Você está na página 1de 13

O Lugar Onde Se Esvai Toda a Sabedoria!

(A Place Called Wits' End!)

------------------------------------------------------------------------

Arquivo do Texto Simples + Índice dos Sermões em Português + Capela +


Subscrição + Copyright

------------------------------------------------------------------------

Por David Wilkerson


24 de abril de 1995
__________

"Os que descem ao mar em navios, mercando nas grandes


águas, esses vêem as obras do Senhor, e as suas
maravilhas no profundo. Pois ele manda, e se levanta o
vento tempestuoso, que eleva as suas ondas, sobem aos
céus, descem aos abismos, e a sua alma se derrete em
angústias. Andam e cambaleiam como ébrios, e
esvai-se-lhes toda a sua sabedoria" (Salmo 107:23-27).

Neste salmo, o lugar "onde se esvai toda a sabedoria" é


o convés do navio em um mar revolto pela tempestade.
Ondas gigantescas carregam o navio à altura do céu, e a
seguir o levam às profundidades. Rajadas violentas de
vento viram a nave de um lado para o outro de modo que
nenhum dos marinheiros consegue se equilibrar. Eles
cambaleiam no convés como bêbados.

As velas do barco se rasgam e ficam em pedaços, e


poderosas ondas, uma após a outra, explodem sobre o
deck. Os marinheiros lutam para se agarrar a algo.
Parece que para eles, tudo acabou, e ficam totalmente
desesperados. Ficam impotentes - vulneráveis ao poder
dos elementos, incapazes de parar a tempestade, sem
força para se salvar a si próprios.

Estes marinheiros chegaram a um lugar onde "se esvai


toda a sabedoria". Trata-se de uma condição que aflige
todos os cristãos uma vez ou outra. Esta frase quer
dizer simplesmente: "tendo perdido ou esgotado toda
possibilidade de arranjar uma solução". Em resumo, é o
fim de toda habilidade e de todas as fontes humanas de
recursos. Não há saída - não há ajuda, não há
livramento, a não ser no próprio Deus!

-------------------------------

Talvez Você já Tenha Chegado ao Lugar


"Onde se Esvai Toda a Sabedoria"!

-------------------------------

Igual aos marinheiros no navio, você estava


simplesmente cuidando dos seus negócios, caminhando em
seu andar com Jesus. Aí um dia, sem mais nem menos,
você foi atingido por uma tempestade - e ondas de
problemas de todos os lados, caíram estrondosamente
sobre você!

Os problemas da vida raramente chegam um de cada vez.


São como as ondas na tempestade - uma após a outra,
rápidas e violentas, e ficam cada vez mais altas. É
como se o sol se houvesse posto, o ar se tornado frio e
gelado, e os ventos de problemas houvessem começado a
soprar. Como os marinheiros do Salmo 107, "...a sua
alma se derrete em angústias" (vs. 26) (a palavra
"derrete" em hebraico aqui significa "desfalece de
medo").

Devo registrar: o próprio Deus começou esta tempestade!


"Pois ele manda, e se levanta o vento
tempestuoso..."(vs. 25). Foi Ele que trouxe os
marinheiros a este lugar. É Ele que faz os ventos se
levantarem, provoca as ondas, e sacode o navio. Tudo é
obra dEle!

No entanto, isto pode ser um grande encorajamento à


nossa fé cada vez que os problemas nos atingirem por
todos os lados. Temos conhecimento de que todos os
problemas e as dificuldades da vida foram ordenados por
Deus, para aqueles que andam em justiça. Eles não são
causados pelo diabo ou por algum pecado em particular.
Em vez disso, o Senhor nos trouxe ao lugar onde se
esvai toda a sabedoria - e Ele tem um propósito nisso
tudo!

‘Amados, não estranheis a ardente prova que vem sobre


vós para vos tentar, como se coisa estranha vos
acontecesse.Mas alegrai-vos no fato de serdes
participantes das aflições de Cristo, para que também
na revelação da sua glória vos regozijeis e alegreis"
(I Pe. 4:12-13).

