
inclusive por justa causa, independentemente de reconhecimento judicial, desde que assim decida a maioria
absoluta dos sócios
e) n.d.a

240. Prova: VUNESP - 2014 - TJ-SP - Titular de Serviços de Notas e de Registros - Provimento
Assinale a alternativa correta.
a) Na sociedade em nome coletivo, sociedade em comandita simples e comandita por ações, e na sociedade
por ações a responsabilidade dos sócios é limitada ao montante do capital social.
b) A chamada sociedade de propósito específico não é um tipo societário definido no Código Civil, assim ela
pode tomar qualquer das formas das sociedades regulares ali previstas.
c) Nas sociedades limitadas, a administração obrigatoriamente tem de ser feita por administradores sócios e
a responsabilidade dos sócios é limitada ao montante do capital social.
d) Na sociedade simples, a administração é feita conjuntamente pelos sócios e a responsabilidade deles é
limitada ao montante do capital social.
e) n.d.a

241. Prova: VUNESP - 2014 - TJ-SP - Titular de Serviços de Notas e de Registros - Provimento
Sobre a sociedade de responsabilidade limitada, é correto afirmar que
a) se aplicam às sociedades limitadas subsidiariamente as regras da sociedade em comandita por ações.
b) tem o capital subscrito por pelo menos um dos sócios e a responsabilidade dos sócios vai até o limite do
capital social.
c) os sócios responderão solidariamente pelo que faltar para integralizar o capital social.
d) ela pode não usar razão social, somente a denominação social, seguida da designação LTDA.
e) n.d.a

242. Prova: VUNESP - 2014 - TJ-SP - Titular de Serviços de Notas e de Registros - Provimento
No tocante às sociedades empresárias, é correto afirmar que:
a) a sociedade em conta de participação não existe mais no Direito brasileiro.

62
b) a desconsideração da pessoa jurídica não pode ser aplicada às sociedades anônimas em face do grande
número de acionistas.
c) o contrato social deve designar quem é o acionista controlador em cada sociedade.
d) os administradores da sociedade limitada podem ser pessoas que não sejam sócios.
e) n.d.a

243. Prova: VUNESP - 2014 - TJ-SP - Titular de Serviços de Notas e de Registros - Remoção
Segundo a legislação civil em vigor, no que diz respeito à empresa individual de responsabilidade limitada
(EIRELI), é incorreto afirmar:
a) ela pode usar tanto de firma quanto de denominação social, seguida da designação EIRELI
b) tem o capital subscrito inteiramente por uma única pessoa e a responsabilidade dela vai até o limite do
capital social.
c) a pessoa natural que constituir EIRELI somente poderá ter duas empresas dessa modalidade.
d) aplicam-se à EIRELI, subsidiariamente, as regras da sociedade limitada
e) n.d.a

DIREITO ECONÔMICO

244. São atribuições do Estado, na qualidade de agente normativo e regulador, aquelas indicadas abaixo,
exceto:
a) As funções de incentivo, fiscalização e planejamento de forma determinante para o setor público.
b) As funções de incentivo, fiscalização e planejamento de forma indicativa para o setor privado.
c) Não cabe ao Estado intervir na ordem econômica para efeito de regulação.
d) O papel regulador só pode ser exercido nos limites constitucionalmente estabelecido.
e) Nenhuma das anteriores

245. Assinale a alternativa incorreta, consoante a tutela constitucional da ordem econômica:


a) Defesa do consumidor, defesa do meio-ambiente, proteção da livre concorrência são exemplos de
princípios da ordem econômica.
b) A exploração direta de atividade econômica pelo Estado é excepcional.
c) A Constituição de 1988 prevê mecanismos de intervenção direta e indireta do Estado na Ordem
Econômica.
d) Incumbe ao Poder Público, na forma da lei, diretamente ou sob regime de concessão ou permissão,
sempre através de licitação, a prestação de serviços públicos.
e) Nenhuma das anteriores

246. Nos termos da Lei nº 12.529/2011, em seu art. 5º, o CADE é constituído pelos seguintes órgãos,
exceto:
a) Tribunal Administrativo de Defesa Econômica.
b) Superintendência-Geral.
c) Departamento de Estudos Econômicos.
d) Procuradoria-Geral.
e) Nenhuma das anteriores.

DIREITO PROCESSUAL DO TRABALHO I

247. Quanto às partes e procuradores, é correto afirmar:


a) O empregador que não puder comparecer à audiência de instrução e julgamento poderá fazer-se
representar por seu advogado, desde que este compareça munido de procuração com poderes para tanto.

63
b) O empregado que não puder comparecer à audiência de instrução e julgamento por motivo de doença
poderá fazer-se representar por sua esposa ou pessoa da família.
c) Em se tratando de reclamação plúrima, os empregados poderão fazer-se representar na audiência de
instrução e julgamento pelo sindicato de sua categoria.
d) A reclamação trabalhista do menor de 16 anos, na falta de seus representantes legais, poderá ser feita por
outro empregado maior que pertença à mesma profissão.
e) Sendo o reclamante empregado doméstico, a representação do empregador só pode ser feita pelo
proprietário do imóvel onde exerça suas funções.

248. Com relação às testemunhas no Processo do Trabalho, assinale a opção correta.


a) O simples fato de a testemunha estar litigando ou de ter litigado contra o mesmo empregador não a torna
suspeita.
b) As partes devem apresentar rol de testemunhas, para que estas sejam intimadas.
c) A testemunha que for parente até o terceiro grau civil da parte é suspeita, nos termos da CLT.
d) O juiz não pode tomar o depoimento de testemunha suspeita.
e) Nas ações de procedimento ordinário e sumaríssimo, as partes podem ouvir até três testemunhas cada,
sendo que no inquérito para apuração de falta grave esse número é ampliado para seis.

249. João ajuizou reclamação trabalhista contra sua ex-empregadora, a empresa Flash Transportes. No dia
da audiência, a reclamada apresentou exceção de incompetência em razão do lugar, trazendo fatos que
eram desconhecidos até então pelo advogado de João.
Diante disso, assinale qual das hipóteses abaixo poderia ser aplicada ao caso em tela.
a) João poderia requerer prazo de 10 dias para manifestação com o consequente adiamento da audiência.
b) O juiz poderia conceder prazo a João de 48 horas para manifestação, prolatando a decisão da exceção de
incompetência na audiência subsequente.
c) João poderia contestar a exceção de incompetência e requerer a oitiva de testemunha para provar que
aquele juízo detinha plena competência territorial.
d) O juiz apreciará imediatamente a arguição de exceção de incompetência, não havendo previsão de
concessão de prazo a João, já que as audiências são unas e este já indicou o juízo que entendia competente
quando deu entrada na ação.
e) O juiz deverá adiar a audiência apenas para a decisão, vez que caberia a João se manifestar sobre a
exceção, oralmente, na própria assentada.

250. Pode-se afirmar a respeito do jus postulandi na Justiça do Trabalho que, consoante entendimento
sumulado pelo TST:
a) apenas pode ser exercido quando a ação tramitar no procedimento sumaríssimo (inferior a 40 salários
mínimos).
b) limita-se única e exclusivamente ao âmbito das Varas do Trabalho e Tribunal Regional do Trabalho.
c) não alcança nem o mandado de segurança, nem tampouco os recursos de competência do Tribunal
Superior do Trabalho, mas pode ser exercido em ação cautelar.
d) pode ser exercido em qualquer instância da Justiça do Trabalho, exceto em se tratando de mandado de
segurança e ação rescisória.
e) pode ser exercido até a sentença, sendo obrigatória a contratação de advogado a partir desse momento.

251. A respeito do procedimento sumaríssimo, aplicável na Justiça do Trabalho conforme previsto na Lei
nº 9.957/2000, é correto afirmar:
a) Cada uma das partes poderá arrolar até três testemunhas, que comparecerão à audiência
independentemente de intimação.
b) A petição inicial não precisa ser apresentada com pedidos líquidos, mas o mesmo não ocorre com a
sentença que deve liquidar a condenação de forma a verificar o valor da causa envolvido.
c) A sentença prescinde de fundamentação, mas deverá conter minucioso relatório do processo.

64
d) Nas reclamações trabalhistas sujeitas a esse tipo de procedimento caberá apenas recurso ordinário, sendo
vedada a interposição de recurso de revista.
e) Não é possível a notificação/citação por edital do reclamado.

252. No caso de uma empresa ser notificada da ação trabalhista movida por seu ex-empregado,
designando-se esta primeira audiência para 3 meses depois, indique como ela deve proceder com relação
à apresentação de sua contestação:
a) deve contar 05 dias do recebimento da notificação e providenciar o protocolo dentro desse prazo.
b) deve contar 15 dias do recebimento da notificação e providenciar o protocolo dentro desse prazo.
c) deve verificar a juntada aos autos do mandado de citação cumprido e, desse marco, contar 15 dias para
protocolo da contestação.
d) deve verificar a juntada aos autos do mandado de citação cumprido e, desse marco, contar 05 dias para
protocolo da contestação.
e) deve aguardar o dia da audiência para apresentar sua contestação somente naquela oportunidade.

10º SEMESTRE

PROPRIEDADE INTELECTUAL

253. (OAB/SP 130º - adaptada) Uma indústria lança no mercado um novo modelo de frasco de perfume,
cujo único diferencial é a forma arrojada e inédita. Qual é a proteção adequada para esse produto, em
face da Lei da Propriedade Industrial n.º 9.279/96?
a) Patente de invenção
b) Direito autoral
c) Modelo de utilidade
d) Indicação Geográfica
e) Desenho industrial

254. Sobre a Propriedade Industrial é INCORRETO afirmar que:


a) A Lei da Propriedade Industrial protege o título do estabelecimento comercial.
b) A Propriedade Industrial é um dos ramos da Propriedade Intelectual.
c) A invenção e o modelo de utilidade são considerados novos quando não compreendidos no estado da
técnica.
d) São bens integrantes da Propriedade Industrial a invenção, o modelo de utilidade, o desenho industrial e a
marca.
e) Em situações específicas é admitida a desapropriação de patentes.

255. O texto contendo as regras para ajustar o foco de um microscópio, pode ser considerado como:
a) Produção intelectual passível de proteção pelo Direito Autoral.
b) Produção intelectual passível de proteção como desenho industrial, diante da sua aplicabilidade na
indústria.
c) Não passível de proteção pelo Direito de Propriedade Intelectual.
d) Impedimento absoluto à produção de textos semelhantes sobre a mesma matéria.
e) Impedimento absoluto para que pessoas que não adquiriram aquele microscópio utilizem tais regras para
ajustar o foco de equipamentos similares de marcas concorrentes.

65
DIREITO PROCESSUAL DO TRABALHO II

256. Sobre o preparo necessário à interposição dos recursos, pode-se afirmar:


a) o depósito recursal pode ser comprovado pelo recorrente até 24 horas após o protocolo do recurso.
b) as custas somente são pagas pelo autor quando todos os pleitos forem julgados improcedentes, sendo
que nesses casos não faz diferença se beneficiário da justiça gratuita.
c) as custas são pagas no ato do protocolo e complementadas pela parte sucumbente que pretenda recorrer
da sentença.
d) o depósito recursal sempre será realizado no exato montante relativo ao valor da causa arbitrado na
sentença.
e) as custas somente serão pagas ao final, no montante equivalente a 2% do valor da causa, salvo se houver
interposição de recurso, quando deverão ser recolhidas dentro desse prazo.

