Você está na página 1de 5

RESUMO DE FUNDAMENTOS SOCIOLOGICOS E ANTROPLOGICOS DA EDUCAÇÃO

O Que é Conhecimento Cientifico: A formação da sociedade capitalista, ou seja, industrial e


urbana. É a necessidade de compreender cientificamente está sociedade. Os conflitos sociais
inerentes da
Concentração urbana: Homicídios, Suicídios, Prostituição.

Qual o desafio das Ciências Sociais: explicar o comportamento da sociedade por meio de
Mecanismos científicos, que se move constantemente em busca de uma realidade diferente que
Nós vivemos.

Quais são as três áreas das Ciências Sociais: Antropologia, Sociologia e Ciência Politica

Antropologia: é uma ciência racional, direcionada ao conhecimento do homem por meio de seu
Contato com a sociedade, analisando as influências que um tem sobre o outro.

Surgimento da Antropologia: A expansão da civilização ocidental, ou seja, o capitalismo e suas


fases de expansão mercantil e industrial. É a busca de entender e as diversas formas místicas e
racionais de ver o outro ao longo da história da ocidentalização. "O bom e o mau civilizado".

Qual o objetivo da Antropologia Cultural ou Histórica: estudar os padrões de cultura de


Determinados grupos sociais ou de sociedade específicas, compreender como estão
Organizadas, seus costumes, sua organização interna e o relacionamento com outras
sociedades.

A Antropologia está dividida em duas, quais são: Física e Biológica e a Cultural.


·Fica e Biológica: estuda o homem e a evolução dele desde o surgimento da espécie até a
Atualidade.

·Cultural: estuda os aspectos que irão formar a sociedade, ou seja, que será perpetuado de
Geração em geração.

Sociologia: pode ser considerada como a mãe de todas as ciências sociais, está destinada a
analisar as relações sociais e tentar fixar leis de comportamento da sociedade. Busca entender os
conflitos sociais urbanos.

Ciência Política: estuda as relações de poder e tem o desafio de explicar como o estado é
Constituído, conduzir os rumos de uma determinada população.

Na formação da sociedade urbana, diversos problemas surgiram. Quais foram: a


concentração populacional nas cidades ocasionou diversos problemas, como o alcoolismo, os
homicídios, os latrocínios e a prostituição. A condição de vida do operariado, que trabalhava
cerca de 15 horas diárias, contribuía para esse cenário de ridicularizarão humana.

CONCEITOS DE AUGUSTE COMTE


O positivismo sistematizou o pensamento sociológico.
Definiu o objeto da sociologia e também métodos e conceitos para analise social.
Propõe, de modo pioneiro, compreender os indivíduos e a sociedade em seus aspectos sociais.
É herdeiro dos métodos de investigação das ciências biológicas e da natureza.
Baseia-se no princípio de que a sociedade é também um organismo vivo em que todas as partes
Devem funcionar harmoniosamente.

Sociedade harmoniosa para tudo funcionar bem


As instituições são responsáveis pelo funcionamento da sociedade. Deveria ser mantida a
Qualquer custo. Economia, social, cultural e a educação.
ORDEM E PROGRESSO
O progresso deve aperfeiçoar os elementos da ordem e não as mudas.
Ordem manter as coisas no seu lugar. Correto, seguro e definitivo

A lei dos três estágios: Teológico, Metafísico e Positivo


·Teológico: fenômenos sociais explicados pelas leis divinas.
·Metafísico: buscam sentidos e significados nos fenômenos.
·Positivo: racionalidade científica, observação, métodos e experimentação às formas de
Analisar os fenômenos.

Ciências naturais são as verdadeiras ciências positivas, que se somam para a construção da
superioridade da civilização ocidental.

A física social é fruto de um desdobramento das ciências naturais, que tem como princípio a
Matemática, desdobrando-se em sua evolução na astronomia, física, química e biologia. A
medicina seria a ciência que se aproxima no exercício da profissão de interferência do físico-
social.

CONCEITOS DE EMELIE DURKHEIM


O objeto de sociologia para Durkheim- os fatos sociais Interpretação dos fenômenos sociais a
partir das condições exteriores aos indivíduos.

É uma ordem de fatos que vão acontecer na vida das pessoas, que tem características
específicas Dependendo de cada fato e que vão consistir em maneiras de fazer as pessoas agir,
pensar e sentir.

Coerção Social: se conformar e obedecer às regras sociais independente da escolha dos


Indivíduos.

Códigos e Regras Morais.