Deus não se surpreende com sua experiência penosa. Na


verdade, isso acontece porque Ele deseja produzir algo
em seu coração - para revelar a Sua glória em você.

Contudo, você pode sentir que esta é definitivamente a


pior tempestade da sua vida! A sua provação pode ser
uma luta financeira, problemas nos negócios, calúnia,
questões familiares ou uma tragédia pessoal. Você vai
deitar à noite com uma inquietação interior, com uma
nuvem pairando em cima. Quando você desperta, aquela
dor vaga ainda continua.E ela continua pairando até que
um dia você acorda clamando: "Deus, o quanto eu ainda
vou ter de agüentar? Até quando o Senhor vai permitir
que eu passe por isto? Quando tudo isto vai acabar?"

Quando foi que parou a tempestade para os marinheiros


no Salmo 107? Quando foi que Deus os trouxe para o
desejado porto seguro? Segundo o salmista, duas coisas
ocorreram:

* Primeiro: os marinheiros chegaram ao seu lugar


onde se esvai toda a sabedoria, tendo desistido de
toda esperança ou auxílio humano.
* Segundo: eles invocaram o Senhor em meio aos
problemas - buscando unicamente a Sua ajuda!
"Então clamam ao Senhor na sua tribulação; e ele
os livra das suas angústias. Faz cessar a
tormenta, e acalmam-se as ondas. Então se alegram,
com a bonança; e ele assim os leva ao porto
desejado" (Salmo 107:28-30).

Se você é um verdadeiro filho de Deus - se você está


determinado a permitir que Ele o molde à imagem de Seu
Filho - então a sua batalha não vai acabar enquanto
você não desistir de tentar resolver tudo, e se lançar
por inteiro aos cuidados de Deus. Enquanto Ele não
concluir os Seus eternos propósitos em você, os seus
problemas só vão ficar mais violentos!

Agora mesmo, você pode estar mantendo a sua tempestade


em fúria, e os seus problemas se acumulando. Você pode
estar perdendo a calmaria que Deus deseja trazer a
você. Como isso acontece?

Isso acontece quando você continua a questionar ao


Senhor no meio da sua crise; quando você continua a
murmurar e a se queixar; quando telefona a um amigo que
você acha ter a resposta para você; quando busca
conselheiros, psicólogos, advogados, especialistas;
quando você vai à uma livraria cristã e adquire pilhas
de livros e fitas de auto-ajuda; quando você fica
procurando aquele segredo, aquele plano, para
livrar-lhe dos problemas.

Amado, isso só prolonga o seu sofrimento! Pode soar


simples, mas desde o início, Deus está buscando em nós
fé e confiança como as de uma criança. E ao nos
recusarmos a suplicar, "Deus, estou em apuros - e o
Senhor é a única saída!", apenas mantemos a tempestade
em fúria e as ondas se acumulando.

-------------------------------

Deus Continua Nos Levando Ao Ponto


Onde Todo Saber se Esvai Até Aprendermos
a Confiar Inteiramente Nele - Não Importa
o Quão Sem Esperanças Estejamos!

-------------------------------

Vemos isso acontecer com os filhos de Israel toda hora


no deserto. Vez após outra, Deus os levou onde o saber
se esvai - para prová-los, para ver se confiariam nEle.
Mas em todas as vezes eles se recusaram!
Primeiro o Senhor os levou a um lugar chamado
Pi-hahiroth, entre Migdol e o mar. Ele os havia
prendido - o mar pela frente, montanhas em ambos os
lados, e o faraó atrás. Deus havia realmente os guiado
a um lugar de desesperança humana - a um lugar onde
toda sabedoria se esvai!

Houvessem os israelitas simplesmente crido em uma


promessa que Deus lhes havia feito, já estariam livres
de todas preocupações e temores. Deus lhes havia dito:

"...o Senhor vosso Deus vos levou...Senhor vosso


Deus...foi adiante de vós em vossa jornada...para vos
achar lugar onde vos deveríeis acampar, e para vos
mostrar o caminho por onde havíeis de andar" (Deut.
1:31-33).

