Você está na página 1de 6

1 T

DESCOBRINDO
O LED
Os LEDs são verdadeiros heróis não reconhecidos no mundo da
eletrônica. Eles fazem vários trabalhos e são encontrados em todos
os tipos de aparelhos. Eles formam os números em relógios digitais,
transmitem informações de controles remotos, iluminam relógios,
indicam quando os eletrodomésticos estão ligados.
99
DESCOBRINDO O LED

DIODO EMISSOR DE LUZ - LED


Atualização: 2
O LED (Light Emitting Diodes) é um diodo emissor de luz, porém
existem outros tipos de diodos que veremos mais pra frente. O Diodo CLASSIFICAÇÃO
é um componente eletrônico, feito de Germânio ou Silício, que conduz
corrente elétrica apenas em um sentido ou melhor dizendo, polarização
(Anodo (+) e Catodo ( --- )), que no caso do LED, quando percorridos
por uma corrente elétrica são capazes de emitir luz. ADULTOS CRIANÇAS

NÍVEL DE DIFICULDADE
A palavra LED vem do inglês Light Emitting Diode,
que significa Diodo Emissor de Luz. O LED é FÁCIL INTER DIFÍCIL
um componente eletrônico semicondutor, pos-
sui a mesma tecnologia usada em chips
de computadores, que possuem a ca- MATERIAL NECESSÁRIO
pacidade de transformar energia em luz.
2 - Balões de borracha
A transformação de energia elétrica em luz 1 - Flanela
que os LEDs possuem é diferente da trans- 2 - Pedaços de barbante
formação que as lâmpadas incandescentes fazem.

Vista
O lado do LED Inferior O lado do LED
correspondente correspondente
ao Anodo (+), ao Catodo ( -- ), Símbolo do LED
é redondo e é chanfrado e
tem o terminal possui o terminal
mais longo. Vista menor.
Lateral

+ _ Observe os terminais por dentro do


invólucro do led, o terminal dentro
do invólucro com maior tamanho
representa o Catodo, consequente-
mente com menor tamanho o Anodo.
Essa última observação só é possível
ser feita em leds de alto brilho ou de
invólucro transparente.

Electronics Kit 1
99
DESCOBRINDO O LED

Lâmpadas incandescentes convencionais utilizam Quando os elétrons se movem através do LED estão
um filamento metálico, enquanto que nos LEDs essa se movendo dos átomos de um dos materiais para
transformação é feita em matéria, sendo chamada de os átomos do outro. À medida que passam através
estado sólido. Nas lâmpadas incandescentes o fila- da junção para uma órbita mais baixa, acontece
mento de metal é colocado no seu interior, este mes- uma liberação de energia na forma de fótons (luz).
mo filamento se aquece na passagem de corrente
elétrica. Os átomos tem seu grau de agitamento de A quantidade de energia liberada depende dos tipos
tal forma aumentado que ocorre a emissão de luz. de materiais usados. Diferentes níveis de energia de
fótons são diferentes freqüências de luz resultando
em luzes de cores diferentes.

Quanto maior for a energia aplicada ao LED, mais


Bulbo brilhante será a luz, porém isso irá queimá-lo. Nós
de vidro Filamento de usamos um resistor para proteger o nosso LED, e
Tungstênio se quisermos que ele seja tão brilhante quanto pos-
sível, precisamos determinar a menor resistência
para protegê-lo.
Gas inerte
Condutor
de corrente
elétrica Representação do LED no esquema eletrônico.

Base Anodo Catodo


_ ou Anodo Catodo
_
+ +

Resistor Fixo

+
No LED a emissão de luz acontece quando a cor- LED
_
rente elétrica percorre o material de junção PN (dio-
do semicondutor), emitindo radiação infravermelha.
O componente mais importante de um LED é o chip
semicondutor, responsável pela geração de luz, este
chip possui dimensões muito reduzidas, menor do
que o tamanho de um LED convencional, cerca de
0,5 mm.