Exterioridade: condições que atuam sobre os indivíduos modelando comportamentos, exemplo:
Falar um determinado idioma.

Generalidade: consenso social e inerente a todos os membros de uma sociedade ou


Grupo. Exemplo: consenso de que a mulher deveria ser apenas esposa e dona de casa nas
décadas de 40 e 50.

ANOMIA E PATOLOGIA
ANOMIA: Não é em si um problema a ser resolvido, como uma ameaça à sociedade, ou seja, de
Todo o corpo social ou de alguma de suas partes.

PATOLOGIA: é passageira, além de possuir um movimento pendular: ora pode surgir na


sociedade, ora pode desaparecer.

Crítica: socialismo como método de abordagem que considera os problemas sociais como
Consequência de uma sociedade de classes.

Defesa: as teses liberais e positivas: a necessidade das garantias individuais e a busca de


Estabelecer uma ordem social produtiva.

Consciência Coletiva:
·O funcionamento do "Todo Social".
·As instituições sociais.
·Integração social e harmonia
·Estados: normal e patológico
Solidariedade Orgânica e Mecânica:
Orgânica: observa a divisão do trabalho e o enfraquecimento da consciência coletiva.
Mecânica: regras, costumes e tradições (sociedade pré-capitalista)
Suicídio: é um fato social para Durkheim, pois está presente em todas as sociedades. O suicídio
Depende das leis vigentes e das condições históricas de cada época.
Pensamento Contemporâneo: e a necessidade de entender os fenômenos sociais e a função
das instituições.

CONCEITOS DE KARL MARX


Pensamento de Marx a respeito da realidade social da Europa.
Contexto de contradições do capitalismo
Materialismo Histórico - leitura teórica e de prática social proposta por Marx.
Controle dos meios de produção que explora ou usa a mão de obra de outros para
enriquecer
Conceitos chaves para interpretação de leitura: Modos de Produção, Formação Social e a
Transição dos Modos de Produção.

Diferença de Socialismo Utópico e Científico:


Utópico: uma prática fundamentada em ideais.
Científico: leitura da sociedade onde o proletariado seria o protagonista.
·Como a sociedade se organiza para produzir os bens.
·Relações sociais de produção.
·Reprodução dos modos de produção.
·Representação das práticas e inserção de grupos nestas práticas.

Para Marx em sua análise, a sociedade capitalista foi resultado das transformações que
ocorreram na Europa com o advento das práticas mercantis. A burguesia se constituiu como
classe dominante na sociedade capitalista. O proletário deve se libertar dessa dominação
ideológica, compreender cientificamente a sociedade e quais são aas condições que o
capitalismo constrói a vida humana. Por isso, a necessidade de entender o modo de produção da
vida material e desvendar as condições em que se dá o acesso dos seres humanos as suas
necessidades.

Segundo Marx e Friedrich Engels, o trabalho é parte inerente dos homens, pois pelo trabalho é
Possível mudar a natureza e a sua realidade. Na sociedade capitalista isso se altera, o homem
passa a explorar a força de trabalho do outro homem.

As relações de produção da vida material:


A relação histórica dos seres humanos com a natureza e a intermediação dos meios de produção.
A construção da sociedade capitalista: uma sociedade de classes (burguesia e proletário).
A exploração da classe operária através da acumulação de capital no mundo da mercadoria.
As instituições sociais burguesas e o Estado.

A educação como um instrumento de dominação burguês.


Pensamento Contemporâneo: e a crítica ao capitalismo; o papel da economia na vida
Social e na organização política.

CONCEITOS DE MAX WEBER


As relações sociais e seus sentidos fundada em modelos:
As heranças dos valores.
As condições presentes e suas possibilidades.
Os sentidos futuros da ação: consequências esperadas dos atos.

Os modelos de ação:
Racional lógico a fins ou finalidades.
Lógico em relação a valores.
Emocional.
Tradicional

A Educação como o sentido não só da razão, mas dos elementos culturais, dos
Valores sociais.

Contribuições de Max Weber


·Difere da sociologia positivista, no sentido de que a ordem social é uma força exterior
Aos indivíduos.
·Analisa a sociedade a partir da ideia de ação social.
·Analisa o sentido humano nas ações e suas motivações.
·Weber rejeita os pressupostos do evolucionismo.
·Para ele, o acontecimento social tem origem nos indivíduos (Motivação no sentido
De desejo, fazer algo).
·O cientista "colocar-se" no lugar daqueles que investiga.

