Você está na página 1de 5

“ÒDÙ ÒKANRAN”

NESTE ÒDÙ RESPONDEM: ÈSÚ, SÀNGÒ, ÒYÁ, ÒDÙDÙWA, ÒSÀLÁ,


e também a morte , que diz perigo
de morte

01 – Búzio fechado 15 – Búzios abertos

Este odu é a primeira casa de Ifá, este odu indica e adverte as pessoas que tem sua regência, que
existe perigo de vida, pois ele é representação de Èsú, onde ocasiona roubo, brigas, inimizades,
perda de emprego e/ou qualquer tipo de negócio, e vários problemas futuros.
Este odu aparecendo no jogo, indica grandes possibilidades da pessoa ser envolvida em prisão,
acidentes, feitiços e os seus caminhos totalmente fechados. Este odu indica a magia boa e ruim,
sabendo usá-lo convenientemente poderá vir ser sua defesa. Sempre que este odu aparecer no jogo,
orienta-se despachar a rua, para apaziguar a irá de Èsú, para que ele trabalhe em sua defesa. A
personalidade deste odu é de pessoas má, caráter duvidoso, além do transtorno em que vivem,
procuram por todos os meios dividí-los com as outras pessoas, até mesmo parentes próximos.
Tendências a dores de cabeça, impotência, egoístas, medrosas, tristes e gostam de viver isolados.
Quando em jogo, esta caída vem seguida de outro odu que seja mais brando, a pessoa poderá ter um
caráter mais calmo.

Destino deste Odú:

Em seus caminhos encontrará sempre grandes dificuldades e perigos, somente com grandes ebos e
coragem poderá sair como vitorioso.

Sempre terá em mente enganar e/ou iludir as outras pessoas, terá sempre sucesso na vida e fortuna,
através de maneiras inescrupulosas, mas mesmo assim corre risco de vida.

Terá perseguição, ameaças, inveja, para cortar estes tipos de situações será necessário contar com a
ajuda do orisa Ògùn, com isto certamente sairá vitorioso. Em seus caminhos ainda indicam vitórias,
sucessos, através dos orisas Sango e Iansa.

Este odu indica sempre novidades, e quando acompanhado de Odi indica fim de relacionamento
amoroso, briga em trabalho, perda de dinheiro, e maus negócios, caso Obara apareça é sinal de
ajuda e prosperidade em sua vida.
“ÈBÓ ÒDÚ ÒKANRAN”

MATERIAL UTILIZADO: 01 Alguidar


1 Bife
1 Charuto
1 Caixa de fósforo
1 Pemba de efún
1 Punhado canjica
1 Punhado de pipoca
1 Akasa
1 Bolo de arroz
1 Bolo de farinha
1 Akaraje
1 Ekuru
1 Ovo
1 Quiabo grande e reto
1 Vela
01 Búzio fechado
01 Moeda corrente
1 Bicho de pena
1 Garrafa de cachaça
Erva 01 galho de São Gonçalinho e/ou aroeira
Punhal, prego e bala de revolver
01 Metro morim branco, preto e vermelho

MODO DE FAZER: Passar os elementos no corpo na ordem abaixo:

1º Alguidar Não passar no corpo, colocar diante da pessoa

2º Pemba de Efún

3º Morim

4º Punhados de canjica

5º Punhados de pipoca

6º Akasa

7º Bolo de arroz

8º Bolo de farinha

9º Akaraje

10º Ekuru

11º Ovo cru


12º Quiabo

13º Vela Passar do pescoço para baixo

14º Moedas Quantidade usada pelo n.º do Odu encaminhado

15º Búzios Quantidade usada pelo n.º do Odu encaminhado.

16º Bichos Sempre branco e soltar vivo.

17º Ervas Sempre São Gonçalinho e/ou Aroeira

“BANHOS UTILIZADOS APÓS O ÈBÓ ÒDÚ”

Primeira Parte: Pega-se um ovo, quebra-se na testa da pessoa que fez o ebo odu, e
espalha somente pelo lado esquerdo do corpo da pessoa até o pé esquerdo.

Segunda Parte: Dá-se um banho da cabeça aos pés com Ajegbo, e os quiabos
sempre serão em n.º de 06, cortados em rodelas.

Terceira Parte: Banho de água de Akasa, e/ou água de canjica.

Quarta Parte: Banho de ervas frescas.

Quinta Parte: Entre o banho de Akasa e banho de agbo, a pessoa é bem lavada
com água limpa.

Sexta Parte: Após o terceiro dia do encaminhamento, caso seja ebo odu de Èsú,
faz-se três pade água, mel e dendê, leve em três encruzilhadas e ofereça a Èsú, em caso de odu de
Eegun, será feito um Feijão branco, coloque por cima 4 Akasas, 4 moedas e 4 búzios, leve em local
alto e que tenha um bambuzal, e participe tudo o que esta sendo feito, e o nome do Odu que esta
sendo encaminhado. Do sétimo dia até no máximo 10 dia, de um obi a cabeça, com um akasa e/ou
um punhado de canjica, e no 16º dia, que será o 17º dia, verificar quais as comidas secas que
deverão ser oferecidas aos Orisa do Odu encaminhado, e não poderá passar do 21º dia.