Deus estava dizendo, em outras palavras: "Eu irei com


vocês! Eu lhes carregarei como um homem carrega o seu
filho. Eu caminharei à frente de vocês e lhes
encontrarei lugares onde possam colocar as suas
tendas.Em qualquer lugar onde a nuvem que eu lhes
providenciei estacionar, é aí que deverão parar".

Sucedeu de a nuvem parar entre Migdol e o mar - um


lugar para se perder o juízo, onde todo o saber se
esvai! Não havia como Israel poderia arranjar um jeito
de atravessar o Mar Vermelho. E agora o exército do
faraó se aproximava rapidamente.

Você está agora mesmo em dificuldades, com uma tormenta


se formando? Pergunto: como foi que você chegou aí?
Você acha que o diabo o colocou nesta situação? A minha
resposta a você é: "Os passos do homem bom são
confirmados pelo Senhor..." (Salmo 37:23). Não importa
qual a tempestade que você enfrenta, não importa o
quanto as coisas pareçam negras, Deus o colocou neste
lugar - onde todo o saber se esvai!

Entenda por favor: Deus jamais é pego de surpresa. Ele


não precisa reavaliar o Seu direcionamento divino toda
vez que as dificuldades vêm sobre nós. Ele não joga
moedas cósmicas para o ar para determinar as Suas ações
a respeito de nós. Não - muito antes de Israel deixar o
Egito e chegar a Migdol, o plano de Deus para eles já
estava determinado. Ele já havia ordenado aos ventos
soprar à uma determinada hora, para formar muros no Mar
Vermelho. Ele já sabia o tempo todo exatamente o que
iria fazer!

Igualmente hoje, Deus tem um plano para lhe tirar da


tempestade. Em verdade, Ele arquitetou este plano muito
antes sequer de os seus problemas haverem começado.
Contudo, Ele vai refreá-lo até o último momento,
aguardando que você confie nEle. Ele deseja ver se você
colocará a sua vida em Suas mãos e dirá: "Vivo ou
morto, eu confiarei no Senhor!"

Israel não passou neste teste. Eles ficaram com medo, e


desfaleceram onde todo saber se esvai. No entanto, Deus
ainda fez por eles o que havia planejado o tempo todo.
Ele livrou Israel com um milagre poderoso. Mas o
resultado foi que o povo cantou o seu cântico de fé do
lado errado do Mar Vermelho. Houvessem eles
simplesmente crido na promessa de Deus - "Eu irei
adiante de vocês e os carregarei como um homem carrega
o seu filho" - e eles teriam passado no teste!

Se você entra em pânico onde todo a sabedoria se esvai


como Israel fez - desfalecendo, acusando Deus de não se
interessar - Ele mesmo assim vai agir no último
instante e lhe salvar. Mas, mais tarde, Ele vai levá-lo
à uma outra experiência onde todo a sabedoria se esvai
- porque você não atravessou a última delas confiando
nEle!

Na realidade, tendo passado só três dias após o seu


livramento do Mar Vermelho, Israel estava de volta no
meio de outra grande crise. O povo estava com calor,
exausto, derrotado pela sede. As sentinelas avançadas
agora voltavam gritando: "Há água mais adiante em Mara,
mas não podemos bebê-la. Ela é muito amarga!"

As Escrituras deixam muito claro: não foi o diabo que


levou Israel a este lugar de provação. Foi a nuvem que
os levou lá. Mais uma vez o povo se encontrava onde
todo a sabedoria se esvai. E que clamor se elevou do
acampamento - que acusações terríveis contra Moisés e
contra Deus: "Você trouxe-nos aqui para morrer!"

Será que Deus sabia que estas águas em Mara eram


amargas? Claro que sabia! Mas Ele tinha um plano.Havia
uma certa árvore viva, junto desta fonte amarga, e Ele
iria usá-la para purificar as águas para Israel.

