Você está na página 1de 12

Argumentos a Favor do Evolucionismo

Que áreas do conhecimento auxiliam na fundamentação do


conceito de evolução?
Argumentos Anatómicos

Órgãos homólogos – evolução divergente.

Órgão análogos – evolução convergente.

Órgão vestigiais - representam remanescentes históricos de estruturas que tiveram


funções importantes nos ancestrais
Argumentos Paleontológicos

 Os fósseis são vestígios de organismos do passado, impressos nas rochas, razão pela qual
são utilizados no estudo, das modificações sofridas pelos seres vivos ao longo do tempo.
• A sucessão dos fósseis em estratos sedimentares permite acompanhar a história evolutiva
de alguns grupos de seres vivos.
• Os fósseis de transição, que apresentam características intermédias entre grupos de seres
vivos actuais, documentam as transformações sofridas pelos seres vivos que estiveram na
origem da nova espécie.
Argumentos Embriológicos

O acompanhamento do desenvolvimento embrionário de


diferentes espécies, permite observar essas homologias e
estabelecer relações de parentesco entre os diferentes grupos.
Argumentos Bioquímicos

Têm contribuído para o estudo


do processo evolutivo. Entre as
provas bioquímicas e
genéticas que apoiam o
Evolucionismo, destacam-se:

O facto de todos os
organismos serem constituídos
pelos mesmos compostos
orgânicos (glícidos, lípidos,
prótidos e ácidos nucleicos);

A universalidade do código
genético com a intervenção
do DNA e do RNA no
mecanismo de síntese
proteica;
Hibridação do DNA.
Argumentos Citológicos

A Teoria Celular elaborada por Schleiden e Schwan, em 1839, constitui uma prova
citológica a favor da evolução. Ao considerarem que todos os organismos são
constituídos por células, e que a célula é a sua unidade estrutural e funcional, estes
investigadores contribuíram para a ideia de que existe uma base comum para
todos seres vivos
Argumentos Biogeográficos

A Biogeografia analisa a distribuição geográfica dos seres vivos. Esta ciência


conclui que as espécies tendem a ser tanto mais semelhantes quanto maior é a
sua proximidade geográfica e, por outro lado, quanto mais isoladas, maiores são
as diferenças entre si, mesmo que as condições ambientais sejam semelhantes.
O NEODARWINISMO

Que argumentos acrescentou o Neodarwinismo na


consolidação do conceito de evolução?
O Neodarwinismo

O Neodarwinismo ou a Teoria Sintética da Evolução (proposta por:


T.Dobzhansky, S. Wright, Ernest Mayr, G. Simpson e G.L. Stebbins) assenta
em três pilares:
A existência de variabilidade genética nas populações, consideradas
como unidades evolutivas;
A selecção natural como mecanismo principal da evolução;
A concepção gradualista que permite explicar que as grandes
alterações resultam da acumulação de pequenas modificações, que
vão ocorrendo ao longo do tempo.
Para os Neodarwinistas existe uma variabilidade intraespecífica nas
populações, sobre as quais actua a selecção natural. Deste modo, as
populações são consideradas unidades evolutivas e existem diversos factores
responsáveis pela variabilidade.

A variabilidade das populações resulta das mutações e


da recombinação génica (meiose e fecundação).

Introduzem nas populações novos


Responsável pela di- genes.
versidade nas popu-
lações através da re-
produção sexuada, cri-
ando, por isso, varia-
bilidade.
Selecção Natural
Reprodução Sexuada (Meiose e Migrações
Fecundação)

Deriva genética

Selecção artificial