Você está na página 1de 4

Rua Inácio Bitencourt nº 269 A

Jd. Tranquilidade – Guarulhos -SP


Tel: (11) 2424-0897 Cels.: 95923-3749
99588-0862 94614-7249
Email: mjlemeadv@gmail.com
EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ DE
DIREITO DA 6ª VARA CRIMINAL DO FORO DE SÃO
PAULO-SP.

Processo nº 1505164-37.2018.8.26.0228

WENDY RINA DIAS DE


ALMEIDA, já devidamente qualificada nos autos do
processo digital em epigrafe, que lhe move a Justiça Publica,
por suposta violação aos artigos 33 e 35 da Lei n.º 11.343/06,
por seu Advogado “in fine“ assinado vêm à ilustre presença de
Vossa Excelência apresentar

DEFESA PRELIMINAR

Com fulcro no § 1.º do artigo 55 da lei n.º 11.343/06 nos


seguintes termos?

A Acusada e inocente e não praticou


crime algum.
Rua Inácio Bitencourt nº 269 A
Jd. Tranquilidade – Guarulhos -SP
Tel: (11) 2424-0897 Cels.: 95923-3749
99588-0862 94614-7249
Email: mjlemeadv@gmail.com
Ocorre que em meados de 26 de dezembro
do ano p.p., a Acusada vinha chegando do seu trabalho,
passando ao mercado de frente a sua casa quando ao sair se
surpreendeu com milicianos no portao da residência de sua
casa.

Se aproximou e perguntou o que estava


acontecendo, sendo que os milicianos perguntaram se
poderiam entrar naquela residência, na qual de imediato foi
franqueada pela Acusada a entrada deles.

Sendo realizado buscas no interior da


casa encontraram, segundo a denuncia, 07 galões contendo
lança-perfume (31 litros) e 01 tijolo de maconha (986 gramas),
sem autorização e em desacordo com determinação legal e
regulamentar, além da quantia em espécie de R$ 744,00.

Data máxima vênia se a Acusada tivesse


qualquer participação no crime de trafico de entorpecentes e
associção ao trafico obviamente não teria franqueado a
entrada dos milicianos em sua residência, sendo que ali
estariam os ilícitos.

Momentos após foi detido o Acusado


Gan Cleiton no qual confessou informalmente a pratica do
delito para os milicianos e em defesa agora sustenta a mesma
confissão espontânea.
Rua Inácio Bitencourt nº 269 A
Jd. Tranquilidade – Guarulhos -SP
Tel: (11) 2424-0897 Cels.: 95923-3749
99588-0862 94614-7249
Email: mjlemeadv@gmail.com
E importante ressaltar que a Acusada é
primaria, tem bons antecedentes e ocupação licita
trabalhando em um salão de beleza saindo de manhã de casa
( por volta das 06:30 horas ) e retorna somente de noite ( por
volta das 20:30 horas ) é certo que o seu retorno nos finais de
semanas ( sexta feira e sábado) se prolonga ainda mais, pois o
movimento no salão em que trabalha é intenso.

No mérito o crime é um fato típico e


antijurídico, e no caso em testilha temos:

A conduta da agente que em tela não foi


nenhuma descrita nos verbos (Importar, exportar, remeter,
preparar, produzir, fabricar, adquirir, vender, expor à venda,
oferecer, ter em depósito, transportar, trazer consigo, guardar,
prescrever, ministrar, entregar a consumo ou fornecer)
descritos no artigo 33 da lei nº 11.343/06, e tampouco no
verbo (associar) do artigo 35 da mesma lei.

Não há nexo de causalidade entre a


conduta e o resultado que seria a traficância e a associação,
juridicamente temos um fato atípico.

A antijuridicidade aqui dispensa


comentários, pois é aquilo contrario ao nosso ordenamento
jurídico.
Rua Inácio Bitencourt nº 269 A
Jd. Tranquilidade – Guarulhos -SP
Tel: (11) 2424-0897 Cels.: 95923-3749
99588-0862 94614-7249
Email: mjlemeadv@gmail.com

Concluindo um raciocínio logico, não ha


crime, pois o fato e atípico.

De acordo com nosso Codigo Penal em


seu artigo 13 que fala sobre a relação de causalidade:

Nestes Termos,
Pede Deferimento.

São Paulo, 17 de Dezembro de 2018.

Marcos Jose Leme


OAB/SP nº 215.865