257. Com relação aos embargos de declaração no Processo do Trabalho:


a) É nula a decisão que acolhe embargos de declaração e acaba modificando a conclusão da sentença.
b) O prazo para sua oposição é de 8 dias, cabendo em hipóteses de omissão, contradição e obscuridade.
c) O não conhecimento dos embargos por intempestividade implica em não concessão do efeito
interruptivo, ensejando, por sua vez, o trânsito em julgado da decisão embargada.
d) Cabem embargos de declaração contra despacho denegatório do TRT ao analisar a admissibilidade do
recurso de revista.
e) são cabíveis quando a decisão estiver em contradição com o quanto determina um dispositivo da CLT a
respeito daquele tema;

258. A partir de súmula do TST, conclui-se que na Justiça do Trabalho, nos termos do art. 893, §1º, da CLT,
as decisões interlocutórias não ensejam recurso imediato, salvo na hipótese de decisão:
a) que acolhe exceção de incompetência territorial, com a remessa dos autos para juízo do mesmo Tribunal
Regional daquele a que se vincula o juízo excepcionado.
b) de Vara do Trabalho contrária à Súmula ou Orientação Jurisprudencial do TST.
c) de Turma do TRT contrária à Súmula do mesmo Tribunal.
d) suscetível de impugnação mediante recurso para o mesmo Tribunal.
e) de Vara do Trabalho contrária à súmula ou Orientação Jurisprudencial do TRT a que se vincula.

259. Na Execução no Processo do Trabalho, em igualdade de condições, seguem a ordem de preferência:


a) arrematação / remição / adjudicação;
b) adjudicação / remição / arrematação;
c) remição / arrematação / adjudicação;
d) adjudicação / arrematação / remição;
e) remição / adjudicação / arrematação.

260. No Direito Processual do Trabalho, o recurso de revista:


a) não tem efeito suspensivo, mas a parte pode obtê-lo através do ajuizamento de ação cautelar.
b) tem efeito suspensivo, salvo no procedimento de alçada e no procedimento sumaríssimo.
c) se recebido no efeito devolutivo, automaticamente ensejará a concessão de efeito suspensivo.
d) tem prazo de 8 dias para ser interposto, gozando de efeito suspensivo.
e) é dotado de automático efeito suspensivo e devolutivo.

261. Assinale a assertiva correta sobre a Execução na Justiça do Trabalho:


a) Somente é possível a execução de títulos executivos judiciais, não havendo previsão para títulos
executivos extrajudiciais.

66
b) A execução deverá ser promovida exclusivamente pela parte, inclusive a reclamada.
c) Somente os créditos previdenciários poderão ser executados ex officio.
d) Poderá haver expedição de mandado de citação na fase de execução.
e) É possível a execução provisória, desde que não se alcance a penhora de bens.

DIREITO PREVIDENCIÁRIO

PI: Drogas causam desemprego e prejuízos à Previdência Social

De Teresina (PI)- O crescimento do consumo de drogas ilícitas no Piauí já está refletindo nos gastos da
Previdência Social. Dados do Instituto Nacional do Seguro Social – INSS revelam que, no Piauí, em dez anos,
cresceu em mais de 3.540% o número de segurados que se licenciaram do trabalho e receberam auxílio-
doença por causa do consumo de substâncias químicas,
principalmente crack e cocaína e outros psicotrópicos. De acordo com os dados, no Piauí, em 2003 dois
segurados receberam auxílio-doença por consumo de drogas. Em 2012 esse número chegou a 562. No ano
passado subiu para 615 e somente nos primeiros quatro meses de 2014 já foi concedido o mesmo benefício
a 101 segurados. No estado, em dez anos, ao todo foram beneficiados com auxílio-doença da Previdência
Social, 916 segurados vítimas das drogas. Para pagar todos esses benefícios o INSS gastou mais de R$ 25
milhões. A maioria dos benefícios corresponde a um salário mínimo. O consumo de drogas ilícitas não causa
prejuízos ao INSS somente no Piauí. Em todo Brasil, segundo do Ministério da Previdência Social, no ano
passado o INSS concedeu mais de 134,6 mil auxílios-doença para segurados com dependência de substâncias
químicas em todo o País. Para bancar esses benefícios, o instituto gastou quase R$ 27 milhões. O gerente
executivo do INSS em Teresina, Carlos Augusto Viana, revela que, como em todo as áreas da sociedade,
também no INSS há hoje uma grande preocupação com o aumento do número de segurados que se afastam
do trabalho ou até mesmo perdem o emprego por conta do consumo de drogas, principalmente a cocaína e
o crack.
“Os que se afastam temporariamente para tratamento conseguem auxílio-doença. Os que perdem o
emprego vão sobreviver por alguns meses com o seguro-desemprego. Mas em ambos os casos, acabam
refletindo em prejuízos para eles, suas famílias e para o poder público como um todo, já que vão onerar os
gastos com saúde, previdência, segurança e assistência social. Por isso, aumento no número de auxílios-
doença concedidos pelo uso de drogas ilícitas deve servir de alerta para todos os cidadãos e gestores
públicos”, explica Carlos Viana.

Fonte: ACS/PI http://www.previdencia.gov.br/noticias/pi-drogas-causam-desemprego-e-prejuizos-a-


previdencia-social/ (acessado em 22.06.2014)

262. Quanto aos temas tratados acima, assinale a alternativa verdadeira:


I - A previdência social tem por assegurar aos beneficiários meios indispensáveis de manutenção, por motivo
de incapacidade, idade avançada, tempo de serviço, desemprego involuntário, encargos familiares e
reclusão ou morte daqueles de que dependiam economicamente.
II - A seguridade é financiada de forma direta e indireta, nos termos da Constituição e de lei específica,
mediante recursos proveniente exclusivamente da União, dos Estados, do Distrito Federal, dos Municípios.
III - Inobstante a previsão contida no art. 7º da CF/88, que veda a vinculação do salário mínimo para
qualquer fim, nenhum benefício substitutivo poderá ter valor inferir a um salário mínimo.
IV - O princípio da precedência de custeio não engloba os benefícios compreendidos na assistência social.
a) Estão corretas as assertivas I e III.
b) Está correta apenas a assertiva III.
c) Estão corretas as assertivas III e IV.
d) Estão corretas as assertivas I, III e IV.
e) Todas as assertivas são verdadeiras.

67
263. Assinale a alternativa verdadeira:
I - A Constituição Federal, em nome dos princípios do prévio custeio e da busca de equilíbrio financeiro e
atuarial atualmente passou a admitir a incidência de contribuição sobre a aposentadoria e pensão
concedidas pelo Regime Geral de Previdência Social.
II - A contribuição de 15% devida à Seguridade Social pelas empresas tomadoras de serviço por meio das
Cooperativas em geral, é na realidade uma nova contribuição instituída para os tomadores de serviço, e, em
assim sendo, sua criação somente poderia ter sido por meio de lei complementar.
III - As contribuições a cargo da empresa, provenientes da folha de salário e demais rendimentos pagos em
retribuição ao trabalho, destinadas à previdência social, são arrecadadas, normatizadas, fiscalizadas e
cobradas pelo INSS.
IV – Entre as fontes de custeio que visam financiar a aposentadoria especial, encontra-se o adicional de 12%,
9% e 6% cobrado em relação à remuneração paga a todos os segurados empregados das empresas que
expõem seus funcionários a agentes nocivos químicos, físicos e biológicos ou a associação de agentes
prejudiciais à saúde ou à integridade física.
a) Estão corretas as assertivas, I e II.
b) Estão corretas as assertivas III e IV.
c) Está correta apenas a assertiva I.
d) Estão corretas as assertivas II, III e IV.
e) Todas as assertivas são falsas.

264. Assinale a alternativa verdadeira:


I – A qualidade de segurado para fins de percepção de benefício por incapacidade, decorre da exatidão dos
dados constantes no CNIS.
II – A filiação para os segurados obrigatórios representa ato volitivo, gerando efeito somente a partir da
inscrição e do primeiro recolhimento, não podendo retroagir e não permitindo o pagamento de
contribuições relativas a competências anteriores à data da inscrição.
III – O segurado empregado que deixa de exercer atividade laboral em 31.12.2013, em razão de percepção
de benefício por incapacidade, mantém sua qualidade de segurado até enquanto durar o benefício.
IV – à Luz da situação acima evidenciada, para a concessão do benefício pleiteado o segurado deveria
comprovar uma carência mínima de 12 meses de contribuição.
a) Estão corretas apenas as assertivas II e III.
b) Todas as assertivas estão falsas.
c) Está correta apenas a assertiva III.
d) Estão corretas apenas as assertivas III e IV.
e) Estão corretas apenas as assertivas I e III.

265. Assinale a alternativa verdadeira, a respeito do tema carência:


a) O salário maternidade para as seguradas especiais é concedido desde que seja comprovado efetivo
recolhimento pelo período correspondente à carência mínima exigida para este benefício, ou seja: 10
meses.
b) A carência é dispensada nas hipóteses de auxílio doença decorrente de acidente de qualquer
natureza.
c) O salário maternidade para as seguradas especiais é concedido desde que seja comprovado efetivo
exercício de atividade de segurado especial pelo período correspondente á carência mínima exigida para
este benefício, ou seja: 12 meses.
d) A aposentadoria por idade será devida à trabalhadora segurada especial que, independente de
contribuição, haja cumprido a carência mínima de 60 meses e completado 55 anos de idade.
e) Uma vez perdida a condição de segurado, para ser computada a carência anterior a essa perda,
exige-se a partir da nova vinculação, o cumprimento de 1/6 do período exigido pela lei para fins de carência.

68
266. Miriam é micro empreendedora individual há três anos, no entanto, como ainda não se firmou em
sua atividade comercial nunca recolheu contribuições previdenciárias. Em 10/2013 descobriu-se doente,
portadora de severa patologia – neoplasia maligna - o que ensejou a necessidade do correspondente
benefício previdenciário, sendo informada para tanto que, como já era inscrita, haveria de efetuar com
urgência os pagamentos em atraso, para só depois pleitear o benefício cabível. Nessa situação:
I – Miriam não fará jus ao correspondente benefício por incapacidade em razão da enfermidade ter ocorrido
em data anterior à sua filiação ao RGPS.
II - Miriam só fará jus ao correspondente benefício por incapacidade após o cumprimento da carência
exigida para o mesmo, podendo computar para efeito de carência as contribuições vertidas em razão do
débito apurado.
III – Miriam em não tendo seu pedido deferido, terá direito à devolução das importâncias recolhidas em
razão do reconhecimento da filiação dos anos de 2010, 2011 e 2012.
IV - Miriam não fará jus ao correspondente benefício por incapacidade em razão de não possuir a carência
mínima para a concessão da cobertura pleiteada.
a) Estão corretas apenas as assertivas I e II .
b) Está correta apenas a assertiva II.
c) Estão corretas apenas as assertivas I e III.
d) Está correta apenas a assertiva IV.
e) Todas as assertivas estão falsas.

