Você está na página 1de 5

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS

GENERAL SERPA PINTO, CINFÃES


FICHA DE AVALIAÇÃO Data: 18/02/2019
CIÊNCIAS NATURAIS - 7º ANO Duração: 60 minutos
Conteúdos: Deformações das rochas e Vulcanismo
Nome: N.º: Turma:
Classificação: Profª: EE:

Grupo I

O movimento das placas tectónicas é responsável A B


pela deformação das rochas e pela formação de
montanhas, entre outros. As deformações que
ocorrem nas rochas resultam da ação de diferentes
tipos de forças e da forma como as rochas reagem
a essas forças.
Observa a figura 1.
Figura 1 – Deformações nas rochas

Para simular o que terá acontecido aquando da formação da estrutura da


figura 1B, desenvolveu-se uma atividade experimental utilizando uma caixa
de deformação (figura 2) e materiais de diferentes tonalidades (areia fina
clara e argila escura). No fundo da caixa colocou-se uma camada de areia fina
Início
com 2 cm. Deitaram-se, de forma alternada, camadas de areia e de argila, até
se obter uma sequência de 5 camadas. Lentamente aplicou-se uma força
perpendicular às paredes da caixa de modo a comprimir os sedimentos,
tendo-se obtido os seguintes resultados.

Fim
Figura 2

Na resposta a cada um dos itens de 1 a 5, seleciona a única opção que permite obter uma afirmação correta.
1. As dobras são estruturas que…
A) … resultam de forças compressivas sem que as rochas se fraturem.
B) … resultam de forças distensivas sem que as rochas se fraturem
C) … resultam de forças compressivas ocorrendo fraturas das rochas.
D) … resultam de forças distensivas ocorrendo fraturas das rochas.

2. A estrutura representada pela figura 1A …


A) … designa-se falha inversa e ocorre em materiais com comportamento dúctil.
B) … designa-se dobra e ocorre em materiais com comportamento dúctil.
C) … designa-se falha normal e ocorre em materiais com comportamento frágil.
D) … designa-se falha transformante e ocorre em materiais com comportamento frágil.

3. A estrutura representada na figura 1B ocorre em rochas com comportamento…


A) … frágil e é uma deformação reversível.
B) … frágil e é uma deformação irreversível.
C) … dúctil e é uma deformação reversível.
D) … dúctil e é uma deformação irreversível.

Profª Clara Gomes Página | 1


4. A experiência descrita pretende simular o processo geológico que origina cadeias montanhosas e que ocorre
em limites…
A) … convergentes, por colisão de duas placas.
B) … convergentes, por afastamento de duas placas.
C) … divergentes, por colisão de duas placas.
D) … divergentes, por afastamento de duas placas.

5. O objetivo da atividade experimental foi…


A) … medir a espessura dos sedimentos antes e depois da força aplicada.
B) … simular o comportamento das rochas por ação de forças distensivas.
C) … criar um conjunto de camadas de cores diferentes que representam rochas sedimentares.
D) … simular o comportamento das rochas por ação de forças compressivas.

Grupo II
O vulcão Arenal é o vulcão mais recente da Costa Rica, sendo um dos mais ativos nessa zona e no Mundo. O
arco vulcânico da Costa Rica, onde se situa o Arenal, é uma cadeia de montanhas resultante da subducção da
placa de Cocos por baixo da placa das Caraíbas, onde existe uma profunda fossa oceânica. No verão de 1968, as
pessoas que viviam perto do vulcão verificaram que a temperatura das nascentes termais, à volta do vulcão,
estava a aumentar e observaram o aparecimento de fumarolas de gases vulcânicos nas encostas do cone
vulcânico. A erupção propriamente dita ocorreu no dia 29 de julho, quando uma abertura nas laterais do cone
do vulcão projetou piroclastos e gases quentes, formando colunas que atingiam cerca de 10 quilómetros de
altura. Desde essa altura que a atividade deste vulcão tem sido quase contínua, alternando períodos de emissão
piroclástica com períodos de emissão de escoadas lávicas viscosas. As fumarolas continuam a emitir gases e
existem numerosas nascentes termais na base do vulcão. Devido à sua atividade, este vulcão atrai numerosos
turistas, o que faz do turismo uma importante atividade económica na região. A área envolvente ao vulcão foi
classificada de parque nacional.

Arenal

Figura 3. Localização tectónica do vulcão Arenal (A). Representação esquemática de um vulcão (B).

Nas questões de 1. a 5. selecione a única opção que permite preencher os espaços/completar corretamente as
afirmações seguintes.

Profª Clara Gomes Página | 2


1. Faz a legenda da figura 3B.
1 _____________________________________________ 2________________________________________

3______________________________________________ 4________________________________________

5______________________________________________ 6________________________________________

7______________________________________________ 8________________________________________

2. A erupção de 29 de julho de 1968 caracterizou-se pela emissão de…


A) … piroclastos, que foram libertados através da cratera principal.
B) … piroclastos, que foram libertados através de uma cratera secundária.
C) … fluxos lávicos, que foram libertados através da cratera principal.
D) … fluxos lávicos, que foram libertados através de uma cratera secundária.

3. A atividade vulcânica ocorrida a 29 de julho pode ser classificada como ___________ tendo em conta que
o magma é __________ e com __________ teor de gases.
A) …explosiva … viscoso… elevado…
B) …mista … fluído… elevado…
C) …efusiva … viscoso… baixo…
D) …explosiva … fluído… baixo…

4. Ordena as frases seguintes, de modo a obteres uma sequência correta dos acontecimentos que
originaram o vulcão Arenal.
A) Projeção de lava e piroclastos.
B) Ascensão de magma ao longo da litosfera.
C) Ascensão do magma na chaminé vulcânica.
D) Fusão dos materiais da placa tectónica.
E) Aumento da pressão dos gases na câmara magmática.