Capa
refletiva

Cápsula Terminal Camada tipo P


plástica positivo
Camada Ativa

Terminal
pegativo Camada tipo N

Fio Anodo (+)

Fótons
Lacunas

Elétrons
Terminal Terminal
Anodo (+) Catodo (+)

2 Electronics Kit www.dreaminc.com.br


99
DESCOBRINDO O LED

Tipos de LEDs
Existem variações de modelos de LEDs, alguns
deles são:

LEDs difusos comuns: a luz destes LEDs é es-


palhada por sua capsula de plástico. O objetivo se-
ria que a luz fosse uniforme no decorrer da superfície
do LED, mas ainda assim existem pontos com maior
luminosidade e menor luminosidade;

LEDs de alto brilho: a potência luminosa destes


LEDs é bem maior do que a dos LEDs difusos, por
exemplo. A capsula de plástico é transparente, o
que aumenta a luminosidade do LED, sua luz é con-
centrada;

Fitas de LED: como o nome sugere, é uma fita que


possui, em sua extensão, vários LEDs minúsculos,
brilhando em conjunto ou alternados, dependendo
do modelo da fita;

LEDs bicolores: podem ser difusos ou trans-


parentes, possuem duas cores, ou a combinação
de duas cores para formar uma terceira cor. Ele
pode apesentar dois ou três terminais;

LEDs RGB ou tricolores: possuem três cores, ver-


melho (Red), verde (Green) e azul (Blue). Podem ser
difusos ou transparentes. O uso das cores pode ser
em conjunto ou individuais;

LEDs SMD: são os LEDs usados nas fitas de LEDs,


podem ser difusos, transparentes ou tricolores;

Matriz de LEDs: são conjuntos de LEDs usados em


linhas ou colunas, para apresentar leras e até gráfi-
cos de baia resolução. Podem ser difusos, tricolores
ou transparentes, podem funcionar em conjunto ou
individualmente dependendo do modelo;

O tamanho dos LEDs geralmente pode variar de 3 a


10 milímetros, outros tamanho, menores ou maiores,
geralmente são para casos específicos. A quanti-
dade de iluminação do LED sempre é medida em
lúmens, e seu tempo de vida útil é dependente do
local e maneira de utilização, mas varia de 25 mil a
100 mil horas.

10mm

3mm 5mm

Alguns exemplos
dos modelos
mais comuns
disponíveis de
LED.

Electronics Kit 3
99
DESCOBRINDO O LED

Todos os diodos liberam energia, na forma de luz, Os diodos conhecidos como LEDs visíveis (ou ap-
quando polarizados diretamente. A luz liberada por enas LEDs - Light Emitting Diodes) são feitos,
diodos de silício padrão esta na faixa do infraver- especialmente, para emitir luz visível. Variando-se os
melho, que não é visivel ao olho humano. Os LEDs materiais semicondutores, os diodos podem ser pro-
infravermelhos (IR LEDs - InfraRed Light Emitting jetados para emitir luz vermelha, amarela ou verde, e
Diodes) são geralmente usados em dispositivos de há LEDs para fins especiais que emitem luz azul, ou
controle remoto para enviar mensagens secretas até mesmo branca. LEDs bicolores e tricolores con-
(está bem, invisíveis) a outros aparelhos eletrônicos, tém dois ou três diodos diferentes em uma cápsula.
como a sua TV ou aparelho de DVD.

Infravermelho
Ultravioleta
Espectro
Raio-X Visível Ondas de Rádio

Comprimento
de Onda (nm)