267. Assinale a alternativa correta.


Em relação ao segurado contribuinte individual que se aposenta por invalidez no atual regime da Lei nº
8.213/91, pode-se afirmar que:
I - Pode exercer atividade remunerada sem prejuízo de sua aposentadoria, desde que a atividade seja
compatível com sua incapacidade, mas fica obrigado a contribuir para a Previdência Social e desta atividade
não resulta direito a nenhum benefício além daquele que já percebe.
II - Em sendo aposentado por invalidez, o segurado não possui capacidade para nenhum tipo de atividade
laboral, permanecendo assim, afastado de todo e qualquer trabalho.
III - Deve ter o seu benefício imediatamente cessado se, em perícia médica realizada pela autarquia
previdenciária, for constatada a recuperação parcial da capacidade laboral.
IV - Fica obrigado a se submeter a exames médicos a cargo da Previdência Social enquanto estiver
percebendo o benefício, independentemente da idade que possua, sob pena de suspensão da
aposentadoria.
a) Está correta apenas a assertiva II.
b) Está correta apenas a assertiva III.
c) Estão corretas apenas as assertivas I e II.
d) Estão corretas apenas as assertivas II e III.
e) Estão corretas as assertivas II e IV.

FALÊNCIA E RECUPERAÇÃO EMPRESARIAL

268. Prova: CONSULPLAN - 2014 - CBTU-METROREC - Analista de Gestão - Advogado


De acordo com a Lei nº 11.101/2005 (Lei de Falências e Recuperação Judicial), o Comitê de Credores será
constituído por deliberação de qualquer das classes de credores na assembleia-geral e terá a seguinte
composição, EXCETO:

69
a) Um representante indicado pela classe de credores trabalhistas, com dois suplentes.
b) Um representante indicado pela classe de credores subordinados, com dois suplentes.
c) Um representante indicado pela classe de credores quirografários e com privilégios gerais, com dois
suplentes.
d) Um representante indicado pela classe de credores com direitos reais de garantia ou privilégios especiais,
com dois suplentes.
e) n.d.a

269. Prova: FCC - 2014 - TJ-CE - Juiz


No processo de recuperação judicial da empresa Colchões de Mola Dorme Bem Ltda., a devedora
apresentou plano de recuperação que previa: (i) o pagamento, no prazo de 30 (trinta) dias, dos créditos de
natureza estritamente salarial vencidos nos 3 (três) meses anteriores ao pedido de recuperação judicial,
até o limite de 5 (cinco) salários mínimos por trabalhador; (ii) o pagamento, no prazo de 1 (um) ano, dos
demais créditos derivados da legislação do trabalho vencidos até a data do pedido de recuperação judicial;
(iii) o pagamento, no prazo de 5 (cinco) anos, de todos os créditos quirografários, com abatimento de 20%
(vinte por cento); e (iv) o pagamento, no prazo de 10 (dez) anos, de todos os créditos com garantia real,
com abatimento de 30% (trinta por cento). Oferecida objeção por um dos credores trabalhistas, foi
convocada Assembleia-Geral de Credores para deliberar sobre o plano. Nessa assembleia, o plano restou
aprovado por todas as classes de credores, segundo os quóruns previstos em lei. Diante dessas
circunstâncias, e tendo em vista as normas de ordem pública que disciplinam a elaboração do plano de
recuperação, conclui-se que o juiz
a) não deve homologar o plano nem conceder a recuperação judicial, pois a lei proíbe que se estabeleça
prazo superior a 2 (dois) anos para o pagamento de quaisquer créditos, já que esse é o prazo máximo
durante o qual o devedor poderá permanecer em recuperação judicial.
b) não deve homologar o plano nem conceder a recuperação judicial, pois a lei proíbe que se estabeleça o
pagamento dos créditos com garantia real em condições piores do que as previstas para o pagamento dos
créditos quirografários.
c) deve homologar o plano e conceder recuperação judicial, desde que satisfeitas as demais exigências
legais.
d) não deve homologar o plano nem conceder a recuperação judicial, já que, por exigência legal, os créditos
derivados da legislação do trabalho devem ser pagos até, no máximo, seis meses.
e) não deve homologar o plano nem conceder a recuperação judicial, já que, por exigência legal, os créditos
de natureza estritamente salarial vencidos nos 3 (três) meses anteriores ao pedido de recuperação judicial
devem ser pagos no prazo de 30 (trinta) dias até o limite de 150 (cento e cinquenta) salários mínimos por
trabalhador.

270. Prova: CESPE - 2014 - TJ-DF - Titular de Serviços de Notas e de Registros - Provimento
A respeito do direito falimentar, assinale a opção correta.
a) Os registros de direitos reais por título oneroso ou gratuito realizados após a decretação da falência são
ineficazes em relação à massa falida, independentemente do momento da prenotação
b) Por constituir matéria de interesse privado, a ineficácia dos atos do falido em relação à massa não pode
ser declarada de ofício pelo juiz.
c) O crédito da instituição financeira decorrente do adiantamento a contrato de câmbio para exportação é
extraconcursal, devendo, portanto, ser pago com precedência sobre os demais créditos contra a massa
falida da empresa exportadora.
d) Por nortear o regime falimentar em vigor, o princípio da preservação da empresa torna obrigatório a
todos os credores do devedor o plano de recuperação extrajudicial assinado por credores que representem
mais de três quintos de todos os créditos por ele abrangidos
e) Não estão sujeitas à recuperação judicial nem à recuperação extrajudicial as sociedades empresárias
constituídas sob a forma de sociedade de economia mista ou de empresas públicas.

70
DIREITO ADMINISTRATIVO III

271. Sobre o controle da Administração Pública, é INCORRETO afirmar:


a) Ao Poder Judiciário, regra geral, é vedado apreciar o mérito administrativo e, ao exercer o controle
judicial, está restrito ao controle de legalidade do ato impugnado.
b) Controle interno é o poder de fiscalização e correção que a Administração Pública exerce sobre sua
própria atuação, sob os aspectos de legalidade e mérito, por iniciativa própria ou mediante provocação.
c) O controle que o Poder Legislativo exerce sobre a Administração Pública tem que se limitar às hipóteses
previstas na Constituição Federal, sob pena de afronta ao princípio de separação de poderes.
d) No controle judicial, o Poder Judiciário exerce fiscalização sobre a atividade administrativa do Estado,
sendo vedada a intervenção no Legislativo e no próprio Judiciário, mesmo quando realiza atividade
administrativa.
e) O CNJ – Conselho Nacional de Justiça, exerce controle externo sobre o Poder Judiciário, mormente no que
diz respeito à regularidade do Poder Judiciário em seu aspecto disciplinar e do funcionamento adequado dos
seus órgãos, não lhe competindo a revisão de decisões como instância final de jurisdição.

272. A respeito da interface entre o controle externo e interno a que submete a Administração Pública, é
correto afirmar:
a) Atuam de forma autônoma e independente, devendo apenas assegurar a ciência recíproca de eventuais
ilegalidades identificadas.
b) O Controle interno subordina-se ao controle externo, caracterizando-se hierarquicamente como auxiliar
dos Tribunais de Contas.
c) O controle externo, exercido pelo Poder Legislativo com o auxílio dos Tribunais de Contas e o controle
interno, existente no âmbito de cada Poder, atuam de forma coordenada, sendo possível a fiscalização
concomitante das ditas espécies de controle.
d) Os responsáveis pelo controle interno que tomem ciência de irregularidade ou ilegalidade estão obrigados
a dela dar ciência ao Tribunal de Contas, sob pena de se tornarem responsáveis subsidiariamente.
e) Alcançam matérias diversas, porém devem ser executados de forma coordenada, podendo, para maior
eficácia, procederem à delegação recíproca de poderes e atribuições.

273. No contexto da Lei no 9.784/99, é correto afirmar:
 



a) A competência é irrenunciável e se exerce pelos órgãos administrativos a que foi atribuída como própria,
salvos os casos de delegação e avocação legalmente admitidos, dentre os quais a decisão de recurso
administrativo;
b) É direito do administrado, perante a Administração, sem prejuízo de outros, fazer-se assistir por
advogado, obrigatoriamente, conforme já sumulado pelo STF;
c) Quanto aos direitos e interesses difusos, têm legitimidade para interpor recursos administrativos as
organizações e associações representativas.
d) A Lei 9784/99 é aplicável aos entes da administração pública federal, inclusive aos órgãos do Poder
Legislativo e Judiciário, no tange `a sua função atípica administrativa.
e) Possuem legitimidade para intervir em processos administrativos pessoas físicas ou jurídicas que o
iniciem como titulares de direitos ou interesses individuais, sendo vedado o exercício do direito de
representação.

71
DIREITO INTERNACIONAL

274. Sobre os tratados internacionais, conforme a Convenção de Viena sobre Direito dos Tratados, de
1969, é correto afirmar:
a) É dispensada a apresentação de plenos poderes para negociação e autenticação dos tratados dos Chefes
de Estado e de Governo e do Ministro das Relações Exteriores.
b) Nenhuma obrigação existe para os Estados signatários de um tratado internacional antes da sua entrada
em vigor.
c) A assinatura de um tratado internacional não poderá significar o consentimento do Estado em obrigar-se
no tratado internacional.
d) O rompimento de relações diplomáticas implica a suspensão imediata de todos os tratados em vigor entre
os Estados em conflito.
e) Em um tratado multilateral, duas partes não podem concluir um acordo para modificá-lo somente entre si
sem o consentimento posterior expresso dos demais Estados.

275. Sobre as organizações internacionais, é correto afirmar:


a) A personalidade das organizações internacionais é oponível apenas aos Estados membros.
b) O direito interno de uma organização internacional não tem aspecto convencional, sendo uma
manifestação de vontade da própria organização.
c) Uma organização internacional pode criar por ato próprio outras organizações internacionais para a
execução de suas atividades.
d) As decisões de organizações internacionais são sempre vinculantes para os Estados membros,
constituindo um ilícito internacional o seu descumprimento.
e) Uma organização internacional não possui responsabilidade internacional, respondendo os Estados
membros pelos ilícitos praticados pelos agentes da organização.

276. Sobre relação entre o Direito Internacional e o Direito interno brasileiro, é correto afirmar:
a) O Congresso Nacional pode, ao deliberar sobre um tratado internacional, propor emendas ou reservas ao
texto que será ratificado pelo Presidente da República.
b) No Brasil, somente o Presidente da República está autorizado a celebrar tratados, sendo atribuição não
passível de delegação.
c) Caso o Congresso Nacional aprove o texto de um tratado internacional na íntegra, o Presidente da
República não poderá formular uma reserva no momento de promover a ratificação.
d) De acordo com a Constituição, o Brasil se submete a jurisdição de tribunal internacional a que tenha
manifestado adesão.
e) Todos os tratados que versam sobre direitos humanos tem força de emenda constitucional por
contemplarem direitos fundamentais.

277. Sobre o Sistema Interamericano de Proteção aos Direitos Humanos, é correto afirmar:
a) Qualquer pessoa pode iniciar um processo perante a Corte Interamericana de Direitos Humanos
decorrente de fato ocorrido no território de qualquer dos Estados partes da Convenção Americana de
Direitos Humanos.
b) A Comissão Interamericana de Direitos Humanos poderá adotar medidas cautelares obrigatórias para os
Estados membros da Organização dos Estados Americanos em razão da violação de normas sobre direitos
humanos.
c) A Corte Interamericana de Direitos Humanos tem uma competência consultiva, de maneira que qualquer
Estado parte pode pedir um parecer sobre a compatibilidade de suas leis internas com o Pacto de San José
da Costa Rica.
d) Sem o esgotamento dos recursos internos da jurisdição interna, as comunicações e petições endereçadas

72
à Comissão Interamericana de Direitos Humanos serão inadmitidas.
e) Todos os membros da Organização dos Estados Americanos s estão sujeitos á jurisdição da Corte
Interamericana de Direitos Humanos, por se tratar de um jus cogens.