Sétima Parte: BANHO DE FOLHAS APÓS O ÈBÓ ÒDÚ

Folhas de mariwo - Broto de peregun - Cana do brejo -


Alfavaquinha - Mutamba - Capeba -
Elevante - Makasa - St. Luzia -

A pessoa deverá tomar este banho no período de 7 dias seguidos, da cabeça aos pés, e vai a terra. A
pessoa usará no período de 16 dias roupas brancas e/ou muito claras e limpas, bem como, fazer uso
de um fio de conta de seu Orisa. Outro aspecto que deve ser observado, e o de não fazer estes ebo
em dia de terça-feira, pois o mesmo é dia consagrado a Orunmila. O ebo é feito sempre em lua de
quarto-crescente, e o obi será feita na lua-cheia.
“PRESENTE ÒDÚ ÒKANRAN”

MATERIAL UTILIZADO: Alguidar Grande, forrado com folhas de ewe lara ( mamona )
Punhado de Canjica cozida
Punhado de pipoca
Punhado de farofa de dendê
Punhado de farofa de mel
Punhado de farofa de água
Inhame comprido e grosso assado
Gomo de cana, cortado em 7 pedaços
Akasa Alagbara ( grande )
Akaraje Alagbara ( grande )
Bolo de arroz Alagbara ( grande )
Bolo de farinha Alagbara ( grande )
Banana da terra assada na brasa
Banana da terra cozida com sal
Espiga de milho assada na brasa
Espiga de milho cozida com sal
Punhado de amendoim cozido
Punhado de amendoim cozido e passado no dendê
Punhado de amendoim torrado
Ovo cozido, em cima de todos os elementos, a esquerda do presente
Quiabo grande e reto, levemente aferventado
Punhado de lasca de coco
Aberen Alagbara ( grande )
Charuto fino de boa qualidade
Caixa de fósforo
Moeda corrente
Garrafa de cachaça
Vela que se acende
Búzio Aberto Alagbara ( grande )

Obs.: Todos os elementos que compõe o presente serão em número de 01 ( um ), colocados dentro
do alguidar bem arrumados.
PARTES ESPECIAIS DO PRESENTE:

Fazer um xinxim, com 100 gr de cada um dos seguintes elementos: bofe, coração de boi, rim,
fígado, e tudo será cortado bem miudinho, fritos e temperados com sal, cebola ralada, dendê,
camarão seco em pó, depois coloca-se em cima de uma folha de mamona bem grande, e vai por
cima de todos os elementos do presente, onde será colocados os búzios e as moedas, quando se faz
os pedidos de cada um.

Faça um bife grande e grosso de carne de primeira, passado ligeiramente no dendê bem quente,
neste dendê frita-se várias rodelas de cebola, ponha por cima do bife, e enfeite com camarão bem
grandes e bonitos.

Fazer um bagre com as barbatanas e as guelras, deste peixe só retira-se as tripas, porém caso haja
ova reserve-as. Os ferrões serão retirados e guardados na casa de Èsú. Este peixe será assado em
brasa, unta-se com dendê, e sal, faça uma farofa com rodelas de cebolas e camarão seco, e será
colocado na barriga do peixe. As moedas e os búzios vão em cima de cada um dos três elementos.

Fazer o inhame assado, uma banda assa-se em brasa, untando com dendê e sal, e a outra banda, será
cozida com sal, e depois fazer uma bola grande e unta-se com dendê, e em cima desta bola coloca-
se um pedaço de carvão fincado.

“DEVE-SE SEGUIR AS SEGUINTES CONSIDERAÇÕES”

Os ferrões do Bagre são guardados na casa de Èsú.

A moeda e búzio, devem ficar no bolso da pessoa que estará fazendo o presente o tempo todo, e na
hora da entrega do presente, passa-se mel nas mãos, e com eles dentro das duas mãos fechadas,
assopra-se por três vezes fazendo seus pedidos, antes de colocar no presente, a moeda e o búzio irá
em cima do xinxim.

Caso use o peixe, este deve ser colocado em cima de uma folha de mamona, que irá em cima de
todos os outros elementos do presente, e a cabeça ficará de frente para quem esta entregando o
presente, e com a barriga virada para baixo.

Em cima de todos os elementos dentro do alguidar, coloca-se três fitas de 1 metro cada, nas cores
preta, branca e vermelho, em forma de triângulo, a fita vermelha fica a direita do presente, a preta a
esquerda do presente e a branca no meio destas duas fitas.

O local de entrega do presente será em uma encruzilhada aberta, em cima de uma toalha branca, e
ao lado do presente coloca-se a garrafa de cachaça, antes de um pingo no chão, a vela acessa, o
charuto também acesso, e a caixa de fósforo aberta.

Neste ato faça o Oriki de Okanran e Òfò de Ifá.

De tudo que ofereceu a Okanran, reserva-se um elemento a Èsú: Òdàrá, Ònà, Òrìtá, e Òsèturá da
casa de santo da pessoa, fazendo seu Oriki e Òfò de Ìfá. Ao retornar a casa de santo, deverá ofertar
comidas seca aos seguintes Orisa: Sàngò, Òyà, e Òsàlá da casa. Podendo também fazer os Oriki de
cada Orisa.