5. O vulcão Arenal situa-se numa zona tectónica onde…


A) … a crusta oceânica sofre subducção sob a crusta continental.
B) … a crusta continental sofre subducção sob a crusta oceânica.
C) … existe um rifte que origina nova crusta oceânica.
D) … as duas placas se deslocam horizontalmente, uma em relação à outra.

6. Faça corresponder cada um dos elementos relativos à atividade vulcânica, expressos na coluna A, à
respetiva designação, que consta da coluna B. Utiliza cada letra e cada número apenas uma vez.
Coluna A Coluna B
A) Emissão alternada de lavas viscosas e piroclastos, com emissão de 1. Atividade efusiva
escoadas lávicas mais fluidas. 2. Atividade explosiva
B) Piroclastos e gases a elevadas temperaturas. 3. Atividade mista
C) Material expelido pelo vulcão no estado líquido. 4. Lava
5. Nuvem ardente
A) _______; B) _______; C) _______;
7. Identifica os três tipos de materiais sólidos libertados pelos vulcões.
_______________________________________________________________________________________

Profª Clara Gomes Página | 3


8. Com base no texto, identifica os sinais precursores que faziam prever a erupção vulcânica e cita a
consequência benéfica desta erupção.
_______________________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________________

Grupo III
O conhecimento da viscosidade de um magma é fundamental para conhecer a velocidade dos fluxos de lava, a
“explosividade” das erupções vulcânicas e os riscos geológicos associados a diferentes tipos de atividade
vulcânica.
Um grupo de estudantes realizou uma série de experiências para recolher informações de como a viscosidade
de uma substância pode influenciar as propriedades de um líquido. Primeiramente, os estudantes prepararam
três recipientes contendo uma solução de mel a três temperaturas diferentes: um que servia de controlo, que
estava à temperatura ambiente (22 ˚C), um a uma temperatura mais baixa (5 ˚C) e um outro a uma temperatura
mais alta (50 ˚C).
Foi inicialmente feito um “teste de bolhas”: os alunos sopraram, usando uma palhinha, para o interior dos
diferentes recipientes e foi medido o tempo que as bolhas demoravam a chegar à superfície. Depois, os alunos
colocaram os diferentes fluidos numa superfície inclinada (figura 4) e registaram o tempo que os fluidos
demoravam a percorrer uma determinada distância.

Figura 4. Representação esquemática e fotografia do dispositivo experimental usado na experiência.


Os resultados obtidos encontram-se registados nas tabelas abaixo.

Tabela I. Resultados do “teste das bolhas” para diferentes temperaturas


Temperatura Distância vertical percorrida Tempo para as bolhas Taxa de ascensão das bolhas
do mel pelas bolhas no mel (cm) chegarem à superfície (s) (cm/s)
22 ˚C 10 10 1
50 ˚C 10 5 2
5 ˚C 10 15 0,7

Tabela II. Resultados experimentais usando o plano inclinado


Temperatura Distância fixada Tempo para chegar à Velocidade
do mel (cm) distância fixada (s) (cm/s)
22 ˚C 20 10 2
50 ˚C 20 5 4
5 ˚C 20 20 1
Profª Clara Gomes Página | 4
Na resposta a cada um dos itens de 1. a 5., seleciona a única opção que permite obter uma afirmação correta.

1. O objetivo da experiência foi


A) medir o tempo de escorrência das diferentes substâncias.
B) avaliar o declive no tempo de escorrência de uma substância.
C) avaliar a importância da temperatura na viscosidade de uma substância.
D) avaliar a importância do teor de água na fluidez de uma substância.

2. De acordo com os dados da tabela I, podemos concluir que


A) a temperatura não influencia a capacidade de libertação das bolhas de ar.
B) quanto maior a temperatura maior a capacidade de libertar as bolhas de ar.
C) a libertação de bolhas é mais rápida quanto menor for a temperatura da substância.
D) quanto menor a temperatura maior a capacidade de libertação de bolhas.

3. De acordo com os dados da tabela II, podemos concluir que, com a subida da temperatura,
A) aumenta a velocidade de escorrência devido ao aumento da fluidez.
B) aumenta a velocidade de escorrência devido ao aumento da viscosidade.
C) diminui a velocidade de escorrência devido ao aumento da fluidez.
D) diminui a velocidade de escorrência devido ao aumento da viscosidade.

4. Analisando os resultados da experiência, podemos concluir que os magmas mais viscosos retêm
A) menor quantidade de gases, o que provoca atividade explosiva.
B) maior quantidade de gases, o que provoca atividade explosiva.
C) menor quantidade de gases, o que provoca atividade efusiva.
D) maior quantidade de gases, o que provoca atividade efusiva.

5. Uma atividade vulcânica que envolve lavas muito fluidas origina escoadas que
A) solidificam na proximidade da cratera, originando cones vulcânicos de vertentes suaves.
B) solidificam na proximidade da cratera, originando cones vulcânicos de vertentes íngremes.
C) se deslocam a grande velocidade, originando cones vulcânicos de vertentes suaves.
D) se deslocam a grande velocidade, originando cones vulcânicos de vertentes íngremes.

6. Relaciona a temperatura do magma com a sua capacidade de retenção de gases e o tipo de atividade que
origina.

7. Explica que alterações farias à experiência para avaliar como o teor de água influencia a velocidade de
escorrência das substâncias.

FIM
Grupo Grupo I Grupo II Grupo III
Total
Questões 1 2 3 4 5 1 2 3 4 5 6 7 8 1 2 3 4 5 6 7
Cotações 4 4 4 4 4 8 4 4 5 4 5 6 8 4 4 4 4 4 8 8 100

Profª Clara Gomes Página | 5