278. Sobre a jurisdição do Tribunal Penal Internacional, é correto afirmar:


a) O homicídio de membros de um grupo identificado por traços culturais não constitui genocídio, mas, a
depender das circunstâncias, pode ser levado ao Tribunal Penal Internacional como crime contra a
humanidade.
b) O fato de a polícia ter feito uso da tortura contra um membro de organização criminosa para obter a
confissão e delação dos outros membros do grupo em uma investigação não pode ser levado ao Tribunal
Penal Internacional.
c) Os atos cometidos em conflitos armados não internacionais não estão contemplados entre os Crimes de
Guerra previstos no Estatuto de Roma.
d) Somente os crimes ocorridos nos territórios dos Estados partes do Estatuto de Roma é que podem ser
julgados pelo Tribunal Penal Internacional.
e) O esgotamento dos recursos internos é condição sine qua non para atuação do Tribunal Penal
Internacional em um caso, em razão do princípio da complementariedade da jurisdição.

279. Sobre a imunidade a Jurisdição Estatal, é correto afirmar:


a) Os privilégios e imunidades previstos nas Convenções de Viena sobre Relações Diplomáticas e Relações
Consulares tem por objetivo beneficiar indivíduos que realizam funções de grande relevância para as
relações internacionais.
b) Um Estado não pode declarar um membro do pessoal diplomático de outro como persona non grata
antes de o indivíduo chegar ao território do Estado acreditado.
c) Os arquivos e documentos da missão diplomática são invioláveis, em qualquer momento e onde quer que
se encontrem.
d) Os funcionários consulares não poderão ser presos preventivamente, senão com anuência expressa do
chefe da missão diplomática do Estado que representa.
e) Todo o prédio onde funcionam os locais consulares é inviolável pelos agentes públicos do Estado local.

73
ÍNDICE DA SEÇÃO 2 (ORGANIZADA EM ORDEM ALFABÉTICA, COM A INDICAÇÃO DA RESPECTIVA
QUESTÃO)
DISCIPLINAS DISPENSADAS OU CURSADAS COM APROVAÇÃO

p. 76-92

DISCIPLINAS QUESTÃO
CIÊNCIA POLÍTICA 280
CONTRATOS 281
DIREITO ADMINISTRATIVO I 282
DIREITO ADMINISTRATIVO II 283
DIREITO ADMINISTRATIVO III 284
DIREITO AMBIENTAL 285
DIREITO CONSTITUCIONAL I 286
DIREITO CONSTITUCIONAL II 287
DIREITO DAS OBRIGAÇÕES 288
DIREITO DAS SUCESSÕES 289
DIREITO DE FAMÍLIA 290
DIREITO DO CONSUMIDOR 291
DIREITO DO TRABALHO I 292
DIREITO DO TRABALHO II 293
DIREITO ECONÔMICO 294
DIREITO EMPRESARIAL 295
DIREITO FINANCEIRO 296
DIREITO INTERNACIONAL 297
DIREITO PENAL I 298
DIREITO PENAL II 299
DIREITO PENAL III 300
DIREITO PENAL IV 301
DIREITO PREVIDENCIÁRIO 302
DIREITO PROCESSUAL CIVIL I 303
DIREITO PROCESSUAL CIVIL II 304
DIREITO PROCESSUAL CIVIL III 305
DIREITO PROCESSUAL CIVIL IV 306
DIREITO PROCESSUAL DO TRABALHO I 307
DIREITO PROCESSUAL DO TRABALHO II 308
DIREITO PROCESSUAL PENAL I 309
DIREITO PROCESSUAL PENAL II 310
DIREITO SOCIETÁRIO 311
DIREITO TRIBUTÁRIO I 312
DIREITO TRIBUTÁRIO II 313

74
DIREITOS FUNDAMENTAIS 314
DIREITOS REAIS 315
ÉTICA GERAL E PROFISSIONAL 316
FALÊNCIA E RECUPERAÇÃO EMPRESARIAL 317
FILOSOFIA DO DIREITO 318
HERMENÊUTICA 319
HISTÓRIA DO DIREITO 320
INTRODUÇÃO À FILOSOFIA 321
INTRODUÇÃO À SOCIOLOGIA E SOCIOLOGIA
JURÍDICA
322
INTRODUÇÃO AO ESTUDO DO DIREITO 323
INTRODUÇÃO AO ESTUDO DO DIREITO PRIVADO I 324
INTRODUÇÃO AO ESTUDO DO DIREITO PRIVADO II 325
INTRODUÇÃO AO ESTUDO DO DIREITO PROCESSUAL 326
PROPRIEDADE INTELECTUAL 327
TEORIA CONTRATOS E RESPONSABILIDADE CIVIL 328

75
CIÊNCIA POLÍTICA

280. Marque a afirmação verdadeira, tendo em vista as assertivas abaixo:


I – O Presidencialismo reúne nas mãos de uma mesma autoridade as Chefias de Estado e Governo;
II – O ideal republicano é marcado pela alternância de poder, temporariedade dos mandatos e eleições;
III – A Monarquia é marcada pela hereditariedade, enquanto a República é marcada pela eletividade.
a) Apenas I está correta;
b) Apenas II está correta;
c) Apenas III está correta;
d) Todas estão corretas;
e) Todas estão falsas.

CONTRATOS

281. Escolha a alternativa correta:


a) O contrato de compra e venda detém efeitos reais, uma vez que seu objetivo, em última instância, é
justamente a transferência da propriedade;
b) Considera-se, em regra, constituído o contrato de compra e venda desde que as partes acordem quanto
ao objeto e preço, sendo possível a partir deste momento exigir-se o cumprimento das obrigações de
transferir a coisa e pagar o preço.
c) A definição do elemento preço é fundamental para a constituição da compra e venda, tanto assim que o
mesmo não pode ser indeterminado no momento do acordo de vontades;
d) Pelas despesas, responde o comprador quanto aos custos de tradição e o vendedor quanto aos custos de
registro;
e) A regra res perit domino admite exceção quanto às coisas cuja entrega é feita através do ato de contar,
marcar e assinalar, caso em que, independente de outros elementos de fato e havendo perecimento da
coisa, os prejuízos deverão ser suportados pelo vendedor.

DIREITO ADMINISTRATIVO I

282. Qual das assertivas abaixo é incorreta?


a) O princípio da legalidade deve ser substituído interpretado atualmente no seu sentido amplo, podendo-se
utilizar a nomenclatura jurisdicidade
b) Ato normativo emanado do Conselho Nacional de Justiça prevendo regras que vedam a prática do
nepotismo no Judiciário atende a um só tempo o princípio da moralidade, da impessoalidade e da eficiência
c) O princípio da moralidade somente se aplica aos servidores públicos, não se estendendo aos
administrados
d) O princípio da publicidade comporta exceções
e) A máxima que diz de que nem tudo que é legal é honesto originou o princípio da moralidade

DIREITO ADMINISTRATIVO II

283. Ambulância do corpo de bombeiros envolveu-se em acidente de trânsito com automóvel dirigido por
particular, que trafegava na mão contrária de direção. No acidente, o motorista do automóvel sofreu
grave lesão, comprometendo a mobilidade de um dos membros superiores. Nesse caso, é correto afirmar
que:
a) Existe responsabilidade objetiva do Estado em decorrência da prática de ato ilícito, pois há nexo casual
entre o dano sofrido pelo particular e a conduta do agente público.

76
b) Não haverá o dever de indenizar se ficar configurada a culpa exclusiva da vítima, que dirigia na
contramão, excluindo a responsabilidade do Estado.
c) Não se cogita de responsabilidade objetiva do Estado porque não houve a chamada culpa ou falha do
serviço. E, de todo modo, a indenização do particular, se cabível, ficaria restrita aos danos materiais, pois o
Estado não responde por danos morais.
d) Está plenamente caracterizada a responsabilidade civil do Estado, que se fundamenta na teoria do risco
integral.
e) n.d.a

DIREITO ADMINISTRATIVO III

284. Considerando o domínio público, assinale a afirmativa falsa:


a) as terras devolutas consideradas indispensáveis à preservação ambiental, pertencem à União Federal;
b) os bens de uso especial, assim tornados em decorrencia decreto governamental, para que sejam
alienados basta a sua desafetação por ato administrativo de mesma natureza, exarado por autoridade
competente;
c) a concessão do direito real de uso não transfere a propriedade do bem publico;
d) pertencem à União os sítios arqueológicos e pré-históricos;
e) é possível a desafetação de bem de uso comum do povo, como uma praça pública, desde que procedida
mediante Lei, para a construção de imóvel que terá uso especial pela administração pública.

DIREITO AMBIENTAL

285. Um shopping center, que possui cerca de 250 lojas e estacionamento para dois mil veículos, foi
construído há doze anos sobre um antigo aterro sanitário e, desde sua inauguração, sofre com a
decomposição de material orgânico do subsolo, havendo emissão diária de gás metano, em níveis
considerados perigosos à saúde humana, podendo causar explosões.
Em razão do caso exposto, assinale a alternativa correta:
a) Como o shopping foi construído há mais de cinco anos, a obrigação de elaborar estudo prévio de impacto
ambiental e de se submeter a licenciamento já prescreveu. Assim o empreendimento poderá continuar
funcionando.
b) A licença de operação ambiental tem prazo de validade de dez anos. Logo o shopping já cumpriu com suas
obrigações referentes ao licenciamento e ao estudo prévio de impacto ambiental, e poderá continuar com
suas atividades regularmente.
c) A decomposição de material orgânico continua ocorrendo, e é considerada perigosa à saúde humana e ao
meio ambiente. Logo, o shopping center em questão poderá ser obrigado pelo órgão ambiental competente
a adotar medidas para promover a dispersão do gás metano, de forma a minimizar ou anular os riscos
ambientais, mesmo que já possua licença de operação válida.
d) Caso o shopping center possua licença de operação válida, não poderá ser obrigado pelo órgão ambiental
competente, no caso exposto, a adotar novas medidas para a dispersão do gás metano. Apenas no momento
da renovação de sua licença de operação poderá ser obrigado a adquirir novo equipamento para tal fim.
e) Nenhuma das Alternativas anteriores.

DIREITO CONSTITUCIONAL I

286. Marque a afirmação verdadeira, tendo em vista as assertivas abaixo:


I – A interpretação conforme a Constituição, embora seja utilizada pelo Supremo, não possui efeito
vinculante;
II – A Ação Direta de Inconstitucionalidade Interventiva é utilizada para casos de intervenção da União nos
Municípios;
III – O caso Marbury v. Madison representa importante precedente do controle de constitucionalidade do

77
tipo difuso, tendo sido decidido nos Estados Unidos da América em 1803.

a) Apenas I está correta;


b) Apenas II está correta;
c) Apenas III está correta;
d) Todas estão corretas;
e) Todas estão falsas.

