Você está na página 1de 2

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE

Campus Prof. Alberto de Carvalho


Disciplina: Psicologia e Desenvolvimento do Ensino
Professor: Marcos Melo
Alunos: Ana Carla Batista de Jesus

Cristiane Cupertino Santos Barbosa

Análise Fílmica

Filme: Inconscientes

Gênero: Comédia

Direção: Joaquin Oristrell

Ano: 2004

Atores: Leonor Watling (Alma), Luis Tosar (Salvador), Alex Brendemühl (Leon),
Mercedes Sampietro (Sra. Mingarro), Núria Prims (Olivia), Ana Rayo (Tórtola), Juanjo
Puigcorbé (Dr. Mira), Marieta Orozco (Violeta).

Resumo

O filme Inconscientes conta a história de um psiquiatra chamado Leon que morou em


Barcelona e é um seguidor do gênio da psicanálise Freud. Ele fez um estágio com Freud e
após vários estudos das obras dele nunca mais foi o mesmo, entrando em uma profunda
crise devido às teorias Freudianas e alguns assuntos pessoais. O mesmo achava que a
verdade não deveria ser tirada do inconsciente, pois essa pode trazer infelicidade na vida das
pessoas. Devido à crise que ele sofreu abandonou sua esposa Alma grávida prestes a dar à
luz. Ela era uma mulher moderna pra essa época, e ao saber que seu marido a abandonou
ficou desesperada procurando a ajuda do cunhado Salvador, que também era psiquiatra e se
unem para investigar o sumiço de Leon, tomando como base um manuscrito deixado por seu
marido em relação à histeria e a sexualidade feminina. Este relata o perfil clínico de quatro
pessoas tratadas por Leon: uma atriz com complexo de perseguição; uma psicótica que
tenta matar o marido; uma mulher de sexualidade indecisa e uma estranha que acaba de
descobrir um terrível segredo sobre seu passado. E assim, eles leram e interpretaram cada
caso, para achar alguma pista sobre o sumiço do marido, indo ao encontro de cada mulher
estudada por ele. Em seguida Alma se apaixona por Salvador e descobre que ele sempre a
amou em segredo, o mesmo é revelado através de uma sessão de hipnose. Ambos
desvendam o verdadeiro motivo de Leon ter ficado atordoado e descobrem que ele tirou
conclusões precipitadas, colocando toda a culpa em Freud e em suas teorias. Em meio a um
discurso de Freud, Leon tenta matá-lo achando que está fazendo um bem para humanidade,
mas ele acaba morrendo junto com seu pai. Alma fica decepcionada por não ter conseguido
impedir essa triste história. Após esse episódio, Alma e Salvador ficam juntos e passam a
trabalhar com a psicanálise.
Considerações finais:

Analisando o filme observamos que as teorias Freudianas não são bem explicitadas,
dificultando a comparação entre o contexto em que se desenvolveu o filme e essas teorias.
No filme há uma falta de conceituação de inconsciente, histeria, do que significam os sonhos
para Freud.