Eu imagino - quantos anos antes Deus havia plantado


aquela árvore naquele lugar? E quantas vezes o sol
quente havia açoitado aquela árvore para murchá-la?
Quantas lagartas haviam tentado matá-la? Quantos
transeuntes haviam tentado cortá-la? Digo-lhe uma
coisa: ninguém poderia tê-la tocado - porque Deus tinha
um plano para ela! Ele disse: "Um dia os meus filhos
virão aqui, e estas águas precisarão ser purificadas.
Tenho um plano para salvá-los - e isto vai envolver
esta árvore!"

Naturalmente, esta árvore no deserto representa a Cruz.


E, amado, Deus já plantou uma árvore de livramento para
você! Ele sabe exatamente o que fazer a respeito do seu
problema, e a hora exata de fazê-lo. Tudo que Ele
deseja de você é uma confiança silenciosa. Ele quer que
você diga: "O meu Deus está comigo. Ele sabe como me
tirar do problema!"
-------------------------------

Onde se Esvai a Sabedoria é um Lugar


de Sofrimento, Dor e Insegurança!

-------------------------------

Vemos isso ilustrado na experiência que Israel teve em


Refidim:

"Tendo partido toda a congregação dos filhos de Israel


do deserto de Sim...segundo o mandamento do Senhor,
acamparam-se em Refidim; e não havia ali água para o
povo beber..." "...o povo...murmurou contra Moisés e
disse: Por que nos fizeste subir do Egito, para nos
matares de sede, a nós, a nossos filhos e aos nossos
rebanhos? Então, clamou Moisés ao Senhor: Que farei a
este povo? Só lhe resta apedrejar-me" (Êxodo 17:1-4).

Deus havia guiado Israel ao lugar mais árido de todo o


deserto. Era um lugar de provação - sem córregos, sem
poços, sem nem uma gota d’água. Mais desconcertante que
tudo, Israel havia sido guiado para lá "...segundo o
mandamento do Senhor..." (v. 1).

O próprio Deus havia permitido que o Seu povo tivesse


sede: "Tendo aí o povo sede de água..." (v.3). Os bebês
choravam, as crianças gritavam, os avós sofriam com a
garganta seca. Os pais olhavam suas famílias e
pensavam, "Em poucos dias morreremos todos". Então eles
se dirigiram a Moisés com raiva gritando: "Dê-nos água
para beber!" Eles ainda estavam dependendo do homem -
na carne!

Quero deter-me aqui para destacar algo. Primeiro, Deus


levou Israel para Migdol junto ao mar, para testá-lo -
e eles falharam em não confiar nEle lá. A seguir, Ele
os levou a Mara, onde tinha um outro plano para
livramento - e eles falharam no teste outra vez. Agora
Ele os traz a Refidim para mais teste.

Você está enxergando o padrão? Se você não aprende a


confiar no Senhor com uma fé simples, semelhante à de
uma criança, ao ser provado, Ele vai lhe trazer para
mais uma situação de prova. Você irá de um teste para
outro!

Israel estava exatamente neste tipo de lugar outra vez.


Estavam com calor, sedentos, com raiva. Mas Deus já
tinha um plano! Ele não iria deixá-los morrer. De
antemão Ele havia escolhido que eles subissem o monte
Horebe até um reservatório de água que Ele havia
preparado muito antes. E esta fonte não iria durar só
por um dia, uma semana ou um mês - mas trinta e oito
anos!
Porém Deus aguardava por uma resposta de fé da parte de
Israel. Ele estava dizendo: "Eu os tenho levado através
de todas estas coisas, mas vocês têm se recusado a
aprender. Vocês vão confiar em Mim agora? Quantos
outros problemas mais terei de permitir em suas vidas
antes de confiarem em Mim?"