DIREITO CONSTITUCIONAL II

287. (FGV – OAB – IV EXAME) A respeito da distribuição de competências adotada pela Constituição
brasileira, assinale a alternativa correta.
a) A competência material da União pode ser delegada aos Estados, por lei complementar.
b) À União compete legislar sobre direito processual e normas gerais de procedimentos.
c) A competência para legislar sobre direito urbanístico é privativa dos Municípios, pois é matéria de
interesse local.
d) A competência para legislar sobre defesa dos recursos naturais é privativa da União, pois é matéria de
interesse nacional.
e) Nenhuma das anteriores

DIREITO DAS OBRIGAÇÕES

288. Sobre a teoria geral do adimplemento das obrigações é correto afirmar que:
a) a quitação, por ser ato jurídico stricto sensu, será necessariamente nula em faltando qualquer dos seus
requisitos formais.
b) se um devedor pretende pagar ao credor sua dívida pecuniária no valor de mil reais com uma televisão
avaliada em cinco mil reais, não pode este recusar a prestação ofertada.
c) o único pagamento que tem o poder de liberar o devedor da dívida é aquele realizado ao verdadeiro
credor.
d) quando há pagamento em quotas periódicas, a quitação da última estabelece a presunção absoluta de
estarem solvidas as anteriores.
e) numa obrigação quesível se, quando do momento do pagamento, não vai o credor até o devedor para que
tal ato se realize, é o primeiro que se encontrará em mora.

DIREITO DAS SUCESSÕES

289. (TJ-SC - 2013 - TJ-SC - Juiz) Examine as proposições seguintes e assinale a alternativa correta:
I. De acordo com o Código Civil, a companheira ou o companheiro participará da sucessão do outro, quanto
aos bens adquiridos onerosamente na vigência da união estável, e, se concorrer com descendentes só do
autor da herança, tocar-lhe-á a metade do que couber a cada um daqueles.
II. É proibido o testamento conjuntivo, seja simultâneo, recíproco ou correspectivo, ainda que
nuncupativo.
III. Valerá a disposição testamentária em remuneração de serviços prestados ao testador, por ocasião da
moléstia de que faleceu, ainda que fique ao arbítrio do herdeiro ou de outrem determinar o valor do
legado.
IV. Estabelece o Código Civil que, se concorrerem à herança somente filhos de irmãos falecidos, herdarão
por estirpe.
V. Somente com expressa declaração de causa pode a deserdação ser ordenada em testamento.
a) Todas as proposições estão corretas.
b) Somente as proposições I, II, III e V estão corretas.
c) Somente as proposições I, III e V estão corretas.

78
d) Somente as proposições I e IV estão corretas.
e) Somente as proposições II, III e V estão corretas.

DIREITO DE FAMÍLIA

290. (CESPE - 2014 - MPE-AC - Promotor de Justiça)


No que se refere aos impedimentos ao casamento e às circunstâncias que o tornam nulo ou anulável,
assinale a opção correta.
a) Não podem casar-se os já casados, devendo-se observar que o casamento religioso, ainda que não
inscrito em livro no registro civil de pessoas naturais, também caracteriza o referido impedimento
b) O MP tem legitimidade para promover ação direta requerendo a decretação de nulidade do
casamento.
c) É nulo o casamento contraído por pessoa com reduzida ou parcial capacidade de discernimento
d) O casamento anulável, diferentemente do nulo, se celebrado de boa-fé pelos contraentes, produzirá os
efeitos do casamento válido até a data da sentença que decretar a sua invalidação, de forma a resguardar
a família e, em especial, os filhos havidos desse negócio jurídico.
e) Os impedimentos ao casamento previstos no art. 1.521 do Código Civil, por se basearem no interesse
público e estarem relacionados à instituição da família e à estabilidade social, têm caráter absoluto, o que
torna anulável o casamento realizado por desrespeito a qualquer um deles.

DIREITO DO CONSUMIDOR

291. Considerando as características do CDC, os princípios aplicáveis ao direito do consumidor bem


como os integrantes da relação de consumo, assinale a opção correta.
a) Segundo a corrente maximalista ou objetiva, consumidor é o não profissional, ou seja, aquele que adquire
ou utiliza um produto para uso próprio ou de sua família.
b) Consoante o que postula a corrente finalista ou subjetiva, o destinatário final é o destinatário fático,
pouco importando a destinação econômica do bem ou a finalidade lucrativa daquele que adquire o produto
ou o serviço.
c) O STJ adota, em regra, a teoria finalista, mas, em casos em que reste evidente a extrema vulnerabilidade
do adquirente do produto ou serviço em relação ao seu parceiro contratual, adota a teoria finalista
mitigada, atenuada ou aprofundada.
d) Embora não previsto expressamente no CDC, o princípio da vulnerabilidade é considerado pela doutrina
consumerista como um pilar do direito do consumidor.
e) O direito do consumidor é sub-ramo do direito privado e, em razão da sua especificidade, todos os
direitos e garantias dos consumidores estão exclusivamente previstos no CDC.

DIREITO DO TRABALHO I

292. Em relação aos poderes do empregador, considere:


I. O regulamento de empresa caracteriza-se como forma de exteriorização do poder de fiscalização ou de
controle do empregador.
II. As cláusulas regulamentares que revoguem ou alterem vantagens deferidas anteriormente só atingirão os
trabalhadores admitidos após a revogação ou alteração do regulamento.
III. Nula é a punição de empregado se não precedida de inquérito ou sindicância internos a que se obrigou a
empresa por norma regulamentar.
IV. Havendo a coexistência de dois regulamentos da empresa, o empregado terá direito às regras mais
benéficas de cada um deles.
Está correto o que se afirma APENAS em
a) II e III.

79
b) I, II e III.
c) I, III e IV.
d) I e III.
e) II, III e IV.

DIREITO DO TRABALHO II

293. Sobre o Direito Coletivo do trabalho, marque a opção verdadeira:


a) Acordo coletivo de trabalho é o instrumento coletivo celebrado entre sindicatos.
b) O direito brasileiro veda a prática de lockout.
c) Sentença normativa é a decisão proferida por Juiz singular sempre que um sindicato propõe uma ação
na Justiça do Trabalho.
d) A greve de trabalhadores é sempre ilegal, mormente quando paralisa as atividades empresariais.
e) É possível ocorrer dispensa de empregados no curso da greve.

DIREITO ECONÔMICO

294. São atribuições do Estado, na qualidade de agente normativo e regulador, aquelas indicadas abaixo,
exceto:
a) As funções de incentivo, fiscalização e planejamento de forma determinante para o setor público.
b) As funções de incentivo, fiscalização e planejamento de forma indicativa para o setor privado.
c) Não cabe ao Estado intervir na ordem econômica para efeito de regulação.
d) O papel regulador só pode ser exercido nos limites constitucionalmente estabelecido.
e) Nenhuma das anteriores

DIREITO EMPRESARIAL

295. Prova: TJ-SC - 2009 - TJ-SC - Juiz


No que respeita ao empresário e ao estabelecimento comercial, é correto afirmar:
I. Não se considera empresário comercial quem exerce profissão intelectual, de natureza científica, literária
ou artística, ainda que com o concurso de auxiliares ou colaboradores, mesmo quando o exercício da
profissão constituir elemento da empresa.
II. O aspecto econômico da atividade comercial tem três acepções distintas: o intuito lucrativo, a assunção
de riscos econômicos e a consecução de um fim.
III. Um artista que exerce uma profissão intelectual e que tenha sob suas ordens três funcionários é
qualificado como empresário comercial, segundo a dicção do Código Civil.
IV. As perspectivas de lucro não constituem elemento a ser considerado na avaliação do estabelecimento
comercial.
V. O trespasse ou transpasse do estabelecimento comercial é admitido no Direito brasileiro.
a) Somente as proposições I e II estão corretas.
b) Somente as proposições I e IV estão corretas.
c) Somente as proposições I e V estão corretas.
d) Somente as proposições II e V estão corretas.
e) Somente as proposições II, III e IV estão corretas.

DIREITO FINANCEIRO

296. (CESPE - PGE/BA 2014 - adaptada) Suponha que, em decorrência da apresentação de emendas ao
projeto de lei orçamentária anual, alguns recursos tenham ficado sem as respectivas despesas. Em face
dessa situação hipotética, julgue os itens subsequentes:
I - Os recursos sem despesas correspondentes podem ser utilizados desde que haja prévia e específica

80
autorização legislativa.
II - Admite-se a aprovação de emendas ao projeto de lei orçamentária anual relacionadas à correção desse
erro.
III - Os recursos sem as correspondentes despesas podem ser utilizados mediante créditos extraordinários.
a) Apenas o item I está correto.
b) Apenas o item II está correto.
c) Apenas o item III está correto.
d) Os itens I e II estão corretos.
e) Os itens I, II e III estão corretos.

DIREITO INTERNACIONAL

297. Sobre o Sistema Interamericano de Proteção aos Direitos Humanos, é correto afirmar:
a) Qualquer pessoa pode iniciar um processo perante a Corte Interamericana de Direitos Humanos
decorrente de fato ocorrido no território de qualquer dos Estados partes da Convenção Americana de
Direitos Humanos.
b) A Comissão Interamericana de Direitos Humanos poderá adotar medidas cautelares obrigatórias para os
Estados membros da Organização dos Estados Americanos em razão da violação de normas sobre direitos
humanos.
c) A Corte Interamericana de Direitos Humanos tem uma competência consultiva, de maneira que qualquer
Estado parte pode pedir um parecer sobre a compatibilidade de suas leis internas com o Pacto de San José
da Costa Rica.
d) Sem o esgotamento dos recursos internos da jurisdição interna, as comunicações e petições endereçadas
à Comissão Interamericana de Direitos Humanos serão inadmitidas.
e) Todos os membros da Organização dos Estados Americanos s estão sujeitos á jurisdição da Corte
Interamericana de Direitos Humanos, por se tratar de um jus cogens.

DIREITO PENAL I

298. A, que já fora adepto do movimento hippie nos anos 60, encontra-se, atualmente, em fase de
recuperação do vicio de droga, dedicando-se exclusivamente à venda de bijuterias. No mês de julho do
ano passado, A foi denunciado pela prática do crime previsto no artigo 12, § 2°, III, da Lei n° 6.368/76 (§ 2°
- Nas mesmas penas incorre, ainda, quem: (...) Ill - contribui de qualquer forma para incentivar ou difundir
o uso indevido ou o tráfico ilícito de substância entorpecente ...) em virtude de estar comercializando
brincos cujo formato lembrava uma folha de maconha. Em sua defesa, o réu alegou que a Lei 11.343/2006
representara abolitio criminis em relação a tal delito. Esta alegação defensiva se fundamenta, em suma,
no fato de que
a) o comportamento tem adequação social.
b) a lei penal benéfica retroage.
c) a lei penal prejudicial ao réu não possui ultratividade.
d) o réu é presumidamente inocente.
e) o réu não é culpável.

DIREITO PENAL II

299. Rui embriagou-se voluntariamente, com o fim preconcebido de cometer o crime. E de fato veio a
cometê-lo, em estado de completa embriaguez. Jackson embriagou-se voluntariamente, sem o propósito
de cometer crime, mas pouco se importando com a possibilidade de ocorrê-lo, vindo de fato a cometer
delito. Na hipótese:
a)Em ambos os casos há crime doloso, em face da actio libera in causa;
b)Rui responde por crime doloso e Jackson por crime culposo;

81
c)Rui responde por crime doloso e Jackson fica isento de pena, se a embriaguez for completa, ou poderá ter
a pena reduzida, se a embriaguez for incompleta
d)Ambos não responderão por nada, desde que, ao tempo da ação ou da omissão, eles sejam inteiramente
incapazes de entender e querer
e)Rui responde por crime doloso, em face da actio libera in causa, e Jackson não responderá por nada, desde
que, ao tempo da ação ou da omissão, ele seja inteiramente incapaz de entender e querer.