TIPOS IDEAIS
·Modelo teórico de análise de realidade social.
·Não é uma postulação de "tipos perfeitos".
·Visa analisar o que existe de comum ou característico em determinado grupo ou
Fenômeno social.

AÇÃO SOCIAL
·Difere da análise sociológica de Durkheim.
·O agente social (indivíduo) é quem dá sentido à ação.
·Comportamento é direcionado para se obter algum resultado.
·Motivado por tradição, interesses racionais ou afetivos.

Racional com relação a fins: motivação para alcançar objetivos previamente planejados.
Racional com relação a valores: pautada por convicções religiosas, éticas ou estéticas.
Afetiva: Relacionada à emoção.
Tradição: Determinada por costumes.
Pensamento Contemporâneo: as relações sociais e os elementos que influenciam o
Sentido da ação.

PIERRE BOURDIEU
A importância na análise social contemporânea:
·A relação entre os diversos campos de poder onde o capitalismo expressa suas
Forças.
·A importância de entender os hábitos humanos construídos ao longo do tempo e que
Variam em ambientes sociais diferentes.
·Entender o significado dos símbolos e suas funções.
A educação tem seu espaço no campo social, exerce sua influência e é influenciada:
·A questão da educação como espaço onde se expressa o ambiente social.
·A influência dos agentes que constroem a educação e quais as forças para manter ou
Mudar a educação.
·A escola enquanto espaço de poder simbólico e real.

Defina Habitus: é um sistema de posições sociais duráveis que o indivíduo sofre ao


Longo dos anos, que tem por objetivo a articulação da sociedade com o comportamento
Individual.
Defina Campo: é uma teia em que as relações objetivas são colocadas em prática por
Intermédio da posição em que um agente se localiza (como uma cidade, uma comunidade
Com regras próprias).
Defina Capital: é desigualmente distribuído dentro do campo e
Existem, portanto, dominantes e dominados.

São Quatro tipos de capitais: Econômico, Cultural, Social e Simbólico.

·Econômico: é formado a partir da reunião de fatores determinados à


Economia, meios de produção e relações de mercado.
·Cultural: é o conjunto de propriedades intelectuais transmitidas pela família ou escola,
Sendo dividido em três; estado incorporado, estado objetivo, bem cultural e estado
Institucionalizado.
·Social: é a união de relações sociais estabelecidas por um indivíduo em sociedade.
·Simbólico: está ligado diretamente ao reconhecimento, sendo associado aos demais
Capitais, não existindo sem eles e agregando valor a eles.

Fundamentos sociológicos da Educação


Para Comte com a Física Social, desejava estudar a movimentação da sociedade e seu
Destino, seguindo os pressupostos do positivismo: criar leis gerais para entender o corpo
Social.

Sociedade é um corpo que se movimenta com leis e regras, assim a educação


Precisa exercer tais movimentos.

Para Durkheim sinaliza que o indivíduo possui duas esferas próprias de ação: a individual
E a social. Na esfera social, a educação age, responsável pela educação moral, ética e
Religiosa do indivíduo.

Educação religiosa na perspectiva de Durkheim, não é


Apropriada para o ambiente escolar.

Para Marx a educação é um instrumento fundamental para que haja a chamada "luta de
Classes", em que a burguesia capitalista, classe dominante desde então, pôde sucumbir
Graças à organização do proletariado. Educação é um instrumento transformador da
Vida social, onde ganha liberdade de pensamento e ação.

Para Weber fornece os fundamentos sociológicos para a educação quando acredita que é
Possível transmitir o conhecimento adequado para a sociedade. Dotada de pressupostos
Racionais e lógicos, é possível compreender a importância da educação para nossa
Sociedade.

Na visão de Wright Mills fazer Sociologia, é quase fazer um artesanato, em que as peças
De uma obra de arte são colocadas estrategicamente e diariamente, com sentido e
Significado próprios para dialogar com os problemas existentes na vida social.

A Sociologia articulada com a Educação: Pensar, Refletir, Planejar e Agir em busca


De uma sociedade melhor, que apesar da visão crítica e fundamentada dos
Problemas que tem, pode visualizar um futuro melhor.

Sociedade na contemporaneidade
Sujeito do Iluminismo: indivíduo era centrado na razão, ser o centro do pensamento.
Sujeito sociológico: enxerga a necessidade de interagir com o mundo Exterior, necessitando se
relacionar com os demais indivíduos.
Sujeito Pós-Moderno: é aquele que precisa ter a sensação de que está em constante
Movimento, o mundo está se movendo a ele, da mesma forma, se move em conjunto com
Esse mundo.