Muitos cristãos estão sendo testados e provados agora


mesmo através do desemprego. Enviaram currículos para
todos os lados, mas as semanas passam e nada acontece.
Gastaram todas as economias, e agora estão cercados por
cobradores. A situação não mostra nenhuma esperança.
Incluem-se a dor e o sofrimento; nunca é algo fácil.

Outros estão trabalhando porém em subempregos. Não


ganham o suficiente para chegar até o fim do mês.
Muitos trabalhadores jovens têm tido de voltar a morar
com os pais. E milhares de mães solteiras estão tocando
a vida com um salário ínfimo.

Inúmeros proprietários de empresas estão mal


sobrevivendo. Muitos não conseguem dormir à noite
porque o mundo dos negócios está tão louco, com
impostos altíssimos, restrições que se acumulam, lucros
instáveis. A concorrência está crescendo, e eles já
esgotaram todas as suas idéias e alternativas. Agora
perdem o sono em preocupações quanto ao que irão fazer.

Estas pessoas que sofrem sem ansiedade, vêm à igreja e


levantam as mãos em louvor ao Senhor. Com grandes
sorrisos abraçam-se umas às outras. No entanto, estão
atravessando terríveis dores e insegurança. Estão em
dificuldades - inteiramente onde se esvai toda a sua
sabedoria!

Pergunto: como filhos de Deus, será que não temos opção


além do medo - noites em claro, dias inteiros de
questionamentos a Deus, vida sob agitação total? Pense
em Israel: os seus queixumes e resmungos seriam a única
resposta possível? Seria essa reação deles algo
simplesmente humano, devido ao zelo por suas famílias?

Respondo a isto através de outra pergunta: Deus não


soube sempre o que iria fazer em cada um destes casos?
Ele não teve sempre um plano?

Pense nisto: Deus já não havia planejado fazer com que


os ventos abrissem o Mar Vermelho? Não havia Ele já
preservado uma árvore em Mara que haveria de curar as
águas? Não havia Ele já escolhido uma rocha no monte
Horebe, a partir da qual Ele haveria de prover água
para Israel durante décadas?

O nosso amoroso Pai celestial jamais guiaria o Seu povo


a um deserto árido só para deixá-los morrer de sede -
especialmente quando Ele possui um reservatório
armazenado em uma rocha nas proximidades! Deus sempre
teve um plano para o Seu povo. E Ele tem um plano agora
mesmo, para tirá-lo do problema do momento.

Inexiste problema que você tenha que Ele não possa


desembaraçar!

Quero lhe mostrar porque Deus tinha de levar Israel até


a beira do desastre, antes de Ele milagrosamente
resolver-lhes o problema:

-------------------------------

Deus Levou Israel Até Onde o Saber


se Esvai Para Tentar Induzir a Fé Através
do Milagroso - e Isto Não Funcionou!

-------------------------------

Quero lhe falar quanto às limitações do milagroso.


Muitos cristãos viajam milhares de quilômetros todo ano
para testemunharem atos sobrenaturais: milagres,
manifestações, sinais, maravilhas. Porém, ironicamente,
estas pessoas viciadas na busca de sinais nunca
desenvolvem uma fé duradoura - porque os milagres
raramente produzem isto. Em vez disso, elas cada vez
precisam de um milagre maior e mais espetacular.

Ninguém jamais havia visto tantos atos sobrenaturais


quanto Israel. Deus lhes concedeu um milagre após o
outro - contudo cada ato deixou o povo tão sem fé e
descrente quanto estava no começo! Você acha que as dez
pragas do Egito deveriam ter produzido fé nos
israelitas. Quando o Egito estava sendo afligido com as
moscas, nenhuma delas podia ser encontrada nos
acampamentos de Israel. Quando o Egito estava sob total
escuridão, não havia escuridão em Israel. Mesmo assim
nenhuma destas pragas milagrosas produziu nenhum tipo
de fé!

Mesmo quando Deus abriu o Mar Vermelho, a fé de Israel


durou só três dias. As Escrituras dizem:

"...não se lembraram da multidão das tuas misericórdias


e foram rebeldes junto ao mar, o mar Vermelho" (Salmo
106:7).