DIREITO PENAL III

300. Com relação ao concurso de delitos, é correto afirmar que:


a) no concurso de crimes as penas de multa são aplicadas distintamente, mas de forma reduzida.
b) o concurso material ocorre quando o agente, mediante mais de uma ação ou omissão, pratica dois ou
mais crimes com dependência fática e jurídica entre estes.
c) o concurso formal perfeito, também conhecido como próprio, ocorre quando o agente, por meio de uma
só ação ou omissão, pratica dois ou mais crimes idênticos, caso em as penas serão somadas.
d) o Código Penal Brasileiro adotou o sistema de aplicação de pena do cúmulo material para os concursos
material e formal imperfeito, e da exasperação para o concurso formal perfeito e crime continuado.
e) n.d.a

DIREITO PENAL IV

301. (Prova: CESPE - 2012 - MPE-RR - Promotor de Justiça / Direito Penal / Dos Crimes Contra a Dignidade
Sexual.) Durante operação conjunta das polícias civil e militar, do conselho tutelar e do juizado da infância
e juventude de determinada cidade do interior, foram encontrados, em uma boate, dez adolescentes, com
idades entre dezesseis e dezessete anos, de ambos os sexos, trabalhando em trajes minúsculos, como
garçons e garçonetes no estabelecimento. Havia, ainda, adolescentes se exibindo em espetáculo de
striptease.
Considerando a situação hipotética acima apresentada e o que dispõe o CP acerca dos crimes contra a
dignidade sexual, assinale a opção correta.
a) Suponha que algum adulto tenha praticado, com outro adulto, conjunção carnal ou qualquer outro
ato libidinoso na presença dos adolescentes, ou que os tenha induzido a presenciar os referidos atos, a fim
de satisfazer lascívia própria ou de outrem. Nessa situação, esse adulto deve ser responsabilizado pelo delito
de satisfação de lascívia na presença de criança ou adolescente.
b) O proprietário ou o gerente do estabelecimento deve ser responsabilizado tão somente pelo delito
de manutenção de estabelecimento para exploração sexual, haja ou não mediação direta na exploração
sexual.
c) Devem responder penalmente pela prática do delito de favorecimento à exploração sexual de
vulnerável o proprietário, o gerente ou o responsável pela boate e, de igual modo, os clientes encontrados
no local.
d) Se algum dos clientes da boate for encontrado mantendo conjunção carnal ou qualquer outro ato
libidinoso com algum adolescente, será responsabilizado por estupro de vulnerável, se restar demonstrado o
pleno conhecimento da menoridade da vítima, ainda que esta tenha assentido em realizar a conduta.
e) Caso os adolescentes tenham ingressado voluntariamente no estabelecimento para o exercício das
atividades descritas e, ao tentarem deixar o local e cessar as práticas, tenham sido impedidos pelo
proprietário e gerente, restará consumado o delito de exploração sexual de vulnerável na forma de
impedimento ou dificultação do abandono da atividade, cuja pena será agravada da quarta parte pelo
concurso de pessoas, com aplicação de pena de multa, tendo como efeito obrigatório da condenação a
cassação da licença de localização e funcionamento da boate.

82
DIREITO PREVIDENCIÁRIO

PI: Drogas causam desemprego e prejuízos à Previdência Social

De Teresina (PI)- O crescimento do consumo de drogas ilícitas no Piauí já está refletindo nos gastos da
Previdência Social. Dados do Instituto Nacional do Seguro Social – INSS revelam que, no Piauí, em dez anos,
cresceu em mais de 3.540% o número de segurados que se licenciaram do trabalho e receberam auxílio-
doença por causa do consumo de substâncias químicas,
principalmente crack e cocaína e outros psicotrópicos. De acordo com os dados, no Piauí, em 2003 dois
segurados receberam auxílio-doença por consumo de drogas. Em 2012 esse número chegou a 562. No ano
passado subiu para 615 e somente nos primeiros quatro meses de 2014 já foi concedido o mesmo benefício
a 101 segurados. No estado, em dez anos, ao todo foram beneficiados com auxílio-doença da Previdência
Social, 916 segurados vítimas das drogas. Para pagar todos esses benefícios o INSS gastou mais de R$ 25
milhões. A maioria dos benefícios corresponde a um salário mínimo. O consumo de drogas ilícitas não causa
prejuízos ao INSS somente no Piauí. Em todo Brasil, segundo do Ministério da Previdência Social, no ano
passado o INSS concedeu mais de 134,6 mil auxílios-doença para segurados com dependência de substâncias
químicas em todo o País. Para bancar esses benefícios, o instituto gastou quase R$ 27 milhões. O gerente
executivo do INSS em Teresina, Carlos Augusto Viana, revela que, como em todo as áreas da sociedade,
também no INSS há hoje uma grande preocupação com o aumento do número de segurados que se afastam
do trabalho ou até mesmo perdem o emprego por conta do consumo de drogas, principalmente a cocaína e
o crack.
“Os que se afastam temporariamente para tratamento conseguem auxílio-doença. Os que perdem o
emprego vão sobreviver por alguns meses com o seguro-desemprego. Mas em ambos os casos, acabam
refletindo em prejuízos para eles, suas famílias e para o poder público como um todo, já que vão onerar os
gastos com saúde, previdência, segurança e assistência social. Por isso, aumento no número de auxílios-
doença concedidos pelo uso de drogas ilícitas deve servir de alerta para todos os cidadãos e gestores
públicos”, explica Carlos Viana.

Fonte: ACS/PI http://www.previdencia.gov.br/noticias/pi-drogas-causam-desemprego-e-prejuizos-a-


previdencia-social/ (acessado em 22.06.2014)

302. Quanto aos temas tratados acima, assinale a alternativa verdadeira:


I - A previdência social tem por assegurar aos beneficiários meios indispensáveis de manutenção, por motivo
de incapacidade, idade avançada, tempo de serviço, desemprego involuntário, encargos familiares e
reclusão ou morte daqueles de que dependiam economicamente.
II - A seguridade é financiada de forma direta e indireta nos termos da Constituição e de lei específica,
mediante recursos proveniente exclusivamente da União, dos Estados, do Distrito Federal, dos Municípios.
III - Inobstante a previsão contida no art. 7º da CF/88 que veda a vinculação do salário mínimo para qualquer
fim, nenhum benefício substitutivo poderá ter valor inferir a um salário mínimo.
IV - O princípio da precedência de custeio não engloba os benefícios compreendidos na assistência social.
a) Estão corretas as assertivas I e III.
b) Está correta apenas a assertiva III.
c) Estão corretas as assertivas III e IV.
d) Estão corretas as assertivas I, III e IV.
e) Todas as assertivas são verdadeiras.

83
DIREITO PROCESSUAL CIVIL I

303. Com relação ao LITISCONSÓRCIO, marque a alternativa correta:


a) o litisconsórcio ativo necessário ocorre exclusivamente nos casos imposto pela legislação, em especial em
assuntos relacionados ao direito de família.
b) as condutas ou comportamentos determinantes, em razão de sua natureza prejudicial, vinculam todos os
litisconsortes unitários.
c) as condutas determinantes vinculam exclusivamente o litisconsorte que praticou o ato, nos casos de
litisconsórcio simples ou comum.
d) no litisconsórcio unitário, os litisconsortes são tratados como litigantes autônomos de modo que a
decisão judicial será diferente para cada um dos referidos sujeitos.
e) por se tratar de exceção, o litisconsórcio necessário decorre exclusivamente de lei.

DIREITO PROCESSUAL CIVIL II

304. No que concerne à DECISÃO JUDICIAL e à ANTECIPAÇÃO DOS EFEITOS DA TUTELA, responda:
a) constitui-se decisão extrapetita, a sentença que concede meio satisfativo da tutela pretendida diversa da
medida requerida na petição inicial.
b) considerando a primazia da tutela específica e a indisponibilidade das normas processuais, a obrigação
jamais se converterá em perdas e danos se o autor o requerer, quando possível a tutela específica ou a
obtenção do resultado prático correspondente.
c) quando ficar caracterizado o abuso do direito de defesa ou o manifesto propósito protelatório do réu, o
juiz poderá conceder a medida antecipatória de tutela pleitada, independentemente da existência de perigo
de dano irreparável ou de difícil reparação.
d) quando ficar caracterizado o abuso de direito de defesa ou o manifesto propósito protelatório do réu, o
juiz poderá conceder de ofício medida antecipatória de tutela, considerando a litigância de má-fé do réu.
e) dispensa-se a prova inequívoca que convença o julgador da verossimilhança da alegação sempre que a
gravidade do suposto perigo de dano implicar em irreversibilidade da situação caso seja denegada a medida
antecipatória da tutela.

DIREITO PROCESSUAL CIVIL III

305. No tocante à liquidação, é correto afirmar que


a) de sua decisão caberá apelação.
b) quando esta se der por artigos, haverá necessidade de alegar e provar fato novo para determinar o valor
da condenação.
c) é sempre necessária, quando haja condenação em pecúnia.
d) é defensável que nela se discuta novamente a lide ou que se modifique a sentença que a julgou.
e) seu requerimento pressupõe a formação anterior e necessária de coisa julgada.

DIREITO PROCESSUAL CIVIL IV

306. Quanto à teoria geral dos recursos e aos recursos em espécie analise as proposições abaixo e
indique a alternativa correta.
I - Os recursos podem ser considerados como uma extensão do próprio direito de ação do litigante visto
que, como regra, só são recorríveis as decisões proferidas nos processos ainda em curso, uma vez que
decisões proferidas em processos findos só são impugnáveis por meio do ajuizamento de ações
autônomas tais como a ação rescisória e a ação anulatória.

