Você está na página 1de 11

COMUNICAÇÃO

Profª: Elizângela Vilanova de Sousa


Especialista em Avaliação Psicológica
Especialista em MBA em Gestão de Pessoas.
O QUE É COMUNICAÇÃO?
 É um processo de compreender e compartilhar
mensagens enviadas e recebidas, e as próprias
mensagens e o modo como se dá seu
intercâmbio exercem influência no
comportamento das pessoas envolvidas em
curto, médio ou longo prazo.
MODELO DE COMUNICAÇÃO
ELEMENTOS DA COMUNICAÇÃO

EMISSOR MENSAGEM

PERCEPÇÃO
CANAIS

RECEPTOR RESPOSTA

AMBIENTE
ELEMENTOS DA COMUNICAÇÃO
 EMISSOR: emite a mensagem; é quem a codifica
e emite para o outro.

 MENSAGEM: é o que é transmitido por meio


da linguagem verbal, falada ou escrita, e não
verbal.

- comunicação verbal: refere-se às


mensagens escritas e faladas.
- comunicação não verbal: refere-se às
mensagens emitidas pela linguagem corporal.
ELEMENTOS DA COMUNICAÇÃO
 CANAIS: as mensagens são enviadas por
meio de canais. Na comunicação
interpessoal, referem-se aos órgãos dos
sentidos, principalmente a visão, a audição
e o tato, bem como o olfato e o paladar.
 PERCEPÇÃO: refere-se ao processo de
como uma pessoa desenvolve seu
conhecimento e pensamentos a respeito
de outra (característica e
comportamentos).
ELEMENTOS DA COMUNICAÇÃO
 RESPOSTA: a resposta indicará se o
significado da mensagem foi interpretado
da maneira correta.

 AMBIENTE: o ambiente em que as


pessoas interagem tem influência decisiva
na qualidade da comunicação entre elas e
em seu resultado.
VARIÁVEIS NA COMUNICAÇÃO
ENFERMEIRO E O PACIENTE

 As condições que o enfermeiro se


encontra no momento em que se
comunica com o paciente tem uma
grande importância no processo de
comunicação.
 O comportamento do enfermeiro pode
afetar o comportamento do paciente.
ENFERMEIRO E O PACIENTE
O Enfermeiro e o paciente devem ter um
linguajar com significação comum para
que a mensagem seja apreendida e
compreendida por ambos.

O ambiente tem forte influência no que


diz respeito as variáveis sobre o êxito ou
não no processo de comunicação.
ENFERMEIRO E O PACIENTE

A disponibilidade das pessoas envolvidas


no processo de comunicação é algo que
necessita ser considerado atentamente,
pois dela depende boa parte do êxito
desse processo.
 Alguns enfermeiros, quando prestam
informações ao paciente sobre rotinas,
procedimentos, preparo para cirurgias ou
tratamentos, não tem o senso de
oportunidade.
REFERÊNCIAS
 STEFANELLI, Maguida Costa; CARVALHO, Emilia
Campos. A comunicação nos diferentes contextos
da enfermagem. – 2. Ed. Ver. E ampl. – Barueri, SP:
Manole, 2012.