O salmista aqui diz: "Eles chegaram a duvidar de Deus


até mesmo no Mar Vermelho - o local onde Ele realizou o
Seu maior milagre!"

Os anciãos que observaram Moisés bater na rocha em Mara


viram a água fluindo. Em verdade, todo Israel bebeu até
se encher - e mesmo assim este milagre não produziu
nenhuma fé! Aí Deus enviou hordas de codornas para
Israel. Centenas de milhares de pássaros caíram do céu
no meio do acampamento, e o povo cozinhou tudo para
alimento. Mas mesmo assim, eles não tinham fé! Na manhã
seguinte quando Israel saiu das tendas, o chão estava
coberto de maná, enviado milagrosamente do céu. Contudo
nem mesmo isso produziu fé!

Pelo contrário, depois de todos estes milagres


gloriosos, os filhos de Deus torciam as mãos
desesperados, bradando: "...Está o Senhor no meio de
nós ou não?" (Ex. 17:7). Em outras palavras: "Será que
Deus está mesmo conosco? Como pode Ele estar nos
guiando se temos tido tantas dificuldades?"

Israel havia recebido quarenta anos de alimento


milagroso, água milagrosa, uma nuvem milagrosa durante
o dia, coluna de fogo milagrosa à noite, proteção
milagrosa, roupas milagrosas que nunca se gastaram.
Moisés lhes disse:

"...estes quarenta anos o Senhor, teu Deus, esteve


contigo; cousa nenhuma te faltou" (Deut. 2:7).

E contudo, eles ainda duvidaram dEle. Na realidade,


todos com exceção de dois que haviam testemunhado estes
milagres morreram no deserto - em total incredulidade!

Somos tão iguais a Israel. Queremos que Deus nos fale


uma palavra, nos conceda um livramento milagroso, cuide
rapidamente de nossas necessidades, remova todas as
nossas dores e sofrimentos. Em verdade, você pode estar
dizendo agora mesmo: "Se Deus me tirasse desta
enrascada - se Ele me concedesse este milagre
específico - eu nunca mais duvidaria dEle de novo!" No
entanto, o que dizer quanto a todos os milagres que Ele
já realizou por você? Eles não produziram em você
nenhuma fé para lhe auxiliar nesta atual dificuldade!

Há pouco, dois preciosos homens de Deus pertencentes à


tribo Zulu da África visitaram a Igreja de Times
Square. Um incrível reavivamento está ocorrendo entre
os 8 milhões de zulus atualmente, e Deus está
realizando coisas milagrosas entre eles. Por exemplo,
foram documentados mais de dez casos de mortos sendo
ressuscitados.

Porém não era sobre isto que estes dois homens queriam
falar. Em vez disto, o que mais lhes impressionou
quanto ao reavivamento são os "zulus vitoriosos" -
aqueles que se decidem por Cristo, queimando livros de
feitiçaria e testemunhando ousadamente mesmo estando
sendo testados e provados de um modo cruel. Estas
pessoas já foram malignas, com espíritos de homicídio -
e agora estão sendo transformadas na imagem de Jesus!

Eu creio que o maior sinal ou maravilha para o mundo


nestes últimos dias não é uma pessoa que se levante dos
mortos. Não, o que realmente produz um impacto na mente
e no espírito dos incrédulos é o cristão que suporta
todas as lutas, tempestades, dores e sofrimentos com
uma fé cheia de confiança. Um crente deste tipo, se
levanta dos seus problemas mais robusto em caráter,
mais forte em sua fé, mais forte em Cristo.

Recentemente li a respeito de uma nublada cidadezinha


de 4.000 pessoas na Hungria, com uma alarmante
incidência de suicídio. A manchete do jornal dizia:
"Suicídio à Espreita em um Vilarejo Isolado". Os
moradores lá têm cometido suicídio através de todas as
maneiras imagináveis. Um homem se lançou em um poço
abandonado. Um outro se enforcou. Alguns usaram
sobredose de drogas. Outros cortaram os pulsos, tomaram
pesticidas, pularam na frente de trens. Famílias
inteiras tiraram as suas vidas, desde os adolescentes
até os avós.