84
II - Em se classificando os recursos dentre ordinários e extraordinários pode-se afirmar que, nos primeiros,
ditos de natureza jurídica ordinária, o meio recursal se mostra enquanto forma direta da parte
inconformada buscar obter, perante o próprio Poder Judiciário, a reapreciação da matéria anteriormente
julgada ou a até a anulação da decisão proferida e, isso, para a defesa de um direito ou interesse que a
parte reputa ser seu, ou seja, evidencia-se, no caso, que o recurso representa um meio idoneo de
proteção e análise imediata do aspecto meramente subjetivo do conflito. Nos últimos, ou seja, nos
recursos tidos como de natureza extraordinária, diferentemente, o inconformismo da parte só pode ser
satisfeito pela via mediata ou indireta já que, neles, o objeto de análise recursal perpassa, direta e
imediatamente, pelo enfrentamento de questões substancialmente estranhas ao aspecto meramente
subjetivo da contenda, em si, e muito mais proximamente vinculadas à tutela da própria integralidade e
da harmonia do sistema jurídico como um todo.
III - O recurso denominado de “recurso especial" possui natureza extraordinária e compete ao Superior
Tribunal de Justiça Julgar, em recurso especial, as causas decididas, em única ou última instância, pelos
Tribunais Regionais Federais ou pelos tribunais dos Estados, do Distrito Federal e Territórios quando a
decisão recorrida: contrariar tratado ou lei federal, ou negar-lhes vigência; julgar válida lei ou ato de
governo local contestado em face de lei federal: ou, por fim, der a lei federal interpretação divergente da
que lhe haja atribuído outro tribunal.
IV - O Juízo de admissibilidade dos recursos consiste na verificação, via de regra pelo próprio Juizo
prolator da decisão atacada, da presença dos requisitos de admissibilidade recursal o que irá determinar a
pertinência, ou não, do processamento do apelo para sua ulterior análise meritória pelo órgão
competente a fazê-lo. Nesse sentido, destaca-se enquanto um dos vários pressupostos de admissibilidade
recursal a existência do preparo, ou seja, do pagamento das custas processuais fixadas em sentença. A
Insuficiência do preparo implicará deserção, se o recorrente, intimado, não vier a supri-lo no prazo de
cinco dias conforme disposição expressa ao parágrafo 2° do art.511 do Código de Processo Civil vigente.
V - O recurso adesivo é cabível quando houver sucumbência reíiproca e tem seu processamento
subordinado ao do recurso principal, de modo que não sendo conhecido o recurso principal, em regra,
também não o será o adesivo. Isso se dá, por exemplo, quando o recurso principal for declarado
inadmissível ou deserto, hipóteses em que o recurso adesivo também não é conhecido. Todavia,
diversamente se sucede na hipótese de desistência do recurso principal, exceção assim prevista
expressamente em lei e que não causa prejuízo para o conhecimento do recurso adesivo, em vista da
preclusão consumativa já operada em face da parte que desiste de seu recurso.
a) Apenas as proposições I e II estão corretas e as demais estão incorretas.
b) Apenas as proposições II e III estão corretas e as demais estão incorretas.
c) Apenas as proposições I, II, III e V estão corretas e a proposição IV esta incorreta.
d) Apenas as proposições I. II e V estão corretas e as demais estão incorretas.
e) Apenas as proposições I, II e IV estão corretas e as demais estão incorretas.

DIREITO PROCESSUAL DO TRABALHO I

307. Pode-se afirmar a respeito do jus postulandi na Justiça do Trabalho que, consoante entendimento
sumulado pelo TST:
a) apenas pode ser exercido quando a ação tramitar no procedimento sumaríssimo (inferior a 40 salários
mínimos).
b) limita-se única e exclusivamente ao âmbito das Varas do Trabalho e Tribunal Regional do Trabalho.
c) não alcança nem o mandado de segurança, nem tampouco os recursos de competência do Tribunal
Superior do Trabalho, mas pode ser exercido em ação cautelar.
d) pode ser exercido em qualquer instância da Justiça do Trabalho, exceto em se tratando de mandado de
segurança e ação rescisória.
e) pode ser exercido até a sentença, sendo obrigatória a contratação de advogado a partir desse momento.

85
DIREITO PROCESSUAL DO TRABALHO II

308. Assinale a assertiva correta sobre a Execução na Justiça do Trabalho:


a) Somente é possível a execução de títulos executivos judiciais, não havendo previsão para títulos
executivos extrajudiciais.
b) A execução deverá ser promovida exclusivamente pela parte, inclusive a reclamada.
c) Somente os créditos previdenciários poderão ser executados ex officio.
d) Poderá haver expedição de mandado de citação na fase de execução.
e) É possível a execução provisória, desde que não se alcance a penhora de bens.

DIREITO PROCESSUAL PENAL I

309. (FUJB - 2012 - MPE-RJ - Promotor de Justiça) No sistema processual penal brasileiro, a investigação
penal é presidida, em regra, por um delegado de polícia. Em se tratando de inquérito policial, nessa forma
de investigação, teremos:
a) impossibilidade de se iniciar uma a investigação com denúncia anônima, mesmo sendo colhidos
elementos posteriores pela autoridade antes da instauração;
b) coleta de provas que podem levar à condenação, caso sejam contundentes, e demonstrem a verdade real;
c) sigilo e incomunicabilidade do investigado, caso tal se faça necessário para os fins da investigação;
d) poder do Delegado de colher subsídios referentes a inquérito arquivado, caso tenha novas informações,
desde que com autorização do Procurador-Geral de Justiça;
e) direito de informação e ciência à defesa do indiciado através de acesso às diligências, após colhidas e
juntadas aos autos.

DIREITO PROCESSUAL PENAL II

310. (MPE-PR - 2013 - MPE-PR - Promotor Substituto) Sobre denúncia e ação penal, assinale a alternativa
incorreta:
a) É inepta a inicial acusatória que não traz de maneira clara se a conduta do acusado foi a título de
coautoria ou de participação, bem como se traz narrativa da ação, em tese delituosa, de forma genérica ou
de maneira alternativa;
b) Conforme a regra geral, estando o indiciado preso, o prazo para oferecimento da denúncia é de 5 (cinco)
dias a contar do recebimento dos autos pelo Ministério Público, excluindo-se o dia do início e incluindo-se o
dia do seu término;
c) O aditamento à denúncia se presta a incluir novos fatos e novos autores até a sentença, se não incidente a
prescrição, bem como para suprir a errônea capitulação jurídica do crime definida pelo Ministério Público,
que neste último caso se faz por meio de mutatio libelli;
d) O trânsito em julgado da decisão que rejeitou a denúncia por falta de representação, em ação penal
pública condicionada, não obsta oferecimento de nova peça acusatória acompanhada da manifestação
formal do ofendido em processar o autor do fato;
e) É concorrente a legitimidade do ofendido, mediante queixa, e do Ministério Público, condicionada à
representação do ofendido, para ação penal por crime contra a honra de servidor público em razão do
exercício de suas funções.

DIREITO SOCIETÁRIO

311. Prova: VUNESP - 2014 - TJ-RJ - Juiz Substituto


Na sociedade limitada,
a) as deliberações serão tomadas por maioria de votos, contados segundo o número de sócios,
independentemente de seu comparecimento em assembleia.

86
b) o sócio, admitido em sociedade já constituída, não se exime das dívidas anteriores à admissão.
c) no silêncio do contrato, os administradores podem praticar todos os atos pertinentes à gestão, inclusive
quanto à oneração ou à venda de bens imóveis.
d) são revogáveis os poderes do sócio investido na administração por cláusula expressa do contrato social,
inclusive por justa causa, independentemente de reconhecimento judicial, desde que assim decida a maioria
absoluta dos sócios

DIREITO TRIBUTÁRIO I

312. (FGV - OAB - X Exame Unificado - adaptada) Suponha que determinada Medida Provisória editada
pela Presidenta da República, em 29/09/2012, estabeleça, entre outras providências, o aumento para as
diversas faixas de alíquotas previstas na legislação aplicável ao imposto de renda das pessoas físicas.
Nesse caso, com base no sistema tributário nacional, tal Medida Provisória :
a) não violaria o princípio da legalidade e produzirá efeitos a partir da data de sua publicação.
b) violaria o princípio da legalidade, por ser incompatível com o processo legislativo previsto na Constituição
Federal/88.
c) não violaria o princípio da legalidade e produzirá efeitos a partir de 90 (noventa) dias contados a partir da
data de sua publicação.
d) não violaria o princípio da legalidade e só produzirá efeitos a partir do primeiro dia do exercício financeiro
subsequente à data de sua conversão em lei.
e) não violaria o princípio da legalidade e só produzirá efeitos a partir do primeiro dia do exercício financeiro
subsequente à data de sua conversão em lei, desde que transcorridos 90 (noventa dias) deste mesmo fato.

DIREITO TRIBUTÁRIO II

313. (CESPE – Procurador do Estado da Paraíba/2008) Em relação ao imposto sobre a propriedade de


veículos automotores (IPVA), julgue os itens subseqüentes.
I As alíquotas mínimas desse imposto são fixadas pelo Senado Federal.
II A modalidade de lançamento praticada em relação ao IPVA é o lançamento de ofício.
III A incidência do IPVA só alcança os veículos terrestres, de acordo com a jurisprudência do STF.
IV Quanto à autorização para alíquotas diferenciadas conforme o tipo de veículo, é possível diferenciação
entre carros nacionais e importados.
V Não se aplica o princípio da anterioridade nonagesimal em relação ao aumento da base de cálculo desse
imposto.
A quantidade de itens certos é igual a:
a) 1.
b) 2.
c) 3.
d) 4.
e) 5.

DIREITOS FUNDAMENTAIS

314. (FGV – OAB – 2010.3) A Constituição garante a plena liberdade de associação para fins lícitos, vedada
a de caráter paramilitar (art. 5°, XVII). A respeito desse direito fundamental, é correto afirmar que a
criação de uma associação:
a) depende de autorização do poder público e pode ter suas atividades suspensas por decisão
administrativa.
b) não depende de autorização do poder público, mas pode ter suas atividades suspensas por decisão
administrativa.
c) depende de autorização do poder público, mas só pode ter suas atividades suspensas por decisão judicial

87
transitada em julgado.
d) não depende de autorização do poder público, mas só pode ter suas atividades suspensas por decisão
judicial.
e) Nenhuma das anteriores

DIREITOS REAIS

315. Quanto à posse e à usucapião é correto afirmar:


a) existem 4 modalidades no código civil brasileiro, todas pressupondo a existência de posse justa, sem
oposição e de boa fé.
b) a posse contínua é elemento presente apenas na usucapião familiar.
c) a posse justa, contínua e sem oposição são requisitos comuns a todas as formas de usucapião.
d) usucapião é modo de aquisição apenas de direito real de propriedade.
e) Um dos requisitos para a usucapião especial rural o limite quanto à extensão da propriedade, que não
poderá ultrapassar 250 hectares.

ÉTICA GERAL E PROFISSIONAL

316. O advogado João apresentou petição em determinada Vara Cível, mediante a qual fazia juntar o
contrato de honorários celebrado com seu cliente para aquela causa, bem como requeria a expedição de
mandado de pagamento em seu nome, a fim de receber seus honorários diretamente, por dedução da
quantia a ser recebida por seu constituinte. Sobre a hipótese e à luz do que dispõe o Estatuto da
Advocacia e da OAB, assinale a alternativa correta:
a) O advogado tem direito à expedição de mandado de pagamento em seu nome, para que receba
diretamente seus honorários, por dedução da quantia a ser recebida pelo constituinte, devendo, para tanto,
fazer juntar aos autos o contrato de honorários.
b) O advogado tem direito à expedição de mandado de pagamento em seu nome, para que receba
diretamente seus honorários, por dedução da quantia a ser recebida pelo constituinte, devendo, para tanto,
fazer juntar aos autos o contrato de honorários, bem como declaração expressa de anuência de seu
constituinte quanto à realização do pagamento diretamente ao advogado.
c) O advogado não tem direito à expedição de mandado de pagamento em seu nome, para que receba
diretamente seus honorários, por dedução da quantia a ser recebida pelo constituinte, mas o magistrado
pode assim determinar, caso entenda conveniente.
d) O advogado não tem direito, em hipótese alguma, à expedição de mandado de pagamento em seu nome,
para que receba diretamente seus honorários, por dedução da quantia a ser recebida pelo constituinte.
Mandados de pagamento, incluindo-se aqueles referentes aos honorários do advogado, são sempre
expedidos em nome da parte.
e) O advogado tem direito à expedição de mandato em seu nome independentemente de qualquer
documentação comprobatória da relação profissional, salvo a procuração.