Valores dos LEDs

Os LEDs contém as mesmas especificações que


os diodos padrão, mas costumam ter valores
Valor Queda de Corrente Máxima
nominais de Piv (Tensão de Pico Reversa) bem
Tensão em Volts em Ámperes
mais baixos. Um LED típico tem um Piv nominal de
cerca de 5V, com uma corrente nominal de menos
de 50mA. Se mais corrente passar por um LED do 1,8 0,02
que o especificado em sua corrente nominal, o LED
se queima.
As tensões diretas variam, dependendo do tipo 2,1 0,02
de LED; elas vão de 1,5V em LEDs IR até 4,6V em
LEDs azuis. LEDs vermelhos, amarelos e verdes
normalmente têm uma tensão direta de cerca de 2,0 0,015
2,0V. Certifique-se de verificar as especificações de
qualquer LED que você vá usar em circuitos.
2,0 0,02
A corrente nominal de um LED é normalmente
chamada de corrente direta máxima, que é difer-
ente de outro valor nominal do LED, conhecido
3,1 0,02
como corrente de pico ou corrente de pulso. A
corrente de pico/pulso, que é mais alta do que a
corrente direta máxima, é o máximo absoluto de 3,1 a 4,0 0,02
corrente que você pode passar em um LED por um
período muito curto de tempo. Aqui, curto significa
Valores médios da queda de
pequeno - da ordem de milissegundos. Se você tensão e corrente máxima
confundir corrente direta com corrente de pico, para LEDs de 5mm.
poderá estragar seu LED.

4 Electronics Kit www.dreaminc.com.br


99
DESCOBRINDO O LED

Benefícios no Uso dos LEDs

• Longa vida útil;


sidade e provocam uma alteração
• Baixa voltagem de operação; na cor, principalmente em luminárias
• Resistência a impactos e vibrações: Utiliza externas, em função da ação da radi-
tecnologia de estado sólido, portanto, sem fila- ação ultravioleta do sol
mentos, vidros, etc, aumentando a sua robustez; • Luz direta, aumento da eficiência do
• Controle dinâmico da cor: Com a utilização sistema em função da possibilidade de
adequada, pode-se obter um espectro variado direcionamento da luz emitida pelo LED;
de cores, incluindo várias tonalidades de branco, • Ecologicamente correto: Não utiliza mercúrio
permitindo um ajuste perfeito da temperatura de ou qualquer outro elemento que cause dano à
cor desejada; natureza;
• Acionamento instantâneo: Tem acionamento • Ausência de ultravioleta: Não emitem radiação
instantâneo, mesmo quando está operando em ultravioleta sendo ideais para aplicações onde
temperaturas baixas; este tipo de radiação é indesejada;
• Controle de Intensidade variável: Seu fluxo • Ausência de infravermelho: Também não
luminoso é variável em função da variação da emitem radiação infravermelho, fazendo com
corrente elétrica aplicada a ele, possibilitando, que o feixe luminoso seja frio.
com isto, um ajuste preciso da intensidade de luz
• Ao contrário das lâmpadas fluorescentes
da luminária;
que tem um maior desgaste da sua vida útil no
• Cores vivas e saturadas sem filtros: Emite com- momento em que são ligadas, nos LEDs é pos-
primento de onda monocromático, que significa sível o acendimento e apagamento rapidamente
emissão de luz na cor certa, tornando-a mais possibilitando o efeito “flash”, sem detrimento da
viva e saturada. Os LEDs coloridos dispensam a vida útil.
utilização de filtros que causam perda de inten

Utilização do LED
O LED geralmente é utilizado em eletroeletrônicos, As Lâmpadas LED apresentam varias característi-
onde é vantajosa sua aplicação para sinalização cas promissoras e inovadoras no que se diz respeito
(ligado ou desligado), por exemplo. É muito fácil à iluminação residencial, além de serem menos
encontrar LEDs em vários aparelhos domésticos, agressivas ao meio ambiente, como as demais lâm-
como as TVs de LED, também em rádios, computa- padas. Como dito anteriormente, as lâmpadas usam
dores, em alguns tipos de semáforos e etc. Porém, um filamento metálico na transformação de energia
a partir de crises energéticas e a preocupação no elétrica em luz, isso ocasiona em aquecimento e
uso adequado da energia elétrica e na economia da pouca durabilidade da lâmpada, em comparação
mesma, o LED vem tomando também espaço na com LED. As lâmpadas LED são o futuro da ilumi-
iluminação de residências, com as lâmpadas LED. nação residencial por serem econômicas e pos-
suírem grande vida útil.

Lâmpadas de LEDs, mais


econômicas e duráveis.

Electronics Kit 5