A cidade é Asotthalom, cento e sessenta quilômetros ao


sul de Budapest, e se trata de um local desolado e
solitário. Um médico chamado Ulloh dirige uma clínica
psiquiátrica lá, e disse ao repórter: "Algumas pessoas
chamam a estrada que vem para cá de ‘caminho estreito
para o lugar amaldiçoado’. Está incutido no povo que
Deus não gosta muito da gente".

Amado, eis o poder destrutivo da incredulidade! Não há


maior desespero do que acreditar que Deus é assim com
você. Esse foi o maior problema de Israel, e mui
freqüentemente é também o nosso. Possuímos uma sensação
silenciosa de que todos os nossos sofrimentos e
problemas são o resultado do desagrado de Deus em
relação a nós!

-------------------------------

Ao se Encontrar Onde Toda a


Sabedoria se Esvai, Uma Coisa
ou Outra Irá lhe Acontecer

-------------------------------

Todo cristão que emerge de onde todo o saber se esvai


ou confia no homem, ou então confia inteiramente em
Deus - isto é, ou é amaldiçoado ou abençoado. Como você
irá responder quando chegar o seu problema?

Jeremias escreve:

"Assim diz o Senhor: Maldito o homem que confia no


homem, faz da carne mortal o seu braço e aparta o seu
coração do Senhor! porque será como o arbusto solitário
no deserto e não verá quando vier o bem; antes, morará
nos lugares secos do deserto, na terra salgada e
inabitável".

"Bendito o homem que confia no Senhor e cuja esperança


é o Senhor. Porque ele é como a árvore plantada junto
às águas, que estende as suas raízes para o ribeiro e
não receia quando vem o calor, mas a sua folha fica
verde; e, no ano de sequidão, não se perturba, nem
deixa de dar fruto" (Jeremias 17:5-8).

A primeira pessoa que Jeremias refere aqui não espera


que Deus se mova. Ela cuida das coisas à sua maneira -
fazendo os seus próprios planos, buscando as pessoas
que acha possuir influência, pegando atalhos. Está
sempre fazendo esquemas, planos e manipulações. Sua
filosofia é: "O que conta não é o que se conhece, mas
quem se conhece". E fica eternamente procurando aquele
"quem" especial para resolver os seus problemas!

As Escrituras dizem que se instala uma sequidão


espiritual na vida desta pessoa:

"...será como o arbusto solitário no deserto..." (v.


6).

Esta pessoa mal aparenta estar viva - está sem frutos,


sem fonte de vida. Está sempre à beira da morte!

"...não virá quando vier o bem..." (mesmo versículo).

Ela jamais participa da alegria de ser liberta pela mão


de Deus. E tudo aquilo que ela acredita ser bom se
transforma em infelicidade. Está só, existindo apenas
em "...lugares secos..." (mesmo versículo). Vai se
murchando - suando, sempre frenética.

Mas atente para aquele que confia no Senhor nas


dificuldades, onde o saber se esvai:

"Bendito o homem que confia no Senhor e cuja esperança


é o Senhor" (versículo 7). Este cristão está
"plantado". Possui raízes, estabilidade, um
reservatório de Águas Vivas. Está sempre se
"extendendo"; é frutífero e verde com vida de frescor.
A Bíblia diz:

"...e, no ano de sequidão, não se perturba..."


(versículo 8).

Quando as coisas se tornam quentes e preocupantes, ele


não tem medo!

Esta pessoa diz: "Jesus, eu deixo de procurar qualquer


pessoa para me tirar do sofrimento. Busco ao Senhor
apenas! O Senhor é o único que me guarda, é a minha
única esperança. Eu Lhe busco para me tirar desta
situação!" O Senhor deseja este tipo de fé em nós nos
assuntos de todo dia. Você pode alegar: "Mas irmão
Dave, eu continuo desempregado, continuo com
problemas". Mesmo assim tenho de crer na Palavra de
Deus: "Confie em Mim, e você será abençoado!"