FALÊNCIA E RECUPERAÇÃO EMPRESARIAL

317. Prova: FCC - 2014 - TJ-CE - Juiz


No processo de recuperação judicial da empresa Colchões de Mola Dorme Bem Ltda., a devedora
apresentou plano de recuperação que previa: (i) o pagamento, no prazo de 30 (trinta) dias, dos créditos de
natureza estritamente salarial vencidos nos 3 (três) meses anteriores ao pedido de recuperação judicial,
até o limite de 5 (cinco) salários mínimos por trabalhador; (ii) o pagamento, no prazo de 1 (um) ano, dos
demais créditos derivados da legislação do trabalho vencidos até a data do pedido de recuperação judicial;
(iii) o pagamento, no prazo de 5 (cinco) anos, de todos os créditos quirografários, com abatimento de 20%
(vinte por cento); e (iv) o pagamento, no prazo de 10 (dez) anos, de todos os créditos com garantia real,

88
com abatimento de 30% (trinta por cento). Oferecida objeção por um dos credores trabalhistas, foi
convocada Assembleia-Geral de Credores para deliberar sobre o plano. Nessa assembleia, o plano restou
aprovado por todas as classes de credores, segundo os quóruns previstos em lei. Diante dessas
circunstâncias, e tendo em vista as normas de ordem pública que disciplinam a elaboração do plano de
recuperação, conclui-se que o juiz
a) não deve homologar o plano nem conceder a recuperação judicial, pois a lei proíbe que se estabeleça
prazo superior a 2 (dois) anos para o pagamento de quaisquer créditos, já que esse é o prazo máximo
durante o qual o devedor poderá permanecer em recuperação judicial.
b) não deve homologar o plano nem conceder a recuperação judicial, pois a lei proíbe que se estabeleça o
pagamento dos créditos com garantia real em condições piores do que as previstas para o pagamento dos
créditos quirografários.
c) deve homologar o plano e conceder recuperação judicial, desde que satisfeitas as demais exigências
legais.
d) não deve homologar o plano nem conceder a recuperação judicial, já que, por exigência legal, os créditos
derivados da legislação do trabalho devem ser pagos até, no máximo, seis meses.
e) não deve homologar o plano nem conceder a recuperação judicial, já que, por exigência legal, os créditos
de natureza estritamente salarial vencidos nos 3 (três) meses anteriores ao pedido de recuperação judicial
devem ser pagos no prazo de 30 (trinta) dias até o limite de 150 (cento e cinquenta) salários mínimos por
trabalhador.

FILOSOFIA DO DIREITO

318. “Manter os próprios compromissos não constitui dever de virtude, mas dever de direito, a cujo
cumprimento pode-se ser forçado. Mas prossegue sendo uma ação virtuosa (uma demonstração de
virtude) fazê-lo mesmo quando nenhuma coerção possa ser aplicada. A doutrina do direito e a doutrina
da virtude não são, consequentemente, distinguidas tanto por seus diferentes deveres, como pela
diferença em sua legislação, a qual relaciona um motivo ou outro com a lei”.
Pelo trecho acima podemos inferir que Kant estabelece uma relação entre o direito e a moral. A esse
respeito, assinale a afirmativa correta.
a) O direito e a moral são idênticos, tanto na forma como no conteúdo prescritivo. Assim, toda ação
contrária à moralidade das normas jurídicas é também uma violação da ordem jurídica.
b) A conduta moral refere-se à vontade interna do sujeito, enquanto o direito é imposto por uma ação
exterior e se concretiza no seu cumprimento, ainda que as razões da obediência do sujeito não sejam
morais.
c) A coerção, tanto no direito quanto na moral, é um elemento determinante. É na possibilidade de impor-se
pela força, independentemente da vontade, que o direito e a moral regulam a liberdade.
d) Direito e moral são absolutamente distintos. Consequentemente, cumprir a lei, ainda que
espontaneamente, não é demonstração de virtude moral.
e) O direito é interior e depende da consciência do sujeito perante a lei. Já a moral é exterior e sempre
resulta das relações sociais do sujeito.

HERMENÊUTICA

319. Assinale a afirmativa correta:


a) Hart combate aquilo que Dworkin chamou de discricionariedade em sentido forte.
b) Kelsen atribui ao cientista do direito a função de prescrever logicamente as normas jurídicas.
c) Segundo Alexy, a aplicação dos princípios é realizada de acordo com o modelo “tudo-ou-nada”.
d) Segundo Kelsen, a interpretação realizada pelo cientista do direito seria autêntica.
e) Jhering atribui a cada norma jurídica uma relação com um fim social determinado.

89
HISTÓRIA DO DIREITO

320. Assinale a alternativa correta:


I – O direito medieval foi marcado por um forte pluralismo jurídico na Europa Ocidental.
II – A tradição do Common Law foi abolida do Direito Inglês a partir da Revolução Gloriosa, que encerrou o
período do absolutismo monárquico na Inglaterra.
III – A Declaração Universal dos Direito do Homem e do Cidadão, de 1789, pode ser considerada um marco
histórico fundamental para a consolidação dos direitos humanos da segunda dimensão.
a) Apenas I e II estão corretas.
b) Apenas I e III estão corretas.
c) Apenas II e III estão corretas.
d) Existe apenas uma afirmativa correta.
e) Todas as afirmativas estão corretas

INTRODUÇÃO À FILOSOFIA

321. Na perspectiva de Jean-Jacques Rousseau, nascido em Genebra, Suíça, em 1712, e morto em 1778,
entende-se que:
a) A democracia deveria ser indireta, mantida por meio de assembleias frequentes de todos os cidadãos.
Enquanto soberano, o povo é ativo e considerado cidadão.
b) O homem que surge da desigualdade é corrompido pelo poder e esmagado pela violência. Há que se
considerar a possibilidade de um contrato verdadeiro e legítimo, por meio do qual o povo esteja reunido sob
uma só vontade.
c) O contrato social, para ser legítimo, deve originar-se do consentimento necessariamente unânime. Cada
associado se aliena totalmente, ou seja, abdica sem reserva de todos os seus direitos em favor da
comunidade.
d) O contrato social faz o povo perder a soberania, pois não é criado um Estado separado dele mesmo.
e) As alternativas "b" e "c" estão corretas.

INTRODUÇÃO À SOCIOLOGIA E SOCIOLOGIA JURÍDICA

322. Acerca do pensamento marxista, responda marcando a assertiva correta:


a) Marx pensa a sociedade como sociedade de classes, em permanente estado de luta e guerra.
b) Marx sugere a preservação da propriedade privada, desde que realizada a reforma agrária
c) Marx via o direito como componente indispensável para se pensar a possibilidade da revolução
operária
d) Segundo Marx, a Revolução Francesa foi importante capítulo da história moderna da sociedade e
erve como exemplo à luta operária.
e) O direito, para Marx, tal como construído pela sociedade burguesa, é mais um dos seus
instrumentos de dominação ideológica.

INTRODUÇÃO AO ESTUDO DO DIREITO

323. Sobre o problema da solução das contradições entre as normas jurídicas, afirma-se que:

a) o critério da especialidade requer a prevalência da norma posterior em face da norma anterior.

90
b) o critério hierárquico não pode suplantar os critérios cronológico e da especialidade.
c) o critério cronológico implica a exclusão da norma superior em face da norma inferior.
d) os critérios hierárquico, cronológico e da especialidade não se afiguram como instrumentos adequados
para solucionar os conflitos entre os princípios jurídicos.
e) a ponderação de bens e interesses é o mecanismo mais apropriado para equacionar os conflitos entre
as regras jurídicas.

INTRODUÇÃO AO ESTUDO DO DIREITO PRIVADO I

324. Sobre as pessoas jurídicas, é correto dizer:


a) os partidos políticos possuem personalidade jurídica de direito público;
b) dentre os requisitos para se alterar os estatutos de uma fundação é necessário, desde que esta alteração
contrarie os fins originários, a aprovação pelo Poder Judiciário;
c) por falta de previsão legal, o direito brasileiro não admite a desconsideração inversa da personalidade
jurídica.
d) havendo dissolução da pessoa jurídica, esta subsistirá até o término do procedimento de liquidação e a
averbação da dissolução no registro em que estiver inscrita;
e) Somente por escritura pública admite-se a instituição de fundações.
há na doutrina que sustenta a constitucionalização do Direito Civil defesa da eficácia dos direitos
fundamentais nas relações entre particulares;

INTRODUÇÃO AO ESTUDO DO DIREITO PRIVADO II

325. Quanto à prescrição e à decadência é correto afirmar:


a) os relativamente incapazes não estão sujeitos aos efeitos da prescrição;
b) a prescrição iniciada contra uma pessoa não corre contra o seu herdeiro;
c) a decadência atinge direitos a uma prestação e a prescrição atinge direitos potestativos;
d) a prescrição pode ser pronunciada de ofício pelo juiz;
e) os prazos decadenciais previstos no Código Civil podem ser suspensos ou interrompidos.

INTRODUÇÃO AO ESTUDO DO DIREITO PROCESSUAL

326. Quanto as nulidades processuais, assinale a opção correta.


a) A nulidade relativa deve ser argüida pela parte interessada em sua decretação, na primeira oportunidade
em que lhe couber falar nos autos, depois do ato defeituoso, sob pena de preclusão, isto é, de perda de
faculdade processual de promover a anulação.
b) Anulado um ato processual, mesmo que se trate de um ato complexo, todos os atos subseqüentes a ele
serão também anulados, ainda que sejam independentes entre si e que a nulidade se refira a apenas uma
parte do ato.
c) O ato processual praticado em desconformidade com a norma que disciplina a sua produção é inválido,
devendo o juiz, de oficio, decretar sua nulidade e determinar sua repetição, ainda que não cause prejuízo a
regularidade processual ou as partes.
d) Deve ser decretada a nulidade do processo em que se tenha constatado, ao final, a falta de outorga
uxória, ainda que se possa decidir o mérito a favor do cônjuge ausente, visto que todas nulidades
processuais são insanáveis.
e) E nulo o processo, quando o Ministério Público não for intimado a acompanha o feito que deva intervir,
ainda que não tenha gerado prejuízo às partes e ao processo.

91
PROPRIEDADE INTELECTUAL

327. (OAB/SP 130º - adaptada) Uma indústria lança no mercado um novo modelo de frasco de perfume,
cujo único diferencial é a forma arrojada e inédita. Qual é a proteção adequada para esse produto, em
face da Lei da Propriedade Industrial n.º 9.279/96?
a) Patente de invenção
b) Direito autoral
c) Modelo de utilidade
d) Indicação Geográfica
e) Desenho industrial

TEORIA DOS CONTRATOS E RESPONSABILIDADE CIVIL

328. Praticando o incapaz ato ilícito:


a) somente responderá nas hipóteses de responsabilidade civil objetiva, ou seja, independentemente de
culpa, nos casos especificados em lei, ou quando a atividade por ele desenvolvida implicar, por sua natureza,
risco para os direitos de outrem.
b) sempre responderá o tutor ou curador, ainda que o pupilo ou curatelado não esteja em sua companhia,
porque se trata de responsabilidade civil objetiva.
c) ficará sempre isento de reparar o dano, porque a lei presume sua falta de discernimento.
d) poderá ser condenado a ressarcir o dano, se a pessoa por ele responsável não tiver obrigação de fazê-lo
ou não dispuser de meios suficientes, mas a indenização deverá ser eqüitativa e não terá lugar se o incapaz
ou as pessoas dele dependentes ficarem privadas do necessário.
e) o tutor, curador ou ascendente que ressarcir o dano pode reaver o que houver pago acompanhado de
juros e correção monetária.

92