Você pode responder: "Mas não sei o que fazer. A


tempestade continua violenta. Parece não haver
esperança. Não vejo nenhum sinal de ajuda ou de
livramento!" À todas estas coisas Deus ainda diz:
"Confie em Mim, meu filho - e você será abençoado!"

Não importa se o seu sofrimento reside em sua família,


em seus negócios, ou em colocar alimento em sua mesa.
Se você colocar a sua confiança total em Sua Palavra e
em Sua fidelidade, Deus promete lhe abençoar - e Ele
não pode mentir! Quando o calor chegar, você nem se
preocupará. Ao chegar o vento, você se manterá forte -
porque terá aprendido a confiar nEle a despeito de
quaisquer circunstâncias amedrontadoras. Você será uma
árvore verdejante que carrega o abundante fruto da
confiança - e todos em volta receberão a esperança e o
encorajamento ao contemplarem sua confiança silenciosa.

Deus, ajude-nos a entregar as nossas vontades, os


nossos planejamentos, ao chegarmos a este lugar onde
toda a sabedoria se esvai. Que ele possa se tornar em
um lugar de renovação da fé e da confiança em nosso
amoroso Pai. Amém!

---
Usado através de permissão concedida por World
Challenge, P. O. Box 260, Lindale, TX 75771, USA.

Este material é destinado unicamente para uso pessoal e


não deve ser exposto publicamente em outras páginas da
web. A Lorain County Free-Net Chapel detem os direitos
exclusivos da parte de World Challenge, Inc. para
publicamente apresentar estas mensagens em sua página
da web. É permitido baixar este arquivo, copiar,
imprimir e distribuir este material, desde que ele não
seja exposto em um outro site da Internet. Pode-se,
contudo, coligar este site para servir como referência
destas mensagens.

------------------------------------------

Arquivo do Texto Simples + Índice dos Sermões em Português + Capela +


Subscrição + Copyright

------------------------------------------

Informações a respeito da Igreja de Times Square | Informações para o


Novo
Leitor

------------------------------------------------------------------------

COPYRIGHT/LIMITAÇÕES À REPRODUÇÃO:
Este arquivo de dados é propriedade exclusiva de World Challenge. Ele
não
pode ser alterado ou editado de nenhuma maneira. Ele pode ser
reproduzido
apenas na sua totalidade para circular como "freeware", sem custos.
Todas
as reproduções dos dados deste arquivo devem conter o registro de
copyright
[i.e., "Copyright © 1999 by World Challenge"]. Este arquivo de dados não
pode ser usado para a venda ou promoção de qualquer outro produto à
venda
sem a permissão de World Challenge. Isto inclui todo o seu conteúdo com
a
exceção de umas poucas e breves citações. Favor incluir a seguinte fonte
de
crédito: Copyright © 1999 by World Challenge, Lindale, Texas, USA.

------------------------------------------------------------------------

Este site da web é uma realização de


The Missing Link, Inc.®
Ligando Jovens e Adultos em Dificuldades com Programas Transformadores
de
Vidas
Web site - http://misslink.org
Site da Capela - http://misslink.org/chapel2.html
Home Site em Várias Línguas das Pregações de David Wilkerson na Igreja
de
Times Square
http://www.tscpulpitseries.org

Copyright © 1999 - The Lorain County Free-Net Chapel


North Central Ohio, U.S.A.

TOPO DA PÁGINA

O nosso webmaster está às ordens para comentários e sugestões.


Esta página foi atualizada pela última vez em: 5 fevereiro 1999

Why Revival Tarries/ "Socorro!"/ O que temos aqui?/ Patrocinador/


Declaração de Fé/ Estudo Bíblico/ Junto ao Piano/ Avisos/ Biblioteca/
Capela/ Pregações